segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Favorito em eleições uruguaias reconhece que deve haver 2º turno

O candidato da Frente Ampla à Presidência do Uruguai, o tupamaro José Mujica, reconheceu neste domingo que haverá um segundo turno para as eleições gerais com o oposicionista Partido Nacional, com a divulgação das primeiras sondagens de boca de urna. Mujica admitiu que os partidos de esquerda não conseguiram obter a maioria absoluta dos votos. "A sociedade nos exige um esforço a mais, quer dizer, quer ver um segundo turno", disse o tupamaro. As eleições gerais realizadas neste domingo no Uruguai, além da votação para presidente e para o Parlamento nacional, também pedia aos eleitores a opinião em dois plebiscitos: a anulação da Lei de Caducidade, para os crimes cometidos pela Ditadura entre 1973 e 1985, e a habilitação dos votos pelo correio feitos pelos uruguaios no Exterior.

Socialite milionária paulistana ganha tarefa de apresentar Marina Silva para as peruas paulistas

A socialite Ana Paula Junqueira, mulher do latifundiário sueco Iohan Eliasch (grande proprietário de terras na Amazônia), que será candidata a deputada federal pelo PV-SP, foi destacada com a missão de promover a apresentação da senadora Marina Silva (PV-AC) para a plutocracia paulista, em saraus na sua mansão da rua Uruguai. Assim como a petista Marta Suplicy, que apresentou sua companheira petista Dilma Rousseff para ilustres peruas paulistanas, agora é a tarefa para outra milionária socialista e ambientalista.

Governo deve segurar gastos públicos para manter crescimento, diz Coutinho

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, acha que o governo bolivariano de Lula precisará segurar os gastos de custeio da máquina pública para que o País continue a crescer nos próximos anos. Luciano Coutinho entende que a idéia deveria ser discutida como parte de uma nova agenda para o País. Ele acha que vai continuar eternamente no poder. Nessa nova agenda, ele sugere ainda a reforma da Previdência Social e, do lado empresarial, maior participação dos bancos privados no financiamento de grandes projetos.

Bolsa Família inibe expansão do emprego no interior do País

O emprego formal é praticamente inexistente nos municípios brasileiros no topo da lista de beneficiários do Bolsa Família. Em Presidente Vargas, no Maranhão, contam-se nos dedos de uma mão empregos com carteira assinada no setor privado. O município tem 10 mil habitantes e 2.292 domicílios; 1.832 famílias (80%) recebem o auxílio do governo e só quatro pessoas têm emprego com carteira, segundo o Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), do Ministério do Trabalho. Entre os cem municípios com maior cobertura do programa, 85 têm informações disponíveis sobre emprego formal. Juntos, abrigam um milhão de habitantes e 259 mil domicílios, sendo que 184,3 mil famílias recebem o Bolsa Família, o equivalente a 71%. Já os empregos com carteira assinada no setor privado somam 14,1 mil, o equivalente a 1,3% dessa população. O programa mantém as crianças na escola, mas a maioria das famílias está acomodada com o benefício, que varia de R$ 22,00 a R$ 200,00.

Gestão Cabral apreende menos e prisões diminuem

Uma comparação de números brutos de segurança pública de 32 meses do atual governo do Rio de Janeiro, com dados de igual período da administração passada, indica contradições entre a política de confronto com o crime, propalada pelo governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), e os resultados reais. O levantamento feito no site do Instituto de Segurança Pública mostra que nesta gestão as polícias fizeram 33,56% menos apreensões de armas, 13,87% menos de drogas e 20,2% menos prisões em comparação com a anterior, de Rosinha Garotinho (PMDB), criticada por sua política e resultados na área de segurança. Na outra ponta, subiram roubos a ônibus (53,91%) e a transeuntes (183,1%). A comparação mostra que, no governo Cabral, foram apreendidas 26.706 armas, ante 40.198 no período correspondente da gestão anterior. Por mês, isso significou recuo nas médias de 1.256,18 para 834,56 armas apreendidas. Em drogas, o número de apreensões caiu de 31.803 para 27.390. A diminuição nas prisões foi de 58.706, em 32 meses da gestão passada, para 46.840 no governo atual.

Relatório do Ministério Público Federal diz que Igreja Universal fez remessa clandestina

O Ministério Público Federal tem em seu poder documentos que indicam o uso de uma casa de câmbio chamada Diskline para fazer remessas de pelo menos R$ 17,9 milhões, em valores atualizados, para uma conta bancária em Nova York cuja beneficiária era a Igreja Universal do Reino de Deus. As remessas ocorreram, segundo as investigações, por meio de dólar-cabo, um sistema clandestino de transações internacionais que foge do controle do Banco Central. Os documentos que revelam as operações foram produzidos pela Assessoria de Análise e Pesquisa da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, tendo como base os achados das ações da Polícia Federal e da CPI do Banestado. Em um disquete apreendido na sede da Diskline e periciado pela Polícia Federal, foi achada uma tabela que descreve 24 remessas feitas entre agosto de 1995 e fevereiro de 1996 no total de R$ 7,5 milhões, ou R$ 17,9 milhões atualizados pelo IPCA. O dinheiro era entregue por uma pessoa identificada pelo código "Ildinha/Fé" e tinha como destino final a conta nº 365.1.007852 do antigo Chase Manhattan Bank de Nova York. Conforme documentos constantes do CD-Rom, as operações envolvendo o nome de "Ildinha/Fé" são operações em que a diretora do Banco de Crédito Metropolitano e de empresas do grupo da Igreja Universal, Alba Maria Silva da Costa, fazia com a mesa de operação da empresa Diskline de São Paulo, sendo o nome "Ildinha/Fé" uma referência à funcionária da igreja de nome Ilda, que, inicialmente, era encarregada de levar as malas de dinheiro para a empresa Diskline". Alba Maria, referida no relatório, é uma das pessoas denunciadas pelo Ministério Público de São Paulo, ao lado do líder da Iurd, Edir Macedo, por crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ela foi executiva de empresas controladas pela igreja. Segundo as investigações, a Diskline teve como sócios Marcelo Birmarcker e Cristiana Marini. "Eles estão na relação de doleiros investigados no caso Banestado, sendo ambos titulares de três contas no Merchants Bank de Nova York, banco em que vários doleiros brasileiros possuíam conta e que teve o sigilo bancário afastado no curso das investigações", prossegue o relatório datado de 22 de março de 2007. Segundo o documento, as três contas do Merchants controladas por aqueles investigados são a Milano Finance (nº 9005035), a Pelican Holdings Group (nº 9007110) e a Florida Financial Group Ltd. (nº 9010264). Elas movimentaram (soma de entradas e saídas de recursos), entre janeiro de 1998 e janeiro de 2003, aproximadamente US$ 164 milhões. Outro relatório federal descreve operações da "offshore" CEC Trading Corporation, aberta em nome do irmão de Edir Macedo, Celso Macedo Bezerra, com a empresa Beacon Hill Service Corporation, fechada em 2003 pelas autoridades dos Estados Unidos sob acusação de retransmissão ilegal de fundos.

Venezuela encontra corpos de time de futebol sequestrado

As autoridades venezuelanas anunciaram no sábado o encontro de 15 corpos de pessoas que haviam sido sequestradas no início do mês na fronteira com a Colômbia. Pelo menos dez das vítimas eram membros de um time de futebol colombiano formado por vendedores de rua, que disputavam uma partida no Estado venezuelano de Táchira quando foram sequestrados. Os corpos, encontrados também em Táchira, apresentavam múltiplos ferimentos por armas de fogo. As autoridades acusaram a guerrilha esquerdista, terrorista e traficante de cocaína colombiana ELN (Exército de Libertação Nacional) pelas mortes.

Justiça saudita condena mulher jornalista a 60 chibatadas

Um tribunal penal de Yeda, na Arábia Saudita, condenou no sábado a jornalista “Rosana”, de 22 anos, a receber 60 chibatadas por sua colaboração em programa de TV transmitido pelo canal LBC. Rosana foi acusada de trabalhar sem licença no programa "A Obscura Linha Vermelha". Em julho passado, o saudita Mazen Abdel Yawad apareceu em uma das transmissões desse programa e fez um relato de sua vida sexual na cidade de Yeda. O LBC é um dos mais populares canais de TV na Arábia Saudita, apreciado pelos seus programas de estilo ocidental, como "talks shows". Mazen Abdel Yawad foi julgado e condenado a cinco anos de prisão e mil açoites. Além disso, os escritórios do canal LBC foram fechados e os equipamentos confiscados. Isso é que é liberdade de imprensa..... Alguém aí ouviu o Conselho de Direitos Humanos da ONU protestar por isso? A jornalista Rosana, que receberá 60 açoites de uma só vez, foi detida junto de outra colega de profissão.

Avião da Polícia Federal levou dez chefes do tráfico para prisão no Mato Grosso do Sul

O avião da Polícia Federal com os dez chefes do tráfico do Rio de Janeiro chegou no início da tarde de sábado a Campo Grande (MS), onde os presos foram levados para a penitenciária federal de segurança máxima. O pedido de transferência foi feito à Justiça pela Secretária Estadual de Segurança Pública em resposta aos confrontos entre traficantes e policiais militares que resultaram na morte de 41 pessoas. Por medida de segurança, os presos foram levados separadamente, cada um em um veículo, desde o complexo penitenciário de Bangu até o aeroporto. Foram transferidos os seguintes chefes do tráfico: Nei da Conceição Cruz ("Nei Facão"), Edgar Alves Andrade ("Doca"), Cássio Monteiro das Neves ("Cassio da Mangueira"), Márcio Silva Matos ("Marcinho Muleta"), Roberto Ferreira Vieira ("Robertinho do Jacaré"), Jorge Alexandre Candido Maria ("Sombra"), Marcelo Soares de Medeiros ("Marcelo PQD"), Fábio Pinto dos Santos ("Fabinho São João"), Ocimar Nunes Robert ("Barbosinha") e Claudecyr de Oliveira ("Noquinha").

Lula usa eleição interna no PT para enquadrar Estados

O presidente bolivariano Lula pretende utilizar a eleição interna do PT no final de novembro para enquadrar Estados que resistem a abrir espaço para aliados. Nesta semana, Lula interveio no caso mais espinhoso, o do Rio de Janeiro. Liberou seu chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, para dar apoio explícito ao deputado federal Luiz Sérgio, que concorre à presidência do diretório estadual com o discurso de apoio à reeleição do governador Sérgio Cabral (PMDB). Lula orientou seus aliados a fazerem o possível para dar vitória por ampla margem a Luiz Sérgio, de preferência no primeiro turno da votação petista. Sindicatos ligados à CUT ajudam na mobilização pró-Sérgio. Outros Estados problemáticos para o PT vivem situações semelhantes. No Ceará, o governo trabalha pela chapa ligada à prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, defensora do apoio ao PSB. Concorre com ela o grupo do ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques, que prefere candidatura própria. No Paraná, Lula aposta numa vitória esmagadora do grupo ligado ao ministro Paulo Bernardo (Planejamento) para sacramentar o apoio ao senador Osmar Dias (PDT) para o governo. Outro exemplo é o Pará, onde o atual presidente estadual, João Batista, concorre à reeleição com o discurso de apoio ao PMDB do deputado federal Jader Barbalho. Marcado para 22 de novembro (com segundo turno em 6 de dezembro), o PED (Processo de Eleição Direta) prevê o voto direto dos filiados para as direções nacional, estaduais e municipais.

Índios da reserva Raposa/Serra do Sol dizem ter sido ameaçados pela Polícia Federal e pelo Exército

Índios de três comunidades da reserva indígena Raposa/Serra do Sol, em Roraima, afirmam que foram ameaçados e tiveram casas e equipamentos de garimpo destruídos com explosivos utilizados pela Polícia Federal e pelo Exército na semana passada, durante a Operação Escudo Dourado. Segundo o Exército, dez pessoas foram presas na ação, entre elas cinco índios, e dez garimpos foram localizados. A operação, deflagrada no dia 12, tinha como objetivo combater o garimpo ilegal na fronteira do Brasil com a Guiana. O índio macuxi Lauro Barbosa afirmou que quem tentava se aproximar e proteger os equipamentos, que auxiliam na extração de ouro e diamante, foi ameaçado pelos agentes da Polícia Federal e do Exército, que, segundo disse, apontaram armas de fogo. Garimpar nessas terras é proibido inclusive e especialmente para índios, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal. Ocorre que esses índios já são plenamente aculturados, e agem como se fossem grileiros e garimpeiros comuns. Exército e a Polícia Federal de Roraima negaram abusos e disseram que cumpriam mandados de busca e apreensão.

Sarney ajudou filho a articular no setor elétrico

Uma reportagem da edição deste domingo do jornal Folha de S.Paulo aponta, por meio de escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal, que o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), ajudou seu filho, Fernando Sarney, a obter indicações a apadrinhados em órgãos públicos e depois pressioná-los para obter verbas de patrocínio para as instituições ligadas à família. Em um dos grampos obtidos pelo jornal, todos feitos entre fevereiro e março de 2008, Sarney orienta seu filho a arrumar emprego para aliados no comando da Eletrobrás, que é ligada ao Ministério das Minas e Energia. Em outro, Fernando avisa o pai que, após as nomeações, iria "atacar" (pressionar) os nomeados para obter verbas de patrocínio para instituições privadas. Segundo a Folha, após a nomeação de José Antonio Muniz para a presidência da Eletrobrás, que também é alvo de conversa entre Fernando e o próprio Muniz, obtida via escuta telefônica, uma conversa entre o filho do presidente do Senado e uma assessora da presidência da estatal resultou, meses depois, no recebimento de R$ 590 mil, sem licitação, por uma ONG que tem Sarney como presidente de honra. O dinheiro seria para realizar festas pelo Maranhão, uma delas realizada pela governadora Roseana Sarney (PMDB). Outra nomeação que, segundo os diálogos nos grampos, contou com a intermediação de José Sarney foi a do engenheiro Flavio Decat. Ele foi loteado na recém-criada Diretoria de Distribuição da Eletrobrás. Em um dos diálogos, Sarney combina com Fernando que Decat deve encontrá-lo em seu gabinete para uma conversa. "A coisa está caminhando naquela direção", pergunta o filho do senador. "Tá (está)", diz Sarney.

Barack Hussein declara emergência nacional nos Estados Unidos por causa da gripe suína

O presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein, declarou a gripe suína como uma situação de emergência nacional, com objetivo de ter mais liberdade para agir no caso de a pandemia se agravar, informou no sábado a Casa Branca. Barack Hussein assinou a declaração na sexta-feira à noite e já informou ao Congresso sobre sua decisão. A declaração permitirá à secretária de Saúde e Serviços Humanos, Kathleen Sebelius, eliminar de forma temporária certos requisitos federais, a fim de permitir que os centros de saúde do País possam implementar operações de emergência contra a gripe. Ela poderá, por exemplo, dar sinal verde a instalações hospitalares provisórias em colégios ou centros comunitários se considerar necessário. A declaração de emergência também permitirá o desembolso de fundos federais.

Candidata petista Dilma Rousseff resiste à pressão e quer se manter no cargo até último dia

A candidata petista Dilma Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil, deve ficar no cargo até o último dia permitido pela legislação, 3 de abril de 2010, apesar da pressão do partido para que antecipe sua saída. Ela quer participar de vistorias e inaugurações de obras, apostar na transferência da popularidade do presidente bolivariano Lula para tomar um "banho de rua" e aproveitar ao máximo a vitrine ministerial. O PT ainda insiste para que Dilma Rousseff deixe o governo em fevereiro, logo após ser aclamada candidata no 4º congresso do partido, que aprovará as diretrizes de seu programa de governo e reunirá até mesmo convidados internacionais. Será um grande encontro, em Brasília, para marcar a comemoração dos 30 anos do PT. Lula não concorda com o roteiro traçado pelo partido: acha que Dilma Rousseff precisa ficar à frente da Casa Civil, comandando o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e projetos estratégicos, como o plano habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, até o prazo-limite fixado pela lei, seis meses antes da eleição de outubro.

Cocaleiro Morales anuncia instalação na Bolívia de centro russo de manutenção de aviões

O presidente boliviano, o cocaleiro trotskista Evo Morales, anunciou no sábado que a Rússia pretende instalar na Bolívia "um centro para a manutenção dos aviões russos que voam na América do Sul". De acordo com o cocaleiro trotskista, que assinou grandes acordos de cooperação militar e energética com Moscou em fevereiro, este centro será construído em Chimoré, na região de Chapare, no centro do país andino. Este projeto transformará o pequeno aeroporto de Chimoré no "maior aeroporto da Bolívia", e a cidade em "pólo de desenvolvimento regional", acrescentou o cocaleiro trotskista Morales. Neste caso, fazer acordos militares com a Rússia, fica tudo bem, ninguém questiona nada, não é mesmo bolivariano Lula?

Toffoli herda 11 mil processos e pode decidir julgamento do terrorista Cesare Battisti

O novo ministro do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, assumiu a vaga decorrente da morte prematura de Carlos Alberto Menezes Direito com uma herança de cerca de 11 mil processos, como relator ou em função de pedidos de vista de seu antecessor que, por ter sucedido o ministro Sepúlveda Pertence, em setembro do ano passado, já tinha recebido um alentado acervo. Seus principais assessores já estão analisando os principais feitos em que o ex-advogado-geral da União deveria se considerar impedido, por ter atuado no curso dos processos em defesa do Executivo. Mas, cabe exclusivamente ao novo integrante da Corte resolver se vai declarar o seu impedimento na conclusão do polêmico julgamento da extradição do terrorista italiano Cesare Battisti. O seu voto poderia provocar um empate e causar um impasse na Corte. Por isso, Toffoli já teria feito saber ao presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, e ao relator do caso, ministro Cezar Peluso, que vai se dar por impedido. A retomada do julgamento do terrorista comunista italiano, condenado em seu país pelo assassinato de quatro pessoas com requintes de sadismo, na década de 70, deverá ocorrer na primeira semana de novembro.