quinta-feira, 21 de outubro de 2010

PSDB vai questionar Lula na Justiça por declarações sobre agressão a Serra

O PSDB vai interpelar na Justiça o presidente Lula, pelas declarações em que lança dúvidas sobre a alegada agressão que o presidenciável José Serra (PSDB) sofreu na quarta-feira no Rio de Janeiro. O presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE) disse que há uma "grande conspiração" do PT para interferir no processo eleitoral. Para ele, essa atitude revela desespero do PT em relação ao cenário atual. "Houve um ato de violência contra o nosso candidato, contra a democracia. Não aceitamos isso. Não pense o presidente que está acima do mal, que pode fazer tudo o que quiser, desrespeitar a democracia. A Justiça é sempre o caminho, nem sempre eficaz", afirmou ele. O presidente do PSDB demonstrou bastante irritação com as declarações dadas por Lula. Nelas, o presidente classificou como uma farsa a agressão alegada por Serra.

TSE tira tempo de rádio de Dilma por ataques a Serra

O Tribunal Superior Eleitoral retirou um minuto e meio do programa de rádio da candidata Dilma Rousseff (PT) por ela citar, nas inserções, que o governo do tucano José Serra no Estado de São Paulo deu "porrada em professor". Segundo entendimento dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, a acusação petista fere a lei eleitoral, indo além da crítica política ao atacar e ofender a honra do candidato. Assim, a campanha petista perde um minuto e meio no rádio.

TSE multa petista Erenice Guerra por nota em que atacou Serra

O Tribunal Superior Eleitoral multou a ex-ministra petista Erenice Guerra, em R$ 20 mil, por uma nota divulgada no site oficial da Presidência da República, em que ela atacou o candidato do PSDB, José Serra, chamando-o de "aético" e "derrotado". Por 6 votos a 1, os ministros do tribunal entenderam que a então chefe da Casa Civil feriu artigo da Lei das Eleições. Como servidora pública, ela não poderia usar o site oficial da Presidência para atacar o tucano. Quando eclodiu o escândalo de lobby envolvendo a família da petista Erenice Guerra na Casa Civil, em meados de setembro, ela se defendeu em nota chamando Serra de "candidato aético e já derrotado, em tentativa desesperada da criação de um fato novo que anime aqueles a quem o povo brasileiro tem rejeitado". Na mesma nota, ela disse mais sobre as denúncias que a tiraram da Casa Civil: "Lamento, sinceramente, que por conta da exploração político-eleitoral, mais que distorcer ou inventar fatos, se invista contra a honra alheia sem o menor pudor, sem qualquer respeito humano ou, no mínimo, com a total ausência de qualquer critério profissional ou ética jornalística". Aí está, é um regime petralha.

Procuradoria questiona operação da BNDESPar com empresa de Eike Batista

O procurador Marinus Marsico, do Ministério Público Federal, fez uma representação ao Tribunal de Contas da União em que recomenda a investigação de uma operação realizada entre BNDESPar e a LLX Logística, do empresário Eike Batista. Em abril do ano passado, o banco comprou R$ 150 milhões em ações da LLX por R$ 1,80. Em contrato, o banco deu aos acionistas da empresa a oportunidade de recomprar 50% destes papéis com base no valor original corrigido de IPCA (índice oficial de inflação) mais 15%, acrescido de um prêmio de 20%. Em agosto de 2009, os acionistas exerceram essa opção pagando R$ 2,30/ação. Nessa época, o preço médio de mercado era de R$ 4,44 (com base na cotação dos 60 dias anteriores). Marsico avalia que o banco cometeu um ato de gestão antieconômica ao incluir a cláusula de recompra e estima que o banco deixou de ganhar R$ 90 milhões com a operação. "O banco deixou de auferir um lucro extraordinário. O risco da operação ficou todo com o BNDES", disse o procurador. O procurador argumenta que a operação ocorreu em um período com cenário econômico adverso, em que as condições de crédito ainda não tinham sido plenamente restabelecidas, após o agravamento da crise econômica em setembro de 2008. "Não nos parece razoável admitir que os acionistas condicionariam o investimento do banco à concessão da opção de compra. A parte que deveria fazer exigências seria o investidor, já que optou por aplicar R$ 150 milhões no capital da empresa, em detrimento de várias opções de investimento disponíveis no mercado", afirma o documento. Marsico afirma ainda que entre junho de 2008 e junho de 2010 o banco realizou 17 operações de perfil semelhante ao da LLX. Deste total, apenas duas, a da LLX e a da Aracruz (atualmente Fibria) continham opções de compra aos vendedores das ações. O procurador ressalta que, no caso da Fibria, existem particularidades que justificam a adoção da medida.

Dilma "compra versão petralha" de agressão no Rio de Janeiro e chama Serra de mentiroso

Em comício na noite desta quinta-feira, a candidata do PT à Presidência afirmou que seus adversários "desencadeiam uma campanha do ódio" e que o que atingiu seu opositor na corrida pelo Planalto, José Serra, no Rio de Janeiro, na quarta-feira, foi "uma bolinha de papel". Ou seja, ela "comprou" a versão petralha do incidente, produzida no comando do PT e de sua campanha, também adotada pelo presidente Lula, e passou a espalhá-la, como forma de desmascarar a ação de suas mílicias fascistas, ao estilo das tropas SA do nazista Ernst Rohm. Dilma disse ainda que seu adversário é "mentiroso" por dizer que vai continuar os programas do atual governo. "Aqueles que se fazem de bonzinhos, de que vão continuar nossos programas, esses são mentirosos", disse a candidata petista, afirmando que ela é a "real continuidade desse governo". Imagens feitas pela Folha mostram que o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi atingido por um objeto circular e transparente durante uma caminhada na quarta-feira em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Tratava-se de um rolo de fita adesiva, uma bobina. As imagens foram examinadas pelo perito Ricardo Molina, a pedido da TV Globo, e exibidas na noite desta quinta-feira no Jornal Nacional. Ele também examinou as imagens exibidas pelo SBT, quando Serra é atingido por um objeto que parece uma bolinha de papel. Concluiu que são momentos absolutamente distintos. À tarde, em entrevista à imprensa, Dilma já havia dado a entender que a reação de Serra à agressão sofrida por manifestantes do PT no Rio de Janeiro foi como o episódio do goleiro chileno Roberto Rojas, que em 1989, em jogo contra o Brasil, fingiu ser atingido por um sinalizador e se cortou com uma gilete escondida da luva. Lula, à tarde, também fez a mesma comparação, em visita institucional ao Rio Grande do Sul. Ou seja, eles demonstraram que combinaram a versão entre si, assim como a exibição de propaganda na televisão com a mesma versão comprova que o comando da campanha gerou essa interpretação petralha dos fatos.

Mestre da USP é acusado de plagiar professora de Feira de Santana

Uma professora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) denunciou um ex-aluno da Universidade de São Paulo (USP) de ter plagiado sua dissertação de mestrado, na área de geografia. A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP instaurou processo administrativo para apurar o caso. Se for comprovado o plágio, o ex-aluno pode perder o título de mestre. A professora da Uefs, Edinusia Moreira Carneiro Santos, diz que longos trechos de sua dissertação “Reorganização Espacial e Desenvolvimento da Região Sisaleira da Bahia - O Papel da Associação dos Pequenos Agricultores da Cidade de Valente”, defendida em 2003, foram copiados sem a devida citação por Écio Aparecido Ricci. “Foram copiados até agradecimentos, bem como a conclusão, como se fossem dele”, disse Edinusia em comunicado divulgado pela Uefs. Ricci afirmou ao Estado ter “convicção que não plagiou ninguém”. “Eu citei a dissertação dessa professora e a indiquei devidamente na bibliografia”, diz. Ele alega que ainda não foi comunicado oficialmente pela USP sobre a investigação, mas já está enfrentando problemas em seu emprego: “Passei em concurso público mas estou em estágio probatório. Não fui condenado por nada, mas já estou sofrendo um linchamento público". As titulações de Mestrado e Doutorado no Brasil tornaram-se um caso de polícia. As fraudes são constantes, e a mais comum é a do plágio escancarado. Tese de mestrado ou doutorado plagiada é um crime, capitulado no Código Penal. Seus autores, assim como os orientadores das teses, e a banca examinadora, deveriam ser denunciados criminalmente na Justiça. A revelação desta vertente de fraudes começou em Porto Alegre, quando o filósofo e jornalista gaúcho Luis Milman denunciou fraude em tese defendida na Universidade Federal do Rio Grande do Sul por Gilberto Kmohan, orientado pelo professor-jornalista Sérgio Caparelli. Luis Milman foi perseguido, mas o caso subiu até a última instância dentro da universidade, o Conselho Universitário, onde foi ratificada a cassação da titulação concedida ao fraudador. Quem concede esses títulos no Brasil é o Ministério da Educação. Esse documento é vital para a progressão na carreira acadêmica. Portanto, a fraude na sua obtenção leva a fraudes acadêmicas em sucessão. Até hoje a Procuradoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul não tomou iniciativa que deveria tomar, de ofício, qual seja, a de denunciar à Justiça Gilberto Kmohan, seu orientador Sérgio Caparelli e o restante da banca examinadora.

Polícia Federal investiga se saiu do PT o pagamento da violação de sigilo

A Polícia Federal investiga se os R$ 5 mil depositados na conta do despachante que comandou o esquema de violação de sigilo dos tucanos em São Paulo saíram de pessoas ligadas à campanha de Dilma Rousseff (PT). Quá.... quá.... quá.... a policia política do PT investingando o PT.... O dinheiro foi depositado em dinheiro, no dias 9 e 17 de setembro, na boca do caixa da agência 1526 do Bradesco no Centro Empresarial Varig, em Brasília. O endereço fica a 100 metros do escritório do empresário na capital. A KGB petista recebeu na quarta-feira a informação de que a mesma agência tem como cliente o jornalista Luiz Lanzetta, que comandou até junho a assessoria de imprensa da campanha de Dilma e integrou o núcleo de espionagem da pré-campanha da petista. Foi ele quem convidou o ex-jornalista Amaury Ribeiro Júnior, financiador direto da quebra do sigilo para integrar o grupo petista em abril deste ano. Documento revelado na quarta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo mostra que dois depósitos de R$ 2,5 mil foram feitos na conta do despachante Dirceu Rodrigues Garcia em setembro, a poucos dias do primeiro turno eleitoral.

The Economist diz que Brasil ganharia com mudança após oito anos de lulismo

Em edição publicada nesta quinta-feira, a revista britânica Economist afirma que, após passar os últimos oito anos sob uma gestão petista, o Brasil "se beneficiaria de uma mudança no topo", dizendo que o PT dá sinais de "ter ficado muito confortável no poder". A revista enumera outros motivos pelos quais o eleitor brasileiro deveria optar pelo candidato José Serra, do PSDB, no segundo turno da eleição presidencial: "A senhora Rousseff não é Lula. Ela não tem os seus extraordinários dons políticos e talvez nem seu pragmatismo inato". Também diz que Serra, "embora fraco na campanha, foi um eficiente ministro, prefeito e governador". Embora afirme em outro texto que uma virada de Serra a esta altura seria equivalente a "dar um cavalo-de-pau num caminhão de dez toneladas", a Economist diz que o "Brasil agora tem uma opção".

Jornalista acusa Rui Falcão de ter copiado dados fiscais sigilosos de tucanos

Em depoimento concedido à Polícia Federal, que investiga a violação de sigilo de nomes ligados ao PSDB, o jornalista Amaury Ribeiro Jr disse que Rui Falcão, ex-jornalista, recém-reeleito deputado estadual pelo PT-SP e coordenador de comunicação da campanha de Dilma, copiou os dados fiscais de tucanos. A revelação do depoimento de Ribeiro Jr foi feita nesta quinta-feira pelo site da revista Veja. Rui Falcão desmentiu o jornalista. "É um absurdo essa história. Rui Falcão jamais esteve lá", afirmou a assessoria do deputado em referência ao flat Meliá, em Brasília, onde teria se reunido em abril a "central de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff. A "central" seria responsável por produzir dossiês contra Serra para serem usados na campanha. O episódio já havia sido revelado pela revista Veja ainda no primeiro semestre deste ano e levou ao afastamento de Luiz Lanzetta, que comandava estratégia de mídia da petista. A assessoria de Falcão diz que ele nunca morou naquele flat e que a acusação de Ribeiro é inverídica. Em nota à imprensa, o deputado nega também ter conhecimento de que seu nome conste na recepção do flat, como afirmou Ribeiro no depoimento à Polícia Federal. O ex-jornalista Rui Falcão teve seu aprendizado político-ideológico na ultra-esquerda. Ele foi membro do POC (Partido Operário Comunista), que resultou da junção da Dissidência Comunista (pessoal que saiu do antigo PCB - Partido Comunista Brasileiro) com a POLOP (Política Operária), agrupamento trotskista de onde se originou a comunista Dilma Rousseff, em Belo Horizonte.

Serra diz que Lula "dá cobertura a atos de violência"

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, reagiu com indignação às acusações do presidente Lula de que a agressão sofrida pelo tucano, na quarta-feira, no Rio de Janeiro, foi uma "farsa". "Fico preocupado com a principal autoridade da República, de alguma maneira, dando cobertura a atos de violência", disse Serra, em Ponta Grossa, no Paraná. O candidato contou que, além de atos verbais, já sofreu tentativas de violência física não só no Rio de Janeiro, mas também no Ceará, no último fim de semana. "O PT não sabe disputar uma luta democrática, que pressupõe considerar o adversário como adversário e não como inimigo a ser destruído", afirmou. "O engraçado é que aqueles que pensam que houve simulação na verdade estão me medindo com a régua deles". afirmou ele. Durante caminhada no bairro de Campo Grande, na zona oeste da capital fluminense, Serra foi atingido na cabeça por um rolo de fita adesiva. Ele disse ter ficado "meio grogue" e foi levado para uma clínica para exames. Imagens veiculadas pelo SBT e pela TV Record mostraram o candidato sendo atingido por uma bolinha de papel. Mas, nesta quinta-feira, à noite, o Jornal Nacional da Rede Globo desmascarou a farsa montada pelos petistas e adotada por Lula para justificar a atuação da tropa de assalto da SA petista no bairro de Campo Grande. Mas, quem é Lula para se intimidar mesmo quando é desmascarado?

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul nega habeas para primeira-dama de Dourados

A primeira-dama de Dourados, Maria Aparecida Freitas Artuzi, teve habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, com a justificativa dos desembargadores de que a prisão preventiva é necessária para "garantir a ordem pública na cidade". Na segunda-feira, o prefeito pedetista Ari Artuzi obteve o mesmo parecer dos magistrados. Eles foram presos no dia 1º de setembro pela Polícia Federal. Os dois são acusados de corrupção, formação de quadrilha e desvio de verbas públicas. O casal também foi considerado pivô das manifestações violentas ocorridas durante as seções da Câmara Municipal, realizadas em setembro. Maria Aparecida está recolhida no Presídio Feminino de Dourados e seu marido, na sede do Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestro (Garras), em Campo Grande. Artuzi é apontado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Estadual como o líder de um grupo de 60 participantes ativos na chamada "farra das propinas".

Médico confirma que Lugo foi internado com urgência

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, que realiza um tratamento contra um câncer linfático detectado em agosto, esteve internado de urgência várias horas no sábado, em um hospital privado de Assunção. A informação foi confirmada por Alfredo Boccia, um de seus médicos. Boccia explicou que, durante a internação, Lugo fez exames de sangue. Recentemente, o líder paraguaio foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por causa de uma trombose. Perto da meia-noite de sábado, o político retornou à residência oficial. "Uma taquicardia não é problema para qualquer pessoa, mas no caso do presidente mereceu uma atenção especial porque há pouco tempo sofreu uma trombose", explicou o médico.

Aécio acusa Lula de usar máquina federal a favor do PT

O senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) criticou nesta quinta-feira o presidente Lula pelo uso da máquina administrativa federal em favor de um partido, o PT, e da candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República. "O Brasil tem de seguir construindo o seu destino", disse Aécio Neves, em discurso em Goiânia: "Não pode se acovardar, não pode se curvar à força daqueles que se acham donos definitivos do poder e que colocam o País a serviço de um partido político".

No Paraná, Serra acusa Lula de incentivar a violência na campanha eleitoral

O candidato tucano José Serra (PSDB) acusou nesta quinta-feira o presidente Lula (PT) de incentivar a violência na campanha eleitoral. Serra disse que nunca viu uma campanha com tanta mentira e classificou os adversários como "profissionais da mentira". Sobre o episódio de violência sofrido pelo candidato na última quarta-feira, Serra disse que a campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff, está preparada para intimidar: "Eles agridem com violência, mas estamos preparados para não responder a essas intimidações".

Dívida do Tesouro atinge R$ 1,53 trilhão em setembro

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna aumentou para R$ 1,534 trilhão em setembro, com um crescimento de R$ 9,799 bilhões, o que representa uma alta de 0,64% em relação a agosto. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Tesouro Nacional, o impacto da correção dos juros sobre o estoque da dívida no mês de setembro foi de R$ 10,687 bilhões. A Dívida Pública Federal total atingiu, em setembro, R$ 1,626 trilhão, com crescimento de 0,50% em relação a agosto. A dívida pública federal externa caiu 1,86% no mês, para R$ 91,76 bilhões. Os dados do Tesouro mostram que no mês de setembro as emissões de títulos da dívida interna somaram R$ 103,71 bilhões. Desse total, R$ 73,11 bilhões foram de papéis indexados à taxa Selic (pós-fixados), R$ 23,53 bilhões de papéis prefixados e R$ 6,95 bilhões remunerados por índices de preço. Os resgates de títulos feitos pelo Tesouro somaram R$ 104,60 bilhões em setembro. Com esse resultado houve um resgate líquido de R$ 802,54 milhões.

Pólo naval de Rio Grande produzirá plataformas em série

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou nesta quinta-feira que o Brasil se tornará pioneiro no desenvolvimento de plataformas "inéditas". Com a inauguração do pólo naval de Rio Grande (RS), a indústria naval brasileira iniciará a produção de oito plataformas em série, padronizadas. "Quase todas as plataformas em produção do mundo são feitas a partir da reforma de navios. Nós faremos diferente, vamos mostrar que podemos fazer mais e melhor", destacou o executivo, durante a cerimônia de inauguração do pólo naval. O projeto inicial em Rio Grande será a P-55, que segundo Gabrielli será a "primeira unidade construída para o pré-sal brasileiro". As obras da plataforma foram iniciadas em terra e serão concluídas no dique seco que compõe o pólo naval. Além de receber o primeiro dique seco brasileiro capaz de produzir plataformas em série, com 350 metros de comprimento e 130 metros de largura, o complexo gaúcho ainda recebe bilhões de reais de investimentos privados associados ao projeto, disse Gabrielli: "Já temos estaleiros funcionando aqui e empresas se instalando para construir as peças que necessitamos para outros projetos". O executivo também destacou que as plataformas construídas na região representarão a integração do País. Isso porque a cobertura da primeira plataforma, cuja montagem já está em andamento em Rio Grande, será integrada ao casco inferior, que está sendo construído em Pernambuco. A Petrobras tem o direito de uso exclusivo do polo por dez anos, por meio de contrato de locação. As obras do pólo naval foram iniciadas em agosto de 2006 e prevêem a construção de oito cascos para plataformas do tipo FPSO (navio-plataforma), a partir do primeiro semestre de 2011. O local tem uma área de 430 mil metros quadrados para construção e reparos de unidades marítimas para a indústria do petróleo, tais como plataformas flutuantes de perfuração, produção e de apoio. Segundo a Petrobras, o dique seco construído pela WTorre permite a construção simultânea de dois navios petroleiros ou duas plataformas. Com isso, há a expectativa de aumento da produtividade e redução dos custos das unidades.

Estrangeiro retira R$ 264 milhões no primeiro dia com IOF de 6%

Os investidores estrangeiros retiraram R$ 264,083 milhões da Bovespa na última terça-feira, no primeiro dia de vigência da nova elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 4% para 6% sobre os investimentos externos em renda fixa, e de 0,38% para 6% o recolhimento de margem em derivativos, no mercado futuro. Naquele pregão, a Bolsa seguiu o mercado norte-americano e ampliou na última hora de negócios a já expressiva queda determinada desde cedo pela alta dos juros na China. O Ibovespa fechou em baixa de 2,61%, a maior desde 29 de junho (-3,50%) e perdeu o patamar dos 70 mil pontos, ao encerrar aos 69.863,58 pontos. No entanto, segundo analistas, a desvalorização do Ibovespa, maior que as das Bolsas em Nova York, foi turbinada pelas medidas do governo. A elevação do IOF visa conter a entrada de dólares no País e segurar a valorização do real.

Ministério da Fazenda diz que economia brasileira deve crescer 5,9% em média nos próximos cinco anos

O Ministério da Fazenda reestimou para 5,9% o crescimento médio da economia, nos próximos cinco anos, incluindo 2010. No boletim anterior, o Ministério previa um crescimento médio de 5,7%. Na 8ª edição do boletim Economia Brasileira em Perspectiva, referente aos meses de agosto e setembro, o Ministério da Fazenda aumentou de 6,5% para 7,5% a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil , em 2010. A Fazenda também elevou de 9,1% para 10,3% a previsão de crescimento da demanda interna em 2010. De acordo com o boletim, a demanda interna deve atingir o patamar de crescimento de 10,3%, o maior dos últimos anos, sem refletir o aumento de preços. Isso porque a parcela excedente da demanda será atendida pelo setor externo. O Ministério da Fazenda prevê uma queda de 2,8% da demanda externa.  A previsão anterior era de um recuo de 2,6%.

Projeção de déficit na Previdência para 2010 é de R$ 44,5 bilhões

O ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, reduziu a projeção para o déficit da Previdência para R$ 44,5 bilhões. Na última vez que ele havia apresentado uma estimativa, o rombo esperado era de R$ 45 bilhões a R$ 46 bilhões em 2010. "Caiu de novo", comemorou Gabas. Em julho, a previsão estava em R$ 47 bilhões. "Deveríamos estar chegando a um déficit de R$ 100 bilhões, se estivéssemos seguindo a tendência de 2003 com projeção para oito anos depois", calculou Gabas. Isso só não ocorreu, de acordo com ele, por causa do crescimento do País e de ações de gestão como o recadastramento dos aposentados

ONG ligada a petista é investigada pelo TCU

A Ong Oxigênio, que tem entre seus dirigentes o petista Francisco Dias Barbosa, o Chicão, ex-companheiro do presidente Lula no sindicato dos metalúrgicos, recebeu do governo R$ 22,9 milhões em seis anos. A entidade é investigada pelo Tribunal de Contas da União por suposto tráfico de influência e favorecimento. A escolha da entidade foi feita sem licitação. Registrada como uma organização civil de interesse público (Oscip), a Oxigênio passou a integrar a lista das entidades que mais recebem dinheiro para cursos de qualificação profissional do Ministério do Trabalho no início do governo Lula. O recorde de repasses aconteceu em 2009, segundo dados oficiais. Desde 2006, os convênios da Oxigênio com o governo são objeto de uma auditoria especial do Tribunal de Contas da União. Os técnicos apontaram indícios de tráfico de influência e favorecimento. O relatório técnico a que o Estado teve acesso menciona a cessão de ônus e sem contrato pela Infraero de área para a atuação da entidade no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Segundo a Oxigênio, com parte do dinheiro repassado pelo ministério e vindo do Fundo de Amparo ao Trabalhador foram treinados 16 mil trabalhadores nas áreas de construção civil e turismo, entre pedreiros, azulejistas, copeiras e recepcionistas no Distrito Federal e em três Estados: São Paulo, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Beneficiários do Bolsa-Família integram a clientela dos convênios.

Polícia Federal vai indiciar jornalista por quebra de sigilo

A Polícia Federal (KGB petista) vai indiciar o jornalista Amaury Ribeiro Júnior no inquérito sobre violação do sigilo fiscal de políticos tucanos e de Verônica Serra e seu marido, Alexandre Bourgeois, filha e genro de José Serra (PSDB). O delegado Hugo Uruguai, que dirige a investigação, pretende enquadrar Amaury com base no artigo 325 do Código de Processo Penal, parágrafo 1º (incorre à mesma pena aplicada ao violador de sigilo funcional aquele que se utiliza do acesso restrito). A pena pode chegar a até seis anos de reclusão se "da ação ou omissão resulta dano a alguém". A Polícia Federal (KGB petista) estuda ainda indiciar o alvo por corrupção ativa, artigo 333 (oferecer vantagem indevida a funcionário público). A sanção vai de 2 a 12 anos de prisão. Naturalmente, a KGB petista não vai investigar, e se investigar, não chegará a qualquer resultado. A KGB petista preparou nova intimação ao jornalista para depor pela quarta vez. Nas três primeiras vezes ele foi ouvido em declarações, ficou à vontade para dar sua versão dos fatos. As suspeitas da Polícia Federal sobre a conduta de Amaury surgiram no início do inquérito, quando depôs o delegado aposentado Onézimo de Souza, que relatou ter participado de reunião em Brasília com integrantes da equipe de inteligência da pré-campanha de Dilma, entre eles Amaury. Segundo o delegado, o jornalista disse: "Eu tenho dois tiros fatais contra o Serra".

Pfizer paga R$ 400 milhões por 40% da brasileira Teuto

Depois de perder a exclusividade na produção de dois de seus medicamentos mais importantes (Lípitor e Viagra), o laboratório americano Pfizer entrou definitivamente no mercado brasileiro de genéricos. A empresa comprou, por R$ 400 milhões, uma participação de 40% na goiana Teuto. As negociações começaram em janeiro deste ano e o contrato foi assinado na madrugada de quarta-feira, em São Paulo, após uma disputa acirrada. O laboratório brasileiro estava na mira de outras duas empresas. No Brasil e em outros países, a Pfizer já tem parcerias com laboratórios de genéricos, mas esta é a primeira vez que a americana compra participação em uma empresa do segmento. "Começamos a perder a exclusividade de produtos importantes, com a queda das patentes, e precisávamos de uma alternativa de crescimento", explica Victor Mezei, presidente da multinacional no Brasil, país que representa 2% das vendas globais da companhia. Com a aquisição, a Pfizer espera aumentar sua participação nas vendas em farmácias de 4,6% para 6,3% nos primeiros anos de parceria, passando do sétimo para o quarto lugar no ranking do varejo. Com isso, o grupo deixaria para trás os laboratórios Aché, Eurofarma e Novartis. Esse é um mercado que movimenta US$ 15,4 bilhões por ano e no qual a Teuto representa 1,7%.

OGX encontra hidrocarbonetos em seção no sul da Bacia de Campos

A OGX Petróleo e Gás, braço do setor de petróleo do grupo de Eike Batista, anuncia ter identificado a presença de hidrocarbonetos na seção albiana do poço OGX-21D, localizado no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos, no qual a empresa detém 100% de participação. Foi identificada, até o momento, uma coluna de hidrocarbonetos de aproximadamente 21 metros e net pay (área com óleo de fato) em torno de 14 metros. A empresa explicou em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que o OGX-21D é o "primeiro poço delimitatório da acumulação de Waimea, descoberta pelo poço OGX-3" e que os dados anunciados nesta quinta-feira correspondem aos mesmos descobertos pelo pioneiro OGX-3. A empresa informa que a perfuração desta seção do OGX-21D foi interrompida para a coleta de dados, visando a realização de estudos aprofundados dos reservatórios. Depois da coleta, a perfuração continuará a fim de se determinar a coluna e o net pay total. O poço OGX-21D se situa a 84 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro, onde a lâmina d'água é de aproximadamente 134 metros. A sonda Sea Explorer iniciou as atividades de perfuração no dia 28 de setembro de 2010.

Greve na França leva lixo às ruas

Em mais uma ação de protesto contra o projeto de reforma da Previdência na França, manifestantes bloquearam na manhã desta quinta-feira o acesso ao aeroporto de Marselha, terceira maior cidade do país. O local foi liberado, pacificamente, algumas horas depois, com a chegada de tropas de choque da polícia francesa. O principal sindicato do país informou que não pretende ceder em suas exigências sobre a reforma da Previdência e anunciou que convocará uma nova jornada de greve geral e manifestações. Os franceses vivem dias de tensão com a crescente escassez de combustível no país, causada pelo bloqueio de refinarias. O número de postos de gasolina com as bombas secas ou sofrendo problemas sérios de abastecimento já chega a cinco mil, o que representa cerca de 45% do total. A situação forçou algumas agências de locação de veículos a oferecer carros com apenas metade do tanque abastecido. O governo garante que não haverá problemas durante o período de férias escolares que começa neste fim de semana. A ordem de liberar à força os depósitos de combustível ocupados, dada na terça-feira pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, não evitou novos bloqueios. A escassez já afeta o setor de distribuição, parte da indústria e pequenas empresas. Os manifestantes, porém, dizem que intensificarão suas ações nos próximos dias. "O governo se mantém intransigente. Precisamos continuar com grandes ações na próxima semana... Pediremos aos sindicatos que adotem medidas fortes que permitam às pessoas interromper o trabalho e sair às ruas", afirmou Bernard Thibault, presidente da CGT, a principal central sindical do país. Embora tenha havido uma melhora nos transportes públicos, algumas cidades ainda sofrem com a paralisação total dos motoristas de ônibus. Em Paris, onde a situação caminhava para uma normalização, manifestantes invadiram estações ferroviárias, causando atrasos e cancelamentos.

Rendimento médio do trabalhador bate recorde

O rendimento real médio dos trabalhadores atingiu R$ 1.499,00 em setembro, registrando o patamar mais alto desde o início da série histórica do IBGE, iniciada em março de 2002, segundo os dados divulgados nesta quinta-feira. A média contabilizada nos nove primeiros meses de 2010 (R$ 1.443,94) também é recorde para o período.

Jornalista não estava a serviço do jornal mineiro quando encomendou violações de sigilos

O ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr. não estava a serviço do diário "Estado de Minas" quando encomendou e, segundo a Polícia Federal, pagou pela violação dos dados fiscais de parentes e pessoas próximas ao candidato José Serra (PSDB), segundo cruzamento de informações obtidas pela Folha com a investigação. Amaury fez parte do "grupo de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff (PT). Conforme a Folha revelou em junho, os dados fiscais sigilosos dos tucanos foram parar em um dossiê que circulou entre pessoas do comitê dilmista. Em depoimento à Polícia Federal, o despachante paulista Dirceu Garcia admitiu que recebeu R$ 12 mil em dinheiro vivo das mãos de Amaury para comprar as declarações de renda das pessoas próximas a Serra. De acordo com registros trabalhistas, Amaury foi contratado pelo "Estado de Minas" em setembro de 2006. No dia 25 de setembro de 2009 saiu em férias por um período que iria até 14 de outubro. No dia 15 do mesmo mês, quando teria de voltar ao trabalho, pediu demissão e deixou o jornal, sem aviso prévio. De acordo com o depoimento do despachante Garcia, Amaury lhe encomendou as violações dos documentos fiscais dos tucanos no final de setembro. No dia 8 de outubro, Amaury saiu de Brasília e foi a São Paulo buscar a papelada. O pagamento foi feito em dinheiro vivo no banheiro do bar Dona Onça, na avenida Ipiranga. Ou seja, quando encomendou e desembolsou o dinheiro pelo serviço, Amaury não estava a serviço do "Estado de Minas", apesar de no papel manter vínculo com a empresa. Segundo a Folha apurou com pessoas envolvidas na investigação, o jornal bancou formalmente as viagens de Amaury até agosto de 2009. Em outubro, suas passagens de avião foram pagas em dinheiro vivo. A KGB petista está sendo desmentida.

Serra denuncia, versão de jornalista para vazamentos é "mentira petista"

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, rebateu nesta quinta-feira, em Maringá (PR), a versão do jornalista Amaury Ribeiro Jr. de que o pedido de violação dos sigilos fiscais de alguns tucanos foi feito para proteger o ex-governador Aécio Neves (PSDB), que estaria preocupado com a disputa interna do partido para a escolha do candidato destas eleições. Serra disse que Amaury trabalhava para o PT e que essa versão do jornalista "é uma mentira petista". "Isso aí é uma mentira petista. Amaury é articulado com o PT, trabalhava para o PT, foi contratado pelo Fernando Pimentel, ganhava do PT. E mais ainda, os dados sobre os sigilos quebrados foram passados para a Folha de S.Paulo vindos do comitê do PT. Foi o PT que passou para a imprensa, logo o PT tinha os dados dele. E ele estava em processo de negociação para vender. Isso é que é o mais importante. Agora, vocês sabem, eles sabem fazer factóides e muitos jornalistas embarcam nos factóides. Mas a realidade é essa. Essa foi uma ação da campanha do PT, como foi também essa ação do Cardeal, que a imprensa ignora, ninguém me perguntou até hoje sobre isso", disse o candidato tucano. Perguntado em seguida se também seria factoide a notícia de que sua mulher, Monica Serra, teria feito um aborto, Serra voltou a disparar pesado contra o PT, afirmando que isso "é uma coisa suja".
"É, isso é uma coisa suja. É uma sujeira que foi feita, uma reportagem irresponsável e que vem sendo divulgada como uma baixaria, inclusive com folhetos ilegais, clandestinos. Eles atacaram minha família, minha filha, depois meu genro, agora minha mulher, daqui a pouco só falta meus netos. Daqui a pouco vão dizer que meu neto puxou a orelha de um coleguinha na escola e vão soltar panfletos clandestinos a esse respeito. É muita baixaria! Eu nunca tinha visto tanta baixaria. Nunca vi numa campanha ataques a família de candidatos como eles fazem", acusou José Serra.

Dilma lança culpa das violações de sigilos ao jornalista Lanzeta

A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, disse nesta quinta-feira, em Porto Alegre, ao chegar ao aeroporto da capital gaúcha, que não tem responsabilidade alguma pela contratação de jornalistas que participaram de grupo de espionagem para investigar tucanos. Ela terceirizou a responsabilidade. "Nós não temos responsabilidade por uma empresa, a Lanza Comunicações, do jornalista Luiz Lanzetta. Ele individualmente nunca coordenou coisissima nenhuma na minha campanha. Quem coordena minha campanha são membros do meu partido. Luiz Lanzetta foi contratado para prestar serviços profissionais", disse Dilma. Sobre a contratação do jornalista Amaury Ribeiro Jr, que pagou para contadores obterem os dados sigilosos de tucanos de forma ilegal, Dilma disse que nada tinha a ver com isso:  "É de responsabilidade estrita de Lanzetta". Dilma chegou a Porto Alegre reclamando ter sido agredida em Curitiba, quando manifestantes tucanos atiraram contra a sua comitiva bexigas cheias de água e também disse ter sofrido agressão de cabos eleitorais tucanos quando fazia caminhada no centro de Curitiba. "Um pau de bandeira atingiu minha mão", reclamou Dilma, que denunciou ainda a "irresponsabilidade" das propostas de José Serra para a economia.

PT distribuirá 20 milhões de panfletos contra Serra

A coordenação de campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) decidiu produzir um material específico para São Paulo, criticando diretamente a gestão de José Serra e políticas do PSDB implementadas no governo do Estado. A coligação "Para o Brasil seguir mudando" encomendou mais de 20 milhões de panfletos. O material deve começar a ser distribuído nesta sexta-feira. O PT concentra esforços em São Paulo na reta final. Nos bastidores da campanha, a avaliação é que Dilma teria um desempenho mais estável em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul, Estados monitorados diariamente pelo partido, além de São Paulo e Rio de Janeiro. Porém, é entre o eleitor paulista que reside a maior preocupação. O PT alega que os panfletos vão deixar claro a "diferença de projetos". A idéia é mostrar o que o governo Lula/Dilma investiu em São Paulo fazendo um contraponto com os investimentos federais na época do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com Serra no ministério. Alguns panfletos que já circularam no Estado têm tom agressivo. Por se tratar de um reduto eleitoral dos tucanos, no qual Serra teve vantagem no primeiro turno, a coordenação de campanha traçou uma força-tarefa. Além da presença mais ostensiva de Dilma nos próximos dias em carreatas e caminhadas na Grande São Paulo, vai distribuiu tarefas específicas para as principais figuras políticas do PT e de partidos aliados. Já foi definido um cronograma diário de atividades até dia 30. Os panfletos serão distribuídos em todas essas atividades. O material destaca aspectos negativos da gestão de Serra no governo e na Prefeitura de São Paulo nas áreas de educação, segurança pública e políticas sociais.

Desemprego cai para o menor nível em mais de oito anos

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 6,2% em setembro, ante 6,7% em agosto, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta é a menor taxa mensal da série histórica da pesquisa mensal de emprego, iniciada em março de 2002, de acordo com o gerente da pesquisa, Cimar Azeredo. O número de ocupados nas seis principais regiões metropolitanas do País somou 22,28 milhões de pessoas em setembro, com aumento de 0,7% ante agosto e alta de 3,5% na comparação com setembro de 2009. Já o número de desocupados somou 1,48 milhão em setembro, com queda de 7,5% ante agosto e recuo de 17,7% ante setembro de 2009.

Dissidente cubano Guillermo Fariñas ganha prêmio Sakharov 2010

O dissidente cubano Guillermo Fariñas recebeu o prêmio Sakharov de liberdade de consciência concedido a cada ano pelo Parlamento Europeu. A candidatura de Fariñas se impôs frente aos outros dois finalistas: a ONG israelense Breaking the Silence (Rompendo o Silêncio) e a política etíope Birtukan Mideksa. O jornalista e psicólogo cubano é o terceiro opositor ao regime castrista reconhecido pelo Parlamento com o "Sakharov", depois dos prêmios concedidos a Oswaldo Payá (2002) e às Damas de Branco (2005). Fariñas transformou-se nos últimos anos em um dos símbolos da oposição cubana, após mais de 20 greves de fome em protesto pela falta de liberdade na ilha. O último jejum voluntário se estendeu de fevereiro a julho em homenagem a seu companheiro dissidente Orlando Zapata Tamayo, morto por longa greve de fome (morreu no dia em que Lula chegou a Cuba e chamou os grevistas de fome de bandidos iguais aos de São Paulo). Fariñas chegou a ser hospitalizado, inconsciente e desidratado, como consequência de seu protesto, protagonizando imagens que provocaram forte impacto midiático. A concessão do "Sakharov" ao opositor cubano representa um claro gesto do Parlamento Europeu poucos dias antes dos ministros de Exteriores dos 27 estados se reunirem para analisar as relações entre a União Européia e Cuba. A centro-direita da Eurocâmara, especialmente o Partido Popular Europeu (PPE), se opõe frontalmente a modificar a chamada "posição comum", que condiciona a relação a avanços em matéria de direitos humanos. Nos últimos meses, o governo espanhol e o então ministro de Assuntos Exteriores, Miguel Ángel Moratinos, lideraram as tentativas para superar essa postura de abrir diálogo com Havana. Madri fez parte do diálogo que culminou com a decisão de Cuba de libertar 52 presos políticos. O prêmio "Sakharov" é uma homenagem à memória do dissidente soviético Andrei Sakharov e é entregue anualmente a personalidades ou coletivos que ganhem destaque por seu compromisso com os direitos humanos, proteção de minorias, cooperação internacional e desenvolvimento da democracia e do Estado de Direito.

Perda de fôlego da indústria se reflete no PIB

A estabilidade registrada em agosto pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), indicador antecedente do Produto Interno Bruto (PIB), surpreendeu os economistas que esperavam crescimento. Eles atribuem o resultado pífio à perda de fôlego da produção industrial, afetada, principalmente, pela invasão dos importados e pelo ajuste de estoques. Em agosto, o índice atingiu 139,12 pontos e repetiu o resultado de julho. "Grande parte da estabilidade do ritmo de atividade geral se deve à indústria, que vem andando de lado desde abril", afirma o economista chefe da MB Associados, Sergio Vale. Ele observa que o forte desempenho do comércio e do setor de serviços, que respondem pela maior fatia do PIB, atenua o arrefecimento da indústria. Segundo o economista, depois de acumular estoques no primeiro semestre, a indústria conseguiu se desfazer de parte dos produtos indesejáveis. E o que estaria, na sua opinião, tirando o ritmo da produção industrial neste momento seria o grande volume de importados, favorecidos pelo real forte. Zeina Latif, economista sênior para América Latina do Royal Bank of Scotland, faz uma análise semelhante à de Vale, da MB Associados: "Fiquei surpresa com o resultado do indicador do Banco Central. Achei baixo". Ela ressalta que a redução do ritmo de atividade estaria, em sua avaliação, ligada ao setor industrial, já que os números do comércio continuam robustos. Zeina aponta dois fatores que estariam arrefecendo a produção industrial: o ajuste de estoques acumulados no primeiro semestre e principalmente o descompasso do setor externo.

Jornalista acusa coordenador de campanha de Dilma de furtar dossiê

Autor do dossiê anti-tucanos, o jornalista Amaury Ribeiro Jr. disse em depoimento prestado à Polícia Federal "ter certeza" de que os documentos fiscais sigilosos de pessoas ligadas ao presidenciável José Serra (PSDB) foram copiados sem o seu consentimento pelo petista Rui Falcão, deputado estadual do PT paulista e um dos coordenadores de comunicação da campanha de Dilma Rousseff (PT). Rui Falcão foi militante do antigo POC (Partido Operário Comunista, que se originou da fusão da dissidência do antigo PCB - Partido Comunista Brasileiro - com a POLOP - Política Operário, agrupamento do qual fez parte a candidata petista Dilma Rousseff). O ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr., empregado do bispo Edir Macedo, apoiador de Dilma, disse aos policiais que "nunca entregou o material a qualquer pessoa" e que "acredita com veemência" que os arquivos foram copiados do seu notebook no quarto do apart-hotel Meliá Brasília. Diz um trecho do depoimento à polícia: "Que (Amaury) afirma ter certeza que tal material foi copiado por Rui Falcão pois somente ele tinha a chave do citado apartamento, pois já havia residido no mesmo, tendo o declarante verificado que o nome de Rui Falcão constava na portaria do hotel como sendo o ocupante daquela unidade". Segundo o jornalista, o apart-hotel que ocupava é de propriedade de um homem identificado por ele apenas como Jorge. Ainda no depoimento, Amaury disse que Jorge é o "responsável pela administração dos gastos da casa do Lago Sul (onde funciona a coordenação de comunicação da petista) e da campanha de Dilma Rousseff". Amaury disse ainda que, durante uma conversa com um jornalista da revista Veja, que lhe teria feito uma descrição exata do dossiê que estava em seu computador pessoal, se deu conta de que os arquivos foram copiados. O depoimento do jornalista, de 11 páginas, ocorreu na última sexta-feira.

Fundador da revista Penthouse, Bob Guccione, morre aos 79 anos

O fundador e editor da revista ponográfica Penthouse, Bob Guccione, morreu vítima de câncer nesta quarta-feira, aos 79 anos, no Texas. Guccione trouxe a nudez frontal completa para revistas masculinas e construiu um império editorial multimilionário sobre o sucesso de sua revista Penthouse. A esposa de Guccione, April Dawn Warren Guccione, e dois de seus filhos estavam a seu lado no momento da morte. Bob Guccione era um dos três editores de revistas eróticas mais conhecidos, junto a Hugh Hefner (criador da "Playboy") e Larry Flynt (fundador da "Hustler"). O sucesso financeiro da Penthouse se deve a mistura de fotos picantes, jornalismo investigativo, ficção científica e colunas de conselhos sexuais. Guccione ganhou manchetes no mundo inteiro e multiplicou as vendas da Penthouse com a publicação de fotografias da primeira negra a ter o título de miss América, Vanessa Williams, em 1984, e de Madonna, em 1985. Nascido no Brooklyn, trabalhava como caricaturista e gerente de um lava-carros em Londres quando teve a idéia de lançar uma revista mais explícita e voltada a "homens normais", diante da "Playboy", que cultivava uma imagem mais moderada. Tudo começou com um empréstimo, uma idéia e um acidente, lembra o jornal "The New York Times". O crédito era de US$ 1.170,00. A idéia era criar uma nova revista para adultos que superasse o sucesso da "Playboy". E o acidente ocorreu por causa de uma antiga agenda com endereços postais. Ele enviou os folhetos pornográficos a clérigos, alunas, aposentados e esposas de membros do Parlamento britânico. A indignação e os protestos perante o conteúdo dos folhetos foram enormes e Guccione recebeu uma multa de US$ 264,00 por enviar por correio material "indecente". Mas graças a esta publicidade, as 120 mil cópias do primeiro exemplar da "Penthouse" se esgotaram em poucos dias e Guccione, que então tinha 35 anos e era um artista que tentava sobreviver a duras penas, estava a caminho de se transformar em um dos grandes da indústria pornográfica. Guccione, que viveu na Europa durante mais de dez anos, levou a revista aos Estados Unidos em 1969 e transformou a "Penthouse" em uma das maiores e mais conhecidas marcas do setor. No início dos anos 1980, já era um dos homens mais ricos dos Estados Unidos, líder da General Media, um império editorial avaliado em US$ 300 milhões dono da "Penthouse", que registrava circulação mensal de 4,7 milhões de exemplares em 16 países. A revista "Forbes" situou o patrimônio de Guccione.em 1982, em US$ 400 milhões. Sua coleção de obras de arte, que tinha um valor estimado de US$ 150 milhões, incluía quadros de Degas, Renoir, Picasso, El Greco, Dalí, Matisse e Chagall. Antiguidades decoravam sua casa em Nova York. O editor também possuía uma das maiores mansões em Manhattan. Porém, perdeu parte de seu império devido à censura da era Reagan, a uma série de fracassos comerciais e após a chegada da internet com sua pornografia gratuita. Talvez o maior fracasso tenha sido o investimento de US$ 17,5 milhões na produção de 1979 do filme "Calígula", com atores como Malcolm Mcdowell, Helen Mirren, John Gielgud e Peter O'Toole. As cenas de sexo permaneceram censuradas por quase 30 anos e somente em 2008 o governo britânico liberou o filme sem veto algum, sob a avaliação "filme para adultos". O filme original, rodado em 1979, tinha roteiro de Gore Vidal. No entanto, Guccione considerou que não tinha "conteúdo sexual suficiente". Por isso, Guccione filmou de forma secreta cenas de sexo lésbico explícito, incesto e zoofilia, e as incluiu na edição do filme. O filme nunca recebeu o sinal verde das autoridades britânicas para sua exibição nos cinemas do país. Quase três décadas depois, a BBFC mudou de parecer, e aceitou a comercialização na íntegra desta edição, devido a seu "interesse histórico". Em 2003, a empresa anunciou falência e um investidor da Flórida adquiriu a "Penthouse" no ano seguinte em um leilão. A revista tinha se transformado na primeira grande vítima da internet e pertence agora ao grupo FriendFinder Networks.

Reinaldo de Azevedo - Os nazistas estão nas ruas! Serra é agredido no Rio. O chefe da facção é o presidente da República

Quando aquele grupo de fascistas foi constranger os donos da gráfica Pana — que imprimia o material da Diocese de Guarulhos e que também havia trabalhado para petistas —, afirmei que as tropas de assalto dos nazistas estavam nas ruas; comparei a ação do grupo aos métodos da Sturmabteilung, a SA de Ernst Röhm, do tempo em que o nazismo não havia ainda se profissionalizado. Exagero? Eu apenas submeto a uma projeção aquilo que no petismo é ainda incipiente, imaginando, a partir de dados que eles próprios me fornecem , até onde podem chegar. Hoje, um destacamento da Sturmabteilung (SA) agrediu o tucano José Serra. Agressão física mesmo! O candidato caminhava com partidários e aliados pelo calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, quando se deparou com um grupo de militantes petistas, organizado com a finalidade exclusiva de constranger os tucanos e lhes tirar o direito constitucional de ir e vir. O pessoal da SA tentou impedir a passagem da social-democracia. Houve enfrentamento. Uma bobina de papel atingiu a cabeça de Serra, que chegou a ficar um pouco zonzo e teve de ser atendido no hospital Sorocaba. Pedras foram lançadas contra o grupo, que era acompanhado por repórteres que cobriam a caminhada. Quem é o (i)rresponsável por isso? Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da República, cuja retórica de palanque simula uma guerra. Foi ele que, ao abandonar qualquer princípio de decoro a que sua condição obriga, ao renunciar à liturgia própria do cargo para se dedicar à campanha eleitoral mais rasteira, arrastou a disputa para o confronto de rua. Com uma diferença: só os seus brutamontes agridem. Hoje, exercendo o seu papel predileto, o de vítima, Lula anunciou que a Polícia Federal está investigando ligações de telemarketing contra Dilma. Espero que a Polícia Federal não esteja, também ela, a serviço do PT. Ou Lula não vai pedir que a polícia investigue os panfletos apócrifos contra Mônica Serra encontrados no QG petista? Recorrendo à única metáfora em que consegue se expressar com alguma clareza teórica, afirmou: “O jogador que quer disputar um título mundial, ele não vai ficar rebolando dentro do campo. Ele vai jogar para marcar gol. Ele vai tirar a bola do adversário. Agora, isso tem de ser feito, mas o baixo nível que a campanha está tomando é uma coisa”. Não sei o que quer dizer direito, mas o certo é que esse jogo não supõe tentar quebrar a cabeça do adversário. A retórica do presidente sempre foi e continua a ser a de um chefe de facção. E sua tropa de choque está nas ruas obedecendo, na prática, ao comando do chefe.

Goldman chama petistas que agrediram Serra de 'hordas fascistas'

O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), responsabilizou o PT e seus líderes pela agressão ocorrida neta quarta-feira contra José Serra em Campo Grande, no Rio de Janeiro. Para o governador, a violência partiu de "hordas fascistas comandadas por seus líderes". Serra foi atingido na cabeça quando fazia uma caminhada, fez exames médicos e cancelou os outros compromissos que tinha no Rio de Janeiro. "Os grupos se organizam porque o partido organiza esses grupos e os grupos vão agredir o Serra porque seus líderes incentivam isso, porque seus líderes levam à posição que fanatiza as pessoas e fazem com que elas caminhem pelo lado da violência", afirmou o governador. Ao comentar o incidente, Goldman demonstrou que levou a sério a brincadeira do senador Francisco Dornelles (PP) feita na terça-feira, em encontro com prefeitos do Rio de Janeiro. No evento, o parlamentar disse que os prefeitos que não garantissem a vitória de Dilma Rousseff (PT) não seriam contemplados com emendas parlamentares para seus municípios. "Isso é uma atitude inaceitável. Você não está tratando o município, você está tratando o povo daquele município. O povo tem o direito de ter uma posição política. Se ele (o povo) não tiver uma posição política que agrade ao senador Dornelles ou ao governador Sérgio Cabral, ele será penalizado", criticou.

Polícia Federal quer saber quem encomendou de jornalista quebra de sigilo

Depois de identificar como os dados sigilosos dos tucanos foram acessados, a Polícia Federal busca saber agora se alguém ordenou o jornalista Amaury Ribeiro Jr. a encomendar os documentos e quem pagou pelo serviço. Sim, claro, com a Polícia Federal investigando, é muito provável que vá chegar a algum ponto, assim como chegou ao mandante do pagamento do dossiê fajuto de quatro anos atrás. Amaury vai ser intimado a prestar novo depoimento. Investigadores da polícia envolvidos no caso tentam descobrir se a ação do jornalista visava proteger o ex-governador e senador eleito por Minas Gerais Aécio Neves. Quá, quá, quá..... Quando se tem uma polícia ordinária dessa espécie, dá para entender que a segurança no País esteja na droga, literalmente, em que está. Esse é o grande legado do peremptório ao País.

Polícia Federal diz que jornalista pagou para violar sigilo de tucano

Investigação da Polícia Federal aponta que o ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr. encomendou a quebra dos sigilos fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, da filha de José Serra, Verônica, do genro dele, Alexandre Bourgeois, e de outros tucanos entre setembro e outubro de 2009, época em que trabalhava no jornal Estado de Minas. Em depoimento que durou 13 horas na semana passada, Amaury confirmou que pagou R$ 12 mil ao despachante Dirceu Rodrigues Garcia, que trabalha em São Paulo. No entanto, não contou de onde saiu o dinheiro. No ano passado, a encomenda de Amaury foi repassada pelo despachante Dirceu Rodrigues Garcia ao office-boy Ademir Cabral, que pediu ajuda do contador Antonio Carlos Atella. Este usou uma procuração falsa para violar os sigilos fiscais de Verônica e seu marido, Alexandre, em uma agência da Receita Federal em Santo André (SP). Amaury participou do grupo de inteligência da pré-campanha de Dilma Rousseff (PT) este ano, já sem vínculos com o jornal mineiro. Esteve, inclusive, em uma reunião em abril com a coordenação de comunicação da campanha petista para discutir a elaboração de um dossiê contra os tucanos. Entre setembro e outubro de 2009, o Estado de Minas teria custeado as viagens de Amaury a São Paulo para buscar os documentos. Ele disse à Polícia Federal que decidiu fazer a investigação depois de descobrir que o deputado Marcelo Itagiba (PSDB-RJ) estaria comandando um grupo de espionagem a serviço do presidenciável José Serra (PSDB) para devassar a vida do ex-governador de Minas e senador eleito, Aécio Neves (PSDB). Amaury afirmou que deixou o jornal no fim de 2009, mas deixou um relatório completo de toda a apuração, levando uma cópia consigo para futura publicação de um livro. Na sua versão, a inteligência do PT teria tomado conhecimento do conteúdo de sua investigação e o convidou para trabalhar na equipe de campanha de Dilma. Depois de deixar o emprego no jornal, Amaury participou de uma reunião em abril com integrantes da pré-campanha de Dilma. Presente ao encontro, ocorrido num restaurante em Brasília, o delegado Onésimo de Souza afirmou à polícia que foi chamado para cuidar da segurança do escritório do jornalista Luiz Lanzetta, responsável até então pela coordenação de comunicação da campanha de Dilma. Lanzetta deixou a campanha em junho após a revelação do caso. Amaury confirmou que durante o período em que ficou em Brasília, em abril deste ano, negociando com a equipe da pré-campanha de Dilma, a despesa do flat onde ficou hospedado foi paga por "uma pessoa do PT", ligada à candidatura governista. Como está certinha esta investigação da polícia política do PT, a KGB petista. Daria inveja a Beria. Mas, como ela foi comandada pelo Beria gaúcho, o peremptório, dá para entender tudo. Garoto de ouro metido, dá nisso.

Polícia Federal, a KGB petista, diz que não comprovou uso político de violação fiscal

A Polícia Federal, conhecida como polícia política do PT, afirmou nesta quarta-feira que a violação de dados da Receita Federal serviu para a "confecção de relatórios, mas não foi comprovada sua utilização em campanha política". Em nota divulgada à imprensa, a Polícia Federal (KGB petista) afirmou também que refuta "qualquer tentativa de utilização de seu trabalho para fins eleitoreiros", ou que atribuem à instituição "conclusões que não correspondam aos dados da investigação". Imaginem..... ela foi chefiada pela peremptório, nem faria trabalho dessa ordem.... brincadeirinha.... A nota foi distribuída após reportagens publicadas nesta quarta-feira, atribuindo às investigações da Polícia Federal a informação de que o ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr. encomendou a quebra dos sigilos fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, da filha de José Serra, Verônica, do genro dele, Alexandre Bourgeois, e de outros tucanos entre setembro e outubro de 2009.

Aécio Neves nega vínculo com jornalista que encomendou dados de tucanos

O ex-governador e senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) divulgou nota nesta quarta-feira em que disse repudiar "com veemência e indignação" a vinculação de seu nome à origem da quebra de sigilo de pessoas ligadas ao presidenciável José Serra (PSDB). O nome de Aécio Neves voltou a ser relacionado ao caso após o jornalista Amaury Ribeiro Júnior ter dito à Polícia Federal que encomendou os dados ilegais. Os dados foram encomendados em outubro de 2009, quando Amaury era funcionário do jornal "Estado de Minas". Na mesma época, Serra e Aécio disputavam a indicação do PSDB à Presidência da República. Aécio disse não conhecer, nem nunca ter tido "qualquer tipo de relação" com Amaury. "Tal prática jamais fez parte da minha história política em 25 anos de vida pública", afirmou o ex-governador mineiro. Aécio Neves reagiu com irritação às primeiras especulações de que o material contra o correligionário teria origem na disputa interna do PSDB. "Eu exijo respeito. A minha trajetória política é conhecida. E nós sabemos onde estão os aloprados, até endereço têm", disse ele, referindo-se ao QG da campanha de Dilma Rousseff (PT) em Brasília. "É um movimento subterrâneo tão estranho à nossa prática política, um exercício que não tem nenhum conteúdo de verdade", afirmou o presidente do PSDB-MG, deputado federal Narcio Rodrigues.  

Dilma rejeita elo entre quebra de sigilo e pré-campanha

A candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, disse nesta quarta-feira que considera uma "ilação" a tentativa de ligar integrantes da sua pré-campanha à quebra de sigilo fiscal de tucanos e familiares do candidato do PSDB, José Serra. "Não há, nos depoimentos à Polícia Federal, nenhuma ilação que permita essa conclusão", argumentou. Dilma enfatizou que o jornalista Amaury Ribeiro Jr. trabalhava para o jornal Estado de Minas na época da quebra dos sigilos e citou depoimento dele à Polícia Federal, segundo o qual a coleta de informações se deu em episódio da disputa entre os então pré-candidatos tucanos à sucessão ao Palácio do Planalto, José Serra e Aécio Neves. Essa Dilma tem escola....

Comentário de Reinaldo Azevedo sobre as ações da corja petralha

O objetivo do jogo sujo – Aécio tem de denunciar a tramóia - Um tipo como o ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr., capaz de integrar uma quadrilha organizada para quebrar sigilos fiscais — afinal, foi isso o que ele fez, não? — pode dizer qualquer coisa. O que me causa particular estupefação é que esse sujeito era admitido, em certos círculos, até havia outro dia, como um representante, calculem!, do jornalismo investigativo. Recentemente, esteve numa festinha de profissionais que já ganharam o Prêmio Esso de Jornalismo — como se a sua profissão, atualmente, não fosse outra. É como se cirurgiões plásticos sérios confraternizassem com Osmany Ramos. Durante muito tempo, foi poupado pelo corporativismo. Pior do que isso: virou herói de blogs sujos, alguns deles patrocinados pela Caixa Econômica Federal. Este senhor negava, inicialmente, que fosse o mandante do crime. Agora admite. Como é quem é, como conhece o mundo da bandidagem e sabe que tem se procurar se safar causando o máximo possível de estragos no terreno adversário, diz ter iniciado a sua “investigação” — !!! — para proteger o então governador Aécio Neves (MG) de um grupo de espionagem do então governador (SP) José Serra. Assim, flagrado em delito trabalhando para os petistas, procura criar um curto-circuito entre os tucanos. Afinal, ele era, ou é, um funcionário do PT. Eis aí… Quando  José Serra relacionou as quebras de sigilo à campanha de Dilma Rousseff, o PT fez um Deus-nos-acuda. Um dos que reagiram indignados foi José Eduardo Cardozo, este rapaz que desperta em mim, como posso dizer?, uma particular curiosidade científica. Ninguém consegue, como ele, o contraste perfeito entre ser petista e afetar aquele ar sério, compenetrado… Não se esqueçam de que há até uma nota do Ministério da Fazenda negando que o sigilo do genro de Serra tivesse sido quebrado. Não se esqueçam de que há uma entrevista coletiva do secretário da Receita, Otacílio Cartaxo, e do corregedor, negando que as quebras de sigilo tivessem qualquer viés político. Não se esqueçam de que muita gente do jornalismo que se leva a sério tentou acusar Serra de estar maximizando a questão. Há correspondência entre as lambanças de Amaury e a agressão de que Serra foi vítima nesta quarta-feira. Nos dois casos, estamos diante das conseqüências do rebaixamento institucional a que o PT submeteu a política brasileira. É claro que há gente lá no Planalto achando que fez tudo direitinho: “Oba! Conseguimos jogar a coisa no colo do Aécio!” É hora de o senador eleito falar à população de Minas, onde é líder inconteste, e do Brasil como um todo: os mesmos criminosos que tentaram atingir a candidatura de Serra recorrendo a expedientes sórdidos buscam, agora, atingi-lo na reta final da campanha eleitoral. Vale dizer: o PT continua trabalhando. Por Reinaldo Azevedo

Heloísa Helena decide deixar presidência do PSOL

A vereadora Heloisa Helena (PSOL), de Maceió, candidata derrotada ao Senado por Alagoas, anunciou nesta quarta-feira, por meio de nota divulgada por sua assessoria, seu afastamento da presidência nacional do seu partido. Na mensagem distribuída, Heloísa Helena afirma que o anúncio apenas formaliza "o que de fato já é uma realidade há meses", referindo-se a decisões tomadas pelo Diretório Nacional do PSOL que alteraram as atribuições da presidência do partido. Criticada por não apoiar ativamente o candidato do PSOL à Presidência, Plínio de Arruda Sampaio, depois que seu pré-candidato foi preterido nas prévias partidárias, a vereadora declara que sua decisão foi tomada em vista da "total falta de identidade" com as posições adotadas pelo partido na campanha eleitoral.

Sérgio Guerra chama de "factóide" a versão da polícia politia petista de que quebra de sigilo foi fogo amigo tucano

Coordenador da campanha do tucano José Serra à Presidência e presidente do PSDB, o senador Sérgio Guerra classificou como "factóide com o objetivo de tentar provocar divisão" a afirmação de que a quebra de sigilo de tucanos, na verdade, teria sido orquestrada pelo próprio PSDB. Em depoimento à Polícia Federal, o "jornalista" Amaury Ribeiro Jr. disse que decidiu fazer investigação sobre os sigilos de integrantes do PSDB depois de descobrir que o deputado Marcelo Itagiba (PSDB-RJ) estaria comandando um grupo de espionagem a serviço de José Serra para devassar a vida do ex-governador Aécio Neves (PSDB). "Na sua enorme arrogância, o PT acha que o Brasil é feito de tolos. A poucos dias das eleições, justamente no momento em que José Serra e Aécio Neves percorrem juntos o Brasil na defesa de um País mais ético e mais justo, o PT tenta ressuscitar mais um factóide que tem como único objetivo tentar provocar a divisão das forças que se unem pela vitória de José Serra", escreveu Guerra em nota divulgada nesta quarta-feira. Para o presidente do PSDB, "essa nova tentativa do PT demonstra, na verdade, a gravidade dos fatos ocorridos no âmbito da coordenação da campanha da candidata Dilma Rousseff e, agora devidamente comprovados, merecem o repúdio das forças democráticas brasileiras". Sérgio Guerra afirmou ainda que "a criação de grupos de espionagem, ora nomeados de inteligência, não é prática das campanhas do PSDB em Minas Gerais, São Paulo ou de qualquer outro Estado. Assim como não ocorreram nos governos do PSDB violações de sigilos bancários, das quais foi vítima o caseiro Francenildo. Também não foram nas administrações do PSDB que nomearam Erenice Guerra e apagaram fitas de segurança do Planalto", afirmou. Sérgio Guerra diz que mais uma vez o PT "mostra uso político das instituições do Estado, de como usa o governo para atender os seus objetivos políticos. Há quatro anos, um petista foi preso com uma mala cheia de dinheiro para comprar dossiê contra políticos do PSDB. Apesar de ter sido preso em flagrante com o dinheiro, o petista foi liberado e, até hoje, a Polícia Federal não explicou ao País de onde veio o dinheiro da mala do PT". Em seguida, afirmou que "a mesma Polícia Federal que diz que só vai investigar o escândalo de Erenice Guerra depois das eleições, surge com um depoimento com o claro objetivo de tentar criar constrangimentos ao PSDB". E termina: "Embora o depoimento não tenha sequer sido divulgado, o PT se apressa em espalhar versões dos fatos que tentam afastar do partido a certeza que todo brasileiro hoje tem: quem tem a infração e o desrespeito à legalidade no seu DNA é o PT e não o PSDB". Parece que finalmente esses débeis mentais que se chamam de oposição no Brasil deram-se conta de que o PT está montando um aparato policialesco-terrorista há muitos anos. O peremptório Tarso Genro foi o último comissário, sob o qual, na Polícia Federal, montaram-se inquéritos e investigações em todo País com o objetivo de atemorizar e silenciar adversários.

Marcelo Itagiba nega ter feito espionagem a favor de Serra

O deputado federal Marcelo Itagiba (PSDB-RJ) negou nesta quarta-feura haver participado de um grupo de espionagem a serviço de José Serra para investigar o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves. A suposta participação de Itagiba na preparação de um dossiê foi apontada pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr em depoimento à Polícia Federal. "Não sou araponga. Quando fui delegado fazia investigação em inquérito aberto, não espionagem, para pôr na cadeia criminosos do calibre desses sujeitos que formam essa camarilha incrustada no PT", afirmou o deputado. Em 10 de junho deste ano, Itagiba protocolou notícia-crime na Polícia Federal, requerendo a instauração de inquérito policial para investigar "crimes de interceptação telefônica não autorizada, quadrilha ou bando, bem como de fortes indícios de fraudes a licitações com fins eleitorais que teriam sido cometidos contra ele e Serra por integrantes da pré-campanha da ex-ministra Dilma Rousseff".

Arcebispo de Aparecida dom Damasceno é nomeado cardeal pelo papa

O arcebispo de Aparecida (SP), dom Raymundo Damasceno Assis, foi nomeado cardeal nesta quarta-feira pelo papa Bento 16, ao lado de outros 23 indicados. Dom Damasceno, de 73 anos, e que também é presidente do Conselho Episcopal Latinoamericano, é um dos 20 novos cardeais com menos de 80 anos, que têm direito a voto em uma eventual nova eleição papal. Nascido em Capela Nova (MG), ele foi secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil entre 1995 e 2003, e desde março de 2004 é Arcebispo da Arquidiocese de Aparecida. O novo cardeal, que está atualmente em Roma, vai voltar ao país em novembro e seguirá como arcebispo de Aparecida. Além do brasileiro, os 20 novos "cardeais eleitores" vêm de Itália, Polônia, Egito, Estados Unidos, Alemanha, Zâmbia, Equador, República Democrática do Congo e Sri Lanka. Onze dos novos eleitores são europeus, sendo oito italianos, dando ao Velho Continente a maioria em um eventual conclave para a eleição de um novo papa. Bento 16, que é alemão, já nomeou cerca de 50 dos 120 eleitores que podem escolher seu sucessor, aumentando a possibilidade de que o próximo pontífice seja um conservador, como ele próprio.

José Serra envia carta compromisso aos fumicultores gaúchos

Nesta quinta-feira, produtores do setor fumageiro gaúcho receberão documento assegurando investimentos para a cultura do fumo que será entregue durante reunião pluripartidária em Santa Cruz. Deputados federais e estaduais, como Luiz Carlos Heinze, Darcísio Perondi, Berfran Rosado e Edson Brum, entre outros, com base eleitoral em Santa Cruz do Sul e nos municípios vizinhos, são portadores de boas notícias para o setor fumageiro do Estado. Os parlamentares entregarão aos produtores de fumo da região uma carta assinada pelo candidato à Presidência da República, José Serra, durante reunião pluripartidária que será realizada das 11h às 13h desta quinta-feira, 21/10, no Quiosque, situado no 2º andar da Praça da Matriz. No documento, o candidato tucano repudia os boatos de que acabaria com a cultura do fumo no Estado, caso assuma o Palácio do Planalto. Dirigida especialmente às lideranças políticas, empresariais e sindicais, Serra apresentou pessoalmente a carta durante a visita que fez ao Rio Grande do Sul na semana passada.

Produção de aço no Brasil cai 7% em setembro

A indústria brasileira de aço confirmou o fraco desempenho do terceiro trimestre em setembro, apurando uma queda de 7% na produção de aço bruto na comparação com o mês anterior, informou o IABr (Instituto Aço Brasil) nesta quarta-feira. Na comparação com o mesmo mês de 2009, a produção caiu 1,2%, para 2,7 milhões de toneladas. As vendas internas foram de 1,8 milhão de toneladas de produtos no mês passado, queda de 2% sobre agosto e alta de 7,9% ante setembro de 2009. O mercado já vinha trabalhando com um resultado fraco das siderúrgicas no trimestre de julho a setembro, em meio a um grande volume de importações e estoques elevados na cadeia de clientes consumidores. O volume de importações apenas em setembro saltou 197,5% na comparação anual, para 552,2 mil toneladas, em meio a um cenário de real valorizado e incentivos estaduais. No ano, até setembro, as compras de aço produzido no Exterior totalizam 4,4 milhões de toneladas, equivalentes à produção anual de uma grande usina.

Globo perde a preferência no contrato do Brasileirão

Após dez anos em tentativas de negociação, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fechou nesta quarta-feira dois acordos, conhecidos como Termo de Cessação de Conduta (TCC), com a Globo e o Clube dos 13. O primeiro acordo, com a Globo, estipula que a emissora abra mão do direito de preferência de transmissão de jogos do Campeonato Brasileiro. O segundo faz com que o Clube dos 13 se comprometa a oferecer pacotes diferentes de divulgação para cada tipo de mídia (TV aberta, TV fechada, pay per view, internet e celular). A TV Globo tem um mês para entregar ao Cade uma renúncia unilateral do direito de preferência à transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro. Na prática, a emissora se comprometeu a abrir mão da preferência para a renovação de contrato com o Clube dos 13 no primeiro semestre de 2011, quando serão negociados os acordos para o período de 2012 a 2014. Até agora, a Globo tinha o direito de cobrir qualquer proposta da concorrência pelos direitos de transmissão do Brasileirão. Com a decisão do Cade, a emissora irá concorrer igualmente com as outras, mas pode manter a sua exclusividade caso vença novamente a disputa.

Dólar volta a cair e Lula fala em novas medidas para o câmbio

Apesar dos esforços do governo Lula para tentar frear a entrada de moeda estrangeira no país para especulações no mercado financeiro, o mercado dá sinais de que as medidas podem não ter sido suficientes. O dólar voltou a fechar em baixa nesta quarta-feira, cotado a R$ 1,67, dois dias depois de o Ministério da Fazenda anunciar uma nova elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que subiu de 4% para 6%. O imposto incide sobre investimentos estrangeiros em renda fixa.

Procurador do Pará investiga nomeações de governadora petista

O procurador eleitoral do Pará, Daniel Azeredo Avelino, abriu investigação para apurar se a governadora petista Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição, praticou ou não crime eleitoral ao nomear no dia 14 deste mês 265 policiais civis (58 delegados, 116 investigadores e 91 escrivães) aprovados em concurso público, e, mais 336 técnicos em educação para atuar em dezenove municípios. "A lei prevê a nomeação em caso de necessidade, mas essa é uma discussão subjetiva, que pode levar até mesmo a uma interpretação absurda", disse Avelino. No caso das nomeações de policiais, a governadora fez uma consulta ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que havia editado a Resolução 4886/2010, declarando que a segurança pública constitui serviço de caráter essencial.

Copom mantém Selic em 10,75% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira manter a taxa Selic em 10,75% ao ano, pelo segundo encontro seguido. A decisão foi unânime. Nas reuniões de abril, junho e julho o juro básico da economia brasileira havia sido elevado num total de 2 pontos, configurando um curto ciclo de alta após a taxa ter ficado estável em 8,75% desde julho de 2009. Na última reunião, em 1º de setembro, o colegiado do Banco Central já havia decidido pela manutenção da taxa.

Ampliação do Farmácia Popular inclui fralda para idosos

A onze dias do segundo turno das eleições presidenciais, o governo anunciou a ampliação do programa social campeão de preferência da população, o Farmácia Popular. Em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, apresentou uma lista de nove medicamentos que passarão a ser incluídos no braço mais conhecido do programa, o Aqui Tem Farmácia Popular. Além das novas drogas, indicadas para cinco doenças, população poderá comprar com descontos fraldas geriátricas. As 13.152 farmácias e drogarias da rede privada conveniadas com programa já ofereciam remédios com 90% de desconto para diabetes, hipertensão, colesterol, gripe e anticoncepcionais. Agora, foram incluídos medicamentos para asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma. Para essa mudança, foram investidos R$ 267 milhões.

Panfleto distribuído no Rio de Janeiro chama Serra de "Pinóquio"

O "Comitê de Trabalhadores" da campanha da petista Dilma Rousseff (PT) no Rio de Janeiro distribui desde a última segunda-feira panfleto com a inscrição "Um Pinóquio chamado José Serra", em que enumera "as dez mentiras mais escandalosas do candidato de oposição ao Lula". O mesmo folheto convoca para manifestação em defesa das estatais, marcada para a tarde desta quinta-feira, no centro do Rio de Janeiro. A ilustração é uma montagem de Serra com um nariz de Pinóquio. Entre as promessas de Serra que os petistas apontam como falsas estão o aumento do salário mínimo para R$ 600,00 e reajuste de 10% das aposentadorias e pensões. "Chega a ser uma piada. Nos governos FHC e Serra, o salário mínimo chegou, no máximo, a US$ 70,00. No governo Lula, o mínimo já passou dos US$ 300,00", diz o panfleto, que também aponta como "mentiras" a promessa de combate à corrupção, dar prioridade à educação e não vender o patrimônio público. O folheto diz que Serra não é o criador dos medicamentos genéricos ou do seguro-desemprego. Lembra, ainda, que o candidato do PSDB havia prometido não deixar a Prefeitura de São Paulo, mas renunciou ao cargo para disputar o governo paulista.

Ministro da Saúde confirma casos de superbactéria em São Paulo, Parané e Brasília

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou na tarde desta quarta-feira que há casos confirmados de infecção hospitalar causado pela superbactéria Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC) em São Paulo, Paraná e Distrito Federal. No entanto, as secretarias Municipal e Estadual da Saúde de São Paulo e a Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro informaram que não receberam nenhuma notificação de surto de infecção hospitalar causado pela KPC na rede pública de saúde. Segundo os dois órgãos, as unidades de atendimento não têm obrigação de notificar casos isolados, apenas surtos, quando há o registro de no mínimo duas ocorrências da doença no mesmo local e período.

Ministério Público Federal denuncia 57 por desvio de verba do Pronaf e FNO

O Ministério Público Federal ofereceu à Justiça Federal duas ações de improbidade contra acusados de desviar R$ 27 milhões de verbas do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Crédito de Instalação para assentamentos do governo federal. Tudo gente petralha. De acordo com o Ministério Público Federal, 57 pessoas estão envolvidas nas fraudes, entre servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Banco da Amazônia (Basa), Banco do Brasil, Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Agência de Defesa Agropecuária, Associações de Trabalhadores, profissionais da agropecuária e empresários. Agências bancárias do Banco da Amazônia e do BB em Itupiranga, Eldorado do Carajás e Parauapebas, todos no Pará, foram usadas como base para o esquema. A auditoria do Banco do Brasil contabilizou prejuízo de R$ 10 milhões, desviados do crédito instalação. Já no caso do Basa, foram R$ 17 milhões desviados do Pronaf e FNO.

Advogado da mãe de Eliza diz que DNA comprova que goleiro Bruno é pai de criança

O advogado José Arteiro Cavalcante, que representa Sônia Fátima Moura, mãe da ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, Eliza Samudio, de 25 anos, afirmou nesta quarta-feira que um exame de DNA comprovou que o jogador é pai do bebê da jovem. Arteiro foi contratado pela mãe de Eliza, Sônia Fátima Moura, para acompanhar o processo contra o atleta e outras oito pessoas pelo assassinato da garota. Para a Polícia Civil mineira, a cobrança de Eliza para que Bruno reconhecesse a paternidade da criança seria o motivo para o assassinato da jovem, que foi vista pela última vez em junho e não teve o corpo localizado. Sônia Moura tem a guarda provisória do bebê e, de acordo com Arteiro, o exame de DNA foi feito por determinação da Justiça fluminense há cerca de um mês.

Tesouro capta R$ 1 bilhão no Exterior com bônus para 2028

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) informou que a reabertura da emissão de bônus em reais BRL 2028 nos mercados europeu e norte-americano alcançou o valor de R$ 1 bilhão. De acordo com o documento, a taxa de retorno para o investidor (yield) foi de 8,85% ao ano. O cupom de juros foi de 10,25% ao ano, com vencimento em 10 de janeiro de 2028. A liquidação financeira (quando os recursos efetivamente entram nas reservas internacionais brasileiras) ocorrerá no próximo dia 27 de outubro e os cupons serão pagos nos dias 10 de janeiro e 10 de julho de cada ano até o vencimento.

Seca no Amazonas já é a segunda maior da série histórica

A estiagem desse ano no Amazonas já é a segunda maior da série histórica medida pelo Serviço Geológico do Brasil. O rio Negro, que banha Manaus, mediu nesta quarta-feira 14,09 metros e superou a marca de 1906, que foi de 14,20 metros, e está a 45 centímetros de superar a maior já registrada no rio, em 1963, quando chegou a 13,64 metros no fim de outubro daquele ano. "Se o ritmo continuar com o rio subindo uma média de 20 centímetros por dia, como nos últimos três, até a sexta-feira o Negro deve bater o recorde de 1963", avaliou o geólogo do CPRM Daniel de Oliveira. O Solimões está subindo nos últimos dias e hoje foram registrados 64 centímetros. No dia 14, o Solimões bateu o terceiro recorde do ano, marcando 86 centímetros negativos na régua de medição de Tabatinga, a 1.105 quilômetros da capital amazonense. No dia 7 de setembro, com 36 centímetros negativos, o rio já tinha batido o recorde de 2005, até então a maior estiagem aferida pelo CPRM no Solimões.

Senador Heráclito Fortes reforça ligação entre Dilma e Erenice

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, que hoje tenta afastar ligações com Erenice Guerra, é a mesma que se empenhou pela indicação da ex-ministra da Casa Civil para o cargo de ministra do Tribunal de Contas da União. A declaração foi feita nesta quarta-feira pelo senador Heráclito Fortes (DEM-PI), municiado por notícias publicadas na imprensa e pelo discurso que fez à época em protesto contra a iniciativa. Ele disse que a indicação só não progrediu porque o presidente Lula se certificou de que o nome seria rejeitado no Senado. O senador lembrou que o apadrinhamento de Dilma para Erenice ocupar uma vaga do TCU começou logo que o ministro Marcos Vilaça se aposentou. Na entrevista que deu em fevereiro do ano passado, Heráclito questionou a escolha da servidora, secretária executiva da então ministra-chefe da Casa Civil, responsabilizada pela confecção de um suposto dossiê contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e sua mulher Ruth Cardoso. "É muita cara de pau", disse, na ocasião. Segundo ele, Dilma optou pela Erenice para derrubar eventuais obstáculos contra obras irregulares do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Elas, Dilma e Erenice, são carne e unha, estão ligadas por uma amizade umbilical", afirmou Heráclito, ironizando a postura de Dilma de dizer agora, no decorrer da campanha eleitoral, que foi "traída" pela sua ex-assessora. O senador mostrou notas publicadas na imprensa sobre a estratégia armada no Palácio do Planalto para assegurar a vaga no TCU para Erenice. Uma delas afirma que Dilma procurou o então ministro de Relações Institucionais, José Múcio, para avisá-lo que a vaga era da Erenice. Mas foi Múcio quem acabou ocupando o cargo, favorecido pela reação dos senadores, inclusive de aliados do governo.

Confronto entre sindicalistas e esquerdistas deixa um morto na Argentina

Líderes sindicais ferroviários e membros de um partido de esquerda se enfrentaram com violência na capital argentina nesta quarta-feira, em um confronto que deixou um jovem morto e uma mulher gravemente ferida após ter sido atingida por uma bala na cabeça. Mariano Ferreyra, de 23 anos, morreu com um disparo no tórax, informou Alberto Crescenti, diretor do Sistema de Atenção Médica de Emergência de Buenos Aires. Elsa Rodríguez, de 60 anos, foi hospitalizada e "seu estado é desesperador", disse Crescenti. Também foi reportado um terceiro ferido, que levou um tiro na perna. Ferreyra e Rodríguez militavam no esquerdista Partido Obrero (PO), que acompanhavam trabalhadores ferroviários demitidos em uma manifestação, de acordo com Marcelo Ramal, dirigente do PO. Segundo Ramal, o grupo pretendia interditar as vias ferroviárias na altura do bairro de Barracas para reclamar sua reincorporação quando foram "emboscados por pessoas da 'união Ferroviária', o sindicato de empregados ferroviários". A disputa pelo controle dos sindicatos entre os líderes de origem peronista (Partido Justicialista), aos quais pertencem a maioria dos trabalhadores, e outros de esquerda que reclamam maior liberdade sindical, estaria por trás dos incidentes. Esta história é antiga, ela está na origem da instalação da ditadura militar na Argentina, provocada pelo rebotalho das organizações terroristas, tipo Montoneros e ERP, que acabaram pagando caro por isso.

Webjet anuncia vôos para Foz do Iguaçu e Navegantes

A Webjet anunciou nesta quarta-feira o início das operações nas cidades de Foz do Iguaçu, no Paraná, e Navegantes, em Santa Catarina. A empresa fará quatro vôos diários passando por Foz e outros quatro pela cidade catarinense com tarifas a partir de R$ 29,00. Com as novas rotas, a companhia amplia para treze o número de destinos voados. "Essas novas rotas irão atender a uma demanda crescente em localidades importantes e ainda pouco atendidas, como Navegantes, que fica próximo a Florianópolis, Joinville, Itajaí e Balneário Camboriú", afirma o presidente da empresa, Fábio Godinho. O executivo explica ainda que Foz do Iguaçu concentra grande fluxo de passageiros em virtude da usina de Itaipu, do turismo proporcionado pelas cataratas e também por conta dos países fronteiriços. As novas rotas entrarão em operação a partir do dia 10 de dezembro.

Morre na Bolívia fundador do partido do indio cocaleiro trotskista Evo Morales

David Añez, o fundador do partido do ditador da Bolívia, Evo Morales, morreu na terça-feira, aos 79 anos. Ele era advogado e também exerceu mandatos como deputado e senador. Añez fundou o Movimento ao Socialismo (MAS), que levou Morales à presidência em 2005. Ele começou na vida política como integrante da Falange Socialista Boliviana, partido nacionalista de direita, sofreu perseguições políticas durante as ditaduras militares e, em 1987, fundou o Movimento ao Socialismo Unzaguista (MAS-U), que pretendia ser a ala mais à esquerda da Falange. Evo Morales tomou a sigla emprestada, retirando o U, embora alguns de seus detratores afirmem que ele a comprou para poder participar das eleições municipais de 1999. O presidente disse que Añez "entregou" o nome da sigla ao Instrumento Político pela Soberania dos Povos (IPSP), o partido que Evo Morales dirigia então, porque sua legenda não cumpria os requisitos exigidos para que ele fosse às urnas. Ou seja, tudo se tratou de "negócio", no país regido a cocaína.

EPE propõe reforço nas linhas de energia no Rio Grande do Sul e Paraná

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) concluiu estudos para reforço no sistema de transmissão de energia no Rio Grande do Sul e no Paraná para garantir o abastecimento durante a Copa de 2014. O estudo propõe um conjunto de empreendimentos, ao custo total de R$ 980 milhões, que deverá ser licitado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2011, com início de operações previsto para 2013. Para o Rio Grande do Sul, a EPE propõe a construção de duas novas linhas de transmissão. A primeira vai ligar as usinas de Salto Santiago, no Paraná, e Itá, em Santa Catarina. A segunda, liga Itá ao município gaúcho de Nova Santa Rita. Com 500 quilômetros de extensão, no total, as duas foram planejadas com tensão de 500 quilovolts (kV). O estudo propõe ainda novas linhas entre as subestações de Nova Santa Rita e Quinta, em 230 kV e com 290 quilômetros de extensão, além de uma nova subestação chamada Camaquã 3, em 230/69 kV. "Todos esses empreendimentos asseguram o atendimento adequado dentro dos padrões de confiabilidade e qualidade à capital Porto Alegre e ao sul do Estado do Rio Grande do Sul até o ano de 2020", afirmou a EPE, em comunicado. O estudo referente ao Paraná aponta a necessidade de construção de uma nova subestação de 525/230 kV para a região de Curitiba, além de uma linha de transmissão de 525 kV e com 35 quilômetros de extensão, ligando as subestações de Curitiba e Curitiba Leste.

Jato Legacy 650 recebe certificação da Anac e da Easa

A Embraer informou nesta quarta-feira que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Agência Européia para a Segurança da Aviação (EASA) certificaram o jato executivo Legacy 650. Esta aeronave da categoria large com alcance estendido é baseada no super midsize Legacy 600, que conta com cerca de 200 unidades entregues em todo o mundo. "As certificações ocorrem um ano após o lançamento do programa na última convenção da NBAA", destaca o vice-presidente executivo da Embraer para o mercado de aviação executiva, Luís Carlos Affonso. O executivo complementa que, desta forma, a empresa poderá iniciar as entregas da aeronave em 2010, como planejado. "O Legacy 650 cumpriu todos os requisitos originais estabelecidos, em particular o alcance de 3.900 milhas náuticas, que possibilita à aeronave ligar importantes cidades e abre novos mercados para a Embraer", afirma. A Embraer também informou que assinou um acordo com a Transpaís Aéreo para estabelecer o primeiro centro de serviços de jatos executivos no México para as aeronaves Phenom 100 e Phenom 300. A empresa é uma subsidiária do Lomex Group Aeronautics Division, um representante de vendas da Embraer no México desde março de 2008.

Encontrada na Suíça a porta mais antiga da Europa

Arqueólogos da cidade suíça de Zurique encontraram uma porta de 5.000 anos, que pode ser a mais antiga já descoberta na Europa. O arqueólogo  Niels Bleicher diz que a antiga porta de madeira é "sólida e elegante", com dobradiças bem preservadas e um design "notável" para manter as tábuas unidas. Bleicher disse que a porta foi data de 3.100 a.C.. Arqueólogos que trabalham na escavação do que deverá ser um novo estacionamento subterrâneo encontraram vestígios de pelo menos cinco vilas neolíticas que parecem ter existido no local entre 5.700 e 4.500 anos atrás. Outros objetos descobertos incluem uma adaga de pedra lascada e um arco de caça.

Paulo Preto pede direito de resposta contra PT

O engenheiro Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) e conhecido pelo apelido de Paulo Preto, entrou com representação no Tribunal Superior Eleitoral pedindo direito de resposta na propaganda eleitoral da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. No programa exibido na segunda-feira no período da tarde e da noite, o locutor afirma que Souza "foi acusado por próprios líderes do PSDB de desviar quatro milhões de reais doados para um suposto caixa dois da campanha de Serra". Na representação, Souza informa que ajuizou queixa-crime contra os jornalistas responsáveis pela reportagem e contra os dirigentes do PSDB entrevistados por eles. Ele afirma que o fato é falso e visa a atacar sua reputação, argumentando que nunca participou da arrecadação de recursos de nenhuma campanha eleitoral. E também que, ao contrário do que é afirmado na propaganda, não é alvo de investigação em operação da Polícia Federal que apurou supostos desvios de verbas da obra do trecho Sul do Rodoanel na Grande São Paulo. A representação baseia-se na Lei das Eleições para pedir o direito de resposta na propaganda eleitoral de Dilma por 2 minutos e 30 segundos, o mesmo tempo usado para falar dele na propaganda eleitoral de segunda-feira.

Falta de combustível atinge 25% dos postos da França

Quase um quarto dos postos da França estão sem combustível por causa de um bloqueio nos depósitos realizado por trabalhadores contrários à reforma da previdência, informou o ministro da Ecologia e da Energia, Jean-Louis Borloo. "Dos 12.311 postos de gasolina do país, 3.190 informaram que estão vazios no momento e esperando reabastecimento", disse Borloo, na Assembléia Nacional. Outros 1.700 postos estão com falta de um combustível, ou gasolina ou diesel, acrescentou o ministro.

Lula anuncia fundo que exclui fiador em crédito do Fies

O presidente Lula anunciou nesta quarta-feira a criação do Fundo de Garantia das Operações de Crédito Educativo (FGEDUC), que permitirá a estudantes universitários de cursos de licenciatura pedirem financiamento no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) sem a necessidade de apresentar um fiador. O novo fundo, porém, só valerá para os universitários com renda familiar mensal média de até um salário mínimo e para os bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni). Pela medida, o Tesouro Nacional, por meio do FGEDUC, concederá as garantias às instituições de ensino que se credenciarem no Ministério da Educação, que também arcarão com 7% do total desses financiamentos. O governo também anunciou que os estudantes que tenham firmado contrato com o Fies antes do dia 14 de janeiro deste ano poderão renegociar os prazos de quitação, com ampliação para até três vezes o período de utilização do financiamento, acrescido de mais 12 meses. Ou seja, um estudante que tenha cursado uma graduação durante quatro anos com o financiamento pode estender o pagamento para até 13 anos.

Petrobrás exige licenças e provoca impasse em licitação de sondas

Prevista para ser finalizada no próximo dia 3 de novembro a licitação da Petrobrás para construção de 28 sondas do pré-sal, encomenda que beira os US$ 30 bilhões, está passando por novo impasse. A estratégia da estatal de exigir licença ambiental prévia emitida pelo Ibama para estaleiros novos ainda não instalados, e licença de operação aos já existentes, praticamente inviabiliza a participação da maior parte dos concorrentes, inclusive os dois mais antigos do País, o Mauá, no Rio de Janeiro, e o Brasfels (ex-Verolme), em Angra dos Reis. O impasse se dá porque os estaleiros programados para serem construídos em Alagoas (Eisa), Espírito Santo (Jurong) e Rio de Janeiro (Alusa/Galvão) possuem apenas licença de instalação obtida junto a departamento estadual, como prevê a lei ambiental. As exceções seriam o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), instalado no Porto de Suape, e o estaleiro projetado para ser construído na Bahia pelo consórcio formado entre os grupos Odebrecht e OAS, que possuem a licença da instalação obtida junto ao Ibama, por se tratar de áreas de preservação. Os estaleiros mais antigos, por sua vez, ficariam prejudicados na licitação porque suas instalações são anteriores à atual legislação ambiental, o que dispensaria a necessidade de uma licença. Nesses editais é que moram as sacanagens de direcionamento das licitações.

Cade aprova compra da BRT pela OI, com restrições

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou por unanimidade a compra da Brasil Telecom (BrT) pela Oi. Impôs, no entanto, restrições à continuidade do negócio por meio de um Termo de Compromisso de Desempenho (TCD). A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já havia definido algumas condições para a operação em dezembro de 2008, quando foi concedida a anuência prévia para a compra da BrT. Entre as obrigações que passarão a fazer parte da operação das novas empresas estão manutenção, informação periódica ao Cade sobre demandas de clientes, organização de um sistema de filas para ver se demandas semelhantes estão sendo tratadas de forma semelhantes ou não. Ou seja, tudo perfumaria.

Agnelli diz que Vale pode dobrar de tamanho em quatro ou cinco anos

O presidente da Vale, Roger Agnelli, afirmou que a empresa pode dobrar de tamanho em quatro a cinco anos. A estratégia será o crescimento orgânico e não o caminho das aquisições, já que a empresa possui uma série de projetos em desenvolvimento. Segundo ele, a maior parte dos investimentos, ou quase 70%, será feita no Brasil. O objetivo é avançar na produção de minério de ferro e fertilizantes e terminar os projetos já iniciados na área de cobre. A companhia tem iniciativas em diversos países, como Argentina, Canadá e nações da África. Agnelli disse que, nos próximos anos, será presenciado o nascimento de uma "nova Vale", quase do mesmo tamanho da atual, com enormes projetos ao redor do mundo. "Estamos investindo pesado, temos recursos e reservas", afirmou. Para o executivo, o maior desafio da empresa no momento é a falta da mão de obra qualificada: "Esse é o nosso gargalo".

Justiça nega apelação de ex-procuradora que torturou criança no Rio de Janeiro

A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou, na terça-feira, por dois votos a um, o pedido de apelação feito pela defesa da procuradora aposentada Vera Lúcia de Sant'Anna Gomes. Ela foi condenada pelo juiz Mario Henrique Mazza, da 32ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, a oito anos e dois meses de prisão em regime fechado por torturar uma menina de dois anos que estava sob sua guarda provisória. A defesa da procuradora pedia na apelação que o julgamento por maus tratos fosse anulado, por incompetência de juízo, ou desclassificado. O desembargador Francisco José de Asevedo votou a favor do cancelamento e concedeu liminar. A relatora do processo, desembargadora Gizelda Leitão Teixeira, votou contra a soltura da procuradora e foi seguida pela desembargadora Fátima Clemente.

TAM anuncia vôos de Miami saindo de Brasília e de Belo Horizonte

A companhia aérea TAM está divulgando na Feira das Américas dois novos vôos em sua malha internacional. O destino final será Miami, nos Estados Unidos, com saídas a partir de Brasília e Belo Horizonte, que começarão a operar nos dias 1º e 2 de dezembro, respectivamente.  A empresa promete quatro frequências por semana saindo da capital federal ( as segundas, quartas, sextas-feiras e domingos) e três a partir do aeroporto de Confins (as terças, quintas-feiras e sábados).

TSE concede a Serra resposta contra programa sobre suposto "caixa dois" tucano

O Tribunal Superior Eleitoral concedeu, por unanimidade, direito de resposta ao PSDB por causa de propaganda eleitoral da petista Dilma Rousseff que mencionou suposto "caixa dois da campanha tucana". Os ministros entenderam que foram ofensivas as inserções da coligação petista que citavam matéria da revista "Isto é", segundo a qual o ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, teria desviado R$ 4 milhões de suposto "caixa dois" da campanha tucana. Para o relator do caso, ministro Joelson Dias, a propaganda sugere ao telespectador a existência de "suposto caixa dois da campanha tucana". O tribunal decidiu que a resposta terá um minuto de duração e será divido em duas inserções de 30 segundos, que irão ao ar de manhã, de tarde e de noite. Na prática, o direito de resposta será veiculado na TV em oito inserções de 30 segundos cada, duas em cada faixa de programação. No rádio, serão outros quatro programas, também de 30 segundos, que irão ao ar durante a tarde e a madrugada. A resposta a ser produzida pela campanha de José Serra deverá se limitar a tratar do tema abordado pela propaganda de Dilma, ou seja, só poderá falar sobre a acusação de caixa dois. Mais cedo, Joelson Dias havia determinado a suspensão do mesmo trecho exibido na propaganda eleitoral de Dilma, questionado pela campanha tucana. Na resposta, Serra poderia dizer que de "caixa 2" quem entende é o PT, com declaração por escrito, sem nada de "suposto", por seus próprios dirigentes. Foi assim que ele explicaram o Mensalão do PT ("dinheiro não contabilizado", eufemismo utilizado por Delúbio Soares, o tesoureiro do PT na época).

Brasil do lulo-petismo continua com a maior taxa mundial de juro real

Mesmo com a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) manter a taxa básica de juros do País em 10,75% ao ano e a elevação de algumas projeções de inflação, o Brasil continua na liderança do ranking dos países com maiores juros reais do planeta.  Com a manutenção na taxa básica do País, os juros reais estão em 5,3% ao ano. Na segunda posição aparece a África do Sul, com taxa real de 2,4%. Na terceira posição está a China, com 2%. Para que o Brasil deixasse a primeira colocação no ranking mundial seria necessário um corte de 3 pontos percentuais na taxa Selic, para 7,75% ao ano. Assim, o País chegaria a um juro real de 2,4%, ocupando a segunda posição.

Ceará aprova criação de conselho para controlar a mídia

A Assembléia Legislativa do Ceará aprovou na terça-feira lei de implementação do Conselho de Comunicação Social no Estado. Para que o órgão entre em atividade é preciso a assinatura do governador Cid Gomes (PSB). O projeto segue a esteira da Conferência Nacional da Comunicação realizada em dezembro do ano passado pelo governo federal, em Brasília. Nela foi proposta a criação desses conselhos em todos os Estados. Segundo o texto do projeto, o conselho será vinculado à Secretaria da Casa Civil do Ceará. Além de acompanhar a produção pública e estatal de comunicação, o projeto prevê o monitoramento dos demais veículos de comunicação locais e a elaboração de uma política estadual de comunicação. Também está previsto "monitorar, receber denúncias e encaminhar parecer aos órgãos competentes sobre abusos e violações de direitos humanos nos veículos de comunicação no Estado do Ceará". Que tal? Nem a ditadura militar teve isso. O texto não explicita quais são os órgãos competentes para julgar as denúncias, nem apresenta punições aos veículos. Se aprovado, o conselho será composto por 25 membros, sendo sete representantes de governo, Assembléia e escolas de comunicação; oito dos proprietários dos meios de comunicação; e dez da sociedade civil, incluindo o sindicato de jornalistas e movimento estudantil. O tribunal de inquisição da Idade Média era joguinho infantil perto dessa porcaria aprovada no Ceará. Naturalmente, o projeto foi de autoria de uma deputada petista, Rachel Marques (PT). É o chavismo bolivariano em progresso no Brasil do lulo-petismo.