quinta-feira, 10 de novembro de 2011

José Dirceu critica PSB em reunião da direção do PT

O ex-ministro da Casa Civil, o mensaleiro José Dirceu (deputado federal petista cassado por corrupção), criticou o PSB durante reunião do comando do PT nesta quinta-feira. Ao traçar um mapa das eleições na capital, José Dirceu reclamou da variedade das alianças seladas pelo PSB, partido do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Tradicional aliado petista, o PSB costura alianças com o PSDB e tem um compromisso de priorizar o PSD, de Gilberto Kassab, como parceiro eleitoral. Segundo participantes da reunião, José Dirceu se queixou especialmente da composição do PSB com os tucanos em São Paulo, onde participa do governo Alckmin, e no Paraná. Ele também alertou o partido para os movimentos do PSB em Recife e Fortaleza. Nas duas cidades, hoje administradas pelo PT, o PSB ameaça lançar candidatura própria. Os petistas se queixam da forma com que o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciou sua decisão de transferir o domicílio eleitoral de Petrolina para Recife: com duras críticas ao modo petista de governar. Aliado de Campos, Bezerra seria uma alternativa do PSB caso o PT não construa unidade em Recife. Ao fazer sua avaliação, o mensaleiro José Dirceu, réu no Processo Penal nº 470 do Supremo Tribunal Federal, sugeriu que o PT não desprezasse o PSD como potencial aliado. Embora não seja integrante da Executiva Nacional do PT, José Dirceu tem, como membro do diretório nacional, direito à voz na direção do partido. Isso é uma bobagem, ele continua mandando no partido como nunca, junto com Lula.

Dilma desiste de gravar em programa do PMDB

A presidente Dilma Rousseff cancelou a gravação de sua participação no programa do PMDB que vai ao ar no dia 24. Ela gravaria sua mensagem aos peemedebistas nesta sexta-feira, mas desistiu de fazê-lo por orientação das assessorias jurídicas do PMDB e do Palácio do Planalto. O presidente nacional do partido, senador Valdir Raupp (RO), informou ao Planalto que o PMDB correria o risco de ser punido por incluir uma personalidade de uma outra legenda em seu programa partidário. Pela lei, o PMDB tem direito a 10 minutos por semestre para exibir programa em cadeia de rádio e televisão. A penalidade que o partido quer evitar abrindo mão da participação da presidente é a perda dos 10 minutos a que terá direito no primeiro semestre de 2012, ano de eleições municipais.

Petrobras ganha licença para novo teste no pré-sal em Santos

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) informou nesta quinta-feira que emitiu licença de operação que autoriza a Petrobras a efetuar teste de longa duração na área de Iracema, no campo Cernambi, na bacia de Santos. De acordo com o instituto, a licença será válida até 7 de maio de 2013 e está condicionada ao cumprimento das normas estabelecidas no processo. A autarquia também informou que o teste de longa duração, a ser realizado pelo "FPSO BW Cidade de São Vicente", ocorrerá nas áreas de reservas do pré-sal dos blocos exploratórios BM-S-9 e BM-S-11.

Polícia recaptura suspeito de matar prefeito petista Celso Daniel

Considerado um dos criminosos mais procurados do Estado de São Paulo, Elcid Oliveira Brito, de 32 anos, conhecido como John, foi recapturado no início da noite desta quinta-feira pela polícia na área do Jardim Miriam, zona sul de São Paulo. Elci Olibeira Brito é réu em processo sobre o sequestro e morte do prefeito Celso Daniel (PT), de Santo André, e também é considerado peça-chave no caso do prefeito. Ele havia escapado da prisão em 3 de agosto de 2010. Brito cumpria pena em regime semiaberto. O prefeito Celso Daniel foi sequestrado em 18 de janeiro de 2002, na zona sul de São Paulo, e seu corpo foi encontrado dois dias depois. Brito estava preso por formação de quadrilha e cumpria pena de sete anos na Penitenciária de Flórida Paulista (cidade localizada a 592 quilômetros de São Paulo). Ele conseguiu progressão para o regime semiaberto e, em agosto do ano passado, fugiu do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Pacaembu (a 603 quilômetros de São Paulo). A fuga só foi detectada no dia seguinte. Até hoje, Brito não foi julgado pela participação no morte do prefeito. Sua fuga, ano passado, ocorreu três meses antes de o seu julgamento pelo crime ocorrer. Brito havia conseguido o direito de aguardar o julgamento pela morte do prefeito em liberdade. O júri estava marcado exatamente para 3 de agosto de 2010, mas foi transferido para 18 de novembro do ano passado.

Projeto no Senado pode colocar em xeque todas áreas indígenas do Brasil

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal pode votar já na próxima semana uma proposta de emenda à Constituição que dificultará a criação de unidades de conservação e deixará sob ameaça todas as terras indígenas do Brasil. A chamada PEC 215 prevê que o Congresso Nacional tenha competência exclusiva para "aprovar a demarcação das terras tradicionalmente ocupadas pelos indígenas e ratificar as demarcações já homologadas". Ou seja, em vez de serem criadas por um ato presidencial, as demarcações de terras indígenas precisariam passar pelo Congresso. As terras já demarcadas e homologadas precisariam também do aval dos parlamentares. O texto, de 2000, é de autoria do ex-deputado Almir Sá, do PPB (atual PP) de Roraima. Ele foi ressuscitado na Comissão de Constituição e Justiça com parecer favorável do relator, Osmar Serraglio (PMDB-PR). O Estado de Roraima se diz particularmente prejudicado pelas terras indígenas, como a ianomâmi, de quase 10 milhões de hectares, e recentemente Raposa Serra do Sol, com 1,7 milhão. Segundo os políticos locais, metade do território roraimense foi "perdido" para os índios, ficando "inviabilizado" para a produção agropecuária. Tramitando juntamente com a PEC 215 estão 11 propostas semelhantes. Duas delas também tiram a autonomia do governo federal para criar unidades de conservação.

IBGE antecipa inflação de outubro após falha

O IPCA (Índice Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial, desacelerou e apresentou variação de 0,43% em outubro, ante 0,53% registrado em setembro, divulgou o IBGE nesta quinta-feira. O número, que seria divulgado nesta sexta-feira às 9 horas, foi antecipado pelo instituto após uma falha no sistema de publicação do site permitir que alguns usuários tivessem acesso. Com este resultado, o acumulado em 12 meses passa de 7,31% para 6,97% em outubro. Embora ainda acima, o índice fica mais próximo do teto da meta do governo, de 6,5% para 2011, e atende as expectativas de desaceleração da inflação. Além do IPCA, o instituto informou que o Índice Nacional da Construção Civil variou 0,38% em outubro, uma alta de 0,19 ponto percentual em relação a setembro (0,19%). Já o emprego industrial teve queda de 0,4% em setembro. Em agosto, este indicador havia registrado alta de 0,4%.

Avião espião não-tripulado faz vôo de apresentação no Paraná

A aeronave de observação comprada pelo governo federal para vigiar as fronteiras do Brasil foi apresentada nesta quinta-feira em São Miguel do Iguaçu, a 40 quilômetros de Foz do Iguaçu (PR). O ministro da Justiça, o petista José Eduardo Cardozo, acompanhou o vôo de apresentação da fase operacional do Vant (Veículo Aéreo Não Tripulado). Coordenado pela Polícia Federal, o avião sem piloto foi apresentado pela primeira vez em julho de 2009, mas pouco saiu do chão. Problemas operacionais e até falta de combustível impediram o funcionamento do aparelho. Cardozo disse que, dessa vez, o equipamento inicia a vigilância de forma contínua na tríplice fronteira de Brasil, Paraguai e Argentina. O projeto prevê o funcionamento de 14 aeronaves em diferentes regiões do território nacional. Cada base completa (aeronaves, radares, câmeras, centro de controle e treinamento) custa US$ 40 milhões. Segundo o Ministério da Justiça, a previsão é investir R$ 600 milhões até a Copa de 2014 em tecnologia, compra de bases aéreas, capacitação e aquisição de centros de controle. Sobre a implantação do sistema em outros pontos críticos do Brasil, José Eduardo Cardozo disse que prefere "não fazer previsões" e que está avaliando o desempenho do Vant. Por enquanto, começará a operar de forma efetiva apenas um avião para vigiar a região de Foz do Iguaçu. "Estamos avaliando a data de chegada dos outros dois veículos para essa primeira base", disse Alessandro Moretti, coordenador-geral do Cintepol (Centro Integrado de Inteligência Policial e Análise Estratégica), da Polícia Federal. O Vant tem 16 metros de envergadura e pesa 1.250 quilos. Sua capacidade de vôo é de 37 horas seguidas, desde que até 1.500 quilômetros da base de controle, que tem comunicação por satélite. Essa autonomia permite ao avião sobrevoar todo o lago de Itaipu, com 170 quilômetros extensão de Foz do Iguaçu a Guaíra (oeste do Paraná). Durante o vôo, a aeronave fotografa e filma pessoas e objetos com câmeras diurnas e noturnas, a 10 mil metros, sem perder a nitidez. A transmissão das imagens é feita em tempo real. Para Moretti, o custo de funcionamento é considerado baixo (US$ 500,00 cada hora de vôo).

Oposição pode votar DRU se governo retomar discussão sobre Emenda 29

Disposta a dificultar a aprovação da prorrogação da DRU (Desvinculação das Receitas da União) no Congresso, a oposição no Senado quer negociar com o governo para acelerar a tramitação da matéria que trata da regulamentação da chamada Emenda 29. A DRU é um instrumento que permite ao Executivo reservar 20% das receitas orçamentárias para gastar como quiser sem os vínculos das despesas obrigatórias e vence no dia 31 de dezembro. O Planalto quer a prorrogação até 2015. O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), disse que a oposição pode negociar com o governo a quebra de prazos regimentais caso o Planalto aceite retomar o texto original da regulamentação da Emenda 29, que determina os gastos em saúde. A proposta original, que foi rejeitada na Câmara, prevê a aplicação de 10% das receitas da União no setor. O governo não aceita esse ponto. Como se trata de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), o texto precisa ser aprovado em dois turnos, a tramitação leva em média 40 dias. "O governo é arrogante porque tem maioria esmagadora no Senado. Mas precisa do nosso apoio para agilizar o rito. Como já houve esse apelo, vamos estabelecer um empate de interesses. Se aceitarem votar o texto original da Eemenda 29, vale a pena esse entendimento. Vamos condicionar: aceleramos o rito e a base deixa votar a proposta de vinculação de 10% da receita da União para Saúde", disse Alvaro Dias. Segundo o tucano, a DRU não é mais necessária ao país. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse hoje que o mecanismo é importante para a estabilidade financeira do Brasil e que faria um apelo para que a oposição aceitasse acelerar a análise da proposta no Senado.

Câmara do Distrito Federal arquiva pedidos de impeachment contra o petista Agnelo Queiroz

O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado distrital Patrício (PT), decidiu arquivar os cinco pedidos de impeachment apresentados pela oposição contra o governador petista Agnelo Queiroz (PT). Os pedidos se baseiam em irregularidades que ocorreram no Ministério do Esporte, quando Agnelo era ministro. Ele é investigado no Superior Tribunal de Justiça por conta de suspeitas de participação no desvio de dinheiro por meio de ONGs. Além disso, a oposição pediu a queda do petista Agnelo Queiroz por conta do depoimento dado pelo lobista Daniel Tavares à deputada Celina Leão (PSD), no qual acusa o governador de receber propina. Depois ele mudou de versão.

Amil pretende captar R$ 300 milhões com emissão de títulos

O conselho de administração da Amil Participações aprovou a emissão de R$ 300 milhões em debêntures. Os papéis terão prazo de três anos, com pagamento de amortização no vencimento, e remuneração de até 110% do CDI. A taxa final será definida conforme a demanda do mercado. A operadora de planos de saúde pretende usar os recursos captados com as debêntures no alongamento do perfil da dívida atual e o reforço do caixa. A emissão será realizada conforme a Instrução nº 476 da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que permite a participação de, no máximo, 20 investidores. O BTG Pactual e HSBC serão os bancos coordenadores da operação.

Governo aumenta em R$ 21,3 bilhões o limite de endividamento de sete Estados

O governo petista de Dilma Rousseff autorizou nesta quinta-feira o aumento do limite de endividamento de sete Estados em até R$ 21,3 bilhões. Em vez de renegociar as dívidas, diminuindo o peso dos juros pagos, o governo petista promove o que é bem o seu estilo, o aumento do endividamento. Segundo o ministro Guido Mantega, o governo quer manter os investimentos nos Estados em meio ao cenário da crise econômica internacional. "Esse recurso será captado pelos Estados através de financiamento com BID, BNDES, Caixa Econômica Federal e servirá para realização de grandes projetos importantes em todos os Estados. Vai ajudar a aumentar o PIB do País e portanto aumentar a arrecadação, porque só quando o PIB cresce a arrecadação cresce. É um circulo virtuoso", afirmou. Isso é uma conversa imbecil. Qualquer brasileiro sabe que, quanto mais endividado ele fica, menos capacidade ele tem para investir em qualquer coisa. O crédito foi assinado entre o governo federal e os Estados de Alagoas, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Ministro da Agricultura deve retornar ao trabalho no dia 21

O ministro da Agricultura, deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS), deve retornar ao trabalho no dia 21 de novembro. Ele foi internado no último dia 14 no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para retirada de um tumor no cérebro identificado em setembro, e teve alta no dia 23. Voltou ao hospital no dia 1º de novembro depois que teve problemas nos pontos da cirurgia e deixou o local na quarta-feira. "Conversei com o ministro e ele está bem animado, feliz com a alta e entusiasmado com o retorno ao trabalho em breve", afirmou José Carlos Vaz, secretário executivo que responde interinamente pela pasta. O ministro iniciará tratamento complementar com quimioterápico oral, por período a ser determinado. Os médicos afirmam que o tipo de tumor retirado tem bom prognóstico com aplicação desse tratamento.

Roberto Jefferson diz que pretende voltar ao Congresso

O deputado federal cassado e presidente do PTB, Roberto Jefferson (RJ), afirmou nesta quinta-feira que pretende voltar ao Congresso, mas descartou a possibilidade de a Câmara aprovar uma anistia para os parlamentares que perderam os mandatos acusados de envolvimento no mensalão. Na semana passada, o deputado federal mensaleiro João Paulo Cunha (PT-SP), também réu no processo que tramita no Supremo Tribunal Federal sobre o caso, incluiu a proposta de anistia na pauta da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Após ser questionado sobre a manobra, o parlamentar, que preside a comissão, afirmou que retiraria o projeto da pauta. Na avaliação de Roberto Jefferson, a cassação de seus direitos políticos por 13 anos foi "um excesso", mas, mesmo que o projeto volte a tramitar, a pressão da sociedade impedirá sua aprovação. "Não creio na aprovação. A pressão da opinião pública é muito grande contra isso. Não haverá anistia para nenhum cassado", sentenciou. Além de Jefferson, a anistia beneficiaria ainda José Dirceu (PT-SP) e Pedro Corrêa (PP-SP), também cassados acusados de envolvimento no esquema, que poderiam disputar as eleições do ano que vem. O presidente do PTB confirmou que gostaria de voltar a disputar uma vaga de deputado federal. "Eu fui cassado por 13 anos. É um excesso. Só posso voltar em 2018. É muito tempo", avaliou o petebista, que não acredita no julgamento do caso pelo Supremo antes do pleito de 2012. "A ação não será julgada ano que vem, porque é muito em cima da eleição. Haverá pressões políticas e o Supremo é sensível a essas pressões. Creio que esse julgamento virá no segundo semestre, depois das eleições, ou em 2013", disse. Para o ex-deputado, homenageado nesta quinta-feira pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais, o mensalão, que, consistia pelo PT de apoio de parlamentares a projetos do governo Lula, não funciona mais. Mas, para ele, o esquema foi o "prelúdio" da série de escândalos que tem atingido o governo da presidente Dilma Rousseff: "Não houve nunca antes na história desse País uma coleção tão grande de escândalos. O mensalão foi o prelúdio, mas hoje nós estamos vivendo toda a história. As condutas são muito irregulares".

BNDES libera recursos para obras da Arena Pernambuco

O BNDES liberou a primeira parcela do financiamento para a construção da Arena Pernambuco, que receberá jogos da Copa de 2014. O valor inicialmente liberado foi de R$ 84 milhões, que corresponde a 30% do total de R$ 280 milhões do empréstimo contratado junto à linha de crédito especial da instituição financeira para os estádios do Mundial. A Arena Pernambuco está sendo construída em São Lourenço da Mata, na região metropolitana de Recife. Com capacidade para 46 mil pessoas, terá um custo estimado de R$ 532 milhões e receberá cinco jogos da Copa de 2014, incluindo quatro da primeira fase e um das oitavas de final. Na semana passada, os operários que trabalham no canteiro de obras do estádio chegaram a fazer greve, mas já voltaram às atividades. Além do empréstimo do BNDES, o Consórcio Arena Pernambuco, que é responsável pela construção do estádio e é formado por duas empresas do grupo Odebrecht, já conseguiu aprovar um financiamento de mais R$ 250 milhões com Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Nesse caso, porém, ainda falta finalizar o contrato para que o dinheiro seja liberado.

Saída de senador provoca disputa no PMDB

A saída do senador Wilson Santiago (PMDB-PB), para dar posse ao tucano Cássio Cunha Lima (PB), deflagrou uma corrida na bancada peemedebista pela vaga de segundo vice-presidente aberta na Mesa Diretora do Senado. O nome mais provável para sucedê-lo é o do senador Waldemir Moka (PMDB-MS), que deverá ser indicado formalmente pela bancada para disputar a eleição no plenário, programada para a próxima quarta-feira. Santiago deixou o mandato por força de decisão do Supremo Tribunal Federal de que a Lei da Ficha Limpa, que havia impedido a posse de Cunha Lima, não se aplica às eleições de 2010. Regimentalmente, a única atribuição do segundo vice-presidente é substituir o primeiro vice-presidente na ausência deste. Contudo, a maior atratividade da função está no número de cargos extras que um titular da Mesa Diretora ganha: são mais seis cargos de assessores técnicos, com vencimento de R$ 16 mil, e seis de secretário parlamentar, com salário de R$ 12,8 mil. Na prática, é como se o senador ganhasse mais um gabinete. Nos gabinetes comuns, os senadores têm direito a cinco vagas de assessor técnico e seis de secretário parlamentar. Além disso, cada uma dessas vagas pode ser desdobrada, com a divisão dos salários, de modo que um gabinete pode comportar meia centena de funcionários.

Reservas caíram US$ 860 milhões, para US$ 352,259 bilhões

As reservas internacionais do Brasil caíram US$ 860 milhões na quarta-feira, informa o Banco Central. Com a redução, o montante passou de US$ 353,119 bilhões para US$ 352,259 bilhões no conceito de liquidez internacional. A retração reflete, entre outros aspectos, a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas, como os títulos da dívida dos Estados Unidos e outros países.

Chávez denuncia espionagem na costa da Venezuela

O governo da Venezuela detectou a presença de um submarino nuclear que violou a soberania das águas venezuelanas e vai investigar o caso, anunciou nesta quinta-feira o ditador Hugo Chávez. Ele afirmou que ainda "não podemos acusar ninguém porque não temos a prova", mas "suspeitamos". "Agora você sabe como os impérios se acostumaram a andar pelo mar do Caribe e meterem-se por todos os lados, e assim usam seus satélites para espionagem, é espionagem", atestou. Após a descoberta feita na terça-feira, Chávez disse que o submarino tentou fugir, foi perseguido e escapou "porque é muito mais rápido do que nós", mas que "sem dúvida era um submarino". "Evidentemente pela velocidade que adquiriu o aparato e o tamanho é um submarino de propulsão nuclear", acrescentou. "Nossos marinheiros, nossa gente não caiu em provocações. Alertaram, avisaram, comunicaram, se locomoveram e fizeram fugir a nave incursora em águas territoriais", detalhou o mandatário venezuelano. Ele anunciou que, nos próximos dias, serão dadas mais informações, e que cerca de 1500 efetivos das Forças Armadas venezuelanas participarão de manobras para o treinamento da defesa marítima para evitar qualquer "agressão interna ou externa". Chávez ainda criticou o subsecretário de Estado para assuntos Antinarcóticos dos Estados Unidos, William Brownfield, que denunciou um crescimento "explosivo" do narcotráfico na Venezuela. Ele o chamou de "ridículo" e lembrou de um episódio quando o norte-americano foi atingido por tomates quando esteve em Caracas. O presidente venezuelano ainda o acusou de responsabilidade na "deterioração das relações bilaterais" por não reduzir "em suas provocações nem em afirmações irresponsáveis".

Rinoceronte negro é declarado oficialmente extinto

O rinoceronte negro, uma espécie tradicional do Oeste africano, foi declarado oficialmente extinto. Ele é uma das milhares de espécies que constam da chamada lista vermelha formulada pela organização União Internacional pela Conservação da Natureza. De acordo com a entidade, é possível que outra espécie, o rinoceronte branco, da África Central, também possa estar extinto. A entidade afirma, em um relatório, que a despeito de seus esforços, cerca de 25% dos mamíferos mundiais enfrentam risco de extinção.

PT nega ter recebido doação do Banco PanAmericano em 2010

Em nota divulgada nesta quinta-feira, o PT nega ter recebido doação do banco PanAmericano nas eleições de 2010. "O PT não recebeu qualquer doação do Banco PanAmericano referente às eleições de 2010, conforme pode ser constatado na prestação de contas apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral", diz o documento. A nota, assinada pelo secretário nacional de Finanças e Planejamento do PT, João Vaccari Neto, diz ainda que o partido faz a verificação de todas as doações que recebe para certificar, através do CNPJ, a existência legal das empresas doadoras e o seu ramo de atividade, cumprindo o que determina a legislação eleitoral. Segundo reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, o banco PanAmericano doou R$ 300 mil para o diretório nacional do PT em maio do ano passado, poucos meses antes do início da campanha que levou a presidente Dilma Rousseff ao Planalto. A contribuição foi contabilizada regularmente pelo partido, mas foi feita de maneira dissimulada pelo banco, que usou empresa com a qual tinha relações comerciais para fazer o repasse e disfarçar a origem do dinheiro. A doação foi feita poucas semanas depois do início das investigações do Banco Central que apontaram fraudes nas operações do banco PanAmericano e mais tarde revelaram um rombo de R$ 4,3 bilhões na sua contabilidade. Na mesma época em que a contribuição foi feita, o banco discutia com a cúpula do PT a contratação de uma de suas empresas para viabilizar o uso de cartões de crédito para captar doações eleitorais na internet.

OAB critica voto que libera político a renunciar para fugir da cassação

O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, criticou nesta quinta-feira o voto do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, liberando políticos a renunciarem para escapar da cassação do mandato. Segundo ele, apesar de Fux ter acolhido parcialmente a Lei da Ficha Limpa, o ministro relator errou ao propor tal mudança. "A prevalecer o entendimento do ministro Fux, os políticos voltam a poder renunciar, na véspera da reunião do Conselho de Ética, para não serem cassados, ficando plenamente elegíveis para a eleição imediatamente seguinte, ou seja, nada muda". A validade da Ficha Limpa começou a ser julgada na tarde desta quarta-feira no plenário do STF, mas teve sua apreciação suspensa após a leitura do voto do relator com o pedido de vista do ministro Joaquim Barbosa. Para Cavalcante, o ponto que foi alterado pelo relator acabou por anular uma importante conquista da lei em relação àqueles que renunciam para escapar de medidas de cassação. "A se manter esse ponto do voto do ministro Fux, ficarão elegíveis todos os políticos que já renunciaram antes da abertura do processo pelo Conselho de Ética para escapar de cassações, como é o caso do ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz". O presidente da OAB defendeu a reforma nesse ponto do voto do ministro Fux, a fim de que se restaure a essência da Lei da Ficha Limpa e se reverta o que classificou como uma verdadeira "excrescência". Que saudades daquela OAB que se opunha à ditadura e lutada por um Estado de Direito Democrático.

Pré-candidato republicano promete preparar Estados Unidos para guerra contra Irã

O pré-candidato republicano Mitt Romney acusou nesta quinta-feira o presidente americano, Barack Obama, de ser "ingênuo" perante o Irã e prometeu que se for eleito presidente, "preparará a guerra" contra o país persa. Em artigo publicado no jornal "The Wall Street Journal", Romney diz que apoiaria a diplomacia americana "com uma opção militar muito real e confiável", mobilizando tropas militares no Golfo e potencializando a ajuda militar a Israel. "Estas ações darão um sinal inequívoco ao Irã de que os Estados Unidos, agindo em consonância com seus aliados, nunca permitirão ao Irã obter armas nucleares", garantiu ele. Romney, favorito na corrida à candidatura republicana à Presidência, apoiou em seu texto o relatório da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), publicado esta semana, que mencionava "provas confiáveis" de que o Irã havia trabalhado no desenvolvimento de uma bomba nuclear. Romney afirma que os Estados Unidos precisam de "uma política muito diferente". O aspirante à Casa Branca criticou o governo atual por fracassar em obter o apoio de Moscou para uma ação mais dura contra Teerã como preço para restabelecer as relações entre os Estados Unidos e a Rússia, bem como a recusa de Obama de se envolver na Revolução Verde iraniana, em 2009. Robert Gates, secretário da Defesa republicano da administração Obama até o começo deste ano, se manifestou em várias ocasiões contra o uso de força militar no Irã, argumentando que só isto faria com que o programa nuclear iraniano fosse ainda mais clandestino.

Barcos tentam conter vazamento de óleo na bacia de Campos

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) confirmou nesta quinta-feira a ocorrência de vazamento de óleo na bacia de Campos, no Rio de Janeiro. A mancha foi detectada a cerca de um quilômetros da plataforma de Frade, que é operada pela americana Chevron. Técnicos da agência fiscalizadora estão na sede da empresa para colher informações do vazamento, e detectar seu nível de intensidade. Foram deslocadas embarcações de apoio para identificar a origem do vazamento e recolher o óleo do mar. A Chevron informou, em nota, que está investigando a causa do incidente. Segundo a empresa, "todas as ações apropriadas para responder à emergência e para minimizar impactos ambientais estão sendo tomadas".

Prejuízo da petroleira HRT triplica com avanço de investimento

A petroleira HRT apresentou prejuízo líquido de R$ 101,3 milhões no terceiro trimestre, o triplo do resultado de R$ 31 milhões no mesmo período do ano anterior, informou nesta quinta-feira a companhia. O prejuízo do terceiro trimestre equivaleu a quase o dobro da perda registrada no segundo trimestre, de R$ 53 milhões. Como praticamente toda petroleira que ainda não produz petróleo e avança em exploração de áreas, a HRT apresentou receitas menores que despesas. A HRT registrou receitas de R$ 72,1 milhões no terceiro trimestre. Deste total, R$ 71,8 milhões corresponderam ao rendimento das aplicações das suas disponibilidades financeiras, relatou a companhia. As despesas totais alcançaram R$ 173,4 milhões, um aumento de 40,4% em relação ao trimestre anterior. De acordo com o balanço financeiro da empresa, "a maior contribuição para este aumento decorreu da execução do programa de investimentos da companhia, que contemplou a aceleração dos gastos com exploração no período, que passaram de R$ 19,1 milhões no primeiro trimestre para R$ 48,8 milhões no segundo e R$ 84,7 milhões no terceiro terimestre". Como resultado do trabalho exploratório, três notificações de descoberta nos poços 1-HRT-1-AM, 1-HRT-2-AM e 1-HRT-3-AM foram aprovadas pelo órgão regulador brasileiro. "Outro fato de importância significativa para o processo exploratório da HRT foi a aquisição de quatro novas sondas de perfuração heli-transportáveis", citou o balanço. A meta da petroleira é perfurar 105 poços até 2014, sendo 59 de exploração e 46 de desenvolvimento. No dia 31 de outubro, a companhia anunciou a transferência de 45% das concessões de 21 blocos exploratórios da bacia do Solimões, para a anglo-russa TNK-BP, por US$ 1 bilhão. O dinheiro entrará no caixa da empresa ao longo dos próximos dois anos.

Lucro da Gerdau sobe 17% no terceiro trimestre

A Gerdau anunciou nesta quinta-feira lucro de terceiro trimestre maior que o esperado, mas manteve a postura cautelosa dos últimos meses sobre o cenário para o mercado de aço, em meio às turbulências dos mercados financeiros internacionais. A companhia divulgou lucro líquido de R$ 713 milhões no terceiro trimestre, alta de 17% sobre o mesmo período de 2010, devido a um melhor desempenho operacional e por efeitos cambiais positivos sobre as operações financeiras do grupo. O lucro da maior produtora de aços longos das Américas ficou bem acima dos R$ 281 milhões esperados por analistas, mas o presidente da companhia, André Gerdau Johannpeter, mostrou reticência sobre o cenário para 2012. "Estamos prevendo um crescimento de demanda de aço no mundo para 2012, mas seguimos cautelosos, postura que também é observada por clientes por causa do cenário econômico internacional, disse o executivo: "É muito difícil prever qual será o real impacto no consumo de aço". O executivo citou perspectiva da Associação Mundial de Aço, que estima crescimento acima de 5% no consumo global do metal em 2012 e o vice-presidente financeiro da Gerdau, Osvaldo Schirmer, apontou cenário de estabilidade para os preços do aço nos próximos meses. A empresa produziu 5,02 milhões de toneladas de aço bruto no trimestre passado, 14% mais que um ano antes, mas queda de 2% sobre o semestre anterior. Enquanto isso, as vendas em volume somaram 4,85 milhões de toneladas, aumento de 10% sobre o terceiro trimestre de 2010. Entre abril e junho deste ano, a siderúrgica havia obtido vendas de 4,9 milhões de toneladas. Schirmer afirmou que a companhia está operando a entre 86% e 87% de sua capacidade no Brasil e a uma taxa de cerca de 70% nos Estados Unidos. A Gerdau teve receita líquida de R$ 8,97 bilhões, ante R$ 8,2 bilhões no terceiro trimestre de 2010. Ao final de setembro, a siderúrgica tinha um caixa de R$ 4,37 bilhões, quase o dobro do apurado um ano antes. A dívida líquida somava R$ 9,16 bilhões, ante R$ 12,47 bilhões no terceiro trimestre de 2010.

Unesco suspende programas até fim de 2011

A Unesco, a agência cultural da ONU, anunciou nesta quinta-feira que está suspendendo todos os seus programas até o fim deste ano, após a retirada do apoio financeiro concedido pelos Estados Unidos. Os Estados Unidos, que deveriam entregar à Unesco cerca de US$ 60 milhões em novembro, fornecem 22% do orçamento regular bianual desta organização, que chega a US$ 653 milhões. O governo americano cancelou o envio dos fundos à agência depois que, em conferência, seus membros votaram a favor da entrada da Palestina como Estado pleno. A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, anunciou a suspensão da execução de programas, dizendo que a medida vai ajudar em uma economia de US$ 35 milhões, que, com o uso de US$ 30 milhões do capital de giro, vão preencher este ano o déficit de caixa estimado em US$ 65 milhões. Há apenas cinco dias, Bokova havia assegurado que a Unesco "não estava em crise" financeira devido à suspensão do financiamento dos Estados Unidos e que estudava o lançamento de uma campanha de arrecadação de fundos. A Unesco admitiu no dia 31 de outubro a "Palestina como novo Estado membro", após uma votação em sua 36ª Conferência Geral da organização, em Paris, que constituiu uma primeira vitória diplomática para os palestinos em sua aspiração por se tornar um Estado soberano. Segundo a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland, a decisão foi "lamentável, prematura e mina o objetivo comum para um acordo de paz justo e duradouro" entre israelenses e palestinos.

Brasil deixa de produzir 4,7 bilhões de litros de álcool em 2011

A produção de etanol hidratado (usado nos veículos) caiu 29% no acumulado da safra de cana-de-açúcar até outubro deste ano, se comparado ao que foi produzido no mesmo período do ano passado. Isso representa 4,7 bilhões de litros a menos circulando no mercado. Se em 2010 a produção foi de 16,4 bilhões de litros até outubro, neste ano somou 11,6 bilhões. Os dados são da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) e foram divulgados nesta quinta-feira. De acordo o sindicato, a queda se deve à baixa renovação dos canaviais. Com a cana mais velha, ela produz menos. E também ao reflexo das secas dos dois últimos anos e da geada deste ano e ao fenômeno do florescimento da cana. Frente ao cenário de crise, as indústrias priorizaram a produção de anidro, etanol que vai misturado à gasolina, para segurar o preço do combustível. Segundo a Unica, a produção do anidro aumentou 15% em relação à safra passada.

Parlamento japonês aprova 114 bilhões de euros para reconstrução após tsunami

A Câmara Baixa do Parlamento japonês aprovou nesta quinta-feira um orçamento adicional de 114 bilhões de euros para reconstruir as áreas afetadas pelo terremoto e o tsunami de março e amortecer a valorização do iene, pesado empecilho à recuperação da economia japonesa. O sinal verde à iniciativa aprovada pelo governo japonês em 21 de outubro foi possível graças ao apoio dos partidos de oposição. Para conseguir o acordo, o governista Partido Democrático do Japão teve de adotar demandas como a ampliação do vencimento dos bônus estatais para financiar o orçamento. O passo seguinte é transferir o orçamento à Câmara Alta do Parlamento, controlado pela oposição, com o objetivo que a lei entre em vigor neste mesmo mês. Com valor de 114,43 bilhões de euros, este será o segundo maior orçamento especial na história do Japão pós o aprovado em 2009 sob o calor da crise financeira global. Seus principais recursos estão dirigidos a reconstruir as áreas afetadas pela catástrofe de março, que deixou 20 mil mortos e desaparecidos, destruindo milhares de casas e infraestruturas e abriu uma crise nuclear com os danos causados em uma central.

Lupi diz que demissão de ministro do Esporte foi injusta

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse hoje que o ex-ministro do Esporte Orlando Silva (PC do B) foi vítima de uma "injustiça" e que ele vai "inverter o desejo de muitos" por demissões no governo Dilma Rousseff. Desde que a presidente Dilma assumiu, cinco ministros já deixaram o governo acusados de suspeitas de corrupção. Lupi afirmou que não teme ser o próximo ministro a deixar o governo. "Amor, eu vou inverter o desejo de muitos: eu vou mostrar para vocês que é possível a mídia errar, vou mostrar que, com o erro, vocês terão de dar espaço para defender a honra dos acusados", disse a jornalistas após participar de reunião da Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara. Reportagem da revista "Veja" desta semana afirma que três servidores e ex-servidores do Ministério do Trabalho estavam envolvidos num esquema de cobrança de propinas que revertia recursos para o caixa do PDT, partido de Lupi, que está afastado temporariamente da presidência da sigla por ser ministro. Durante a fala na comissão, Lupi pediu desculpas publicamente pela declaração e afirmou que ama a presidente Dilma. "Declaração de amor nunca é demais, todo mundo gosta. Minha mulher está aqui comigo, ela sabe que o amor é pela causa: para mulher só tenho para uma que está aqui", explicou na coletiva, em indicação a sua companheira. Sobre críticas dos fundadores históricos do PDT de que o partido havia sido tomado por "usurpadores", Lupi foi lacônico: "Pergunte a eles o que eles estão ganhando com isso".

Lula reaparece de máscara e ao lado de suporte para medicamento

Em tratamento contra um câncer na laringe, o ex-presidente Lula reapareceu na janela de seu apartamento nesta quinta-feira com uma máscara cirúrgica e ao lado de um suporte para medicamentos. Na véspera ele já havia aparecido na janela usando a máscara cirúrgica. Seu médico disse que o uso é uma recomendação comum devido à redução da imunidade causada pela quimioterapia. Lula foi diagnosticado com um câncer de laringe no último dia 29 e fez o primeiro ciclo do tratamento na semana passada. O ex-presidente está sentindo efeitos colaterais do tratamento e tem passado os últimos dias em casa. Ao visitar o ex-presidente no sábado, o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Luiz Marinho (PT), chegou a dizer que o Lula voltaria a trabalhar em seu instituto nesta semana, o que não ocorreu. Segundo um de seus médicos, Lula tem sentido muito cansaço, um efeito comum do tratamento, e a orientação é que ele fique em casa. Outro efeito sentido pelo ex-presidente é a perda do paladar para alguns alimentos. Ele não tem sentido, no entanto, náuseas.

Aprovação da DRU é importante diante da crise, afirma Dilma

A presidente Dilma Rousseff voltou a afirmar nesta quinta-feira que a prorrogação da DRU (Desvinculação de Receitas da União) é importante para o Brasil diante do cenário de crise econômica internacional. "A DRU é uma condição para isso que eu chamei de manter a nossa robustez fiscal. Não é dar ao governo liberdade de gasto. É dar ao governo margem de manobra diante de uma crise internacional que se avizinha", afirmou a presidente após cerimônia de sanção do Supersimples, no Palácio do Planalto. O mecanismo, que vence em 31 de dezembro, permite ao Executivo reservar 20% das receitas orçamentárias para gastar como quiser sem os vínculos das despesas obrigatórias. Dilma lembrou que a DRU vem sendo empregada desde o governo do então presidente Itamar Franco. "Estranhíssimo seria se diante da crise não se aprovasse a DRU. Há uma crise internacional, não é o governo que inventou isso. Eu li na imprensa que o governo estava inventando uma crise. Eu acho que é absolutamente fantasmagórico achar que o governo inventou a crise da Europa", afirmou.

Crise mundial é forte, mas terá menor impacto no Brasil, diz Dilma

Apesar de reconhecer que a crise econômica internacional é uma "forte" e "duradoura", a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira que ela terá menor impacto na economia brasileira do que aquela enfrentada pelo mundo em 2008. A presidente ainda se mostrou otimista sobre o cenário nacional e afirmou que espera que o crescimento do Brasil em 2012 seja maior do que o deste ano. "Eu acho que o Brasil vai ter um crescimento menos afetado dessa vez do que teve de 2008 para 2009. Apesar de todas as medidas que nós tomamos em 2008 e 2009, nós conseguimos sustentar e diminuir a queda do PIB, que ia ser muito intensa, e chegou a -0,9%. Agora, nós estamos achando que nós conseguimos manter o nosso patamar e do PIB a partir de agora, no ano que vem, ir para um aumento maior", afirmou a presidente. Dilma, no entanto, evitou estabelecer um número para o PIB nacional: "Se der qualquer diferença, eu vou começar a dar explicação pro porteiro".

Americana Pepsico adquire fabricante de biscoitos Mabel

A gigante americana do setor alimentício Pepsico anunciou nesta quinta-feira a aquisição da fabricante brasileira de biscoitos Mabel por um valor não revelado. No Brasil, a Pepsico é conhecida sobretudo pelas marcas Elma Chips (salgadinhos), Quaker (cereais), Toddy e Toddynho (bebidas lácteas). Já a Mabel é uma das líderes em seu segmento no Brasil, com uma linha de 200 produtos, detendo cinco plantas industriais que juntas podem fabricar 1 milhão de biscoitos por dia. Em 2010, a empresa registrou vendas de R$ 481,1 milhões. Segundo John Compton, CEO da PepsiCo Américas Foods, a aquisição da empresa brasileira visa reforçar o portfólio de produtos do conglomerado americano em "macrosnacks" (salgadinhos, biscoitos e bolachas de água e sal). "O Brasil é um mercado relevante para a Pepsico e essa aquisição irá nos posicionar de forma estratégica em um segmento chave na categoria de 'snacks'", afirma Compton. Com essa aquisição, o quadro de funcionários da empresa americana deve atingir a casa dos 12 mil no Brasil, distribuídos por 19 plantas industriais. A operação ainda precisa passar pelo crivo do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Dilma nega crise com ministro do Trabalho

A presidente Dilma Rousseff se irritou nesta quinta-feira ao ser questionada sobre a situação do ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), e negou que ele passe por uma crise. "Não tem crise com o ministro do Trabalho", disse. Lupi pediu desculpas públicas, em audiência na Câmara dos Deputados, pelas declarações dadas no começo da semana de que só deixaria o governo "abatido a bala". "Presidenta Dilma, desculpe se fui agressivo, não foi minha intenção: eu te amo", declarou ele. Ele ainda afirmou gostar do embate e admitiu que exagerou. "Às vezes exagero. Peço desculpas públicas porque tenho humildade para isso", disse. A resposta de Dilma aconteceu durante cerimônia de sanção do Supersimples. "Se eu não me engano, tinha um líder gaúcho, que eu não vou dizer qual, antigo, que dizia o seguinte: o passado simplesmente passou, gente".

Presidente uruguaio diz não ser carrasco de repressores

O presidente do Uruguai, José Mujica, bateu boca com migrantes de seu país na noite de quarta-feira em Porto Alegre e, ao falar sobre punição a repressores da ditadura, disse que não é "verdugo" (carrasco) de anciãos. Na semana passada, o Congresso do Uruguai aprovou uma lei que torna os crimes do regime (que durou de 1973 a 1985) imprescritíveis. Mujica passou dois dias no Rio Grande do Sul, onde se reuniu com o governo gaúcho e empresários brasileiros. Em Porto Alegre, onde vivem milhares de uruguaios, o presidente compareceu a um encontro informal com seus compatriotas, na Casa de Cultura Mário Quintana, e decidiu abrir um espaço para perguntas. Ao falar sobre a busca por "ossos" de presos políticos, uma participante o repreendeu e pediu para usar o termo "desaparecidos, não ossos". Pouco depois, em nova intervenção da platéia sobre a punição aos responsáveis por crimes na ditadura, Mujica, um ex-terrorista Tupamaro, preso e torturado, falou que não é "o dono do país" e que "diz o que pensa". Ainda sobre o tema, o presidente afirmou que os poderes no Uruguai são independentes e lembrou que a decisão do Congresso permite que casos sejam desarquivados. Mais tarde, falou que não se pode viver "angustiado só olhando para trás". No encontro, também houve reclamações exaltadas sobre a proibição ao voto no exterior de imigrantes uruguaios. Mujica pediu que os compatriotas planejem o retorno ao Uruguai, nem que seja "para morar em uma casinha em um balneário na aposentadoria".

Lupi rebate críticas a Lula e diz adorar o ex-presidente

Bastante exaltado, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, rebateu nesta quinta-feira as críticas da oposição de que o ex-presidente Lula teria doado para os partidos aliados os ministérios do governo durante a sua gestão. "Eu adoro o Lula e o povo brasileiro também. Eu tenho muito orgulho de ter sido ministro de Lula e agora da presidente Dilma", disse Lupi durante participação na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, onde pretendia esclarecer denúncias contra sua pasta. O líder do PSDB, Duarte Nogueira (SP), atribuiu os bons números de crescimento de emprego no País ao Plano Real. Lupi se irritou, elogiou Lula e disse ao tucano que seu discurso foi de "ódio". "Vou relevar isso, porque a situação que se encontra seu ministério é muito delicada", disse Nogueira. Mais cedo, Lupi pediu desculpas públicas por ter declarado que só sairia do ministério "abatido a bala" e disse amar a presidente Dilma Rousseff: "Presidente Dilma, desculpe se fui agressivo, não foi minha intenção, eu te amo". Como ministro, Lupi não deixou de ser o que efetivamente, dono de banca de jornal de Copacabana. O ministro afirmou que desde que assumiu o ministério, em 2007, querem tirá-lo do cargo: "São 200 dando tiros na gente, falei nesse sentido. Posso ser tudo menos uma pessoa deselegante, despreparada. Peço desculpas públicas. Desde que entrei no ministério tem gente querendo me derrubar. Tem até bolsa de aposta". Lupi também aproveitou a presença na comissão para criticar a imprensa: "A bolsa de apostas da mídia é para saber quem é o próximo ministro a cair. Quando começa a atirar no soldado é para atingir o general". Esse cara passou a vida dependendo da venda de jornais e revistas, como dono de banca, e hoje fala mal da imprensa. O ministro comparou a crise que vive a um "tribunal de inquisição": ""Que que é isso, Jesus? Busquem as provas pelo amor de Deus. Eu não compactuo com corrupção. Quero os dois na cadeia: se alguém fez algo no ministério do Trabalho foi individual".

Governo pede condenação de Votorantim e Camargo Corrêa por cartel

A SDE (Secretaria de Direito Econômico), do Ministério da Justiça, publicou parecer pedindo a condenação de seis empresas e três associações por formação de cartel no setor de cimentos. As empresas acusadas são Votorantim, Camargo Corrêa, Cimpor, Holcim, Itabira e Companhia de Cimento Itambé. A expectativa é que, se condenadas, as empresas tenham que pagar multa bilionária que pode chegar a 30% do faturamento. O parecer segue para o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que julgará o caso, ainda sem data prevista. Juntas, essas empresas têm mais de 90% do mercado de cimento e concreto no país. Segundo a secretaria, o cartel pode ter causado prejuízos de mais de R$ 1 bilhão por ano à economia brasileira, já que o preço dos insumos foi aumentado em pelo menos 10%. Foi pedida a condenação também da Abesc (Associação Brasileira das Empresas de Serviço de Concretagem), ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) e do SNIC (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento), além de seis diretores das empresas. A investigação começou em 2006, após denúncia de um ex-funcionário da Votorantim. No ano seguinte, a SDE fez uma operação de busca nas empresas e associações e apreendeu documentos e 820 mil arquivos eletrônicos que mostram como funcionava o esquema. Segundo a secretaria, as empresas combinavam os preços, dividiam os mercados em que cada uma atuaria e combinava até a compra de concorrentes para evitar que novas empresas entrassem no mercado.

Mantega diz que Brasil não terá uma década perdida

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu nesta quinta-feira a gravidade da crise econômica internacional, mas afirmou que o Brasil não terá uma "década perdida", mesmo termo utilizado ontem pela diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, sobre as perspectivas globais. "Garanto aos senhores que o Brasil não vai ter uma década perdida, porque temos as condições de reagir a essa crise e neutralizar os impactos da crise]", afirmou Mantega, em solenidade de sanção do Supersimples, no Palácio do Planalto. O ministro da Fazenda fez a ressalva de que, diante da crise enfrentada por países europeus, o País deve estar preparado para um "baixo crescimento mundial". Mantega reforçou a necessidade de o Brasil manter suas contas públicas sólidas e fortalecer a economia nacional.

Senador desiste de projeto que conferia novas funções ao Banco Central

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) decidiu retirar o projeto de lei de sua autoria que incluía entre as competências do Banco Central a tarefa de perseguir o crescimento econômico e a geração de empregos. A proposta havia sido aprovada por unanimidade pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. "O presidente do Banco Central disse que entende minha posição, mas que o projeto poderia criar ruídos no mercado financeiro, de que o governo estaria abandonando o sistema de metas de inflação. Como o fato de eu ser do PT contribui para esse clima de desconfiança, decidi retirar o projeto", afirmou Lindbergh. Segundo o senador petista, ele pediu a audiência com Tombini para saber sua posição em relação à proposta. Diante dos argumentos, desistiu da proposta, para não causar prejuízos à política econômica. Mas pretende continuar com o debate, que considera atual e mundial. Atualmente, a tarefa do Banco Central é "assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda e um sistema financeiro sólido e eficiente".

Em reunião de bancada, Haddad faz apelo para evitar prévia no PT

O minstro da Educação, Fernando Haddad, participou na manhã desta quinta-feira de reunião com os deputados Jilmar Tatto e Carlos Zarattini, também postulantes ao direito de concorrer à Prefeitura de São Paulo no ano que vem. No encontro, organizado pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), deputados da bancada do PT também apelaram para que os dois desistam da ideia de realização de prévias partidárias para a escolha de candidato. Haddad se disse disposto a trabalhar pela unidade e acenou com a criação de uma coordenação colegiada de campanha. Zarattini e Tatto disseram que vão ouvir seus apoiadores para tomar uma decisão. "Não podemos abrir mão sem ouvir nossos grupos", justificou Zarattini, à saída do encontro. No domingo, o abilolado senador Eduardo Suplicy (PT) retirou sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo e anunciou apoio ao ministro da Educação. Na quinta-feira, a senadora socialite Marta Suplicy também desistiu de concorrer, depois da pressão exercida por Lula e por Dilma Rousseff.

Sérgio Cabral vai pedir transferência de traficante para presídio federal

O governador do Rio de Janeiro, o populista Sergio Cabral (PMDB), disse nesta quinta-feira que vai pedir ao Ministério da Justiça a transferência do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, para um presídio federal de segurança máxima. Apontado como chefe do tráfico de drogas na favela da Rocinha, Nem foi preso ma madrugada e permanece na sede da Polícia Federal do Rio, na zona portuária. Segundo a polícia, ele será transferido para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Em entrevista à radio CBN, porém, Cabral disse que a Secretaria da Segurança Pública prepara a documentação para transferir ele e outros traficantes para fora do Estado. "Vão todos para fora do Rio de Janeiro, nós já estamos preparando a papelada. Estamos mandando para presídios de segurança máxima. A Secretaria de Segurança Pública está neste momento preparando a documentação para o envio mais breve possível desses marginais já presos para fora do Rio de Janeiro, para presídios de segurança máxima". Nem foi preso em uma operação do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Ele estava no porta-malas de um Toyota Corolla, que foi parado pela polícia na altura do clube Piraquê, na Lagoa, a poucos quilômetros da favela, após informações de inteligência terem apontado que o traficante, um dos mais procurados do Rio de Janeiro, estava no carro. Segundo a polícia, o motorista do veículo se identificou como cônsul do Congo e alegou imunidade diplomática para não permitir que o carro fosse revistado. Diante dessa afirmação, os policiais do Batalhão de Choque decidiram escoltá-lo até a Polícia Federal. No trajeto, o motorista teria oferecido suborno aos policiais militares, que lhe deram voz de prisão. Segundo um policial que participou da operação, a oferta de suborno chegou a R$ 1 milhão.

Votação da DRU expõe falta de sintonia de líderes governistas

A apreciação da DRU (Desvinculação de Receitas da União) na Câmara expôs a falta de sintonia entre a trinca petista formada pela ministra Ideli Salvatti, o líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), e o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS). Na contramão de Ideli, Vaccarezza e Maia defendiam acordo com a oposição para que a DRU fosse prorrogada por dois anos, e não quatro, como exigia, e acabou conseguindo, Dilma Rousseff. A ministra acompanhou o início da votação no gabinete da presidência da Câmara, sem que o líder do governo fosse até lá conversar com ela.

TAM tem prejuízo de R$ 620 milhões no trimestre

A TAM anunciou nesta quinta-feira prejuízo de R$ 619,7 milhões no terceiro trimestre, revertendo resultado positivo de um ano antes pressionada por perdas cambiais e aumento de custos. O mercado já vinha trabalhando com resultados fracos para as companhias aéreas neste trimestre. Segundo a TAM, os custos com combustível, desconsiderando créditos tributários, dispararam 34% no terceiro trimestre, diante de um aumento de 21% no preço médio por litro. Com isso, as despesas operacionais cresceram 22,5% no trimestre passado, chegando a R$ 2,76 bilhões. O custo por passageiro por quilômetro (cask) subiu 13% em reais e, desconsiderando combustível, houve alta de 30,2%. Enquanto isso, a receita por passageiro por quilômetro percorrido (rask) avançou ligeiros 4,2%, pressionada por queda no mercado doméstico. A receita líquida da companhia aérea, contudo, registrou alta de 13% no trimestre contra um ano antes, e atingiu R$ 3,32 bilhões.

Honda reduz produção no Brasil devido a inundações na Tailândia

O impacto das enchentes na Tailândia sobre a Honda se estendeu para um quarto continente, enquanto a Toyota mostrou mais sinais de recuperação dos efeitos da chuva. Um porta-voz da terceira maior montadora do Japão disse nesta quinta-feira que começou a cortar a produção no Brasil nesta semana após redução na fábrica no Reino Unido a partir de 31 de outubro. As maiores enchentes na Tailândia em 50 anos inundaram centenas de fornecedores de peças e obrigaram muitas montadoras a interromper a produção naquele país, reduzindo as operações em outros países. As enchentes atingiram as montadoras japonesas, que dominam o mercado do sudeste asiático, justamente quando começavam a trabalhar mais horas para compensar as perdas decorrentes do terremoto e tsunami em março no Japão. Entre as montadoras japonesas, a Honda foi a mais atingida, tendo debaixo d'água a fábrica com capacidade para até 240 mil veículos por ano e 35% dos seus fornecedores mais importantes. A produção na América do Norte ainda será afetada por várias semanas, informou a Honda nesta quinta-feira. Antes, a companhia tinha anunciado que a produção em vários países asiáticos, entre eles o Japão a partir desta semana, também seria reduzida. A Honda não revelou em quanto reduziu a produção. Assim como a Toyota, a companhia retirou a previsão de lucro para o ano fiscal até março, citando incertezas na produção.

Juiz aponta irregularidades na licitação da limpeza urbana de São Paulo

A Justiça apontou irregularidades na licitação da limpeza urbana da Prefeitura de São Paulo, maior processo de contratação de serviços da gestão Gilberto Kassab (PSD). O juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública, diz que a prefeitura exagerou na exigência de atestados para comprovar experiência em varrição de feiras e determinou a redução das exigências. Para o juiz, a prefeitura não cumpriu a ordem adequadamente, pois não reabriu o prazo para que qualquer empresa pudesse participar. Ele mandou o processo ao Ministério Público para "apuração dos fatos e sua lisura referentemente à licitação em si, ao teor de seu edital e à condução dela". O juiz também aguarda resposta das empresas que questionaram o edital. Se elas disserem que não participaram da licitação por falta de tempo de preparar os documentos (a liminar saiu horas antes da entrega das propostas), ele pode determinar o reinício da concorrência. Na quarta-feira foram abertas as propostas comerciais. Os serviços ficarão 7,15% acima do que a prefeitura estimava. Por três anos, a cidade vai pagar R$ 2,25 bilhões. A estimativa inicial era de R$ 2,1 bilhões. Kassab conta com a conclusão da concorrência para melhorar a limpeza da cidade em ano eleitoral, quando tentará eleger seu sucessor. O novo modelo vai concentrar a limpeza urbana nas mãos de grandes empresas. Ou seja, é uma licitação dirigida, o que sempre ocorre nas licitações do lixo de São Paulo. Até hoje a Justiça de São Paulo não deu sentença, sequer de primeiro grau, no processo que denuncia fraude e pede anulação da licitação do lixo promovida pela ex-prefeita petista Marta Suplicy. O processo se arrasta há sete anos. Contratos de lixo são sempre os mais caros de qualquer administração municipal no País, e monumental fonte de corrupção.

Lucro da Cosan despenca para R$ 63 milhões por câmbio

A Cosan, maior grupo de açúcar e etanol do Brasil, divulgou nesta quinta-feira forte queda no lucro líquido do trimestre passado, pressionada por desvalorização do real ante o dólar. A companhia teve lucro líquido de R$ 63,2 milhões no segundo trimestre fiscal, encerrado em setembro, contra resultado positivo um ano antes de R$ 251,1 milhões. O período fiscal da companhia segue o processamento da safra de cana de açúcar no Brasil. A empresa informou que uma desvalorização do real de cerca de 19% no último trimestre fiscal foi a principal razão da reversão no resultado financeiro, que passou de receitas de R$ 86,4 milhões um ano antes para despesas de R$ 393,6 milhões. A Cosan é a maior produtora de açúcar e etanol do País e forma com a Shell a joint-venture Raízen, que concentra os ativos de produção de etanol, açúcar e eletricidade (por meio da queima de bagaço de cana). A Raízen também controla cerca de 4.500 postos de venda de combustíveis. A receita líquida do grupo somou R$ 6,8 bilhões no trimestre, ante R$ 4,71 bilhões na comparação anual. A Cosan manteve perspectiva de faturamento para o atual ano fiscal, que se encerra em 31 de março de 2012, em entre R$ 25 bilhões e R$ 27,5 bilhões.

Aiotolá nazista islâmico diz que Irã responderá com toda força a qualquer agressão

O Irã responderá "com toda a sua força" a qualquer agressão militar por parte dos Estados Unidos ou de Israel, afirmou nesta quinta-feira o guia supremo iraniano, o aiatolá nazista islâmico Ali Khamenei, em um discurso para oficiais do exército. "Os inimigos, em particular os Estados Unidos, seus vassalos e o regime sionista, devem saber que a nação iraniana não quer agredir nenhum país, mas responderá com toda a sua força a qualquer agressão ou a qualquer ameaça, de modo que os agressores serão destruídos desde o seu interior", disse, segundo seu site. O aiatolá nazista islâmico alertou para que não seja realizada nenhuma ação militar contra as instalações nucleares no país, dizendo que quem tentar isso receberá uma resposta com "punhos de ferro": "Quem pensar em uma agressão contra a República Islâmica do Irã deve se preparar para receber poderosos golpes e os punhos de aço do exército, dos Guardas da Revolução ou dos Basij (milícia nazista islâmica)". O Irã trabalha há anos para ter uma arma atômica.

LLX tem prejuízo de R$ 12,5 milhões no terceiro trimestre

A LLX Logística, empresa do grupo EBX do empresário Eike Batista, teve prejuízo de 12,5 milhões de reais no terceiro trimestre, ante prejuízo de 10,9 milhões um ano antes. As despesas gerais e administrativas foram de 39,5 milhões de reais, um aumento de 48,9% em relação ao trimestre do ano anterior. Segundo a empresa, o aumento se deu devido aos gastos com pessoal devido à aceleração do cronograma das obras do Superporto de Açu, e que foram parcialmente compensadas por outras receitas operacionais no valor de 8 milhões de reais. A receita operacional líquida foi de 712 mil reais no período, ante 2,86 milhões registrados um ano antes. Os investimentos da companhia estimados para 2011 são de 578 milhões de reais. Para 2012, são esperados 872 milhões de reais e para 2013, 825 milhões de reais. Para 2014, a previsão é de que o aporte seja de 163 milhões de reais.

Gasoduto egípcio para Israel e Jordânia sofre explosões

Um gasoduto egípcio que envia gás para Israel e a Jordânia foi atingido novamente por duas explosões na madrugada desta quinta-feira. A primeira explosão ocorreu por volta de 1 hora (21 horas de Brasília), a 40 quilômetros a oeste da cidade de al-Arish, no norte da península do Sinai, disse uma fonte do serviço de segurança. A segunda explosão teve lugar próximo a uma estação de bombeamento no mesmo setor, segundo a agência de notícias oficial Mena. O exército está na região, disse a agência. O gasoduto, que transporta o gás através do Sinai para a Jordânia e Israel, já foi atacado seis vezes desde a deposição do ex-presidente Hosni Mubarak, em fevereiro. Testemunhas disseram ter visto homens armados na cena da primeira explosão. Os ataques anteriores interromperam o fornecimento de gás para ambos os países várias vezes.

Nem, chefe do tráfico na favela da Rocinha, é preso escondido em porta-malas

O chefe do tráfico da favela da Rocinha (zona Sul do Rio de Janeiro), Antonio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, foi preso no fim da noite de quarta-feira pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar. Nem estava no porta-malas de um Toyota Corolla, que foi parado pela polícia na altura do clube Piraquê, na Lagoa Rodrigo de Freitas, após informações de inteligência terem apontado que o traficante, um dos mais procurados do Rio de Janeiro, estava no carro. O motorista do veículo, primeiramente, identificou-se como cônsul do Congo e alegou imunidade diplomática para não permitir que o carro fosse revistado. Diante dessa afirmação, os policiais do Batalhão de Choque decidiram escoltá-lo até a Polícia Federal. O motorista, então, ofereceu suborno aos policiais militares, que lhe deram voz de prisão. Nem foi preso poucas horas depois de a Polícia Federal ter detido o seu braço-direito, conhecido como Coelho, e outros quatro traficantes, juntamente com três policiais civis e dois ex-policiais militares que faziam a sua escolta. Apontado como um dos líderes da facção criminosa ADA (Amigos dos Amigos), o traficante Nem controla a Rocinha desde novembro de 2005 e possui nove mandados de prisão contra ele.

"Bancada da ética" pode deixar o PDT de Carlos Lupi

Informa o jornalista Claudio Humberto em sua coluna na internet: "Ficou tão ruim a situação no PDT que o partido pode perder três representantes na minoritária “bancada da ética” no Congresso: Antonio Reguffe (DF), deputado federal de maior votação proporcional do País, e os senadores Cristovam Buarque (DF) e Pedro Taques (MT). Eles estão entre os pedetistas envergonhados e indignados com o escândalo envolvendo assessores íntimos do ministro Carlos Lupi (Trabalho), e se isolaram por apoiarem a investigação das denúncias. Além das preocupações éticas, os três têm criticado o fato de o PDT ter sido reduzido a um partidinho de “propriedade” de Lupi. A atitude autoritária de Carlos Lupi, esmagando a oposição interna à sua “liderança”, é outro fator que provoca o esvaziamento do PDT. Do tipo falastrão, o ministro do Trabalho irritou Dilma mais ainda, ao “duvidar” que ela o demita e ao afirmar que só sai do cargo “à bala”. O ministro Gilberto Carvalho cansou de ouvir Paulinho da Força (PDT-SP) falando mal de Carlos Lupi; não entende por que agora o defende.

Em meio ao redemoinho de acusações de corrupção, petista Agnelo Queiroz reúne aliados para festança de aniversário

Com direito a fogos de artifício e a companhia do mensaleiro José Dirceu (deputada federal do PT cassado por corrupção), o governador do Distrito Federal, o petista Agnelo Queiroz, lotou uma churrascaria com aliados para celebrar seus 53 anos. Agnelo foi aclamado por mais de 600 aliados, horas depois de a oposição entrar com cinco pedidos de impeachments contra ele e a Polícia Federal pedir autorização à Justiça para investigar se o governador recebeu propina. "Essa festa é a demostração de apoio político e da sociedade, que não quer mais o grupo político que afundou Brasília. Juscelino Kubitschek foi atacado e construiu Brasília. Esses ataques só me dão mais força", disse Agnelo Queiroz. Mas que tal, hein? Olha as comparações que ele faz.... Na festa, o líder do governo na Câmara Legislativa, Wasny de Roure (PT), disse que a Câmara não investigará as denúncias contra seu companheiro Agnelo Queiroz: "Só podemos investigar casos a partir de 1º de janeiro. Antes disso, só os órgãos de controle da esfera federal".

Bebê que morreu no SUS após receber leite na veia é enterrado em São Paulo

Um bebê Silva da Silva, morto no SUS
O corpo do bebê de 12 dias que morreu na segunda-feira, após receber 10 ml de leite materno na veia, foi enterrado nesta quarta-feira no Cemitério Dom Bosco, em Perus (zona norte de São Paulo). Cerca de 30 pessoas acompanharam a cerimônia. O recém-nascido (veja a foto do enterro do nenê, mais um Silva da Silva que não tem direito a butique da saúde, o Sírio-Libanês) estava internado no hospital municipal Professor Mario Degni, na zona oeste de São Paulo. Hospital do SUS, naturalmente, não é a butique da saúde do Hospital Sírio-Libanês. Mas, conforme Lula, o SUS havia no ano passado atingido o "estado da perfeição". Aí está a perfeição. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, Kauê Abreu dos Santos nasceu prematuro e estava internado na UTI. De acordo com depoimento do pai da criança, sua mulher deixava leite materno em um frasco todos os dias no hospital, para que bebê fosse alimentado por sonda nasal. Além do leite, o menino recebia medicamento pela veia. Ainda segundo o relato do pai à polícia, por volta da 0h da segunda-feira o bebê recebeu 10 ml de leite pela veia, em vez do medicamento. No momento, a equipe do hospital contava com dois médicos, uma enfermeira e cinco auxiliares, segundo a secretaria. De acordo com a secretaria, depois de 30 minutos a equipe médica percebeu que o recém-nascido teve queda no nível de oxigênio. Seu estado de saúde piorou, e ele morreu às 7h25. O caso foi registrado no 51º DP (Rio Pequeno) como homicídio culposo e é investigado pela polícia. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que "considera inaceitável este tipo de ocorrência" e disse que instaurou inquérito administrativo para apurar o caso. Segundo a secretaria, a auxiliar de enfermagem envolvida foi demitida. E a presidente Dilma, outra que procurou a butique da saúde para tratar do seu câncer, ainda vai à televisão para dizer que tudo vai melhorar. Ela está há nove anos no governo e vem dizer isto agora. A secretaria afirmou ainda que lamenta a morte do bebê e disse que a direção do hospital está à disposição da família para esclarecimentos.