quinta-feira, 26 de junho de 2014

JULIO LANCELOTTI, AQUELE DA PAJERO, AGORA É LÍDER DA PASTORAL DOS BLACK BLOCS. VÁ PEDIR PERDÃO POR SEUS PECADOS, PADRE!

Vejam a foto deste rapaz, de Fábio Braga, da Folhapress.

Foto ditadura não
Ele padece de uma grave doença, que tem, sim, cura, mas dá trabalho: chama-se ignorância. Que idade terá? Vinte cinco? Perto de 30? O que sabe ele sobre ditadura? Absolutamente nada! A prova de que o país, definitivamente, não é o que ele diz ser é poder exibir esse cartaz, isso só para começo de conversa. Mas vá lá: poderíamos ter um regime autoritário que permitisse manifestações, como aconteceu na fase final do regime militar, no governo Figueiredo. Mas nem isso. A única ditadura realmente existente no Brasil hoje é a de minorias de bocós extremistas. Grupelhos, de 50, 100, 200 pessoas têm hoje a ambição de parar uma cidade.
Mas vamos lá: o que faz ele ali? O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou nesta quinta a prisão preventiva de Rafael Marques Lusvarghi, 29, e de Fábio Hideki Harano, 26, detidos na segunda-feira durante um dos protestos contra a Copa. São acusados de cinco crimes: associação criminosa, incitação da violência, resistência à prisão, desacato à autoridade e porte de artefato explosivo. A decisão é do juiz Sandro Rafael Barbosa Pacheco, que está de parabéns por ter a coragem de cumprir a lei. Sim, chegamos ao estágio, no Brasil, em que precisamos parabenizar quem cumpre a sua função. Atenção! Um juiz não decreta uma prisão preventiva se os elementos apresentados pela Polícia não forem bastante convincentes. Lusvarghi está no Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, e Harano foi enviado ao presídio de Tremembé,
O ignorante sentado no asfalto participa de uma manifestação na Avenida Paulista contra a prisão da dupla, que reúne cerca de 300 pessoas em frente ao Masp. Eles querem sair em passeata pela cidade sem deixar claro quem lidera o ato e que trajeto pretendem cumprir. Estão cercados pela Polícia Militar. Sem essas definições, nada de passeata, afirma o tenente-coronel Marcelo Pignatari.
Adivinhem quem está lá. É um padre. Vocês se lembram daquele senhor que, certa feita, comprou um carro de luxo para um ex-menor da Febem, já homem feito? Sim, é aquele religioso muito pio que decidiu dar de presente, ninguém entendeu por quê — ou fez que não entendeu — uma “Pajero” para um rapagão e que denunciou, depois, que estaria sendo extorquido por ele. Sim, refiro-me a Júlio Lancelotti, que é pároco da igreja São Miguel Arcanjo, na Mooca, bem longe dali. Ele não era da Pastoral do Menor? Da Pastoral da Criança? Da Pastoral do Povo de Rua?
O que está fazendo no protesto? Não há criancinhas ali. Não há menores ali. Não há povo de rua ali. Lancelloti está, por acaso, se reinventando como membro da Pastoral da Baderna de Rua? Da Pastoral dos Black Blocs? Vai ser agora babá de mascarados? Sobre a ação correta do tenente-coronel Pignatari, afirmou: “Ele disse que não vai deixar acontecer a passeata se não tiver um líder, e isso é um prenúncio de que a polícia pode ser violenta com os manifestantes. Eu pedi, em nome da Arquidiocese, para que eles não usem a violência nem prendam inocentes”.
É uma fala acintosa e desrespeitosa com a Polícia. Se não houver depredações nem desrespeito à lei — que são atos violentos —, ninguém vai apanhar. Caso contrário, sim! Júlio gora é juiz? É ele que determina a inocência? Como? Pediu em nome da Arquidiocese? Ele a está representando ali?
Vá rezar, padre Júlio!Vá cuidar dos pobres, padre Júlio!Vá cuidar dos necessitados, padre Júlio!Vá se penitenciar, padre Júlio!Vá pedir perdão a Deus por seus pecados, padre Júlio!Depois do escândalo da Pajero, padre Júlio tinha saído um pouco do noticiário. Mas, agora, estamos em ano eleitoral. E ele sempre aparece nessas horas, agora na versão de líder da Pastoral dos black blocs. Por Reinaldo Azevedo

TCU DEVE CONCLUIR ANÁLISE DE LICITAÇÃO DE PORTOS NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira que o Tribunal de Contas da União (TCU) deve concluir na próxima quarta-feira a análise dos processos relativos ao edital para arrendamento de áreas no Porto de Santos e em portos do Pará. O processo de licitação dessas áreas portuárias está tramitando no TCU desde o final do ano passado, quando o tribunal impôs 19 condições para a aprovação. O governo já atendeu 15 desses itens, mas recorreu dos outros quatro. É justamente esse recurso sobre os quatro itens que ainda precisa ser avaliado pelo TCU para que o edital seja liberado. O recurso chegou a entrar na pauta do tribunal nesta semana, mas sua análise acabou sendo adiada para a próxima semana. "O modelo de arrendamento está na fase final de aprovação pelo TCU", disse a presidente, durante cerimônia de posse dos ministros Cesar Borges, que assumirá o comando da Secretaria de Portos após deixar o Ministério dos Transportes, e de Paulo Sérgio Passos, que assumirá a vaga de Borges após sair da Empresa de Planejamento e Logística (EPL). As mudanças foram feitas diante da pressão do Partido da República (PR).

COLIGAÇÃO DE LINDBERGH COMEÇA COM TUMULTO NO RIO DE JANEIRO

O lançamento da Frente Popular, chapa do senador petista Lindbergh Farias ao governo do Estado do Rio de Janeiro, teve tumulto, empurra-empurra e até spray de pimenta. O encontro, marcado para a casa noturna Via Show, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, ocorreu logo depois de uma convenção do PCdoB, que integra a coligação liderada pelo petista. Lindbergh chegou ao local pouco antes das 19 horas, quando a confusão já estava instalada. Fiscais do Tribunal Regional Eleitoral tentaram impedir a entrada de pessoas não filiadas aos partidos, para evitar que o ato partidário fosse transformado em agenda de campanha antes do prazo legal para esse tipo de manifestação. Diante da tentativa dos fiscais de controlar o acesso, militantes forçaram as laterais da boate e chegou a haver troca de agressões. Os fiscais cederam após um apelo de advogados dos partidos que integram a coligação: PT, PSB, PV e PCdoB. Os fiscais do TRE afirmam agir com base em uma decisão judicial assinada pela juíza Daniela Barbosa, determinando que o ato político deveria ter apenas presença de filiados. O advogado Raoni Vita, que representa os partidos, conseguiu, após o tumulto, fazer com que a entrada fosse liberada. Os fiscais farão, ao fim do evento, um termo circunstanciado para que a juíza, a partir do relato, decida de haverá punição para a coligação. “É ato público em recinto fechado e, portanto, dentro da lei. A decisão dessa juíza dava poder de suspender o evento por não haver apenas filiados”, criticou Vita. O clima na Via Show indica o que está por vir na campanha. Os participantes acusaram os fiscais de agir para favorecer o PMDB, e distribuíram xingamentos aos peemedebistas – que, no mesmo horário, realizavam uma convenção no Centro do Rio. O ‘canto de guerra’ das manifestações de rua foi usado, com um “Ei, Cabral, vai tomar no ...”, mesmo corinho utilizado para Dilma Rousseff na festa de abertura da Copa do Mundo.

PETISTA FERNANDO HADDAD EXONERA SECRETÁRIO CONDENADO POR IMPROBIDADE NA JUSTIÇA

O prefeito Fernando Haddad (PT) exonerou nesta quinta-feira o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ricardo Teixeira, do PV, condenado em primeira instância por improbidade administrativa. A saída de Teixeira do cargo comissionado foi publicada no Diário Oficial do Município. A juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, já havia dado uma liminar no ano passado para que ele fosse afastado da administração municipal, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo suspendeu a decisão.

CORTE DOS ESTADOS UNIDOS REJEITA PEDIDO DE SUSPENSÃO DE DÍVIDA NA ARGENTINA

O juiz Thomas Griesa, do distrito de Nova York, rejeitou nesta quinta-feira o pedido de suspensão temporária do pagamento de dívida que o governo argentino tem com credores internacionais. Na semana passada, o próprio Griesa sentenciou o país latino a pagar 1,33 bilhão de dólares até dia 30 de junho a fundos de hedge chamados de "abutres" pelo governo da peronista populista Cristina Kirchner, por seu caráter especulativo. Com a medida cautelar, a Argentina tentava ganhar tempo para renegociar o débito com os credores que estavam dispostos a conversar.

BOLÍVIA INVERTE RELÓGIOS COMO "SÍMBOLO DE IDENTIDADE"

A Bolívia alterou o relógio do prédio do Congresso em La Paz para os ponteiros se movimentarem no sentido anti-horário. David Choquehuanca, ministro boliviano das Relações Exteriores, disse: "Estamos no sul e, como estamos em tempo de recuperar a nossa identidade, o governo boliviano está recuperando nosso sarawi, que significando caminho em aimará. De acordo com nosso sarawi, de acordo com o nosso nan (caminho, em quéchua), nossos relógios devem andar à esquerda". A medida do governo boliviano faz parte dos esforços do ditador indio cocaleiro Evo Morales para promover um "processo de descolonização". O relógio escolhido para ser o primeiro a girar no sentido anti-horário,  contrário à história,  fica justamente em um dos prédios públicos mais famosos do país, que abriga a Assembléia Legislativa da Bolívia, na movimentada Praça Murillo, bem no centro da capital La Paz. Seus números, antes em algarismos romanos, também sofreram mudanças, sendo substituídos por algarismos arábicos. O chanceler Choquehuanca disse ainda que "a sombra do relógio de sol, que é um relógio natural, gira para esquerda no hemisfério sul e para o outro lado no norte”. Mas o físico Francesco Zaratti disse que o sentido horário não se deve a qualquer ideologia, mas a uma questão física. "A Terra gira no sentido horário", ressaltou. Mas o chanceler boliviano insiste que não há motivo para “complicar”. “Simplesmente temos que tomar consciência de que nós vivemos no sul”, afirma. O "relógio bolivariano" não é o primeiro exemplo na região de medidas bizarras envolvendo ideologias. Em 2007, o então ditador venezuelano Hugo Chávez mandou retroceder os relógios da Venezuela em meia hora em uma tentativa de fazer com que os venezuelanos aproveitassem mais o sol. O resultado é que hoje a Venezuela é um dos poucos países do mundo com um fuso horário "quebrado". Por exemplo, se são 13 horas em Brasília, em Caracas são 11h30. No ano anterior, o caudilho venezuelano também havia decidido que o cavalo branco que integra o desenho do escudo de armas do país deveria galopar para a esquerda em vez de estar virado para a direita. O objetivo era melhor expressar as "aspirações da revolução bolivariana".

FECHADO COM DILMA, O PR APÓIA O PETISTA ALEXANDRE PADILHA EM SÃO PAULO

Depois do acordo fechado no plano federal, o Partido da República (PR) oficializou nesta quinta-feira o apoio à candidatura do petista Alexandre Padilha ao governo de São Paulo. O PR indicou o presidente estadual da legenda, José Tadeu Candelária, como suplente de Eduardo Suplicy (PT), que disputará mais uma reeleição ao Senado. Para ficar com os minutos do PR na propaganda eleitoral de rádio e televisão, a presidente Dilma Rousseff aceitou trocar o comando do Ministério dos Transportes por imposição do partido. Para Padilha, a aliança renderá um minuto e vinte segundos na TV. A aliança estadual repete a fórmula das eleições de 2010, quando o PR ficou com a suplência de Marta Suplicy (PT). Nomeada ministra da Cultura, o partido herdou a cadeira no Senado, hoje ocupada pelo ex-vereador Antonio Carlos Rodrigues.

PSB LANÇA TARCISIO DELGADO CANDIDATO AO GOVERNO DE MINAS GERAIS

O PSB mineiro decidiu nesta quinta-feira lançar o ex-prefeito e ex-deputado Tarcísio Delgado candidato ao governo de Minas Gerais. A decisão, tomada por uma comissão de 17 integrantes da legenda, venceu por dez votos a sete a proposta de apoio formal ao ex-ministro Pimenta da Veiga, que disputará o Executivo estadual pelo PSDB. Com a candidatura própria, os socialistas mineiros garantem um palanque para a campanha à presidência do ex-governador Eduardo Campos (PE) no segundo maior colégio eleitoral do País, principal reduto político do senador Aécio Neves (MG), que também participará da corrida presidencial. Tarcísio Delgado é pai do presidente do diretório mineiro do PSB, o deputado federal Júlio Delgado, que era o pré-candidato da legenda e cujo nome era defendido inclusive pela direção nacional socialista. Mas o deputado retirou o próprio nome e lançou o do pai na reunião encarregada de definir o rumo do partido nas eleições majoritárias de outubro. O ambientalista Apolo Heringer, do Rede Sustentabilidade, também havia lançado a pré-candidatura, mas anunciou sua saída da disputa na convenção do partido no último dia 21, quando foi decidido que a posição do partido no pleito seria definida por uma comissão.

ISRAEL APONTA DOIS TERRORISTAS DO HAMAS COMO PRINCIPAIS SUSPEITOS DO SEQUESTRO DOS TRÊS ADOLESCENTES RELIGIOSOS

Israel apontou nesta quinta-feira dois terroristas do Hamas como principais suspeitos dos sequestros de três adolescentes israelenses em 12 de junho, o posicionamento mais concreto até o momento depois de semanas de buscas na Cisjordânia ocupada. Uma porta-voz militar israelense confirmou os relatos de que as tropas estão à procura de Marwan Kawasme e Amar Abu Aysha, terroristas na casa dos 30 anos da região de Hebron, na Cisjordânia, ambos com passagem por prisões de Israel. A agência de segurança israelense Shin Bet disse em um comunicado que ambos são procurados e estão à solta desde os sequestros, acrescentando que vários outros palestinos suspeitos de envolvimento nos raptos estão sendo interrogados. As autoridades de Israel estão procurando há duas semanas os jovens de entre 16 e 19 anos, um dos quais tem dupla cidadania israelo-americana, que desapareceram perto de um seminário judeu em um assentamento na Cisjordânia. Israel reduziu as buscas na terça-feira depois de prender várias centenas de palestinos em batidas de casa em casa por toda a Cisjordânia.

VITAL DO REGO DISPUTARÁ O GOVERNO DA PARAÍBA COM APOIO DO PT

Integrantes da Executiva Nacional do PT decidiram nesta quinta-feira apoiar a candidatura do senador Vital do Rêgo (PMDB) ao governo da Paraíba. A medida visa impedir uma manobra ensaiada pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), de se aliar à candidatura à reeleição do atual governador, Ricardo Coutinho (PSB). Vital é o presidente da CPI mista da Petrobrás no Congresso. Coutinho é da mesma legenda do presidente do PSB, Eduardo Campos, que oficializa neste sábado o lançamento na disputa pela Presidência da República. "Ficou acertado o apoio ao senador Vital do Rêgo, do PMDB. Nosso povo lá na Paraíba quer apoiar o Ricardo Coutinho, desde que ele não abra palanque para Eduardo Campos. Mas nós estamos insistindo no apoio do Vital do Rêgo", afirmou o presidente nacional do PT, Rui Falcão, após o encontro da Executiva Nacional, realizado nesta quinta-feira em São Paulo. O lançamento do nome de Vital do Rêgo na disputa foi confirmado de última hora. Inicialmente, o candidato do PMDB seria o irmão do senador, Veneziano Vital do Rêgo, que desistiu da disputa.

CONSELHEIRO AVALIA QUESTIONAR PETROBRAS NA CVM SOBRE ACORDO DO PRÉ-SAL

Um membro do Conselho de Administração da Petrobras disse que considera questionar a empresa na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por não ter sido informado sobre o acordo para produção de petróleo excedente em quatro áreas do pré-sal de 15 bilhões de reais.
Silvio Sinedino, que representa os funcionários na empresa, disse que não sabia do plano de repasse de direitos para a Petrobras explorar até 15,2 bilhões de barris excedentes do pré-sal. Mauro Cunha, que representa os acionistas minoritários, também disse que não sabia do assunto com antecedência. Mas Sinedino disse que considera questionar a empresa junto ao órgão regulador. Segundo ele, o governo da presidente Dilma Rousseff tornou a companhia de petróleo mais endividada e menos lucrativa do mundo. "Não sou contra a compra do petróleo em si. Simplesmente não tenho certeza se o negócio é bom para a Petrobras", disse: "O governo fez de tudo para tirar dinheiro da Petrobras para cobrir a conta".

JUSTIÇA DE SÃO PAULO DECRETA PRISÃO PREVENTIVA DE MANIFESTANTES

A Justiça de São Paulo manteve na tarde desta quinta-feira a prisão do técnico laboratorial Fábio Hideki Harano, de 26 anos, e do professor Rafael Marques Lusvarghi, de 29 anos, os dois vândalos presos pela polícia na segunda-feira, sob suspeita de "associação criminosa".  Ambos foram detidos em flagrante pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) que os acusa de serem "praticantes da tática black bloc". Apesar do pedido de relaxamento de prisão da Defensoria Pública Estadual, o juiz Sandro Rafael Barbosa Pacheco determinou a prisão preventiva dos "ativistas". O fundamento da decisão do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo) é que,  apesar de eles serem primários, haveria perigo à "ordem pública". A somatória dos crimes indiciados pela polícia (resistência, desobediência, associação criminosa e posse ilegal de artefato exclusivo) também permitirá a continuidade da prisão. Em parecer, o Ministério Público Estadual recomendou que os dois ficassem presos.

PMDB-MA DEVE CONFIRMAR LOBÃO FILHO PARA O GOVERNO

O encontro da Juventude do PMDB-MA, ocorrido em São Luís nesta quinta feira, serviu de prévia para convenção do partido. Realizada no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão, o evento reuniu mais 600 jovens peemedebistas de todo o Estado e caciques do partido, como o senador José Sarney (PMDB-AP), o pré-candidato ao governo, senador Lobão Filho, o senador João Alberto e o ex-ministro do turismo, Gastão Vieira, que deve ser lançado para disputar um assento no Senado em outubro. O filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), foi lançado na disputa do Palácio dos Leões em substituição a Luiz Fernando Silva, que não se firmou nas pesquisas, apesar do esforço da governadora Roseana Sarney (PMDB-MA).

PLÍNIO DE ARRUDA SAMPAIO ESTÁ INTERNADO EM SÃO PAULO

Internado há algumas semanas no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para tratamento de um câncer ósseo, o ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio está "saudável" mas não tem ainda previsão de alta, informou nesta quinta-feira a assessoria de imprensa do hospital. Segundo boletim divulgado às 18h40 desta quinta-feira, Arruda Sampaio - que foi candidato à Presidência da República pelo PSOL em 2010 e atualmente não tem nenhum cargo político, vem sendo acompanhado por uma equipe coordenada pelas médicas Maria Elisa do Amaral Carvalho e Daniele Riva. "O sr. Plínio Soares de Arruda Sampaio encontra-se internado na UTI do Hospital Sírio Libanês, em tratamento de um câncer ósseo. Seu estado é estável, sem previsão de alta", diz o boletim médico. Atualmente com 83 anos, Sampaio teve um problema de câncer no estômago, tratado em 2001. Sem planos de se candidatar este ano, o ex-deputado tem-se dedicado, ultimamente, ao jornal eletrônico Correio da Cidadania. No ano passado, aderiu aos protestos contra o aumento das tarifas de ônibus em São Paulo.

MÉDICO CUBANO É INDICIADO SOB SUSPEITA DE ABUSO SEXUAL EM GOIÁS

O médico cubano suspeito de abusar sexualmente de quatro pacientes grávidas foi indiciado pela polícia de Luziânia, cidade goiana do entorno do Distrito Federal. A delegada que acompanha o caso, Dilamar de Castro, avalia que o profissional, integrante do Programa Mais Médicos, abusou da confiança das pacientes para praticar o crime. O Ministério da Saúde afirmou, em nota, que está acompanhando o caso, que afastou o profissional das atividades e que está colaborando com as investigações. Assim que denúncias vieram à tona, um processo administrativo também foi aberto. O pagamento da bolsa do profissional está suspenso, de acordo com o Ministério da Saúde, desde maio, quando as gestantes procuraram a Polícia Civil para denunciar o médico. Além do médico acusado, outros 17 profissionais recrutados no Mais Médicos trabalham na cidade.

PRESIDENTE DO PT ADMITE PREOCUPAÇÃO "COM ESSA HISTÓRIA DE AEZÃO" NO RIO DE JANEIRO

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse nesta quinta-feira "estar preocupado" com a criação do movimento "Aezão" no Rio de Janeiro, que prega o voto conjunto no governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e no candidato tucano à Presidência, Aécio Neves (PSDB). O Estado é o terceiro maior colégio eleitoral do País, atrás apenas de São Paulo, comandado pelos tucanos há 20 anos, e Minas Gerais, reduto eleitoral do presidenciável. "Estou preocupado com essa história do Aezão, mas a nossa expectativa é que a maioria do PMDB, a começar pelo governador Pezão, vai apoiar a Dilma, como o prefeito Eduardo Paes (PMDB)", afirmou Rui Falcão após encontro da Executiva Nacional da legenda, em São Paulo. "Vamos trabalhar no Rio de Janeiro para que não só o Pezão, como o Garotinho (PR) e o Marcelo Crivella (PRB), que já estão apoiando a Dilma, também mantenham esse apoio, restringindo muito as possibilidades do Aezão no Rio de Janeiro", ressaltou o dirigente.

PARA O PP GAÚCHO, TSE ANULARÁ A CONVENÇÃO DO PARTIDO

O presidente do PP no Rio Grande do Sul, Celso Bernardi, afirmou nesta quinta-feira que confia na anulação da convenção do partido, realizada na quarta-feira, em Brasília. "Confiamos que a Justiça não dará validade a uma convenção antidemocrática que não respeitou os direitos dos seus convencionais", disse. O evento terminou em tumulto após a aprovação relâmpago de uma resolução conferindo à executiva nacional do PP o direito de deliberar sobre a aliança na eleição para a Presidência da República, sem colocar em votação a opção de o partido se manter neutro na disputa presidencial, como defende o diretório gaúcho. Enquanto os dissidentes protestavam contra a resolução, o presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (PI), fez uma breve reunião da executiva que aprovou a coligação com o PT. Depois, em comunicado publicado na internet, o partido oficializou o apoio à reeleição de Dilma Rousseff. Representantes do PP protocolaram uma ação cautelar no Tribunal Superior Eleitoral pedindo uma liminar para suspender os efeitos da convenção em Brasília. A senadora gaúcha Ana Amélia Lemos, pré-candidata do PP ao governo do Estado, publicou em sua página do Facebook uma cópia da ação protocolada junto ao TSE.

CONSELHO DO MINISTÉRIO PÚBLICO AFASTA PROCURADOR DO TRABALHO SOB SUSPEITA DE USO DE DOCUMENTO FALSO

O Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu, por unanimidade, afastar das funções o procurador do Trabalho no Rio Grande do Sul, Cristiano Bocorny Correa, sob suspeita da prática dos crimes de falsidade de documento público e uso de documento falso. O colegiado também abriu procedimento administrativo disciplinar (PAD) para apurar conduta funcional do procurador do Trabalho. Segundo o Conselho Nacional do Ministério Público, o procurador do Trabalho teria “utilizado assinatura falsa em peça processual levada a juízo, contendo o nome de outro procurador do Trabalho”. Os conselheiros seguiram o voto do corregedor nacional do Ministério Público, Alessandro Tramujas, apresentado durante sessão realizada na segunda feira. Tramujas destacou que, embora o Regimento Interno do Conselho autorize a abertura de procedimento administrativo disciplinar, o caso foi levado a Plenário por causa de decisão dada anteriormente pelo colegiado em um Procedimento Avocatório. Na fundamentação de seu voto, o corregedor destacou a forma de atuação de Cristiano Bocorny Correa e o recebimento da denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o procurador do Trabalho, imputando-lhe os crimes de falsidade de documento público e uso de documento falso – previstos nos artigos 297, parágrafo 1.º, e 304, ambos do Código Penal. O Conselho afastou a preliminar de prescrição alegada pela defesa, “uma vez que a referida falta imputada ao processado também é prevista como crime, cuja prescrição pela pena máxima em abstrato somente ocorreria em 2020″. Segundo o colegiado, que tem a missão constitucional de fiscalizar o Ministério Público em todo o País, o caso requer aplicação do parágrafo único do artigo 244 da Lei Complementar 75/93. O Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público, além de ter determinado a abertura do procedimento administrativo disciplinar por violações à Lei 75/93 e 8.429/92 (Lei da Improbidade), afastou cautelarmente o procurador de suas funções pelo prazo de 120 dias, podendo ser prorrogado.

MINAS GERAIS LANÇA EDITAL DA TERCEIRA PPP DA ÁREA RODOVIÁRIA

O governo de Minas Gerais lançou, em cerimônia na tarde desta quinta-feira, o edital da licitação da Parceria Público-Privada (PPP) do Contorno Metropolitano Norte (Rodoanel Norte), via de ligação leste a oeste da Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o subsecretário de Investimentos Estratégicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, Luiz Antonio Athayde, esta é a terceira PPP na área rodoviária. "Mas hoje temos cerca de 15 iniciativas em PPP, com presídios, conservação de parques ambientais e a segunda parte do centro de convenções Expominas, que será a próxima", explicou. A rodovia vai ligar a BR-381, na saída para Vitória, à mesma rodovia, na saída para São Paulo, cruzando com a BR-040, na saída para Brasília, e rodovias estaduais como a MG-010, MG-020, MG-404 e LMG-806. Serão interligados os municípios de Sabará, Santa Luzia, Vespasiano, São José da Lapa, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Contagem e Betim. O Rodoanel Norte terá uma extensão de 66 quilômetros e também fará a ligação dos principais pólos econômicos estaduais e nacionais com a região metropolitana de Belo Horizonte. A duração do contrato da PPP será de 30 anos para implantação e operação da rodovia. Os investimentos previstos são de R$ 4 bilhões para obras e desapropriações, sendo R$ 3,2 bilhões por meio do parceiro privado, e R$ 800 milhões do Governo do Estado.

MMX DIZ QUE BAIXO PREÇO DO MINÉRIO TORNA MAIS DIFÍCIL BUSCA POR PARCEIRO

A mineradora MMX, controlada por Eike Batista, disse nesta quinta-feira que a busca por um parceiro para ajudar a financiar sua expansão tem sido mais difícil por causa da queda dos preços do minério de ferro. A MMX está em processo de reestruturação e busca um parceiro para a mina no projeto Serra Azul, em Minas Gerais, enquanto lida com o colapso do conglomerado de petróleo, energia, mineração, construção naval e operações portuárias do empresário. O minério de ferro no mercado à vista caiu mais de um terço nos últimos 10 meses e agora opera perto de mínimas de dois anos. "A deterioração do preço no mercado tem dificultado conversas", disse o presidente-executivo, Carlos Gonzalez, em conferência com analistas. Embora as conversas continuem, acrescentou, algumas propostas não-vinculativas foram revisadas. A MMX cortou sua força de trabalho pela metade e vendeu sua parte majoritária no Porto Sudeste, um terminal exportador de minério de ferro próximo do Rio de Janeiro para reduzir dívida e focar no desenvolvimento de seu principal projeto.

TASSO JEREISSATI DESISTE DE CANDIDATURA, MAS PSDB FECHA COM PMDB NO CEARÁ

O ex-senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) anunciou sua desistência à candidatura ao Senado nesta quinta-feira, mas seu partido fechou o palanque no Estado com o PMDB, o que pode prejudicar Dilma na região. Após conversas com PSDB, PR e DEM, o líder nas pesquisas de intenção de votos para o governo do Ceará, o senador Eunício Oliveira (PMDB) fechou a chapa para disputar o Estado com a seguinte composição: Eunicio, candidato ao governo; Roberto Pessoa (PR), vice; e o senado será ocupado por Luiz Pontes (PSDB), Moroni Torgan ou Chiquinho Feitosa, ambos do DEM. Jereissati (PSDB) vai para a campanha de Aécio Neves à Presidência. Embora alguns descartem, ele ainda é cotado para vice de Aécio Neves, cujo nome deverá ser divulgado na segunda-feira. As articulações cearenses foram feitas, tendo Tasso como figura central, com o objetivo de garantir um palanque forte no Ceará para o candidato tucano à Presidência. Fechada a chapa de Eunicio Oliveira, é aguardado o anúncio dos nomes que terão o apoio do governador Cid Gomes (PROS), que já formalizou apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

PLANO DIRETOR PAULISTANO REGULARIZA O TEMPLO DA IGREJA UNIVERSAL

O novo Plano Diretor de São Paulo não vai beneficiar apenas ocupações promovidas por sem-teto. O texto em debate na Câmara Municipal regulariza de pequenas a grandes igrejas evangélicas, entre elas o Templo de Salomão, erguido pela Igreja Universal do Reino de Deus no Brás, bairro da zona leste da cidade.  O projeto altera a classificação do lote onde foi construído o templo, previsto para ser inaugurado em 31 de julho, com presença da presidente Dilma Rousseff. Atualmente, a área é considerada uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis) do tipo 3, que indica a existência de terrenos subutilizados ou abandonados, mas em locais com boa infraestrutura urbana, ou seja, apropriados para receber moradias populares. Com 74 mil metros quadrados de área construída e dez mil lugares, o templo está em situação irregular segundo as normas do atual Plano Diretor, que continua vigente até que o novo seja aprovado pelos vereadores. De acordo com o relator do projeto, vereador Nabil Bonduki (PT), a mudança foi feita no texto porque a Prefeitura já havia permitido a construção da obra no local.

SECA PODE REDUZIR A PRODUÇÃO DE AÇÚCAR DO CENTRO SUL NA SAFRA 2014/15

A seca do início do ano no centro-sul, principal região produtora de cana do Brasil, provocará uma redução de 2 milhões de toneladas na produção de açúcar nesta temporada, estimou nesta quinta-feira a consultoria Datagro. A região, que responde por 90% da produção de cana do Brasil, deverá produzir 32,3 milhões de toneladas de açúcar em 2014/15, 5,8% menos do que 34,29 milhões de toneladas do ano anterior, disse a Datagro. O número é uma revisão da estimativa para 2014/15 de março de 33,2 milhões de toneladas. A Datagro também cortou sua estimativa para a moagem de cana da região, para 560,5 milhões de toneladas, ante 574,6 milhões de toneladas em março. Em 2013/14, a moagem de cana foi de 596,9 milhões de toneladas.

SUPREMA CORTE REPREENDE OBAMA AO LIMITAR PODERES PRESIDENCIAIS

A Suprema Corte dos Estados Unidos pôs um freio nos poderes presidenciais nesta quinta-feira ao determinar que o presidente norte-americano, Barack Obama, foi longe demais ao preencher altos cargos do governo sem buscar a aprovação do Senado, mas não chegou a limitar a autoridade executiva. Em um parecer que irá refrear futuros presidentes, o tribunal decidiu por nove votos a zero que as três indicações que Obama fez ao Painel Nacional de Relações Trabalhistas, em 2012, foram ilegais. A decisão limita a capacidade presidencial de fazer as assim chamadas "indicações em recesso" (quando o Senado está em recesso) sem aprovação parlamentar. Embora a corte tenha sido unânime no resultado, os nove juízes se dividiram em 5-3 no tocante ao arrazoado legal. O juiz Antonin Scalia redigiu uma opinião acalorada, acompanhado por seus colegas conservadores, dizendo que teria ido mais longe na limitação do poder das indicações em recesso. O juiz Anthony Kennedy, que costuma dar o voto de Minerva, concordou com a maioria de seus colegas liberais. A decisão chega em um momento de divisão entre republicanos e democratas no Congresso. Os republicanos repudiaram virtualmente todas as grandes iniciativas de Obama desde sua posse em 2009 e acusaram o presidente democrata de extrapolar sua autoridade constitucional. A decisão majoritária desta quinta-feira pode atrapalhar em especial o governo Obama se os republicanos, que já controlam a Câmara dos Deputados, assumirem o comando do Senado nas eleições legislativas de 4 de novembro.

A AGONIA SEM FIM DA PETROBRAS NA MÃO DOS COMPANHEIROS - NOVO CONTRATO DA EMPRESA NO PRÉ-SAL PODE SAIR 50% MAIS CARO

Na VEJA.com: O desembolso antecipado da Petrobras para assegurar a exploração do óleo excedente em áreas do pré-sal pode ficar até 50% acima do valor divulgado de 15 bilhões de reais, já incluindo o bônus de assinatura. O pagamento pode superar os 22 bilhões de reais até 2018, ou até chegar a 22,5 bilhões se o preço do petróleo tipo Brent subir muito ou o dólar se valorizar mais, conforme cálculos da agência Reuters.

Na terça-feira, o governo federal divulgou como projeção de pagamentos pela Petrobras à União o valor de 15 bilhões de reais para explorar o óleo excedente de quatro áreas da cessão onerosa, no pré-sal. As premissas da cifra, segundo o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), são uma taxa fixa de câmbio de 2,20 reais por dólar e um preço fixo do barril do Brent de 105 dólares para os próximos três anos.
O cálculo da Reuters inclui uma estimativa de câmbio que chega a 2,60 reais por dólar em 2018, com base nas projeções do boletim Focus. No caso do Brent, foram usadas as projeções da Agência de Informações de Energia (AIE), do governo dos Estados Unidos, que em 2018 prevê o barril a 146 dólares no cenário mais altista. No cenário de preços baixos da AIE, com o Brent caindo abaixo de 69 dólares em 2018, a Petrobras seria beneficiada no novo acordo no pré-sal e faria um desembolso total de 12,1 bilhões de reais, incluindo bônus de assinatura e adiantamentos. Segundo resolução do CNPE publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, o valor a ser repassado será calculado com base na cotação do petróleo Brent do mês imediatamente anterior à data do pagamento em moeda corrente, ou seja, de acordo com o câmbio da época. Dos 15 bilhões de reais previstos pela estatal, dois bilhões entrarão no caixa do Tesouro Nacional neste ano via bônus de assinatura (tipo de título). Os outros 13 bilhões entrarão entre 2015 e 2018.
O diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (Cbie), Adriano Pires, afirma que o cenário mais provável é de baixa nos preços internacionais do petróleo, devido a uma crescente oferta global. Mesmo assim, destaca que o novo contrato mantém as finanças da Petrobras atreladas a variáveis que a empresa não controla. “O governo está apostando que a produção de petróleo vai crescer, e que esse excedente vai financiar a companhia. Mas há uma dúvida sobre quanto a produção da Petrobras vai avançar”, disse.
A Petrobras foi escolhida para extrair, sem licitação e agora pelo regime de partilha, um volume estimado excedente de 10 a 15 bilhões de barris de quatro áreas de exploração do pré-sal da cessão onerosa. Investidores criticaram a decisão do CNPE pela pressão que o desembolso fará no caixa da Petrobras, que já enfrenta pesado endividamento. A estatal possui ainda, em paralelo, um ambicioso plano de investimentos. O mercado entendeu a "escolha" como mais uma demonstração de intervenção governamental na companhia. Os detalhes do novo acordo no pré-sal entre a União e a Petrobras foram divulgados nesta quinta-feira em resolução do CNPE publicada no Diário Oficial. O texto esclarece que o governo tem direito a pedir adiantamento de determinados volumes de petróleo entre 2015 e 2018, somando pouco mais de 61 milhões de barris.
Adiantamento
A exploração do volume excedente da cessão onerosa vai ocorrer dentro do modelo de partilha que, por lei, prevê que o governo receba uma parte do petróleo extraído, e não valores pré-fixados. Assim, a Petrobras pode adiantar ao governo valores calculados sob uma cotação de Brent diferente daquela que vai obter pelo petróleo quando o produto for efetivamente extraído e comercializado. As áreas da cessão onerosa, do contrato inicial, começam a produzir em 2016. Já o petróleo excedente, alvo do contrato desta semana, começará a ser produzido entre 2020 e 2021, segundo projeções do governo.

PETROBRAS NÃO INFORMOU CONSELHEIROS SOBRE ACORDO DE R$ 15 BILHÕES COM O GOVERNO

A Petrobrás fez na quarta-feira outra conta de padeiro, tudo para ajudar a fechar as más contas fiscais do desastrado governo da petista Dilma Rousseff. Sabrina Valle, da Bloomberg, informou que o acordo da Petrobras para pagar ao governo brasileiro R$ 15 bilhões nos próximos cinco anos por novos direitos de exploração de petróleo foi divulgado antes de ser apresentado em uma reunião do conselho. Nem todos os 10 diretores foram informados antes do anúncio do dia 24 de junho, disseram as fontes, que solicitaram anonimato porque os assuntos do conselho são confidenciais. O acordo para produzir até 15 bilhões de barris de petróleo bruto, quase o total das reservas comprovadas do Brasil, foi decidido e anunciado pelo Conselho Nacional de Política Energética, que é dirigido pelo ministro de Minas e Energia e inclui os ministros da Fazenda e do Planejamento.

A FANFARRONA PERONISTA POPULISTA E MUITO INCOMPETENTE CRISTINA KIRCHNER PARA US$ 1 BILHÃO AOS FUNDOS "ABUTRES" QUE CALATOEIA DESDE 2001

O ministro da Economia da Argentina, o esquerdóide Axel Kicillof, anunciou nesta quinta-feira que o país depositou mais de US$ 1 bilhão em um banco de Nova York para pagar parcela do que deve aos 93% dos credores que aceitaram renegociar a dívida, depois do calote de 2001.

MINISTRO LUIS ROBERTO BARROSO AUTORIZA TRABALHO DO BANDIDO PETISTA DELÚBIO SOARES, MAS NEGA OS PEDIDOS DOS NÃO-PETISTAS ROMEU QUEIROZ E ROGÉRIO TOLENTINO

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, novo relator da execução das penas do julgamento do Mensalão do PT, autorizou o ex-tesoureiro petista Delúbio Soares a trabalhar fora do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, onde cumpre pena de seis anos e oito meses por corrupção. Delúbio Soares voltará a trabalhar como assessor sindical da Central Única dos Trabalhadores (CUT), com salário de 4.500 mensais. Em outra decisão, Barroso vetou pedido do ex-deputado federal Romeu Queiroz para trabalhar em sua própria empresa em Minas Gerais. E também não deu autorização a Rogério Tolentino, que trabalharia com Queiroz. A decisão foi tomada pelo ministro na noite de quarta-feira, após a sessão do Supremo que deliberou sobre recurso similar do ex-ministro José Dirceu para trabalho externo. Na sessão, Barroso havia comunicado o plenário que decidiria monocraticamente sobre os demais recursos, com base no entendimento majoritário formado na corte. Os ministros decidiram manter a jurisprudência vigente em outras instâncias do Judiciário, inclusive no Superior Tribunal de Justiça, que liberava os presos para trabalho independentemente do cumprimento de um sexto da pena, conforme determina a legislação penal. ”A negação do trabalho externo para reintroduzir a exigência do cumprimento de um sexto da pena é drástica alteração de jurisprudência e vai de encontro ao estado do sistema carcerário”, afirmou Barroso.

Mordomias
Delúbio Soares foi um dos primeiros mensaleiros a conseguir a liberação da Vara de Execuções Penais (VEP) para trabalhar durante o dia e, por isso, foi realocado para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP), em Brasília. Porém, após a descoberta que o mensaleiro tinha conseguido muito mais do que o benefício autorizado pela Justiça, com mordomias que nenhum outro interno tinha, a VEP decidiu mandá-lo de volta para a Papuda. A lista de regalias de Delúbio Soares incluía o direito a um cardápio diferenciado, com feijoada aos sábados, visitas fora do horário, e o direito de o carro da CUT estacionar no pátio do CPP para buscá-lo diariamente. Quando a carteira do petista desapareceu dentro do presídio, os agentes impediram os presos de deixarem a cela até que o objeto fosse encontrado.

DECISÃO DE LUIS ROBERTO BARROSO SOBRE NÃO PETISTAS É VERGONHOSA, PRECONCEITUOSA E ESCANDALOSA. QUE SE DECLARE LOGO QUE OS PETISTAS ESTÃO ACIMA DA LEI. SERIA MAIS HONESTO INTELECTUALMENTE

Roberto Barroso: um homem de olhar penetrante e juízos heterodoxos
Roberto Barroso: um homem de olhar penetrante e juízos heterodoxos
Se Romeu Queiroz e Rogério Tolentino quiserem trabalhar fora, vão ter de fazer como José Dirceu e Delúbio Soares: inventar um emprego para enganar a Corte. Aí o ministro Barroso topa. O ministro, que já confessou curtir Taiguara e Ana Carolina, certamente conhece Cazuza… Deve cantarolar por aí: “Mentiras sinceras me interessam/ me interessam…”. Até lamento associar um roquinho bacana da década de 80 a Barroso, que vem de décadas muito anteriores, do tempo em que o direito servia mais a um pensamento, a uma ideologia, do que ao império do texto legal.
Então vamos ver: com base na decisão tomada na quarta-feira por expressiva maioria do Supremo — 9 a 1 —, ele liberou para o trabalho externo também Delúbio Soares, aquele que sabidamente gozava de privilégios na cadeia, o que está fartamente demonstrado, desrespeitando um dos requisitos para o trabalho externo, que é justamente o bom comportamento do “apenado”, como diria o ministro, que gosta de rasgos poéticos.
Certo! Mas Romeu Queiroz e Rogério Tolentino, ah, esses não! O primeiro queria trabalhar na própria empresa e contratar o outro. É esquisito? É, sim. Mas é muito mais esquisito do que Delúbio trabalhar na CUT??? Ora, tenham a santa paciência! Na central, Delúbo é chefe, com direto a motorista particular e tudo. Ocupa-se lá exatamente do quê? Quem tem condições de vigiar as suas tarefas? Está fazendo na central o que sempre fez: política. E José Dirceu como contínuo interno de um advogado estrelado, ganhando R$ 2,1 mil por mês — o que, dados os seus padrões, digamos, de consumo social não serve nem para cobrir a cova do dente. Desculpo-me por usar uma metáfora pré-programa Brasil Sorridente… Hoje, como a gente sabe, não há mais desdentados no Brasil, certo? Sumiram por um decreto político do PT.
É interessante a forma, digamos, combativa como Barroso entende as leis. Por alguma razão, desde a raiz do seu raciocínio, os petistas acabam sempre beneficiados. “Ah, e no caso de José Genoino?” Bem, no caso de José Genoino, ele sabia que iria perder e não quis agasalhar a derrota. Afinal, depois do escândalo protagonizado pelo advogado Luiz Fernando Pacheco, não havia chance de o pleito ser aprovado. Mas não se esqueçam de que, mais uma vez, Barroso transformou José Genoino em um herói. Com a negativa para o trabalho externo de Queiroz e Tolentino, o ministro só demonstra preconceito contra a inciativa privada.
Em suma, às respectivas defesas desses dois não petistas, só resta apelar mais uma vez, inventando, desta feita, um trabalho externo à moda Delúbio e Dirceu. Se o tribunal tivesse negado o pleito dos petistas, a esta altura, a crônica política livre como um táxi estaria escandalizada. Pelos outros dois, não se vai derramar um miserável adjetivo. Ou vocês viram alguém com peninha de Roberto Jefferson, por exemplo? Ao contrário: fez-se blague de suas restrições alimentares. Ninguém liga para as suas entranhas. Já o sistema circulatório do ex-presidente do PT parece assunto de segurança nacional.
Por que os petistas não propõem logo uma emenda constitucional deixando claro que os membros do partido não são pessoas comuns, como as outras, como nós? E olhem que haverá juízes, também fora do Supremo, que iriam concordar, não é? Jamais me esquecerei de um manifesto da tal Associação Juízes para a Democracia, que escreveu para escândalo da história:“Não é verdade que ninguém está acima da lei, como afirmam os legalistas e pseudodemocratas: estão, sim, acima da lei, todas as pessoas que vivem no cimo preponderante das normas e princípios constitucionais e que, por isso, rompendo com o estereótipo da alienação, e alimentados de esperança, insistem em colocar o seu ousio e a sua juventude a serviço da alteridade, da democracia e do império dos direitos fundamentais”.
Ora, os petistas, como sabemos, sempre estão lutando por direitos, não é mesmo? Que sejam declarados logo homens acima da lei. E ponto e basta! Por Reinaldo Azevedo

CHATO PARA A TROPA DA DESQUALIFICAÇÃO: O CONSERVADOR PASTOR EVERALDO FALA COISA COM COISA!

Pastor Everaldo: até agora, dizendo as coisas certas e, sem temer a patrulha politicamente conveniente
Pastor Everaldo: até agora, dizendo as coisas certas e sem temer a patrulha politicamente conveniente
Amplos setores da imprensa brasileira estão acostumados a tratar religiosos, especialmente evangélicos, como seres primitivos e folclóricos. A Lei 7.716 pune também o preconceito religioso, no mesmo artigo que trata de outras discriminações: de raça, cor e procedência nacional. Mas não é levado muito a sério por ninguém nesse particular. A afirmação nunca é frontal, mas são muitos os subterfúgios para sugerir que o crente — em especial o cristão, de qualquer denominação — é meio idiota, apatetado ou pilantra. A menos que se trate de um desses padres da “Escatologia da Libertação”. Se for desafiado por alguém, provo. Não é preciso ir muito longe: tentaram tirar Marco Feliciano (PSC-SP) da presidência da Comissão de Direitos Humanos na marra. Não! Eu não concordava com suas teses. Deixei isso claro. E daí? Queriam defenestra-lo, no entanto, com base em que lei, em que código? Não havia. Era só o cerco politicamente conveniente (que não chamo mais “correto” porque, de correto, nada tem). Afinal, se é para punir alguém de quem não gostam, que mal há em transgredir a lei não é mesmo? 
Muito bem! Por que essa introdução? Porque esses mesmos setores estão quebrando a cara com o Pastor Everaldo, candidato do PSC à Presidência da República. É inteligente, articulado, fala coisa com coisa e não tem receio de parecer o que é: um conservador — no melhor sentido, até agora ao menos, que essa palavra possa ter. Conheço, deixo claro, pouco de sua trajetória. Prometo tentar saber mais. Falo sobre o que leio e ouço do credo político que tem externado. Está tudo no lugar. Nos Estados Unidos, só para ter uma referência, integraria alguma ala moderada do Partido Republicano. Por aqui, ainda é tratado com certa suspicácia. Sabem como é… O homem é um cristão!!! E isso pode ser muito perigoso, né? Quando veio à luz o escândalo Luiz Moura, o deputado estadual petista que se reuniu com membros do PCC, fui ler as reportagens que haviam saído sobre ele quando apenas candidato. Foi tratado como um exemplo de recuperação! De um cristão, no entanto, convém suspeitar sempre, certo? Se um adepto do consumo de drogas se candidata, isso enriquece a democracia. Se é um pastor, há quem veja nisso grande perigo.
Everaldo esteve nesta quinta-feira em Salvador, na convenção do PSC que oficializou o apoio à candidatura de Paulo Souto (DEM) ao governo da Bahia. Segundo informa Aguirre Talento, na Folha, afirmou:“Defendemos a vida do ser humano desde a sua concepção, defendemos a família como está na Constituição brasileira, sem discriminar ninguém. A pessoa mais democrática e liberal é Deus, que deu livre arbítrio para o homem fazer o que bem entende de sua vida. Não é o Estado que vai dizer como vai o cidadão se comportar”.
É um repúdio ao aborto — e, em todo o mundo democrático, há partidos plenamente integrados à democracia, é evidente, que têm essa pauta (só no Brasil é que se tenta criminalizar moralmente essa escolha). Deixa claro que defende a manutenção da família nos termos da Constituição, formada por homem, mulher e filhos. Mas condena discriminações ao, com acerto, afirmar que não cabe ao Estado definir certos comportamentos e escolhas. Notem: um partido tem o direito de ter uma opinião sobre o que deve ser a família legalmente constituída. Tal tese, de resto, no que concerne ao Estado brasileiro (e contra a Constituição), está vencida. Mas só os autoritários, fascistóides mesmo, ambicionariam impedir a expressão de uma opinião.
Gosto da coragem que tem  Everaldo de dizer coisas nas quais acredita, sem ligar para a patrulha: “Graças a Deus, estamos numa democracia, e vou repetir sempre isto; aqui não é Cuba nem Venezuela”. Na mosca! Fez, mais uma vez, uma defesa de um Estado enxuto, com redirecionamento dos gastos públicos para saúde, educação e segurança pública. Está certo! No programa nacional do partido, no horário político gratuito, enfrentou a “doxa” e mandou ver: defendeu a privatização de estatais. É capaz de falar com propriedade sobre esses assuntos.
Sem máquina, sem governos de estado, dirigente de um partido pequeno, sem aparecer na televisão, sem ter a simpatia de jornalistas (muito pelo contrário), Everaldo surge com 3% ou 4% nas pesquisas de intenção de voto. E pode, escrevo de novo aqui, fazer diferença num segundo turno. Os petistas acompanham com temor a sua candidatura por motivos óbvios. Por Reinaldo Azevedo

JUSTIÇA AUTORIZA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA MARSANS BRASIL, EMPRESA DO DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF

A agência de viagens Marsans Brasil, controlada pelo doleiro Alberto Yousseff desde 2010, entrou em recuperação judicial. O pedido foi autorizado pelo juiz Gilberto Matos, responsável pelas 3ª e 4ª Varas Empresariais do Rio de Janeiro. A recuperação judicial foi autorizada em 5 de junho. A partir deste período, a empresa ganhou um prazo de 60 dias para apresentar um plano de recuperação judicial, com datas e estratégias para o pagamento de credores. A concessão da medida suspendeu a execução de dívidas contra a empresa. Mas, o caso da Marsans é mais grave do que uma empresa convencional em recuperação, porque o uso da empresa por Youssef é investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal nos desdobramentos da operação Lava-Jato, que prendeu o doleiro, o ex-diretor da Petrobras e quadrilhas envolvidas na lavagem de mais de 10 bilhões de reais. Antes de a agência ficar sem credibilidade perante companhias aéreas e hotéis, a Marsans chegou a captar, entre 2012 e 2013, cerca de 23 milhões de reais de fundos de previdência dedicados ao pagamento de pensões de servidores aposentados. Só o Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins aplicou 12 milhões de reais na empreitada. Também se tornaram investidores na empresa do doleiro os fundos municipais de previdência de Cuiabá (MT), que desembolsou 3,4 milhões de reais; e Paranaguá (PR), que gastou 2 milhões de reais. No Nordeste, o fundo de Amontada (CE) gastou cerca de 1,6 milhão de reais e o de Petrolina (PE) desembolsou 980.000 reais. Hortolândia e Holambra, duas cidades do interior paulista, aplicaram respectivamente 1,5 milhão de reais e 980.000 reais para virar sócias de Youssef. Os gastos públicos foram feitos para comprar cotas do Fundo de Investimento em Participações (FIP) Viaja Brasil, um produto criado pelo banco Máxima com o propósito de impulsionar o crescimento do grupo Marsans Brasil. Este fundo, teoricamente, aplicou os recursos dos fundos de previdência na compra de cotas da Graça Aranha RJ Participações, uma holding que controla as empresas do grupo Marsans Brasil. Mas, o fracasso empresarial da Marsans, apesar da milionária injeção de recursos, deixou executivos do setor intrigados, porque contrasta com o bom momento vivenciado por operadoras de turismo. Com a empresa em recuperação, funcionários relatam que estão com dois meses de salários atrasados, sem receber pagamento desde abril. Neste período, também aumentaram denúncias, em sites especializados em defesa do consumidor, de clientes que ficaram sem usufruir de serviços contratados. "Todos os funcionários estão em pânico. Clientes reclamam, porque compraram passagens aéreas que não foram emitidas", relatou um funcionário. O juiz Gilberto Matos disse desconhecer que a Marsans seja propriedade do doleiro Alberto Youssef. Durante as investigações da operação Lava-Jato, a polícia descobriu que Youssef controlava a empresa com o auxílio de laranjas. De acordo com documentos da Junta Comercial do Rio de Janeiro, a sócia-administradora da Marsans é a GFD Investimentos. Esta firma era controlada pelo Devonshire Global Fund, organização bancária baseada na Ásia. Mas, depois da prisão de Youssef em 17 de março, o advogado Antonio Figueiredo Basto, que defende o doleiro, jamais escondeu que o doleiro fosse dono da Marsans. Em entrevista ao site de VEJA, afirmou que a agência era um "negócio lícito" de Youssef. “Não há nada que aponte no processo que ela seja de propriedade da pessoa mencionada, porque se trata de uma pessoa jurídica, uma empresa”, afirmou o juiz. O doleiro era apresentado dentro da empresa como o dono da Marsans, de acordo com funcionários. Até por isso escritórios da Marsans foram alvos de buscas judiciais e tiveram documentos apreendidos para os processos criminais que correm na 13ª Vara Federal do Paraná. O juiz Gilberto Matos nomeou o advogado e contador Gustavo Licks como administrador judicial da Marsans. Ele  deverá acompanhar mensalmente a prestação de contas do grupo e denunciar eventuais irregularidades na gestão financeira. Como administrador judicial, terá direito a uma remuneração total equivalente a 1,5% do valor da dívida do grupo. A atuação de Licks já foi investigada em sindicância do Conselho Nacional de Justiça, que aguarda julgamento no órgão. O advogado teve de prestar depoimento ao conselheiro Gilberto Martins e ao juiz Julio Cesar Machado Ferreira, que investigaram irregularidades em varas empresariais do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do CNJ na sindicância foi o de verificar se magistrados atuaram indevidamente na indicação de Licks, e outras pessoas ligadas a juízes, como administradores judiciais de massas falidas. A nomeação de Licks foi analisada porque a mãe do advogado é sócia de Adriano Pinto Machado, ex-cunhado do desembargador Mauro Pereira Martins. Antes de ser promovido, Pereira Martins foi juiz titular da 4ª Vara Empresarial da capital fluminense. O juiz Gilberto Matos esclareceu que nomeou Licks como administrador judicial da Marsans porque "nunca houve questionamentos acerca de sua conduta profissional ou pessoal, nem mesmo pelo Ministério Público". Ele também ressaltou a "competência profissional" do advogado em "mais de dez processos na 4ª Vara Empresarial". Matos também informou que não possui "relação pessoal" com o advogado.

GOVERNO DE SANTA CATARINA PAGARÁ METADE DO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO NO DIA 15 DE JULHO

O ex-governador petista Olívio Dutra, conhecido como "Exterminador do Futuro", só conseguiu pagar o 13º salário do funcionalismo no seu último ano de governo porque o então presidente Fernando Henrique Cardoso alcançou-lhe dinheiro, prática repetida no governo seguinte, o de Germano Rigotto (PMDB), que precisou ajuda de Lula para pagar os salários de dezembro e o 13º. O governador Raimundo Colombo, de Santa Catarina, anunciou na terça-feira a autorização para o pagamento de 50% do 13º salário de 2014 para todos os servidores do Estado no dia 15 de julho. A decisão foi tomada após conversas com os secretários da Fazenda, Antonio Gavazzoni, e da Administração, Derly Massaud de Anunciação. “Pelo 9º ano consecutivo, o governo de Santa Catarina tem condições não só de honrar os pagamentos sem atraso, mas de antecipar metade do 13º salário. Já é uma tradição, um reconhecimento aos servidores públicos estaduais, que esperam por essa data”, disse o governador.

COPA DO MUNDO NO BRASIL É A MAIS CONECTADA DA HISTÓRIA

Nos dez primeiros dias da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, a Oi registrou tráfego de 32 terabytes de dados nas redes de mídia e informática fornecidas pela companhia para a FIFA e utilizadas pelos cerca de 20 mil profissionais de mídia credenciados de 113 países para cobrir o evento no País. O volume de informações equivale a 9 milhões de fotos em alta resolução ou 35 milhões de fotos em resolução normal. Essa marca já supera o total de dados trafegados nas redes da Copa do Mundo FIFA de 2010 durante toda a competição, fazendo desta a Copa mais conectada da História com recorde de tráfego de dados e confirmando a participação estratégica e essencial da Oi. A Oi já observa na Copa do Mundo da FIFA 2014 o fenômeno da multiconexão, sendo muito comum um único usuário estar conectado com dois a três dispositivos ao mesmo tempo, em função da utilização simultânea de computadores, tablets e smartphones. Assim, durante os dez primeiros dias, 152 mil dispositivos se conectaram na rede wi-fi exclusiva para a mídia nos 12 estádios.

TIRO PELA CULATRA - PETROBRÁS PERDE R$ 13 BILHÕES NA BOLSA DE VALORES DEPOIS DE ACORDOS SOBRE ÁREA DO PRÉ-SAL

Os R$ 15 bilhões em bônus e antecipações, a serem pagos pela Petrobrás à União por quatro áreas do pré-sal da Bacia de Santos, são pouco perto dos investimentos para explorar o petróleo. A petroleira deverá gastar de US$ 245 bilhões a US$ 380 bilhões na instalação de plataformas e infraestrutura de escoamento da produção, segundo cálculo do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). O CBIE utilizou como base a estimativa de gasto de US$ 200 bilhões para o campo de Libra, também no pré-sal, licitado em 2013. A avaliação do mercado um dia após o anúncio da contratação direta é de que o projeto exigirá muito mais do caixa da empresa, o que contribuiu para desvalorizá-la. A perspectiva de que os gastos da estatal vão crescer nos próximos anos e de que faltam fontes de recursos continuou incomodando o mercado nesta quarta-feira, 25, com quedas nas cotações. As ações ordinárias (com direito a voto) caíram 3,34% e as preferenciais, 1,98%. Em dois dias, o valor de mercado (multiplicação do total das ações pela cotação final do pregão) da Petrobrás recuou R$ 13,25 bilhões, para R$ 217,65 bilhões. 

Confirmado, o investimento em plataformas e infraestrutura corresponderá a US$ 35 bilhões em cinco anos, no mínimo, ou a um adicional na área de Exploração e Produção da Petrobrás de 22%, considerando os US$ 153,9 bilhões previstos para a área no Plano de Negócios da companhia, relativo ao período de 2014 a 2018.
As condições geológicas e técnicas das áreas são parecidas, o que permite comparar as áreas envolvidas na contratação direta – Búzios, Entorno de Iara, Florim e Nordeste de Tupi – e Libra, disse Adriano Pires, diretor do CBIE. A diferença está na dimensão das reservas. Em Libra, são 8 bilhões de barris de óleo equivalente (boe, que inclui gás natural) e nas quatro áreas variam de 9,8 bilhões a 15,2 bilhões. “É claro que se trata de um número aproximado, porque pode ser que a Petrobrás realmente consiga reduzir de alguma forma o custo por aproveitar infraestruturas já existentes, como mencionou a presidente da estatal, Graça Foster. Mas o investimento por barril não fugirá muito daquele de Libra”, disse Pires. Na área licitada ano passado, cada 1 bilhão de boe deve custar US$ 25 bilhões à Petrobrás e aos seus sócios.

LULA AGORA MUDA A VERSÃO E DIZ QUE REINALDO AZEVEDO E OUTROS OITO NÃO SÃO OS CULPADOS PELAS VAIAS E XINGAMENTOS A DILMA. O QUE DIRÃO TRAJANO E SUAS MELANCIAS ÀS AVESSAS DA ESPN, A "EMISSORA ESTADUNIDENSE"?

Ai, ai… José Trajano, aquele senhor da ESPN que comanda os melancias às avessas — vermelhos por fora e verdinhos por dentro —, cuja existência descobri quando me atacou — e a mais três — de maneira vergonhosa, vai ficar chateado. Eles estavam convictos por lá, na emissora “estadunidense” (que é como devem falar esquerdistas autênticos como eles, certo?), que as vaias e os xingamentos a Dilma eram coisa dos leitores de Reinaldo Azevedo, entre outros. Coisa, como vituperaram por lá, da “elite branca de São Paulo”. Até cheguei a procurar por esses dias se a ESPN já havia emitido um comunicado renunciando a todos os seus assinantes da “elite branca de São Paulo”. Até agora, nada! Parece que se acovardaram. Eu entendo quando esquerdistas “autênticos” ficam de olho no caixa do Grupo Disney — e no Ibope. Até onde sei, parece que as acusações caíram como uma bomba na audiência. Que peninha! A do meu blog subiu pra caramba! Já bati o recorde antes de o mês acabar. Obrigado, Trajano e melancias às avessas amestradas! Bate que eu cresço! Adiante.

Quem também se acovardou foi Lula. Ora, ora, ora… Tão logo a tese da elite branca surgiu naquela “emissora estadunidense”, o Apedeuta saiu a repeti-la pelos cotovelos. Seria tudo coisa de reacionários. O jornalismo áulico reproduziu a patacoada segundo a qual as vaias e os xingamentos tinham sido uma beleza para Dilma. Na minha coluna na Folha de sexta-feira, tirei o sarro dessa mentira. Escrevi lá: “É evidente que o lado positivo da vaia é cascata. Essa versão é obra de ‘spin doctors’, cujo trabalho só é efetivo quando conta com a opinião abalizada de ‘especialistas’ e com a sujeição voluntária ou involuntária da imprensa”.
O primeiro a perceber a armadilha foi Gilberto Carvalho, que correu para negar a tese da elite branca. Pesquisas do Palácio do Planalto apontam que, ao contrário da versão que tentaram emplacar, o evento tinha sido ruim para a presidente, e a versão  tornava tudo pior.
Em entrevista nesta quarta ao “Jornal do SBT”, o ex-presidente mudou o tom — e sem combinar nada com Trajano, santo Deus! Agora ele afirma que “o governo, possivelmente, tem culpa” por não ter “cuidado com carinho” das insatisfações da população. Ah, bom!!! Com aquela sua inclinação natural para o pensamento de cunho filosófico, afirmou: “Eu digo sempre que a vaia e o aplauso é só começar que acontecem. Agora, aqueles palavrões me cheirou a coisa organizada, o preconceito, a raiva demonstrada. Possivelmente a gente tenha culpa. Vou repetir: que a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho”.
A fala é ainda um tanto confusa, e não se pode esperar nada melhor do que isso. Ou bem os palavrões “são coisa organizada” ou bem “o governo tem culpa”. De qualquer modo, trata-se de uma mudança de tom. Quem também foi desautorizado é o sr. Alberto Cantalice, vice-presidente do PT, segundo quem os xingamentos eram consequência da pregação de pessoas como “Reinaldo Azevedo (este criado que escreve), Augusto Nunes, Diogo Mainardi, Lobão, Demétrio Magnoli, Danilo Gentili, Guilherme Fiuza, Marcelo Madureira e Arnaldo Jabor.”
Não deixa de ser divertido. Os petistas não perceberam que algo está mudando no país e que a eterna guerra promovida pelo PT do “nós”, que são eles, contra “eles”, que somos nós, não funciona mais. O petismo botocudo achou que poderia usar o episódio do Itaquerão para promover um arranca-rabo de classes e, se necessário, até um conflito racial, opondo branco a negros, ricos a pobres, paulistas ao resto do país.
Deu-se mal. O tiro saiu pela culatra. Os que embarcaram nessa canoa furada colheram o óbvio: a embarcação virou porque fez água. A versão de que a vaia era coisa da “elite branca” tornou pior para Dilma o que já estava ruim.
Eu bem que adverti aqui, como sabem, que não foi promovendo a guerra de todos contra todos que o PT chegou ao poder em 2003. Ao contrário: aquela linguagem beligerante era coisa do tempo em que o partido só perdia eleições. Lula está tentando consertar o estrago que ele próprio fez com a ajuda do jornalismo idiota ou comprado. 
De vítima, a gente sente pena, mas não lhe dá voto. Lula só foi eleito quando parou de posar de coitado e deixou que toda a sua autoestima, que é gigantesca, viesse à flor da pele, não é mesmo? O PT aprendeu a lição. E o jornalismo? Por Reinaldo Azevedo