quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Brasil exportou US$ 26,3 bilhões em serviços em 2009

A queda nas exportações de serviços foi de 8,8% em 2009, baque mais suave do que o sofrido no setor de bens, que foi de 22,7%. Segundo informou nesta quinta-feira o Ministério de Desenvolvimento, o volume das exportações de serviços chegou a US$ 26,3 bilhões no ano passado. Por sua estabilidade, o setor passou a representar uma fatia maior do total de exportações brasileiras. Em 2009, foi responsável por 14,7% do total de exportações, ante 12,7% em 2008. Há uma expectativa crescente para exportações e, sobretudo, importações de serviços no Brasil para 2010, o que deverá resultar em deficits maiores no setor de serviços. Serviços técnicos especializados, nas áreas de tecnologia da informação, medicina, advocacia, contabilidade, engenharia, por exemplo, puxam a lista das exportações. As importações de serviços feitas pelo Brasil estão concentradas em transportes, na forma de fretes, e viagens de brasileiros para o Exterior, em função do câmbio.

Anac multará a Webjet em R$ 600 mil por excesso de jornada de trabalho de tripulação

A companhia aérea Webjet será multada em R$ 600 mil por excesso de jornada de trabalho de seus tripulantes, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A presidente do órgão, Solange Vieira, já tinha informado nesta quinta-feira que o problema foi encontrado durante fiscalização realizada no último fim de semana. Segundo Solange Vieira, alguns trabalhadores da empresa excederam a jornada de trabalho permitida por lei, de 85 horas por mês, no último fim de semana, o que fez com que faltasse funcionários. Apesar disso, ela afirmou que a companhia contratou uma outra empresa, que cedeu a tripulação a ela, e assim conseguiu evitar o cancelamento de vôos.

Políticos são denunciados por sequestro de jornalistas e ambientalistas no Mato Grosso

O Ministério Público Federal de Mato Grosso denunciou políticos e empresários de Juína (município localizado a 740 quilômetros de Cuiabá) sob acusação de sequestro, cárcere privado e constrangimento ilegal contra um grupo de jornalistas e ambientalistas que tentava produzir um documentário sobre os índios enawene nawe. Entre os denunciados estão o ex-prefeito Hilton Campos (PR), o ex-presidente da Câmara Municipal, Francisco de Assis Pedroso (DEM), e o ex-presidente do Conselho de Segurança Municipal, Natalino Lopes dos Santos. O episódio ocorreu no município entre os dias 20 e 21 de agosto de 2007 e envolveu um fotógrafo brasileiro, dois jornalistas franceses e integrantes das ONGs ambientalistas Greenpeace e Opan (Operação Amazônia Nativa). O grupo estava hospedado em um hotel da cidade e se preparava para seguir em direção à Terra Indígena Enawene Nawe quando, pela manhã, foi surpreendido por uma manifestação que cercou o estabelecimento. "Os fazendeiros, empresários e autoridades da cidade cercaram o hotel onde estavam hospedados os repórteres e ambientalistas e exigiram que eles se retirassem do município", diz o Ministério Público Federal. Impedidos de seguir viagem, os jornalistas e ambientalistas foram então levados à Câmara Municipal para que explicassem sua presença na região. Ao final da sessão, segundo a denúncia, o grupo foi levado de volta ao hotel e, no dia seguinte, escoltado em direção ao aeroporto da cidade.

Goleiro Bruno e outras oito pessoas agora são réus no caso Eliza Samúdio

O goleiro Bruno, do Flamengo, agora é réu no processo da morte de Eliza Samudio. A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia do Ministério Público contra Bruno e outros oito envolvidos no desaparecimento e assassinato de Eliza. O goleiro Bruno; Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Sérgio Rosa Sales; Dayanne Souza; Elenilson Vítor da Silva; Flávio Caetano; Wemerson Marques; e Fernanda Gomes de Castro vão responder na Justiça por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é o único que responderá por dois crimes. Bola foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. As penas podem ultrapassar 30 anos.

Ao comentar "O Príncipe", Fernando Henrique Cardoso pede silêncio a Lula

Em debate com o escritor Salman Rushdie sobre o livro "O Príncipe", o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou o uso do paternalismo na política e disse esperar que o presidente Lula se torne um ex-mandatário que se mantenha em silêncio. Fernando Henrique Cardoso e Rushdie conversaram em inglês por meia hora, no centro de Paraty, em ato de promoção de nova edição do livro de Nicolau Maquiavel (1469-1527) lançada pelo selo Penguin Companhia. O ex-presidente, autor do prefácio da nova edição, procurou contextualizar o livro, lembrando que foi escrito à época de formação dos Estados nacionais, citando que, para Maquiavel, a política se explicava pelas ambições, forças e fraquezas humanas. Rushdie, autor de "A Feiticeira de Florença" (2008), livro em que mescla realidade e ficção para narrar a história de um mercenário amigo de infância de Maquiavel, afirmou que "O Príncipe" não é um "manual para tiranos", mas uma narrativa sobre a possibilidade de ser poderoso e, ao mesmo tempo, bondoso e justo. Rushdie rememorou que, à época de Maquiavel, os principais ameaçadores do príncipe eram seus parentes diretos, irmãos e até filhos. Fernando Henrique Cardoso comentou que o objetivo de quem estava no poder era manter-se no poder. "Hoje há eleições, isto não é mais possível. Mas há quem queira ficar", disse em tom irônico. Rushdie definiu como "republicana" a tradição nos Estados Unidos de ex-presidentes manterem-se em silêncio. Fernando Henrique Cardoso, sorrindo, interrompeu-o: "Sou um ex-presidente que não fala. O Lula também acha que ex-presidente não deve falar. Estou esperando para ver como se comportará".

Justiça Eleitoral do Amapá permite candidatura do senador cassado João Capiberibe

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá permitiu na noite de quarta-feira as candidaturas de João Capiberibe (PSB) ao Senado e de sua mulher, Janete Capiberibe (PSB), à Câmara dos Deputados. Os dois corriam o risco de terem as candidaturas cassadas com base na Leia da Ficha Limpa. João Capiberibe teve o mandato de senador cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral, em 2004, por compra de votos. Sua mulher, a então deputada federal Janete Capiberibe (PSB), também foi cassada. À época, duas pessoas depuseram contra o casal, afirmando terem recebido R$ 26,00 para votar neles. Cerca de R$ 15 mil foram apreendidos com uma relação com os nomes de eleitores que teriam vendido o voto aos dois políticos.

Trotskista Evo Morales enfrenta crescente onda de conflitos sociais na Bolívia

Os conflitos sociais retornaram à Bolívia com o início do segundo mandato do ditador cocaleiro trotskista Evo Morales, com uma média de quase duas greves ou protestos por dia nos primeiros cinco meses do ano. A fundação Unir, financiada por governos europeus, publicou o relatório na noite de quarta-feira em meio a uma greve geral no distrito de Potosí. Apesar da paralisação, o protesto não afetava a importante mineradora localizada na região e não apresentava riscos à indústria petroleira. Os conflitos, que em apenas um caso deixaram mortos, estão relacionados em grande parte às tensões causadas pela aprovação de cinco leis orgânicas de reforma estatal, em aplicação da nova Constituição. "A grande maioria dos conflitos (46%) se dirigiu contra o Estado, sobretudo contra o governo central, mas não houve casos que tenha havido risco à governabilidade nem à estabilidade democrática", resumiu o documento. Entre janeiro e maio, foram 226 protestos na Bolívia, 44 a mais que no segundo semestre de 2009 e com uma tendência crescente, que teve um pico de 81 conflitos somente no último mês. Na apresentação do relatório, o diretor da Unir, Antonio Aramayo, disse que "os interesses de regiões ou setores continuam a prevalecer sobre o interesse geral": "Há ausência de idéia e prática orientadas ao bem comum". No mesmo evento, o analista político José Antonio Quiroga disse que os conflitos são parte e consequência do que chamou de "mudança de titularidade de poder", que tem incentivado o crescimento da informalidade das relações sociais e o desconhecimento das leis. Ele criticou "a progressiva dissolução das instituições e a má gestão pública".

Dilma, Marina e Serra participam de encontro com empresários na segunda-feira

Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) participam na segunda-feira de um encontro com empresários no Memorial da América Latina, em São Paulo. A Associação Comercial de São Paulo informou nesta quinta-feira que os três candidatos confirmaram presença no encontro. Não haverá debate. Os candidatos farão uma palestra e responderão a perguntas de internautas, da platéia e de jornalistas convidados. O moderador do encontro será Heródoto Barbeiro, da rádio CBN. Dilma falará às 14 horas; Serra se apresenta às 15 horas; às 16 horas será a vez de Marina Silva.

Iraniana condenada a morte agradece oferta de asilo de Lula, diz ONG

Sakineh Ashtiani, a iraniana condenada a morte por apedrejamento por adultério, disse estar agradecida pela oferta de asilo feita pelo presidente Lula e disse aceitá-la, informa em seu site a ONG Comitê Internacional Contra o Apedrejamento. Ashtiani disse estar sob forte pressão das autoridades carcerárias do regime nazista teocrático islâmico, que continuam perguntando sobre seus contatos com a mídia e pessoas de fora do país. Mais cedo, o Irã assegurou a um órgão das Nações Unidas dos diretos humanos que não tinha tomado ainda uma decisão sobre o destino de Ashtiani. "Seu caso está sendo examinado e nada foi decidido por enquanto", afirmou o funcionário da justiça iraniana Mossadegh Kahnemoui, ouvido por membros da Comissão da ONU para a Eliminação da Discriminação Racial. Ele lembrou que a mulher confessou a prática de adultério e a participação na morte de seu marido, atos punidos com a pena de morte, segundo a lei iraniana da sharia islâmica, um estado cuja lei é ditada pelos clérigos fascistas. "Esta mulher, além do duplo adultério, é também acusada de complô para matar o marido", destacou o iraniano. Ora, no Irã, quando alguém é preso, entrega até a mãe e os filhos. Mãe de dois filhos, Sakineh foi condenada em maio de 2006 a receber 99 chibatadas por ter um "relacionamento ilícito" com um homem acusado de assassinar o marido dela. Sua defesa diz que Sakineh era agredida pelo marido e não vivia como uma mulher casada havia dois anos, quando houve o homicídio. Mesmo assim, Sakineh foi, paralelamente à primeira ação, julgada e condenada por adultério. A diplomacia bolivariana vagabunda do Itamaraty agora quer oferecer asilo a ela, o que equivale a transferir a prisão da iraniana, de sua terra para o Brasil, porque o asilo configuraria a assunção da culpa por ela. É este favor que a diplomacia vagabunda do Itamaraty está prestado aos teocratas nazistas islâmicos do Irã.

José Dirceu é submetido a cateterismo no Incor em SP

O ex-ministro da Casa Civil e deputado federal petista cassado (por corrupção) José Dirceu, réu do processo do Mensalão do PT, deu entrada na noite da última terça-feira no Instituto do Coração (InCor), em São Paulo. De acordo com o hospital, o petista mensaleiro foi submetido a uma bateria de exames de avaliação, incluindo um cateterismo. Após passar a noite na unidade médica, o petista José Dirceu foi liberado no início da tarde de quarta-feira. De acordo com pessoas próximas ao ex-ministro, os exames estavam agendados e se trataram de uma avaliação de rotina. Um familiar informou que o ex-ministro está bem e já retomou a rotina de trabalho. O ex-ministro petista sofre de hipertensão e toma medicações rotineiramente.

Procuradoria Geral da República entra com ação para vetar ensino religioso em escolas públicas

A Procuradoria Geral da República entrou nesta quinta-feira com ação para acabar com o ensino religioso nas escolas públicas brasileiras. Na ação apresentada ao Supremo Tribunal Federal, a procuradora Deborah Duprat defende que o Estado é laico e, portanto, não deve oferecer ensino religioso nas escolas públicas. "A escola pública não é lugar para o ensino confessional, pois este tem por propósito inculcar nos alunos princípios e valores religiosos partilhados pela maioria", diz a ação. Para a procuradora, o ensino religioso trás "prejuízo das visões ateístas, agnósticas ou de religiões com menor poder". A Procuradoria Geral da República, contudo, admite o estudo das religiões desde que seja sob a perspectiva histórica e comandada por professores, "sem qualquer tomada de partido" e sem a participação de pessoas vinculadas a igrejas. Na prática, a ação da Procuradoria Geral da República vai representar constrangimento entre o governo Lula e a Igreja Católica. A Procuradoria Geral da República quer que seja declarada inconstitucional parte do acordo entre o governo brasileiro e Vaticano, feito em 2008. O texto prevê "o ensino religioso, católico e de outras confissões religiosas, de matrícula facultativa, nas escolas públicas de ensino fundamental". Ações desse gênero fazem parte da escalada esquerdopata para eliminar fundamentos espirituais da nação brasileira. Assim, desprovidos de fundamentos ético-religiosos, alunos se tornam totalmente dominados pela religião do comunismo, amplamente disseminada por professores dominados pelo catecismo ateu comunista.

Financiamento habitacional da Caixa cresce 104% até julho

Os empréstimos habitacionais da Caixa Econômica Federal chegaram a R$ 40,1 bilhões nos sete primeiros meses de 2010, representando um crescimento de 104% em relação ao mesmo período de 2009. O valor também representa 85% dos R$ 47 bilhões emprestados em todo o ano passado. O total de unidades financiadas ultrapassou 650 mil. Do total emprestado até o final de julho, R$ 17,8 bilhões têm como fonte recursos da poupança; R$ 17,4 bilhões, do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço); e os R$ 4,9 bilhões restante, outras fontes. O índice de inadimplência está em 1,7%, abaixo da média no mercado (2,3%).

Governador de São Paulo rebate críticas e defende Morumbi para a Copa

O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), rebateu nesta quinta-feira as críticas que sofreu do governo federal que, pela primeira vez, saiu em defesa do Morumbi como arena paulista para a Copa do Mundo de 2014. "O apoio dos ministros é muito bem-vindo. Inclusive do ministro do Esporte. Seria bom que eles trabalhassem também para garantir que a gente tenha aqui em São Paulo os aeroportos que são necessários. Isso tem um atraso de três anos", disse o governador de São Paulo. Na quarta-feira, após encontro com senadores em Brasília, o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr. criticou a "indefinição" de Goldman em relação ao projeto do estádio de São Paulo para a Copa. Goldman não deu prazos para a definição de qual projeto será apresentado ao Comitê Organizador Local. Mas garantiu não ter intenção de usar a verba pública do Estado para a reforma do Morumbi. "Legalmente, não podemos colocar dinheiro público em uma propriedade privada. E, mesmo se fosse possível, eu não faria. Não acho de bom senso despender esse dinheiro para um dia, para um momento especial", afirmou Goldman. É claro que isso está exasperando a CBF, uma grande central de interesses imobiliários.

Site Wikileaks posta arquivos na internet e cresce rumor sobre dados secretos

O WikiLeaks postou um arquivo encriptado imenso chamado "Insurance" (Seguro) em seu seu site, aumentando as especulações de que os responsáveis pelo site possam divulgar mais informações confidenciais. De acordo com usuários de blogs, o arquivo é 20 vezes maior que o conjunto de 77 mil documentos militares secretos dos Estados Unidos sobre o Afeganistão que o site postou em julho. Contribuidores de sites de tecnologia, como o CNet, especularam que o arquivo pode ser um modo de ameaçar a divulgação de mais informações se a equipe do Wikileaks for presa ou o site, atacado, embora a organização não tenha se pronunciado a respeito. O editor-chefe do site, Julian Assange, disse à rede de TV independente americana Democracy Now: "Eu acho melhor não comentarmos isso. Mas, você sabe, pode-se imaginar que valha a pena ter certeza que partes importantes da história não desapareçam". Assange, que é ex-hacker, expressou inquietação em relação à sua segurança pessoal no passado, reclamando ter sido vigiado e dizendo a entrevistadores que pediram que ele evite visitar os Estados Unidos. Desde a publicação dos arquivos do Afeganistão, pelo menos um ativista associado ao site foi interrogado por autoridades americanas. O programador Jacob Appelbaum, que representou Assange em um conferência em julho, foi detido e interrogado sobre o site por autoridades após chegar aos Estados Unidos em um vôo da Holanda.

Captação da poupança dobra no ano e bate novos recordes em julho

A captação de novos recursos pela caderneta de poupança cresceu pelo quarto mês consecutivo e bateu novos recordes em julho. Segundo dados do Banco Central, os depósitos superaram os saques em R$ 6,84 bilhões no mês passado. Esse é o maior resultado para meses de julho da série iniciada em 1995. É também o terceiro maior para todos os meses, atrás apenas das captações registradas em dezembro de 2007 e 2009, meses influenciados pelo pagamento do 13º salário. O número ficou ainda acima dos R$ 4,2 bilhões verificados em junho e dos R$ 6,7 bilhões registrados em julho do ano passado. Nos sete primeiros meses de 2010, a captação da poupança atingiu o valor recorde de R$ 19 bilhões, o que representa um aumento de 109% em relação aos R$ 9,1 bilhões captados no mesmo período do ano passado. O recorde anterior havia sido registrado em 2007 (R$ 12,3 bilhões). Os fundos de investimento, por outro lado, registraram saída de recursos no mês passado. Os saques superaram as aplicações em R$ 1,3 bilhão. As maiores saídas foram nos fundos DI (que acompanham o movimento da taxa básica de juros) e multimercados, respectivamente, R$ 2 bilhões e R$ 1,2 bilhão.

General diz que Colômbia está pronta para dar golpe final nas Farc

As forças militares da Colômbia estão "prontas para dar os golpes finais" nas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, organização terrorista comunista e traficante de cocaína) e no Exército de Libertação Nacional (ELN), disse o general Freddy Padilla, que considera "impensável" a possibilidade de uma guerra com a Venezuela. Em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal El Universal, Freddy Padilla afirmou que espera que "a derrota definitiva destas estruturas narcoterroristas aconteça nos próximos quatro anos". Ele também considera que há "uma boa previsão" para uma próxima captura do chefe máximo das Farc, conhecido como "Alfonso Cano", e fez uma chamada a todos os terroristas para que se desmobilizem, como "mais de 52 mil pessoas" já fizeram, segundo ele. Para o militar, o "maior desafio" do governo, que será assumido neste sábado por Juan Manuel Santos, será "manter o apoio do povo" à luta contra as guerrilhas e o narcotráfico. Por outro lado, Padilla considera "impensável" uma guerra entre seu país e a Venezuela. "É absolutamente impensável um conflito entre os militares da Venezuela e da Colômbia. Acredito que diante de relações históricas, comerciais e de irmandade tão fortes, essa idéia de uma guerra nunca passou pela minha cabeça", disse o general ao "El Universal".

Lula recebe ministro da ditadura cubana

O presidente Lula esteve reunido nesta quinta-feira com o ministro das Relações Exteriores da ditadura cubana. Conforme as fontes oficiais, ele discutiu a situação dos "dissidentes cubanos" e a violação dos direitos humanos na ilha caribenha. Isso deve ser uma piada, porque Lula chegou a Cuba no dia seguinte à morte do preso político Orlando Zapata, em greve de fome. Lula teve o desplante de comparar os grevistas de fome de Cuba, vítimas da ditadura facínora dos irmãos Castro, Raul e Fidel, com os bandidos de São Paulo. Agora, os apaniguados de Lula dizem que ele trata dos "direitos humanos" em Cuba. Teve tempo para fazer isso e salvar a vida de Orlando Zapata, mas preferiu compará-lo a um bandido. E dizem também que o representante da ditadura facínora e genocida de Cuba não gosta que os presos políticos sejam chamados de "dissidentes" pelos jornalistas brasileiros. Representantes de ditaduras costuma ser audaciosos e completamente fora da realidade.

Polícia prende Fernanda Gomes Castro, amante do goleiro Bruno

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu na tarde desta quinta-feira Fernanda Gomes Castro, amante do goleiro Bruno Fernandes, do Flamengo. A prisão foi decretada pela juíza Marixa Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem (região metropolitana de Belo Horizonte). Fernanda, que mora no Rio de Janeiro, foi encontrada pela polícia em Ribeirão das Neves, também na Grande Belo Horizonte. Ela estava na casa dos pais de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, braço direito de Bruno e que também está preso. A Justiça também decretou a prisão preventiva de Bruno, Macarrão e outros seis acusados de envolvimento no assassinato de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador. Eles cumpriam prisão temporária, que expira em 30 dias, e deixariam a prisão amanhã. O grupo foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, só foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Um momento sublime, Verdi

Em meio ao tamanho festival de imbecilidades que assola a vida brasileira, a venezuelana, a paraguaia, a uruguaia, a boliviana, a equatoriana, a cubana, a iraniana, a sudanesa, é bom um intervalo com uma música sublime, a de Verdi, na opéra Nabucodonosor. Trata-se do coro dos hebreus escravos. E assim sublimamos a imbecidade dos idiotas e do cotidiano de ladrãoes e valhacoutos de toda ordem.