domingo, 24 de agosto de 2014

AÉCIO NEVES ACUSA PT DE FAZER "TERRORISMO" SOBRE BOLSA FAMÍLIA

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, acusou o PT, partido da presidente Dilma Rousseff, de fazer "terrorismo" eleitoral ao divulgar boatos de que se o tucano for eleito vai acabar com o programa Bolsa Família, um dos principais projetos sociais do atual governo. Nos últimos dias, Aécio Neves tratou de reservar parte da sua campanha para garantir a manutenção do programa social e até destacar que pretende ampliá-lo e aprimorá-lo, caso seja eleito presidente. “Isso (dizer que vai acabar com o Bolsa Família) é um terrorismo implantado pelo PT e seus correligionários... uma irresponsabilidade”, disse ele a jornalistas após visita a um abrigo na cidade do Rio de Janeiro.O candidato tucano prometeu ainda reajuste especial para as aposentadorias dos brasileiros. Um critério que o presidenciável pretende usar é levar em conta a inflação de remédios para atualizar o pagamento do benefício. Ele declarou que com uma administração sem desperdícios e com austeridade será possível atualizar as aposentadorias levando em conta também a alta dos medicamentos.“Vamos cuidar do reajuste das aposentadorias. Governar é cuidar das pessoas e temos que ter sensibilidade para tratar dos idosos que são aqueles que mais precisam de nós”, afirmou. “Os aposentados poderão receber um adicional que vai acompanhar os preços dos medicamentos”, completou.

TERRORISTAS DO ESTADO ISLÂMICO TOMAM BASE MILITAR NO NORDESTE DA SÍRIA

Militantes do Estado Islâmico capturaram uma grande base aérea militar no nordeste da Síria neste domingo, eliminando o último bastião do governo de Bashar al-Assad na região. A operação para tomar a base de Tabga, localizada a 45 quilômetros da cidade de Raqqa, foi iniciada na semana passada. A unidade contém diversos esquadrões de aviões e helicópteros, além de tanques e artilharia pesada. Após diversas tentativas frustradas de invadir a unidade nos últimos dias, os terroristas jihadistas do Estado Islâmico conseguiram tomar a base neste domingo, segundo confirmou o grupo Observatório Sírio de Direitos Humanos. Apesar dos ataques aéreos promovidos pelas tropas de Assad, os rebeldes conseguiram dominar Tabga, matando dezenas de soldados. "Isso torna a província de Raqqa a primeira a cair inteiramente nas mãos dos rebeldes", diz Rami Abdurrahman, diretor do Observatório. Outro grupo de terroristas, conhecido como Comitês de Coordenação Local, também confirmou a informação. A emissora estatal de TV da Síria, SANA, reconheceu que o governo perdeu o controle da base, mas afirmou que as tropas estão se reagrupando. Após tomar o controle de boa parte do norte e oeste do Iraque em junho e declarar o estabelecimento de um califado, o Estado Islâmico tem conseguido consolidar seu domínio sobre a região e conquistar grandes porções do nordeste da Síria. No mês passado o grupo conquistou a base militar da Divisão 17, em Raqqa, matando 85 soldados. Dias depois, eles tomaram o controle da base da Brigada 93.

METADE DOS ALIADOS ABANDONA A AMBIENTALEIRA MARINA SILVA E RUMA PARA AÉCIO NEVES

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, deve perder ou abrir mão de cerca de metade dos palanques estaduais que tinham sido articulados por seu antecessor no posto, Eduardo Campos. O ex-governador de Pernambuco, que morreu em um acidente aéreo, havia negociado apoios em todos os Estados. Dos 27 acordos fechados por ele, ao menos 14 devem naufragar com a substituição da candidatura. Nesses locais, ou as alianças foram fechadas contra a vontade de Marina Silva, que defendia candidatura própria, ou são protagonizadas por políticos que atuam em campo completamente diverso ao da ex-senadora. Há ainda o risco de a campanha ficar esquálida em colégios eleitorais importantes, com a defecção de puxadores de votos que desistiram de disputar cargos após a morte de Eduardo Campos. Foi o que ocorreu em Minas Gerais, onde o candidato a governador do PSB, Tarcísio Delgado, não alcança dois dígitos. Os pessebistas, então, apostavam na candidatura de Alexandre Kalil, presidente do Atlético Mineiro, para assegurar uma boa bancada de deputados federais, e, por consequência, divulgar a candidatura presidencial. Mas ele desistiu de concorrer. "Nada neste partido (PSB) me interessa. O que me interessava caiu de avião", disse, ao explicar a decisão. Adversários de Marina esperam herdar parte do capital político que está se afastando da ex-senadora. O PSDB, por exemplo, acredita que "naturalmente" deve haver uma aproximação maior entre seu candidato, Aécio Neves (MG), e candidatos de Estados como Mato Grosso do Sul, Alagoas e Santa Catarina. Neste último, Campos havia costurado um acordo para que Paulo Bauer (PSDB) mantivesse um palanque duplo, indicando o candidato a senador da coligação, Paulo Bornhausen (PSB).

DILMA ABANDONA A DEFESA DA PETISTA GRAÇA FOSTER, AGORA A DEMISSÃO É SÓ UMA QUESTÃO DE TEMPO

Diante das provas contra Graça Foster, que transferiu bens para os filhos para fugir de punições do Tribunal de Contas da União, a petista Dilma abandona a companheira. Isso não é nenhuma novidade no petismo. Agora, Graça Foster, presidente da Petrobras, está com os dias contados. Depois de o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, preso pela Polícia Federal, decidir fazer delação premiada, a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) disse na manhã deste domingo que a empresa "é muito maior que qualquer agente dela" e que a Petrobrás "está acima" de eventuais falhas de conduta de seus funcionário "Não se pode confundir as pessoas com as instituições. A Petrobrás é muito maior que qualquer agente dela, seja diretor ou não, que cometa equívocos, crimes - ou, se for julgado, que se mostre que foi condenado. Isso não significa uma condenação da empresa", disse Dilma, em coletiva de imprensa concedida na manhã deste domingo no Palácio da Alvorada. "Posso te falar uma coisa? O Brasil e nós todos temos de aprender que, se pessoas cometeram erros, malfeitos, crimes, atos de corrupção, isso não significa que as instituições tenham feito isso". Horas antes de Paulo Roberto Costa se decidir por falar o que sabe de corrupção em negócios da Petrobrás, na sexta-feira, 22, a Polícia Federal deflagrou a quinta fase da Lava Jato e vasculhou os endereços de 13 empresas de consultoria, gestão e assessoria, todas situadas no Rio de Janeiro e ligadas a uma filha, Ariana Azevedo Costa Bachmann, a um genro, Humberto Sampaio Mesquita, e a um amigo dele, Marcelo Barboza. Acuado, na iminência de sofrer uma sucessão de condenações como réu da Operação Lava Jato, Paulo Roberto Costa considera que não tem a menor chance de sair da prisão tão cedo. Ele quer preservar seus familiares, que também se tornaram alvos da Lava Jato. O ex-diretor está preso na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em Curitiba. Na avaliação de Dilma, não existe "nenhuma instituição acima de qualquer suspeita quando se trata dos seus integrantes". "Inclusive, nas instituições - qualquer uma - e nas empresas - inclusive nas que vocês trabalham -, pode ocorrer isso", afirmou a candidata.

ODEBRECHT PERDE OBRA DE R$ 1,2 BILHÃO NOS ESTADOS UNIDOS APÓS POLÊMICA

A empreiteira Odebrecht ameaça ir à Justiça americana para discutir a derrota na concorrência para a obra o novo terminal do aeroporto de Nova Orleans, nos Estados Unidos. A derrota fez a empresa perder um contrato de US$ 546 milhões (mais de R$ 1,2 bilhão). No primeiro processo de concorrência, uma das empresas parceiras da Odebrecht chegou a ser acusada de discriminar mulheres e minorias raciais.A empresa enrolada nas acusações de preconceito e racismo foi retirada do consórcio Odebrecht, que foi rebatizado. De nada adiantou. A Odebrecht recebe boas notícias do BNDES, que vai bancar sua obra da última etapa do porto de Manta, no Equador, por R$ 350 milhões.

CASOS DE EBOLA SÃO CONFIRMADOS EM MAIS UM PAÍS AFRICANO

O vírus ebola está presente na República Democrática do Congo, na província de Equador, confirmou neste domingo o ministro da Saúde congolês, Félix Kabange Numbi. "Os resultados deram positivo. O vírus Ebola está confirmado na República Democrática do Congo", declarou Kabange, referindo-se às amostras retiradas de pessoas afetadas por uma febre hemorrágica que deixou 13 mortos desde 11 de agosto na província situada no noroeste do país. No sábado, também foi confirmado o primeiro caso suspeito de ebola na Bolívia, em uma pessoa procedente da África. "Informaram de uma clínica particular, que um paciente da Índia tinha sido internado. Ele está em observação por apresentar sintomas como febre, diarreia e vômito", disse Roberto Torres, gerente do Serviço Departamental de Saúde (Sedes) de Santa Cruz ao jornal online Oxígeno.

SUICÍDIO DO EX-PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS COMPLETA 60 ANOS

“Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História”. A frase, uma das mais célebres passagens da história política brasileira, encerra a carta-testamento deixada por Getúlio Vargas. Há 60 anos, no dia 24 de agosto de 1954, o então presidente tirou a própria vida em meio à pior crise enfrentada em seus anos de atuação política. Uma reunião com os ministros no Palácio do Catete varou a madrugada e decidiu que Getúlio se afastaria do governo por três meses para dar lugar ao vice, Café Filho. Após o fim da discussão, já com o dia claro, o político se recolheu ao seu aposento. Por volta das 8h35, o barulho de um tiro ecoou pelo palácio. Seu filho Lutero correu para o quarto, seguido pela esposa de Vargas, Darcy, e a filha Alzira. "Getúlio estava deitado, com meio corpo para fora da cama. No pijama listrado, em um buraco chamuscado de pólvora um pouco abaixo e à direita do monograma GV, bem à altura do coração, borbulhava uma mancha vermelha de sangue. O revólver Colt calibre 32, com cabo de madrepérola, estava caído próximo à sua mão direita".  É assim que o biógrafo Lira Neto descreve o cenário da morte de Vargas no terceiro volume da série Getúlio. A carta-testamento de Getúlio Vargas, que seria lida durante aquele dia pelas rádios em todo o território nacional, foi encontrada em um envelope, encostada ao abajur da mesinha da cabeceira da cama do então presidente. Nos apontamentos do biógrafo, o texto, originalmente esboçado por Getúlio, teve sua versão final passada na máquina de escrever pelas mãos de um amigo, José Soares Maciel Filho, já que o ex-presidente não sabia datilografar. O rascunho da carta havia sido encontrado no dia 13 de agosto pelo major-aviador Hernani Fittipaldi, um dos ajudantes de ordem de Getúlio, enquanto arrumava a mesa do presidente. Assustado com o conteúdo do manuscrito, ele entregou o papel à Alzira, que questionou o pai: “Não é o que estás pensando, minha filha. Não te preocupes, foi um desabafo”, se esquivou Vargas. Essa porém não foi a primeira vez que Getúlio fez menção ao suicídio. Em suas anotações pessoais, ele já havia cogitado tirar a vida em outros momentos de sua jornada política. A primeira delas foi quando chegou ao poder em 1930. Naquela data, enquanto se encaminhava para a sede do governo, se disse disposto a não retornar com vida ao Rio Grande do Sul caso não obtivesse sucesso na empreitada. Era a primeira anotação pessoal que fazia no diário que carregou para o resto da vida. Lira Neto considera que a diferença em 1954 é que Getúlio se viu encurralado e não conseguiu contornar a crise, como das outras vezes. Depois de chegar ao poder na liderança do movimento que ficou conhecido como Revolução de 1930, o político gaúcho Getúlio Dornelles Vargas exerceu o governo no país de forma ininterrupta até 1945. De 1930 a 1934 ele foi chefe do governo provisório. Em 1934 foi eleito presidente da República pela Assembleia Nacional Constituinte e exerceu o Governo Constitucional até 1937, quando, por meio de um golpe, instaurou a ditadura do Estado Novo, que durou até 1945. Retirado do comando do país por um golpe militar, se recolheu à cidade natal, São Borja (RS), de onde articulou a volta ao poder pela via democrática nas eleições presidenciais de 1950, cujo mandato não conseguiu completar.

CINCO PAÍSES ÁRABES DEFENDEM LUTA CONTRA JIHADISTAS DO ESTADO ISLÂMICO

A Arábia Saudita e mais quatro países árabes defenderam neste domingo a necessidade de lutar contra os jihadistas do Estado Islâmico.Em comunicado divulgado no final de uma reunião ministerial em Jeddah (Arábia Saudita), os participantes discutiram “o avanço da ideologia terrorista e extremista e os confrontos existentes em alguns países árabes”, numa alusão à progressão dos terroristas jihadistas do Estado Islâmico no Iraque e na Síria.Também analisaram “as graves repercussões” sobre “os Estados da região e a ameaça que os jihadistas representam para a segurança e a paz mundiais”, segundo o texto divulgado pela agência oficial saudita SPA. Os participantes, que abordaram ainda “os desenvolvimentos da situação na Síria”, assinalaram “uma convergência de pontos de vista sobre as questões evocadas e sobre a necessidade de agir seriamente (…) para preservar a segurança e a estabilidade dos Estados árabes”, diz o comunicado. Na reunião, que ocorreu à portas fechadas, participaram os ministros dos Negócios Estrangeiros da Arábia Saudita, do Egito, do Catar e dos Emirados Árabes Unidos e um conselheiro da Jordânia.Os resultados do encontro devem ser apresentados aos 22 membros da Liga Árabe.

SEM OBRA, REPRESA EM SÃO PAULO PERDE 35% DE SUA CAPACIDADE

A Represa Taiaçupeba, em Suzano, na Grande São Paulo, previa uma expansão há três anos. Na ocasião, famílias chegaram a ser retiradas das margens para que uma área maior pudesse ser inundada. Mas Taiaçupeba ainda opera com menos 35% da capacidade de armazenamento. A área onde cabem 46,9 bilhões de litros adicionais para a produção de água do Sistema Alto Tietê está tomada de mato e cortada por uma estrada. Se o reservatório tivesse sido inundado desde 2011, o sistema – segundo maior manancial que abastece a Grande São Paulo – poderia estar hoje com um volume disponível 9% maior."Se esses braços da Taiaçupeba tivessem sido inundados lá atrás, certamente nós estaríamos hoje em uma situação melhor. Talvez não precisássemos usar o volume morto do manancial", afirma o engenheiro José Roberto Kachel, ex-funcionário da Sabesp e integrante do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê. Segundo ele, o volume útil do sistema, que também enfrenta crise de estiagem, pode zerar em cerca de cem dias, caso não volte a chover. Na sexta-feira, o Alto Tietê estava com 17,3% da capacidade, a mais baixa da história. Isso significa que restam hoje, nas cinco represas do manancial, cerca de 90 bilhões de litros. Se a Taiaçupeba, segundo maior reservatório do sistema, estivesse operando com capacidade máxima, o volume poderia ser de 137 bilhões de litros, ou 26,3% da capacidade total do Alto Tietê, que só fica atrás do Sistema Cantareira em volume armazenável.

GERALDO ALCKMIN RECEBE ALTA E DEIXA O HOSPITAL

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição, recebeu alta no final da manhã deste domingo do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), onde estava internado desde a tarde de sexta‐feira. Alckmin foi submetido a tratamento de uma infecção intestinal causada por bactéria. Segundo o boletim médico divulgado pelo hospital neste domingo, o governador continuará a tomar medicamentos e foi recomendado “repouso relativo”. Na noite de sábado, Alckmin cancelou sua participação no debate promovido pela TV Bandeirantes entre os postulantes ao governo do Estado. Ele foi submetido a uma avaliação da equipe que o atende, liderada pelo secretário estadual de Saúde David Uip. O tucano, que possui histórico de problemas gastrointestinais, decidiu cortar a quantidade de café que consome diariamente, justamente por causa das dores no estômago. O governador não tem o hábito de almoçar e chega a tomar até dezoito xícaras de café por dia.

DILMA MUDA O TOM E RECONHECE QUE A PETROBRAS NÃO ESTÁ IMUNE À CORRUPÇÃO

A presidente Dilma Rousseff mudou o tom diante das irregularidades na gestão da Petrobras no governo do PT. Neste domingo, em entrevista coletiva convocada por sua campanha à reeleição, a presidente-candidata foi questionada sobre as consequências da delação premiada aceita por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal preso na operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Dilma não comentou diretamente a delação, mas adotou um discurso diferente do que vinha repetindo nas últimas semanas: "Se pessoas cometeram erros, malfeitos, crimes, atos de corrupção, isso não significa que as instituições tenham feito isso. Não se pode confundir as pessoas com as instituições", disse ela, que até agora costumava apenas criticar o "uso eleitoral" das denúncias envolvendo a Petrobras. Dilma também afirmou que não há instituição imune a irregularidades: "Nas empresas, inclusive nas que vocês trabalham, pode ocorrer isso. Não existe nenhuma instituição acima de qualquer suspeita quando se trata de seus integrantes", afirmou. A presidente comentou ainda uma afirmação dada por Marina Silva, candidata do PSB. Em um comício no Recife neste sábado, a sucessora de Eduardo Campos afirmou que o presidente da República não precisa ser um gerente. Dilma respondeu: "Essa história de que o governo não precisa de ter cuidado com a execução de suas obras ou obrigação de entregá-las é uma temeridade". A presidente disse que isso é algo de quem "nunca teve experiência administrativa" e fez uma ironia: "Acho que o pessoal está confundindo o presidente da República com algum rei ou rainha de algum país constitucional". As declarações de Dilma foram dadas em uma rápida entrevista coletiva convocada por sua equipe da campanha e realizada no Palácio da Alvorada, a residência oficial da presidente. Os pronunciamentos diários da petista se tornaram rotina nessa época de eleição, mesmo quando não há anúncios a fazer. Neste domingo, por exemplo, Dilma abriu a coletiva anunciando que almoçaria em seguida com Lira Neto, autor da biografia do ex-presidente Getúlio Vargas.

EM VISITA A IDOSOS, AÉCIO NEVES PROMETE REAJUSTAR APOSENTADORIAS

Aécio Neves afirmou neste domingo, no Rio de Janeiro, que vai criar um mecanismo de reajuste para aposentadorias e o benefício de prestação continuada (BPC), pago a maiores de 65 anos com renda per capita familiar inferior a um quarto do salário mínimo. De acordo com o presidenciável, os aposentados terão um aumento anual nas pensões que leve em conta a variação de uma cesta de preços de remédios, além da manutenção da regra de reajuste atual, que acompanha a variação da inflação oficial do ano anterior e do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. “Incorporaremos além do aumento real do salário mínimo, que continuará a ser praticado no nosso governo, um aumento especial para os aposentados levando em consideração, além do índice acertado, também o aumento de medicamentos. Será a primeira sinalização clara de que aposentados e idosos do Brasil começarão a ter tratamento diferenciado”, afirmou Aécio Neves. Ainda vai ser decidido quais remédios de uso contínuo terão preço monitorado para embasar o reajuste das aposentadorias. A medida foi anunciada em discurso a idosos hospedados no Abrigo Cristo Redentor, que pertence à União, mas hoje é administrado pela Secretaria Estadual de Assistência Social do Rio de Janeiro. No abrigo, Aécio conversou com idosos e visitou as instalações do local. O governo do Rio impediu que jornalistas acompanhassem o momento em que o presidenciável visitou quartos. Em confraternização com idosos preparada por funcionários do governo estadual, o candidato cantou a música “Amizade Sincera”, de Renato Teixeira, abraçado com a idosa Arlete Severino da Silva. Antes, dançou com Ladir Rodrigues, outra hóspede do abrigo. Aécio também divulgou o programa “Digna Idade”, que prevê a qualificação de cuidadores de idosos e a criação de asilos públicos.

JUSTIÇA BRASILEIRA AUTORIZA A BLACK BLOC SININHO PARA VIAJAR E DAR PALESTRA

A 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro autorizou a black bloc Elisa Quadros, a Sininho, a viajar no sábado para Recife, em Pernambuco. O advogado de Sininho pediu que ela fosse liberada para participar do 34º Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia, na Universidade Federal do Pernambuco. Sininho viajou na manhã de sábado e volta no dia 30 de agosto. Na requisição apresentada à Justiça pelo advogado Marino D'Icarahy, foram anexadas cópias das passagens aéreas e uma declaração de Tainá Christine da Conceição Peixoto, membro da comissão organizadora do encontro. D'Icarahy menciona que as passagens foram pagas pelos organizadores do evento. De acordo com a declaração feita pelos integrantes da UFPE e organizadores do encontro de psicologia, a ativista "debaterá a atual situação da educação pública e os movimentos sociais". A Justiça precisou autorizar a viagem porque Sininho responde em liberdade a processo por associação criminosa armada, junto com outros 22 black blocs. Sininho terá de se apresentar na 27ª Vara Criminal às 11h do dia 1º de setembro. Outro black bloc tentou, mas não conseguiu autorização para viajar. Ele alegou que iria passar férias na Europa com a família, mas não teve o pedido atendido pela Justiça.

OMS TEM PRIMEIRO FUNCIONÁRIO INFECTADO POR EBOLA

Um funcionário da Organização Mundial de Saúde (OMS) foi infectado pelo vírus ebola – é o primeiro caso registrado dentro da instituição. O comunicado feito pela OMS e divulgado neste domingo aponta que um de seus colaboradores na África inoculou vírus que já matou 1,3 mil pessoas. Segundo a nota, que não especifica o nome do funcionário, ele estava em Serra Leoa e é especialista em epidemiologia. A OMS garante que o funcionário receberá "o melhor tratamento possível" e admite que considera a possibilidade de enviar o doente a outro centro de atendimento. Desde o início da crise, a OMS mandou para a região cerca de 400 especialistas, entre eles brasileiros. Nos países mais afetados pela doença, um total de 225 médicos e enfermeiras locais acabaram contraindo a doença ao lidar com os pacientes – 130 deles morreram. Em sua defesa, a OMS insiste que sabe dos riscos que esses profissionais enfrentam para cumprir seu trabalho. Mas garante que a entidade oferece aos colaboradores acesso a equipamentos apropriados. O primeiro cidadão britânico infectado com o vírus ebola será levado para tratamento no Reino Unido em um jato enviado pela Força Aérea Real. O britânico, que não teve sua identidade revelada, estava trabalhando em um centro de tratamento de ebola também em Serra Leoa. De acordo com o diretor de comunicações do Ministério da Saúde de Serra Leoa, Sidie Yayah Tunis, o paciente foi levado em uma ambulância ao principal aeroporto do país, na cidade de Lungi, e seria transferido para o Reino Unido ainda neste domingo. Segundo o Departamento de Saúde da Grã-Bretanha, o paciente será tratado no Hospital Royal Free, em Londres, que conta com uma unidade isolada para doenças infecciosas. De acordo com a OMS, Serra Leoa já registrou 910 casos de ebola, com 392 mortes.

ESTADOS UNIDOS CONFIRMAM LIBERAÇÃO DE JORNALISTA FEITO REFÉM

O secretário de Estado americano, John Kerry, confirmou neste domingo a libertação do jornalista americano Peter Theo Curtis, sequestrado há quase dois anos na Síria, e assegurou que seu país seguirá trabalhando para conseguir a liberdade de outros reféns americanos nesse país."Após uma semana marcada por uma tragédia inefável, todos estamos aliviados e agradecidos sabendo que Theo Curtis está voltando para casa", disse Kerry em comunicado.

INGLATERRA ESTÁ PERTO DE IDENTIFICAR O TERRORISTA ISLÂMICO QUE FOI CARRASCO DO JORNALISTA AMERICANO DECAPITADO

As autoridades britânicas estão perto de identificar o jihadista mascarado do Estado Islâmico (EI) que decapitou o jornalista americano James Foley, disse Peter Westmacott, embaixador britânico em Washington, neste domingo."Não posso dizer mais do que isto, mas sei por meus colegas que estamos próximos", disse Westmacott. O jornal Sunday Times, citando fontes não identificadas do governo, informou que os serviços de inteligência MI5 e MI6 identificaram o jihadista suspeito de ter matado Foley, mas as fontes não divulgaram seu nome. Até agora, sabe-se apenas que ele é de origem britânica. O executor aparece em um vídeo decapitando Foley e ameaçando matar outro refém americano se o presidente Barack Obama não mudar sua política no Iraque. O inglês falado pelo combatente no vídeo tem forte sotaque britânico. Westmacott disse que cerca de 500 britânicos viajaram para Síria e Iraque para se juntar ao movimento jihadista. O secretário de Relações Exteriores britânico, Philip Hammond, declarou em um artigo publicado no Times de Londres que o assassinato de Foley foi uma "alta traição ao país"."É horrível pensar que quem cometeu esse ato odioso tenha sido criado na Grã-Bretanha", escreveu Hammond.

MARINA SILVA AFIRMA ESPERAR APOIO DE JOSÉ SERRA

Em seu primeiro dia de campanha de rua, no Recife, capital do Estado que foi governado por Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo, a nova candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou que, se eleita, irá governar com a ajuda de bons quadros de outros partidos, como o PT e o PSDB. Ela citou nominalmente o senador petista Eduardo Suplicy e o ex-governador tucano José Serra.“A nossa política de alianças vai ser respaldada pela sociedade brasileira. Eu sempre disse, desde 2010, que nós haveremos de ter maioria para governar com a ajuda dos homens e mulheres de bem do Congresso Nacional que existem em todos os partidos”, afirmou Marina Silva. “O PT de (Eduardo) Suplicy não vai nos faltar. Eu até te digo mais, mesmo que estejamos em palanques diferentes, se não for o Suplicy e for o (José) Serra, eu tenho certeza que ele não vai nos faltar. Porque não é possível que as pessoas não aprendam que nós temos que nos libertar da velha República”, disse, citando os candidatos petista e tucano ao Senado. Marina foi contra a aliança do PSB com os tucanos em São Paulo. Mesmo tendo assumido a cabeça de chapa no lugar de Campos, ela se recusa a apoiar a reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Ao lado do deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), indicado para a vice, Marina caminhou por cerca de 1h30 pelas ruas do bairro Casa Amarela, região pobre de Recife,com calçadas esburacadas e esgoto a céu aberto.Na terra do ex-companheiro de chapa, Marina fez um discurso cheio de referências a ele. Além de citar bandeiras do ex-governador, como a educação em tempo integral, repetiu o mote usado por Campos quando ele visitava cidades nordestinas. “O Nordeste não é um problema para o Brasil, é a solução”, afirmou ela, do alto de um palanque montado no meio da rua.

ESTOURO DE PRAZO EM OBRA DO PAC CHEGA A 88%

Sete anos após o lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), as grandes obras, chamadas estruturantes, ainda derrapam no cronograma e no orçamento. Em média, cada projeto tem estendido em 88% o prazo original de conclusão da obra, revela um levantamento feito pela consultoria Inter.B, do especialista Cláudio Frischtak. Um dos principais reflexos de tanto atraso é o aumento dos preços, que varia entre 28% e 64%.O trabalho avaliou as 16 maiores obras do setor de logística, energia e saneamento, que hoje somam R$ 83 bilhões de investimentos – R$ 21 bilhões a mais que a previsão inicial. O cardápio de justificativas para o atraso e alta de custos inclui as reclamações recorrentes, como dificuldade para conseguir licenças ambientais, complicações nos acordos de desapropriação, greves e manifestações.Os números e as causas explicam a proliferação de expressões como “excludente de responsabilidade” e “reequilíbrio econômico financeiro” nos corredores das agências reguladoras, em Brasília. Com o estouro do orçamento e do prazo para início de operação, as empresas tentam escapar das punições decorrentes do descumprimento dos contratos e recompor os ganhos previstos inicialmente. “O sistema não está funcionando porque há uma quantidade enorme de recursos públicos nos projetos. O financiamento é público, as garantias são públicas. Assim, o risco do setor privado diminui”, afirma Frischtak. Na avaliação dele, esse é o resultado de um ambiente de incerteza regulatória e instabilidade macroeconômica: “Nesse cenário, só se consegue tirar alguns projetos do papel compensando algumas questões". O professor da Fundação Dom Cabral, Paulo Resende, entende que a origem dos problemas é a ausência de um projeto executivo: “Na Europa e nos Estados Unidos, há mais de 30 anos não se licita uma obra sem antes o governo fazer um projeto executivo". O resultado de pular essa etapa, diz Resende, é que as surpresas técnicas vão surgindo no meio do caminho, seja na parte de geologia ou no licenciamento ambiental: “Isso criou a cultura do atraso e do aditivo contratual". Um exemplo disso, conforme o levantamento da Inter.B, é a Ferrovia Transnordestina, que já tem mais de 45 meses de atraso e R$ 2,1 bilhões de acréscimo no preço (o valor inicial era R$ 5,4 bilhões). Apesar da extensão do prazo, atualmente apenas 41% das obras estão concluídas. As obras da estatal Valec também sofrem do mesmo mal. A Ferrovia Norte Sul já teve inúmeras revisões no cronograma, paralisações e aumento nos preços. O trecho entre Ouro Verde (GO) e Estrela d’Oeste (SP) tem 61,35% das obras concluídas e deve demorar um ano a mais que o previsto anteriormente. A estatal disse que a primeira remessa das 10 mil toneladas de trilhos compradas em abril começou a chegar semana passada no Porto de Santos, o que deverá garantir a retomada do ritmo das obras. Os prazos dos projetos de transporte têm aumentado, em média, 92%. “De todos os setores, os investimentos de logística têm ficado aquém da meta”, afirma o diretor de linhas especiais da Chubb do Brasil Cia de Seguros, Eduardo Viegas. Ele conta que o volume de endosso das apólices (de seguro garantia, por exemplo) aumentou 30% com as prorrogações nos prazos nos diversos setores da infraestrutura. “Toda vez que há uma mudança nos prazos de um contrato, temos de endossar a apólice.”No setor de energia elétrica, um dos problemas mais graves tem sido a explosão dos preços. Segundo a Inter.B, os empreendimentos analisados, entre eles Jirau, Belo Monte e Angra 3, tiveram um acréscimo de R$ 14 bilhões nos valores originais, de R$ 49,6 bilhões para R$ 63,7 bilhões. “Dos 101 projetos destacados pelo governo como os mais importantes do PAC1, 27 não foram concluídos ainda e 4 foram abandonados” afirma Luciano Amadio, presidente da Associação Paulista de Empresários de Obras Pública (Apeop). No setor de saneamento, o levantamento da Inter.B mostra cinco obras que deveriam estar prontas em 2011 e 2012, mas que só serão entregues no fim deste ano ou em 2015. Uma foi entregue em fevereiro, caso do Abastecimento de Água em Manaus. Previsto para novembro de 2011, o projeto foi concluído com 27 meses de atraso. Em compensação, a obra de Saneamento Integrado de Vitória (ES) deveria ter sido concluída em dezembro de 2012. Se tudo correr bem, ficará pronta em dezembro de 2015. Por enquanto, só 69% das obras estão prontas.

MARINA SILVA VAI LANÇAR PLANO DE GOVERNO DIA 29

A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, anunciou na sexta-feira que o programa de governo de sua campanha será lançado no dia 29 de agosto, em São Paulo. Segundo ela, o conteúdo do projeto é o "mesmo que foi elaborado junto com Eduardo Campos", morto em um acidente aéreo na semana passada. Entre os pontos definidos da cartilha, ela destacou o passe livre para estudantes e a educação em tempo integral. A data foi acertada em reunião com o candidato a vice, Beto Albuquerque, e a nova coordenadora de campanha, Luiza Erundina. "A base de continuidade da nossa campanha é o nosso programa. Ele já estava feito. Com ele, todos nós concordávamos e continuamos concordando", afirmou.

POLÍCIA FEDERAL PRENDE FRAUDADORA DA PREVIDÊNCIA QUE RESPONDE A 211 PROCESSOS

A Polícia Federal prendeu na manhã de sexta feira, 22, em Guarulhos, na Grande São Paulo uma ex-funcionária do INSS. R.H.M, segundo a Polícia Federal, é “uma das mais procuradas fraudadoras da Previdência Social no Brasil”. Condenada por fraudes no pagamento de benefícios previdenciários, a ex-funcionária do INSS tinha contra si expedidos 27 mandados de prisão. Após 3 meses de investigação, a Polícia Federal conseguiu localizar e prender a mulher, de 58 anos, no momento em que chegou em uma clínica para tratamento odontológico. R. H. M. trabalhou como agente administrativa no posto do INSS localizado no Brás, região central da capital de São Paulo, e foi demitida por “comprovado envolvimento em fraudes para concessão de aposentadorias e outros benefícios”. Atualmente, ela responde a 211 processos criminais na Justiça Federal.

ATAQUE DE MILÍCIA XIITA A MESQUITA SUNITA DEIXA 68 MORTOS NO IRAQUE

Ao menos 68 pessoas foram mortas quando uma milícia xiita abriu fogo dentro de uma mesquita sunita iraquiana na província de Diyala, leste do país, na sexta-feira, disse um funcionário do necrotério local. A violência sectária pode prejudicar os esforços do novo primeiro-ministro do Iraque, o xiita moderado Haider al-Abadi, de formar um novo governo que possa unir os iraquianos na luta contra o grupo Estado Islâmico, formado por militantes sunitas que assumiram o controle de grandes áreas no norte do país. Ambulâncias transportaram os corpos da cidade de Baquba, principal cidade de Diyala, onde milícias xiitas treinadas pelo Irã são poderosas e agem impunemente. Ataques a mesquitas são atos de grande sensibilidade no Iraque, e no passado levaram a uma série de contra-ataques e vinganças.

VIADUTO DA COPA EM CUIABÁ É FECHADO POR APRESENTAR FALHA ESTRUTURAL

Menos de seis meses após ser entregue para uso, um dos viadutos construído para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) apresenta problemas de engenharia e deve ficar interditado por pelo menos 120 dias. O uso do viaduto já havia sido suspenso há 15 dias depois da constatação de "pequenas fissuras" para monitoramento. Em nota o Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, formado pelas empresas CR Almeida SA Engenharia de Obras, CAF Brasil Indústria e Comércio SA, Santa Bárbara Construções SA e Astep Engenharia Ltda, comunicou que o detalhamento da reestruturação acontecerá em 12 dias. "Após este período será possível quantificar, planejar a metodologia dos serviços necessários, e estabelecer o prazo para execução dos serviços decorrentes da reestruturação". Com o formato de ferradura, o viaduto tem 278 metros de extensão. É constituído de duas faixas de circulação em apenas um sentido, sendo usado como alça de retorno para os motoristas que estiverem trafegando no sentido centro-bairro da região oeste de Cuiabá e quiserem retornar á região central da capital. Além deste, outros dois viadutos para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá, também de responsabilidade do consórcio, apresentaram falhas segundo relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso: o viaduto do aeroporto em Várzea Grande e outro na Avenida Fernando Corrêa da Costa, no trecho de acesso ao campus da Universidade Federal de Mato Grosso. De acordo com o relatório, em ambos não existem as juntas de dilatação dos trilhos (espaços entre as partes de uma estrutura que precisam ser deixados para que os materiais possam dilatar e expandir segundo a variação de temperatura). "Esta falha impedirá a livre movimentação da estrutura de concreto, provocando fissuras no viaduto" , aponta o relatório.

ARRECADAÇÃO SOMA R$ 98,8 BILHÕES NO MÊS PASSADO, O PIOR RESULTADO PARA O MÊS DE JULHO DESDE 2010

A arrecadação federal somou 98,816 bilhões de reais no mês passado, com queda real de 1,6% sobre um ano antes, pior resultado para julho desde 2010 influenciado pela desaceleração da economia e que coloca ainda mais em xeque a meta de superávit primário neste ano. A Receita Federal informou na sexta-feia que, no mês passado, o recolhimento de impostos e contribuições foi afetado pela queda da produção industrial e da venda de bens e serviços, além da renúncia tributária de 8,108 bilhões de reais. Diante desse quadro, informou o secretário-adjunto da Receita, Luiz Fernando Teixeira, a previsão de expansão real - já descontada a inflação - de 2% na arrecadação neste ano não será cumprida. Em linha com a economia fraca, o recolhimento dos principais tributos federais recuou, em termos reais, em julho deste ano em comparação a um ano antes: Imposto sobre Importação (-17,54 por cento), Cofins (-8,05 por cento) e Imposto de Renda total (-0,60 por cento). No acumulado do ano, a arrecadação somou 677,410 bilhões de reais até julho, praticamente estagnada em relação a igual período do ano anterior, mostrando variação real positiva de apenas 0,01%. Neste período, a renúncia tributária por desonerações somou 58,813 bilhões de reais, ante 42,257 bilhões de reais nos sete primeiros meses do ano passado. A arrecadação fraca e a dificuldade de controle das contas públicas ameaçam o cumprimento da meta de superávit primário do setor público consolidado deste ano, de 99 bilhões de reais, ou 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

A PETROBRAS QUER REAJUSTE NO PREÇO DE COMBUSTÍVEIS APESAR DA QUEDA NA DEFASAGEM COM PREÇOS INTERNACIONAIS

A Petrobras continuará reivindicando o reajuste dos preços dos combustíveis, apesar da recente redução da defasagem entre os preços praticados no mercado interno e externo, que tem gerado prejuízo para a estatal. Os preços de petróleo no mercado externo atingiram as mínimas de vários meses, pressionando na mesma medida os preços dos combustíveis que a estatal compra no mercado global para atender a demanda interna. As cotações do petróleo Brent, referência do mercado internacional, do petróleo nos Estados Unidos acumulam queda de cerca de 10 dólares por barril desde junho. O cenário de preços menores no Exterior dá um alívio ao caixa da empresa, cujo acionista controlador, o governo federal, não permite o repasse aos consumidores brasileiros dos preços mais elevados praticados no exterior, para não pressionar a inflação. "Se continuar assim a tendência é de uma convergência no momento atual, mas houve divergência até pouco tempo", afirmou uma fonte. No primeiro semestre, a estatal importou 415 mil barris de derivados de petróleo por dia, 31% acima do registrado no mesmo período de 2013, de 318 mil barris/dia. Segundo um estudo da GO Associados divulgado na quinta-feira, a defasagem do preço da gasolina no Brasil ante o valor registrado nas refinarias nos EUA deve ficar em 11% em agosto, abaixo da defasagem de 13% em julho e dos 18% de junho. Esse percentual é o menor registrado pela consultoria desde novembro do ano passado, quando houve o último reajuste do combustível no Brasil, de 4% nas refinarias. Segundo o estudo, a diferença do preço do diesel --combustível mais vendido pela Petrobras-- deverá ficar neste mês em 4% cento, menor nível desde o início dos registros pela consultoria em agosto de 2013. Em agosto do ano passado, a defasagem do diesel ante a cotação externa era de 22%. As fortes importações de combustíveis têm pressionado o caixa da Petrobras. No segundo trimestre a área de abastecimento, responsável pela compra e venda de combustíveis, registrou prejuízo de 3,9 bilhões de reais. Para que a situação da empresa melhore e o caixa seja menos pressionado, além de um reajuste nos preços dos combustíveis, a Petrobras precisaria aumentar a produção interna de petróleo e ampliar sua capacidade de refino. Uma das apostas é a entrada em operação da Refinaria do Nordeste (Rnest) no mês de novembro. A construção de duas novas unidades de processamento, Premium 1 e 2, no Nordeste do País, estão no Plano de Negócios da Petrobras, mas a viabilidade econômica dos projetos ainda não foi comprovada. Com a entrada das unidades, o Brasil poderá eventualmente se tornar autossuficiente na produção de óleo diesel.

PETROBRAS ENVIA AO TCU DOCUMENTOS SOBRE TRANSFERÊNCIA DE IMÓVEIS DE GRAÇA FOSTER

A Petrobras enviou na quinta-feira, 21, ao Tribunal de Contas da União (TCU) documentos para tentar comprovar que a transferência de três imóveis da presidente da empresa, Graça Foster, aos seus filhos foi iniciada em junho do ano passado, antes da decisão de 23 de julho deste ano, quando o Tribunal anunciou o bloqueio dos bens dos diretores envolvidos na negociação da refinaria de Pasadena. Em nota oficial, a empresa ressalta que o envio dos documentos ocorreu voluntariamente e não por determinação do TCU. Entre os documentos enviados estão avaliações dos imóveis, obtenção de certidões, verificação do valor dos custos e tributos incidentes, elaboração das minutas de escrituras e sua posterior formalização, além de registros imobiliários. O texto divulgado pela companhia destaca ainda que, até o momento, não há qualquer decisão do Tribunal de incluir o nome de Graça no acórdão que decidiu pelo bloqueio de bens de ex-diretores da estatal. "Na decisão de julho de 2014 não foi mencionado o nome da presidente Graça Foster", informa a nota oficial.

OMS ALERTA PARA "ZONAS OCULTAS" DE CASOS DE EBOLA; NÚMERO DE MORTOS JÁ PASSOU DE 1.427

A escala do pior surto de Ebola da história foi mascarada pelas famílias que ocultaram seus parentes infectados em casa e pela existência de “zonas fantasma” onde os médicos não chegam, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na sexta-feira. A agência da Organização das Nações Unidas (ONU) informou que o número de mortos chegou a 1.427, um aumento de 77 em relação à última atualização, e o de casos de Ebola a 2.615, nos quatro países afetados: Guiné, Libéria, Nigéria e Serra Leoa. A OMS emitiu um comunicado detalhando por que a epidemia no oeste da África foi subestimada depois das críticas de que reagiu muito devagar para conter o vírus mortífero, que agora se espalha sem controle. Um mês atrás, especialistas independentes fizeram questionamentos semelhantes. Segundo eles, o contágio pode ser pior que o relatado porque moradores suspeitos das áreas afetadas estão expulsando agentes de saúde e recusando tratamento. Os relatos subestimados de casos é um problema especialmente na Libéria e em Serra Leoa. A OMS afirmou estar trabalhando agora com os Médicos Sem Fronteiras (MSF) e o Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças dos Estados Unidos para produzir “estimativas mais realistas”. A chefe do MSF, que exortou a OMS a se empenhar mais, disse na quinta-feira que a luta contra o Ebola está sendo minada por uma falta de liderança internacional e de habilidades gerenciais de emergências. O estigma do Ebola coloca um sério obstáculo para deter o surto na Libéria, Guiné, Nigéria e em Serra Leoa, que tiveram mais vítimas do que qualquer episódio da doença, descoberta quase 40 anos atrás nas florestas do centro africano.

MINISTRO GILMAR MENDES DETERMINA ABERTURA DE INQUÉRITO CONTRA PAULINHO DA FORÇA SINDICAL

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, determinou à Polícia Federal que instaure um inquérito para apurar suposta participação do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, do partido Solidariedade, em crime de corrupção passiva. Conforme despacho assinado por Gilmar Mendes na quarta-feira, 20, há suspeita de venda de cartas sindicais, que seriam indispensáveis ao registro de sindicatos. Ao determinar a abertura do inquérito e a realização de diligências, o ministro do STF atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

DÓLAR ESTÁ SUBINDO E JÁ CHEGOU A R$ 2,28

O dólar cravou sua terceira sessão seguida de alta ante o real na sexta-feira, acompanhando o movimento visto ante as demais moedas, em meio aos sinais de aperto mais próximo da política monetária norte-americana e por fatos novos relacionados à crise na Ucrânia. No Brasil, os dados das contas externas divulgados pelo Banco Central também colaboraram um pouco para a pressão no câmbio. O dólar no balcão encerrou em R$ 2,280, com valorização de 0,62%. O giro foi de US$ 1,141 bilhão, com US$ 1 bilhão em D+2.

CESP REDUZ VAZÃO EM JUPIÁ E PORTO PRIMAVERA

A Cesp iniciou testes para reduzir a vazão dos reservatórios de Jupiá e Porto Primavera, de forma a possibilitar a recuperação do nível mínimo operacional do reservatório de Ilha Solteira. O procedimento tem início após decisão proferida pelo juiz federal Rafael Andrade de Margalho, de Jales (SP), a qual determinou a suspensão da geração de energia em Ilha Solteira. A Cesp informou que a vazão do reservatório de Jupiá será reduzida de 3.700 metros cúbicos por segundo para 2.500 metros cúbicos por segundo. Já a vazão de Porto Primavera passará de 4.300 metros cúbicos ´pr para 3.000 metros cúbicos por segundo. O início dos testes, segundo a estatal paulista, foi autorizado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A usina Ilha Solteira, por sua vez, continua operando, "de acordo com a programação estabelecida pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)", destacou a estatal paulista. Procurado, o ONS informou que advogados estão em contato com o juiz em Jales para discutir a decisão proferida na quarta-feira passada, dia 20. A ação em questão foi ajuizada, de acordo com a Agência Brasil, por associações de piscicultores que reclamam prejuízos provocados pelo baixo nível das represas na região de Santa Fé do Sul (SP). Para garantir a recuperação do nível da água na região e evitar os danos causados aos piscicultores, o juiz determinou a suspensão das atividades em Ilha Solteira. O não cumprimento da ordem judicial está sujeito a uma multa diária de R$ 100 mil. A usina Ilha Solteira é o principal complexo gerador da Cesp, com capacidade instalada de 3.444 MW, o dobro da capacidade instalada das usinas de Jupiá e Porto Primavera de forma conjunta. Juntas, as duas usinas têm capacidade para gerar 3.091 MW.

LUCIANA GENRO DIZ QUE O ALCAGUETE LULA "NUNCA FOI DE ESQUERDA"

Para Luciana Genro, do PSOL, as candidatas Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) estão do "lado errado" de muitas políticas defendidas pelas mulheres. A terceira candidata à Presidência da República a participar da série 'Entrevistas Estadão' afirmou que suas duas rivais na corrida pelo Planalto não abordam temas importantes como o direito às creches e a descriminalização do aborto. Para ela, o governo Dilma não é de esquerda e a representante do PSB é "de direita, como o PSDB". "Eu diria uma frase: não basta ser mulher, é preciso estar do lado certo. E Dilma e Marina defendem lados muito errados para os direitos das mulheres. Posições econômicas, por exemplo", disse Luciana. "O PT tinha grupos de esquerda dentro do partido, mas o Lula, por exemplo, se revelou nunca ser de esquerda, apenas de oposição", explicou. "Porque o Lula teve de fazer acordos e até o Mensalão para aprovar assuntos no Congresso? Eram medidas contrárias aos interesses do povo. Eu sou a favor de defender esses interesses e podem me chamar de populista. Para defender os interesses do capital, já existem partidos como PT e o PSDB". Defensora árdua de uma reforma tributária, a candidata do PSOL projetou que, se eleita, vai terminar com "a isenção de impostos de igrejas, bancos e operações na bolsa de valores" e quer maior taxação sobre fortunas acima de R$ 50 milhões declarados. "A própria Receita deve ter uma forma de fiscalização mais forte, aprimorando o controle sobre o patrimônio, tamanha é a concentração de renda no País: temos 15 famílias que acumulam a riqueza que equivale a dez vezes o que se gasta com o Bolsa Família, ou seja, R$ 260 bilhões", diz Luciana Genro.

POLÍCIA PRENDE UM DOS LÍDERES DO PCC NO ABC PAULISTA

A Polícia Civil de São Paulo prendeu na sexta-feira, em Santo André, no ABC paulista, Márcio Vital do Santos, conhecido como "Tucano". Segundo as investigações, Santos é um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) na região  – chamados de "torres", no jargão dos bandidos. Em 2009, policiais prenderam sua mulher, Patrícia Ferreira Rosa, na residência do casal, na Zona Leste de São Paulo. Nesse endereço funcionava um escritório do PCC. No local, os policiais encontraram 615.000 reais, dez celulares, notebooks, um relógio Rolex e documentos sobre a movimentação financeira do PCC. Patrícia foi detida com Bianca Laureano, mulher de Claudécio Alves dos Santos, conhecido como Décio, também membro da facção.

BNDES LUCRA R$ 5,741 BILHÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE

O BNDES registrou lucro líquido de 5,471 bilhões de reais no primeiro semestre de 2014, resultado 67,8% maior do que o visto em igual período de 2013. Conforme nota divulgada na sexta-feira pela instituição, o lucro foi impulsionado pelo bom desempenho da empresa de participações do banco, a BNDESPar. De janeiro a junho, a BNDESPar lucrou 2,148 bilhões de reais, superando em 236,4% o valor do primeiro semestre do ano passado. Além da BNDESPar, o lucro do banco de fomento incorporou os resultados também da Finame, agência de financiamento a vendas de máquinas e equipamentos. A atividade bancária em si teve resultado semestral de 2,994 bilhões de reais, ante 1,969 bilhão de reais em 2013, enquanto a Finame lucrou 330,9 milhões de reais (abaixo dos 443,9 milhões de reais do ano passado). Ainda de acordo com o BNDES, contribuiu para o lucro o "crescimento de 108,2% do resultado com participações societárias, que passou de 1,779 bilhão de reais no primeiro semestre de 2013 para 3,703 bilhões de reais no mesmo período deste ano". O BNDES também reportou aumento de 19,3% do resultado de intermediação financeira, registrando 5,994 bilhões de reais no primeiro semestre, ante 5,025 bilhões de reais na primeira metade do ano passado.

ARGENTINA RESTRINGE EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA

As principais entidades agrícolas da Argentina informaram que o governo federal restringiu as exportações de carne bovina, em mais um capítulo da disputa entre a indústria e a presidente Cristina Kirchner. "A Confederação Rural Argentina rejeita a medida do governo nacional para interromper as exportações de carne bovina, sendo mais uma medida estranha, errada e negativa para todo o setor agrícola", disse a associação de produtores em um comunicado. Porta-vozes do governo não comentaram sobre a possível interrupção das vendas ao exterior da Argentina. O país é um dos principais exportadores de carne bovina no mundo, apesar da redução dos embarques nos últimos anos. Há anos o governo federal restringe as exportações de carne, milho e trigo para garantir o abastecimento local de alimentos e evitar aumentos de preços. Estimativas privadas apontam que o país registra inflação de mais de 30% ao ano. "Mais uma vez assistimos a mesma decisão autoritária para, na prática, bloquear as exportações de carne, medida que foi o início da crise no setor em 2006", afirmou a Sociedade Rural Argentina em comunicado. A Argentina exportou 201.688 toneladas de carne bovina em 2013, no valor de 981 milhões de dólares, segundo dados do Ministério da Agricultura. O país embarcou 84.453 toneladas nos primeiros seis meses deste ano, totalizando 437 milhões de dólares. Já em 2005, último ano em que as exportações não foram limitadas, as exportações chegaram a 771.427 toneladas.

CONTA DE TRANSAÇÕES CORRENTES FICA NEGATIVA EM US$ 6,01 BILHÕES EM JULHO

O resultado das transações correntes do Brasil com outros países teve mais um mês negativo em julho. De acordo com dados divulgados na sexta-feira pelo Banco Central, foi registrado déficit de 6,018 bilhões de dólares. Com isso, nos sete primeiros meses do ano, o rombo já chega a 49,330 bilhões de dólares, o que representa 3,74% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado ficou dentro das previsões de analistas da Agência Estado que esperavam saldo negativo entre 5 bilhões de dólares e 6,6 bilhões de dólares. A previsão do BC para julho, apresentada no mês passado, era de um saldo negativo de 6,7 bilhões de dólares. A conta de transações correntes abrange a importação e a exportação de bens e serviços e as transações unilaterais do Brasil com o Exterior. No acumulado de 12 meses até julho deste ano, o saldo negativo está em 78,394 bilhões de dólares, ou 3,45% do PIB. Dentre as contas que fazem parte do resultado das transações correntes, a da balança comercial ficou positiva em 1,574 bilhão de dólares em julho, enquanto a conta de serviços registrou déficit de 4,546 bilhões de dólares. O déficit nas transações correntes foi impactado pelo elevado gasto líquido de 2,353 bilhões de dólares com aluguel de equipamentos do país no exterior, cerca de 50% a mais do que a despesa de um ano antes (1,536 bilhão de dólares). O saldo líquido de gastos de brasileiros no Exterior com viagens (1,625 bilhão de dólares) bateu recorde em julho e também ajudou a compor o rombo. No mesmo mês do ano passado, a conta foi de 1,654 bilhão de dólares e, em junho deste ano, esses gastos somaram 1,204 bilhão de dólares. Os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED), por sua vez, somaram 5,898 bilhões de dólares em julho, acima dos 5,212 bilhões de dólares registrados no mesmo período de 2013. No acumulado do ano até o mês passado, o IED somou 35,162 bilhões de dólares, o equivalente a 2,66% do Produto Interno Bruto (PIB).

GASTOS DE BRASILEIROS NO EXTERIOR BATEM RECORDE EM JULHO

Os milhões de turistas que vieram ao Brasil assistir aos jogos da Copa do Mundo até ajudaram na conta de viagens internacionais do Banco Central, mas os brasileiros continuam gastando muito em seus passeios. Em julho, os brasileiros gastaram 2,415 bilhões de dólares, 20% a mais em julho na comparação com junho e 10% contra o mesmo mês de 2013. Este é um recorde mensal de toda a série histórica do Banco Central, apurada desde 1995. O último recorde havia ocorrido em abril deste ano, quando foram gastos 2,34 bilhões de dólares. Já os estrangeiros deixaram no país 789 milhões de dólares em julho, 46% maior do que no mesmo mês de 2013. Em junho, os gastos de turistas somaram 797 milhões de dólares, alta de 75% ante o ano passado. Normalmente os brasileiros que saem do País gastam até quatro vezes mais do que os estrangeiros no Brasil e o fato de o País ter sediado a Copa do Mundo amenizou um pouco o déficit da conta. Segundo o Banco Central, o saldo líquido de viagens internacionais (despesas de brasileiros menos de estrangeiros) ficou negativo em 1,625 bilhão de reais no mês passado, um pouco menor do que o visto em julho do ano passado (1,654 bilhão de dólares). Nos primeiros sete meses do ano, os brasileiros já gastaram aproximadamente 14,90 bilhões de dólares em suas viagens fora do país, enquanto as despesas de viajantes internacionais somam apenas 4,43 bilhões de dólares no mesmo intervalo. Entre janeiro e julho de 2013, os números eram de 14,40 bilhões (alta de 3,47%) e 4,02 bilhões de dólares (10,2% maior),

TESOURO DESEMBOLSA APENAS UM TERÇO DOS REPASSES NO PRIMEIRO SEMESTRE

O Tesouro só repassou um terço do montante previsto para 2014 em pagamentos e desembolsos a diversos setores, como agricultura, energia elétrica, exportações e investimentos. Os dados de execução do Orçamento mostram que foram desembolsados no primeiro semestre apenas 9,4 bilhões de reais dos 28,4 bilhões programados para todo o ano. Especialistas acreditam que os atrasos são uma estratégia do governo para inflar as contas públicas em um momento de receitas magras. O Tesouro consegue, assim, melhorar artificialmente em determinados meses o resultado das contas públicas, ao apresentar despesas menores do que aquelas efetivamente devidas. Os subsídios concedidos pelo próprio governo em sua estratégia de estimular a economia ajudam os setores a oferecer serviços e produtos a preços e financiamentos mais acessíveis aos consumidores. A Secretaria do Tesouro nega atrasos nos desembolsos, argumentando que nos contratos firmados não há data prevista para os tais pagamentos ocorrerem.

TRE NEGA PEDIDO DO PETISTA PADILHA CONTRA A TV GLOBO

O candidato petista ao governo do Estado, Alexandre Padilha, teve negado pela Justiça o pedido para ter a cobertura diária no SPTV, telejornal local da TV Globo. De acordo com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, caso o pedido de liminar feito pela coligação Para Mudar de Verdade fosse acatado, outros partidos sem representação poderiam entender ter o mesmo direito. O juiz Marcelo Coutinho Gordo destaca em sua decisão o alto número de legendas. "Em uma República como a nossa, onde se aglomeram mais de três dezenas de partidos políticos, existe a possibilidade teórica da candidatura de inúmeros indivíduos a cargos majoritários, alguns dos quais sem qualquer representatividade popular e que em nome de uma igualdade absoluta, poderiam reivindicar espaço em mídia televisiva, ainda que só para isso existissem", diz a decisão. Apesar de reconhecer a representatividade e as "raízes históricas e democráticas" do PT, o juiz diz que as regras da emissora são válidas. A Globo definiu que faria cobertura diária dos candidatos com 6% de intenção de votos. Na última pesquisa Datafolha, Padilha apresentou 5%.

CVM ACUSA EIKE BATISTA E EXECUTIVOS DE LUCRAR COM INFORMAÇÃO MANIPULADA NA BOLSA DE VALORES

A Comissão de Valores Mobiliários está acusando Eike Batista e outros sete diretores da petroleira OGX de manipular as informações divulgadas ao mercado e serem omissos quanto aos riscos enfrentados pela companhia em suas atividades exploratórias. A petroleira entrou em recuperação judicial em dezembro passado, depois de admitir que não conseguiria cumprir as promessas feitas aos investidores. Com a quebra da OGX, Eike Batista viu seu império de empresas de mineração, energia e logística, desabar. O ex-bilionário, que chegou a ser o sétimo homem mais rico do mundo, perdeu quase todo o seu patrimônio e deve hoje 1 bilhão de reais a credores, principalmente bancos. A CVM concluiu a peça acusatória no dia 18 de julho e encaminhou o processo RJ-2014-6517 ao Ministério Público Federal. Os executivos, que foram notificados no início de agosto, têm um mês para responder às acusações da autarquia. Eles agora serão julgados pela CVM e podem vir a ser processados pelo Ministério Público Federal. As punições podem variar de multa a perda do direito de administrar companhias com ações no mercado. No caso das acusações mais graves, podem chegar à prisão. O processo é o primeiro a encontrar evidências de que administradores da OGX lucraram com a manipulação de informações divulgadas ao mercado. Os principais acusados são dois executivos que compunham a cúpula da petroleira entre 2009 e 2012, Paulo Mendonça e Marcelo Torres, que eram de estrita confiança do empresário. Eike Batista, inclusive, chamava Mendonça de Dr. Oil. Eles decidiam praticamente sozinhos o que iria ou não ser divulgado para o mercado. Segundo a CVM, Mendonça e Torres lucraram 45 milhões de reais com a venda de ações da empresa logo depois de divulgar fatos relevantes com afirmações otimistas e sabidamente infundadas sobre as perspectivas de produção. Segundo o levantamento da Comissão de Valores Mobiliários, Mendonça, que era o principal executivo da empresa, e Torres, o responsável pela área de relações com investidores, venderam 20 lotes de ações em dois períodos diferentes. O primeiro foi entre 7 e 10 de dezembro de 2009, dias depois de uma sequência de fatos relevantes cheios de boas notícias. Em 30 de novembro, a OGX afirmou ao mercado ter encontrado indícios de hidrocarbonetos numa área da Bacia de Campos que depois ficou conhecida como Pipeline. Mendonça declarou na época: “dados preliminares indicam que esse é um dos melhores prospectos do Albiano que nossa equipe encontrou no Brasil". Em 3 de dezembro, em novo anúncio, a OGX confirmava ter encontrado naquela área uma “nova província petrolífera na parte sul da Bacia de Campos”. No dia 4, novo anúncio sobre a mesma área. Três dias depois de divulgar a “notícia” ao mercado, Torres e Mendonça começaram a vender as ações recebidas de Eike Batista como parte da remuneração, lucrando 15 milhões de reais cada um. A segunda leva de vendas de papéis por Mendonça e Torres aconteceu entre 9 e 16 de junho de 2011. Desta vez, Torres ganhou 10 milhões de reais com a negociação de suas ações e Mendonça, outros 4,2 milhões. Na defesa enviada à CVM, Mendonça e Torres disseram estar obedecendo a uma política da OGX e afirmaram que a venda de ações era prevista e autorizada por Eike Batista. Em resposta às indagações da CVM, numa fase anterior do processo, Eike Batista disse ter apenas seguido as recomendações de seus técnicos. Diz o processo:  “O senhor Eike Batista buscou se eximir da responsabilidade pelas divulgações das descobertas de hidrocarbonetos”. E conclui: “Nao é razoável o diretor-presidente, que também acumulava o cargo de presidente do Conselho de Administração e era o acionista controlador de uma companhia aberta, eximir-se da responsabilidade sobre a divulgação de mais de 50 fatos relevantes”. A CVM argumentou ainda que ele tinha, sim, interesse financeiro na valorização das ações, que inflava seu patrimônio. Entre 2009 e 2012, a OGX divulgou 54 notícias otimistas sobre as próprias descobertas. Apesar de os fatos relevantes com informações excessivamente positivas ou infundadas terem se sucedido por quatro anos, a CVM só começou a investigar a OGX depois de julho de 2013, quando a companhia admitiu que não produziria o óleo prometido, devolveu parte de seus blocos exploratórios à Agência Nacional do Petróleo (ANP) e suspendeu investimentos em outro bloco, o de Tubarão Azul, dando início ao processo que levou à recuperação judicial.

AVÓS DA PRAÇA DE MAIO ACHAM OUTRO NETO QUE TINHA SIDO SEQUESTRADO QUANDO NENÊ DURANTE A DITADURA MILITAR

A organização humanitária "Avós da Praça de Maio" informou, na sexta-feira, que encontrou o 115º neto sequestrado durante a ditadura argentina. O anúncio aconteceu duas semanas após o aparecimento de Guido Carlotto Montoya (Ignacio Hurban), neto da fundadora e líder histórica do grupo, Estela de Carlotto. As avós convocaram uma entrevista coletiva para as 19 horas de sexta-feira "para anunciar o feliz aparecimento da neta 115", afirmou a organização em um comunicado, sem revelar mais detalhes. O jornal "La Nación" informou que se trata de uma mulher que vive na Europa e que seria neta de outra fundadora da organização.

CPI DA PETROBRAS: AGORA OPOSIÇÃO TAMBÉM QUER APURAR A LIGAÇÃO ENTRE YOUSSEF E MARCOS VALÉRIO

A oposição vai convocar o empresário do ABC paulista Ronan Maria Pinto, e os sócios da Remar Agenciamento e Assessoria, para que expliquem na CPI da Petrobras por que um contrato de empréstimo entre eles e o operador do Mensalão do PT, Marcos Valério, estava no escritório da contadora do doleiro Alberto Youssef, investigado pela comissão. A existência do documento foi revelada na edição de sábado do jornal O Estado de S. Paulo. O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), afirmou que a contadora de Youssef, Meire Poza, também será questionada pela CPI sobre o contrato encontrado em seu escritório. O requerimento de convocação da contadora deve ser votado na próxima reunião da CPI. Youssef está preso, acusado de comandar um esquema de corrupção envolvendo contratos com a Petrobras. O documento revelado pelo Estado é o primeiro elo entre o esquema do doleiro e o operador do Mensalão do PT. "Com a delação premiada do Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras envolvido no esquema de Youssef, e com essa revelação do elo entre Valério, Ronan e Youssef, vamos conseguir desmontar o aparelhamento do Estado feito pelo PT. A revelação do contrato entre Valério e Ronan é uma prova de que o mensalão não foi totalmente apurado. E muita coisa do mensalão começou em Santo André", disse Bueno. O contrato apreendido pela Polícia Federal no escritório da contadora de Youssef é de um empréstimo de 6 milhões de reais entre a 2 S Participações LTDA, empresa de Marcos Valério, e a Expresso Nova Santo André, de Ronan Maria Pinto. O documento é assinado por Valério e a Remar Agenciamento e Assessoria. No último parágrafo do contrato, contudo, está escrito que a empresa de Ronan é a mutuária do empréstimo. Em depoimento ao Ministério Público no ano passado, Valério afirmou que dirigentes do PT pediram a ele 6 milhões de reais que seriam para o empresário Ronan Maria Pinto. O dinheiro serviria, segundo Marcos Valério, para que o empresário parasse de chantagear o ex-presidente Lula, o então chefe de gabinete pessoal de Lula, Gilberto Carvalho, hoje secretário-geral da presidente Dilma Rousseff, e o ex-ministro José Dirceu. Por trás das ameaças estaria a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), executado em janeiro de 2002. Sob suspeita de que foi um crime político, o caso foi encerrado pela polícia de São Paulo como crime comum. O nome da Expresso Nova Santo André, da qual Ronan Maria é sócio, aparece apenas no último parágrafo do contrato assinado por Marcos Valério e por um representante da Remar Agenciamento e Assessoria. No documento, contudo, esta claro que a empresa de Ronan é "mutuária" do acordo de empréstimo. A Remar está em nome de Oswaldo Rodrigues Vieira Filho e Salua Sacca Vieira.

AVÓS DA PRAÇA DE MAIO ACHAM OUTRO NETO QUE TINHA SIDO SEQUESTRADO QUANDO NENÊ DURANTE A DITADURA MILITAR

A organização humanitária "Avós da Praça de Maio" informou, na sexta-feira, que encontrou o 115º neto sequestrado durante a ditadura argentina. O anúncio aconteceu duas semanas após o aparecimento de Guido Carlotto Montoya (Ignacio Hurban), neto da fundadora e líder histórica do grupo, Estela de Carlotto. As avós convocaram uma entrevista coletiva para as 19 horas de sexta-feira "para anunciar o feliz aparecimento da neta 115", afirmou a organização em um comunicado, sem revelar mais detalhes. O jornal "La Nación" informou que se trata de uma mulher que vive na Europa e que seria neta de outra fundadora da organização.

CPI DA PETROBRAS: AGORA OPOSIÇÃO TAMBÉM QUER APURAR A LIGAÇÃO ENTRE YOUSSEF E MARCOS VALÉRIO

A oposição vai convocar o empresário do ABC paulista Ronan Maria Pinto, e os sócios da Remar Agenciamento e Assessoria, para que expliquem na CPI da Petrobras por que um contrato de empréstimo entre eles e o operador do Mensalão do PT, Marcos Valério, estava no escritório da contadora do doleiro Alberto Youssef, investigado pela comissão. A existência do documento foi revelada na edição de sábado do jornal O Estado de S. Paulo. O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), afirmou que a contadora de Youssef, Meire Poza, também será questionada pela CPI sobre o contrato encontrado em seu escritório. O requerimento de convocação da contadora deve ser votado na próxima reunião da CPI. Youssef está preso, acusado de comandar um esquema de corrupção envolvendo contratos com a Petrobras. O documento revelado pelo Estado é o primeiro elo entre o esquema do doleiro e o operador do Mensalão do PT. "Com a delação premiada do Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras envolvido no esquema de Youssef, e com essa revelação do elo entre Valério, Ronan e Youssef, vamos conseguir desmontar o aparelhamento do Estado feito pelo PT. A revelação do contrato entre Valério e Ronan é uma prova de que o mensalão não foi totalmente apurado. E muita coisa do mensalão começou em Santo André", disse Bueno. O contrato apreendido pela Polícia Federal no escritório da contadora de Youssef é de um empréstimo de 6 milhões de reais entre a 2 S Participações LTDA, empresa de Marcos Valério, e a Expresso Nova Santo André, de Ronan Maria Pinto. O documento é assinado por Valério e a Remar Agenciamento e Assessoria. No último parágrafo do contrato, contudo, está escrito que a empresa de Ronan é a mutuária do empréstimo. Em depoimento ao Ministério Público no ano passado, Valério afirmou que dirigentes do PT pediram a ele 6 milhões de reais que seriam para o empresário Ronan Maria Pinto. O dinheiro serviria, segundo Marcos Valério, para que o empresário parasse de chantagear o ex-presidente Lula, o então chefe de gabinete pessoal de Lula, Gilberto Carvalho, hoje secretário-geral da presidente Dilma Rousseff, e o ex-ministro José Dirceu. Por trás das ameaças estaria a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), executado em janeiro de 2002. Sob suspeita de que foi um crime político, o caso foi encerrado pela polícia de São Paulo como crime comum. O nome da Expresso Nova Santo André, da qual Ronan Maria é sócio, aparece apenas no último parágrafo do contrato assinado por Marcos Valério e por um representante da Remar Agenciamento e Assessoria. No documento, contudo, esta claro que a empresa de Ronan é "mutuária" do acordo de empréstimo. A Remar está em nome de Oswaldo Rodrigues Vieira Filho e Salua Sacca Vieira.

TESOURO NACIONAL PEDE 3 BILHÕES DE REAIS DE DIVIDENDOS DO BNDES

O Tesouro Nacional pediu ao BNDES mais cerca de 3 bilhões de reais em dividendos, para engordar as receitas públicas ainda este mês, segundo fontes do governo. Com isso, os valores pagos pelo banco à União chegarão a 7,8 bilhões de reais desde janeiro. Os dividendos dos lucros das estatais deverão adicionar 27 bilhões de reais às receitas do governo até o fim do ano, nos cálculos do economista Felipe Salto, da Tendências Consultoria. Serão peça fundamental para o superávit primário, o saldo positivo entre receitas e despesas públicas, sem contar juros. "Agosto vai vir mais forte em dividendos", disse uma fonte próxima ao Tesouro. Segundo a fonte, agosto é chave porque as contas públicas do quadrimestre serão fechadas e o superávit primário está "muito abaixo" da meta.

NA BAHIA, CARLISTAS E DEM RESSURGEM CONTRA O PT

No dia 3 de outubro de 2010, o sindicalista Jaques Wagner, ex-ministro do governo Lula, foi reeleito com esmagadora maioria em primeiro turno para mais um mandato à frente do governo da Bahia. Desbancou com facilidade o ex-governador Paulo Souto (DEM), aliado fiel do do ex-senador Antonio Carlos Magalhães, morto em 2007, e Geddel Vieira Lima (PMDB), então deputado e também ex-ministro de Lula. O PT comandaria por oito anos o quarto maior colégio eleitoral do País, com mais de 10 milhões de votos, reduto estratégico para a vitória da petista Dilma Rousseff. Quatro anos depois, o antigo prestígio do PT derreteu. Por ter comprado sucessivas brigas com policiais militares e professores e ter prometido dezenas de obras que não saíram do papel, nem os candidatos do PT querem aparecer ao lado de Jaques Wagner no material de campanha. Entre aspirantes a deputado, banners com a foto do governador são raridade pelas ruas de Salvador. A aprovação do governo estadual não chega ao patamar de 30%, segundo pesquisas. Em quatro anos, Wagner não conseguiu preparar um sucessor e agora tenta aos trancos emplacar seu ex-chefe da Casa Civil, Rui Costa, neófito nas urnas. Do outro lado, o trio DEM-PSDB-PMDB decidiu unir forças para retomar o comando do Estado. Costurada pelo candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, mas com articulação direta do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), estão juntos neste ano antigos desafetos. Líder nas pesquisas de intenção de votos, o ex-governador Paulo Souto, candidato ao governo, marcha ao lado do ex-adversário Geddel Vieira Lima (PMDB), que busca o Senado. Como vice-governador, o escolhido foi o tucano Joaci Goes. “As divergências passadas começaram a ser superadas em 2012. Há muito desgaste do governo e houve o convencimento de que era importante que fizéssemos a aliança mais ampla possível para enfrentar o governo e a máquina do PT nas eleições. Essa aliança estruturou e consolidou politicamente a chapa e passou a ser mais competitiva”, diz o ex-governador Paulo Souto.

TRIBUNAL DE CONTAS BARRA QUINTA LICITAÇÃO DE HADDAD

O Tribunal de Contas do Município suspendeu na sexta-feira licitação da gestão Fernando Haddad (PT) que previa a contratação de 32 empresas para fazer reformas de escolas, creches, postos de saúde e outros prédios onde funcionam serviços da prefeitura de São Paulo. A decisão foi do conselheiro João Antonio, a pedido do Ministério Público Estadual,  alegando que os critérios de contratação das empresas eram irregulares. A concorrência era de cerca de 100 milhões de reais. Em pouco mais de um ano e meio, o colegiado de cinco conselheiros do TCM já mandou paralisar, alegando irregularidades, 6 bilhões de reais em licitações da gestão petista. Entre outros processos paralisados pelo TCM, estão a construção de 150 quilômetros de corredores de ônibus (de 4,8 bilhões de reais) e a nova inspeção veicular (420 milhões de reais). A nova derrota do governo impede o andamento de um projeto para acelerar pequenas obras nas 32 subprefeituras. Cada empresa contratada ficaria à disposição do subprefeito, para ser acionada quando qualquer obra ou reparo fosse necessário, o que evitaria as licitações para cada reforma - a concorrência para uma pequena reforma de um posto de saúde, por exemplo, pode demorar até seis meses. Segundo o Ministério Público, as empresas seriam acionadas e pagas com base em uma ata de preços com valores fixos para materiais como cimento, tijolos, pedras, peças de aço, etc. Mas o órgão entende que para cada serviço se deve fazer uma nova pesquisa com os preços praticados no mercado, conforme prevê a Lei de Licitações.

IRÃ INAUGURA NOVA USINA DE CONVERSÃO DE URÂNIO

O Irã inaugurou no sábado uma nova usina para transformar um tipo de urânio em um material que não pode ser usado para fabricar armas nucleares como parte de seu acordo atômico interno com outros países; Segundo um comunicado da agência Irna, o diretor da agência nuclear do Irã, Ali Akbar Salehi, afirmou que a usina converterá hexafluoreto de urânio, que pode ser usado para fabricar armas nucleares e combustível. O material será transformado em dióxido de urânio, que pode ser utilizado apenas em reatores nucleares, acrescentou. "O processo começou e nós implementamos nosso compromisso", acrescentou Salehi, de acordo com a Irna. A planta está localizada na cidade iraquiana de Isfahan. O Irã tem uma usina de energia nuclear no porto de Bushehr, que foi ligada em 2011. Em novembro, o Irã aceitou limitar seu enriquecimento de urânio em troca pela diminuição de parte das proibições impostas pelo Ocidente. O Irã e os poderes mundiais estão negociando agora um acordo final, cujo prazo final em novembro. O Ocidente teme que o programa nuclear do Irã possa permitir que o país fabrique armas atômicas.

APARECE PROVA DOS R$ 6 MILHÕES PAGOS PELO MENSALEIRO MARCOS VALÉRIO AO EMPRESÁRIO QUE CHANTAGEAVA O ALCAGUETE LULA

O jornal “O Estado de S. Paulo” de sábado informa que agentes localizaram esta semana um contrato de empréstimo, no valor de R$ 6 milhões, entre a 2 S Participações Ltda, de Marcos Valério, o operador da quadrilha petista do Mensalão, e a Expresso Nova Santo André, de Ronan Maria Pinto, o empresário de ônibus de Santo André acusado de ter ajudado a mandar matar o ex-prefeito Celso Daniel. O contrato estava com a contadora do doleiro Alberto Youssef, sócio oculto do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Costa, o Paulinho, amigo pessoal de LulaX9, preso no Paraná e neste momento fazendo delação premiada. Os R$ 6 milhões são valor exato do total que Marcos Valério pagou a Ronan para cobrir chantagem que ele vinha fazendo contra Lula, ameaçando contar o que sabe sobre o assassinato de Celso Daniel. O contrato foi assinado em outubro de 2004 e com as inscrições “Enivaldo” e “confidencial” feitas a mão. Enivaldo, supostamente, seria Enivaldo Quadrado, que trabalhava para o doleiro Alberto Youssef. Em dezembro de 2012, Ronan Maria Pinto disse jamais ter se encontrado com Marcos Valério e que não conhecia pessoalmente o operador do esquema do Mensalão do PT, em resposta ao depoimento dado por Marcos Valério ao Ministério Público Federal na época. Na ocasião, ele afirmou que o PT lhe pediu R$ 6 milhões para que Ronan parasse de chantagear o ex-presidente Lula, o então chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e o ex-ministro José Dirceu. As chantagens teriam relação com a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em janeiro de 2002.

ALCKMIN SEGUE INTERNADO NO INSTITUTO DO CORAÇÃO EM SÃO PAULO

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição, segue internado em São Paulo, sem previsão de alta, segundo informação do Instituto do Coração (Incor). Por causa disso ele não compareceu ao debate promovido na noite de sábado pela TV Bandeirantes entre os postulantes ao governo do Estado. Alckmin foi internado com um quadro de infecção intestinal aguda na tarde de sexta-feira. Pela manhã, o governador havia cumprido sua agenda de compromissos normalmente. Já no Palácio dos Bandeirantes, por volta do meio-dia, queixou-se de dores no estômago, apresentou febre e chegou a vomitar.  Ele foi submetido a uma avaliação da equipe que o atende, liderada pelo secretário estadual de Saúde David Uip, pela manhã e no final da tarde de sábado. O último boletim médico afirma que não há previsão de alta.

AÉCIO NEVES PÕE EM PRÁTICA ESTRATÉGIA PARA TENTAR TIRAR MARINA SILVA DO SEGUNDO TURNO

Depois de detectar, em pesquisas encomendadas pelo PSDB, que a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, aparece isolada em segundo lugar nas intenções de voto, o candidato tucano ao Planalto, Aécio Neves, orientou apoiadores a explorar a “falta de preparo” da concorrente, que nunca assumiu um cargo no Executivo e é considerada, na avaliação de tucanos, “idealista demais”. A estratégia do PSDB inclui ainda colocar Aécio Neves como um candidato que tem equipe técnica “mais preparada” para conduzir o governo, e mais habilidade política para negociar com o Congresso Nacional temas de interesse do País, como a reforma tributária. No sábado, ao lançar o plano Nordeste Forte, um conjunto de medidas para desenvolver os Estados da região, Aécio Neves disse que, na disputa presidencial, se cercou “das mais qualificadas pessoas, independentemente de partidos políticos,” para elaborar as “melhores propostas” e “conseguir consolidá-las”. O discurso de recado direto a Marina Silva ataca a fama de desagregadora e a dificuldade da candidata na composição de alianças. “Não há nessa campanha eleitoral e no Brasil do nosso tempo ninguém que tenha um time de tanta qualidade, pessoas tão experientes e tão capazes de transformar o Brasil como eu tenho”, disse. “A política não pode ser vista como uma ação solitária. Quanto mais ando por esse país mais me convenço que temos as melhores propostas e as melhores condições para colocar essas propostas em consolidação”, completou o tucano. “Tenho enorme respeito pela candidata Marina e ela terá oportunidade de apresentar ao Brasil as suas propostas, mas reafirmo: temos um conjunto de projetos, discutidos amplamente com a sociedade brasileira, que são melhores para o Brasil. Queremos acreditar que é possível sonhar e executar, transformar esses sonhos em realidade. Ninguém tem o time qualificado que temos hoje para permitir que, rapidamente, o Brasil resgate a confiança em si próprio, volte a sonhar com um futuro melhor”, disse. Ainda em recados a Marina e em referência aos “sonháticos” – grupo de apoio à candidata do PSB – Aécio disse ser o candidato com “as melhores condições de transformar sonhos de brasileiros em realidade”. “Temos as melhores propostas do Brasil”, declarou. A tentativa do tucano de desconstruir Marina Silva como uma candidata viável ocorre um dia após pesquisas internas não registradas do PSDB detectarem que a petista Dilma Rousseff tem 36% dos votos, Marina 24% e Aécio Neves, apenas 21%.

JATINHO DE EDUARDO CAMPOS E MARINA SILVA ERA PRODUTO DE CAIXA DOIS DE CAMPANHA

Documentos obtidos com exclusividade por ÉPOCA revelam que o jatinho usado na campanha por Eduardo Campos e Marina Silva pertencia oficialmente ao grupo paulista AF Andrade. No papel, a AF Andrade, de usinas de açúcar, era dona do Cessna Citation, prefixo PR-AFA, quando o jato caiu em Santos, na semana passada – embora tenha dito que o vendeu a um usineiro pernambucano. Comparando-se o que diz a papelada e o que dizem os envolvidos, chega-se à conclusão de que Eduardo e Marina faziam campanha num avião fantasma. Ninguém admite ser dono do Cessna, ninguém admite ter bancado as despesas com o jatinho – e ninguém declarou qualquer informação sobre o uso do avião à Justiça Eleitoral. Para a PF, que investiga o caso, esse conjunto de evidências aponta, até agora, para fraude à Justiça Eleitoral e crimes financeiros e tributários na operação de aluguel – ou venda – do avião. Os papéis estão com a Polícia Federal e a Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac. Os dois órgãos investigam quem são os responsáveis pelo desastre – a Aeronáutica investiga as causas dele. A identificação dos donos do avião é imprescindível para que as famílias das vítimas possam entrar com pedidos de indenização na Justiça. Os responsáveis responderão também a processos movidos pelo Ministério Público.  O comitê presidencial do PSB também pode ser acionado. No limite, a candidatura de Marina Silva poderia ser impugnada por fraude eleitoral. Esse enorme passivo jurídico está por trás, ao menos em parte, da resistência dos envolvidos  em fornecer informações à imprensa e aos investigadores. O principal documento do conjunto é uma carta da Cessna Finance Export Corporation (leia abaixo), encaminhada no dia 19 de agosto (terça-feira) à Anac. Assinado por um vice-presidente da empresa, Robert Hotaling Jr, e endereçado ao superintendente de aeronavegabilidade da Anac, Dino Ishikuro, o documento diz que a aeronave prefixo PR-AFA é de propriedade da Cessna, mas era operada desde o dia 1º de dezembro de 2010 pela AF Andrade. Por fim, a Cessna informa que não autorizou qualquer transferência do leasing – expediente financeiro por meio do qual a AF Andrade diz que pretendia quitar a compra do avião, avaliado em quase R$ 20 milhões. Outro documento que compromete a versão do grupo AF Andrade é o extrato do seguro do avião. Ele foi firmado entre a AF Andrade e a Bradesco Seguros no dia 06 de agosto, uma semana antes do desastre aéreo. O contrato, de acordo com o extrato, tinha validade até o dia 06 de agosto de 2015. A apólice tinha R$ 979 mil como valor máximo. No caso de morte de passageiros e tripulantes, a indenização individual é fixada em R$ 55,9 mil. Para ressarcir despesas com pessoas e bens no solo, o limite estipulado foi de R$ 221 mil. Uma das parcelas do seguro, no valor de R$ 2.287,65, vencia justamente no dia 13 de agosto. Estava em nome da AF Andrade. Na segunda-feira, dia 18, o advogado da AF Andrade, Ricardo Tepedino, encaminhou uma carta à Anac. Nela, ele afirma que, no dia 15 maio de 2014, o empresário João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho apresentou uma proposta à AF Andrade para que uma empresa – que seria indicada posteriormente – assumisse o leasing com a Cessna. Lyra Filho é um usineiro pernambucano. Era amigo de Eduardo Campos. Lyra Filho assumiria a “custódia” e se responsabilizaria pelas despesas do avião até o dia 16 de junho. Tepedino informa também que, após o dia 15 de maio, os “interessados” forneceram à AF Andrade os recursos necessários ao pagamento de parcelas do leasing devidas à Cessna. Ele não diz quanto foi pago – nem quem pagou. Procurado por ÉPOCA, Tepedino disse não saber quem pagou seu cliente. No ofício, Tepedino afirma que Lyra Filho apresentou como “arredentárias” as empresas pernambucanas BR Par Participações S.A e Bandeirantes Pneus, “controladas pelo Sr. Apolo Santana Vieira”. Tepedino diz que, após o dia 16 de junho, a transferência do leasing da Cessna para as empresas pernambucanas ainda não se consumara. Apesar disso, afirmou, a aeronave continuou sob o domínio das empresas pernambucanas, mesmo sem qualquer cobertura contratual. “Circunstância que, como se vê, estendeu o termo final da proposta até o momento da queda da aeronave”, diz. ÉPOCA pediu a Tepedino uma cópia da carta assinada por Lyra Filho em maio, assim como comprovantes da transferência de dinheiro necessário para a AF Andrade quitar parcelas do leasing. “Desculpe, mas os documentos ainda não foram entregues às autoridades e, antes disso, não os exibiremos à imprensa”, disse ele: “O avião não chegou a ser transferido do nome da AF, pois sofreu o acidente antes que a Cessna aceitasse ou rejeitasse as empresas pernambucanas". Por lei, a operação deveria ter sido comunicada à Anac. Não foi. O empresário Lyra Filho é herdeiro de usina de álcool em Pernambuco, enteado do ex-deputado federal Luiz Piauhylino  e proprietário de quatro empresas. Uma delas, a JCL, é uma factoring que já foi multada pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf. Apolo Vieira aparece como sócio em empresas do ramo de pneus, hotelaria e comércio. Vieira é réu, desde 2009, num processo sobre a importação ilegal de pneus. De acordo com o Ministério Público Federal, o esquema em que Vieira está envolvido causou prejuízos de quase R$ 100 milhões à Receita Federal. ÉPOCA procurou a campanha do PSB à presidência da República com perguntas sobre o uso da aeronave PR- AFA. Entre outros questionamentos, perguntou se a chapa fizera pagamentos para usar a aeronave, se arcara com as despesas de manutenção e se declarara tais despesas na prestação de contas eleitoral. Na prestação parcial, referente ao mês de julho, não há citação às empresas BR Par e Bandeirantes. ÉPOCA perguntou, ainda, quantas vezes a candidata Marina Silva voou no avião e se ela tinha conhecimento sobre quem arrendara a aeronave. O PSB não respondeu aos questionamentos. De acordo com a legislação eleitoral, uma empresa não pode fazer doações de bens ou serviços sem relação com sua atividade fim. Por isso, uma empresa do ramo sucroalcooleiro, como da AF Andrade, não poderia emprestar um avião. Se o alugasse, teria de comunicar a Anac. “A Anac não foi informada sobre nenhuma cessão onerosa da aeronave”, informou em nota. Para o especialista em direito eleitoral Bruno Martins, se o Tribunal Superior Eleitoral chegar à conclusão de que houve omissão nas informações prestadas pela chapa, pode haver uma desaprovação das contas. “Em último estágio, pode haver até mesmo a impugnação da candidatura”, afirma.

A PETISTA DILMA, DEPOIS DE 12 ANOS DE PT NO PODER, RECONHECE OS "GRAVES PROBLEMAS" NA SAÚDE

Depois de 12 anos de PT no poder, Dilma Rousseff reconhece os "graves problemas" na Saúde. E quer mais 4 anos! Em evento que reuniu apenas 20% dos prefeitos gaúchos, demonstrando a falta de apoio, Dilma Rousseff fez a confissão mais relevante da sua incompetência e da falta de preparo do PT para gerir o Brasil. Reconheceu que continua morrendo gente nas filas por falta de atendimento, nos postos de saúde por falta de exames médicos, nos hospitais por falta de leitos e de especialistas. Em discurso no encontro com prefeitos, vice-prefeitos e vereadores do Rio Grande do Sul, na manhã de sábado, Dilma Rousseff admitiu, mais uma vez o que já tinha declarado ao País em pleno Jornal Nacional:  a existência de um "problema grave" na saúde pública brasileira e falou a respeito da relação do governo federal com as prefeituras.  "Temos que dar muitos passos na questão da saúde para criar um sistema de saúde de qualidade", reconheceu a presidente no centro de eventos do Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. A presidente de referiu principalmente às dificuldades de acesso ao atendimento prestado por especialistas em áreas como cardiologia e endocrinologia: "Temos de resolver um problema grave quando as pessoas precisam ter acesso a especialistas e a exames laboratoriais". Lembrou, é claro, do programa marqueteiro do Mais Médicos, onde os cubanos são treinados a ijmpedir que os pacientes procurem atendimento especializado, enrolando-os com atenção básica. Deu o problema da falta de médicos como resolvido, quando este continua sendo o mais desesperador pela falta de uma carreira de Estado que Aécio Neves já se comprometeu a criar.

INVEPAR INFORMA QUE TRÁFEGO EM GUARULHOS CRESCEU 11,9% ATÉ JULHO

O tráfego de passageiros no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, cresceu 11,9% no acumulado dos sete primeiros meses deste ano ante o mesmo período de 2013, para 22,634 milhões, segundo informou a Invepar, que controla a GRU Airport junto com ACSA e Infraero. Deste total, 14,882 milhões de passageiros foram para vôos domésticos (alta de 14% na comparação com o intervalo de janeiro a julho do ano passado) e 7,752 milhões para vôos internacionais (+8%). O movimento total de aeronaves subiu 8,9% no acumulado de 2014 até julho, para 175,217 mil vôos, enquanto a carga total movimentada no Terminal de Cargas recuou 2,1%, para 192,789 mil toneladas. Somente em julho, o tráfego total de passageiros no Aeroporto de Guarulhos avançou 6,6% ante igual mês de 2013, para 3,523 milhões, e o número de vôos teve um aumento de 7,1%, para 26,996 mil. "Este crescimento foi impulsionado pelo início das operações de novas companhias aéreas estrangeiras e pela inauguração do novo Terminal 3, em maio, com capacidade para 12 milhões de passageiros", comenta a Invepar, no comunicado. A carga movimentada, porém, caiu 0,5% no mês passado na comparação anual, para 27,936 mil toneladas, devido, segundo a companhia, à conjuntura macroeconômica brasileira.

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS DO RIO GRANDE DO SUL TÊM DÍVIDAS SUPERIORES A R$ 1,2 BILHÃO

Os hospitais filantrópicos do Rio Grande do Sul já acumulam dívidas superiores a R$ 1,2 bilhão. As 259 instituições sem fins lucrativos no Estado — sendo 14 delas santas casas — estão mergulhadas em um déficit anual de R$ 454 milhões. Situação que se repete em quase todas as unidades do país que, juntas, acumulam dívida de mais de R$ 15 bilhões. Nos últimos dias, representantes dos hospitais se reuniram em Brasília para cobrar soluções ao débito e mostrar que a saúde das instituições não vai bem. Nos hospitais filantrópicos do Rio Grande do Sul, 70% de todos os atendimentos são a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Manaus (AM), a Santa Casa foi desativada há cerca de 10 anos. Em Belo Horizonte (MG), uma UTI com 20 leitos não funciona por falta de recursos e a maternidade deve ser fechada. Em São Paulo, o pronto-socorro deixou de atender por 30 horas há algumas semanas devido à falta de materiais básicos. Já em Porto Alegre, a Santa Casa de Misericórdia precisa fazer ginástica com as contas para fechar o caixa no fim do mês. Na prática, os recursos arrecadados no atendimento de pacientes de convênios médicos servem para custear os serviços do SUS. Conforme o diretor da instituição e presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado, Julio Dornelles de Matos, a cada R$ 100,00 de custo para atender a um paciente SUS, a Santa Casa recebe R$ 68,00 de recursos públicos. Essa é uma conta mentirosa, porque deixa de considerar que os hospitais filantrópicos são isentos de impostos e contribuições. E acabam transferindo esses benefícios para os usuários de convênios.

PPS VAI PEDIR CONVOCAÇÃO E QUEBRA DE SIGILOS DE EMPRESÁRIOS DO ABC PAULISTA

O líder do PPS, deputado federal Rubens Bueno (PR), anunciou, no sábado, que irá pedir à CPMI da Petrobras,  nos próximos dias, a convocação dos empresários Ronan Maria Pinto, Oswaldo Rodrigues Filho e Enivaldo Quadrado, e também a quebra do sigilo bancário dos três e das empresas Expresso Nova Santo André e Remar Agenciamento e Assessoria. Segundo reportagem de sábado do jornal O Estado de S. Paulo, a Polícia Federal apreendeu no escritório da contadora do doleiro Alberto Yusseff, investigado pela CPMI, um contrato de empréstimo, no valor de R$ 6 milhões, celebrado entre a 2 S Participações Ltda., do empresário Marcos Valério, e a Expresso de Ronan. "São fortes os indícios da ligação dos envolvidos no caso do Mensalão com o desvio de recursos da Petrobras que está sendo apurado pela CPMI", disse Bueno, ao justificar os pedidos que serão protocolados na comissão segunda-feira. Youssef está preso acusado de comandar um esquema de corrupção envolvendo contratos com a Petrobras. Ele disse que o contrato encontrado pela PF em poder da contadora de Yousseff, Meire Bonfim da Silva Poza, pode ser o elo entre o doleiro e Marcos Valério, operador do Mensalão do PT.

PASTOR EVERALDO VAI À JUSTIÇA CONTRA RESOLUÇÃO SOBRE COMUNIDADES TERAPÊUTICAS

O candidato à Presidência da República pelo PSC, Pastor Everaldo, confirmou neste sábado que vai entrar na Justiça contra resolução que pretende proibir atividades religiosas em comunidades terapêuticas e em instituições de tratamento de dependentes químicos. “O governo comete uma atrocidade ao proibir Deus nas entidades de tratamento a viciados em drogas”, disse o candidato, no Paraná. Pela manhã, Pastor Everaldo participou de encontro de líderes em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Acompanhado do deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), ele defendeu o uso dos princípios cristãos para mudar a política no Brasil. De acordo com Pastor Everaldo, a diminuição do tamanho do Estado é essencial para combater o aparelhamento da máquina pública por partidos políticos. “A prioridade deve ser o cidadão. Minha candidatura é a única que defende verdadeiramente as mudanças de que o País necessita”, declarou.

AÉCIO NEVES LANÇA PLANO PARA DESENVOLVER O NORDESTE E PROMETE REAJUSTAR BOLSA FAMÍLIA

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, disse na sexta-feira, em Salvador, que se for eleito pretende reajustar o benefício básico do Programa Bolsa Família para que o menor valor seja equivalente a US$ 1,25 diário por pessoa. De acordo com a ONU, é considerado miserável quem vive com menos de US$ 1,25 por dia. Segundo Aécio Neves, mesmo com o reajuste em junho (R$ 77,00 - valor mínimo mensal por pessoa), o programa não atende ao critério das Nações Unidas. "A  ONU considera que alguém, para ser considerado fora da pobreza absoluta, tem que receber pelo menos U$ 1,25 por dia. Nós vamos portanto resgatar esse compromisso para que aqueles que menos têm e mais precisam da transferência não sejam enganados pelos dados do governo", disse o candidato que lançou, na capital baiana, 45 propostas para o desenvolvimento da Região Nordeste. O pacote, chamado de Plano Nordeste Forte, é dividido em eixos que abordam temas como infraestrutura, Semiárido, combate à pobreza, segurança pública e educação, com o objetivo de “encontrar soluções de desenvolvimento econômico sustentável, reduzir desigualdades e promover a integração regional a partir de suas próprias vocações e potencialidades". “Só há uma forma de você diminuir as desigualdades: é tratando regiões desiguais de forma desigual. É isso que nós estamos propondo, políticas específicas que permitirão que as potencialidades do Nordeste, que são inúmeras em várias áreas, possam se desenvolver" discursou Aécio Neves.  Entre as propostas estão a redução, em quatro anos, em 30% nos índices de homicídio no Nordeste e igualar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região, em dez anos, à atual média nacional. “Desde o meu primeiro ano de governo não haverá contingenciamento dos recursos de segurança publica e o foco será no Nordeste”, destacou Aécio Neves. O candidato disse ainda que pretende dobrar os recursos para o transporte escolar. Segundo ele as propostas visam “não apenas à convivência com a pobreza, mas à sua superação”: “Vamos ter dotações orçamentárias ampliadas nessa região na saúde e educação. Vamos priorizar a conclusão das obras de infraestrutura, que são gargalos à competitividade".