sábado, 9 de novembro de 2013

GOVERNO TARSO GENRO MANTÉM NA OBSCURIDADE A CRIAÇÃO DE DUAS NOVAS ESTATAIS NA ÓRBITA DO BANRISUL

Do jornalista Políbio Braga - O governo estadual do PT do Rio Grande do Sul resolveu criar duas novas estatais, ambas na órbita do Banrisul, mas nenhum dos dois explica direito o que fará, mesmo que o governador Tarso Genro tenha encaminhado os projetos para a Assembléia Legislativa em regime de urgência. O que quer criar o governo: a) uma corretora de seguros; b) uma administradora de cartões de crédito, incluindo Banricompras, Visa e Mastercard, e quem mais aparecer. Os projetos terão que ser votados a toque de caixa nos dias 16 e 17. O deputado estadual Frederico Antunes tentou chamar os diretores do banco para explicações na Comissão de Finanças, mas a base aliada torpedeou tudo. Ele foi então para a Comissão de Serviços Públicos e também pediu ao presidente da Assembléia para que convide o pessoal do governo para contar o que pretende fazer. O Banrisul negocia ações em Bolsa, mas não divulgou nenhum fato relevante até agora. O banco acaba de sair de uma greve de 46 dias, muito maior do que a de qualquer banco. Sua gestão sofre forte influência política do PT, a começar pelo seu presidente, Túlio Zamin, um quadro que demonstra fidelidade carnal ao partido, a ponto de colocar sua carreira em jogo ao ocupar o cargo inexpressivo de chefe de gabinete da prefeita cassada de Gravataí, Rita Sanco, antes de ser nomeado para o importante cargo atual. Zamin saiu junto com Sanco quando ela foi expurgada. Nova estatal que controlará o Banricompras pode valer até R$ 4 bilhões. Entenda qual é a jogada do governo Tarso. A nova empresa administradora de cartões, basicamente do Banricompras, que o governo Tarso Genro quer criar no âmbito do Banrisul, não poderá ser entregue para outros controladores, mas poderá começar suas operações com um ou mais sócios privados. É o que o mercado acha que acontecerá. O banco encolheu suas operações e seus lucros, buscando diversificar seus negócios. A decisão pela nova empresa é correta e corresponde ao que o mercado já faz na área para se manter competitivo e forte. Por enquanto tudo não passa de especulação, porque o projeto que tramita na Assembléia Legislativa não é claro e o governo não fala sobre o assunto. O próprio Banrisul fechou-se em copas. O Banrisul estima em R$ 4 bilhões o valor do Banricompras. O governo não poderá vender o controle do negócio, porque ele integra as operações atuais, mas poderá fazer um IPO de até 49%, o que levaria para os caixas do banco e do seu controlador, no caso o governo Tarso Genro, do PT, alguma coisa como R$ 2 bilhões, A administradora não se limitará ao Banricompras, porque trabalhará também com os demais cartões com os quais o banco já trabalha, Mastercard e Visa, além de outros que se somarão a eles.

CNI CONSTATA QUE INDÚSTRIA TEVE ATIVIDADE MENOR NO TERCEIRO TRIMESTRE

A atividade da indústria brasileira caiu no terceiro trimestre na comparação com os três meses anteriores, enquanto o faturamento real cresceu no período. Dados divulgados na sexta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostraram que o número de horas trabalhadas caiu 1,5% no terceiro trimestre frente ao segundo trimestre do ano, na série com ajuste sazonal. Esse foi o primeiro resultado negativo no ano, já que o índice apresentou alta de 0,4% no primeiro trimestre e de 0,7% no segundo trimestre, quando comparados com os três meses anteriores, feitos os ajustes sazonais. Enquanto isso, o faturamento real da indústria teve um avanço de 0,4% no terceiro trimestre frente ao segundo trimestre do ano. No entanto, essa alta é mais modesta que a registrada no segundo trimestre, quando o indicador subiu 3,7% na comparação com os três primeiros meses do ano. Para a CNI, a indústria teve um terceiro trimestre “fraco”. Na base mensal, a indústria apresentou redução de 2,7% no faturamento real e de 0,5% nas horas trabalhadas em setembro comparado com agosto na série dessazonalizada. Entretanto, segundo expectativa da entidade, a indústria brasileira deve registrar dados melhores nos três últimos meses do ano após um terceiro trimestre fraco. Os salários pagos pelo setor seguem aumentando, apesar do comportamento irregular da atividade industrial, mas em algum momento essa equação não vai se sustentar. Segundo Marcelo de Ávila, economista da CNI, a previsão da entidade é que em 2013 a indústria vá crescer um pouco mais de 1%. Mas essa estimativa será alterada, a depender dos dados a serem divulgados do PIB no terceiro trimestre, no início de dezembro. Ele concluiu que este ano “haverá crescimento, mas não na intensidade que a indústria gostaria”.

DILMA COBRA PONTUALIDADE NA CONSTRUÇÃO DE PLATAFORMAS

A presidente Dilma Rousseff defendeu mais planejamento no cronograma de construção de plataformas de petróleo e cobrou pontualidade na entrega desses equipamentos em cerimônia de sexta-feira, no Rio Grande do Sul. Como haverá um intervalo entre a conclusão de plataformas no pólo naval de Rio Grande e o início dos trabalhos nos projetos seguintes, no próximo ano, milhares de operários passarão meses sem trabalho. No evento, ocorrido no pólo de Rio Grande, um representante do sindicato local dos metalúrgicos cobrou em discurso medidas para que não haja períodos sem trabalho no complexo. Após elogiar a presidente, o dirigente Sandro Barros afirmou: "Gostaria de pedir que fosse programado; quando uma plataforma estiver saindo, que a outra possa estar chegando, para não termos esses meses parados". Dilma, em sua fala, disse que tem o "mesmo pleito" do sindicalista: "Vamos ter que ter planejamento para não ter esse problema de descontinuidade". A seguir, pediu que os operários fizessem "um esforço" para entregar os projetos "na data": "Se a gente cumpre os prazos de entrega da plataforma, a Petrobras pode ter certeza que vão ser usadas e vai poder contratar outras. Senão, fica daquele jeito, ela contratou e não recebeu. Não adianta, temos que fazer um acordo, nós planejamos a contratação, mas planejamos também a entrega". A presidente disse que não há "a menor possibilidade" de faltar empregos na indústria naval, "do Oiapoque ao Chuí", e citou que só o campo de Libra demandará pelo menos mais 12 plataformas. A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou que as empresas do pólo naval se comprometeram a absorver a mão de obra que foi demitida com a conclusão das plataformas. Também disse que há perspectiva de geração de 8.000 vagas com os novos projetos. A cerimônia marcou a conclusão da plataforma P-58. Em outubro, havia ficado pronta outra, a P-55.

GUIDO MANTEGA RECONHECE QUE GOVERNO DILMA VIVE “INFERNO ASTRAL” NA ÁREA FISCAL

O ministro Guido Mantega (Fazenda) reconheceu que o governo petista de Dilma Rousseff está vivendo um “inferno astral” na área fiscal e que, neste ano, o superavit primário “não será o dos nossos sonhos”. A avaliação reservada do ministro difere da difundida publicamente pelo governo por admitir que “este ano está sendo difícil” na área. O ministro discorda, porém, de avaliações alarmistas sobre o quadro fiscal brasileiro e comentou que, mesmo sendo este um momento ruim, o superavit primário será o “suficiente para manter a estabilidade das contas públicas e da economia”. O setor público registrou deficit primário recorde em setembro. Nos nove primeiros meses de 2013, seu superavit foi de apenas R$ 44,9 bilhões (1,28% do PIB), bem abaixo da meta de R$ 111 bilhões (2,3% do PIB). Apesar de afirmar que o governo ainda persegue a meta de 2,3% de superavit primário, o próprio ministro, reservadamente, sinaliza que não deve ser possível cumpri-la integralmente. Mantega diz que o Brasil não vai perder o seu grau de investimento – nota concedida pelas agências de classificação a economias consideradas com baixo risco de calote. Para o ministro, a avaliação das agências sobre a política fiscal vai melhorar no próximo ano, que, garante, será “bem melhor”. A certeza do ministro está depositada, segundo ele, em ações que serão tomadas nos próximos meses. A interlocutores, revelou que o governo vai reverter, ao longo do próximo ano, as desonerações de impostos de bens duráveis – veículos e linha branca. Isso será possível, segundo ele, porque o “apetite do consumo está voltando, de forma moderada”. O ministro repetiu ainda que o governo vai reduzir os créditos para os bancos públicos, como BNDES e Caixa Econômica Federal, e vai rastrear e cortar despesas em todas as áreas. Para ele, essas iniciativas, associadas a uma recuperação da economia e à melhora dos lucros das empresas, vão aumentar a receita e melhorar as contas públicas.

EXAMES REVELAM QUE POETA COMUNISTA PABLO NERUDA NÃO FOI ENVENENADO PELA DITADURA CHILENA

A exumação e exames nos restos do corpo do poeta chileno comunista Pablo Neruda, ganhador do Prêmio Nobel, não mostraram evidências de que ele tenha sido envenenado, disse na sexta-feira uma equipe forense, apesar de acusações de que ele foi assassinado pela ditadura militar há 40 anos. Presume-se que Neruda, famoso por seus apaixonados poemas de amor e seu apoio ao comunismo, tenha morrido de câncer na próstata apenas alguns dias depois do golpe militar de 11 de setembro de 1973 que resultou na brutal ditadura do general Augusto Pinochet. Estima-se que cerca de 3 mil pessoas tenham sido mortas durante os 17 anos da ditadura. O ex-motorista do poeta disse que agentes de Pinochet se aproveitaram da doença de Neruda para injetar veneno em seu estômago enquanto ele estava internado na clínica de Santa Maria, em Santiago. "Não encontramos evidências forenses que nos permitam pensar que… o sr. Pablo Neruda morreu de causas não naturais", disse Patricio Bustos, o chefe da unidade forense SML, do Ministério da Justiça. A equipe disse ter feito tudo tecnicamente possível para determinar se ele havia sido envenenado. O corpo de Neruda foi exumado em abril e seus restos analisados por peritos locais e internacionais. O advogado Eduardo Contreras disse que alguns elementos toxicológicos ainda precisam ser analisados e pediu novas análises. Ricardo Eliecer Neftali Reyes Basoalto, mais conhecido por seu nome literário, Pablo Neruda, foi uma personalidade de grande importância na cena literária e política do Chile. Embora seja mais conhecido por sua coleção "Vinte Poemas de Amor e uma Canção Desesperada", publicada em 1924, Neruda foi também um ativista político durante uma época turbulenta do Chile. Ele organizou uma viagem de navio para levar cerca de 2 mil refugiados da Guerra Civil Espanhola para o Chile, em 1939, e foi embaixador na França.