segunda-feira, 5 de julho de 2010

BP testa petroleiro gigante para retirar petróleo de vazamento do Golfo

Um petroleiro gigante adaptado para retirar petróleo da superfície do mar está sendo testado no vazamento de petróleo do Golfo do México. O cargueiro taiwanês chamado "Uma Baleia" deve aspirar a água oleosa devido ao vazamento, separar o petróleo e retornar a água limpa para o mar. De acordo com a Guarda Costeira dos Estados Unidos, o petroleiro está passando por dois dias de teste antes de começar a trabalhar na região. Os testes do petroleiro gigante começaram no sábado. De acordo com os donos do cargueiro, ele poderá processar mais de 79 milhões de litros de água oleosa por dia. O cargueiro tem 275 metros de comprimento e aspira a água suja com petróleo por meio de 12 aberturas e, em uma série de tanques, o petróleo é separado da água, para ser transferido para outro cargueiro, enquanto a água é despejada de volta ao mar. "Em muitas formas, o navio coleta água como uma baleia de verdade e bombeia internamente, como um coração humano", afirmou Bob Grantham, porta-voz da TMT Shipping, proprietária do cargueiro. Durante os dois dias de testes, o cargueiro opera ao norte do local do vazamento e os resultados serão divulgados nesta segunda-feira. Se os resultados dos testes deste final de semana forem positivos, o petroleiro poderá ser usado para ajudar a conter o vazamento de petróleo. De acordo com cientistas americanos, entre 35 mil e 60 mil barris de petróleo estão vazando todos os dias desde a explosão e afundamento da plataforma Deepwater Horizon, da companhia petroleira britânica BP, em 22 de abril.

Roberto Requião ofende adversário e cai no chão por um murro na cara

Neste domingo, em Campo Mourão, Paraná, o ex-governador paranaense Roberto Requião, candidato ao Senado Federal, desembarcou de um avião para participar da festa do carneiro no buraco. Ninguém estava à espera dele. No aeroporto estavam apenas os políticos da oposição. Irritado, Roberto Requião observou: “Quando eu era governador, vinha prefeitos e puxa-sacos me esperar, agora só essa turma de bostas por aqui”. A seguir, dirigiu-se aos políticos e tentou cumprimentá-los. Estendeu a mão para Rubens Bueno, presidente do PPS do Paraná, que lhe respondeu: “Não cumprimento canalha”. Requião reagiu irado. Avançou sobre Bueno e tentou insultá-lo. Ao chamar o desafeto de "filho da puta", não conseguiu terminar de pronunciar a expressão. Rubens Bueno deu-lhe um soco na cara que o derrubou. Requião foi imediatamente amparado pela sua comitiva, que decidiu se escafeder imediatamente do local. Longe dali, pelo Twitter, Roberto Requião deu a resposta: "Vou passar numa farmácia para me vacinar contra raiva de gata no cio”. Mas ele deve ter aprendido que ofender pode resultar em uma porrada pedagógica na sua cara abusada.

Estudo aponta que dez mulheres são mortas por dia no Brasil

Em dez anos, dez mulheres foram assassinadas por dia no Brasil. Entre 1997 e 2007, 41.532 mulheres morreram vítimas de homicídio, índice de 4,2 assassinadas por 100 mil habitantes. Elas morrem em número e proporção bem mais baixos do que os homens (92% das vítimas), mas o nível de assassinato feminino no Brasil fica acima do padrão internacional. É a heranca da década Petista de Lula. O índice se mantém em patamares quase constantes nos últimos anos, apesar de registrar ligeira queda: era 4.022 em 2006 e baixou para 3.772 em 2007. Os resultados são um apêndice, ainda inédito, do estudo Mapa da Violência no Brasil 2010, do Instituto Zangari, com base no banco de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus). Os números mostram que as taxas de assassinatos femininos no Brasil são mais altas do que as da maioria dos países europeus, cujos índices não ultrapassam 0,5 caso por 100 mil habitantes, mas ficam abaixo de nações que lideram a lista, como África do Sul (25 por 100 mil habitantes) e Colômbia (7,8 por 100 mil). Algumas cidades brasileiras, como Alto Alegre, em Roraima, e Silva Jardim, no Estado do Rio de Janeiro, registram índices de homicídio de mulheres perto dos mais altos do mundo.

Morre o guia espiritual do movimento Hezbollah aos 75 anos

O aitolá xiita Mohamed Hussein Fadlalah, considerado o primeiro guia espiritual da organização islâmica terrorista Hezbollah e catalogado como "terrorista" pelos Estados Unidos, morreu neste domingo, aos 75 anos, em um hospital de Beirute. O aiatolá foi internado na sexta-feira por causa de uma hemorragia interna. Mohamed Hussein Fadlalah era considerado o guia espiritual do Hezbollah durante os primeiros anos desta organização terrorista pró-iraniana fundada em 1982 com o apoio da Guarda da Revolução iraniana. Hassan Nasralah estava inscrito na lista americana de "terroristas internacionais" estabelecida em 1995. Nos anos 1980 a imprensa americana o acusou de estar por trás de vários sequestro de americanos no Líbano por grupos terroristas vinculados ao Irã. O aitolá, nascido em 1935 em um família clerical libanesa na cidade de Najaf, no centro do Iraque, muito influente no mundo xiita, se manteve partidário da revolução islâmica iraniana e da luta armada contra Israel. Em linha com o Hezbollah, era a favor da instauração de um regime islâmico no Líbano, apesar de acha que isso só seria possível pela vontade popular. Por outro lado, rejeitou os chamados à guerra santa de Osama bin Laden e dos talibãs, aos quais considerava seita.

CBF demite Dunga e toda comissão técnica da seleção brasileira

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, decidiu demitir neste domingo o técnico da seleção brasileira e todos os integrantes da comissão técnica também foram dispensados. Além de Dunga, o auxiliar técnico Jorginho, o supervisor Américo Faria e o médico José Luiz Runco perderam seus cargos. Ricardo Teixeira deverá anunciar o novo treinador na próxima semana, quando chega ao Brasil. Luiz Felipe Scolari é o mais cotado. Dunga ficou no comando da seleção brasileira por quase quatro anos, e montou uma seleção absolutamente medíocre. Neste período, ele ganhou a Copa América, em 2007, e a Copa das Confederações, em 2009, além de terminar no primeiro lugar nas eliminatórias para a Copa do Mundo.

Petistas criam empresa para fazer negócios da China

Do jornalista Reinaldo Azevedo: "O negócio do momento é o socialismo de resultados! Em nenhum país do mundo, com as prováveis exceções das máfias russa e chinesa, a esquerda se deu tão bem quando se meteu, como dizer?, com a economia de mercado como no Brasil. Em breve, os “radicais petistas” estarão fazendo seminários mundo afora sobre como se dar bem no capitalismo pregando o socialismo. Por que isso? O Brasil tem uma verdadeira dinastia de “vermelhos”, uma família de “radicais autênticos”. O nome mais conhecido hoje é Valter Pomar, expressão da dita extrema esquerda petista. Ele tem sempre uma porcentagenzinha dos votos que lhe permite a fama de autêntico esquerdista e lhe garante o posto de Secretário de Relações Institucionais do partido. Entre 14 e 29 de maio, Pomar, o Valter, fez uma excursão política pela Espanha, França, Suécia e Inglaterra, com uma parada em Frankfurt, na Alemanha. Recebeu tratamento VIP do Itamaraty, coisa de autoridade mesmo! Valter é filho de Wladimir e neto de Pedro, lendário dirigente comunista morto durante o regime militar. E é Wladimir — nome que homenageia seu xará mais famoso, o Lênin — um dos protagonistas da reportagem abaixo, de Ricardo Balthazar, na Folha deste domingo. Vejam que mimo. Eu já começo a me encantar com o fato de um notório comunista ser “consultor de empresas”… Na parede atrás da mesa de trabalho do consultor de empresas Wladimir Pomar, há uma fotografia que mostra seu pai apertando a mão do primeiro-ministro chinês Chu En-lai ao final de um encontro político, em 1971. O empresário Marco Polo Moreira Leite faz negócios com a China desde a década de 90, quando procurava produtos chineses para abastecer redes de varejo brasileiras e viveu perto de Pequim. Os dois trabalham juntos hoje em dia, abrindo portas no Brasil para um punhado de gigantes estatais chineses que querem entrar no país. Uma pequena empresa de comércio exterior que eles criaram há três anos, a Asian Trade Link (ATL), representa um consórcio interessado no trem-bala que ligará São Paulo ao Rio, uma indústria que quer vender turbinas para a hidrelétrica de Belo Monte e uma empresa que está de olho no petróleo do pré-sal. “A China tem dinheiro e tecnologia”, diz Pomar. “Em vez de ficar com medo, o Brasil deveria ter políticas para atrair esses investimentos". Pode parecer ambição demais para uma empresa tão nova, mas Pomar e Moreira Leite têm uma vantagem que poucos possuem nesse ramo: uma vasta rede de relacionamento que ajuda a abrir caminho no Brasil e na China. Filho de um dirigente do PCdoB que foi morto pela polícia na ditadura militar, Pomar, 74, participou da fundação do PT e é amigo do presidente Lula. Ele foi o coordenador da primeira campanha presidencial de Lula, em 1989. Moreira Leite, 66, começou a trabalhar com Pomar em 2002. Lula estava prestes a assumir o poder e os amigos de Moreira Leite na China o procuraram. “Eles queriam muito se aproximar do novo governo”, diz o empresário. Pomar levou o assunto a Lula, e a dupla recebeu dinheiro do governo para realizar seminários promovendo o comércio entre o Brasil e a China. Eles participaram da organização da primeira visita de Lula à China, em 2004. Na mesma época, Pomar apresentou à então ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, o grupo Citic. A Eletrobras depois o contratou para construir uma usina termelétrica em Candiota (RS). Pomar diz que evita tirar proveito de sua amizade com Lula para fazer negócios. Mas sabe como os chineses valorizam esse tipo de conexão. “Aprendi com eles que você precisa ter relações com todo mundo”, afirma Pomar. A ATL tem 13 sócios. Entre eles, estão o ex-vice-governador de Mato Grosso do Sul, Egon Krakhecke, que é do PT e hoje é secretário de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente. São sócios o deputado estadual Jailson Lima, do PT de Santa Catarina, e o ex-deputado federal Luciano Zica, que deixou o PT para entrar no PV". Não é mesmo uma gracinha o petismo de mercado?!!!

PT volta a ameaçar os meios de comunicação

Em dezembro do ano passado, o ministro Franklin Martins (ex-MR-8) comandou a Confecom, a Conferência de Comunicação, que aprovou nada menos de 633 propostas para regular os meios de comunicação no Brasil. O calhamaço (apresentado por "entidades da sociedade civi" que não passam de braços do PT, muitas delas com descarado financiamento público), prega o chamado “controle social da mídia”. Essa expressão é só o norte moral da petralhada. Na prática, pretende-se subordinar a comunicação (a imprensa) aos interesses ideológicos da companheirada. Quando a trolha toda foi aprovada, a turma que gosta de fazer o jogo dos contentes para não ter de enfrentar o monstrengo autoritário fingiu tranqüilidade: “Ah, a conferência é só um conjunto de propostas”. Pois agora se fica sabendo que o governo decidiu dar encaminhamento prático àquelas “sugestões”. Anunciou que vai transformá-las em projetos de lei e encaminhá-las ao Congresso. O normal seria que a discussão só fosse retomada no novo governo. Mas não. O lulismo resolveu partir para a briga contra a imprensa. Está chamando a atenção para o fato de que, num eventual governo Dilma (ex-VAR-Palmares), aquilo tudo pode ter conseqüências práticas. O petismo vai se dedicar mais ou se dedicar menos ao “controle social da mídia” a depender do “bom comportamento” dessa mídia na cobertura das eleições. Trata-se de um misto de ameaça e chantagem mesmo, sem disfarce. Leia a seguir algumas das “diretrizes” da Confecom, que o governo petista anuncia querer transformar, agora, em leis: 1) criação do Conselho Federal de Jornalismo para fiscalizar as atividades de jornalistas e meios de comunicação; 2) criação do Observatório Nacional de Mídia e Direitos Humanos, para coibir supostos desrespeito a movimentos sociais, comunidades como quilombolas, gays, deficientes, crianças e idosos; 3) criar mecanismos de fiscalização para punir rádios e TVs que veiculem conteúdos depreciativos contra minorias; 4) criação de uma nova Lei de Imprensa que garanta direito de resposta e assegure a pluralidade de versões em reportagens controversas; 5) criação de cotas para programas educacionais, culturais e informativos em TVs abertas e por assinatura; 6) criação de cotas para canais e programas nacionais em TV por assinatura (pelo menos 50% dos canais de qualquer pacote teriam que ser nacionais); 7) restrições a propriedade de veículos de comunicação por uma mesma pessoa, a chamada propriedade cruzada; 8) limitar a formação de redes nacionais por emissoras de TV (uma empresa, líder de uma rede, não pode controlar mais de 10% das afiliadas); 9) redução do limite do capital externo de 30% para 10% em empresas de comunicação; 10) fiscalização com controle social do financiamento, das obrigações fiscais e trabalhistas das empresas de comunicação (grupos sociais poderiam ter acesso as contas das empresas de comunicação); 11) criar empresa pública para incentivar a distribuição de filmes e vídeos, uma nova Embrafilme; 12) proibir a venda ou o aluguel de espaços na grade da programação de emissoras de rádio e TV (a idéia é evitar que empresas detentoras de concessões busquem lucros apenas com o comércio das próprias licenças); 13) criar o Fundo Nacional e vários fundos estaduais de comunicação pública com recursos do Fundo de Fiscalização das Empresas de Telecomunicações; 14) criar política de massificação de TVs por assinatura e de universalização da banda larga para facilitar o uso da internet em todo o País, principalmente nas regiões distantes dos grandes centros; 15) distribuição equânime das concessões de canais de TV por assinatura entre iniciativa privada, sociedade civil e poder público; 16) criação do Código de Ética do Jornalismo para regular a prática do jornalismo; 17) volta da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. É um conjunto de propostas com um claro sentido dirigista. Os petistas sabem que não têm como emplacar agora nenhuma dessas medidas. Mas ameaçam fazê-lo depois, caso Dilma Rousseff seja eleita.

Bolívia compra avião montado para time de futebol Manchester United

O presidente boliviano, o índio cocaleiro trotskista Evo Morales, trocou seu avião por uma aeronave originalmente construída para atender ao time de futebol inglês Manchester United. A aeronave francesa Dassault Falcon 900Ex Easy foi comprada por US$ 38,7 milhões e substituirá um Jet Sabreliner Na 265-60, que serviu à Presidência boliviana por 35 anos. A equipe inglesa havia solicitado a montagem da aeronave, mas acabou desistindo da compra. O avião foi recebido na última quinta-feira por uma delegação do governo boliviano nos Estados Unidos e aterrissou na tarde de sexta-feira na Bolívia. "Está se comprando um avião seguro, que corresponde a um chefe de Estado", disse o ministro da Presidência (Casa Civil), Óscar Coca. O sujeito tem um sobrenome muito adequado à Bolívia e ao seu presidente. O Dassault Falcon é equipado com câmeras de segurança que detectam pessoas não autorizadas quando a aeronave está em terra, um sistema antirraios e modernos sensores que permitem que ela aterrisse em locais encobertos por neblina.

Lula diz que Petrobras vai estudar prospecção de petróleo em Cabo Verde

O presidente Lula, em visita a Cabo Verde, afirmou que pedirá à direção da Petrobras que inicie as conversas com o governo cabo-verdiano para que faça prospecção de petróleo naquele país. "Queremos expandir a Petrobras para que ela possa fazer estudos em outros lugares, sobretudo em águas profundas. Conversei com o primeiro-ministro e Cabo Verde tem interesse em fazer estudos em suas águas", disse Lula em pronunciamento conjunto com o primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves. O presidente Lula disse que assim que regressar ao Brasil, após viagem a seis países da África, conversará com a direção da empresa. "Eu assumi compromisso de, regressando ao Brasil, conversar com a direção da Petrobras para que venha gente aqui fazer uma primeira conversa com autoridades de Cabo Verde para ver as possibilidades. Segundo Lula, a atuação da Petrobras em Cabo Verde deverá ser feita com transferência de tecnologia em exploração em águas ultraprofundas, área em que a Petrobras tem excelência no mercado mundial. "Nós não vamos abdicar da política de solidariedade. Vamos partilhar o conhecimento que nós temos com os outros países", afirmou ele.

Diminui potencial de transferência de votos de Lula

O potencial de transferência de votos de Lula diminuiu. Ele, que em dezembro tinha 14 pontos percentuais para passar à sua candidata, agora tem 8. A taxa, calculada pelo Datafolha desde dezembro, é composta pelos eleitores que afirmam que votariam "com certeza" no candidato indicado por Lula, mas não declaram voto em Dilma Rousseff (PT) nem sabem que ela é apoiada pelo presidente. Entre as duas últimas pesquisas Datafolha, o potencial caiu de 11% para 8%. A candidata petista, no entanto, apenas oscilou de 37% para 38% das intenções de voto. O cientista político Amaury de Souza afirma ser "ilusório achar que pessoas desinformadas vão de repente ter a informação "correta" e passar a votar em Dilma". Para ele, "a informação simplesmente não chega à fatia mais pobre e desinformada do eleitorado e, se chega, o faz de várias maneiras".

Ibope aponta queda da petista Dilma Rousseff e mostra Serra empatado

O candidato tucano à Presidência da República, José Serra, mostrou recuperação em relação às últimas pesquisas de intenção de voto para as eleições deste ano e aparece novamente empatado com a adversária petista, Dilma Rousseff, que teve forte queda em relação à pesquisa promovida pela CNI (Confederação Nacional de Indústria). Levantamento do Ibope encomendado pela Associação Comercial de São Paulo e divulgado no sábado mostra Serra e Dilma com 39% das intenções de voto. Marina Silva (PV) aparece com 10%. Votos em branco ou nulos correspondem a 6%. Outros 7% disseram não saber em quem votar. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos. Na última pesquisa Ibope, encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), de 23 de junho, Dilma aparecia pela primeira vez na liderança das intenções de voto, com 40%, seguida pelo tucano, com 35%. Portanto, Dilma Rousseff teve uma queda, e Serra teve uma expressiva subida. O levantamento do Ibope também mediu o grau de aprovação do governo Lula. Dos entrevistados, 76% avaliaram a gestão como ótima ou boa, enquanto 19% disseram considerar o governo regular. Classificaram como ruim ou péssimo 4%.

Poeta Roberto Piva morre em São Paulo

O poeta Roberto Piva, de 72 anos, morreu às 15h30 de sábado. Ele estava internado no InCor (Instituto do Coração), em São Paulo, desde o dia 13 de maio. Piva teve falência múltipla dos órgãos em decorrência de insuficiência renal. O poeta sofria de mal de Parkinson há cerca de dez anos e descobriu um câncer na próstata, em metástase, durante a internação. Em janeiro, Piva já havia passado por uma angioplastia. O caos da cidade de São Paulo era sua maior fonte inspiradora. Em "Paranoia", publicado em 1963 e relançado em janeiro deste ano, Piva mergulhou em "torres chumbo", na "constelação de cinza" da metrópole e em "almas inoxidáveis flutuando sobre a estação das angústias suarentas". Sua obra completa foi publicada em três volumes pela editora Globo. O corpo de Roberto Piva foi cremado às 11 horas deste domingo no crematório da Vila Alpina. "O Piva é o poeta da rebelião. Fala-se muito da mitologia Piva rebelde andando pelas ruas de São Paulo, mas ele não era só isso. Ele trafegou pelo erotismo, pelo místico, ele transcendia", afirma Renata D'Elia, jornalista e escritora, amiga do poeta.

Aeronáutica entrega peças do Legacy a dona do jato

Os principais equipamentos do jatinho Legacy envolvido no acidente com o Boeing da Gol, em 2006, foram entregues pela Aeronáutica à empresa norte-americana Excel Aire Service, dona do jato, sem autorização da Justiça. Essa entrega, segundo o Ministério Público Federal, ocorreu de forma ilegal e pode prejudicar o andamento dos processos na Justiça porque praticamente inviabiliza novas perícias. Os dois processos na área criminal, que buscam os culpados pelo acidente que deixou 154 mortos, estão na fase de produção de provas. O material foi recuperado em maio passado pela Polícia Federal, em cumprimento à ordem da Justiça, depois de ficar cerca de sete meses em poder da ExcelAire.

Tuma Jr. volta ao cargo de delegado após exoneração

O ex-secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr. volta a integrar o quadro da Policia Civil nesta segunda-feira e deve reassumir o cargo de delegado de classe especial do Estado de São Paulo. Porém, como ele está em férias, a data do seu retorno ao trabalho ainda não foi confirmada pela a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Tuma Jr. ocupou, durante anos, cargos em comissão na Polícia Federal. Após as férias, ele passa a integrar a polícia estadual de São Paulo. A Secretaria de Segurança Pública afirmou que o Distrito Policial só será escolhido após o retorno do delegado. A decisão veio após ele ser exonerado do cargo de secretário nacional da Justiça, no dia 14 de junho, por conta das acusações de que Tuma teria envolvimento com o chefe da máfia chinesa em São Paulo, Paulo Li.

Ministro Carlos Ayres Britto negou três pedidos para suspender a lei do Ficha Limpa

O ministro Carlos Ayres Brito, do Supremo Tribunal Federal, que foi um dos defensores do projeto Ficha Limpa, negou a liminar com o argumento de que não poderia suspender individualmente uma decisão tomada por um colegiado de juízes. "Se não é qualquer condenação judicial que torna um cidadão inelegível, mas unicamente aquela decretada por um órgão colegiado, apenas o órgão igualmente colegiado do tribunal ad quem é que pode suspender a inelegibilidade", afirma Ayres Britto. Ele disse ainda que o deputado não foi condenado pelo exercício de seu mandato, mas por ser sócio de uma empresa que teve um contrato com a Prefeitura de Pomerode (SC) considerado irregular pela Justiça. O segundo pedido foi do ex-prefeito de Montes Claros (MG), Athos Avelino Pereira, e do ex-vice-prefeito, Sued Kennedy Parrela Botelho, condenados pela Justiça Eleitoral de Minas Gerais.

Delegada pediu à Justiça proteção para ex do goleiro Bruno

A delegada da Polícia Civil que registrou em outubro a queixa de agressão de Eliza Samúdio contra o goleiro Bruno Fernandes, do Flamengo, pediu na época à Justiça medidas de proteção para a ex-namorada do jogador. Elas estão previstas na Lei Maria da Penha, que coíbe a violência contra as mulheres. Oito meses depois, nenhuma medida havia sido tomada. Eliza desapareceu no início de junho. Segundo a polícia, Bruno é o principal suspeito de envolvimento no sumiço da ex-namorada. Então responsável pela Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, Maria Aparecida Mallet disse ter encaminhado pedido para que Bruno fosse obrigado judicialmente a ficar afastado de Eliza, que estava grávida. A ex-namorada relatou a Mallet ter sido agredida e forçada a tomar um medicamento abortivo para não ter o filho, que seria do goleiro. Dez dias após a queixa, a delegada foi transferida da Deam e deixou o caso. No período em que cuidou do caso, diz ter tentado ouvir Bruno por duas vezes, mas ele não compareceu à delegacia. O pedido de medidas protetivas foi encaminhado à 1ª Vara Criminal do Rio de Janeiro em outubro. Em novembro, foi remetido ao Ministério Público. A última movimentação foi em fevereiro. O promotor de Justiça do caso, Alexandre Murilo Graça, disse não saber se a Justiça determinou proteção. "Sinceramente, não sei porque ainda não li. Acho que não tem nenhuma medida deferida ali. Não vou ler isso agora", afirmou. Ele disse ter solicitado que o pedido de medida protetiva fosse juntado ao inquérito com a queixa de Eliza. Segundo a Polícia Civil, a Justiça não determinou nenhuma medida protetiva.

Tasso Jereissati falta ao casamento da filha de Ciro Gomes

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) reuniu na sexta-feira políticos e amigos para celebrar com uma bênção religiosa o casamento da filha Lívia Gomes com o empresário Jorge Albuquerque no Iate Clube, um dos locais mais frequentados pela sociedade cearense. A ausência mais notada foi a do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Convidado para ser padrinho, comunicou dias antes que não compareceria. Por telefone, desejou felicidades à noiva e sua mãe, a senadora Patrícia Saboya (PDT-CE), a quem apoiou para prefeita nas eleições de 2008. As relações políticas e pessoais do coronel Tasso Jereissati com os Ferreira Gomes estremeceram pela primeira vez após duas décadas. O coronel Tasso Jereissati está rompido politicamente com o governador Cid Gomes (PSB) desde que o PSDB decidiu lançar candidato de oposição ao governo do Ceará, cerca de três semanas atrás. O mal estar político também atingiu sua amizade de 24 anos com o neocoronel Ciro Gomes. Renata Jereissati, mulher de Tasso Jereissati, chegou sozinha à festa organizada para cerca de mil pessoas, onde um altar foi montado ao ar livre sob uma tenda, próximo à beira mar. Ciro Gomes chegou acompanhado da filha, que trajava branco. Sua mulher, Patrícia Pillar, e o cantor cearense Fagner estavam presentes.

Estados Unidos acham acusação de Zelaya "ridícula"

O governo americano considerou "ridícula" a acusação do ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, de que Washington planejou o golpe de Estado que lhe derrubou em junho do ano passado, disse na sexta-feira o departamento de Estado. No dia 28 de junho, primeiro aniversário do golpe, Zelaya voltou a acusar o comando sul dos Estados Unidos por sua derrocada. "Ridículo", afirmou Mark Toner, porta-voz questionado pela imprensa sobre estas acusações e o possível papel do departamento de Estado no golpe. Para ele, desde o princípio os Estados Unidos apoiou a volta da ordem institucional a Honduras e tomou medidas cancelando as ajudas ao país para pressionar os golpistas. Zelaya, que foi levado para fora do país e agora vive na República Dominicana, enviou uma carta aos hondurenhos no dia 28 de junho assegurando que o golpe de Estado foi planejado pelo comando sul dos EUA, na base militar local de Palmerola. "Tudo indica que o golpe foi planejado na base militar de Palmerola, pelo comando sul dos Estados Unidos, e executado torpemente por maus hondurenhos", disse Zelaya em sua mensagem, enviada por via eletrônica. Acrescenta que "a um ano do golpe de Estado militar já se esclareceram as causas e os atores intelectuais desse crime que se mantinham ocultos" e se confirmou que "os Estados Unidos estiveram atrás do golpe de Estado". "Os autores intelectuais deste crime obedecem a uma formação de quadrilha dos velhos Falcões de Washington com hondurenhos, proprietários de capitais e seus parceiros de subsidiárias norte-americanas e agências financeiras", acrescentou.

Arruda é levado à força pela Polícia Federal para depor sobre promotora

O ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, foi conduzido à força na sexta-feira pela Polícia Federal para prestar depoimento na Procuradoria Regional da República em Brasília. Acusado de chefiar o esquema do mensalão do DEM, Arruda prestou esclarecimentos sobre a participação da promotora Deborah Guerner, do Distrito Federal, no sistema de distribuição de propina. A Polícia Federal foi acionada pelo procurador Ronaldo Aldo porque Arruda, mesmo após ter sido intimado por duas vezes, não compareceu ao Ministério Público. Arruda depõe como testemunha aos procuradores Ronaldo Aldo e Alexandre Espinoza. A promotora é suspeita de envolvimento no esquema de arrecadação e pagamento de propina que derrubou o governo Arruda. Segundo o delator do Mensalão do governo de Brasília, Durval Barbosa, o ex- chefe do Ministério Público do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, teria recebido mais de R$ 1,6 milhão, além de mesada, para interferir no Ministério Público e impedir investigações sobre os contratos do lixo.

Exército turco bombardeia áreas curdas no norte do Iraque

Aviões de guerra turcos bombardearam bases rebeldes curdas no norte do Iraque nos últimos dois dias, informou o Exército turco na sexta-feira, um dia após confrontos violentos entre soldados e rebeldes terem matado 17. Os aviões bombardearam a principal base rebelde nos montes Qandil, na fronteira do Iraque com o Irã, e a região de Hakurk, no nordeste do Iraque, na quinta e sexta-feira, informou o Exército. O comunicado informa que os aviões tentaram atingir rebeldes e evitaram civis. O grupo rebelde curdo, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), disse que os ataques atingiram bases abandonadas no ataque de quinta-feira. O Exército disse que todas as aeronaves retornaram à Turquia em segurança, mas sem mencionar baixas de rebeldes. Quer dizer que a Turquia pode afrontar o território de outra nação, o Iraque, e não acha nada de anormal nisso?

Justiça do Distrito Federal condena ex-presidente do Banco de Brasília por improbidade

O ex-presidente do Banco de Brasília, Tarcísio Franklim de Moura, e quatro ex-diretores da instituição (Paulo Menicucci Castanheira, Ari Alves Moreira, Wellington Carlos da Silva, Divino Alves dos Santos) foram condenados por improbidade administrativa. A sentença é da 2ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal e cabe recurso. Eles foram processados em decorrência da Operação Aquarela, que investigou uma quadrilha acusada de desvio de verbas públicas. Pela decisão, os réus terão de ressarcir os danos causados e pagar duas vezes o prejuízo apurado. A sentença suspendeu por cinco anos os direitos políticos dos réus. Já a empresa Manchester Serviços, também condenada, foi proibida de fazer um contrato com o poder público pelos próximos cinco anos.

Fusão entre Casas Bahia e Pão de Açúcar cria grupo de mais R$ 40 bilhões

A fusão entre a Casas Bahia e o Grupo Pão de Açúcar deve criar uma empresa com faturamento de mais de R$ 40 bilhões, segundo dados dos balanços de ambas referentes a 2009. As redes anunciaram na sexta-feira os novos termos da fusão, que já havia sido anunciada há sete meses. No ano passado, o faturamento bruto do Pão de Açúcar foi de R$ 26,2 bilhões, enquanto o da Casas Bahia foi de R$ 14 bilhões, totalizando R$ 40,2 bilhões. O negócio é um dos maiores no País e aponta mudanças no setor varejista. A fusão entre as redes de varejo Pão de Açucar e Casas Bahia deve ser implementada em quatro meses, em novembro deste ano, segundo comunicado ao mercado. A integração valerá para Casas Bahia, Ponto Frio (adquirido pelo Pão de Açúcar em junho de 2009) e Extra Eletro, e prioriza o segmento de eletrônicos e bens duráveis, nas lojas e no comércio eletrônico.

Negociação foi dura e tensa, diz Abílio Diniz sobre acordo

A negociação do novo acordo entre Casas Bahia e Pão de Açúcar foi "longa, dura, e, muitas vezes, tensa", afirmou na sexta-feira o presidente do Conselho de Administração do Pão de Açúcar, Abilio Diniz. Ele negou, porém, que tenha havido hostilidade entre os executivos ao longo do processo que culminou na fusão das operações de varejo de eletroeletrônicos das duas empresas. "A negociação foi desgastante, mas eu gostaria de elogiar a postura dos executivos que nunca que perderam a tranquilidade e souberam administrar seu emocional", disse ele em teleconferência com analistas. O novo acordo começou a ser desenhado depois que a família Klein se mostrou insatisfeita por ter vendido o controle do negócio, acreditando que ele tenha sido subavaliado. A fusão foi anunciada em dezembro de 2009. Sob os novos termos, o Pão de Açúcar fará um aporte adicional de R$ 689,8 milhões na Globex (Ponto Frio), que formará, junto com os ativos operacionais das Casas Bahia, e 25% da frabricante de móveis Bartira-- a nova companhia. Além disso, o Pão de Açúcar pagará, pelos próximos três anos, R$ 140 milhões anuais, às Casas Bahia pelo aluguel de suas lojas e centros de distribuição, já que os imóveis permanecem como propriedade da família Klein. A partir do quarto ano, o valor correspondente à locação das lojas (cerca de 50%), será acrescido de um percentual a ser definido das vendas brutas. A compra do controle da Casas Bahia transformou o Pão de Açúcar na quinta maior empresa do País, com R$ 40,2 bilhões de faturamento. Os grupos se tornaram sócios de uma nova holding, que é dona da Globex, rede de bens duráveis que era subsidiária integral do Grupo Pão de Açúcar.

Justiça colombiana condena guerrilheiros do ELN por terrorismo

Um tribunal colombiano condenou a 18 anos e seis meses de prisão cada um dos três terroristas do Exército de Libertação Nação (ELN), acusados de destruir com explosivos um oleoduto e provocar graves danos ao ecossistema, informou a procuradoria-geral do país na sexta-feira. O julgamento decidiu que os fugitivos insurgentes Juan Lizarazo, Samuel Santos Bautista e Orlando Santos Bautista cometeram os crimes de terrorismo e danos ao ecossistema ao dinamitar em dezembro de 2000 o oleoduto Caño Limón-Coveñas, na zona rural da localidade de Saravena.

Dois anos após libertação, Ingrid Betancourt pede às Farc que mudem de rumo

A ex-refém das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína), Ingrid Betancourt, pediu à guerrilha para mudar "de rumo" e libertar as pessoas que mantém sequestradas na Colômbia, ao lembrar na sexta-feira, ao lado de outros ex-reféns, o segundo aniversário da operação militar que os resgatou. "Tenho fé e esperança de que aqueles que estão sequestrados serão libertados logo e peço às Farc que mudem de rumo e se transformem em uma opção de paz", disse Betancourt, ao fim de uma cerimônia de comemoração da operação "Xeque", que o Exército colombiano realizou em 2 de junho de 2008. A operação permitiu resgatar Ingrid Betancourt, ex-candidata presidencial em 2002, três americanos que trabalhavam para o departamento de Estado e 11 militares e policiais colombianos que estavam em poder da guerrilha. Ingrid, que ficou seis anos nas mãos das Farc, chegou a Bogotá na noite da última quinta-feira.

Premier Netanyahu diz que Israel não pedirá desculpas por ataque a navio turco

Em entrevista à emissora de TV estatal israelense "Channel 1", na sexta-feira, o premiê Binyamin Netanyahu afirmou que o Estado hebreu não pedirá desculpas pelo ataque ao navio turco "Mavi Marmara", que matou nove ativistas apoiadores de terroristas que pretendiam afrontar o bloqueio israelense à Faixa de Gaza. O anúncio foi feito em resposta direta às exigências do chanceler turco, Ahmet Davutoglu, de que o governo israelense se desculpe publicamente pela abordagem à "Frota da Liberdade" para que as relações turco-israelenses sejam retomadas. Ainda falando ao à emissora, o premiê deixou claro que ainda não há acordos para retomar as relações entre turcos e israelenses, mas confirmou a reunião entre um ministro de Israel e o chanceler turco.

Ministro do Supremo suspende lei Ficha Limpa para deputada de Goiás

O ministro Dias Tofolli, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a aplicação da lei Ficha Limpa à deputada estadual Isaura Lemos (PDT). A nova lei impede a candidatura de políticos que foram condenados por um colegiado (quando há mais de um juiz). Este é o segundo caso em que a Suprema Corte beneficia um político com "ficha suja". A parlamentar, que tentará se eleger à Câmara Federal, foi condenada pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Goiânia por improbidade administrativa. Ela teria se apropriado dos vencimentos dos salários de funcionários comissionados que trabalharam em seu gabinete. Para Toffoli, a deputada não foi condenada por órgão colegiado, mas por juízo de primeiro grau, quando já era titular de foro específico, o Tribunal de Justiça, em razão do mandato parlamentar. "Em sendo assim, não há de ser falar em apreciação específica da inelegibilidade, mas da suspensão dos Goiás, que validou a sentença do juiz de primeiro grau, "não poderá ser utilizada para os fins da declaração de incompatibilidade da situação jurídica da requerente com o exercício do "ius honorum" (direito de postular e ser eleito)".

Justiça aceita que Argentina processe manifestantes por bloqueio de ponte

A Justiça argentina aceitou que o Estado participe da acusação no processo contra manifestantes que bloquearam a ponte internacional General San Martín, que liga a localidade argentina de Gualeguaychú à uruguaia Fray Bentos. A decisão foi anunciada pelo juiz federal de Concepción del Uruguay, Gustavo Pimentel. O Estado argentino pretende acusar um grupo de ativistas por uma série de crimes cometidos durante os últimos quatro anos. Na próxima semana, o chanceler argentino, Héctor Timerman, deverá se reunir com representantes da Assembleia Ambiental de Gualeguaychú, com os quais deverá discutir uma solução permanente à divergência que desencadeou um dos mais graves conflitos da Argentina com o Uruguai. Os manifestantes, que deixaram a ponte no último mês e devem mantê-la aberta por um período de 60 dias, denunciam que a fábrica de pasta de celulose UPM (ex-Botnia), instalada do lado uruguaio da fronteira, é poluente. Contudo, em resposta à ação interpelada pela Argentina contra o Uruguai, a Corte Internacional de Justiça de Haia apontou que a indústria não polui o rio Uruguai.

Em Córdoba, começa primeiro julgamento de ex-ditador argentino

O ex-ditador argentino Jorge Videla voltou na sexta-feira ao banco dos réus pela primeira vez desde 1985, em audiência sobre o fuzilamento de presos políticos em prisões da Província de Córdoba durante o regime militar. As principais acusações pelas quais Videla será julgado são as de crimes contra a humanidade cometidos na Unidade Penitenciária de Córdoba durante a ditadura. Videla, de 84 anos, será julgado junto com outros 24 acusados, incluindo o ex-chefe militar Luciano Menéndez, condenado à prisão perpétua em outros dois julgamentos recentes. O ex-ditador foi levado há um ano e meio a uma prisão da unidade militar de Campo de Mayo, depois que o juiz federal Norberto Oyarbide revogou sua prisão domiciliar, e é processado, entre outras causas, pelo sequestro de menores durante a ditadura. O ex-ditador argentino Jorge Videla vai enfrentar outra corte judicial a partir do dia 10 de agosto pelo sequestro e assassinato de um estudante durante a ditadura. O julgamento contra o primeiro dos quatro governantes da ditadura argentina (1976-1983) acontecerá na Província de Santiago del Estero, a 1.100 quilômetros de Buenos Aires. A data foi fixada pelo Tribunal Oral Federal de Santiago del Estero, que levará adiante o processo pelo sequestro e assassinato do estudante Cecilio Kamenetzky, ocorrido em 1976. Além de Videla, na causa também são acusados os ex-comandantes Antonio Domingo Bussi e Luciano Benjamín Menéndez, que em 2008 foram sentenciados a prisão perpétua pelo desaparecimento em 1976 do senador peronista Guillermo Vargas Aignasse. Também estarão no banco os ex-policiais Moussa Acaso Curi, Ramiro do Vale López Veloso e Miguel Tomás Garbi, acusados dos crimes de privação ilegítima de liberdade, tortura, homicídio qualificado e formação de quadrilha.

Porto de Paranaguá receberá navios com mais de 300 metros

O Porto de Paranaguá está autorizado a receber navios com até 301 metros de comprimento e 40 metros de largura. Até então, a norma de navegação vigente só permitia a entrada de navios com no máximo 285 metros de comprimento. As embarcações chamadas de Pós-Panamax, devido a seu tamanho ultrapassar o limite das comportas do Canal do Panamá, são consideradas de grande porte e permitem diminuir custos de frete e aumentar a quantidade de carga transportada. A liberação foi assinada pelo superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Mario Lobo Filho, levando em consideração uma portaria publicada pela Capitania dos Portos do Paraná. De acordo com o capitão dos portos do Paraná, Marcos Antônio Nóbrega Rios, “a dragagem feita no ano passado foi importante para possibilitar a atracação de embarcações maiores, assim como a implantação e manutenção de melhorias e normas de segurança exigidas pela Marinha do Brasil”.