quinta-feira, 22 de março de 2012

Obras de aquário no Ceará são suspensas após pedido do Iphan

As obras do Acquário Ceará, megaprojeto do governador Cid Gomes (PSB), vão parar para que seja feito um estudo arqueológico na área. O pedido foi feito pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O obra recebeu autorização para sair do papel neste mês e já havia começado a receber os primeiros equipamentos e funcionários. O projeto tem custo estimado de R$ 250 milhões e enfrenta críticas, como a do movimento "Quem dera ser um peixe", organizado pela internet. Segundo o governo, será o maior aquário da América Latina, com 21,5 mil m², 38 tanques e quatro andares. Segundo a Secretaria de Turismo, as obras devem ser retomadas quando o estudo arqueológico ficar pronto, o que deve ocorrer entre 15 e 30 dias.

Klabin prevê investir R$ 6,8 bilhões em nova fábrica no Paraná

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, anunciou investimento de R$ 6,8 bilhões em uma nova fábrica de celulose no Paraná. Estima-se que o empreendimento produzirá 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano, a partir do final de 2014. O projeto foi anunciado na quarta-feira pelo governo do Paraná e confirmado posteriormente pelo diretor-geral da Klabin, Fábio Schvartsman. A fábrica deve combinar produção de celulose de fibra curta, usada como insumo para papel de impressão, e de fibra longa, usada em embalagens. A execução do projeto ainda depende de aprovações. O município que vai sediar a indústria também não está definido. Doze cidades, das regiões dos Campos Gerais e do Norte Pioneiro, disputam o negócio.

Whitney Houston morreu afogada e após consumir cocaína, diz necropsia

A cantora Whitney Houston tinha cocaína no sangue quando foi encontrada morta após um afogamento acidental, de acordo com resultados da necropsia da polícia de Los Angeles. Os investigadores acabam de divulgar que a cantora morreu após um afogamento acidental, mas o uso de cocaína, seguido por um ataque cardíaco, teria feito com que Houston perdesse os sentidos e se afogasse na banheira do hotel onde se hospedava. A cantora já tinha problemas cardíacos e o ataque no coração teria sido resultado do consumo da droga. Houston foi encontrada morta na banheira de seu quarto de hotel, em Los Angeles, no dia 11 de fevereiro. Ela tinha 48 anos. Celebrada como "a garota de ouro" da indústria musical entre as décadas de 80 e 90, a carreira de Houston andava ofuscada por problemas com drogas, bebida e violência doméstica.

Senado pedirá que Estados Unidos suspendam bloqueio econômico a Cuba

A Comissão de Relações Exteriores do Senado decidiu nesta quinta-feira pedir aos Estados Unidos para suspender o bloqueio econômico a Cuba e fechar a prisão de Guantánamo. Sob a liderança de senadores do PSOL e PCdoB, os integrantes da comissão também rejeitaram outra proposta que solicitava ao governo cubano a concessão de indulto aos presos políticos do País. Os dois pedidos são de autoria do senador Eduardo Suplicy (PT-SP). O requerimento rejeitado pela Comissão de Relações Exteriores também previa autorização para a blogueira cubana Yoani Sánchez viajar para outros países, já que é proibida pelo governo de deixar o país. Apenas três senadores, dos dez que apoiaram o primeiro requerimento, apoiaram a aprovação do segundo. O texto tem ainda que ser aprovado pelo plenário do Senado. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) questionou o trabalho da blogueira cubana ao levantar suspeitas sobre possíveis financiadores de suas mensagens contrárias ao regime de Cuba. Ela disse que ajudou a derrubar o requerimento por considerar que o governo brasileiro não deve interferir nas "questões internas" cubanas.

Supremo Tribunal Federal adia análise sobre Lei da Anistia

A pedido do conselho da OAB, o Supremo Tribunal Federal adiou a análise de um recurso que questiona decisão sobre a Lei da Anistia. Estava na pauta desta quinta-feira do tribunal um recurso da ordem contra decisão da Corte que, em 2010, confirmou a anistia àqueles que cometerem crimes políticos no período da ditadura militar (1964-1985). A OAB argumenta que o STF não se manifestou sobre a aplicação da Lei de Anistia a crimes continuados, como o sequestro. "Em regra, esses crimes só admitem a contagem de prescrição a partir de sua consumação - em face de sua natureza permanente", alega a entidade no recurso.

Presidente da Câmara quer fixar data para votação do Código Florestal

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), disse nesta quinta-feira que é preciso definir um calendário de votação do novo Código Florestal para que se possa votar o projeto da Lei Geral da Copa, prioridade para o Executivo. Maia, que na próxima semana assumirá a Presidência da República com as viagens ao exterior da presidenta Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer, garantiu que, mesmo no Palácio do Planalto, vai se reunir com as lideranças na tentativa de acalmar os ânimos dentro da própria base aliada. Dilma segue para a 4ª Cúpula do Brics, em Nova Déli, na Índia, e Temer participa de reuniões sobre segurança nuclear, na Coreia do Sul. "Temos uma divergência entre o governo e a base, da base com a oposição, no que diz respeito à votação do novo Código Florestal. Todo o esforço que vamos fazer até a próxima semana é no sentido de chegar a um acordo em relação ao Código Florestal que permita estabelecer um processo de discussão e votação", completou Maia.

"Caça às bruxas" no caso Chevron assusta investidores, dizem especialistas

A dimensão que o caso da Chevron ganhou no Brasil e atuação de vários atores na investigação do vazamento de petróleo produzem uma reação desarticulada e "desproporcional" que pode assustar investidores estrangeiros, avaliam especialistas. Segundo analistas estrangeiros do setor, implicações criminais contra as empresas norte-americanas Chevron e Transocean e multas altas lavradas antes da conclusão das investigações podem alimentar a percepção de um ambiente protecionista com relação à indústria do petróleo no Brasil, e adverso para investidores estrangeiros. De acordo com Christopher Garman, diretor para América Latina da consultoria Eurasia Group, baseada em Washington, a impressão no exterior para quem não conhece o Brasil a fundo é a de que há uma certa "demonização" de empresas estrangeiras na indústria do petróleo e uma tendência do governo a restringir o setor a um monopólio da Petrobras. "A visão que se tem de fora lendo a cobertura da imprensa internacional é que está tendo uma caça às bruxas contra a Chevron", afirma. Garman diz acompanhar de perto a indústria e as políticas de petróleo no Brasil e considera que a impressão de protecionismo no setor não procede, mas vem recebendo questionamentos de seus clientes nos últimos dias e tem precisado assegurá-los de que o governo não pretende restringir a participação de empresas estrangeiras no setor. Na semana passada, a Chevron confirmou a ocorrência de um novo vazamento na área do Campo de Frade, na Bacia de Campos, na costa do Rio de Janeiro, próximo ao local onde 2,4 mil barris de petróleo vazaram em novembro do ano passado. Desde então, autoridades investigam as causas das novas fissuras e se estão relacionadas ao primeiro acidente. Thomas Pyle, presidente do Instituto de Pesquisa em Energia (IER), nos Estados Unidos, considera que a reação brasileira tem sido "desproporcional". Sobretudo a ação criminal contra ambas as empresas e 17 de seus executivos, oficializada na quarta-feira, pode assustar o mercado global, afirma. "Se o Brasil adotar uma mão pesada em relação a este episódio, pode mandar uma mensagem confusa para o mercado internacional e deixar a impressão de que está tratando a Chevron, uma empresa estrangeira, de forma diferente que a Petrobras, que é estatal", considera.

Petróleo do segundo vazamento é diferente do primeiro, diz ANP

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou nesta quinta-feira que o petróleo que vazou em março é diferente do vazamento de novembro. A declaração, dada pelo assessor da diretoria da ANP, Sílvio Jablonski, em audiência no Senado, confirma a posição da Chevron, que já vinha sustentando a distinção entre os dois vazamentos. O petróleo que aflorou da rachadura encontrada neste mês a 3 km do vazamento de novembro da Chevron é muito "mais pesado" e possui características químicas diferentes da do derramamento anterior, informou a Chevron na quarta-feira. Segundo Jablonski, a agência não tem nenhuma evidência de que seja irreparável o dano causado no campo de Frade, durante operação de perfuração da companhia norte-americana. Ele afirmou, entretanto, que a petroleira não adotou medidas para minimizar os riscos operacionais no local. "O projeto da Chevron estava incorreto em relação à necessidade de revestir o poço", disse. O representante da Chevron na audiência, Rafael Jaen Williamson, afirmou que a petroleira vem "aprendendo com esses eventos" e reconheceu "os grandes desafios da exploração em águas profundas".

Ministro dos Transportes nomeia diretores da ANTT

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, nomeou nesta quinta-feira três novos diretores da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) por decreto. Os três são do quadro técnico da agência e vão ficar no cargo até que o Senado decida se aceita ou não os indicados pela presidente Dilma Rousseff para ocupar os cargos. Por lei, os indicados para agência reguladora precisam passar por sabatina e serem aprovados pelo plenário do Senado em votação secreta. Há duas semanas, o casa legislativa rejeitou a recondução ao cargo do ex-diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, na primeira derrota do atual governo no Congresso. Na semana passada, os senadores não votaram a indicação de outros dois nomes para a diretoria do órgão que regula ônibus interestaduais, rodovias e ferrovias concedidas. Com três de suas cinco diretorias vazias, a agência estava impedida de tomar a maior parte das decisões. Por isso, Dilma permitiu por decreto a nomeação provisória dos servidores Ana Patrizia Gonçalves Lira, Natalia Marcassa de Souza e Carlos Fernando do Nascimento. Segundo a ANTT, não há ainda reuniões de diretoria marcadas.

Marco Polo Del Nero substitui Teixeira no Comitê Executivo da Fifa

A Conmebol indicou Marco Polo Del Nero para o Comitê Executivo da Fifa, em substituição a Ricardo Teixeira. Teixeira renunciou à presidência da CBF, do COL (Comitê Organizador Local da Copa de 2014) e aos cargos que ocupava na Conmebol e na Fifa. A confederação Sul-Americana, responsável por indicar seu substituto no Comitê da Fifa, escolheu ontem Del Nero, após quase uma semana de negociações. O Comitê Executivo da Fifa, formado por 23 pessoas (há ainda um assento vago), é quem toma as principais decisões da entidade que comanda o futebol mundial. A próxima reunião do órgão ocorre já na semana que vem, em Zurique, na Suíça. Foi por isso que a Fifa pediu pressa na substituição de Teixeira. Marco Polo Del Nero, de 71 anos, é presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e também integrante do Comitê Executivo da Conmebol.

ANP culpa Chevron por falha em revestimento de poço

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) afirmou nesta quinta-feira que a petroleira americana Chevron não adotou medidas para minimizar os riscos operacionais na perfuração do campo de Frade, na bacia de Campos (RJ). Segundo Sílvio Jablonski, assessor de diretoria da ANP, se a petroleira não tivesse deixado uma área não revestida do poço, estendendo o revestimento por mais 400 metros além do que foi realizado, não teria havido o vazamento de 2.400 barris de petróleo, detectado em 8 de novembro. O assessor afirmou que, além de pagar multas, a Chevron está sujeita a sair da operação do poço ou até mesmo ter o contrato de concessão rescindido. "O projeto da Chevron estava incorreto em relação à necessidade de revestir o poço", disse Jablonski.

Ministério Público Federal denuncia professor por racismo na UFMA

O Ministério Público Federal denunciou na quarta-feira à Justiça um professor da Universidade Federal do Maranhão por acusação de racismo, xenofobia e injúria racial a um estudante nigeriano. O caso começou a ser investigado pela Polícia Federal em julho do ano passado, depois que alunos do curso de engenharia química fizeram um abaixo-assinado na internet que informava sobre agressões verbais contra um colega, o estudante Nuhu Ayuba. No abaixo-assinado, alunos relatam que o professor José Cloves Verde Saraiva, do departamento de matemática, disse por várias vezes ao estudante que ele "deveria voltar à África em um navio negreiro" e "clarear a sua cor". Segundo o procurador Israel Gonçalves Santos Silva, o inquérito, concluído em fevereiro, apontou a prática de condutas como racismo, xenofobia e injúria racial. A pena pode chegar a 15 anos de prisão. O professor também terá de responder a uma ação por improbidade administrativa. De acordo com o procurador, Saraiva "quebrou deveres do serviço público federal, que é de não discriminar".

Políticos querem tirar nome de major Curió de cidade do Pará

Lideranças políticas do sudeste do Pará querem mudar o nome da cidade de Curionópolis, desfazendo homenagem concedida pelo Estado na década de 1980 ao coronel reformado do Exército Sebastião Rodrigues Curió, conhecido como major Cuiró. O município, a 800 km de Belém, foi criado em 1988 por lei estadual, a partir do desmembramento de Marabá. No início do mês, o deputado estadual Fernando Coimbra (PSD) apresentou projeto de plebiscito para que a população local diga se quer alterar o nome da cidade para Serra Leste. O coronel Curió, à época major, combateu a guerrilha do Araguaia (1972-1975) nessa região. A iniciativa terrorista foi do PCdoB, que a começou ainda na segunda metade da década de 60, antes ainda do AI5. A notoriedade política de Curió no sudeste paraense veio com a atuação no garimpo de Serra Pelada, que fica em Curionópolis. Enviado na década de 80 pelo governo militar para administrar a lavra, ele se tornou uma liderança dos garimpeiros. Prefeito do município por dois mandatos (2000-2008), Curió foi cassado sob acusação de compra de votos e não mora mais na cidade.

Requião é condenado a pagar R$ 30 mil a Jaime Lerner

O senador e ex-governador Roberto Requião (PMDB-PR) foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de R$ 30 mil por danos morais ao ex-governador Jaime Lerner (sem partido), seu antecessor na chefia do executivo paranaense e desafeto no Estado. Segundo a decisão, Requião comentou em fevereiro de 2010, em uma solenidade quando era governador do Paraná, um artigo que Lerner havia escrito para um jornal e disse que pensava que o ex-governador "estava preso". "Eu não soube que o Lerner tinha publicado um artigo, eu na verdade pensei que ele estava preso. Está condenado a nove anos de cadeia. Mas parece que ele fez um recurso, e o recurso dá um efeito suspensivo à prisão", disse o senador na ocasião. Na decisão, a juíza Júlia Maria Rezende, da 4ª Vara Cível de Curitiba, disse que Requião fez as afirmações "com a evidente intenção de causar prejuízo a outrem, devendo, portanto, responder por seus atos".

Desoneração da folha está aberta a todos os setores, diz Mantega

Após reunião com grandes empresários no Palácio do Planalto, o ministro Guido Mantega (Fazenda) disse que a desoneração da folha de pagamentos poderá ser feita para todos os setores da indústria. O governo já anunciou a substituição da contribuição patronal de 20% sobre a folha de pagamentos por um tributo sobre o faturamento das empresas para setores como confecções e softwares e, segundo o ministro, negocia com pelo menos outras 10 áreas. A mudança beneficia principalmente setores que necessitam de muita mão de obra. Mantega disse ainda que o governo vai reduzir tributos sobre investimentos e também os juros de financiamentos para esses gastos, como os oferecidos pelo BNDES. De acordo com o ministro, os empresários apresentaram na reunião vários projetos de investimento de até US$ 20 bilhões.

Dívida pública federal cresce 1,9% em fevereiro e atinge R$ 1,83 trilhão

A dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo, cresceu 1,94% em fevereiro, na comparação com janeiro, ficando em R$ 1,83 trilhão. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Secretaria do Tesouro Nacional. A dívida interna registrou um aumento de 2,08% em fevereiro, para R$ 1,76 trilhão, ante R$ 1,72 trilhão, em janeiro. Já a dívida externa registrou recuo de 1,23%, para R$ 75,8 bilhões, em fevereiro; em janeiro, a dívida externa registrada era de R$ 76,9 bilhões. A dívida externa é o resultado da emissão de bônus do tesouro no mercado mundial.

Dois funcionários da TransOcean são autorizados a deixar País

O juiz Cláudio Girão Barreto, da 1ª Vara Federal, em Campos (Norte Fluminense), no Rio de Janeiro, autorizou Gary Marcel Slaney e Brian Mara, funcionários da TransOcean, a deixar o País. Na última sexta-feira, a Justiça Federal determinou que 17 funcionários da Chevron e da TransOcean, apontados como responsáveis pelo vazamento de óleo no Campo de Frade, na Bacia de Campos, entregassem seus passaportes à Justiça. O canadense Slaney e o inglês Mara solicitaram o direito de deixar o País. A dupla já havia agendado a viagem antes da decisão judicial. Gary Slaney comprou a passagem no dia 14 de março, enquanto, Brian Mara adquiriu o bilhete em 29 de fevereiro. Cópias das passagens foram apresentadas à Justiça. Em seus pedidos, os advogados de Slaney e de Mara garantiram que eles retornam ao Brasil em 19 de abril. Eles deixaram o País na quarta-feira quando eram denunciados pelo Ministério Público Federal pelo vazamento de petróleo em novembro do ano passado.

Após 15 anos, fundo assume dívida com últimos credores do Bamerindus

O Ministério Público do Paraná e o FGC (Fundo Garantidor de Crédito), uma associação privada que opera como seguradora dos bancos, assinaram na quarta-feira um acordo para que o fundo assuma as últimas dívidas do banco Bamerindus, que quebrou em 1997. Um total de R$ 14 milhões será pago a 296 credores do banco e da Fundação Bamerindus de Assistência Social, Bamerindus S.A Participação e Empreendimentos e a Bastec Tecnologia e Serviços. O acordo também pôs fim a uma ação na Justiça contra ex-administradores e ex-controladores do banco que tramita desde 1998. Com a quitação das dívidas, os bens dos ex-diretores do Bamerindus, bloqueados desde a quebra do banco, serão novamente disponibilizados. Com o acordo, o FGC vai poder promover a venda do que restou do banco. Segundo o advogado do fundo Otto Steiner Jr. o Bamerindus pode ser vendido por um valor entre R$ 1 bilhão e 2 bilhões. O produto da venda vai servir para pagar parte do crédito que o FGC tem com o banco. Já o eventual comprador do banco terá direito aos créditos fiscais que o banco ainda tem. O valor é de cerca de R$ 3 bilhões.

Base não pode colocar a "faca no pescoço" do governo, diz líder do PT

Um dia depois de a presidente Dilma Rousseff obter sua pior derrota no Congresso, o líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), afirmou nesta quinta-feira que a base aliada não pode colocar a "faca no pescoço do governo" e condicionar a aprovação da Lei Geral da Copa a uma data para a votação do Código Florestal. Na quarta-feira, o PMDB, principal partido aliado ao Planalto, liderou o motim que levou ao adiamento da votação da Lei Geral da Copa. Bancada ruralista, da saúde e evangélica se uniram contra o governo. "É colocar a faca no pescoço do governo. Veja, a oposição pode falar isso, agora, a base falar: 'nós queremos a data'. Isso não pode. Olha a situação do governo! A base falando publicamente, pedindo para marcar a data. Que história é essa? O governo quer discutir mérito", afirmou Tatto. Nesta quinta-feira, o líder petista também diminuiu o tom do discurso contra os ruralistas. Ele admitiu que o clima na Câmara ontem estava péssimo e que o melhor agora é sentar para conversar. "Eu não falei mal dos ruralistas ontem, falei dos predadores, agora se alguém vestiu a carapuça... O clima ontem estava péssimo em função de toda a situação, agora vamos diminuir o tom do discurso se isso ajudar a aprovar a Lei Geral da Copa [...]. Estou mudando meu discurso, estou mais 'light', vamos ver se assim a gente se entende", disse. Na quarta-feira, Tatto foi vaiado pelos ruralistas ao chamá-los de "predadores" durante a discussão da Lei Geral da Copa.

Aposentadoria de Peluso pode atrasar julgamento do caso Mensalão do PT

O ministro Ricardo Lewandowski já afirmou a colegas do Supremo Tribunal Federal que deverá liberar o processo do Mensalão do PT a tempo de o caso ser julgado em 2012. Há, no entanto, grande expectativa em torno do tempo que Lewandowski ainda leva com o processo, do qual é relator revisor, já que até setembro Cezar Peluso, presidente do Supremo, se aposenta. E dificilmente o caso seria julgado antes de um novo ministro ser indicado para o seu lugar, o que só deve ocorrer em 2013. O Supremo transformou em réus 37 dos 40 denunciados no caso Mensalão do PT, esquema que financiava parlamentares do PT e da base aliada em troca de apoio político.

Tiro na cabeça matou terrorista islâmico de Toulouse

Autoridades francesas relataram nesta quinta-feira que Mohammed Merah, terrorista autor confesso do assassinato de sete pessoas na região de Toulouse, morreu na manhã desta quinta-feira com uma bala na cabeça durante operação policial que pôs fim a um cerco de 30 horas. Em uma entrevista a jornalistas, o promotor de Paris, François Molins, afirmou que os agentes da Raid (unidade de elite da polícia) fizeram "todos os esforços" para capturar Merah vivo, mas que atuaram "em legítima defesa" quando o terrorista saltou pela janela do apartamento, atirando contra os policiais. Merah era acusado de matar três crianças e um professor em uma escola judaica na última segunda-feira. Em outros dois ataques na semana passada, ele atirou contra três soldados em Montauban, próximo a Toulouse, que também morreram.

Fumo matará 1 bilhão de pessoas até o fim do século

Um bilhão de pessoas devem morrer por uso e exposição ao fumo até o final deste século. O número é equivalente a uma morte a cada seis segundos. A previsão consta de relatório da Fundação Mundial do Pulmão e da Sociedade Americana do Câncer. Na última década, as mortes pelo uso de tabaco triplicaram, chegando a 50 milhões. Somente em 2011, 6 milhões de pessoas morreram, sendo 80% delas em países pobres e em desenvolvimento. De acordo com a fundação, o cigarro e outros derivados de tabaco são responsáveis por 15% das mortes de homens em todo o mundo e 7% entre as mulheres. As projeções se baseiam no fato de que estudos indicam que o organismo de quem fuma continuadamente fica mais propenso a desenvolver doenças como câncer, ataques cardíacos, diabetes, doenças respiratórias crônicas, dentre outras. A China é o país onde há mais vítimas do fumo. A cada ano, 1,2 milhão de pessoas morrem em decorrência do uso do tabaco. Esse número deve saltar para 3,5 milhões até 2030, segundo as entidades, que elaboram um atlas com dados sobre os efeitos do tabaco desde 2002. Conforme o relatório, a indústria do tabaco tem trabalhado em todas as partes do mundo para postergar ou abolir a adoção de medidas contra o hábito de fumar, como propagandas de advertência, leis de restrição ao consumo e introduzindo no mercado produtos ditos de baixo teor. Nos últimos dez anos, 43 trilhões de cigarros foram consumidos e a produção cresceu 16,5% no mesmo período.

Hebe Camargo recebe alta do hospital após retirada de tumor

A apresentadora de TV Hebe Camargo, de 83 anos, foi liberada pelos médicos às 10 horas desta quinta-feira, informou o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Hebe, que passou por uma cirurgia para retirar um tumor no intestino em 11 de março, deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e foi para um quarto na segunda-feira. Segundo a assessoria da unidade, as condições de saúde da apresentadora permaneceram estáveis e ela consegue se alimentar normalmente. A apresentadora também passou por cirurgia e quimioterapia em 2010 para remover um tumor no peritônio (membrana que envolve os órgãos digestivos).

Estados Unidos criam teste que prevê risco de ataque cardíaco iminente

Pesquisadores dos Estados Unidos desenvolveram um exame de sangue que consegue identificar pessoas com chances de sofrer um ataque cardíaco iminente. Os cientistas chegaram ao método após detectar que as pessoas prestes a sofrer um infarto do miocárdio têm um grupo específico de células profundamente alterado. As chamadas células endoteliais circulantes ficam literalmente deformadas nesses pacientes. Além de apresentarem distorções na aparência e nos núcleos, elas também ficam mais abundantes em alguém prestes a sofrer uma parada cardíaca. O resultado do estudo, feito com 50 pacientes vítimas de ataques cardíacos e publicado na revista "Science Translational Medicine", é particularmente importante devido ao caráter silencioso desses episódios. Em cerca de 50% dos casos de infarto, os pacientes não apresentavam nenhum dos fatores de risco consagrados, como diabetes, colesterol alto ou mesmo tabagismo. Também não faltam relatos de pacientes que se submeteram a uma bateria de exames, obtiveram resultados considerados normais e, dias depois, sofreram um infarto. Não raro, fulminante. Já se sabia da relação de alterações nas células endoteliais circulantes com os problemas cardíacos. Mas, como até agora não existia uma metodologia confiável para identificar exatamente em que nível essas mudanças aconteciam, a maioria dos exames de rotina não inclui esse tipo de checagem.

JBS prevê investir entre R$ 900 milhão e R$ 1 bilhão em 2012

Os investimentos do grupo JBS em 2012 deverão ficar entre R$ 900 milhões e R$ 1 bilhão, disse o presidente da companhia, Wesley Batista, nesta quinta-feira, em teleconferência para comentar o desempenho do quarto trimestre. Mas o presidente da companhia ressaltou que a companhia estará focada neste ano no crescimento orgânico e na expansão de atuais unidades da companhia. O frigorífico JBS, maior processador global de carne bovina, teve lucro líquido de R$ 25,6 milhões no quatro trimestre de 2011, revertendo um prejuízo de R$ 539,3 milhões no mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a companhia diminuiu o prejuízo para R$ 75,7 milhões, ante um prejuízo de R$ 292,8 milhões de reais em 2010. Apesar do desempenho melhor, o resultado negativo no ano foi decorrente das perdas na Unidade de Frangos (PPC), que acumulou prejuízo de R$ 833,3 milhões (US$ 495,7 milhões), segundo a empresa. A receita líquida trimestral foi de R$ 16,9 bilhões, 18,3% maior do que o resultado aferido um ano antes. Em 2011, foi de R$ 61,8 bilhões, um crescimento de 13% em relação a 2010.

Participação de jovens na demanda por crédito atinge 18%

A participação de jovens com idade entre 18 e 25 anos na demanda por crédito no Brasil chegou a 18%, de acordo com o levantamento da Serasa Experian divulgado nesta quinta-feira. A fatia é a maior desde 2008, quando começou o estudo. "A crescente formalização do mercado de trabalho nos últimos anos tem beneficiado a população de baixa renda, principalmente os jovens. Esses, além de terem maior estabilidade no emprego pelas regras do mercado formal de trabalho, passam a contar com um comprovante oficial de renda, o que estimula e facilita o acesso desta camada da sociedade", afirma Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian e Experian América Latina. Além do aspecto de inclusão, o executivo destaca "o crescimento da popularidade dos aparelhos de celular entre os jovens". Entre os produtos mais procurados estão celulares, carros e motos.

Boeing, Airbus e Embraer vão colaborar em biocombustíveis

Boeing, Airbus e Embraer aliaram-se para trabalhar com governos e produtores de biocombustíveis para acelerar a disponibilidade de combustíveis de aviação que reduzem emissões de carbono. As três fabricantes assinaram um memorando de entendimento durante a Cúpula de Aviação e Meio Ambiente em Genebra, informou a Boeing em comunicado. "Duas das maiores ameaças à nossa indústria são o preço do petróleo e o impacto do tráfego aéreo comercial no nosso meio ambiente", afirmou o presidente-executivo da Boeing, Jim Albaugh. Uma nova legislação europeia que entrou em vigor em 1º de janeiro torna obrigatório que as companhias aéreas que atuam na região comprem créditos de emissão de carbono.

Pivô da "lista de Furnas" é preso de novo em Minas Gerais por estelionato

O lobista Nilton Monteiro, pivô do episódio conhecido como "lista de Furnas", foi novamente preso no último dia 18, em Belo Horizonte, sob a acusação de estelionato em uma investigação da Polícia Civil de Minas Gerais. Esse caso não está ligado ao da lista. Monteiro, que responde a cinco processos e inquéritos criminais em Minas Gerais, nega todas as acusações. No novo pedido de prisão aceito pela Justiça, a polícia alega que Monteiro ameaçou testemunhas. Monteiro ficou conhecido em 2006, quando divulgou um documento com nomes de 156 políticos que teriam recebido dinheiro da estatal federal Furnas Centrais Elétricas para suas campanhas eleitorais em 2002. A autenticidade da "lista de Furnas" nunca foi comprovada. A Polícia Federal investigou o caso e remeteu o inquérito para o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro, onde fica a sede de Furnas.

Prévia da inflação oficial, IPCA-15 desacelera em fevereiro, diz IBGE

A inflação medida pelo IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) desacelerou para 0,25% em março, ante 0,53% em fevereiro. Este é o terceiro mês de perda do ritmo dos preços. O IPCA-15 é a prévia da inflação oficial, o IPCA, e foi divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE. Nos últimos 12 meses, o índice variou 5,61%, também abaixo dos 12 meses anteriores (5,98%). Em março de 2011, a taxa havia ficado em 0,60%. No primeiro trimestre, mensurado pelo IPCA-E (IPCA-15 acumulado nos meses de janeiro, fevereiro e março) a inflação registrou alta de 1,44%, bem abaixo do resultado de igual período de 2011 (2,35%). Em março, foi verificada uma forte redução dos efeitos da alta sazonal do grupo educação --que concentra os reajustes de mensalidade e material escolar nos dois primeiros meses do ano. A retirada da pressão do grupo o levou a desacelerar fortemente para 0,51% em março, ante os 5,66% registrados em fevereiro. Os preços dos alimentos também tiveram trajetória descendente, passando de 0,29%, em fevereiro, para 0,22%, em março. O item carnes apresentou queda de 1,57%. Além das carnes, outros alimentos se mostraram em queda, com destaque para o tomate (de -3,82% para -16,33%), açúcar cristal (de -1,82% para -2,57%), açúcar refinado (de -2,72% para -2,35%) e queijo (de 0,57% % para -0,85%). As altas neste grupo foram registradas na cebola (de 1,13% para 15,36%) e do feijão preto (de 9,76% para 7,68%), além das frutas (de 0,58% para 4,70%). Os grupos artigos de residência (caíram de 0,22% para -0,31%) e comunicação (de 0,03% para -0,49%), ambos com resultados em queda, também contribuíram de forma significativa para a desaceleração do IPCA-15 do mês, assim como o grupo despesas pessoais (de 1,07% para 0,60%), que mostrou alta menor do que em fevereiro. O grupo habitação (de 0,48% para 0,44%) desacelerou devido a taxa do aluguel residencial (de 1,20% para 0,45%) e do condomínio (de 0,68% para 0,48%). Já os grupos vestuário (de -0,33% para 0,16%) e transportes (de -0,05% para 0,11%) ficaram mais elevados do que no mês anterior, enquanto saúde e cuidados pessoais (de 0,53% para 0,54%) se manteve muito próximo. Nos transportes, entre os itens que contribuíram para a elevação do grupo de um mês para o outro, destacam-se as passagens aéreas (de -8,83% para 1,35%), gasolina (de -0,30% para -0,18%), etanol (de -2,38% para -1,48%) e automóvel novo (de -0,45% para -0,04%). Nos artigos de vestuário a elevação é atribuída ao início da entrada da nova estação.

Direção do Hospital Centenário apresentará pacote de medidas ao Cremers nesta sexta-feira

Foi adiada para esta sexta-feira a apresentação por parte da prefeitura de São Leopoldo e da direção do Hospital Centenário de um pacote de medidas para revitalizar a instituição. Há quase dois anos o hospital vem passando por inspeções do Conselho Regional de Medicina (Cremers), que chegou a determinar uma interdição ética no local. A medida foi suspensa com a promessa de que o município, com auxílio do Estado, iria resolver os problemas. Em reunião na manhã desta quinta-feira, Ministério Público, Cremers, a prefeitura petista de São Leopoldo e o governo petista o Estado discutiram ações para melhorar o atendimento para as mais de 200 pessoas que procuram diariamente o Centenário. De acordo com a entidade médica, a interdição segue suspensa, já que algumas medidas começaram a ser colocadas em prática. No encontro, ficou definido que nesta sexta-feira serão apresentadas as ações para resolver as questões apontadas nas inspeções.

Greve de vigilantes fecha cerca de 25% das agências bancárias na Capital

A mobilização dos vigilantes, que paralisaram as atividades na manhã desta quinta-feira, causou transtorno aos usuários de banco de Porto Alegre e Região Metropolitana. Cerca de 100, das 450 agências bancárias de Porto Alegre, fecharam as portas devido à greve. O fechamento ocorreu em virtude do cumprimento da lei 7.102/83, que estabelece o atendimento de medidas mínimas de segurança em agência bancárias. Ainda, segundo o Sindibancários, é por motivo de segurança que a entidade está recomendando o fechamento das unidades que não têm como cumprir com o que está determinado na lei. A capital conta com aproximadamente 10 mil vigilantes, dos quais 7 mil aderiram à paralisação, afirmou o Sindicato dos Vigilantes de Porto Alegre (Sindisul).

Grupo vinculado à Al-Qaeda reivindica assassinatos de Toulouse

Uma organização vinculada à rede Al-Qaeda no Magreb Islâmico (Aqmi) reivindicou os assassinatos na cidade francesa de Toulouse, em um comunicado divulgado nesta quinta-feira na internet, no qual convocou a França a revisar sua política hostil em relação aos muçulmanos. O texto, assinado pela organização "Jund al-Khilafah" (os soldados do Califado), que no passado reivindicou ataques no Afeganistão e no Cazaquistão, publicou a mensagem no site Shamikh, que divulga geralmente comunicados da Al-Qaeda. Segundo o comunicado, a matança de Toulouse (França) foi praticada por "Yusef - o francês", classificado como "um dos cavaleiros do Islã". "Essa operação bendita sacudiu os pilares dos sionistas cruzados no mundo inteiro e nós a reivindicamos", afirma o grupo no texto. O grupo exigiu que o governo francês "revise sua política em relação aos muçulmanos no mundo" e "abandone suas tendências hostis ao Islã", ao considerar que esta política só vai gerar "desgraça e destruição". Mohamed Merah, assassino em série que dizia ter ligações com a Al-Qaeda, foi morto nesta quinta-feira após permanecer 32 horas encurralado em um apartamento de Toulouse por homens da RAID, unidade de elite da polícia francesa.

Estado de saúde de Chico Anysio é muito crítico

É muito crítico o estado de saúde de Chico Anysio, de 80 anos, informou a equipe médica do Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, onde o humorista está internado. Segundo o boletim médico divulgado nesta quinta-feira, "o estado clínico do paciente é crítico". "Francisco Anysio Paula Filho permanece internado no CTI do Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo o médico Luiz Alfredo Lamy, depois de visita hoje, o estado clínico do paciente é crítico. Ontem (21/03), no fim do dia, o paciente passou por uma sessão de hemodiálise. Francisco Anysio Paula Filho no momento está com instabilidade hemodinâmica (fazendo uso de alta dose de medicamento para controlar a pressão arterial). O paciente está sedado e respira com a ajuda de aparelhos. Não há previsão de alta". Na segunda-feira, Chico Anysio sofreu uma piora e voltou a respirar com ajuda de aparelhos em período integral.

Afastada enfermeira que aplicou óleo mineral na veia de criança de três anos no Hospital Santo Antonio em Porto Alegre

A técnica em enfermagem responsável por aplicar óleo mineral na veia de uma criança de três anos, internada no Hospital da Criança Santo Antônio, no Complexo Santa Casa, está afastada de suas funções. A funcionária deverá permanecer fora do trabalho até que uma auditoria apure as circunstâncias do erro que, dependendo da quantidade do produto administrado, poderia resultar na morte do menino. Na manhã de quarta-feira, uma técnica em enfermagem do setor de Oncologia, teria de dar óleo mineral, via oral, para um paciente em tratamento quimioterápico contra leucemia. Por motivos ainda desconhecidos, a profissional aplicou a medicação na veia do menino. Internado desde a semana passada, o garoto realiza a segunda etapa do tratamento quimioterápico contra leucemia. Segundo a Direção Executiva da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, assim que percebeu o equívoco, a técnica comunicou o fato aos médicos e transferiu o garoto para a Unidade de Tratamento Intensivo. Em nota divulgada na manhã desta quinta-feira, o hospital informou que o estado de saúde do menino é estável. O diretor-médico Jorge Hatzel lamentou o episódio: " É um fato sem precedentes na história da instituição. Não vamos fazer julgamento prévio e nem antecipar a decisão da auditoria, o que seria temerário. Mas durante a auditoria a funcionária permanecerá afastada".

Justiça garante licitação para escolher empresa que vai administrar rodoviária de Porto Alegre

A Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul obteve na Justiça o direito para que seja feita uma nova licitação para escolher a empresa responsável por administrar a Estação Rodoviária de Porto Alegre. A decisão da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado foi tomada por unanimidade. Os desembargadores acataram o argumento do Estado de que a licitação pode ser feita independente da instituição do Sistema Estadual de Transporte Público Intermunicipal de Passageiros. A empresa Veppo, que detém a concessão, havia ingressado na Justiça pedindo a suspensão do lançamento dos editais até a instituição do sistema. Uma decisão contrária iria interromper também os procedimentos, já em andamento, em outras 282 rodoviárias do Rio Grande do Sul, o que representa 86% de todas as estações. A partir da decisão, o governo está autorizado a publicar o edital de licitação para concessão da rodoviária imediatamente.

Dilma é criticada por demora em indicar nomes para a Comissão da Verdade

Quatro meses após sancionar a lei que criou a Comissão da Verdade e afirmar que isso "representa um grande avanço nacional e um passo decisivo na consolidação da democracia brasileira”, a presidenta Dilma Rousseff ainda não nomeou os sete membros da Comissão, que tem como objetivo apurar violações aos direitos humanos ocorridas de 1946 a 1988, além de identificar os responsáveis pelas mortes, torturas e desaparecimentos no período, ainda que não possa puní-los. Para o presidente da OAB/RJ, “está mais do que na hora de a presidenta Dilma nomear os seus integrantes”. Uma das prioridades da Comissão, segundo ele, deve ser a apuração da morte do jornalista Vladimir Herzog ocorrida dentro de uma cela do DOI-Codi, em São Paulo, no ano de 1975. O relator da Comissão, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) afirmou que já passou da hora de serem feitas as indicações.

Dilma faz reunião com pesos pesados do empresariado

Em clima amistoso, a presidente Dilma Rousseff dispôs-se nesta quinta-feira a ouvir as queixas de 28 grandes empresários brasileiros em reunião no Palácio do Planalto. O encontro, que durou três horas, também contou com a presença dos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel; do secretário geral da Presidência, Gilberto Carvalho; e do presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Os empresários, evitando o tom de confronto, mantiveram as cobranças de sempre. Pediram medidas para conter a desvalorização do dólar, a redução da carga tributária e melhorias em logística e infraestrutura. O governo respondeu com promessas vagas. A presidente Dilma abriu a reunião e, em tom de brincadeira, pediu aos ministros Mantega e Pimentel que falassem por apenas cinco minutos. A intenção dela era dar mais voz aos empresários. Todos eles puderam expor a situação de seus setores e fazer cobranças ao governo federal. Em sua fala, Dilma falou sobre a situação da economia brasileira e, de forma indireta, cobrou mais investimentos do setor privado. O Planalto deverá realizar mais quatro reuniões com empresários neste ano. Uma série de medidas foi aventada pelo Planalto. Além da ampliação da desoneração da folha de pagamento, bastante discutida com sindicatos patronais e de trabalhadores nas últimas semanas, o governo prometeu reduzir outros tributos, sobretudo daqueles que incidem sobre o investimento; diminuir os custos financeiros das empresas; e baixar os preços de energia elétrica com novos leilões no futuro. Os empresários presentes, embora tenham aplaudido o discurso, destacaram a necessidade de ações mais concretas e que efetivamente possam mudar a rotina dos setores, com destaque para os industriais que sofrem com a concorrência dos importados. Estiveram no Planalto nesta quinta-feira os empresários Eike Batista, presidente do grupo EBX (vários); Murilo Ferreira, presidente da Vale (mineração); João Castro-Neves, presidente da Ambev (bebidas); Frederico Curado, presidente da Embraer (aviação); Roberto Setúbal, presidente do Itaú Unibanco (banco); Lázaro Brandão, presidente do conselho do Bradesco (banco); Luiz Trabuco, diretor-executivo do Bradesco (banco); Joesley Batista, presidente do conselho do grupo JBS (frigorífico); Marcelo Odebrecht, diretor-presidente do Grupo Odebrecht (vários); Luiz Nascimento, do Grupo Camargo Corrêa (vários); Otávio Azevedo, presidente da Grupo Andrade Gutierrez (vários); Paulo Skaf, presidente da Fiesp; Luiza Trajano, presidente do Magazine Luiza (comércio); Antônio Carlos da Silva, diretor-executivo do Grupo Simões (vários); Josué Gomes, presidente da Coteminas (tecidos); André Esteves, BTG Pactual (banco); Pedro Passos, co-presidente do conselho da Natura (cosméticos); Paulo Tigre, presidente da Fiergs; Alberto Borges, presidente da Caramuru Alimentos (alimentos); Amarílio Proença, diretor-presidente da J. Macêdo (alimentos); Carlos Sanchez, presidente do conselho da EMS (medicamentos); Ivo Rossset, proprietário do Grupo Rosset (tecidos); Ricardo Steinbruch, presidente da Vicunha (tecidos); Daniel Feffer, diretor vice-presidente corporativo da Suzano (papel e celulose); José Antonio Martins, membro do conselho de administração da Marcopolo (carrocerias) e presidente da Associação dos Fabricantes de Ônibus (Fabus); Cledorvino Belini, presidente da Fiat (automóveis); Robson Andrade, presidente da CNI; e Jorge Gerdau, presidente da Gerdau (siderurgia).

FGV aponta que indústrias brasileiras pretendem ampliar investimentos em 21,7% nos próximos três anos

As indústrias brasileiras pretendem ampliar seus investimentos em 21,7% nos próximos três anos. O dado foi divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV), que ouviu 779 empresas do setor, entre janeiro e fevereiro deste ano, sobre suas intenções em investir no aumento de sua capacidade produtiva para o triênio 2012-2014. Segundo a FGV, a taxa é inferior à registrada no ano passado, para o triênio 2011-2013 (22,2%), e em 2010, para o triênio 2010-2012 (23,8%). Apesar disso, a taxa de crescimento de 21,7%, prevista pelas empresas para os próximos três anos, equivale a um crescimento médio anual de 6,8% e é considerada “elevada” pela FGV. Entre as categorias de uso da indústria, a maior taxa de crescimento foi verificada nos bens de consumo não duráveis (24,5%). As taxas previstas para as demais categorias de uso foram: bens de capital (23,1%), bens de consumo duráveis (23%), material para construção (22,3%) e bens intermediários (19%).

Polícia Federal prende dois homens por divulgação de conteúdo discriminatório na internet

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira Emerson Eduardo Rodrigues e Marcelo Valle Silveira Mello, responsáveis por publicar mensagens com conteúdo discriminatório no site silviokoerich.org. Os dois foram presos em um hotel no centro de Curitiba, durante a Operação Intolerância, deflagrada nesta quinta-feira pela Polícia Federal em Curitiba. Rodrigues mora em Curitiba e Mello, em Brasília. As investigações foram conduzidas pelo Núcleo de Repressão aos Crimes Cibernéticos, unidade especializada da Polícia Federal. De acordo com o delegado Flúvio Cardinelli, há meses os dois vinham postando no site mensagens de apologia a crimes de violência contra mulheres, negros, homossexuais, nordestinos e judeus, além de incitações a abuso sexual contra crianças. Um dos conteúdos divulgados no site apoiava Wellington Menezes de Oliveira, que em abril de 2011 atirou em alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro. Doze crianças morreram e dez ficaram feridas. Os presos contaram à polícia que foram procurados por Oliveira, para orientá-lo sobre como proceder na ação criminosa. De acordo com Cardinelli, eles disseram ainda pertencer a uma seita que prega o extermínio de quem “não é fiel à causa”. Os dois presos vão responder por crimes de incitação e indução à discriminação ou preconceito de raça, por meio de recursos de comunicação social (Lei 7.716/89); de incitação à prática de crime (Artigo 286 do Código Penal) e de publicação de fotografia com cena pornográfica envolvendo criança ou adolescente (Lei 8.069/90, Estatuto da Criança e do Adolescente).

Pesquisa mostra que classe C passou a ser maioria da população brasileira em 2011

No ano passado, 2,7 milhões de brasileiros mudaram o perfil de renda, deixando as classes D e E para fazer parte da classe C. Além disso, 230 mil pessoas saíram da classe C e entraram para as classes mais ricas (A e B). A maior da parte da população (54%) fazia parte da classe C em 2011, uma mudança em relação ao verificado em 2005, quando a maioria (51%) estava na classe D/E. Um total de 22% dos brasileiros está no perfil da classe A/B, o que também representa um aumento em comparação ao constatado em 2005, quando a taxa era 15%. É o que mostra a sétima edição da pesquisa Observador Brasil 2012, feita pela empresa Cetelem BGN, do Grupo BNP Paribas, em parceria com o instituto Ipsos Publics Affairs. O levantamento indica ainda que a capacidade de consumo do brasileiro aumentou. A renda disponível, ou o montante de sobra dos ganhos, descontando-se as despesas, subiu de R$ 368,00 em 2010, para R$ 449,00 em 2011, uma alta de pouco mais de 20%. Na classe C, houve um aumento de 50% (de R$ 243,00 para R$ 363,00). Enquanto a renda média familiar das classes A/B e D/E ficaram estáveis, na classe C cresceu quase 8%. Mas a pesquisa mostra que em todas as classes houve um aumento da renda disponível, que ultrapassou R$ 1 mil, entre os mais ricos.

Emissão de títulos e juros fazem dívida pública federal subir quase 2% em fevereiro

As emissões de títulos e o reconhecimento de juros fizeram a dívida pública federal (DPF) subir 1,94% em fevereiro. Segundo números divulgados pelo Tesouro Nacional, o estoque da DPF encerrou o mês passado em R$ 1,836 trilhão, contra R$ 1,801 trilhão registrados no fim de janeiro. A dívida pública mobiliária (em títulos) interna subiu 2,08%, passando de R$ 1,724 trilhão para R$ 1,760 trilhão. Isso ocorreu porque o Tesouro emitiu R$ 19,06 bilhões em títulos a mais do que resgatou. A alta também foi impulsionada pela incorporação de R$ 16,81 bilhões em taxas de juros. O reconhecimento de juros ocorre porque a correção que o Tesouro se compromete a pagar aos investidores (que emprestam dinheiro para que o governo possa rolar a dívida) é incorporada gradualmente ao valor devido. No caso de um investidor que comprou um título por R$ 100,00 com correção de 12% ao ano, ele receberá R$ 964,00 ao final de 20 anos. Essa diferença é incorporada mês a mês ao total da dívida pública. A DPF só não subiu mais por causa da desvalorização do dólar em relação ao real. De acordo com o Tesouro, a queda de 1,72% da moeda norte-americana em fevereiro fez a dívida pública externa recuar 1,23%, encerrando fevereiro em R$ 75,85 bilhões, contra R$ 76,79 bilhões registrados no mês anterior.

Mantega promete a empresários mais medidas para reduzir o Custo Brasil

Em reunião com a presidente Dilma Rousseff e ministros, empresários receberam a garantia do governo de que continuará agindo no sentido de reduzir os juros e proteger o real ante a desvalorização do dólar. Mantega garantiu aos empresários que serão adotadas medidas para reduzir o custo financeiro e ampliar a desoneração da folha de pagamento. “O governo vai criar ainda mais facilidades para reduzir o custo do investimentos. O que vamos fazer é reduzir tributos sobre investimentos, custo da folha salarial, juros, custos financeiros. Estaremos viabilizando mais investimentos por que estaremos reduzindo os custos para os empresários", disse Mantega após a reunião. Na reunião, os empresários relataram preocupação com a valorização cambial, a elevada carga tributária, os juros e as deficiências de infraestrutura. Mas o ministro da Fazenda disse que, apesar da preocupações, os empresários demostraram interesse em aumentar os investimentos privados e o governo sinalizou que vai apoiar, com investimentos, os planos de expansão do setor privado.

Tesouro deve trocar mais R$ 40 bilhões em títulos públicos pós-fixados em poder do FGTS

Depois de trocar R$ 61,2 bilhões em títulos públicos e melhorar o perfil da dívida, o Tesouro Nacional pretende repetir a operação nos próximos meses. Segundo o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, o Tesouro está em negociação com a Caixa Econômica Federal para que o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) reduza a quantidade de papéis vinculados à Selic (taxa básica de juros da economia) em seu poder. De acordo com Garrido, a operação envolveria cerca de R$ 40 bilhões em títulos públicos e contribuiria para a redução dos papéis atrelados à Selic da dívida pública interna. Esses papéis serão trocados por títulos prefixados (com juros definidos com antecedência) e corrigidos pela inflação. O coordenador disse que, caso a troca se concretize, a participação dos papéis corrigidos pela Selic na dívida interna poderá encerrar o ano em torno de 26%, desconsiderando as operações de swap cambial (operações de compra e venda de moeda estrangeira no mercado futuro) pelo Banco Central. Em fevereiro, essa fatia atingiu 27,8%. Caso as operações de swap sejam levadas em conta, o percentual aumentaria para 29,21%. Com taxas definidas com antecedência, os títulos prefixados são preferíveis para o Tesouro Nacional porque dão maior previsibilidade à administração da dívida pública. Segundo Garrido, a troca de R$ 61,2 bilhões de Letras Financeiras do Tesouro (LFT), títulos corrigidos pela Selic, por papéis prefixados e corrigidos pela inflação, fez a dívida pública federal (DPF) encerrar fevereiro com a melhor composição desde 1997, com papéis prefixados e atrelados a índices de preços superando a participação das LFT e dos títulos vinculados ao câmbio. A troca das LFT por outros papéis havia sido determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em novembro. Na ocasião, o CMN determinou que os fundos extramercado não poderiam ter títulos vinculados à Selic em suas carteiras. Os fundos extramercado são compostos por receitas de estatais como Eletrobras, Correios e Chesf, e pelos fundos de Amparo ao Trabalhador (FAT), de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Em relação ao FGTS, o Tesouro ainda precisa negociar a troca com a Caixa Econômica porque o banco é o responsável pela administração dos recursos do fundo. Quando a operação ocorrer, o Tesouro terá trocado, ao todo, cerca de R$ 100 bilhões de LFT por papéis prefixados e indexados à inflação.

Estourada banca do bicho em prédio de luxo em Porto Alegre

A Força-Tarefa de Combate aos Jogos Ilícitos, em parceria com a Assessoria de Segurança do Ministério Público, desmantelou uma banca do jogo do bicho instalada em um prédio de luxo ao lado do Shopping Bourbon Country, na Zona Norte de Porto Alegre, em operação ocorrida no final da tarde da quarta-feira. A banca estava instalada no 6° andar do prédio comercial, situado na Rua Antônio Carlos Berta, onde há escritórios e consultórios clínicos de alto padrão. No local, havia 10 funcionários da jogatina, que responderão termo circunstanciado pela prática de exploração de jogo do bicho. Foi apreendido farto material utilizado para as apostas, além de anotações referentes à movimentação da banca, talonários para a contravenção, impressoras, notebooks, máquina eletrônica de contar cédulas, R$ 37.230,55 em dinheiro e R$ 6.530,50 em cheque, totalizando R$ 43.761,05. A operação foi comandada pelo promotor José Francisco Seabra Mendes Júnior. No mesmo dia foram apreendidas 49 máquinas “caça-níqueis” em outros quatro pontos da cidade.

Prefeitura de Porto Alegre entrega novos ônibus nesta sexta-feira

A Carris está renovando parte de sua frota com a aquisição de 27 novos ônibus. Nesta sexta-feira serão entregues 16 desses veículos, sete articulados, com capacidade para 63 passageiros sentados, e nove ônibus com ar-condicionado e capacidade para 44 passageiros sentados, todos com acessibilidade. A solenidade ocorrerá às 9h30, no Largo Zumbi dos Palmares, com a presença do prefeito José Fortunati. A renovação da frota é uma melhoria que a Carris oferece aos usuários, buscando uma melhor qualidade no transporte e fortalecendo o título que a companhia detém, de melhor empresa de transporte público do País.

Eliana Calmon assina acordo para criação de um banco nacional de dados judiciais

A corregedora Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, assinou um acordo com a Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho e com o Tribunal de Justiça de São Paulo para criar um banco de dados nacional de informações sobre processos de recuperação judicial e falências. Para o juiz Marlos Melek, a medida vai favorecer o trâmite de processos trabalhistas. Segundo ele, haverá mais agilidade e economia quando disponibilizar, na internet, informações essenciais para ações que tramitam na Justiça do Trabalho. O acordo foi assinado com o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Antônio José de Barros Levenhagen, e o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori. A expectativa de Eliana Calmon é que a ferramenta esteja funcionando em, no máximo, 45 dias.

Lula fará exames na próxima semana

Os médicos do ex-presidente Lula decidiram nesta quinta-feira remarcar os exames que irão verificar se o tumor na laringe sumiu. Os exames, que estavam marcados para esta sexta-feira, ficarão para a próxima semana. Lula tem passado diariamente no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para fazer sessões de fonoaudiologia. No dia 17 de fevereiro, os médicos do ex-presidente haviam determinado um prazo de quatro a seis semanas para os exames finais, assim que foi encerrada a radioterapia.

TCU aponta falhas no projeto atrasam início das obras da Ferrovia Centro-Oeste

Diversos erros técnicos no projeto básico da construção da Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico) atrasaram o início das obras da primeira parte da estrada férrea que vai ligar Goiás ao interior do Mato Grosso. Durante audiência da Comissão de Infraestrutura, realizada nesta quinta-feira, a secretária de Fiscalização de Obras do Tribunal de Contas da União, Juliana Monteiro de Carvalho, informou que erros como ausência de detalhamento de elementos estruturais de pontes e viadutos e falta de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) foram detectados pelo órgão, que recomendou a interrupção do processo licitatório. Segundo ela, esse tipo de problema em projetos é comum, e são os principais motivos de atraso em obras ferroviárias no país.

Em três dias de testes, UnB consegue quebrar a segurança da urna eletrônica

Em apenas três dias de testes organizados pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral, um grupo coordenado pelo professor Diego Aranha, do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília, conseguiu quebrar a segurança de uma urna eletrônica. O grupo da UnB foi a único a encontrar fragilidades no sistema entre nove equipes de especialistas de todo o País que partiparam dos testes. Os alunos e professores conseguiram organizar os votos na ordem cronológica em que foram registrados em uma das urnas. “Os testes realizados pela UnB são de alto impacto, de nível tecnológico avançado. Isso permitiu mostrar ao TSE que o software tem fragilidades e ainda precisa de melhorias”, disse Wilson Veneziano, professor do Departamento de Ciência da Computação da UnB e um dos organizadores do evento. Wilson ressalta que o feito da UnB, embora demonstre "janelas no sistema", não é suficiente para fraudar uma eleição. Segundo ele, seria preciso que um hacker ficasse guardando a ordem de votação de cada eleitor para que a violação fosse possível, pois a lista que fica na mesa é arranjada em ordem alfabética.

Industriais e trabalhadores convocam atos públicos contra desindustrialização

Cresce a cada momento a reação dos empresários brasileiros e de poucos políticos contra a política econômica do atual governo do PT, que desindustrializa a olhos vistos e torna a economia cada vez mais refém dos produtos primários. O governo do PT promove uma política econômica entreguista. A nota a seguir dá informações sobre os protestos que 30 entidades industriais e sindicais promoverão a partir do dia 26 em todo o País. Em Porto Alegre, a manifestação acontecerá no dia 26. Adverte a nota a seguir: “O governo não tem implementado ações capazes de reverter o atual quadro”: "Prezado Associado - Lideranças representativas dos empresários e dos trabalhadores da indústria calçadista brasileira vêm travando uma grande batalha no sentido de alertar os governos federal e estaduais sobre o galopante processo de desindustrialização vivenciado pela indústria de transformação no Brasil. Infelizmente, apesar dos trabalhos bem fundamentados que vêm sendo apresentados, o governo não tem implementado ações capazes de reverter o atual quadro. O fato é que a situação vem se agravando e as entidades patronais e entidades que representam os trabalhadores, chegaram à conclusão de que é necessário aumentar o nível de pressão sobre o governo e, ao mesmo tempo, chamar a atenção da sociedade para as consequências que este processo de desindustrialização trará à sociedade. Neste sentido, estamos organizando uma GRANDE MOBILIZAÇÃO NACIONAL, onde trabalhadores e empresários realizarão manifestações públicas nos vários estados industrializados para cobrar medidas efetivas e emergenciais que possam minimizar imediatamente a invasão de produtos importados no mercado brasileiro e a perda de competitividade frente aos concorrentes internacionais. Temos convicção de que qualquer governo só se mobiliza mediante pressão, por isso é de fundamental importância o seu engajamento neste movimento, participando e incentivando os seus funcionários para que também participem. Vamos, juntos, chamar a atenção do governo e da sociedade para o ato de vandalismo econômico que vem sendo praticado contra a indústria de transformação brasileira. A Abicalçados está apoiando este grande movimento nacional que é organizado por cerca de 30 entidades patronais e de trabalhadores, dentre elas: ABIMAQ; ABIPEÇAS; ABIFA; ABINEE; ABIPLAST; ABIQUIM; ABIT; CTB; CGTB; CNM/CUT; CNTM; FIESC; FIESP; FIEP; FIERGS; FORÇA SINDICAL; IABR; MOV. BRASIL EFICIENTE; SICETEL; SIMMERS; SIMEFRE; SINAFER; SIND. MET. ABC; SIND. MET. SP; SINDITEXTIL; UGT; UNE; ASS. PAUL. MUNICÍPIOS". O ato está marcado para a próxima segunda-feira, às 13 horas, em Porto Alegre.

Jornal Nacional amplifica nacionalmente a decisão do governo gaúcho de violar a lei do piso do magistério

Foi duríssima a reportagem do Jornal Nacional, que acabou desnorteando o Palácio Piratini diante da ferocidade do apresentador William Bonner ao criticar frontalmente o governador Tarso Genro no caso do pagamento do piso nacional do magistério. Quase ao final da matéria, a repórter deu voz a Tarso Genro, que mistificou completamente o assunto, ao declarar: "Quem criou (o piso) que indique as fontes de onde sairá o dinheiro". Ocorre que foi o próprio Tarso Genro quem assinou com Lula e outros ministros a lei do piso. Um dos artigos da nova lei (2008) prevê o reajuste do piso pelo índice Fundeb. Desde agosto do ano passado, depois de acórdão do Supremo Tribunal Federal, os Estados não têm mais o que discutir sobre o assunto e precisam cumprir a lei, coisa que Tarso Genro nega-se a fazer. Veja a matéria no Jornal Nacional no vídeo abaixo.

Cpers quer buscar o piso nos tribunais e pensa em greve de grandes proporções

O Cpers não descarta recorrer à Justiça para obrigar o governo a cumprir a lei, assinada pelo então ministro da Educação, Tarso Genro, e pagar o piso salarial nacional ao Magistério. Foi o que garantiu a esta página, nesta quinta, um dirigente da entidade. Entretanto, se vier a ingressar com uma ação, isto não acontecerá agora, devido à lentidão dos trâmites judiciais. A prioridade, neste momento em que a categoria já se encontra em estado de greve, é mobilizar os professores para fazer uma grande paralisação. O dirigente acredita que, diante da certeza de que o governo não pagará o piso nacional, os professores estão mais revoltados e inconformados do que nunca com seu parceiro histórico (o PT) e compreendem que, sem uma pressão maciça, o governo não reverá sua postura.

Preocupação do governo, agora, é com a política salarial dos policiais civis

A Ugeirm estima que a paralisação de dois dias da Polícia Civil, iniciada na quarta-feira e com término marcado para a noite desta sexta-feira, esteja com 90% de adesão em todo o Estado do Rio Grande do Sul. Após este período, o sindicato determinará que escrivães, inspetores e investigadores sigam com uma espécie de operação padrão (chamada “Cumpra-se a Lei”) até que o governo acene com uma proposta de reajuste que contemple seus pleitos. A categoria quer a adoção de uma política salarial verticalizada, isto é, que reajustes concedidos aos delegados sejam estendidos a toda força policial de forma equânime. Também exige que os aumentos prevejam que, para 2018, o piso inicial de um inspetor, por exemplo, hoje, em R$ 2.200,00, alcance R$ 8.300,00. A proposta do governo previa, para daqui a seis anos, R$ 4.900,00.

Vigilantes da Capital entram em greve por 15% de reajuste salarial

O Sindicato dos Vigilantes decretou nesta quinta-feira greve por tempo indeterminado em Porto Alegre. Uma passeata reunindo cerca de 300 participantes parou o trânsito no centro da Capital, esta manhã, para marcar o início da paralisação. A caminhada iniciou na avenida Borges de Medeiros e se concentrou, posteriormente, à frente da sede da empresa Rudder, na Avenida Ipiranga, próximo à avenida Getúlio Vargas, no bairro Menino Deus. A Rudder é a maior empresa de segurança privada gaúcha. A categoria está pedindo 15% de reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

Rio Grande do Sul é um dos cinco maiores produtores de leite no Brasil

Dados da Embrapa, apresentados em um workshop da cadeia do leite, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), mostrou que a cadeia produtiva do leite é uma das mais importantes do complexo agroindustrial brasileiro, movimentando, anualmente, cerca de US$10 bilhões e emprega aproximadamente três milhões de pessoas. Os principais produtores de leite no mundo são os Estados Unidos, Índia, China, Rússia e Brasil. No Brasil, os maiores produtores são Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e São Paulo.

Indústria de produtos plásticos no Rio Grande do Sul espera crescer 4% em 2012

A expectativa da indústria de produtos plásticos no estado é crescer cerca de 4% em 2012, conforme anunciou nesta quinta-feira o presidente do Sinplast (Sindicado das Indústrias de Material Plástico do Rio Grande do Sul), Alfredo Schmitt. Os números gerais do setor mostram um faturamento em 2011 de R$ 4.786 milhões, com um consumo de 511 mil toneladas de resinas e a geração de 29.223 novos empregos. Para esse ano já estão garantidos, adiantou Schmitt, R$ 24 milhões de investimentos para o setor. O presidente do Sinplast afirmou que as expectativas do setor em 2012 são positivas quanto a evolução de apoio do Governo do Estado no crescimento da indústria, com o programa setorial a ser lançado; referente ao modelo de competitividade que a indústria plástica gaúcha busca, relacionado ao preço de matérias-primas ou de insumos e esperança quanto à política de desoneração da folha de pagamento funcional das empresas, que pode incluir o setor plástico nesse projeto. A crítica do setor de plásticos é quanto o crescimento da entrada de produtos importados no País, em especial asiáticos, que pode causar a desindustrialização do setor. Em 2011 houve um recuo de 2,6% no consumo de de resinas, em relação a 2010. Em termos de participação do Rio Grande do Sul no consumo de resinas no Brasil, o Estado tem 7,9% desse mercado.

Ministro da Agricultura vai pedir fim do embargo a exportação de carnes gaúchas para a Rússia

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, viaja para Moscou na próxima semana para discutir a retirada dos entraves à importação de carnes brasileiras, impostos pelas autoridades sanitárias russas em junho do ano passado. Alegando "questões técnicas", os russos suspenderam as importações de carnes de frigoríficos situados no Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso. Mendes Ribeiro Filho tem encontro marcado com a ministra da Agricultura da Rússia, Yelena Skrynnik, dia 30, quando irá entregar o relatório sobre o cumprimento das normas sanitárias exigidas pelas autoridades russas nos três Estados embargados, a fim de conseguir a retomada imediata da comercialização. Ele adiantou que recebeu a confirmação da liberação de mais uma planta que está sobre embargo provisório. Segundo o Ministério da Agricultura, para agilizar as negociações e resolver as pendências técnicas que ainda barram o comércio de carnes dos três Estados com a Rússia, o Secretário de Defesa Agropecuária, Enio Marques, chegará em Moscou dois dias antes do Ministro. Marques realizará as primeiras reuniões com as autoridades russas e deverá definir os últimos detalhes da missão daquele país que visitará as plantas brasileiras em breve. O Brasil é hoje um dos principais provedores de carne à Rússia, com 35% das importações de carne de porco, 45% da bovina e 19% da carne de aves, conforme dados do Instituto de Marketing Agrícola de Rússia. A última missão russa esteve no Brasil no final de novembro do ano passado.

Justiça do Trabalho repassou R$ 15 bilhões a trabalhadores brasileiros em 2011 e Rio Grande do Sul pagou mais de R$ 1,5 bilhão

A Justiça do Trabalho repassou R$ 15 bilhões a trabalhadores que ajuizaram ações ou fizeram acordos em 2011. Segundo levantamento feito pelo Tribunal Superior do Trabalho, o valor é 32% mais alto do que os R$ 11,2 bilhões registrados em 2010. Do total de 2011, R$ 10,7 bilhões, ou 72%, decorrem de execuções trabalhistas encerradas. O Rio Grande do Sul figura em quarto lugar com o pagamento de R$ 1.573.693.210,60. Na faixa de R$ 1, 5 bilhão ficaram também a 1ª Região (Rio de Janeiro) e a 9ª Região (Paraná). De acordo com o relatório, a 2ª Região da Justiça do Trabalho, que abrange a região metropolitana de São Paulo e a Baixada Santista, foi a que mais pagou no ano passado. Foram R$ 2,5 bilhões, ou 16% do total pago no país. O restante do estado de São Paulo, que corresponde à 15ª Região, foi responsável pelo pagamento de mais R$ 1,5 bilhão.

Produtores rejeitam aumento de tributos previsto na MP 556/2011

A mobilização do setor do agronegócio é grande para rejeitar o aumento de impostos previstos na Medida Provisória 556/2011, que prevê aumento em até 9,25% da alíquota de PIS/Cofins e a elevação da Contribuição sobre Intervenção no Domínio Econômico (Cide) incidente sobre o etanol. O relator da MP na Câmara Federal, deputado federal Jerônimo Goergen, é radicalmente contrário a essa proposta e antecipou que acatará, em seu relatório, emendas que permitam a reversão do aumento de tributos. “Nosso relatório vai no sentido contrário, buscando inclusive a isenção tributária de equipamentos de irrigação e a equalização tributária do arroz importado”, exemplifica. Das 41 emendas apresentadas, o relator acatou somente 12; entre elas a proposta encaminhada pelas centrais sindicais, que isenta a participação dos lucros e resultados dos trabalhadores da incidência de Imposto de Renda. Outra emenda que será acatada é a que isenta as multas do supersimples naquilo que foi renegociado. Além de tributar o setor produtivo, a MP 556 trata de assuntos diversos, como questões previdenciárias e alterações no Programa Minha Casa Minha Vida.

Desembargadores pedem divulgação de "lista secreta" do Tribunal de Justiça de São Paulo

Sob pressão constante desde que estourou a crise dos contracheques milionários, desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo defenderam nesta quarta-feira a imediata publicação da lista secreta dos 29 magistrados que receberam pagamentos antecipados de verbas indenizatórias. A manifestação ocorreu em meio à sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, quando foi lido requerimento do desembargador José Carlos Xavier de Aquino que pede certidão da corte informando que ele não foi contemplado com montante indevido. “Essa situação tem gerado forte desassossego pessoal, familiar, mas amplamente social, mesmo na esfera do convívio nesta corte, porque persiste uma suspeita difusa contra todos os possíveis beneficiários dos pagamentos antecipados”, escreveu Aquino. Ele pondera que tem o direito a uma declaração do tribunal de que nada ilegal recebeu: “Parece que a gente pede desculpas porque é desembargador. Se não publicam quem recebeu, então ao menos quero a certidão. Como eu, muitos colegas vão pedir. Eu não quero acusar ninguém, não quero criar intriga. Só quero que o meu nome não seja envolvido. Não devo nada. Não aguento mais, é uma pressão terrível". Os 29 da lista são alvo de procedimentos administrativos instaurados por ordem do presidente do Tribunal de Justiça, Ivan Sartori. Cinco deles receberam acima de R$ 600 mil. Um ex-presidente, Roberto Bellocchi, ficou com R$ 1,44 milhão. Os 24 restantes receberam entre R$ 100 mil e R$ 400 mil. Os valores são devidos, diz Sartori. O problema está na forma como se deu a liberação de tanto dinheiro. “Nós estamos apanhando todos os dias da imprensa”, desabafou o desembargador Ribeiro da Silva: “Peço que esse Órgão Especial vote a abertura da lista, por questão de legítima defesa da honra dos magistrados que não receberam o pagamento". Os desembargadores que lideram o movimento pela abertura da lista secreta não admitem a toga difamada. “Constantemente estamos sendo chamados a nos defender a colegas e amigos”, argumentou o desembargador Grava Brazil, eleito recentemente para cadeira no Órgão Especial. Ele relatou que durante a campanha o que mais ouviu nos gabinetes foi o clamor dos colegas para que a lista dos pagamentos autorizados fosse aberta.

Suspeito de Toulouse diz ter agido só e promete se render nesta quarta

O assassino de Toulouse e de Montauban, que está cercado pela polícia em um prédio, disse que vai se render "no final da tarde" desta quarta-feira e reivindicou os três ataques nos quais disse ter agido "sozinho", declarou o procurador de Paris, François Molins. Acusado de matar três crianças e um professor em uma escola judaica na última segunda-feira (19), Mohamed Merah está cercado por forças especiais da polícia francesa, em um prédio residencial no bairro Croix-Daurade, em Toulouse. Durante o cerco, o suspeito trocou tiros com a polícia e deixou três policiais feridos. A Raid (unidade de elite da polícia) realizou "várias tentativas de entrar" no apartamento de Toulouse no qual Merah está, sendo atacada a tiros a cada tentativa, acrescentou o procurador durante uma entrevista coletiva à imprensa. Nas conversas com os policiais, o suspeito "não manifesta arrependimento algum", a não ser por "não ter feito mais vítimas", e se vangloria de ter "colocado a França de joelhos", acrescentou Molins. Merah pretendia assassinar "dois membros da polícia, particularmente conhecidos na comunidade" de Toulouse, assim como um militar nesta quarta-feira, disse ainda o procurador. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou a representantes da comunidade judaica que o suspeito pretendia executar um novo ataque. Nicole Yardeni, delegada local do Crif (Conselho Representativo de Instituições Judaicas), afirmou que Sarkozy fez a revelação durante uma reunião com representantes das comunidades religiosas em Pérignon, perto do local onde o suspeito está cercado pela polícia. "Ele tinha um plano para matar na manhã desta quarta-feira", disse Yardeni.

ANP aplica 25 autuações na Chevron por vazamento de novembro

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) aplicou 25 autuações à Chevron por conta do primeiro vazamento de óleo no campo de Frade, na bacia de Campos, ocorrido em novembro. A petroleira foi comunicada ontem da decisão e terá 15 dias para recorrer, contados a partir do dia 20 de março. Segundo a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, a agência vai analisar as respostas da Chevron para definir qual será a pena a ser aplicada pelo vazamento de 2.400 mil barris de óleo em novembro. "Temos algumas divergências com a operadora. São divergências técnicas", disse. Com relação ao novo vazamento no campo de Frade, detectado neste mês, Magda disse que ainda não é possível determinar a causa do acidente, nem se existe relação com o de novembro. Ela também não confirmou se houve excesso de pressão na perfuração do poço. A agência vai analisar agora o óleo derramado este mês para ver se as características são semelhantes ao do primeiro vazamento.

Vale foi a empresa mais lucrativa da América Latina em 2011

O lucro de Vale em 2011, de cerca de US$ 20 bilhões, foi o melhor resultado da América Latina, de acordo com levantamento feito pela consultoria Economatica. A comparação com outras empresas considera valores em dólar, calculado com base na cotação de 31 de dezembro. A mineradora brasileira é a quinta colocada quando considerados também os resultados das empresas norte-americanas. Essa lista é encabeçada pela petroleira Exxon Mobil, que teve um lucro líquido de US$ 41 bilhões em 2011 e repetiu a primeira colocação do ano anterior. A outra representante brasileira situada entre as 10 mais lucrativas é a Petrobras, que caiu da segunda posição no ano passado para o oitavo lugar neste ano. O lucro da estatal no ano passado foi de US$ 17,8 bilhões. O forte resultado da Apple alçou a empresa para a segunda colocação na lista de lucratividade de 2011. A empresa de tecnologia, que lucrou US$ 33 bilhões e tem o maior valor de mercado, era a oitava no ranking no ano anterior.

Governo define manual para pessoa com síndrome de Down

O Diário Oficial da União publicou nesta quarta-feira um anexo que define o Manual de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down. Os detalhes contidos no texto serão publicados no site do Ministério da Saúde. No Brasil há cerca de 4,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, segundo dados recentes do IBGE. Com o manual, o governo espera esclarecer dúvidas e colocar à disposição do público informações detalhadas sobre como proceder quanto ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento das pessoas com deficiência. O texto da cartilha foi elaborada com o apoio do SUS, que forneceu dados sobre o atendimento e a qualificação de profissionais e equipes públicas.

OSX, de Eike Batista, deve fechar o ano com US$ 8 bilhões em carteira

A OSX, empresa de construção naval do grupo EBX, de Eike Batista, inicia o ano com a possibilidade de fechar mais quatro contratos que poderão elevar a carteira de encomendas dos atuais US$ 6 bilhões para pelo menos US$ 8 bilhões. A informação foi dada nesta quarta-feira pelo presidente da companhia, Luiz Eduardo Carneiro. Ele informou que a OSX irá participar de duas licitações da Petrobras, cujos detalhes não podem ser divulgados ainda pela companhia. Além disso, a OSX confirmou que atualmente negocia com a Sete Brasil a construção de duas sondas para a Petrobras. Carneiro confirmou ainda que o valor deverá girar em torno de US$ 1,6 bilhões. O presidente da OSX foi além, ao afirmar que sua empresa tem condição para entregar até sete navios sonda dentro do pacote de 21 encomendadas pela Petrobras ao mercado. De acordo com os termos da licitação, o prazo para a entrega do primeiro equipamento é de 48 meses. Os navios subsequentes, têm de ser entregues em 12 meses cada. "Teríamos tempo de fazer todas as sondas, caso o prazo de entrega fosse muito longo. Como sabemos que isso não é possível, temos condição de entregar até sete sondas", afirmou Carneiro. Há ainda mais um contrato de integração de um casco de plataforma para a empresa Modec, totalizando quatro contratos para o ano, além da carteira já fechada. Atualmente, a carteira da OSX é composta por cinco navios plataforma (FPSO) para a OGX, dos quais um já foi entregue (OGX-1), e mais contratos com duas empresas, a Kingfish Navegação e a Sapura Navegação. O contrato com a OGX é de US$ 5 bilhões. Já o contrato com a Kingfish, que inclui a construção de 11 navios-tanque, é de US$ 732 milhões. O contrato com a Sapura, de US$ 263 milhões, prevê a construção de uma navio do tipo PLSV, que lança tubos flexíveis ao mar. O diretor Financeiro e de Relações com Investidores da OSX, Roberto Monteiro, afirmou que atualmente a relação de pedidos da companhia é de 70% de encomendas da OGX e 20% do mercado. Ele disse acreditar que daqui cinco ou seis anos a tendência é que essa relação seja invertida, onde os pedidos do mercado superem os da co-irmã OGX. A OSX informou ainda que deu início a licitação internacional para a conversão dos cascos dos FPSOs OSX-4 e OSX-5. Os FPSOs em geral são navios petroleiros antigos que são convertidos para exploração e produção de petróleo. De acordo com o diretor de Operações da empresa, Carlos Bellot, a previsão é receber as propostas até abril desse ano e assinar o contrato até maio. Os outros dois FPSOs (OGX-2 e OGX-3), afirmou Bellot, já estão em processo de contrução.

Governo sofre derrota para ruralistas em votação sobre terras indígenas

A bancada ruralista impôs uma derrota ao governo ao aprovar, nesta quarta-feira, emenda constitucional que transfere para o Congresso a competência sobre a demarcação de terras indígenas. O texto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara após quase quatro horas de discussão. O governo é contrário à emenda por considerá-la inconstitucional e considerar que a bancada ruralista impedirá qualquer nova demarcação de terra. Atualmente, a atribuição é do Executivo, que analisa o assunto após parecer da Funai. Na votação, os deputados ruralistas conseguiram aprovar ainda duas outras PECs (proposta de emenda constitucional): uma que trata da demarcação das terras para quilombolas e outra das áreas de conservação ambiental. Todas passam para o Congresso a competência de debater o assunto. Integrante da bancada ruralista, o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) argumenta que os deputados não podem fazer "uma injustiça contra os agricultores" com o argumento indígena. "Eles não precisam mais de terras, pelo menos não para a preservação cultural", disse. Na opinião do deputado, cerca de 24% do território nacional está em risco.

Luiz Marinho tenta reunir Marta e Haddad em São Bernardo

Um dos principais interlocutores do ex-presidente Lula, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), engrossou o esforço para aproximação da senadora Marta Suplicy e o pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. Os dois foram convidados para a inauguração do CEU que levará o nome da mãe da ex-primeira-dama Marisa Letícia. O CEU Regina Rocco será inaugurado no dia 14. O uso do nome CEU, uma marca da gestão Marta (2001-2005), justificaria a presença da senadora.

Aluno gay é agredido por colega de classe em escola no Rio Grande do Sul

Um adolescente de 15 anos afirma que foi agredido na saída da Escola Estadual Onofre Pires, em Santo Ângelo (RS), por ser homossexual. O caso ocorreu no último dia 13 e está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente da cidade. Segundo a carta escrita pelo adolescente e enviada a ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros), as agressões verbais começaram assim que ele assumiu que é gay, no início do ano letivo. Segundo a adolescente, alguns professores eram coniventes com as agressões. No dia 13, os xingamentos se transformaram em violência física. "Hoje, durante a aula de física, um colega de classe veio me xingando e perguntando se eu queria apanhar porque era viado, e eu respondi: 'eu não tenho medo de você'. E na saída ele disse: 'se você não tem medo de mim, vai levar facada pra aprender'", relata o adolescente em um dos trechos da carta. Ao sair da escola, o aluno foi agredido com socos e pontapés pelo colega de classe. Ele era novo na escola e diz que também sofria violência verbal na antiga instituição. Após a agressão, o estudante do 1º ano do ensino médio foi atendido por funcionários da escola e encaminhado à polícia, onde registrou um boletim de ocorrência por lesão corporal. Dias depois, ele foi transferido pelos pais para outra escola. A delegada Elaine Maria da Silva disse que instaurou um procedimento para investigar a suspeita de ato infracional. "Ainda preciso ouvir os envolvidos para saber o que aconteceu, mas acredito que dentro de 30 dias a investigação esteja concluída", afirma a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Orlando Silva diz que governo tem de cumprir acordo com Fifa

Ministro do Esporte quando o ex-presidente Lula assumiu compromisso com a Fifa de liberar a venda de bebida nos estádios, Orlando Silva disse nesta quarta-feira que o acordo tem que ser "honrado". "Está no papel, está assinado, foi assinado pelo governo federal, pelos Estados", disse. Segundo ele, mesmo que o Palácio do Planalto transfira para os Estados a decisão de liberar a bebida, os governadores concordarão porque também assinaram compromisso com a Fifa.
"A lei que vai ser votada aqui, eu espero que referende isso, o compromisso que é do governo, dos Estados e das cidades. No compromisso assinado, tem regras para os Estados também", afirmou.

Senado aprova folga para trabalhador prestar concurso público

O Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que permite ao trabalhador se ausentar do emprego por até oito horas por mês para realizar concurso públicos ou provas em estabelecimentos educacionais. O projeto (PLS 220/2011) altera a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) para incluir o benefício ao trabalhador. O texto foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado, por isso só vai ser votado em plenário se houver recurso apresentado por mais de oito senadores. Do contrário, segue direto para análise da Câmara. O projeto inicial, alterado durante sua tramitação no Senado, previa a possibilidade de ausência do emprego apenas para trabalhadores matriculados em estabelecimento de ensino regular. Com a mudança, a regra vale para todos os trabalhadores que desejarem participar de seleções públicas. "A melhor forma de garantir a efetiva melhoria de vida do trabalhador é permitir que o trabalhador possa se ausentar do trabalho para se submeter a provas de concursos públicos", disse o senador Cícero Lucena (PSDB-PB), relator do projeto na CAS.

Atirador de Toulouse diz que cumpria missão da Al Qaeda na França

O autor do massacre de Toulouse e de Montauban, Mohamed Merah, que está cercado pela polícia em um prédio, disse que havia aceitado uma missão da rede terrorista Al Qaeda, e que se recusou a perpetrar um ataque suicida. As informações foram divulgadas pelo ministro francês do interior, Claude Guéant, à rede de TV francesa TF1. Segundo ele, Merah diz ter recebido instruções da Al Qaeda durante estadia no Paquistão, e foi levantada a possibilidade de uma ação suicida, proposta que teria sido rejeitada.

Oposição questionará na Justiça nomeações temporárias para ANTT

A oposição vai ingressar com uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade) no Supremo Tribunal Federal para questionar o decreto da presidente Dilma Rousseff que dá poderes ao ministro dos Transportes para indicar diretores interinos da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). DEM e PSDB afirmam que, pela Constituição Federal, cabe ao Senado aprovar as indicações, -por isso Dilma desrespeitou a lei ao permitir indicações temporárias. "O decreto muda a Constituição. A presidente passou por cima das prerrogativas do Senado. A Adin vai arguir a presidente sobre o seu erro", disse o presidente do DEM, senador José Agripino Maia (RN). O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), disse que Dilma fez uma "afronta" à lei ao editar o decreto: "Hoje os diretores são qualificados, amanhã não são mais, isso abre um vácuo numa agência importante". O Senado rejeitou, no início do mês, a recondução do ex-diretor-geral da agência, Bernardo Figueiredo --o que deixou a diretoria colegiada desfalcada, com apenas dois integrantes: Ivo Borges de Lima e Jorge Luiz Macedo Bastos. É preciso um quórum mínimo de três para deliberações. Temendo novas derrotas, Dilma mandou suspender as votações das indicações dos outros diretores da agência que tramitam no Senado.

Em crise com Planalto, PTB desfaz bloco com PSB e PCdoB na Câmara

O PTB desfez nesta quarta-feira o bloco com o PSB e PCdoB na Câmara dos Deputados. O partido tomou essa decisão porque PSB e PCdoB votam, normalmente, alinhados com o governo Dilma Rousseff e o partido passou a votar contra o Planalto até que haja melhora na relação com os aliados. Depois de romper com o PSB e PCdoB, o PTB passou a formar bloco com o PSC, que aderiu à tese da obstrução dos projetos em votação na Câmara dos Deputados. Um exemplo disso ocorreu nesta tarde, no plenário da Câmara. A maioria dos partidos, inclusive PMDB, PTB e PSC, obstruiu requerimento de votação da Lei Geral da Copa para adiar as discussões para a semana que vem. "O PSC e PTB estão em obstrução até que as matérias em pauta sejam discutidas pelo conjunto dos parlamentares e, nas eleições municipais deste ano, sempre que possível, o bloco PSC/PTB será reproduzido com candidaturas próprias", diz nota do bloco. PTB e PSC somam 38 deputados: 21 petebistas e 17 socialistas-cristãos.

Câmara aprova convocação de ministra do Planejamento

A Comissão de Trabalho da Câmara aprovou nesta quarta-feira, por 11 votos a 9, a convocação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O requerimento aprovado pede que a ministra explique as consequências da suspensão de concursos públicos federais, determinada há um ano. Deputados da oposição, no entanto, devem aproveitar a audiência para questionar Miriam sobre obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), por exemplo. "Vamos tentar explorar o máximo possível nessa audiência. Temos muitas dúvidas no Planejamento", afirmou a deputada Andreia Zito (PSDB-RJ). A deputada explica ainda que, apesar de suspensão de concursos, o governo federal trabalha com inúmeros terceirizados.