terça-feira, 27 de agosto de 2013

DIPLOMATA EDUARDO SABÓIA TEVE CORAGEM E AGIU CERTO, DIZ EX-CHANCELER CELSO LAFER

A Constituição do Brasil dá razão ao encarregado de negócios do Brasil na Bolívia, Eduardo Saboia, que mostrou “coragem” ao decidir, sozinho, retirar o senador Roger Pinto Molina da embaixada. A opinião é de Celso Lafer, professor de Direito, que foi chanceler do presidente Fernando Henrique Cardoso. “Cabe agora ao governo brasileiro reconfirmar o asilo político ao senador e compreender o sentido moral da posição do ministro Saboia”, defende Lafer. “Nessas horas, a pessoa precisa parar para pensar e avaliar as dimensões morais de sua decisão – e foi essa a atitude do diplomata. Saboia avaliou e agiu dentro daquilo que caracteriza um homem". Segundo a interpretação do ex-chanceler, o encarregado de negócios não entrou em conflito com a posição oficial do governo brasileiro, pois o asilo ao senador boliviano já havia sido concedido. Saboia “apenas operacionalizou” a decisão, argumenta Lafer. O principal alvo das críticas, continua, deve ser o governo Evo Morales, que, ao se recusar a conceder o salvo-conduto para Molina deixar o país, violou uma das principais tradições do direito interamericano: “É bom lembrar que até o general Augusto Pinochet deu salvo-condutos". Lafer afirma ainda que a atitude de Saboia traz à memória o embaixador brasileiro Luís Martins de Souza Dantas, representante do governo Getúlio Vargas em Paris durante a II Guerra Mundial. Contra as restrições impostas pelo Estado Novo à concessão de vistos, Souza Dantas conseguiu que centenas de pessoas consideradas “indesejáveis” – judeus, comunistas, homossexuais e outros – deixassem o terror nazista e encontrassem abrigo no Brasil. Também o escritor Guimarães Rosa, como diplomata brasileira na Alemanha nazista, agiu assim.

CÂMARA APROVA MEDIDA PROVISÓRIA QUE DESONERA CADEIA PRODUTIVA DO ETANOL

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória (MP) 613, que concede incentivos tributários aos produtores de etanol e à indústria química, por meio de crédito presumido, e reduz a alíquota das contribuições do PIS/Pasep e da Cofins. A MP segue agora para apreciação do Senado Federal. Acordo firmado pelos líderes partidários, e honrado pelo plenário na votação, retirou do texto as regras para exploração dos portos secos, que haviam sido incluídas na medida provisóriaMP pela comissão especial que analisou o mérito da proposta. Os deputados aprovaram também emenda para garantir aos produtores de etanol o uso de saldo de créditos do PIS/Pasep e da Cofins para compensar outros tributos ou então pedir ressarcimento. Segundo o líder do PT, deputado José Guimarães (CE), os deputados também aprovaram na MP a incorporação aos municípios de R$ 3 bilhões referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Guimarães disse que é uma forma de repassar aos municípios a compensação do FPM, de 1,3%, sendo R$ 1,5 bilhão neste ano e R$ 1,5 bilhão no ano que vem.

MINISTÉRIO PÚBLICO ABRE INVESTIGAÇÃO SOBRE CONDIÇÕES DE TRABALHO DE MÉDICOS CUBANOS

O Ministério Público Federal no Distrito Federal abriu nesta terça-feira uma investigação para apurar as condições de trabalho oferecidas aos médicos cubanos que vão trabalhar no Brasil. Eles vão atuar em locais que não atraíram nenhum profissional do Programa Mais Médicos do governo federal. Segundo o Ministério Púbico, o objetivo do inquérito civil é analisar se as normas internas e internacionais de proteção aos direitos humanos estão sendo cumpridas. Para embasar a investigação, o Ministério Publico Federal pediu aos ministérios da Saúde e da Educação e à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) informações sobre o programa. O prazo para o envio é 15 dias, após a notificação. De acordo com o ministério da saúde, 4 mil médicos cubanos devem chegar ao País.

MICHEL TEMER DIZ QUE IMPASSE COM A BOLÍVIA SERÁ RESOLVIDO DIPLOMATICAMENTE

O impasse criado com a operação de  retirada do senador Roger Pinto Molina da Embaixada do Brasil em La Paz será resolvido diplomaticamente, disse nesta terça-feira o vice-presidente Michel Temer, que elogiou o trabalho do ex-ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota. Ele participou, na tarde desta terça-feira, da cerimônia de posse de oito membros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Segundo o vice-presidente, os representantes do Brasil e da Bolívia vão buscar uma forma diplomática para solucionar o impasse. “Essas coisas são resolvidas diplomaticamente. Temos uma diplomacia muito eficiente no Brasil e uma diplomacia eficiente na Bolívia, de modo que os representantes diplomáticos solucionarão da melhor maneira o impasse que surgiu, digamos assim, acidentalmente".

DÓLAR CHEGA A ULTRAPASSAR R$ 2,40

Em um dia marcado pela volatilidade, a moeda norte-americana chegou a ultrapassar a cotação de R$ 2,40, mas inverteu a tendência e fechou em baixa. O dólar comercial encerrou a sessão desta terça-feira vendido a R$ 2,3683, com queda de 0,65%. A cotação acumula alta de 3,76% em agosto e de 15,64% no ano. A cotação operou em alta por quase todo o dia. Na máxima do dia, por volta das 9h30, a moeda atingiu R$ 2,4156. O câmbio desacelerou nas horas seguintes, mas o dólar só inverteu a tendência e passou a operar em queda depois das 15 horas. Pela manhã, o Banco Central vendeu US$ 498,1 milhões no mercado futuro, seguindo a nova política de leilões programados. No início da tarde, a autoridade monetária anunciou que vai rolar (renovar) daqui a 20 dias contratos de venda no mercado futuro que venceriam em 1º de outubro.

VOLUME DE CANA DE AÇÚCAR PROCESSADA NA REGIÃO CENTRO-SUL AUMENTA 20,6% NESTA SAFRA

O volume de cana-de-açúcar processada nas unidades produtoras da região Centro-Sul do País atingiu 315,1 milhões de toneladas no acumulado do início da safra, em abril, até 16 de agosto. O resultado é 20,6% superior ao registrado no mesmo período da safra passada (261 milhões de toneladas). No entanto, é 6,8% menor do que os 338,08 milhões de toneladas do mesmo período do ciclo 2010/2011. Os dados são da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). O volume produzido de etanol chegou a 13,29 bilhões de litros no acumulado do início da safra até a primeira metade de agosto. Do total, 7,76 bilhões de litros são relativos ao etanol usado nos carros flex, o hidratado (crescimento de 23,75% em relação ao mesmo período do ano passado) e 5,53 bilhões de litros, ao etanol anidro (49% superior à produção de 3,69 bilhões de litros observada na safra anterior). Na primeira quinzena de agosto, as vendas de etanol pelas unidades produtoras do Centro-Sul somaram 1,13 bilhão de litros, contra 945,25 milhões de litros comercializados no mesmo período do último ano. Deste volume, 146,76 milhões de litros destinaram-se às exportações e 983,44 milhões de litros ao mercado interno.

MINISTRO PETISTA ALEXANDRE PADILHA PEDE APOIO DO PT PARA APROVAÇÃO DA MP DO MAIS MÉDICOS

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, esteve no Congresso Nacional nesta terça-feira para defender a aprovação da medida provisória que trata do Programa Mais Médicos. Padilha se encontrou com o senador Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP) para pedir apoio da bancada do partido. Na saída do encontro, o ministro disse acreditar que questões como o fato de o governo cubano repassar apenas uma parte da remuneração paga pelo Brasil aos médicos vindos da ilha não atrapalharão a aprovação da matéria. “Eu estou confiante de que o Congresso Nacional será sensível e entenderá que o Ministério da Saúde e o governo federal buscaram uma solução concreta para levar médicos para milhares de brasileiros que não têm médico”, disse. Segundo ele, os cubanos estão no Brasil em missão humanitária, em um programa que está em curso em 58 países. O ministro disse que o governo brasileiro recorreu ao programa de Cuba após consulta à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Ele disse que os cubanos têm vínculo com o governo de seu país e, por isso, estão em situação diferente dos médicos que se inscreveram individualmente. “São situações diferentes dos outros médicos estrangeiros. Por exemplo, ninguém está perguntando se os outros médicos estrangeiros, que se inscrevem individualmente, vêm para o Brasil sem ter emprego garantido no país de origem. Quando ele terminar o programa de três anos aqui, quando ele voltar para o seu país, ele não terá emprego garantido. É diferente das ações humanitárias que Cuba faz, em que o médico têm vínculo permanente com seu país. Ele tem emprego garantido, recebe não só o salário no seu país, mais um bônus, por estar em missão externa; sua família é protegida, recebendo também uma remuneração, e ele vai receber aqui no Brasil uma remuneração”, disse Padilha.

POLÍCIA FEDERAL PODERÁ INTIMAR CONVOCADOS PARA DEPOR NA COMISSÃO DA VERDADE, DIZ O NOVO PRESIDENTE

A Comissão Nacional da Verdade quer ouvir 400 pessoas sobre casos de tortura ocorridos durante a ditadura militar e a Polícia Federal irá ajudar a intimar quem não atender à convocação, informou nesta terça-feira o novo presidente da comissão, o advogado José Carlos Dias. Segundo ele, caso o depoente se recuse a comparecer, poderá responder pelo crime de desobediência. O advogado disse que, na segunda-feira, ele e sua antecessora na presidência, Rosa Cardoso, se reuniram com a direção da Polícia Federal “para tratar da convocação de pessoas que vão ser ouvidas como responsáveis pela prática de graves violações dos direitos humanos”. De acordo com Dias, a comissão tem poder legal para convocar os depoentes, e não apenas para convidar. “Não queremos cair no mesmo erro praticado pela ditadura, e quem vier depor terá todas as garantias constitucionais, inclusive com a presença de seus advogados”, disse, lembrando o caso do coronel da reserva Carlos Alberto Brilhante Ustra, que foi ouvido pela comissão depois de conseguir um mandado de segurança que lhe permitia ficar em silêncio. Diante do grande volume de trabalho, Dias informou que a Presidência da República avalia o pedido de prorrogação por seis meses o funcionamento da comissão, que tem até maio de 2014 para entregar relatório final. Entre os depoimentos que a comissão pretende ouvir estão de vítimas de torturas e de empresários que teriam financiado ações do regime.

INDICADORES SOCIAIS DAS CIDADES ESTÃO ENTRE CRITÉRIOS PARA DISTRIBUIÇÃO DE MÉDICOS CUBANOS

O ministro da Saúde, o petista Alexandre Padilha, disse nesta terça-feira que entre os critérios para definir a distribuição dos médicos cubanos pelos 701 municípios que não atraíram nenhum profissional no Programa Mais Médicos serão observados os indicadores de pobreza e também a composição das equipes. Os 400 profissionais cubanos, assim como demais estrangeiros, iniciaram na segunda-feira curso que terá duração de três semanas e, após avaliação, os aprovados serão alocados nos municípios. “Estamos definindo isso a partir de indicadores de pobreza, escassez de profissionais médicos, IDHM dos municípios e também de composição das equipes. Têm profissionais médicos que vieram na missão externa que são casais, a idéia é poder alocar os casais no mesmo município. Essa estratégia será definida ao longo da semana”, disse Padilha após a divulgação da pesquisa Vigitel 2012. Os médicos cubanos e demais estrangeiros que participam do curso em Brasília serão descolados dos alojamentos militares onde estão hospedados e reacomodados em outros locais, de acordo com Padilha. Os profissionais reclamaram das condições do alojamento e o ministro disse que eles serão reacomodados em locais onde tenham condições de estudar também durante a noite e com acesso à internet.

CONSELHO APROVA R$ 67 BILHÕES PARA SEGURO-DESEMPREGO E ABONO SALARIAL

O Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) terá R$ 67,1 bilhões disponíveis no ano que vem para custear despesas com o seguro-desemprego e abono salarial dos trabalhadores. A proposta de orçamento foi aprovada nesta terça-feira pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Entre as principais despesas do FAT estão R$ 31,2 bilhões para o pagamento do seguro-desemprego e R$ 15,8 bilhões para o benefício do abono salarial. Para a qualificação de trabalhadores o valor aprovado foi R$ 513 milhões, e outros R$ 738,6 milhões foram aprovados para o custeio da rede de atendimento do Sistema Nacional de Emprego (Sine). O valor final a ser aplicado no setor ainda deve ser aprovado na Lei Orçamentária Anual. O Codefat é formado por representantes dos trabalhadores, dos empregadores e do governo, e atua como órgão gestor do FAT.

MISSÃO DO GOVERNO PETISTA VIAJOU AOS ESTADOS UNIDOS PARA TRATAR DE ESPIONAGEM

Um grupo de representantes do governo da soberana bolivariana petista viajou nesta terça-feira a Washington para continuar o "diálogo" com o governo americano sobre as denúncias de espionagem de dados eletrônicos e telefônicos de cidadãos brasileiros. O ministro da Justiça, o "porquinho" petista José Eduardo Cardozo, lidera a comitiva, que também é formada pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Maximiliano Martinhão, pelo secretário de Políticas de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Virgílio Almeida, e por representantes da Presidência da República e das Relações Exteriores.

MINISTRO DA AGRICULTURA RECONHECE NECESSIDADE DE REDUZIR CUSTO DE PRODUÇÃO NO BRASIL

O ministro da Agricultura, Antônio Andrade, reconheceu nesta terça-feira a necessidade de reduzir o custo da produção no País para aumentar a competitividade do agronegócio brasileiro. "O transporte hoje é feito, na maioria das vezes, de caminhão, que é um dos modais mais caros do mundo. A nossa produção tem crescido muito mais do que os investimentos feitos, do que é possível ser feito", disse ao participar, na capital paulista, do Salão Internacional da Avicultura (Siav), que ocorre até o próximo dia 29. Ele citou como exemplo do alto custo o valor da exportação de uma tonelada de soja no Brasil, que chega a US$ 200,00 enquanto nos Estados Unidos o valor é cerca de US$ 90,00. O ministro ressaltou, no entanto, que o governo federal está atento a essa questão e tem anunciado parcerias para desenvolvimento do transporte ferroviário e pluvial que melhorem o custo de escoamento do produto brasileiro.

VENDAS DOS SUPERMERCADOS ACUMULAM ALTA DE 4,16% EM 2013

As vendas dos supermercados acumulam alta de 4,16% nos sete primeiros meses do ano, em comparação com 2012. O número, divulgado nesta terça-feira, é resultado do cálculo do Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em julho, as vendas apresentaram alta de 3,45% na comparação com o mês anterior, e alta de 11,59% em relação a julho de 2012. Os resultados excluem a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. A Abras ressalta que o mês de julho do ano passado foi um dos mais fracos em vendas, o que favoreceu o desempenho das vendas do mês de julho de 2013. “Apesar das perspectivas de redução do crescimento do Produto Interno Bruto em 2013, o setor supermercadista continua apresentando resultados positivos. Acreditamos que as vendas podem crescer ainda mais neste segundo semestre, pois contamos com um calendário de festas, que tradicionalmente beneficia o setor”, disse o presidente da Abras, Fernando Yamada.

CÂMARA QUER OUVIR NOVO CHANCELER SOBRE VIAGEM DO SENADOR BOLIVIANO ROGER PINTO MOLINA

O novo ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, será convidado para participar de uma audiência pública, nos próximos dias, na Comissão de Relações Exteriores da Câmara. O presidente da comissão, Nelson Pellegrino (PT-BA), disse que apresentará um requerimento com o convite ao novo chanceler e pedido de esclarecimentos sobre a retirada do senador boliviano Roger Pinto Molina de La Paz (Bolívia). “É necessário ouvir o novo ministro para saber quais serão os rumos da política externa brasileira. Também queremos saber sobre as investigações para apurar a retirada do parlamentar boliviano da Embaixada do Brasil em La Paz”, disse Pellegrino. A retirada do Pinto Molina, que ficou 15 meses na embaixada brasileira, deflagrou uma crise no governo provocando a demissão do nano ex-ministro petista Antonio Patriota do Ministério das Relações Exteriores e sua substituição pelo embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado.

CHINAGLIA CLASSIFICA DE "ABSURDA" A DECISÃO DE TRAZER SENADOR BOLIVIANO AO BRASIL

O líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), classificou nesta terça-feira de “absurda” a decisão do diplomata Eduardo Paes Saboia, encarregado de negócios do Brasil na Bolívia (o equivalente a embaixador interino), de retirar o senador boliviano Roger Pinto Molina da representação brasileira, onde estava asilado há mais de um ano, e trazê-lo ao Brasil sem o salvo-conduto do governo boliviano. Para Chinaglia, depois do episódio, a situação do então ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, exonerado pela presidenta Dilma Rousseff, ficou insustentável. “Não podemos conviver com uma situação dessas, em que o encarregado de negócios toma uma decisão sem ter nenhum tipo de respaldo”, frisou Chinaglia. Ele acrescentou que a saída do parlamentar boliviano sem um acordo diplomático entre dois países é “inexplicável”. A petralhada está irada porque um acordo do Foro de São Paulo foi rompido.

JUSTIÇA MILITAR GAÚCHA ACEITA DENÚNCIA CONTRA BRIGADIANOS BOMBEIROS NO PROCESSO DA BOATE KISS

A juíza Viviane de Freitas Pereira, que responde pela Justiça Militar em Santa Maria, acolheu a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual contra oito bombeiros no caso da boate Kiss. Moisés Fuchs, Daniel da Silva Adriano, Alex da Rocha Camillo, Gilson Martins Dias, Vagner Guimarães Coelho, Renan Severo Berleze, Marcos Vinícius Lopes Bastide e Sérgio Roberto Oliveira de Andrades, agora são réus no caso e vão responder a processo. Nesta terça-feira a Justiça sorteou os quatro oficiais que irão compor o Conselho Especial de Justiça: são os coronéis Antônio Gilceu Souza, Fernando Grillo Moreira, Heitor Sá de Carvalho Jr. e Humberto Teixeira Santos.

ANATEL PREVÊ CRESCIMENTO DE 10% A 12% DO MERCADO DE TV PAGA

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, projeta que o mercado de TV paga deverá crescer de 10% a 12% este ano no País ante 2012. "Está acontecendo uma desaceleração do crescimento, pela economia (mais fraca) e a renda que não cresce mais na mesma velocidade", afirmou nesta terça-feira. Ele lembrou que nos últimos tempos o setor verificava taxas de 30% de crescimento. A projeção da Anatel é inferior à da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA), que prevê uma alta de 14%. No final do ano passado, o mercado terminou com 16,188 milhões de assinantes. Em junho, este número atingiu 16,960 milhões. Assim, o crescimento anual da base encontra-se, atualmente, na faixa de 4,7%. O presidente da Anatel acrescentou que a redução do ritmo de crescimento do setor vem passando, em parte, pela questão de preços. Ele ressaltou, por exemplo, que a questão dos empacotamentos de canais eleva os valores cobrados dos assinantes.

SUS LANÇA NOTA DE "DESAGRAVO" AOS MÉDICOS ESTRANGEIROS

Um nota de desagravo aos "médicos estrangeiros" foi lançada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A nota chama o ato dos médicos cearenses de "demonstração de intolerância e xenofobia". A nota é uma grande canalhice, porque começa estabelecendo uma confusão proposital. Diz que é desagravo aos "médicos estrangeiros". Mas, a petralhada do SUS deveria fazer uma nota de desagravo aos "médicos cubanos", se era seu desejo, porque estes é que foram xingados como "escravos" da ditadura cubana, e o são, efetivamente, escravos. O SUS mais entidades populares e o PT fazem um apelo às entidades médicas "para que respeitem os médicos cubanos e outros estrangeiros, que o acolham como merecem". Ora, alguém viu médico espanhol, português, argentino, libanês, sendo chamado de escravo? É uma sem-vergonhice petralha. A nota pede que os cearenses "pratiquem a solidariedade latino-americana" e cita José Martí, o líder da unidade ibero-americana: "Cultivo uma rosa branca, em julho como em janeiro, para o amigo verdadeiro que estende sua mão franca. E para o mau que me arranca o coração como que vivo, cardo ou urtiga não cultivo: cultivo uma rosa branca". Isso é ideologismo barato da ditadura cubana. A nota revela como foram as agressões: "...assistimos, lamentavelmente, a uma demonstração de intolerância e xenofobia do Sindicato dos Médicos do Ceará e um grupo de 40 jovens médicos para com os médicos cubanos e outros estrangeiros, que vieram ao Brasil por espírito solidário e respondendo a um chamamento do governo brasileiro. Gritaram, a plenos pulmões, nas portas da Escola de Saúde Pública, num verdadeiro corredor polonês, grosseiras, injustas e xenofóbicas palavras: 'escravos', 'incompetentes', 'voltem pra senzala' e outros impropérios".

RICARDO TEIXEIRA PEDE RESIDÊNCIA EM PARAÍSO FISCAL

Segundo informações divulgadas pela Catalunya Radio, Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e denunciado por vários escândalos de corrupção, pediu há alguns meses residência no principado de Andorra. A residência fixa daria a Teixeira todos os direitos da nacionalidade andorrana, exceto os políticos (passaporte e direito a voto). De acordo com a emissora, os assessores de Teixeira já haviam feito inclusive trâmites para transferir sua fortuna a alguns bancos deste paraíso fiscal, basicamente ao Banco Nacional de Andorra, presidido por Ramon Cierco, diretor do Barcelona Futbol Club. Teixeira foi obrigado a renunciar à presidência da CBF em março de 2012, depois de receber várias denúncias de corrupção e enriquecimento ilícito durante seus mais de 20 anos à frente do futebol brasileiro. Neste sentido, a Justiça brasileira também investiga o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, por falsidade ideológica e por beneficiar-se economicamente de contratos para organizar partidas amistosas da Seleção Brasileira sem a existência de licitação pública.

FRENTE PARLAMENTAR DA AGRICULTURA DIZ QUE FUNAI NÃO ACATOU ORDEM DA PETISTA GLEISI HOFFMANN

Lideranças da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) reclamam que a garantia dada aos deputados federais pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT/PR), de suspensão das demarcações de terras indígenas em todo o Brasil, não vem sendo acatada pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Eles lembram que a ministra anunciou a suspensão em maio deste ano, durante depoimento na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, mas desde então "cresceu a sanha da Funai por novas áreas". "Raro é o dia em que o Diário Oficial da União não publica portaria da Funai com novas demarcações", diz a Frenta Parlamentar da Agricultura.

VEREADOR PETISTA FLAGRADO AGREDINDO POLICIAL NO ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA AGORA ADMITE SUA CULPA

Raimundo Cesar Faustino, vereador e presidente do diretório municipal do PT de Francisco Morato, conhecido como Capá, flagrado no confronto entre torcedores do Vasco e Corinthians no Estádio Nacional Mané Garrincha, no domingo, divulgou nota oficial para afirmar que errou ao agredir um policial, mas acredita que dirigentes e os agentes de segurança também são responsáveis. "Errei chutando o policial por julgar injusta a atitude dele, mas os dirigentes erraram mais. Primeiro, a diretoria do Vasco, que vende o jogo para o Distrito Federal e com valores absurdos aos seus torcedores. Erro dos setores de segurança que não obtém conhecimento das informações necessárias para a prevenção de conflitos. Em outros Estados, com os Planos de Ações de Prevenções mais avançados, a ação preventiva se dá praticamente pelas informações e conhecimento. Falta isso no Distrito Federal. Ou seja, o sujeito se comporta como um vulgar arruaceiro na arquibancada e ainda vem cheio de explicações técnicas. Este é um País ordinário, porque, se fosse sério, um tipo desses estaria agora na cadeia, esperando o pronunciamento de um juiz.

PETISTA ASSESSOR DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA, COM PRISÃO DECRETADA POR ESTUPRO E PEDOFILIA, DIZ QUE ELE É A VÍTIMA

Vinte quarto horas antes de ter a prisão preventiva decretada pela Justiça, o assessor especial da Presidência da República, o petista Eduardo Gaievski concedeu uma entrevista a VEJA. Acusado de abusar de menores de idade, Gaievski, que despachava no quarto andar do Palácio do Planalto, está foragido desde a última sexta-feira. Seus advogados tentam revogar o decreto de prisão emitido pelo Fórum de Realeza, no Paraná, cidade que ele comandou de 2005 a 2012. Uma investigação do Ministério Público e da polícia reuniu depoimentos de menores acusando o ex-prefeito petista de oferecer dinheiro e emprego na prefeitura em troca de favores sexuais. Segundo os depoimentos, o assessor pagava entre 150 e 200 reais a meninas pobres da cidade para manter relações sexuais com elas. Exonerado do cargo no último sábado, Gaievski era encarregado de coordenar importantes programas sociais do governo, como o de combate ao crack e o de construção de creches. Ele se diz vítima de perseguição política promovida por adversários.
- O senhor está sendo acusado de abusar sexualmente de menores.
- Para trabalhar na Casa Civil eu apresentei todas as certidões negativas. Fui ao Tribunal de Justiça, fui à Comarca de Realeza e não tinha nenhuma acusação contra mim. Estou sendo vítima de perseguição política.
- Quem está perseguindo o senhor?
- Denunciei toda a máfia da minha prefeitura, da cidade. Denunciei a promotora, o delegado, porque vendiam bebida alcoólica dentro das escolas. Eu combato o álcool. Tenho família, tenho 27 anos de casado. Tenho honradez, idoneidade.
- Há vários depoimento de menores que dizem que o senhor pagou por favores sexuais.
- Jamais, jamais...
- Consta que no inquérito existem mais de vinte testemunhas.
- O que quero é me defender, mostrar que não fiz isso. Não concordo é com tentarem me destruir pessoalmente. Por que não tem nenhum processo, por que não me processaram? Por que não me pegaram em flagrante? Era só me seguir.
- Entrevistamos três meninas que confirmaram as acusações.
- Imagina numa cidade que é desse (sic) tamainho. Por que não me prenderam? Quando você começa a denunciar, que você entra nessa desgraça da política, você arruma inimigos, porque todo mundo quer assaltar a prefeitura. A promotora lá é mulher do delegado. Um dia falei para o delegado: “Doutor, a cidade inteira está comentando que o senhor está cobrando propina daquele motel para deixar a prostituição correr".
- O senhor chegou a formalizar essa denúncia?
- Não. Estava esperando eu ser denunciado primeiro, o que nunca aconteceu. Tenho tudo gravado. As armações que fizeram. Tenho noção de três a quatro pessoas que a promotora levou para depor. Tem uma funcionária que demiti entre as pessoas que me acusam. A mãe dela me ligou. Ela foi lá na promotora chorar as pitangas. Tem uma médica que demiti. Foi lá, dizendo que eu não tinha pago. Mandei ela fazer a denúncia.
- Seriam mais de vinte testemunhas.
- Você está falando de uma cidade de 16.000 habitantes e você está falando de vinte pessoas. Duvido que tenham conseguido arrumar vinte adolescentes contra mim. Por que não me deram um flagrante? 'Vamos pegar ele aqui, com uma bendita menor'.
- O senhor chegou a denunciar essa “armação” da promotora contra o senhor?
- Eu estou esperando que me denunciem. Quando me denunciarem... Por que não me denunciam? Até o dia 21 de janeiro, quando vim aqui conversar com a ministra Gleisi, não tinha nenhum processo contra mim.
- O senhor nunca teve acesso à investigação?
- Não tenho acesso a nada, porque não foi feita denúncia. Eu não tenho nada a ver com isso. Eu sou a vítima. Você está me dando o direito de me defender. Eu fui reeleito com 84% dos votos, numa cidade pequenininha. Falar em vinte meninas desse jeito, não tem como.  Eu não tenho medo, porque eu não fiz coisa errada.

GOVERNO DA SOBERANA PETISTA DILMA ROUSSEFF CRIARÁ FUNDO DE R$ 11 BILHÕES PARA MITIGAR RISCOS DE CONCESSÕES

O governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff afirmou que criará um fundo para tentar atrair bancos e empresas privadas para as concessões de infraestrutura no Brasil. Segundo o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Antonio Henrique Silveira, será criado o Fundo Garantidor de Infraestrutura (FGIE) com recursos de 11 bilhões de reais para mitigar parte dos riscos das concessões. "Não existe discussão sobre o governo eliminar todos os riscos", afirmou o secretário a jornalistas, negando reportagem da Folha de S. Paulo desta terça-feira, que afirmava que o BNDES assumiria todos os riscos dos projetos. Luciano Coutinho, presidente do banco, também negou a informação em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. O fundo foi aprovado, informou Silveira, no âmbito da Agência Garantidora de Infraestrutura (AGIE). Ele citou que o fundo amenizaria riscos não gerenciáveis, como um eventual atraso de licença e impactos financeiros decorrentes. O secretário estava presente na reunião convocada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, com banqueiros, na manhã desta terça-feira, em São Paulo. Estiveram presentes representantes de grandes bancos privados e públicos, entre os quais Bradesco, BTG, Santander, Caixa Econômica Federal e BNDES. O governo também propôs aos bancos privados que formem um sindicato para financiar as concessões de infraestrutura, modelo que deverá ser formatado em duas semanas, afirmou Silveira.  Segundo ele, a figura de consórcios existe em outros países, mas, no Brasil, um sindicato amplo que envolva bancos privados e públicos é inédito. "A função do sindicato é diversificar os riscos para todos os bancos que fizerem parte do consórcio de acordo com a participação de cada instituição", disse. O secretário declarou também que há interesse dos bancos privados no programa de concessão de infraestrutura. Silveira, que também é presidente do Conselho de Administração da Caixa, confirmou que Mantega determinou à Caixa que busque mais financiamentos em infraestrutura e crédito para médias empresas. Ainda que o representante do governo tenha afirmado que o assunto do "sindicato" estava definido, a opinião não era compartilhada pelo vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Marcos Vasconcelos. Segundo ele, o encontro teve o intuito de passar ao ministro a percepção das instituições em relação ao programa de concessões do setor de infraestrutura. De acordo com o executivo, não ficou nada decidido no encontro e haverá novas reuniões para tratar do tema.

BNDES NÃO ASSUMIRÁ SOZINHO RISCOS DE PRIVATIZAÇÕES, AFIRMA PETISTA LUCIANO COUTINHO

O presidente do BNDES, o petistas Luciano Coutinho, disse nesta terça-feira que o banco de fomento não assumirá sozinho todos os riscos dos projetos de privatizações ferroviárias. Ele admitiu que o banco terá um papel importante na liberação de garantias, mas destacou que a idéia é buscar um processo de compartilhamento do risco entre todos os envolvidos nas privatizações. Segundo o petista Luciano Coutinho, o financiamento dos projetos dessas privatizações deve contar com uma espécie de cooperativa de garantias, envolvendo diversos atores públicos e privados. "Esses projetos têm risco de operação e risco de construção, sendo que o período de construção é o mais desafiador. Quando acontece algum evento não previsto durante a construção, é preciso haver um sistema compartilhado para arcar com essa despesa", disse Coutinho.

LIGA ÁRABE RESPONSABILIZA REGIME SÍRIO POR MASSACRE

Os países membros da Liga Árabe responsabilizaram nesta terça-feira o regime do ditador Bashar Assad pelo massacre de mais de mil pessoas na periferia de Damasco, na última semana. Os delegados permanentes do bloco de países do norte da África e do Oriente Médio cobraram do Conselho de Segurança da ONU medidas “dissuasivas” contra o governo sírio. A Liga Árabe realizou uma reunião de urgência na cidade do Cairo, no Egito, em decorrência da elevada tensão da guerra civil síria. Ao final do encontro, os representantes do bloco denunciaram o "crime horrível realizado com armas químicas internacionalmente proibidas", cuja "inteira responsabilidade" deve ser atribuída ao regime sírio. Se os países da Liga Árabe chegaram a esse consenso, então por que eles não montam uma força internacional militar árabe para invadir a Síria e acabar com o problema? Por que recorrer à ONU, e pedir que os Estados Unidos ataquem a Síria, para depois condenar a iniciativa americana? O problema da Síria é um problema do mundo árabe. Os países árabes é que devem resolver esse problema. Os membros da Liga Árabe também fizeram coro aos apelos para que os responsáveis pelo uso de armas químicas enfrentem a justiça internacional. Ora, basta que eles os prendam e os julguem. Eles têm mecanismos rápidos para isso, como a sharia. A organização afirmou, ainda, que os delegados permanecerão reunidos para acompanhar a evolução da situação na Síria e organizar os preparativos para uma reunião entre os ministros das Relações Exteriores árabes, agendada para 3 de setembro. A comunidade ocidental não deve se intrometer na questão da Síria, assim como já não devia ter se intrometido na questão da Líbia. Árabes devem resolver seus problemas entre si, já que o resto do mundo é composto de "infiéis" que devem ser derrotados e submetidos.

AGU DO GOVERNO DA SOBERANA BOLIVARIANA PETISTA DIZ QUE O SENADOR BOLIVIANO ROGER PINTO MOLINA PRECISA DE UM NOVO ASILO PARA FICAR NO PAÍS; PETRALHADA ESTÁ ARMANDO CIRCO PARA PROMOVER EXTRADIÇÃO DELE

O ministro da Advocacia Geral da União (AGU), o petista Luís Inácio Adams, afirmou nesta terça-feira que o senador boliviano Roger Pinto Molina terá de passar por um processo de concessão de asilo político para poder permanecer no Brasil. Segundo Adams, o boliviano tinha asilo diplomático para ficar na embaixada brasileira em La Paz. "Ele tinha asilo diplomático, no âmbito da embaixada. No Brasil, é um novo processo. Asilo diplomático é um asilo provisório, inicial, não é um asilo político. O asilo político é territorial e ele ainda não tem", disse Adams. O processo para a concessão de asilo político é comandado pelo Ministério da Justiça. Roger Pinto Molina estava asilado na representação do Brasil em La Paz desde 28 de maio de 2012.

EX-DIRETOR DA SIEMENS MENTIU SOBRE CONTA SECRETA

Um dos ex-executivos da Siemens que denunciaram a formação de cartel no sistema metroferroviário de São Paulo e Brasília sabia da existência de uma conta secreta em um paraíso fiscal operada por integrantes da empresa no Brasil, mas não relatou o fato no acordo de leniência firmado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, Newton Duarte, que comandou a diretoria de energia da Siemens do Brasil, assinou um documento de movimentação financeira da conta secreta aberta em 2003, cuja descoberta, em 2011, resultou na demissão do então presidente da empresa no Brasil, Adilson Primo. Sediada no Banco Itaú Europa Luxemburgo, no Grão Ducado de Luxemburgo, a conta movimentou cerca de 6 milhões de euros. Sua titular era a empresa offshore Singel Canal Services CV, que tinha 99,99% das suas cotas em mãos da fundação privada Suparolo Private Foundation, formada por Primo e três sócios. A motivação da criação da conta é desconhecida. Investigadores suspeitam que ela tenha sido usada para movimentação ilícita de recursos. A Siemens manteve muitas contas em paraísos fiscais para pagar propina a agentes públicos em diversos países do mundo – até 1999, o pagamento de propina não era crime na Alemanha. No Brasil, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual paulista investigam vínculos do cartel com políticos e agentes públicos. Ex-presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) Sérgio Avelleda, que ocupou o cargo no governo de José Serra (PSDB) e depois dirigiu o Metrô no governo de Geraldo Alckmin (PSDB), já é réu em ação de improbidade administrativa. A defesa de Avelleda afirma que as acusações não procedem. Entre os seis lenientes que assinaram acordo com o CADE, Newton Duarte é o que ocupava cargo mais alto. Ele era o responsável pela divisão de transportes da Siemens, foco principal das investigações das autoridades e da própria empresa. Duarte se reportava diretamente a Adilson Primo.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO DECRETA SIGILO NA AÇÃO DO GOVERNO PAULISTA CONTRA A SIEMENS

O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou sigilo na ação civil que o governo de São Paulo move contra a Siemens por causa de cartéis em concorrências de transporte sobre trilhos. O processo tramita agora em "segredo de justiça" na 4ª Vara da Fazenda Pública. O sigilo foi determinado pela juíza Renata Longo Vilalba Serrano Nunes, que aceitou a ação de reparação financeira proposta pelo governo e remeteu os autos ao Ministério Público estadual na última terça-feira. Na petição inicial, a Procuradoria-Geral do Estado não pedia sigilo. A Siemens também negou ter solicitado que o processo corra em segredo. "Achamos que seria contraditório o Estado, que ficou sem ter acesso à documentação no início, pedir sigilo na ação", disse o procurador-geral do estado, Elival da Silva Ramos. Para o procurador, porém, a decisão da juíza pode abrir uma brecha para que documentos apreendidos nas empresas em julho - como computadores, agendas e planilhas -, que estão em análise no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sob segredo, sejam remetidos à Justiça paulista, já que o sigilo terá de ser mantido na esfera estadual. O governo paulista cobra que a Siemens devolva aos cofres públicos "valor correspondente ao sobrepreço dos contratos e subcontratos" em que o cartel teria causado "dano ao erário" e solicitou que a Justiça determine a "apuração do valor" e busque novas provas. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) classifica a Siemens como "ré confessa" porque a empresa fez acordo de leniência e delatou ao Cade que combinava preços com concorrentes para ganhar contratos públicos.

PESQUISA CONSTATA QUE MAIS DA METADE DOS BRASILEIROS ESTÁ ACIMA DO PESO, PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira mostram que os índices de obesidade no País continuam a crescer, e em ritmo acelerado. Em 2011, o porcentual de brasileiros obesos era de 15,8%. Já em 2012, essa taxa passou para 17,4% — em 2006, quando a análise começou a ser feita, o índice era de 11,6%. O número de pessoas acima do peso considerado ideal também aumentou: de 48,5% em 2011 para 51% em 2012. Os dados estão na pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico). Para calcular o peso dos brasileiros, o Ministério da Saúde levou em conta o Índice de Massa Corporal (IMC). O índice usa dados como peso e altura para medir a quantidade de gordura no corpo e determinar se uma pessoa está no peso ideal (IMC entre 18,5 e 25), com sobrepeso (entre 25 e 30) ou obeso (acima de 30). O levantamento, divulgado anualmente pelo Ministério, traz um diagnóstico da saúde do brasileiro a partir de questionamentos sobre os hábitos da população, como tabagismo, consumo abusivo de bebidas alcoólicas, alimentação e atividade física. Foram coletadas informações de 45.400 pessoas com mais de 18 anos de todas as capitais e do Distrito Federal, de julho de 2012 a fevereiro de 2013.
Segundo os dados, entre as pessoas que estão acima do peso, os homens são a maioria - 54,5% têm o problema, enquanto entre as mulheres o índice é de 48,1%. A prevalência da obesidade, por outro lado, é maior entre as mulheres: 18,2.% estão com índice de massa corporal (IMC) acima de 30 – entre os homens, essa taxa é de 16,5%. A maior prevalência de pessoas com sobrepeso e obesidade se encontra na população que está entre os 45 e 64 anos. Entre as capitais, Campo Grande é a campeã nos índices de adultos com excesso de peso, com 56% da sua população. Na sequência, estão Porto Alegre e Rio Branco, com 54%.

REUNIÃO DO COPOM COMEÇOU NESTA TERÇA-FEIRA, VAI AUMENTAR A TAXA SELIC

Começou na tarde desta terça-feira a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. A decisão sobre a taxa básica de juros da economia, a Selic, sai na noite quarta-feira, quando o encontro é encerrado. O mercado aposta em nova alta de 0,5 ponto porcentual da Selic, para 9,0% ao ano, de acordo com o Boletim Focus, do Banco Central, divulgado na segunda-feira. Para o final de 2013, os economistas apostam em Selic a 9,50%, ante o patamar de 9,25% previsto anteriormente. A expectativa de um novo aperto monetário tem como base o patamar inflacionário. A prévia da inflação de agosto, medida pelo IPCA-15, indica alta de 0,16% em agosto e de 6,15%, no acumulado dos últimos doze meses. Outro fator macroeconômico que tem preocupado é a alta do dólar, que reflete nos preços do mercado doméstico. Durante evento realizado na segunda-feira em São Paulo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu que a valorização da moeda norte-americana tem peso na inflação.

BARCELONA FECHA PATROCÍNIO DE 302,5 MILHÕES DE REAIS

O Barcelona, que já foi famoso por não estampar marcas publicitárias em seus uniformes, anunciou nesta terça-feira, os valores do acordo com a Qatar Airways para as três próximas temporadas. O contrato com a empresa de aviação do Catar renderá pelo menos 95,5 milhões de euros (302,5 milhões de reais) ao clube. A marca será estampada nas camisas da equipe, na fachada do estádio Camp Nou e ainda terá um espaço especial no museu oficial do time. O Barcelona já tinha um acordo com a Qatar Sports Investment, mas estampava em seus uniformes a marca da Qatar Foundation, um braço sem fins lucrativos do grupo. O Barcelona receberá 30 milhões de euros (95,5 milhões de reais) no primeiro ano de contrato, 32 milhões de euros (101 milhões de reais) no segundo e 33,5 milhões de euros (106,3 milhões de reais) no terceiro e último, totalizando 95,5 milhões euros (302,5 milhões de reais). Este valor ainda pode sofrer um acréscimo e ultrapassar a marca dos 100 milhões de euros (317,5 milhões de reais) caso o Barcelona fature o título da Liga dos Campeões. Os uniformes com a estampa da Qatar Airways já estão sendo usados pela equipe, inclusive nos jogos do Campeonato Espanhol.

OGX DESISTE DE NOVE BLOCOS ARREMATADOS DA 11ª RODADA DA ANP

A OGX Petróleo e Gás Participações, petroleira do bilionário virtual Eike Batista, informou que desistiu da aquisição dos nove blocos que arrematou sozinha na 11ª Rodada de Licitações promovida pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Pela desistência, a empresa deverá arcar com o pagamento de uma penalidade no valor estimado de 3,420 milhões de reais. A companhia resolveu prosseguir com o pagamento do bônus de assinatura e da celebração dos contratos de concessão relativos aos blocos ganhos através de consórcios formados com ExxonMobil, TOTAL E&P e Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP). Segundo a empresa, a decisão leva em conta seu novo plano de negócios, resultante da suspensão do desenvolvimento dos campos Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia, com a qual a diretoria executiva decidiu reavaliar a estratégia de "exposição a novos riscos exploratórios". "Nesse processo a diretoria executiva concluiu não ser recomendável, no momento atual, assumir risco exploratório de novas áreas, em relação às quais não tenha logrado formar consórcios com outras empresas, através do que seria possível mitigar o risco exploratório", informa em fato relevante, encaminhado na manhã desta terça-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Também nesta terça-feira, outra empresa do Grupo X encaminhou fato relevante à CVM. A OSX diz que seu acionista controlador, o bilionário virtual (de papel) Eike Batista, informa que promoverá a venda organizada em Bolsa de valores de ações de sua titularidade, num montante financeiro de até 50 milhões de dólares, respeitando-se um porcentual mínimo de ações que lhe assegure participação na companhia superior a 50%. Segundo a empresa, os recursos levantados pelo acionista controlador com a venda de ações serão revertidos integralmente em benefício da companhia.

GOVERNO DA SOBERANA BOLIVARIANA PETISTA QUER QUE BANCO PRIVADO FINANCIE VENDAS DA EMBRAER

O governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff vai facilitar as garantias concedidas pela União no financiamento das exportações da Embraer. A intenção é atrair bancos privados para esse tipo de operação. Atualmente, a oferta de crédito para essas operações de longo prazo é feita pelo BNDES. O secretário-adjunto da Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Rodrigo Cota, informou que a idéia é dar mais competitividade à fabricante nacional ao equiparar as condições de financiamento com as modalidades usadas por seus competidores. O secretário informou que o governo permitirá que o Fundo de Garantia às Exportações (FGE) ofereça garantia com cláusula incondicional. Esse tipo de apólice garante que, em caso de sinistro da operação, a União indenize o banco que concedeu o crédito. O FGE é o fundo do governo que assegura as operações de crédito à exportação, concedida aos importadores, com prazo acima de dois anos. Sem o certificado, os bancos não querem entrar nesse mercado por conta dos riscos. O certificado que o FGE oferece é com cláusula condicional. Se houver alguma falha ou erro operacional, o banco corre o risco de não ser indenizado. O secretário explicou que esse tipo de modelo de certificado de garantia já é usado pelas agências de crédito à exportação de Estados Unidos, Europa e Canadá, o que beneficia Boeing, Airbus e Bombardier. ?Um sinistro numa operação do setor aeronáutico, que é muito grande, tem o poder de deixar abalado o capital do banco?, ressaltou.

PLANO DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DA TAM TEM ADESÃO DE MAIS DE 50%

A companhia aérea TAM informa que seu programa de demissão voluntária teve adesão de mais de 50% dos tripulantes envolvidos. A empresa havia adotado o programa formado por licença não-remunerada e desligamento voluntário de funcionários para cortar 811 postos de trabalho em meio à redução da oferta de vôos no Brasil, para fazer frente ao aumento de custos. O programa de adesão voluntária foi acordado entre a empresa e o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) em 1º de agosto. Em nota enviada à imprensa, a TAM considerou o índice de adesão alto e ressaltou que isso permite reduzir os desligamentos compulsórios. "Com o ajuste, a companhia vai adequar o quadro de comandantes, copilotos e comissários à realidade operacional em vigor na empresa - funcionários de outras áreas não foram afetados. A companhia convive com alta significativa dos custos, o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico", afirmou a TAM no comunicado.

EM NOTA OFICIAL, PSDB DEPLORA PERSEGUIÇÃO AO EMBAIXADOR DO BRASIL QUE LIBERTOU SENADOR BOLIVIANO. E ATACA A POSIÇÃO BOLIVARIANA DO GOVERNO DO PT

O PSDB, dirigido pelo senador Aécio Neves, protestou nesta terça-feira contra o governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff, por sua perseguição ao diplomata Eduardo Sabóia. Diz a nota: “É deplorável, sob todos os aspectos, a atitude tomada pelo governo da presidente Dilma Rousseff no episódio envolvendo a transferência do senador boliviano Roger Pinto Molina para o país. Ao expor à execração pública o diplomata Eduardo Saboia, o governo brasileiro se curva, mais uma vez, a conveniências ideológicas. Mais grave ainda, abandona as melhores tradições da nossa diplomacia. Historicamente, a prática do Itamaraty sempre se pautou no respeito aos direitos humanos, na defesa intransigente da liberdade, na obediência estrita ao estado democrático de direito. Trata-se de tradição centenária, sempre honrada pela nossa chancelaria sob inspiração do Barão do Rio Branco.Infelizmente, porém, nos últimos anos tais valores deixaram de orientar nossa diplomacia, suplantados por uma visão apequenada, míope e distorcida acerca do papel do Brasil no mundo. O peso da ideologia tem vergado a atuação da nossa chancelaria. Claramente o encarregado de negócios da embaixada brasileira em La Paz agiu movido pelos mais elevados valores morais, por razões humanitárias e em defesa da dignidade humana. Fez o que qualquer homem de bem faria numa situação como a que ele vinha enfrentando há 15 meses: agiu para permitir que um cidadão perseguido pelo governo da Bolívia, e que há meses obtivera asilo do governo brasileiro, pudesse voltar a viver com dignidade. Eduardo Saboia merece, pois, a nossa solidariedade. Já o governo da presidente Dilma preferiu, mais uma vez, submeter-se às imposições do governo Evo Morales e jamais atuou efetivamente para solucionar o impasse diplomático e garantir ao senador Molina a concessão do salvo-conduto que as boas normas do direito internacional recomendam e impõem em situações assim. O recente episódio envolvendo o senador Molina é apenas mais um de um triste retrospecto, que inclui a tíbia reação de Brasília à desapropriação de ativos da Petrobras na Bolívia em 2006. Prosseguiu com a deportação em tempo recorde de dois boxeadores cubanos durante os jogos Pan-Americanos de 2007; o apoio à tentativa de retomada do poder em Honduras por Manuel Zelaya; os afagos ao governo iraniano; a sanção imposta ao Paraguai após a deposição de Fernando Lugo da presidência do país; e a condescendência com que, sob orientação petista, nossa diplomacia trata o regime cubano e o bolivarianismo da Venezuela. O PSDB manifesta seu irrestrito apoio à defesa da dignidade humana, ao respeito a valores universais do estado democrático e ao direito irrevogável de ir e vir reservado aos cidadãos de bem. E condena de forma veemente a opção escolhida pelo governo brasileiro por curvar-se a interesses menores, não condizentes com nossas melhores tradições diplomáticas”.

TCU CONVOCA MINISTRO PETISTA ALEXANDRE PADILHA PARA EXPLICAR TRÁFICO DE MÉDICOS ESCRAVOS DE CUBA

O Tribunal de Contas da União começou a investigar o modelo de contratação dos médicos cubanos adotado pelo governo brasileiro no programa Mais Médicos. A triangulação utilizada, por meio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas, agente do Foro de São Paulo), e os repasses aos cubanos de valores inferiores aos pagos aos outros profissionais do programa são objeto de uma diligência iniciada na última sexta-feira, quando o TCU cobrou diversos documentos do Ministério da Saúde. O petista Alexandre Padilha tentou se antecipar à cobrança e esteve nesta segunda-feira com o presidente do tribunal, Augusto Nardes. Padilha, porém, não apresentou os principais documentos solicitados: a papelada que embasou o termo de cooperação assinado entre o Ministério da Saúde e a Opas. Além do modelo adotado para a contratação dos cubanos, ministros do TCU questionam o pagamento diferenciado a esses profissionais. Na visão desses ministros, a União não pode pagar R$ 10 mil por um serviço – valor da bolsa a ser repassada aos médicos do programa – e, no caso dos cubanos, entre R$ 4 mil e R$ 5 mil, quantia que deve ser efetivamente paga aos médicos. O restante do dinheiro será destinado ao governo de Cuba. Ao fim do encontro com Padilha, o presidente do TCU disse que outro ponto a ser avaliado são os direitos trabalhistas dos profissionais cubanos. "Teremos dois tipos de médicos no Brasil, uns serão contratados diretamente em outros países, e outros por meio da Opas. Esse formato de contratação é inusual, é singular. A questão da terceirização no Brasil é um problema sério", disse o ministro Nardes após o encontro de uma hora e meia com o ministro da Saúde.

CHEFE DA QUADRILHA DO MENSALÃO DO PT CONTINUA MANDANDO NO PT

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento do Mensalão do PT, o ex-ministro José Dirceu, corrupto e quadrilheiro, continua muito influente dentro do partido e não precisa de cargo no comando petista para fazer articulação política, segundo o secretário de Comunicação do PT, Paulo Frateschi. Ex-presidente do partido, José Dirceu está fora das chapas que disputarão o comando partidário nas eleições internas do PT deste ano, em novembro."Dirceu não precisa de nenhum cargo hoje para fazer política. Ele tem influência no partido muito grande, tem voz ativa dentro da maioria", disse Frateschi ontem, antes de assistir ao debate dos seis candidatos à presidência do PT, em São Paulo. Segundo o dirigente, a defesa de Dirceu será boa para o PT.

EDUARDO CUNHA QUER ENXUGAR GOVERNO FEDERAL

O deputado federal Eduardo Cunha apresentou nesta terça-feira um projeto de lei constitucional para reduzir a quantidade de ministérios do governo. Cunha quer estipular um teto: vinte ministérios. Hoje, são 39 – e sempre há o risco de virarem 40, 41, 42… Em sua proposta, o líder do PMDB justifica: - Temos o intuito de sinalizar para a sociedade que o gasto público com a máquina administrativa terá limite. O número de vinte ministérios, que reduz em 50% o atual tamanho da administração direta, atende bem as necessidades do estado moderno e alinha o país ao tamanho dos demais estados em igual ou superior grau de desenvolvimento. Com o poder que possui hoje na Câmara e com o apelo popular da proposta, Cunha só não passa a PEC se não se esforçar.

ARIANO SUASSUNA SAI DO HOSPITAL PARA CONTINUA RECUPERAÇÃO EM CASA

O escritor Ariano Suassuna recebeu alta no início da tarde desta terça-feira do hospital, após recuperação de um infarto agudo do miocárdio. Ele foi atendido no Real Hospital Português, no Recife. Em nota, o hospital informou que, apesar da alta, Suassuna deve permanecer em repouso pelos próximos 40 dias. Sua recuperação continuará em casa e as visitas ainda estão proibidas.

MINISTÉRIO DA DEFESA DIZ QUE NÃO SABIA DA ESCOLTA DE FUZILEIROS NAVAIS AO SENADOR BOLIVIANO ROGER PINTO MOLINA

O Ministério da Defesa emitiu uma nota nesta terça-feira se eximindo de responsabilidade sobre a participação de dois fuzileiros navais no trajeto rodoviário percorrido pelo senador boliviano Roger Pinto Molina, que deixou a embaixada brasileira em La Paz e seguiu até Corumbá (MS) no final de semana. Mas, uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta terça-feira afirma que os altos escalões das Forças Armadas foram informados da operação de transferência do asilado que estava na embaixada como prisioneiro político do nano ex-ministro Antonio Patriota. O parlamentar boliviano não tinha o salvo-conduto para deixar o prédio da representação brasileira, mas saiu em um veículo da embaixada, que tem imunidade, não pode ser revistado por ninguém. Oficialmente, o governo brasileiro afirma não ter autorizado a empreitada. A nota diz que nenhuma autoridade da Defesa foi informada sobre a operação, e que, no dia da fuga, os três adidos militares do Brasil na Bolívia estavam fora de La Paz, participando de um evento em Cochabamba. O texto ainda afirma que os militares têm como atribuição a proteção do embaixador e dos demais diplomatas brasileiros na Bolívia. O encarregado de negócios é Eduardo Saboia, diplomata que responde pela embaixada brasileira na Bolívia. Foi ele quem conduziu Molina até a fronteira com o Brasil. “Os militares participaram da viagem ao serem convocados pelo encarregado de negócios da embaixada brasileira em La Paz. De acordo com informações já prestadas pela Marinha do Brasil, a participação dos fuzileiros teve o objetivo exclusivo de garantir a segurança do diplomata brasileiro”, diz a nota. A nota foi divulgada menos de duas horas depois de a presidente Dilma Rousseff afirmar que o Ministério da Defesa iria explicar o episódio.

A SOBERANA BOLIVARIANA PETISTA DILMA ROUSSEFF COMEÇA RETALIAÇÃO E RETIRA INDICAÇÃO DE EX-EMBAIXADOR DA BOLÍVIA PARA SERVIR NA SUÉCIA

Depois de demitir com desonra o ministro petista Antonio Patriota e criticar publicamente o digno e exemplar diplomata Eduardo Saboia, a soberana bolivariana petista Dilma Rousseff encaminhou à Comissão de Relações Exteriores do Senado um pedido para retirar a indicação do ex-embaixador brasileiro na Bolívia, Marcel Fortuna Biato, para assumir a embaixada em Estocolmo, na Suécia. Biato era chefe de Sabóia na Bolívia e respondia pela representação diplomática no país vizinho até junho. Na manhã desta terça, o Diário Oficial apresentava o ministro de primeira classe Marcel Biato para o posto em Estocolmo, mas a presidente determinou que a mensagem seja retificada. Biato já havia sido até aceito pelo governo sueco para representar o posto máximo da diplomacia brasileira no país. Nesta terça, a soberana bolivariana petita Dilma afirmou após uma visita ao Congresso Nacional que a operação de trasnferência do senador boliviano Roger Pinto Molina para o Brasil, conduzida pelo diplomata Eduardo Saboia no final de semana, colocou em risco a vida do senador boliviano. Roger Pinto Molina era mantido na embaixada do Brasil em La Paz como se fosse um prisioneiro político, sem acesso a celular, a visitas e de mais contatos com o mundo exterior, e com uma série de restrições, tudo por ordem do nano ex-chanceler Antonio Patriota. Roger Pinto Molina estava asilado na representação do Brasil em La Paz desde 28 de maio de 2012, enquanto os governos bolivarianos do Brasil e da Bolívia iam levando a situação no lero-lero, para desgastar o asilado prisioneiro político, psíquica e fisicamente. O senador Roger Pinto Molina é o líder da oposição na Bolívia à ditadura do indio cocaleiro Evo Morales. A transferência de Molina para o Brasil abriu uma crise diplomática com a Bolívia e derrubou na segunda o ministro das Relações Exteriores, o nanico Antonio Patriota. Saboia usou um carro da representação brasileira em La Paz para percorrer o trajeto de 1.600 quilômetros até Corumbá (MS). O veículo dispõe de imunidade diplomática e foi escoltado por outro carro, também da embaixada, igualmente detentor de imunidade diplomática, que era ocupada por dois fuzileiros navais brasileiros. De Corumbá, lá, usou um avião obtido pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) para chegar a Brasília.

OPAS, ORGANIZAÇÃO AGENTE DO FORO DE SÃO PAULO, NÃO SABE QUANTO SERÁ REPASSADO AOS MÉDICOS CUBANOS

O representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, que atua como agente do Foro de São Paulo, o cubano Joaquin Molina, disse nesta terça-feira, durante entrevista no Ministério da Saúde, em Brasília, que não há como saber com certeza qual o montante que será repassado aos médicos escravos que vieram de seu país. "Não fizemos um contrato por pessoa, mas um contrato conjunto. Temos apenas certeza de que eles receberão uma quantia", disse. Molina afirmou que cabe à Opas monitorar o conjunto do serviço que será prestado ao País, e não os trâmites entre a ilha e seus profissionais. "Esse médico não se desligou do seu país, ele vem ao Brasil por um princípio de solidariedade", justificou. O ministro da Saúde, o petista Alexandre Padilha, disse que o contrato fechado com a Opas (agente do Foro de São Paulo) visa apenas "assistir os milhares de brasileiros que estão sem atendimento médico". O ministro reforçou ainda a fala da vice-ministra da Saúde cubana, Marcia Cóbas, nta segunda-feira, na qual a ministra cubana afirmou que os profissionais alocados no Brasil receberão o salário integral mais um bônus no valor de até 50% da bolsa de 10.000 reais. Demonstrando nervosismo, o petista Padilha também afirmou que não irá permitir qualquer tipo de "debate ideológico" sobre a vinda dos médicos cubanos. "Não vou reforçar nenhum tipo de preconceito. Nunca vi questionamento sobre qual a parcela que fica com o Banco Mundial quando se fecha um acordo de consultoria", disse o ministro, tentando comparar acordo firmado com Cuba a uma simples consultoria. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, todos os médicos estrangeiros que estão em Brasília foram  transferidos ainda nesta terça-feira.

BRASIL AMPLIA EM 15% COTA PARA IMPORTAÇÃO DE TRIGO DE FORO DO MERCOSUL

O governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff ampliou a cota e o prazo para importação de trigo de fora do Mercosul com isenção de tarifária, em uma tentativa de evitar o aperto da oferta do produto no País e diminuir o impacto na inflação. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) ampliou em 300 mil toneladas o volume que pode ser comprado de países de fora do bloco econômico sem a incidência de 10% da Tarifa Externa Comum (TEC). Antes do anúncio desta terça-feira, o governo da soberana bolivariana petita já havia autorizado a compra de 2 milhões de toneladas de trigo de fora do Mercosul com imposto zerado. "A medida foi adotada para não prejudicar o abastecimento do mercado doméstico, em função da quebra da safra na Argentina, nosso principal fornecedor externo", explicou, em nota, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A medida também levou em conta a alta do preço do trigo no mercado internacional e os possíveis efeitos sobre a inflação, ressaltou o ministério. A Argentina é o principal fornecedor de trigo do Brasil, mas a oferta para exportação do país vizinho tem sido escassa nos últimos meses. Para suprir a ausência da commodity na Argentina e outros parceiros do Mercosul, o Brasil tem importado maiores volumes de trigo dos Estados Unidos. A Camex também ampliou para 10 de setembro o prazo para o desembarque do trigo importado de fora do Mercosul sem incidência da TEC. O prazo anterior era 31 de agosto. O trigo importado deve chegar ao País antes da safra brasileira, que se intensifica em meados de setembro. O Paraná, maior produtor nacional de trigo, deverá ter uma perda de 26% na safra deste ano, na comparação com a previsão inicial, devido a fortes geadas em julho, segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada na segunda-feira. A colheita está em estágio inicial no Estado, segundo dados do governo. A previsão de colheita para a região - que deve perder a liderança da produção nacional para o Rio Grande do Sul neste ano - está agora em 1,98 milhão de toneladas, ante 2,7 milhões anteriormente.

PETISTA LUCIANO COUTINHO DIZ QUE BNDES EMPRESTOU, AO TODO, R$ 6 BILHÕES PARA EMPRESAS DE EIKE BATISTA, O BILIONÁRIO DE PAPEL

O presidente do BNDES, o petista Luciano Coutinho, declarou nesta terça-feira que o banco estatal emprestou, no total, R$ 6 bilhões para empresas do bilionário de papel (virtual) Eike Batista. Segundo ele, só o Grupo EBX – que hoje passa por uma forte crise – conseguiu aprovar um empréstimo de R$ 10,4 bilhões. O petista Luciano Coutinho nega que o banco tenha investido algo com certeza de falência. Ele alega que o dinheiro foi entregue a companhias que estão comprando empresas do grupo e que mantém planos de negócios “muito interessantes”. “Esses novos investidores levaram adiante os projetos que tiveram o financiamento do BNDES”, afirmou o petista. As declarações de Luciano Coutinho foram feitas na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, onde ele garantiu que o BNDES não ficará no prejuízo: “Até o momento não houve prejuízo. E esperamos que a reestruturação do grupo permita equacionar a dívida bancária”.

A SOBERANA BOLIVARIANA PETISTA DILMA ROUSSEFF DIZ QUE "É TÃO DISTANTE O DOI-CODI DA EMBAIXADA COMO É O CÉU DO INFERNO”

A soberana bolivaria petista Dilma Rousseff lamentou nesta terça-feira a declaração do embaixador Eduardo Saboia, que comparou a embaixada do Brasil em La Paz com o Doi-Codi, orgão de repressão da ditadura militar. No domingo, no programa Fantástico, da Rede Globo, Saboia disse que o senador boliviano Roger Pinto Molina vivia no local de forma sub-humana e corria risco de vida por conta de uma depressão profunda. A soberana bolivariana petista não gostou e garantiu que a embaixada é “extremamente confortável”. “Nós não estamos em regime de exceção. Não há nenhuma similaridade”, disse ela. “Eu conheço o DOI-Codi. Eu estive no Doi-Codi. Sei o que é. E asseguro, é tão distante o Doi-Codi da  embaixada brasileira lá em La Paz como é distante o céu do inferno. Literalmente isso”, completou. Para ela, a vida do senador asilado corria risco e, se algo tivesse acontecido, a culpa seria exclusivamente do Brasil. “Um país civilizado e democrático protege os seus asilados, sobre os quais ele tem que garantir a segurança, sobretudo, em relação à sua integridade física”, disse. “O Brasil jamais poderia aceitar em momento algum, sem salvo-conduto do governo boliviano”, reclamou reiterando que tentou “diversas vezes” conseguir o salvo-conduto para que Roger Molina fosse transferido. Esse governo petista desprezível é o mesmo que encheu de privilégios o repulsivo ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, deposto do poder legalmente, constitucionalmente, por ordem do Supremo Tribunal Federal, que mandou o exército retirá-lo do poder por ofensa à Constituição. Essa figura repulsiva invadiu a embaixada brasileira e recebeu todos os privilégios do governo petista. De dentro da embaixada ele comandou uma tentativa de insurreição popular contra o governo constitucionalmente instituído. Esse é o comportamente de bolivarianos, bem de acordo com as diretivas emanadas do Foro de São Paulo.

PETISTA PATRIOTA FEZ DO ASILO DO SENADOR ROGER MOLINA UMA PRISÃO POLÍTICA

O ex-chanceler petita Antonio Patriota interrompeu só uma vez sua atitude omissa e acovardada, durante os 452 dias de asilo do senador Roger Pinto Molina. Ainda assim, para atormentar a vítima, em nome do “bolivarianismo”. Ele foi a La Paz tornar o asilo do perseguido do regime de Evo Morales uma “prisão política”, ordenando restrições a banho de sol, proibindo visitas e segregando-o a cubículo sem janela.

ARRUACEIRO CORINTIANO FLAGRADO EM TUMULTO EM BRASÍLIA ESTEVE PRESO NA BOLÍVIA

Entre os arruaceiros que provocaram conflitos no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, no jogo Vasco x Corinthians, no domingo, estava Leandro Silva de Oliveira, um dos 12 corintianos presos na Bolívia acusados pela morte do adolescente Kevin Espada e soltos por “falta de provas”. Ficaram cinco meses e meio trancafiados em Oruro, desde 20 de fevereiro. Um flagrante do repórter fotográfico Orlando Brito mostra Leandro tomando na boca aberta um jato de spray de pimenta, lançado por um policial militar. Ele esteve no grupo de arruaceiros que provocou e agrediu torcedores e até policiais. Leandro é conhecido como “Soldado”, segundo informa o jornal O Estado de S. Paulo, é sócio da Gaviões da Fiel e faz parte da cúpula que controla essa torcida organizada. Na briga de domingo, ele é um dos primeiros a, no intervalo da partida, correr em direção aos torcedores do Vasco. Como o Estádio Mané Garrincha não conta com barreiras físicas para separar as torcidas, não foi difícil se aproximar dos cariocas, que também estavam na arquibancada superior. Em um primeiro momento, ele chegou a ser contido por policiais e recuou. Mas, com a chegada de mais corintianos, voltou a atacar. Torcedores do Vasco partiram para o confronto e a confusão aumentou. A polícia tentou conter os baderneiros com cassetetes e spray de pimenta, mas não conseguiu. Leandro Silva de Oliveira esteve na linha de frente durante o confronto, e em alguns momentos chegou a servir de escudo para alguns companheiros. A confusão só terminou depois que os policiais conseguiram isolar os corintianos. A foto é do brilhante fotógrafo Orlando Brito.

DILMA SEGUE A MÁXIMA DO COMPANHEIRO LULA: PARA POBRE, QUALQUER COISA SERVE. MÉDICO BOM É COISA DA BURGUESIA E DE PETISTAS PODEROSOS - OS BURGUESES DO CAPITAL ALHEIO

Vocês se lembram daquele vídeo sensacional, em que um garoto, chamado Leandro, aborda Lula e Sérgio Cabral? Revejam. Por que esse filme remete aos médicos cubanos? Conto já.

Viram? O vídeo começa com um diálogo entre Lula e Leandro. Uma observação prévia: note-se, justiça se faça ao Apedeuta, que a sua conversa com o rapaz tem aquela rispidez paternalista, é meio grosseirona, mas é cordial. Quem fica bravo mesmo é Cabral. Mas isso é o de menos agora. Vamos ao que interessa neste post. Reproduzo o que dá para entender do diálogo entre o então presidente da República e o garoto.
Lula – Não, não, esquece! Que esporte, porra?
Leandro – É tênis!
Lula - E por que é que você não treina, porra?
Leandro – Porque aqui não tem jogo de tênis.
Lula – Mas tênis é esporte da burguesia, porra! Por que você não treina uma coisa… Natação?
Leandro – A gente não pode entrar na piscina.
Sérgio Cabral – Por quê?
Leandro – Porque não abre pra população.
Voltei
Leandro, sim, representa, vamos dizer, a mídia popular, não alguns vigaristas financiados por dinheiro público — com uma câmera na mão e ideias mortas na cabeça — que se apresentaram como supostos praticantes de um jornalismo sem filtro. Nem é jornalismo, e o que veiculam é filtrado pela ignorância e pela mistificação ideológica. Adiante. Vejam lá a fala de Lula. Quando Leandro diz que quer jogar tênis, o Apedeuta dispara: “Isso é esporte para a burguesia”. Ah, bom! Pobre tem de se contentar com outra coisa. A lógica é a seguinte: quem não tem nada deve se dar por satisfeito quando recebe um pouquinho. Não é a primeira vez que Lula faz esse raciocínio especioso. O programa “Mais Médicos”, da presidente Dilma, é mesmo uma graça. Os profissionais brasileiros precisam, obviamente, demonstrar que têm a formação necessária se dele quiserem participar. Os estrangeiros já residentes no Brasil, que cursaram medicina em outros países, tiveram de revalidar seu diploma para poder trabalhar. Caso decidam aderir ao programa, chegam, pois, com essa exigência satisfeita. Mas nada se cobrará, desta feita, à leva que vem de fora. Passarão a trabalhar no Brasil duas categorias de médicos. Então vamos retomar a conversa de Lula com Leandro. Pobre querendo jogar tênis? Ora…  Como os miseráveis estão sem médico mesmo, qualquer coisa serve. Está se consolidando, então, como política de estado, em que há os brasileiros com direito “a médico que presta” e os brasileiros que podem se virar com médico que não presta. “Mas quem disse que os cubanos não são bons?” A pergunta é outra: “Quem disse que são?”. Ora, essa não é uma atividade em que o erro é irrelevante, não é mesmo? A culinária, por exemplo, é um ramo profissional que atingiu um impressionante grau de requinte e excelência. Mas convenham: as consequências de contratar um cozinheiro errado não são assim tão graves, não é? “Ah, então deixa todo mundo sem médico!” Quem disse? Que se contratem mulheres e homens livres, depois de fazerem o devido exame para a revalidação de seu diploma. Exigência semelhante é feita em todo o mundo civilizado. O problema é de outra natureza. O programa que está em curso tem um evidente cunho eleitoreiro. As urnas é que estão ditando a urgência.
A confissão no “Entre Aspas”
No programa “Entre Aspas”, o senador petista Humberto Costa (PE), ex-ministro da Saúde, deixou escapar que o governo brasileiro está negociando a vinda dos cubanos há um ano e meio. O objetivo, atenção!, nunca foi cuidar da saúde dos brasileiros, mas resolver os problemas de caixa de Cuba, país que só tem uma coisa para negociar com o mundo: carne humana. Os governos de esquerda da América Latina resolveram traficar cubanos com Fidel e Raúl Castro para dar uma folguinha à tirania. Os protestos de rua fizeram com que o Planalto desse uma acelerada no programa. Espalhar a fantasia de que, agora, os “pobres têm medico” interessa à campanha de Dilma à reeleição e à de Alexandre Padilha ao governo de São Paulo. “Mas que tipo de médico?” Ora, qualquer um! É para pobre mesmo! Pobre não tem de jogar tênis, certo? Médico bom é coisa da burguesia, como poderiam ensinar Lula e Dilma, os burgueses do capital alheio que decidiram se tratar no Sírio-Libanês. Por Reinaldo Azevedo

SÍRIA: MAIS UMA VEZ, ESTADOS UNIDOS E ALIADOS BEM PERTO DE SOMAR FORÇAS COM A ..... AL QAEDA

A julgar pelo noticiário da imprensa americana e europeia, Bashar Al Assad já era. A decisão de atacar a Síria e depor o ditador parece iminente. Não é a primeira vez que se tem a impressão de que se vai cruzar a linha. Desta vez, no entanto, as tintas estão mais carregadas. Não me resta, neste trabalho, alternativa que não seja dizer o que acho que tem de ser dito, em consonância com os fatos, mas na contramão da metafísica influente. Parece não haver dúvidas de que houve um ataque com armas químicas na Síria. Mas não se tem nenhuma evidência de que tenha sido perpetrado pelas forças de Assad. O tirano, reitero, estava vencendo a guerra civil — ou, vá lá, estava ao menos na ofensiva. Na hipótese de que goste de matar pessoas só por perversidade, reconheça-se: poderia ter feito muito mais vítimas com armas convencionais, e se noticiaria, de novo, a carnificina na Síria e ponto. Tanto ele como os rebeldes sabiam que um ataque químico poderia provocar a intervenção dos EUA e de aliados europeus. A quem interessa essa intervenção? Um amigo, que conhece como poucos a região, me envia um e-mail:

“Reinaldo, infelizmente, muita gente acha que a oposição síria é formada por democratas e manifestantes pacíficos que lutam contra um regime sanguinário apoiado pelo Irã e pelo Hezbollah. Na verdade, a oposição síria é apoiada pelo Qatar e Arábia Saudita (…), e as principais facções armadas são ligadas à Al Qaeda ou, então, são salafistas ultrarradicais anticristãos e antixiitas e anti-alauítas. O regime de Assad, de viés laico, realmente é sanguinário e aliado do Irã e do Hezbollah. Portanto, a melhor opção seria o Ocidente não se envolver”.
É precisamente o que eu penso, especialmente quando há uma razoável suspeita de que o “ataque químico” foi perpetrado para, digamos assim, tirar os governantes ocidentais da apatia. Continua esse amigo:
“Dizem que os republicanos são a favor da intervenção e estariam pressionando o democrata Obama. Mas isso não é verdade. Alguns republicanos são a favor, como o McCain e o Lindsey Graham. Mas os republicanos libertários (Rand Paul) e os isolacionistas (Ted Cruz) são contra. E apenas 25% dos americanos defendem uma intervenção depois do ataque químico.”
Trago essas questões aqui apenas para ampliar um pouco as referências. Entendo que os EUA — e seus aliados europeus — estão prestes a fazer mais uma gigantesca bobagem, agora na Síria — decorrência, aí sim, da incapacidade de Obama e sua turma de entender o mundo que os cerca. Nem se trata de saber, agora, se os EUA poderiam ou não ter impedido, lá atrás (quando começaram as manifestações contra Hosni Mubarak, no Egito), que a situação chegasse a esse ponto. Já cheguei a achar convictamente que sim. Hoje, tenho algumas dúvidas. Mas de uma coisa estou certo: um ataque à Síria juntará, mais uma vez, as forças ocidentais e os terroristas da Al Qaeda, com o agravante de que jogaria combustível no conflito entre sunitas e xiitas. O inferno, em suma! Obama sabe muito bem que não lhe foi apresentada uma única prova de que o ataque foi perpetrado pelas forças de Assad. Está sendo empurrado pelas circunstâncias e para tentar mudar a imagem de governante inepto, incapaz de demonstrar a força dos EUA. Não é a mais nobre das motivações para se meter naquele caldeirão. Uma opinião pública ainda contrária à intervenção talvez possa frear o ânimo intervencionista. Vamos ver. Por Reinaldo Azevedo

CASSIO TROGILDO, DO PTB, PERDE O MANDATO DE VEREADOR EM PORTO ALEGRE, POR COMPRA DE VOTOS

O vereador Cassio Trogildo, do PTB de Porto Alegre, perdeu o recurso que fez junto ao Tribunal Regional do Estado do Rio Grande do Sul, com o objetivo de evitar a cassação do seu mandato. O Tribunal Regional Eleitoral negrou o efeito suspensivo, o que quer dizer que o vereador ainda poderá recorrer da decisão de cassação do seu mandato, mas a vaga terá que ser entregue para o suplente até a próxima segunda-feira. Cássio Trogildo teve o mandato cassado por compra de votos utilizando a estrutura da prefeitura de Porto Alegre no governo de José Fortunati (PDT).

PARA ESSES PETRALHAS, ESQUERDOPATAS DOENTES QUE PREGAM AGORA A EXPATRIAÇÃO DO SENADOR BOLIVIANO: LEMBREM-SE DA OPERAÇÃO ARGOS, EM QUE OS ESTADOS UNIDOS RESGATARAM REFÉNS QUE ESTAVAM NA EMBAIXADA DO CANADÁ, EM TEERÃ, E RELEMBREM O EXEMPLO DO DIPLOMATA JOÃO GUIMARÃES ROSA

Os esquerdopatas brasileiros, e os jornalistas pagos pelo PT, que agora gritam para que o senador boliviano Roger Pinto Molina seja extraditado. Todo eles devem se lembrar de uma situação parecida com a do resgate do senador boliviano Roger Pinto Molina, tirado de seu longo refúgio de 445 dias na Embaixada do Brasil, em La Paz, e trazido ao País pelo embaixador Eduardo Sabóia, em transporte em carro diplomático, com a proteção do próprio embaixador e de dois fuzileiros navais, e que chegou a Corumbá, após uma longa viagem de 1.600 quilômetros no domingo, até alçançar Brasília, em um jatinho providenciado pelo senador Ricardo Ferraço, do PMDB. Basta que esses esquerdófilos, que babam de raiva, relembrem do filme "Argo", que concorreu ao Oscar. O filme conta como a CIA organizou e executou o resgate de seis diplomatas americanos que estavam refugiados de maneira clandestina na casa do embaixador do Canadá, em Teerá. A história se passa em plena Revolução Iraniana em 1979. Para obrigar os EUA a devolver o xá Reza Pahlevi (1919-1980), antigo governante que se exilara com o início das revoltas, manifestantes invadiram a embaixada americana e fizeram 66 reféns. Em meio aos distúrbios, seis diplomatas se refugiaram na citada residência, mantida pela Embaixada do Canadá. Era um direito e um dever do embaixador Eduardo Sabóia procurar uma solução para o drama do senador Roger Pinto Molina. Ele honrou a diplomacia brasileira, na esteira do que fez o escritor e diplomata João Guimarães Rosa durante a 2ª Guerra Mundial. Embora consciente dos perigos que enfrentava, ele protegeu e facilitou a fuga de judeus perseguidos pelo nazismo. Nessa tarefa ele contou com a ajuda da mulher, D. Aracy. Em reconhecimento a essa atitude, o diplomata e sua mulher foram homenageados em Israel, em abril de 1985, com a mais alta distinção que os judeus prestam a estrangeiros: o nome do casal foi dado a um bosque que fica ao longo das encostas que dão acesso a Jerusalém. Foi a forma encontrada pelo governo israelense para expressar sua gratidão àqueles que se arriscaram para salvar judeus perseguidos pelo nazismo na 2ª Guerra Mundial. Segundo D. Aracy, que compareceu a Israel por ocasião da homenagem, seu marido sempre se absteve de comentar o assunto já que tinha muito pudor de falar de si mesmo. Apenas dizia: "Se eu não lhes der o visto, vão acabar morrendo; e aí vou ter um peso em minha consciência". Homens éticos têm esse problema. Não é o caso desses diplomatas petistas nanicos. Em 1942, quando o Brasil rompeu com a Alemanha, Guimarães Rosa foi internado em Baden-Baden, juntamente com outros compatriotas, entre os quais se encontrava o pintor pernambucano Cícero Dias. Ficaram presos durante quatro meses e só libertados em troca de diplomatas alemães. Regimes terroristas costumam usar diplomatas para essas negociatas. Foi o que fez o regima nazista islâmico do Irã. Era o que estava fazendo regime ditatorial do indio cocaleiro Evo Morales. Retornando ao Brasil, após rápida passagem pelo Rio de Janeiro, o escritor Guimarães Rosa seguiu para Bogotá, como Secretário da Embaixada, lá permanecendo até 1944.

GOVERNO DA PERONISTA POPULISTA E MUITO INCOMPETENTE CRISTINA KIRCHNER ESTÁ PRONTO PARA DAR MAIS UM CALOTE NOS INVESTIDORES INTERNACIONAIS

A presidente da Argentina, a peronistas populista e muito incompetente Cristina Kirchner, anunciou nesta segunda-feira a abertura de um noco calote nos investidores, pelo terceiro processo de reestruturação dos títulos públicos, que o país deixou de pagar com o calote de 2001. Participaram das duas primeiras reestruturações - em 2005 e 2010 – credores que tinham 93% da dívida argentina. Mas uma minoria (7%) não aceitou as propostas anteriores, de receber entre 25 e 29 centavos por dólar e recorreu à Justiça. Na sexta-feira, a Argentina perdeu em mais uma instância, na batalha legal com os chamados “fundos abutres” – que compram dívida com desconto para depois tentar cobrar, na Justiça, a totalidade. A Corte de Apelações do Segundo Circuito de Nova York ordenou a Argentina a pagar a totalidade dos US$ 1,3 bilhão aos fundos, que não aceitam a proposta argentina de pagar com desconto. A última palavra ainda não foi dada: a Argentina pode ainda apelar à Corte Suprema de Justiça. Cristina Kirchner comentou a decisão da Corte de Apelações do Segundo Circuito de Nova York, no discurso que fez nesta segunda-feira em cadeia nacional de televisão. Ela disse que a decisão “ignora o acordo feito com 93% dos detentores de títulos”. Se a Argentina aceitar pagar a totalidade do que deve aos 7%, que entraram contra o país na Justiça, estará dando um tratamento desigual aos que aceitaram renegociar a dívida. A decisão de enviar um projeto de lei ao Congresso, para oferecer uma terceira reestruturação, é prova de que o país quer honrar seus compromissos, disse ela. A Argentina declarou moratória de uma divida de mais de US$ 100 bilhões em 2001, em meio a uma das piores crises de sua recente história, quando o país praticamente deixou de existir.

RIO GRANDE DO SUL JÁ TEM 7 MIL DESABRIGADOS POR ENCHENTES

A chuva ininterrupta dos últimos três dias deixou 2,1 mil pessoas desabrigadas e 4,8 mil desalojadas no Rio Grande do Sul, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira pela Defesa Civil. Os rios Paranhana, Caí e Taquari transbordaram e invadiram casas em diversos municípios, entre os quais São Sebastião do Caí, Lajeado, Estrela, Sapucaia do Sul, Esteio, Encantado e Arroio do Meio. Em São Francisco de Paula, a correnteza arrastou uma caminhonete no domingo. Um dos tripulantes ficou ferido. O outro está desaparecido. A água também invadiu a pista de pelo menos cinco rodovias, interrompendo o tráfego em trechos delas em São Sebastião do Caí, Santo Antônio da Patrulha, Colinas, Bom Retiro do Sul e Mariante. A previsão do 8º Distrito de Meteorologia indica a perspectiva de chuva até a tarde desta terça-feira na metade norte do Estado, onde estão as cabeceiras dos rios.

PRESIDENTE DO SINDICATO MÉDICO CEARENSE DIZ QUE "CUBANOS NÃO PODEM OPERAR PORQUE NÃO SABEM"

A Federação Nacional dos Médicos, representando 53 sindicatos de médicos, entra às 17 horas desta terça-feira com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal, em Brasília, contra o programa Mais Médicos. A informação é do presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará (Simce), José Maria Pontes. Segundo ele, os conselhos regionais não darão o registro para os cubanos. "Isso é uma palhaçada. Nós fomos recebidos com spray pimenta em Brasília e os cubanos são recebidos com festa no Brasil. Temos médicos brasileiros excelentes. O que não presta é a saúde pública brasileira", afirmou Pontes. Para ele, os "cubanos não podem operar porque não sabem. E eles podem fazer um estrago muito grande no Brasil. Isso é um crime". Na sexta-feira, a Associação Médica Brasileira (AMB) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) entraram com uma ação no Supremo para suspender o programa do governo. As entidades reclamam que o trabalho de médicos estrangeiros no País é ilegal. Nesta segunda-feira, 70 cubanos começaram treinamento em Fortaleza para o Mais Médicos. O treinamento será de três semanas e eles serão avaliados por professores da Universidade Federal do Ceará e da Escola de Saúde Pública do Ceará. Eles chegaram na tarde de domingo direto de Havana. Cada um deles tem curso de Medicina de seis anos e mais três anos de especialização.

PRESIDENTE DO PT DIZ QUE PARTIDO JÁ CONSEGUIU AS ASSINATURAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO QUE PREVÊ PLEBISCITO

Após a realização do primeiro debate entre os seis candidatos à eleição para a presidência do PT, marcado para 11 de novembro, o atual presidente, Rui Falcão, afirmou que o partido já atingiu o mínimo de 171 assinaturas necessárias para protocolar um projeto de decreto legislativo para a realização de um plebiscito sobre reforma política. O projeto será protocolado nesta quarta-feira, pelo líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), de acordo com Falcão. O assunto surgiu em meio a críticas ao deputado federal Cândido Vacarezza (SP), alvo dos seis candidatos à presidência do partido no debate realizado nesta segunda-feira, em São Paulo. Os representantes de todas as correntes petistas condenaram o fato dele ter aceitado o convite do PMDB para coordenar um grupo de trabalho sobre reforma política da Câmara dos Deputados. Vaccarezza chegou a ser desautorizado pela bancada do PT, mas não sofreu nenhuma punição. Rui Falcão explicou que a estratégia do PT não era a de priorizar o grupo de trabalho da reforma política, mas, sim, o plebiscito. Valter Pomar, membro da direção executiva e candidato ao comando da sigla, disse que Vaccarezza "precisa ser enquadrado pelo partido": "Não dá para admitir que um deputado do PT tenha o comportamento de um peemedebista". "Acredito que o mandato do deputado Vaccarezza pertence ao PT. Não convém ao partido que uma comissão fadada ao fracasso seja presidida por ele", emendou Renato Simões, que também concorre ao cargo de presidente do partido.