terça-feira, 13 de março de 2012

Sete Brasil espera até US$ 13,2 bilhões em empréstimos do BNDES

A Sete Brasil, empresa que recebeu encomendas de 28 sondas de perfuração da Petrobras, espera receber empréstimos da ordem de até US$ 13,2 bilhões do BNDES para financiar parte da construção dos equipamentos. A Sete Brasil recebeu em fevereiro encomendas de afretamento de 21 sondas da Petrobras avaliadas em cerca de US$ 60 bilhões. Anteriormente, a empresa havia recebido encomendas de outras sete sondas. Representantes da Sete Brasil disseram que a empresa já tem uma carta do BNDES que garante o financiamento das primeiras sete sondas para um montante de 80% a 100% do conteúdo local das unidades, o que equivale a US$ 2,7 bilhões a US$ 3,4 bilhões. A Sete Brasil espera tratamento similar para o financiamento das demais sondas, o que poderia totalizar aporte de US$ 13,2 bilhões no período de nove anos até 2020.

OSX, de Eike Batista, confirma captação de US$ 500 milhões no Exterior

A OSX, companhia do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, confirmou nesta terça-feira a captação de US$ 500 milhões no mercado internacional mediante emissão de títulos de dívida, por meio de sua subsidiária OSX-3 Leasing B.V. Os títulos terão vencimento em março de 2015 e juros de 9,25% ao ano, pagos trimestralmente. "A OSX-3 Leasing BV terá a opção de resgate total antecipado dos títulos ("call") entre 15 e 24 meses da emissão a 103% do valor de face, ou entre 24 a 36 meses a 102% do valor de face", diz o comunicado enviado ao mercado nesta terça-feira. Os recursos serão utilizados para a construção do FPSO OSX-3, plataforma de petróleo que será arrendada para a OGX para a operação na Bacia de Campos por 20 anos.

Inadimplência de veículos atinge o maior patamar em 30 meses

A taxa de inadimplência de veículos, considerando atrasos acima de 90 dias, alcançou 5,26% da carteira de crédito para pessoa física em janeiro no País. O percentual é o mais alto em 30 meses, sendo superado apenas pelo dado contabilizado em julho de 2009 (5,34%). Para o presidente da Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), Décio Carbonari, ainda é cedo para afirmar como será 2012. "O aumento da inadimplência não é positivo, mas a situação segue sob controle. Além disso, baseado no cenário de retomada da atividade econômica e crescimento da renda média do brasileiro, o índice deve baixar nos próximos meses", prevê. A taxa de juros fechou em 2% ao mês. Os planos de financiamento nos novos contratos chegaram a média de 41 meses, três a menos do que o registrado um ano atrás. O saldo total de crédito para aquisição de carros atingiu R$ 200,9 bilhões, com crescimento de 8% em comparação com igual período do ano passado.

Problema em sistema afeta emissão de CNH em todo o País

Um problema no sistema do Serpro (empresa que administra parte dos sites do governo federal) impediu a emissão de carteiras de habilitação em todo o País nesta terça-feira. Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), o problema começou na madrugada, afetando o Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação), responsável pela emissão e renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). No período da manhã, houve ainda um problema que atingiu parcialmente o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e prejudicou a emissão de documentos.

Indústria estaria quebrada sem medidas cambiais, diz Mantega

O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta terça-feira que, sem as medidas adotadas pelo governo brasileiro para conter a valorização do real, a cotação do dólar estaria no patamar de R$ 1,40. "Toda a indústria brasileira estaria quebrada. Não teríamos competitividade", disse o ministro, durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Segundo Mantega, a principal medida de defesa do Brasil contra a crise internacional é a administração do câmbio. Ele criticou as medidas expansionistas, de liberar dinheiro por intermédio de bancos centrais, adotadas pelos países desenvolvidos que, segundo ele, não será eficiente para a recuperação de suas economias. "Não podemos fazer papel de bobo e nos deixar levar pela manipulação cambial dos países avançados", afirmou. O governo tem reiterado que está disposto a defender a indústria nacional, que enfrenta condições adversas de competitividade por conta da guerra cambial. Em menos de duas semanas desde a última elevação, o governo decidiu ampliar novamente a incidência de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre empréstimos feitos no Exterior.

Aluna bate em professora dentro da sala de aula em Minas Gerais

Uma aluna de 15 anos agrediu uma professora durante a aula em uma escola de Minas Gerais. A agressão, que ocorreu na última quarta-feira, foi gravada por alunos, e o vídeo foi parar na internet. A discussão ocorreu quando a professora, que dava aula de física na escola estadual Rotildino Avelino, em Coronel Fabriciano (a 198 quilômetros de Belo Horizonte), pegou um bilhete que a aluna passava para uma colega. Revoltada com a bronca, a aluna se levantou e, durante a discussão, deu tapas no rosto da professora. Um colega precisou intervir e retirou a garota da sala. Segundo Maria do Carmo Silva Melo, diretora da Superintendência Regional de Ensino, a direção da escola convocou as duas para esclarecer a situação. A aluna disse que perdeu o controle e pediu desculpas à professora.

Celulose representará 10% do segmento industrial da ALL em 2012

O transporte de celulose responderá por mais de 10% do segmento industrial da ALL no final deste ano, em decorrência do início das operações da Eldorado Brasil em Três Lagoas (MS), segundo o diretor financeiro e de Relações com Investidores da empresa de logística, Rodrigo Campos. Atualmente, o transporte industrial responde por 20% dos negócios totais da ALL. "A expectativa é que Eldorado represente 7% do negócio industrial", disse o executivo nesta terça-feira. A Eldorado entrará em operação no final deste ano, com capacidade para produzir 1,5 milhão de toneladas de celulose, volume totalmente destinado a exportação. A ALL já realiza o transporte de celulose da Fibria, que também possui uma unidade em Três Lagoas, respondendo por cerca de 4% do transporte industrial da companhia.

Justiça condena 24 acusados de ligação com máfia do jogo no Rio de Janeiro

A juíza Ana Paula Vieira de Carvalho, da 6ª Vara Federal no Rio de Janeiro, condenou os réus no processo da chamada Operação Hurricane, desencadead em 2007. Os mandados de prisão foram cumpridos nesta terça-feira. Entre os condenados estão contraventores, policiais civis e federais e empresários. De acordo com a juíza, "a corrupção de um magistrado, como já se viu, configura intolerável atentado ao Estado de Direito, porque afeta um de seus pilares, qual seja, a existência de um Judiciário forte e independente. O suborno de um juiz inaugura uma situação de desigualdade e insegurança entre os cidadãos, a quem se passa a percepção de desproteção e odioso privilégio conferido apenas àqueles que podem pagar pela proteção judicial comprada. Fragiliza não só o Judiciário e sua imagem, mas a própria democracia e os direitos e garantias individuais, cujos garantes finais são os juízes probos e infensos a pressões políticas ou econômicas de qualquer espécie. Por fim, considero ainda relevante a especial sofisticação da forma de agir da quadrilha chefiada pelo acusado". A juíza determinou que 10 dos 24 condenados fossem presos imediatamente por sua alta periculosidade. Antonio Petrus Kalil, o Turcão, que está doente, deve cumprir prisão domiciliar. Além dele, a juíza determinou a prisão de Aniz Abraão David, o Anísio da Beija-Flor; Ailton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães; José Renato Granado, Nagib Suaid, Julio Guimarães (sobrinho do Capitão), João Oliveira de Farias, Marcelo Kalil, o policial civil Marcos Antonio dos Santos Bretas e Jaime Garcia Dias. Ainda foram condenados dois delegados federais, um delegado federal aposentado e um policial civil. O juiz federal José Eduardo Carreira Alvim, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região e o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, Paulo Oliveira Medina, também investigados na Hurricane e acusados de corrupção, tiveram o processo desmembrado. Veja as penas: Ailton Guimarães Jorge, Antonio Petrus Kalil e Aniz Abraão David, apontados como os líderes da máfia do jogo no Rio de Janeiro, pena de 2 anos e 11 meses de reclusão; Nagib Teixeira Suaid: homem de confiança de Aniz Abrão David que operava os escritórios da quadrilha, recebeu pena de 2 anos e 10 meses de reclusão; Marcelo Calil Petrus, filho de Antonio Kalil, o Turcão, escolhido para suceder o pai na organização, teve pena de 2 anos e 10 meses de reclusão; Julio César Sobreira, sobrinho do Capitão Guimarães e escolhido para sucedê-lo, é dono de bingos, pontos de jogo do bicho e máquinas caça-níqueis e chefiava o escritório destinado para o pagamento de propina a policiais, levou pena de 2 anos e 10 meses de reclusão; João Oliveira de Farias, homem de confiança do Capitão Guimarães, também dono de caça-níqueis e pontos de bicho, recebeu pena de 2 anos e 10 meses de reclusão; Carlos Pereira da Silva, delegado federal, teve pena de 48 anos, 8 meses e 15 dias de reclusão e 1.180 dias-multa; Miguel Laino, policial civil, levou pena de 40 anos e seis meses de reclusão; Luiz Paulo Dias de Mattos, delegado federal aposentado, foi sentenciado a pena de dois anos e seis meses de reclusão; Susie Pinheiro Dias de Mattos, delegada federal, mulher de Luiz Paulo, recebeu pena de 9 anos e 4 meses de reclusão; Francisco Martins da Silva, agente administrativo da Polícia Federal, recebeu pena de 5 anos e 10 meses de reclusão; Marcos Antonio dos Santos Bretas, policial civil, levou pena de 2 anos e 10 meses de reclusão.

Exportação de frango do Brasil cai 5% em fevereiro

As exportações brasileiras de carne de frango recuaram 5% em fevereiro ante o mesmo mês de 2011, para 281,6 mil toneladas, reflexo da redução das compras pelo Japão e alguns países do Oriente Médio, além da instabilidade cambial, apontou a associação que reúne a indústria. A Ubabef informou que a receita em fevereiro caiu 8,2%, para US$ 539,6 milhões ante o mesmo período do ano passado. As vendas para o Japão caíram 27%, segundo o levantamento da indústria. A Ubabef considera que o País está utilizando estoques formados depois de compras acima da média. Além disso, no início do ano passado, os japoneses importaram volumes mais elevados que a média. O setor também apontou redução das vendas para o Irã, que vem reduzindo drasticamente as importações desde agosto, na tentativa de proteger a indústria local. Houve queda também nos embarques com destino ao Kuweit e Iraque, apontou a entidade. A despeito do recuo visto em fevereiro, as exportações brasileiras ainda registraram aumento de 3,1% nos primeiros dois meses de 2012, somando 610,5 mil toneladas. Já a receita com as exportações ficou praticamente estável, tendo pequeno recuo de 0,2% para US$ 1,174 bilhão.

Argentina quer dificultar vida de moradores, diz governador das Ilhas Falklands

O governador britânico das Ilhas Falklands, Nigel Haywood, afirmou nesta terça-feira que a Argentina "está empenhada em fazer impossível a vida" dos kelpers, moradores do arquipélago. Em entrevista ao jornal "El Cronista" ele ironizou a situação e disse que não acredita que a presidente Cristina Kirchner "saiba que exista" nas Ilhas Falklands uma administração local. Haywood atestou que qualquer discussão sobre a soberania das ilhas deve passar pelo governo local. "É difícil ver uma lógica subjacente nas intenções da Argentina, não consigo entender o que é que quer ganhar o governo argentino. Porque não é possível discutir soberania, os vôos, ou o que seja das Falklands, sem falar com o governo das Falklands", atestou. O britânico criticou a proposta da mandatária para estabelecer três vôos semanais da capital argentina às ilhas, afirmando que os moradores "não querem depender de Buenos Aires para as comunicações". Atualmente, os vôos que atendem o arquipélago pousam lá uma vez por semana e fazem conexão com Punta Arenas, no sul do Chile.

Mantega diz que denúncias contra ex-Casa da Moeda foram investigadas

O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta terça-feira que todas as denúncias formais feitas contra o ex-presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci, foram investigadas. Denucci foi demitido após o ministro ter sido informado de que a Folha preparava matéria mostrando suposto esquema de corrupção no órgão. "Não houve nenhuma denúncia formal, denúncia concreta, que não fosse investigada pelo Ministério da Fazenda. Desafio alguém a me mostrar uma denúncia formal que não foi investigada", afirmou ele, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado. Mantega disse que já pensava na saída de Denucci do posto, mas que sua demissão foi "apressada" por conta da matéria do jornal Folha de S. Paulo. "Apressamos a sua demissão para que ele pudesse ter a liberdade de responder a essas questões fora da Casa da Moeda", completou.

Dilma marca encontro com Blatter para sexta-feira

Um dia depois da renúncia de Ricardo Teixeira, a presidente Dilma Rousseff anunciou que irá receber Joseph Blatter, na próxima sexta-feira, em Brasília. O encontro já era solicitado pelo dirigente da Fifa há meses, mas Dilma não vinha dando brechas em sua agenda. A presidente, que nunca escondeu seu descontentamento com Teixeira, irá ao encontro ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo. "O principal ponto da agenda é a discussão sobre a Copa do Mundo de 2014", diz nota da Fifa. Essa reunião deverá acertar os detalhes de como será a negociação entre governo e Fifa, e o papel de Jérôme Valcke na interlocução. Valcke foi protagonista do conflito entre governo e Fifa no começo de março, quando disse que o Brasil precisava levar um "chute no traseiro" pela demora nas obras e na aprovação da Lei Geral da Copa. Tal comentário gerou mal-estar e troca de farpas até Valcke e Blatter pedirem desculpas. No último dia 6, Blatter disse que ainda havia questões políticas a serem resolvidas com o governo brasileiro e pedia um encontro com a presidente.

Juízes de Alagoas terão escolta policial após ameaças

Dois juízes de comarcas do interior de Alagoas passarão a ter escolta de policiais militares devido a ameaças de morte. O Conselho Estadual de Segurança Pública de Alagoas, órgão ligado ao gabinete do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), aprovou na segunda-feira o pedido de segurança individual para os juízes Helestron Silva da Costa, da comarca de Anadia, e Hélio Pinheiro, de São Miguel dos Campos. Os pedidos foram feitos pela presidência do Tribunal de Justiça ou pela Corregedoria do órgão. Costa atuou na prisão e no afastamento do cargo da prefeita de Anadia, Sânia Tereza (PT). Ela é suspeita de mandar matar um vereador de oposição e responde a processo por desvio de dinheiro da prefeitura. Como juiz auxiliar em Maceió, o magistrado determinou o afastamento e o bloqueio de bens dos deputados estaduais João Beltrão (PRTB) e Cícero Ferro (PMN) e do deputado federal Arthur Lira (PP), investigados sob suspeita de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa. O juiz terá escolta policial nos deslocamentos entre Maceió e Anadia, município localizado a 83 quilômetros da capital. Três policiais militares se revezarão na segurança. Já o juiz Hélio Pinheiro, que atua no combate ao tráfico de drogas em São Miguel dos Campos, terá a companhia de seis policiais militares, em esquema de revezamento. Um suspeito de ligação com o tráfico, em depoimento à Polícia Civil, relatou que traficantes da região tinham a intenção de matar o juiz.

Marine Le Pen consegue assinaturas e assegura participação na eleição presidencial na França

A candidata da direita, Marine Le Pen, poderá disputar a eleição presidencial francesa depois de obter a assinatura de respaldo de pelo menos 500 vereadores, anunciou uma fonte da Frente Nacional. Marine Le Pen havia afirmado em várias oportunidades que não tinha certeza se alcançaria a meta legal de 500 assinaturas e havia acusado os "grandes partidos" de pressionar seus representantes para evitar sua presença na disputa de abril. Na França, para disputar a eleição presidencial cada candidato deve receber o "patrocínio" de 500 pessoas que ocupam um cargo eletivo (prefeitos, vereadores, conselheiros regionais, etc). Os candidatos têm como prazo máximo para apresentar as assinaturas o dia 16 de março. A eleição presidencial francesa terá o primeiro turno em 22 de abril e o segundo turno em 6 de maio.

Renan Filho cancela contrato com empresa ligada a neto de Sarney

O deputado federal Renan Filho (PMDB-AL) informou nesta terça-feira que vai cancelar o contrato com a Metagov Comunicação, empresa ligada a um neto do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). É o terceiro parlamentar a tomar esta decisão depois de se tornar público que Gabriel Sarney cuida da área de "inteligência política" da Metagov. "Em nome da transparência, mesmo não considerando ilegal, decidi cancelar', disse Renan Filho, filho do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Gabriel, de 24 anos, é neto de José Sarney e filho do deputado Sarney Filho (PV-MA). Na seguna-feira, os deputados Júlio Delgado (PSB-MG) e Roberto Freire (PPS-PS) já haviam anunciado que vão romper o contrato com a Metagov. Gabriel Sarney é um dos três sócios da Ideaspread Participações, criada em agosto de 2011 e registrada no mesmo endereço da Metagov, em São Paulo. O perfil da Ideaspread no Facebook apresentava a Metagov como uma empresa "controlada pela Ideaspread". Formado em publicidade, Gabriel dá expediente no escritório e utiliza um e-mail da Metagov para contatos. No total, a empresa já recebeu R$ 260 mil da verba indenizatória de deputados, sendo R$ 72,5 mil de Sarney Filho. O regimento da Câmara impede que parentes do deputado até terceiro grau recebam recursos da verba.

Mantega afirma que governo anunciará desoneração da folha de cinco setores

O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta terça-feira que se reunirá nesta semana com cinco novos setores e que anunciará a desoneração da folha de pagamentos dessas áreas. No ano passado, o governo adotou a medida para os setores como calçados, confecções e tecnologia da informação, substituindo a contribuição de 20% sobre o salário dos funcionários por um percentual de 1,5% a 2,5% do faturamento. Em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado, o ministro disse que, além de ampliar os setores desonerados, vai reduzir também a alíquota incidente sobre o faturamento. "Aquilo foi apenas um ensaio. Agora, estamos mais prontos, temos mais segurança e em breve o senhor vai ver um anúncio em relação a isso", concluiu, em resposta aos questionamentos dos senadores.

Luiz Estevão é acusado de usar clube de futebol Brasiliense para lavar dinheiro

O ex-senador Luiz Estevão foi denunciado pelo Ministério Público Federal acusado de usar o Brasiliense Futebol Clube para lavagem de dinheiro. De acordo com a Procuradoria, o crime aconteceu entre 2001 e 2005. O clube, fundado pelo ex-senador, foi usado por ele para ocultar bens e movimentações financeiras, segundo os procuradores. A denúncia é resultado de inquérito instaurado em 2005, após a Justiça ter decretado a indisponibilidade dos bens de Estevão e de empresas ligadas ao Grupo OK, que pertence a ele. O ex-senador esteve envolvido no escândalo da construção da sede do Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo. A Advocacia Geral da União informou ter conseguido penhorar R$ 2,7 milhões do Grupo OK. A Procuradoria afirma que a investigação começou pelo fato de Estevão continuar a aplicar dinheiro no Brasiliense, mesmo sem acesso a suas contas bancárias e de sua empresa. Ele comprava passe de jogadores e investia na reforma do estádio. Segundo a investigação, o dinheiro movimentado pela conta do clube referia-se as empresas do Grupo OK. Os procuradores afirmam que o Brasiliense seria um "clube de fachada". Jogadores também disseram ao Ministério Público que o time pertencia e era gerenciado pelo ex-senador. "A conta bancária do Brasiliense, que era administrado pelo denunciado, serviu para movimentar recursos entre/para as empresas integrantes do Grupo OK, tratando-se de verdadeira "conta de passagem", técnica usualmente empregada pelos "lavadores" de dinheiro para dificultar o rastreamento dos recursos e ocultar o verdadeiro destino dos ativos provenientes de atividades criminosas", diz a denúncia. O caso será julgado pela 10ª Vara Federal do Distrito Federal.

Renan Calheiros anuncia novo cargo de Romero Jucá como relator do orçamento

O líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), disse na manhã desta terça-feira que a saída do senador Romero Jucá (PMDB-RR) do cargo de líder do governo no Senado ainda será anunciada oficialmente. Mas, adiantou que Jucá será indicado para a relatoria do projeto do orçamento de 2013, cargo da cota do partido como integrante da base do governo.

Procuradora da PGE gaúcha apresenta 11 interpelações à direção da Corag

Até esta terça-feira, dia 12 de março, o presidente da Corag, estatal que imprime o Diário Oficial do Rio Grande do Sul, Homero Alves Paim, não tinha respondido a interpelação que lhe fez no dia 20 de janeiro a Procuradoria Geral do Estado, cujo teor tem relação direta com denúncias sobre possível improbidade administrativa. O ofício foi assinado pela procuradora Carolina Oliveira de Lima. São 11 quesitos no total. A Procuradoria Disciplinar e de Probidade Administrativa quer saber os termos dos serviços que prestam para a estatal as empresas LM2 Consulting Informática e Martins Assessoria e Auditoria Fiscal. A PGE também quer saber como é que a Corag escolhe os patrocínios que concede. É que existem denúncias de que um dos patrocinados da estatal é a Escola Imperadores do Samba, que este ano homenageou o senador Paulo Paim, PT, irmão do presidente da Corag, Homero Alves Paim.