quarta-feira, 25 de agosto de 2010

TSE cassa mandato de deputado por infidelidade partidária

O Tribunal Superior Eleitoral cassou por unanimidade, na noite desta quarta-feira, o mandato do deputado federal Bispo Rodovalho (PP-DF), por infidelidade partidária. Eleito pelo ex-PFL em 2006, o político trocou o antigo partido pelo PP sob a justificativa de estar formando uma nova legenda, o PSR (Partido Socialista da República), que ainda não existe. Em recurso apresentado à Justiça Eleitoral, Rodovalho disse que saiu do DEM por "justa causa" pelo fato do futuro partido ainda estar em "processo de organização". Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral rejeitaram o argumento apresentado por ele.

Ex-dirigentes da Perdigão são denunciados por sonegação de quase R$ 700 milhões

A Polícia Federal de Santa Catarina cumpriu mandados de apreensão de bens em residências e empresas de três ex-dirigentes do antigo Grupo Perdigão. Eles foram denunciados por crimes de sonegação fiscal que somam quase R$ 700 milhões, ocorridos no início dos anos 90. O sequestro judicial do patrimônio de Flávio Brandalise, Saul Brandalise Jr. e Ivan Orestes foi decretado pela Justiça Federal. O pedido havia sido feito pelo Ministério Público Federal em ação cautelar com o objetivo de garantir o ressarcimento da União em caso de condenação dos crimes fiscais. Os mandados de sequestro para apreensão, depósito e avaliação de bens móveis foram cumpridos, segundo a Justiça Federal, em Videira, Joaçaba, Florianópolis e Curitiba. A Justiça determinou ainda a indisponibilidade de bens dos empresários. A medida atinge 20 pessoas e seis empresas. Foram apreendidos e indisponibilizados todos os bens imóveis, móveis, valores e ações, participações em pessoas jurídicas e outros direitos. Segundo a Procuradoria da República, os três empresários teriam montado um esquema que envolveu cerca de 30 empresas controladoras do então Grupo Perdigão, que passou a se chamar Brasil Foods depois da fusão com a Sadia. Elas seriam constituídas pelos denunciados, por seus familiares e por "laranjas". Conforme a denúncia, as holdings foram usadas para sonegação fiscal, desvio de patrimônio e dos rendimentos do grupo e ocultação dos nomes dos acusados como mandantes do esquema.

Em Cuiabá, Dilma já fala como sucessora de Lula

A candidata petista à presidência da República, Dilma Rousseff, assumiu em Cuiabá, durante ato de campanha realizado nesta quarta-feira, discurso de "eleita". Ao lembrar da despedida que o presidente Lula fará de seus dois mandatos, em dezembro, a candidata afirmou com convicção que será a primeira mulher a ocupar o maior posto do País. "Vou me emocionar quando o presidente Lula descer a rampa no dia 31 de dezembro e passar pra mim essa responsabilidade. É a única coisa que vai me consolar. Mas, em dezembro, depois de mais de 500 anos de descobrimento do Brasil, uma mulher vai estar subindo a rampa", disse.

Lula critica quem aponta falta da "porta de saída" do Bolsa Família

Em solenidade que criou a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, o presidente Lula fez críticas àqueles que questionaram as políticas sociais de seu governo. Ele criticou os que apontavam a falta de uma "porta de saída" para os beneficiários do Bolsa Família, o principal programa de complementação de renda do governo. "A pessoa sai do programa porque a economia está crescendo, porque tem algo melhor, e não porque o governo está incomodado em prestar contas a setores elitistas que ao longo dos anos pegaram praticamente grande parte do dinheiro público e não se incomodaram com a porta de chegada para pagar o que deviam", afirmou ele na noite desta quarta-feira. Apesar dos elogios à política social de seu governo, Lula reconheceu a necessidade de maior fiscalização da entrega dos benefícios do programa. "Tem gente que não precisa, recebendo, e gente que precisa que ainda não está recebendo", exemplificou.

TSE afirma que Ficha Limpa vale para casos anteriores a lei

Ao concluir o primeiro julgamento de um candidato "ficha suja", o Tribunal Superior Eleitoral considerou que a lei do Ficha Limpa pode ser aplicada a casos passados, ou seja, ela pode retroagir. O julgamento desta quarta-feira sinaliza que a Justiça Eleitoral poderá barrar a candidatura de outros políticos condenados no passado, quando não havia a legislação. O Tribunal Superior Eleitoral já havia formado entendimento, em junho, sobre a Ficha Limpa. Após consulta do deputado federal Iderley Cordeiro (PPS-AC), o tribunal disse, em tese, que a legislação é constitucional, vale para as eleições deste ano e pode retroagir. No julgamento desta quarta-feira, cinco dos sete ministros do TSE defenderam a retroatividade da lei da Ficha Limpa. As exceções foram o relator do caso, Marcelo Ribeiro, e o ministro Marco Aurélio Mello. O tribunal analisou um processo sobre um candidato a deputado estadual do Ceará. Nenem Itapipoca (PSB) foi eleito vereador em 2004, mas foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral de seu Estado, em decisão transitada em julgado, dois anos depois. Os crimes: compra de votos e corrupção eleitoral. O próprio Tribunal Regional Eleitoral havia negado o pedido de candidatura, decisão referendada nesta quarta-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Justiça determina que INSS contrate peritos terceirizados para cobrir greve

A 19ª Vara da Justiça Federal em São Paulo determinou nesta quarta-feira que o INSS contrate médicos, em caráter emergencial, para a realização de perícias, atendendo parcialmente pedido do Ministério Público Federal em São Paulo. No pedido, o Ministério Público Federal alega que está ocorrendo demora na execução das perícias, por causa da greve dos peritos, iniciada no dia 22 de junho. O trabalho feito pelos peritos médicos é a avaliação médica pela qual o segurado precisa passar para receber benefícios, como auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez permanente, entre outros. Os procuradores da República pedem que o INSS seja obrigado a contratar profissionais terceirizados para regularizar o atendimento. O INSS estima que cerca de 400 mil perícias deixaram de ser feitas desde o início da paralisação.

Serra pede direito de resposta ao PSTU por ataques a Fernando Henrique Cardoso

A campanha do candidato à Presidência, José Serra, entrou com uma representação contra o PSTU pedindo direito de resposta. A ação no Tribunal Superior Eleitoral questiona o horário eleitoral de rádio e televisão de Zé Maria, candido do partido à Presidência, exibido na terça-feira. O PSTU colocou no ar trecho da fala do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na qual se refere aos aposentados como vagabundos. Para Serra, a declaração foi tirada de contexto. "Atribuindo-lhe falsamente um discurso injurioso, com a intenção de atingir eleitoralmente o candidato do PSDB", diz a ação do PSDB. A propaganda do PSTU exibiu apenas o trecho final da fala de Fernando Henrique Cardoso feita em maio de 1998, sobre a reforma da Previdência. "Fiz a reforma da Previdência para que aqueles que se locupletam da Previdência não se locupletem mais, não se aposentem com menos de 50 anos, não sejam vagabundos em um País de pobres e miseráveis", disse Fernando Henrique Cardoso.

Setor de máquinas e equipamentos cresce 16,6% no ano

A indústria brasileira de máquinas e equipamentos negociou, entre janeiro e julho deste ano, R$ 40,15 bilhões. O valor é 16,6% superior ao acumulado no mesmo período de 2009, quando o setor registrou faturamento de R$ 34,4 bilhões, segundo dados da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos). No entanto, se o resultado dos sete primeiros meses de 2010 for comparado ao do mesmo período de 2008, quando os efeitos da crise econômica mundial ainda não eram sentidos aqui no Brasil, o resultado mostra uma retração de 11,6%.

Relatório da CIA vazado pelo WikiLeaks diz que Estados Unidos "exportam" terrorismo

Um relatório sigiloso sobre terrorismo vazado pela WikiLeaks e criado pela unidade especial "Red Cell", da CIA, cita diversos casos em que cidadãos americanos financiaram atividades terroristas. O documento também analisa os efeitos para Washington caso os Estados Unidos passassem a ser vistos como um "exportador de terrorismo". Datado de 5 de fevereiro de 2010, o relatório aponta que a própria CIA já admite que cidadãos americanos financiam, planejam ou participam ativamente de atentados terroristas e manifesta preocupação caso a comunidade internacional passe a ver o país como patrocinador de atividades terroristas. "Ao contrário do senso comum, a exportação americana de terrorismo ou terroristas não é um fenômeno recente, e nem tem sido associado unicamente com radicais islâmicos ou pessoas de origens étnicas do Oriente Médio, África ou Sul da Ásia. Esta dinâmica desmente a crença americana de que nossa sociedade multicultural livre, aberta e e integrada diminui o fascínio dos cidadãos americanos pelo radicalismo e pelo terrorismo", diz o primeiro parágrafo do relatório da CIA. A equipe do site WikiLeaks, que já anunciara na terça-feira à noite o vazamento de um relatório secreto da CIA para esta quarta-feira, diz que a agência de inteligência americana cita diversos casos em que ataques perpetrados por terroristas judeus, muçulmanos e ligados ao nacionalismo irlandês eram baseados em território americano ou financiados por cidadãos dos Estados Unidos. O texto da própria CIA nas primeiras páginas do relatório aponta graves consequências para Washington caso os Estados Unidos passem a ser vistos como um exportador de terrorismo. Entre elas: parceiros internacionais poderiam ter menos disposição em cooperar com os Estados Unidos em atividades envolvendo extradições jurídicas, incluindo a detenção, transferência e interrogatórios de suspeitos em outros países; alterando o status de "vítima de terrorismo", o que concede aos Estados Unidos grande espaço de manobra para pressionar outras nações a extraditar cidadãos suspeitos, para "exportador de terrorismo", outros países poderiam exigir uma política recíproca de Washington. Outros países poderiam exigir que os Estados Unidos concedessem informações sobre terroristas ou até extraditassem cidadãos ligados a atividades terroristas.

Lula sanciona lei que dá poder de polícia às Forças Armadas

O presidente Lula sancionou na tarde desta quarta-feira a lei que cria o Estado Maior das Forças Armadas. Enviado pelo Poder Executivo no final do ano passado ao Congresso Nacional, o texto recebeu sanção presidencial sem vetos. Durante esforço concentrado do Senado Federal, no início do mês, o plenário da Casa aprovou o Projeto de Lei Complementar e encaminhou o texto para o presidente. Durante a solenidade, Lula agradeceu os parlamentares pela rapidez da tramitação. Uma das principais mudanças da lei é a que que autoriza as Forças Armadas a revistar pessoas e veículos, fazer patrulhamento e "prisões em flagrante delito" nas faixas de fronteiras do País. O Exército já tinha esse poder, agora ampliado para Marinha e Aeronáutica. A nova lei ainda reforça o poder do ministro da Defesa ao dar a ele o poder de indicação dos comandantes das Forças Armadas, hoje sob responsabilidade do presidente da República.

Lula diz que poderia ter mandado "emendinha" para ter mais alguns anos de mandato

O presidente Lula admitiu nesta quarta-feira que gostaria de ficar mais alguns anos no poder. Ao sancionar projeto que amplia os poderes do Ministério da Defesa e cria o Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, e assinar projetos de lei para enviar ao Congresso, Lula disse que "junto com essa lei, eu poderia ter mandado uma emendinha para mais alguns anos de mandato". Na platéia estavam militares das três Forças Armadas. O presidente lembrou ainda das críticas feitas à época em que decidiu comprar um avião para viajar pelo mundo. Afirmou que, se pudesse voltar atrás, teria comprado um avião maior, ou dois.

CMN aprova simplificação das regras para cooperativas de crédito

O Conselho Monetário Nacional aprovou regra em reunião nesta quarta-feira para a simplificação do regime prudencial para as cooperativas de crédito em relação ao grau de risco e ao perfil de seus negócios. Segundo o chefe do Departamento de Normas do Sistema Financeiro do Banco Central, Sérgio Odilon dos Anjos, essas normas ainda precisam ser aprovadas pelo Banco Central, mas devem reduzir a burocracia enfrentada por essas entidades e os custos operacionais dessas cooperativas. De um universo de 1.307 cooperativas singulares existentes no País, cerca de 95% delas devem estar aptas a adotarem a simplificação das regras. Para poder ser beneficiada pela nova norma, a cooperativa de crédito tem de possuir ativo total inferior a R$ 200 milhões e, caso se tratar de cooperativa central, ativo inferior a R$ 100 milhões. Para se adequar ao regime prudencial simplificado, a cooperativa também não poderá apresentar operações complexas (mercados de juros, câmbio, derivativos e commodities, por exemplo). Na prática, essas cooperativas terão uma exigência menor de apresentação de documentos a respeito dos riscos a que está exposta, e isso significa um gasto menor com a contratação de consultorias e preenchimento de formulários, por exemplo.

Mercadante perde mais 66 segundos na propaganda de rádio

O senador Aloizio Mercadante (PT), candidato ao governo de São Paulo, perdeu 1min6s do espaço de rádio reservado à sua coligação na tarde desta quarta-feira. Com a decisão, tomada pelo juiz Mário Devienne Ferraz, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Mercadante tem sua propaganda reduzida pelo segundo dia seguido. Nesta quarta-feira ele já havia mostrado programa reduzido. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Mercadante foi mais uma vez acusado de invadir o bloco destinado à propaganda de candidatos a deputado. Ele também já perdeu tempo no bloco da TV. Na sentença, o juiz Ferraz afirmou que o programa radiofônico de 17 de agosto "se reveste de características que identificam a campanha típica para o governo estadual".

Justiça nega pedido de Marta Suplicy para trancar ação sobre improbidade administrativa

A Justiça de São Paulo negou pedido da ricaça petista Marta Suplicy (PT-SP), candidata ao Senado, que visava trancar ação civil pública de improbidade administrativa. O processo é sobre contratação sem licitação para a construção de um reservatório de contenção de cheias no Córrego Aricanduva, conhecido como piscinão, no ano de 2002. O Ministério Público quer que a ex-prefeita seja obrigada a devolver aos cofres do município R$ 2 milhões. O valor é referente ao contrato firmado entre a prefeitura paulistana e a Construtora Queiroz Galvão para as obras do piscinão. A ação civil pública foi ajuizada contra a petista Marta Suplicy, seu secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Roberto Luiz Bortolotto, e a construtora. O Ministério Público sustenta que houve dano ao erário porque o contrato foi feito sem licitação. A juíza da 13ª Vara da Fazenda Pública, Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi, instaurou a ação. Marta ingressou com recurso, com pedido de liminar, no Tribunal de Justiça. O caso foi parar nas mãos do desembargador Reinaldo Miluzzi, da 5ª Câmara de Direito Público, que negou o pedido liminar.

Banco Central registra lucro de R$ 10,8 bilhões no primeiro semestre

As operações do Banco Central encerraram o primeiro semestre deste ano com um resultado positivo de R$ 10,8 bilhões, decorrente principalmente do resultado líquido de juros das operações em moeda local. O balanço foi apresentado nesta quarta-feira após a reunião do Conselho Monetário Nacional, que aprovou as contas da instituição. Levando-se em consideração o custo de carregamento das reservas internacionais (medido pela soma do custo de captação externo mais a rentabilidade das reservas e a variação cambial, já que os recursos das reservas estão em dólares), o lucro do Banco Central recuou para R$ 9 bilhões nos primeiros seis meses do ano. As reservas internacionais do País encerraram o primeiro semestre em US$ 253 bilhões, ante encerramento do ano passado em US$ 239 bilhões. De acordo com o diretor de administração do Banco Central, Anthero de Moraes Meirelles, o valor do resultado do primeiro semestre será transferido ao Tesouro Nacional até o dia 9 de setembro.

Campanha de Serra pede direito de resposta ao PCO por ataques ao PSDB

A campanha de José Serra entrou com uma ação contra o PCO pedindo direito de resposta. Segundo a representação protocolada no Tribunal Superior Eleitoral, o horário eleitoral do candidato do PCO, Rui Costa Pimenta, ofendeu o PSDB. Os comunistas afirmam que o governo tucano transformou a Petrobras em sociedade anônima em 1997, de patrocinar o trabalho escravo na empresa e de dilapidar o patrimônio público. De acordo com Serra, o PCO divulgou as informações inverídicas em dois blocos do programa eleitoral exibido no dia 24 de agosto. O PSDB pede o direito de resposta de um minuto no horário do PCO. "Fossem as mesmas informações divulgadas por qualquer outro candidato que não se apresente ao público com o perfil radical de esquerda, esta complacência não existiria com o uso de discurso que se vale da imputação de crimes terríveis, como o é a prática da escravidão, ainda que de forma metafórica", diz a representação do PSDB.

Serra diz que violação de sigilo de tucanos mostra "tática suja" e "pura espionagem" do PT

O candidato tucano à Presidência, José Serra, disse nesta quarta-feira que a informação de que outras três pessoas ligadas ao PSDB tiveram seus dados acessados irregularmente dentro da Receita Fiscal revela uma "tática suja" do PT, de "pura espionagem". Além dessa três pessoas, que são integrantes do partido e ligadas a Serra, o vice-presidente-executivo do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira, também teve o sigilo fiscal violado dentro da Receita Federal. Serra disse que a quebra do sigilo é um "atentado contra a democracia" e que o ato é culpa da campanha de Dilma Roussef (PT), sua adversária na disputa pela Presidência. Serra afirmou que a petista deveria ser responsabilizada por isso. Servidores da Receita imprimiram sem motivação profissional também as declarações de Imposto de Renda do ex-ministro Luiz Carlos Mendonça de Barros, do ex-diretor da Previ, Ricardo Sérgio, e de Gregorio Marin Preciado, primo de Serra. Os dados foram levantados pela Corregedoria Geral da Receita, que abriu investigação para apurar a quebra do sigilo de Eduardo Jorge. Entre os dias 5 e 8 outubro, servidores da Receita imprimiram sem motivação profissional as declarações de Imposto de Renda dos tucanos.

Governo federal intensifica controle de portos no Sul e no Norte

O governo tomou uma série de medidas para aumentar o controle federal sobre alguns portos estratégicos do País. A principal decisão foi uma portaria, publicada em 5 de agosto pelo Ministério dos Transportes, que autoriza a União a retomar os portos de Manaus, Tabatinga, Coari, Itacoatiara e Parintins, todos do Estado do Amazonas. A portaria determina a constituição de uma comissão especial para definir as condições, parâmetros técnicos e a metodologia a ser adotada para o retorno à União desses portos amazonenses. A comissão está encarregada de fazer um levantamento de eventuais passivos dos contratos firmados e do estado de conservação das instalações e bens portuários, entre outras tarefas. Além de tomar a gestão desses cinco portos, o governo irá intensificar o controle de dois portos no Sul, o de Paranaguá (PR) e de Rio Grande (RS). Segundo a assessoria de imprensa da SEP (Secretaria Especial de Portos), não se trata de federalizar esses portos, mas "estreitar o relacionamento e fiscalização do governo com esses estabelecimentos, que recebem forte investimento federal". O porto de Rio Grande tem um total estimado de investimento do PAC de R$ 193,1 milhões, quantia recorde entre os portos contemplados pelo programa.

Israel pressiona diretor da agência nuclear da ONU a coibir o Irã

Israel pressionou nesta quarta-feira o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica a apontar o Irã como a verdadeira ameaça à não proliferação de armas nucleares no Oriente Médio, embora o próprio Estado israelense esteja na mira da organização por causa do seu suposto arsenal atômico. Yukiya Amano chegou na segunda-feira a Israel pretendendo discutir uma resolução, promovida por países árabes, que colocaria sob inspeção internacional o reator nuclear secreto israelense de Dimona. A resolução deverá ser debatida novamente no próximo mês na assembléia da AIEA em Viena. Os israelenses levaram o diplomata japonês a um passeio de helicóptero, destinado a demonstrar a vulnerabilidade geográfica de Israel. Os anfitriões israelenses fizeram poucas menções públicas à capacidade nuclear do país, citando em vez disso o arquirrival Irã, cujo programa de enriquecimento de urânio faz o Ocidente suspeitar do desenvolvimento de armas atômicas.

TRE mineiro proíbe aparições de Lula no programa de Hélio Costa

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais determinou que o presidente Lula não poderá mais aparecer no programa do candidato ao governo Hélio Costa (PMDB) pedindo votos para ele e outros concorrentes da coligação "Todos juntos por Minas". Na sentença, o juiz Octavio de Nigris entendeu que a participação de Lula no horário eleitoral do candidato beneficia o concorrente do PMDB, "causando desequilíbrio no pleito". Além de Hélio Costa, Lula apareceu em vários programas e inserções prestando depoimentos, pedindo voto e enaltecendo os candidatos a vice-governador Patrus Ananias (PT), e Senado, Fernando Pimentel (PT). Ele também cita a presidenciável petista Dilma Rousseff. A decisão foi tomada com base em representação movida pela coligação "Somos Minas Gerais", que representa o candidato à reeleição, Antonio Anastasia (PSDB).

Traficantes mexicanos mataram brasileiros

O governo brasileiro recebeu na tarde desta quarta-feira a confirmação do governo mexicano de que havia quatro brasileiros ainda não identificados entre os 72 corpos encontrados em um rancho em San Fernando, perto da fronteira com os Estados Unidos. Eles eram ilegais e foram mortos por traficantes de drogas do cartel mexicano Los Zetas, que costumam extorquir os imigrantes ou forçá-los a trabalhar para o narcotráfico. Os imigrantes, de El Salvador, Honduras, Equador e Brasil foram assassinados por traficantes de drogas dos violentos cartéis Do Golfo e Los Zetas, que atuam no noroeste do país, desafiandos as autoridades mexicanas e aterrorizando a população. Segundo a rádio Fórmula, do México, a tática dos bandidos agora é sequestrar e extorquir imigrantes ilegais de origem centro-americana ou da América do Sul, ou ainda recrutá-los à força para suas fileiras. Os ilegais (58 homens e 14 mulheres) tentavam entrar nos Estados Unidos pela fronteira, quando foram apanhados e mortos. O massacre foi relatado por um sobrevivente, que se disse equatoriano.

SIP protesta contra tentativa de governo argentino de controlar papel de jornal

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) criticou nesta quarta-feira a intenção da presidente da Argentina, a populista peronista Cristina Kirchner, de enviar um projeto de lei ao Congresso para declarar de "interesse público" a produção, distribuição e comercialização do papel para jornais. A entidade qualificou a iniciativa de "medida inconstitucional" por meio da qual se pretende "controlar a mídia". Na noite de terça-feira, a presidente populista peronista Cristina Kirchner divulgou o relatório governamental "Papel Prensa: La verdad", sobre a empresa fabricante de papel na qual o Estado compartilha a propriedade com os jornais "Clarín" e "La Nación". No informe, a populista peronista Cristina Kirchner acusou os meios privados de apropriar-se da fábrica em 1976 em conivência com a ditadura militar. O presidente da SIP, Alejandro Aguirre, disse que "surpreende o fato de o governo argentino fazer as acusações tornando expressa a intenção de controlar os meios de comunicação, através da regulação da fabricação e distribuição do papel-jornal, um insumo básico da indústria de comunicação que, na Argentina, não é escasso nem apresenta um problema de abastecimento. Daí não tem porquê possuir regulações especiais". Esse é um dos problemas dos donos de empresas de comunicações na América Latina, eles se deixam surpreender pelas intenções dos bolivarianos. E, quando querem reagir, aí já é tarde.

Assessor da Presidência do Brasil diz que Farc não devem pedir interferência da Unasul

O assessor de Assuntos Internacionais da Presidência, o clone de chanceler Marco Aurélio "Top Top" Garcia, disse nesta quarta-feira que o Brasil e a Unasul (União das Nações Sul-Americanas) não devem ser acionados para resolver os problemas entre o governo da Colômbia e as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína). Terroristas das Farc manifestaram o desejo de levar à Unasul a discussão sobre o conflito na Colômbia, de acordo com uma carta aberta da cúpula da organização de traficantes de cocaína. O ministro da Defesa colombiano, Rodrigo Rivera, rejeitou a proposta das Farc de expor sua "visão" do conflito. Rivera alegou que "com os terroristas não se dialoga".

Compositor de "What a Wonderful World" morre aos 89 anos

O compositor George David Weiss, que coescreveu a música "What a Wonderful World", eternizada na voz de Louis Armstrong, morreu aos 89 anos em Nova Jersey, nos Estados Unidos, na última segunda-feira. As informações são da agência Associated Press. Ele morreu de causas naturais em sua casa, de acordo com sua mulher, Claire. Durante sua carreira, Weiss compôs músicas que foram regravadas por Frank Sinatra e Elvis Presley, entre outros grandes nomes. Entre as canções mais conhecidas que compôs estão ainda "Can't Help Falling in Love", gravada por Elvis Presley; "The Lion Sleeps Tonight", gravada pelo The Tokens; "Surrender", gravada por Perry Como, e "Oh! What It Seemed to Be", que tem versão na voz de Frank Sinatra. Weiss também colaborou em diversos musicais da Broadway, como "Mr. Wonderful" e "Maggie Flynn".