terça-feira, 21 de setembro de 2010

Jornalista Olavo de Carvalho dá resposta firme contra "intelectuais" da Unicamp

O jornalista Olavo de Carvalho, editor do site Midia Sem Máscara, e que mora nos Estados, dá uma pronta, objetiva, clara e muito firme resposta a supostos intelectuais da Unicamp (Universidade de Campinas, que pertence ao governo de São Paulo) por um manifesto de solidariedade ao professor Quartim de Moraes, que fez parte de organizações terroristas de esquerda durante a ditadura militar. Vale a pena ouvir a seguir a fala do jornalista Olavo de Carvalho

Entidades sindicaleiras preparam ato ilegal ato contra a imprensa em São Paulo

Entidades sindicaleiras petistas e fascistas preparam para esta quinta-feira, às 19 horas, um ato público contra a "baixaria nas eleições" e contra o "golpe midiático que têm como objetivo forçar a ida do candidato do PSDB, José Serra, ao segundo turno". O convite para o evento, divulgado pelo PT, acusa a imprensa de "castrar o voto popular". "Na reta final da eleição, a campanha presidencial no Brasil enveredou por um caminho perigoso. Não se discutem mais os reais problemas do Brasil, nem os programas dos candidatos para desenvolver o País e para garantir maior justiça social. Incitada pela velha mídia, o que se nota é uma onda de baixarias, de denúncias sem provas, que insiste na 'presunção da culpa', numa afronta à Constituição que fixa a 'presunção da inocência'", diz o texto. Segundo o site do PT, a onda de baixarias, "que visa forçar a ida de José Serra ao segundo turno", tende a crescer nos últimos dias da campanha. "Os boatos que circulam nas redações e nos bastidores das campanhas são preocupantes e indicam que o jogo sujo vai ganhar ainda mais peso. Conduzida pela velha mídia, que nos últimos anos se transformou em autêntico partido político conservador, essa ofensiva antidemocrática precisa ser barrada. No comando da ofensiva estão grupos de comunicação que - pelo apoio ao golpe de 64 e à ditadura militar - já mostraram seu desapreço pela democracia". O ato vai ocorrer no auditório do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, uma entidade fascista, e deve contar com membros do PT, PCdoB, PSB, PDT, CUT, CTB, CGTB, MST e UNE. Por ironia, a UNE era presidida no ano do golpe militar por José Serra. Hoje é um aparelho do PCdoB a serviço do PT. No último sábado, o presidente proto-fascista Lula fez fortes ataques à imprensa em comício em Campinas (SP) e afirmou que alguns veículos de imprensa se comportam como partidos políticos. As atividades políticas dos sindicatos petistas são ilegais, são características de petralhas.

Presidente da OAB critica ato de entidades contra imprensa

O presidente da OAB, Ophir Cavalcante, reagiu nesta terça-feira aos ataques do presidente Lula à imprensa e ao ato público contra o "golpe" que estaria sendo promovido pela mídia nas eleições deste ano. Cavalcante disse que "não existe democracia sem liberdade de expressão", por isso Lula deveria respeitar a Constituição Federal. "Esse é princípio constitucional que cabe a todos nós zelar, sobretudo o presidente. Ele cabe respeitar a Constituição mais do que todos os brasileiros. Eu tenho certeza que ele há de cumprir seu compromisso, seu juramento, de respeitar a Constituição. E dentre esses compromissos está o respeito à liberdade de expressão", afirmou o advogado.

Presidente do PSDB critica ato político contra imprensa em São Paulo

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, divulgou nota para rebater as acusações do presidente Lula à mídia. "O presidente da República apequena e mancha a investidura que recebeu para jogar-se numa aventura ilegal, subvertendo as leis e as normas básicas do jogo democrático. Sob o pretexto de popularidade, os patrocinadores da chapa oficialista consideram-se inimputáveis", disse ele. Na nota, Sérgio Guerra afirma que o ato político convocado para criticar a imprensa abala o pilar de liberdade de expressão instituído pela Constituição Federal. "O povo brasileiro não é bobo. Não se deixará intimidar, nem se deixará levar por previsões que dão como terminada, e com resultado apurado, uma eleição que ninguém ainda votou. Querem ganhar no grito, na pressão e na ameaça", afirmou Sérgio Guerra. Ele está enganado quanto ao povo.

Ministério Público dá parecer contra semiaberto para Cacciola

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro se manifestou nesta terça-feira contra a concessão de um regime semiaberto para o ex-banqueiro Salvatore Cacciola. Segundo parecer do promotor Fabiano Rangel Moreira, o dono do extinto Banco Marka não tem os requisitos para receber a progressão de regime. Rangel Moreira lembra que o condenado por crime contra a administração pública só pode receber progressão de regime se reparar o dano causado. Segundo cálculos do promotor, Cacciola tem que ressarcir os cofres públicos com R$ 2,987 bilhões. No parecer, ele sustenta também que o preso não tem "disciplina e responsabilidade" para o semiaberto. "Segundo registros, executou uma das fugas mais discutidas e comentadas no Brasil, cruzando o país com um automóvel, até ultrapassar furtivamente a fronteira com o Paraguai e Uruguai. De lá, continuou sua rota de fuga para a Argentina, onde seguiu viagem rumo à Itália, local onde tem cidadania, mantendo-se foragido sob proteção jurídica, por longos sete anos", diz o promotor no parecer. Moreira diz que o ex-banqueiro também não tem uma boa relação com os companheiros de prisão e mostra desprezos com os outros, inclusive com os carcereiros. Em abril, o Supremo Tribunal Federal negou, por 8 votos a 1, um pedido de liberdade do ex-banqueiro.

Governo fascista argentino acusa diretores de Clarín e La Nación de crimes contra humanidade

O governo da fascista peronista populista Cristina Kirchner acusou formalmente, nesta terça-feira, os diretores dos dois principais grupos de imprensa do país, Clarín e La Nación, por crimes contra a humanidade envolvendo a compra da Papel Prensa durante a ditadura militar, informou a Secretaria de Direitos Humanos. A Papel Prensa é a única produtora de papel para jornal na Argentina. O grupo Clarín possui 49% da Papel Prensa e o La Nación, 22%. O Estado argentino é proprietário de 27,46% da empresa. Clarín e La Nación negam a acusação e denunciam uma "perseguição empresarial" por parte do governo da presidente fascista peronista populista Cristina Kirchner, uma montonera.

Indio cocaleiro trotskista Evo Morales cria polêmica na Bolívia ao cogitar um terceiro mandato

O presidente da Bolívia, o índio cocaleiro trotskista Evo Morales, causou polêmica nesta terça-feira ao dizer na TV internacional que há possibilidade de um terceiro mandato. Ele sugeriu que seu segundo mandato, de 2010 a 2015, pode ser interpretado como o primeiro diante da nova Constituição boliviana. "A Constituição política do Estado diz textualmente que se aceita só uma eleição e uma só reeleição. Essa minha gestão é a primeira gestão do Estado plurinacional", que sucedeu em 2009 a República, declarou o presidente em uma entrevista à rede CNN nos Estados Unidos. O indio cocaleiro trotskista Evo Morales chegou ao poder em 2006, com 54% dos votos, e seu segundo mandato de cinco anos começou em 2010, após ganhar as eleições com 62% dos votos. A nova Constituição, promulgada em fevereiro de 2009, autoriza uma única reeleição por cinco anos, e o presidente acredita que sua situação deve ser regida por essa nova norma. Era natural.....

Erenice entrega carta de renúncia a cargos em conselhos de estatais

A ex-ministra da Casa Civil, a petista Erenice Guerra, entregou nesta terça-feira carta de renúncia de suas funções como conselheira de administração do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), da Eletrobras e de sua subsidiária Chesf. Erenice recebia R$ 5,1 mil a cada três meses para fazer parte do conselho do BNDES e R$ 3,8 mil para participar de reuniões mensais da Eletrobras e da Chesf. Erenice deixou o governo na semana passada após reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo na qual sócios da empresa EDRB, de Campinas (SP), acusam seu filho Israel e um assessor de pedir R$ 240 mil mais 5% de comissão para agilizar a liberação de crédito do BNDES. A revista Veja também trouxe reportagem que aponta que o filho da ministra e a empresa Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, à qual é ligado, fizeram lobby para ajudar a MTA a obter a renovação de uma concessão da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

PSDB pede investigação sobre uso de TV estatal na campanha de Dilma

O PSDB pediu nesta terça-feira à Procuradoria Geral da República para investigar o uso da TV NBR na campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência e de outros candidatos que têm o apoio do presidente Lula para as eleições de outubro. Advogados do PSDB afirmam que há indícios de que o material gravado pela TV estatal do governo federal esteja sendo utilizado nas campanhas petistas. "O fato, se comprovado, constitui, ao menos em tese, abuso do poder político e conduta vedada aos agentes públicos em campanha", diz a ação. O uso da emissora oficial foi divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo os advogados, os fatos indicam o uso indevido de emissora oficial para captar imagens de comícios eleitorais em que há participação do presidente Lula "com a aparente finalidade de ser usada em benefício da candidata do partido do governo na campanha eleitoral".

Dilma diz que Erenice assumiu ministério por "critério" de Lula

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, atribuiu nesta terça-feira a nomeação da petista Erenice Guerra como ministra da Casa Civil a um "critério" estabelecido pelo presidente Lula. Dilma deixou o cargo de ministra da Casa Civil em março para disputar as eleições. Ela foi sucedida pela secretária-executiva Erenice Guerra, que pediu demissão na semana passada após acusações de participação de familiares em esquemas de lobby no ministério. "Naquele momento de mudança de ministros por conta de que alguns ministros iriam concorrer à eleição, o presidente Lula definiu um critério, que a sucessão seria pelos secretários-executivos. Isso foi generalizado no Planalto", disse ela, em Salvador (BA). A candidata foi à cidade para gravar parte do programa eleitoral, sob o comando do marqueteiro João Santana.

Abbas lança ultimato sobre assentamentos e ameaça romper diálogo com Israel

O presidente fascista palestino, Mahmoud Abbas, lançou nesta terça-feira um ultimato e ameaçou romper as negociações de paz com Israel se o país não estender o prazo de congelamento na construção de assentamentos na Cisjordânia, que deverá terminar dentro de cinco dias. "Sem congelamento na construção dos assentamentos não continuarei as negociações nem por um minuto", afirmou o presidente palestino. O congelamento de dez meses, decretado pelo premiê israelense, Binyamin Netanyahu, em novembro do ano passado, deixa de vigorar em 26 de setembro. O fascista Abbas, que já havia dito antes que, com a retomada das construções, os palestinos iriam abandonar o diálogo com Israel, também disse que, se a suspensão das obras for mantida, será possível alcançar um acordo preliminar "dentro de dois meses". Nunca antes se mentiu tão escancaradamente como os palestinos mentem sobre a sua propalada vontade de negociar paz. Eles não têm qualquer vontade neste sentido, nunca tiveram. Suas escolas ensinam as crianças, desde pequenas, ao ódio e à luta armada contra Israel.

Ministério da Justiça pede que TCU reexamine decisão de rever indenizações a anistiados

O Ministério da Justiça entrou com pedido de reexame no Tribunal de Contas da União contra decisão do próprio tribunal de revisar mais de 9.000 reparações econômicas a pessoas perseguidas durante a ditadura militar (1964-1985). As reparações foram concedidas com base na Lei 10.559/2002. No documento, protocolado no último dia 8, o ministério argumenta que as reparações, ainda que sejam pagas mensalmente e de forma contínua, "têm natureza jurídica indenizatória, e não de pensão", conforme interpretou o tribunal em agosto. A Constituição Federal estabelece que cabe ao Tribunal de Contas da União proceder a fiscalização das aposentadorias e pensões dos servidores públicos e familiares. No Ministério da Justiça, o entendimento é que a indenização aos anistiados não tem "natureza previdenciária", não é um direito decorrente do recolhimento de trabalho e contribuição à Previdência Social, mas um direito devido a uma "lesão" provocada pelo Estado. "Se assim é", diz o documento, "o ato de concessão da declaração da anistia, bem como da prestação permanente e continuada, não se submete a registro perante a Corte de Contas". O pedido de reexame é assinado pelo presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão, e pela consultora jurídica do ministério, Giselle Cibilla Silva.

Banco UBS volta ao Brasil e relança operação de gestão de patrimônio

Quase um ano e meio após ter anunciado a saída do Brasil com a venda do Pactual a seu ex-sócio André Esteves, o banco suíço UBS anunciou nesta terça-feira o relançamento de sua operação de gestão de patrimônio no País, já com planos de ser um dos maiores do setor. "Nossa meta é, talvez, estar entre os cinco maiores em 'wealth management' num prazo de cinco anos", disse a diretora-executiva desse segmento do UBS no Brasil, Fernanda Pasquarelli. O anúncio vem em meio à recuperação dos efeitos da crise de 2008, que levaram o UBS a se desfazer de ativos em várias partes do mundo para fazer frente aos prejuízos multibilionários com a crise do subprime nos Estados Unidos. De acordo com o economista-chefe e chefe global da área de wealth management do UBS, Andreas Hofert, embora o banco tenha planos ambiciosos para o Brasil, o foco agora tende a ser mais moderado com os investidores.

DPVAT já pagou R$ 1,3 bilhão neste ano em indenizações por acidentes de trânsito

As indenizações por morte e invalidez pagas neste ano até o mês de agosto no País pelo seguro DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) já somam 130.889. Os valores totalizam R$ 1,3 bilhão em desembolsos. Segundo os dados do DPVAT, divulgados por conta da Semana Nacional do Trânsito, cujas atividades começaram no sábado, das vítimas, 23.645 eram passageiros, 65 mil eram motoristas e mais de 42 mil eram pedestres. Ainda de acordo com os números, cerca de 1.043 indenizações pagas por morte e invalidez deveram-se a acidentes envolvendo crianças de zero a dez anos de idade. As indenizações do DPVAT são administradas pela seguradora Líder DPVAT. Da receita total do seguro, 45% é repassada ao Ministério da Saúde, para custeio do atendimento médico às vítimas de acidentes. E 5% desse montante é repassado ao Ministério das Cidades, para programas de prevenção a acidentes de trânsito.

Lula diz que conclui ferrovia Norte-Sul até o fim do ano

O presidente Lula disse nesta terça-feira que até o final do ano o governo vai concluir o traçado do projeto original da ferrovia Norte-Sul, ligando Açailândia, no Maranhão, a Anápolis, em Goiás. Durante cerimônia de inauguração de mais um trecho da ferrovia, na divisa entre Tocantins e Goiás, Lula afirmou que as obras serão concluídas até o dia 20 de dezembro. O presidente também anunciou a continuação da Norte-Sul, de Anápolis até Estrela D'Oeste, em São Paulo, e construção da ferrovia Oeste-Leste, que vai ligar Ilhéus, na Bahia, até Figueirópolis, no Tocantins. Lula lembrou que foi crítico do projeto da Norte-Sul, anunciado em 1987, durante o governo do presidente José Sarney. "Eu durante muito tempo fiz crítica a essa obra dizendo que ela ia ligar o nada ao nada", disse. Mas declarou que tomou a decisão de concluir a obra porque ela vai proporcionar redução nos custos com transporte de mercadorias e proporcionar mais desenvolvimento ao País. Até 2003, a Norte-Sul só tinha 215 quilômetros dos 1.574 quilômetros do traçado original concluídos (95 quilômetros no governo Sarney e outros 120 quilômetros no governo Fernando Henrique Cardoso). No governo Lula, foram concluídos 504 quilômetros da ferrovia e outros 855 estão em obras, de acordo com o Ministério dos Transportes.

Portos brasileiros movimentam 344 milhões de toneladas no primeiro semestre

No primeiro semestre do ano, 344 milhões de toneladas de cargas foram transportadas nos portos brasileiros, valor 11,7% acima da movimentação registrada no mesmo período de 2009. Os terminais de uso privativo foram responsáveis por dois terços desse total. Segundo divulgou a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), no segundo trimestre do ano, a movimentação de carga nos portos e terminais privativos do País cresceu 9,6% em comparação com o mesmo período do ano passado, somando 182 milhões de toneladas. Para o ano, a previsão da agência é que os portos brasileiros movimentem 760 milhões de toneladas neste ano. Se confirmada a previsão, o volume de carga transportada será 3,8% maior do que a do ano passado, mas inferior a de 2008, quando foram transportadas 176,3 milhões de toneladas.

Vaticano diz estar "perplexo e assombrado" por denúncias contra seu banco

Em reação às denúncias da Justiça italiana de omissões de dados e lavagem de dinheiro pelo Banco do Vaticano, a Santa Sé indicou estar "perplexa e assombrada" pelas investigações abertas contra o diretor da entidade, Ettore Gotti Tedeschi, e assegurou a "plena transparência" de suas transações financeiras. Por meio de um comunicado da Secretaria de Estado, o Vaticano reiterou a "clara vontade" que existe por parte de seu banco, conhecido como Instituto para as Obras da Religião (IOR), de ser transparente no que diz respeito às suas operações e confirmou sua "máxima confiança" em Tedeschi. O comunicado da Santa Sé chega depois de a Promotoria de Roma apreender 23 milhões de euros (R$ 52 milhões) em contas anônimas cujos dados de identificação são agora solicitados pela Itália. A Justiça questiona duas operações bancárias que previam a transferência de 20 milhões de euros ao banco de negócios JP Morgan, em Frankfurt (Alemanha), e de outras três entidades à Banca del Fucino, pelas quais, segundo os investigadores, não foi divulgada a informação necessária imposta pela normativa contra a lavagem de capitais. Agentes da polícia tributária determinaram o sequestro preventivo dessa quantia depositada numa conta do banco Credito Artigiano Spa, a pedido de um tribunal de Roma que investiga a omissão por parte do IOR de dados obrigatórios quanto à identidade das pessoas efetuando transações financeiras. A Itália suspeita que o Banco do Vaticano administre através de contas anônimas, identificadas apenas com a sigla IOR, importantes somas de dinheiro de procedência obscura. Esta é a primeira vez que uma iniciativa do gênero é executada contra o IOR na Itália. O Instituto esteve envolvido em um escândalo político-financeiro nos anos 80, pela falência, em 1982, do Banco Ambrosiano (do qual o Vaticano era um acionista importante) pelo peso de uma dívida de 3,5 bilhões de dólares e um buraco fiscal de 1,4 bilhão de dólares. A maçonaria italiana (Loja P2) estava envolvida. Também a máfia já apareceu envolvida com o banco do Vaticano, no filme "O Poderoso Chefão".

Aneel aprova compra de ativos no Brasil pela chinesa State Grid

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou em reunião nesta terça-feira a compra de ativos de transmissão de energia no Brasil pela estatal chinesa State Grid. Somente a partir de agora a State Grid poderá assumir o controle das empresas, anteriormente pertencentes à Plena Transmissoras, por sua vez formada pelas espanholas Isolux, Cobra e Elecnor. Na ocasião da compra, as informações davam conta de que as empresas da Plena integralmente adquiridas pela State Grid foram Serra da Mesa, Poços de Caldas, Ribeirão Preto, Serra Paracatu e Itumbiara. Outras duas - Expansión Transmissão de Energia Elétrica e Expansión Transmissão Itumbiara Marimbondo - tiveram, cada uma, 75% do seu capital vendido ao grupo estatal chinês. A aquisição ocorreu em maio e marcou a entrada dos chineses no setor de energia brasileiro. O negócio foi avaliado em R$ 3,1 bilhões, incluindo dívidas.

Soninha Francine vira alvo no Twitter após insinuar que pane no Metrô paulista foi sabotagem

Após insinuar que o vale-tudo eleitoral estava por trás dos problemas que afetaram a linha 3 do Metrô de São Paulo nesta terça-feira, Soninha Francine (PPS) entrou nos "trending topics" (os assuntos mais comentados) brasileiros do Twitter. A maioria dos comentários fazia chacota com a ex-filiada ao PT que hoje coordena a campanha na internet do presidenciável tucano José Serra. A petralhada tem uma rede de computadores zumbis que atacam instantaneamente qualquer personagem que seja alvo dos petistas. No começo da tarde, Soninha Francine usou o microblog para afirmar que não é por mero acaso que as panes no metrô aumentaram de três semanas para cá, na esteira da corrida eleitoral. "Metrô de Spaulo tem problemas na proporção direta da proximidade com a eleição. Coincidência? #SABOTAGEM #valetudo #medo", escreveu ela. O burburinho no Twitter foi imediato e agitou tanto a militância fascista pró-PT, que viu na desconfiança de Soninha Francine um ataque a candidatos do partido, quanto usuários despolitizados. Antigamente estas topeiras eram chamadas de alienadas. Criou-se um movimento batizado de #SoninhaFacts, destinado a inventar fatos absurdos sobre Soninha Francine e supostas conspirações petistas. É dessa maneira que a rede petralha zumbi ataca e desqualifica adversários. Soninha Francine deve conhecer bem do assunto, porque foi petista e vereadora em São Paulo pelo partido. "Quando eu era do PT, eles me obrigavam a lutar nas Farc" e "Os pedágios de SP só foram construídos pelo PSDB, quem cobra é o PT" eram alguns deles. Soninha Francine disse achar "compreensível que acontecesse" a agitação no Twitter, onde "tem muita organização militante" e "a visibilidade é maior". Ela tem mais de 47 mil seguidores no microblog.

Funcionários da Universidade de Brasília suspendem greve após 180 dias

Os cerca de 6.000 servidores técnicos da UnB (Universidade de Brasília) decidiram nesta terça-feira pôr fim à greve que durou pouco mais de 180 dias. Desde o dia 12 de março, os servidores interromperam parte das atividades como forma de pressionar a retomada das negociações do pagamento da Unidade de Referência de Preço (URP) desde 1989. A suspensão da greve é consequência da limitar emitida pelo Supremo Tribunal Federal, pela ministra relatora do processo Cármen Lúcia, na última quinta-feira que manteve o pagamento da gratificação de 26,05% do salário. De acordo com o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (Sintfub), Cosmo Balbino, haverá um novo encontro na próxima semana para acertar outras questões. "Temos uma assembléia marcada para a próxima terça-feira, mas apenas para definir algumas questões que estiveram como causas defendidas no movimento, como por exemplo, um termo de compromisso com o término da greve firmado com a reitoria. Ficaremos apenas em estado de alerta, mas nada que faça retroagir a paralisação", conclui. O termo de compromisso que deve ser discutido com a reitoria da UnB tem como objetivo evitar que funcionários em estágio probatório sejam punidos pela greve, estendendo o benefício para toda a categoria, inclusive para aqueles que não impetraram ação trabalhista. É ou não é um Estado corporativo, este Brasil?

Produção de aço no Brasil em agosto sobe 7,8% comparado a 2009

A produção de aço bruto do Brasil em agosto cresceu 7,8% em relação ao mesmo mês do ano passado, para 2,886 milhões de toneladas, divulgou nesta terça-feira a Associação Mundial de Aço. Sobre julho, quando a indústria brasileira produziu 2,95 milhões de toneladas de aço bruto, houve queda de 2,2%. No acumulado dos oito primeiros meses do ano, as siderúrgicas no Brasil produziram 22,119 milhões de toneladas, salto de 40,5% sobre o fraco desempenho de igual período de 2009, quando o setor ainda estava impactado pela queda na demanda gerada pela crise financeira internacional. Apesar disso, o setor ainda está abaixo dos níveis históricos de 2008, quando o volume produzido de janeiro a agosto foi de 23,832 milhões de toneladas. "A produção de aço bruto mundial de agosto ficou quase no mesmo nível de agosto de 2008, antes da crise econômica se fazer sentir. Entretanto, enquanto China, Turquia e Irã mostraram aumento de produção em agosto sobre o mesmo mês de 2008, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Brasil e Japão ainda não se recuperaram para níveis pré-crise", afirmou a WSA em comunicado.

Déficit nas contas externas é o maior desde 2002

O déficit nas transações do Brasil com o Exterior bateu novo recorde em valores nominais e alcançou o maior patamar na comparação do PIB (Produto Interno Bruto) desde o final do governo Fernando Henrique Cardoso. Segundo dados do Banco Central, o resultado ficou negativo em US$ 2,86 bilhões no mês passado, maior valor para meses de agosto da série iniciada em 1947. Para setembro, a expectativa é de um déficit de US$ 3,8 bilhões. No acumulado em 12 meses, o déficit chega a 2,32% do PIB, pior desde setembro de 2002 (2,57%). Em termos nominais, o resultado alcançou o recorde de US$ 45,8 bilhões. O Banco Central espera fechar o ano com um déficit de 2,49% do PIB ou US$ 49 bilhões. Para 2011, deve chegar a US$ 60 bilhões (2,78%). O resultado negativo vem sendo influenciado pelo aumento das importações, das remessas de lucros e dividendos e dos gastos com serviços, como transportes, aluguel de equipamentos e turismo no Exterior. "Chegaríamos a 2,78% do PIB em 2011, o que não é algo explosivo. Já tivemos valores mais elevados no passado, quando tínhamos uma carga de juros mais elevada", disse o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes.

Entrada de dólares no País e compras do Banco Central são as maiores em 11 meses

A entrada de dólares no País alcançou US$ 11,1 bilhões até a última sexta-feira, segundo dados do Banco Central. Esse é o maior valor registrado desde outubro de 2009, quando entraram no País o equivalente a US$ 14,6 bilhões. Na época, o resultado foi influenciado pela entrada de recursos estrangeiros para a oferta de ações do Santander Brasil. Somente na semana passada, entraram US$ 9 bilhões. Para evitar uma queda ainda maior das cotações da moeda no país, o Banco Central comprou na semana passada US$ 5 bilhões. No acumulado do mês, já foram adquiridos US$ 5,9 bilhões, maior volume desde outubro do ano passado. O aumento nas compras de dólares é uma das estratégias do governo para tentar evitar que o preço de venda da moeda fique abaixo de R$ 1,70.

Conselho Nacional de Justiça cobra do Pará fim do uso de contêineres como prisão

O Conselho Nacional de Justiça pretende entregar ao governo do Pará, da petista Ana Julia Carepa, um documento cobrando mudanças no sistema prisional do Estado, incluindo o fim do uso de "contêineres" como celas. Durante o mutirão carcerário, iniciado pela entidade na última semana, juízes encontraram superlotação e presos em celas metálicas a que chamaram de contêineres, por terem tamanho semelhante ao dos de carga. Só no Centro de Reeducação Feminino de Ananindeua (região metropolitana de Belém), ao menos 200 detentas estão nessas celas. A situação foi vista nos três complexos do Presídio Estadual Metropolitano, em Marituba, também na região metropolitana. No presídio feminino, a superlotação é mais grave, na avaliação do juiz Vinícius Borba Leão, coordenador do mutirão no Pará. Em um espaço onde caberiam quatro camas, vivem até dez mulheres. No masculino, há quatro a cinco presos nesse espaço. O objetivo do mutirão é mapear situações "desumanas" no Estado e analisar processos de 11 mil presos. O Conselho Nacional de Justiça já havia encontrado pessoas trancadas em contêineres ao vistoriar o sistema carcerário do Espírito Santo em 2009.

Guido Mantega diz que Fundo Soberano está "prontinho" para comprar dólar

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira que o FSB (Fundo Soberano do Brasil) está "prontinho" para comprar dólares, mas não quis antecipar quando a operação será iniciada. Segundo Mantega, o Banco do Brasil ainda não começou a comprar a moeda estrangeira. "O Fundo Soberano agora está pronto para ter atuação na área cambial. Está habilitado para entrar em leilões de compra de dólares, se for necessário", disse. Questionado sobre a necessidade de compra de dólares, Mantega disse que não responderia: "Temos de avaliar as condições, mas ele não começou a atuar ainda". O ministro disse que não há referência de cotação da moeda para a operação: "O dólar é flutuante e depende da valorização, desvalorização, uma série de fatores". O uso do Fundo Soberano na aquisição de moeda estrangeira será um dos mecanismos para evitar a valorização excessiva do real.

Vale compra fatia majoritária de empresa de logística na África

A Vale informou nesta terça-feira que exerceu opção de compra de 51% da participação acionária na Sociedade de Desenvolvimento do Corredor do Norte de Moçambique, onde a mineradora desenvolve projetos de carvão. A aquisição dará condições logísticas necessárias para a Vale escoar a produção da segunda fase do projeto de carvão de Moatize (Moatize II). A compra de participação majoritária na SDCN, cujo valor não foi divulgado, representa para a Vale acesso a concessões ferroviárias e portuárias no país africano. A estratégia da mineradora brasileira em Moçambique é reproduzir o modelo logístico de integração mina-ferrovia-porto, usado no Brasil. "Ao mesmo tempo em que torna viável a expansão da capacidade de Moatize, a infraestrutura de logística se constitui em excelente alternativa para o transporte para a costa Leste da África da produção do cinturão de cobre da Zâmbia, onde estamos começando a desenvolver Konkola North", afirmou a Vale em comunicado. A logística estruturada pela Vale no país também beneficiará o projeto de rocha fosfática de Evate, "além de outras cargas do eixo Zâmbia-Malaui-Moçambique". A Vale também pretende fazer outros investimentos no país para a construção de ligações ferroviárias necessárias para escoar a produção de Moatize, além de um novo terminal marítimo de águas profundas em Nacala. Em Moçambique, a Vale também desenvolve Moatize I, com capacidade nominal de produção estimada de 11 milhões de toneladas métricas de carvão, com início de operação previsto para o primeiro semestre de 2011. No primeiro estágio de desenvolvimento, está sendo construída uma planta de lavagem com capacidade anual de 26 milhões de toneladas métricas. Na primeira fase, a produção de carvão será transportada pela ferrovia Linha do Sena para ser embarcada no Porto da Beira.