sábado, 2 de maio de 2015

A ATÉIA DILMA PEDE SOCORRO À IGREJA CATÓLICA CONTRA EDUARDO CUNHA E A PAUTA DE VOTAÇÕES NA CÂMARA

Conhecida pela falta de fé católica, ou nenhuma (ela é comunista, revolucionária), a presidente Dilma Rousseff decidiu recorrer à Igreja Católica contra a proposta de emenda constitucional, defendida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, reduzindo a maioridade penal. Dilma pediu encontro com o novo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sérgio da Rocha, pois quer criar parceria para combater a “pauta conservadora” do evangélico Eduardo Cunha. A CNBB é um aparelhão do PT na área religiosa. Atualmente a entidade, um ong católica (nada tem a ver com a estrutura da Igreja Católica) é conhecida como Conferência Nacional dos Bispos Bolivarianos. O portador do convite ao presidente da CNBB, o bispo filocomunista dom Sérgio, foi o ministro Miguel Rossetto, chefe da Secretaria-Geral da Presidência, um comunistaço de primeira linha, trotskista, membro do partido revolucionário clandestino DS (Democracia Socialista), que parasita o corpo do PT. Extraoficialmente, Dilma disse que entrará na conversa a chamada pauta conservadora, como o desarmamento e a família. O encontro acontecerá na próxima semana, no Palácio do Planalto, em Brasília. Será a portas fechadas para a imprensa. Há menos de um mês, a atéia Dilma convidou dom Raymundo Damasceno para pedir apoio da Igreja Católica contra o impeachment dela. O aparelhão petista religioso é claro que aceitou, quase todos os padres, em quase todas as missão no Brasil afora, estão em plena campanha a favor do PT e de Dilma.