sábado, 7 de setembro de 2013

VEJA UM CARACTERÍSTICO EXEMPLO DA POLÍTICA PETISTA NO RIO GRANDE DO SUL - DENUNCIADO POR QUADRILHA PARA MATAR ADVERSÁRIO POLÍTICO É NOMEADO PARA COORDENAR SAÚDE DA REGIÃO METROPOLITANA

Carlinhos Viramato
Esse na foto é Luis Carlos Soares, vulgo "Carlinhos Viramato". Ele foi nomeado pelo governador do Rio Grande do Sul, o peremptório petista Tarso Genro, como coordenador chefe da 1ª Coordenadoria Estadual de Saúde, que reúne 42 municípios da região metropolitana de Porto Alegre. Pois bem, o tal "Carlinhos Viramato" é réu no processo criminal nº 09520900001793, que tramita na Comarca de Estância Velha. Ele é acusado de, como presidente do PT na cidade, ter participado de quadrilha que contratou o pistoleiro Alexsandro Ribeiro para matar adversários políticos (o colunista Mauri Martinelli e o então vereador João Valdir de Godoy), durante o governo do petista Elivir Desiam na prefeitura de Estância Velha. Elivir Desiam é conhecido pelo vulgo de "Toco", e hoje é presidente da estatal Fenac, da prefeitura de Novo Hamburgo. Os outros membros da quadrilha denunciados são os seguintes: Claci Campos da Silva, Jaime Dirceu Antonio Schneider e Jauri de Matos Fernandes. Jaime Schneider era secretário de Planejamento no governo de "Toco", e dono do jornal no qual operava como "laranja" Jauri de Matos Oliveira, o que serviu como fiador para alugar a casa para o bandido pistoleiro. A quadrilha petista também forneceu ao pistoleiro Alexsandro Ribeiro a arma que foi utilizada na atentado contra o colunista Mauri Martinelli, uma pistola austríaca Glock 380. Essa arma foi encontrada na casa do pistoleiro após o atentado. O pistoleiro já foi condenado a 15 anos de cadeia por esse atentado. Agora a quadrilha dos mandantes irá ao tribunal do juri. O julgamento está marcado para o mês de dezembro. Luis Carlos Soares, o "Carlinhos Viramato", que era vereador e presidente do PT em Estância Velha quando participou da quadrilha que contratou pistoleiro para matar adversários políticos, esse é o homem que o peremptório petista Tarso Genro nomeou para cuidar da saúde dos gaúchos na região metropolitana de Porto Alegre. Está estabelecido o manto de proteção entre petistas para o crime da Santo André petista gaúcha.