quarta-feira, 10 de junho de 2009

Fragata com 25 corpos de vítimas do voo 447 chega amanhã a Fernando de Noronha

A Marinha e a Aeronáutica informaram nesta quarta-feira que 25 corpos de ocupantes do voo 447 da Air France que estão na fragata Bosísio chegarão amanhã a Fernando de Noronha (PE). Outros 16 corpos estiveram desde terça-feira no arquipélago, onde passam por perícia inicial, que inclui coleta de material genético e digitais, antes de terem sido transportados para identificação em Recife. Desde sábado foram resgatados do Atlântico 41 corpos de vítimas do desastre do Airbus A330 da Air France, que caiu no oceano Atlântico no último dia 31, com 228 pessoas a bordo. Segundo as equipes da Marinha, a fragata Bosísio ficará distante a 300 quilômetros de Fernando de Noronha e de lá helicópteros farão o resgate para levá-las até o arquipélago. Os corpos passarão por preparação inicial, que inclui realização de inspeção visual, coleta do material genético, de impressões digitais e a catalogação dos corpos, vestimentas e objetos resgatados juntos a cada vítima. Esse trabalho é realizado pela Polícia Federal e o Instituto Médico Legal de Recife. A outra fragata envolvida nos resgates, a Constituição, voltou à área de buscas. Segundo os militares é comum que corpos possam estar distantes da área onde foram encontrados os destroços. Isso ocorre pois eles estão sujeitos a correntes das águas e as condições meteorológicas na região. O submarino francês Émeraude chegou nesta quarta-feira ao local onde foram encontrados os destroços do Airbus para tentar localizar as caixas-pretas da aeronave, que podem ajudar a esclarecer o que provocou o acidente. O envio do submarino foi decidido por sua capacidade para escutar sinais no fundo do mar. Acredita-se que as caixas-pretas, equipadas com um dispositivo localizador detectável pelo submarino, estejam a uma profundidade entre 2.000 e 3.000 metros. Não há hipóteses claras sobre o que pode ter derrubado a aeronave, mas já há certeza de que o avião sofreu despressurização e uma pane elétrica, porque a aeronave enviou alerta automático do tipo durante o vôo.

CCJ do Senado aprova limite maior de gasto de cidades

Em uma votação realizada às pressas, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira, a proposta que garantirá às Câmaras Municipais um limite maior de gasto do que o definido inicialmente pela própria comissão. A de São Paulo, por exemplo, poderá receber até 3,5% da Receita Corrente Líquida do município. Na primeira versão, o patamar era de 2%. Atualmente, São Paulo pode receber até 5% da arrecadação. As câmara municipais das cidades brasileiras, incluindo capitais, são grandes inutilidades, reunindo sanguessugas da sociedade, que quase nada produzem. São também conhecidas como balcões de negócios. Os vereadores deveriam trabalhar de graça, e as câmaras deveriam se reunir somente à noite, no máximo uma vez por semana. Em cidades pequenas, as reuniões deveria no máximo se realizar a cada 15 dias.

Desempenho do PIB brasileiro é o 8º melhor entre 36 grandes economias

Nos últimos três meses do ano passado, a queda da economia brasileira ficou entre as maiores do mundo, mas o resultado do PIB do primeiro trimestre ficou entre os menos ruins. Em um levantamento realizado em 36 das 50 maiores economias globais, o desempenho brasileiro só foi inferior ao registrado por sete países, sempre na comparação dos primeiros três meses deste ano com os últimos três de 2008. Somente Indonésia, Austrália, Coréia do Sul, Polônia (todos esses tiveram crescimento no começo deste ano), Chile, Canadá e Noruega tiveram um resultado de PIB melhor que a recessão econômica brasileira, de 0,8%. A Suíça teve retração idêntica à brasileira. Mesmo ampliando a pesquisa (que só não leva em conta países que não fazem esse tipo de comparação, como a China e Cingapura, ou que ainda não divulgaram seus dados, casos de Argentina e Turquia) para incluir seis pequenas economias que fazem parte da União Europeia, o cenário praticamente não muda: Chipre, que ficou estagnado no primeiro trimestre, é o único que teve um resultado melhor que o brasileiro.

Incêndio em motor força pouso de Airbus em ilha espanhola Um Airbus da companhia aérea Iberworld teve de realizar um pouso não programado nesta quarta

Um Airbus da companhia aérea Iberworld teve de realizar um pouso não programado nesta quarta-feira no aeroporto da ilha espanhola de Gran Canária. Um dos motores da aeronave pegou fogo cerca de dez minutos depois da decolagem rumo a Oslo, na Noruega. "Pouco após a decolagem do aeroporto de Las Palmas, o avião teve que retornar por causa das indicações que nem tudo estava em ordem", disse Christian Groenli, gerente da agência de viagens Ving. Diversos passageiros disseram ter visto um motor em chamas e ouvido pequenas explosões. Fontes do aeroporto disseram que a aterrissagem do aparelho, um Airbus-320, aconteceu sem problemas.

Senador petista Aloizio Mercadante diz que CPI da Petrobras é “natimorta”

Depois de dois adiamentos, a instalação da CPI da Petrobras foi marcada para o meio-dia desta quarta-feira, e não foi instalada. É claro, já tinha sido armado pelo governo Lula que os senadores subalternos disparassem de avião para “suas bases”. Na linha de frente da articulação de “assassinato de CPI” atuou o senador petista Aloizio Mercadante. O líder do PT condicionou o início da investigação da Petrobras à devolução da relatoria da CPI das ONGs ao governista Ignácio Arruda (PCdoB-CE). Disse que, mantido o impasse, nenhuma das duas CPIs irá adiante. “Sem acordo, uma CPI, a da Petrobras, é comissão natimorta. A outra, das ONGs, fica inviabilizada porque não daremos quorum para deliberação”. Essa é a qualidade do “democrata petista”. Diz ele: “Criou-se um impasse. A oposição contribuiu decisivamente. Eles sabem que não podem fazer o estão fazendo. Fizemos um acordo. Honramos. Demos a presidência da CPI das ONGs para a oposição. Ficamos com a relatoria. O presidente era o Raimundo Colombo. No ano passado, quiseram trocar. Indicaram o Heráclito Fortes. Elegemos novamente o presidente deles. Não é admissível que queiram afastar o relator do nosso bloco, nomeando outro. Formulamos uma questão de ordem. Cabe ao presidente responder. Se ele nega, podemos recorrer ao plenário da CPI. Em última instância, ao plenário do Senado”. Naturalmente, para cada situação nova, o senador petista Aloizio Mercadante tem uma versão diferente. Assim, interrogado sobre o fato de a base aliada ter aceitado compartilhar a direção da CPI das ONGs, e agora rejeitar essa possibilidade na CPI da Petrobras, ele diz: “Podemos fazer acordo em uma comissão e não fazer na outra. Antes da formalização da CPI, houve um acordo. Seria feita uma audiência pública com o presidente da Petrobras. O PSDB rompeu esse acordo. Temos a prerrogativa de não compartilhar o comando da comissão. Chegamos a um impasse”.

Senador Arthur Virgilio ameaça buscar Ministério Público em defesa da CPI da Petrobras

O novo relator da CPI das ONGs, senador Arthur Virgílio, tornou-se a principal desculpa do governo Lula para o bloqueio da instalação e início das investigações da CPI da Petrobras. Mas, Arthur Virgilio não cogita desocupar a cadeira de relator que que assumiu na semana passada. Ele prefere responder à tática do governo Lula com a contra-tática da obstrução da pauta no Senado Federal. Para ele, o “adiamento da CPI da Petrobras é inútil”. Arthur Virgilio afirma que os assessores de seu partido, o PSDB, já estão colecionando dados sobre as irregularidades e ilegalidades realizadas pelo governo Lula na Petrobras. “Já temos muitas denúncias. Estão sendo sistematizadas por uma equipe técnica. São denuncias sérias”, diz ele, e acrescenta: “Se nos negarem a CPI, vamos ao Ministério Público”. Arthur Virgilio diz que a tática da obstrução no Senado Federal será feita onde aparecer a oportunidade: “É óbvio que tem limites. Será uma obstrução seletiva. Não cairemos na armadilha que o governo costuma armar. Se aparece alguma matéria de interesse nacional, não ficaremos numa camisa de força. Por exemplo, não há porque obstruir a medida provisória do programa Minha Casa, Minha vida. Não há porque obstruir uma matéria como essa. Não somos doidos. Mas também não quer dizer que precisamos votar para ontem. A medida provisória tem tempo. Não é nenhuma sangria desatada. Vamos ver o que é preciso corrigir. Não existe projeto perfeito. Além disso, não tenho porque acreditar que o impasse perdure além do tempo de validade dessa medida provisória”. Mas, Arthur Virgilio diz acreditar que o impasse em torno da CPI da Petrobras será superado: “É uma irracionalidade. Eles dizem que nós faltamos com a palavra. Na semana passada, aceitamos adiar a instalação da CPI da Petrobras mediante o compromisso do líder do governo, senador Romero Jucá, de que ela começaria a funcionar nesta quarta-feira, independentemente do que ocorresse na CPI das ONGs. Está registrado nos anais. Basta consultar as notas taquigráficas”. Entretanto, se persistir a insistência da base subalterna do governo Lula em negar quórum para o início dos trabalhos da CPI da Petrobras, Arthur Virgilio diz que fica aberto o caminho da Procuradoria Geral da República: “Se nos negarem a CPI, vamos ao Ministério Público. Já temos muitas denúncias. Estão sendo sistematizadas por uma equipe técnica. São denuncias sérias. É inútil eles ficarem nessa luta inglória pelo adiamento da CPI. A gente leva tudo para o Ministério Público. Faremos isso nas duas CPIs, a das ONGs e a da Petrobras”.

Banco central sueco pede empréstimo de US$ 4,22 bilhões ao Banco Central europeu

O Riksbank (banco central da Suécia) anunciou que pedirá um empréstimo de 3 bilhões de euros (US$ 4,22 bilhões) ao Banco Central Europeu para garantir a estabilidade financeira, ante os fortes riscos que os bancos suecos enfrentam nas repúblicas bálticas. Os bancos suecos provocam inquietações, em consequência da exposição à grave recessão que afeta as repúblicas bálticas, o que por sua vez afeta a moeda nacional, a coroa. Na república báltica da Estônia, que entrou em recessão no segundo trimestre de 2008, o PIB caiu 15,1% no primeiro trimestre de 2009 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo números oficiais. Antes da crise, a economia estoniana comemorava um vigoroso crescimento: 10,4% em 2006 e 6,3% em 2007. A situação é ainda pior na Letônia, um dos países da União Européia mais afetados pela crise, onde um cálculo com dados oficiais faz uma estimativa sombria para o PIB em 2009: uma queda de 18%. Em dezembro, o país obteve uma ajuda de 7,5 bilhões de euros (US$ 10,5 bilhões) do FMI e da União Européia. A Lituânia indicou no mês passado que seu PIB se contraiu 13,6% no primeiro trimestre em ritmo anual, a maior queda desde que as estatísticas oficiais começaram a ser publicadas, em 1995. No mês passado, o Escritório Central de Estatísticas sueco informou que a recessão na Suécia ganhou força no primeiro trimestre de 2009, com uma queda do PIB de 6,5% em ritmo anual. A Suécia, que tem a economia baseada nas exportações e se viu muito afetada pela redução do comércio mundial e pelos cortes de produção na indústria, terá em 2009 sua recessão mais forte desde 1940, segundo o governo. O ministério das Finanças prevê uma recessão de 4,2% no ano, após uma recessão de 0,2% em 2008. O desemprego, que chegou a 8,3% em abril, deve alcançar 11,7% em 2011.

Senado Federal emitiu mais de 300 atos secretos para criar cargos e nomear apadrinhados

Acaba de ser descoberta outra caixa preta do Senado Federal. A Casa se servia de atos administrativos secretos para nomear parentes, amigos, criar cargos e aumentar salários. Levantamento feito por técnicos do Senado nos últimos 45 dias, a pedido da Primeira-Secretaria, detectou cerca de 300 decisões que não foram publicadas, muitas delas adotadas há mais de dez anos. Essas medidas entraram em vigor, gerando gastos desnecessários e suspeitas da existência de funcionários fantasmas. Após o início das investigações internas, o Senado Federal passou a publicar esses atos secretos como “boletins suplementares”, inseridos nos respectivos meses a que se referem, com data da época, ou seja, com efeito retroativo, e sem divulgação, como manda a Constituição brasileira. Na relação dos atos secretos aparecem as nomeações da ex-mulher do deputado federal Eliseu Padilha (PMDB-RS), na Advocacia-Geral, e da ex-presidente da Câmara Municipal de Murici, cidade cujo prefeito é filho do hoje líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL). Também transitou secretamente o ato que exonerou um neto do presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), então lotado no gabinete de Epitácio Cafeteira (PTB-MA). Ou seja, embora secreto, não deixou de ser de pleno conhecimento de José Sarney. A exoneração, pelo modo secreto, ocorreu para não dar visibilidade à existência de um parente não-concursado de Sarney nos quadros da instituição no momento em que o Senado se via obrigado a cumprir a Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que veda o nepotismo. Ou seja, José Sarney era um senador nepotista. A casa dos assombros continua revelando mais fantasmas, conforme se abrem as gavetas. Agora também foi descoberto que o Senado Federal estendeu a assistência vitalícia odontológica e psicológica a marido ou mulher de ex-parlamentares. Os boletins secretos revelam também que mais um filho e um irmão do ex-diretor João Carlos Zoghbi (Recursos Humanos) trabalharam no Senado Federal, além dos outros sete parentes já conhecidos. João Fernando Michels Gonçalves Sarney é um jovem de 22 anos que está perto de terminar o curso de administração em uma faculdade particular de Brasília. Apesar da pouca idade e de ainda não ter diploma, ele carregava no currículo, além do sobrenome de peso, um emprego de prestígio. Por um ano e oito meses, João Sarney ocupou formalmente um dos postos mais altos da estrutura funcional do Senado. Foi secretário parlamentar, função que dá direito a salário mensal de R$ 7,6 mil. João Sarney não faz rodeios para contar a história de seu emprego miraculoso: “Sou neto do senador Sarney, meu pai é o Fernando”, disse ele. Referia-se, “naturalmente”, a Fernando José Macieira Sarney, filho mais velho do senador e encarregado de tocar os negócios da família. A mãe de João, Rosângela Terezinha Michels Gonçalves, candidata a Miss Brasília em 1980, é ex-namorada de Fernando. O rapaz foi nomeado assessor do Senado em 1º de fevereiro de 2007. Quem assinou a nomeação foi o atual diretor-geral da casa, Alexandre Gazineo, na época adjunto do então todo-poderoso Agaciel Maia. João deveria trabalhar no gabinete do senador Epitácio Cafeteira, do PTB do Maranhão, terra dos Sarney. Esteve lotado no Senado até 3 de outubro do ano passado, quando um novo ato secreto, também assinado por Gazineo, formalizou sua saída. Não é de estranhar que Gazineo “esteja” diretor na presidência de Sarney. Assim se mantém a corporação legislativa.

CNJ destitui responsáveis por cartórios sem concurso

O Conselho Nacional de Justiça determinou nesta terça-feira a saída de todos os responsáveis por cartórios do País que assumiram o cargo depois da Constituição de 1988 sem fazer concurso público. Pelas estimativas do Conselho Nacional de Justiça, cerca de cinco mil pessoas estão nessa situação. De acordo com informações divulgadas pelo Conselho Nacional de Justiça, inspeções realizadas pela Corregedoria Nacional de Justiça nos serviços extrajudiciais encontraram "graves falhas". "A sociedade brasileira espera há mais de 20 anos por essa medida. Estamos obedecendo a Constituição", afirmou o corregedor nacional de Justiça, Gilson Dipp. Entre os problemas detectados pelas inspeções estão livros em péssimo estado de conservação, atos incorretos, descontrole em relação ao recolhimento de custas, falta de fiscalização sobre o regime de trabalho dos empregados e escrituras sem assinaturas. Para baixar a resolução que determinou a saída dos titulares de cartórios, o Conselho Nacional de Justiça tomou por base decisões do Supremo Tribunal Federal e a Constituição. Segundo o Supremo, as atuais regras constitucionais estabelecem que "a investidura na titularidade de unidade do serviço, cuja vacância tenha ocorrido após a promulgação da Constituição Federal de 1988, depende da realização de concurso público".

FAB e Marinha ampliam área de buscas e procuram por corpos em águas internacionais

A FAB (Força Aérea Brasileira) e a Marinha afirmaram na noite desta terça-feira que irão ampliar as regiões de buscas por corpos de vítimas do Airbus A330 que fazia o vôo 447 da Air France, e que caiu no Atlântico no último dia 31 com 228 pessoas a bordo, para além da área jurisdicional brasileira. Nesta terça-feira foram resgatados mais 17 corpos, elevando para 41 o número de corpos resgatados do oceano. A partir desta quarta-feira as buscas chegarão à costa do Senegal, já que a correnteza está levando os destroços e corpos em direção ao norte. Segundo a Aeronáutica, entretanto, as autoridades senegalesas já foram comunicadas sobre a realização de buscas em sua área jurisdicional no oceano. "Até hoje nenhum corpo foi encontrado nesta área na área jurisdicional do Senegal, mas amanhã isso pode acontecer", afirmou o brigadeiro Ramon Borges Cardoso, diretor do Decea (Departamento de Controle Aéreo. O governo francês solicitou ingresso em águas jurisdicionais brasileiras de dois rebocadores da França, que levarão 40 toneladas de equipamentos para auxílio às buscas. Segundo o Ministério da Defesa o Airbus da Air France caiu a aproximadamente 400 milhas (740 km aproximadamente) do arquipélago de Fernando de Noronha. De acordo com o brigadeiro Cardoso, as áreas de buscas equivalem a distância entre o Rio Grande do Sul e o Estado de São Paulo.

Corpos do Airbus têm DNA e impressões digitais coletados em Fernando de Noronha

A Polícia Federal e o Instituto Médico Legal de Recife recolherão material genético, para exame de DNA, dos corpos das vítimas do Airbus em Fernando de Noronha. Nesta terça-feira 16 corpos foram enviados ao arquipélago. Até agora as equipes da Marinha e Aeronáutica já resgataram do oceano Atlântico 41 corpos. De acordo com as equipes de identificação, estão em Fernando de Noronha três peritos federais, um papiloscopista federal, um médico legista de Pernambuco e um auxiliar de necropsia. Inicialmente são realizadas a inspeção visual, coleta do material genético, de impressões digitais e a catalogação dos corpos, vestimentas e objetos resgatados juntos a cada vítima. Somente após essa primeira análise, os corpos serão encaminhados para o IML, em Recife, onde serão feitos os exames médicos legais. Os exames de DNA, quando houver necessidade, serão realizados no laboratório da Polícia Federal, em Brasília.

Câmara aprova MP que autoriza municípios a renegociarem dívidas com INSS

Os deputados federais aprovaram nesta terça-feira a MP (medida provisória) que permite o financiamento de débitos das prefeituras com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Com a medida, as prefeituras terão até 20 anos para pagar suas dívidas. O benefício vale também para as autarquias e fundações municipais. A matéria será enviada a sanção presidencial. Nesta terça-feira os deputados concluíram a votação da proposta ao aprovar dez das doze emendas do Senado ao texto da Câmara. A principal mudança feita pela relatora, deputada federal Rose de Freitas (PMDB-ES), foi a aplicação da TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) para corrigir a dívida, em vez da taxa Selic, defendida pelo governo Lula. Como a referência à TJLP fica isoladamente em um parágrafo, isso permitirá ao presidente da República vetar esse item, se quiser, sem prejudicar as regras gerais do parcelamento.

Justiça dos Estados Unidos autoriza venda da Chrysler à Fiat

A Suprema Corte dos Estados Unidos autorizou nesta terça-feira a venda da Chrysler para a italiana Fiat, eliminando o último obstáculo à reestruturação da montadora norte-americana. Na segunda-feira, o mesmo tribunal havia decidido suspender a venda, atendendo a recurso apresentado no domingo por fundos de pensão credores da montadora norte-americana. O pedido para que a Suprema Corte suspendesse o processo ocorreu depois que, na última sexta-feira, o Tribunal Federal de Apelação de Nova York aprovou a autorização judicial concedida à Chrysler para que o grupo automobilístico, que pediu concordata em 30 de abril, venda a maior parte de seus ativos a um grupo liderado pela italiana Fiat. A apelação de emergência perante a Suprema Corte para bloquear o processo partiu de três fundos de pensão do Estado de Indiana. Eles são contrários à venda da Chrysler para o grupo italiano, e possuem cerca de US$ 42 milhões dos US$ 6,9 bilhões em dívida segurada da Chrysler.

CNJ e União fazem acordo para agilizar a tramitação de dois milhões de processos

O Conselho Nacional de Justiça assinou nesta terça-feira acordos com órgãos do Poder Judiciário com o objetivo de acelerar o julgamento das ações que tramitam na Justiça. Órgãos como Advocacia Geral da União, Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça se comprometeram em trocar informações e dados sobre as ações para dar maior rapidez à tramitação dos processos. A AGU, por exemplo, vai passar a não recorrer de decisões sobre as quais já há entendimento prévio de outras instâncias do Judiciário. Com as mudanças, o advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, acredita na conclusão da análise de dois milhões de processos que tramitam no Poder Judiciário. O presidente do STF e CNJ, ministro Gilmar Mendes, disse que os acordos vão permitir que o Judiciário alcance sua meta de reduzir o tempo de julgamento dos processos.

Província argentina bloqueia contas da Petrobras

O governo da província argentina de Santa Fé bloqueou as contas bancárias da Petrobras Energia S.A. na Argentina acusando a empresa de não pagar dívidas tributárias com a administração local no valor de 8,5 milhões de pesos (cerca de R$ 4,4 milhões), entre 2003 e 2009. A medida foi autorizada pela Justiça provincial, atendendo a pedido da Subsecretaria de Ingressos Públicos ligada à Secretaria de Economia do governo de Santa Fé. A medida foi confirmada pelo governador Hermes Binner e pelo administrador provincial de Impostos, Nicolas Ruejas. "A Petrobras foi notificada, mas ainda não respondeu à nossa iniciativa. As dívidas tributárias atrasadas com a província vão de 2003 até hoje", disse Ruejas. A determinação do embargo foi feita na última sexta-feira, segundo a subsecretária de Ingressos Públicos, Teresa Beren, mas somente nesta terça o caso foi divulgado.

Romance de escritor argelino retrata nazismo no mundo árabe

Na maioria dos países árabes, não houve um debate crítico aberto sobre o nazismo e o Holocausto. Em seu livro "O vilarejo do alemão", o autor argelino Boualem Sansal alia o fato ao estabelecimento do islamismo radical. Ocasionalmente, alemães em viagem pelo Cairo ou por Damasco são cumprimentados pelo fato de terem tido Adolf Hitler, enquanto é negado o assassinato de milhões de judeus e não judeus. Na maioria dos casos, atrás dessas declarações não se encontra má intenção, mas insegurança e desconhecimento. Até o momento, somente poucos intelectuais árabes ousaram tratar abertamente desse tema que se tornou um tabu. Entre esses intelectuais está o romancista argelino Boualem Sansal, que traz uma mensagem bem clara em seu último romance “Le Village de l'Allemand” (O vilarejo do alemão, 2008). Para Sansal, a falta de discussão, nos países árabes, sobre o Holocausto e sobre o totalitarismo do século 20, ajudou àqueles que querem instaurar um regime totalitário: os islamitas radicais. Até agora, seu livro não pode ser vendido na Argélia. O personagem principal do romance é um nazista alemão chamado Hans Schiller, que teve participação nos assassinatos em massa de Auschwitz e que, através de caminhos tortuosos, acabou entrando no Exército de Libertação Nacional da Argélia após 1945. Como criminoso de guerra internacionalmente procurado, Schiller se estabeleceu e constituiu família na Argélia. Seus dois filhos, que nada sabiam sobre o passado do pai, foram enviados cedo para a França. Somente quando o velho nazista e sua esposa argelina morrem em um atentado terrorista na Argélia, nos anos de 1990, a verdade vem lentamente à tona. O romance trata de mitos primordiais e de tabus enraizados na sociedade argelina. A imagem ideal de um Exército de Libertação Nacional (ELN) esquerdista, antifascista e íntegro não deve, na medida do possível, ser manchada. Está claro que também nas fileiras do ELN houve mortes e torturas. Em casos isolados, foram recrutados antigos nazistas para missões especiais ou como instrutores, caso não houvesse outros à disposição. Um debate aberto sobre o lado obscuro do passado não foi, até agora, desejado, criticou Boualem Sansal. Desta história faz também o fato de, na Argélia, nazistas terem lutado na Legião Estrangeira ao lado da França, contra os argelinos.

Deputado quer convencer PMDB a apoiar oficialmente proposta do 3º mandato

O deputado Jackson Barreto (PMDB-SE), autor da PEC (proposta de emenda constitucional) que abre espaço para o terceiro mandato do presidente Lula, vai tentar conquistar o aval oficial do PMDB ao texto. Barreto promete procurar o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), para convencê-lo a costurar um acordo com outros líderes partidários da Casa na tentativa de acelerar a tramitação da proposta. Jackson Barreto afirma que, apesar de Alves ter declarado publicamente que é contrario à PEC, essa é uma "vontade" da maioria do partido. Dos 89 deputados do PMDB, 52 assinaram o requerimento defendendo a tramitação da PEC.

Preço da energia de Belo Monte deve ficar abaixo de Jirau

O secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura Filho, disse nesta terça-feira que o preço da energia gerada pela usina de Belo Monte (PA) deverá ficar abaixo dos R$ 71,40/ MWh cobrado em Jirau, no rio Madeira (RO). A hidrelétrica de Belo Monte deverá ir a leilão no dia 30 de setembro e ganhará o direito de construir a usina a empresa que cobrar o menor preço pela energia. "É uma usina extremamente favorável, já tem a linha de transmissão de energia pronta, tem uma estrutura local que facilitará a construção, tem muita água", afirmou. A usina de Jirau foi leiloada em maio do ano passado com deságio de 21,54% em relação ao preço-teto.

BNDES aprova crédito de R$ 2,15 bilhões para investimento ferroviário

O BNDES aprovou financiamento de R$ 2,15 bilhões para a ALL (América Latina Logística). Os recursos serão aplicados no plano de investimentos da companhia que engloba o período 2009-2012. O plano prevê a ampliação da capacidade das ferrovias da ALL, que permitirão atender a indústrias e escoar a produção nas regiões atendidas pela companhia. Estão previstas a aquisição de 143 locomotivas e reforma e recuperação de outras 88 unidades. O plano contempla também a aquisição, recuperação e reestruturação de 11 mil vagões. O apoio do BNDES corresponde a aproximadamente 73% do investimento financiável, que inclui melhoramentos na via permanente, aquisição de material rodante e de equipamentos, instalação de sistema de informática e de segurança nas operadoras ferroviárias Malha Sul, Malha Paulista, Malha Oeste e Malha Norte.

Polícia paulista é atacada pelos fascistinhas da USP

Fascistas de esquerda, estudantes de grupelhos marxistas e professores petistas da USP (Universidade de São Paulo), tentaram nesta terça-feira bloquear o campus na cidade universitária, em São Paulo, e a polícia militar precisou entrar em ação para que os fascistinhas não paralisassem a instituição. Por volta das 17h50 desta terça-feira os policiais tiveram de jogar mais bombas de efeito moral contra os fascistinhas, que bloqueavam o acesso à universidade. Os fascistas esquerdopatas lançaram pedras e paus contra os policiais militares, que foram obrigados a reagir. Os policiais militares se encontram no campus em função de ordem judicial para tirar os desocupados fascistas de dentro da universidade, para que ela possa funcionar normalmente.

Lula diz que ficou "triste" com retração da economia no primeiro trimestre

O presidente Lula disse nesta terça-feira, em cerimônia no Palácio do Buriti, que ficou "triste" com o dado sobre a recessão da economia brasileira, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). "Fiquei triste porque a gente vinha em um crescimento tão extraordinário antes da crise econômica que atingiu o País no ano passado. O PIB decaiu mais do que eu queria, mas menos do que foi anunciado pelos especialistas", afirmou o presidente. "Continuo acreditando que seremos os últimos a entrar e os primeiros a sair da crise", disse ele.

Dilma Rousseff desaparece e Lula libera verba para cidades com enchentes

O presidente Lula lançou nesta terça-feira, em Brasília, o "PAC Drenagem", e iniciou o evento justificando a ausência da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que "ficou em casa descansando". É a segunda vez que a ministra Dilma Rousseff apresenta problemas após uma sessão de quimioterapia. O "PAC Drenagem", apresentado em cerimônia no Palácio do Buriti, pretende destinar R$ 4,7 bilhões para cidades atingidas por inundações. Na presença de prefeitos e governadores de vários partidos, o presidente afirmou que o "programa não tem coloração eleitoral, partidária, ideológica". Segundo Lula, o País vive um momento "nervoso" ao entrar em ano pré-eleitoral. "Não vamos deixar que isso prejudique o relacionamento entre os entes federados que construímos nesses anos", afirmou ele.

Receita Videversus – a chef de cuisine Simone Nejar ensinar a fazer um frango xadrez


A sugestão de hoje é deliciosamente fácil de fazer e eu conheço poucas pessoas que não gostem de frango xadrez. Este prato já faz parte do acervo culinário brasileiro, e nada tem a ver com alguns pratos típicos recentemente oferecidos aos nossos atletas nas Olimpíadas de Pequim, como, por exemplo, pulmões de cabra com pimentões, cobras no espeto, cachorros em bifes, gafanhotos fritos e outras especialidades que certamente contribuíram para a perda de peso dos estrangeiros em visita à China. É nessas horas que um Mac Donalds tem o seu valor. Bem, como eu nunca tive o prazer de experimentar um escorpião assado, não vou opinar sobre o gosto. Vou respeitar quem aprecia, mas, na minha cozinha, não entram aracnídeos. Por hora, vou deixar a receita do frango xadrez, com ingredientes usualmente empregados na nossa Terra brasilis. Vamos precisar de um quilo de filé de peito de frango cortado em cubos, um pimentão verde, um pimentão amarelo e um pimentão vermelho cortados em cubos, uma cebola bem grande também em cubos, um vidro pequeno de molho de soja, uma clara de ovo, óleo, um punhado de amendoim torrado e uma colher de sopa cheia de amido de milho. Numa tigela misturamos o frango, a clara de ovo, o amido de milho e um terço do molho de soja, deixando tomar gosto. Aquecemos uma wok ou uma panela comum e enchemos o fundo de óleo. Fritamos aí o frango até ficar cozido. É importante não usar sal porque o molho de soja costuma ser muito salgado. Colocamos o resto do molho e deixamos apurar. Por último, colocamos os pimentões e as cebolas, mas não deixamos cozinhar muito, para que não murchem. Juntamos os amendoins por último (há quem prefira castanha de caju) e revisamos o sal. Se necessário, podemos engrossar o molho com um pouquinho de amido de milho dissolvido em água fria. O melhor acompanhamento é arroz branco.

Promotoria exige cronograma para troca de sensores de aviões da Airbus no Brasil

O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro instaurou nesta terça-feira um inquérito para que a Air France e TAM criem um cronograma para a troca dos sensores de velocidades de suas aeronaves. Uma falha nos sensores de velocidade do Airbus-A330 da Air France é apontada como uma das possíveis causas da tragédia com o vôo 447, que caiu no Atlântico com 228 pessoas a bordo ao fazer o trajeto Rio-Paris. Em sua decisão, o promotor Rodrigo Terra, da 2ª Promotoria de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Capital, pede que as empresas troquem o equipamento em até seis meses, sob pena de serem impedidas de voar.

Governo vai entrar com 75 ações contra maiores desmatadores de Mato Grosso

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, informou nesta terça-feira que o governo vai ajuizar 75 novas ações contra desmatadores da floresta Amazônica no Mato Grosso. A lista envolve pessoas físicas e madeireiras da região. Eles foram responsáveis pela destruição de 800 quilômetros quadrados da floresta, o equivalente a 80 mil campos de futebol, além do transporte ilegal de 3.000 caminhões de madeiras. Minc negou que a escolha de Mato Grosso seja uma perseguição ao governador do Estado, Blairo Maggi (PR), com quem já protagonizou vários embates sobre desmatamento. Segundo o ministro, Mato Grosso é o segundo Estado com o maior número de flagrantes de desmatamento, perdendo apenas para o Pará. Das 75 ações, mais da metade (45) dos processos foi aberta em Cuiabá. O maior caso identificado é de uma fazendeira do município de Vila Bela da Santíssima Trindade, que desmatou 16 mil hectares.

OMS reconhece que pandemia de gripe suína é iminente

A OMS (Organização Mundial da Saúde) reconheceu nesta terça-feira que a declaração de uma pandemia de gripe suína é iminente e que não foi feita ainda para que o mundo seja preparado para entender corretamente esse passo. "Sabemos que o vírus continua se espalhando pelo mundo, e que a atividade dele está aumentando em diferentes países. Estamos cada vez mais perto de uma situação pandêmica, mas a OMS está trabalhando duramente para preparar os países, as pessoas", disse o diretor-geral adjunto da OMS, Keiji Fukuda. "Se declararmos a fase seis de pandemia, isso significa que o vírus está se espalhando e que há contágios estabelecidos em países de diversas regiões", afirmou. Atualmente, o alerta de pandemia está no nível cinco, o segundo mais alto. Mas o número dois da OMS esclareceu que "isso não significa que o vírus tenha se tornado mais grave, que a doença seja mais severa ou que tenha aumentado a taxa de mortalidade". Segundo o último balanço divulgado pela OMS na segunda-feira, ao menos 25.288 pessoas, de 73 países, já contraíram gripe suína. Em 139 casos, os pacientes morreram.

Governo Lula confirma mais dois casos de gripe suína e o total de casos no Brasil sobe para 40

Mais dois casos de gripe suína foram registrados no Brasil, informou o Ministério da Saúde nesta terça-feira. Com isso, sobem para 40 os casos confirmados no País. De acordo com o Ministério da Saúde, os novos casos foram confirmados em Santa Catarina e no Distrito Federal. Os pacientes foram infectados durante viagem ao Exterior, estão em isolamento domiciliar e passam bem. Com os novos registros, Santa Catarina tem seis casos confirmados e o Distrito Federal, um. Também há casos em São Paulo (17), Rio de Janeiro (9), Tocantins (3), Mato Grosso (2), Minas Gerais (1) e Rio Grande do Sul (1). Nove dos casos foram contraídos dentro do país (autóctone). O ministério acompanha outros 49 casos suspeitos, em 13 Estados e no Distrito Federal.

Ex-deputado envolvido em acidente que matou dois jovens no Paraná deixa hospital

O ex-deputado estadual Fernando Carli Filho (PSB-PR), que promoveu um desastre que resultou em duas mortes no início de maio, em Curitiba (PR), recebeu alta após cerca de um mês de internação no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Ele deixou o hospital no último sábado. Em seu período internado, Carli Filho passou por uma cirurgia para correção de fraturas na face e crânio. No último dia 29 ele renunciou ao mandato de deputado estadual. O acidente ocorreu na madrugada do dia 7 de maio, quando o carro guiado pelo ex-deputado, um Volkswagen Passat, acertou a traseira do Honda Fit com os dois jovens, no bairro Mossunguê, em Curitiba. Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, morreram na hora. O deputado estava com a carteira de habilitação suspensa porque excedia o total de pontos permitidos. Totalizava 130 pontos, enquanto o máximo permitido é de 20, e tinha 30 multas, desde 2003. Destas, 23 eram por exceder limites de velocidade. O carro do deputado, depois de abalroar pela traseira o carro dos rapazes, passou por cima do Honda Fit, como se fosse um abridor de latas, e decapitou um dos jovens. O ex-deputado estava completamente embriagado, quase em estado de coma etílica.

Governistas boicotam CPI das ONGs

O presidente da CPI das ONGs do Senado Federal, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), rejeitou nesta terça-feira o pedido da base aliada para reconduzir o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) à relatoria da comissão. Com a negativa de Heráclito Fortes, senadores da base aliada do governo Lula se retiraram da sessão da CPI e prometem obstruir indefinidamente os trabalhos da comissão. Como os governistas são maioria na CPI, eles prometem esvaziar todas as sessões para impedir que o novo relator, senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), consiga aprovar requerimentos ou dar continuidade às investigações. Os governistas alegam que Heráclito quebrou um acordo firmado com a base aliada ao designar um senador da oposição para a relatoria.

TCU aponta falta de fiscalização em 38 mil convênios fechados pelo governo federal

A auditoria realizada pelo Tribunal de Constas da União nas contas do governo Lula de 2008 aponta que 38 mil convênios, que envolvem R$ 13 bilhões, deixaram de ser monitorados pelo governo. Os contratos foram autorizados e os recursos liberados, mas o governo não conseguiu comprovar ao Tribunal de Contas se as ações previstas foram executadas. Os convênios que deixaram de ser acompanhados fazem parte de programas como o Bolsa Família e o ProUni (Programa Universidade para Todos). Segundo o relator do processo, ministro Augusto Nardes, a falta de controle preocupa. "Houve um aumento em um ano para 38 mil processos sem exame por parte do governo. Foram liberados os recursos, mas não foram feitos os devidos acompanhamentos. Para o relator, é importante o governo elaborar um plano de ação para fortalecer os sistemas de planejamento, avaliação, monitoramento e controle da administração pública para evitar gastos excessivos. "Nos Jogos Panamericanos, por exemplo, o gasto da União foi 18 vezes maior que o previsto", disse ele.

DEM pede pressa ao Supremo em julgamento de ações sobre transposição do rio São Francisco

A senadora Maria do Carmo (DEM-SE) e o ex-governador de Sergipe, João Alves Filho (DEM), pediram pressa ao Supremo Tribunal Federal para que os processos que tratam da transposição do rio São Francisco entrem na pauta de julgamentos do tribunal. "Viemos fazer um apelo para que sejam julgadas as 14 ações que tramitam no Supremo, algumas há mais de seis anos, porque a nosso ver o projeto tem erros constitucionais gravíssimos", disse Alves Filho. Como alternativa, eles pedem a realização de uma audiência pública para tratar do tema e para reunir informações de ambientalistas com o objetivo de embasar o julgamento. O projeto de transposição é questionado no Supremo pelo Ministério Público Federal.

Bônus do FMI são investimento seguro para China

Os bônus do FMI são um investimento seguro, afirmou nesta terça-feira o diretor-geral da instituição, Dominique Strauss-Kahn, depois que a China anunciou a intenção de comprar US$ 50 bilhões desses papéis. "Estes novos bônus são outro instrumento de investimento seguro e com um rendimento razoável para os países-membros", destacou Strauss-Kahn em um comunicado, declarando-se "agradecido às autoridades chinesas" por seu "forte apoio ao sistema econômico e financeiro internacional". A China é o segundo país, depois da Rússia, a oficializar seu interesse em contribuir para o refinanciamento do FMI. Durante a última reunião do G20 (grupo que reúne representantes de países ricos e dos principais emergentes), em abril, os governos chegaram a um consenso sobre medidas para combater a crise. A principal das medidas anunciadas foi a reserva de fundos da ordem de US$ 1 trilhão ao FMI, além de US$ 100 bilhões adicionais para socorrer as economias emergentes.

Trip Linhas Aéreas já opera com avião da Embraer

Um avião Embraer 175 decolou de São José dos Campos, no final da tarde de segunda-feira, rumo ao aeroporto de Viracopos, em Campinas. O avião, que pertence à Trip Linhas Aéreas, é um dos cinco que foram encomendados à Embraer no ano passado, visando a estratégia de intensificação dos vôos regionais da companhia. A Trip oferece vôos partindo do aeroporto de São José dos Campos para 17 destinos diferentes, em jatos com capacidade de passageiros reduzida, em comparação com aeronaves normais. A estratégia permite a cobrança de tarifas menores. No caso das aeronaves Embraer 175 configuradas para a Trip, elas possuem capacidade para 86 passageiros e autonomia de vôo para percorrer 3,7 mil quilômetros sem escalas. O contrato assinado entre a Embraer e a Trip para a comercialização dos cinco jatos é de R$ 167,5 milhões. A Trip opera em 65 cidades, atendendo a demanda com 21 aeronaves e deve investir US$ 30 milhões em infra-estrutura, até fevereiro do próximo ano.