sexta-feira, 28 de maio de 2010

Grampo de Anthony Garotinho revela esquema

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) foi flagrado em áudio e vídeo revelando um forte esquema que ele teria no Poder Judiciário do Rio de Janeiro e na Inteligência da Polícia Federal. A informação é do jornalista Mino Pedrosa, no site QuidNovi. As gravações também revelam movimentação suspeita feita por ele, envolvendo a bancada do PMDB. No áudio, o ex-governador também dá dicas de como seu arrecadador de campanha pode saquear os cofres da prefeitura de Campos, onde sua esposa, Rosinha Garotinho, é prefeita. Ouça a conversa de Anthony clicando aqui.

Prefeitura de Porto Alegre inicia processo de licitação da publicidade

A Prefeitura Municipal de Porto Alegre nesta sexta-feira o processo de licitação da publicidade, para contratação de agências para prestação de serviços pelos próximos cinco anos. O processo foi desatado pela publicação da Portaria nº 3774 no Diário Oficial do município, na página 3, com o seguinte teor: "Designa a Assessora Especialista Aline Kusiak, 77612.8, do Gabinete do Prefeito, o administrador Ricardo Nogueira Diehl, 32788.0, da Secretaria Municipal da Fazenda, os procuradores Jorge Augusto Garcia Pacheco, 33269.3, e Karen Simone Prediger, 33044.1, ambos da Procuradoria Geral do Município, e o assistente administrativo Rogério Pena de Lima, 28490.0, do Gabinete do Prefeito, para, sob a presidência da primeira, constituírem um grupo de trabalho para a formalização do processo licitatório das agências de publicidade e estudo das adaptações legais necessárias à elaboração do edital, com prazo para conclusão dos trabalhos de 30 dias a contar da data da publicação desta portaria, através da Portaria 133 de 28.5.10". Em breve o prefeito José Fortunatti deverá deflagrar o processo de licitação dos serviços de limpeza pública da capital gaúcha. Atualmente o lixo é recolhido pela empresa Qualix, pertencente ao grupo argentino Macri, que está sendo investigado pela Polícia Federal pelo desvio ilegal de recursos para o Exterior. A empresa também tem, sistematicamente, todos os dias, fraudado a execução do contrato em Porto Alegre, porque seus caminhões saem diariamente da garagem com apenas dois garis, quando deveriam levar três. Apesar de o Tribunal de Contas ter recebido uma denúncia formal a esse respeito, há muitos meses, nada é feito pelos seus auditores. Da mesma forma o Tribunal de Contas também nada faz a respeito do contrato do transporte do lixo, que teve uma licitação contestada e denunciada ao Ministério Público Especial do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul. O prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti (PDT), terá outro grande desafio, o de resolver, ou não, o problema da destinação final do lixo de Porto Alegre, quase 1.200 toneladas por dia. Quando se esgotaram os aterros do Lami e o da Zona Norte (localizado na altura da cabeceira da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho), o lixo passou a ser enviado para o Aterro Santa Tecla, em Gravataí (a 24 quilômetros da estação de transbordo da Lomba do Pinheiro, para onde é levado todo o lixo recolhido na capital gaúcha), usado em consórcio por vários municípios. Quando este aterro também se esgotou, Porto Alegre passou a enviar o lixo para o aterro da SIL (Soluções Inteligentes em Limpeza, da Copelmi Mineradora), em Arroio dos Ratos, a quase 110 quilômetros de Porto Alegre. A cada semana os caminhões que transportam o lixo de Porto Alegre percorrer uma distância maior do que a circunferência da Terra (mais de 30 mil quilômetros), em um processo absolutamente irracional, altamento popuente, perigoso, e especialmente caro. Há mais de uma década os homens públicos de Porto Alegre, partidos políticos, os próprios políticos, vereadores, empresários, deliberadamente deixam de discutir a principal questão da capital gaúcha, que é justamente onde colocar e o que fazer com seu lixo. Atualmente, por exemplo, a prefeitura de Porto Alegre nada exige da empresa SIL, contratada sem licitação, em um contrato mantido por renovações emergenciais, na parte referente aos créditos de carbono. Também isto foi denunciado ao Tribunal de Contas, mas os auditores do tribunal nada fizeram a este respeito. Ou seja, a Prefeitura de Porto Alegre renuncia a receita, mas nada é feito a este respeito. Mais do que isso: hoje, no mundo inteiro, aproveita-se o lixo para a produção de energia. Grandes usinas (uma usina para Porto Alegre custaria em torno de 250 milhões de reais) queimam o lixo; em média, cada quatro quilos de lixo equivale a um quilo de carvão; a queima contínua do lixo recebido, durante 24 horas, a uma temperatura superior a 2.000 graus centígrados, aquece grandes quantidades de água em tanques gigantes, gerando vapor, que acionam turbinas, as quais geram energia elétrica. Essa energia é elevada e distruída pela rede de distribuição das companhias de energia elétrica. Portanto, todo o investimento feito em uma usina seria abatido em alguns anos, pela produção de energia elétrica. Essas usinas, atualmente, são capazes de filtrar todas as emissões de gases tóxicos. Todo o lixo reciclado continuaria sendo enviado para as associações de catadores. As cinzas resultantes do processo de queima do lixo também poderiam sem usadas para a produção de tijolos e piso para calçamento de ruas e calçadas. Outra coisa muito importante: uma usina para queima do lixo de Porto Alegre, que também poderia queimar todo o lixo da Região Metropolitana (51 municípios, em torno de 4.000 mil toneladas dias), teria o poder de liquidar com o grande poder de controle das licitações exercido pelas empresas de lixo, que formam um cartel no Brasil. Elas dividem o mercado e apontam entre si quem ficará com determinado mercado, porque também controlam o destino final do lixo (têm os aterros sanitários). E essa é uma exigência vital nos editais de licitação. Estão questão da destinação final do lixo de Porto Alegre e da região metropolitana também é outro exemplo da monumental incompetência e ausência do Tribunal de Contas na atuação no principal problemas das cidades. Afinal de contas, em todo o Brasil, o maior contrato de qualquer cidade é sempre o contrato do recolhimento do lixo. Mas nem isso leva os auditores do tribunal de contas a examinar detidamente estes contratos em duas tomadas de contas. Aliás, são capazes de passar mais de década sem examinar os maiores contratos das administrações municipais, os contratos de lixo. E ainda dizem que auditam contas..... É de morrer de rir. Fortunatti com a palavra. (na foto você vê, no lado direito, na altura da cabeceira da pista do aeroporto, um enorme tabuleiro, na verdade um trapézio, com mais de 10 metros de altura, que é o antigo aterro sanitário da Zona Norte de Porto Alegre, reunindo alguns milhões de toneladas de lixo enterradas, contaminando a vida inteira a área e o lençol freático da região, bem ao lado de um canal que leva água direto para o rio Guaíba; nesse aterro tem tudo, inclusive enormes quantidades de órgãos humanos, porque também lixo hospitalar da cidade era despejado nele; milhões de porto-alegrenses e gaúchos passam por ele todos os dias, porque a Freeway fica ao lado do terreno, e não vêem o que acontece debaixo de seus olhos; se você quiser ter uma visão ampliada da área, clique aqui, que o Google Earth lhe mostrará todos os detalhes).

PGR protocola mais uma ação contra Lula e Dilma por propaganda antecipada

O procurador-geral, Roberto Gurgel, protocolou nesta sexta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral, mais uma representação contra o PT, Dilma Rousseff e o presidente Lula, por propaganda eleitoral antecipada. A ação é baseada no programa do PT na tevê do último dia 13, quando Lula comparou Dilma ao ex-presidente sulafricano Nelson Mandela. “Explícita exaltação do nome da pré-candidata (Dilma Rousseff) ... No esforço para exaltar seu nome valeu até comparação com o líder sul-africano Nelson Mandela”, diz trecho da ação. A punição ao PT, no entanto, só seria aplicada no segundo semestre de 2011, quando a veiculação de outro programa do PT está prevista.

Vice-presidente José Alencar tem anemia e água nos pulmões

O vice-presidente José Alencar, de 78 anos, continua internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e apresenta quadro de anemia e água no pulmão. Segundo nota divulgada pelo hospital, o quadro do vice é considerado bom, no entanto ele só deve receber alta neste sábado). José Alencar está internado desde o final da tarde de quinta-feira, quando deu entrada no hospital após os médicos detectarem uma queda na taxa de hemoglobina.

Trens da Morte franceses são processados nos Estados Unidos

Leo Bretholtz estava entre os mais de 1.000 judeus que foram empurrados para dentro de um trem para Auschwitz no dia 6 de novembro de 1942, que partiu de um subúrbio de Paris. Bretholtz e uma amiga conseguiram se espremer através de uma janela gradeada e fugir do vagão, mas 773 dos judeus que estavam naquele trem foram mortos com gás pelos nazistas após a chegada em Auschwitz. Agora, com 89 anos, Bretholtz mora em Baltimore e ainda luta por justiça. Ele é um dos 269 sobreviventes do Holocausto que vivem nos Estados Unidos e que estão processando a SNCF, a companhia ferroviária nacional francesa, pois afirmam que foi uma colaboração voluntária para com os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Mas Bretholtz e seus co-autores aprenderam durante os vários procedimentos legais durante a última década que o caminho legal está bloqueado. Devido ao disposto sobre imunidade na legislação americana a empresa que possibilitou a deportação de dezenas de milhares de judeus para os campos de morte não pode ser tocada. Então, eles estão apelando ao Congresso por ajuda. "Para eles era um negócio" afirma Bretholtz sobre a empresa ferroviária", mas na verdade era a desumanização ao extremo". Mathilde Freund, uma sobrevivente do Holocausto que testemunhou os trens franceses saindo da estação de Lyon, disse: "O que eu vi lá, eu nunca vou esquecer a minha vida inteira. Eu vi os empregados franceses empurrando as pessoas para dentro dos vagões. Eu os ouvi gritando e chorando, havia cadáveres em poças de sangue no chão. Eram tratados como animais". Nos dias 12 e 13 de maio, Bretholtz, Freund e seus advogados se reuniram em Capitol Hill com assessores dos membros do Comitê Judiciário do Senado, em uma campanha para convencer o Senado para apoiar uma nova legislação que lhes permita processar a SNCF. O pacto de transporte da SNCF com os nazistas era, de fato, um negócio rentável, afirmam os autores. Os pagamentos dos alemães para a SNCF eram calculados pelo número das pessoas transportadas multiplicado pelo número de quilômetros percorridos. Trens muito lotados produziam maiores lucros. A empresa não contestou que recebeu pagamentos por estes transportes. Bretholtz se lembra vividamente dos empregados da SNCF empurrando os judeus para dentro dos vagões do trem, para que ficassem os mais amontoados e apertados quanto possível. Ele e seus co-autores argumentam que as políticas e ações da SNCF se constituíram em colaboração voluntária para o beneficio dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Mathilde Freund, que agora vive em Nova York, fugiu de Viena, sua cidade natal, junto com seu marido e família, após a Áustria ser invadida pela Alemanha. Os homens da família se ofereceram como voluntários ao exército francês, e após a derrota da França se esconderam nas florestas perto de Lyon. No dia 17 de setembro de 1943 o seu marido, Fritz, foi preso pela Gestapo enquanto procurava comida e foi levado para um local de deportação na estação ferroviária. Mathilde, em busca do seu marido desaparecido, chegou à estação, onde testemunhou a deportação dos judeus para Buchenwald. Mathilde Freund não pôde ver o marido no meio da multidão. Soube mais tarde que ele foi morto em Buchenwald, dias antes do campo ser libertado. O documento a ela entregue pela Cruz Vermelha dizia que Fritz tinha servido no exército francês e "morrido pela França".Como autor do processo o seu nome aparece na ação - Freund vs. SNCF, que visa à restituição dos bens seqüestrados dos judeus nos trens da SNCF com destino aos campos nazistas. Uma tentativa anterior em 2000 para processar a ferrovia francesa foi julgada em um tribunal federal, que citou as proteções que a SNCF tem contra processos judiciais nos Estados Unidos devido ao "Foreign Sovereignty Immunity Act – FSIA", de 1976. Embora a lei fosse para bloquear ações contra governos soberanos e seus funcionários, foi incluída também a proteção para empresas, como a SNCF, cujas ações são propriedade de um governo estrangeiro. Os sobreviventes estão procurando o Congresso para que aja e altere a FSIA, a fim que sejam possíveis ações judiciais contra empresas que voluntariamente colaboraram com o regime nazista. Projetos de Lei foram apresentados em ambas as casas (no Senado pelo democrata por Nova York Charles Schumer e por Carolyn Maloney na Câmara), e os sobreviventes estão solicitando aos membros do Comitê Judiciário do Senado para que co-patrocinem a legislação e garantam a sua rápida aprovação.

Jornal inglês mostra prova do apoio da Siria ao terrorismo do Hezbollah

O jornal inglês Times revelou em sua edição desta sexta-feira que imagens de satélites espiões identificaram militantes da organização terrorista libanesa Hezbollah treinando livremente em uma base secreta na Síria. A gravidade do fato está na prova incontestável de que a Síria está profundamente envolvida no treinamento e fornecimento ao Hezbollah de foguetes Scuds, de longo alcance, que poderiam atingir importantes cidades israelenses, como Haifa, Tel Aviv e Jerusalém.
A base secreta está situada perto da cidade de Adra, ao nordeste de Damasco. A transferência de armas e foguetes da Síria para o Líbano é feita em dias de chuva, ou de pouca visibilidade, para evitar serem registradas pelos satélites espiões.O ditador Assad, da Síria, tem um discurso falso, dizendo sempre que deseja a paz com Israel, e acusando Israel de evitar a aproximação. Na verdade, arma os terroristas que atacam Israel. Este ditador também já teve destruída por Israel, por bombardeio, instalações nucleares onde pretendia desenvolver a bomba atômica.

Dilma Rousseff e mensaleiro José Dirceu atacam Serra, por causa da cocaína da Bolívia

A neopetista Dilma Rousseff baixou nesta quinta-feira, em Gramado, decidida a acusar José Serra, candidato do PSDB, por causa de sua declaração sobre a cumplicidade da Bolívia no tráfico de cocaína para o Brasil e na destruição de milhares de vidas de brasileiros pelo consumo de crack produzido a partir da pasta de coca boliviana. José Serra também foi atacado pelo mesmo motivo pelo mensaleiro petista José Dirceu (réu no processo penal nº 470 do Mensalão do PT, e deputado federal cassado por corrupção). Dilma Roussef e José Dirceu acusaram Serra por criar um incidente diplomático com a Bolívia. Ora, conforme matéria da revista Veja, a ideologia oficial do presidente boliviano, o índio cocaleiro trotskista Evo Morales, é promover o uso tradicional da coca. Não há país na América Latina em que o discurso politicamente correto e demagógico possa produzir resultados tão desastrosos quanto a Bolívia. Não há país da região que possa ser tão afetado por causa disso quanto o Brasil. No poder desde 2006, Evo Morales prega uma versão local do socialismo, o indigenismo e o bolivarianismo. Os resultados foram vistos quando ele nacionalizou as refinarias de gás pertencentes à Petrobras. Outro recurso natural que Morales defende com veemência é a coca, planta típica da região andina usada desde os tempos pré-colombianos. A folha é mascada pelos bolivianos ou macerada no chá - aumenta a resistência à altitude e ao trabalho braçal, embora em nada se compare aos efeitos eufóricos do seu derivado mais poderoso e deletério, a cocaína. O presidente da Bolívia trabalhou como plantador de coca e já mascou as folhinhas até em encontro da ONU em Viena. Na nova Constituição escrita sob seu comando, a planta ganhou o status de “recurso natural renovável da biodiversidade da Bolívia e fator de coesão social”. Nenhum problema, exceto pelo fato de que as folhas destinadas ao uso proibido, como matéria-prima do crack e da cocaína, ultrapassam vastamente as do uso permitido e tradicional. Em quatro anos, a produção de pasta-base de coca e de cocaína na Bolívia aumentou 41%. A maior parte é traficada para o território brasileiro, onde abastece o vício, a criminalidade e a corrupção. Muita droga entra no Brasil, proveniente dos vizinhos produtores e destinada a outros consumidores, mas a que fica é, majoritariamente, a boliviana, de pior qualidade. Das 40 toneladas de cocaína consumidas anualmente no país, mais de 80% são da Bolívia. Evo Morales já foi reeleito, praticamente sem oposição. A vida da maioria dos bolivianos melhorou muito pouco, ou nada, mas o estilo populista e a identidade aimará - um dos grandes grupos indígenas da Bolívia - alimentam a sua popularidade. A defesa da coca também. O principal reduto eleitoral de Morales é a região do Chapare, onde está a maior parte do cultivo da coca. Foi lá que ele fez carreira política ao lutar contra a erradicação das plantações. Com bloqueios nas estradas e protestos, ajudou a derrubar dois presidentes. Mesmo depois de eleito, manteve o cargo de chefia de seis federações de cocaleiros. No discurso, ele diz que é a favor da coca e contra a cocaína. Na prática, mais de 95% das folhas cultivadas no Chapare viram droga. Para atender ao uso tradicional, bastariam 7 000 hectares. Morales já anunciou que o limite legal deveria ser de 20 000 hectares. “O presidente prometeu que ampliaria os cultivos de coca e está cumprindo”, constata Franklin Alcaraz, diretor do Centro Latino-Americano de Investigação Científica (Celin) e autor de um trabalho sobre a receita proporcionada pela folha de coca, legal e ilegal. A mais drástica medida adotada como parte da política de promoção da coca foi expulsar a agência antidrogas americana, a DEA, sob a falsa acusação de fomentar o golpismo. A agência auxiliava a Força Especial de Luta contra o Narcotráfico, unidade da polícia boliviana responsável pela erradicação de cultivos e laboratórios ilegais. A DEA completava o salário dos policiais, pagava a conta do telefone e o combustível dos veículos. Arcava com custos de treinamento e até de uniforme. Com a FELCN fora de ação, os resultados foram previsíveis. “Como a produção de coca aumentou e o combate diminuiu, é claro que mais droga entraria no Brasil”, diz o delegado Luiz Castro Dórea, coordenador de repressão a entorpecentes da Polícia Federal. Desde que Morales tomou posse, a apreensão de cocaína pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul quase dobrou. Em Mato Grosso, quadruplicou. Para compensar a expulsão da DEA, a Polícia Federal fez acordos com o governo boliviano para treinar policiais e trocar informações. “Nós podemos ajudá-los, mas é impossível substituir o trabalho que era feito pela DEA”, diz Dórea. No Chapare, o programa antidrogas agora extinto também tinha um braço social, através da Usaid, que financiava projetos sociais e promovia a plantação de abacaxi, cacau, café, melão e banana, voltados para exportação. A idéia era dar aos paupérrimos camponeses da região uma via de saída do cultivo da coca. Em qualquer país é difícil incentivar esse tipo de substituição, mas na Bolívia foi impossível. No ano passado, os cocaleiros expulsaram a Usaid. Em um ano, as exportações de frutas da região caíram 41%. A Bolívia sempre foi movida a pó e já teve governos inteiros dominados pelo tráfico. Devido às condições rudimentares, a produção ilegal chegava em geral até o estágio da pasta de coca, que precisa ser refinada em diversas etapas, com produtos químicos, para a obtenção da cocaína. Desde 2007, a atividade de refino tem se propagado em fábricas clandestinas com tecnologia trazida pelos maiores especialistas no assunto: os traficantes colombianos. Seus rivais em brutalidade e conhecimento do ramo, os mexicanos, também estão prospectando o território. Em seus países, o tráfico em alta escala provocou níveis de criminalidade e de destruição das instituições que ameaçaram a própria existência da sociedade. Apesar desse quadro de tragédia, a candidata petista disse: “Não é possível, de forma atabalhoada, a gente sair dizendo que um governo é isso ou aquilo. Não se faz isso em relações internacionais. Este não é o papel de um estadista ou de quem quer ser estadista”. Também José Dirceu decidiu se manifestar, o que mereceu grande destaque no Estadão Online. Sempre que um homem como José Dirceu fala, os grandes jornais dão atenção. Não é de estranhar. O editor de Videversus, jornalista Vitor Vieira, afirma com toda certeza: ingresse em uma redação brasileira, de jornal, rádio ou televisão, e pesquise quem ainda não consumiu cocaína. A mesma coisa acontece no mundo artístico. Então, defender uma nação produtora de cocaína é muito natural para esse pessoal, que gosta do lado onírico. Essa é a razão pela qual amplificam tanto as críticas feitas a José Serra por seus adversários, por ter cometido o crime de apontar quem produz um drama fantástico no Brasil, a Bolívia, com sua política de incentivo à produção da cocaína, que acaba no crack nas ruas das cidades brasileiras.

Assessor de Lula rebate Serra e o classifica de "exterminador da política externa"

O assessor especial da Presidência da República, o clone de chanceler Marco Aurélio "Top Top" Garcia, rebateu as críticas do pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, à relação do Brasil com a Bolívia, classificando o tucano como "o exterminador do futuro da política externa" do País. Tudo isso porque Serra disse que o governo boliviano, do indio cocaleiro trotskista Evo Morales, "é cúmplice" do tráfico de cocaína para o Brasil. "O presidente Serra está tentando ser o exterminador do futuro da política externa. Ele quis destruir o Mercosul. Agora, quer destruir nossa relação com a Bolívia. O Mahmoud Ahmadinejad virou Hitler. Eu acho que talvez ele esteja pensando, na política de corte de despesas, em fechar umas 20 ou 30 embaixadas nos países nos quais ele está insultando neste momento", disse Marco Aurélio "Top Top" Garcia. Para começar, o Brasil não tem política externa. O governo Lula impôs ao País a concepção de política externa do Foro de São Paulo, organização que reúne partidos esquerdopatas e terroristas, fundada por Lula e pelo ditador Fidel Castro. Marco Aurélio "Top Top" Garcia, ex-dirigente da 4ª Internacional (trotskista), é o grande dirigente inspirador do Foro de São Paulo. Quando viveu no exílio, em Paris, Marco Aurélio "Top Top" Garcia especializou-se em enviar seus companheiros do antigo POC (Partido Operário Comunista, de extração trotskista) para a Argentina, para participarem de ações terroristas do ERP (Exército Revolucionário Popular). Foi o caso do ex-deputado estadual petista gaúcho Flávio Koutzii e da jornalista Maria Regina Pilla. Marco Aurélio "Top Top" Garcia, ele mesmo, jamais pegou em uma arma. Quando o POC começou a ser desbaratado, em Porto Alegre, no final da década de 60, ele saiu voando da cidade, em direção ao Chile, acompanhado da sua mulher, Elisabeth Souza Lobo. O casal saiu se lastimando por ter de abadonar a casa recém reformada que tinham na rua Barros Cassal ("ai.... meus canapés...."). Elisabeth Souza Lobo era instrutora político-ideológica do POC. Dava aulas de marxismo para jovens militantes do POC, usando a cartilha de marxismo da comunista chilena Marta Harnecker. O MAS (Movimento ao Socialismo), partido do indio cocaleiro trotskista boliviano Evo Morales, é um sucessor em linha direta do ERP argentino. Ou seja, o que Marco Aurélio "Top Top" Garcia defende é a velho política do internacionalismo comunista e a tenta travestir como a política externa de defesa dos interesses do Brasil. Não é, é do interesse do PT e do Foro de São Paulo.

Senadores tucanos defendem declarações de Serra sobre a Bolívia

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), afirmou que o governo brasileiro tem sido "muito tolerante" em relação à Bolívia. Ele se referiu às declarações feitas pelo pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, de que o governo boliviano seria "cúmplice" do tráfico de cocaína para o Brasil. De acordo com o senador, o tráfico de drogas tem aumentado muito no Brasil, o que tem representado "um drama para milhares de famílias". Ele observou ainda que grande parte da cocaína chega ao País proveniente da Bolívia e sustentou a necessidade de o governo brasileiro ter uma posição "mais dura" em relação ao país vizinho. "O presidente Lula não tem uma posição mais dura por afinidades ideológicas com o presidente da Bolívia, Evo Morales. E nós precisamos ter uma política externa mais objetiva e menos ideológica", sustentou Eduardo Azeredo. O senador Sérgio Guerra (PE), presidente do PSDB, não crê na possibilidade de as recentes declarações do ex-governador de São Paulo virem a prejudicar as relações com a Bolívia. Na sua opinião, o problema no relacionamento bilateral refere-se exatamente ao tráfico de drogas: "A Bolívia não é um país sério. O que atrapalha as relações é o tráfico". O senador Alvaro Dias (PSDB-PR), membro suplente da comissão, lembrou ter feito pronunciamento na tribuna do Senado de crítica ao presidente Lula, por ele ter-se deixado fotografar, em visita à Bolívia em agosto do no ano passado, com um colar feito à base de folhas de coca, ao lado de Morales.

Serra promete regulamentar a Emenda 29 já no início de 2011

O pré-candidato José Serra (PSDB) discorreu sobre suas experiências como ministro da Saúde para falar a uma platéia de gestores municipais no 26º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, em Gramado, e prometeu que vai regulamentar a Emenda 29 no início do próximo ano, casos eja eleito. A emenda estabelece os percentuais mínimos a serem investidos na saúde pela União, estados e municípios e é uma das principais bandeiras dos gestores do Sistema Único da Saúde (SUS). "Saúde mexe com relações, com gente, que é a base de tudo. O governo atual não mandou a Emenda 29. Vamos fazer essa regulamentação no início do ano, se eu tiver a oportunidade de ser eleito. Vamos discutir com toda a sociedade. Como que se vota? Tem de ter pressão. É preciso fazer pressão junto aos senadores, deputados, presidente da República. Isso vai dar uma moldura para a saúde", avaliou Serra. "O financiamento da saúde sempre foi uma defesa minha. A saúde foi vivendo como o colchão amortecedor para cortes. Se precisar cortar, corta-se na saúde. Parece suculenta para a área econômica", acrescentou ele. Serra criticou o governo Lula e a sua principal adversária Dilma Rousseff (PT) ao reafirmar que a saúde está loteada politicamente, com o repasse de cargos em agências de regulação importantes para o partido A ou B. Ele usou como exemplo a Funasa. Também relembrou que foi no governo do PSDB que foi criado o Programa Saúde Família (PSF).

Dilma Rousseff se compromete, em Gramado, com a regionalização da saúde pelo SUS

A petista Dilma Rousseff (PT) se comprometeu nesta quinta-feira, em Gramado, Rio Grande do Sul, com a regionalização da saúde pelo SUS de acordo com as peculiaridades de cada localidade e descartou, por hora, a possibilidade de reativar a CPMF para financiar a saúde pública. Apesar da posição, alertou que isso só será possível com o remanejamento de recursos ao reafirmar a necessidade de equacionar receitas e despesas. A petista falou ainda que acredita na regulamentação da Emenda 29, que estabelece percentuais mínimos de investimentos para a saúde, mas não estabeleceu prazos. Dilma prometeu também a construção de complexo industrial na área da saúde como uma das suas plataformas de governo. A candidata petista expôs essas propostas no 26º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde e 7º Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-Violência, que ocorre no Centro de Eventos da ExpoGramado. Engraçado é que ela passou oito anos no governo Lula e não fez nada disso.

Dilma se compromete com construção da segunda ponte do Guaíba em nova visita ao Estado

De volta ao Rio Grande do Sul no papel de candidata do PT ao Planalto, a ex-ministra Dilma Rousseff se comprometeu com a construção de uma segunda ponte sobre o Guaíba, obra defendida pela RBS. Ela afirmou não ser razoável os gaúchos dependerem apenas da atual ponte para cruzarem o rio Guaíba. E informou que o governo federal está avaliando o melhor traçado para a estrutura que cruzará o Guaíba para, então, autorizar o processo de contratação do projeto. Ou seja, em oito anos do governo do qual ela fez parte, nem ela, nem o governo, fizeram qualquer coisa nesse sentido. E vai terminar o segundo governo petista e não terão feito nada.

Projeto de Fortunati sobre ISS para Copa do Mundo já está na Câmara.

Está na Câmara Municipal de Porto Alegre o projeto que isenta do ISS todos os serviços relacionados com empreendimentos para a Copa 2014. O governo do Rio Grande do Sul já fez o mesmo com o ICMS, mas o benefício está vinculado à aprovação do projeto de isenção do IPI e Imposto de Importação, enviado pelo presidente Lula ao Congresso Nacional.

IBM faz seleção das melhores cidades para investir e inclui Porto Alegre

A IBM escolheu Porto Alegre, e poderá escolher também Caxias do Sul, para implementar seu novo programa de regionalização de negócios através de parcerias. Porto Alegre já entrou na lista das quatro cidades selecionadas no Brasil. Ao todo, serão 20 regiões fora do eixo Rio-São Paulo. Nesta sexta-feira, a diretora de Expansão Geográfica da IBM, Priscilla Bessegio, explicará melhor os novos planos, em uma mesa redonda no Hotel Deville.

Prazo de validade de visto para viagem aos Estados Unidos é ampliado para 10 anos

A partir desta sexta-feira, os vistos para viagem aos Estados Unidos terão a validade ampliada de cinco para 10 anos. A medida vale também para americanos que vêm ao Brasil. Outra novidade é que Brasil e Estados Unidos não vão cobrar as taxas para concessão de vistos de viagem de negócios, de estudantes e de intercâmbio de professores visitantes. Já a taxa para solicitação do visto continuará sendo cobrada de todos, tanto em viagens de turismo quanto de negócios. O acordo firmado entre Brasil e Estados Unidos para ampliar o tempo de validade dos vistos foi aprovado em fevereiro pelo Senado.

Suspensão da compra de carne bovina pela Rússia atinge Rio Grande do Sul

A Rússia suspendeu temporariamente as importações de carne bovina de oito unidades frigoríficas do Brasil, sendo três pertencentes à JBS Friboi e três da Marfrig Alimentos. A informação foi publicada nesta quinta-feira no site do Serviço Federal Veterinário e Fitossanitário da Rússia na internet e confirmada pelo Ministério da Agricultura do Brasil, que recebeu na quarta-feira a notificação das autoridades russas. As unidades da JBS que integram a lista estão localizadas em Andradina (SP), Maringá (PR) e Pedra Preta (MT). Já as unidades da Marfrig estão em Capão do Leão (RS), Paranatinga (MT) e Promissão (SP). Também foram interrompidas as importações dos frigoríficos Rodopa, em Santa Fé do Sul (SP), e do Riosulense, em Rio do Sul (SC). De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, a Rússia não aponta problemas sanitários para a restrição, mas diz apenas que os frigoríficos não estão completamente adequados às exigências impostas por aquele país para importação de carne bovina, sem especificar quais são elas.

Hillary Clinton diz que Irã está usando Brasil na questão nuclear

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou nesta quinta-feira, em Washington, que o Irã está usando o Brasil para ganhar tempo e que é hora de ir ao Conselho de Segurança das Nações Unidas. Ao responder questões de jornalistas sobre a nova estratégia de segurança da administração Barack Obama, divulgada nesta quinta-feira, Hillary Clinton disse que os brasileiros argumentam que a pressão feita pelos Estados Unidos por novas sanções na ONU contra o Irã poderá levar a um conflito. "Nós discordamos. Nós dissemos aos brasileiros que não concordamos com isso, que pensamos que os iranianos estão usando o Brasil, nós achamos que é hora de ir ao Conselho de Segurança", disse ela. Hillary Clinton informou ainda ter dito ao chanceler brasileiro, Celso Amorim, que o governo americano crê que dar tempo ao Irã permitirá que o país evite a unidade internacional em relação a seu programa nuclear, tornando o mundo mais perigoso. A secretária de Estado completou que seu país e o Brasil têm "sérias divergências" sobre o programa nuclear iraniano, apesar de as relações bilaterais em outros temas serem boas.

Pesquisa da CNI aponta otimismo de empresários brasileiros

Apesar de o nível de produção industrial ter se mantido estável em relação a março e o índice de utilização da capacidade instalada ter recuado em abril, uma consulta a empresários brasileiros realizada pela Confederação Nacional da Indústria indica que o setor continua otimista em relação ao desempenho futuro da economia brasileira. Segundo os dados da sondagem industrial divulgados nesta quinta-feira, o nível de produção, em abril, permaneceu estável em relação a março, mês em que os pesquisadores haviam identificado uma forte aceleração. Já o índice de utilização da capacidade instalada efetiva recuou de 54 pontos em março para os 50 pontos registrados pela última pesquisa. Na média, os estoques permanecem abaixo do planejado.

Construções ocupam área de preservação ambiental no litoral norte gaúcho

Estudo inédito dos Ministérios Públicos Estadual e Federal revela que, nos últimos 30 anos, a urbanização do litoral norte gaúcho ocupou praticamente toda a faixa entre as praias de Quintão e Torres. Por lei, a área é considerada de preservação ambiental. Extinção de dunas e ausência de rede de tratamento de esgoto são outros problemas apontados. Para o promotor Leonardo Menin, os prejuízos são incalculáveis. Durante dois anos, promotores, procuradores e técnicos de diversos órgãos foram a campo e também analisaram imagens de satélite. O estudo será usado pela Fepam, que está fazendo a revisão do zoneamento econômico e ecológico do Litoral Norte.

Responsável pelas plataformas petrolíferas nos Estados Unidos renuncia

Em meio ao pior desastre ecológico ocorrido no país por causa do vazamento no Golfo do México, a responsável pelo Serviço de Gestão de Minerais, Elizabeth Birnbaum, renunciou nesta quinta-feira. Um relatório publicado esta semana revelou que os inspetores que deviam garantir a segurança das plataformas petrolíferas que operam no Golfo do México aceitavam convites para jantar, além de entradas para eventos esportivos e outros presentes de representantes do setor. Ken Salazar, secretário do Departamento do Interior, que faz parte da agência, disse que Birnbaum renunciou "por vontade própria".

MPF quer saber da Anatel informações sobre serviços de internet 3G

O Ministério Público Federal em São Paulo solicitou à Agência Nacional de Telecomunicações detalhes sobre a prestação do serviço de banda laga 3G no País. De acordo com Marcio Schusterschitz, procurador da República, as principais queixas são referentes à baixa velocidade, à falta de informação sobre o contrato, além de problemas na área de cobertura e de velocidade. Os dados foram obtidos por meio de uma consulta pública da qual resultou um documento enviado na quarta-feira para a Anatel com 22 questões sobre o serviço no Brasil. As reclamações foram protocoladas em órgãos de defesa do consumidor. O Ministério Público Federal quer saber da Anatel quais parâmetros e indicadores a agência usa para avaliar a qualidade dos serviços de internet 3G, como e quando são feitas essas avaliações, se há acompanhamento dos investimentos em estruturação do serviço de internet 3G e se existem ações e procedimentos para acompanhar e controlar interrupções, quedas ou lentidão no acesso.

British Petroleum consegue deter vazamento de petróleo no Golfo do México

Nesta quinta-feira, a Guarda Costeira dos Estados Unidos anunciou que a British Petroleum (BP) conseguiu deter o vazamento de óleo no Golfo do México depois de realizar uma complexa operação de selagem do poço. Porém, foi advertido que ainda é preciso esperar para ver se a tubulação continuará tendo estabilidade. "Foi detida a saída de hidrocarbonetos", declarou o comandante da Guarda Costeira, Thed Allen. Ele acrescentou que é muito cedo para declarar o êxito da operação, mas houve avaliação positiva da última tentativa da BP de interromper a saída do petróleo que está causando uma catástrofe ecológica na costa americana.

Ex-reitor da Ulbra é indiciado pela Polícia Federal por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro

O ex-reitor da Ulbra, Ruben Becker, foi indiciado pela Polícia Federal por estelionato, fraudes, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha no inquérito policial resultante da operação Kollektor. Ele foi comunicado do indiciamento na manhã desta quinta-feira, durante seu depoimento na delegacia fazendária da Polícia Federal. Becker é defendido pelo advogado Daniel Gerber. Becker ficou em silêncio durante as duas horas e meia de interrogatório.

Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro condena Rosinha e Anthony Garotinho

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro cassou, nesta quinta-feira, o mandato de Rosinha Garotinho, prefeita de Campos dos Goytacazes, por abuso do poder econômico. O uso indevido dos meios de comunicação social também levou o tribunal a tornar inelegíveis por três anos a prefeita cassada e o também pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho. Os dois irão recorrer.

Itamar Franco declara apoio a José Serra

Itamar Franco, ex-presidente da República, declarou nesta quinta-feira apoio ao pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, José Serra. Mas, criticou os elogios de José Serra ao presidente Lula. Para ele, “se não quer falar mal do presidente, fica quieto”. Itamar é cotado para ser candidato ao Senado junto com o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves. Na opinião de Itamar, a presença de Aécio é fundamental para a eleição de Antonio Anastasia ao governo mineiro.

Vice-presidente José Alencar está internado em São Paulo para exames

O vice-presidente da República, José Alencar, está internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde passará por uma série de exames até esta sexta-feira. Ele chegou ao hospital por volta das 18 horas desta quinta-feira. José Alencar iria para Belo Horizonte, onde teria compromissos particulares, mas seus médicos detectaram, em exames anteriores, uma queda na taxa de hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio no sangue. Mais cedo, ele estava no Rio de Janeiro, onde participou do lançamento ao mar do navio Log-In Jacarandá, navio porta contêiner construído no Brasil. Há mais de dez anos José Alencar enfrenta um câncer na região abdominal. Nos últimos anos, ele passou por 15 cirurgias.

Defesa Civil de Santa Catarina teme que mar agitado atinja ponto de captação de água

Florianópolis está enfrentando sérios problemas com o mau tempo. Além de sofrer com os temporais dos últimos 30 dias, o problema agora é o mar agitado. A ressaca que nos últimos dias atingiu Florianópolis, derrubou ao menos nove casas na Praia da Armação, no sul da ilha, engolindo toda a faixa de areia. Segundo a Defesa Civil estadual, o risco agora é que o oceano continue avançando sobre as demais construções e atinja a Lagoa do Peri, único ponto de captação natural da água usada para abastecer mais de 100 mil pessoas que vivem na capital. "Se o mar continuar avançando e as obras de contenção demorarem muito, há o risco disso acontecer, salinizando o lençol freático. Como a Lagoa do Peri fica 17 centímetros abaixo do nível do mar, a única coisa que impede o avanço do oceano são as dunas que estão sendo destruídas pela erosão", disse o major Marcio Luiz Alves, técnico da Defesa Civil estadual. Outra preocupação de Alves, é a previsão de chegada de uma nova frente fria que, juntamente com um ciclone extratropical, deverá atingir o litoral catarinense nesta sexta-feira.

Procurador do Distrito Federal entra no Supremo contra investigação

O procurador-geral do Ministério Público do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, ingressou nesta quinta-feira com um mandato de segurança no Supremo Tribunal Federal, com pedido de liminar, contra o colegiado que o investiga. Ele responde a sindicância no Conselho Nacional do Ministério Público por indícios de que teria recebido propina para fazer vista grossa a contratos fraudulentos firmados na gestão do ex-governador, José Roberto Arruda. Nesta sexta-feira ele deveria apresentar sua defesa aos conselheiros. Citado por Durval Barbosa, delator do esquema do mensalão do Distrito Federal e ex-secretário de Arruda, em diversos depoimentos prestados à Polícia Federal, Bandarra corre o risco de não finalizar sua gestão na chefia do Ministério Público do Distrito Federal. A sindicância aberta pelo Conselho pode resultar no afastamento do cargo. O mandato do procurador termina em julho. O Conselho decidirá sobre o destino dele no dia sete de junho. Na quarta-feira, a pedido do corregedor do colegiado, o conselheiro Maurício Albuquerque, do Conselho Nacional do Ministério Público, cassou ato de Bandarra que instaurava uma junta médica para avaliar a "saúde mental" de Deborah Guerner, promotora do Ministério Público do Distrito Federal. Conselheiros avaliaram que Leonardo Bandarra, com a criação da junta médica, poderia comprometer as apurações que correm contra ele. A avaliação da sanidade da promotora tinha como fim um pedido de aposentaria por invalidez. A suspensão do ato aumentou a expectativa de que o Conselho afaste o procurador-geral. Segundo Durval, Leonardo Bandarra atuaria ao lado de Deborah Guerner para favorecer Arruda, especialmente nas renovações emergenciais ilegais de contrato de lixo com a empresa Qualix.

Ministra argentina diz que Brasil não fez reclamação formal sobre barreiras

A ministra argentina da Indústria, Débora Giorgi, disse nesta quinta-feira que o Brasil não apresentou reclamação formal sobre restrições à entrada de produtos brasileiros no país vizinho. No começo deste mês, a imprensa de Buenos Aires divulgou notícias sobre uma suposta determinação da Secretaria de Comércio do governo argentino instituindo barreiras para a entrada de alimentos brasileiros industrializados no país. As barreiras entrariam em vigor a partir do próximo dia 1º de junho e seu principal objetivo seria proteger produtos argentinos similares.

Serra ocupa 75% do programa de TV e rádio do DEM

O pré-candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, foi a grande estrela da propaganda partidária do Democratas exibida na noite desta quinta-feira em cadeia de rádio e TV. Do total dos 10 minutos do programa, aproximadamente 75% do tempo foram utilizados direta ou indiretamente para alavancar a imagem de Serra. Cerca de 6m15s foram dedicados a falas do pré-candidato, sendo 5min com o tucano discursando, mais depoimentos de cidadãos, sobre projetos e obras realizados por ele como governador do Estado de São Paulo ou deputado constituinte. Além disso, outros 1m15s foram utilizados pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), ferrenho aliado do tucano, para divulgar projetos e obras que foram feitos na capital paulista por meio da parceria com o governo do Estado quando Serra era governador. Todas as falas do tucano foram captadas no Encontro Nacional de Partidos PSDB-DEM-PPS, no último dia 10 de abril, quando a pré-candidatura de Serra foi lançada.

Jackson Lago lança pré-candidatura ao governo do Maranhão após cassação

Cassado pela Justiça Eleitoral em abril do ano passado, o ex-governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), lança nesta sexta-feira, em São Luís, sua pré-candidatura ao governo do Estado na eleição de outubro. Jackson Lago teve o diploma cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral por abuso de poder político, mas manteve os direitos políticos. Com isso, ele não está inelegível para disputar o cargo novamente. A Justiça Eleitoral entendeu que Lago foi beneficiado politicamente ao ter participado de um evento no interior do Estado, em 2006, mesmo fora do período eleitoral, onde o então governador José Reinaldo Tavares pediu votos a ele na eleição daquele ano.

Ex-nora da rainha Elizabeth 2ª vai a programa de TV explicar escândalo

A duquesa de York, Sarah Ferguson, aparecerá no programa da apresentadora da televisão americana Oprah Winfrey na próxima terça-feira. Ela falará sobre o polêmico vídeo no qual oferece acesso a seu ex-marido, o príncipe Andrew, em troca de dinheiro. "Oprah falará com a duquesa de York, Sarah Ferguson, que abordará pela primeira vez o tema do recente vídeo divulgado no mundo inteiro", afirmou um comunicado da Harpo, produtora com sede em Chicago. Sarah Ferguson aparece em um vídeo negociando acesso a seu ex-marido com um suposto empresário que, na verdade, era um jornalista disfarçado. A duquesa de York viajou no domingo passado a Los Angeles (Califórnia) para receber um prêmio da associação Variety International, dedicada a ajudar crianças, e depois foi para Nova York. O jornal "News of the World" publicou imagens do vídeo.

Fundo de Amparo ao Trabalhador tem superávit de R$ 6,3 bilhões

O FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) encerrou o primeiro quadrimestre do ano com ganhos de R$ 6,3 bilhões, um aumento de 28,9% em relação ao período janeiro-abril de 2009, quando o resultado foi de R$ 4,9 bilhões. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. Ele disse que o resultado mostra a saúde financeira do FAT e desmonta argumentos negativos a respeito do fundo. O ministro salientou que o fundo é um instrumento importante para os trabalhadores, pois dele saem os pagamentos do seguro-desemprego e do abono salarial, além de financiar a qualificação profissional e a intermediação de mão de obra, por meio do Sine (Sistema Nacional de Emprego), sem contar os 40% que o FAT empresta ao BNDES, que devolve tudo com juros. A receita total do FAT aumentou 15,2% este ano, em relação ao ano passado, e as despesas cresceram em ritmo menor, de apenas 4,8%. Dados do Ministério do Trabalho mostram que a maior parte dela é oriunda do PIS/Pasep, que arrecadou R$ 9,2 bilhões, ou 24% a mais que em igual período do ano passado.

Lula apresenta defesa ao TSE e diz que não fez propaganda no 1º de Maio

O presidente Lula negou que tenha feito propaganda eleitoral durante eventos no dia 1º de Maio. Em parecer da Advocacia-Geral da União entregue nesta quinta-feira ao Tribunal Superior Eleitoral, Lula afirma que não houve propaganda porque não pediu votos expressamente. O DEM apresentou três representações contra Lula por conta de eventos organizados por centrais sindicais em São Paulo ao lado da pré-candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff. A Advocacia Geral da União lembra que a Lei das Eleições permite filiados a partidos políticos ou pré-candidatos a participarem de encontros e entrevistas, fora do período eleitoral, "desde que não haja pedido de votos".

Líder do governo prepara votação do pré-sal para 15 e 16 de junho

Mesmo antes de o Senado votar os projetos de lei que tratam da exploração da camada pré-sal, o líder do governo na Câmara dos Deputados, o deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP), já prepara um cronograma e uma forma de mobilização dos deputados para novas votações das propostas na Casa. Isso porque os projetos estão sendo alterados no Senado e dependem de novas deliberações dos deputados. Vaccarezza está conversando e convocando os deputados para iniciar a votação do projeto de lei que cria o Fundo Social e institui o sistema de partilha na exploração do pré-sal na noite de 15 de junho, dia em que a seleção brasileira fará sua estréia na Copa do Mundo. O líder quer que os deputados estejam na Câmara depois do jogo para começar a discussão e votação do projeto. Segundo ele, a votação continuaria no dia 16 e na terça-feira da semana seguinte.

Sarney defende reforma administrativa e reclama de falta de ajuda dos senadores

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defendeu nesta quinta-feira a recontratação da Fundação Getulio Vargas para colaborar na estruturação da reforma administrativa da Casa. Ele reclamou da falta de colaboração dos colegas no debate. O Senado anunciou que recontratou a fundação por R$ 250 mil para propor outra reforma administrativa. O primeiro estudo, feito pela FGV em 2009, quando a Casa sofreu uma série de acusações de irregularidades, não chegou a ser implementado porque foi alterado pelos servidores de carreira. Como colocam dinheiro fora, no lixo.....

Faculdade de Direito da USP desiste de batizar salas com nomes de patrocinadores

A congregação da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, em São Paulo, decidiu nesta quinta-feira derrubar uma portaria que batizava duas salas de aula tecnológicas com o nome de Pedro Conde (1922-2003) e Pinheiro Neto (1917-2005). As famílias dos homenageados, ambos ex-alunos, foram patrocinadoras dos espaços que, juntos, custaram cerca de R$ 2 milhões. O batismo das salas gerou polêmica. Para parte dos professores, funcionários e alunos esquerdopatas, o batismo desrespeitava a tradição de só dar nomes de salas a ex-professores. Contudo, o argumento apresentado para derrubar a portaria foi técnico: a contestação de um contrato assinado pelo ex-diretor João Grandino Rodas, atual reitor da USP, e por representante da família de Pedro Conde, em que a faculdade se comprometia a batizar uma sala com o nome dele após a doação de dinheiro. Com uma universidade troglodita dessa forma, que trata aos pontapés doadores privados, só podemos esperar por atraso no País.

Conselho Monetário Nacional muda regras para cooperativas de crédito

O Conselho Monetário Nacional modificou as regras para a constituição de cooperativas de crédito de livre admissão, ou seja, que abarcam pessoas físicas e empresas. Pela nova regra, esse tipo de instituição, que até então estava restrita a municípios com menos de 2 milhões de habitantes, a partir de agora poderá operar em áreas com população superior a esse número. No entanto, novas cooperativas nessa modalidade só podem ser criadas em municípios com menos de 300 mil habitantes. Para os maiores, que agora estão liberados, será necessária a conversão para a livre admissão de uma cooperativa de crédito já existente. Além disso, o Conselho Monetário Nacional autorizou a ampliação das categorias aceitas para a constituição de cooperativas de crédito restritas. Antes, só era possível estabelecer instituições por entes com vínculos trabalhistas ou profissionais, como empregados de uma mesma empresa ou trabalhadores de uma mesma categoria. A partir de agora, poderão criar cooperativas de crédito pessoas e empresas com vínculos decorrentes de participação em cadeias de negócios e grupos sociais, como sindicatos e associações de bairro. A decisão também abre espaço para a criação de confederações de crédito para centralizar operações realizadas por essas instituições. Atualmente existem cerca de 1.300 cooperativas de crédito no País, segundo o Banco Central.

Ministro do TSE nega pedido do PT para suspender programa do DEM

O ministro Aldir Passarinho, do Tribunal Superior Eleitoral, corregedor-geral eleitoral, negou pedido do PT para suspender a propaganda partidária de 10 minutos do DEM que foi exibida na noite desta quinta-feira. Para o ministro, suspender a exibição do programa significaria censura prévia. O pedido foi feito com base em entrevistas do presidente do DEM, deputado federal Rodrigo Maia (RJ), na qual teria dito que o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, teria destaque do programa. E foi, de fato, o que aconteceu.

Busca por traficante na Jamaica já deixou ao menos 73 mortos

A polícia da Jamaica contabilizou até esta quinta-feira 73 mortos desde o início da operação para capturar o narcotraficante Christopher "Dudus" Coke, na capital Kingston. Violentos confrontos entre grupos armados que protegem o criminoso e a polícia jamaicana transformaram a capital do país em um campo de batalha desde domingo. Apoiada por tropas do Exército e com a ajuda de helicópteros, a polícia local iniciou na segunda-feira uma invasão à favela de Tivoli Gardens, no oeste de Kingston, onde o traficante estaria escondido. As forças de segurança declararam ter dominado a favela na quarta-feira, mas os confrontos continuavam em Tivoli Gardens. Cerca de 500 moradores da favela foram presos. Coke, no entanto, ainda não foi capturado. O criminoso é acusado de liderar desde 1990 uma gangue internacional denominada "The Shower Posse", que vende maconha e pasta base de cocaína em Nova York e para outros lugares dos Estados Unidos.

Juiz pede ao Supremo que investigue senador Tuma por ocultação de cadáver na ditadura

O juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal de São Paulo, pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de ação contra o senador Romeu Tuma (PTB-SP) por ocultação de cadáver cometida durante a ditadura militar (1964-1985). Para o juiz, o ação sobre ocultação do cadáver de Flávio Carvalho Molina, militante de esquerda preso pelo DOI-Codi, órgão repressor da ditadura militar, deve ir ao Supremo por ter entre os suspeitos um senador. Na decisão, Mazloum diz que o crime não prescreveu porque o corpo de Molina foi identificado apenas em 2005 e que o processo foi aberto em setembro do ano passado. Segundo o juiz, a anistia não se aplica ao caso pois o crime de ocultação de cadáver estaria fora de seu alcance. Em abril deste ano, o Supremo negou pedido para rever a Lei da Anistia. Mazloum também entendeu que Tuma sabia da ocultação do corpo quando chefiou o DOI-Codi em 1978. Flávio Carvalho Molina, militante do Molipo (Movimento de Libertação Popular), foi preso em novembro de 1971 por agentes do DOI-Codi, então sob o comando dos militares Carlos Alberto Brilhante Ustra e Miguel Fernandes Zaninello. Molina teria sido morto no dia seguinte a sua prisão, conforme informações dadas em agosto de 1978 pelo então delegado Romeu Tuma.

Empresa da Odebrecht investe até R$ 4 bilhões em alcoolduto

Braço da Odebrecht no setor sucroalcooleiro, a ETH Bioenergia pretende investir de R$ 3 bilhões a R$ 4 bilhões na construção de um alcoolduto que ligará o Centro-Oeste ao porto de Santos, no litoral paulista. Segundo Luis Felli, diretor de operações da companhia, o duto tem dois objetivo: baratear o transporte do álcool entre as novas usinas do Centro-Oeste e São Paulo, maior mercado do País, e viabilizar a exportação do produto, cujo preço perde competitividade se for escoado por meio de caminhões. Felli disse que a ETH conta com um projeto próprio para a construção do duto, mas não está claro ainda se ele é viável economicamente. Para fazer o investimento, é necessário, afirma, um grande volume de transporte de etanol. Por isso, a ETH defende um entendimento com a Petrobras e a Cosan para a construção de um único alcoolduto. As duas empresas têm projetos semelhantes. Faz mais sentido, avalia, instalar um único duto de capacidade maior, o que reduz o investimento e maximiza seu uso. Segundo Felli, o duto pode baratear em até 30% o custo de transporte será menor, o que estimulará o consumo interno e a exportação do etanol. A Petrobras, cujo projeto está mais adiantado, pretende fazer um duto do Centro-Oeste até Paulínia (SP). De lá já partem outros dutos da estatal para o Rio de Janeiro, que podem ser utilizados para o transporte de álcool. A principal divergência é que a estatal quer utilizar os portos do Rio de Janeiro como base de exportação. Já a ETH prefere o porto de Santos. A ETH pretende se consolidar nos próximos anos como a maior produtora global de álcool, posição que hoje pertence à Cosan.

Polícia do Rio de Janeiro devolve 1.550 carabinas com defeito

Compradas da empresa Taurus, do Rio Grande do Sul, pelo governo do Estado do Rio de Janeiro, 1.550 carabinas modelo.30 apresentaram defeito. O armamento substituiria os fuzis modelo FAL, utilizados pelas Polícias Militar e Civil. De acordo com um laudo feito pela Polícia Militar, as armas já foram entregues com defeito, apresentando um problema no estojo do carregador. Durante os testes, elas engasgavam após uma sequência de disparos. O novo equipamento já foi devolvido à fabricante. É inacreditável, porque a Taurus é uma tradicional exportadora de armas. Como pode entregar um produto em tão grande número com defeito?

Avião americano atinge seis vezes a velocidade do som em teste no Pacífico

A Força Aérea dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira ter tido sucesso no teste do avião hipersônico X-51A, realizado na última terça-feira. A nave, que levantou vôo acoplada a um avião B-52, foi solta sobre o Oceano Pacífico na costa da Califórnia. O motor do X-51A entrou em funcionamento em seguida e acelerou a nave até cerca de seis vezes a velocidade do som (a velocidade do som é de 1.224 km/h). O vôo durou mais de 200 segundos, o maior período de vôo hipersônico atingido até o momento. O recorde anterior era do veículo X-43 da Nasa, que voou por 12 segundos. Após o vôo hipersônico o avião espatifou-se no Pacífico.

OGX, de Eike Batista, descobre mais indícios de petróleo na bacia de Campos

A OGX, braço de petróleo do grupo EBX, informou nesta quinta-feira que fez mais duas descobertas na bacia de Campos, nos blocos BM-C-42 e BM-C-41, e que vai deslocar as sondas utilizadas nos locais para testes em outros blocos. A sonda Ocean Lexington sairá do prospecto OGX-13 (extensão de Vesúvio), no bloco BM-C-41, para o prospecto Peró, no BM-C-40, enquanto a sonda Sea Explorer irá para testes adicionais no OGX-7 (Huna), no BM-C-42. No poço OGX-10 (1-OGX-10-RJS), onde estava a Sea Explorer e conhecido como prospecto Hawaii, foi identificada uma coluna de óleo de aproximadamente 110 metros e net pay de 40 metros em reservatórios carbonáticos da seção aptiana. O poço encontra-se em fase final de perfilagem. Já no OGX-13 (3-OGX-13-RJS), no bloco BM-C-41, que é uma extensão do prospecto conhecido como Vesúvio, no qual será iniciada a produção da OGX no próximo ano, a empresa identificou um net pay de aproximadamente 10 metros em reservatórios arenosos da seção eocênica. "Dados preliminares indicam que este poço foi perfurado em um dos limites da estrutura, sendo uma importante informação no processo de delimitação da acumulação Vesúvio", disse a empresa. O poço OGX-10, situado a 79 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro, onde a lâmina d'água é de 158 metros, teve as atividades de perfuração iniciadas no dia 2 de março de 2010. Já o poço OGX-13, situado a 87 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro, com lâmina d'água de 138 metros, iniciou perfuração no dia 5 de maio de 2010. Os blocos são 100% de propriedade da OGX.

Comissão aprova pedido de cassação da deputada do dinheiro na bolsa

O pedido de cassação do mandato da deputada distrital Eurides Brito (PMDB) foi aprovado nesta quinta-feira. A Comissão de Ética da Câmara Legislativa do Distrito Federal foi unânime pela cassação de Eurides Britto, que ficou conhecida ao ser filmada colocando dinheiro na bolsa. Ela, que está afastada por decisão da Justiça, é apontada pela Polícia Federal como uma das parlamentares que foi beneficiada pelo esquema que ficou conhecido como mensalão de Brasília (o outro, muito maior, muito mais criminoso, muito mais poderoso, foi o Mensalão do PT). Agora, a cassação do mandato terá que ser analisada pelo plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Para a aprovação serão necessários 13 votos favoráveis. De acordo com o relatório apresentado pela deputada Erika Kokay (PT), há indícios de envolvimento de Eurides Brito no esquema de recebimento de recursos ilícitos.

Chefe da Ferrari afirma que Massa ficará na equipe

Decidido a acabar de vez com as especulações, Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, afirmou que Felipe Massa fica na equipe de F-1, que está praticamente definida a permanência do brasileiro. "Sim, eu acredito que sim", disse Domenicali. E quando foi perguntado se estava certo do que havia dito, o dirigente não hesitou em dizer "sim". Mark Webber e Robert Kubica foram nomes cotados para uma possível substituição do piloto para a próxima temporada, mas ao que tudo indica, Massa permanecerá e completará dez anos com equipe de Maranello. Pague-se para ver....

Ministro Paulo Bernardo afirma que superávit em 2010 pode superar a meta

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, admitiu nesta quinta-feira que o governo pode realizar um esforço fiscal em 2010 maior que a meta de superávit primário para este ano. "A nossa meta é 3,3% do PIB, e é isso que estamos mirando. Pode até ser, como foi em alguns anos, um pouco mais do que isso, mas não será menos", disse Paulo Bernardo. O superávit do setor público chegou a R$ 19,8 bilhões em abril de acordo com dados divulgados pelo Banco Central, o segundo melhor desempenho para meses de abril, atrás apenas do resultado de 2008.

Ministro Guido Mantega diz que não há dinheiro sobrando, após anúncio de superávit de R$ 19,8 bilhões

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quinta-feira que o superávit primário (economia do governo para o pagamento dos juros da dívida), que chegou a R$ 19,8 bilhões em abril, não está acima do esperado. O resultado do setor público foi o segundo melhor para meses de abril, atrás apenas do superávit de 2008. "O superávit varia de mês para mês. Cada mês você tem um tipo de arrecadação, então está dentro do esperado, não está acima do que nós estávamos trabalhando", disse ele. Segundo Mantega, o desempenho é apenas suficiente para que o esforço fiscal do governo alcance a meta de superávit para este ano, que é de 3,3% do PIB.

Mantega diz que Lula não pediu estudo sobre aumento a aposentados

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou que o presidente Lula tenha encomendado novos estudos à equipe econômica na tentativa de dar um reajuste de 7,7% aos aposentados que ganham acima de um salário mínimo. Mantega reafirmou que a recomendação continua sendo pelo veto, mas a decisão é do presidente. O ministro lembrou que, mesmo com a recomendação de veto, os técnicos terão que encontrar alternativas para não suspender os 6,14%, acordados com as centrais sindicais e entidades representativas dos aposentados, que já estão sendo pagos desde janeiro. Caso não se encontre uma solução, os aposentados que tiveram esse reajuste correriam o risco de voltar a receber apenas os 3,5% da medida inicial.

Para petista Vaccarezza, "chuta" quem diz saber o que Lula fará sobre aposentados

Aqueles que dizem saber o que o presidente Lula fará a respeito do reajuste aos aposentados estão "chutando", segundo o líder do governo na Câmara dos deputados, o deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP). "Quem falar hoje o que o presidente vai fazer está chutando. Lula não adiantou para ninguém a sua decisão", disse o petista. O presidente terá de decidir se mantém o reajuste de 7,7% para aposentados que ganham acima de um salário mínimo aprovado pela Câmara e pelo Senado, ou se mantém a proposta original do governo, que propunha um índice de 6,14%.

Ator Alexandre Schumacher é preso em flagrante após agredir a mulher no Rio de Janeiro

O ator Alexandre Schumacher, de 35 anos, foi preso em flagrante na última segunda-feira em sua casa, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro, sob acusação de agredir sua mulher. Segundo o delegado Rafael Willis, da 16ª Delegacia de Polícia, Schumacher parecia estar embriagado ao chegar à delegacia. Flávia Renata Albuquerque dos Santos, de 32 anos, mulher do ator, disse que não houve motivo para a briga. Ela relatou à polícia que o marido tomou duas doses de conhaque antes de começar a agressão. Duas doses de conhaque e o cara saiu no tapa em cima dela? Essa moça precisa aprender a contas histórias direitinho. Ela disse ainda que ficou desesperada com a atitude do parceiro: "Foi a primeira vez que ele me agrediu fisicamente. Levei socos e chutes". Um vizinho que presenciou a cena e ouviu os gritos de Flávia Renata Albuquerque dos Santos, e chamou a Polícia Militar. Autuado na Lei Maria da Penha, que prevê pena de três meses a três anos de detenção em casos de violência doméstica, Alexandre Schumacher passou a madrugada de terça-feira preso e foi liberado após pagar fiança de R$ 1.000,00. Este relato é importante para as mulheres de Porto Alegre que são agredidas por seus maridos ou companheiros, muitos deles sujeitos bem posicionados na vida pública. É só alguém se dispor a fazer um plantão na Delegacia da Mulher, no Palácio de Polícia, para ver o que acontece.

Petrobras compra distribuidora de gás paulista por US$ 250 milhões

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira que assinou acordo para adquirir 100% da Gas Brasiliano Distribuidora por cerca de US$ 250 milhões. A distribuidora atua principalmente na região noroeste do Estado de São Paulo, atendendo 375 municípios. O contrato de concessão da Brasiliano começou em 1999, com vigência de 30 anos, com perspectivas de ser prorrogado por mais 20. No ano passado, a distribuidora repassou cerca de 529 mil metros cúbicos de gás por dia para os setores comercial, industrial e residencial da região, além do segmento de transportes.

Estudo afirma que novo coquetel anti-HIV reduz em 92% transmissão do vírus

Pessoas com HIV reduziram o risco de transmitir o vírus da AIDS em 92% enquanto estavam tomando medicamentos antirretrovirais, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira. O estudo fornece a maior evidência de que drogas que tratam a síndrome da imunodeficiência adquirida podem também ser incorporadas em estratégias de luta contra o aumento dos casos de HIV. Em um estudo publicado pelo jornal britânico The Lancet, médicos recrutaram 3.381 casais heterossexuais em sete países africanos. Cada casal era "sorodiscordante", ou seja, com uma pessoa infectada com HIV e outra sem o vírus. Drogas antirretrovirais foram dadas a 349 indivíduos infectados. Os outros que possuíam o vírus receberam um placebo. Os pesquisadores recolheram amostras de sangue do outro parceiro a cada três meses para ver se ele ou ela haviam sido infectados. A pesquisa foi monitorada de perto por um comitê de ética, e incluiu um treinamento em sexo seguro, assim como exames de saúde de rotina. Após 24 meses, 103 pessoas que estavam livres do HIV no início do experimento foram infectadas pelos seus parceiros. Mas apenas uma dessas 103 transmissões foi causada por um parceiro que estava tomando antirretrovirais. No geral, a utilização de antirretrovirais reduziu o risco de infectar outra pessoa em 92%, uma grande queda, que traz à tona o potencial que essas drogas têm de prevenir o HIV, além de apenas tratá-lo, afirmaram os autores.

Estados Unidos avisam que Coréia do Norte deve parar com sua atitude provocadora

Uma alta diplomata americana disse nesta quinta-feira que a Coréia do Norte "deve parar com suas declarações e ações provocadoras" a respeito das tensões com a Coréia do Sul, já que continuar com estes atos "poderia conduzir a uma situação mais grave". "Acredito francamente que a Coréia do Norte deve cessar suas declarações e ações provocadoras e evitar qualquer agressão futura que possa conduzir a uma situação mais grave", disse Susan Rice, embaixadora dos Estados Unidos na ONU. A tensão na península da Coréia aumentou após o naufrágio de um navio de guerra sul-coreano em 26 de março, causado por um torpedo de um submarino norte-coreano.