segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

British Airways usará lixo para produzir combustível de aviação

A companhia aérea British Airways vai construir a primeira fábrica européia destinada a transformar lixo em combustível para aviação. Cerca de meio milhão de toneladas de resíduos serão utilizados anualmente para gerar 72,8 mil metros cúbicos de combustível. A nova planta industrial vai produzir aproximadamente o dobro do combustível necessário para todos os vôos que saem do City Airport, o menor dos aeroportos londrinos. Graças a esse programa de reciclagem, será reduzido o volume de metano produzido pelo lixo, gás contribuinte do efeito estufa mais potente inclusive que o dióxido de carbono. A planta será construída pela companhia norte-americana Solena Group, e a British Airways se comprometeu a comprar todo o combustível que for produzido. A fábrica deve começar a funcionar em aproximadamente quatro anos. As fontes ideais de matéria orgânica da planta são resíduos com alto teor de carbono, que são introduzidos em um gasificador de alta temperatura. O lixo é uma imensa fonte de energia. No Brasil, bilhões de toneladas de lixo são irresponsavemente colocadas em lixões, altamente poluentes, quando esse lixo poderia ser utilizado como matéria prima em centrais de produção de gás e energia elétrica. Assim, o lixo produziria um importante retorno de receita para as prefeituras. Mas, inacreditavelmente, as prefeituras sequer cobram das empresas donas dos aterros sanitários os créditos de carbono a que teriam direito, em uma criminosa entrega de receita pública para empresas privadas.

DEM gaúcho admite coligação com PMDB

Vai acontecer no dia 22 a reunão do DEM do Rio Grande do Sul para definir duas questões: 1) se terá candidatura própria ao governo do Estado ou se fará parte de alguma coligação; 2) escolha da nominata de candidatos a deputados estaduais e federais. O DEM atualmente é uma espécie de "lepra" na política gaúcha, após três de declarações do vice-governador Paulo Afonso Feijó. O partido tem um um grande tempo de televisão, mas está completamente fora do páreo. Não pode nem pensar em coligação com o PSDB no Rio Grande do Sul, partido que hostilizou como se fosse um inimigo. Quanto ao PT, também nem pensar, embora essa coligação fosse possível se construir, já que o DEM atuou em grande sintonia com o petismo e com os satélites do PT nos últimos três anos. Assim, o que sobre é se oferecer para entrar na coligação do candidato do PMDB, José Fogaça, apesar de o vice-governador Paulo Afonso Feijó ter hostilizado ferozmente figuras peemedebistas durante três anos, especialmente o senador Pedro Simon. Sobrou também para o ex-deputado estadual Cezar Busatto, ex-chefe da Casa Civil. Ele dançou do cargo quando Paulo Afonso Feijó divulgou gravação de conversa dos dois, realizada clandestinamente no Palacinho,na qual Busatto dizia que os partidos se financiavam mesmo com o uso da máquina pública. Se ninguém quiser fechar acordo com o DEM, apesar de seus quatro minutos de televisão, sobrará ao partido apenas a opção de lançamento de alguma candidatura inexpressiva.

Adão Paiani vai disputar vaga na Assembléia Legislativa gaúcha

A política parece ter endoidado mesmo. Agora é divulgado que o ex-ouvidor da área de segurança pública gaúcha, advogado Adão Paiani, decidiu disputar uma vaga na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. Sintomaticamente, ele vai concorrer pelo DEM, o partido que mais fez oposição à governadora do Estado, Yeda Crusius (PSDB), apesar de os dois partidos terem concorrido em coligação para o governo (o vice gaúcho, Paulo Afonso Feijó, é do DEM). Apesar disso, o DEM de Paulo Afonso Feijó inspirou e parece ter comandado muitas ações do PSOL, partido linha auxiliar do PT, cuja principal expressão é a deputada federal Luciana Genro (filha do candidato do PT ao governo do Estado, o "Garoto de Ouro" Tarso Genro). Paiani é presidente da Comissão de Direitos Humanos do DEM/RS e membro da Executiva Estadual do partido. Deve ser uma grande ironia do DEM gaúcho, não bem compreendida. Adão Paiani fazia parte do governo de Yeda Crusius, e repentinamente se voltou contra a administração que integrava. E ainda participou de uma nebulosa operação de divulgação de escutas telefônicas em Lajeado. Essa gravações foram obtidas de maneira clandestina e criminosa, dentro de uma conspiração para tentar comprometer o governo de Yeda Crusius. Por causa dessa conspiração, o ex-procurador-geral de Justiça do Estado, Mauro Renner, deixou de ser indicado para um segundo mandato na instituição.

Empresa gaúcha NHT já pode voar para Congonhas

A NHT, empresa gaúcha de aviação comercial do grupo Planalto, de Santa Maria, recebeu autorização para operar no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A empresa opera com aviação regional nos interior de dois Estados, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e está se expandindo.

Mexicana Televisa compra 30% da Nextel México por US$ 1,44 bilhões

A companhia mexicana Televisa, maior grupo de comunicação da América Latina, anunciou na segunda-feira a compra de 30% da empresa de telefonia celular Nextel México da norte-americana NII Holdings. "Dentro dos termos do acordo, a Televisa investirá US$ 1,44 bilhões em dinheiro por uma participação de 30% no capital da Nextel México", afirma o comunicado assinado pelas duas companhias. Com a aquisição, a Televisa poderá ingressar no mercado de telefonia móvel e ofecer no México o primeiro pacote de serviços "quadruple play", que inclui, além do celular, televisão a cabo, internet banda larga e telefonia fixa.

Governo dos Estados Unidos quer financiar construção de primeiro reator nuclear em 30 anos

O presidente Barack Hussein anunciará nesta terça-feira medidas para financiar a construção de dois reatores nucleares nos Estados Unidos. Serão os primeiros reatores nucleares construídos no país nos últimos 30 anos. Barack Hussein, que pretende reduzir a dependência energética dos Estados Unidos e é contra as emissões poluentes, vai se apoiar em uma lei de 2005 que permite que o Departamento de Energia garanta empréstimos para projetos privados que reduzam as emissões de gases causadores do efeito estufa. Cerca de US$ 18,5 bilhões foram designados para este fundo de garantia, que será utilizado pela primeira vez nesta semana para lançar um projeto de central nuclear em Burke, no Estado da Geórgia. Os Estados Unidos reduziram o uso de energia nuclear após um grave acidente ocorrido na central de Three Mile Island, na Pensilvânia, em 1979. Hoje, apenas 20% da energia do país é de origem nuclear.

Cientista aponta falhas de medição que derrubam tese terrorista ambiental do aquecimento global

Um cientista entre os chamados "céticos do aquecimento global" defende que boa parte dos dados que apontam o aumento da temperatura do planeta devem ser ignorados porque milhares de estações de medição espalhadas pelo mundo estão sendo afetadas por condições que distorcem os seus resultados. O meteorologista Anthony Watts afirma em um novo relatório que "os dados sobre a temperatura global estão seriamente comprometidos porque mais de três quartos das 6 mil estações de medição que existiam no passado não estão mais em funcionamento". Watts acrescenta que existe uma "grave propensão a remover estações rurais e de altitudes e latitudes mais altas (que tendem a ser mais frias), levando a um exagero ainda maior e mais sério do aquecimento". O relatório intitulado "Surface Temperature Records - Policy Driven Deception?" ("Os Registros das Temperaturas da Superfície - Mentira com Motivação Política?") foi publicado de forma independente, e não em revistas científicas. Outros pesquisadores apoiam a análise de Watts, incluindo o professor de ciências atmosféricas John Christy, da Universidade do Alabama, que já esteve entre os principais autores do IPCC, o painel da ONU sobre mudanças climáticas. Entre as evidências citadas por Watts para defender sua tese está uma foto que mostra como a estação de medição no aeroporto de Fiumicino, em Roma, está posicionada atrás da pista de decolagem, recebendo os gases aquecidos emitidos pelas aeronaves. Outra estação de medição está instalada dentro de um estacionamento de concreto na cidade de Tucson, no Arizona. Essas são situações que, segundo o cientista, afetam o uso dos solos e a paisagem urbana ao redor da estação, refletindo muito mais as mudanças nas condições locais do que na tendência global da Terra. Na América do Sul, o pesquisador afirma que as estações que medem a temperatura nas altas altitudes deixaram de ser consideradas, levando os cientistas a avaliar a mudança climática nos Andes por meio de uma leitura dos dados na costa do Peru e do Chile e da selva amazônica. Para o pesquisador, estas falhas tornam "inútil" a leitura dessas medições colhidas em solo. Watts sustenta que o monitoramento via satélite é mais exato e deveria ser o único adotado. O debate provocado pelo professor é lenha no fogo da discussão que opõe cientistas para quem o aquecimento global, se existe, é um fenômeno natural (e tem precedentes na história da humanidade) e cientistas para quem o efeito é causado pelo homem e acentuado pelas emissões de gases que causam o efeito estufa. Nos últimos anos, os cientistas que alertam para as causas humanas por trás do aquecimento conseguiram fazer prevalecer sua visão, sobretudo no Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática da ONU, que recebeu inclusive um prêmio Nobel da Paz. Em uma espécie de "contra-ataque dos céticos do aquecimento", o órgão da ONU foi obrigado no início deste ano a admitir que se equivocou em um dado que apontaria para a possibilidade de as geleiras do Himalaia derreterem até 2035. No fim de semana, o cientista por trás deste equívoco, Phil Jones, disse à BBC que seus dados estavam mal organizados, mas que nunca teve intenção de induzir ninguém ao erro. Jones é diretor da Unidade de Pesquisa Climática da Universidade de East Anglia.

Morre Juan Carlos González, uruguaio campeão na Copa de 1950

O ex-jogador uruguaio Juan Carlos González, que defendeu o Peñarol e estava em campo na vitória de seu país sobre o Brasil na final da Copa de 1950, no Maracanã, morreu nesta segunda-feira, aos 85 anos de idade. O site do jornal "El País" não informou a causa da morte. "González foi um dos 11 leões que conseguiram calar todo o Maracanã e o Brasil inteiro. Ele foi um dos responsáveis por uma das façanhas mais memoráveis da história do esporte", disse a publicação. Com a morte de González, apenas Aníbal Paz e Ghiggia, que participaram da Copa do Mundo de 1950, permanecem vivos. Autor do gol da vitória do Uruguai sobre o Brasil por 2 a 1, Ghiggia deixou a marca de seus pés imortalizada na calçada da fama do Maracanã em dezembro.

Fiscais detêm 149 pessoas por urinarem nas ruas durante o Carnaval no Rio de Janeiro

Mais 18 pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira após terem sido flagradas urinando em público, na região da Lapa, centro do Rio de Janeiro. Balanço divulgado pela Secretaria Especial da Ordem Pública mostra que, desde a última sexta-feira, o número de detidos por esse motivo chega a 149. Entre eles, há um italiano, uma mexicana, dois dinamarqueses e um inglês. Todos responderão por ato obsceno e atentado ao pudor. A pena para esses crimes varia de três meses a um ano de prisão, mas pode ser substituída pela prestação de serviços comunitários. Ao serem conduzidos à delegacia, os presos tiveram que assinar um termo de conduta com data marcada para se apresentar ao Juizado Especial Criminal. Desde os primeiros desfiles pré-carnavalescos, a Secretaria Especial da Ordem Pública vem fazendo operações choque de ordem contra o hábito de urinar nas ruas. Para evitar a prática, foram instalados quatro mil banheiros químicos na cidade.

Deputados distritais votarão pedidos de impeachment na quinta-feira para pressionar Arruda

Após 80 dias das denúncias do esquema de corrupção no Governo do Distrito Federal, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa vai colocar em votação na quinta-feira os três pedidos de impeachment do governador afastado José Roberto Arruda (sem partido). Deputados distritais governistas e oposicionistas reconhecem que a votação dos pedidos de afastamento é uma forma de pressionar Arruda a renunciar ao cargo. A mudança de postura dos aliados, que se esforçavam para blindar Arruda até a semana passada quando ele foi preso por decisão do Superior Tribunal de Justiça, é motivada pelo risco do Distrito Federal sofrer intervenção federal. Relator dos pedidos de impeachment na Comissão de Constituição e Justiça, primeira instância a analisar os processos, o deputado Batista das Cooperativas (PRP) anunciou que pretende votar a favor do afastamento. O parecer precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, que é composta por mais três governistas e um oposicionista. Arruda foi avisado na sexta-feira da debandada dos aliados na Câmara local.

Mulher de Arruda sai chorando do prédio da Polícia Federal após visitar o governador

Após uma hora de encontro com seu marido, o governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), Flávia Arruda saiu chorando da Superintendência da Polícia Federal, nesta segunda-feira. Essa foi a terceira visita de Flávia ao governador afastado, que está preso desde quinta-feira por determinação do Superior Tribunal de Justiça, acusado de subornar uma das testemunhas do esquema de corrupção. Flávia levou nesta segunda-feira o almoço do governador. No domingo ela não o visitou. O cunhado do governador foi quem entregou a refeição. Segundo a Polícia Federal, Arruda recebe refeições caseiras porque não há mais carceragem no prédio e, portanto, nenhuma empresa presta serviço. Desde o ano passado, os presos da Polícia Federal são levados para uma área reservada do presídio da Papuda. Lá estão outras cinco pessoas ligadas ao governador e que também são acusadas de participar do suborno do Jornalista Edson dos Santos, o Sombra. Estão presos: o ex-deputado distrital Geraldo Naves (DEM), ex-secretário de Comunicação Wellignton Moraes, o sobrinho do governador, Rodrigo Arantes, o conselheiro do Metrô, Antonio Bento da Silva, e o ex-diretor da CEB (Central Energética de Brasília, Haroaldo Carvalho, Flávia não fala com a imprensa e tenta entrar sem chamar atenção da Polícia Federal. Nesta segunda-feira ela chegou em um carro dirigido por um policial militar e só foi vista ao sair do veiculo para entrar no prédio.

Líderes do DEM avaliam pedir expulsão de Paulo Octavio do partido

O governador interino do Distrito Federal, Paulo Octavio, corre o risco de responder a processo de expulsão no DEM. O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO) avaliam propor o desligamento de Paulo Octavio à Executiva Nacional. O receio dos democratas é que a manutenção de Paulo Octavio nos quadros do partido sirva de munição para adversários nas eleições de outubro e prejudique os candidatos. O governador interino também é investigado por suspeita de participação no esquema de arrecadação e pagamento de propina a aliados no Distrito Federa. Caiado não descarta pedir uma intervenção no diretório do DEM no Distrito Federal. No seu Twitter, Caiado afirmou que não pode dar sustentação ao governo de Paulo Octavio e parabenizou o Superior Tribunal de Justiça por ter determinado a prisão do governador afastado José Roberto Arruda (sem partido) por tentativa de obstruir as investigações do esquema de corrupção.

Estados Unidos advertem Israel para riscos de ataque contra Irã

O chefe do Estado Maior do Exército norte-americano, almirante Michael Mullen, advertiu Israel contra um possível ataque ao Irã, afirmando, que em uma "região imprevisível", como o Oriente Médio, as consequências poderiam ser "indesejáveis". Em um ato sem precedentes, o almirante norte-americano convocou jornalistas israelenses e deu uma entrevista coletiva em Jerusalém pedindo a Israel que exerça "contenção total" enquanto os esforços estiveram concentrados nas tentativas diplomáticas e nas sanções contra o projeto nuclear iraniano. "Se houver um confronto regional em consequência de um ataque ao Irã, todos nós teremos um problema muito, muito, muito grande", disse Mullen: "Estou muito preocupado com as consequências imprevisíveis de um ataque". É a segunda vez que Mullen é enviado a Israel para pedir que o país não ataque o Irã. A primeira visita ocorreu em 2008, durante o governo do ex-presidente americano George W. Bush. O almirante acrescentou que o governo norte-americano tem intenções sérias de decretar sanções "graves" contra o Irã. "Espero que isso não acabe em um confronto. É muito, muito importante, que os esforços diplomáticos sejam explorados de maneira total", acrescentou Mullen. A movimentação diplomática no Oriente Médio diante do avanço do programa nuclear iraniano se intensificou depois que o ditador fascista islâmico Mahmoud Ahmadinejad anunciou que o país já teria alcançado a capacidade de enriquecimento de urânio no nível de 20%. O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, exigiu que a comunidade internacional imponha sanções "paralisantes" para impedir o Irã de obter armamentos nucleares. Ele viajou à Rússia para pedir que o país não venda mísseis antiaéreos do tipo S-300 ao Irã. O chamado mundo ocidental está brincando com Israel, a nação mais ameaçada de destruição, aniquilação e eliminação pelo Irã dos fascistas islâmicos. É uma questão de vida ou morte para Israel impedir que o Irã alcance a bomba atômica. Nem que para isso Israel precise jogar uma ou duas bombas atômicas no Irã.

PT defende jornada de 40 horas semanais para beneficiar campanha eleitoral de Dilma Rousseff

O PT incluiu nas diretrizes do programa de governo preparado para a candidata Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil, a defesa da jornada de trabalho de 40 horas semanais. O plano é um instrumento para fortalecer o "mercado de bens de consumo popular" e o "desenvolvimento econômico no pós-Lula". A inclusão do tema no programa de governo de Dilma Rousseff ainda dependerá de uma pactuação com os demais partidos que integrarão a aliança, mas ela já se mostrou favorável à redução de jornada. Proposto pela Comissão Executiva Nacional do PT, o texto será debatido no 4º Congresso Nacional, de quinta-feira a sábado. Ao contrário dos sindicalistas, simpáticos à idéia, a redução de jornada poderá copmplicar os entendimentos do PT com a classe empresarial, que resiste à mudança. Resiste de mentirinha, porque o empresariado brasileiro está quase todo convertido ao petismo. É algo inédito no mundo inteiro.

Policia Federal aperta cerco contra substituto de Arruda

Investigação da Polícia Federal sobre a corrupção no Governo do Distrito Federal fecha cada vez mais o cerco contra o governador interino, Paulo Octávio (DEM). Ele nega ter sido beneficiado, mas é acusado de receber propina do esquema de corrupção revelado pela Operação Caixa de Pandora, deflagrada em novembro passado pela Polícia Federal, conhecida como polícia política do PT. Entre os indícios de que o cerco está se fechando está o fato de dois aliados de Paulo Octávio terem suas casas devassadas pela Polícia Federal: o ex-policial Marcelo Toledo e o ex-secretário de governo, José Humberto Pires. A Polícia Federal teria apreendido na empresa da qual Pires é sócio parte das notas que tinham sido marcadas para investigar as ramificações do esquema de propina no Distrito Federal. As notas tinham sido marcadas por Durval Barbosa, delator do esquema e que gravou o governador José Roberto Arruda e outros políticos recebendo dinheiro.

Empresas devem investir R$ 11 bilhões no setor de turismo nos próximos quatro anos

O ministro do Turismo, Luiz Barreto, informou no sábado que o setor hoteleiro deverá investir cerca de R$ 11 bilhões nos próximos quatro anos, em função da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Segundo ele, já foram apresentados projetos de construção de 266 hotéis no País. Barreto assistiu aos desfiles das escolas do Grupo Especial no Sambódromo e comemorou os números favoráveis do setor de turismo. "O ano está muito bom, o turismo está ganhando muito, a hotelaria está repleta. Estive em Recife, em Salvador, em São Paulo e se confirma a forte presença do turismo nacional e estrangeiro. O Rio de Janeiro cresceu 10% em relação ao ano passado e a média de ocupação, três dias antes do carnaval, estava em 94% e deve chegar a 100%", disse o ministro. Segundo ele, as altas taxas também servem de alerta para a necessidade da continuidade dos investimentos, sendo que só de créditos públicos estão sendo alocados R$ 2 bilhões.

Brasileiros têm dívida recorde de R$ 555 bilhões

O endividamento das famílias brasileiras atingiu, no fim do ano passado, o montante de R$ 555 bilhões, equivalente a quase 40% da renda anual da população. “O endividamento do consumidor é recorde”, afirma o economista Bráulio Borges, da LCA Consultores. Cada brasileiro deveria entregar quase cinco meses de seus rendimentos (salários e Previdência) para quitar o total da dívida, caso os bancos cobrassem de uma só vez tudo o que têm a receber em cartões de crédito, cheque especial, financiamento de veículos e imóveis, além de outros bens. No ano passado, por causa da crise e consequente aumento do risco no crédito, os bancos aumentaram em 50% suas reservas para cobrir os eventuais calotes de clientes.