quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Dilma pede direito de resposta em TV católica por críticas de padre

A coligação da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, pediu nesta quinta-feira no Tribunal Superior Eleitoral um direito de resposta na TV Canção Nova de 15 minutos no período da manhã. O partido reclama de sermão do padre José Augusto, exibido na terça-feira, na qual pede aos fiéis que não votem em Dilma. Para o PT, o padre emitiu opiniões falsas e difamatórias. Segundo a representação, o padre chega a afirmar que o PT é a favor da "interrupção de gestações indesejadas". José Augusto também disse que estava preocupado com as eleições e que o País iria piorar muito com a eleição de Dilma. O padre afirmou que o PT quer aprovar leis que limitam a liberdade de imprensa e religiosa e que pretende liberar o casamento homossexual. Para ele, o partido quer transformar o País em uma nação comunista. No sermão, Augusto também disse que não temia ser preso ou morto. No pedido, o PT lembra que as redes de televisão são concessões públicas.

Collor declara apoio a pedetista em Alagoas

O ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), candidato derrotado ao governo de Alagoas, declarou nesta quinta-feira seu apoio ao candidato Ronaldo Lessa (PDT), que disputa o segundo turno com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). Collor ficou em terceiro lugar na disputa pelo governo por uma diferença de menos de 5.000 votos do segundo colocado. Collor teve 28,81% dos votos válidos e Lessa, 29.16%. No primeiro turno, Collor havia apoiado a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, apesar de seu partido estar coligado nacionalmente com o tucano José Serra (PSDB). Lessa teve o apoio formal do presidente Lula e Dilma no primeiro turno. A declaração de apoio foi feita na sede estadual do PTB, partido presidido por Collor em Alagoas, e teve a participação de lideranças do PTB.

Michel Temer avisa que PMDB não abrirá mão da presidência da Câmara dos Deputados

O presidente nacional do PMDB, deputado federal Michel Temer (SP), sinalizou nesta quinta-feira que o partido não vai abrir mão da presidência da Câmara em 2011, embora o PT tenha conseguido eleger a maior bancada da Casa. Temer disse esperar que o acordo firmado na atual legislatura, com o revezamento dos partidos no cargo, se repita a partir de fevereiro do próximo ano. "O PT e o PMDB fizeram as maiores bancadas. O que creio que vai acontecer, embora não quisesse tratar desse assunto agora, é que vai se repetir o que aconteceu nesta Legislatura: um biênio (2011-2012) será do PMDB e outro biênio (2013-2014) será do PT. Acho que haverá conversação nessa direção, que é o que a lógica política recomenda".

Michel Temer tenta acalmar candidatos peemedebistas abandonados no primeiro turno e derrotados

Na tentativa de unificar o PMDB em torno da campanha de Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições presidenciais, o deputado federal Michel Temer (PMDB-SP) deflagrou operação para acalmar peemedebistas derrotados nas urnas que se sentiram abandonados pela petista no primeiro turno. Nas costuras políticas, Temer conseguiu o apoio de Geddel Vieira Lima (PMDB), derrotado para o governo da Bahia, que ameaçava abandonar a candidata na reta final da corrida presidencial. "Eu tive muitas conversas entre domingo e ontem que acho que sanaram muitas feridas. Uma delas era o caso do nosso querido companheiro Geddel Vieira Lima. Ferida curada", disse Temer. Geddel foi rifado por Dilma no primeiro turno ao subir no palanque de Jacques Wagner (PT), reeleito governador da Bahia no primeiro turno. Magoado, Geddel chegou a retirar imagens de Dilma do site de sua candidatura depois que a petista declarou que tinha um "apoio claro" a Wagner porque o peemedebista não ia bem nas pesquisas de intenção de voto. Agora, o ex-ministro já declarou apoio a Dilma. Além das mágoas eleitorais, Temer também contorna as queixas do PMDB sobre maior participação do partido na campanha presidencial. O presidente do PMDB minimizou a insatisfação de aliados ao afirmar que a legenda "está hoje mais incorporada à campanha até por decisão do próprio núcleo" petista.

Premiê dá apoio a juramento de lealdade ao Estado judaico em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, declarou nesta quinta-feira seu apoio a uma proposta de alteração da lei do país que propõe que não judeus que quiserem obter a cidadania israelense tenham que jurar lealdade ao Estado de Israel "como Estado judaico e democrático". Um comunicado divulgado pelo gabinete de premiê diz que "Estado judaico e democrático é um termo aplicado na legislação em Israel, portanto deve constar da declaração de lealdade de qualquer pessoa que deseja receber a cidadania israelense". A alteração da lei será votada, pelos membros do governo, no próximo domingo e depois será encaminhada ao Parlamento, no qual deverá ser aprovada por uma ampla maioria. O projeto colocará obstáculos para os palestinos que pedem cidadania depois de se casarem com mulheres árabes israelenses. Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira mostra aumento do apoio da população israelense aos partidos de direita. Se as eleições fossem hoje, o Likud de Netanyahu conquistaria 33 em vez das atuais 27 cadeiras no Parlamento. O Israel Beitenu aumentaria sua participação de 15 para 21 assentos. De acordo com o ministro de Meio Ambiente, Gilad Erdan, que apoia a lei, a obrigação do juramento não incluirá imigrantes judeus que quiserem obter a cidadania israelense. "Para os imigrantes judeus existe a lei do Retorno", disse Erdan, integrante do Likud. A lei do Retorno confere cidadania automática a todos os judeus do mundo que imigrarem para Israel (é o aliá).

IBGE prevê safra recorde de 148,9 milhões de toneladas em 2010

A safra nacional de grãos deve atingir 148,9 milhões de toneladas em 2010, o que representa um aumento de 11,1% em relação à do ano passado, de acordo com os números de setembro do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, do IBGE. A previsão, que faz da safra deste ano de cereais, leguminosas e oleaginosas a maior da história do País, representa um acréscimo de 0,6% sobre a estimativa de agosto, que foi de 148 milhões de toneladas. De acordo com o levantamento do IBGE, a Região Sul, com 63,6 milhões de toneladas, é responsável pelo maior volume da safra esperada para 2010, seguida da Região Centro-Oeste, com 52,2 milhões. O Sudeste deverá registrar uma produção de 17,3 milhões de toneladas, o Nordeste, 11,8 milhões e a Região Norte, 4 milhões de toneladas. O Sul também é a região que registra maior crescimento em relação à safra de 2009: 21,3%. Com relação às principais culturas, a soja terá em 2010 uma produção de 68,7 milhões de toneladas, um crescimento de 20,6%, comparado à do ano passado, e de 16% sobre a safra de 2008, considerada recorde, com 59,2 milhões de toneladas. Para o milho, a previsão é de um aumento de 8,5% e para o arroz, uma queda de 10,5% na safra deste ano, comparada à de 2009.

Mais de 9 milhões de eleitores votaram na legenda para deputado federal

Nestas eleições, 9,9 milhões de brasileiros resolveram deixar nas mãos de partidos e coligações seu voto para deputado federal. Esses 10% de eleitores votaram na legenda, voto que não indica um candidato específico, mas que vai para qualquer pessoa de determinado partido ou coligação. O Estado que mais votou na legenda foi Sergipe, onde 17,7% dos votos foram para partidos ou coligações. Com 5,5% dos votos para deputado federal destinados à legenda, Roraima foi o estado que teve mais votos para candidatos específicos. O voto nominal foi menor ainda para os deputados estaduais, onde cerca de 12% depositaram confiança na legenda.

Seca na Rússia afeta preços da carne no Brasil

Fatores externos pressionaram os custos dos alimentos e a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), deixou o patamar próximo de zero observado nos três meses anteriores. O custo das carnes foi o que mais pesou no bolso do consumidor, influenciado pela alta nos insumos básicos para a produção de ração. O IBGE atribui especialmente à seca na Rússia a disparada nos preços dos alimentos. O país é um dos principais produtores de trigo, e a falta de chuvas, aliada às altas temperaturas, vem prejudicando a produção nas lavouras. O trigo é uma das principais matérias-primas para a produção de ração para o gado. O Brasil importa boa parte da produção de trigo.

Bento 16 convoca reunião com bispos do Oriente Médio para debater êxodo de cristãos

O papa Bento 16 convocou os bispos do Oriente Médio para discutir como enfrentar a redução no número de cristãos na região, como proteger as minorias e como promover a harmonia com seus vizinhos muçulmanos. A partir de domingo, e durante duas semanas, o sínodo irá discutir questões como o conflito israelo-palestino, a instabilidade no Iraque, o radicalismo islâmico, a crise econômica e as divisões entre as muitas Igrejas cristãs da região. Os participantes são todos de Igrejas locais subordinadas ao Vaticano, mas o contínuo êxodo de cristãos de todas as denominações (católicos, ortodoxos e protestantes) leva os bispos a examinarem de forma mais ampla os desafios enfrentados por todos os seguidores de Jesus no Oriente Médio. As condições variam de país para país, mas em geral o quadro é dramático para os cristãos, que constituíam cerca de 20% da população da região há um século, e hoje são apenas 5%, cifra que continua caindo. "Se este fenômeno continuar, o cristianismo no Oriente Médio vai desaparecer", disse o reverendo Samir Khalil Samir, jesuíta egípcio radicado em Beirute e que participou da redação dos documentos de trabalho que servirão de base para as discussões no Vaticano. "Esta não é uma hipótese irreal. A Turquia passou de 20% de cristãos no começo do século 20 para 0,2% agora", afirmou ele. No Iraque, acrescentou, o êxodo cristão desde a invasão norte-americana de 2003 "pode fazer a Igreja se esvair".

Escritor peruano Vargas Llosa recebe o Prêmio Nobel de Literatura

O escritor peruano Mario Vargas Llosa foi premiado nesta quinta-feira com o Prêmio Nobel de Literatura. Ele afirmou que este é um reconhecimento da literatura da América Latina e em língua espanhola. "Não pensava que sequer estava entre os candidatos", disse o escritor em Nova York, na primeira reação após receber a notícia do prêmio. "Acredito que é um reconhecimento à literatura latinoamericana e à literatura em língua espanhola, e isto sim, deve alegrar a todos", acrescentou. Perguntado sobre qual seu livro favorito, o escritor disse não ter preferências: "É como perguntar qual o filho preferido, não se pode dizer mesmo quando você tem preferência. Se tivesse que escolher algum livro, provavelmente escolheria o que vou escrever. Espero que meu melhor romance seja este romance que está para sair agora, 'El sueño del celta', no qual trabalhei nos últimos três anos". Vargas Llosa contou como conhecimento do prêmio: "Estava acordado, estava trabalhando desde as cinco da manhã e tocou o telefone. Patricia (esposa do escritor) apareceu e disse 'é um senhor falando em inglês'. O senhor era o secretário-geral da academia. Pensei que era um trote. Alberto Moravia (escritor italiano) foi vítima deste trote perverso. Um inimigo ligou e ele não havia recebido o prêmio", recordou. O escritor peruano Mario Vargas Llosa também comentou sobre a política na América Latina, e disse que a região vem conhecendo avanços no caminho da democracia, com exceção de Cuba e Venezuela. De acordo com ele, estes dois países representam um retrocesso na região.

Supremo inicia julgamento contra senador por escravidão

A denúncia de que o senador João Ribeiro (PR-TO) mantinha em sua fazenda, no Pará, 35 trabalhadores em condições análogas à escravidão começou a ser julgada nesta quinta-feira pelo Supremo Tribunal Federal. A relatora do inquérito, ministra Ellen Gracie, aceitou a denúncia do Ministério Público e votou pela abertura de uma ação penal contra João Ribeiro. O julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, que relatou o processo de 2004 a 2007, quando tornou-se presidente do Supremo. A denúncia do Ministério Público, encaminhada ao Supremo em 2004, relata que os trabalhadores eram submetidos a condições degradantes: bebiam água de um brejo da fazenda, eram obrigadas a comprar seus próprios equipamentos e não dispunham de banheiro ou de alojamento. A fazenda foi inspecionada pelo Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego em 2004. De acordo com documentos apreendidos, os trabalhadores eram obrigados a permanecer na fazenda para pagarem as dívidas que faziam com a compra dos próprios equipamentos de trabalho, vendidos a preços mais altos.

Recurso de Jader Barbalho será relatado por Joaquim Barbosa no Supremo

O recurso de Jader Barbalho (PMDB-PA) contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral de barrar sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa será relatado pelo ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal. Barbalho disputou uma vaga no Senado pelo Pará, e obteve votos suficientes para se eleger. Porém, como seu registro de candidatura foi negado, os votos foram considerados nulos. Joaquim Barbosa já votou pela aplicação da Lei da Ficha Limpa nestas eleições e pela constitucionalidade da lei no julgamento do recurso de Joaquim Roriz. Como o julgamento terminou empatado, não houve decisão final sobre o assunto. Este recurso poderá definir o destino da lei no Supremo. Os outros dois recursos que aguardavam julgamento devem ser arquivados. Os dois candidatos que esperavam o pronunciamento do Supremo - Maria de Lourdes Abadia, que disputou o Senado pelo Distrito Federal, e Francisco das Chagas, que disputou uma vaga de deputado estadual pelo Ceará - não obtiveram votos suficientes para se elegerem. Por isso, não haveria razão para julgar seus recursos.

Israel assina contrato com os Estados Unidos para compra de 20 caças F-35

O governo de Israel anunciou nesta quinta-feira que assinou um contrato com os Estados Unidos para comprar 20 caças F-35 por US$ 3 bilhões. Os jatos serão recebidos em 2016. Segundo o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a compra irá reforçar significativamente o Exército. Os aviões são capazes de atingir o Irã e não são detectados por radar. Israel considera a República Islâmica como uma ameaça estratégica, devido aos apelos do governo do país para a destruição do Estado de Israel, e também ao programa nuclear iraniano. O Estado judeu já afirmou que pode realizar uma ação militar se os esforços da comunidade internacional para deter o programa atômico do governo fascista islâmico do Irã.

Ciro Gomes, coordenador da campanha de Dilma, não votou nela

A campanha da petista Dilma Rousseff parece sofrer de esquizofrenia. Ao nomear o deputado federal Ciro Gomes, um neocoronel cearense, para a sua coordenação, colocou no posto alguém que chama o PMDB, do vice na chapa, Michel Temer, de "ajuntamente de ladrões". Como ele se sente ao lado de "ladrões", fazendo campanha com e para eles? Em segundo lugar, o neocoronel Ciro Gomes simplesmente não votou em Dilma Rousseff para presidente no primeiro turno. Ele foi obrigado pelo presidente petista Lula a transferir seu título do Ceará para São Paulo. Mas, no dia 3 de outubro, ele estava em Fortaleza, fazendo boca de urna para seu irmão, candidato à reeleição para o governo do Estado, Cid Gomes. Portanto, impõe-se uma constatação inevitável: nem o coordenador da campanha de Dilma vota nela.

Serra afirma que Dilma quer "enrolar e desrespeitar" brasileiros

Em um recado à candidata Dilma Rousseff (PT), o tucano José Serra disse nesta quarta-feira que nunca manifestou posição favorável ao aborto. Ao discursar no ato que reuniu a oposição em apoio à sua candidatura, Serra disse que as pessoas que mudam suas posições em temas como o aborto querem "enrolar" e "desrespeitar" os brasileiros, em uma crítica à petista que, depois de ter se declarado favorável ao aborto, mudou o discurso durante a campanha. "Eu nunca disse que o MST me agrada, porque não me agrada. Eu nunca disse que era a favor do aborto porque eu sou contra. Tem amigos que me acham atrasado. Eu tenho minhas razões íntimas, pessoias, de histórias para ter essa convicção. Errar é querer enrolar. Chegou-se ao máximo de estampar em primeira página que o PT ia tirar o aborto do programa. O que não tem direito é uma campanha presidencial enrolar. No fundo é desrespeitar pessoas, os cidadãos. Essa decepção comigo não existirá", disse ele. Serra também exaltou ações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em seu discurso no ato que reuniu políticos do DEM, PSDB e PPS. Com críticas ao PT, partido a quem se referiu como "duas caras", Serra defendeu que o Congresso aprove lei que limite a participação do presidente da República em campanhas eleitorais, a exemplo do que vem ocorrendo com o presidente Lula na campanha de Dilma Rousseff (PT) ao Palácio do Planalto. "Tem certas coisas que não se fazem, são coisas que a gente não faz na vida. Imagine a desigualdade, na linha de massacrar um político que na sua vida só fez defender o interesse do seu Estado e do nosso País", afirmou. Nas referências a Fernando Henrique Cardoso, Serra lembrou a privatização do setor de telecomunicações e a implantação do real.

Petrobras abre em 3 de novembro propostas para suas 28 sondas

Com meses de atraso, a Petrobras abre no dia 3 de novembro as propostas recebidas para construção no Brasil de 28 sondas de perfuração, equipamentos fundamentais para a exploração da região do pré-sal. A previsão da empresa, que lançou a licitação em outubro do ano passado, era de que o processo se encerrasse no primeiro semestre deste ano. O atraso deveu-se principalmente ao questionamento entre os próprios estaleiros sobre a participação de alguns grupos. De acordo com o gerente executivo de engenharia da Petrobras, Pedro José Barusco Filho, para evitar problemas com os estaleiros que pretendiam participar, a Petrobras decidiu dar um prazo de dois meses para que os concorrentes conseguissem a licença ambiental prévia para instalação dos estaleiros, evitando assim problemas posteriores.

Itamar critica condução da campanha de Serra no primeiro turno

O senador eleito Itamar Franco (PPS-MG) reclamou nesta quarta-feira da condução da campanha do tucano José Serra à Presidência da República no primeiro turno das eleições. Ao discursar no ato pró-Serra que reúne nesta quarta-feira líderes do PSDB, DEM e PPS, Itamar disse que Serra deve seguir menos os seus "marqueteiros" no segundo turno, sem esconder o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). "Vossa Excelência não precisa tanto dos marqueteiros porque tem sua vida limpa. Seja mais Serra do que o marqueteiro, seja mais o senhor do que o marqueteiro, porque Vossa Excelência tem vida limpa, honesta. Não precisamos ficar escondendo quem quer que seja do nosso lado". Apesar de não citar Fernando Henrique Cardoso nominalmente, Itamar disse que Serra não deve esconder ninguém porque, do contrário, "eles vão esconder do lado deles". "Tem, que haver esse confronto. O povo quer saber o que nós pensamos, o nosso pensamento de problemas estruturais. Qual é o nosso Brasil para esse mundo que vem nesse século XXI". Em uma crítica ao presidente Lula, Itamar disse que o petista não foi responsável por "inventar o Brasil. "Se não, daqui a pouco teríamos que chegar à conclusão que quem abriu os portos não foi D. João VI, foi o presidente Lula".

Ministro Alexandre Padilha pede licença do governo para reforçar campanha de Dilma

Depois do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) é o novo reforço da campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. Ele sairá em férias para integrar a equipe de coordenação da petista. Padilha vai cuidar de contatos com parlamentares e da agenda de mobilização de "movimentos sociais". A participação de Padilha na campanha foi um pedido de Dilma e de seus coordenadores, feito diretamente ao presidente Lula durante reunião na terça-feira.

Empresa ajudada por filho de Erenice perde contrato de R$ 19 milhões com Correios

Os Correios irão rescindir contrato emergencial com a MTA (Master Top Linhas Aéreas) com a decisão da Justiça que pôs fim a um imbróglio envolvendo uma licitação feita para substituir esse contrato. A empresa ganhou o direito de operar o trecho sem licitação, em caráter emergencial, em maio deste ano. Para substituir esse contrato, os Correios fizeram uma licitação cujo resultado estava sub judice até o início da semana. A MTA havia vencido a licitação, o que lhe permitiria continuar operando na rota Brasília-Manaus-São Paulo, mas foi desclassificada porque não apresentou a documentação no prazo. A empresa brigava na Justiça, mas perdeu para a Rio Linhas Aéreas, segunda colocada, que agora irá assumir esse trecho. O contrato emergencial era de R$ 19 milhões. A MTA mantém, porém, outros três contratos com os Correios, no valor de R$ 40 milhões, todos conquistados por meio de pregão eletrônico. A Rio Linhas Aéreas é uma empresa nova no setor de cargas, com sede no Paraná. Só tem contratos com os Correios e tem licença para voar há apenas dois anos. A MTA é uma das protagonistas do escândalo que derrubou a ministra petista Erenice Guerra da Casa Civil.

Lideranças da oposição defendem maior presença de Fernando Henrique Cardoso na campanha de Serra

Dispostos a reverter a vantagem da petista Dilma Rousseff no primeiro turno das eleições, lideranças do DEM, PSDB e PPS defenderam nesta quarta-feira maior presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) na campanha de José Serra (PSDB) ao Palácio do Planalto. Depois de Serra praticamente não mencionar feitos de Fernando Henrique Cardoso no primeiro turno, grande parte da oposição agora defende que o tucano mude sua estratégia. Senador eleito, o ex-governador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que os tucanos estão dispostos a discutir ações da gestão Fernando Henrique Cardoso na nova fase da campanha. "Nossos adversários estão abatidos, nós estamos aguerridos nessa campanha pelo segundo turno. Agora é a comparação entre os dois projetos. Não mais o governo Lula, mas entre os dois candidatos", disse Alckmin. O tucano afirmou que Serra terá um "exército" à sua disposição no segundo turno. Com tempo igual ao de Dilma no rádio e TV no segundo turno, os tucanos afirmam que Serra vai reverter a vantagem da petista.

Mulheres estão mais endividadas que homens pela primeira vez

Neste ano as mulheres superaram os homens e lideram na lista dos inadimplentes, segundo pesquisa da Associação Comercial de São Paulo. Entre os devedores, elas representam 52%, enquanto eles são 48%. A pesquisa, realizada em setembro, aponta ainda que a maior incidência de inadimplência está na faixa de um a três salários mínimos, com 55% dos entrevistados. No recorte por idade, 70% dos inadimplentes estão na faixa entre 20 a 40 anos. O estudo aponta ainda que 69% dos entrevistados tem dois ou mais carnês em atraso.

Banco do Brasil lidera lista entre 250 bancos da América Latina

O Banco do Brasil lidera a lista das 250 maiores instituições financeiras da América Latina, informou nesta quarta-feira a revista de negócios "AméricaEconomia". O ranking, publicado anualmente, foi divulgado na sua edição de outubro. O Itaú Unibanco ficou com o segundo lugar na relação. "Entre junho de 2009 e junho de 2010, o banco Itaú registrou um crescimento de 31,3% em seu ativo total, garantindo colocação de destaque", informou a publicação em nota. Outras 69 instituições financeiras do Brasil conquistaram posições na lista. Entre as mais bem colocadas estão o Bradesco (3º), a Caixa Econômica Federal (4º), o Santander (5º), o HSBC Brasil (8º), o Votorantim (9º), o Safra (12º) e o Citibank (18º).

Petrobras inaugura hoje plataforma que será a maior do Espírito Santo

A Petrobras realiza nesta quinta-feira a cerimônia de batismo da P-57, plataforma que custou US$ 1,2 bilhão e iniciará operação em novembro na camada do pós-sal do campo de Jubarte, no Espírito Santo. Será a maior plataforma em operação no Estado. Com capacidade de 180 mil barris/dia de petróleo, a unidade começará produzindo 30 mil barris/dia e deve atingir o pico de produção em 2012. Hoje, o Espírito Santo é o terceiro maior produtor de petróleo do país, com média de 200 mil barris/dia. A estimativa é atingir 500 mil barris/dia em 2015.

Cade obriga Votorantim a "devolver" a Tupi Cimento

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) obrigou a Polimix, da qual a Votorantim é sócia minoritária, a se desfazer dos ativos da Cimento Tupi, comprados em 2008, em julgamento realizado nesta quarta-feira. Se a decisão não for cumprida, a Polimix será obrigada a pagar multa diária próxima a R$ 20 mil a partir do 31º dia após a decisão. A Votorantim, que tem 25% das ações da Polimix, motivou a decisão porque, na somatória de participações minoritárias em empresas do setor de cimento, tem presença expansiva no mercado e ameaça a concorrência, de acordo com o Cade. A Polimix também será multada, em R$ 422,7 mil, por ter notificado a compra da Tupi ao Cade com atraso.

Tesouro poderá comprar mais dólares no mercado para segurar alta do real

O Conselho Monetário Nacional autorizou o Tesouro Nacional a comprar mais dólares no mercado à vista, ajudando a segurar a valorização do real, vista como excessiva pelo governo. A decisão foi tomada em reunião extraordinária realizada na terça-feira. Em resolução publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, o Banco Central afirma que o Tesouro poderá comprar, a partir de agora, recursos externos para dar cabo de todos os pagamentos previstos para a dívida externa no prazo de 1500 dias (4 anos). Antes, o prazo era de 750 dias (2 anos). O Tesouro tem poder para adquirir antecipadamente o montante em moeda estrangeira necessário para pagar os vencimentos previstas como forma de evitar a volatilidade inerente ao mercado cambial e, assim, escapar à necessidade de adquirir divisas em momentos de turbulência, quando o custo é maior. Ao longo de 2009, o Tesouro adquiriu cerca de US$ 5,6 bilhões, quantia essa suficiente para pagar cerca de 73% de toda a dívida externa a vencer em 2010. De acordo com números do Tesouro, os títulos da dívida pública externa a vencer nos próximos dois anos (24 meses) somavam R$ 17,45 ao final de agosto, contra R$ 30,48 bilhões dos títulos com prazo de até 48 meses. Assim, o Tesouro ganha poder de compra de cerca de R$ 13 bilhões (US$ 7,76 bilhões) para ajudar a conter a queda da moeda norte-americana no mercado brasileiro. Esse é o grande desastre que está em curso, que o governo Lula oculta, não discute com a Nação, e que vai explodir o Brasil. Atualmente, a dívida externa não significa nada. O grande problema é a dívida interna. E o governo petista de Lula está produzindo monumentais incrementos desta dívida. Ele compra dólares para impedir a contínua valorização do real. Para comprar dólares, emite títulos, e estes títulos são remunerados com as maiores taxas de juros do mundo. Já as remunerações das aplicações das reservas em dólares são muito menores. O governo Lula compra dólar para tentar impedir a destruição completa da indústria brasileira, que já não consegue exportar. E fica refém das importações. Hoje importa quase tudo. E se aproveita disto para conter a inflação. É uma espiral de louco que vai explodir o Brasil.

Advogado da campanha de Dilma depõe na Polícia Federal

O advogado Márcio Luiz Silva, da coordenação jurídica da campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, depôs nesta quarta-feira na Polícia Federal, em Brasília, no inquérito que investiga tráfico de influência na Casa Civil. A ex-ministra petista Erenice Guerra foi demitida após reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo na qual sócios da empresa EDRB, de Campinas acusam seu filho Israel e um assessor de pedir R$ 240 mil mais 5% de comissão para agilizar a liberação de crédito do BNDES. A revista "Veja" também trouxe reportagem que aponta que o filho de Erenice e a empresa Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, à qual é ligado, fizeram lobby para ajudar a MTA a obter a renovação de uma concessão da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

TSE confirma inelegibilidade de Janete Capiberibe

O Tribunal Superior Eleitoral manteve, por unanimidade, a decisão que barra a candidatura de Janete Capiberibe (PSB-AP), política que perdeu o mandado por compra de votos nas eleições de 2002. Ela é ficha suja. Na semana passada o tribunal já havia negado a candidatura de Janete, que mesmo assim concorreu, no domingo, a um cargo de deputado federal. Foi uma das mais votadas do Amapá, com 28 mil votos. Os ministros analisaram, na noite desta quarta-feira, um recurso apresentado pela defesa da política. Agora, o único caminho que resta a ela é recorrer ao Supremo Tribunal Federal. O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá liberou a candidatura de Janete Capiberibe, mas o Ministério Público Eleitoral e um adversário recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral barrou sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa. O marido de Janete, João Capiberibe, também perdeu o mandato em 2002, quando era senador. Sua candidatura a uma vaga no Senado, neste ano, também foi barrada com base na Lei da Ficha Limpa. Ele é ficha suja.

Peremptório Tarso Genro oficializa convite para que PTB gaúcho integre governo

O governador eleito do Rio Grande do Sul, o peremptório Tarso Genro (PT), recebeu nesta quarta-feira o presidente e o vice-presidente do PTB no Estado, Luis Augusto Lara e Sérgio Moraes. No encontro, Tarso Genro oficializou o convite para que os petebistas integrem o governo a partir de janeiro. Ele também fez um apelo para que o PTB ajude na campanha de Dilma Rousseff para o segundo turno da eleição presidencial. O deputado federal Sérgio Moraes afirmou que o partido precisa ser valorizado e que não vai se contentar com pequenos espaços. Ele foi bem claro, o partido quer secretaria que tenha dinheiro. Tarso Genro, peremptoriamente, está começando a montar o seu governo usando a "tática Busatto".

TRE confirma Fernando Marroni na suplência para o cargo de deputado federal

Nesta quarta-feira, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul recalculou os quocientes eleitorais para a bancada gaúcha. Após o deferimento do recurso referente à candidatura da deputada federal Maria do Rosário (PT), o Tribunal precisou alterar a distribuição de cadeiras na Câmara. Com 143.128 votos, a eleição de Maria do Rosário colocou Fernando Marroni (PT), antes eleito, na suplência para o cargo de deputado federal. Quociente eleitoral é o número mínimo de votos que um partido/coligação precisa atingir para eleger parlamentares, somados os votos em candidatos e na legenda. Para deputado federal, este índice era de 193.126 e passou para 197.731. O Tribunal Superior Eleitoral ainda não julgou todos os recursos de candidatos gaúchos.

Após ser eleito senador, Aécio Neves diz estar absolutamente dedicado para eleger Serra

Eleito senador por Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) conseguiu fazer seu sucessor no governo do Estado, Antônio Anastasia (PSDB), e ajudou a eleger outro senador da oposição, o ex-presidente Itamar Franco (PPS). Agora, ele afirma estar "absolutamente dedicado à vitória do companheiro José Serra" na eleição presidencial. Ao chegar nesta quarta-feira para encontro dos partidos de oposição, em Brasília, para mostrar apoio à candidatura de José Serra (PSDB), ao lado do ex-presidente Itamar Franco, Aécio disse: "Vencemos as eleições em Minas Gerais com larga margem. Agora, estamos mais livres e vamos estar absolutamente dedicados à vitória do companheiro José Serra. Não só em Minas. Nós estaremos à disposição dele. O ex-governador mineiro defendeu que a campanha tucana bata na tecla de que "o Brasil somos todos". "Não teria governo do presidente Lula se não tivesse havido o governo do presidente Itamar Franco, com o lançamento do Real, e do presidente Fernando Henrique Cardoso, que o consolidou. O Brasil não foi descoberto em 2003 pelo atual governo. Foi lá atrás, com a redemocratização, com o Tancredo Neves. Vamos ter coragem de ir a todas as praças defender, com Serra teremos um governo menos excludente", completou Aécio Neves.