sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Ministro comunista do Esporte se encontra com Dilma no Planalto

O ministro do Esporte, o comunista Orlando Silva, reuniu-se no fim da tarde de sexta-feira com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto para discutir sua situação na pasta. A reunião terminou por volta das 20h40 e o ministro saiu dela com a notícia de que permanecia. Mas, a nota solta pelo Palácio do Planalto é um primor de dubiedade, e deixa entrevista a demissão. Ao fim do encontro, o comunista Orlando Silva publicou no Twitter que já não estava mais com Dilma: "Sai agora da reunião com a Presidenta Dilma, no Palácio do Planalto", disse. Orlando Silva é alvo de suspeitas de participação em um esquema de fraude no programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte. Orlando Silva nega as acusações e, por meio de sua conta no Twitter, disse ter preparado um relatório sobre as "mentiras" publicadas contra ele. A permanência de Orlando Silva no cargo, no entanto, é considerada "difícil" por integrantes do Palácio. Na avaliação da equipe palaciana, Orlando Silva teria se inviabilizado politicamente ao ser alvo de suspeita. Toda a gestão de encaminhamento da demissão do comunista Orlando Silva tem o sinal da ministra da Informação, a jornalista Helena Chagas, considerada a "Golberi" do governo de Dilma Rousseff.

Eike Batista anuncia plano de ser sócio da Foxconn no Brasil

O empresário Eike Batista, do grupo EBX, anunciou na sexta-feira estar com entendimentos avançados com o grupo taiwanês Foxconn, fabricante de tablets, para tornar-se sócio no empreendimento do grupo planejado para o Brasil. "O grupo brasileiro seria um sócio nacional do empreendimento. É bom que se faça transferência de tecnologia, como é o objetivo desse projeto, e que capital brasileiro passa a ser patrimônio brasileiro", afirmou ele, após anunciar seu plano pessoalmente à presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto. Em abril, a Foxconn anunciou que investiria US$ 12 bilhões no Brasil, com a abertura de uma fábrica para a produção de tablets em território nacional. Eike já se reuniu com o CEO da Foxconn, Terry Gou.

Centro de tortura na ditadura, Esma vira escola de música na Argentina

Um lugar emblemático da ditadura argentina (1976-1983), a Esma, a famigerada Escola de Mecânica da Armada, usada como centro de tortura, acolhe, a partir de agora, em sua capela, uma instituição de música popular. "Estamos exorcizando um lugar onde reinava a morte e a tortura com a música", afirmou o pianista argentino Miguel Angel Estrella. Sequestrado em 1977, no Uruguai, torturado e libertado em 1980, graças à grande mobilização internacional, ele se disse revigorado em observar a "felicidade" dos jovens de entre 18 e 25 anos, que têm aulas de música nas salas da tristemente célebre Escola de Mecânica da Armada (Esma). "Tocamos jazz, rock, música latino-americana", conta o pianista, explicando que a escola já reúne uma centena de alunos de origem muito humilde. Miguel Angel Estrella se disse assombrado ainda hoje por esse lugar de sofrimento. "Quando voltei do exílio, visitei todas as prisões e comunidades onde militei nos anos 70, antes de ser sequestrado", contou. No novo trabalho, teve o apoio de Mariano Berroeta, de 35 anos, que se tornou responsável pela escola de música e é filho de um desaparecido político, torturado na Esma, Enrique Berroeta. "A música pode dar sentido a um lugar onde reinava o horror", disse Mariano Berroeta. Ele tinha apenas um ano quando seu pai foi preso, em 1977, e levado à Escola de Mecânica da Armada. "Meu pai foi visto pela última vez na Esma", disse Mariano Berroeta. Estamos aqui a cem metros das salas de tortura pelas quais passaram cerca de 5.000 pessoas, e apenas umas 1000 conseguiram sair vivas. Os desaparecidos chamavam as salas de tortura de "Capucha" (capuz) e "Capuchita", porque eram sempre encapuzados, mesmo quando torturados.

Indio cocaleiro Evo Morales cede aos indígenas e rodovia não passará por reserva

O ditador boliviano, o indio cocaleiro Evo Morales, aceitou na sexta-feira os pedidos de grupos indígenas de que uma estrada financiada pelo Brasil não atravesse o parque natural de Tipnis (Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure), cujos habitantes marcharam por 66 dias desde a Amazônia boliviana até La Paz em protesto contra a construção. Após meses de impasse e tentativas frustradas de diálogo com o grupo, o indio cocaleiro Evo Morales afirmou que enviará ao Congresso uma reforma que atende à exigência dos indígenas. O ditador disse que analisou o projeto apresentado pelos moradores da reserva e decidiu que a rodovia que passaria pelo parque, assim como qualquer outra futura estrada, não poderá ser construída ali. "Estamos incorporando no primeiro artigo o texto que declara o Tipnis como zona intangível", disse: "Assim, decide-se que a rodovia não atravessará a reserva". Participantes da marcha se recusaram a se reunir com o ditador na quinta-feira na sede da vice-Presidência do país, dizendo que só haveria diálogo caso fossem recebidos no palácio do governo. O Tipnis é uma reserva nacional boliviana de cerca de 1,2 milhão de hectares que deveria ser atravessada pela rodovia. Construída pela empreiteira brasileira OAS com financiamento do BNDES, a estrada, com 306 quilômetros, deve custar US$ 415 milhões.

Exército queniano controla refúgio da Al Qaeda e de piratas

Soldados do exército do Quênia, que continuam com sua ofensiva nos redutos do grupo terrorista islâmico Al Shabab na Somália, tomaram o controle da cidade portuária de Ras Kamboni, onde a rede terrorista Al Qaeda tem campos de treinamento e os piratas somalis se concentram. Segundo informou o jornal local "Daily Nation" na sexta-feira, os soldados quenianos, que contam com o apoio das forças de segurança do Governo Federal de Transição da Somália têm como objetivo avançar até Kismayo, reduto dos radicais do Al Shabab. "Ras Kamboni é um lugar privilegiado para as Forças de Defesa avançarem sobre os rebeldes do Al Shabab e os piratas", disse o comandante queniano Emmanuel Chichir. As tropas quenianas entraram na Somália por Kiunga, no litoral, em vez de Liboi, no interior do Quênia, como tinham feito até o momento. Chirchir destacou que suas tropas não encontraram nenhum tipo de resistência ao avançar rumo a Ras Kamboni, onde chegaram na sexta-feira, depois que aviões bombardearam a região durante vários dias. O exército tomou também o controle de Qoqani, Tabda e Afmadow, no sul da Somália. O ataque do exército queniano na Somália começou após o sequestro no dia 13 de duas voluntárias espanholas da ONG Médicos sem Fronteiras no campo de refugiados de Dadaab, a 100 quilômetros da fronteira somali, o quarto em pouco mais de um mês, todos eles cometidos pelos terroristas da Al Shabab.

Blatter promete abrir dossiê com suspeitas contra Teixeira

Em meio às medidas de seu plano para limpar a imagem da Fifa, envolvida em escândalos ao longo do último ano, o presidente da entidade, Joseph Blatter, anunciou na última quinta-feira que vai abrir o caso ISL (International Sport and Leisure), empresa de marketing que foi ligada à federação internacional por 20 anos e faliu em 2001. "Vamos abrir o famoso dossiê da ISL, deixar esse assunto para trás e seguir em frente", declarou o dirigente na Suíça. Segundo ele, o assunto será entregue a um organismo independente que vai cuidar do caso, a partir de meados de dezembro. Blatter disse que apresentou a idéia ao Comitê Executivo da Fifa e que ninguém se manifestou de maneira contrária, apesar da presença do presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local da Copa-2014), Ricardo Teixeira. Teixeira é um dos três cartolas acusados de corrupção no processo da ISL, que foi tornado sigiloso a pedido da Fifa e dos dirigentes em questão. No final de novembro do ano passado, a rede britânica BBC acusou Ricardo Teixeira, o ex-presidente da Fifa João Havelange e outros dois cartolas internacionais de futebol de terem recebido propinas da antiga empresa de marketing. O nome de Teixeira não aparece nos papéis, mas, de acordo com a BBC, os pagamentos ao presidente da CBF teriam sido feitos por meio de uma empresa com sede em Liechtenstein chamada Sanud. Totalizariam US$ 9,5 milhões (R$ 16 milhões). O valor que aparece junto às iniciais JH (João Havelange, segundo a BBC) seria de 1,5 milhão de francos suíços (cerca de R$ 2,6 milhões).

Piloto de Gaddafi lamenta morte do ex-ditador líbio

O piloto do avião privado de Muammar Gaddafi, o indonésio Ganahadi Ratnuatmadja, lamentou na sexta-feira a morte do ex-ditador líbio, a quem considerou "um bom chefe". O aviador comentou que sua relação com Gaddafi foi tão especial que o ex-ditador o premiou com a condecoração de Al Nawaad Al Wajib, além de enviar seu filho, Mohammed, para representá-lo no casamento da filha de Ratnuatmadja. "Quando minha filha se casou, alguns anos atrás, o senhor Gaddafi enviou seu filho à Indonésia para participar da cerimônia", disse o piloto. Ele trabalhou para o ex-ditador entre 2002 e 2008, ano em que decidiu retornar à Indonésia para estar mais perto da família. "Mas ele continuou me enviando salário durante o período em que me ausentei, fazia isso porque queria que eu voltasse", explicou o indonésio. No início deste ano, Ratnuatmadja voltou a Trípoli para trabalhar, mas ficou por pouco tempo, deixando o país assim que surgiram os primeiros conflitos. O piloto soube da morte de Gaddafi porque o CNT (Conselho Nacional Transitório) líbio o avisou por telefone. "Um oficial do CNT me deu a notícia e me fez uma proposta de voltar à Líbia para continuar meu trabalho como piloto do novo líder do país", afirmou o aviador, que começou pilotando aviões da companhia aérea indonésia Garuda. Antes de trabalhar para Gaddafi, Ratnuatmadja foi piloto oficial da família real saudita e do presidente dos Emirados Árabes Unidos, o xeque Zayed Bin Sultan Al Nahayan.

Confiança do empresário industrial volta a cair em outubro

A confiança do empresário industrial voltou a cair em outubro. Com recuo de 1,8%, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) ficou em 54,6%, segundo dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria). Em comparação a outubro de 2010, a queda chegou a 8,2%. O Icei varia em uma escala que vai de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos mostram confiança. De acordo com a CNI, a tendência de queda da confiança do setor reforma a perspectiva de declínio da atividade industrial nos próximos meses. O índice de outubro de 2011 é o menor desde abril de 2009 (49,4%) e ficou abaixo da média histórica, de 59,4%.

Oposição diz que demissão do comunista Orlando Silva não seria suficiente

O deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR), líder do partido de oposição na Câmara, afirmou na sexta-feira, por meio de nota, que uma "possível demissão de Orlando Silva do comando do Ministério do Esporte não será suficiente para conter o esquema de corrupção montado na pasta". O ministro foi acusado pelo policial militar João Dias Ferreira de envolvimento direto em fraudes em convênios firmados entre o ministério e ONGs. Na mesma nota, Bueno afirma que apesar de tentar blindar o PCdoB das denúncias, a presidente Dilma Rousseff será obrigada a rever a "carta branca" que deu ao partido aliado. "A presidente Dilma precisa ordenar o desmonte completo do aparelho de corrupção que funciona, de forma azeitada, dentro do Ministério do Esporte. Até porque as denúncias estão espalhadas por todo o País e não se resumem apenas ao caso de cobrança de propina revelado pelo policial João Dias Ferreira", afirma Rubens Bueno na nota.

Fifa afasta ministro do Esporte de próxima reunião no Brasil

O secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, afirmou na quinta-feira, na Suíça, que a entidade terá um novo interlocutor no governo brasileiro, em substituição ao ministro do Esporte, Orlando Silva, alvo de acusações de corrupção nos últimos dias. Ele não disse quem será o novo representante. Haverá um encontro em novembro entre a cúpula da Fifa e o governo brasileiro para lidar com a questão da Lei Geral da Copa do Mundo de 2014, que gera atritos entre as duas partes por conta de questões de marketing, TV e ingressos. "Novembro, é a data quando vamos ver o novo representante da presidente Dilma Rousseff para a Copa. Estou confiante que a presidente apontou uma equipe independentemente do que acontecer com Orlando Silva. É tempo de acabar com esse idéia que não estamos adiantados", disse Valcke, deixando escapar uma crítica ao País. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, também irá ao Brasil para se encontrar com a presidente.

Santander vende parte de negócio nos Estados Unidos para aumentar capital

O espanhol Santander anunciou na sexta-feira a venda de parte do Santander Consumer USA, braço de financiamento nos Estados Unidos, que contará com a participação de novos sócios, levantando US$ 1,15 bilhão. "Esse valor será totalmente destinado a reforçar o balanço do grupo", anunciou o maior banco da zona do euro. Depois da transação, o Santander terá uma participação de 65% no negócio norte-americano, enquanto o Sponsor Auto Finance Holdings Series ficará com 25% e o Dundon DFS, com 10%. A operação avalia a unidade em US$ 4 bilhões, acrescentou a instituição.

Delegado é afastado por não ter investigado sumiço de jovem em São Paulo

A negligência no atendimento à família do metalúrgico Renan Fogaça Alípio, de 22 anos, durante seu desaparecimento, causou o afastamento do delegado Iraí Santos de Paula, do 98º DP (Jardim Miriam), zona sul de São Paulo. O rapaz foi encontrado por parentes baleado, em um hospital, após um apelo na rede social Facebook. O afastamento do delegado foi decidido pela cúpula da Polícia Civil após uma investigação prévia sobre as denúncias de "descaso" da técnica de radiologia Karina Fogaça Alípio, de 31, irmã de Renan. O rapaz não resistiu ao ferimento, e morreu. O caso é investigado pela Corregedoria Geral da Polícia Civil de São Paulo. "Ficou evidente que a condução do caso não foi a adequada. Por isso, resolvemos tirar o delegado da chefia do 98º DP", disse Carlos José Paschoal de Toledo, chefe das delegacias da capital paulista. Renan havia desaparecido no sábado, dia 15, após sair de casa, no bairro de Pedreira (zona sul de São Paulo). De acordo com a família, ele estava em seu carro, um Ford Fiesta Hatch, quando foi abordado por criminosos, que o obrigaram a fazer três saques em caixas eletrônicos da região. Por volta da 1 hora de domingo, Karina foi ao 98º DP e pediu ajuda dos policiais civis, que registraram um boletim de ocorrência com nove linhas sobre o crime. Duas horas depois do registro, o Hospital Estadual de Diadema, no ABC paulista, na divisa com a zona sul da capital, ligou para o 98º e perguntou se os policiais buscavam um rapaz com as características físicas do metalúrgico, mas nada foi feito. Karina resolveu escrever um pedido de socorro no Facebook, ainda no domingo. O apelo, replicado por cerca de 90 mil pessoas no Facebook, chegou à página de um funcionário do hospital e a família do metalúrgico foi avisada sobre seu paradeiro. Renan estava internado em estado grave, com um tiro na cabeça. Ele morreu na manhã de terça-feira.

Laudo de 2009 alertou Receita Federal sobre importação de lixo hospitalar dos Estados Unidos

Um laudo da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) informou à alfândega da Receita Federal, em 2009, que tecidos hospitalares "rasgados", "bastante sujos" e com logomarcas de unidades de saúde dos Estados Unidos estavam sendo importados pela empresa têxtil NA Intimidade Ltda., de Santa Cruz do Capibaribe. O laudo foi solicitado pela própria Receita Federal ao proprietário da carga, que o apresentou aos fiscais. Apesar do laudo, o órgão liberou a carga. O documento, produzido pelo Laboratório de Experimentação e Análise de Alimentos do Departamento de Nutrição da universidade, é datado de 14 de dezembro de 2009 e foi elaborado para verificar o material de um contêiner que chegou ao Porto de Suape importado pela empresa pernambucana. "Localizamos logotipos de hospitais em amostra de conteúdo importado, tais como Saint Thomas Hospital, Vanderbitt University Medical Center, Department of Veteans Affairs”, diz o laudo. Apesar do laudo, a carga foi liberada pela Receita Federal. As amostras dos tecidos analisadas pela UFPE deram resultado "positivo" para a presença de “patógenos”: “Abrimos dois fardos e recolhemos amostras do tecido de algodão na cor branca, e com nomenclatura de hospitais estrangeiros, estampados nos tecidos". Todo o material foi analisado em um laboratório de microbiologia da UFPE. Apesar das análises laboratoriais e da indicação de material hospitalar, os fiscais aduaneiros liberaram a carga sem solicitar estudos mais aprofundados dos riscos que os microorganismos trariam. A liberação da carga foi atestada pelo engenheiro químico Jorge Campelo Cabral. O laudo da UFPE é assinado pela professora Margarida Angélica Vasconcelos, que coordenava o Laboratório de Experimentação e Análise de Alimentos do Departamento de Nutrição, e pela gerente técnica do setor de microbiologia da UFPE, Graciane da Nobre Cruz Ximenes. Segundo Margarida Angélica Vasconcelos, os laudos deixaram claro que os tecidos eram de hospitais norte-americanos e que eles estavam infectados com microorganismos que poderiam prejudicar a saúde humana. Ela explicou que as análises foram solicitadas para que fosse observada apenas a presença de patógenos, sem se aprofundar nas análises de grupo e classe. “O nosso trabalho é similar ao de um laboratório de análises hematológicas. Naquele caso, o pedido era para saber se tinha presença ou não de patógenos. Não podemos sugerir que outras análises detalhadas sejam feitas. O cliente é quem deve, dependendo do resultado, solicitar novos estudos mais aprofundados”, explicou Margarida, reforçando que o laudo informou que as amostras dos tecidos continham inscrições de hospitais norte-americanos. “A Receita Federal pediu ao dono da carga a análise. Eles é que deveriam ter solicitado outra investigação mais detalhada do que eram os patógenos, com classes e grupos, além dos riscos para saúde humana”, afirmou ela.

Usinas de cana investem em laboratórios

Com a alta demanda por álcool e os preços atrativos do açúcar no mercado internacional, as usinas investem em estratégias que tragam maior produtividade à área plantada. Para isso, avançam sobre a área científica. A Raízen, joint venture entre Cosan e Shell e terceira maior produtora de etanol do Brasil, investe em laboratórios de pesquisa para o controle biológico de pragas de cana-de-açúcar. No mês passado, a empresa fechou parceria com a americana Codexis para desenvolver leveduras e enzimas que melhorem o processo de fabricação de etanol. A pesquisa será feita nos Estados Unidos.

Filho foragido de Gaddafi foi para o Níger

Um dos filhos de Muammar Gaddafi, Saif al Islam, fugiu de Sirte, terra natal do pai, em direção à fronteira da Líbia com o Níger no sul, disse um comandante do CNT (Conselho Nacional de Transição) na sexta-feira. Enquanto a emissora de TV Al Arabyia noticiava a fuga citando uma fonte rebelde, a concorrente Al Jazeera dizia que as informações sobre uma suposta tentativa de fuga a países do sul são imprecisas. Abdul Majid Mlegta, membro do CNT, confirmou que Islam estaria viajando em um comboio de três carros blindados para tentar escapar das forças do CNT que dominaram Sirte na quinta-feira e mataram seu pai, o líder deposto da Líbia. "Estamos atrás dele. Os combatentes na região estão em alerta total", afirmou. Na semana passada, pouco antes da tomada de controle de Bani Walid, outro foco de resistência dos leais a Gaddafi, os dirigentes da revolução disseram acreditar que Islam estaria no local, mas não encontraram sinais da presença do filho do ex-ditador.

OAB ameaça ir à Justiça contra lei que "estatiza" a Fundação Sarney no Maranhão

A OAB do Maranhão ameaça questionar na Justiça projeto de lei que "estatiza" a Fundação José Sarney, sustentando que é inconstitucional. A proposta, encaminhada ao Legislativo pela governadora Roseana Sarney (PMDB), foi aprovada na última quarta-feira pela Assembléia Legislativa. Atualmente, a Fundação José Sarney, em São Luís, é uma entidade privada, que reúne textos, livros e obras de arte do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pai de Roseana Sarney. O texto aprovado na Assembléia cria a Fundação da Memória Republicana Brasileira, um órgão público, que irá receber como doação todo o acervo e bens da fundação, que será extinta. Conselheiros da OAB-MA estão discutindo "aparentes inconstitucionalidades" da proposta e a apresentação de possível adin (ação de inconstitucionalidade) será tratada na próxima quinta-feira. Segundo o presidente da OAB, Mário de Andrade Macieira, o projeto cria uma espécie de "poder de veto" da família Sarney sobre a fundação e limita a ação do Poder Legislativo. Sarney será o patrono da nova fundação, com direito a indicar dois dos 11 conselheiros.

Dilma ordena "auditoria informal" no Ministério do Esporte

A presidente Dilma Rousseff vai acompanhar pelos próximos dias a situação do ministro do Esporte, o comunista Orlando Silva, para então definir seu futuro. Sua permanência no cargo é considerada "difícil" por integrantes do Palácio. Na avaliação da equipe palaciana, Orlando Silva teria se inviabilizado politicamente ao ser alvo de suspeita. Na decisão, pesa menos o teor das denúncias e mais a viabilidade de ter um "executivo da Copa" enfraquecido. O delator do ministro é o policial João Dias. O Planalto determinou na quinta-feira, à Controladoria-Geral da União, uma varredura nas ações e contratos da pasta que foram alvo de denúncias. Dilma decidirá o futuro do auxiliar após receber o levantamento. Ela reuniu por mais de duas horas sua equipe no Palácio do Alvorada na noite de quinta-feira assim que chegou da África. Os ministros presentes fizeram um diagnóstico pessimista do noticiário.

Após quarentena, Palocci retoma vida de consultor em São Paulo

Quatro meses depois de deixar o governo Dilma Rousseff, o ex-ministro petista Antonio Palocci mudou nesta semana o registro de sua empresa em São Paulo para voltar a atuar como consultor. Com a alteração notificada à Junta Comercial de São Paulo na terça-feira, a Projeto passa a exercer atividade de "consultoria em gestão empresarial", mesmo objeto social da época em que foi criada por Palocci, em 2006. Além disso, o ex-chefe da Casa Civil reassumiu formalmente o posto de administrador da empresa, do qual havia se desligado no fim de 2010, às vésperas de assumir o ministério. E a atividade dele de médico do Estado de São Paulo, como é que fica?

Governo teme contração da economia no fim do ano

O governo avalia que a economia brasileira passa por um momento de turbulência e que há o risco de o país sofrer uma contração no terceiro trimestre deste ano em relação ao período anterior. Asessores presidenciais já temem um desempenho muito fraco da economia no último trimestre deste ano, ainda positivo, mas não o suficiente para sinalizar reação no ritmo de crescimento do Brasil. Caso esse cenário de piora dos indicadores se concretize, assessores disseram que o "sinal vermelho" será acendido no Planalto. O governo terá, então, de avaliar a adoção de medidas para reverter a freada brusca na economia no próximo ano.

ONU pede investigações sobre circunstância do assaddinato de Gaddafi

O Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos pediu na sexta-feira uma investigação sobre as circunstâncias do assassinato do ex-ditador líbio Muammar Gaddafi, ocorrido na quinta-feira, durante operação militar em Sirte. "A respeito da morte de Gaddafi ontem, as circunstâncias ainda não são claras. Nós consideramos que é necessária uma investigação", declarou o porta-voz, Rupert Colville, em referência aos vídeos que foram divulgados pelos meios de comunicação. "Deveria haver algum tipo de investigação, dado o que vimos, acho que é muito essencial", disse ele, em referência às imagens divulgadas da captura de Gaddafi, nas quais ele ainda aparecia com vida. Embora inicialmente não houvesse uma versão oficial, um vídeo que mostra o ex-ditador capturado ainda vivo, transmitido por emissoras árabes, gerou suspeitas de que ele tivesse sido executado pelos rebeldes. O premiê da Líbia, Mahmoud Jibril, disse que relatórios de perícia mostram que a causa da morte foi um tiro recebido durante um tiroteio. "Gaddafi foi retirado de dentro de uma tubulação de esgoto e não mostrou resistência alguma. Quando começamos a movê-lo ele foi atingido por um tiro no braço direito e quando o colocamos numa picape ele ainda não tinha nenhum outro ferimento", disse o premiê citando o relatório. Esse relatório é obviamente falseador da verdade. Um médico que examinou o corpo, afirmou que ele foi fatalmente ferido por uma bala em seus intestinos depois de ser capturado. "Gaddafi foi capturado vivo, mas morreu depois. Houve uma bala e essa foi a causa primária de sua morte; ela penetrou em suas entranhas", afirmou Ibrahim Tika à emissora árabe de TV Al Arabiya: "E houve uma outra bala na cabeça, que entrou e saiu". O funcionário do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos lembrou ainda que o Conselho de Direitos Humanos da ONU já havia designado meses atrás uma comissão para investigar as violações de direitos cometidas na Líbia pelos dois lados do conflito. Colville chamou ainda as novas autoridades líbias e a quem puder ajudar que "contribuam para tranquilizar a situação no país", tendo em vista que "há gente demais que está armada na Líbia e que a situação está muito desordenada". Segundo ele, porém, a queda do regime e das últimas cidades que permaneciam fiéis a ele coloca o fim a oito meses de sofrimento e violência extrema. "Começa uma nova era que deve responder às aspirações do povo por democracia e direitos humanos", afirmou.

Aliados querem que socialite Marta Suplicy desista de concorrer em São Paulo

Aliados da senadora Marta Suplicy vão fazer um apelo para que ela desista de disputar as prévias que escolherão o candidato do PT à prefeitura de São Paulo. O encontro entre ela e o grupo deve ocorrer em breve. A avaliação é que a socialite Marta Suplicy está isolada internamente e, ainda que derrote o ministro Fernando Haddad (Educação) nas prévias, teria o desgaste de ter contrariado o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff. Diante de sinais de que haveria o apelo pela desistência, Marta Suplicy adiou a reunião marcada para sexta-feira, alegando que tinha outros compromissos.

Dilma pressiona montadora a não demitir

Por determinação da presidente Dilma, o ministro Guido Mantega (Fazenda) está convocando uma reunião com as montadoras associadas à Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) para terça-feira. Mantega vai cobrar das montadoras instaladas no Brasil contrapartidas pelo benefício concedido a elas com a alta de 30% no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que sanciona carros importados. O governo pretende exigir das montadoras que evitem demissões aos primeiros sinais de uma eventual queda muito forte no crescimento da economia brasileira. Dilma está preocupada com informações repassadas a ela de que montadoras cogitam promover corte de empregos por conta de uma queda nas vendas de veículos. As montadoras reclamam da retração no crédito na economia promovida pelo governo, classificada pelo setor como um dos principais motivos pela redução das vendas.

Celular irregular cresce 19% e movimenta R$ 4 bilhões

A venda de celulares pirateados ou falsificados deverá crescer 19% em 2011 no mercado brasileiro e chegar a 11,4 milhões de aparelhos. Estão incluídos na conta telefones importados ilegalmente e vendidos sem a homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), registro obrigatório para a comercialização. Em geral, são cópias de modelos muito cobiçados, como o iPhone, da Apple, além de modelos da Nokia, da Samsung e da Motorola. No ano, os brasileiros devem gastar em média R$ 350,00 por aparelho pirata e movimentar R$ 4 bilhões no mercado da falsificação. O mercado legal, segundo a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), deverá chegar a 57 milhões de celulares, ante 48 milhões no ano passado. "O Brasil tem um dos maiores índices de pirataria de celulares da América Latina, em torno de 20%, enquanto a média dos outros países fica em torno de 15%", diz Aderbal Pereira, do Mobile Manufacturer Forum (MMF), que reúne fabricantes.

PCdoB já examina substitutos de Orlando Silva

Apesar do aval da presidenta Dilma, nesta quinta-feira, ainda em Luanda, o PCdoB se prepara com discrição para a eventual necessidade de substituir Orlando Silva no Ministério do Esporte. O partido pode indicar para o cargo um torcedor do Palmeiras, o deputado federal Aldo Rebelo (SP). A opção a Rebelo é o ex-deputado baiano Haroldo Lima, cujo mandato na presidência da Agência Nacional do Petróleo acaba em novembro. O PCdoB nem cogita o nome da comunista gaúcha Manuela D'Ávila. E aí, beleza?

CGU pediu, mas Ministério Público Federal e Polícia Federal não investigaram comunista Orlando Silva

Informa o jornalista Claudio Humberto: "A Controladoria-Geral da União pediu há três anos ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal para investigar o comando do Ministério do Esporte sobre desvios do programa Segundo Tempo. O primeiro relatório da Controladoria Geral da União foi enviado em 6 de outubro de 2008 para o Ministério Público Federal. À Polícia Federal, a investigação foi solicitada em 19 de março de 2009. A Controladoria Geral da União se queixa de que ambos ignoraram os fortes indícios relatados. Somente em 2010 a Polícia Federal começou a apurar os desvios da Federação Paulista de Xadrez e na ONG Bola pra Frente. Apesar de o ministro da Justiça, o "porquinho" petista José Eduardo Cardozo, haver anunciado que abriria inquérito para investigar Orlando Silva, nada foi oficializado. O Ministério do Esporte não informou quanto já pagou este ano, e para quem, as bolsas do Segundo Tempo, apesar da insistência da coluna. O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, defensor do comunista Orlando Silva, pediu ao procurador-geral para ouvir o ministro antes de abrir inquérito".

Fortunati garante que Porto Alegre não perderá a Copa e já admite Arena do Grêmio como "plano B"

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, lamentou a exclusão da cidade das Copa das Confederações, mas garantiu que a capital gaúcha será uma das sedes do Mundial em 2014. O prefeito reafirmou a confiança no término das obras do Beira-Rio, mas já admite a possibilidade da Arena do Grêmio como um "plano B". "Porto Alegre não perderá a Copa. Não estamos trabalhando com a hipótese do Beira-Rio perder a competição, mas caso haja algum problema com a parceria do Inter, estamos preparados e temos um plano B, e o plano B é a Arena do Grêmio", afirmou ele. A mobilidade urbana no entorno da Arena, um dos principais entraves na obra do novo estádio gremista, não será um impeditivo para a realização do Mundial, segundo Fortunati: "Não vejo problemas em obter investimentos para o entorno da Arena, já que a bancada gaúcha trabalha para incluir no orçamento de 2012 emendas no valor de R$ 65 milhões que serão destinados para melhorar a mobilidade urbana na região". Porto Alegre não receberá jogos pela Copa das Confederações. A confirmação veio com o anúncio das sedes, feito por Ricardo Teixeira. As cidades que receberão o torneio serão Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Brasília. Conforme o andamento das obras, Recife e Salvador também têm chances, sendo tratadas pela entidade como "aprovadas condicionalmente". A Arena do Grêmio pode ser uma opção ao Beira-Rio para a realização de jogos da Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre. O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, revelou que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, cogitou de conversar com os dirigentes tricolores caso o impasse entre o Inter e a construtora Andrade Gutierrez para a assinatura do contrato prossiga.

Filho de Kadafi apontado é ferido e capturado e ferido

O ministro da Justiça do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia, Mohammed Al Alagi, confirmou nesta quinta-feira que Saif al-Islam, filho do ex-líder Muamar Kadafi, foi capturado ferido e está hospitalizado. Segundo Alagi, Islam foi atingido com um tiro em uma das pernas. Ele era considerado o sucessor em potencial de Kadafi. Pelos dados de integrantes do CNT, dos oito filhos biológicos de Kadafi, dois foram mortos (Khamis e Saif al-Arab), enquanto Mutassim foi capturado, mas não há informações se está vivo. Saadi, Mohamed, Aisha e Hanibal conseguiram escapar para o Níger e a Argélia, além de Islam que está hospitalizado. A emissora líbia de televisão Líbia Livre informou que Mansour Daou (chefe dos serviços de segurança interna) e Abdallah Senoussi também foram capturados. A captura de Saif al-Islam já havia sido anunciada pelos rebeldes no início de agosto, logo depois da tomada do palacio presidencial em Trípoli. Dias depois, porém, Saif apareceu em liberdade, nas ruas da capital líbia, onde foi visto por vários jornalistas no bairro de Bab al-Aziziya, na zona do quartel-residência de Kadafi.