domingo, 17 de janeiro de 2010

Sebastian Piñera, candidato de oposição, derrota os esquerdistas no Chile

O candidato governista no segundo turno das eleições e ex-presidente do Chile, Eduardo Frei, reconheceu, neste domingo, a derrota para o adversário político, o empresário Sebastián Piñera. "Quero felicitar Sebastián Piñera. A maioria do país votou nele",disse Frei. Com mais de 60% das urnas apuradas (4,1 milhões de votos), Piñera recebeu 2,1 milhões, o que representa a maioria de 51,87% da votação, comparados com os 48,12% conquistados até agora pelo candidato do governo e ex-presidente Eduardo Frei, com 2,1 milhões de votos. Frei disse ainda que o Chile é "muito melhor" hoje do que o país que a frente de centro-esquerda, Concertación, recebeu em 1990, logo após o regime de Augusto Pinochet. Ele afirmou que continuará "lutando pela igualdade social" como senador. Esta está será a primeira derrota da Concertación em vinte anos e também após quatro governos consecutivos da presidente Michelle Bachelet. A presidente conta com 80% de apoio popular, mas parece não ter conseguido transferir essa aprovação para a votação de seu candidato nas eleições. A vitória de Sebastian Piñera representa uma monumental derrota para o bolivarianismo e para os esquerdistas latino-americanos reunidos no Foro de São Paulo, organizado por Lula.

Exército indentifica corpo de major brasileiro morto no Haiti

O Exército informou neste domingo que foi identificado o corpo do major Francisco Adolfo Vianna Martins Filho, que estava desaparecido desde o terremoto que atingiu o Haiti no dia 12 de janeiro. Segundo o Exército, o major era observador militar da Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti). Com isso, subiu para 15 o número de militares mortos no terremoto no Haiti. Outros três estão desaparecidos. Em nota, o Exército informou ainda que o quadro clínico dos 16 militares que permanecem internados no Hospital Geral de São Paulo é estável e que alguns estão em condições de terem alta hospitalar. "Todos permanecerão internados até o término do período de quarentena, para a realização dos exames complementares previstos para os militares que participam da Minustah", afirma o texto. De acordo com o Exército, a maioria dos militares apresenta lesões sem gravidade, como fraturas e escoriações. Ao todo são 18 brasileiros mortos no Haiti, sendo 14]5 militares integrantes da Minustah, a médica sanitarista e fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, o chefe-adjunto civil da missão de paz da ONU (Organização das Nações Unidas) no Haiti, Luiz Carlos da Costa, e um terceiro civil não identificado. O terremoto aconteceu às 16h53 desta terça-feira (19h53 no horário de Brasília) e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do país. Ainda não há um dado preciso sobre o número de mortos. A Organização Pan-americana de Saúde, ligada à ONU, diz que podem ter morrido cerca de 100 mil pessoas. Já o Cruz Vermelha estima o número de mortos entre 45 mil e 50 mil. Nesta sexta-feira, governo do Haiti afirmou estimar em 140 mil o total de vítimas.

Chávez afirma que irá desapropriar rede de supermercados na Venezuela

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou neste domingo que vai expropriar a rede de supermercados Éxito, de capital colombiano e francês, por sua suposta reincidência em especulação de preços. "Eu ordeno que se abra um expediente visando a um processo de expropriação da rede Éxito", declarou Chávez em seu programa de rádio e televisão. Ele pediu a mudança da vigente lei de proteção ao consumidor para poder concretizar a desapropriação da rede e utilizar suas instalações para a rede estatal de distribuição e venda no varejo Comerso.

Chávez diz que Uribe "baixou as calças" ao assinar acordo militar com os Estados Unidos

O ditador venezuelano, Hugo Chávez, disse neste domingo que seu colega colombiano, Álvaro Uribe, "baixou as calças" ao assinar um acordo militar com os Estados Unidos e responsabilizou o governo de Bogotá de "agravar" a aguda crise bilateral. Segundo o acordo, os Estados Unidos poderão usar pelo menos sete bases militares colombianas. Para Chávez, com a chegada ao poder do presidente norte-americano Barack Hussein, Uribe pensou que perderia a aliança que cultivou com o ex-presidente George W. Bush e "se entregou ao império". "Eu conheço Uribe, conheço sua psicologia após anos de discussões e acho que entrou um pânico de perder o apoio que tinha com Bush e, vamos ser claros, baixou as calças", disse o ditador venezuelano, o clown bolivariano Hugo Chavez.

Dom Cappio declara apoio à pré-candidatura de Plínio pelo PSOL

O bispo da diocese de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, declarou apoio neste domingo à pré-candidatura de Plínio de Arruda Sampaio à Presidência da República pelo PSOL. Cappio ficou conhecido após fazer duas greves de fome, em 2005 e 2007, contra à transposição das águas do rio São Francisco. O nome de Plínio foi lançado no 2º congresso nacional do PSOL, em agosto do ano passado, pelo deputado estadual Raul Marcelo (PSOL-SP). Então fica-se sabendo que o bispo é fechado com os comunistas mais radicais.

ONG diz que 37 mil grávidas aguardam ajuda nas ruas do Haiti

Aproximadamente 37 mil mulheres grávidas que perderam sua casas no terremoto de magnitude 7 que devastou o Haiti na terça-feira aguardam ajuda nas ruas do país, expostas à falta de comida, água potável e atendimento médico, alertou a ONG Care. Em um país onde metade da população tem menos de 18 anos, a situação também é crítica para muitas mães que acabaram de dar à luz e para os próprios recém-nascidos. Na capital Porto Príncipe, cidade que foi devastada pelo tremor, os hospitais que não foram destruídos pelo estão atuando muito além de seu limite e são incapazes de atender aos milhares de feridos que se amontoam em frente às suas portas. A Care alerta que as mulheres grávidas que não estão conseguindo receber assistência médica correm um grave risco de sofrer complicações e de morrer durante o parto.

Iraque condena Ali Químico à morte por ataque contra curdos

A Suprema Corte do Iraque condenou neste domingo Ali Hassan al Majeed, conhecido como Ali Químico, a quarta pena de morte por ter ordenado, em 1988, um ataque com gás venenoso contra curdos. Primo do ex-ditador Saddam Hussein, executado em 2006, Majeed foi apelidado de Ali Químico pelo uso de gás venenoso para matar os curdos. Era ministro de Interior e depois chegou a governador militar de Kuait, quando o país foi invadido por Hussein, em agosto de 1990. Ele foi um dos principais responsáveis pelo massacre de xiitas nas Províncias do sul do país, que deixou mais de 100 mil mortos.

Enterrado em Curitiba o corpo de Zilda Arns

O corpo da médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, chegou às 10h20 de sexta-feira a Curitiba (PR), e seguiu em um caminhão dos bombeiros até o Palácio das Araucárias, sede oficial do governo do Paraná, onde foi velado, e enterrado no sábado, no Cemitério da Água Verde, onde estão enterrados seus familiares. O corpo da médica chegou a Brasília às 3h30 de sexta-feira, em um caixão parafusado, segundo seu sobrinho, o senador Flávio Arns (PSDB-PR), que também integrou a comitiva. Após ser desembarcado, ele seguiu para uma funerária de Brasília para ser preparado para o enterro. Junto no avião também veio a irmã Rosangela Altoé, que trabalhava com Zilda na Pastoral da Criança. Muito abalada e com um ferimento na mão esquerda, ela relatou que estava a cinco metros de Zilda Arns quando houve o desabamento do prédio em que estavam. "Ela já saía do local quando ocorreu o terremoto. Foi por uma questão de minutos que ela não se salvou", disse a irmã. O presidente Lula, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), estiveram presentes no velório. Nascida em 1934, Zilda era representante da CNBB e fundadora também da Pastoral da Pessoa Idosa. Ela também era membro do Conselho Nacional de Saúde e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Ela chegou a ser indicada ao prêmio Nobel da Paz em 2006 e recebeu outros diversos prêmios. Seu trabalho, comandando um imenso voluntariado de católicas, foi responsável pela monumental derrubada dos índices de mortes de crianças por desidratação e desnutrição no primeiro ano de vida. O então ministro da Saúde, José Serra, compreendeu o significado do programa e do trabalho de Zilda Arns, e destinou grandes verbas federais, crescentes, para o trabalho da Pastoral da Criança. O programa se tornou modelo para o mundo inteiro. Mais de 5.000 pessoas compareceram ao velório da médica e sanitarista Zilda Arns. Também estiveram no velório a senadora e ex-ministra Marina Silva (PV); o ex-governador paranaense Jaime Lerner, e a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB). Centenas de milhares de brasileiros devem a sua vida a esta monumental médica e católica praticante, Zilda Arns. Com um instrumental simples ela ensinou como se pode salvar imensidões de vidas.

Hezbollah acusado de traficar drogas para a Europa

O grupo terrorista xiita libanês Hezbollah negou que financie o tráfico de drogas na Europa, como afirma a Promotoria alemã, segundo uma informação publicada pelo semanário alemão Der Spiegel. Conforme a publicação, a Promotoria alemã vinculou o grupo xiita libanês terrorista ao tráfico de cocaína na Europa. A investigação começou em maio de 2008, depois da polícia do aeroporto de Frankfurt encontrar na bagagem de quatro libaneses 8,7 milhões de euros em dinheiro.

Cônsul do Haiti em São Paulo mostra sua face racista e preconceituosa

O embaixador do Haiti no Brasil, Idalbert Pierre-Jean, disse que o cônsul geral do país em São Paulo, George Samuel Antoine, pedirá desculpas por ter dito que o terremoto que devastou a capital Porto Príncipe "foi boa". Antoine, porém, não sofrerá "sanções" devido à atual situação. Em reportagem exibida na última quinta-feira no "SBT Brasil", o cônsul afirmou que a tragédia no Haiti está tendo bons resultados porque traz visibilidade ao país e atribui a culpa do terremoto à religião. Antoine deu as declarações à repórter Elaine Cortez sem saber que estava sendo gravado. "A desgraça de lá está sendo uma boa pra gente aqui, fica conhecido. Acho que de, tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo... O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano lá tá fodido", disse o cônsul na reportagem. Naturalmente, em uma país de imensa maioria de negros, o consul é um branquelo insensível.

Manuel Zelaya anuncia no dia 27 se pede asilo ou fica em Honduras

O presidente deposto hondurenho, o golpista Manuel Zelaya, anunciará no próximo dia 27, dia da posse do presidente eleito, Porfirio Lobo, se pedirá asilo no Exterior ou se ficará em Honduras. O golpista Zelaya está abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa desde o dia 21 de setembro do ano passado. Zelaya também "comemora" a decisão do presidente da Costa Rica, Óscar Árias, de não vir à posse de Lobo, do opositor Partido Nacional. Arias anunciou nesta semana que não vai comparecer à posse de Lobo porque este mostrou "fraqueza" ao não conseguir forçar a saída do presidente Roberto Micheletti, antes de sua posse.

Encontrado corpo do brasileiro Luiz Carlos da Costa

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, confirmou no sábado a morte do vice-representante do organismo no Haiti, Luiz Carlos da Costa, e do chefe da Missão de Estabilização da ONU no Haiti (Minustah), o diplomata tunisiano Hédi Annabi, em consequência do terremoto da última terça-feira. ''Sinto-me profundamente entristecido ao confirmar a trágica morte do meu enviado especial ao Haiti, Hédi Annabi. Seu adjunto, Luiz Carlos da Costa, e o chefe interino da Polícia, o canadense Doug Coates, também morreram", disse Ban em comunicado. O corpo de Costa, de 60 anos, foi encontrado nos escombros do Hotel Christopher, em Porto Príncipe, capital do Haiti. Luiz era o mais alto funcionário civil da ONU de nacionalidade brasileira no país.

Operação Golfinho ultrapassa marca de mil prisões

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul, superou a marca de mil prisões desde o início da Operação Golfinho nesta temporada. Das 1.002 pessoas presas, 44 eram foragidas da Justiça. Segundo os dados divulgados na última sexta-feira, também foram recuperados 54 veículos roubados ou furtados, recolhidas 16 armas e apreeendidos 4,8 quilos de maconha. No que se refere ao número de salvamentos no Litoral Norte, a operação contabiliza até agora 933 resgates no mar, sendo 224 em Capão da Canoa, 118 em Cidreira e 98 em Torres.

Calote no FGTS atingiu quase R$ 11 bilhões em 2009

O calote das empresas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do trabalhador brasileiro atingiu R$ 10,981 bilhões no fim de 2009. Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra o fundo, o valor das dívidas classificadas em balanço como "a recuperar" cresceu R$ 1,243 bilhão em relação ao estoque verificado em 31 de dezembro de 2008, de R$ 9,738 bilhões. Desse total, R$ 659,859 milhões referem-se a notificações de cobrança administrativa, enquanto outros R$ 868,730 milhões são débitos inscritos em dívida ativa. A maior parcela da dívida, no valor de R$ 9,453 bilhões, encontra-se em fase de cobrança judicial. Os dados da Caixa mostram ainda que o montante das dívidas classificadas como "em recuperação", cujo pagamento foi parcelado, somava R$ 2,973 bilhões em 31 de dezembro do ano passado. No fim de 2008, o valor era maior, de R$ 3 bilhões.

Praça abriga quase 50 mil desabrigados em Porto Príncipe

Dezenas de milhares de pessoas desabrigadas pelo terremoto de terça-feira no Haiti vivem agora nas ruas e em acampamentos improvisados que cobrem quase cada centímetro dos espaços públicos abertos em Porto Príncipe, segundo membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Só na praça Champ de Mars estão instaladas 50 mil pessoas. No total, há cerca de 40 pontos na cidade nos quais a população está acampada.

Haiti planeja evacuações em massa

O governo haitiano planeja realizar evacuações em massa para prevenir possíveis epidemias. O ministro do Interior do Haiti, Antoine Bien-Aimé, disse que esta seria uma das melhores soluções diante das quase 600 mil pessoas sem teto na capital Porto Príncipe. "Em muitos casos vamos ter que deslocar a população. Planejamos construir acampamentos provisórios para receber as vítimas e evitar as epidemias", afirmou Antoine Bien-Aimé. A Organização Internacional para as Migrações entregou uma grande quantidade de barracas para os desabrigados, mas o governo ainda não começou a distribuí-las por não ter decidido se é melhor dar as tendas ou deslocá-los em massa.

Corpo de Flávio Sabbadini enterrado no sábado

Foi enterrado no sábado o corpo do presidente do Sistema Fecomércio do Rio Grande do Sul, Flávio Sabbadini, de 61 anos, no cemitério Jardim da Paz, em Porto Alegre. Ele lutava contra um câncer há cerca de um ano. Desde segunda-feira passada estava internado no Hospital Santa Rita, na capital gaúcha. O terceiro mandato à frente do Fecomércio (que reúne Sesc e Senac) terminaria em julho.

Saques no Haiti se tornam violentos

Porto Príncipe, capital do Haiti, começou a vivenciar as primeiras demonstrações de violência no sábado, com saques cada vez mais frequentes diante da escassez de água e alimentos após o terremoto que devastou o país, na terça-feira. Com a dificuldade logística para entregar a ajuda humanitária aos atingidos pelo terremoto, eles estão elevando os saques e, agora, há demonstrações de violência. Para membros da ONU no Haiti, a violência aumentará caso a ajuda humanitária não chegue logo nas mãos dos moradores de Porto Príncipe.

Venezuela captura um dos traficantes mais procurados pelos Estados Unidos

A polícia da Venezuela capturou na sexta-feira o colombiano Salomon Camacho Mora, um dos narcotraficantes mais procurados pela Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA). De acordo com uma nota divulgada pela Agência Bolivariana de Notícias, Camacho foi detido na cidade de Valencia, região norte, por agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) e do Escritório Nacional Antidrogas (ONA). Nos Estados Unidos, Camacho Mora é acusado de conspiração para distribuição de cocaína e lavagem de dinheiro. O Departamento de Defesa norte-americano oferecia uma recompensa de US$ 5 milhões para quem fornecesse informações que levassem à prisão ou condenação do colombiano.

Unimed de Florianópolis é condenada por negar remédio em quimioterapia

A Unimed de Florianópolis foi condenada a pagar R$ 15 mil de indenização por danos morais a uma usuária na sexta-feira por não ter fornecido um medicamento auxiliar de quimioterapia. Segundo o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Iracema Antunes Batista havia firmado contrato de prestação de serviços médico-hospitalares com a Unimed em 2001. Durante um tratamento de câncer no ovário, ela precisou do remédio Granulokine, que ameniza os efeitos agressivos da quimioterapia, mas a empresa negou o pedido sob argumento de que o plano não cobria esse tipo de serviço. Ela entrou com ação na Justiça e conseguiu o medicamento, mas a decisão da primeira instância negou o pedido de indenização por danos morais. A paciente recorreu da decisão e a 1ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça fixou o valor da indenização.

Material encontrado pela Polícia Federal durante operação reforça versão de ex-secretário de Arruda

Papéis encontrados pela Polícia Federal na casa e gabinete de Domingos Lamoglia, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Distrito Federal, reforçaram denúncias do ex-secretário das Relações Institucionais do Distrito Federal, o delator Durval Barbosa, e complicaram a situação do governador José Roberto Arruda. Até outubro passado, Lamoglia era um dos mais próximos assessores de Arruda, com o cargo de chefe de gabinete e o privilégio de ter acesso ao escritório da residência oficial do governador. Durante a operação de busca e apreensão, feita pela Polícia Federal em 27 de novembro, foram apreendidos um livro-caixa, agendas e papéis com nomes e iniciais de políticos relacionados a números. Para a Polícia Federal, esses números se referem a valores da propina. Em uma agenda de 2009, na data de 24 de agosto, os registros de possíveis pagamentos foram separados em dois grupos: pessoal e política. Entre os pessoais, aparece a anotação "Severo=450". Para a Polícia Federal, esta é uma referência a Severo de Araújo Dias, dono do haras Sparta. A polícia acredita que ele é um laranja de Arruda, verdadeiro proprietário do haras. Em um depoimento, em dezembro, Durval Barbosa afirmou que o haras foi comprado pelo governador como um presente para sua mulher, Flávia Arruda.

Sobreviventes são localizados em supermercado que desabou no Haiti

Equipes de socorro da Turquia e dos Estados Unidos resgataram no sábado sobreviventes soterrados em prédio desabado onde funcionava um supermercado, em Porto Príncipe, Haiti. As equipes podiam ouvir dois grupos distintos de pessoas sob as pilhas de escombros do Caribe Market, de cinco andares, que ruiu completamente, soterrando dezenas de pessoas que faziam compras na hora em que a região foi abalada pelo tremor de 7.0 de magnitude. Os membros das equipes conversavam com uma garota de 17 anos chamada Ariel e um menino que está com ela, que disseram estar sem ferimentos, mas com sede.

Estados Unidos recebem críticas por controle do aeroporto de Porto Príncipe

Os militares norte-americanos a cargo das operações do aeroporto de Porto Príncipe foram questionados por outros países e entidades devido à falhas na coordenação. Desde que os norte-americanos assumiram o controle do aeroporto, na quinta-feira, diversos aviões foram impedidos de pousar na cidade, o que gerou a irritação. No sábado, a França protestou oficialmente porque seu avião-hospital foi impedido de aterrisar. O Brasil também já questionou os norte-americanos sobre o problema.

Jobim diz que Brasil vai ficar ao menos mais cinco anos no Haiti

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, informou no sábado que o Brasil deverá ficar por ao menos mais cinco anos no Haiti, já que os brasileiros deverão colaborar com a reconstrução do país caribenho após o terremoto que o devastou na terça-feira. Segundo Jobim, é certo que o Brasil permanecerá mesmo após terminar o período pelo qual o país se comprometeu a compor a Minustah (Missão de Paz da ONU no Haiti), que se encerra em 2011. "Não vejo menos de cinco anos de extensão da permanência das tropas, tem que se reconstruir o país", disse o ministro durante visita ao Ciop (Centro de Instrução de Operações de Paz) da Vila Militar, na zona Oeste do Rio de Janeiro, onde se encontrou com militares que estão em treinamento para poderem embarcar para o Haiti.

Barack Hussein pede a Bush e Clinton que criem fundo para vítimas do Haiti

O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou no sábado, ao lado dos seus antecessores George W. Bush e Bill Clinton, a criação de um site para receber doações em dinheiro dos norte-americanos para as vítimas do terremoto de magnitude 7 que devastou o Haiti na terça-feira. A pedido de Barack Hussein, o democrata Clinton e o republicano Bush vão liderar uma campanha nacional para arrecadar dinheiro de cidadãos, organizações e empresas para as vítimas do terremoto que devastou ao menos quatro cidades do país.

Médico haitiano mantém mais de 100 feridos em sua casa

O médico haitiano Claude Surena, de 59 anos, transformou sua casa de dois andares em uma colina perto do centro de Porto Príncipe em um hospital de campanha onde estão mais de 100 vítimas do terremoto. Os pacientes são tratados no pátio da casa, também danificada pelo terremoto que atingiu o Haiti na terça-feira, enquanto milhares de outras pessoas estão no chão das ruas sob sol aguardando atenção de um médico. "Tenho que agradecer quem me trouxe aqui", diz Steve Julien, que afirma lembrar apenas de quando membros da equipe de resgate chamavam por seu nome. Quando acordou, já estava na casa de médico pediatra Surena.

Brasileiros improvisam embaixada no Haiti

Com o prédio da Embaixada do Brasil no Haiti condenado e a cidade sem água e luz, nove funcionários passaram a dormir e a tentar trabalhar na Casa de Cultura Brasileira. Ali, eles são vigiados durante todo o tempo por 13 fuzileiros navais, que se revezam e têm um lugar próprio para descansar, a Casa Naval. Nenhuma casa dos diplomatas e funcionários da Chancelaria foi destruída, mas faltam água, luz, telefone e gás.

Terremoto provoca fuga em massa de Porto Príncipe

Milhares de desabrigados pelo terremoto fogem da capital Porto Príncipe. Cansados de dormir na rua, com medo de que a terra volte a tremer ou de tentativas de roubo do pouco que restou, várias famílias decidiram recorrer a parentes que vivem em outras províncias menos afetadas pelo tremor. "As ruas cheiram à morte, não temos nenhum tipo de ajuda e nossas crianças não podem viver como animais", afirma a mãe de família. A família Saint Fils pagou 400 gourdes, o que equivalente a R$ 17,00 por cada passagem, apesar do preço normal ser apenas metade.

Em hospital improvisado no Haiti, amputação é sem anestesia

O atendimento médico continua caótico em Porto Príncipe. No Hospital Universitário, um dos poucos que não desabaram, há amputações sem anestesia e cadáveres abandonados. Falta energia, e os corredores, salas e pátios estão superlotados. "São as piores condições sanitárias que já vi", diz o médico anestesista espanhol Alberto Lafuente, com a experiência de seis missões de emergência em países como Paquistão e Afeganistão: "Não há recursos, já é um país pobre por si. É como começar do zero". O aumento da capacidade médica é uma das maiores prioridades em Porto Príncipe, que perdeu oito hospitais com o terremoto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Estima-se que dezenas de médicos e outros profissionais da saúde tenham morrido trabalhando. Bélgica e Cuba estão entre os países que já instalaram unidades de atendimento no país.

ONU diz que tremor destruiu quatro cidades do Haiti e número de mortos pode chegar a 140 mil

Equipes de emergência da ONU visitaram as cidades ao oeste da capital haitiana, Porto Príncipe, para avaliar a extensão dos danos causados pelo terremoto de magnitude 7 que devastou o país na terça-feira. Segundo a organização, além de Porto Príncipe, as cidades de Gressier, Carrefour e Leogane também foram devastadas pelo tremor. A destruição chega a 90%. Na sexta-feira, governo do Haiti afirmou estimar em 140 mil o total de vítimas, pouco depois de anunciar que enterrou 50 mil corpos em valas comuns. Até o momento, acreditava-se que Porto Príncipe era a cidade mais afetada pelo tremor. Grande parte dos esforços de busca por sobreviventes, atendimento a feridos e ajuda humanitária foram focados na capital.

Sandra Bullock doa US$ 1 milhão para ajudar vítimas de terremoto

A atriz Sandra Bullock doou US$ 1 milhão para ajudar as vítimas do terremoto que atingiu o Haiti na última terça-feira. A doação da atriz foi direcionada à organização Médicos Sem Fronteiras, que atua em Porto Príncipe. "Quero que minha ajuda seja utilizada imediatamente para suprir as necessidades das pessoas que foram atingidas por essa catástrofe", disse a atriz em um comunicado. A cantora Madonna foi outra celebridade que anunciou doação, no valor de US$ 250 mil. A quantia foi repassada à entidade Partners In Health.

Justiça condena Durval Barbosa a devolver R$ 9 milhões aos cofres do Distrito Federal

A Justiça condenou o ex-secretário do Distrito Federal, o delator Durval Barbosa, a devolver R$ R$ 9.282.637,53 aos cofres do governo local. Ele também foi condenado à suspensão, por oito anos, dos direitos políticos e à perda da função pública. A decisão é resultado da ação civil pública por ato de improbidade administrativa praticado em 2004, quando Durval era o presidente da Codeplan (Companhia do Desenvolvimento do Planalto Central), órgão do governo do Distrito Federal. Durval Barbosa é o delator do esquema de corrupção no governo do Distrito Federal. Segundo o ex-secretário, o governador lidera um esquema de arrecadação e distribuição de propina entre aliados na Câmara Legislativa.

Paraguai compra armas da Colômbia para combater guerrilheiros

O governo do Paraguai anunciou a chegada na sexta-feira de 450 fuzis de origem israelense comprados da Colômbia. As armas serão usadas por forças oficiais para combater o EPP (Exército Popular Paraguaio), que atua no norte do país. Os equipamentos foram enviados em caráter de urgência e deverão estar à disposição dos militares a partir de fevereiro, com o cumprimento de alguns trâmites burocráticos, disse o ministro do Interior, Rafael Filizzola. Durante a semana, Filizzola já havia declarado que o "governo não vai descansar até que o último integrante do EPP seja capturado". De acordo com a imprensa local, o armamento deve ser utilizado nas operações "Triângulo" e "Sombra", realizadas na região norte do país, em especial nos departamentos de San Pedro e Concepción. O grupo armado mantém refém há mais de três meses o fazendeiro Fidel Zavala. Esse grupo é terrorista e narcotraficante.

Nasa mobiliza satélites para ajudar no socorro ao Haiti

A Nasa ativou na sexta-feira satélites, instrumentos espaciais e outros recursos científicos para determinar a extensão dos estragos no Haiti e ajudar na assistência ao país caribenho, devastado por um terremoto na terça-feira. Em nota, a agência espacial norte-americana informou que pôs em funcionamento dois de seus instrumentos espaciais de alta resolução. Ambos vão examinar toda a região do terremoto. De acordo com a Nasa, as imagens de antes e depois do terremoto poderão ser usadas para determinar os danos e o que será necessário para reconstruir o país. A nota da agência diz que um de seus instrumentos captou imagens do Haiti na quinta-feira. Os dados estão sendo analisados e comparados com registros feitos antes do tremor.

Senado cria comissão para apurar vazamento de dados sobre rescisões superfaturadas

O diretor-geral do Senado Federal, o inefável Haroldo Tajra, criou na sexta-feira uma sindicância para identificar servidores que repassaram informações a jornalistas sobre as rescisões trabalhistas superfaturadas realizadas pela Casa. A decisão foi interpretada por servidores da Casa como "intimidação" e "caça às bruxas", já que o processo é público e não tem nenhum tipo de segredo de Justiça. Tajra designou seis policiais legislativos para apurar o caso em 90 dias. Desde o ano passado, diversos veículos de imprensa vem revelando uma série de desvios administrativos no Senado, como pagamento de horas-extras no recesso e uso de atos secretos, entre outros. Na última quinta-feira, o jornal Folha de S. Paulo publicou que 128 funcionários comissionados receberam rescisões trabalhistas superfaturadas, entre 2004 e 2008. Na lista de beneficiados está a filha do senador Romero Jucá (PMDB-RR), Marina de Holanda Menezes Jucá, que recebeu R$ 2.302,00 a mais do que deveria.

Aviões com ajuda humanitária fazem fila para aterrissar no Haiti

O tráfego aéreo está totalmente restabelecido em Porto Príncipe, mas só para vôos humanitários e de jornalistas, e é tão grande a frequência de chegada que muitas aeronaves têm de fazer fila. Desde quinta-feira à noite um avião não comercial chega a cada 15 minutos, e muitos esperam dando voltas no céu antes de conseguir permissão de pouso, como contou o diretor de Aviação Civil haitiana, Pierre Jean Lemerque. Alguns aviões acabam sendo desviados para o aeroporto de Santo Domingo, na vizinha República Dominicana, até que exista espaço para aterrissar no Haiti. Pelo fato da torre de controle ter sido gravemente danificada pelo terremoto, o tráfego aéreo é regulado por um grupo de militares norte-americanos que colocaram equipes em um extremo da pista em coordenação com um centro de controle local.

Porta-aviões norte-americano chega ao Haiti com socorro para as vítimas

O porta-aviões norte-americano "Carl Vinson" chegou na sexta-feira a Porto Príncipe. O navio possui um hospital e capacidade para produzir água potável em grande quantidade, representando um grande reforço às equipes de socorro que trabalham na capital do Haiti. O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas norte-americanas, almirante Mike Mullen, disse na sexta-feira, em Washington, que a prioridade é distribuir água e alimentos o mais rapidamente possível. Segundo ele, isso pode evitar que a segurança entre em colapso e haja um surto de violência devido ao desespero do povo. O "Carl Vinson" chegou ao Haiti com mil soldados e 19 helicópteros a bordo. Também é equipado com 51 camas de hospital, três salas de operações e uma central capaz de produzir centenas de milhares de litros de água potável por dia. Segundo o site da Rádio Metrópole, a falta de água potável em Porto Príncipe depois do grande terremoto de terça-feira é catastrófica. A emissora também ressaltou que a oferta de água aumentará com a chegada de aproximadamente 20 toneladas de material purificador enviadas da França pela ONG Ação contra a Fome.

Conselho do MEC recomenda entrada no primeiro ano de crianças com seis anos

Em resolução publicada na sexta-feira no Diário Oficial da União, o Conselho Nacional de Educação determinou que 31 de março é a data limite para que as crianças que vão entrar no 1º ano do ensino fundamental completem seis anos. A resolução, assinada pelo presidente da Câmara de Educação Básica do CNE, Cesar Callegari, define as regras para a implantação do ensino fundamental de nove anos no país. Cabe aos sistemas de ensino definirem providências complementares de adequação em relação aos alunos matriculadas no ensino de oito anos. Agora, as crianças que completarem seis anos após 31 de março devem ser mantidas na pré-escola, mas as escolas que já matricularam essas crianças no ensino fundamental devem, "em caráter excepcional, dar prosseguimento ao percurso educacional dessas crianças, adotando medidas especiais de acompanhamento e avaliação do seu desenvolvimento global". Já as crianças com cinco anos que cursaram por mais de dois anos a pré-escola, poderão ser matriculadas no ensino fundamental, apenas neste ano. A intenção do Ministério da Educação é transformar a data limite em projeto de lei a ser encaminhado ao Congresso Nacional, para padronizar a entrada das crianças no fundamental, uma vez que Estados e municípios têm adotado lógicas diferentes. O que o Conselho Nacional de Educação precisa aprovar é a autorização para que pais possam cuidar em casa eles próprios da educação de seus filhos. Assim, pais poderiam se associar contratando professores. Os alunos seriam submetidos periodicamente a provas de avaliação. Aí, sim, mudaria a qualidade da educação no Brasil.

Governo cubano confirma 26 mortes em hospital por causa do frio

O governo cubano confirmou a morte de 26 pacientes de um hospital psiquiátrico de Havana na semana passada por causa das baixas temperaturas na ilha. Na última quinta-feira, um grupo de direitos humanos, integrado por opositores do governo, dissera que 24 pacientes do hospital haviam morrido de frio. Em nota oficial, lida na emissora de televisão estatal, o Ministério da Saúde Pública disse que identificou deficiências no hospital. As autoridades afirmaram que abriram uma investigação e os responsáveis "serão submetidos aos tribunais". O texto atribuiu as mortes às temperaturas de até 3,6ºC, raras em Cuba, além de fatores de risco nos pacientes, como doenças respiratórias. Elizardo Sánchez, porta-voz da Comissão Cubana de Direitos Humanos, grupo que fez a denúncia, disse que faltavam cobertores, janelas e portas no hospital. Esse é o socialismo que o PT e seus satélites, entre eles a CNBB, querem para o Brasil. Um socialismo assassino, genocidade de gays e doentes mentais, além de opositores políticos.

ONU diz que 36 de seus funcionários morreram no Haiti e 330 estão desaparecidos

A ONU elevou de 36 para 37 o número de mortos entre seu pessoal civil e militar no grande terremoto de terça-feira no Haiti e informou que 330 de seus funcionários e colaboradores estão desaparecidos. A informação foi divulgada nesta sexta-feira em Nova York pelo porta-voz da organização, Martin Nesirky. Ele não soube dizer se os números se referiam a trabalhadores locais ou estrangeiros. A missão de paz da ONU no Haiti, a Minustah, tem 12 mil pessoas em operação no país.

CNBB mantém críticas a plano de direitos humanos do governo bolivariano do PT

A decisão do presidente Lula de modificar o Programa Nacional de Direitos Humanos para agradar a área militar do governo não foi suficiente para por fim à polêmica sobre o texto. Em nota oficial divulgada na sexta-feira, a CNBB afirma que mantém sua posição contra alguns pontos do programa, especialmente no que diz respeito à descriminalização do aborto e ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. "A CNBB tem, ao longo de sua história, se manifestado sobre vários temas contidos no atual Programa Nacional de Direitos Humanos. Nele há elementos de consenso que podem e devem ser implementados imediatamente. Entretanto, ele contém elementos de dissenso que requerem tempo para o exercício do diálogo, sem o qual não se construirá a sonhada democracia participativa, onde os direitos sejam respeitados e os deveres observados", diz a nota. "Democracia participativa" sonhada pela CNBB? O que é isso, ditadura totalitária comunista? A CNBB afirma ainda que mantém sua posição "em defesa da vida e da família, e contrária à descriminalização do aborto, ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e o direito de adoção de crianças por casais homoafetivos". Para a CNBB é assim, só é contra aqueles aspectos que a Igreja Católica não poderia mesmo aceitar, mas quanto a censura da imprensa, liquidação da propriedade privada, extinção da economia de mercado, restrição da liberdade, contenção de direitos constitucionais de apelo à Justiça, quanto a isso a Igreja Católica não vê maiores problemas. A CNBB não consegue esconder o seu viés petista e autoritário. A CNBB gostaria de uma boa ditadura comunista.

Cruz Vermelha informa que 70% dos prédios de Porto Príncipe foram destruídos

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha informou na sexta-feira que cerca de 70% dos edifícios de Porto Príncipe foram destruídos no terremoto que abalou o Haiti na última terça-feira. Em um comunicado divulgado em Genebra, a organização afirmou que pelo menos 15 áreas da capital haitiana foram muito atingidas pelo sismo e pelos tremores menores, que continuam a afetar a região e aumentam ainda mais a ansiedade no país. O Comitê da Cruz Vermelha inspecionou também várias prisões da capital, locais onde seus representantes visitavam os detentos regularmente para monitorar as condições de vida e tratamento antes do terremoto. De acordo com a organização, o presídio central da capital foi completamente destruído no tremor, o que significa que até 4 mil prisioneiros escaparam. A avaliação da Cruz Vermelha sobre os hospitais públicos e privados da capital mostrou que a maioria deles está operando no limite, sem o número necessário de médicos e enfermeiros para lidar com o número crescente de feridos. A Cruz Vermelha também apurou que a maioria dos hospitais também está lotada e não poderia mais aceitar novos pacientes. O comunicado do Comitê Internacional da Cruz Vermelha afirma ainda que os hospitais haitianos também foram atingidos pelo problema da falta de água. Autoridades locais relataram que muitas estações de bombeamento e outras estruturas para o abastecimento não estão funcionando devido à falta de funcionários e do combustível necessário para que os geradores funcionem, já que não há fornecimento regular de energia. Além disso, parte da tubulação que leva a água aos hospitais também pode ter sido danificada no tremor. Cerca de 300 mil pessoas ficaram desabrigadas devido ao terremoto, segundo informações da ONU. A organização afirma que uma em cada dez casas da capital, Porto Príncipe, foi destruída pelo terremoto de magnitude 7.

Professores petistas da rede pública paulista fazem protesto ridículo contra governo Serra

Professores ligados ao sindicato petista Apeoesp (sindicato dos professores da rede estadual de São Paulo, uma réplica do imensamente ridículo e criminoso Cpers gaúcho) realizaram uma manifestação na tarde de sexta-feira no centro de São Paulo. O que eles queriam que pudesse beneficiar a educação pública paulista? Ora, os criminosos professores petista pediam a anulação da prova feita para distribuir as vagas dos professores temporários. O protesto foi feito em frente à Secretaria da Educação, na praça da República, região central de São Paulo. Sabe quantos milhares de professores petistas compareceram ao protesto em São Paulo, cidade de 12 milhões de habitantes? Pois apenas 800, os petistas não conseguiram reunir nem 1.000 professores e apaniguados do PT. E, para colocar esses 800 na Praça da República, eles tiveram que catar gente por todo lado, alugando ônibus para arrebanhar quem estivesse disposto a protestar por motivo tão criminoso. Em nota, o sindicato petista afirmou já ter ingressado com ação na Justiça para anular a prova, "em função de uma série de problemas registrados em todo o Estado, o que prejudicou milhares de professores, pela grande extensão da bibliografia exigida e pelo exíguo tempo que os professores tiveram para se preparar". Viram bem o motivo? Por causa da "extensa bibliografia e conteúdo exigidos". Ou seja, os petistas querem professores analfabetos e incapazes para a rede pública paulista, eles são contra a capacitação e qualificação dos professores, querem só massa de manobra para seus interesses político-ideológicos.