quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Greve fracassa e aulas não são interrompidas na Ulbra em Canoas

Depois do anúncio de greve dos professores do campus da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) em Canoas, na segunda-feira, feito pelo Sindicato dos Professores de Escolas Particulares, em uma assembléia fantasma, que contou com presença irrisória de profissionais, o petista sindicato Sinpro foi desmoralizado, na noite desta terça-feira, por uma pequeníssima margem de professores em greve, inferior a 10%. Mesmo os professores que faltaram às aulas foram substituídos por outros escalados pela instituição, e todos os alunos tiveram aulas regulares. A Ulbra informou que a regularização dos pagamentos dos salários atrasados de setembro e de outubro deve ser feita na quinta e sexta-feira. A folha de pagamento mensal da universidade no País alcança R$ 16 milhões. No Rio Grande do Sul a Ulbra tem mais de 40 mil alunos.

Yeda Crusius dá passo histórico para resolver problema da educação no Rio Grande do Sul

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), encaminhou à Assembléia Legislativa, na tarde desta terça-feira, o projeto de lei que fixa o piso salarial profissional do magistério público do Estado. Pela proposta, o novo valor passa a R$ 950,00 para jornada de 40 horas semanais. Ou seja, nenhum professor poderá receber abaixo de R$ 950,00. A idéia deste valor é do governo Lula, mas ele queria impor esse piso de maneira completamente lesiva para os Estados. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o Cepers (sindicato dos professores) queria transformar o piso de Lula em salário básico. Ora, isso provocaria uma avalanche de aumento na folha de pagamento do magistério gaúcho. Ocorre que o malfadado Plano de Carreira do magistério está distribuído em seis níveis verticais e seis classes, em cada nível. O nível inicial da carreira, o mais baixo, corresponde ao básico, e tem apenas cerca de 25% das matrículas de professores do Estado. Há uma concentração de cerca de 75% das matrículas de professores nos níveis 5 e 6. O complicador é que, entre cada nível, há um multiplicador de 0,2%. Assim, no Nível 6, a remuneração básica é exatamente o dobro da do Nível 1. Resumindo, o famigerado Plano de Carreira, instituído pela ditadura militar, e sacralizado pelo sindicato petista Cepers, é responsável há 30 anos pela destruição da educação pública no Rio Grande do Sul. O projeto enviado pela governadora Yeda Crusius à Assembléia Legislativa tem a possibilidade de abrir caminho para a derrubada final desse fóssil chamado Plano de Carreira, veneno puro para a educação gaúcha. Com a sua derrubada será possível, finalmente, se colocar em prática em plano que efetivamente afira os ganhos da educação e que remunere adequadamente os professores, sem comprometer o futuro de todos os contribuintes gaúchos. É por isso que os fascistas do Cepers já estão se preparando para a greve. Os gaúchos devem entender que não é mais possível suportar este sindicato e suas greves que liquidam com o futuro do Rio Grande do Sul há 30 anos.

Nação colorada resolve entregar os rumos da sua vida aos associados

Há uma grande novidade no setor esportivo no Rio Grande do Sul, verdadeiramente histórica. Na noite de segunda-feira, os cardeais do clube (conselheiros) compareceram a uma eleição para presidente do Internacional. Disputava a eleição o atual presidente, o empresário Vitorio Piffero, que quer se reeleger. Em oposição a ele apresentou-se Claudio Bier, que defendia a tese de que o presidente, no ano do centenário do clube, deve ser eleito pela torcida. Pois bem, Claudio Bier conquistou 88 votos. Ele conseguiu apenas dois votos além do necessário para jogar a eleição para um segundo turno, no qual terão condições de votar pelo menos 27 mil dos 80 mil sócios do Internacional. O atual presidente Vitorio Piffero, que conquistou 209 votos, e queria resolver tudo no primeiro turno, apenas entre a elite do clube (os conselheiros), agora está diante do inusitado: a torcida do Internacional, que torce o nariz para ele, porque, apesar dos enormes investimentos em compra de passes de jogadores, o time teve um desempenho pífio este ano, terminando o Campeonato Nacional com quase 20 pontos abaixo do Grêmio, seu tradicional adversário. Agora o Internacional terá mesmo uma eleição digna da Nação Colorada. E isso é uma lição que aplicará no seu rival Grêmio, até hoje um clube profundamente elitista, que mantém a torcida bem afastada dos negócios do clube.

Lilian e Universindo em Porto Alegre, hoje, 30 anos depois do seqüestro na Rua Botafogo

Acontecerá hoje, às 20 horas, no Auditório da OAB, na Rua dos Andradas, 1261, 9º andar, o ato de homenagem e desagravo aos seqüestrados uruguaios Lilian Celiberti e Universindo Dias. Eles foram seqüestrados por membros da repressão uruguaia em Porto Alegre, contando com a participação efetiva de membros da repressão política brasileira, especialmente agentes do Dops (Departamento de Ordem Política e Social da Polícia Civil). O sequestro dos dois foi denunciado pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos, comandado por Jair Krisckhe. Desde essa época ele já denunciava que havia uma organização internacional de repressores em atividade no Cone Sul, a chamada Operação Condor. Lilian Celiberti estará em Porto Alegre acompanhada por sua filha Francesca, que também foi seqüestrada na famigerada e infame operação de 1978. Hoje, Lilian Celiberti já uma avó, que ainda trará a Porto Alegre seu neto Luan. Universindo Dias também trará seu filho Carlos Ivan Rodrgiuez Trias. Na mesma solenidade no auditório da OAB será homenageado o advogado Omar Ferri, que teve uma atuação desassombrada em plena ditadura militar, ao denunciar o crime e lutar junto com o Movimento de Justiça e Direitos Humanos para responsabilizar criminalmente os seus autores. Marcando o fato que abalou a ditadura brasileira, serão entregues aos homenageados esculturas e placas com a inscrição "Por La Libertad y Por La Democracia!". Logo após o ato, será exibido o documentário "Cone Sul", com 29 minutos de projeção, de João Guilherme Barone e Enio Staub.

Jorge Gerdau critica atuação de governos durante a crise

O presidente do conselho do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, criticou nesta terça-feira a atitude dos governos federal, estadual e municipal no Brasil durante a crise econômica internacional, durante palestra no seminário "Atitudes positivas para enfrentar a crise", em São Paulo (SP). Disse ele: “Não consigo entender o que acontece no governo. O setor privado tem feito um esforço muito grande hoje, tem gente até perdendo emprego. Enquanto isso, no governo existe até greve fazendo pressão”. A apresentação de Gerdau abriu o primeiro painel do evento, que é realizado pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide) e pela Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP), do qual também participou o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Em sua palestra, o presidente do Grupo Gerdau citou como exemplo o fato do PIB brasileiro ser formado 40% pelo setor público e 60% pela área privada e, mesmo assim, existir uma diferença tão acentuada de gestão entre as duas esferas num momento de crise mundial como este. “Não posso aceitar isso. A crise energética, por exemplo, foi causada por falta de governança. Temos que atacar este tema com conceitos modernos de gestão”, afirmou ele. Para Jorge Gerdau Johannpeter há apenas uma exceção na administração pública brasileira: o governo estadual do Espírito Santo: “Eles baixaram um pacote de medidas preparando-se para a crise. O que não pode é o setor privado agir de um jeito e o governo de outro”.

Eletrobrás reverte prejuízo e lucra R$ 2,1 bi no terceiro trimestre

A estatal de energia Eletrobrás informou um lucro líquido de R$ 2,113 bilhões no terceiro trimestre de 2008, revertendo o prejuízo de R$ 174,1 milhões registrado no mesmo período do ano passado. No acumulado do ano segundo o balanço divulgado nesta terça-feira, a holding federal registrou lucro líquido de R$ 3,098 bilhões, ante prejuízo de R$ 91,3 milhões no mesmo período de 2007. A companhia informou que a desvalorização do real em relação ao dólar impulsionou o resultado, uma vez que a empresa possui US$ 7,2 bilhões de recebíveis indexados à moeda norte-americana. Por conta disso, foi gerada uma receita cambial de R$ 2,569 bilhões, frente perda de R$ 608,5 milhões no mesmo período do ano passado.

Petróleo cai e volta a valer menos de US$ 60,00 em Nova York

O preço do barril do petróleo cru caiu 4,9% nesta terça-feira, atingindo US$ 59,33 e fechando abaixo dos US$ 60,00 em Nova York pela primeira vez em 20 meses. Os contratos do petróleo cru com vencimento em dezembro perderam na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York) o valor que tinham ganho nos dois últimos pregões, para fechar a US$ 59,33 por barril, frente à cotação de US$ 62,41 de segunda-feira. Em Londres, o barril do petróleo Brent (de referência na Europa) recuou 6,09% no mercado futuro e fechou a US$ 55,71, pelo temor dos investidores de que a desaceleração econômica provoque uma queda da demanda. Segundo os analistas, a queda do preço responde ao medo dos investidores de que a economia mundial continue desacelerando e que os Estados Unidos, maiores consumidores de petróleo, entrem em recessão.

Michel Temer tenta descolar eleições da Câmara da disputa entre PT e PMDB no Senado

Com o nome já lançado para a presidência da Câmara dos Deputados, o deputado federal Michel Temer (PMDB-SP) atua para ficar distante do impasse que envolve o PMDB e o PT no Senado Federal. Temer afirmou que as eleições para os comandos da Câmara e do Senado ocorrem de forma "autônoma" e que há uma "dinâmica própria" envolvendo as negociações entre os senadores, o que afastaria suas influências. "A dinâmica do Senado é diferente da Câmara, lá são acordos quase individuais. Os senadores conversam entre si, o que é preciso é compor as coisas no Senado de tal modo que haja uma tranqüilidade lá, como eu tento compor aqui na Câmara", disse Temer.

Lucro da Petrobras quase dobra no terceiro trimestre e alcança R$ 10,852 bilhões

A Petrobras anunciou nesta terça-feira que obteve lucro líquido recorde de R$ 10,852 bilhões no terceiro trimestre de 2008, o que representa uma alta de 96% sobre o mesmo período do ano passado. "Esse resultado é conseqüência, principalmente, do aumento da produção, da elevação dos preços médios de realização dos derivados no mercado interno e das exportações e do ganho cambial decorrente da depreciação do real sobre os ativos líquidos expostos à variação cambial no valor de R$ 3,478 bilhões", informou a empresa. No acumulado do ano, o lucro também bateu recorde ao atingir R$ 26,56 bilhões, com alta de 61% sobre o mesmo período de 2007. "O resultado foi fruto da maior produção, volume de vendas. Os preços ajudaram e houve auxílio do câmbio, que impactou positivamente o resultado", disse o diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa. No acumulado do ano até setembro, a Petrobras ganhou R$ 641 milhões em função da depreciação do real frente ao dólar. No mesmo período do ano passado, a estatal havia perdido R$ 3,2 bilhões. O preço médio do barril pela Petrobras, nos nove primeiros meses deste ano, foi de US$ 104,62, em média. No ano passado, havia sido de US$ 76,94. "No campo operacional, a produção de petróleo cresceu 2% em relação ao período anterior e em setembro, atingimos o recorde de produção mensal no Brasil, de 1.897.000 barris por dia. Também registramos crescimento de 2% no volume vendido no mercado interno no trimestre, com destaque para o diesel, gasolina e óleo combustível", disse o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli. A receita líquida da empresa atingiu R$ 67,46 bilhões no terceiro trimestre, com alta de 52% sobre igual intervalo de 2007.

Lula convoca ministros do PMDB para encerrar impasse por presidência do Senado Federal

O presidente Lula "convocou" os seis ministros peemedebistas para ajudarem a encerrar o impasse que envolve o PMDB e o PT na disputa pela presidência do Senado Federal. A conversa ocorrerá na próxima semana, assim que Lula voltar das viagens ao Exterior. "Há uma reunião combinada com os ministros do PMDB para discutir as questões aqui do Senado", afirmou o ministro José Múcio Monteiro (Relações Institucionais): "Nós precisamos fazer algumas ponderações sobre o equilíbrio político. Precisamos estabelecer um equilíbrio para que continue cooperando e ajudando no programa de governo”. Já foram chamados para a conversa os ministros Nelson Jobim (Defesa), Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), José Gomes Temporão (Saúde), Reinhold Stephanes (Agricultura) e Edison Lobão (Minas e Energia).

General Félix pede acompanhamento da Abin para dados apreendidos pela Polícia Federal

O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República), general Jorge Félix, divulgou nota à imprensa nesta terça-feira em que afirma ter solicitado ao Ministério da Justiça que os documentos da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) apreendidos pela Polícia Federal durante a Operação Satiagrahana sejam acompanhados por funcionários da agência. Segundo a nota, o GSI relatou preocupação com relação ao sigilo dos dados existentes no material apreendido, destacando que a Abin detém informações "sensíveis do Estado Brasileiro". A nota também afirma que o ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, concordou com o acompanhamento, assegurando que os computadores ainda estão lacrados. Segundo o GSI, o ministro também garantiu que só serão processadas as informações diretamente relacionadas com o inquérito da operação.

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei mais rigoroso contra pedofilia na internet

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira o projeto de lei que estabelece punições mais rigorosas contra a pornografia infantil e crimes de abuso sexual envolvendo crianças e adolescentes na internet. A proposta já havia passado pelo Senado Federal e segue agora para a sanção do presidente da República. Por pressão dos provedores, os deputados federais incluíram uma emenda de redação que determina a notificação oficial dos sites com material pornográfico para que retirem o conteúdo do ar. Atualmente, os provedores podiam ser notificados por qualquer usuário que encontrasse indícios de pornografia infantil e crimes de abuso sexual. O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS), relator da proposta, disse que o projeto iguala o Brasil aos países com legislações rigorosas contra crimes de pedofilia e pornografia infantil na internet.

Lula e Berlusconi vão propor economia menos especulativa ao G20

O presidente Lula e o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, anunciaram nesta terça-feira que vão propor a criação de uma economia baseada mais na produção e menos na especulação, durante a reunião do G20 (grupo integrado por países desenvolvidos e emergentes) no próximo sábado, em Washington. Em Roma, Lula e Berlusconi informaram haver "sintonia" entre ambos os governos sobre a reunião do G20, na qual se buscará uma saída para a atual crise financeira mundial. O presidente brasileiro declarou-se otimista sobre a cúpula, apesar de indicar que não se devem esperar soluções imediatas, já que a reunião "será o começo de um longo caminho". E Lula dizia que tudo não passava de uma “marolinha”.

Exportações de carne crescem 22% e devem atingir US$ 5,7 bilhões no ano

As exportações de carne bovina somaram receita cambial de US$ 4,6 bilhões de janeiro a outubro deste ano, representando alta de 22% em relação ao mesmo período de 2007, segundo dados da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne). A entidade estima que, no ano, as receitas devem somar US$ 5,7 bilhões. Em relação ao volume embarcado, houve uma queda de 13% no acumulado deste ano em relação ao ano passado. O preço médio cresceu 44,23% na mesma comparação. No mês de outubro, o crescimento da receita cambial foi de 33,8% na comparação com o mesmo mês de 2007. Com relação ao volume, houve uma queda de 7,2% em relação a outubro do ano passado. O presidente da Abiec, Roberto Giannetti da Fonseca, se mostrou otimista com relação ao desempenho do setor em 2009. "Fazer previsões do que vai ocorrer no ano que vem depois da crise financeira instalada no mundo é muito arriscado, mas no setor de carne há sinais de boas notícias em 2009", afirmou. "A Europa está sentindo falta da nossa carne. Nossa expectativa é a de que o comércio de carne bovina com a Europa se normalize no ano que vem", completou ele.

Ibama dará licença para usina de Jirau ser construída em novo local

O Ibama deverá conceder nesta quarta-feira uma licença preliminar para a construção da usina hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira (RO), a nove quilômetros do local previsto originalmente, no processo de licitação. A mudança no lugar de construção da usina foi pedida pelo consórcio que venceu o leilão de Jirau em maio, o Energia Sustentável do Brasil, liderado pela francesa Suez. A licença que será concedida nesta quarta-feira é apenas para as obras preliminares, o canteiro de obras e as ensecadeiras (barreiras de terra e cascalho que desviam o leito do rio no local em que a usina será construída).

Governo Lula adia votação de reforma tributária para discutir relatório com Estados do Sudeste

O governo Lula desistiu de colocar em votação nesta semana o relatório do deputado federal Sandro Mabel (PR-GO) sobre a reforma tributária na comissão especial que discute o tema, na Câmara dos Deputados. O presidente da comissão, deputado federal Antônio Palocci (PT-SP), atendeu aos apelos da oposição para permitir maior discussão em torno do texto antes de votar a proposta de reforma. Palocci definiu que, até quinta-feira, a comissão não colocará a matéria em votação para que o texto de Mabel seja discutido com os partidos de oposição. Nesta quarta-feira a comissão vai realizar uma nova rodada de discussões sobre o parecer e, na quinta-feira, serão ouvidos os secretários de Fazenda de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, que são contrários ao texto do relator por temer perdas de arrecadação. O relator, porém, afirma que a reforma não vai trazer prejuízos para os Estados. "Eu garanto que não há perda de arrecadação e, se houver, coloquei mecanismos auto-aplicáveis para recompor perdas, como a norma que diz que a unificação das alíquotas só entra em vigor no momento em que a lei complementar do FER (Fundo de Equalização de Receitas) estiver apresentada", afirmou Sandro Mabel.

Secretário-geral da OEA pede maior regulação de mercados

O secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, defendeu nesta terça-feira a regulação dos mercados para fazer frente à crise econômica internacional, que a América Latina enfrenta, segundo ele, "melhor preparada" que em outras ocasiões. O político chileno analisou a conjuntura econômica durante uma palestra sobre. "A crise financeira global e o impacto para os países latino-americanos", feita na Universidade de Santiago. Perante acadêmicos e estudantes, Insulza defendeu a regulação dos mercados como antídoto para evitar crises financeiras como a atual e denunciou que os organismos internacionais não cumpriram esse papel porque se dedicaram a supervisionar os países emergentes. O principal responsável da OEA aludiu ao trabalho do FMI ao assegurar que "ninguém disse aos Estados Unidos que estavam devendo demais", uma situação que "todo mundo sabia", mas "ninguém fez nada para evitar". "Não estou sugerindo inventar um sistema econômico que suceda o capitalismo, mas devemos aceitar que as experiências nos ensinaram que este deve ser regulado por uma autoridade que expresse democraticamente os interesses da comunidade", assegurou.

Supremo anula julgamento desfavorável ao bicheiro Aniz Abrahão David

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira anular o julgamento que, na semana passada, arquivou habeas corpus apresentado em defesa do bicheiro Aniz Abrahão David, o Anísio. Ele é acusado de participar de um esquema de exploração de jogos de azar no Rio de Janeiro. O pedido de anulação foi feito pelo próprio acusado, que alegou não ter sido avisado da data do julgamento. Na semana passada, o Supremo havia revogado o habeas corpus que concedeu liberdade ao bicheiro e outros 17 acusados de participar da organização criminosa. Anísio, que é presidente de honra da Beija-Flor de Nilópolis, foi preso na Operação Hurricane 1, da Polícia Federal, que desarticulou uma quadrilha da máfia dos jogos. Segundo o ministro Marco Aurélio, o processo acabou sendo encaminhado à Procuradoria Geral da República e, quando voltou ao Supremo, foi direto para julgamento na Turma, sem que a defesa fosse novamente avisada do julgamento.

Financeiras de montadoras já liberaram R$ 1,5 bilhão de crédito do Banco do Brasil

As financeiras de montadoras já liberaram cerca de R$ 1,5 bilhão dos recursos do Banco do Brasil, de um total de R$ 4 bilhões em linha de crédito anunciado na semana passada, segundo o presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Jackson Schneider. O Banco do Brasil informou que oito financeiras tiveram acesso aos recursos. Schneider diz que os R$ 8 bilhões oferecidos pelo Banco do Brasil e pela Nossa Caixa deverão cobrir o período necessário para que o crédito volte ao normal nos bancos privados. A expectativa, segundo ele, é que "em novembro já comece a ter uma reversão positiva" do cenário das vendas, que caíram pela primeira vez neste ano em outubro.

Vigilante das Casas Bahia mata cliente dentro de loja da zona sul de São Paulo

Um cliente das Casas Bahia foi morto com um tiro por um vigilante da loja na noite de segunda-feira, na zona sul de São Paulo. A vítima, Alberto Milfort Júnior, de 23 anos, tinha ido ao estabelecimento comprar um colchão. Ele estava acompanhado da namorada, de 22 anos, e de um amigo, de 17 anos. O crime aconteceu por volta das 18h15, dentro da loja da rede na Estrada de Itapecerica, Vila Prel. Milfort Júnior tinha acabado de fazer a compra e, enquanto a namorada dele foi ao caixa pagar, ele e o adolescente que acompanhava o casal sentaram em um sofá exposto do lado de fora da loja. O vigilante Genilson Silva Souza, de 29 anos, se aproximou dos dois rapazes e teve inicio uma discussão. Milfort Júnior foi até o caixa pegar um recibo para comprovar que ele era cliente da loja, mas a discussão continuou. Segundo a secretaria, em determinado momento, o cliente começou a falar que duvidava que Souza tivesse coragem de atirar. O vigilante, então, sacou a arma e deu um tiro no rosto do cliente. Qualificado o segurança, não é mesmo?

Dólar fecha o dia a R$ 2,22

O dólar comercial foi vendido por R$ 2,225, o que significa um declínio de 1,50% sobre a cotação de segunda-feira. O Banco Central realizou um leilão de 'swap' cambial e colocou no mercado US$ 143,7 milhões desses contratos. Profissionais de corretoras relataram que o mercado ainda reage pontualmente a eventuais notícias positivas, mas que o ambiente predominante é bastante nervoso, com pessimismo sobre as perspectivas da economia global. "O pacote da China chegou até a animar o mercado, mas logo depois vieram as notícias sobre a AIG, a Fannie Mae, e junto com os problemas da GM, e aquele ânimo durou pouco. A verdade é que todo mundo ainda está um pouco perdido, bastante desconfiado e sem saber exatamente qual a tendência para a moeda", comenta Ideaki Iha, profissional da corretora de câmbio Fair.

Senadores ameaçam fazer vigília em defesa de aposentados do INSS

Um grupo de senadores ameaça fazer vigília no plenário do Senado Federal em defesa da aprovação de projetos que beneficiam os aposentados brasileiros. Os parlamentares prometem se revezar na tribuna da Casa por 12 horas, entre 20 horas e 8 horas - com discursos em defesa dos aposentados. O grupo desistiu de realizar a vigília nesta terça-feira depois de discutir com o ministro da Previdência Social, José Pimentel, alternativas para a votação de projetos que aumentam os benefícios concedidos aos aposentados. Caso o governo Lula não atenda às reivindicações do grupo, os senadores prometem executar a vigília na próxima semana, com direito a ser repetida semanalmente, com o aumento gradativo nas horas de protesto. "É uma estratégia para caracterizar o estado de desespero dessa situação dos aposentados brasileiros. É uma disparidade. Enquanto o governo anuncia que não quer onerar despesas com pessoal, cria cargos e reajusta servidores de confiança. Ninguém consegue entender essa lógica", disse o senador Papaléo Paes (PSDB-PA).

José Dirceu diz que prestação de contas de campanha de Alckmin é "maracutaia"

O ex-ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu (deputado federal petista cassado por corrupção), afirmou em seu blog nesta terça-feira que a prestação de contas de campanha apresentada por Geraldo Alckmin, candidato derrotado à prefeitura de São Paulo, trata-se de uma "maracutaia tucana". Segundo o petista cassado por corrupção, Alckmin declarou seu partido como doador de R$ 6,5 milhões do total arrecadado pelo candidato. "Como vemos, os tucanos estão sempre inovando, agora é em matéria de arrecadação de fundos para a campanha e de prestação de contas", diz José Dirceu. Para ele, essa seria uma forma de esconder quem foram os reais doadores da campanha do ex-governador de São Paulo. Na declaração entregue pelo candidato, na verdade, a quantia doada pelo próprio partido corresponde a quase totalidade dos R$ 16.379.049,08 arrecadados por Alckmin. José Dirceu sabe do que fala.....

Citigroup ajudará 500 mil mutuários em dificuldades com hipoteca nos Estados Unidos

O Citigroup divulgou nesta terça-feira medidas para ajudar mutuários nos Estados Unidos endividados com a compra da casa própria a fim de que possam se manter em dia com o pagamento de suas hipotecas e evitar o despejo. O Citigroup anunciou que irá reavaliar a situação de 500 mil proprietários nos próximos seis meses que estão em risco de ficar atrasados com o pagamento de seus empréstimos. O banco vai renegociar prazos de pagamento dessas hipotecas, que acumulam um valor de US$ 20 bilhões. Mais de quatro milhões de americanos estavam com ao menos um pagamento de hipoteca em atraso, segundo dados da Associação de Bancos de Hipoteca referentes a junho. Segundo o banco, 500 mil clientes já estariam nas primeiras fases do processo de execução da hipoteca, e do conseqüente despejo. O Citi informou que não irá concluir o processo ou mesmo dar início ao processo de despejo se o imóvel hipotecado for a residência principal do mutuário, se ele se dispuser a trabalhar com o Citi para renegociar a dívida e seu salário for suficiente para efetuar pagamentos ao banco. Uma equipe de 600 corretores de imóveis deve auxiliar os mutuários que serão auxiliados pela iniciativa do banco a ajustar as taxas de juros de seus empréstimos ou a aumentar o prazo do financiamento.

Funcionários da Nissan protestam em Barcelona contra demissões

Mais de 1.000 trabalhadores da montadora japonesa Nissan organizaram uma manifestação contra um plano de 1.680 demissões que terminou com violência, nesta terça-feira, em frente à sede da companhia em Barcelona. Os manifestantes bloquearam durante uma hora a Gran Vía de Barcelona, uma das principais avenidas da cidade. Ao chegar à sede da Nissan, vários deles começaram a jogar ovos, pedras e outros objetos contra a fachada do prédio. A Nissan planeja demitir 40% dos trabalhadores de sua fábrica em Barcelona, em um projeto que prevê o corte de 1.288 empregos, em 2008, e de 392, em 2009, em duas fábricas de Barcelona, segundo o plano apresentado nesta segunda-feira ao comitê da empresa. "A crise econômica global causou uma queda dramática do volume industrial", diz a nota da empresa, e é uma dos motivos alegados pela Nissan para justificar a decisão de demitir tantos funcionários.

Itália investiga artista Fernando Botero por evasão fiscal

O pintor e escultor colombiano Fernando Botero está sendo investigado pela polícia tributária da Itália por suspeita de evasão fiscal de 7 milhões de euros (R$ 19,5 milhões) desde 2003. O escultor nega: "Nada devo ao fisco italiano. Venho à Itália apenas dois meses por ano, e dou trabalho a fundições e laboratórios de Pietrasanta". A polícia enviou uma notificação à promotoria da Província de Lucca, à qual pertence a cidade de Pietrasanta, onde Botero mora e trabalha há 30 anos, pedindo que abra uma investigação. Botero corre o risco de ser preso. Os investigadores suspeitam que o fato de o pintor ter fixado residência no Principado de Mônaco seja uma manobra para evadir impostos da Itália, onde vive habitualmente. Em uma longa investigação, que começou em maio, as autoridades italianas expropriaram vários documentos de operações financeiras desde 2003 até a atualidade. Entre a documentação bancária revisada, figura a compra e a venda de uma casa em Pietrasanta por 1,2 milhão de euros (R$ 3,3 milhões) e que consta como adquirida por 607 mil euros (R$ 1,6 milhão).

Governo Lula prepara anistia geral para estrangeiros ilegais que vivem no Brasil

O governo Lula prepara uma proposta para anistiar cerca de 50 mil estrangeiros que vivem ilegalmente no País. O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto, afirmou nesta terça-feira que o objetivo é legalizar a situação dessas pessoas e obter como contrapartida a mesma reação dos países que abrigam os imigrantes brasileiros. Barreto disse que há cerca de 4 milhões de brasileiros vivendo de forma clandestina no Exterior. De acordo com os dados sobre imigração, a maior parte dos brasileiros não-legalizados mora nos Estados Unidos e no Japão. Há dez anos, o governo federal concedeu a chamada anistia geral aos estrangeiros. Na ocasião, os interessados deveriam procurar os órgãos federais ligados ao Ministério da Justiça em busca da legalização. Levantamento realizado pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos, em 1998, identificou que 40.909 pessoas procuraram os órgãos federais para legalizar sua situação. Deste total, segundo a organização, a maioria era formada por chineses, bolivianos, argentinos, uruguaios, coreanos, libaneses, peruanos, chilenos, paraguaios e portugueses. Esse governo Lula é um espanto: vai legalizar toda a máfia chinesa.

Bolsas européias caem com efeitos da crise sobre resultados de empresas

As Bolsas européias fecharam em queda nesta terça-feira, pela primeira vez após três sessões em alta. Os papéis dos setores financeiro e de commodities foram os que mais perderam, devido à incerteza dos investidores quanto aos efeitos da crise financeira sobre os resultados das empresas e sobre a economia mundial. A Bolsa de Londres fechou em queda de 3,57% no índice FTSE 100, ficando com 4.246,69 pontos; a Bolsa de Paris caiu 4,83% no índice CAC 40, fechando com 3.336,41 pontos; a Bolsa de Frankfurt despencou 5,25% no índice DAX, para 4.761,58 pontos; a Bolsa de Milão caiu 5,13% no índice MIBTel, ficando com 16.197 pontos; a Bolsa de Zurique teve baixa de 3,45%, encerrando o dia com 5.880,79 pontos no índice Swiss Market; e a Bolsa de Amsterdã teve baixa de 3,74% no índice AEX General, indo para 257,13 pontos.

Governo Lula prepara uma PEC e cinco projetos de reforma política

O governo Lula prepara seis propostas para a reforma política, que serão remetidas ao Congresso Nacional por meio de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) e cinco projetos de lei. A idéia é limitar o número de partidos políticos, ampliar os prazos para a troca de legendas, estabelecer a lista fechada e fixar o financiamento público de campanha. Conforme o ministro da Justiça, Tarso Genro, a existência de 37 partidos políticos no País abre espaço também para as chamadas legendas de aluguel que surgem e desaparecem conforme a conveniência de determinados grupos. Outra alternativa que é examinada pelo governo é a definição de lista fechada. Nesta lista, os partidos determinam os candidatos que concorrerão pela legenda e o eleitor, a partir da disposição dos nomes na relação, escolherá em quem votar. No que depender do governo o financiamento de campanhas será basicamente público. Para o peremptório ministro Tarso Genro, é a solução para resolver as "discrepâncias" existentes entre as campanhas políticas e dar mais transparência para as fontes e o conhecimento público da origem dos recursos.

Vendas do Tesouro Direto atingem recorde de R$ 259,1 milhões em outubro

As vendas de títulos públicos para pessoa física por meio do Tesouro Direto bateram recorde em outubro. Foram vendidos R$ 259,1 milhões, recorde mensal desde a criação do programa, em 2002. O valor supera em 41,6% o recorde anterior, de julho deste ano. Em relação a outubro do ano passado, houve um crescimento de 345,4%. De acordo com o Tesouro Nacional, as vendas acumuladas em 2008 atingiram R$ 1,2 bilhão. O número de investidores cadastrados cresceu 42,6% nos últimos 12 meses, alcançando 138.563 pessoas. Em outubro, 5.169 novos participantes se cadastraram no Tesouro Direto, novo recorde mensal de adesão ao programa. No mês passado, os títulos mais vendidos foram os prefixados (LTN e NTN-F), com 43,3% do total. Os indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal) ficaram em segundo lugar, com participação de 37,6%. O valor médio por operação no mês foi de R$ 21.838,00 mas 60% das aplicações foram de até R$ 5.000,00.

Presidente da OAB diz que sociedade não aceita tortura e que o golpe militar foi um erro

O presidente nacional da OAB, Cezar Britto, afirmou nesta terça-feira que a sociedade não aceita a tortura, o golpe militar foi um erro e que não há nada melhor do que viver em uma democracia. Britto participa da 20ª Conferência Nacional dos Advogados, que começou nesta terça-feira, em Natal (RN). "O Brasil vai contar a sua história mais uma vez aqui, a história da democracia. Vai demonstrar que não aceita a tortura e que o golpe militar foi um erro ao anistiar João Goulart. Vai demonstrar que não há nada melhor do que viver em uma democracia e que precisamos estar sempre vigilantes para a sua manutenção, para que a regra do estado policial não chegue a nós, como ameaçou recentemente", disse Cezar Britto.

Proprietária da Philip Morris nos Estados Unidos corta empregos devido à crise

A Altria, proprietária da Philip Morris USA, maior fabricante de cigarros do país, informou nesta terça-feira que já começou a cortar empregos devido aos efeitos da crise financeira sobre a economia norte-americana. A Altria também possui a fabricante de charutos John Middleton. Em agosto do ano passado, a empresa havia informado que planejava cortar até 400 empregos quando mudou sua sede e vendeu a Philip Morris International em março deste ano. A expectativa era de que, com esses cortes, a empresa economizasse US$ 250 milhões por ano. A empresa deve buscar expansão em setores fora do segmento de cigarros, devido à queda na demanda entre os consumidores norte-americanos. O porta-voz disse que a empresa ainda vai decidir quantas demissões irão ocorrer até fevereiro de 2009. O quadro de funcionários da Altria e de suas subsidiárias tem mais de 10.500 pessoas.

Deustche Post vai demitir 9.500 nos Estados Unidos

A gigante alemã de serviços postais Deutsche Post anunciou que eliminará 9.500 postos de trabalho ao encerrar as atividades de correio privado expresso (DHL) nos Estados Unidos, unidade que gera fortes prejuízos. As demissões somam-se aos 5.400 empregos já suprimidos desde o início do ano. A DHL, que compete com a UPS e a FedEx, emprega cerca de 18 mil trabalhadores nos Estados Unidos. Nos últimos 12 meses, o número de desempregados nos Estados Unidos aumentou em 2,8 milhões de pessoas e a taxa de desemprego registrou aumento de 1,7%.

Construtora dos Estados Unidos prevê queda de 41% em receita no trimestre

A construtora americana Toll Brothers, a maior do país no segmento de imóveis residenciais de alto padrão, anunciou nesta terça-feira que espera uma queda de 41% nas receitas no quarto trimestre. O resultado preliminar para o trimestre encerrado no dia 31 de outubro mostrou uma receita referente à atividade de construção de cerca de US$ 691 milhões, contra US$ 1,17 bilhão um ano antes. "Infelizmente os sinais preliminares de estabilidade sobre os quais havíamos discutido no início de setembro foram afetados pela crise financeira", disse o executivo-chefe da empresa, Robert Toll, em um comunicado. Ele destacou que a crise derrubou a confiança dos consumidores, o que atingiu a demanda por imóveis. O valor líquido dos contratos para construção deve apresentar uma queda de 27% no trimestre.

Governo de São Paulo disponibiliza crédito de R$ 4 bilhões para o setor automotivo

O governo de São Paulo lançou uma linha de crédito de R$ 4 bilhões para o setor automobilístico, por intermédio do banco Nossa Caixa, segundo acordo assinado nesta terça-feira. A previsão é repassar o montante para os bancos e financeiras ligadas às montadoras de veículos, que sofrem com a escassez de crédito em decorrência da crise internacional. O anúncio foi feito pelo governador José Serra. O dinheiro será oferecido para as financiadoras das montadoras que operam no País inteiro, ou seja, o crédito poderá ser utilizado em todo o País. "Os recursos são para cerca de 15 financiadoras ligadas às montadoras. Quero sublinhar que a medida se aplica para todo o Brasil. Cerca de 15% da produção está em São Paulo, mas as medidas se entendem às financeiras de todas as montadoras, de todos os Estados", explicou José Serra. Os financiamentos oferecidos pela Nossa Caixa serão tomados direta e individualmente pelos bancos e financeiras ligados às montadoras. As operações serão de prazo de até 18 meses e terão por garantia, para a Nossa Caixa, recebíveis de empréstimos para a compra de veículos originados pelos bancos das montadoras.

Pesquisa aponta que 60% pretendem utilizar 13º salário para quitar dívidas

Pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade) aponta que 60% dos 573 entrevistados pretendem utilizar o 13º salário para pagamento de dívidas. Em 2007, 58% pretendiam usar o dinheiro para este fim. Depois disso, 15% informou que gastaria com presentes. Dos que disseram que pagariam dívidas, 36% informaram o uso do 13º salário para pagar o cheque especial e 25% para quitar dívidas de cartão de crédito, enquanto 17% disseram pretender regularizar o nome em instituições de proteção ao crédito. A pesquisa aponta ainda que 12% utilizariam o salário extra para pagar dívidas com prestações em atraso e 7%, dívidas com financiamento bancário em atraso. Isso revela o nível de endividamento dos trabalhadores assalariados brasileiros.

Celso Pitta pedirá indenização de R$ 830 mil por danos morais sofridos na Operação Satiagraha

Celso Pitta, ex-prefeito de São Paulo, informou nesta terça-feira que pedirá na Justiça indenização de 2.000 salários mínimos por danos morais sofridos durante sua prisão na Operação Satiagraha, da Polícia Federal. O valor da indenização corresponde a R$ 830 mil. Durante a Satiagraha, o ex-prefeito foi flagrado por câmera da TV Globo, em sua residência, de pijamas, ao ser preso e algemado pela Polícia Federal. Na operação, foram presos, Pitta, o banqueiro Daniel Dantas e o investidor Naji Nahas, entre outras pessoas. Os três acusados foram libertados após o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, conceder habeas corpus em favor dos suspeitos. Na decisão, Gilmar Mendes considerou "desnecessária" a prisão, pois não havia ameaça às provas colhidas durante a operação. À época da Operação Satiagraha, realizada no dia 8 de julho, Gilmar Mendes classificou de "espetacularização" a ação da Polícia Federal.

Ministro José Múcio defende "janela" para políticos trocarem de partido sem serem punidos

O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, defendeu nesta terça-feira a manutenção de uma espécie de janela para que os políticos tenham tempo para trocar de partido. A idéia será debatida com integrantes de todas os partidos antes de ser incluída na proposta final da reforma política a ser enviada ainda neste mês ao Congresso Nacional. "Há um desejo de todos, que vai ao encontro do que a Justiça pensa, de que haja uma oportunidade para a troca de legenda. Hoje você em hipótese alguma pode mudar de partido. Existem várias idéias, inclusive uma tramitando na Comissão de Constituição e Justiça, que tratam do assunto", afirmou José Múcio. Para o ministro, uma das alternativas seria autorizar que os detentores de mandato (deputados federais e estaduais, senadores, governadores e vereadores) possam, um mês antes da convenção partidária, trocar de legenda. A reação do ministro ocorre um dia antes de o Supremo Tribunal Federal tratar de questões relativas à fidelidade partidária, já que para esta quarta-feira está previsto o julgamento de casos que questionam se o Tribunal Superior Eleitoral teria poderes para fixar prazos para a troca de legendas. A posição defendida por José Múcio é totalmente desqualificada. É o máximo que se pode dizer dela.

Previdência privada argentina perdeu US$ 8 bilhões com a crise mundial

Os fundos de previdência privada sofreram perdas de 27 bilhões de pesos (US$ 8,132 bilhões) na Argentina devido à crise financeira internacional, afirmou Amado Boudou, diretor do órgão estatal de gestão de fundos, defendendo o plano de estatização que ainda precisa ser aprovado pelo Senado. Em discurso no Senado, Boudou acrescentou que, de outubro de 2007 a outubro de 2008, estes fundos perderam 17,46% de seu capital, o que ele atribuiu à crise dos mercados no mundo, gerada pela crise dos "subprime" (créditos hipotecários de alto risco) nos Estados Unidos. Segundo o funcionário, a rentabilidade dos fundos diminuiu apesar de os contribuintes do sistema terem aplicado um bilhão de pesos mensais nos últimos 12 meses. Os fundos de pensão têm 9,5 milhões de trabalhadores registrados, mas apenas 3,6 milhões são contribuintes efetivos, e precisam do auxílio do Estado todo mês para pagar suas aposentadorias, porque as contas dos beneficiários não têm apoio suficiente.

Tarso Genro critica excessos da Satiagraha e diz que quem vazou exposição deve ser punido

O ministro da Justiça, Tarso Genro, criticou nesta terça-feira, peremptoriamente, a espetacularização de operações da Polícia Federal. Tarso Genro disse ser contrário à exposição de presos antes de serem condenados pelo Poder Judiciário. "Eu sou contra qualquer tipo de espetacularização das investigações. Sou contra a exposição pública das pessoas porque as pessoas ainda não foram julgadas. E esta orientação da Polícia Federal está funcionando de maneira eficaz. Houve uma exceção, a exceção da Satiagraha. E essa exceção prejudicou o andamento das investigações", afirmou o peremptório ministro. Na opinião de Tarso Genro, as pessoas, para serem punidas "não precisam ser expostas". Tarso Genro disse que não poderia ser "cúmplice" de excessos da Polícia Federal, o que ocorreria caso não determinasse a investigação sobre o delegado Protógenes Queiroz, que comandou a Operação Satiagraha.

Conselho político de Lula vai discutir responsabilização dos crimes de tortura

A polêmica em torno da responsabilização dos crimes de tortura ocorridos na ditadura deverá ser tema de discussões da reunião do conselho político, na quinta-feira. Na ausência do presidente Lula, a reunião será comandada pelo ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. Lula está em viagem à Itália e nesta quinta-feira tem encontro com o papa Bento 16. Oficialmente, o tema a ser tratado na reunião será a comemoração dos 60 anos da Declaração dos Direitos Humanos. O conselho político é integrado pelos presidentes, líderes e vice-líderes dos 14 partidos que apóiam o governo federal. A reunião ocorrerá no Palácio do Planalto.

Hotel no centro de São Paulo foi usado como QG da espionagem da Polícia Federal

Suítes 501 e 502: o endereço secreto da Operação Satiagraha. Localizadas no quinto andar do São Paulo Inn Hotel, no Largo Santa Ifigênia, bem no centro de São Paulo, elas abrigaram o QG da Operação Satiagraha, destinada a investigar as atividades do banqueiro Daniel Dantas. Para agir com mais privacidade e desenvoltura, arapongas da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e agentes da Polícia Federal chegaram a fechar todo o andar. Durante meses só podiam transitar por ali pessoas autorizadas por eles. Até as camareiras tinham de esperar por suas ordens. Cada suíte dispõe de um quarto, sala e dois banheiros. Numa das salas (com uma janela ampla, com vista para um prédio abandonado, um pedaço da Rua Brigadeiro Tobias e, mais ao longe, a Avenida Prestes Maia) ficavam três computadores e uma máquina de triturar papéis. Era ali que organizavam os grampos de telefones, faziam reuniões e redigiam os relatórios confidenciais da missão. Às vezes o delegado Protógenes Queiroz ligava para o serviço de quarto e pedia uma rodada de café. O delegado não dormia lá. Hospedava-se em um hotel bem próximo, o Shelton Inn, na Avenida Cásper Líbero e pertencente à mesma rede hoteleira. Ele ia a pé de um local a outro. Protógenes é bastante conhecido no São Paulo Inn. Pelos cálculos dos funcionários, há pelos menos quatro anos que ele costuma utilizar aquele endereço.

Apreensão de papéis sigilosos da Abin agrava tensão com a Polícia Federal

Entre os documentos apreendidos pela Polícia Federal para o inquérito que apura o vazamento da Operação Satiagraha estão informações estratégicas da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Alguns desses dados são utilizados em relatórios confidenciais destinados à Presidência da República. Há dados operacionais sobre temas sensíveis de interesse político, militar e econômico. Os arquivos também contêm nomes de informantes e funcionários de inteligência, inclusive adidos estrangeiros que cooperam com a agência. Entre o material apreendido há dados sobre exploração mineral no País, controle de fronteiras, espionagem internacional e contra-espionagem, além de trabalhos voltados ao monitoramento de movimentos sociais e terrorismo. Na Abin, o clima é de irritação com a ação da Polícia Federal, considerada despropositada. Também há tensão pelo eventual vazamento dos dados, que poderia colocar em risco a vida de funcionários infiltrados ou o sucesso de operações em curso. Caso ocorra o vazamento, os agentes de inteligência ameaçam revidar. Ou seja, vazariam também informações sigilosas de agentes da Polícia Federal, mesmo sem autorização da cúpula. Também causou indignação entre os agentes da Abin a revelação pela imprensa do nome de vários funcionários do serviço secreto. Alguns tiveram até o endereço revelado. Na semana passada, policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão no Centro de Operações da Superintendência da Abin, no Rio de Janeiro, e nas residências de Thelio Braun D'Azevedo, diretor de operações da Coordenação de Inteligência Estratégica, e Luiz Eduardo Melo, funcionário da Receita Federal cedido à Abin.

Febraban diz que quantidade de reais na economia não é suficiente

Mesmo com a disposição do governo Lula de liberar cerca de R$ 100 bilhões em recursos captados pelos bancos que estavam parados no Banco Central, os reais em circulação na economia não serão suficientes para atender à demanda por crédito das empresas, que cresceu com a falta de linhas em dólar. A avaliação é do presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Fábio Barbosa, para quem a "sensação de paralisação" permanecerá e se traduzirá num novo patamar do mercado de crédito, reduzindo o crescimento no Brasil e no resto do mundo. "Os reais não são suficientes para atender a essa nova demanda de pessoas que migraram de dólar para reais. Por definição mesmo, não tem reais, e o que tem é limitado. Se mais gente vem buscar, não tem e fica faltando", disse Barbosa, presidente do Santander no Brasil. "O segundo ponto é que as empresas também ficaram mais conservadoras e os indivíduos, também mais prudentes. Não estão querendo se endividar", afirmou, ressaltando que os bancos não estão se recusando a exercer a função básica de emprestar: "Banco não está escondendo dinheiro”. Segundo ele, as pessoas físicas continuam sendo atendidas normalmente. No caso das empresas, o problema é que as operações ficaram com prazo mais curto e elas precisam de financiamentos longos.