sábado, 17 de novembro de 2012

José Dirceu recorre para ter passaporte de volta


O corrupto e quadrilheiro José Dirceu quer seu passaporte de volta. Em recurso (agravo regimental) contra decisão do relator do processso do Mensalão do PT, ministro Joaquim Barbosa, a defesa do ex-ministro da Casa Civil pede a devolução do documento, que foi entregue há oito dias, e o fim da proibição de ausentar-se do País sem prévio conhecimento e autorização do Supremo Tribunal Federal. O recurso, subscrito pelos advogados José Luís Oliveira Lima e Rodrigo Dall'Acqua, representa severo ataque ao relator do Mensalão. Foi protocolado na sexta feira, no Supremo. Para a defesa, a ordem de Joaquim Barbosa "fere o bom senso e se afasta das regras que permeiam o Estado Democrático de Direito". "Uma decisão cautelar contra 25 réus não pode ser genericamente justificada pelo comportamento de 'alguns dos acusados', sem que sejam individualizados aqueles que adotaram a tal atitude 'incompatível'. Ora, a Constituição admite que um réu sofra medida cautelar por conta de 'comportamento incompatível' adotado exclusivamente por outro acusado? Aí reside gravíssimo equívoco da decisão, genérica porque não individualiza o comportamento de nenhum acusado", dizem os advogados.

VOCÊS LEMBRAM DAQUELE DEPUTADO DO PARANÁ, DE FOGO, QUE MATOU DOIS RAPAZES ATROPELADOS EM CURITIBA? POIS AGORA UMA TESTEMUNHA DELE, QUE BEBIA COM ELE NA NOITE DA MORTANDADE EM CURITIBA, ENVOLVE-SE EM ACIDENTE EM CANAVIEIRAS, COM MORTE


Uma testemunha do processo contra o ex-deputado Carli Filho, envolvido em um acidente com duas mortes em Curitiba, em 2009, é suspeita de ter se envolvido em uma colisão com uma morte em Florianópolis, Santa Catarina, na manhã de quinta-feira. O acidente entre um Audi e um Pálio aconteceu na Avenida Luiz Boiteux Piazza e um dos ocupantes do Pálio, um homem de 53 anos identificado como Sérgio Souza, morreu no local. De acordo com a 7ª Delegacia de Polícia de Florianópolis, o condutor do Audi não teria prestado socorro à vítima. Uma segunda pessoa estava no Pálio e teve ferimentos na perna. Testemunhas do acidente teriam identificado o condutor do veículo importado como o cardiologista Eduardo Missel, que atua em Curitiba. Missel é testemunha no caso de Carli Filho. Em maio de 2009, o ex-deputado se envolveu em um acidente que matou os jovens Gilmar Rafael Souza Yared, DE 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos. Segundo testemunhas, ele estava em alta velocidade e embriagado. De acordo com o advogado criminalista Elias Mattar Assad, que defende a família Yared no processo, Missel depôs em juízo sobre o caso. “Ele (Missel) disse que estava com Carli Filho em um restaurante antes do acidente e que teriam tomado vinho. Disse ainda que aconselhou Carli a não dirigir, mas que o ex-deputado insistiu em ir embora com o próprio carro”, afirma Assad. Horas após o acidente de Florianópolis, o pai de Gilmar Yared, homônimo do filho, publicou em sua conta no Facebook um texto se mostrando indignado com o caso. “Naquela noite os dois haviam consumido 4 garrafas de vinho. Acredito que se o ex-deputado no mínimo tivesse sido julgado, teríamos evitado a morte de mais um inocente (Sérgio Souza)”, postou Yared. A 7ª Delegacia de Polícia de Florianópolis informou que Missel ainda é apenas “suspeito” e que mais informações sobre o caso seriam divulgadas apenas na segunda-feira, quando o delegado responsável pela unidade estará de plantão. A reportagem não conseguiu localizar o cardiologista no número de telefone do consultório onde ele trabalha. Carli Filho foi denunciado pelo Ministério Público e pronunciado em primeira instância com dolo eventual (quando não se tem a intenção de matar, mas assume-se o risco pelos atos). O tribunal de Justiça do Paraná havia decidido que ele iria a júri popular, mas a defesa recorreu. O ex-deputado responde ao andamento da ação em liberdade e ainda poderá ir a júri popular. Conforme previsão da assistência de acusação, o julgamento deve ocorrer entre o fim deste ano e o primeiro semestre de 2013. Veja na foto como ficou o Audi do cardiologista em Canavieiras, na quinta-feira.