segunda-feira, 9 de julho de 2012

Revolução de 32 foi guerra da elite de São Paulo contra trabalhadores, diz Brizolinha

O ministro do Trabalho, Brizola Neto, afirmou nesta segunda-feira que a Revolução Constitucionalista de 1932 foi uma guerra da elite de São Paulo para tentar impedir a ampliação dos direitos dos trabalhadores. Ele fez as críticas em visita à capital paulista justo no dia em que o movimento completa 80 anos. Só para relembrar: a Revolução de 32 foi chamada de "Revolução Constitucionalista". Se não tivesse acontecido, Getulio Vargas teria ficado no poder como ditador, o que ele afinal conseguiu em 1937, com a instauração do chamado "Estado Novo". Mas, seria demasiado exigir uma tamanha compreensão do Brizola Neto. Disse ele: "O dia 9 de julho, que foi comemorado pelos grandes jornais paulistas como se fosse uma grande vitória da democracia, nada mais foi do que uma grande tentativa de retrocesso do processo de ampliação dos direitos e garantias dos trabalhadores iniciado pelo presidente Getúlio Vargas. 32 na verdade não era um movimento paulista. Era um movimento da elite paulista que não compreendia e não aceitava o avanço nos direitos dos trabalhadores. Tanto é que os trabalhadores paulistas elegeram Vargas presidente da República em 1950 e senador por São Paulo em 1946". Obviamente, Brizola Neto fala estultices que já ficaram no lixo da história. Brizola Neto discursou na 11ª abertura do congresso nacional da CUT, uma central peleguissima, teleguiada do PT, e agora declaradamente uma milícia fascistóide em defesa dos petistas envolvidos no processo do Mensalão do PT. Em uma coisa Marx tinha toda razão: a história primeiro acontece como tragédia, depois como farsa. A data de 9 de Julho é a data paulista por excelência, tanto que é feriado no Estado, assim como o 22 de setembro para os gaúchos. Brizolinha, além de tudo, foi um tremendo mal-educado, ao ir a São Paulo para dizer uma boçalidade desse tamanho justo nessa data. Ele parece ainda não ter atentado para o papel que deve representar como ministro do Trabalho do País.

Ministério Público Federal denuncia por extração ilegal recorde de madeira

O Ministério Público Federal denunciou à Justiça uma madeireira e cinco pessoas como responsáveis pela extração ilegal, na reserva extrativista (Resex) Renascer, no noroeste do Pará, de 64,5 mil metros cúbicos de madeira, mais de 23 mil toras, volume suficiente para carregar 2,5 mil caminhões. Segundo coordenadores da operação Arco de Fogo, a apreensão, realizada em 2010, foi a maior apreensão de madeira ilegal já feita no Brasil pela Polícia Federal. A denúncia foi encaminhada à Justiça Federal em Santarém e, caso condenados, os denunciados estão sujeitos a penas que variam de um a seis anos de reclusão e multa, de acordo com cada um dos crimes dos quais foram acusados (crimes ambientais e formação de quadrilha). Além dessas acusações, o administrador da madeireira Jauru, Adriano Dandolini, também foi acusado de cometer 1.189 vezes falsidade ideológica com documento público, crime punido com reclusão de um ano a cinco anos e multa. Segundo o procurador da República Marcel Brugnera Mesquita, autor da denúncia, para acobertar a retirada ilegal de madeira os denunciados fraudaram o Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora). O desmatamento ilegal ocorreu de maio de 2009 a março de 2010, quando ocorreu a fiscalização da operação Arco de Fogo, realizada pela Polícia Federal, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Força Nacional de Segurança e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Além de Dandolini e outros três responsáveis pelas atividades da madeireira, entre os cinco acusados está Sandro Hely Dandolini Peper, dono da empresa que fazia o transporte do material ilegal.

Jurista Arnaldo Lopes Süssekind morre aos 95 anos

Último remanescente da comissão nomeada por Getúlio Vargas em 1942 para elaborar a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o jurista Arnaldo Lopes Süssekind morreu na manhã desta segunda, 9 de julho, quando completaria 95 anos. Süssekind foi ministro do Trabalho e Previdência Social nos governos Ranieri Mazzilli e Castello Branco, entre 1964 e 1965, quando ingressou no Tribunal Superior do Trabalho. Era representante brasileiro na Organização Internacional do Trabalho (OIT). Continuava na ativa e, segundo nota do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), atuava como consultor jurídico da Vale do Rio Doce e conselheiro da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Arnaldo Süssekind tinha apenas 24 anos quando foi designado para a comissão de elaboração da CLT, ao lado de José de Segadas Viana, Oscar Saraiva, Luiz Augusto Rego Monteiro e Dorval Lacerda Marcondes. Na ocasião, era assessor do ministro do Trabalho de Getúlio Vargas, Alexandre Marcondes Filho.

Seleção fica em hotel do Rio de Janeiro

Ainda sem previsão para a construção de um novo centro de treinamento e com as instalações da tradicional Granja Comary consideradas inadequadas, a seleção olímpica do Brasil vai se revezar entre o Flamengo e uma unidade do Exército para treinar antes dos Jogos de Londres, a partir desta quarta-feira, sem usufruir dos modernos centros de treinamento de equipes do País. Os jogadores, que se apresentaram nesta segunda-feira ao técnico Mano Menezes e vão se submeter a avaliações físicas antes do início dos treinos, ficarão hospedados em um hotel na zona sul do Rio de Janeiro e usarão os campos da Gávea e da Escola de Educação Física do Exército, na Urca, para os treinamentos. Fundada em 1987 em Teresópolis (RJ), a Granja Comary serviu como centro de treinamento da seleção brasileira até 2009, quando, sob comando do então técnico Dunga, o local deixou de ser utilizado por ser considerado inadequado às necessidades do futebol atual. Limitação de dormitórios, campos abertos à presença da torcida e espaço limitado para a imprensa são alguns dos problemas detectados pela CBF. A seleção brasileira vai treinar no Rio de Janeiro até o dia 16, quando embarca para Londres. A estreia nos Jogos Olímpicos será contra o Egito, no dia 26 de julho.

Amorin considera "esdrúxula" idéia de instalação de base dos Estados Uniudos no Paraguai

O ministro da Defesa, Celso Amorim, classificou de "esdrúxula" a possibilidade de instalação de uma base militar dos Estados Unidos no Paraguai. Segundo ele, isso resultaria em um isolamento ainda maior do país em relação aos seus vizinhos do Mercosul. "Eu não sou ministro das Relações Exteriores, mas seria uma coisa tão esdrúxula que resultaria no isolamento a tão longo prazo do Paraguai que acho que não vale a pena. Não creio que ocorrerá", afirmou o ministro petista Celso Amorim, que participou nesta segunda-feira da solenidade de transmissão do controle do Exército para a Polícia Militar estadual do policiamento dos complexos pacificados do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele é defensor dos princípios do Foro de São Paulo. A possibilidade de construção de uma base dos Estados Unidos na região do Chaco, próximo à fronteira com a Bolívia, foi anunciada na última sexta-feira, pelo deputado José López Chávez, presidente da Comissão de Defesa da Câmara dos Deputados do Paraguai. José Lopez Chávez afirmou que negociou a instalação da base com generais das forças armadas americanas, que visitaram o Paraguai dias após a destituição de Fernando Lugo da presidência.

Correa ordena bancos privados a repatriarem US$ 942 milhões

Os bancos privados do Equador serão ordenados a repatriarem US$ 942 milhões, dos US$ 2,7 bilhões que eles mantém fora do país, para ajudar a financiar o desenvolvimento equatoriano, afirmou neste final de semana o presidente fascistóide Rafael Correa. O Banco Central e a Superintendência Bancária tomarão medidas para ordenar os bancos privados a repatriarem seus capital depositado no exterior, afirmou Correa. O presidente reiterou que no começo da semana passada ele ordenou ao BC que repatriasse US$ 1,2 bilhões dos US$ 2,4 bilhões que estão depositados fora do país. O Banco Central do Equador perdeu sua autonomia em 2009. Correa disse que é ineficaz e perda de recursos manter capital depositado fora do país. Em 2009, Correa ordenou a repatriação de US$ 2,5 bilhões depositados no Exterior.

Agronegócio representa 41,7% das exportações do Brasil em junho

O agronegócio representou 41,7% das exportações totais do Brasil em junho deste ano, acima dos 37,6% registrados em junho do ano passado, segundo levantamento divulgado pelo Ministério da Agricultura nesta segunda-feira. No mês passado, foram 8,07 bilhões de dólares recebidos pela exportação do agronegócio, enquanto as importações somaram 1,07 bilhão de dólares. O resultado foi um superávit de 7 bilhões de dólares no mês, de acordo com a Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Foi o segundo maior valor para as exportações do agronegócio no ano, abaixo apenas do mês de maio, cuja receita foi de 10,26 bilhões de dólares. No acumulado dos últimos doze meses a balança comercial registrou superávit de 79,45 bilhões de dólares, com as exportações somando 96,57 bilhões e as importações 17,12 bilhões de dólares. Neste período de doze meses, o complexo da soja foi o de melhor desempenho em receita de exportação, com 27,37 bilhões de dólares, uma fatia de 28,3% das vendas externas. Atrás da soja ficaram carnes, o complexo sucroalcooleiro, os produtos florestais e o café. Somados, esses cinco setores representam 78,4% das exportações no acumulado. A China continua sendo o principal mercado das exportações do agronegócio brasileiro, com uma participação de 20,3%, seguida dos Estados Unidos.

Governo do Uruguai quer promover leilão de aviões da Pluna

O governo uruguaio anunciou nesta segunda-feira o envio ao parlamento de um projeto de lei para liquidar rapidamente a companhia aérea Pluna e leiloar parte de sua frota, buscando assim estruturar uma nova companhia e não perder competitividade. A iniciativa busca acelerar os processos dispostos na legislação nacional, no âmbito do processo de falência, uma vez que na quinta-feira foram cancelados todos os vôos da companhia aérea. "As aeronaves, segundo o que foi disposto no projeto, serão deixadas em um depositário que se encarregará de levá-las a leilão", disse o ministro da Economia, Fernando Lorenzo. Serão ofertados sete dos 13 aviões Bombardier CRJ900 NextGen, que são garantia do crédito autorizado pelo Estado uruguaio para as aquisições e cujo valor supera os 135 milhões de dólares. Está previsto que o leilão se realize, no máximo, em 60 dias, segundo o projeto de lei. Posteriormente, e de forma independente às aeronaves, o Poder Executivo negociará com o proponente as frequências que a Pluna dispõe na Argentina, Brasil, Chile e Paraguai, além da contratação de mais de 700 trabalhadores que se encontram, desde a quinta-feira, sob seguro-desemprego. "Nós estamos convencidos de que sete aviões, mais frequências e trabalhadores à disposição para começar a voar no dia seguinte, (fazem) o negócio atrativo por si só, em matéria aérea", disse o ministro dos Transportes, Enrique Pintado. Caso se concretize o leilão, a companhia aérea seria privatizada, após 75 anos com participação do Estado.

Comissão da Verdade reabre caso da morte de guerrilheiro em 1972

Em decisão confirmada nesta segunda-feira, a Comissão da Verdade reabrirá o caso da morte do guerrilheiro Ruy Carlos Vieira Berbert, morto aos 24 anos, em janeiro de 1972, na cadeia pública de Natividade, município que atualmente pertence do Estado do Tocantins. É o primeiro caso reaberto pelo grupo instalado em maio pela presidente Dilma Rousseff. No último sábado, o jornal O Estado de S. Paulo divulgou fotografias inéditas do corpo de Berbert que estavam guardadas no Arquivo Nacional. A assessoria da Comissão da Verdade relatou que o grupo debateu nesta segunda-feira as providências a serem tomadas nesse caso. Os integrantes da comissão avaliaram que era necessário investigar a história para saber as reais circunstâncias da morte de Berbert. Detalhes das providências a serem tomadas sobre a morte do guerrilheiro serão discutidos nos próximos encontros da Comissão da Verdade. O grupo ainda receberá papéis e documentos da comissão sobre mortos e desaparecidos da Secretaria de Direitos Humanos relativos ao caso. Quando a Comissão da Verdade vai deliberar sobre a necessidade de investigar o assassinato de Kurt Kriegel, na noite de 22 de setembro de 1969,em Porto Alegre? Ele era dono do Restaurante Rembrandt, e reagiu ao sofrer um assalto de comando da VAR-Palmares que pretendia roubar para fazer a revolução comunista no Brasil.

Adiada apresentação de parecer da MP do Código Florestal

A apresentação do relatório da medida provisória que preenche lacunas do Código Florestal, prevista para esta segunda-feira, foi adiada por falta de acordo sobre pontos considerados sensíveis tanto pelo governo, que editou a MP, quanto por parlamentares do setor agropecuário. De acordo com uma fonte próxima às negociações, ainda haverá reuniões nesta segunda-feira entre o relator da proposta, senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC), representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e do governo. Pela manhã, o texto foi discutido pelos ministros Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, Mendes Ribeiro, da Agricultura, Izabella Teixeira, do Meio Ambiente e o titular do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. O governo acompanha de perto as negociações para evitar mais problemas no Congresso, onde o texto sofreu inúmeras alterações desde que começou a tramitar. "Ainda não chegamos a um entendimento. Há algumas questões que ainda estamos discutindo", disse o relator, que pretende concluir seu parecer e apresentá-lo à comissão na terça-feira. Ele reuniu-se nesta segunda com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Savatti. "Por conta de alguns pontos importantes não há o mínimo de consenso", afirmou o senador Jorge Viana (PT-AC), acrescentando que os parlamentares ligados ao agronegócio são mais numerosos e ativos na comissão mista. Um dos pontos mais críticos que ainda não foram resolvidos no relatório é o dispositivo da MP que estabelece regras de recuperação em áreas nas margens dos rios. O texto do governo determina que as médias propriedades devem reflorestar uma faixa de 20 metros nas margens de rios com até 10 metros de largura. Se o terreno for banhado por um rio mais largo, deverá ser recuperada uma área de 30 a 100 metros ao longo do curso d'água.

Hugo Chávez afirma que está "totalmente livre" do câncer

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, assegurou nesta segunda-feira que se encontra "totalmente livre" do câncer de que foi tratado no último ano. "Livre, livre, totalmente livre", respondeu Chávez ao ser questionado sobre se venceu a doença que foi diagnosticada em meados do ano passado e que reapareceu no início de 2012.

CUT ameaça a democracia, vira milícia e avisa que vai às ruas exigir absolvição dos corruptos do Mensalão do PT

O novo presidente da peleguissima CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, diz que pode levar às ruas a força da maior central sindical do País para defender os réus do Mensalão do PT, que começarão a ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal em agosto. "Não pode ser um julgamento político", disse Freitas: "Se isso ocorrer, nós questionaremos, iremos para as ruas". Freitas será empossado presidente no congresso que a CUT realizará nesta semana em São Paulo. A central nasceu como uma espécie de braço sindical do PT nos anos 1980 e a maioria dos seus dirigentes é filiada ao partido. Freitas disse temer que o julgamento do mensalão se transforme em mais um campo de batalha entre os petistas e seus adversários, e afirmou que isso poderia colocar em risco os avanços sociais conquistados pelo país após a chegada do PT ao poder. "Nós vivemos um bom momento político e a estabilidade é importante para os trabalhadores", disse o sindicalista: "Não queremos um País desestabilizado por uma disputa político-partidária, entre o bloco A e o bloco B. Se isso acontecer, a central não ficará de braços cruzados, a CUT é um ator social importante e não vai ficar olhando". Em 2005, quando o escândalo do Mensalão do PT veio à tona, a CUT reuniu 10 mil pessoas em Brasília para uma manifestação em defesa do governo Lula. O protesto foi organizado logo depois da queda do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, um dos réus do processo no STF. No ano passado, foi numa plenária da CUT em Guarulhos, na Grande São Paulo, que o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, lançou uma campanha para mobilizar militantes em sua defesa.

Organização denuncia perseguição da polícia política do ditador Hugo Chavez

A Organização dos Venezuelanos no Exílio (Orvex) através do seu presidente Elio Aponte, denuncia que familiares de exilados políticos venezuelanos foram detidos nesta segunda-feira pela polícia política de Hugo Chávez. Aponte informou que essa ação repressiva do governo chavista procura calar, pela intimidação, a mlitância política da ORVEX, entidade sediada em Miami. Segundo Elio Aponte, essa escalada repressiva da polícia política de Hugo Chávez ocorre pela proximidade da eleição presidencial marcada para 7 de outubro. Com isso o tirano Hugo Chávez pretende calar a forte oposição de milhares de venezuelanos exilados principalmente no Sul da Flórida, mas que têm parentes vivendo na Venezuela.

Prefeitura de Porto Alegre começa a derrubar árvores na avenida Ipiranga

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) iniciará no próximo sábado um mutirão de podas preventivas e derrubada de árvores na avenida Ipiranga. A ação, que envolverá funcionários de quatro das cinco zonais da Smam, consistirá na poda de 430 árvores e na derrubada de 20 delas, que estão supostamente mortas ou necrosadas. Haverá manejo de vegetação nas duas margens do arroio e nas calçadas ao longo de toda a extensão da via, que vai da foz do Arroio Dilúvio, na avenida Edvaldo Pereira Paiva, até a confluência com a avenida Bento Gonçalves, no bairro Agronomia. Em Porto Alegre, que já foi berço da ação em defesa do meio ambiente, não se ouve uma contestação sequer a essa iniciativa da prefeitura, se está certa ou não. Será que morreram todos os ambientalistas?

Confirmado o terceiro óbito de gripe A em Porto Alegre

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou nesta segunda-feira mais um óbito por gripe A (H1N1) em Porto Alegre. A paciente, uma mulher de 59 anos, estava internada desde o dia 22 de junho e foi a óbito no dia 7 de julho, não vacinada e com comorbidade, sendo pneumopata, portadora de doença renal crônica e imunodeprimida. Desde janeiro até agora, em Porto Alegre, já são 18 casos confirmados da doença, com três óbitos. De acordo com a Vigilância em Saúde do município, as unidades de saúde de Porto Alegre estão recebendo novos lotes de vacinas, enviados pelo Ministério da Saúde. A vacinação contra a gripe prosseguirá até que as doses sejam esgotadas. O público-alvo continua sendo idosos com 60 anos ou mais, crianças na faixa etária de seis meses a dois anos e gestantes. Além do público alvo, também podem vacinar-se pessoas com comorbidades (possuem outras doenças).

Grupo armado invade centro comercial, rende vigias e faz arrastão em lojas em Canoas

Oito lojas saqueadas, dois caixas eletrônicos arrombados, um veículo furtado e todo o setor avariado. Este foi o saldo negativo que a ação de cerca de 10 homens armados deixou no Conjunto Comercial Canoas, no centro da cidade, na noite deste domingo. Eles renderam os três vigias que faziam a segurança do local e iniciaram os saques. Na maioria das lojas, foram levados dinheiro e equipamentos eletrônicos, como computadores e televisão. Segundo a administradora do local, Alice Tietz, o setor administrativo foi revirado e o cofre, arrombado. Um veículo de um lojista, que estava no estacionamento, também foi levado. E essa é a cidade que teve por secretário de Segurança o advogado petista Alberto Kopittke, que agora concorre a vereador em Porto Alegre.

Hospital de Novo Hamburgo opera a perna errada de idosa de 88 anos

Uma idosa de 88 anos teve a perna errada operada no Hospital Municipal de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Maria Nunes da Silva, de 88 anos, estava internada no local em função de uma fratura na perna esquerda. O diagnóstico foi de que o osso deveria ser reconstruído com platina, e a cirurgia foi realizada na última sexta-feira. O problema é que a intervenção foi feita na perna direita. Os familiares registraram uma ocorrência policial na madrugada do último sábado. A mesma equipe que realizou a cirurgia notou o erro. Uma nova intervenção foi realizada, na perna que estava com o osso fraturado. É um sinal do estado da saúde pública no Estado do Rio Grande do Sul.

Exército deixa complexos de favelas da Penha e do Alemão, no Rio de Janeiro

As tropas do Exército deixaram os complexos de favelas do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira, pouco mais de um ano e sete meses depois da ocupação. A saída dos homens foi acompanhada de uma solenidade com a presença do Ministro da Defesa, Celso Amorim, e do governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). As tropas entraram nas comunidades no dia 26 de novembro de 2010, com o objetivo de tomar os territórios controlados por traficantes e permitir a instalação de Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs). Com um efetivo médio de 1,3 mil homens, o Exército começou a deixar a área em março deste ano, sendo substituído gradativamente pela Polícia Militar, que agora passa a ficar responsável pelo policiamento. De acordo com informações do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, 8.764 militares participaram da ocupação desde 2010. No período, a operação contabilizou em apreensões 215 kg de entorpecentes, 302 automóveis, 197 motos, 131 máquinas caça-níquel, 102 eletroeletrônicos, 42 armas diversas, 2.015 munições, 79 carregadores, 13 granadas e R$ 170 mil; e 733 prisões e detenções.

Demóstenes Torres diz que cassação seria injustiça

Em mais um discurso para tentar salvar seu mandato, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) voltou a se dizer vítima de uma "ditadura da perseguição". Ele ocupou nesta segunda-feira a tribuna do Senado para defender que os colegas que votaram a favor do pedido de cassação de seu mandato, o fizeram, não por descrença em sua idoneidade, mas por pressão da mídia. "Fizeram porque foram colocados sobre seu peito uma enxurrada de matérias. Não quiseram ser as vítimas da vez. A mídia considera impuro o que de mim se aproxima", disse o senador. Na semana passada, Demóstenes ocupou a tribuna do Senado por cinco vezes e prometeu falar em todas as sessões que antecedem seu julgamento, marcado para esta quarta-feira no plenário do Senado. Para aprovar o pedido de cassação são necessários 41 votos, dos 81 senadores. A votação em plenário será feita de forma secreta. "Vivemos a ditadura da perseguição, que se aproveitou de um relatório vazado criminosamente", afirmou o senador, referindo-se à divulgação dos diálogos realizados pela Polícia Federal no âmbito das operações Vegas e Monte Carlo, que o flagraram em diálogos com o empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, apontado como líder de uma organização criminosa que teria cooptado políticos e empresários. Adotando um tom dramático, Demóstenes disse que sua luta para não perder o mandato atende ao propósito de salvar sua honra: "A desonra é pior que a morte. Por isso que eu preferi lutar para salvar o meu mandato". Demóstenes tentou convencer os senadores que sua cassação, caso seja aprovada, será injusta porque será motivada pelo sensacionalismo: "Reafirmo a minha inocência e asseguro que estou sendo sacrificado por uma grande injustiça. Insisto que não há provas contra mim e estas provas carnavalizadas pela imprensa são ilegais e foram montadas. É preciso relembrar que estamos na antevéspera do momento em que o Senado não pode se curvar ao sensacionalismo. Depois de amanhã, esta Casa vai votar um projeto de resolução que determina a perda do meu mandato. Se ele for aprovado, será a maior injustiça da história do Parlamento brasileiro".

Coca-Cola anuncia fim do contrato de patrocínio a Ronaldinho

O ex-atleta Ronaldinho sofreu nesta segunda seu primeiro revés desde sua chegada ao Atlético-MG. A Coca-Cola Brasil anunciou o fim de um contrato de patrocínio que iria até a Copa de 2014. A alegação é de que mudanças de trajetória tornaram a parceria "inviável" para a empresa, conforme nota enviada à imprensa. "A Coca-Cola Brasil reconhece a trajetória e o valor do jogador Ronaldinho Gaúcho. No entanto, tendo em vista a significativa alteração das condições sob as quais foi selada a parceria, a continuidade da relação tornou-se inviável", explicou a nota. O acordo estava valendo desde novembro do ano passado e renderia ao meia R$ 1,5 milhão por ano. Entretanto, a Coca não havia usado a imagem do jogador em nenhuma ação e o fato de o atleta estar sempre vinculado a notícias negativas nos últimos tempos pode ter sido um dos fatores para o rompimento. Ronaldinho Gaúcho já teve em seu leque de patrocinadores 11 empresas desde 2006, quando foi eleito o melhor jogador do mundo pela segunda vez seguida. Mas, atualmente a sua imagem está associada só a coisa ruim, balada e balada, nada de treinamento, ação quase inútil em campo. Enfim..... patético.

Chuva de Pinhões semeou 220 mil sementes de araucária em Campinas do Sul

Mais de 1,6 mil quilos de pinhões foram jogados do céu na tarde de segunda-feira, em Campinas do Sul, no norte do Estado do Rio Grande do Sul, em um projeto que pretende revolucionar o reflorestamento em áreas degradadas. Utilizando um avião pela primeira vez para fazer o plantio, numa única tarde foi realizado o trabalho que levaria meses para ser feito de forma manual. O projeto integrou o Departamento de Florestas e Áreas Protegidas (Defap), a Tractebel Energia, que doou a área de terra para o plantio, a RGE, que doou as sementes e a empresa de aviação agrícola Aerodinâmica, que realizou o plantio aéreo. O curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Santa Maria vai monitorar os resultados do plantio. Imitando a gralha azul, o avião agrícola sobrevoou duas ilhas, uma de 30 hectares e outra de 10 hectares, lançando as sementes de araucária ao solo. Foram 40 quilos de pinhão, cerca de 5,5 mil sementes, para cada hectare de terra. Se o projeto Gralha Azul vingar, a chuva de pinhões fará nascer 10 milhões de mudas de araucária no Estado nos próximos três anos, numa projeção do Defap para intensificar o valor ambiental e econômico da árvore. Para preparar as sementes, os pinhões ficaram imersos em água por dois dias, garantindo a umidade necessária para a germinação. Também foram banhadas em querosene, para impedir o ataque de animais. Com o preparo, as sementes poderão germinar em 10 dias, quando no processo natural, normalmente isto ocorre em 120 dias.

CONTAGEM REGRESSIVA PARA INÍCIO DO JULGAMENTO DO MENSALÃO DO PT NO STF