terça-feira, 8 de junho de 2010

Vice-governador gaúcho Feijó atira a tolha no chão e desiste de concorrer em outubro

O vice-governador do Rio Grande do Sul, o empresário Paulo Afonso Feijó, do DEM, decidiu não disputar as eleições de outubro, ao contrário do que ele mesmo e o seu partido vinham informando. Paulo Afonso Feijó começou o ano se apresentando como candidato a governador. Conforme o tempo foi passando as suas pretensões foram se reduzindo. A seguir ele ensaiou uma candidatura ao Senado Federal. Por último, já se conformava em fazer parte da lista de candidatos a deputado estadual, em uma coligação do DEM com o PTB e o PPS, que ainda não está sacramentada. Durante todo o tempo de governo, o vice-governador Paulo Afonso Feijá se colocou frontalmente contra a governadora Yeda Crusius, a ponto de se aliar com os maiores inimigos dela, como o PSOL e o PT, para tentar o impeachment de Yeda Crusius. Com suas atitudes, Paulo Afonso Feijó tornou o DEM gaúcho uma espécie de "leproso", do qual ninguém quer chegar perto, apesar de ter um pequeno latifúndio em termos de tempo na televisão para a campanha eleitoral.

Ministério Público Eleitoral pede a cassação do deputado Sarney Filho

O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do deputado federal José Sarney Filho (PV-MA) por uso indevido de meios de comunicação e abuso do poder econômico e de autoridade. Na ação, que está no Tribunal Superior Eleitoral, a procuradoria diz que Sarney Filho usou um jornal, que pertence a sua família, para distribuir boletins com conteúdo eleitoral. Segundo o Ministério Público, no dia 24 de junho de 2006, o jornal O Estado do Maranhão distribuiu 9.223 boletins com propaganda em favor de Sarney Filho. A procuradoria citou decisão do Tribunal Regional Eleitoral que reconheceu a propaganda eleitoral antecipada. No entanto, o tribunal entendeu que os boletins não tinham potencialidade para influenciar as eleições. A procuradoria recorreu ao entender que houve abuso do deputado e cita o fato de ele ser membro do conselho de administração do jornal.

Brasil decide até 2011 nova tecnologia para usinas nucleares

O governo brasileiro deverá definir até o próximo ano qual tecnologia usará no seu novo programa de energia nuclear, depois que a parceria com a Alemanha foi encerrada com o início da construção de Angra 3. A disputa promete ativar o apetite internacional para acordos com o Brasil, a exemplo do se viu na questão da concorrência para a compra de caças pelo Ministério da Defesa. A França deverá estar presente, além de Rússia, Estados Unidos e Alemanha, possíveis candidatos por dominarem a tecnologia. "Angra 2 e 3 era com projeto da Alemanha e agora temos que criar novo programa nuclear, onde tem que especificar a tecnologia e o tipo de nacionalização que você vai querer", afirmou o ministro de Minas e Energia, Marcio Zimmermann. "Você hoje tem máquinas modernas da Toshiba, estão montando uma na China que dizem que é novidade, vamos ver isso tudo", explicou o ministro. Além da tecnologia, o Brasil deverá aumentar suas reservas provadas de urânio para atender as novas usinas, que pelo Plano Decenal divulgado este ano poderão ser entre 4 e 8 unidades até 2020. Até 2060, esse número pode saltar para 50, disse o ministro. "O custo da usina nuclear é baixo em relação às térmicas, e o Brasil tem a tecnologia do enriquecimento de urânio e tem matéria-prima", justificou, confirmando declarações do ex-ministro Edison Lobão, de que o Brasil poderia construir uma usina nuclear por ano nos próximos 50 anos. Segundo o ministro, será necessário mapear o Brasil para estimar melhor as reservas de urânio, que segundo estimativas do Ministério podem chegar a 800 mil toneladas. Com isso, o País se tornaria a primeira ou segunda maior reserva mundial. Enquanto o Brasil gera 2 mil megawatts de energia nuclear, os Estados Unidos e a Rússia geram mais de 130 mil megawatts cada um. Zimmermann justificou a opção nuclear citando o Plano Decenal energético brasileiro divulgado este ano pelo governo, no qual a previsão é de que a necessidade de energia elétrica no País em 2019 seja de 189 mil megawatts, contra os 112 mil MW instalados até o momento. O plano prevê ainda que essa necessidade salte para algo em torno de 500 mil MW em 2060, sendo que 10% deverá ser de energia nuclear.

Lula diz que não tem vergonha de defender Brasil no Exterior

O presidente Lula disse nesta segunda-feira que o sucesso internacional de empresas e setores econômicos brasileiros se deve ao empenho de seu governo em defender os interesses do País no Exterior. Ele também acusou governos passados de não fazerem o mesmo. "O Brasil está dando certo porque eu não tenho vergonha de chegar em qualquer País do mundo e defender o algodão brasileiro, defender a cana e o álcool brasileiro, defender a soja, o milho e o empresário brasileiro. Não tenho nenhuma vergonha, muito menos demérito. Sinto orgulho de defender as coisas que esse País faz", disse Lula, durante anúncio do Plano Safra 2010/2011, na sede da Embrapa, em Brasília. Lula disse que foi o governante que mais tratou com respeito os produtores de álcool e criticou governos políticos que só se aproximam dos usineiros com interesses eleitorais. "Neste País, por interesses eminentemente políticos, tinha governante que tinha vergonha de usineiro. Não tinha vergonha possivelmente de pedir dinheiro para campanha, mas tinha vergonha depois de dizer que era amigo de usineiro". Não é mesmo uma maravilha?!!!

Poupança capta R$ 8 bilhões no ano e bate novos recordes

A caderneta de poupança bateu novos recordes de captação de recursos no mês passado. Segundo dados do Banco Central, nos primeiros cinco meses do ano, os depósitos superaram os saques em R$ 8 bilhões. É o maior volume registrado na série histórica iniciada em 1995. O recorde anterior eram os R$ 6,4 bilhões captados nos cinco primeiros meses de 2007. Somente no mês passado, a captação ficou positiva em R$ 2,1 bilhões, melhor resultado para meses de maio. Desde janeiro não era registrada uma entrada tão expressiva de dinheiro para a poupança. A captação da poupança em maio é a diferença entre depósitos de R$ 95,9 bilhões e saques de R$ 93,8 bilhões. Com esses resultados, o estoque de depósitos na caderneta está hoje em R$ 334,9 bilhões, um aumento de 20% em 12 meses.

Lula teme abuso em compra de terras por estrangeiros

O presidente Lula revelou nesta segunda-feira preocupação em relação a compra de terras no Brasil por estrangeiros. "Eu diria que hoje nós temos uma preocupação que nós precisamos começar a discutir, que é a compra de terra no Brasil por estrangeiros", disse Lula, durante cerimônia de anúncio do Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011, na sede da Embrapa, em Brasília. "Uma coisa é o cidadão vir e comprar uma usina, comprar fábrica. Outra coisa é ele comprar a terra da fábrica, a terra da soja, a terra do minério. Daqui a pouco nós estamos ficando com o nosso território diminuto", completou o presidente. De acordo com Lula, já existe há alguns anos no governo um grupo de trabalho formado para discutir o assunto, envolvendo os ministérios da Defesa e da Justiça. Para o presidente, é preciso encontrar uma maneira de garantir que os brasileiros se "assenhorem" das terras do País para evitar "que haja abuso de compra de terras por estrangeiros, sobretudo da nossa terra mais produtiva".

Plano de banda larga deve puxar investimento de setor eletrônico

A indústria de componentes eletrônicos do Brasil deverá investir pesado nos próximos quatro anos para acompanhar a implementação do Plano Nacional de Banda Larga, afirmou nesta segunda-feira a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). O plano, cujos objetivos gerais foram anunciados no início de maio, prevê instalação de 30 mil quilômetros de rede até 2014, em um investimento para levar banda larga a pelo menos 4 milhões de domicílios. O investimento previsto nessa rede é de cerca de R$ 5,7 bilhões no período, montante que deve incentivar o setor de componentes eletrônicos do País, que produz equipamentos como modems.

Estados Unidos pedem que Honduras seja readmitida na OEA

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse nesta segunda-feira, em discurso na Assembléia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Lima, que "chegou o momento" do retorno de Honduras ao organismo. Mesmo com protesto de outros membros da entidade, Hillary considerou que é necessário que a OEA se encarregue "das condições que ocasionaram" o golpe de Estado de junho de 2009, que retirou do poder o presidente constitucional Manuel Zelaya. É inacreditável que essa confusa Hillary Clinton seja incapaz de ler a Constituição de Honduras e compreenda que o presidente Manuel Zelaya foi deposto por ordem da Suprema Corte, em processo legal, porque pretedia dar um golpe, com a realização de um plebiscito para aumentar seu mandato, o que é peremptóriamente impedido pela constituição hondurenha. "Chegou o momento do hemisfério acolher novamente Honduras na comunidade interamericana. Trabalhamos com muitos de vocês para ajudar a encontrar o sendeiro democrático", disse Hillary Clinton, durante o evento.

Deputado protocola consulta sobre Ficha Limpa no TSE

O deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ) protocolou nesta segunda-feira no Tribunal Superior Eleitoral uma consulta para saber se valerá para a eleição de 2010 a lei Ficha Limpa. Aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Lula no fim da semana passada, a lei determina que candidatos com condenações por decisão de um colegiado só possam concorrer caso consigam uma decisão liminar da Justiça. Atualmente, só não podem concorrer os que já tenham decisão transitada em julgado, ou seja, sem direito a recurso. Esse é um projeto inócuo, pelo qual as redes petistas na Internet, comandadas pelo petista Francisco Whiteaker e apoiada pela organização petista Transparência Brasil, dirigida por um destacado membro do maior clã petista do Brasil (Claudio Weber Abramo, da família petista Abramo), pretendem encaminhar o objetivo estratégico do Foro de São Paulo, ou seja, a democracia direta, maneira de sovietizar o Brasil.

Israel irá conduzir investigação própria do ataque e legalidade de bloqueio a Gaza

Israel informou nesta segunda-feira que irá conduzir sua própria investigação sobre a abordagem a um comboio de navios que deixou nove mortos na segunda-feira passada e também para avaliar a legalidade do bloqueio à faixa de Gaza, após recusar uma proposta da ONU para uma investigação internacional. Na segunda-feira passada, o Exército de Israel abordou um comboio de sete navios contratados por ong turca ligada a organizações terroristas islâmicas, que transportava mais de 750 pessoas e pretendia afrontar Israel, furando o bloqueio naval estabelecido para a Faixa de Gaza, assim violando a soberania israelense. Na operação, os soldados israelenses que participaram da abordagem foram violentamente atacados, o que provocou reação à agressão e a morte de nove terroristas turcos. Segundo o jornal israelense "Haaretz" (esquerdista), o primeiro-ministro Binyamin Netanyahu deve anunciar a criação de um painel de investigação do governo para avaliar o ataque, com a participação de profissionais de justiça do alto escalão e com experiência em lei marinha e internacional. Ainda segundo o jornal, dois juízes internacionais (ao menos um americano) seriam convidados para participar com observadores.

Desembargadores confirmam liberdade provisória a condenado por morte da freira americaa Dorothy Stang

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Pará confirmaram nesta segunda-feira a liminar que concedeu liberdade provisória para o fazendeiro Regivaldo Galvão, conhecido como Taradão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da missionária americana Dorothy Stang. Eles acompanharam o voto da relatora, desembargadora Maria de Nazaré Gouveia, e Taradão continuará em liberdade até o julgamento do recurso de apelação, interposto contra sentença condenatória. A relatora acolheu os argumentos da defesa, que alegou constrangimento ilegal por ausência de requisitos autorizadores para a decretação da prisão. A desembargadora destacou que o réu respondeu a todo o processo em liberdade e não causou nenhum embaraço ao andamento da instrução penal. A desembargadora Albanira Bemerguy foi a única que divergiu do entendimento da relatora. Para ela, o réu ostenta antecedentes e, por isso, não pode ser agraciado com benefícios da lei. Taradão foi condenado no último dia 1º de maio, a 30 anos de prisão, em regime fechado.

PMDB e PT anunciam que Hélio Costa é o candidato ao governo de Minas de Gerais

Depois de meses de negociação e uma encenação de rebelião de última hora, as cúpulas do PMDB e PT anunciaram nesta segunda-feira o nome do senador peemedebista Hélio Costa como o candidato único da base lulista ao governo de Minas Gerais. Os dois partidos tentam negociar ainda a indicação do petista Patrus Ananias como vice de Hélio Costa. O ex-prefeito de Belo Horizonte, o petista Fernando Pimentel (ex-militante da organização terrorista VPR e coordenador da campaha da candidata petista Dilma Rousseff) perdeu a disputa para Hélio Costa e foi obrigado a aceitar a indicação para a candidatura ao Senado Federal. A aliança em torno de Hélio Costa é uma exigência do PMDB para formalizar no sábado o apoio à candidatura à Presidência de Dilma Rousseff (PT). Até a última hora, os petistas mineiros mantiveram o discurso de defesa da candidatura de Pimentel, mesmo sabendo há semanas que PT e PMDB nacionais já tinham fechado com o nome de Hélio Costa.

Argentina faz teste de DNA para esclarecer origem dos herdeiros do Clarín

Por determinação da Justiça, peritos argentinos realizam nesta segunda-feira testes de DNA em amostras de roupas dos herdeiros do grupo Clarín, para determinar se eles são ou não filhos biológicos de pais desaparecidos durante a ditadura militar no país (1976-1983). Marcela e Felipe Noble foram adotados há 34 anos por Ernestina Herrera de Noble, dona do Clarín, o principal conglomerado de mídia do país, e vinham tentando impedir na Justiça a realização dos testes. Ativistas afirmam que os dois são filhos de militantes mortos pelo Estado durante a chamada Guerra Suja. As crianças teriam sido destinadas pelos militares à adoção. Os irmãos dizem não ter a intenção de descobrir quem são seus pais biológicos e que a obrigatoriedade do exame viola a privacidade dos dois. Eles também alegam não haver evidências contra a sua mãe adotiva, que chegou a ser presa em 2002 sob a acusação de sequestro de crianças de vítimas da ditadura. As amostras de DNA retiradas das roupas de Felipe e Marcela serão comparadas com as de centenas de membros de famílias de pessoas desaparecidas durante a ditadura. A divulgação dos resultados pode levar ainda várias semanas. Os irmãos dizem que se os testes mostrarem que eles são mesmo filhos biológicos de prisioneiros políticos mortos, eles não querem se tornar provas contra sua própria mãe adotiva. Os advogados de Ernestina Herrera de Noble alegam que mesmo se houver provas de que Felipe e Marcela são filhos de desaparecidos, não há provas de que a dona do Clarín soubesse a origem dos bebês.

Israel deve suspender direitos de parlamentar que estava em navio para Gaza

Comissão de Assuntos Internos do Parlamento israelense recomendou nesta segunda-feira que sejam suspensos três direitos da deputada árabe Hanin Zoabi por fazer parte da frota cuja abordagem militar provocou a morte de nove ativistas. Em uma polêmica sessão, sem a presença dela e de seus companheiros de partido, sete deputados votaram a favor da medida que a proíbe de abandonar o território israelense. Apenas um deputado votou contra a recomendação, que antes de entrar em vigor deve ser ratificada pelo plenário do Parlamento. A medida também prevê a suspensão de outros dois direitos: o de portar passaporte diplomático e o de o Parlamento cobrir suas despesas por qualquer processo que possa ser apresentado contra ela. Hanin Zoabi estava entre os 750 ativistas que viajavam a bordo do comboio naval atacado há uma semana por comandos israelenses em águas internacionais e cuja missão era chegar à faixa de Gaza com ajuda humanitária. Como ela tem nacionalidade israelense, deveria ser acusada do crime de alta traíção à pátria.

Agaciel Maia ganha apoio da cúpula do PTC para disputar vaga na Câmara

Suspenso do Senado como punição pelo envolvimento no escândalo dos chamados atos secretos, o ex-diretor-geral da Casa, o inefável Agaciel Maia, ganhou apoio da cúpula do PTC para retornar à cena política, desta vez como parlamentar. Filiado ao partido desde outubro do ano passado, a executiva vai propor na convenção da legenda, marcada para o próximo dia 20, que o ex-diretor dispute uma vaga na Câmara Legislativa do Distrito Federal que, no ano passado, teve deputados distritais e suplentes envolvidos no chamado mensalão de Brasília. É a casa mais apropriada mesmo para o inefável Agaciel Maia. E, naturalmente, o ridículo e inócuo projeto Ficha Limpa não o alcançará. Nos bastidores do partido, a candidatura de Agaciel já é dada como certa. Ele teria confidenciado a amigos que a vida política seria a melhor alternativa para reconquistar o prestígio perdido após a crise no Senado. Para o presidente do PTC no Distrito Federal, Divino Omar Nascimento, só o resultado das urnas deve apontar o real impacto das denúncias de irregularidades contra o inefável Agaciel Maia, que comandou a diretoria-geral do Senado Federal por 14 anos.

Assembléia da OEA nega incluir readmissão de Honduras em agenda

A 40ª Assembléia Geral da Organização de Estados Americanos (OEA) rechaçou o pedido de incluir a readmissão de Honduras ao organismo em sua agenda, aprovada na manhã desta segunda-feira, pois o caso será discutido em encontros informais. A proposta havia sido formulada por Nicarágua e Guatemala, tendo recebido o respaldo da Venezuela. A ministra das Relações Exteriores do México, Patricia Espinosa, assegurou que "não nos parecia conveniente abrir um debate" sobre o tema, devido ao fato de que "vamos coordenar os chanceleres" em reuniões não agendadas. O chefe da diplomacia do Peru e anfitrião do evento, José Antonio García Belaunde, preside os trabalhos. Estima-se que apesar de Honduras não ser o principal assunto do encontro, boa parte da cúpula dê destaque à deposição do chefe de Estado, o golpista Manuel Zelaya, deposto por uma ordem da Suprema Corte de Honduras. , em junho de 2009. A nação centro-americana foi suspensa da OEA logo depois da instalação do governo que substituiu o golpista Zelaya.

EPE defende revisão na tarifa de energia para indústria

O presidente da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), Maurício Tolmasquim, defendeu nesta segunda-feira uma revisão completa do sistema de tributação da energia elétrica para o setor industrial, que atualmente onera a tarifa e retira a competitividade do setor frente a concorrentes internacionais. Para Tolmasquim, a tarifa industrial só é mais cara no País por conta da carga tributária elevada, já que a energia, em si, tem custo baixo graças ao grande peso (quase 80%) da fonte hidrelétrica na matriz elétrica brasileira. "Muitos países praticamente não cobram impostos sobre a energia para a indústria, o que é uma forma de estimular o setor." Segundo o presidente da EPE, os Estados vêem na cobrança de ICMS sobre a energia a 'forma mais fácil" de arrecadação, já que o tributo é automaticamente recolhido na conta de eletricidade.

Gasodutos terão construção liberada por leilão

Com a regulamentação da Lei do Gás prevista para acontecer neste mês, todos os gasodutos a serem construídos no País serão licitados por meio de leilão, cujo vencedor será a empresa ou consórcio que oferecer a menor tarifa de transporte. A nova lei, a ser regulamentada pelo Ministério de Minas e Energia, prevê ainda que todo o planejamento do setor passará a ser feito pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética), que indicará a necessidade ou não da construção de gasodutos, a capacidade, a extensão e a localização dos troncos. Segundo Maurício Tolmasquim, presidente da EPE, os gasotudos serão regidos pelo mesmo modelo que atualmente vale para as linhas de transmissão de energia elétrica, concedidas por meio de leilão. O executivo disse, porém, que não há hoje a necessidade de construção de nenhum novo gasoduto no País em razão dos pesados investimentos da Petrobras nos últimos anos. A estatal ampliou em mais de 4 mil quilômetros sua malha de gasodutos e completou a ligação entre as regiões Sudeste e Nordeste.

Supremo arquiva inquérito contra Romero Jucá e família

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, determinou o arquivamento do inquérito contra o senador Romero Jucá (PMDB-RR), sua mulher e quatro filhos, por prática dos crimes de falsidade ideológica, desvio de contribuições previdenciárias e crimes contra a ordem tributária. O inquérito foi instaurado pela Polícia Federal em Boa Vista (RR), a pedido do Ministério Público Federal. O ministro afirmou que o inquérito deve ser trancado por não ter sido requerido pelo procurador-geral da República perante o Supremo e tendo em vista que não houve conclusão de procedimento administrativo fiscal. Segundo ele, no entanto, a decisão ocorreu sem prejuízo de que novo procedimento de investigação venha a ser instaurado para apurar os fatos citados na notícia-crime. O ministro não verificou a existência de elementos suficientes que permitam a abertura de inquérito judicial contra os investigados em relação aos delitos supostamente praticados por eles.

Lupatech e Petrobras firmam acordos de US$ 779 milhões

A Lupatech, fabricante de equipamentos para o setor de petróleo e gás, firmou com a Petrobras dois contratos no valor de US$ 779 milhões para prestação de serviços marítimos de intervenção e recuperação de poços e aluguel de plataformas semissubmersíveis. Os contratos envolvem afretamento de duas plataformas semissubmersíveis para poços em lâmina d'água de 1.100 metros e 2.500 metros, "incluindo os serviços de operações com riser de completação, instalação e desinstalação de árvores de natal molhadas, instalação de equipamentos submarinos com auxílio de veículos operados remotamente, dissociação de hidratos e viabilização de operações de coiled tubing, slickline e wireline em poços de petróleo e gás, além de poços de injeção de água". A Lupatech executará os serviços em áreas de concessão da Petrobras em águas territoriais brasileiras, no prazo de cinco anos a partir do início das operações, sendo que os contratos podem ser renovados por outros cinco anos. Para a execução dos serviços, a Lupatech investirá cerca de US$ 100 milhões na aquisição de equipamentos especializados em movimentação de "riser de completação e em drill pipe riser".

Balança comercial tem superávit de US$ 1,145 bilhão na primeira semana de junho

A balança comercial teve um superávit de US$ 1,145 bilhão na primeira semana de junho (três dias úteis), resultado de exportações de US$ 3,202 bilhões e importações de US$ 2,057 bilhões. No acumulado deste ano, o saldo comercial está positivo em US$ 6,762 bilhões, com exportações de US$ 75,295 bilhões e importações de US$ 68,533 bilhões. Em 2009, considerado o mesmo período, o superavit comercial foi de US$ 10,512 bilhões.

Responsável pelas obras de duplicação da Avenida Beira-Rio é escolhida em Porto Alegre

A empresa Coesul venceu a licitação para as obras de duplicação da Avenida Beira-Rio, em Porto Alegre, em função da Copa 2014. A abertura e análise dos preços foi feita pela Comissão Permanente de Licitações da Secretaria de Obras e Viação de Porto Alegre (Smov). Essa primeira fase contempla o trecho de 1.380 metros que vai da rótula da Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, até as proximidades do Estádio Beira-Rio, no sentido Centro-bairro. O custo estimado é de R$ 7 milhões. As obras começarão no final de julho e devem ser concluídas no prazo de um ano.

Serra diz que "baixarias" na pré-campanha têm que acabar

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, comentou nesta tarde a interpelação protocolada nesta segunda-feira contra ele pelo PT, no Fórum criminal da Barra Funda, em São Paulo. Na ação, o PT pede que Serra confirme declarações nas quais responsabilizou a presidenciável petista Dilma Rousseff pela encomenda de um suposto dossiê contra ele. "Eu já disse que isso é factoide. O que precisa acabar é a baixaria, é a prática de contratar arapongas, é espionar, é denegrir famílias", afirmou Serra ainda no aeroporto de Montes Claros, em Minas Gerais, onde desembarcou para encontro com lideranças políticas da região norte do Estado. "Precisa acabar no Brasil que a cada eleição, como em 2006, a gente fique encontrando essas coisas que não fazem nenhum bem ao processo democrático", completou Serra. De fato, a iniciativa do PT é somente um teatrinho, a chamada embaixadinha para a arquibancada. A ação interpelatória não vale absolutamente nada, a pessoa responde se desejar, se não quiser, não responde. Aliás, se for uma preparatória para ação criminal, somente um débil mental responderia, porque estaria dando material para o acusador. Portanto, a tal ação do PT não passa, mesmo, de uma jogadinha para impressionar jornalista burro, que dá repercussão para isso.