quinta-feira, 7 de agosto de 2014

PESQUISA IBOPE APONTA VITÓRIA DE ANA AMÉLIA LEMOS NO PRIMEIRO E NO SEGUNDO TURNO NO RIO GRANDE DO SUL

Pesquisa contratada pelo Grupo RBS junto ao Ibope e revelada na noite desta quinta-feira aponta que a senadora Ana Amélia Lemos ganharia a eleição para o governo do Estado do Rio Grande do Sul nos primeiro e segundo turnos. Ana Amélia Lemos tem 36% da preferência do eleitorado gaúcho. O governador petista peremptório "grilo falante" e tenente artilheiro e poeta de mão cheia Tarso Genro apresentou índice de 35%. O candidato do PMDB, José Ivo Sartori, ex-prefeito de Caxias do Sul, registra 5%. E o deputado federal Vieira da Cunhas, do PDT, está com 4%. No segundo turno, Ana Amélia Lemos venceria a eleição com 45% da preferência do eleitorado gaúcho, com cerca de 10 pontos de vantagem sobre o petista.

IBOPE APONTA LIDERANÇA DE TAQUES NO MATO GROSSO

Pesquisa Ibope encomendada pela Rede Globo e divulgada nesta quinta-feira mostra que o candidato do PDT, Pedro Taques, lidera a disputa pelo governo do Mato Grosso com 36% das intenções de voto. Lúdio Cabral (PT) tem 14% das intenções e José Riva (PSD), 13%. O candidato Dr. José Roberto (PSOL) aparece com 5% das intenções de voto e José Marcondes Muvuca (PHS), com 1%. Brancos e nulos somam 14% e 17% não souberam responder. O Ibope também questionou em qual candidato os eleitores não votariam de jeito nenhum. A maior taxa de rejeição é de José Riva, 37%. A de José Marcondes Muvuca é 15%, Pedro Taques, 10%, Lúdio Cabral, 9%, e Dr. José Roberto, 6%. A pesquisa foi realizada entre 3 e 5 de agosto com 812 eleitores em 37 municípios do Estado.

ESTADOS UNIDOS INICIAM OPERAÇÃO HUMANITÁRIA NO IRAQUE

O Exército dos Estados Unidos deu início a uma missão humanitária no Iraque na noite desta quinta-feira, informou um oficial das forças de segurança. Aviões militares foram enviados à região do conflito conduzindo água e comida para os civis de minorias étnicas que foram obrigados a fugir para as montanhas. Segundo o agente do Exército, o governo norte-americano ainda está considerando lançar ataques aéreos contra os militantes do Estado Islâmico (ex-Estado Islâmico do Iraque e do Levante), que nos últimos dias tomaram o controle de cidades no norte do país. No sábado, os terroristas islâmicos capturaram a cidade de Sinjar, controlada pelos curdos e de maioria Yazidi, etnia que segue uma religião pré-islâmica. A Organização das Nações Unidas (ONU) calcula que cerca de 40 mil Yazidis fugiram para as montanhas sem comida ou água.

VALE PLANEJA DUPLICAR SUAS EXPORTAÇÕES DE MINÉRIO PARA A CHINA EM CINCO ANOS

A Vale, maior produtora global de minério de ferro, pretende dobrar as exportações do produto para a China em cinco anos, disse nesta quinta-feira o diretor de Ferrosos e Estratégia da Vale, José Carlos Martins. Dessa forma, as vendas ao gigante asiático cresceriam de cerca de 150 milhões de toneladas/ano, em 2013, para 300 milhões de toneladas/ano em 2018. No mesmo período, a companhia prevê aumentar suas exportações totais de minério de ferro para 400 milhões de toneladas ao ano, ante um volume de cerca de 270 milhões de toneladas em 2013. A partir desse cenário, que incluiu pesados investimentos na expansão da produção, principalmente em Carajás, no Pará, a mineradora já estuda a contratação de novos navios para suportar o escoamento da sua produção crescente. "É certo que, com aumento do volume exportado, nós vamos precisar contratar mais navios ou comprar, aquilo que for mais eficiente financeiramente", afirmou Martins. Durante o evento, o executivo afirmou que a Vale tem uma confiança "inabalável" na China, o principal comprador de seus produtos. Para ele, as importações de minério do país asiático têm excelente potencial de crescimento. Para balizar a sua confiança nessa tese, o executivo ressaltou que este ano, até agora, a produção chinesa de aço cresceu apenas 3%, enquanto a importação chinesa de minério de ferro cresceu 15%. Ele explicou que isso mostra um deslocamento dos produtores de minério chineses que têm maiores custos. "A nossa decisão de aumentar a produção já está tomada, se a China crescer mais, será mais fácil de realizar", disse o executivo. O executivo reiterou que a produção de minério de ferro da Vale, no primeiro semestre, ficou acima do esperado e frisou que a meta para o ano, de produzir 312 milhões de toneladas, está mantida.

JUSTIÇA DO MATO GROSSO IMPEDE A CANDIDATURA DO EX-PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA, DEPUTADO JOSÉ RIVA

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso indeferiu em sessão realizada na manhã desta quinta-feira, 7, a candidatura do deputado estadual José Riva (PSD) ao governo de Mato Grosso pela coligação "Viva mato Grosso". Com essa decisão, o Tribunal atende a dois pedidos de impugnação contra a candidatura de José Riva. Um deles, da Procuradoria Regional Eleitoral e o outro protocolado pelo candidato da coligação "Coragem para Mudar", senador Pedro Taques (PDT). Os dois pedidos foram com base na lei da Ficha Limpa. José Riva responde a cerca de 103 processos judiciais e possui quatro condenações em colegiado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso por corrupção. No pedido de impugnação, a Procuradoria Regional Eleitoral destaca que o candidato teve condenações por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.  Uma das condenações foi por desvio de recursos públicos por meio de emissão fraudulenta de cheques da Assembleia Legislativa de Mato Grosso em um total de quase R$ 4 milhões. Este ano, José Riva foi preso durante a operação Ararath da Polícia Federal que investiga fraudes, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha nos três poderes do Estado desde 2006. Ele foi levado preso para Brasília, conseguiu habeas corpus e responde ao processo em liberdade. Logo após sair da prisão, José Riva foi incentivado por amigos, correligionários e dezenas de prefeitos a disputar o governo. Ele se lançou pela coligação que reúne o PSD, PTdoB, PRTB, PTN, PEN, PTC, Solidariedade.

TSE MULTA LOBÃO FILHO POR DIZER QUE AÉCIO NEVES É CONTRA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu nesta quinta-feira multar o senador Edison Lobão Filho (PMDB), candidato ao governo do Maranhão, em R$ 5 mil, por fazer propaganda negativa de Aécio Neves (PSDB), candidato à Presidência da República. Em Barra do Corda, município do Maranhão, Lobão Filho chegou a dizer que "o candidato Aécio Neves" teria declarado ser contrário ao programa Bolsa Família. O PSDB nacional levou o caso ao TSE e conseguiu a aplicação de multa ao senador do PMDB. O PSDB alegou que a manifestação é inverídica e disse haver "intenção eleitoral de denegrir a imagem" do presidenciável. A despeito do relator do caso, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, ter votado pela improcedência da representação do PSDB, venceu o entendimento contrário por maioria na Corte eleitoral. O entendimento dos ministros foi no sentido da possibilidade de cometer delito fora da tribuna do Congresso em que não pode ser invocada a imunidade parlamentar. "A imunidade não pode ser aplicada no processo eleitoral", disse o ministro Henrique Neves. O ministro Luiz Fux disse ainda que é necessário diferenciar, para efeito de entender a imunidade, o candidato do parlamentar.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ACUSA O PETISTA ANDRES SANCHEZ DE CRIME FISCAL

O petista Andrés Sanchez terá de responder por crime fiscal cometido durante o período em que esteve à frente do Corinthians. A denúncia do Ministério Público Federal, que também inclui a ação ilegal de outros três dirigentes do clube, foi aceita pela Justiça Federal no dia 11 de julho. No total, o valor do débito, atualizado, é de 94,25 milhões de reais. O ex-presidente do Corinthians e candidato a deputado federal pelo PT confirmou que o débito existe e disse que qualquer pronunciamento oficial deve ser feito pelo Corinthians. Segundo a assessoria da 1ª Vara Federal Criminal de São Paulo, o débito já foi negociado e parcelado. O Corinthians, inclusive, já fez alguns pagamentos. Mesmo assim, os envolvidos – neste caso, o corpo diretivo do clube – vão responder penalmente pelas acusações. Roberto de Andrade, André Luiz de Oliveira e Raul Corrêa da Silva, além de Andrés, também foram denunciados. Os envolvidos podem ser condenados a até dois anos de detenção, além do pagamento de multa. A denúncia do Ministério Público Federal é de 7 de março deste ano e diz respeito a "crime de apropriação indébita previdenciária". Os dirigentes retiveram o valor por intermédio do Corinthians. A ação deles, segundo o Ministério Público Federal, foi consciente e voluntária. Os impostos não recolhidos estão ligados a diversos pagamentos do clube – de funcionários, trabalhadores terceirizados e empresas prestadoras de serviços.

IBOPE MOSTRA DILMA COM MESMO ÍNDICE, AÉCIO NEVES E EDUARDO CAMPOS SOBEM

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira pela Rede Globo aponta que, após um mês de campanha eleitoral, a disputa pelo Palácio do Planalto permanece estável. A presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) tem 38% das intenções de voto, contra 23% de Aécio Neves (PSDB) e 9% de Eduardo Campos (PSB). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o levantamento, 13% declararam que pretendem votar em branco ou nulo. Outros 11% disseram não saber em quem vão votar ou não responderam. O instituto ouviu 2.506 eleitores, em 175 municípios, entre os dias 3 e 6 de agosto. A pesquisa está registrada sob o número BR-00308/2014. Na sondagem anterior, feita pelo Ibope nos dias de julho, Dilma aparecia com os mesmos 38%. Aécio Neves marcava 22%, e Eduardo Campos, 8%. O Ibope também fez simulações de um eventual segundo turno: Dilma tem 42%, ante 36% de Aécio Neves(no levantamento anterior, a diferença era de 41% a 33%). No cenário contra Eduardo Campos, Dilma marca 44%, ante 32% do candidato do PSB (essa diferença era de 41% a 29% em julho).

LUCIANA GENRO QUER QUE O BRASIL CONCEDA ASILO PARA ESPIÃO TRAIDOR AMERICANO EDWARD SNOWDEN

A candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, defendeu nesta quinta-feira (7) que o Brasil ofereça asilo político ao espião traidor americano Edward Snowden, consultor de informática que prestava serviços para a NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos). Ela se encontrou à tarde com o ativista anti-americanista Glenn Greenwald, que publicou na imprensa as denúncias do espião traidor Snowden sobre o sistema de espionagem dos Estados Unidos. “Eu pedi esta conversa com o Glenn, porque entendo, enquanto candidata a presidente, que a discussão sobre o asilo ao Snowden é um debate de interesse nacional. É uma obrigação moral oferecer asilo a alguém que teve a coragem de desafiar os Estados Unidos para revelar ao mundo um sistema de vigilância perverso, que traz o risco de transformar a internet em um instrumento de controle não só político, como pessoal”, disse a candidata comunista do PSOL.

NETO DE ESTELA CARLOTTO DESCREVE A EMOÇÃO DE REENCONTRAR A AVÓ

Com três palavras publicadas nesta quinta-feira em sua página no Facebook, o músico e compositor argentino Ignacio Hurbán resumiu a descoberta de sua verdadeira identidade e o primeiro encontro com a avó, Estela Carlotto, presidente da organização Avós da Praça de Maio. "Abraço. Imensamente feliz", escreveu Hurbán ao comentar o primeiro encontro com a avó, que descobriu nesta semana que seu 14º neto estava vivo. A organização que Estela comanda é integrada por mulheres de mais de 70 anos e funciona como uma verdadeira agência de detetives: elas buscam as 500 crianças desaparecidas na ditadura argentina (1976-1983), muitas delas nascidas em cativeiro, que hoje são homens e mulheres de meia-idade. Até agora, as avós da Praça de Maio encontraram 114 netos – o último deles, Guido Montoya Carlotto – filho de Laura Carlotto e Walmir Montoya, dois integrantes do grupo terrorista Montoneros, assassinados na ditadura. Laura, filha de Estela, estava grávida quando foi sequestrada, torturada e morta. O corpo dela foi entregue à família (caso raro, na Argentina da época, em que 30 mil opositores ao regime desapareceram sem deixar rastro). No entanto, o filho de Laura, que nasceu enquanto ela estava presa, sumiu. Com o retorno da democracia, as avós da Praça de Maio criaram um banco de sangue, com amostras genéticas de todos os parentes dos desaparecidos da ditadura, para que a busca tivesse continuidade depois da morte delas. Ignacio Hurbán, como muitos outros filhos de desaparecidos, começou a duvidar de suas origens e submeteu-se a um exame de DNA. Descobriu que, na verdade, era Guido, e que suas duas avós estavam vivas: Estela Carlotto, de 83 anos, em Buenos Aires, e Hortensia Montoya, de 91 anos, em Santa Cruz, no extremo sul da Patagônia argentina. Na quarta-feira (6), um dia após ter descoberto que seu décimo quarto neto estava vivo, Estela e seus três filhos se encontraram com ele. Na véspera, ela tinha dito que sempre teve esperança de poder “abraçá-lo antes de morrer”. Estela esperou 36 anos, mas o abraço finalmente aconteceu. Começa agora um longo processo, em que Ignacio, com a ajuda de psicólogos da organização, terá que assumir a nova identidade e reescrever sua própria história. Estela Carlotto pediu à imprensa que respeite a privacidade de Ignacio – normalmente, a identidade dos netos descobertos é mantida em segredo, até que eles se sintam prontos para torná-la pública ou em casos em que são obrigados a prestar depoimento na Justiça. Pela legislação argentina, o desaparecimento de pessoas e o sequestro de crianças na ditadura são crimes que não prescrevem. Se os pais adotivos participaram direta ou indiretamente do ocultamento da verdadeira identidade das crianças sequestradas ou sabiam que eram filhos de desaparecidos são considerados “apropriadores” e processados. Por essa mesma razão, muitos filhos de desaparecidos, com medo de ser responsáveis pela punição da única família que conheceram, temem fazer o teste de DNA ou esperam a morte dos pais adotivos para fazê-lo. No caso de Ignacio, os “apropriadores” morreram e ele foi entregue a outro casal, que trabalhava em uma fazenda. Estela Carlotto pediu à Justiça que espere um tempo, antes de convocar o neto dela para depor, como costuma fazer em muitos casos, para dar à pessoa o tempo necessário para assimilar a nova realidade.

RÚSSIA LIBERA EXPORTAÇÕES BRASILEIROS DE CARNES, MIÚDOS E LÁCTEOS

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou que o serviço sanitário da Rússia abriu as portas para 87 frigoríficos brasileiros exportarem carnes bovina, suína e de aves, além de miúdos desses animais para o país europeu, e ainda para a Bielorússia e o Cazaquistão, que fazem parte da União Aduaneira Russa. Receberam autorização, ainda, dois estabelecimentos de produtos lácteos. As liberações Foram divulgadas nesta quinta-feira pelo ministério. Mais cedo, a Rússia havia anunciado embargo à importação de carne bovina, suína, aves, peixe, queijo, leite, legumes e frutos provenientes dos Estados Unidos, da União Européia, Austrália, do Canadá e da Noruega. Os Estados Unidos e a União Européia decretaram sanções econômicas à Rússia pelo envolvimento na guerra da Ucrânia e apoio aos rebeldes pró-russos no Leste do país. O secretário de Polícia Agrícola do ministério, Seneri Paludo, disse na manhã desta quinta-feira que trata-se de “uma grande janela para o Brasil”, que pode causar uma “revolução” nas exportações brasileiras de carne, milho e soja. Ao lado de Hong Kong, a Rússia é um dos principais destinos das exportações de carne bovina e suína brasileira. Segundo informações do Ministério da Agricultura, em 2013 o Brasil exportou 303 mil toneladas de carne bovina in natura para o país, equivalentes a US$ 1,2 bilhão. Foram vendidas, ainda, 134 mil toneladas de carne suína, gerando receita de US$ 412 milhões.

FUNCIONÁRIOS DO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO ENTRAM EM GREVE

Os funcionários do Poder Judiciário Federal  e do Ministério Público da União entraram em greve por tempo indeterminado.  Os funcionários procuraram representantes do Supremo Tribunal Federal e da Presidência da República para negociar um reajuste de salário, com base na reposição inflacionária. No Supremo, além de fazerem uma manifestação em frente à Corte, representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União no Distrito Federal (Sindjus) reuniram-se com o diretor-geral do Supremo, Amarildo Vieira de Oliveira. Eles pediram que a proposta de aumento seja encaminhada pelo Supremo à Presidência até o dia 15 para compor o Orçamento da União para 2015. Enquanto seus representantes eram recebidos no Supremo, os servidores atravessaram a Praça dos Três Poderes e fecharam a avenida em frente ao Palácio do Planalto por cerca de 30 minutos. O objetivo, segundo eles, era pressionar a presidente Dilma Rousseff para que não retire a previsão de reajuste do Orçamento de 2015. De acordo com Fagner Azeredo, coordenador do Sindicado dos Trabalhadores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul, os servidores vêm sofrendo uma defasagem em relação à inflação nos últimos oito anos que já ultrapassa 41%.

BANDIDO PETISTA MENSALEIRO JOSÉ GENOÍNO JÁ ESTÁ SOLTO, MINISTRO BARROSO AUTORIZOU, COMO JÁ ERA ESPERADO

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, autorizou nesta quinta-feira o bandido petista mensaleiro José Genoino, condenado no processo do Mensalão do PT, a progredir para o regime aberto. Com a decisão, José Genoino cumprirá o restante de sua pena em casa, onde terá que seguir regras estabelecidas pela Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, que vai efetivar a decisão. Segundo Barroso, Genoino cumpriu um sexto da pena de quatro anos e oito meses de prisão no regime semiaberto, requisito para a passagem ao aberto. “Tendo em vista a documentação que instrui o pedido, considero atendido o requisito objetivo para a progressão de regime na data de 21 de julho de 2014. Da mesma forma, tenho por satisfeito o requisito subjetivo exigido pelo Artigo 112 da Lei de Execuções Penais, na medida em que, conforme já referido, há nos autos o atestado de bom comportamento carcerário e inexistem anotações de prática de infrações disciplinares pelo condenado”, decidiu o ministro. Genoino teve prisão decretada no dia 15 de novembro do ano passado e chegou a ser levado para o Presídio da Papuda, no Distrito Federal.

COMO JÁ ERA ESPERADO, O MINISTRO BARROSO COMEÇA A LIBERAR OS MENSALEIROS PARA O REGIME ABERTO

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, concedeu nesta quinta-feira o regime aberto de prisão ao ex-tesoureiro do extinto PL (atual PR), Jacinto Lamas. O ministro entendeu que Lamas pode progredir para o regime aberto por ter cumprido um sexto da pena de cinco anos em regime de prisão, definida no processo do Mensalão do PT. Lamas começou a cumprir pena no regime semiaberto no dia 15 de novembro do ano passado, e já teria direito a passar para o regime aberto no dia 14 de setembro, ao completar dez meses de prisão. No entanto, descontando os dias trabalhados fora da prisão, em uma empresa de engenharia, e em cursos à distância, já pode cumprir a pena em casa.

POLÍCIA CIVIL DO RIO DE JANEIRO PROCURA MILICIANOS FORAGIDOS QUE EXPLORAVAM MORADORES DE CASAS POPULARES

A Polícia Civil do Rio de Janeiro procurava nesta quinta-feira oito foragidos de uma milícia que explorava 5.000 moradores de condomínios construídos pelo programa Minha Casa, Minha Vida, na Zona Oeste da cidade. Dezenove criminosos, das 27 pessoas com ordem de prisão expedida, foram presos. Outras duas pessoas ligadas à quadrilha, comandada por policiais militares, também foram presas na operação batizada de Tentáculos. A milícia expulsava moradores de apartamentos e extorquia dinheiro dos mutuários de seis condomínios do bairro de Campo Grande, com cobranças indevidas pelo uso de serviços públicos e até com o monopólio das vendas de cestas básicas nos locais sob controle da quadrilha. A polícia só agiu depois de uma série de denúncias, divulgadas pelo Fantástico, da TV Globo, em abril deste ano. Na lista de presos, há oito policiais militares, um bombeiro, um policial civil, um agente penitenciário e dez civis. De acordo com as investigações da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco-IE), a quadrilha abordava moradores pouco depos da inauguração dos empreendimentos. Há relatos de que moradores foram mortos porque se recusaram a pagar cobranças indevidas da milícia. Alguns foram expulsos de apartamentos para que os imóveis fossem revendidos, de maneira fraudulenta, pela quadrilha. Mas as vítimas continuaram como devedoras do empréstimo feito para a compra na Caixa Econômica Federal. Pelas estimativas divulgadas pela polícia, a milícia lucrava mais de 1 milhão de reais por mês com a exploração dos condôminos. Os investigadores constataram que o grupo recebia ordens, de dentro da prisão, dos ex-policiais militares Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, e Toni Ângelo Souza de Aguiar, o Erótico. Eles eram "testas de ferro" do ex-deputado Natalino Guimarães e do ex-vereador Jerônino Guimarães, presos desde 2007 por comandar a milícia que atuava em Campo Grande.

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE DECRETO DE INDULTO DE 2014

O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) realizará, no dia 14 de agosto de 2014, às 14h, no Ministério da Justiça, audiência pública para discutir o decreto presidencial de indulto de 2014. Visando um debate democrático e próximo com a sociedade, o CNPCP convidou vários órgãos do poderes Judiciário, Executivo, Legislativo, além do Ministério Público e sociedade civil. Uma segunda audiência pública sobre o mesmo tema acontecerá no dia 29 de agosto de 2014, em Belo Horizonte (MG), às 14h, no auditório da Associação dos Magistrados Mineiros (AMAGIS/MG), Rua Albita, 194 – Cruzeiro, Belo Horizonte.

GOVERNO DA FRANÇA SE DIZ PRONTO A APOIAR FORÇAS CURDAS CONTRA TERRORISTAS ISLÂMICOS NO IRAQUE

A França disse nesta quinta-feira que está preparada para apoiar as forças da região autônoma curda do norte do Iraque e deter o avanço de terroristas do Estado Islâmico, mas não deu detalhes sobre como isso seria concretizado. O presidente francês, François Hollande, falou por telefone com Masoud Barzani, o presidente da região curda, e ambos concordaram com a cooperação, disse em comunicado o gabinete de Hollande. "Eles enfatizaram sua vontade de cooperar para bloquear a ofensiva do Estado Islâmico no nordeste do Iraque", disse: "O chefe de Estado confirmou que a França está pronta para apoiar forças engajadas neste combate". Autoridades turcas afirmaram na quinta-feira que milhares de iraquianos, a maioria  da minoria étnica yazidis, fugiram para a fronteira turca devido ao avanço de terroristas do Estado Islâmico em áreas controladas por iraquianos curdos.

TERRORISTAS ISLÂMICOS IRAQUIANOS TOMAM MAIOR REPRESA DO PAÍS

Terroristas do Estado Islâmico (antigo Estado Islâmico do Iraque e do Levante) capturaram nesta quinta-feira a maior represa iraquiana, o que lhes garante o controle sobre grandes quantidades de água e energia. Autoridades internacionais temem que os terroristas utilizem a barragem como arma de guerra, já que a abertura das comportas poderia inundar as regiões próximas e até a capital Bagdá. Após uma semana de tentativas, o grupo de terroristas islâmicos finalmente conseguiu apoderar-se da represa de Mosul e obrigou o Exército curdo a recuar. O Estado Islâmico publicou uma nota confirmando que havia tomado a barragem e afirmou que vai continuar a "marchar em todas as direções". No depoimento, os terroristas disseram que não vão "desistir do grande projeto do Califado". O porta-voz do grupo nacionalista curdo Peshmerga, Halgurd Hekmat, afirmou, no entanto, que o conflito em torno da barragem continua e que ele não sabe quem controla o dique no momento. Os terroristas, ligados à al-Qaeda, querem instituir o estabelecimento de um Estado islâmico nos territórios do Iraque e da Síria, impondo sua interpretação da lei do Islã. A segunda maior barragem iraquiana, em Haditha, também corre o risco de ser tomada pelos terroristas do Estado Islâmico. A dominação dos diques permite que o grupo use a água e a energia produzida para abastecer as cidades próximas sobre as quais eles têm controle. Eles poderiam ainda vender os recursos para angariar receita. O governo francês solicitou nesta quinta-feira que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) se reúna em caráter de emergência para discutir o avanços dos militantes islâmicos e "os abusos intoleráveis cometidos".

JUSTIÇA AMERICANA BLOQUEIA IMÓVEIS DE BANQUEIROS BRASILEIROS

A Justiça dos Estados Unidos decretou o sequestro de dois apartamentos localizados em Nova York em nome de duas offshore controladas pelos banqueiros banqueiros Luís Octávio Índio da Costa e Luís Felippe Índio da Costa, ex-controladores do Banco Cruzeiro do Sul (BCSul), alvos de investigação por suposta gestão fraudulenta. A decisão da corte americana foi tomada a pedido do Ministério Público Federal em São Paulo. O pedido foi acolhido pela 2ª Vara Criminal Federal e encaminhado à Justiça dos Estados Unidos. Os Índio da Costa são acusados por crimes financeiros na gestão do Banco Cruzeiro do Sul. Os imóveis estão avaliados em cerca de US$ 13 milhões. O criminalista Roberto Podval, que defende os Índio da Costa (é o mesmo que defende Denise Aires de Abreu na acusação pelo desastre do Airbus A320 da TAM em Congonhas), disse que a decisão de bloqueio dos imóveis foi dada pela Justiça Federal em São Paulo.

GUERRA EM GAZA TEM CUSTO DE US$ 1,4 BILHÃO PARA A ECONOMIA DE ISRAEL

A guerra de um mês em Gaza teve custo de 1,44 bilhão de dólares para a economia de Israel, disse o presidente do banco central israelense, Karnit Flug, nesta quinta-feira. "A avaliação é de que pode chegar a cerca de 0,5% do PIB, o que é até 5 bilhões de shekels", disse Flug à emissora israelense de TV Channel Ten.

TERRORISTAS ISLÂMICOS INVADEM CIDADES CRISTÃS NO IRAQUE

A tomada de Qaraquosh, a maior vila cristã iraquiana, e pelo menos outras quatro aldeias, deixa o grupo extremista bem próximo da fronteira do território dos curdos dentro do Iraque e de sua capital regional, Irbil. O Estado Islâmico já controla grandes partes do Norte e do Oeste do país, incluindo Mosul, a segunda maior cidade iraquiana. O bispo Joseph Tomas, morador da cidade de Kirkuk, controlada pelos curdos, afirmou que o Estado Islâmico invadiu Qaraquosh e as aldeias de Tilkaif, Bartella, Karamless e Alqosh na quarta-feira, passando a comandar os vilarejos. As unidades do grupo nacionalista curdo Peshmerga, que protegiam a área, fugiram junto de civis, disse Tomas. Outros padres confirmaram as informações. "Todas as vilas cristãs estão vazias agora", informou o bispo. Quando a cidade de Mosul caiu nas mãos dos militantes, o Estado Islâmico deu aos membros das etnias minoritárias um ultimato para que se convertessem, pagassem um imposto diferenciado ou deixassem a região. Desde então, o grupo tem tentado instalar um Califado nos territórios iraquianos que controla, impondo sua interpretação extremista da lei islâmica. O Exército do Iraque e as forças de segurança curdas, aliados a milicianos sunitas, têm lutado para expulsar os insurgentes.

CENTRAIS SINDICAIS VÃO COBRAR MAIS DIÁLOGO DA PETISTA DIMA ROUSSEFF

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira em São Paulo o apoio de lideranças das seis maiores centrais sindicais do País, mas no documento dos sindicalistas, recheado de ataques à oposição e em especial à Aécio Neves (PSDB-MG), há também cobranças ao governo federal. O encontro aconteceu apenas algumas horas depois de seu principal opositor, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), discursar com sindicalistas da Força Sindical em porta de fábrica também na capital paulista. O  documento afirma: "desde já, cobramos compromissos expresso com os trabalhadores e suas centrais representativas de que será efetivamente estabelecido um processo permanente de diálogo sobre estas e outras questões relativas ao mundo do trabalho no País". Há um fato político importante por trás do documento. Ele é assinado pelos presidentes da CUT, UGT, CTB, NCST, CSB e pelo secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves. Segunda maior central do País, a Força, com 1,1 mil sindicatos e quase 5 milhões de trabalhadores associados, está rachada: no começo da manhã desta quinta-feira, sua liderança maior, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (SDD), estava ao lado de Aécio Neves em um comício na porta da fábrica da Voith, em São Paulo. Além de Paulinho, o presidente da Força, Miguel Torres, também apóia Aécio Neves. Na Força, outros dois vice-presidentes estão com o tucano: Antônio Ramalho, que representa os operários na construção civil de São Paulo, e Melquíades Araújo, que lidera os trabalhadores em alimentação em Minas Gerais.

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ VERDE DO BRASIL SOBE 37,5% EM JULHO

As exportações de café verde do Brasil subiram 37,5% em julho, para 2,66 milhões de sacas, na comparação com o mesmo mês de 2013, informou nesta quinta-feira o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). A venda de café arábica no período somou 2,24 milhões de sacas, 28,8% a mais ante julho do ano passado, enquanto as vendas do café robusta saltaram 114%, para 420,9 mil sacas. Os embarques de café torrado e moído e solúvel avançaram 7,6%, para 321,7 mil sacas. "O resultado do mês de julho, início da safra 2014/15, de 2.981.183 sacas, é muito positivo e, em grande parte, resulta de estoques remanescentes", disse o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga em nota. Ele acrescentou que a manutenção desta performance favorável para os meses seguintes está condicionada à colheita da safra em curso. A safra do Brasil, maior exportador do mundo da commodity, sofreu quebra em função de uma seca sem precedentes que atingiu importantes regiões produtoras, levando a revisões para baixo nas estimativas de safra e numa escalada dos preços internacionais do café.

ELEITO, AÉCIO NEVES PODERÁ RETOMAR A LIVRE FLUTUAÇÃO CAMBIAL

Um governo tucano retomaria a livre flutuação da taxa de câmbio, caso o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, seja eleito em outubro, disse um dos coordenadores do programa econômico da campanha. “Caso eleito, o governo Aécio Neves terá como objetivo acabar com o populismo cambial imposto pelo governo da presidente Dilma Rousseff e voltar com a livre flutuação da taxa de câmbio”, disse o economista Mansueto Almeida, que ingegra a equipe de coordenação do programa econômico do senador mineiro ao lado do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, e dos economistas Luiz Mendonça de Barros e Samuel Pessôa. Desde agosto do ano passado, o Banco Central, sob o governo da presidente Dilma Rousseff, mantém um programa de intervenção no câmbio com o objetivo de diminuir a volatilidade do mercado. Isso começou quando a moeda norte-americana se aproximou de 2,45 reais, diante de incertezas sobre o rumo da política monetária ultraexpansionista do banco central norte-americano. No fim de junho, o Banco Central anunciou a extensão do programa de intervenção pelo menos até o fim do ano sem alterações, apesar de expectativas de que pudesse reduzir a oferta de hedge cambial. Além da oferta diária de swap cambial, equivalente a venda futura de dólares, o Banco Central disse que poderá fazer operações adicionais se julgar necessário. Para a campanha de Aécio Neves, o correto é manter a livre flutuação. “O reequilíbrio da taxa de câmbio graças à livre flutuação vai melhorar o desempenho da balança comercial, resultando em uma diminuição no déficit em transações correntes”, disse Mansueto em nota. "Com isso, as contas externas do País vão entrar em um ciclo virtuoso, de atração de mais investimentos e melhoria do saldo comercial”, acrescentou o coordenador tucano.

O PETISTA PADILHA DIZ, "NÃO SUBESTIMEM A FORÇA DO PT"

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, minimizou seu desempenho nas pesquisas recentes de intenção de voto, atualmente em 5%, e disse contar com total apoio do partido em torno de sua candidatura. "Não subestimem a força do PT", afirmou. Quarto convidado da série Entrevistas Estadão, o petista focou seu discurso em ataques aos 20 anos de gestão tucana no Estado e acusou o atual governo de fazer uso político da crise hídrica e de ser leniente com facções criminosas. A candidatura do ex-ministro da Saúde foi uma aposta do ex-presidente e alcaguete Lula (delatava companheiros para o Dops paulista durante a ditadura militar, conforme Romeu Tuma Jr.) para chegar ao comando do Palácio dos Bandeirantes. A escolha de um nome pouco conhecido do eleitorado repete estratégia adotada pelo petista em 2010, com a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência e com Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo, em 2012. Padilha evitou ser definido como um candidato "poste", termo usado pelo próprio Lula. "Posso dizer o que é ser um candidato apoiado pelo Lula e pela Dilma", disse. "Nunca o PT esteve tão unido em torno de uma candidatura em São Paulo como está da minha", complementou.

DÓLAR SOBE 1% E BATE EM R$ 2,30, PRESSIONADO PELA AMEAÇA RUSSA NA UCRÂNIA

O dólar fechou em alta de quase 1% nesta quinta-feira e chegou a 2,30 reais durante o pregão pela primeira vez em mais de quatro meses, impulsionado pelas crescentes tensões entre a Rússia e o Ocidente. Com isso, segundo operadores, foi fortalecida a tese de que o cenário de incertezas globais e domésticas deve manter a moeda norte-americana acima do antigo teto informal de 2,25 reais nos próximos meses. O dólar subiu 0,98%, a 2,2959 reais na venda, após chegar a 2,3000 reais na máxima da sessão desta quinta-feira. De julho até agora, a valorização é de 3,89%. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1 bilhão de dólares.

ORGANIZAÇÃO TERRORISTA HAMAS ADMITE QUE EXECUTOU ÁRABES PALESTINOS SUSPEITOS DE AJUDAR ISRAEL

O grupo terrorista islâmico Hamas admitiu nesta quinta-feira ter executado árabes palestinos sob suspeita de ajudar as forças israelenses durante a guerra de um mês em Gaza. "Os espiões foram executados depois de serem pegos informando sobre o paradeiro da resistência ou interrompendo o trabalho dos homens da resistência e desarmando emboscadas preparadas contra o inimigo", afirmou Al-Majd, um site pró-Hamas, citando um integrante dos serviços de segurança do grupo islâmico.

EDUARDO CAMPOS REFORÇA SUA PRESENÇA NOS MAIORES COLÉGIOS ELEITORAIS DO PAÍS

Nos 10 dias que antecederão o início do horário eleitoral gratuito em rádio e TV, marcado para 19 de agosto, o candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, intensificará a agenda de campanha com foco nos 10 principais colégios eleitorais do País. Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto. Eduardo Campos quer aproveitar o momento do começo da exposição nos telejornais e circular pelos Estados que serão decisivos na disputa pelo Palácio do Planalto. Campos aumentará sua presença em São Paulo (onde já está seu QG de campanha), Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Ceará, Pará e Santa Catarina, Estados que somam mais de 102 milhões de eleitores de um universo de 142.467.862. "Considero essa fase tão importante quanto o horário eleitoral", resumiu o coordenador da campanha do PSB, Carlos Siqueira. A coordenação do PSB dividiu a campanha em três fases: a primeira foi a da agenda institucional, onde o candidato participou de eventos promovidos por entidades e atendeu a convites para encontros com segmentos sociais. A segunda fase é da concentração de esforços nos grandes colégios eleitorais e a terceira é a propaganda eleitoral em rádio e TV. Acompanhado a maior parte das vezes de sua vice de chapa, a ex-senadora Marina Silva, o candidato poderá incluir na agenda - dependendo da programação - outros Estados. Nesta quinta-feira (7), por exemplo, o pessebista começou o dia em atividade de campanha em São Paulo, o maior colégio eleitoral do País (31.998.432 eleitores ou 22,404% do eleitorado), e à tarde seguiu para Salvador (BA). A Bahia tem 10.185.417 ou 7,132% do eleitorado brasileiro.

PETISTA ALEXANDRE PADILHA, O PARCEIRO DO DOLEIRO YOUSSEF, DEFENDE REALIZAÇÃO DE CPI DA SABESP NA CÂMARA

O candidato do PT ao governo paulista, Alexandre Padilha, parceiro do doleiro Alberto Youssef, defendeu mecanismos de investigação da crise de abastecimento de água no Estado ao responder à pergunta sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sabesp instalada na Câmara municipal de São Paulo. Ele disse esperar que a comissão esclareça a questão do abastecimento para a população. Padilha disse esperar que a CPI faça esclarecimento para população, "não para uso político" "Espero que seja para fazer um esclarecimento para a população, não para uso político", afirmou. Questionado sobre se o momento da convocação da CPI poderia indicar oportunismo político, Padilha respondeu que o momento coincidiu com o racionamento de água. O petista afirmou que o governo estadual precisa reconhecer que o racionamento já está ocorrendo e prometeu tirar do papel obras necessárias que ainda não foram realizadas, como a recuperação de mananciais e a ampliação de reservatórios. No entanto, Padilha não respondeu se, caso eleito, formalizaria um racionamento de água.

RÚSSIA VETA IMPORTAÇÃO DE ALIMENTOS DO OCIDENTE EM RETALIAÇÃO A SANÇÕES

A Rússia proibiu a importação da maioria dos alimentos vindos do Ocidente nesta quinta-feira em retaliação às sanções impostas por seu envolvimento na crise na Ucrânia, uma medida mais austera do que o esperado e que afasta os consumidores russos do comércio mundial em uma escala inédita desde os tempos soviéticos. No leste ucraniano, uma equipe de resgate holandesa cancelou seu trabalho no local onde um avião comercial malaio foi abatido sob território rebelde no mês passado, alegando que a escalada nos combates nas proximidades tornou a localidade muito perigosa. O secretário-geral da Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan), em visita a Kiev para mostrar apoio à Ucrânia, pediu contenção à Rússia, que está a um passo da guerra com o vizinho. A aliança militar ocidental diz que Moscou reuniu tropas na fronteira em preparação a uma possível invasão terrestre. O governo russo impôs uma suspensão de um ano às importações de carne, peixe, laticínios, frutas e verduras dos Estados Unidos, dos 28 países da União Européia, do Canadá, da Austrália e da Noruega. A Rússia se tornou de longe a maior consumidora de frutas e verduras da União Européia, a segunda maior compradora de frango dos Estados Unidos e grande consumidora de peixe, carne e laticínios. As proibições não incluem itens alimentícios como grãos, óleos comestíveis, açúcar, café, chá e cacau. A Rússia gastou 25,5 bilhões de dólares no ano passado em importações das categorias afetadas, sendo 9,2 bilhões de dólares dos países atingidos pelos vetos. O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a seu governo que adote medidas em retaliação a países ocidentais que impuseram sanções aos setores de defesa, petróleo e finanças devido ao apoio russo aos rebeldes separatistas do leste ucraniano. Putin havia garantido que as ações não irão prejudicar os consumidores russos, o que leva a crer que ele pode excluir itens populares, mas os vetos anunciados pelo primeiro-ministro, Dmitry Medvedev, não mencionaram quaisquer exceções. O ministro da Agricultura, Nikolai Fyodorov, admitiu que as medidas causarão um aumento de curto prazo na inflação, mas declarou não ver perigo no médio ou longo prazo. A Rússia compensará as importações com outros fornecedores, comprando carne do Brasil e queijo da Nova Zelândia.

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA MANTÉM PRESO LÍDER DE IGREJA QUE PREGA CONSUMO DE MACONHA

Ministros do Superior Tribunal de Justiça decidiram nesta quinta-feira, 7, manter preso Geraldo Antonio Baptista, o Rás Geraldinho Rastafári, líder de uma igreja que prega a doutrina rastafári e o consumo de maconha. Baptista foi preso há dois anos em Americana, no interior de São Paulo. Na ocasião, a polícia descobriu 37 pés de maconha na chácara onde funcionava a igreja. No ano passado, ele foi condenado pela Justiça a 14 anos, 2 meses e 20 dias de prisão de prisão por tráfico de drogas. Durante o julgamento, ocorrido na 5ª Turma do STJ, a defesa do líder disse que ele fundou a igreja que professa a fé. Para o advogado, a Constituição garante a liberdade religiosa e, portanto, Baptista deveria ser solto. Mas os ministros rejeitaram o pedido. Relator do caso, o ministro Marco Aurélio Belizze afirmou que não há dúvida de que a droga é controlada socialmente, que a atividade é criminosa e que o líder religioso sabia disso. A ministra Laurita Vaz posicionou-se contra a descriminalização do uso da maconha e disse que a droga é o caminho para outros entorpecentes. Diante do insucesso no STJ, a defesa de Baptista deverá recorrer ao Supremo Tribunal Federal.

ANATEL QUER LEILÃO DE 4G O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, disse nesta quinta-feira que o leilão da faixa de frequência de 700 mega-hertz (MHz), que será usada para ampliar a tecnologia 4G no País, deve acontecer “o mais rápido possível”. Segundo ele, a agência irá trabalhar para que a licitação seja feita ainda em setembro. O edital do leilão só poderá ser publicado no Diário Oficial da União depois da aprovação pelo Tribunal de Contas da União, e a licitação deve acontecer 30 dias depois da publicação. Rezende disse que a Anatel deve responder até a próxima quarta-feira (12) aos questionamentos feitos pelo TCU sobre o edital. Na semana passada, uma medida cautelar suspendeu a publicação do edital até que a questão seja julgada pelo plenário do tribunal. Entre as questões levantadas pelo TCU que serão respondidas pela agência está a isonomia entre as empresas que entrarem para operar na faixa de 700 MHz e as que já oferecem o 4G por meio da faixa de 2,5 giga-hertz (GHz), licitada em 2012. Na quarta-feira, o ministro relator da matéria no TCU, Benjamin Zymler, disse que os estudos apresentados pela Anatel não o convenceram de que há equilíbrio na disputa entre as empresas que já têm autorização para operar o 4G e os novos pretendentes. O TCU pediu à Anatel um plano de negócios que mostre isonomia no setor.

PASTOR EVERALDO PROMETE CONCLUIR TRANSPOSIÇÃO DAS ÁGUAS DO RIO SÃO FRANCISCO

O candidato do PSC à Presidência da República, Pastor Everaldo, disse nesta quinta-feira que, se for eleito, seu governo vai concluir as obras de transposição das águas do Rio São Francisco. Ele deu a declaração em reunião com líderes políticos e religiosos da Paraíba e Rio Grande do Norte. A reunião foi na cidade paraibana de Sousa, a 430 quilômetros da capital, João Pessoa. “Meu compromisso com a cidade de Sousa, com a Paraíba e com o Nordeste, é concluir as obras de transposição das águas do Rio São Francisco, já a partir do primeiro dia do meu governo”, disse ele, que criticou o "abandono da região" e prometeu “acabar de vez com essa situação em que o governo só aparece em tempo de eleições”. O presidenciável também disse que, atualmente, o Estado brasileiro é “aparelhado” e “gigante” e anunciou uma reforma em que somente saúde, educação e segurança pública farão parte da estrutura estatal. Pastor Everaldo prometeu investir em escolas: “Nos últimos dez anos, o Brasil perdeu 32 mil escolas rurais. O que meu governo pretende fazer é exatamente o contrário". Por fim, o candidato voltou a falar sobre um programa que, segundo ele, garantirá aos jovens o primeiro emprego utilizando a estrutura das Forças Armadas. Ele explicou que, pelo projeto, “a exemplo do que ocorre em Israel, os jovens poderão sair das Forças Armadas como profissionais qualificados”. O presidenciável disse que, para viabilizar o programa, será preciso reequipar o Exército, a Marinha e a Aeronáutica que, de acordo com ele, estão sucateados.

BELTRAME DEFENDE MUDANÇA NA LEGISLAÇÃO PENAL PARA ADOLESCENTES

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse nesta quinta-feira que é preciso haver uma mudança na legislação sobre o tratamento dado a adolescentes em conflito com a lei. O secretário não explicou exatamente que mudanças defende, mas disse que, se a atual legislação for mantida, não se pode culpar a polícia caso o adolescente continue cometendo crimes. “Os jovens têm que ser acolhidos, temos que tentar recuperar, porque senão tudo vai acabar por conta da polícia. E adolescente não é um problema de polícia. Adolescente é um problema de acolhimento, de dar estrutura para que ele volte para a sociedade efetivamente em condições de conviver com ela. Agora, se querem tratar o jovem desse jeito, também não há problema. Só não culpem a polícia quando a gente apresentar pessoas que já tem passagem pela polícia, que já cometeram outros delitos e estão nas ruas novamente cometendo crimes”, disse. A legislação brasileira prevê que apenas pessoas com mais de 18 anos no momento do cometimento do crime podem ser consideradas criminosas e serem condenadas a penas de prisão. Para a lei brasileira, adolescentes não cometem crimes, mas atos infracionais.

GOVERNO PERONISTA POPULISTA ARGENTINO APRESENTA QUEIXA CONTRA ESTADOS UNIDOS NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE HAIA

O governo peronista populista argentino apresentou à  Corte Internacional de Justiça de Haia, na Holanda, uma queixa contra os Estados Unidos. Para a Casa Rosada, as decisões adotadas por tribunais norte-americanos a respeito da reestruturação da dívida argentina violam a soberania de Buenos Aires e criam inconvenientes para o processo de reestruturação da dívida pública argentina. Na denúncia, o governo argentino afirma que "a responsabilidade internacional dos Estados Unidos pela violação das obrigações de respeitar a soberania de outras nações, e de não aplicar ou estimular medidas de caráter econômico e político a fim de forçar outros estados a decidir o que quer que seja, surge principalmente da ação de um de seus órgãos de Estado, o Poder Judiciário, por meio da adoção de medidas que violam a decisão soberana da Argentina, de reestruturar sua dívida externa", segundo nota divulgada nesta quinta-feira. No último dia 29, uma sentença do juiz norte-americano Thomas Griesa, da Justiça Distrital de Nova Iorque, impediu o governo argentino de saldar sua dívida com credores que aceitaram negociar o valor de seu crédito se, simultaneamente, ele não saldasse o que deve a fundos de investimento que não aceitaram a negociação proposta pelo governo. Esses fundos cobram, na Justiça, o valor integral dos títulos da dívida argentina comprados a preços baixos, após a moratória de 2001. Com a decisão judicial, o governo argentino foi impedido de pagar o valor já pactuado com a quase totalidade dos credores, ao mesmo tempo em que foi obrigado a depositar a quantia em juízo.

JUSTIÇA PAULISTA MANDA SOLTAR OS BLACK BLOCS PRESOS POR CAUSA DE MANIFESTAÇÃO DE VÂNDALOS

O juiz Marcelo Matias Pereira, da 10ª Vara Criminal Central, determinou nesta quinta-feira (7) a soltura do professor Rafael Lusvarghi, de 26 anos, e do servidor do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP), Fábio Hideki Harano, de 23 anos, que foram detidos, no dia 23 de junho, na capital paulista, em uma manifestação contra a Copa do Mundo. Eles estavam presos por porte de material explosivo, entre outras acusações. Lusvarghi ocupa uma cela na carceragem do 8º Distrito Policial, no centro de São Paulo, e Hideki está na Penitenciária de Tremembé, a 150 quilômetros da capital paulista. Os dois sempre negaram portar qualquer material explosivo durante o protesto. Com base no inquérito policial, o Ministério Público havia denunciado Lusvarghi por incitação ao crime, associação criminosa armada, resistência e posse de artefato explosivo. A pena mínima para esses crimes é 14 anos e seis meses de prisão. Harano foi denunciado por incitação ao crime, associação criminosa armada, desobediência e posse de artefato explosivo. Se condenado, a pena pode chegar a 13 anos de prisão. No início desta semana, um laudo do Instituto de Criminalística e do Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar de São Paulo revelou que os objetos encontrados com Lusvarghi e Harano durante a manifestação e que motivaram a prisão de ambos não eram explosivos, nem inflamáveis.

STJ MANTÉM AS PENAS DOS PILOTOS AMERICANOS DO JATINHO LEGACY QUE DERRUBOU BOEING DA GOL

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu nesta quinta-feira manter em três anos e um mês de prisão a pena dos pilotos norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, condenados pelo acidente entre o jato Legacy e o Boeing 737 da empresa aérea Gol, em 2006, no qual 154 pessoas morreram. A maioria dos ministros entendeu que não é possível aumentar a pena base dos condenados com base no número de vítimas, conforme pedido do Ministério Público Federal. A pena foi definida pela Justiça Federal. O tribunal também rejeitou pedido do Ministério Público de prisão preventiva dos pilotos, que estão nos Estados Unidos. Então tá.... Justiça brasileira é assim, os caras produzem 154 mortes, e saem livrinhos da silva, com uma peninha chinfrim. Esse foi o primeiro grande desastre aéreo do regime petista, no dia 29 de setembro de 2006. O segundo aconteceu no dia 17 de julho de 2007, o desastre do Airbus A320 da TAM, que matou 189 pessoas em Congonhas. O regime petista ainda produziu o apagão aéreo no Brasil, ao destruir e liquidar a Varig. E teve a famigerada a paralisia total do tráfego aéreo nacional, no dia 30 de março de 2007. Foi na noite desse dia que os fotógrafos flagraram a então poderosa diretora da Anac, Denise Maria Aires de Abreu, fumando um vistoso charuto em local de eventos suntuoso em Salvador, na Bahia, na festa de casamento da filha do político baiano Leur Lomanto.

QUATRO FUNCIONÁRIOS DO BANCO SANTANDER FORAM DEMITIDOS APÓS ANÁLISE CONTRÁRIA A DILMA, POR PRESSÕES PETISTAS

O banco Santander demitiu quatro funcionários após a divulgação de uma análise prevendo cenário ruim para investimentos caso a presidente Dilma se reeleja, segundo informações da Folha de S. Paulo. Entre os demitidos está a superintendente Sinara Polycarpo, responsável pela área Select, e outros três funcionários, incluindo o que escreveu o texto enviado aos clientes. Sinara estava no Santander há mais de seis anos. Quando a análise do banco foi divulgada na imprensa, o Santander enviou comunicado afirmando que o texto não transmitia a opinião do banco e que não era papel da instituição induzir clientes ao voto. O banco disse ainda que havia tomado providências em relação aos responsáveis. Em seguida, o presidente do PT, Rui Falcão, afirmou que se tratava de "situação inadmissível" e "terrorismo eleitoral". Já a presidente Dilma afirmou que o pedido de desculpas do Santander não havia sido suficiente. Ela queria mais — inclusive falar com o próprio presidente do banco. O ex-presidente e alcaguete Lula (delatava companheiros para o Dops paulista durante a ditadura militar) também não hesitou em opinar — usando, inclusive, palavras ofensivas. Afirmou, em discurso a sindicalistas, que a analista que escreveu o texto 'não entende porra (sic) nenhuma sobre o Brasil'. Coincidentemente, dois dias após o episódio, a prefeitura de Osasco cancelou um contrato de 2 bilhões de reais com o banco espanhol. Além de cercear o Santander, o partido também protocolou uma representação impedindo que a consultoria de investimentos Empiricus veiculasse anúncios de suas análises prevendo a economia em apuros caso a presidente Dilma ganhe nas urnas. O tiro, pelo menos contra a Empiricus, saiu pela culatra: desde a censura petista, o número de clientes da consultoria quase dobrou. Mas, o banco Santander se mostrou um tremendo sabujo e submeteu-se às pressões petralhas, demitindo funcionários. O banco Santander demonstrou que não respeita seus clientes, a grande maioria, com certeza, anti-petistas.

EDUARDO CAMPOS AFIRMA QUE A PETISTA DILMA ESTÁ SEGUNDO OS AUMENTOS DE PREÇOS PARA DEPOIS DAS ELEIÇÕES

O candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, acusou a presidente Dilma Rousseff de esconder o aumento de tarifas até o fim do período eleitoral. "Eles estão tentando esconder do povo brasileiro que na gaveta da presidente Dilma há dois aumentos para depois da eleição", disse. Questionado se elevaria o preço dos combustíveis no início de um eventual mandato, caso ganhe o pleito de outubro, Campos desconversou: "Quem falou do aumento da gasolina foi o ministro Guido Mantega. O que eu tenho dito e todo mundo tem falado é que a presidente Dilma está guardando dentro da gaveta os aumentos para depois da eleição: o do combustível e da energia", enfatizou. Na terça-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, sinalizou que os preços da gasolina e do óleo diesel devem ser reajustados em novembro. O governo, controlador da Petrobras, mantém os preços dos combustíveis da estatal congelados e defasados em relação ao mercado internacional, o que vem sendo amplamente criticado pelo mercado por impor fortes perdas à petroleira. Eduardo Campos participou na manhã desta quinta-feira de um evento promovido pela Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). No encontro, Eduardo Campos não levou sua vice, Marina Silva, cujas bandeiras ambientalistas não agradam ao empresariado. Ao final, o ex-governador de Pernambuco aproveitou para dizer o que os empresários queriam ouvir: que a indústria brasileira vive hoje o seu mais duro momento dos últimos quarenta anos. "Estamos vivendo um processo de desindustrialização. Os melhores empregos no Brasil estão sendo perdidos neste momento, que são os empregos industriais. Só no último semestre, a indústria de bens de capital reduziu em 30% as suas vendas", criticou. Ainda nesta quinta-feira, Eduardo Campos participou de um evento promovido pela Associação Brasileira de Fabricantes de Brinquedos (Abrinq). Ele prometeu, se eleito, ser um presidente "amigo da criança", assumindo a responsabilidade de melhorias com indicadores ligados à infância, como educação, erradicação do trabalho infantil e garantia de acesso à creche a todas as crianças brasileiras.

TERRORISTAS SEPARATISTAS PRÓ-RÚSSIA DERRUBAM CAÇA E HELICÓPTERO UCRANIANOS

Terroristas separatistas pró-Rússia derrubaram nesta quinta-feira um caça Mig-29 e um helicóptero médico durante os combates com as forças governamentais ucranianas, reporta a rede CNN. As tropas comandadas por Kiev iniciaram uma ofensiva contra as concentrações de insurgentes em Donetsk e Lugansk, no leste do país. O Mig-29 foi abatido quando sobrevoava Yenakievo, cidade natal do ex-presidente Viktor Yanukovich e um dos principais redutos dos terroristas separatistas na região de Donetsk. “Certamente ele foi derrubado por um sistema de mísseis Buk”, afirmou Vladimir Selezniov, porta-voz militar ucraniano, ao site do jornal Ukrainskaya Pravda. Segundo fontes ucranianas e americanas, as plataformas de lançamento Buk equipadas com radares para detectar aviões inimigos foram utilizadas pelos rebeldes no dia 17 de julho para derrubar o Boeing 777 da Malaysia Airlines com 298 pessoas a bordo. Selezniov disse que o piloto do caça conseguiu se ejetar da aeronave antes da queda e está vivo. Contudo, ele ainda não foi localizado e as forças governamentais o buscam “desesperadamente” para que não caia em poder dos inimigos. Já o helicóptero Mi-8 foi derrubado mesmo “sendo evidente de que não era uma aeronave de combate”, pois possuía a tradicional cruz vermelha pintada em sua fuselagem. O porta-voz também mencionou que havia um acordo firmado com os terroristas separatistas para não atirar em veículos ou aeronaves que fossem buscar soldados feridos em combate (a Ucrânia ainda não aprendeu que não há acordo com terroristas que funcione). A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) voltou a pressionar a Rússia, convocando-a a retirar suas tropas da fronteira ucraniana e a não intervir sob o pretexto de uma manutenção da paz, declarou nesta quinta o secretário-geral da aliança militar, Anders Fogh Rasmussen. "A Rússia reuniu um grande número de tropas na fronteira com a Ucrânia para proteger os separatistas e para utilizar qualquer pretexto para intervir mais", declarou Rasmussen em uma coletiva de imprensa em Kiev. "Faço um apelo à Rússia para que se retire da beira do abismo, para que se retire da fronteira. Não utilizem a manutenção da paz como um pretexto para a guerra", acrescentou. A Otan alertou nestes últimos dias para a crescente presença militar da Rússia na fronteira com a Ucrânia, que passou de 12.000 homens em meados de julho a 20.000 homens atualmente, segundo a Otan.

GOVERNO PETISTA SE CONTRADIZ AO AVALIAR IMPACTO DAS EXPORTAÇÕES PARA A RÚSSIA

O Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, minimizou nesta quinta-feira, o impacto de um acordo bilateral entre o País e a Rússia para ampliar as exportações de carnes e outros produtos agrícolas. O país europeu havia anunciado na quarta-feira que busca ampliar suas trocas comerciais com parceiros latino-americanos para compensar a retaliação russa às sanções impostas por Estados Unidos e União Européia, em função da crise na Ucrânia. De acordo com Borges, o mercado mundial de alimentos já é "propício" ao Brasil. "Acredito que esse efeito não é significativo para ampliação do mercado brasileiro. Já temos amplo mercado de exportação agrícola para o mundo, então não acredito que essa medida bilateral de retaliação da Rússia em relação a seus parceiros da União Européia e Estados Unidos vá afetar o mercado brasileiro", afirmou. Contudo, no Ministério da Agricultura, o tom é de comemoração. Prevê-se, inclusive, "uma nova revolução agrícola" no Brasil. O decreto russo foi baixado como resposta às sanções impostas pelos Estados Unidos e a União Européia à Rússia, depois que a derrubada de um avião Boeing 777 da Malaysia Airlines por míssil disparado por separatistas ucranianos apoiados por Vladimir Putin matou 298 pessoas. Segundo o Kremlin, o veto terá validade de um ano. O Itamaraty sustentou um constrangedor silêncio ao não condenar a responsabilidade russa no ataque. Como resultado, terminou indiretamente beneficiado pela situação. Os russos também buscam parcerias com Argentina, Chile e Equador — países que tampouco se posicionaram diplomaticamente em relação ao ataque. Godinho ressaltou, entretanto, que a proposta depende de análise da indústria local sobre a capacidade para atender à nova demanda. Depois do anúncio do embargo, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, afirmou que a indústria de carne de frango do Brasil tem condições de atender "tranquilamente" uma demanda adicional da Rússia. Ele afirmou, durante evento do setor, que o Brasil teria condições de exportar adicionalmente 150.000 toneladas de carne de frango ao ano para a Rússia, cobrindo cota fornecida pelos Estados Unidos. No ano passado, as vendas do país à Rússia atingiram cerca de 60.000 toneladas.

RÚSSIA RENOVA ASILO AO ESPIÃO TRAIDOR EDWARD SNOWDEN POR MAIS TRÊS ANOS

O governo da Rússia autorizou o espião traidor e ex-analista de informações da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, Edward Snowden, a permanecer por mais três anos abrigado no país. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira, pelo advogado do espião traidor Snowden, Anatoli Kutcherena. O norte-americano está asilado na Rússia desde agosto de 2013. No início desse ano, o analista de informações revelou a jornalistas que a NSA estava utilizando programas secretos de espionagem em massa para monitorar mensagens eletrônicas e conversas telefônicas de cidadãos e autoridades de vários países. A validade do novo asilo temporário entrou em vigor na última sexta-feira (1º) e permite que Snowden deixe a Rússia e viaje para o Exterior.

PAULO BERNARDO TIRA A PELE DE CORDEIRO E DEIXA CLARO: AGORA O PT QUER UM REGIME DE LOBO ENTRE LOBOS

É sob pressão que os homens revelam a sua real natureza. Em condições, vamos dizer, estáveis, normais, quase todos somos cordeiros. A questão é saber o que basta para despertar o lobo sanguinolento que habita nossas almas. Então todos temos em nós lobos e cordeiros? É possível que sim; talvez essa dualidade faça parte da nossa natureza. Mas é por meio da razão, das escolhas morais, das escolhas éticas e, sim! das escolhas ideológicas que um ou outro se sobressai. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, construiu uma carreira política que o identificava com um cordeiro, mesmo fazendo parte do PT. Como um dos principais aliados de Antonio Palocci, por exemplo, nos primeiros tempos do governo Lula, ajudou a conter a alcateia partidária que queria pôr fogo na floresta da economia com seu socialismo rombudo e desinformado.

Mas, agora, diante da possibilidade de seu partido perder a eleição presidencial — e isso nunca pareceu tão possível desde 2002 —, eis que o cordeiro de Bernardo já não dá balidos, e o que se ouve é o rosnado do lobo. Em entrevista à Folha e ao UOL, o ministro tenta fazer passar por normal um crime contra a democracia e tenta transformar em crime contra a democracia a normalidade do debate. Explico.
Referindo-se à tramoia organizada pelo PT, pelo Palácio do Planalto e pela Petrobras para fraudar a CPI, afirmou: “Isso vem desde Pedro Álvares Cabral. Porque, na primeira CPI ,já deve ter acontecido isso. A não ser que a gente queira fingir que nós somos todos inocentes, que somos muito hipócritas, e falar: ‘Não, isso não acontece’”.
Entendi. O ministro não apenas acha a lambança normal como, ao declarar a culpa dos entes envolvidos — uma vez que ele considera a inocência um fingimento —, sente-se confortável para defender um crime político porque avalia que todos fazem a mesma coisa. O grande mal que o PT faz ao regime democrático é precisamente este: naturalizar a ação criminosa. O ministro deixa claro que é um lobo e está convicto de que todos são.
Já o caso do banco Santander — que demitiu, por exigência dos petistas, quatro analistas que apenas cumpriram o seu papel ao estabelecer a conexão óbvia entre política e economia —, ah, nesse caso, Bernardo chega até a vislumbrar um crime. Afirmou: “Quando o banco entra na discussão política, eu tenho o direito de polemizar com ele (…) O principal problema é que paralelamente às avaliações sobre o desempenho da economia tem uma jogatina no mercado financeiro e no mercado de capitais (…) Na minha opinião, pode configurar até crime ficar fazendo movimentação atípica de ações. Acho que isso não é correto. O erro do Santander é entrar nesse jogo de jogatina. Vamos ser francos, é isso que está acontecendo”.
Direito de polemizar, todo mundo tem; de satanizar pessoas e de pedir cabeças, inclusive de jornalistas, como faz esse governo, aí não tem, não, senhor! Lamento! Mesmo tendo divergências severas com o que pensa Bernardo, eu mantinha por ele um respeito pessoal que se esvanece agora. O ministro não tinha, claro!, obrigação nenhuma de prezar essa consideração. O problema é que os petistas não estão se dando de que, a cada dia, vão se divorciando um pouco mais da cultura democrática.
Segundo as pesquisas, Dilma Rousseff ainda é a favorita na disputa de outubro. Digamos que isso se mantenha e que o partido vença a eleição. A questão é saber com quem pretende governar e com quais valores. Parece que o lobo acha que não precisa nem mais usar a pele do cordeiro. Sua fantasia, agora, é ser lobo entre lobos. Por Reinaldo Azevedo

AUMENTO DO GÁS DE COZINHA PODE CHEGAR A R$ 5,00 PARA O CONSUMIDOR

Conforme informações das revendas e notas encaminhadas por companhias distribuidoras, a previsão do aumento do gás de cozinha está prevista para 01/09/2014. A justificativa é o acréscimo considerável nos insumos, fretes, pedágio, impostos e folha de pagamento.

REPORTAGEM DA FOLHA PROVA, EMBORA NÃO SEJA ESTE O INTUITO, QUE O FINANCIAMENTO PRIVADO DE CAMPANHA É O CAMINHO DA DEMOCRACIA. OU: DE VIRGENS PÁLIDAS E VERMELHAS

A Folha traz hoje uma reportagem demonstrando, embora não seja esse o intuito, que o financiamento privado de campanha é mesmo o caminho da democracia brasileira, como sabe, diga-se, a maioria dos países democráticos do mundo. Por quê? Segundo o jornal, “três empresas — JBS, a dona da marca Friboi; Ambev, a das bebidas, e OAS, a construtora — são responsáveis por 65% do financiamento das campanhas eleitorais pela Presidência da República até aqui”. Esses dados correspondem à prestação de contas das campanhas, com as informações disponíveis até o dia 6.

As virgens pálidas logo vão reagir: “Oh, meu Deus! A democracia brasileira nas mãos de três empresas!!!” Calma, meninas! Em primeiro lugar, é muito cedo! Em segundo, ainda que assim fosse, é melhor a democracia nas mãos de três entes do que nas de um só: as do Estado. A prevalecer a maioria firmada, por enquanto, no STF, na próxima disputa, as empresas privadas não doarão mais nada. E tudo terá, então, de sair dos cofres do estado. Aí será preciso buscar um critério, não é? Muito provavelmente, os cofres públicos arcarão com o pesado custo da eleição. E isso será feito segundo qual critério? Esse dinheiro será distribuído ou segundo o número de deputados na eleição anterior ou segundo o número de votos obtidos pelas legendas. Em qualquer dos dois casos, o passado vai ditar a forma do futuro. E isso é uma porcaria antidemocrática.
A Folha informa que a JBS lidera as doações. Foi a empresa que mais doou para a presidente Dilma Rousseff (R$ 5 milhões), a que mais doou para o senador tucano Aécio Neves (também R$ 5 milhões) e ainda a segunda da lista do candidato do PSB, Eduardo Campos (R$ 1 milhão). Sozinha, compõe 35% das doações. Que bom, né? Vejam a graça da democracia e das doações privadas: mesmo o PSDB não sendo governo e não podendo, pois, prestar favores à JBS, recebe doações em pé de igualdade, até agora, com o PT. No sistema do financiamento público, é evidente que o partido de Dilma faria de uma maioria contingente e temporária — o passado — um ativo que se projetaria no futuro.
Há mais: a Folha só pode publicar esses dados porque se trata de doações públicas. Entenderam a questão? No dia em que prevalecer a proibição das doações privadas, essa conta será igual a zero. Oficialmente ao menos, as empresas — essas ou quaisquer outras — não doarão mais nada. Ocorre que não adianta tentar represar o mar (com a provável exceção da Holanda, claro!…). As doações continuarão a ser feitas, mas nós não ficaremos sabendo. Ainda que a doadora para o processo eleitoral fosse uma única empresa — o que jamais aconteceria no sistema atual —, o modelo seria mais transparente do que aquele que virá pela frente.
A reportagem da Folha informa ainda que, até agora, Aécio Neves, do PSDB, lidera a corrida pelo dinheiro, com R$ 11 milhões arrecadados. Dilma Rousseff, do PT, vem em segundo, com R$ 10,1 milhões, e Eduardo Campos, do PSB, com R$ 8,2 milhões. Juntos, os três representam 94% do total. Mais uma evidência da superioridade do modelo da doação privada, não é mesmo? Os doadores, como se vê, apostam na democracia quando não põem o dinheiro apenas no cavalo considerado favorito.
Tenho 52 anos. Não nasci ontem. Não acho que a única grana das eleições seja aquela declarada. Mas, ainda assim, o modelo que temos é melhor do que o que vem por aí, com a proibição das doações de empresas. Se, hoje, a bufunfa não declarada nas campanhas corresponde a “x”, com a proibição, corresponderá a “10x”. É só uma questão de lógica elementar.
Mas eu sei que a lógica elementar não é a disciplina preferida das virgens pálidas — ou das virgens vermelhas. Por Reinaldo Azevedo