sábado, 24 de março de 2012

Técnico Vanderlei Luxemburgo é condenado a um ano e meio de prisão no Tocantins

A Justiça Eleitoral do Tocantins publicou na sexta-feira sentença que condena o técnico do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo, a um ano e seis meses de reclusão. Mas a pena foi substituída pela prestação de serviços à comunidade no mesmo período, além do pagamento de cem salários mínimos. A decisão do juiz Gilson Coelho Valadares, da 29ª Zona Eleitoral, da capital Palmas, ainda torna o ex-treinador da seleção brasileira inelegível por oito anos. O crime de Luxemburgo foi o previsto no artigo 289 do Código Eleitoral, que fala sobre transferência eleitoral fraudulenta, e poderia chegar a cinco anos de reclusão. Para transferir o seu domicílio eleitoral para a cidade, onde pretendia concorrer nas eleições seguintes, o técnico apresentou em 12 de dezembro de 2008 ao Cartório Eleitoral de Palmas uma declaração de que residia há três meses na capital tocantinense. Porém, não conseguiu provar isso e o documento foi considerado falso.

Liberação de precatório rendia 50% de propina na Justiça de Tocantins

As investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal sobre desvios cometidos pela cúpula do Tribunal de Justiça do Tocantins revelaram uma série de irregularidades na distribuição, liberação e pagamento de precatórios. O esquema, segundo a apuração, quebrou ilegalmente a ordem de quitação das dívidas judiciais e cobrou de beneficiários um pedágio que alcançava quase 50% do valor do precatório, para ser rateado entre servidores, advogados e dois desembargadores. Até o companheiro de uma magistrada teria recebido parte desses recursos. A denúncia de 152 páginas do Ministério Público, encaminhada ao Superior Tribunal de Justiça, narra nove casos de desvios com precatórios. Diante das fortes suspeitas, a Corregedoria Nacional de Justiça realizou uma espécie de “intervenção branca” no setor de precatórios do tribunal. Enviou uma juíza da corregedoria para o Tribunal de Justiça tocantinense e ainda pôs à disposição dos servidores o Tribunal de Justiça do Distrito Federal para auxiliar nos trabalhos. “Aos clientes, pressionados pelos advogados e pela demora no recebimento dos valores, restavam duas opções: entravam em acordo com o grupo e recebiam uma parte a que teriam direito, ou não concordavam e viam seus precatórios serem preteridos, enquanto aguardavam, impotentes”, afirmou a procuradora Lindôra Araújo, na denúncia. A servidora pública Marciley Leal de Araújo Barreto, da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Tocantins, disse em depoimento que no tribunal não havia uma ordem média de duração para o pagamento das dívidas judiciais. Mas ela disse saber que havia precatórios com até 13 anos de existência sem ainda terem sido quitados. O esquema, segundo as investigações, conseguiu a liberação dos precatórios em menos de um ano. Segundo o Ministério Público, a desembargadora Willamara Leila de Almeida é acusada de liderar um esquema de liberação indevida de precatórios após assumir a presidência do tribunal. A magistrada estaria envolvida em irregularidades em sete dívidas judiciais. Ela atuava, segundo a denúncia, com a ajuda do seu companheiro, João Batista de Moura Macedo, oferecendo a advogados o rápido pagamento das dívidas judiciais mediante divisão da verba. Logo após o rateio do dinheiro do esquema, os investigadores descobriram que a desembargadora Willamara e João Batista compraram imóveis, terrenos, gado e um automóvel de luxo.

Governo de São Paulo planeja construir mais 44 piscinões

O governo do Estado planeja construir 44 piscinões até 2018 para amenizar o problema das enchentes na Grande São Paulo. As obras, quando concluídas, devem aumentar a capacidade de armazenamento dos atuais 10 milhões de metros cúbicos de água para 22 milhões de metros cúbicos. Hoje, a Região Metropolitana tem 51 reservatórios pluviais. "Não podemos dizer que vai acabar com as enchentes, mas vai aumentar muito mais a nossa confiabilidade", disse o secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni. Trinta piscinões serão construídos por meio de Parceria Público-Privada (PPP), com investimentos de R$ 1,8 bilhão em obras e outros R$ 3,1 bilhões para a manutenção e limpeza dos piscinões. O contrato terá vigência de 25 anos e prevê tanto a construção quanto os serviços de preservação dos reservatórios. Os outros 14 piscinões serão construídos diretamente pelo governo. Ao fim das obras, a Grande São Paulo deve atingir a marca de 95 piscinões. Apesar do ritmo acelerado, que prevê construir em seis anos quase tanto quanto foi feito nos últimos 14 anos, a vazão ainda não atinge a meta prevista no atual plano estadual de macrodrenagem. Pelo projeto, deveriam ser construídos 143 piscinões, com capacidade total de 35 milhões de metros cúbicos. A meta principal do Plano Municipal de Manejo de Águas Pluviais da prefeitura de São Paulo é livrar a capital das enchentes em 2040. Pelo projeto, as campeãs de inundações são as Bacias do Aricanduva e do Cabuçu de Baixo (afluentes do Rio Tietê), do Ipiranga (afluente do Tamanduateí) e Córregos Verde, Morro do S e Cordeiro (afluentes do Rio Pinheiros).

Procuradoria Geral da República avalia pedir ao Supremo abertura de inquérito contra senador Demóstenes Torres

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, avalia se pede ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito para investigar o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), envolvido em denúncias de cobrança de propina e favorecimento pela máfia dos caça-níqueis em seu Estado. Três relatórios do delegado federal Deuselino Valadares dos Santos, ex-chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros da Polícia Federal em Goiás, informam que o senador recebia comissão sobre a arrecadação do esquema, que teria arrecadado R$ 170 milhões em seis anos. A parte do parlamentar seria de R$ 50 milhões, dinheiro que seria destinado à sua futura campanha ao governo do Estado. Os documentos integrariam relatório da Operação Monte Carlo, que prendeu 35 pessoas em 29 de fevereiro, entre elas Cachoeira e o próprio delegado. Deuselino teria parado suas investigações depois de ser "comprado" pelo grupo do bicheiro e Demóstenes Torres. Também estariam envolvidos os deputados federais Carlos Alberto Leréia (PSDB), Jovair Arantes (PTB) e Rubens Otoni (PT). Um dos relatórios citados relataria que, após uma investida da Polícia Federal para estourar um cassino do advogado Ruy Cruvinel, envolvido no bicho, ele contou que, dos R$ 200 mil mensais arrecadados, 50% iriam para Cachoeira e outros 30% para o senador. Grampos da Polícia Federal revelaram que Demóstenes Torres pediu dinheiro e vazou informações oficiais a Cachoeira. Em uma das gravações, o senador aparece solicitando ao bicheiro que lhe pagasse uma despesa de R$ 3 mil com táxi aéreo. Em outra, faria confidências sobre reuniões reservadas com autoridades. Os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e Pedro Taques (PDT-MT) e o deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ) vão pedir na terça-feira explicações a Gurgel sobre quais providências tomou em 2009 sobre o relatório, que também aponta o envolvimento dos deputados Carlos Leréia (PSDB) e Sandes Junior (PP) com Cachoeira. O advogado de Demóstenes, Antônio Carlos de Almeida Castro, disse que seu cliente nega "peremptoriamente" as acusações de que recebia 30% da arrecadação de Cachoeira.

Obama designa Jim Yong Kim como candidato a presidir o Banco Mundial

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, indicou na sexta-feira o presidente da universidade Dartmouth College, Jim Yong Kim, como candidato à Presidência do Banco Mundial, por considerá-lo o "mais qualificado" para o cargo. O Banco Mundia é uma "das ferramentas mais poderosas para reduzir a pobreza" e após uma busca "cuidadosa e extensiva", "ninguém está mais qualificado" que Kim, disse Obama no jardim da Casa Branca, onde compareceu acompanhado do secretário do Tesouro, Tim Geithner, e da secretária de Estado, Hillary Clinton, para apresentar as candidaturas à presidência do Banco Mundial.

Taxa de câmbio ainda está apreciada

A atual taxa de câmbio brasileira ainda está apreciada, avaliou na sexta-feira o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. Segundo o secretário, o patamar atual da cotação do dólar, em torno de R$ 1,80, reflete medidas recentes adotadas pelo governo. Barbosa disse que a inflação deste ano fechará abaixo de 5% e pode chegar ao centro da meta, que é de 4,5% ao ano pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Ele disse que o governo estuda facilitar a renegociação de dívidas agrícolas e que medidas já adotadas para a renegociação neste setor podem ser estendidas a outras áreas, inclusive pessoas físicas.

Senador Demóstenes Torres pediu dinheiro a Carlinhos Cachoeira

Relatório elaborado pela Polícia Federal revela que o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) pediu dinheiro ao empresário do ramo de jogos Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, de acordo com reportagem do jornal O Globo, de sexta-feira. O empresário é acusado de chefiar exploração ilegal de jogos em Goiás. No relatório, constam registros de gravações feitas pela Polícia Federal de diálogos entre o senador e Cachoeira, em que Demóstenes pediria o pagamento de uma despesa de táxi-aéreo de R$ 3 mil. Em outra gravação, o senador teria revelado ao empresário detalhes de reuniões reservadas da qual participou no Congresso. O relatório, segundo a reportagem, foi enviado à Procuradoria Geral da República em 2009, mas não teve encaminhamento. O documento aponta o envolvimento de outros deputados. Carlinhos Cachoeira foi preso no final de fevereiro na Operação Monte Carlo, deflagrada pela Polícia Federal e que levou cerca de 30 pessoas à prisão.

Haddad diz que Lula confia em aliança com PSB

Em encontro na manhã de sexta-feira com o pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, o ex-presidente Lula disse estar confiante no bom resultado da conversa com o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, sobre a aproximação entre os dois partidos para a campanha da eleição de outubro. Segundo Haddad, que conversou com Lula por 35 minutos no Hospital Sírio-Libanês, o ex-presidente disse acreditar que o projeto nacional dos partidos da base do governo Dilma Rousseff deve prevalecer sobre os interesses locais das eleições municipais. De acordo com Haddad, Lula acredita que o PT irá fechar um acordo com o partido de Eduardo Campos. De acordo com Haddad, os dois conversaram sobre o quadro político nacional para estabelecer uma linha comum de ação em relação às eleições municipais. Lula, segundo Haddad, não definiu uma data para voltar de vez às articulações políticas, mas garantiu que em breve estará atuando nas campanhas petistas de todo o País.

Banco Central prevê déficit em transações de US$ 4,5 bilhões em março

O déficit em transações correntes deve chegar a 4,5 bilhões de dólares em março, segundo as projeções do Banco Central, informou o chefe do departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, na sexta-feira. Para o ano, a estimativa é de um déficit de 68 bilhões de doláres, ante previsão anterior de 65 bilhões de dólares. A autoridade monetária prevê ainda que os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) ficarão em 4 bilhões de dólares neste mês, segundo a projeção do Banco Central. Até o dia 21 de março, o IED já estava em 3,1 bilhões de dólares, disse Maciel. De acordo com Maciel, a elevação na previsão para o ano se deve a uma estimativa de redução do superávit da balança e de um aumento de despesas na conta de serviços. O Brasil registrou em fevereiro déficit em transações correntes de 1,766 bilhão de dólares. Em janeiro passado, o déficit em conta corrente foi o maior da série histórica do Banco Central, iniciada em 1947: foram 7,086 bilhões de dólares. O Banco Central atribuiu a queda do déficit em fevereiro à melhora da balança comercial e diminuição da remessa de juros e dividendos. O País registrou superávit comercial de 1,715 bilhão de dólares em fevereiro, ante déficit de 1,292 bilhão de dólares em janeiro. Segundo a autoridade monetária, o déficit de 2,769 bilhões de dólares na conta de serviços de fevereiro é o maior para o segundo mês do ano.

Hotel Copacabana Palace no Rio de Janeiro vai fechar para reforma no final de junho

O hotel Copacabana Palace vai fechar para obras no final de junho, quando serão repaginados 90 banheiros e 60 quartos, além do lobby e da entrada. A reforma estava prevista para ter início em maio, mas foi adiada para que o hotel funcionasse durante a Rio+20, quando receberá comitivas de 10 países. Em junho, haverá um grande bazar para pôr à venda parte dos móveis do hotel: camas, cabeceiras, mesinhas de café da manhã, sofás e poltronas dos quartos que serão reformados. A reforma promoverá também acessibilidade a portadores de necessidades especiais, coisa que o hotel ainda não oferece. O projeto de reforma está orçado em R$ 30 milhões, e as obras serão concluídas em setembro.

PSDB faz inspeção in loco e diz que situação é estarrecedora nas obras de transposição das águas do Rio São Francisco

Erosão, mato crescendo e tudo parado. Foi isso que viu a comissão de 14 deputados federais de oposição, a maioria do PSDB, ao visitar na sexta-feira trechos das obras de transposição das águas do Rio São Francisco, em Mauriti, no Cariri cearense,a 600 quilometros da capital. "A situação é estarrecedora, de descaso total. O custo, que era de R$ 4,8 bilhões, foi reajustado para R$ 8,2 bilhões no início deste mês. Só para refazer essa parte que foi danificada pelas constantes paralisações vai se gastar uma fortuna", disse o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE). As obras da transposição começaram em 2007. O ex-presidente Lula previa inaugurar a obra em 2010. Trata-se de um dos projetos mais caros do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A construção de cerca de 600 quilômetros de canais de concreto que desviarão parte das águas do rio ainda deve consumir mais 45 meses. No início de fevereiro, a presidente Dilma Rousseff esteve em Mauriti, onde afirmou que os contratos estavam sendo revistos e que os serviços seriam retomados. Ela disse também que novas empresas seriam contratadas para acelerar os trabalhos e consertar trechos que estão danificados. As novas licitações fizeram que o preço da transposição aumentasse mais de R$ 2,6 bilhões. Gomes de Matos disse que foi feito um "arremedo" onde a presidente esteve e só. "Continua tudo abandonado", informou o deputado tucano. "Isso comprova o desprestígio dos atuais governantes locais e desconstroi falsas propagandas sobre a transposição", comentou o presidente do PSDB cearense, Marcos Cals, que também acompanhou a visita.

Caso de venda de sentença no Tocantins mostra nepotismo no Judiciário

As denúncias de venda de sentença no Tribunal de Justiça de Tocantins, investigadas pelo Superior Tribunal de Justiça, revelaram um caso explícito de nepotismo. As investigações mostram que o desembargador Amado Cilton Rosa empregava sua mulher, Liamar de Fátima, em seu gabinete. Dentro das atribuições, Liamar tinha que resolver os problemas domésticos no horário do expediente. No gabinete, de acordo com o desembargador, sua mulher trabalhava apenas quatro horas por dia. Liamar de Fátima admite o expediente reduzido, mas diz que, em certos dias, seu expediente chegava a oito horas corridas. Mas nesse período, contava o tempo que passava resolvendo os problemas domésticos ou pessoais de seu marido. "O desembargador é um homem que não sabe usar um talão de cheque, por incrível que pareça. O desembargador, se o senhor colocar ele na frente de um caixa eletrônico, ele não sabe para o que serve", contou Liamar de Fátima ao ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça, relator do processo. "Quer dizer que a senhora faz o serviço doméstico no seu horário de trabalho?", questionou Noronha. "Sim, porque a gente não tem outro horário", admitiu Liamar. "Na maior parte das vezes, realmente, eu vou entre sete e meio dia. Saio e muitas vezes não retorno mais", disse Liamar de Fátima no depoimento. "Por exemplo, se na segunda-feira está tudo bem na minha casa, eu vou das sete às duas. Mas se eu tiver que fazer alguma coisa para o desembargador fora do gabinete, eu não volto para o tribunal", disse ela. Liamar de Fátima disse que não sabia exatamente quanto recebia do tribunal por essa jornada dupla. "Eu não tenho curiosidade de pegar meu contracheque para ver o que é que eu recebo nele. Eu não tenho essa curiosidade", ela explicou. No depoimento, ela disse que ganha "seis mil e alguma coisa". Que tal, hein?!!!

Netinho critica disputa polarizada entre PT e PSDB em São Paulo

Netinho de Paula, pré-candidato à prefeitura de São Paulo pelo PCdoB, criticou na sexta-feira a bipolarização da disputa na capital entre PT e PSDB, e defendeu a importância de o eleitorado ter outras opções de escolha nas eleições de outubro deste ano. “Eu acho importante ter candidaturas do PCdoB, do PMDB, do PRB, para a gente poder colocar o dedo na ferida e pensar na população e não só na questão partidária”, disse ele. Para Netinho, a cidade perdeu muito com o fato de o governo federal estar nas mãos do PT e as administrações municipal e estadual serem de oposição: “São Paulo negou todos os programas que foram apresentados pelo governo federal nos últimos oito anos. O Minha Casa, Minha Vida é um exemplo". Para ele, a maioria desses programas não foram aceitos porque teriam “a marca do PT”. Questionado sobre a possibilidade de o seu partido apoiar outro pré-candidato à prefeitura, Netinho afirmou que acredita na sua candidatura e que o PCdoB tem se esforçado para emplacar seu nome nas eleições.

Internacional aplica multa e castigo ao atacante Jô, que desapareceu e faltou a jogo da Libertadores

O atacante Jô foi multado, treinará separado do grupo e está afastado do Internacional por tempo indeterminado. A decisão da diretoria foi anunciada na sexta-feira e é uma punição à indisciplina do jogador, que não embarcou na última segunda para a Bolívia, onde a equipe enfrentou o The Strongest dois dias depois, pela Libertadores. Na última segunda-feira, Jô deixou o treinamento do Inter mais cedo, alegando mal-estar, não foi mais localizado pelos dirigentes do clube e não deu explicações para seu sumiço. No dia seguinte, ele participou de uma atividade com os jogadores que não haviam viajado para a Bolívia. No entanto, o caso de indisciplina do atleta ainda não havia acabado. Na mesma terça-feira foi revelado que ele havia dado uma festa em sua casa na noite anterior, que precisou ser interrompida pela polícia por causa do barulho. E o carro do jogador foi envolvido em um acidente na zona sul de Porto Alegre, quando era dirigido por um amigo do jogador, que não tinha habilitação e dirigia em alta velocidade. O sujeito ganha mais de 300 mil reais por mês e não tem tem qualquer noção de profissionalismo.....

Líder do movimento grevista da Polícia Militar na Bahia é solto

Apontado como principal líder da greve promovida pela Polícia Militar na Bahia, no início de fevereiro, o ex-soldado Marco Prisco foi solto na tarde de sexta-feira, após passar 44 dias detido. Durante esse período, ele ficou isolado em uma cela na Cadeia Pública de Salvador. Prisco deixou a unidade por volta das 15 horas, acompanhado por um advogado, após a 2ª Vara Crime de Salvador acolher um pedido de habeas corpus. Prisco liderou a ocupação, por parte de policiais militares grevistas, da Assembleia Legislativa da Bahia. O prédio foi isolado por tropas do Exército até a desocupação, em 9 de fevereiro. O ex-policial militar foi preso ao deixar o local. A paralisação dos militares foi realizada entre os dias 31 de janeiro e 11 de fevereiro.

Brasil indica colombiano Ocampo para o Banco Mundial

O Brasil indicou o ex-ministro das Finanças da Colômbia, José Antonio Ocampo, para chefiar o Banco Mundial. A Colômbia afirmou na quinta-feira que estava se concentrando em uma campanha à presidência da Organização Mundial do Trabalho, onde tinha mais chance de sucesso, mas o Brasil continuou com o processo de indicação com o apoio da República Dominicana.

Fernando Henrique Cardoso defende restrição ao desmate

Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, disse na última quinta-feira ser a favor do desmatamento zero no Brasil. "Já me manifestei a favor. Porque acho que não há por que se aceitar o desmatamento como uma técnica de utilização da floresta. Existem experiências com comunidades extrativistas que demonstram que se pode conviver com a floresta e dar sentido econômico a ela, sem destruí-la. E a Amazônia não é só floresta, pode-se plantar onde não tem floresta, mas onde tem um bem tão grande, é melhor manter a posição mais estrita", afirmou ele durante o 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade, em Manaus, onde fez uma apresentação sobre os desafios do desenvolvimento sustentável. Questionado sobre sua posição em relação à mudança do Código Florestal, disse que "tem de continuar firme. Tem de manter de toda a maneira as restrições para preservar o meio ambiente". Depois, quanto à votação, mandou uma espécie de recado ao Congresso em relação à disputa de partidos que se formou em torno da questão: "Eu tenho medo que a votação seja utilizada para outros fins que não de dizer se é bom ou mau. Nessa matéria acho que a gente tinha de ter uma posição de convergência nacional. Se é meio ambiente, é uma discussão nacional, não de partido". Fernando Henrique Cardoso lembrou que, desde 1972, quando os problemas do meio ambiente começaram a ganhar destaque, com a conferência de Estocolmo, o mundo avançou na compreensão do problema e na aceitação de que ambiente e crescimento não são discordantes: "Já sabemos que é possível ter desenvolvimento e respeito à natureza juntos. Sabemos o que tem de ser feito e como ser feito. Mas o problema é que isso é urgente. E isso ainda não foi entronizado pela sociedade brasileira nem pelas sociedades de outros países. E ainda não vi muita clareza nessa questão, não há um projeto nacional que entrelace as duas coisas. Não é uma questão se vai ganhar mais ou menos com isso, é um desafio moral, porque o valor que tem nisso é o valor da vida". Fernando Henrique Cardoso comentou ainda sobre a proposta de se substituir o PIB por uma outro tipo de medida que leve em conta o capital natural. Disse que de fato é preciso levar em conta o efeito do crescimento sobre a qualidade de vida: "As pessoas comparam que não crescemos como a China. Mas não precisamos crescer como a China. Nos últimos 10 anos, tivemos um crescimento de 4%, não é tão alto, mas houve uma mudança grande nas condições de vida. Só crescemos 10% no regime militar. São Paulo crescia e a pobreza aumentava". E emendou sobre como isso pode ser relacionado com o momento de crise econômica: "Já que temos o desafio de fazer a economia funcionar de novo, que seja de um modo novo, da economia verde". Ele lembrou que é preciso também pensar com antecipação sobre a necessidade energética, quando questionado sobre o que achava da construção da usina de Belo Monte: "Há 20 anos, 30 anos, teríamos de ter pensado em uma matriz que não precisasse de tantas hidrelétricas com grande inundação, em aumentar a energia eólica, ou fazer uma poupança de energia. Não fizemos isso. E como precisamos de energia para manter um certo nível de crescimento econômico, não tem outro jeito e lá vai Belo Monte. Mas o problema é que se não começarmos a pensar já em alternativas para a nossa matriz energética, daqui a pouco precisaremos de outra Belo Monte. A tendência no Brasil é de que é melhor usar o potencial hídrico porque ele é grande, é renovável e é energia limpa. É verdade, mas vamos tentar usar melhor. Fala-se muito, mas não se faz. As pequenas quedas d'água, em conjunto, podem ser tão eficientes quanto uma grande usina, mas não fazemos isso. Falamos, mas não fazemos".

Quase 500 quilos de carne de jacaré apreendidos no Amazonas

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) apreenderam 481 quilos de carne de jacaré e mais 12 jacarés inteiros nos limites das Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Amanã e Mamirauá. Os animais seriam utilizados como isca para a pesca da piracatinga. A apreensão aconteceu durante a Operação Tambaqui, entre os dias 9 e 20 de março. A operação percorreu o Rio Solimões nos trechos limítrofes à RDS Mamirauá e à RDS Amaná, tendo passado pelos territórios dos municípios de Alvarães, Uarini, Jutaí e Tonantins e pela orla dos municípios de Juruá e Fonte Boa, com incursão pelo Auati-Paraná que liga os Rios Solimões e Juruá, totalizando aproximadamente 900 quilômetros percorridos. Além dos jacarés, foram encontrados quatro tracajás vivos, cinco macacos guaribas e dois macacos prego, todos mortos, 40 quilos de carne de veado, 390 quilos de sal utilizado na salga do pirarucu e do jacaré, armas e munições. Os fiscais lavraram seis autos de infração equivalentes a R$ 45.181,00 em multas, 29 termos de apreensão e/ou depósito, 14 termos de doação e/ou soltura e duas notificações. Todo o pescado apreendido foi doado às comunidades ribeirinhas da RDS Mamirauá e para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Jutaí. Os macacos guariba e prego abatidos foram doados para pesquisas do Grupo de Ecologia de Vertebrados Terrestres do Instituto Mamirauá.

Petista Haddad diz que Lula prevê crescimento da sua candidatura em São Paulo "na hora certa"

O pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, disse na sexta-feira, em plenária do partido, que o ex-presidente Lula recomendou que ele ficasse tranquilo em relação aos baixos índices de intenção de voto, registrado nas últimas pesquisas eleitorais. "Ele disse: vamos ficar tranquilos que vamos crescer na hora certa. Você vai crescer e vamos estar juntos", informou. Durante plenária na Capela do Socorro, bairro da zona sul da Capital, Haddad contou que Lula está muito disposto e que estará na campanha "o mais breve possível". "Mais uma semana ele vai estar falando com aquela voz conhecida", afirmou. Haddad garantiu também aos militantes que além de Lula, sua campanha terá o reforço da presidente Dilma Rousseff, da senadora Marta Suplicy e de seu sucessor no Ministério da Educação, Aloisio Mercadante: "Vamos ganhar. E se Deus quiser, para governar por oito anos".

Blatter manda carta a ministro e diz confiar em Copa do Mundo "exitosa"

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, enviou carta ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo, na qual agradece a recepção que teve no Brasil e afirma estar convencido de que a Copa do Mundo de 2014 será um sucesso. A carta indica uma diminuição nas tensões entre a Fifa e governo após declaração do secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, que irritou o governo brasileiro. "Com o apoio e a cooperação do governo brasileiro e a sua, estou convencido de que juntos poderemos coordenar o comando deste projeto em harmonia, entregando uma Copa do Mundo extremamente exitosa", disse Blatter, segundo comunicado do Ministério do Esporte divulgado na sexta-feira.