terça-feira, 16 de junho de 2009

Receita Videversus – aprenda a fazer um bolo de fubá com coco com a chef de cuisine Simone Nejar


O milho é uma figura central na mitologia religiosa de todas as tribos nativas da América, diretamente associado ao Grande Espírito, e foi a base da alimentação de muitos povos, notadamente maias, incas e astecas, que o consumiam em larga escala. O plantio de milho na forma ancestral (plantio em montes) continua a ocorrer na América do Sul, geralmente em regiões pouco desenvolvidas, no sistema conhecido no Brasil como de roças. Daí, portanto, sua larga utilização nas festas juninas. Com as Grandes Navegações do Século XVI e o início do processo de colonização da América, a cultura do milho se expandiu para outras partes do mundo. Hoje o seu cultivo só perde para o do trigo e do arroz. Atualmente, embora o nível de consumo do milho no Brasil venha crescendo, ainda está longe de ser comparado a países como o México e aos da região do Caribe. O milho é grande fonte de energia por conter alto teor de carboidratos, além de possuir quantidades consideráveis de vitaminas, notadamente do Complexo B, e sais minerais. É ainda rico em fósforo (necessário ao perfeito funcionamento do cérebro), e o seu óleo é indicado porque dificulta a formação de gordura no sangue, reduzindo o nível de colesterol. Como uma espiga de milho (sem a manteiga) tem cerca de 80 calorias, o mesmo que uma banana, não devemos colocá-lo no banco dos réus. Nossa receita de hoje é um bolo de fubá com coco feito no liquidificador. Eu garanto que fica uma delícia. Até pouco tempo atrás eu costumava rejeitar os bolos de milho porque eles me pareciam demasiadamente secos, até que descobri a adição do leite de coco e do óleo em substituição à margarina, e isso fez toda a diferença. A receita de hoje faz com que tenhamos um bolo mais macio e mais úmido. Vamos colocar no liquidificador, nesta ordem: quatro ovos, um vidro pequeno de leite de coco, meia xícara de óleo, duas xícaras de açúcar, dois xícaras rasas de fubá (farinha de milho fina), um terço de xícara de farinha de trigo e uma colher de sopa bem cheia de fermento para bolo. A massa fica meio líquida, não se assuste. Levamos ao forno médio preaquecido por uns vinte e cinco a trinta minutos, em forma untada. Depois de assado e frio, cortamos em pedaços. Se desejar, despeje uma calda quente logo que retirar do fogo (uma xícara de água para meia xícara de açúcar e um cravo-da-índia) e polvilhe coco ralado.

CUT faz uma propaganda criminosa nas televisões no Rio Grande do Sul

A CUT, central sindical que representa um dos braços do PT, iniciou na última sexta-feira uma campanha criminosa de propaganda paga pela televisão no Rio Grande do Sul, contra o governo de Yeda Crusius (PSDB). A campanha põe no ar depoimentos apócrifos, de pessoas que não são identificadas, atribuindo crimes ao governo de Yeda Crusius, sem quaisquer provas, de maneira completamente aleatória. Nunca em toda a sua história, o Rio Grande do Sul tinha visto uma campanha igual. O que os petistas cutistas querem é, a todo custo, forçar a realização da CPI petista contra o governo de Yeda Crusius. A campanha criminosa foi criada pela agência de propaganda D-3, e contratada e autorizada pelo petista Celso Woyciechowski, presidente da CUT gaúcha. Inacreditavelmente, o CONAR (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação), nada fez, e com isso comprovou a sua inutilidade ou a sua associação às críticas endereçadas pela petista CUT contra Yeda Crusius. Centrais sindicais vivem de impostos recolhidos dos cidadãos, que têm preferências partidárias por todos os partidos. Não são todos militantes do PT. Aliás, na população gaúcha, não mais de 30% apóiam o PT. Mas, acima de tudo, sindicatos e centrais sindicais não são partidos políticos, a política que eles devem fazer é outra, é a sindical. Essa intromissão direta da petista CUT no cenário político-partidário é absolutamente ilegal e criminosa. Mas, não esperem os gaúchos que qualquer esfera responsável se mexa.

Bovespa ultrapassa bolsas rivais em Nova York e Londres e é a quarta do mundo

A BM&FBovespa e a Hong Kong Exchanges and Clearing (HKEx) ultrapassaram suas rivais em Nova York e Londres, mostrando que a crise econômica e a competição mais acirrada estão remodelando o cenário das bolsas de valores, aponta o Financial Times na edição desta segunda-feira. Conforme o jornal, a HKEx está agora em segundo lugar no ranking pelo critério de capitalização de mercado (valor total das ações de uma empresa, com base na sua cotação no mercado) , atrás do CME Group, a maior bolsa de derivativos do mundo, em Chicago. A BM&FBovespa aparece em quarto lugar, depois da Deutsche Borse. As praças do Brasil e de Hong Kong superaram a Nyse Euronext, a Nasdaq e a London Stock Exchange (LSE). Segundo o Financial Times, a BM&FBovespa e a HKEx se beneficiam do fato de possuírem suas próprias clearings, que geram receitas adicionais. Já a Nyse Euronext, por exemplo, não possui área de compensação e liquidação de ativos. O jornal britânico também lembra que a praça brasileira está fechando o pregão viva-voz ainda remanescente para expandir a negociação eletrônica e facilitar o acesso dos investidores estrangeiros. E no próximo mês abrirá um escritório em Londres.

Primeiro-secretário do Senado continua internado em São Paulo após reduzir estômago

O primeiro-secretário do Senado Federal, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), continua internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após ser submetido a uma cirurgia de redução de estômago na última sexta-feira. A expectativa é de que um novo boletim médico seja divulgado nesta terça-feira. Segundo a assessoria do hospital, o quadro do parlamentar é estável. Ainda não há previsão de alta médica. O senador deve ficar afastado de suas atividades esta semana para se recuperar da cirurgia, o que atrasará a entrega dos resultados das investigações sobre os atos secretos no Senado.

PDT gaúcho decide não decidir sobre a CPI petista

Por 73 votos a 49, o diretório estadual do PDT do Rio Grande do Sul decidiu recomendar que os deputados estaduais do partido assinem o requerimento elaborado pelo PT para criar uma CPI petista contra o governo de Yeda Crusius (PSDB), do qual o PDT fez parte. O partido optou por não obrigar que os deputados assinassem o requerimento petista. “Dentro da nossa conjuntura atual, é o que foi possível fazer”, afirmou o presidente estadual do PDT, Romildo Bolzan, em um tom como se pedisse desculpas aos petistas. Na primeira votação no diretório estadual, a maior parte dos membros decidiu apoiar a abertura da CPI petista por 90 votos a 28. O PDT gaúcho, atualmente, é uma lástima total. Se seu criador, Leonel de Moura Brizola, ainda fosse vivo, talvez cogitasse o seu fechamento. O PDT tornou-se nada mais do que um capacho do PT. Uma das principais lideranças do PDT gaúcho, o ex-governador Alceu Collares, que teve o seu governo fulminado pelos petistas, hoje, dono de um carguinho no governo Lula (é conselheiro de Itaipu), é o mais destacado defensor da CPI petista.

Fascismo islâmico no Irã tenta apagar a oposição de modo violento

Com violência e protestos nas ruas de Teerã e centenas de manifestantes presos, o candidato derrotado à Presidência do Irã, o reformista moderado Mir Hossein Mousavi, pediu a anulação da eleição de sexta-feira, que reelegeu o presidente Mahmoud Ahmadinejad com 62,7% dos votos. Mousavi, que teve 33% dos votos, acusa o pleito de “irregularidades em massa”. Centenas de milhares de pessoas vão às ruas para gritar: “Onde está o meu voto?” Depois de uma campanha acirrada e do desgaste da crise econômica, Ahmadinejad teve quase o inacreditável dobro dos votos do opositor e 10 milhões de votos a mais do que em 2005, número considerado irreal pela oposição. Está evidente a realização de uma monumental fraude orquestrada pelos facínoras fascistas seguidores do terrorista Ahmadinejad. Desde sábado, mais de cem políticos reformistas e centenas de manifestantes foram presos.

Ato secreto garante emprego no Senado para filha de aliado de Sarney

Aspirante a modelo, a jovem Nathalie Rondeau foi nomeada em 26 de agosto de 2005, por meio de um ato secreto, para trabalhar no Conselho Editorial do Senado. Nathalie, de 23 anos, é filha de Silas Rondeau, ex-ministro de Minas Energia, afilhado político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Sarney preside o Conselho Editorial desde 2002. Nesse período, como revelam cópias de atos secretos, Sarney conseguiu empregar pessoas de sua ligação, aumentar salários e multiplicar o número de cargos existentes no órgão. Quando Nathalie ganhou o emprego, com salário de R$ 2,5 mil, o senador já comandava o órgão. A jovem entrou no Senado um mês e meio depois de Silas Rondeau ser indicado pelo próprio Sarney para assumir o Ministério de Minas e Energia. Nathalie permanece na folha de pagamento do Senado.

A Suprema Corte dos Estados Unidos recusa pedido de espiões cubanos

A Supremo Cortes dos Estados Unidos recusou nesta segunda-feira o pedido para que analisasse um recurso à condenação de cinco espiões cubanos condenados. Eles alegavam que seu julgamento deveria ter sido transferido de Miami, o coração da comunidade cubano-americana, devido a parcialidade do júri. A Supremo Corte recusou-se a rever a decisão de um tribunal de apelações federal que havia negado o pedido de transferência. Os cinco cubanos cumprem longas penas de prisão após a condenação em 2001. Eles foram presos em 1998 por agentes do FBI por espionagem da comunidade cubana exilada em Miami para o governo de Fidel Castro. As autoridades da ditadura cubana admitiram que Gerardo Hernández, René González, Antonio Guerrero, Ramón Labañino e Fernando González, presos na Flórida em setembro de 1998, eram seus espiões.

Juíza cassa liminar que mandava reintegrar revolucionário Brandão na USP

A juíza Maria Aparecida Vieira Lavorini, da 26ª Vara do Trabalho de São Paulo, revogou nesta segunda-feira a liminar que ela mesma havia concedido a Claudionor Brandão, revolucionário trotskista ex-servidor da USP (Universidade de São Paulo), que determinava a volta dele ao cargo. A USP havia sido comunicada da decisão de reintegração do trotskista na manhã desta segunda-feira. Em seguida os advogados da universidade enviaram documentos solicitando uma nova análise da magistrada. O trotskista Claudionor Brandão trabalhava na Prefeitura do campus Butantã da USP e foi demitido em dezembro de 2008 pela reitora Suely Vilela. Um dos cabeças do Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) e da atual greve, que hoje completa 43 dias, ele já fez 12 greves e prega revolta armada no País, para a instalação da ditadura do proletariado. A readmissão deste revolucionário, que não reconhece as leis do País, integra a pauta das reivindicações dos funcionários grevistas da USP. Ele é um dos dirigentes do grupúsculo trotskista Ler-QI (Liga Estratégia Revolucionária – Quarta Internacional), que é uma dissidência do PSTU. Quando um grupúsculo é dissidência do PSTU, pode-se imaginar o quão doidivanas os caras são.

FAB avista novos destroços do avião da Air France a 100 quilômetros do local da queda

A FAB informou nesta segunda-feira que foram avistados novos destroços do avião Airbus A330 da Air France, que caiu no último dia 31 no Atlântico com 228 pessoas a bordo. As peças foram localizadas a cerca de 100 quilômetros do provável local onde o avião caiu, mas nenhuma parte da aeronave foi resgatada nesta segunda-feira. De acordo com a Aeronáutica e a Marinha, os primeiros destroços do avião foram avistados a cerca de 850 quilômetros de Fernando de Noronha. Já nesta segunda-feira, os destroços foram localizados a 950 quilômetros de distância do arquipélago. Nesta terça-feira a Aeronáutica completa 1.000 horas de vôo em busca pelas vítimas do vôo 447 da Air France. O número é mais que o dobro das operações de resgate às vítimas das enchentes de Santa Catarina, em 2008, quando 135 pessoas morreram. Na ocasião, as aeronaves da FAB realizaram cerca de 460 horas de vôo buscando os sobreviventes e os corpos das vítimas da tragédia. De acordo com a Marinha, a fragata Bosísio está a caminho de Fernando de Noronha com os seis corpos encontrados pela Marinha Francesa. Os corpos devem chegar ao arquipélago nesta terça-feira, de onde partirão para Recife.

Petrobras amplia produção de gás no Espírito Santo

A Petrobras vai ampliar em até 8 milhões de metros cúbicos/dia, nos próximos meses, a oferta de gás natural no País, com a entrada em produção de dois campos no Espírito Santo. As áreas de Cangoá e Camarupim começaram a produzir na semana passada, no litoral capixaba. O campo de Camarupim produzirá entre 6 milhões e 8 milhões de metros cúbicos/dia. A Petrobras é a operadora na região, com 75% do negócio, com os 25% restantes a cargo da empresa norte-americana El Paso. O gás extraído de Camarupim será processado pelo navio-plataforma Cidade de São Mateus, que tem capacidade para até 10 milhões de metros cúbicos diários. A produção do Campo de Cangoá está conectada à plataforma de Peroá e produzirá diretamente para o gasoduto que escoa o gás de Peroá para a unidade de tratamento de gás de Cacimbas. Situado a 42 quilômetros de Foz do Rio Doce, o campo tem capacidade de produção de cerca de 400 mil metros cúbicos/dia. A produção de gás natural da Petrobras no país, em abril, somou 49,2 milhões de metros cúbicos/dia.

Dilma Rousseff admite aceleração das obras do PAC em 2010, mas nega caráter eleitoral

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, admitiu nesta segunda-feira que o ritmo de conclusão das obras do programa vai ser intensificado até 2010, ano da disputa à Presidência da República. Ela negou o caráter eleitoreiro do programa. Dilma Rousseff disse que o governo tem que ter "tranquilidade" para receber críticas sobre o uso eleitoral do PAC, mas cobrou "seriedade" daqueles que são contrários ao programa. "Eu acho que a gente tem que ter a tranquilidade para receber críticas, mas também a seriedade para perceber que o PAC é um programa pluripartidário. Obviamente, a liderança cabe ao governo federal. Agora, nós temos parceira com governador do DEM, PSDB, PMDB e de várias origens partidárias", afirmou ela. Dilma disse que o PAC vai ser "compartilhado" com todos os governadores de oposição, sem prioridade para os filiados a partidos da base aliada governista. A ministra disse que o crescimento no ritmo das obras é consequência de maior fiscalização e liberação de recursos para o programa.

Banco do Brasil amplia crédito para micro e pequenas empresas em R$ 11,6 bilhões

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira a ampliação do crédito para micro e pequenas empresas em R$ 11,6 bilhões. A linha estará disponível a partir desta terça-feira. Simultaneamente, o banco reduz taxas para operações com recebíveis (desconto de cheques e duplicatas) e capital de giro. Segundo Ricardo Flores, vice-presidente de Crédito do banco, "tem repasse do corte da taxa Selic e algo mais". Serão beneficiadas 303 mil empresas clientes do banco, que correspondem a cerca de 45% de micro e pequenas que compõem a carteira daquelas habilitadas a tomar crédito, com bom histórico de relacionamento. As micro e pequenas empresas são aquelas com faturamento anual de até R$ 15 milhões por ano.

PPS questiona decisão de juiz de negar acesso ao inquérito da Castelo de Areia

O PPS entrou com mandado de segurança questionando a decisão do juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, que negou ao partido acesso ao inquérito da Operação Castelo de Areia, que apura crimes cometidos por diretores da Camargo Correa e doações feitas a partidos. No mandado de segurança, o PPS alega que sofreu cerceamento do direito de defesa com a decisão de De Sanctis. O PPS questiona ainda a decisão do juiz, que considerou o PPS "parte ilegítima" da ação. Em nota, o partido diz que "o vazamento de informações improcedentes envolvendo a legenda, trazem prejuízos inestimáveis à imagem e à história ilibada do PPS".

Comissão do Senado entrega conclusão sobre atos secretos nesta terça-feira

Os técnicos da comissão criada para analisar os atos secretos do Senado que foram utilizados para nomear parentes, amigos, criar cargos e aumentar salários devem entregar o resultado das investigações nesta terça-feira ao primeiro-secretário da Casa, senador Heráclito Fortes (DEM-PI). Como o senador foi submetido na sexta-feira a uma cirurgia de redução de estômago, em São Paulo, os servidores viajarão até São Paulo para fazer isso. O material é mantido em sigilo e não foi repassado para a presidência do Senado. Os técnicos realizam um levantamento dos atos publicados secretamente nos BAPs (Boletins Administrativos de Pessoal), com ênfase em denúncias reveladas nos últimos dias. Integrantes da comissão avaliam que os atos sigilosos podem chegar a mais de 500 nos últimos 14 anos. O levantamento dos dados é complexo diante do tamanho do período em que os atos foram publicados secretamente, referente ao tempo em que Agaciel Maia esteve à frente da diretoria-geral da Casa.

Oposição quer substituição dos senadores governistas indicados para CPI da Petrobras

Sem conseguir evitar o esvaziamento promovido pelos governistas, a oposição vai usar o regimento do Senado para tentar garantir a instalação da CPI da Petrobras. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), autor do pedido da CPI, vai protocolar um requerimento na Mesa Diretora do Senado pedindo a substituição dos senadores governistas indicados para compor a comissão que vai investigar as denúncias de irregularidades contra a estatal. De acordo com os artigos 48 e 85 das normas internas do Senado, o presidente do Senado tem a prerrogativa de trocar integrantes da CPI que impeçam o direito da minoria de instalar uma comissão de inquérito. Com a medida, a oposição quer do presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP), uma definição sobre os inícios do trabalho da CPI.

Procuradoria acusa 12 por desvio de dinheiro público na Funasa

O Ministério Público Federal no Distrito Federal ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra o ex-presidente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Paulo Lustosa, e mais 11 pessoas, por desvio de dinheiro público. Eles são acusados de favorecer a empresa Digilab, contratada em 2006 para implementar a TV Funasa, por um valor anual de R$ 14 milhões. Segundo os procuradores Raquel Branquinho e José Alfredo Silvaeles, os envolvidos "valeram-se dos cargos ocupados na Funasa para efetivar uma contratação extremamente desfavorável ao interesse público, desnecessária para o órgão contratante, com um custo extremamente elevado e com sobrepreço em relação aos parâmetros de mercado”. A Funasa é talvez o órgão mais corrupto do governo Lula, ao lado da Funai.

OMS registra quase 36 mil casos de gripe suína em 76 países

Já são 35.928 pessoas, de 76 países, que contraíram gripe suína (H1N1), segundo balanço divulgado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) nesta segunda-feira. Em 163 casos, os pacientes morreram. Na última quinta-feira (11), a organização anunciou que a doença atingiu o nível de pandemia (epidemia generalizada). Os Estados Unidos continuam sendo o país com o maior número de casos (17.855), com 45 mortes. No país, o número de infectados não para de crescer. Desde o último balanço, divulgado na sexta-feira, foram registrados 4.638 novos casos e 18 mortes. No México, considerado o epicentro da gripe suína, não houve novos contágios nos últimos dois dias. O país já registrou 6.241 casos e 108 mortes. No Canadá, 2.978 casos foram confirmados; quatro pessoas morreram. A Austrália registrou 221 novos casos nos últimos dois dias, elevando o total de infectados para 1.823.

AIG exige devolução de US$ 4,3 bilhões de ex-executivo-chefe

A seguradora AIG (American International Group) tentará recuperar na Justiça US$ 4,3 bilhões que teriam sido apropriados ilegalmente pelo ex-executivo-chefe Maurice Greenberg com a venda de ações. No julgamento, que começou nesta segunda-feira, a empresa acusa Greenberg, que esteve à frente da companhia por décadas, de vender títulos da AIG neste valor em 2005, ano em que foi obrigado a deixar o cargo pelo conselho de administração. Greenberg e seus advogados defendem que os títulos em questão eram propriedade da Starr International, uma empresa particular de investimentos presidida por ele, e que os papéis podiam ser vendidos sem restrições para que os fundos fossem investidos em outros negócios.

Justiça aceita denúncia contra mulher de Paulinho da Força por lavagem de dinheiro

A juíza Silvia Maria Rocha, da 2ª Vara Federal de São Paulo, abriu processo contra Elza Pereira por crime de lavagem de dinheiro. Ela é mulher do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical (PDT-SP). Ambos são investigados na Operação Santa Tereza, que apura desvios nos empréstimos concedidos pelo BNDES para prefeituras. A juíza aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal em aditamento (complemento) à acusação já feita contra outros 13 réus. Ela deu dez dias de prazo para Elza responder à acusação de lavagem de dinheiro por escrito. De acordo com as investigações, Elza teria permitido a utilização da conta corrente da ONG Meu Guri, que ela preside, para ocultar R$ 37.500,00 que seria parte do dinheiro desviado dos contratos firmados entre o BNDES com a Prefeitura de Praia Grande e o grupo Lojas Marisa. O dinheiro foi depositado por João Pedro de Moura, assessor de Paulinho e um dos beneficiários dos recursos desviados. João Pedro Moura foi denunciado por lavagem de dinheiro. Segundo o Ministério Público, houve fraude em financiamentos do BNDES, um de R$ 130 milhões para obras da Prefeitura de Praia Grande e dois para a rede de lojas Marisa (R$ 220 milhões). Os desvios chegariam a R$ 3 milhões.

Processo contra Edmar Moreira deve ser decidido no plenário da Câmara

O futuro político do deputado federal Edmar Moreira (sem partido-MG), que responde a processo por quebra de decoro parlamentar, deve ser decidido pelo plenário da Câmara. A avaliação de integrantes do Conselho de Ética é que o parecer do deputado federal Nazareno Fonteles (PT-PI) sobre as denúncias de uso irregular da verba indenizatória não absolverá o colega, que ficou conhecido por ser dono de um castelo de R$ 25 milhões no interior de Minas Gerais, levando o caso para análise dos 513 deputados. O parecer do relator será apresentado nesta quarta-feira. Fonteles não conversa com a imprensa sobre o conteúdo do documento, mas deu sinais claros que não está convencido da inocência de Edmar Moreira, que se recusou a responder perguntas durante seu depoimento ao colegiado.

Holandesa Cityhopper confirma compra de sete jatos da Embraer

A Embraer anunciou nesta segunda-feira que a companhia aérea regional holandesa KLM Cityhopper confirmou sete opções de compra de jatos Embraer 190. Segundo a fabricante brasileira de aviões, "a empresa aérea holandesa ainda tem 11 opções para comprar aviões Embraer. As entregas iniciais da encomenda (confirmada) devem começar no primeiro semestre de 2010", disse a Embraer. Atualmente, a KLM Cityhopper opera quatro Embraer 190 nas rotas regionais da Europa. Até o final do ano, a KLM Cityhopper terá recebido dez jatos 190 para substituir 15 Fokker 100 mais antigos. Todos os jatos 190 da KLM Cityhopper serão configurados com cem assentos. A KLM Cityhopper realiza 270 vôos diários para 45 destinos. Já a japonesa Fuji Dream Airlines, parte do Suzuyo Group, encomendou um Embraer 175, além da encomenda de dois Embraer 170 feita em novembro de 2007.

Senado abre processo administrativo contra Zoghbi por suspeita de fraude

O Senado instaurou processo administrativo contra João Carlos Zoghbi, ex-diretor de Recursos Humanos da Casa, suspeito de participar de um esquema de fraudes em empréstimos consignados. A abertura de processo foi solicitada pela comissão de sindicância que investigou a participação de Zoghbi no esquema. Em portaria publicada no boletim administrativo do Senado, o primeiro-secretário Heráclito Fortes (DEM-PI) afirma que o processo deve resultar na quebra dos sigilos bancário, fiscal e financeiro do servidor para que sejam levantadas provas do esquema de fraudes. O processo pode resultar em punições que variam de demissão à perda da aposentadoria por Zoghbi. A comissão encontrou indícios de irregularidades cometidas pelo ex-diretor no lançamento de informações no sistema de dados do Senado. Heráclito Fortes justifica a necessidade de provas ao afirmar que "a infração cometida por emissão de declaração com conteúdo alterado no sistema de dados do Senado enseja a aplicação de pena". Heráclito designou os servidores Asael Sousa, Sérgio Paulo Lopes Fernandes e Arlindo Fernandes de Oliveira para conduzir o processo administrativo disciplinar contra Zoghbi. Se estes camaradas foram beneficários de quaisquer das vantagens secretas, então não podem participar de qualquer comissão de investigação. Se também fizeram parte daquela manifestação de apreço quando Agaciel Maia foi defenestrado do cargo, então igualmente não podem fazer parte da comissão. Se fizeram, e permaneceram na comissão, então é tudo sacanagem mesmo. Zoghbi é acusado de usar como "laranja" sua ex-babá em empresas da sua família que teriam arrecadado R$ 3 milhões em contratos assinados com o Senado.

José Alencar viaja na próxima semana aos Estados Unidos para retomar tratamento

O vice-presidente da República, José Alencar, vai viajar na próxima segunda-feira a Houston, nos Estados Unidos, para retomar um tratamento experimental contra o câncer na região abdominal. Na última quinta-feira, José Alencar realizou exames de rotina no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Segundo boletim do hospital, os resultados apontaram que seu quadro está dentro da normalidade. Em janeiro deste ano, o vice enfrentou cerca de 17 horas de operação para a retirada de nove tumores na região abdominal. Ele luta contra a doença há 12 anos.

Balança comercial tem superávit de quase US$ 2 bilhões em junho

A balança comercial brasileira registra superávit de US$ 1,95 bilhão (média diária de US$ 216 milhões) em junho, até a segunda semana do mês, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, divulgados nesta segunda-feira. Na comparação com o mesmo período de maio, as exportações apresentam alta de 12%, enquanto as importações caíram 2,5%. Ante junho de 2008, percebe-se claramente o efeito da crise sobre o comércio internacional: queda de 24% nas exportações, 39% nas importações e 31% na corrente de comércio. Contando apenas a segunda semana, com um dia útil a menos por causa do feriado de Corpus Christi, a balança teve superávit de US$ 757 milhões, bem menor que na primeira, quando o saldo alcançou US$ 1,2 bilhão.

Investimento direto externo na China recua quase 20% em 2009

Os investimentos estrangeiros diretos na China totalizaram US$ 6,38 bilhões em maio, acusando uma queda de 17,8% ante maio do ano passado, anunciou nesta segunda-feira o ministério chinês do Comércio. Nos cinco primeiros meses deste ano, os investimentos estrangeiros diretos na China atingiram US$ 34,05 bilhões, 20,4% menos do que no mesmo período de 2008. O declínio dos investimentos estrangeiros diretos em maio foi menor do que em abril, mês durante o qual se verificou uma queda de 22,5% em uma análise anual.

Lula diz que precipitação no início da crise pesou na queda do PIB

O presidente Lula disse nesta segunda-feira que medidas tomadas por setores como a indústria automobilística diante da crise contribuíram para a queda do PIB (Produto Interno Bruto). "Alguns setores da economia se precipitaram em praticamente acabar com os seus estoques. Eu poderia pegar, como exemplo, a indústria automobilística que, no mês de dezembro, praticamente não produziu carros, deu férias coletivas, e isso tem um significado muito importante na queda do PIB brasileiro", disse ele seu programa de rádio "Café com o Presidente". Na semana passada, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou uma queda de 0,8% no PIB do primeiro trimestre deste ano sobre o quatro e de 1,8% ante o mesmo período do ano passado. Apesar de se dizer "um pouco triste" com o resultado, o presidente se mostrou otimista: "O que é importante é que o pior já passou e a economia brasileira está dando sinais enormes de recuperação. Nós entramos por último nessa crise e vamos sair primeiro que todos os países".

Regras do pré-sal se estenderão a novos campos de petróleo

As mesmas regras criadas para o pré-sal vão valer para novas descobertas de campos de petróleo no País, desde que apresentem o mesmo baixo risco de exploração e elevado potencial de lucratividade. Esse mecanismo está sendo proposto para evitar que, a cada descoberta importante, nova discussão sobre a legislação do setor seja feita. Na camada do pré-sal, a proposta do governo é adotar o sistema de partilha de produção. Nele, o petróleo explorado é repartido entre os sócios. Ganha o leilão quem oferecer à União a maior parte da produção. Fora os campos já leiloados, nos demais o governo federal terá participação direta por meio da futura estatal que administrará a riqueza do pré-sal. Como a empresa terá estrutura pequena, o governo vai definir que a Petrobras será a comercializadora do petróleo do pré-sal que pertencer à nova estatal. O governo justifica a opção com o argumento de que ela foi adotada em outros países nos quais foram feitas descobertas importantes. Nesse modelo, o governo fica com parte da produção, podendo usá-la como instrumento de política industrial e moeda nas negociações com outros países.

Air France substitui todos os sensores de velocidade de Airbus após desastre com vôo 447

A Air France substituiu todos os sensores externos que medem a velocidade da aeronave, o pitot, em seus aviões Airbus A330 e A340, por modelos de nova geração, afirmou Erick Derivry, porta-voz do SNPL, sindicato majoritário da companhia aérea. A troca ocorre após a tragédia com o vôo 447, que caiu no oceano Atlântico no dia 31 de maio com 228 pessoas a bordo. O porta-voz disse ter sido informado no fim de semana pela direção da Air France sobre a substituição de todas as peças nos aviões de longo percurso por modelos de nova geração. Estes sensores, que permitem medir a velocidade durante o vôo, foram citados como possível causa do acidente de 1º de junho pelos dados contraditórios enviados pela aeronave. O diretor geral da Air France-KLM, Pierre-Henri Gourgeon, havia confirmado na última quinta-feira a aceleração do programa de substituição dos sensores Pitot nos Airbus A330 e A340, apesar de se declarar "não convencido" de que o instrumento tenha sido responsável pela tragédia do vôo AF 447.

ONGs acusam Brasil de apoiar violadores dos direitos humanos

Organizações internacionais de defesa dos direitos humanos viram no discurso do presidente Lula, no Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas), realizado nesta segunda-feira, uma oportunidade para criticar a postura brasileira na instituição. Em nota, a ONG Human Rights Watch (HRW) afirmou que o país apóia os algozes ao invés de apoiar as vítimas. "O apoio do Brasil a governos notórios por seus abusos aos direitos humanos enfraquece a atuação do Conselho de Direitos Humanos da ONU", disse Julie de Rivero, diretora da HRW em Genebra, em nota. "Ao invés de defender as vítimas, o Brasil normalmente argumenta que os governos precisam de uma chance e que a soberania das nações é mais importante que os direitos humanos”. No texto, a ONG ressalta que, recentemente, o Brasil rejeitou resoluções que condenavam a Coréia do Norte e o Sri Lanka sob o argumento de que diálogo é mais eficaz do que sanções para fomentar a cooperação e se absteve de votar sobre o Congo, de modo a "fortalecer" os investigadores "e condenar o uso de violência sexual como arma de guerra". No caso do Sri Lanka, o Brasil foi um dos principais articuladores da negociação entre países europeus, que exigiam menção clara às suspeitas de violações cometidas tanto pelo governo como pelos separatistas tâmeis, e o grupo asiático, que defendia um texto mais brando. Sem consenso, foi aprovada a resolução do Sri Lanka, considerada fraca pelos ativistas. "O Brasil parece mais preocupado em não ofender aqueles países que cometem abusos que em implementar o mandato do conselho para tratar de violações de direitos humanos”, disse Rivero. Outra ONG, a Conectas, do Brasil, afirmou que o "fracasso do Brasil em se opor ao desvio dos objetivos do conselho e às vezes a do seu compromisso com o processo é alarmante".

Seguradoras pagarão mais de 67 milhões de euros à Air France pela perda do A330

A Air France receberá 67,4 milhões (cerca de R$ 181 milhões) de euros das companhias de seguros pela perda do Airbus A330 que caiu no oceano Atlântico no último dia 31 de maio, com 228 pessoas a bordo. A aeronave estava coberta por várias companhias, incluindo a Axa Corporate Solutions, filial do grupo francês AXA, que representa o conjunto das seguradoras junto à Air France. A parte da Axa Corporate Solutions é de 12,5%, ou seja, 8,4 milhões de euros. No que diz respeito à indenização aos parentes das vítimas, a Axa Corporate Solutions considera que ainda é muito cedo para anunciar um número realista. Segundo a convenção de Montreal, a indenização das famílias das vítimas é responsabilidade da companhia aérea, neste caso a Air France, que tem um seguro para cobrir a questão.

Juros ao consumidor caem pelo sexto mês em junho em São Paulo

A taxa média de juros do empréstimo pessoal e do cheque especial caiu pelo sexto mês seguido em junho, em São Paulo, embora tenha sido em um ritmo mais fraco que nos meses anteriores, informou nesta segunda-feira o Procon-SP. No empréstimo pessoal, a taxa média entre os 10 bancos pesquisados pelo Procon-SP passou de 5,57% ao mês em maio para 5,52% ao mês em junho, o que representa queda de 0,05%. Já no cheque especial a taxa média caiu de 8,89% para 8,87%, com redução de 0,02%. Dos dez bancos pesquisados (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco), a Caixa Econômica Federal foi o banco que apresentou as menores taxas de juros para as duas modalidades de crédito: 4,39% ao mês para o empréstimo pessoal e 6,79% para o cheque especial. A taxa mais alta do empréstimo pessoal foi a do Itaú, a 6,81% ao mês, e a do cheque especial foi a do Safra, a 12,3% mensais. Dos dez bancos, quatro (Safra, Unibanco, Banco do Brasil e Nossa Caixa) reduziram suas taxas no empréstimo pessoal, enquanto que as demais mantiveram os juros praticados em maio. No cheque especial, três reduziram suas taxas (Banco do Brasil, Unibanco e Nossa Caixa) e as demais mantiveram os níveis do mês passado.

Itália investiga grupo fascista de patrulha cidadã

A Procuradoria de Milão, na Itália, investigará as "rondas negras", grupos de vigilantes integrantes do grupo fascista ultradireitista Movimento Social Italiano Direita Nacional (MSI-DN), fundado por Gaetano Saya, criador de diversos partidos radicais e processado em 2004 por difundir idéias de superioridade e ódio racial. Entre as idéias defendidas por Saya está a de que os imigrantes são um perigo para a "nossa raça", o que sugere o risco do grupo vigilante em um país com alta taxa de imigrantes. Saya explicou que as rondas cidadãs receberam mais de 2.000 inscrições e continuam crescendo, sobretudo entre os ex-membros das forças de segurança italianas. À espera de uma autorização do governo para iniciar as patrulhas, os integrantes do grupo afirmam que estão organizados e preparados para obedecer a seu comandante. O uniforme também está pronto: roupa branca com detalhes em preto e uma águia imperial romana, símbolos do fascismo. As fotos dos vigilantes uniformizados causou polêmica na Itália e crítica da oposição que chama as patrulhas de "delírio" fascista. Um dos procuradores de Milão, Armando Spataro, chefe do grupo de combate ao terrorismo, afirmou que formalizará a acusação de apologia ao fascismo contra os integrantes do grupo nos próximos dias.

Mais uma sobrinha de Sarney ganhou emprego no Senado por meio de ato secreto

Prima da governadora Roseana Sarney (MA), Maria do Carmo de Castro Macieira foi nomeada no Senado por meio de ato secreto. O documento determinou o ingresso dela em um cargo no gabinete ocupado pela própria Roseana, então senadora pelo PMDB do Maranhão. O gabinete era chefiado pela servidora Doris Marize Romariz Peixoto, a atual presidente da comissão de sindicância que investiga o uso de atos secretos no Senado desde 1995. Por aí se vê a qualidade da investigação feito pelo Senado. Desde quando, os mesmos investigando os mesmos, leva a algum resultado? Os outros integrantes são o diretor de Recursos Humanos, Ralph Campos, e o consultor-geral de Orçamento, Fábio Gondim. O ato de nomeação da prima de Roseana Sarney foi assinado pelo então diretor-geral da Casa, Agaciel da Silva Maia, que deixou o cargo em março por ter ocultado da Justiça casa avaliada em R$ 5 milhões. Agaciel Maia é velho apadrinhado de Sarney. Maria do Carmo Macieira é prima de Roseana por parte da mãe, Marly, mulher do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). O ato de sua nomeação consta do Boletim Administrativo do Pessoal Suplementar número 3264-S. O boletim foi editado em 29 de junho de 2005. Porém, só foi publicado na intranet da Casa por um arquivo de 14 de maio deste ano. Do boletim consta a nomeação de José Raimundo Ferreira Verde Filho também para o gabinete de Roseana. O ex-diretor de Recursos Humanos João Carlos Zoghbi era o responsável pela edição dos boletins administrativos de pessoal. Ele também deixou o cargo em março deste ano, após a denúncia de que emprestou um apartamento funcional do Senado para os filhos. A prima de Roseana Sarney não só ganhou um cargo secreto, ilegal, como ainda recebeu aumento neste ano. Seu salário subiu para R$ 2.794,18. Com data de 17 de março, desta vez o ato que determinou o aumento foi público, assinado pelo atual diretor-geral, Alexandre Gazineo.

Países do Bric se reúnem em busca de uma nova ordem mundial

Os líderes dos quatro países que formam o bloco dos Brics (sigla criada em 2001 pelo banco de investimentos Goldman Sachs para se referir a Brasil, Rússia, Índia e China) terão, nesta terça-feira, sua primeira cúpula presidencial em Ecaterimburgo, cidade na região dos Montes Urais, na parte asiática da Rússia. A pauta desse encontro inédito é vasta e inclui assuntos que refletem um interesse comum em buscar uma nova ordem global que reflita o peso que as economias emergentes ganharam nos últimos anos, e devem continuar ganhando no futuro. Pelo menos para o economista que criou a sigla, Jim O'Neill, esse futuro está mais próximo. De acordo com suas mais recentes projeções, em 2027, a economia da China deve superar a dos Estados Unidos, contribuindo, em grande parte, para que o grupo como um todo supere as economias ricas do G7 em menos de duas décadas. A previsão anterior era de que isso ocorresse em 2035. A revisão se deve a um crescimento da China maior do que o esperado nos últimos anos e aos efeitos da crise na economia global. A crise será um dos principais temas da cúpula em que os quatro chefes de Estado devem chegar a um consenso sobre o caminho que deve ser trilhado para que a economia volte a crescer com estabilidade. Eles devem discutir ainda assuntos diversos, como a reforma das instituições financeiras internacionais, o diálogo dos Brics no futuro, o papel do G20, mudanças climáticas e questões de segurança alimentar e energética. Tudo isso em apenas quatro horas de reunião. Apesar das grandes diferenças entre os quatro países, alguns temas são consensuais, como a visão de que é necessária uma reforma no sistema financeiro global. Os quatro defendem o fortalecimento de mecanismos de supervisão do mercado financeiro e reformas que dêem mais voz aos emergentes no FMI (Fundo Monetário Internacional) e no Banco Mundial, instituições criadas no fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) para supervisionar a economia global.