segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Defensora pública morre após cirurgia de lipoaspiração em Roraima

A defensora pública Maria Luiza Coelho, de 48 anos, morreu na tarde do último sábado sábado após passar por uma cirurgia de lipoaspiração e sustentação dos seios no Hospital Unimed, em Boa Vista (RR). A Polícia Civil abriu inquérito e disse que aguarda resultado da perícia para apurar se a morte foi provocada por erro médico. Segundo atestado de óbito divulgado pela Defensoria Pública de Roraima, a morte foi decorrência de septicemia (infecção generalizada), lesões viscerais e cirurgia na região torácica e abdominal. O Ministério Público, que acompanha o caso, disse que o cirurgião Henrique Schiaveto foi responsável pela morte de outra paciente há dois meses. Mria Luiza Coelho passou por cirurgia na última quinta-feira. De acordo com depoimento de uma colega dela à polícia, a defensora recebeu alta dois dias depois, mas se queixava de dores e de dificuldade para respirar. Para entrar em casa, precisou ser carregada. Após contato com o médico, ela chegou a ser internada novamente no mesmo dia, mas teve falência múltipla de órgãos e parada cardiorrespiratória. A assessoria de imprensa da Unimed disse que não se manifestaria sobre a morte porque o médico não integra o quadro clínico do hospital.

Mulher é presa tentando trocar filha por crack em Goiânia

Uma mulher foi presa nesta segunda-feira em Goiânia, sob suspeita de tentar vender sua filha, de cerca de um mês de vida, para um traficante de drogas em troca de pedras de crack. A Polícia Militar do Estado disse ter recebido uma denúncia anônima na noite de domingo e, em seguida, enviado uma patrulha para prender a mulher, que estava com a criança no bairro Parque Amazônia. A criança foi entregue à avó materna, que ficará com a guarda provisória. A que ponto chegam.....

Ex-ministro Carlos Lupi reassume presidência do PDT

Pouco mais de um mês após sua saída do Ministério do Trabalho, Carlos Lupi reassumiu nesta segunda-feira a presidência do PDT. No ano passado, ele havia sido reeleito para o cargo, do qual estava licenciado desde 2008 porque era ministro. O mandato na direção da legenda vai até 2013. A volta de Lupi aconteceu em reunião da Executiva Nacional do PDT, realizada no Rio de Janeiro. De acordo com o partido, o encontro foi marcado para discutir as eleições municipais deste ano e a participação no governo. Na frente do prédio onde ocorria a reunião, um grupo chamado Movimento de Resistência Leonel Brizola protestou contra a volta de Lupi. Após uma série de acusações, Lupi deixou o Ministério do Trabalho no dia 4 de dezembro. De acordo a revista "Veja", assessores do ex-ministro foram acusados por dirigentes de ONGs de cobrar propina para resolverem pendências dessas entidades com o ministério. A situação do ministro se agravou com a divulgação de imagens que contrariam a versão de que ele não teria usado, em 2009, um avião providenciado por dono de ONGs com convênios com a pasta.

Para mensaleiro José Dirceu, proposta de aliança PSD-PT retrata oposição confusa

O ex-ministro petista José Dirceu, mensaleiro e deputado federal cassado, atribuiu ao "isolamento e confusão" da oposição tucana a proposta do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, de se aliar aos petistas na eleição municipal de outubro. Sem entrar no "mérito da história", como frisou em texto publicado em seu blog nesta segunda-feira, José Dirceu diz que "repetem-se os casos de absoluta falta de rumos da oposição e de suas tentativas, em muitos Estados, de busca desesperada por aliados". "Esta confusão vista em São Paulo, na mais importante eleição municipal deste ano, é um quadro que se reproduz por todo o País", escreve o petista mensaleiro.

Navio da Vale que rachou tem 80% da carga de óleo removida

A operação de salvamento do navio Vale Beijing, que apresentou rachaduras no casco, já retirou da embarcação cerca de 4.000 toneladas de óleo combustível. O volume representa 80% do volume total que deve ser removido. A retirada do óleo iniciou na noite da última quarta-feira e deverá ser concluída nos próximos dias. Segundo a empresa STX Pan Ocean, proprietária do navio, após terminada a retirada do óleo será avaliada a necessidade de fazer uma reparo emergencial no casco ainda na costa do Maranhão. Caso não seja necessário, o navio seguirá viagem até um porto onde será feito um reparo definitivo. Segundo a STX, há possibilidade de a embarcação ser levada para um estaleiro na Turquia para conserto. A retirada de parte do óleo combustível foi uma exigência do Ibama, para reduzir o impacto ambiental em caso de naufrágio. Estavam armazenados no navio cerca de 7.000 toneladas de óleo. Com a retirada será possível também equilibrar a embarcação, o que facilita um eventual conserto no local. O navio sofreu rachaduras no casco dos tanques de lastros, localizados nos dois bordos do navio, durante a operação de carregamento de minério de ferro, no dia 3 de dezembro, no terminal Ponta da Madeira, em São Luís (MA). Desde então, o navio segue na costa maranhense. Inicialmente foi rebocado para um local a seis milhas náuticas (equivalente a 11 quilômetros) da costa e depois levado para uma posição mais distante, a 40 milhas náuticas (cerca de 70 quilômetros) por motivo de segurança. O navio Vale Beijing tem 361 metros de comprimento, 65 metros de largura e capacidade máxima para 380 mil toneladas de minério de ferro. As rachaduras no casco dos tanques de lastro surgiram quando já haviam sido carregadas 260 mil toneladas de minério. Seria a primeira viagem do navio.

Receita de ferrovias cai até 10% com proposta da ANTT

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) colocou em consulta pública nesta segunda-feira sua proposta de revisão das tabelas dos tetos tarifários aplicados pelas concessionárias de ferrovias. De acordo com a agência, a proposta prevê reduções médias de 15% para cargas gerais e de 40% para cargas mais pesadas. Segundo o superintendente de Serviços de Transportes de Cargas da ANTT, Noboru Ofugi, a proposta, se aprovada nesta configuração, deve causar redução na receita das concessionárias de até 10%. Na prática, porém, o efeito depende da empresa e do produto transportado, já que para cada variável dessas há preços diferentes. "O que foi calculado nas simulações é que chegariam, em alguns casos, a reduções de 8% a 10% nas receitas", disse Ofugi. Ele ressaltou que hoje as ferrovias já aplicam tarifas inferiores ao teto e que a revisão dessas tarifas máximas vai reduzir a margem. "O que vinha ocorrendo é que o teto era muito alto, com margem muito grande para eles negociarem a tarifa. O que a gente fez foi propor reduzir esse teto, trazendo-o para números mais condizentes com a realidade", disse o superintendente. Ofugi explicou que o atual modelo baseava-se nas tarifas cobradas pela antiga rede estatal de ferrovias, com correções pela inflação aplicadas nos últimos 15 anos. "Desde então, nunca foi feito um estudo para ver realmente a pertinência da tarifa praticada", comentou. O que se notou, segundo ele, é que os custos de operação das vias estariam superestimados e foi isso que a atual revisão procurou corrigir.

Médicos brasileiros descobrem nova arma contra inflamação

Pesquisadores do Rio Grande do Sul e do interior paulista estão se preparando para testar uma nova arma contra doenças que envolvem inflamações fora de controle, como a artrite reumatóide. Eles descobriram como bloquear a ação do GRP, um peptídeo (fragmento de proteína) que parece ser uma peça importante nos processos inflamatórios. Os dados mais recentes obtidos pelo grupo, publicados nesta semana na revista científica americana "PNAS", indicam que o GRP é o equivalente bioquímico de um recrutador do exército. O GRP desencadeia uma série de reações que levam ao recrutamento dos neutrófilos, células do sistema de defesa do organismo que migram para áreas lesionada ou infectadas e ajudam a desencadear a inflamação. "Não é o único processo que acontece, mas é um elemento importante", afirma um dos autores do estudo, Rafael Roesler, da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Roesler e seus colegas, coordenados por Cristina Bonorino, da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), verificaram a ação recrutadora do GRP tanto em camundongos quanto no líquido sinovial (o "lubrificante" das juntas) de pacientes com artrite. Os neutrófilos tendem a "nadar" mais vigorosamente rumo a concentrações elevadas de GRP, como se farejassem a substância. Os pesquisadores também conseguiram inverter o cenário: usaram uma substância que bloqueia o local onde o GRP se conecta às células. Resultado: dependendo da dose do bloqueador, o recrutamento de neutrófilos diminuía ou até cessava de todo. Esses dados, na verdade, dão mais peso ao que Roesler e seu colega Gilberto Schwartsmann, médico da UFRGS, já andavam mostrando: bloquear a ação da GRP pode ser um bom caminho para enfrentar processos inflamatórios descontrolados. Além da artrite, a sepse (infecção generalizada) e a colite ulcerativa podem ser alvo dessa estratégia, afirmam os pesquisadores. O próximo passo da equipe é tentar sintetizar em larga escala a molécula que barra a ação do GRP, conhecida pela sigla RC-3095. Para isso, os pesquisadores firmaram uma parceria com o laboratório brasileiro Cristália, que deve concluir a tarefa "nos próximos meses", afirma Schwartsmann. A idéia é produzir a molécula "nas quantidades necessárias para os vários estudos clínicos em pacientes com doenças inflamatórias". Essa fase do trabalho ficará a cargo do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

Agência atômica confirma enriquecimento de urânio no Irã

A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) confirmou nesta segunda-feira que o Irã começou a enriquecer urânio a 20% na usina de Fordo, no centro do país. Em comunicado, a agência afirmou que "todo o material nuclear na instalação permanece sob supervisão da agência". Pouco antes, o representante iraniano na AIEA havia anunciado que as operações em Fordo haviam começado. A confirmação da AIEA pode aumentar o atrito entre o Irã e o Ocidente em relação à questão nuclear do país. A república islâmica é acusada de usar o enriquecimento para a produção de armas atômicas, mas as autoridades negam. Com a inauguração de Fordo, a estimativa é de que as conversas entre as partes possam ser bloqueadas. Há tentativas de negociação sobre o programa nuclear com membros do Conselho de Segurança da ONU, mas há um ano que o diálogo está paralisado. Em dezembro, os iranianos anunciaram que desejavam voltar a discutir com o grupo 5+1, composto por Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, França, China e Alemanha. A instalação de Fordo é a segunda de enriquecimento de urânio no país. A outra é a usina de Natanz, inaugurada em 2006, onde cerca de 8.000 centrífugas já funcionam. Porém, a nova planta é mais segura e protegida contra ataques aéreos. Sua construção era mantida em segredo até que agências de inteligência ocidentais identificaram a área em 2009. As atividades do programa nuclear iraniano são o principal motivo da disputa com o Ocidente. A tecnologia pode ser usada para a geração de energia, mas também material para armas nucleares. O último relatório da AIEA fez com que Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e países da União Européia aumentassem as sanções econômicas contra o Irã.

Governo anuncia força de especialistas para monitorar desastres

O governo federal vai enviar para os Estados atingidos pelas chuvas 35 geólogos e 15 hidrólogos para mapear as áreas mais vulneráveis e auxiliar a defesa civil na remoção de pessoas em áreas de risco. "A presidenta Dilma acolheu sugestões de diversos ministérios para que a ação dos centros de monitoramento e de operação nos Estados fosse reforçada com a criação do que estamos chamando de Força Nacional de apoio técnico de emergência", afirmou, nesta segunda-feira, o ministro Fernando Bezerra (Integração). Oito desses profissionais devem seguir para os Estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. No primeiro dia em que voltou a despachar no Palácio do Planalto após o recesso de fim de ano, a presidente Dilma convocou uma ampla reunião com ministérios para saber das medidas já tomadas pelo governo para conter os estragos provocados pelas chuvas no País.

Prefeita filiada ao PSD comemora aproximação de Kassab com PT

A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD), comemorou a movimentação que Gilberto Kassab tem feito para uma aliança com o PT na disputa pela prefeitura de São Paulo neste ano. "É o momento do PSD de buscar novos caminhos", afirmou a prefeita em seu blog. "A indefinição do nome do PSDB para a Prefeitura de São Paulo e a soberba do 'eu sou' dos tucanos, para discutir a possível composição com o PSD paulista, tem, cada dia que passa, aproximado ainda mais o novo partido com o PT", diz Dárcy Vera. Ela afirma que no feriado de Ano Novo conversou com o ex-deputado Indio da Costa, que foi candidato a vice-presidente na chapa de José Serra em 2010. Segundo a prefeita, Indio afirmou que o PSD e o PT em São Paulo caminham para um possível namoro, "com chance de casamento". Dárcy Vera diz que de nada adiantou a tentativa de Kassab aproximar as "lideranças do PSD" com o governador Geraldo Alckmin. "Kassab agiu certo, fez sua parte, agora chega! Kassab já sabe da minha resistência a esta aproximação com o PSDB", afirma ela.

Justiça iraniana condena americano à morte por espionagem

Um juiz iraniano sentenciou um americano de origem iraniana à morte por espionar para a CIA nesta segunda-feira, exacerbando as tensões entre Washington e Teerã, já elevadas em virtude das sanções do Ocidente ao programa nuclear da república nazista islâmica. Os Estados Unidos condenaram a decisão da justiça iraniana. "Vimos informações da imprensa falando que o sr. Hekmati foi sentenciado à morte por um tribunal iraniano. Se for verdade, condenamos fortemente esse veredicto e trabalharemos com nossos sócios para repassar nossa condenação ao governo iraniano", afirmou o porta-voz do Conselho Nacional de Segurança, Tommy Vietor. Amir Mirzai Hekmati, um ex-marine de 28 anos, nascido nos Estados Unidos em uma família iraniana, foi "sentenciado à morte por cooperação com um país hostil, por pertencer à CIA e tentar implicar o Irã no terrorismo", sentenciou o juiz de Teerã. Hekmati tem 20 dias para apelar, disse o promotor-chefe, Gholam Hossein Mohseni Ejei. O acusado, detido meses antes, apareceu em meados de dezembro na televisão estatal, afirmando em farsi e inglês fluentes que era um agente da CIA enviado para se infiltrar no Ministério de Inteligência iraniano. Segundo as autoridades iranianas, seu disfarce foi descoberto por agentes do país que o viram na base militar aérea Bagram, comandada pelos Estados Unidos, no vizinho Afeganistão. Mas a família de Hekmati nos Estados Unidos disse à imprensa americana que ele viajou ao Irã para visitar suas avós. Seu pai, um professor do estado americano do Michigan, disse que Hekmati não é um espião. Familiares afirmaram ter tentado, em vão, contratar advogados iranianos para ajudá-lo no lugar do indicado pelo governo. Em sua única audiência, realizada em 27 de dezembro, os promotores se fiaram na "confissão" de Hekmati para afirmar que ele tentou invadir o ministério de Inteligência ao se apresentar como um ex-soldado americano desertor de posse de informações secretas, as quais estaria disposto a compartilhar.

Juros sobem em leilão de dívida de curto prazo na França

Os rendimentos subiram em um leilão de dívida de curto prazo realizado pela França nesta segunda-feira, apesar da forte demanda, no mais recente teste do investidor pela segunda maior economia da zona do euro. O Tesouro francês emitiu 7,57 bilhões de euros (cerca de US$ 9,8 bilhões) em três tipos de títulos, no topo da meta. A demanda total foi pouco maior que 19 bilhões. O rendimento do título de 13 semanas ficou em 0,166%, contra 0,023% no leilão anterior, informou a Agence France Tresor, que gerencia a dívida do país. O juro pago no papel de 26 semanas ficou em 0,286%, contra 0,074% antes, enquanto os títulos de 52 semanas ficaram em 0,454%, marcando forte alta em relação ao juro de 0,136% de antes. Na semana passada, a França atraiu sólida demanda no primeiro leilão de bônus de longo prazo de 2012, em que os rendimentos subiram ligeiramente apesar do temor de que o país possa perder o rating "AAA".

Ministro Fernando Bezerra vê acirramento eleitoral como origem de denúncias

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, rejeitou nesta segunda-feira as denúncias de que teria privilegiado seu filho, o deputado federal Fernando Coelho Filho, no empenho de emendas parlamentares individuais, e declarou que as recentes acusações contra ele são infundadas, com origem no acirramento eleitoral. Nos últimos dias, Bezerra tem sido alvo de denúncias na imprensa que o acusam também de ter favorecido seu Estado, Pernambuco, no direcionamento de verbas do ministério, e de ter comprado um mesmo terreno duas vezes, quando prefeito de Petrolina (PE). Bezerra creditou as denúncias ao "acirramento político em Petrolina", "pela aproximação da disputa política municipal". Ele já foi prefeito da cidade três vezes, mas transferiu recentemente seu domicílio eleitoral para Recife. O filho do ministro é possível candidato à prefeitura de Petrolina na eleição deste ano, enquanto Bezerra é a principal opção do PSB caso o partido decida lançar candidato à prefeitura da capital de Pernambuco, Estado governado pelo socialista Eduardo Campos, presidente nacional da sigla. O Palácio do Planalto vem trabalhando para blindar Bezerra das denúncias tendo em vista alianças para a eleição municipal de Recife, cidade atualmente governada pelo PT. Na manhã desta segunda-feira, Bezerra e a presidente Dilma Rousseff tiveram um primeiro encontro desde que o ministro se tornou alvo de suspeitas. Os dois se reuniram, ao lado de outros ministros, para discutir as chuvas na região Sudeste do país, que afetam principalmente os Estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Presidente do Banco Nacional Suíço renuncia após escândalo

Presidente do banco central da Suíça, o BNS (Banco Nacional Suíço), Philip Hildebrand, renunciou nesta segunda-feira após ser acusado de enriquecer especulando no mercado de divisas a partir de informações privilegiadas. Hildebrand contava até agora com o apoio do Conselho Federal e da direção do BNS, que haviam aceitado suas desculpas públicas e consideravam que as investigações que o inocentaram estavam em bom caminho. No entanto, bastante pressionado pela imprensa e por políticos há mais de uma semana, Hildebrand decidiu renunciar nesta segunda-feira. A notícia veio à tona na semana passada, quando a imprensa publicou que o Conselho Federal tinha solicitado duas investigações, uma pública e outra privada, para determinar se Hildebrand ou familiares dele haviam cometido alguma falta ao especular e enriquecer no mercado de divisas a partir de informações privilegiadas. Ambas as investigações inocentaram o diretor, mas apontaram como duvidosa uma transação na qual sua mulher, Kashya Hildebrand, tinha comprado US$ 500 mil três semanas antes que o BNS estabelecesse um câmbio fixo entre o euro e o franco-suíço. A medida valorizou o dólar e proporcionou um enorme lucro. As investigações revelaram que, somente em 2011, o casal realizou transações no mercado de divisas no valor de 2 milhões de francos.

Presidente de Guiné-Bissau morre na França

O presidente de Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, de 64 anos, morreu nesta segunda-feira em um hospital militar em Paris. A informação foi entregue por representantes do governo francês e confirmada pelo governo do país africano. O cargo máximo será assumido pelo presidente da Assembléia Nacional, Raimundo Pereira, de 55 anos. As eleições para substituir Sanhá serão convocadas em 90 dias. Sanhá deu entrada na casa de saúde pouco antes do Natal e estava em coma "há muito tempo", de acordo com as fontes. Ainda não foram informadas as causas de sua morte, mas fontes revelam que o presidente tinha diabetes e, durante o período de mandato, esteve em tratamento na França e no Senegal. Em uma das internações, em agosto de 2009, ficou três semanas em um hospital de Dacar, onde o sistema de saúde é mais equipado que em Guiné-Bissau. Um observador próximo relata que Sanhá tinha "diabetes avançada" aliada a um problema com as taxas de hemoglobina, substância que carrega o oxigênio do pulmão para os órgãos. Sanhá cumpria desde 2009 seu segundo mandato como presidente. Ele também foi interino entre 1999 e 2000, quando assumiu após a saída de Ansumane Mané. Este foi responsável por um golpe de Estado e uma guerra civil que provocou a morte de 3 mil pessoas. Em 2009, voltou à presidência após o assassinato de João Bernardo Vieira. Enquanto estava internado, Sanhá foi vítima de uma suposta tentativa de golpe de Estado, em 26 de dezembro, quando homens armados e duas unidades do Exército se rebelaram. O chefe do Estado Maior, o vicealmirante Américo Bubo Na Tchutcho, foi o protagonista. Guiné-Bissau é um dos países mais instáveis da África. Desde 1973, quando se tornou independente de Portugal, sofreu seis golpes de Estado. A região também é conhecida por ser rota do tráfico de cocaína da América do Sul para a Europa.

Egípcias se dizem decepcionadas com revolução um ano depois

Um ano depois da revolução que tirou do poder o ex-ditador Hosni Mubarak, muitas mulheres do Egito passam por um momento de decepção com a política do país. As mulheres sentiam que tinham poucos direitos ou proteção nos anos de regime de Mubarak, mas um sentimento de libertação depois da queda do antigo regime aumentou as esperanças entre muitas egípcias e elas podiam ser vistas na linha de frente junto com os homens durante os confrontos na praça Tahrir, no Cairo. Ativistas defensores dos direitos humanos no país acusam o Conselho Supremo das Forças Armadas, a junta militar que governa o Egito, de atacar sistematicamente mulheres na praça do Cairo, para afastá-las dos protestos. Uma fotografia mostrando uma cena deste tipo de violência chocou o mundo. A imagem mostrava um policial militar egípcio espancando uma manifestante, que usava o véu (hijab) e arrastando-a pela rua, o que abriu suas roupas. A mulher espancada participava de um protesto na praça Tahrir em dezembro, quando a polícia militar atacou os manifestantes. Mas, a decepção das mulheres começou semanas depois da queda do antigo regime. Centenas delas ainda estavam na praça, comemorando o Dia Internacional das Mulheres e tentando atrair a atenção para os direitos das mulheres, mas grupos de homens começaram a adverti-las, afirmando que não era o momento certo para chamar a atenção para estas questões. Entre as manifestantes estava a ativista Sally Zohney, que lidera projetos para juventude do grupo voltado aos direitos das mulheres da ONU. Para ela, a afirmação de que "não é o momento certo" para discutir os direitos das mulheres não faz sentido. "As mulheres participaram desde o início da revolução", disse. "As pessoas me chamam de feminista todas as vezes que expresso opiniões que me diferenciam de um capacho", escreveu Zohney no Twitter, onde mantém uma presença ativa. No dia seguinte ao Dia Internacional da Mulher, o Exército realizou uma operação para retirar os manifestantes da praça. Centenas de pessoas foram presas e 17 mulheres estavam entre os detidos. Inicialmente elas foram levadas para o Museu Egípcio, onde sofreram abusos verbais, foram espancadas e submetidas a choques elétricos. Naquela ocasião, muitas prisioneiras foram submetidas aos polêmicos testes de virgindade. Entre elas estava Samira Ibrahim que, junto com outras mulheres, foi levada para um centro de detenção do Exército. No local elas foram divididas em dois grupos, casadas e solteiras. Samira ficou entre as solteiras e então foi levada para outra sala. A cineasta independente Nada Zatouna também foi atacada e presa enquanto filmava confrontos entre a polícia e manifestantes perto da praça Tahrir. Ela ainda vai à praça no centro do Cairo, apesar da prisão em 2011.

Promotor polonês tenta se matar após coletiva de imprensa

Um promotor militar polonês deu um tiro na cabeça nesta segunda-feira, depois de pôr fim abruptamente a uma coletiva de imprensa na qual ele havia defendido uma investigação militar sobre vazamentos de informações relacionados a um acidente de avião na Rússia que matou o presidente da Polônia há dois anos. Mikolaj Przybyl foi levado ao hospital depois que os jornalistas o encontraram deitado no chão de seu escritório em meio a uma poça de sangue, logo após escutarem o som de um tiro. Ele havia pedido aos jornalistas que saíssem de seu gabinete depois de criticar o vazamento na mídia da investigação sobre o acidente em Smolensk, no oeste da Rússia, em 10 de abril de 2010, no qual morreram o presidente Lech Kaczynski e outras 95 pessoas, a maioria autoridades polonesas. A investigação do acidente em Smolensk continua um assunto político delicado no país e em sua relação com a Rússia. O líder do principal partido da oposição, Jaroslaw Kaczynski (irmão-gêmeo do presidente morto) acusou o governo do primeiro-ministro Donald Tusk de conivência com a Rússia no acobertamento das verdadeiras causas do desastre.

Oposição quer convocar comissão do Congresso para ouvir Bezerra

O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), pediu nesta segunda-feira ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que convoque a comissão representativa do Congresso para ouvir o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. Bezerra está envolvido em suspeitas de favorecimento ao seu Estado, Pernambuco, e também ao seu filho, o deputado Fernando Coelho (PSB-PE), no repasse de recursos da pasta, além de acusações de nepotismo. "Ele concentrou eleitoralmente os recursos", criticou Dias. Para o senador, o governo age de forma "discriminatória" com outros Estados, como o Paraná, no repasse de verbas antienchentes. "É resultado deste loteamento de cargos. Os ministros atuam de acordo com suas capitanias hereditárias", reiterou. No recesso parlamentar, cabe ao presidente do Congresso a convocação da comissão, formada por 17 deputados e oito senadores.

Governo espanhol é contrário a indulto a terroristas do ETA

O ministro de Justiça da Espanha, Alberto Ruiz-Gallardón, afirmou nesta segunda-feira que é contrário ao indulto geral aos membros presos da organização terrorista ETA. O grupo praticou ataques terroristas e armados nos últimos 50 anos para reivindicar a independência do País Basco. Gallardón afirmou que a política penitenciária do novo governo espanhol para a organização será baseada no "princípio da legalidade", em que as sentenças dos presos são individuais. Ele lembrou ainda que a Constituição espanhola proíbe os indultos gerais e "exclui a figura legal da anistia". O anúncio acontece dois dias depois de uma manifestação com milhares de pessoas em Bilbao para pedir penas mais leves para os presos do grupo terrorista. Na ocasião, a esquerda independentista basca pediu ao governo espanhol "urgência" com os reclusos da organização, que qualificou como "presos políticos". As reivindicações dos bascos são a liberação dos doentes graves, o não cumprimento de toda a pena e transferência de todos os condenados a penitenciárias da região. Em outubro, o ETA anunciou que "cessou definitivamente sua atividade armada", ainda que não tenha se dissolvido ou entregue as armas. A organização já havia anunciado cessar-fogo há um ano. Durante seu período de atividade, o grupo matou 850 pessoas, dezenas de sequestros e centenas de extorsões a empresários.

Alemanha vende títulos com juros negativos

A Alemanha vendeu títulos com prazo de seis meses com juros negativos nesta segunda-feira pela primeira vez, o que sinaliza o nervosismo dos investidores que preferiram renunciar à rentabilidade em troca da segurança de recuperar seu dinheiro. O Bundesbank (banco central do país) informou que colocou títulos de dívida com vencimento em seis meses pelo valor de 3,9 bilhões de euros, a um juros médio negativo de 0,0122%, em uma operação com um volume de demanda de 7,08 bilhões de euros e uma quota de aceitação de 1,8. Um porta-voz do banco central disse que a operação representa para o Estado alemão um "resultado muito bom", já que o país conseguiu captar dinheiro sem custos, com investidores ainda pagando uma taxa para comprar seus títulos. Alemanha, Suíça e Holanda desfrutam de rendimentos negativos por sua dívida uma vez que os investidores estão dispostos a pagar para colocar seus depósitos na dívida de tais países porque confiam que conseguiriam recuperá-los. Na emissão anterior de títulos da dívida soberana alemã em seis meses, no dia 5 de dezembro, a rentabilidade havia sido de 0,0005%. Nos últimos meses, com o aprofundamento da crise da dívida na zona do euro, a dívida alemã se tornou mais atrativa, porque a maior economia da União Européia) está em melhor posição do que a maioria de seus membros, tanto em relação à sua saúde financeira quanto à sua economia. A Alemanha prevê captar 250 bilhões de euros nos mercados neste ano.

Reajuste aumentará folha do INSS em R$ 22,4 bilhões

O reajuste de benefícios e contribuições do INSS vale desde 1º de janeiro, segundo confirmou portaria interministerial publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira. A correção dos benefícios implicará R$ 22,4 bilhões em despesas adicionais com a Previdência de trabalhadores do setor privado. Os gastos serão cerca de 70% superiores ao impacto na folha do INSS em 2011, que foi de R$ 13,2 bilhões. Aposentadorias e pensões acima de um salário mínimo foram reajustadas em 6,08%, segundo a variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), elevando o teto de R$ 3.691,74 para R$ 3.916,20. De acordo com o Ministério da Previdência Social, esse reajuste vai representar um impacto líquido de R$ 7,6 bilhões na folha de pagamentos do INSS em 2012, para 9,2 milhões de segurados. Já os benefícios de até um salário mínimo, cujo reajuste foi de 14,1% fixando o valor em R$ 622,00 custará R$ 14,8 bilhões adicionais no ano, para um universo de 19,2 milhões segurados.

Demanda do consumidor por crédito desacelera em 2011, diz Serasa

A demanda dos consumidores por crédito cresceu 7,5% em 2011 ante o ano anterior, de acordo com o indicador da Serasa Experian divulgado nesta segunda-feira. O aumento "reflete uma desaceleração em relação ao desempenho de 2010, já que naquele ano a alta da demanda do consumidor por crédito havia sido de 16,4%", diz em nota. Na comparação de dezembro com o mesmo mês de 2010, houve recuo de 4,6% e, ante novembro, foi registrado avanço de 4,6%. Os consumidores das camadas inferiores de rendimento mensal foram os que puxaram a alta da procura por crédito em 2011. Os avanços foram de 20% para aqueles cujo rendimento mensal situa-se abaixo de R$ 500,00 e de 8,7% para aqueles que ganham entre R$ 500,00 e R$ 1.000,00 por mês.Todas as regiões geográficas do País exibiram crescimento nas demandas dos seus consumidores por crédito em 2011, com destaque para o Nordeste, que registrou crescimento de 11,7%. Foi o segundo ano consecutivo em que os consumidores nordestinos lideraram a busca por crédito, já que em 2010 este número havia crescido 17,7%.

Lula faz quarta sessão de radioterapia contra câncer

O ex-presidente Lula realizou nesta segunda-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, a quarta sessão de radioterapia. Ele trata um câncer na laringe, diagnosticado em outubro. Em até sete semanas, ele deverá receber entre 30 e 35 sessões, que acontecerão de segunda à sexta-feira. Ele não deve ficar internado durante o período. A radioterapia pode ser a fase final de seu tratamento contra a doença. Na última quarta-feira, Lula ficou no hospital por seis horas porque recebeu uma dose de quimioterápicos. O medicamento, que será aplicado uma vez por semana, tem a função de potencializar o efeito da radioterapia. Em dezembro, o ex-presidente encerrou o ciclo da quimioterapia principal.

Lei que cria empresa de apenas um sócio entra em vigor

Entrou em vigor nesta segunda-feira a lei nº 12.441/2011, que criou a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), modalidade de pessoa jurídica que protege os bens pessoais do empreendedor. A lei foi aprovada em junho de 2011 pelo Congresso e sancionada pela presidente Dilma Rousseff em 11 de julho. Constituída por um só titular, a Eireli garante a distinção entre o patrimônio do empresário e o patrimônio social da empresa, o que reduz de forma significativa os riscos para o empreendedor. Caso a empresa passe por algum tipo de problema, como processos trabalhistas, somente o patrimônio social da empresa responderá pelas dívidas, sem que os bens pessoais do empresário sejam afetados. Para constituir uma Eireli, é preciso capital social de, no mínimo, cem salários mínimos (R$ 62,2 mil em valores atuais) e as regras são as mesmas aplicadas às sociedades limitadas. Até a aprovação da lei, o Código Civil previa apenas a figura do microempreendedor individual (MEI) que, ao contrário da empresa individual limitada, responde com seu patrimônio pessoal por eventuais compromissos decorrentes da atividade empresarial. Durante a tramitação do projeto, o governo argumentou que a nova lei contribuirá para aumentar a formalização, especialmente de microempresários que são resistentes a constituir empresas. Outra vantagem apontada foi o fato de a modalidade acabar com as figuras dos sócios "faz de conta", que se associam aos empreendedores de fato apenas para cumprir a norma de que as empresas tinham de ter pelo menos dois sócios.

Governo israelense propõe proibir uso de símbolos do holocausto

O Comitê Ministerial de Legislação israelense aprovou nesta segunda-feira um projeto de lei que proíbe a utilização de símbolos do holocausto, após a polêmica causada pelo uso por manifestantes ultraortodoxos que, ao seu ver, são perseguidos por Israel. A nova lei penaliza com até seis meses de prisão e multas que podem chegar a US$ 25 mil quem utilizar este tipo de simbologia. O Ministério da Justiça se opõe à legislação, por considerar que vai contra a liberdade de expressão. O projeto ainda deve ser validado pelo Conselho de Ministros e enviado ao Parlamento para sua aprovação. A polêmica surgiu em 31 de dezembro, quando centenas de ultraortodoxos se manifestaram na praça central do bairro de Mea Shearim, em Jerusalém, para protestar contra a agressividade dos seculares em relação a sua comunidade, após críticas da imprensa sobre como o grupo trata suas mulheres. Vários manifestantes, entre eles crianças, usavam no braço uma faixa amarela com a estrela de Davi imposta pelos nazistas à população judaica antes da Segunda Guerra Mundial e alguns se vestiram com uniformes de listras brancas e azuis, assim como os presos judeus nos campos de concentração. Os principais líderes e políticos israelenses condenaram duramente o protesto, por considerarem uma profanação da memória dos seis milhões de judeus assassinados pelos nazistas. O ministro sem pasta Yossi Peled, sobrevivente dos campos de concentração, garantiu que seu "sangue congelou imediatamente" ao ver as imagens da manifestação.

Repressão continuará nos países árabes, diz Anistia Internacional

A utilização da violência em 2011 para reprimir a oposição nos países árabes pode seguir vigente em 2012, já que alguns regimes estão decididos a permanecer no poder custe o que custar, adverte a Anistia Internacional em um relatório publicado nesta segunda-feira. "Os movimentos de protesto na região, dirigidos em muitos casos pelos jovens e com as mulheres tendo um papel central, demonstraram uma notável e inclusive surpreendente resistência à repressão", disse Philip Luther, diretor interino para o Oriente Médio e a África do Norte. "Mas as tentativas persistentes de alguns Estados de proporem apenas mudanças cosméticas ou, simplesmente, de brutalizarem sua população para submetê-la, é uma prova de que, para muitos governos, a sobrevivência do regime continua sendo seu objetivo", ressaltou. Em seu informe de 80 páginas, a Anistia Internacional condena também as violações dos direitos humanos cometidos no Egito pelo poder militar que governa de forma interina após a saída de Mubarak, considerando-as piores em alguns casos que sob o ex-ditador e advertindo contra as restrições da liberdade de expressão. "O Exército e as forças de segurança reprimiram violentamente as manifestações, deixando ao menos 84 mortos entre outubro e dezembro de 2011. A tortura dos presos permanece e o número de civis julgados por tribunais militares foi maior em um ano que nos 30 anos do regime de Mubarak", afirmou. O relatório também critica as autoridades interinas da Líbia por não controlarem as brigadas armadas que participaram da queda de Gaddafi e por não processarem cerca de 7.000 pessoas que se encontram nos campos de detenção improvisados a cargo de brigadas. A organização de defesa dos direitos humanos com sede em Londres também ressaltou a atitude de outros governos da região, em particular da Síria, que seguem "firmemente decididos" a se agarrar ao poder, "às vezes sem que importe o custo em vidas humanas e em dignidade".

Tucanos interpretam como guerra aceno do PSD à chapa de Haddad

Tucanos interpretaram como declaração de guerra o aceno do PSD à chapa do petista Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, feito por Gilberto Kassab ao ex-presidente Lula na semana passada. Dirigentes do PSDB avaliam que o gesto serve sobretudo para pressionar José Serra a decidir o quanto antes seu ingresso na corrida pela prefeitura. Kassab ofereceu ao ex-presidente um nome de seu partido para ser vice de Haddad na disputa pela prefeitura.

Iriny Lopes deve deixar governo para disputar prefeitura de Vitória

A ministra Iriny Lopes, da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, pode deixar o cargo para disputar a prefeitura de Vitória, no Espírito Santo. Ela deve conversar com a presidente Dilma Rousseff nesta semana. Um dos nomes que circulam entre movimentos de mulheres para eventualmente substituir Iriny é o de Inês Pandeló, deputada estadual do PT do Rio de Janeiro. Iriny Lope é aquela que queria proibir a veiculação de um comercial de televisão com Gisele Bundchen.

Mais de cinco milhões já trocaram de operadora sem trocar número de telefone

As operações de portabilidade numérica, que permitem a um usuário de telefonia trocar de operadora sem alterar o seu número, atingiram em 2011 o maior patamar desde quando o serviço começou a valer, em setembro de 2008. Quase 5,4 milhões de brasileiros optaram pela portabilidade numérica no ano passado, de acordo com a ABRTelecom (Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações), que administra o serviço. O número é cerca de 18% superior ao registrado em 2010, quando 4,54 milhões levaram o número para outra operadora. A maior parte das mudanças foi registrada para os aparelhos celulares, com 3,38 milhões de transferências. O pico das operações de portabilidade ocorreu no terceiro trimestre, quando 1,51 milhão de pessoas trocaram de operadora. Os números de 2011 elevam para 13,3 milhões o total de mudanças feitas no País desde que a regra passou a valer. As transferências em telefonia móvel representaram 66% desse total.

Crise financeira nos Estados Unidos faz brasileiros voltarem para Minas Gerais

A crise econômica nos Estados Unidos está fazendo com que brasileiros que vivem ilegalmente naquele país retornem para o Brasil. A maioria afirma ter se frustrado com a falta de oportunidades e volta sem economias. Um desses brasileiros é Gilberto Reis, de 31 anos, que voltou dos Estados Unidos para Governador Valadares (MG) há dois meses. Ele trabalhou dez anos como pedreiro na região de Boston (Massachusetts) com a idéia de juntar dinheiro para melhorar de vida no Brasil, mas afirma que os amigos que ficaram no Brasil estão em situação melhor. A cidade de Governador Valadares já foi o epicentro da emigração ilegal brasileira e era chamada de "Valadólares" nos anos de 1980 e 1990.

Statoil anuncia grande descoberta de petróleo no Ártico

A petrolífera norueguesa Statoil fez uma segunda grande descoberta de petróleo equivalente no Mar de Barents em menos de um ano, aumentando as perspectivas de reservas na remota região do Ártico. A descoberta melhorará também as perspectivas para a Noruerga, oitava maior exportadora de petróleo do mundo e segunda maior de gás. O país vem reduzindo a produção do óleo desde 2001 e fez uma série de descobertas marítimas ao longo do último ano. A nova reserva, batizada de Havis, pode possuir entre 200 milhões e 300 milhões de barris de óleo equivalente. Junto com a outra descoberta na região, chamada de Skrugard, pode fornecer entre 400 milhões e 600 milhões de barris, informou a Statoil. "A Havis é nossa segunda maior descoberta no Mar de Barents em termos de impacto em nove meses", declarou o presidente-executivo Helge Lund em comunicado. "O volume e as propriedades da descoberta fazem dela um par da Skrugard. Skrugard e Havis abrem uma nova província de petróleo no Norte", declarou. As sócias na nova descoberta são Statoil (50%), a italiana Eni (30%) e a também norueguesa Petoro (20%).

Gilberto Kassab propõe aliança com PT em São Paulo

Gilberto Kassab ofereceu ao ex-presidente Lula um nome de seu partido, o PSD, para ser vice do petista Fernando Haddad na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em outubro. A conversa ocorreu na semana passada, quando o prefeito paulistano visitou Lula no hospital Sírio-Libanês, onde ele passa por tratamento de radioterapia contra um câncer na laringe. Na ocasião, Kassab teria autorizado o petista a escolher o nome que quisesse dentro da legenda. O novo gesto do prefeito tem potencial explosivo dentro do PT, que é um dos principais críticos da administração municipal. Internamente, diz-se que Lula conseguiu emplacar seu candidato ao partido, mas racharia a sigla se insistisse em impor um afilhado do atual prefeito para a vaga de vice. A oferta de Kassab também representa uma guinada na articulação que ele promovia até pouco tempo, a de tentar unir a sua legenda ao PSDB em uma candidatura única à sua sucessão. Gilberto Kassab confirmou que a sucessão municipal fora alvo da conversa, mas negou ter discutido formalmente uma possível aliança.

Padre expulso pela ditadura militar usa tom político na primeira missa após retorno ao Brasil

Na missa que comemorou a autorização para que voltasse definitivamente para o Brasil, o padre italiano Vito Miracapillo, de 65 anos, não deixou de lado o discurso político que lhe rendeu a expulsão do País em 1980, durante a ditadura militar. Na noite de sábado, o regresso do religioso lotou a modesta Capela de São Pedro e São Paulo, erguida por ele mesmo em Ribeirão, pequena cidade na zona da mata de Pernambuco. O padre que foi obrigado pelo regime militar a deixar o Brasil depois que se negou a celebrar missa em comemoração ao Dia da Independência. A expulsão foi pedida pelo então deputado estadual Severino Cavalcanti (PP), hoje aliado do PT. Em 1993, o decreto de expulsão foi revogado e Miracapillo passou a visitar o Brasil como turista. No final do ano passado, o religioso recebeu autorização do Ministério da Justiça para voltar ao Brasil em definitivo.

Especialista afirma, acabou o ativismo na Supremo Corte de Israel

O jurista israelense Haim Shain, professor na Mishpat Shaare College, avaliou neste domingo a nomeação de quatro novos juízes para a Suprema Corte. Shain disse que o anúncio de sexta-feira sobre as novas nomeações é um prazer e uma "uma grande conquista para o sistema legal". Shain afirmou que as nomeações põem fim ao ativismo judicial, que representou um grave golpe para a confiança da população no sistema judicial em Israel. Ele rejeitou as reivindicações daqueles que apontaram as nomeações como uma vitória para o chefe da Justiça, Dorit Beinisch, acrescentando que conhece pessoalmente os candidatos que foram selecionados e que eles são ótimas pessoas. Na sexta-feira, o Comitê de Nomeação de juízes selecionou quatro novos juízes para a Suprema Corte, entre eles Noam Solberg, que é religioso, vive em Gush Etzion e não tem uma orientação esquerdista, como a maioria dos outros juízes. Os outros juízes escolhidos são Uri Shoham, do distrito judiciário de Tel Aviv; professor Daphne Erez-Barak, e o vice-presidente do Distrito de Jerusalém, Zvi Zylbertal.

Ditador do Irã chega à Venezuela

O ditador do Irã, o nazista islâmico Mahmud Ahmadinejad, chegou neste domingo à Venezuela, primeira escala de seu giro pela América Latina, que o levará ainda a Nicarágua, Cuba e Equador, em um momento de tensão crescente entre a república nazista islâmica e os Estados Unidos. Ahmadinejad, que irá se reunir nesta segunda-feira com o colega venezuelano, o ditador caribenho Hugo Chávez, foi recebido com honras militares no aeroporto internacional de Caracas, pelo vice-presidente Elías Jaua e por membros da comunidade iraniana na Venezuela. O presidente do Irã é acompanhado por uma comitiva de cerca de 100 pessoas, liderada pelos ministros Ali Akbar Salehi (Relações Exteriores), Shamsedin Hoseini (Economia), Mehdi Ghazanfari (Indústria, Comércio e Minas) e Majid Namju (Energia). A viagem da comitiva terá prosseguimento terça-feira, na Nicarágua, onde Ahmadinejad assistirá à posse de Daniel Ortega, reeleito para a presidência daquele país. O ditador nazista islâmico também visitará Cuba e, na quinta-feira, o Equador, onde irá se reunir com o presidente facistóide Rafael Correa. O objetivo da viagem é fortalecer os laços com os países latinos que mantêm um discurso hostil em relação aos Estados Unidos, no momento em que o Ocidente aumenta a pressão sobre o Irã para que abandone seu projeto de bomba atômica.