quarta-feira, 21 de julho de 2010

Azul confirma compra de aviões turboélices na Europa

A Azul e a fabricante franco-italiana de turboélices ATR anunciaram oficialmente um contrato de compra de 20 aviões ATRs modelo 72-600. O contrato, no valor de US$ 420 milhões, prevê ainda mais 20 opções de compra. Segundo o fundador da Azul, David Neeleman, o turboélice vai permitir ligar cidades de mais de 500 mil habitantes aos destinos hoje operados pela companhia com os jatos 190/195 da Embraer. "Existem umas 40 cidades para onde nós poderemos voar com esse avião", disse Neeleman. Para ele, a concentração de mercado nas mãos de TAM e Gol fez reduzir o número de cidades atendidas pela aviação. "Há dez anos havia mais de 300 cidades atendidas pela aviação. Hoje são umas cem", afirmou Neeleman: "O ATR vai nos permitir chegar em muitas dessas cidades que não têm servico". Para Neeleman, a decisão de comprar o ATR, em vez de um Embraer 170, ou um Q400 (turboélice) da Bombardier, se deu por conta do custo de combustível: "Para distâncias menores de 500 quilômetros, o ATR é 40% mais econômico que os jatos da Embraer. E é também mais barato e econômico que o Q400".