quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

General assume diretoria da Funai, contra a vontade dos comuno-igrejeiros e os índios do CIMI e ongs estrangeiras


Após resistência de povos indígenas, controlados e manipulados pelo organismo comunista da Igreja Catolica, o CIMI (Conselho Indigenista Missionários) e ongs estrangeiras que querem tomar conta de parte do terrítório nacional, o governo enfim conseguiu emplacar um general da reserva na diretoria da Funai. Foi publicado hoje no Diário Oficial a nomeação de Franklimberg Ribeiro de Freitas para o cargo de diretor de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da autarquia. Ele é uma indicação do PSC. Franklimberg chegou a ser cogitado para assumir a presidência da Funai, mas indígenas protestaram contra a nomeação de um milico para o cargo. A sede da Funai chegou a ser ocupada. De acordo com eles, a nomeação de Franklimberg seria “contrária às questões dos povos indígenas”. Entidades de classe, entretanto, se dividiram em torno do nome. Não houve consenso. Na época, dada a pressão, o governo desistiu de nomear um militar para o posto. Águas passadas, foi dado a ele outro cargo. É uma vergonha do maior tamanho, porque se ainda existe índio no Brasil isso se deve às Forças Armadas e aos militares. E foi o general Rondon o primeiro brasileiro a trabalhar pela sobrevivência dos índios. Essa canalhada esquerdopata deveria ser obrigada a pedir perdão aos militares.

2 comentários:

Francisco Thomazini disse...

A verdade é que a canalha esquerdopata não se aglutina em torno da verdade e nem da realidade. Esses anormais perigosos tem apenas o desejo de assumirem os poderes. Se lhes perguntar para que, provavelmente não saberão responder com alguma clareza. É apenas uma idéia vaga e nebulosa de propagação da ideologia marxista. Mais nada. Dementes.

Francisco Thomazini disse...

A idéia dos esquerdopatas é só uma. Apenas querem propagar a ideologia marxista e o regime comunista-socialista. Não há mais nada de claro ou nítido em suas mentes tacanhas.