quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Lula anuncia que vai viajar o País fazendo campanha

Do alto de um palanque em um ginásio poliesportivo em Belo Horizonte, onde discursou para a militância petista, o ex-presidente Lula disse na noite desta quinta-feira que vai voltar a viajar peloo Brasil por conta das eleições municipais. "Se preparem porque vai ter eleição no ano que vem, e eu vou começar a viajar o Brasil para fazer campanha. Eu apenas deixei a Presidência, mas não deixei a política, não deixei o meu partido e quero ainda contribuir, porque apenas começamos a mudar o Brasil, ainda falta muita coisa para fazer", disse ele. Lula acrescentou que quer também ajudar a presidente Dilma Rousseff "a cumprir cada compromisso que ela assumiu durante a campanha". Lula tem viajado pelo País e Exterior para homenagens e também para dar palestras. Depois que deixou o governo, viajou pela segunda vez a Minas Gerais. Nesta sexta-feira ele vai a Araçuaí, no interior de Minas Gerais, para participar da formatura de uma turma de uma instituição de ensino federal. Foi uma promessa que ele fez quando era presidente. Sobre suas viagens para o Exterior, ele disse que já fez 22 visitas a outros países e que fará mais 23 até novembro. Lula discursou durante 42 minutos e falou, principalmente, das realizações dos seus oito anos de governo.

Rússia suspende importação de carne bovina e de aves de três frigoríficos brasileiros

A Rússia incluiu mais três frigoríficos, um de carne bovina e dois de aves, na lista de unidades brasileiras embargadas após detectar bactérias acima do nível permitido em três lotes exportados. Em nota divulgada na noite de quarta-feira, o Serviço Federal de Fiscalização Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor) disse estar "seriamente preocupado" com a carência do sistema de trabalho do serviço veterinário brasileiro. As três novas unidades penalizadas ficam em Cubatão (SP), Xaxim (SC) e Estrela d'Oeste (SP). O comunicado chega em um momento em que o Ministério da Agricultura tentava reverter a suspensão russa às importações de carnes dos frigoríficos localizados nos estados de Mato Grosso, do Paraná e Rio Grande do Sul, em vigor desde 15 de junho. Segundo o Rosselkhoznadzor, foi dito ao secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Francisco Jardim, que a contaminação detectada nos produtos brasileiros viola os requisitos de saúde animal da união aduaneira composta pela Rússia. Além disso, o serviço russo informou que mais três plantas podem entrar na lista de embargo caso o não cumprimento dos requisitos sanitários persista. Na semana passada, o vice-diretor do serviço russo, Yevgeny Nepoklonov, divulgou nota em que relatou uma conversa que teve com Jardim, em que ele disse que concluía, "com pesar", que o nível de controle veterinário brasileiro tem "diminuído inaceitavelmente". O setor mais atingido com os embargos impostos desde junho é o de carne suína, que tinha a Rússia como o principal destino de suas exportações. Além disso, no mesmo segmento, os três estados totalmente embargados representam a maior parte do conjunto de plantas que vendia para os russos.

Fernando Henrique Cardoso diz que a queda de ministros é "preocupante"

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta quinta-feira que considera "preocupante" a queda de quatro ministros em menos de oito meses de governo Dilma Rousseff. Ele disse esperar que a presidente "estabilize a situação política o quanto antes". "Chega um momento em que as coisas têm que acontecer, há pressão da opinião pública, e minha experiência como presidente foi essa. Mesmo quando o presidente quer segurar alguém, a partir de certo ponto não dá", disse Fernando Henrique Cardoso durante evento do lançamento do livro "Cultura das Transgressões Culturais no Brasil" -- ele é um dos coordenadores da obra. Ao afirmar que o quadro de troca ministerial é "preocupante", entretanto, Fernando Henrique Cardoso frisou que alguns nomes eram continuação da gestão do ex-presidente Lula: "Quase todos vêm do passado, não foram postos agora. É herança". Fernando Henrique Cardoso ainda usou o cenário de crise econômica mundial para comentar o quadro político interno: "Quanto antes for possível se estabilizar a situação política, melhor, porque duas crises, uma aqui e outra lá fora, complica muito".

Lula diz que Dilma é a candidata e nega problemas com base

O ex-presidente Lula disse nesta quinta-feira que a presidente Dilma Rousseff só não será candidata à reeleição em 2014 se não quiser. Lula afirmou ainda que "não existe a hipótese" de Dilma "perder o controle da base aliada", que dá sustentação ao governo. "Eu tenho conversado com muita gente e não vejo nenhum estremecimento na base", disse Lula, que negou que as conversas tenham o propósito de ajudar a presidente nesse momento. "Ela não precisa disso", afirmou. Lula disse que considera "muito importante e muito forte" a aliança com o PMDB. Em almoço com políticos mineiros aliados Lula afirmou que ficou "muito feliz nesta semana porque Dilma almoçou e jantou com quase todos os partidos da base". O ex-presidente discursava sobre a necessidade de conversar com os partidos para haver condições de governabilidade. E disse que todos têm a "obrigação de ajudar" a presidente. Apesar desse tom, Lula negou haver crise política. E minimizou a queda de quatro ministros em sete meses e meio de governo. "A gente não tem que se preocupar porque saíram ministros. Eu também tirei muita gente no primeiro ano, companheiro que eu não queria tirar. Mas a vida é assim mesmo", disse ele. E acrescentou que Dilma tem uma base de sustentação que poucos governos tiveram. Sempre defendendo o PMDB, Lula disse que "tem muita gente preocupada" com essa aliança. E fazendo referência ao tempo em que o PMDB, no governo de Fernando Henrique Cardoso, esteve aliado com o PSDB, disse: "Quando essa aliança se dava pela direita, eram gênios políticos". Indagado sobre a fala do ministro Paulo Bernardo (Comunicações), que afirmou que as decisões sobre candidatura presidencial em 2014 passarão antes por uma conversa entre Lula e Dilma, o ex-presidente criticou os que tentam falar por ele.

Funcef aprova compra de mais 2,5% em Belo Monte

A diretoria da Funcef (fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal) aprovou a compra de mais 2,5% de participação no projeto da hidrelétrica de Belo Monte, disse um executivo. Com a decisão tomada, o fundo, que já é sócio da usina, deve agora fechar negócio com alguns dos parceiros que devem deixar o projeto. "Temos alguns vendedores, que somam muito mais do que 2,5% à venda. De quem nós vamos comprar divulgaremos mais à frente", disse nesta quinta-feira o diretor de investimento do fundo, Demosthenes Marques. Hoje, a Funcef tem uma participação, direta e indireta, de 3,75% na Norte Energia, concessionária de Belo Monte. O fundo tem 2,5% de cota direta e mais um quarto do FIP (Fundo de Investimento em Participações) que possui outros 5% do empreendimento, o Caixa FIP Cevix. Assim, com a efetivação da compra, a fatia direta e indireta detida pela Funcef aumentará para 6,25%, mas, como destacou Marques, incluindo o FIP, o fundo de pensão estará dentro de um grupo que deterá 10% do projeto. Uma fatia de até 12,27% do projeto de Belo Monte deve mudar de mãos até o fim deste mês. Os vendedores de cotas são as empreiteiras que entraram como sócias do projeto. Entre elas estariam a OAS e o grupo Queiroz Galvão, que possuem cada uma 2,51% da Norte Energia, consórcio que administra o projeto. Os demais 7,25% referem-se às participações de seis outras construtoras cujas fatias já vêm sendo negociadas há alguns meses: J. Malucelli Construtora (1%), Galvão (1,25%), Cetenco (1,25%), Contern (1,25%), Serveng (1,25%) e Mendes Júnior (1,25%).

TRF1 adia análise de denúncia contra Leonardo Bandarra, Deborah Guerner e seu marido

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região adiou a sessão que iria analisar a denúncia contra o ex-procurador de Justiça do Distrito Federal (DF), Leonardo Bandarra, a promotora Deborah Guerner e seu marido, Jorge Guerner, acusados de cobrar propina para vazar dados sigilosos da Operação Megabyte, da Polícia Federal, em 2008. A relatora do caso, desembargadora Mônica Sifuentes, apresentou voto favorável ao recebimento da denúncia, mas, após pedido de vista do desembargador Néviton Guedes, a sessão foi suspensa.

Presidente da Boeing garante tecnologia total para caças

O presidente da Boeing Military Aircraft, Christopher Chadwick, que fabrica os potentes caças F-18, anunciou na tarde desta quinta-feira que garante transferência total de tecnologia ao Brasil na eventualidade de a empresa americana vencer a licitação para a venda dos aviões supersônicos para a Força Aérea Brasileira. A licitação está suspensa pela presidenta Dilma Rousseff, por corte de custos, mas o assédio de três grandes fabricantes (a sueca Grippen, a francesa Dassault e a Boeing) continua forte junto aos congressistas em Brasília. Christopher Chadwick visitou o Congresso e participou de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal, que discute o programa de aquisição de caças. O presidente da Boeing disse ainda que pretende investir em universidades de engenharia de alta tecnologia. Ele visitou o ITA (Instituto Tecnológico Aeronáutica) e se disse impressionado com o que encontrou.

Estados Unidos mantêm Cuba na lista de países patrocinadores do terrorismo

Os Estados Unidos mantiveram Cuba em sua lista de países patrocinadores do terrorismo em um relatório anual que foi divulgado nesta quinta-feira pelo Departamento de Estado. "O governo de Cuba foi designado como Estado patrocinador do terrorismo em 1982 e, embora tenha se manifestado publicamente contra o terrorismo e seu financiamento em 2010, não houve evidência de que tenha cortado seus laços" com grupos considerados terroristas por Washington, ressaltou o informe. Os Estados considerados patrocinadores do terrorismo não podem receber ajuda econômica dos Estados Unidos nem gozar de benefícios comerciais ou tratados financeiros, entre outras proibições. A ditadura de Havana não cortou suas ligações com a guerrilha das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína) e ex-membros do ETA (organização terrorista separatista basca) "continuam vivendo em Cuba", indicou o relatório.A lista negra é integrada, além de Cuba, por Irã, Síria e Sudão.

Universidades irão decidir sobre cotas para bolsas no Exterior

Medidas de ação afirmativa para concessão de bolsas de estudo no Exterior pelo programa Ciência sem Fronteiras, do Ministério da Ciência e Tecnologia, ficarão a critério das universidades. O programa não prevê cotas étnicas ou sociais, mas o presidente do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Glauces Oliva, afirmou nesta quinta feira que as universidades são encorajadas a incluir ações afirmativas nos processos de seleção dos alunos. Na quarta-feira o ministério anunciou o lançamento das primeiras 2.000 vagas para graduação. "Compete às universidades fazer processo seletivo interno entre os elegíveis, privilegiando o mérito e o desempenho, que são o cerne do programa. Cotas poderão ser incluídas no critério de seleção. Não estabelecemos normas a priori porque o perfil das universidades varia", afirmou Oliva. A falta de menção às ações afirmativas no programa levou a críticas por parte de acadêmicos defensores das cotas.

Bunge investirá US$ 2,5 bilhões em expansão de usinas no Brasil

A Bunge anunciou nesta quinta-feira que investirá 2,5 bilhões de dólares no setor de açúcar e bioenergia no Brasil entre 2012 e 2016. O investimento será destinado para ampliação em 50% da capacidade das oito usinas que o grupo tem no Brasil. A empresa prevê que a capacidade de moagem anual aumentará para 30 milhões de toneladas de cana. "Todo o investimento será feito com recurso próprio, de reinvestimento, focado sobretudo no setor de bioenergia, principalmente em etanol", afirmou o diretor de Assuntos Corporativo da Bunge, Adalgiso Telles. Ele falou antes do encerramento de uma reunião entre a presidente da República, Dilma Rousseff; o presidente mundial da Bunge, Alberto Weisser; o presidente da Bunge no Brasil, Pedro Parente; e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Segundo Telles, a expansão da Bunge não prevê metas para o mix de destinação da cana para a produção de etanol e açúcar. Ele explicou que o mix varia em função das condições de mercado, e que não poderia antecipar percentuais. Com o investimento, a cogeração de energia elétrica da Bunge será ampliada em seis vezes, alcançando 1.800 GWh ao ano.

Raupp diz que liderança do governo no Congresso será do PMDB

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), disse nesta quinta-feira que caberá à bancada do partido na Câmara a indicação do novo líder do governo no Congresso que vai substituir o futuro ministro da Agricultura, deputado federal Mendes Ribeiro Filho. Apesar de petistas reivindicarem a vaga nos bastidores, Raupp disse que a presidente Dilma Rousseff confirmou ao vice-presidente Michel Temer que a vaga deve ser do PMDB da Câmara. "Ela frisou que seria um deputado. Na liderança do Congresso já tinha sido escolhido um deputado da Câmara, não seria agora trocar para gerar alguma insatisfação. Então, permanece com a Câmara", afirmou. Raupp admitiu, porém, que Dilma tem autonomia para escolher um nome de outro partido como líder. Dentro do PT, o senador José Pimentel (CE) é cotado para a função. Alguns peemedebistas do Senado também esperavam indicar o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) para o cargo, mas Raupp disse que não há disputa dentro do partido pela indicação.

Banco Central vê desaceleração da economia no Brasil e piora no cenário externo

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirmou que a desaceleração da economia brasileira segue de acordo com o esperado pelo governo. Ele citou o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), divulgado na quarta-feira, que mostrou em junho a primeira queda desde dezembro de 2008. Tombini afirmou ainda que o Banco Central vai levar em consideração, na sua decisão sobre os juros no próximo dia 31, um ambiente global mais desafiador e indicadores de atividade no Brasil que mostram desaceleração. Disse que há sinais de moderação no crédito e até mesmo no mercado de trabalho, que é geralmente o último a reagir às mudanças na política monetária. Tombini afirmou ainda que o governo vai manter o aperto fiscal anunciado neste ano para ajudar o Banco Central no combate à inflação, que também segue em queda.

Bovespa fecha em queda de 3,52% com temor sobre recessão global

O medo de uma nova recessão global voltou a tomar conta dos investidores nesta quinta-feira, puxando para baixo as Bolsas de Valores ao redor do mundo para baixo. O Ibovespa caiu 3,52%, atingindo os 53.134 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,93 bilhões. O dólar comercial foi negociado por R$ 1,599, na venda, em alta de 0,88%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones teve baixa de 3,68%. O Nasdaq, dominado pelo setor tecnológico, caiu 5,21%, enquanto o índice ampliado Standard & Poor's 500 registrou desvalorização de 4,45%. "Era de se esperar essa queda, não era natural a gente ter movimentos de volatilidade só para cima", afirmou Alexandra Almawi, economista da Lerosa Investimentos. Entre os últimos sete pregões, a Bovespa teve alta em seis. A divulgação de novos indicadores apontaram para a fraqueza da economia dos Estados Unidos e de outros países desenvolvidos. Além disso, o banco Morgan Stanley reduziu as previsões de crescimento global em 2011 e 2012, dizendo que os Estados Unidos e a zona do euro estão "perigosamente perto de uma recessão" e criticando as autoridades de Washington e da Europa por não agirem de forma mais decisiva para conter a crise de dívida pública. O banco cortou de 4,2% para 3,9% a estimativa para a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) global em 2011, e a taxa projetada para 2012 baixou de 4,5% para 3,8%.

Procuradoria processa igreja e RedeTV! por ofensa a ateus

O Ministério Público Federal entrou com uma ação contra a RedeTV! e a Igreja Internacional da Graça de Deus sob acusação de terem ofendido os ateus. Na ação, a Procuradoria reclama de frase dita pelo pastor João Batista no programa "O Profeta da Nação", exibido no dia 10 de março. "Quem não acredita em Deus pode ir para bem longe de mim, porque a pessoa chega para esse lado, a pessoa que não acredita em Deus, ela é perigosa. Ela mata, rouba e destrói. O ser humano que não acredita em Deus atrapalha qualquer um", disse o pastor. Para o procurador Jefferson Aparecido Dias, as declarações ferem a Constituição, que prevê a liberdade de pensamento e de religião. Ele lembra ainda que, apesar de a maioria da população ser cristã, o Estado brasileiro é laico. O Ministério Público pede na Justiça que a emissora e a igreja exibam uma retratação durante o programa e uma explicação sobre a diversidade religiosa. As mensagens devem ter, no mínimo, o dobro do tempo da crítica do pastor. A Procuradoria também quer que o Ministério das Comunicações fiscalize o programa. A RedeTV! afirmou que não irá se manifestar porque o programa é uma produção independente de responsabilidade da igreja. A emissora ainda diz que não foi comunicada oficialmente da ação. A Igreja da Graça foi procurada pela reportagem, mas ainda não se pronunciou. Desde quando ateísmo é religião?

Ipea diz que a rise é oportunidade para baixar juros

A crise internacional é uma oportunidade para o Brasil fazer uma mudança intensa na sua política monetária, diz estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira, o Brasil deve aproveitar o momento de turbulência internacional para tentar baixar a taxa Selic, que atualmente está em 12,5%. "A crise é uma oportunidade para suavizar a política monetária, tendo como resultado a redução sensível das taxas de juros e o direcionamento da economia, articulado entre setor público e privado, para além das rendas financeiras e impulsionando a produção", diz a pesquisa. Para o pesquisador Claudio Hamilton, um dos instrumentos que podem ser usados em substituição à taxa de juros é o aumento de compulsórios por parte dos bancos. Outra medida que o governo deveria tomar é uma maior restrição ao crédito. "É possível diminuir a taxa de juros e combater a inflação ao mesmo tempo com outros instrumentos, como o aumento de compulsório de bancos e as restrições ao crédito. Se você tem o crédito restrito, você diminui a demanda. Ao fazer isso, você diminui a pressão sobre as contas públicas", afirmou Claudio Hamilton, pesquisador do Ipea.

Grupo pretendia usar flechas para arremessar celular em presídio

Um homem de 24 anos foi preso e três adolescentes foram apreendidos nesta quinta-feira com uma besta (instrumento semelhante ao arco e flecha, porém, com gatilho) que, segundo a polícia paulissta, seria usado para arremessar celulares à Penitenciária II, de Presidente Venceslau (cidade localizada a 611 quilômetros de São Paulo). De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, policiais militares abordaram os três adolescentes que confessaram estar na cidade para arremessar objetos para a penitenciária. Os próprios jovens apontaram que o vendedor de 24 anos também estava envolvido no crime. Encontrado pelos policiais, o vendedor afirmou que receberia R$ 3.000,00 e cada adolescente receberia R$ 1.000,00 para fazerem o serviço. Segundo o delegado seccional de Presidente Venceslau, Mauro Shiguetoshi, os celulares seriam arremessados para dentro da penitenciária presos com fitas adesivas às flechas. Os celulares e a besta estavam escondidos em uma caixa sob o viaduto do cruzamento da rodovia Raposo Tavares com a rodovia Euclides Figueiredo. Foram apreendidos três arpões, dois celulares e R$ 159,30 em dinheiro. Segundo relato dos adolescentes, o material foi comprado por US$ 350,00 no Paraguai e o grupo treinou o lançamento por duas semanas em um sítio na região de Presidente Prudente (SP).

Lula sinaliza apoio à reedição da aliança com tucanos em Belo Horizonte

Em discurso para políticos mineiros nesta quinta-feira, em um restaurante em Belo Horizonte, o ex-presidente Lula sinalizou ser favorável à reedição da aliança PT-PSDB em torno da tentativa de reeleição do prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda (PSB). Sem falar abertamente sobre a disputa eleitoral do próximo ano, e apesar das críticas ao governador Antonio Anastasia (PSDB), Lula deu seu recado aos petistas, especialmente aos que, como em 2008, resistem à reedição da aliança. "Não precisamos ser iguais para fazer aliança política. É a junção dos diferentes que permite construir a democracia", afirmou ele. Ao chegar para o almoço em homenagem a Lula, o prefeito Mário Lacerda disse que o ex-presidente tem "simpatia" pela reedição da aliança que o elegeu em 2008, com o PT e o PSDB juntos. "Até onde eu sei, em 2008 ele foi uma peça importante nessa composição. Lula apoiou essa composição vitoriosa para governar a cidade. Eu sei que ele tem simpatia pela repetição da aliança", afirmou Marcio Lacerda. Dessa articulação em 2008 participaram também o atual ministro do Desenvolvimento Econômico, Fernando Pimentel (PT), a quem Marcio Lacerda sucedeu na prefeitura, o senador Aécio Neves (PSDB), então governador de Minas Gerais, o ex-ministro Ciro Gomes e o governador Eduardo Campos (PE), presidente nacional do PSB.

Chile reconhece mais 9.800 vítimas da ditadura Pinochet

O Chile reconheceu oficialmente que a ditadura Pinochet (1973-1990) fez muito mais vítimas do que o número admitido anteriormente. Uma comissão do governo concluiu que mais 9.800 pessoas foram torturadas ou presas por motivos políticos durante a ditadura chilena. "Foram classificados cerca de 9.800 vítimas de prisão política e torturas e 30 casos de desaparecimento forçado e execução política", afirmou a presidente da Comissão Valech, María Luisa Sepúlveda. Até então, eram reconhecidos 27.153 casos de pessoas que sofreram violações de direitos humanos e, por isso, recebiam compensações financeiras mensais do governo. Junto com as 3.065 pessoas que foram mortas ou desapareceram e, por isso, foram dadas como mortas, a lista oficial, que foi aceita nesta quinta-feira pelo presidente do Chile, Sebastian Piñera, conta agora com 40.018 vítimas. Os sobreviventes receberão cerca de US$ 260,00 (R$ 418,00) por mês.

Marco Maia diz que vaga de líder do governo não precisa ser do PMDB

Apesar de dizerem que não reivindicam o posto, deputados petistas afirmaram nesta quinta-feira que a liderança do governo no Congresso não é necessariamente do PMDB. Petistas e peemedebistas na Câmara concordam, no entanto, que a vaga deve ficar com um deputado e não com um senador. A liderança ficou vaga depois de o deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS) ser indicado pelo vice-presidente Michel Temer para o Ministério da Agricultura, posto deixado por Wagner Rossi após suspeitas de irregularidades na pasta. O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), lembrou que, antes de Mendes Ribeiro Filho, a ministra petista Ideli Salvatti (Relações Institucionais) era a líder do governo no Congresso. "Não há obrigatoriedade de ser do PMDB. Antes era do PT. Mas a decisão é da Dilma. O que podemos desejar é que continue com a Câmara", disse Marco Maia, após elogiar a escolha de seu conterrâneo para a Agricultura. Já o secretário de comunicação do PT, deputado André Vargas (PR), disse que o partido não vai reivindicar a vaga, mas que é natural que a indicação seja de um deputado. "Não é uma disputa PT x PMDB. Pode ter uma disputa Câmara x Senado, mas mesmo assim não acho que deve acontecer isso. Acho que a presidente tomará uma decisão rápida", disse. O líder do partido na Câmara, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), afirmou ainda que o PT está satisfeito com sua participação no governo e que por isso não irá reivindicar essa liderança.

Justiça devolve passaporte a Carli Filho, acusado de homicídio

O Tribunal de Justiça do Paraná reconsiderou, nesta quinta-feira, a decisão proibir o ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, de 29 anos, de sair do País. Com essa decisão, Carli Filho, que é acusado de duplo homicídio, poderá ter seu passaporte de volta. A decisão tomada pela 1ª Câmara Criminal revogou, por 2 votos a 1, o que havia sido decidido no último dia 19 de julho. No recurso, a defesa de Carli Filho alegou que a decisão deveria ser tomada pelo juíz criminal da Vara do Juri e não pelo relator da segunda instância. À época da suspensão do passaporte do ex-político, a Justiça já havia negado duas solicitações da acusação: a suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) de Carli Filho e a proibição de mudança de domicílio. O ex-político é acusado pela morte dos jovens Gilmar Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, em um acidente de trânsito ocorrido em maio de 2009. Segundo exame etílico feito na época, Carli Filho estava embriagado. O laudo de criminalística apontou que ele dirigia a uma velocidade próxima a 167 km/h. No último dia 16 de junho, o Tribunal de Justiça manteve a decisão de levar o ex-deputado à júri popular. No acidente, ocorrido em 7 de maio de 2009, o carro do ex-deputado atingiu o outro veículo, cortando-se como se fosse uma lata de almôndegas, inclusive degolando uma das vítimas, cuja cabeça rolou pelo asfalto. O carro das vítimas ficou completamente destruído. De acordo com investigações da polícia, Carli Filho tinha bebido antes de dirigir e estava em alta velocidade. Ainda segundo a polícia, o ex-deputado também estava com a carteira de habilitação suspensa por exceder o total de pontos permitidos. Totalizava 130 pontos, acima do limite de 20 pontos estabelecidos.

Vale paga quase R$ 6 bilhões em impostos após disputa judicial

O salto de 21% na arrecadação da Receita Federal em julho se deveu ao pagamento de R$ 5,8 bilhões feito pela Vale no mês passado. Por conta do sigilo fiscal, o órgão não confirma o nome da empresa, mas disse que o montante foi pago por um contribuinte da área de extração mineral. Na divulgação de seu balanço, no dia 29, a Vale informou que havia reservado o total de R$ 5,8 bilhões para pagar impostos devidos à Receita Federal. Na ocasião, a empresa afirmou que já havia provisionado os recursos anteriormente para o caso de perder uma ação na Justiça, o que acabou acontecendo. A empresa confirmou, nesta quinta-feira, que fez o pagamento. Segundo a Receita, no ano passado, o Supremo Tribunal Federal entendeu que as empresas teriam que pagar CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) sobre o lucro advindo de exportações. A decisão repercutiu sobre todas as ações judiciais com o mesmo tema, incluindo a da Vale.

Após morte no Rio, juízes federais pedem mais segurança

A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) fará, em 21 de setembro, o "Dia Nacional de Mobilização" da categoria. A decisão foi tomada em assembléia realizada na quarta-feira, e a proposta venceu com cerca de 70% dos votos. O movimento dos magistrados, fortalecido após a execução da juíza Patrícia Acioli, no Rio de Janeiro, irá a Brasília para pressionar pela aprovação do projeto de lei complementar 03/2010, que institui a polícia do Judiciário (nos mesmos moldes da polícia do Congresso, por exemplo) e um órgão colegiado de juízes para o julgamento de organizações criminosas. De acordo com Gabriel Wedy, presidente da entidade, todos os órgãos da Justiça Federal já possuem agentes dessa polícia, ou seja, não haveria maiores custos para o governo. "Eles existem e são pagos com o salário de agente. O que acontece é que foram deslocados para outras funções, como motorista ou auxiliar nas varas", afirmou. A entidade quer que a proteção de juízes seja feita por esses agentes, e não pela Polícia Federal que, segundo Wedy, não tem efetivo suficiente para o trabalho. O presidente da Ajufe criticou a posição do Conselho Nacional de Justiça, que afirmou querer fortalecer as polícias estaduais. Segundo ele, nem todos os juízes aceitam a proteção dos policiais estaduais. "Existe uma resistência. A polícia estadual está mal aparelhada e, sem dúvida nenhuma, há o medo de corrupção, de infiltração de organizações criminosas nas polícias", afirmou Wedy. Ele criticou ainda a emenda ao PLC sugerida pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que concorda com a criação da polícia do Judiciário, porém desarmada. "É uma piada", disse ele. A proposta de órgão colegiado de juízes, outra bandeira da associação, segue o modelo adotado em países como Itália e Colômbia. A idéia é que, nos processos envolvendo o crime organizado, o julgamento de primeira instância seja conduzido não apenas por um juiz, mas por um colegiado, o que deixaria o juiz menos "vulnerável", nas palavras de Wedy. Na ocasião a Ajufe irá requerer ainda aumento salarial para os magistrados, além da criação de 225 cargos de juízes e quatro novos Tribunais Regionais Federais. Atualmente são cinco.

Professores da rede estadual gaúcha paralisam atividades nesta sexta-feira

Os professores da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul irão paralisar as atividades nesta sexta-feira em defesa da implementação do piso nacional e dos planos de carreira para a categoria. Segundo o pelêgo Cpers/Sindicato, serão realizados atos públicos relacionados à defesa do plano em todas as regiões do Estado. Nesta sexta-feira, a partir das 17 horas, professores devem se reunir em ato no ginástio Gigantinho, em Porto Alegre, para o lançamento de movimento em defesa da educação pública, e da posse da nova direção central.

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro recebeu denúncia de plano para matar outro juiz

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou nesta quinta-feira que foi denunciado um plano para matar um juiz que decretou a prisão de policiais ligados à máfia de caça-níqueis. O juiz ameaçado é Alexandre Abrahão, da 1ª Vara Criminal de Bangu, na zona oeste da cidade. A denúncia foi feita na terça-feira, depois do assassinato da juíza Patrícia Acioli, que atuava em São Gonçalo, executada com 21 tiros quando chegava em casa, em Niterói. Detalhes do plano foram informados ao serviço do Disque-Denúncia, que os repassou a seis órgãos de segurança. Segundo a denúncia, a morte de Abrahão foi encomendada por Rogério de Andrade, sobrinho do bicheiro Castor de Andrade, que disputa o mercado de caça-níqueis com Fernando Iggnácio, genro do falecido bicheiro. Andrade teria o apoio de 39 PMs de um mesmo batalhão para cometer o crime. Informações detalhadas sobre o cotidiano do juiz, como o carro que ele usa e o número de policiais que fazem sua escolta, foram repassadas pelo denunciante anônimo. Elas teriam sido repassadas por um serventuário da Justiça contratado pelos responsáveis de executar a morte do juiz. Andrade, assim como Iggnácio, estão foragidos da Justiça. Será que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro não quer se dar conta que seu serviço próprio de segurança está minado?

Vivo recebe autorização para oferecer telefonia fixa

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou autorização para que a Telefônica transfira para a Vivo autorização de prestação de telefonia fixa. Segundo a conselheira Emília Ribeiro, da Anatel, a empresa tem um prazo de 18 meses para concluir a transferência. A empresa, que foi incorporada à Telefônica, até então oferta serviços de telefonia móvel. A autorização aprovada pela agência vale para todo o País, fora São Paulo, onde a Telefônica já oferta serviços de telefonia fixa. A Telefónica comprou no ano passado a Vivo da Portugal Telecom, grupo que adquiriu parte da operadora Oi também em 2010. Agora a empresa expande seus serviços para fora de São Paulo com a marca da Vivo. Na época da compra, a empresa comentou que deve adotar a marca comercial da Vivo em seus negócios.

Anatel autoriza duas novas operadoras de telefonia móvel

O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou nesta quinta-feira autorização para que a Porto Seguro e a Sermatel prestem serviços de telefonia móvel. Tudo indica que elas deverão iniciar a venda dos serviços no próximo ano. Como empresas autorizadas, elas usarão a infraestrutura e o espectro de frequência de outra operadora, mas estarão sujeitas a todas as regulamentações do setor, inclusive em relação ao Código de Defesa do Consumidor. Serão as primeiras empresas no Brasil a atuar como operadores móveis virtuais, conhecidos pela sigla em inglês MVNOs. O regulamento da Anatel para o assunto, aprovado em novembro do ano passado, estabelece que empresas de qualquer ramo, como supermercados e bancos, possam oferecer o serviço de telefonia. O regulamento permite que empresas sejam operadoras virtuais autorizadas, como a Porto Seguro e Sermatel. Nesse caso, elas alugam a rede de uma operadora e prestam o serviço diretamente ao consumidor, estando sujeitas a todas as regras que incidem sobre as teles.

Senadores pedem que Câmara aprove regras das MPs sem alteração

Senadores fizeram nesta quinta-feira um apelo ao presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), para que a Casa aprove sem mudanças a PEC (proposta de emenda constitucional) que muda o rito de tramitação das MPs (medidas provisórias) no Congresso. Liderados pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), relator da PEC, os senadores dizem esperar que os deputados acelerem a análise da matéria aprovada na quarta-feira pelo Senado. "Nenhuma matéria traz tantas consequências ao Legislativo quanto essa. Esperamos que não haja modificações na Câmara. Do jeito que estão, as coisas não podem mais ficar", disse Aécio Neves. Marco Maia prometeu aos senadores dar celeridade à matéria, mas disse que a Casa vai aprovar uma proposta que também seja "favorável" aos deputados.

Caixa Econômica Federal usará cadastro biométrico para pagar INSS e liberar FGTS

A Caixa Econômica Federal vai receber do Tribunal Superior Eleitoral os dados do cadastro biométrico de eleitores. A idéia é usar as informações para garantir a segurança e evitar fraudes no pagamento de benefícios previdenciários, do Programa Bolsa Família e do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A tecnologia do cadastro biométrico permite identificar o cidadão pela impressão digital. Segundo o vice-presidente de Tecnologia da Caixa Econômica Federal, Joaquim Lima de Oliveira, no futuro será possível sacar benefícios sem usar senha e cartão, apenas por meio da digital do cidadão. De acordo com ele, atualmente muitos beneficiários perdem a senha ou recorrem a outras pessoas para sacar o benefício no banco.

Israel revida ataque e mata líder de organização terrorista palestina

Um bombardeio aéreo israelense matou nesta quinta-feira o chefe e ao menos outros quatro membros dos Comitês de Resistência Popular, organização terrorista palestina, na faixa de Gaza. A ação ocorreu horas depois de Israel ter acusado militantes do território por uma série de ataques que causaram a morte de sete pessoas. Os Comitês de Resistência Popular, facção que costuma operar de modo independente em relação ao grupo terrorista Hamas, que governa a faixa de Gaza, identificou seu comandante morto como sendo Kamal al Nairab. Uma fonte militar israelense confirmou a operação, na cidade de Rafah, na fronteira com o Egito.

Aposentado com mais de 60 anos pode ficar livre do IR

Um projeto aprovado na quarta-feira na Comissão de Assuntos Sociais do Senado isenta aposentados e pensionistas do INSS com mais de 60 anos do pagamento do Imposto de Renda. A proposta, que ainda precisa passar pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado antes de ser encaminhada à Câmara, estabelece a isenção a partir do mês em que o beneficiário do INSS completa 60 anos de idade. De acordo com a senadora Ana Amélia (PP-RS), autora do projeto, o objetivo da proposta é "contribuir para minimizar a perda dos aposentados e pensionistas, que têm visto seus rendimentos sendo achatados ano a ano". A comparação feita pela senadora é com o rendimento do salário mínimo, que tem reajuste diferente daquele dado à aposentadoria.

IBM anuncia chip capaz de aprender com as experiências humanas

A IBM anunciou nesta quinta-feira o desenvolvimento de um chip revolucionário que imita o funcionamento do cérebro humano e permite fabricar computadores capazes de aprender com a experiência do usuário. Este novo tipo de computador consumirá menos energia e será mais compacto que os aparelhos atuais, assegurou a IBM. "Os computadores 'cognitivos' fabricados com este chip serão programados da mesma maneira que os tradicionais. Estes equipamentos aprenderão com suas experiências, vão saber encontrar correlações, desenvolver hipóteses e lembrar resultados, imitando assim a plasticidade do cérebro humano", explicou a companhia. Dois protótipos de chip foram fabricados e passam atualmente por testes. Ambos foram gravados com uma linha muito fina de 45 nanômetros de silício em isolante, e possuem o equivalente a 256 "neurônios" (células nervosas). A IBM está testando dois tipos de estruturas para estes chips: uma com 262.144 sinapses (áreas de interação entre células nervosas) programadas, e outra com 65.536 sinapses de aprendizagem. O objetivo em longo prazo da IBM é fabricar um complexo de componentes com 10 milhões de "neurônios", ainda muito atrás de cérebro humano que possui 100 bilhões. O desejo é criar 100 trilhões de sinapses em um espaço inferior a dois litros, tudo consumindo até um quilowatt de eletricidade, anunciou a IBM. Um computador "cognitivo" será capaz, por exemplo, de lançar um alerta de tsunami, analisando informações de diferentes sensores marinhos e coletando dados sobre temperatura, pressão e altura das ondas. Também poderá ajudar os pequenos distribuidores a gerenciar seus estoques de produtos frescos graças ao sentido do "olfato". Para a segunda fase do projeto, chamado SyNAPSE, a IBM solicitou a ajuda de várias universidades, como a Columbia, Cornell, Califórnia e Wisconsin. O projeto receberá o financiamento de 21 milhões de dólares da Darpa, a agência que financia empreendimentos de alta tecnologia no campo da defesa.

Outdoor evangélico gera crítica de gays em Ribeirão Preto

As mensagens de um outdoor de uma igreja evangélica de Ribeirão Preto (cidade localizada a 313 quilômetros de São Paulo) causaram indignação no movimento gay local, que quer acionar a Justiça. A Defensoria Pública de Ribeirão Preto estuda se cabe medida judicial. Com fundo branco e letras pretas, o outdoor tem três citações bíblicas. A primeira é: "Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável", do livro de Levítico. A outra, da Carta de São Paulo aos Romanos, diz que "até as mulheres trocam as relações naturais pelas que são contra a natureza. E também os homens deixam as relações naturais com as mulheres e se queimam de paixão uns pelos outros". O outdoor cita apoio da Casa de Oração. O pastor da Igreja Casa de Oração de Ribeirão Preto, Antônio Hernandes Lopes, diz que a mensagem foi colocada para "denunciar o pecado da homossexualidade" e que vive em um País democrático, com liberdade de expressão. Membros de grupos gays locais foram à Defensoria Pública. Fábio de Jesus, da ONG Arco-Íris, diz se tratar de homofobia. O defensor público Aluísio Ruggeri Ré disse que não viu o outdoor, mas que, em sua opinião, ele expressa três direitos constitucionais: a liberdade sexual, a religiosa e a de expressão. "Mas, desses valores, penso que deve prevalecer o da liberdade sexual e o combate à homofobia", disse.

Estudantes israelenses cancelam protestos após ataques

O sindicato dos estudantes de Israel cancelou nesta quinta-feira os protestos planejados para o final de semana contra o alto custo de vida depois que homens armados mataram ao menos 14 pessoas em ataques no sul do país. "Haveria protestos ao longo do país, com uma manifestação central em Jerusalém, e decidimos cancelá-los devido aos ocorridos", disse o líder do sindicato, Itzik Shmueli, depois de três ataques perto da fronteira de Israel com o Egito. Ele acrescentou que vai continuar a campanha popular contra a política econômica do governo, iniciada no mês passado e que já atraiu centenas de milhares de israelenses às ruas em manifestações em massa.

Publicidade de médicos fica mais restrita nas redes sociais em 2012

A propaganda, o uso das redes sociais e as entrevistas de médicos e instituições médicas terão novas regras a partir de fevereiro de 2012. Uma nova resolução foi divulgada pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) nesta quinta-feira. O texto será publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União e vale após 180 dias. Entre as novidades, fica proibido a associações e sindicatos médicos a indicação nos produtos de alguma relação com a saúde como, por exemplo, sabonetes bactericidas, explica Emmanuel Fortes, conselheiro e vice-presidente do Conselho Federal de Medicina. A nova regra atinge até as embalagens de produtos que tragam selo ou indicação da chancela médica. As redes sociais, embrionárias em 2003, também estão no alvo da nova resolução. São permitidas, mas com uma série de restrições que podem inviabilizar sua utilização na propaganda médica. Nelas o médico não pode, por exemplo, divulgar endereço e telefone do consultório/serviço, anunciar aparelhagem ou técnicas exclusivas para se atribuir capacidade privilegiada ou divulgar anúncios com o nome do médico sem o número do CRM (Conselho Regional de Medicina). Isso vale também para blogs.

Fernando Henrique recepciona Dilma em São Paulo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) recepcionou a presidente Dilma Rousseff na sede do governo paulista nesta quinta-feira, onde Dilma participou de um evento no Palácio dos Bandeirantes com os governadores da região Sudeste, para assinar o Pacto Brasil Sem Miséria. Ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), Fernando Henrique Cardoso ciceroneou a presidente e a recebeu com um abraço. Com a presença de petistas e ministros do governo Dilma no encontro, a presidente Dilma foi recebida com muitos aplausos, assim como Fernando Henrique. A presidente e ex-presidente sentaram-se lado a lado no evento. Estiveram presentes os ministros Helena Chagas (Comunicação Social), Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Affonso Florence (Desenvolvimento Agrário), Edson Lobão (Minas e Energia), Carlos Lupi (Trabalho) e Teresa Campello (Desenvolvimento Social), junto aos governadores Alckmin, Sérgio Cabral (Rio de Janeiro), Antonio Anastasia (Minas Gerais) e Renato Casagrande (Espírito Santo).

ANP admite que leilão de petróleo pode ficar para o próximo ano

Apesar da expectativa do mercado e do hiato de três anos sem licitações, o Brasil pode ficar mais um ano sem fazer leilões de blocos de petróleo. A Agência Nacional do Petróleo já admite que a 11ª rodada pode ficar para o ano que vem. Segundo o diretor da agência, Hélder Queiroz, o tempo para que o leilão seja feito esse ano está se esgotando. Aprovado pelo CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) em abril, o leilão depende de autorização da Presidência da República. "Nos próximos dez dias, a gente tem que ter alguma definição, não depende da ANP", disse Queiroz, após participar de café da manhã promovido pela Onip (Organização Nacional da Indústria do Petróleo). O diretor destacou que a agência está preparada para tocar os procedimentos referentes ao leilão assim que o Planalto der o sinal verde. "A agência está louca para fazer [o leilão], ainda mais que teve essa descontinuidade", comentou, ao se referir ao fato de que a 10ª Rodada foi realizada em 2008. Esse leilão, no entanto, só teve blocos em áreas terrestres. Blocos no mar, que são os mais atraentes, não são leiloados desde 2007.

Venezuela deve receber US$ 4 bilhões da Rússia para compras militares

A Venezuela espera receber da Rússia um empréstimo de US$ 4 bilhões para a compra de equipamentos militares, disse o ditador Hugo Chávez. Desde 2005, Chávez já gastou quase US$ 5 bilhões na compra de armamentos russos, incluindo tanques, aviões de combate e helicópteros. A oposição critica esses investimentos, alegando que havia outras prioridades. "Estamos tramitando, e já se aprovou no nível político do governo russo um crédito de US$ 4 bilhões. Uma boa parte vem para continuar nos equipando, levantando nossa capacidade de combate, de defesa", disse Chávez a membros do seu gabinete. Ele não detalhou os bancos envolvidos na transação, nem a data em que o empréstimo será efetuado. Por ordem de Chávez, a Venezuela quase duplicou o seu limite de endividamento público para este ano. Desde 2007, o governo já contraiu empréstimos e linhas de crédito em volumes expressivos junto a nações como China e Brasil. Além disso, o governo e a estatal petrolífera PDVSA realizam frequentes emissões de bônus de dívida.

Impostômetro chega a R$ 900 bilhões

O Impostômetro, ferramenta que registra quanto o brasileiro paga de imposto aos governos federal, estadual e municipal, atingiu nesta quinta-feira a marca de R$ 900 bilhões, segundo o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) e a ACSP (Associação Comercial de São Paulo). Conforme a ACSP, esta havendo uma "antecipação voraz na arrecação tributária" neste ano. Em 2010, os R$ 900 bilhões só foram alcançados 34 dias mais tarde, em 21 de setembro. Em 2009, a marca foi atingida em 7 de novembro. Em 2008, em 9 de novembro; e em 2007, em 24 de dezembro. Em 2006 e 2005 esse valor não foi alcançado. "A cada dia que passa os impostos crescem. É preciso que o consumidor saiba que paga impostos para exigir serviços de qualidade. O governo precisa fazer a sua parte e reduzir os gastos", diz Rogério Amato, presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).

União cobra consórcio do Enem na Justiça após vazamento de prova

A Advocacia-Geral da União entrou com uma ação no Judiciário, neste mês, pedindo ressarcimento do prejuízo que o MEC teve na aplicação do Enem 2009. Quando a prova vazou, R$ 38 milhões já haviam sido pagos ao consórcio responsável pela aplicação do exame, o Connasel. Hoje o valor atualizado do prejuízo é de cerca de R$ 46 milhões. O MEC diz que esgotou todas as possibilidades de cobranças administrativas ao consórcio. Às vésperas do Enem 2009, a prova foi roubada. A fraude foi revelada pelo jornal "O Estado de S.Paulo". Na terça-feira, a Procuradoria divulgou que quatro dos cinco acusados de participar do crime foram condenados. Felipe Pradella, apontado pela Polícia Federal como mentor da fraude, foi condenado a cinco anos e três meses de prisão por violação de sigilo funcional e corrupção passiva. Filipe Ribeiro e Marcelo Sena, também ex-funcionários do consórcio, foram condenados a quatro anos e seis meses pelos mesmos crimes. Segundo a denúncia, Pradella, Ribeiro e Sena furtaram a prova da gráfica Plural, que imprimia os exames, e Gregory Camillo e Lucas Rodrigues ajudaram a intermediar o contato com a imprensa para vender a prova. Camillo foi condenado a dois anos e quatro meses de reclusão. Rodrigues foi absolvido. O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que, do ponto de vista administrativo, o processo está concluído. Falta agora o ressarcimento. "Queremos que os prejuízos sejam ressarcidos à União", disse ele.

Bolivianos protestam contra estrada financiada pelo Brasil

Milhares de pessoas na Bolívia começaram esta semana uma caminhada de 500 quilômetros contra a construção de uma rodovia que atravessa um parque indígena. Os manifestantes reclamam que o projeto do governo do indio cocaleiro Evo Morales vai promover a colonização de terras ao redor da estrada, destruindo a biodiversidade local e a cultura de três etnias indígenas. A estrada de 300 quilômetros será construída pela empreiteira OAS, com financiamento de US$ 320 milhões do BNDES. O governo brasileiro alerta, no entanto, que só vai liberar os recursos se os bolivianos chegarem a um acordo sobre o projeto. O Parque Nacional e Território Indígena Isiboro Sécure, conhecido como Tipnis, tem 1,2 milhões de hectares e possui uma das maiores reservas de água da América do Sul. Ativistas acreditam que a construção da estrada poderá resultar no desmatamento de 600 mil hectares ao longo dos próximos 20 anos. A estrada está sendo construída para facilitar o transporte de mercadorias entre a região de Beni e La Paz. O plano foi lançado em 1990, e desde então mais de 900 abaixo-assinados foram feitos exigindo que o território seja respeitado e protegido.

Ministro de Defesa israelense culpa terroristas de Gaza por ataques

O ministro de Defesa israelense, Ehud Barak, afirmou nesta quinta-feira que terroristas palestinos da faixa de Gaza estão por trás dos três ataques registrados no sul de Israel. Ao menos cinco pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas, segundo fontes do Magen David Adom (MDA, equivalente à Cruz Vermelha). "A fonte dos ataques terroristas é Gaza e nós atuaremos com plena força e determinação contra eles", disse Barak, em comunicado. Barak disse que o "grave ato terrorista em várias localidades" mostra a debilidade do controle egípcio sobre a península do Sinai e o alcance das atividades dos agentes terroristas. O ministro viajou ao sul do país para coordenar pessoalmente as operações na zona. Nenhum grupo reivindicou ainda os ataques, que ocorreram perto do meio-dia (7 horas em Brasília), perto da cidade de Eilat. A organização terrorista palestino Hamas, que governa a faixa de Gaza, não emitiu nenhuma reação aos ataques.

Triplo ataque deixa ao menos cinco mortos no sul de Israel

Ao menos cinco pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas em um ataque de terroristas contra um ônibus na cidade de Eilat, no sul de Israel. A região foi alvo ainda de outros dois ataques, contra um veículo e contra soldados, que também teriam deixado mortos e feridos. Segundo a agência de notícias israelense Ynet, a maioria dos feridos são soldados, que foram levados ao hospital de Eilat. "Nos últimos 45 minutos foram registrados três incidentes de disparos contra ônibus e veículos privados na estrada de Uvdat a Eilat", disse Yonatan Gayodovsky, diretor do departamento Internacional do Magen David Adom (MDA, equivalente à Cruz Vermelha). Segundo Gayodovsky, no primeiro, sete pessoas ficaram feridas, cinco delas por disparos. No segundo, outras cinco pessoas ficaram feridos. O primeiro ataque ocorreu quando três homens armados saíram de um carro e dispararam contra um ônibus da companhia pública Egged, que circulava entre Beersheva e Eilat levando na maioria militares que viajavam ao balneário para passar o fim de semana. Uma equipe militar foi enviada ao local e perseguiu os criminosos, iniciando um tiroteio próximo ao local. Em seguida, um novo ataque armado atingiu um veículo perto da fronteira com o Egito. Além dos dois ataques, projéteis e foguetes antitanque foram lançados da fronteira egípcia contra vários alvos no sul de Israel. Uma bomba explodiu perto de um carro da polícia. O Exército israelense afirmou em comunicado que "as informações iniciais apontam que cinco pessoas ficaram feridas no tiroteio em Netafin, perto de Eilat". "Terroristas atiraram em um ônibus que ia a Eilat e atiraram um foguete antitanque em outro veículo. No mesmo momento, uma patrulha militar foi atingida por uma bomba", diz o Exército, em comunicado. Os militares fecharam o acesso à cidade de Eilat, perto da fronteira com a Jordânia e o Egito, e bloquearam o acesso às estradas 12 e 90. Vários helicópteros passaram a sobrevoar a zona para localizar os autores dos ataques.

Juíza assassinada havia denunciado oficial do setor de escolta para a Polícia Militar

A juíza Patrícia Acioli, assassinada na semana passada em Niterói, desconfiava da segurança do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro desde 2002. Ela vinculou um oficial da Coordenadoria Militar do órgão, responsável pelas escoltas, a dois réus de processos que conduzia. De acordo com o texto, a juíza disse, em ofício enviado à presidência do Tribunal de Justiça, em 2009, que o então major Fernando Salema, hoje coronel, membro da coordenadoria, pediu a ela a liberdade de Gilberto Gomes, sargento da Polícia Militar acusado de duplo homicídio e de forjar registro de morte em confronto com a polícia. A juíza apontou ainda que Salema se disse amigo do agente penitenciário Wilson Farias dos Santos, acusado de triplo homicídio e suposto autor da primeira ameaça relatada por ela ao tribunal. Por esse motivo, escreveu a juíza, ela desistiu, em 2002, da escolta oferecida pelo tribunal e buscou segurança diretamente na Polícia Militar. O caso foi denunciado à Corregedoria da Polícia Militar em 2002. No Tribunal de Tribunal, a juíza só registrou os casos em ofícios em 2009, após o então presidente do órgão, Luiz Zveiter, perguntar a ela porque investigava um policial do tribunal. O coronel Fernando Salema, que ainda integra a equipe de segurança do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirmou não ter motivo para interceder em uma decisão judicial.

CBF ameaça divulgar gravações contra diretor da Globo

Não vai ficar barato para a Globo sua repentina decisão de noticiar os escândalos envolvendo a CBF, Ricardo Teixeira e a Fifa. Agora surgiram indícios (ou insinuações) de que a entidade máxima do futebol brasileiro tem gravações de diálogos que comprometeriam Marcelo Campos Pinto, diretor da Globo Esportes. Essas gravações não autorizadas foram feitas a partir de ligações telefônicas ou na própria sede da CBF. Elas revelariam quando e como a Globo manipulou o horário de partidas de times e da seleção, para atender a seus próprios interesses. Teixeira também teria gravações mostrando como Marcelo Campos Pinto e seus comandados globais agiram nos últimos anos, quando tinham acesso livre à CBF. Uma fonte informa que as gravações teriam diálogos permeados de arrogância, prepotência e desprezo completo de Marcelo Campos Pinto e seus subordinados pela concorrência. Inclusive uma das gravações mostraria emissários da Globo usando termos chulos contra Record e até contra a Band, que hoje é parceira da Globo no futebol. A ameaça de levar as gravações a público teria por finalidade não só vingar Teixeira do que ele considera "traição", por parte da Globo, mas também colocar a emissora numa situação delicada junto à imprensa, a parceiros e anunciantes do esporte. Algo do tipo: "Eu morro, mas você vai morrer! Morrer comigo!" Marcelo Campos Pinto está sob ataque de outro 'front', além do da CBF. Desafetos do diretor dentro da Globo ainda o culpam pelo fato de a emissora ter perdido a transmissão das Olimpíadas de Londres 2012 para a Record. Para esses executivos, a "soberba" do executivo o impediu de avaliar a situação corretamente. Ele subestimou a concorrente, afirmam.

Teles terão de investir R$ 60 bilhões a mais

Em troca da abertura do mercado de TV a cabo para as teles, ocorrida com a aprovação do PLC 116 na terça-feira, o governo vai cobrar um plano de investimento extra para que as operadoras levem internet e TV paga para o "interior do Brasil". "O governo se empenhou na aprovação do projeto e agora vai cobrar", disse o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). Na quarta-feira ele já deu esse recado à Oi durante audiência com o novo presidente da empresa, Francisco Valim. Nas próximas semanas, o ministro receberá Telefônica, CTBC e Sercomtel. A liberdade de atuar na TV a cabo custará a essas empresas investimentos de R$ 60 bilhões a mais em dez anos para chegar a 30 milhões de acessos de TV paga no País. Hoje, existem 11 milhões de acessos. Isso é para garantir o mínimo de qualidade dos serviços que serão prestados na mesma rede de cabos.