terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Dissidentes do PSL na Câmara atingem maioria para deixar bloco de Baleia Rossi e aderir ao de Lira

Deputados dissidentes do PSL conseguiram nesta terça-feira (19) assinaturas suficientes para que o partido deixe o bloco de Baleia Rossi (MDB-SP) e faça adesão ao de Arthur Lira (PP-AL) na disputa pela presidência da Câmara. A bancada atual do PSL na Câmara tem 36 parlamentares. Com a assinatura de mais quatro deputados, são agora 19 os favoráveis ao grupo de Lira na eleição, marcada para 1º de fevereiro.

Os quatro parlamentares que decidiram assinar a lista de apoio a Lira são: Luiz Lima (RJ), Charlles Evangelista (MG), Delegado Pablo (AM) e Nicoletti (RR). Eles já protocolaram ofícios informando a decisão, mas a inclusão das quatro assinaturas e a adesão ao bloco ainda precisarão ser confirmadas pela Câmara.

Havia uma polêmica porque uma lista inicial foi apresentada com 32 signatários, mas incluía as assinaturas de 17 deputados do PSL que estão suspensos pelo partido em razão de divergências com a cúpula da legenda e que não poderiam ser contabilizados.

Como eram apenas 15 que pediam a participação no bloco de Lira, prevaleceu a vontade da maioria até então, liderada pelo deputado Luciano Bivar (PSL-PE), que é presidente nacional da legenda, de apoio a Baleia Rossi.

Aliados de Lira, porém, argumentam que agora são 19 parlamentares no exercício pleno de suas funções assinando o documento, o que dá maioria absoluta na bancada.

A questão chegou a ser levada para que a Mesa Diretora da Câmara validasse as assinaturas dos suspensos, mas não houve definição e só deixou evidente o embate entre grupos adversários na corrida pela presidência da Câmara.

Dos sete integrantes da Mesa, quatro apoiam Lira. Os demais três, incluindo o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e Bivar, defendem o nome de Baleia. Embora houvesse maioria para a validação do apoio a Lira, o caso acabou adiado em razão de um pedido de vistas feito por Bivar - estratégia que teve o aval de Maia.

Pelo regimento, com o pedido de vista, seria preciso aguardar duas sessões do plenário para a Mesa poder voltar a deliberar sobre o assunto. Na prática, como o Congresso Nacional está em recesso parlamentar, as atividades legislativas só serão retomadas em fevereiro, após a eleição. Com isso, o pleito dos dissidentes do PSL não seria analisado a tempo da votação, e o PSL permaneceria no bloco de Baleia.

A manobra revoltou os aliados de Lira. Agora, com as quatro assinaturas adicionais do PSL, eles tentam articular a convocação de uma nova reunião para as 17 horas desta terça-feira a fim de definir a validade das novas assinaturas e formalizar a adesão do PSL ao bloco de Lira.

O racha no PSL surgiu em 2019, primeiro ano do governo Bolsonaro, e se agravou após o presidente da República fazer críticas públicas ao presidente do partido, Luciano Bivar. O partido então se dividiu em duas alas: a bivarista e a bolsonarista. Os deputados ligados a Bivar passaram a acusar os parlamentares bolsonaristas de ataques à legenda e de indisciplina.

A crise chegou a refletir na disputa pelo comando da liderança da legenda na Câmara, com uma guerra de listas pelo cargo, opondo Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, e o deputado Delegado Waldir (PSL-GO), ligado a Bivar. Agora, com as eleições para a presidência da Câmara, os deputados próximos ao presidente Jair Bolsonaro articularam para mudar o PSL de lado na disputa. Com a maioria das assinaturas dentro da bancada, a sigla defende o nome de Arthur Lira, apoiado por Bolsonaro, e não Baleia Rossi, nome preferido por Bivar na eleição.

O caso também foi parar no Conselho de Ética do PSL, que analisa processos disciplinares contra 20 dos deputados que assinaram a lista a favor de Lira, contrariando a decisão da cúpula do partido. O colegiado chegou a se reunir nesta terça para deliberar sobre as representações, mas não houve decisão e uma nova audiência deverá ser marcada. As representações pedem punições aos dissidentes, que poderão incluir até expulsão do partido. A punição, porém, tem que ser confirmada pela Executiva Nacional e, depois, pelo Diretório Nacional do partido, a quem cabe a palavra final.

Exército responde a insultos da revista Época, da Rede Globo, e exige imediata retratação


O general Richard Fernandez Nunes assinou a carta em nome do Exército Brasileiro, emitida pelo Centro de Comunicação Social do Exército. na qual é exigida retratação da revista Época, da Rede Globo, pela opinião emitida em artigo assinado por Luis Fernando Vianna, no qual o autor diz que os militares "voltaram a assassinar os brasileiros", aproveitando-se das pandemia. 

A carta foi entregue para Ana Clara Costa, editora-chefe da revista, que é da Rede Globo e exige retratação imediata. Diz o texto que o Exército está "indignado" com os insultos, frutos de  "ignorância histórica e irresponsabilidade, não compatíveis com o exercício da atividade jornalística. E ensina: "Atribuir a morte de brasileiros a uma Instituição de Estado, cuja história se confunde com a da própria Nação, nas lutas pela manutenção de sua integridade, caracteriza comportamento leviano e possivelmente criminoso".

A íntegra da nota é a seguinte: 

Brasília-DF, 18 de janeiro de 2021.

Senhora Ana Clara Costa,

Editora-Chefe da Revista Época

Incumbiu-me  o  Senhor  Comandante  do  Exército  Brasileiro  de  expressar  indignação  e  o  mais  veemente  repúdio ao texto de autoria de Luiz Fernando Vianna, publicado nesse veículo de imprensa em 17 de janeiro de 2021. A argumentação apresentada pelo articulista revela ignorância histórica e irresponsabilidade, não compatíveis com o exercício da atividade jornalística. Atribuir a morte de brasileiros a uma Instituição de Estado, cuja história se confunde com a da própria Nação, nas lutas pela manutenção de sua integridade, caracteriza comportamento leviano e possivelmente criminoso. Afirmações dessa natureza, motivadas por sentimento de ódio e pelo desprezo pelos fatos, além de temerárias, atentam contra a própria liberdade de imprensa, um dos esteios da democracia, pela qual o Exército combateu nos campos de batalha da II Guerra Mundial e por cuja preservação tem se notabilizado em missões de paz em todos os continentes. Cabe ressaltar que, durante a pandemia, o Exército, junto às demais Forças Armadas e a diversas agências, tem-se empenhado exatamente em preservar vidas. Para isso, vem empregando seus homens e mulheres por todo o território nacional, particularmente em áreas inóspitas, onde se constitui na única presença do Estado, realizando atendimentos médicos, aumentando estoques de sangue por meio de milhares de doações, transportando e entregando medicamentos e equipamentos, montando instalações, desinfetando áreas públicas, enfim, estendendo a Mão Amiga a uma sociedade que lhe atribui os mais altos índices de credibilidade. Por fim, o Exército Brasileiro exige imediata e explícita retratação dessa publicação, de modo a que a Revista Época afaste qualquer desconfiança de cumplicidade com a conduta repugnante do autor e de haver-se transformado em mero panfleto tendencioso e inconsequente. 

General de Divisão Richard Fernandez Nunes 

Chefe do Centro de Comunicação Social do Exército


sábado, 16 de janeiro de 2021

Mark Zuckerberg sentiu o baque produzido pela reação mundial dos usuários e WhatsApp anuncia recuo

O aplicativo WhatsApp resolveu atrasar o lançamento da controversa nova política de privacidade, que permitirá o compartilhamento de dados dos usuários com o Facebook. O atraso é um revés para o plano do bilionário Mark Zuckerberg de gerar receita ao facilitar comércio no aplicativo de mensagens. Nesta sexta-feira (15), o WhatsApp informou que os usuários não terão mais que revisar e aceitar os termos atualizados até 8 de fevereiro. Eles também não terão suas contas suspensas ou excluídas até essa data caso não aceitem as novas regras. 


Os comentários nas redes sociais sobre a tentativa de empresa de mudar os termos do serviço de mensagens foram críticos em sua maioria, principalmente por causa do histórico ruim do Facebook em lidar com dados dos usuários. Muitos promoveram campanhas para que os usuários migrem do WhatsApp para outras plataformas como Telegram e Signal. Só o Telegram, em poucos dias durante a semana, recebeu 50 milhões de novas contas.

Falha grave no Windows 10 corrompe HDs e a Microsoft promete correção

Uma falha grave presente no Windows 10 pode acabar corrompendo o disco rígido (HD) do usuário. O pesquisador de segurança Jonas L., que a descobriu, comunicou a Microsoft pelo Twitter, que já se comprometeu a corrigi-la. A vulnerabilidade, catalogada como NTFS corruption, permite que seja escondida uma linha executável específica dentro de um arquivo “.zip”, uma pasta ou até mesmo um atalho de qualquer programa. Essa linha é acionada de forma simples: extrair o arquivo “zipado”, ou mesmo abrir uma pasta para ver seu conteúdo, faz com que o executável inicie o serviço. 

Segundo Will Dormann, outro pesquisador que confirmou o problema, essa vulnerabilidade no sistema operacional existe há pelo menos três anos sem averiguação, implicando que podem existir outras formas de acioná-lo sem que o usuário esteja ciente.

O site Bleeping Computer descobriu que apenas copiar a linha executável, colando-a na barra de endereços do browser – mesmo sem dar “Enter” –, já pode acioná-la. Dormann ainda ressaltou já ter compartilhado outra falha do tipo há dois anos, mas que ainda não foi corrigida.

A Microsoft disse que o emprego dessa falha grave requer ação do usuário, prometendo que um conserto está a caminho. “Estamos cientes do problema e vamos trazer uma correção em atualização futura”, disse um porta-voz da empresa ao The Verge. “O uso desse ataque requer o emprego de engenharia social e, como sempre, nós encorajamos nossos clientes a praticarem bons hábitos de computação online, incluindo o cuidado ao abrir arquivos desconhecidos ou aceitar transferências de arquivos”.

O problema é que, mesmo diante da atualização, consertar essa vulnerabilidade NTFS pode não ser algo automático, exigindo uma ação direta do usuário. Pior ainda, a falha em questão não precisa nem mesmo de privilégios administrativos de sistema. Em outras palavras, redes corporativas que trabalham com hierarquia tecnológica também podem ser impactadas em vários níveis.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Marinha do Brasil e governo de São Paulo enviam 80 respiradores para Manaus

O Comando da Marinha do Brasil anunciou hoje (15) que enviará 40 equipamentos de suporte respiratório emergencial do tipo Inspire para Manaus. Os respiradores serão recebidos em dois lotes, o primeiro com 26 unidades e o segundo com 14. Desenvolvido a partir de uma parceria entre o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo e pesquisadores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), o Inspire pode ser usado em locais remotos e em unidades de tratamento intensivo (UTIs), já que é portátil e não depende de ar comprimido. 

O Estado de São Paulo também se prontificou a enviar respiradores para Manaus. Os 40 respiradores disponibilizados serão entregues em 4 lotes: 5 serão entregues hoje (15), mais 5 no sábado (16) e outras 20 unidades no domingo (17). 

As 10 unidades restantes serão entregues na semana que vem. Em redes sociais, a Secretaria de Comunicação do governo federal informou que pacientes internados na cidade de Manaus estão sendo transportados para outras oito capitais para desafogar a rede de atendimento local. O transporte é feito com o apoio de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Segundo informa a nota, Manaus receberá ainda nesta semana 5 mil m³ de oxigênio líquido para ajudar no atendimento de pacientes que necessitem de respiração artificial.

Morre em São Paulo o Dr. Anthony Wong após parada cardiorrespiratória

O médico pediatra e toxicologista Prof. Dr. Anthony Wong, de 73 anos, faleceu nesta sexta-feira, 15, após parada cardiorrespiratória. Segundo nota da assessoria de imprensa, Wong foi internado antes do Natal com quadro de queda de pressão e mal-estar. Foi diagnosticado com úlcera gástrica e hemorragia digestiva. Durante a internação, evoluiu com quadro de descompensação do padrão cardíaco e padrões de fibrilação atrial. Veio a falecer no dia de hoje, após parada cardiorrespiratória. Em nota, o Hospital das Clínicas da FMUSP lamentou “profundamente” o falecimento. “O HCFMUSP presta solidariedade aos familiares e amigos”.

O pediatra e toxicologista era diretor do Instituto da Criança, do Hospital das Clínicas da FMUSP, e diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Toxicológicos e Farmacológicos. 

Wong era pediatra, professor, diretor do Instituto da Criança, do Hospital das Clínicas da FMUSP e diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Toxicológicos e Farmacológicos. No dia 2 de novembro, ele participou do programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan, onde falou sobre ter sido contaminado com a Covid-19 de forma assintomática ainda no início da pandemia, os principais erros e acertos da medicina com a doença, os riscos da pressa para se fazer uma vacina, a importância da administração de remédios em pacientes com sintomas iniciais e o que esperar do cenário da saúde do Brasil no futuro. 

“Como pediatra, eu tenho que estimular e tornar de certa forma obrigatória a vacina das crianças contra doenças cujas imunizações já têm segurança, eficácia e realmente proteção prolongada. Polio, sarampo e etc. devem ser obrigatórias. O que acontece com a Covid-19 é que, até agora, nenhuma vacina está segura, eficaz ou tem efeito duradouro. As próprias indústrias farmacêuticas não divulgaram os seus resultados. O que divulgaram foi propaganda. Eu não sou contra a vacina, mas tem que mostrar que funciona”, afirmou na época.

Anthony Wong nasceu em 17 de abril de 1947 na cidade de Nanking, na China. Ele veio para São Paulo com sua família aos cinco anos de idade. Chegou a iniciar a faculdade de Medicina nos Estados Unidos, porém voltou para o Brasil e se formou em Medicina na Universidade de São Paulo (USP) em 1972. 

Fez residência médica no Departamento de Pediatria do Hospital das Clínicas da FMUSP e residência em Toxicologia Clínica, tornando-se mais tarde doutor nesta área. Atuava desde 1976 no Instituto da Criança e do Adolescente, onde era médico-chefe do Centro de Assistência Toxicológica (CEATOX). Em dezembro de 1992, foi concedido à ele o Título de Cidadão Paulistano pelo então vereador Edson Falanga.

Governo Bolsonaro solicita 6 milhões de doses de Coronavac ao Butantan

O Ministério da Saúde solicitou hoje (15) seis milhões de doses da Coronavac ao Instituto Butantan. A vacina está sendo desenvolvida pela instituição em parceria com o laboratório chinês Sinovac e foi solicitada por meio de ofício.  O ministério informou, no documento, que aguarda a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar a distribuição para todos os Estados ao mesmo tempo.

“Ressaltamos a urgência na imediata entrega do quantitativo contratado e acima mencionado, tendo em vista que este ministério precisa fazer o loteamento para iniciar a logística de distribuição para todos os Estados da federação de maneira simultânea e equitativa, conforme cronograma previsto no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a covid-19, tão logo seja concedido autorização pela agência reguladora, cuja decisão está prevista para domingo, dia 17 de janeiro de 2021”, diz o ofício. 

O Instituto Butantan informou que enviou resposta ao ministério avisando que entregará a totalidade das doses requeridas e solicita informações sobre o quantitativo que será destinado a São Paulo. Segundo o instituto, é comum que para todas as vacinas destinadas pelo instituto ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), parte das doses permaneça em São Paulo. Isso ocorre, por exemplo, com a vacina contra o vírus influenza, causador da gripe. O instituto informou ainda que aguarda confirmação de data e horário sobre o início da campanha de vacinação que ocorrerá simultaneamente em todo o País.

Governo Bolsonaro realiza reunião emergencial da Camex e zera imposto para importação de cilindros de oxigênio

A Camex (Câmara de Comércio Exterior) aprovou nesta sexta-feira (15) a redução temporária a zero do imposto de importação para 258 produtos para combater a pandemia do novo coronavírus. A medida contempla monitores de sinais vitais, sensores de oxigênio, tanques (cilindros) para armazenamento de gases medicinais e outros diversos insumos médicos.

Na reunião, o Comitê Executivo de Gestão também suspendeu o direito de venda dos itens para o exterior a preços extraordinariamente abaixo de seu valor de mercado, popularmente conhecida como antidumping, que incidia sobre tubos de plástico para coleta de sangue a vácuo. As determinações passam a valer amanhã (16), após publicação no Diário Oficial da União, e devem valer até 30 de junho de 2021. Com as medidas, a lista de reduções tarifárias contempla um total de 561 produtos.

Banco Central anuncia mudanças no Boletim Focus


Pesquisa semanal com cerca de 140 instituições financeiras, o Boletim Focus, produzido pelo Banco Central, passará por mudanças a partir da edição de 25 de janeiro. Algumas estimativas tiveram o horizonte de tempo ampliado. Outros indicadores deixarão de ser pesquisados. Os horizontes de projeção para a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passaram para 25 meses. Para a taxa Selic (juros básicos da economia), o câmbio e o Produto Interno Bruto (PIB), o horizonte passou para dois anos. Até agora, o boletim Focus divulgava as projeções para até um ano e meio.

Em contrapartida, o boletim Focus deixará de coletar as projeções para os seguintes índices de inflação: IGP-DI, IPA-DI, IPA-M, INPC, IPCA-15 e IPC-Fipe. Também deixarão de ser pesquisadas as taxas médias anuais do câmbio e da Selic. Segundo o Banco Central, esses indicadores deixaram de ser importantes para a formação de expectativas econômicas, com poucas instituições financeiras traçando estimativas para eles.

O novo boletim Focus também mudará a forma de divulgar a taxa de câmbio de fim de período. Em vez da taxa vigente no último dia do período analisado, a publicação passará a trazer a taxa Ptax média desse intervalo. A Ptax reflete a média do câmbio em determinado dia, em vez dos valores de abertura e de fechamento.

A taxa anual de câmbio considerará a taxa média de dezembro, no lugar da taxa do último dia útil do ano. De acordo com o Banco Central, a volatilidade do câmbio torna difícil a previsão para determinado dia, o que torna a média das projeções para um período mais relevante.

A apresentação das estimativas para os indicadores fiscais também mudará. As séries históricas das estatísticas para os resultados primário e nominal, a Dívida Líquida do Setor Público e a Dívida Bruta do Governo Geral passarão a ser divulgadas com horizontes de dez anos à frente. (Ag. BR)

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Parler processa Amazon por tirar site do ar, cita violação antitruste

A Parler, rede social usada por muitos apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, processou a Amazon nesta segunda-feira, acusando o serviço de hospedagem da companhia de violar a lei antitruste ao suspender sua conta. Em queixa apresentada ao Tribunal Distrital em Seattle, a Parler disse que a decisão da Amazon de fechar sua conta foi “aparentemente motivada por animosidade política” e “aparentemente projetada para reduzir a concorrência no mercado de serviços de microblog em benefício do Twitter". A Parler está buscando uma ordem judicial exigindo que a Amazon restabeleça sua conta e impedindo-a de suspender os serviços que havia contratado. Também está buscando indenização tripla não especificada.

Ministério do Meio Ambiente leiloa parques nacionais em Santa Catarina e Rio Grande do Sul

O Ministério do Meio Ambiente realizou hoje (11) o leilão de concessão de dois parques nacionais. Foram repassados à iniciativa privada os parques de Aparados da Serra e da Serra Geral, localizados na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O vencedor do certame, grupo Construcap, apresentou lance de R$ 20,5 milhões iniciais pela concessão das duas unidades. O lance mínimo previsto em edital foi de R$ 718 mil.

A proposta do Construcap apresentou ágio de 2,700%. Com o leilão, o grupo grupo ficará responsável pela revitalização, modernização, operação, manutenção e gestão dos parques e deverá oferecer serviços de apoio aos turistas, incluindo alimentação, estacionamento, segurança e outros.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, ao longo do contrato de 30 anos, deverão ser desembolsados R$ 260 milhões.

O Parque de Aparados da Serra faz divisa, tanto ao sul quanto ao norte, com o da Serra Geral. Ambas as unidades são administradas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente. Juntos, os parques abrangem área de aproximadamente 30.400 hectares. Os dois são os primeiros parques nacionais leiloados no novo modelo de concessões do Ministério do Meio Ambiente. 

Além do grupo Construcap, participaram do leilão os grupos Soul Parque, Parque Sul, Agro Latina, Consórcio Aparados da Serra, Parques dos Cânions e Construcap.

Banco do Brasil anuncia programa de demissão voluntária e fechamento de 361 unidades

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira, 11, a abertura de programas de demissão voluntária e o fechamento de unidades, como agências, escritórios e postos de atendimento. Serão abertas duas modalidades de desligamento voluntário aos funcionários: Programa de Adequação de Quadros (PAQ) e Programa de Desligamento Extraordinário (PDE). 

A estimativa é de que cerca de 5 mil funcionários venham a aderir aos programas de demissão voluntária até 5 de fevereiro. A empresa informa que o número final de adesões, assim como o respectivo impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão. Segundo o comunicado, as medidas visam o “redimensionamento de sua estrutura organizacional” e estão focadas na “centralidade no cliente”.

Além dos planos de demissão voluntária, o Banco do Brasil irá desativar 361 unidades, sendo 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento. A empresa também converterá 243 agências em postos de atendimento e oito PA serão transformados em agências. 

Serão criadas 28 unidades de negócios, sendo 14 delas especializadas em agronegócio. O comunicado enfatiza que a criação das agências não envolverá contratação ou locação de novos espaços. 

Outras 145 unidades de negócio serão transformadas em Lojas BB, sem guichês de caixa. “A reorganização da rede de atendimento objetiva a sua adequação ao novo perfil e comportamento dos clientes”, esclarece a empresa. 

As medidas estimam uma economia líquida anual com despesas administrativas de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025. O Banco do Brasil prevê que as mudanças sejam implantadas já no primeiro semestre deste ano.

domingo, 10 de janeiro de 2021

Netanyahu toma a segunda dose de vacina contra covid-19 em Israel

Em uma transmissão ao vivo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebeu a segunda dose da vacina contra covid-19 neste sábado (9), três semanas após a primeira.Ele estava ao lado do ministro da Saúde, Yuli Edelstein, no Centro Médico Chaim Sheba, nos arredores de Tel-Aviv. 

Enquanto recebia a segunda dose, o premiê afirmou que os próximos carregamentos de vacinas permitirão que todos os israelenses sejam vacinados em até "no máximo" dois meses. 

Netanyahu foi o primeiro israelense a ser imunizado contra a covid-19, em um ato para estimular a população procurar a vacinação. Com doses já compradas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, Israel é o país do mundo que, proporcionalmente, mais vacinou cidadãos desde o início da campanha, no dia 19 de dezembro. Estima-se que cerca de 20% da população de 8,88 milhões de habitantes já tenha recebido a primeira dose.

sábado, 9 de janeiro de 2021

Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas pelo WhatsApp

Em pouco mais de quatro meses de funcionamento, a renegociação de dívidas pelo Whatsapp alcançou R$ 40 milhões, informou o Banco do Brasil. O assistente virtual está disponível desde agosto a clientes da instituição financeira. Inédita no sistema financeiro nacional, a solução tecnológica usa inteligência artificial e dispensa a necessidade de acionar atendente. Segundo o Banco do Brasil, cerca de 4,5 mil acordos de clientes pessoas físicas foram firmados exclusivamente com o assistente virtual.

Disponível para clientes com pagamentos em atraso, a ferramenta permite renegociações de até R$ 1 milhão, que levam, em média, quatro minutos para serem concluídas. As mulheres entre 18 e 29 anos lideram o uso da tecnologia. Para ativar a comunicação com o Banco do Brasil pelo Whatsapp, o cliente deve salvar o número (61) 4004-0001 no celular e entrar em contato com a instituição. Para pedir a renegociação de dívidas, basta conversar com o assistente virtual ou enviar a palavra #renegocie.

O próprio sistema de inteligência artificial identifica as ofertas de renegociação disponíveis para o cliente. Ao escolher uma delas, o negócio é automaticamente fechado, com o boleto enviado pelo próprio Whatsapp. Durante o processo, há a opção de pedir para conversar com um atendente. 

Para fazer uso da solução, o dispositivo móvel do cliente deve estar liberado para transações pelo WhatsApp. A ferramenta também permite o cancelamento de acordo realizado, a emissão de segunda via de boleto de renegociação e a liquidação antecipada de acordos.

Tempestade de neve provoca três mortes na Espanha


Três pessoas morreram devido à tempestade de neve que atinge a Espanha, especialmente a capital, Madri, disse hoje (9) o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska. "Apesar das condições meteorológicas extremamente difíceis, o número de incidentes é relativamente limitado. Mesmo assim, lamentamos a morte de três pessoas", disse o ministro. Desde 1971, não se registravam na Espanha tempestades de neve desta dimensão, que colocaram cinco regiões em alerta vermelho neste sábado.

O presidente da Câmara de Madri, José Luis Martínez-Almeida, já pediu ajuda ao governo central, sobretudo "recursos humanos e materiais", para conseguir dar resposta à tempestade. Segundo Martínez-Almeida, a cidade poderá ficar em uma situação "muito complicada" na próxima semana, com a esperada "queda drástica" das temperaturas. A acumulação de neve em Madri foi três vezes superior ao esperado, atingindo uma espessura entre 50 e 60 centímetros na capital.

As escolas madrilenhas ficarão fechadas segunda e terça-feira próximas (11 e 12). A tempestade de neve que atingiu a Espanha na sexta-feira (8) provocou muitos problemas, deixando centenas de motoristas bloqueados, o aeroporto de Madri fechado e o país paralisado. (Ag. BR)