segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Apagou-se a maior luz dos socialistas em Portugal, morreu Mario Soares


O ex-presidente de Portugal, Mário Soares, morreu no sábado, aos 92 anos, em Lisboa, no Hospital da Cruz Vermelha, onde estava internado desde o dia 13 de dezembro. Depois de uma melhora passageira, seu estado de saúde piorou no dia 24 de dezembro e, no dia de Natal, Mário Soares já se encontrava em coma profundo. Segundo familiares, ele nunca chegou a se recuperar da encefalite, uma inflamação no cérebro, que sofreu em janeiro de 2013, e sua saúde se degradou ainda mais desde a morte da esposa, em julho de 2015. Um dos fundadores do Partido Socialista de Portugal, em 1973, ministro das Relações Exteriores, duas vezes chefe de governo, presidente da República de 1986 a 1996 e eurodeputado, Mário Soares foi um personagem marcante da democracia portuguesa. Advogado de formação, começou cedo na política, como opositor à ditadura de Antonio de Oliveira Salazar. "Nunca me considerei especial. Sou uma pessoa normal", disse Mário Soares em fevereiro de 2015. 

2 comentários:

intervenção civil e militar disse...

Vamos reconstruir Brasil e Portugal ,Deus quer.

Catarina Lopes disse...

Comunista! Já foi tarde!