terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Gás para usina termelétrica AES de Uruguaiana chegará nesta quarta-feira à Argentina


A primeira carga de GNL para abastecimento da usina termelétrica AES Uruguaiana será entregue na manhã desta quarta-feira no porto de Bahia Blanca, Argentina, informou a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás). O navio Excalibur, de bandeira belga, ancorará no início da manhã com cerca de 34 milhões de metros cúbicos de gás natural proveniente de Trinidad e Tobago. O gás chega em estado líquido e precisa passar pelo processo de regaseificação para ser enviado por meio de dutos até Uruguaiana. A previsão é de que a usina térmica entre em operação nesta sexta-feira. O acordo prevê o recebimento de duas cargas de GNL, que somarão cerca de 78 milhões de metros cúbicos de gás natural a serem lançados na rede de gasodutos argentinos. Esse volume é suficiente para a geração de 164 megawatts durante 60 dias. A usina termelétrica de Uruguaia tem capacidade de geral 640 megawats.

Governo poderá promover desonerações adicionais de R$ 40 bilhões em 2013, diz secretário do Tesouro


As novas reduções de tributos a serem promovidas pelo governo petista de Dilma Rousseff poderão somar R$ 40 bilhões neste ano, disse nesta terça-feira o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Segundo ele, o governo originalmente tinha proposto R$ 25 bilhões no Orçamento Geral da União deste ano, que ainda não foi votado pelo Congresso. No entanto, a equipe econômica pediu R$ 15 bilhões adicionais. “Achamos que as desonerações não têm demonstrado efeito tão significativo do ponto de vista da receita. O que mais afetou nossa receita foi a economia [baixo crescimento do Produto Interno Bruto em 2012], não as desonerações. Vamos continuar com uma política forte de desonerações. Achamos que essa política ajuda o Brasil, melhora as condições de o Brasil ter crescimento”, declarou o secretário. Na semana passada, a Receita Federal tinha divulgado que as desonerações em 2013 ficariam em R$ 53,2 bilhões. Esse número difere dos cálculos do Tesouro porque considera apenas as medidas anunciadas ou prorrogadas em 2012 com impacto na arrecadação deste ano. Ao considerar as antigas e as novas medidas, o governo deixará de arrecadar R$ 93,2 bilhões em 2013. O secretário do Tesouro, no entanto, fez estimativa mais conservadora e disse que as desonerações totais ficarão em R$ 85 bilhões. Ele somou os R$ 40 bilhões das novas desonerações e os R$ 45 bilhões que o governo deixou de arrecadar com as desonerações no ano passado. De acordo com o secretário do Tesouro, apesar das desonerações, a arrecadação voltará a crescer em 2013, refletindo a recuperação da economia. “O aumento das receitas poderá demorar um pouco, mas virá. Para mim, 2013 se aproximará de 2010, ano em que a economia cresceu 7,5%. Será um ano muito bom para o Brasil”, ressaltou. Na avaliação de Augustin, a perda de arrecadação com as reduções de alíquotas são compensadas com a elevação das receitas em outros tributos ligados ao consumo, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Dívida pública atinge 2 trilhões em 2012


A Dívida Pública Federal (DPF) superou a barreira de R$ 2 trilhões em 2012. A informação é do Tesouro Nacional, que anunciou que o Brasil passou a dever R$ 2,008 trilhões em dezembro. Em novembro, essa marca estava em 1,965 trilhão. Se comparado o valor com 2011, o aumento da DPF foi de 11,5%. A dívida pública aumentou após ajudas aos bancos oficiais por meio da injeção de títulos federais. Só em 2011 foram destinados R$ 76,1 bilhões aos aportes nos bancos públicos. De todos os bancos, o mais beneficiado foi o BNDES, que recebeu R$ 55 bilhões. A Caixa Econômica Federal recebeu R$ 13 bilhões em setembro e o Banco do Brasil foi beneficiado com R$ 8,1 bilhões. Esta gigantesca dívida pública foi construída pela era petista. Quando Lula recebeu o governo de Fernando Henrique Cardoso, a dívida pública era menor do que 400 bilhões. Hoje é superior a 2 trilhões. Ou seja, é cinco vezes maior.

PSDB aciona Dilma por improbidade administrativa


O PSDB entrou nesta terça-feira com uma representação pedindo que a Procuradoria Geral da República apresente uma ação de improbidade administrativa contra a presidente Dilma Rousseff pelo anúncio da redução das tarifas de luz. Os tucanos argumentam que Dilma usou a máquina pública para atacar a oposição e, assim, antecipar sua campanha pela reeleição de 2014. Segundo o vice-líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), em cadeia de rádio e televisão na semana passada, Dilma deixou claro que não falava para Nação, mas a seus eleitores. "Ao invés de falar ao povo, ela definiu o povo como sendo contrários a seu governo ou favoráveis", afirmou." Ela não pode se valer da estrutura do Estado para fazer campanha antecipada. A pergunta que não quer calar é que será que ela vai se valer da estrutura do Estado, dos pronunciamentos, para anunciar o aumento da inflação do ano passado, do aumento da gasolina? Não é possível fazer campanha às custas do dinheiro público", completou. A representação parece ter efeito apenas político, porque é inócua, será rejeitada, Presidente da República não é alvo de ação de improbidade administrativa, mas tão somente de responsabilidade, que só pode ser instalada por três quintos do Senado Federal. Na ação, os tucanos alegam que o pronunciamento usou recursos gráficos semelhantes aos aplicados na propaganda eleitoral de Dilma em 2010. "Ela deixou de usar o brasão da República para usar a logomarca do governo. Ao invés de aparecer o nome Dilma Rousseff, enalteceu-se o nome Dilma, justamente para enaltecer o nome que fez a campanha eleitoral, e ainda usou uma roupa vermelha que é a cor do PT". A declaração de Dilma foi bem recebida pelo PT, que comemorou o tom politizado do discurso. A avaliação era que a presidente precisava responder criticas de eventuais falhas em sua gestão para evitar desgaste na imagem de sua gestão. Para isso, Dilma elaborou o pronunciamento que foi retocado pelo marqueteiro João Santana. Apesar da boa avaliação nas pesquisas de opinião pública, a presidente era alvo de ataques devido à gestão da área de energia, ao pífio crescimento econômico, excesso de intervenção na economia e manobras fiscais para fechar as contas. A estratégia irritou a oposição, especialmente por terem sido tachados como do contra, e provocou reação inclusive do senador Aécio Neves (PSDB-MG), pré-candidato tucano ao Planalto."Na verdade, ela confundiu governo e Nação. Uma coisa é ser contrário a alguns aspectos do governo, isso faz parte da democracia, outra coisa é você tipificar que qualquer pessoa que seja contrária ação de governo seja contra interesses do país", disse Sampaio.

DE QUEM É O JATÃO QUE LEVOU LULA A CUBA NESTA TERÇA-FEIRA?

Fico esperando resposta: de quem é o jatão que levou Lula a Cuba, nesta terça-feira, onde ele foi recebido pela vice-ministra de Relações Exteriores, uma tal de Ana Terezita Gonzáles? Muito providencialmente ele se mandou do Brasil no mesmo dia em que o Procurador Geral da República que será aberto nesta semana o inquérito contra ele, pelas denúncias do marqueteiro mineiro Marcos Valério, operador do Mensalão do PT. Pòr favor, alguém me informe de quem é esse jatão na foto.

Delegado diz ter certeza que funcionamento da boate Kiss era irregular


O delegado regional da Polícia Civil em Santa Maria, Marcelo Arigony, que coordena as investigações do incêndio criminoso da boate Kiss, disse nesta terça-feira que tem certeza de que o funcionamento do estabelecimento era irregular. De acordo com ele, uma série de circunstâncias possibilita “até a uma criança” concluir que a casa não deveria estar funcionando. Arigony disse que, segundo sugerem as investigações iniciais, houve irregularidades nos extintores, na iluminação do banheiro, na largura da porta, na disposição da casa e na lotação do estabelecimento. “Porque eu tenho certeza de que alguma irregularidade havia? Porque, se uma dessas circunstâncias se confirmar, já se comprovaria a irregularidade”, disse. O delegado ainda ressaltou que, apesar de nenhum dos ouvidos ter reconhecido que usou sinalizadores dentro da boate, há boa comprovação de que foram utilizados: “Quem lançou não confirmou, mas os demais confirmaram quem usou. Isto está bem materializado”.

Prédio do DOI-Codi em São Paulo pode se transformar em museu


Ao visitar nesta terça-feira o antigo prédio do DOI-Codi, na rua Tutóia, no bairro Paraíso, em São Paulo, a ex-presa política Darci Miyaki disse que não gosta nem de passar perto do local, onde foi torturada durante a ditadura militar (1964-1985). "Depois de 41 anos, é a primeira vez que eu volto para cá”, contou Darci Miyaki, que foi ao prédio em companhia de outros ex-presos políticos para fazer um reconhecimento do local. Posteriormente, eles vão pleitar a transformação do prédio em um museu ou memorial. De acordo com Lúcio França, membro da Comissão dos Direitos Humanos da Seccional da OAB-SP, o objetivo é preservar o prédio do Destacamento de Operações de Defesa Interna-Centro de Operações de Defesa Interna para que, futuramente, sirva como um memorial pelas vítimas ou um Museu da Tortura, como o que existe em Amsterdã, na Holanda. Hoje, o prédio localizado na Rua Tutóia, 921, serve como 36º Distrito Policial da capital e também abriga um estacionamento, onde é deixada a subfrota do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Ele sempre foi uma delegacia de polícia, mesmo quando ali funcionava a Operação Bandeirantes. Na época em que ali funcionou o DOI-Codi, várias personalidades foram torturadas no prédio. Entre elas, a presidente Dilma Rousseff e o jornalista Vladimir Herzog, assassinado sob tortura no dia 25 de outubro de 1975. Ali também esteve preso o jornalista Marcos Faerman. Para Darci, que permaneceu presa no DOI-Codi (Operação Bandeirantes) durante sete meses e ficou estéril, em consequência das torturas, a preservação da memória trará reconhecimento também para o sofrimento de quem viveu o mesmo drama que ela. As recordações do prédio também emocionaram Clóvis de Castro, que permaneceu 30 dias no DOI-Codi. “A qualquer hora da noite, a gente ouvia barulho de chaves, de um monte de chaves. Era uma expectativa para saber quem é que ia subir para a sala de tortura. E nós atravessávamos aqui o pátio e subíamos para a sala de tortura”, lembrou Castro. A visita do repórter policial Antônio Carlos Fon ao prédio, 44 anos depois da prisão, o fez recordar os diferentes tipos de tortura que sofreu: “Cadeira do dragão, maquininha de choque, pau-de-arara, socos e pontapés". Fon disse que se emocionou pelos companheiros que passaram pelo prédio: "É uma emoção muito grande". É impressionante que até hoje ainda não tenham transformado o local em um memorial, aos moldes do que foi feito em Buenos Aires, nas instalações da ESMA, o maior centro de tortura da ditadura militar argentina.

Congresso Judaico Latino-Americano reage a acordo absurdo celebrado por Cristina Kirchner com o Irã


Houve uma indignidade do governo argentino, comandado pelo louca presidente da Argentina, a peronista populista e muito incompetente, que firmou um  acordo com a ditadura iraniana para “apurar” o atentando ocorrido contra a entidade judaica Amia, em 1994, em Buenos Aires. As investigações já provaram de sobejo que o regime dos aiatolás tem as mãos sujas de sangue também nesse caso. A comissão conjunta é uma indignidade e uma afronta aos judeus da Argentina e do mundo inteiro, em partícular à memória dos mortos (na maioria, crianças, e de seus familiares). Como se não bastasse a coisa em si, há uma coincidência macabra: o acordo foi firmado em 27 de janeiro, Dia Internacional de Recordação às Vítimas do Holocausto. O Congresso Judaico Latino-Americano emitiu uma nota a respeito. Segue na íntegra
NOTA DE REPÚDIO DA POSIÇÃO ARGENTINA
Argentina deu um formidável passo atrás ao firmar um acordo com o Irã criando uma Comissão da Verdade para apurar, mais uma vez, o atentado terrorista cometido contra o edifício da Amia, em 1994, em Buenos Aires, que matou 85 pessoas. Ao se associar a um estado terrorista, a atitude do governo argentino desqualifica  os esforços realizados pela sua justiça junto com a Interpol e cujas investigações apontaram o dedo  acusatório na direção de cidadãos iranianos incumbidos de obedecer à determinação oficial de praticar um atentado exemplar e, nele, matar quantos pessoas fosse possível. É uma afronta à justiça pretender recomeçar tudo de novo realizando audiências em um país como o Irã cujo governo ignora os direitos mais elementares da pessoa humana. Como buscar a verdade em um país que no último final de semana prendeu 14 jornalistas acusados de suposta cooperação com veículos da mídia estrangeira favoráveis à oposição? Como encontrar a verdade realizando audiências em um Irã controlado pelo ministro da Defesa Ahmad Vahidi, que, junto com o ex-presidente Ali Akbar Rafsanjani, é o principal suspeito de planejar o atentado, e ambos procurados pela Interpol? Como a Argentina pretende descobrir a verdade em um país como o Irã que nega o Holocausto de cerca de 6 milhões de judeus pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial? A ironia da história – além de pretender desmenti-la – é que o acordo foi firmado dia 27 de janeiro, consagrado como o Dia Internacional de Recordação às Vítimas do Holocausto. JACK TERPINS - PRESIDENTE DO CONGRESSO JUDAICO LATINO-AMERICANO". A louca peronista, que está conduzindo a Argentina a novo desastre total, ao se associar a um regime criminoso, torna-se cúmplice do criminoso regime de Teerã.

Jovem vítima do incêndio criminoso da boate Kiss, em Santa Maria, morre no Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre


Mais um jovem que estava na boate Kiss, em Santa Maria, vítima do incêndio criminoso, não resistiu aos ferimentos e teve a morte confirmada pela Secretaria Estadual da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul. Ele estava hospitalizado no Hospital Pronto Socorro, de Porto Alegre, desde a tarde de domingo, devido à gravidade das lesões sofridas no incêndio na casa noturna. Gustavo Marques Gonçalves, de 21 anos, teve a morte cerebral confirmada próximo das 18 hoirs desta terça-feira. Com extensas e profundas queimaduras, que ocupavam cerca de 70% do corpo, ele não resistiu aos ferimentos. Com a confirmação desta morte, chega a 235 o número de óbitos em consequência da tragédia do incêndio criminoso da boate Kiss, em Santa Maria. Até o momento, encontram-se internados na Região Metropolitana de Porto Alegre 58 pacientes transferidos de Santa Maria, sendo que três evoluíram bem durante esta terça-feira e já não precisam de respiração por ventilação mecânica. Em Ijuí, há um paciente internado em UTI, mas sem necessidade de ventilação mecânica, e em Santa Maria, 62, sendo 28 em UTI (20 no Hospital de Caridade, 3 no Universitário e 5 São Francisco) e 34 em enfermarias ou em observação.

Contran endurece combate à mistura de álcool com direção


A tolerância zero no trânsito em relação ao consumo de bebidas alcoólicas agora é para valer. O motorista que for apanhado com qualquer concentração de álcool no organismo, mesmo causada por um simples bombom de licor, será autuado por infração gravíssima. Se o teor alcoólico estiver acima de 0,34 miligramas por litro de ar (ou seis decigramas por litro de sangue), o equivalente a seis latinhas de cerveja ou três doses de uísque, em média, além das penas administrativas, o motorista responderá a processo criminal, podendo pegar de seis meses a três anos de prisão, mais pagamento de multa e cassação da carteira de habilitação. As medidas estão previstas na Resolução 432 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União, e serão aplicadas imediatamente pelos agentes de trânsito nas blitze de todo o País, inclusive no próximo feriado de Carnaval, período de maior concentração dos acidentes por embriaguez, segundo informou o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. A medida anunciada nesta terça-feira acaba com a margem de tolerância de um décimo de miligrama (0,10) de álcool por litro de ar, permitida anteriormente pelo Decreto 6.488/2008, quando o condutor assoprava o bafômetro, e de no máximo duas decigramas por litro de sangue, no caso de exames. A Lei Seca (12.760/2012) impôs ao Contran determinar a nova margem de tolerância, definida agora pela Resolução 432. A penalidade após autuação fixa multa de R$ 1.915,30, recolhimento da habilitação, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além da retenção do veículo, até a apresentação de condutor habilitado. Em reincidência, dentro de um ano, o valor da multa será duplicado e poderá chegar a R$ 3.830,60. Na hipótese de o motorista se negar a fazer o teste do bafômetro, o agente de fiscalização poderá aplicar a autuação administrativa e preencher o questionário de "Sinais de Alteração da Capacidade Psicomotora", que será anexado à autuação. Nesse caso, o condutor também poderá ser encaminhado à delegacia. O questionário apresenta informações como aparência do condutor, sinais de sonolência, olhos vermelhos, odor de álcool, agressividade, senso de orientação, fala alterada, entre outras características.

Cezar Schirmer, prefeito de Santa Maria, convoca e imprensa e foge da imprensa


O prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer (PMDB), convocou uma coletiva de imprensa para as 16 horas, na tarde desta terça-feira, mas só começou o ato às 16h35min, no prédio da SUCV. Ele tomou a palavra e falou durante 13 minutos. Falou do decreto da prefeitura que determina, a partir desta terça-feira, o cancelamento de eventos esportivos, festivos e políticos pelo período de 30 dias na cidade, o que significa dizer que cancelou o carnaval na cidade. Depois do seu trololó, abandonou o local sem dar a entrevista. Ou seja, Cezar Schirmer fugiu da imprensa. Fugir da imprensa significa, claramente, fugir de dar explicações à opinião pública, à sociedade, que se inteira dos fatos por meio da impresa. Notoriamente, Cezar Schirmer não sabe o que dizer. Está feito um zumbi, despreparado, incapaz de justificar porque ocupa o cargo de prefeito. Em seu pronunciamento (o que não é uma entrevista, nunca foi, nem nunca será) Schirmer enfatizou que a prefeitura tem colaborado para as investigações da Polícia Civil. Isso é abobrinha, é o óbvio ululante, e ele nem poderia fazer ao contrário, porque seria criminoso. Ele disse que toda documentação requerida pela polícia foi entregue. O prefeito também destacou que entre os materiais encaminhados à polícia estão cópias da lei municipal de prevenção de incêndio e da criação do Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom), que conta com recursos da prefeitura para a manutenção das atividades dos bombeiros na cidade. Dá licença, convocar uma "coletiva de imprensa" (que não houve, porque ele fugiu da imprensa), para falar esse monte de obviedades, é tratar o povo de Santa Maria, do Rio Grande do Sul e do Brasil, como um gigantesco grupo de patetas e otários. O assessor de imprensa da prefeitura, Giovani Manica, também contribuiu para o clima surrealista. Ele contou que o alvará da boate Kiss estava em dia e que o prazo para a próxima vistoria deveria ocorrer em abril. Quem sabe ele não vai se enrolar em uma macega de urtiga?

Delegado de Santa Maria afirma que opção por sinalizadores mais baratos contribuiu para incêndio criminoso na boate Kiss


Uma sucessão de erros, entre eles a economia de menos de R$ 70,00, teria contribuído para a dimensão da tragédia que matou 234 jovens na boate Kiss, em Santa Maria. Conforme o delegado Marcelo Arigony, os sinalizadores que provocaram o incêndio eram inadequados para lugares fechados. A banda optou por usar um artefato que custa R$ 2,50, quando o correto seria utilizar outro, que custa R$ 70,00 (esse sim, próprio para ambientes fechados). Além deste problema, a Polícia Civil e o Ministério Público listaram, na tarde desta terça-feira, uma série de outros problemas encontrados na danceteria, nesses dois primeiros dias de investigação. O alvará sanitário da casa noturna venceu há quase um ano, em 31 de março, e o do Plano de Prevenção Contra Incêndio venceu em 10 de agosto. Os extintores não funcionaram e não foram encontradas sinalizações luminosas de saída em funcionamento. Foram feitas reformas internas sem embasamento na lei. A espuma que forrava o teto era altamente inflamável, contrariando as normas técnicas. Apesar dos alertas, o delegado Arigony, adotou uma postura de cautela e ponderou que apenas as investigações e os trabalhos da perícia poderão, de fato, constatar o que ocorreu na madrugada do último domingo na boate Kiss. "Constatamos um série de irregularidades preliminarmente e a boate não deveria estar funcionando. Se houve negligência de uma outra força pública ou de quem quer que seja, apenas a investigação e a perícia poderão nos dizer isso. Encaminharemos toda documentação ao Ministério Público", disse o delegado Arigony. Bem, em primeiro lugar ele não vai encaminhar coisa alguma ao Ministério Público, mas ao juiz de Direito, que determinará a manifestação do Ministério Público. A promotora que atua no caso é que decidirá se faz a denúncia, determina mais investigações ou recomenda o arquivamento do caso. Como não haverá arquivamento, porque ocorreram (até agora) 235 mortes, ela poderá pedir mais investigações. O certo é que ela terá de denunciar autores por esse caso criminoso.

Ministério Público do Trabalho obtém condenação da GM em R$ 7 milhões


O Ministério Público do Trabalho obteve a condenação da General Motors em R$ 7 milhões em indenizações nesta terça-feira. A multa é decorrente de diversas irregularidades relacionadas ao cumprimento de normas de saúde e segurança no trabalho. O valor será revertido em favor do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), afirmou o Ministério Público do Trabalho. Dentre as acusações o Ministério Público do Trabalho destacou que o Atestado de Saúde Ocupacional dos funcionários não tinha registrados riscos existentes no ambiente de trabalho da empresa. Além disso a GM não divulgava de forma regular a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), mesmo nos casos em que foi verificada a ligação da doença com a atividade exercida pelo empregado. O início do processo data de agosto de 2006, quando foi ajuizada a ação civil pública. A investigação foi feita pela procuradora do Trabalho Sheila Ferreira.

Jovens de grupos católicos de Pelotas homenageiam em missa vítimas da tragédia criminosa em Santa Maria


Jovens de diferentes grupos católicos de Pelotas criaram um evento no Facebook convocando a população a participar da missa tradicional da Catedral Metropolitana São Francisco de Paula, às 18h30min desta terça-feira, para rezar pelas vítimas do incêndio criminoso da boate Kiss, em Santa Maria. Vários jovens e familiares participaram da mobilização, que encerrou por volta das 19h40min. Corações brancos com o nome de cada uma das 234 vítimas foram colocados em frente ao altar para lembrar daqueles que perderam a vida na tragédia (agora já são 235 vítimas). Pelotas, conforme denúncia de bombeiros, é cidade candidata potencial a outra tragédia do estilo da boate Kiss, em Santa Maria, porque suas boates também são arapucas para os estudantes que as frequentam. Assim como Santa Maria, Pelotas é outra cidade universitária.

Protesto pedindo justiça reúne centenas de pessoas no Centro de Santa Maria


Um protesto pedindo justiça reuniu cerca de 300 pessoas no centro de Santa Maria no final da tarde desta terça-feira. Ao contrário da manifestação de segunda-feira, na qual 40 mil pessoas se reuniram de branco também no centro da cidade, a orientação para esta terça-feira foi de que os amigos e familiares das vítimas da tragédia em Santa Maria vestissem preto. Além disso, as faixas e discursos dos manifestantes cobravam justiça das autoridades. O protesto saiu da frente da Câmara dos Vereadores de Santa Maria por volta das 17 horas, depois os manifestantes percorreram o centro da cidade e foram até a Rua Alberto Pasqualini, onde fica localizada a Delegacia Regional de Santa Maria. O Delegado Regional Marcelo Arigony saiu para a rua e fez um discurso para os participantes. Ele afirmou que está fazendo tudo o que é possível para que a justiça seja cumprida. Esta manifestação já tem um forte cheiro de aproveitamento de grupelho político-estudantil.

Estudante Guilherme Ferreira, sobrevivente da tragédia do incêndio criminoso da boate Kiss, em Santa Maria, apresenta melhoras em hospital de Porto Alegre


Melhorou o estado de saúde do estudante Guilherme Ferreira da Luz, um dos sobreviventes do incêndio criminoso na boate Kiss, em Santa Maria. De acordo com o tio dele, Gilmar Bernardi, o estudante foi "desentubado" na tarde desta terça-feira. Desde domingo à tarde ele respirava artificialmente. "Foi um alívio", disse Gilmar, ao receber a notícia. Guilherme Ferreira da Luz está no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital das Clínicas, em Porto Alegre. De acordo com o tio e padrinho, há boa chance de transferência dele para um quarto já nesta quarta-feira. Guilherme Ferreira da Luz conseguiu escapar do incêndio e depois ajudou a socorrer outras vítimas. Ele aparece em um vídeo ajudando a derrubar a parede da boate. No início da manhã de domingo conversou com familiares e disse estar bem. Mas, quando voltou para casa, para tomar banho, começou a se sentir mal. Por volta das 10 horas, ele vomitou. Às 15 horas foi hospitalizado em Santa Maria e, às 22 horas, transferido para Porto Alegre. Guilherme Ferreira da Luz nasceu em Nonoai, no Rio Grande do Sul, mas há cerca de uma década a família mudou-se para Chapecó, em Santa Catarina. Há três anos e meio ele foi para Santa Maria, onde está no último período do curso de Zootecnia, na UFSM.

Petrobras anuncia aumento de 6,6% da gasolina nas refinarias


A Petrobras anunciou que o reajuste nos preços da gasolina e do óleo diesel entrarão em vigor a partir da meia noite desta quarta-feira. A gasolina aumentará 6,6% e o diesel 5,4%.  Os preços da gasolina e do diesel não incluem os tributos federais Cide e PIS/Cofins e o tributo estadual ICMS. Segundo a nota da Petrobras, o reajuste foi definido levando em consideração a política de preços da companhia, que busca alinhar o preço dos derivados aos valores praticados no mercado internacional em uma perspectiva de médio e longo prazo. E a petista Dilma diz que não há inflação no País.... quem quiser bancar o otário, que banque.

VEJA LISTA DE VÍTIMAS DO INCÊNDIO CRIMINOSO DA BOATE KISS QUE ESTÃO INTERNADOS NO RIO GRANDE DO SUL


Dois dias após a tragédia na boate Kiss, em Santa Maria, pelo menos 122 pessoas continuam internadas em hospitais do Rio Grande do Sul. Conforme o Ministério da Saúde, pelo menos 75 pacientes estão em estado crítico de saúde, com risco de óbito. No final da tarde desta terça-feira, a Defesa Civil de Santa Maria divulgou os nomes dos jovens feridos no incêndio do último domingo e internados. Confira a lista:

Transferidos para a Região Metropolitana

Hospital de Clínicas (17 internados) - Porto Alegre

Mariana Wallau Vielmo
Cristina Peiter
Marcos Belinazzo Tomazeti
Kelen Geovana Leite Ferreira
Renata Ravanello
Artur Rodrigues Martins
Gabreiele Stringari
Katia Geane Pacheco Siqueira
Bruno Portela Feiths
Guilherme Ferreira da Luz
Bibiana Fontana Pinheiro
Maria Eduarda Porciuncula Cabeleira
Tatiele Maria Silveira Rodrigues
Ludimila Bertoti Mendonça
Jean Carlo Rosa de Oliveira
Angelica Pires Sampaio
Ana Paula Goulieb Almeida

Santa Casa de Misericórdia (9 internados) - Porto Alegre

Ana Carolina Soares da Costa
Denise Felipetto da Almeida
Pedro Almeida
Brian Zeppenfeld
Pablo Ricardo Pereira Pacheco
Doralina Machado Pirez
Eduardo Felipeto
Gabriela França de Abreu
Barbara Aline Soldade Felipeto

Hospital Mãe de Deus (6 internados) - Porto Alegre

Driele Pedroso Lucas
Ritiele Pedroso Lucas
Natane Ribeiro da Silva
Juciane Bonela
Ruan Bolzan Martins
Capricie Pereira Hübner

Hospital Cristo Redentor (5 internados) - Porto Alegre

Pedro Falcão Pinheiro
Juliano Almeida da Silva
Willian Lisboa
Bruno Rupollo Grethe
Raquel Abreu Dias Padilo

Hospital de Pronto Socorro (8 internados) - Porto Alegre

Rodrigo Tausch
Jéssica Duarte da Rosa
Guilherme Patati
Tatiane Lais Andreoli
Gustavo Marques Gonçalves
Gustavo Cauduro
Matheus Rafael Rasch
Deovani Brundani Rosso (chegada prevista para hoje)

Hospital Conceição (8 pacientes) - Porto Alegre

Sergio Willian
Gabriel Pereira
Cauê Machado Dias
Rafaela Boeira da Silva
Natalia Grife Avila Silveira
Ingrid Goldane
Maria Andrade Rodrigues
Willian Soares Teixeira

Hospital Moinhos de Vento (4 internados) - Porto Alegre

Paulo Bento Vissotto
Roberto Cardoso Tavares
Leonardo da Rosa Contrera
Lauro Closs Marçal

Canoas

Hospital Universitário da Ulbra (3 internados)

Emanuel de Almeida Pastl
Guilherme de Almeida Pastl
Malu Dias Santos

Noroeste

Hospital de Caridade de Ijuí (1 internado)

Rafael Secchi

Em Santa Maria

Hospital de Caridade (41 internados)*

Fernanda Buriol Londero
Josuel Lacerda de Oliveira
Anelise Schrage Watcher
Fabiano Lopes dos Santos
Marcelo Fumaco da Rosa
Jean Messias Halberstadt
Lusimar da Rosa Model
Shelen Rossi
Luize Schrage Watcher
Valquiria Guedes Perlin
Lauro Jossemir Farias dos Santos
Elisiane Ferreira Kaiser
Iago da Cunha Correia
Julieze Sanhudo Pereira
Everton Drusião
Marcelo Rade Pacheco
Fernanda Regina Andrade
Tarciso Richter
Tulio Gustavo Magalhães Fernandes
Matheus Fettermann da Silva
Maiara Aline Felipetto
Luis Octavio Outeiral Velho
Maike Adriel dos Santos
Jarlene Spitzmacher Moreira
Graciela Geraldo
Luan Bolson Branco
Daniele Drongemoller
Delvani Brondani Rosso
Heuri Guedes Temp
Marlise de Abreu Dias
Eduardo Schwanck Saraiva
Rosângela Maria da Silva
Joel Berwanger
Naiara Hennig Neurnfeldt
Andressa Balin Teixeira
Fabiano Albarelo Zatt
Marcia Severo Brum
Rafaela Pereira Perobelli
Rodrigo Moura Ruoso
Leonardo Nogueira Fontoura da Silva
Patricia Bandeira da Silva

Hospital São Francisco (7 pacientes)

Aline Henriques Maia Stangherlin
Camille K. Reghelin
Juliano Henriques da Motta
Kellen Sabrina Pistoia Padilha
Adriele Roth da Silva
Matias de Paula Leiva
Caren Cristiane de Castro

Hospital da Brigada Militar (3 internados)*

Willian de Freitas Pietro
Marcos Vinícius Borba Santos
Ricardo Lopes

Hospital Universitário  (19 internados)

Carmen Janaina Dutra F. Rodrigues
Fernanda Rosa de Oliveira
Luís Arthur Resener de Moraes
Naiara Marquezan
Bruna Pilar da Silva
Luana Weber Andreatta
Luís Gustavo da Silva Riet
Magno Weber Andreatta
Marcos Rabaioli
Priscilla Custodio Souza
Ritiele da Silva Milbradt
Rodrigo Costa Mendes Munis
Tatiele Soares Aniel
Tiago Vinicius Ferreira da Silva
Luiz Carlos Pires Peransoni Junior
Ulisses da Rosa Felipe
Guilherme Quaiato Martins
Ethiene Da Silva Fontoura
Leonardo Balconi Escaramuça

Veículo de sócio da Kiss foi apreendido com bebidas, em Santa Maria


O veículo de Mauro Hoffman, um dos proprietários da Boate Kiss e que está detido, foi apreendido pela Receita Federal nesta tarde, no estacionamento de um supermercado em Santa Maria. Dentro da caminhonete, foram encontradas 30 caixas de bebidas importadas sem notas fiscais. A Receita fez buscas dentro da boate e apreendeu mais cerca 250 garrafas também sem nota fiscal. O material apreendido está na Receita Federal de Santa Maria. Atualmente, os bens dos proprietários da Kiss estão bloqueados pela Justiça. A ação da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul foi deferida na noite de segunda-feira. Dois dos proprietários estão sob custódia da polícia, Mauro Hoffmann e Elissandro Callegaro Sphor, o Kiko.

Acredite quem quiser, sindicato petista dos bancários denuncia direção petista do Banrisul de perseguição a funcionários


Olívio Dutra, também conhecido como "Truta" e "Exterminador do Futuro"

Está no site do Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul ( a matéria dispensa comentários) : "O Banrisul adotou uma postura de perseguir trabalhadores que buscam a reparação de direitos na Justiça. Funcionários que têm ações na Justiça estão sendo perseguidos, sofrem ameaças e estão sendo descomissionados. A prática demonstra que o Banrisul age de modo a desvalorizar os bancários e as bancárias que trabalham para que o banco lucre. “Entrar com ação na Justiça é direito do trabalhador. O Banrisul tem que respeitar quem está todo o dia nas agências fazendo o banco cada vez mais forte e não ameaçar ou descomissionar quem busca na justiça a reparação de direitos que o banco nega”, diz o presidente do SindBancários, Mauro Salles. O dirigente acrescenta que algumas denúncias dão conta de que a prática tem sido aplicada em todo o Estado. Em vez de utilizar o diálogo para buscar soluções que contemplem a todos, o banco parte para a intimidação, abrindo precende para ampliar o passivo trabalhista. O Sindicato acionou o Departamento Jurídico e acompanha os desdobramentos da perseguição aos trabalhadores que exercem seu direito de buscar a Justiça caso sintam que tiveram perdas de direitos e que o banco não reconhece. “O trabalhador não pode ser constrangido e ameaçado de perder direitos adquiridos para retirar ações judiciais”, acrescenta Mauro Salles. Ele pede que os banrisulneses atingidos denunciem os caso, apresentando elementos e provas para eventuais ações e medidas judiciais que venham a ser adotadas contra o banco. O SindBancários convoca os barisulenses para assembléia na próxima quinta, dia 31 de janeiro, às 18 horas, na Casa dos Bancários. Na oportunidade, vamos debater e discutir os  descomissionamento. Os critérios que vem sendo adotados para novos comisssionamentos também estarão debatidos. Participe!" Muito bem, esse é o sindicato que já foi presidido por Olívio Dutra, conhecido como "Exterminador do Futuro", que já foi governador do Rio Grande do Sul, ex-presidente do PT do Estado e hoje é membro do Conselho de Administração do Banrisul. Perguntinha: o "truta" estará presente na assembléia desta quarta-feira? Deveria ser exigida a presença na Assembléia do "Exterminador do Futuro". Ele tem muitas explicações a prestar.

Major bombeiro abre a boca e o peremptório governador Tarso Genro manda que ele cale a boca


Em entrevista coletiva concedida na tarde desta terça-feira, em Santa Maria, o subcomandante do 4º Comando Regional do Corpo de Bombeiros, major Gérson da Rosa Pereira, disse que a população "deveria ter cuidado com o lugar que frequenta" e afirmou que temos "mais sorte que juízo", referindo-se aos riscos em casas noturnas. Após as declarações, o major Gerson da Rosa Pereira afirmou para a reportagem de Zero Hora ter recebido um telefonema do governador Tarso Genro proibindo-o de falar com a imprensa. Disse ele:
PROTEÇÃO ACÚSTICA
"Não é competência dos bombeiros trocar o forro (considerado por especialistas inadequado para aquele tipo de estabelecimento e cuja fumaça tóxica pode ter sido responsável por mortes). Não sei de quem é a competência. Não sei de quem é a culpa. Não sei".
PODER PÚBLICO
"Não tenho competência por isso, não sei de quem é a competência. Cada um tem sua competência: poder público, enfim. Fico extremamente indignado por não ter mais poderes de atuação. Mas, essa é uma tragédia que poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo. Infelizmente aconteceu em Santa Maria.
MAIS SORTE QUE JUÍZO
"Há milhares de cidades e de boates, mas este fato foi em Santa Maria. Essas outras (cidades e boates) têm mais mais sorte do que juízo. Num universo de milhares ocorreu em Santa Maria".
POPULAÇÃO DEVE CUIRAR ONDE FREQUENTA
"A população também deve ter cuidado com o lugar que frequenta. Não dá para ficar em um lugar onde não se pode nem se mexer".
PORTA É DO TAMANHO EXIGIDO
"A porta (da boate Kiss) é do tamanho exigido. Claro, que preferencialmente pode haver duas (portas), mas o empresário vai escolher colocar um só por questão econômica. Isso é assim e sempre foi. O empresário não vai querer gastar mais" (engenheiros e especialistas ouvidos por Zero Hora são unânimes em afirmar que a boate deveria ter pelo menos uma porta de emergência)
LEGISLAÇÃO
"A competência dos bombeiros está na prevenção de incêndio — escada, extintores, entre outros. A boate tinha sinalização. Claro que extintores apresentam problemas, por isso cuidamos a validade da recarga, realizamos o teste hidrostático, o que é feito a cada cinco anos, para que o extintor não estoure".
SEGURANÇA
"O corpo de bombeiros e a Brigada Militar não abrem mão de segurança. Nós, bombeiros, priorizamos a lei e o cuidado com as pessoas. É claro que a lei tem que ser mudada para evitar com que tenhamos de passar por tudo isso".
Depois dessa entrevista lastimável, o major recebeu um telefonema do governador petista peremptório Tarso Genro, mandando-o calar a boca. A que ponto chegamos....

Procurador Geral da República avisa que vai mandar investigar Lula, e ele se manda para Cuba


O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou nesta terça-feira que pretende enviar nos próximos dias ao Ministério Público Federal de primeiro grau os trechos do depoimento de Marcos Valério Fernandes de Souza em que o operador do Mensalão do PT declara que pagou despesas pessoais do ex-presidente Lula. No começo do mês, após informações de que a decisão de remeter o caso já estava tomada, a Procuradoria informou que Gurgel ainda analisava as informações. Em depoimento dado em setembro, Marcos Valério, condenado pelo Supremo Tribunal Federal como o "operador" do Mensalão do PT, disse que Lula autorizou empréstimos dos bancos Rural e BMG para o PT, com o objetivo de viabilizar o esquema, segundo o jornal "O Estado de S. Paulo". Conforme Gurgel, antes de encaminhar as investigações para a primeira instância, o que pode ocorrer ainda nesta semana,  será concluída a análise sobre o envolvimento de pessoas com foro privilegiado entre os suspeitos. A existência de um acusado com prerrogativa de foro, como deputados e senadores, poderia manter as apurações na jurisdição da Procuradoria Geral da República. “Estamos concluindo o exame sobre pessoas com foro privilegiado. Aparentemente, não há o envolvimento de pessoas com prerrogativa de foro. Premissa que eu devo ratificar nos próximos dias. Assim, não caberá juízo do procurador-geral da República e sim de um procurador da República de primeiro grau”, disse Gurgel ao final da primeira sessão do ano do Conselho Nacional do Ministério Público. De acordo com Gurgel, ele não deve encaminhar nenhuma orientação ao procurador da República que irá analisar as suspeitas contra Lula levantas por Marcos Valério. Na visão do procurador-geral, não caberia nenhuma recomendação aos profissionais do Ministério Público Federal que atuam nas instâncias iniciais da Justiça. “Não cabe porque o procurador-geral da República já não detém atribuição para oficiar nesses autos. Então, qualquer juízo que eu fizesse seria indevido e até uma interferência indébita na atuação do colega”, justificou. Gurgel já havia afirmado que uma eventual investigação sobre os fatos relacionados a Lula, caso haja indício de irregularidade, seriam encaminhados para a Procuradoria de São Paulo ou do Distrito Federal.

Instituto de Perícia revê número de mortos em Santa Maria para 234


O incêndio na Boate Kiss deixou 234 mortos, e não 231, como vinha sendo divulgado oficialmente até o momento. De acordo com a chefe da Regional de Santa Maria do Instituto Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul, Maria Ângela Zucchetto, desde o início houve um erro na lista divulgada pelas autoridades, na qual foram desconsiderados três nomes. “Nós não tínhamos computador, cabo, nada. Tudo foi feito manualmente. Nós contamos 234 corpos e fizemos a identificação de todos, mas em algum momento do processo esses três nomes não entraram na lista oficial”, explicou Maria Ângela. Ainda segundo ela, a falta dos nomes na lista oficial não representou problema na entrega dos corpos às famílias. Todos eles foram identificados, reconhecidos pelos parentes e já foram enterrados. A lista do IGP foi encaminhada para Porto Alegre, onde uma perita irá comparar com a lista oficial de 231 nomes para identificar quem está faltando e investigar porque esses três ficaram fora da contagem. O IGP estima que à tarde será possível divulgar os nomes. Ou seja, mais uma monumental falha da Segurança Pública do governo do peremptório petista Tarso Genro, que diminuiu o número de mortos. O peremptório petista Tarso Genro só sabe fazer política na Brigada Militar, onde está nomeando como comandante geral o coronel petista araponga Fábio Fernandes. Esse coronel foi assessor da bancada do PT na Assembléia Legislativa, e arapongava em sistemas de inteligência do governo em plenário durante sessão da CPI dos Correios, no governo de Yeda Crusius (PSDB), quando foi desmascarado. É isso, o peremptório Tarso Genro politiza a segurança pública, aparelha a área de segurança pública pelo PT, e o resultado são tragédias.

Pesquisa da CNI indica forte retração da produção industrial em dezembro


A indústria registrou forte recuo de 8,6 pontos em dezembro. Caiu de 49,8 pontos, em novembro, para 41,2 pontos, menor valor da série mensal iniciada em janeiro de 2010, de acordo com a Sondagem Industrial, pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que consultou 1.751 empresas de diferentes portes entre os dias 7 e 17 deste mês. Com a queda da produção, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) caiu de 46 para 42,2 pontos na comparação com o mês anterior, abaixo, portanto, da média usual de 50 pontos, o que reverteu os sinais de recuperação esboçados no trimestre anterior. Queda que a CNI atribui em parte ao efeito sazonal de fim de ano. Apesar do fraco desempenho em dezembro, a indústria conseguiu manter seus estoques ajustados ao nível planejado, segundo análise técnica da pesquisa. As expectativas, influenciadas pela sazonalidade, registram melhora na comparação com os meses anteriores, exceto no que se refere às vendas externas. A CNI acrescenta que a atividade industrial encerra 2012 como iniciou: “debilitada”. Além das retrações na produção e na UCI, o emprego na indústria também recuou, e o conjunto dessas dificuldades traz dúvidas sobre a trajetória de retomada da atividade industrial em 2013. Uma recuperação intensa e contínua não ocorrerá sem que haja uma elevação no nível de investimento, de acordo com o economista-chefe da CNI, Flávio Castelo Branco. Contudo, ele acrescentou que a permanência de uma elevada ociosidade, associada a margens de lucro insatisfatórias e à baixa confiança dos empresários, dificulta a retomada do investimento.

Polícia Federal indicia nove na fraude de R$ 4,2 milhões envolvendo Ministério dos Esportes e PCdoB


A Polícia Federal indiciou nesta segunda-feira nove pessoas sob suspeita de desviar pelo menos R$ 4,2 milhões do programa do governo federal "Segundo Tempo" a uma ONG dirigida pela ex-jogadora de basquete e ex-vereadora do PCdoB, Karina Valéria Rodrigues. Segundo a Polícia Federal, Karina usou recursos repassados pelo Ministério do Esporte à ONG Pra Frente Brasil, de Jaguariúna (123 km de São Paulo), para pagar despesas pessoais e fazer contribuições ao partido. A ONG era uma das maiores beneficiárias de verbas da pasta. Conforme a Polícia Federal, a ONG recebeu do governo Lula, entre os anos de 2007 e 2011, em torno de R$ 30 milhões, além de uma contrapartida dos municípios em que atuava, no montante de R$ 3.575.629,60. A suspeita de um esquema de fraudes no programa "Segundo Tempo" custou, em 2011, o cargo do então ministro comunista Orlando Silva.

Entenda a responsabilidade do Corpo de Bombeiros no caso de Santa Maria


O Comandante da Brigada Militar tem falado pouco, mas tem sido claro sobre o cumprimento da lei por parte dos donos da boate Kiss, Santa Maria, no que diz respeito ao Plano de Combate e Prevenção de Incêndios. Disse o comandante  "... que as exigências mínimas para emissão do alvará dos bombeiros são extintores de incêndio, sinalização e saídas de emergência adequadas ao público..." O comandante confunde tudo, pois extintores, sinalização de saída e saídas de emergência são paliativos para serem empregados quando o sinistro já ocorreu - isto é, combate a incêndios. Prevenir é cumprir a Lei Municipal 3301/91,  que impede, por exemplo, como ponto central do caso,  materiais de fácil combustão no revestimento interno dos ambientes. A Lei 3.301/91 do município de Santa Maria prescreve em seu art. 17: "É vedado o emprego de material de fácil combustão e/ou que desprenda gases tóxicos em caso de incêndio, em divisórias, revestimento e acabamentos seguintes: I - estabelecimentos de reunião de público, cinemas, teatros, boates e assemelhados". O art. 4 da Lei requer a vistoria do bombeiros para o seu cumprimento, ou seja, é de responsabilidade dos bombeiros a verificação do cumprimento do art. 17 que proíbe o uso de material de fácil combustão no local. Como se percebe, o Corpo de bombeiros negligenciou. A  Lei ainda estabelece que deverá ocorrer atuação conjunta entre Prefeitura e Bombeiros conforme art. 94. O comandante da Brigada Militar é nomeado pelo governador Tarso Genro, portanto a maior autoridade da área.

Serra, o voto distrital e o gosto de cada um. Ou: Quem pede a aposentadoria de quem


Apontei aqui ontem, analisando um texto opinativo da Folha, a histeria anti-Serra e anti-Alckmin que toma conta de setores da imprensa paulistana. Não me lembro de ter visto coisa parecida. Os dois políticos são tratados por certos “analistas” como se fossem usurpadores do mandato popular e nunca tivessem sido eleitos por ninguém. Essa gente nunca pediu a aposentadoria de Paulo Maluf. Essa gente nunca pediu a aposentadoria de José Sarney — era colunista da Folha até outro dia, se a memória não me trai. Essa gente nunca pediu a aposentadoria de Lula, que decide candidaturas e dá aulas de gestão para o prefeito Fernando Haddad e para auxiliares de primeiro escalão de Dilma. Mas praticamente exige, como se houvesse alguma legitimidade ou sentido, a aposentadoria de Serra. Além do petismo quase militante presente nas redações, há, claro, as frações do tucanato que se dedicam à fofoca e à delinquência política. Até parece que o PSDB está em condições de hostilizar um dos fundadores do partido e um dos políticos mais tecnicamente preparados do país. Mas a hostilidade existe, sim, em certos nichos e se converte em maledicência nas colunas de notas. Petistas podem se odiar — e há ódios incontornáveis por lá, saibam disso. Mas evitam a prática do tiro ao alvo contra aliados de partido, esporte predileto de alguns tucanos. O resultado é o que se vê. Adiante. No texto que comentei ontem, o autor, Ricardo Mendonça, emprestava quase tom de denúncia ao fato de que Serra havia sido convidado para dar uma palestra sobre sistema eleitoral brasileiro na sede do diretório estadual do partido. Por alguma, razão, Mendonça achou o convite descabido. Por alguma razão, pareceu-lhe impróprio o convite feito a um dos fundadores do PSDB, deputado constituinte, senador, ministro, prefeito da capital, governador e duas vezes candidato à Presidência. Onde já se viu uma coisa dessas? É que ele estava anunciando uma descoberta, tanto que exclamou: “Bingo!”. Segundo disse, no encontro de hoje, os aliados de Serra o lançariam como pré-candidato à Presidência, e Mendonça, que não censura Lula por ter disputado cinco vezes a Presidência (e uma o governo de São Paulo), acha que Serra já foi candidato demais! Como antevi aqui, no encontro desta segunda, nem se tocou em 2014, e o ex-governador, indagado a respeito, se negou a falar sobre o assunto. Serra falou, isto sim, em defesa do voto distrital, uma tese abraçada por este blog há muito tempo, como sabem. Fez o elenco das vantagens do modelo: 1) barateia as campanhas uma vez que o deputado disputa a eleição num colégio menor de eleitores; 2) aproxima o representante do representado; 3) torna a representação mais justa. O Portal G1 publicou uma reportagem correta sobre a intervenção do tucano, mas cometeu um erro. Está escrito lá: “Por último, a representatividade regional, no caso Brasil, acaba sendo desproporcional, já que um estado como São Paulo, por exemplo, tem metade do eleitorado do país, mas elege apenas um quarto dos deputados, segundo Serra.” Serra, evidentemente, não disse isso porque o estado de São Paulo nem tem metade do eleitorado nem um quarto da Câmara. Fosse assim, em vez de 513 deputados, haveria apenas 280… O ex-governador afirmou outra coisa: a Grande São Paulo tem metade do eleitorado do estado e elege apenas um quarto da Assembleia Legislativa. É a primeira intervenção pública de Serra depois da eleição municipal. Aos jornalistas, disse estar em “fase de descanso e arrumação” e afirmou que voltará a tratar de política em março ou abril. Os que apreciam a biografia de Maluf, Sarney e Lula nunca lhes pediram que se aposentassem. Eu, com ênfase, cobro que Serra não se aposente. Cada um com seu gosto. Por Reinaldo Azevedo

Justiça bloqueia bens dos donos da boate Kiss


A Justiça acatou o pedido da Defensoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul, feito na tarde desta segunda-feira, e decidiu bloquear os bens dos donos da boate Kiss, onde morreram 231 pessoas em um incêndio na madrugada de domingo. O objetivo da medida é garantir recursos para custear as indenizações às vítimas, caso as investigações comprovem que houve dolo ou culpa. “Fizemos um pedido com urgência, porque os sócios poderiam começar a vender os seus bens para não pagar eventuais indenizações”, afirmou o defensor publico João Otávio Carmona Paz, dirigente do Núcleo de Direitos Humanos. No momento, há suspeita de superlotação, desrespeito às normas de segurança, uso indevido de fogos de artifício em local fechado e adulteração de provas. Dois sócios da boate estão presos temporariamente, assim como dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no momento do incêndio. Computadores, câmeras de vídeo e materiais que poderiam comprovar irregularidades no funcionamento da casa foram retirados do local antes da chegada dos peritos. Os donos da boate são suspeitos de adulteração de provas. A polícia obteve na Justiça mandados de busca e apreensão dirigidos a uma série de endereços de Santa Maria e cidades vizinhas, para tentar recuperar essas provas. De acordo com o defensor-geral do Estado, Nilton Leonel Maria, a postura dos donos da boate reforça a necessidade desse tipo de ação.

Subordinado definirá o futuro de Adams na AGU


Em Brasília, as atenções convergem para Ademar Passos, corregedor-geral da Advocacia Geral da União: ele decide se inclui no processo administrativo-disciplinar dos enrolados na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, o ministro Luiz Adams (AGU), que o nomeou. A Casa Civil mandou para a Controladoria Geral da União o relatório que originalmente pede o indiciamento e a demissão de Adams, da chefe de gabinete, Hebe Pereira Silva, e do consultor-geral da União, Arnaldo Sampaio Godoy. Adams, Godoy e Hebe são suspeitos de favorecerem a Tercondi, do ex-senador Gilberto Miranda, empresa que atua no porto de Santos. Entidades como Anauni (advogados da União) temem que o corregedor  Ademar Passos promova “operação abafa” para livrar o chefe Adams. As conclusões da comissão de sindicância já vazaram, mas a AGU ainda não o divulgou oficialmente, e as entidades temem alterações. Outro homem de confiança de Luiz Adams, José Weber Holanda Alves, nº 2 da AGU, já foi demitido em novembro, pela presidente Dilma.