terça-feira, 26 de maio de 2009

CNJ afasta preventivamente o corregedor-geral de Justiça do Amazonas

O Conselho Nacional de Justiça aprovou nesta terça-feira o afastamento preventivo do corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Jovaldo dos Santos Aguiar, suspeito de violar os "deveres funcionais" da magistratura. Ele ficará afastado até a conclusão do Procedimento de Controle Administrativo que será instaurado contra ele no Conselho Nacional de Justiça. A decisão foi unânime dos conselheiros, que acataram a recomendação do corregedor Nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp. "Há indícios de graves violações dos deveres funcionais do magistrado", disse o ministro em seu voto. Desde a criação do Conselho Nacional de Justiça, em 2005, esta foi a primeira vez que um corregedor de Justiça, responsável por apurar irregularidades contra magistrados e instaurar processos disciplinares, é alvo de um processo disciplinar. Segundo inspeção feita pela Corregedoria Nacional de Justiça no Poder Judiciário do Amazonas, 16 dos 39 procedimentos disciplinares contra juízes e desembargadores estavam "indevidamente paralisados" na mesa de Aguiar desde julho de 2008. A corregedoria constatou outras irregularidades, como abuso de poder, desvio de poder com objetivo de favorecer partes, uso de laranjas e violação da imparcialidade.

Reunião entre Lula e Chávez termina sem acordo sobre refinaria em Pernambuco

O presidente Lula e o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, não chegaram a acordo sobre a parceria entre a Petrobras e a petrolífera venezuelana PDVSA na Refinaria Abreu e Lima, no Porto de Suape, em Pernambuco. Os dois se encontraram nesta terça-feira em Salvador (BA). A decisão de como será a parceria foi adiada por mais 90 dias. As dificuldades para chegar a um acordo definitivo foram discutidas em uma reunião a portas fechadas, mas o conteúdo vazou a jornalistas porque um microfone foi deixado ligado no local. Um dos pontos de discórdia é o preço a ser pago pela Venezuela pelo petróleo extraído do local; o outro são os altos custos de investimento e, o terceiro, a forma que será feita a comercialização dos produtos A Venezuela quer comercializar no Brasil, mas isso seria prerrogativa da Petrobras. Por enquanto, está acordado que a Petrobras terá 60% de participação na refinaria, e PDVSA ficará com 40%, e que ambas dividirão proporcionalmente os investimentos de US$ 4,5 bilhões necessários ao projeto. Até agora, porém, só o governo brasileiro investiu na obra.

Vice José Alencar vai se submeter a tratamento experimental contra o câncer

O oncologista Paulo Hoff disse que o vice-presidente José Alencar irá para o M.D. Anderson, em Houston (Estados Unidos), para tentar se qualificar para um tratamento experimental contra o câncer. Hoff acompanha o tratamento de José Alencar no Brasil. Segundo Hoff, o tratamento é feito com dois medicamentos que estão em fase de testes. Hoff disse que os remédios são tão novos que nem nome têm, mas que vêm mostrando mais eficiência no tratamento contra o sarcoma, tipo de câncer do vice-presidente, do que as drogas usuais. "Não são quimioterapias. São drogas que atuam na causa do sarcoma em si, na célula que provocou a formação do tumor, e não na célula cancerosa", informou o oncologista. Hoff afirmou que o objetivo principal do tratamento é controlar a doença. Hoff disse ainda que o tratamento tem poucos efeitos colaterais e que uma nova cirurgia para remoção dos tumores está descartada. Ao deixar o hospital Sírio-Libanês hoje, Alencar brincou com a volta do câncer. "É um tumor bravo. Sou da roça e estou acostumado a montar em cavalo bravo." José Alencar pediu desculpas pela demora para conversar com os jornalistas na porta do hospital, disse que foi motivada pelo soro e afirmou que não dava para controlar a velocidade das "gotinhas". O vice-presidente voltou a pedir que rezassem por ele. O vice-presidente luta contra um câncer na região do abdome. No começo do mês, exames mostraram o retorno de tumores malignos (sarcoma) no abdome de José Alencar. Há anos José Alencar enfrenta o câncer. Ele descobriu os primeiros tumores em 1997. O rim direito e dois terços do estômago foram retirados. Cinco anos depois, foi removido um tumor na próstata. Em julho de 2006, um tumor maligno apareceu no abdome. Apesar de removido, o foco reapareceu quatro meses depois. Em 2007, o vice-presidente foi operado outra vez. Um ano depois, o sarcoma voltou.

Estrangeiros já deixaram quase R$ 10 bilhões na Bovespa

O saldo de investimentos estrangeiros na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) atingiu a casa dos R$ 9,80 bilhões neste ano, até o pregão do dia 20 deste mês. Maio deve ser o quarto mês consecutivo de saldo positivo, com resultado, por enquanto, de R$ 4,68 bilhões, a diferença entre compras no montante de R$ 29,159 bilhões em compras de ações e R$ 24,475 bilhões em vendas.

PSDB desiste de recorrer à CCJ do Senado para ter mais vagas em CPI da Petrobras

O PSDB desistiu de recorrer à Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal para aumentar as vagas da oposição na CPI da Petrobras. O partido teme que o recurso atrase o início dos trabalhos da comissão, por isso vai apenas apresentar um projeto de resolução ao Senado para tentar modificar o atual modelo de divisão das vagas das CPIs. "A gente não quer atrapalhar o início da CPI. Vamos apresentar o projeto para dirimir essa dúvida. E também vamos deixar claro ao presidente do Senado, José Sarney, que consideramos a resposta dele vazia. Mas não vamos fazer disso um cavalo de batalha para não prejudicar a CPI", disse o senador Arthur Virgílio. Sarney negou o pedido da oposição para aumentar de três para quatro as vagas de titulares do DEM e do PSDB na CPI da Petrobras.

Ministro Carlos Minc diz que vai à Câmara para explicar sua participação na "marcha da maconha"

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse nesta terça-feira que vai atender à convocação da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados para explicar sua participação na "marcha da maconha", realizada no início de maio, no Rio de Janeiro. A comissão aprovou, na semana passada, requerimento do deputado federal Laerte Bessa (PMDB-DF) com a convocação do ministro para esclarecer aos parlamentares o seu envolvimento na marcha. Bessa considera que o ministro fez apologia à droga ao pregar a liberalização da maconha durante a marcha.

Equador propõe recompra da dívida em moratória por 35% do valor

O Equador aceitará a recompra de um terço de sua dívida externa, que está em "default" desde dezembro passado, por 35% de seu valor nominal. Em fevereiro passado, o total da dívida equatoriana era de US$ 10,062 bilhões. Em comunicado em inglês, a ministra María Elsa Viteri informou que o preço máximo a pagar pelos papéis será de US$ 350,00 para cada US$ 1.000,00. "Os preços do pagamento dos bônus refletem os recursos da República e respondem à maioria de ofertas recebidas", expressou o ministério das Finanças. Quito convidou os credores que apresentaram ofertas de venda superiores a 35% do valor nominal a revisá-las até 3 de junho próximo. O Equador qualificou de "ilegal e ilegítimo" o passivo dos Global 2012 e 2030 alegando irregularidades em sua renegociação (em substituição aos bônus Brady).

Governo do Rio de Janeiro recorre na Justiça contra decisão que invalida sistema de cotas

O governo do Rio de Janeiro vai recorrer da decisão da Justiça que concedeu liminar (decisão provisória) que invalida o sistema de cotas implantado em universidades estaduais. O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP) entrou com uma ação questionando a constitucionalidade da lei 5.346, de 2008, que prevê o sistema de cotas para estudantes negros, índios, alunos vindos de escolas públicas, filhos de policiais, de agentes penitenciários mortos em serviço e de bombeiros. Na manhã desta terça-feira, o secretário de Ciência e Tecnologia do Rio, Alexandre Cardoso, disse que iria ao Tribunal de Justiça para pedir ao presidente, desembargador Luiz Zveiter, medidas para restabelecer a tranquilidade dos estudantes afetados.

Marolinha - Usiminas anuncia mais 810 demissões

A Usiminas informou nesta terça-feira que demitirá 810 funcionários das unidades de Cubatão (SP) e Ipatinga (MG) até o fim de maio. O corte eleva para quase 2.000 o número de demissões na empresa desde o agravamento da crise mundial. Em nota, a Usiminas explica que o corte ocorre depois de o programa de demissões voluntárias (PDV) ter apresentado resultados "aquém das necessidades da empresa". O PDV da Usiminas recebeu apenas 516 adesões. "A iniciativa visa ajustar o custo de pessoal, com menor ônus social, ao contexto econômico de severa retração na demanda por produtos siderúrgicos, tanto no Brasil quanto mercado internacional", diz nota da Usiminas. De acordo com a Usiminas, os novos cortes representam 6% do quadro de empregados atual. A meta é reduzir as despesas com pessoal a 10% dos custos totais.

Senado pede a Lula apoio ao nome de Cristovam Buarque para diretoria-geral da Unesco

Senadores da Comissão de Educação, Cultura e Esporte enviaram documento ao presidente Lula apoiando o nome do colega Cristovam Buarque (PDT-DF) para a diretoria-geral da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). O documento foi lido nesta terça-feira pelo senador Flávio Arns (PT-PR). Arns disse que o documento manifesta a vontade da maioria do Senado, que não apóia o nome do ministro da cultura egípcio, Farouk Hosni, para o cargo. Apesar de ter um brasileiro na disputa, o engenheiro Márcio Barbosa, atual diretor-adjunto do Unesco, o Brasil apóia o fascista egípcio, notório racista e antissemita. Na semana passada, a Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal pediu ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que o governo brasileiro retirasse o apoio à candidatura do fascista Farouk Hosny.

Mangabeira Unger defende MP que muda lei ambiental e nega benefícios a grileiros

O ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, saiu em defesa nesta terça-feira da medida provisória editada pelo presidente Lula que promove mudanças na legislação ambiental, com a permissão para a legalização de ocupantes de terras públicas de até 1.500 hectares na Amazônia Legal. Apesar de o PT ter criticado a regularização das terras, o ministro classificou de "equívoco" a interpretação de que a matéria vai legitimar a grilagem no País. "É o oposto. A grilagem é feita na Amazônia por máfias que se beneficiam da falta de regularização. É um absurdo chamar as 500 mil famílias em áreas urbanas e as 400 mil famílias em áreas rurais, que serão regularizadas, de grileiros. São eles que construíram a Amazônia. Chamá-los de grileiros é como chamar de grileiros os que ocuparam ou construíram os Estados Unidos e a Austrália", reagiu Mangabeira Unger. Ele disse que só 20% dos posseiros vão poder exercer atividades econômicas livremente na Amazônia Legal depois de tomarem posse das terras. "Quando a neblina da regularização fundiária se dissipar, os impérios e imperadores de terras ficarão expostos à luz do dia. Todas as posses de 2.500 hectares para cima ficarão suscetíveis de retomada pelo governo federal”, afirmou Mangabeira Unger. Segundo o ministro, é "totalmente errado dizer que a regularização favorece o desmatamento" na floresta amazônica”.

Bancada do PSDB na Câmara defende voto em lista fechada e financiamento público

A bancada do PSDB na Câmara dos Deputados informou que já chegou ao consenso sobre dois pontos da reforma política: financiamento público de campanha e voto em lista fechada. Pelo voto em lista fechada, o eleitor vota no partido e não em um candidato específico. O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, o deputado federal José Aníbal, disse que o PSDB defende o voto distrital, mas sabe que existe uma grande resistência à proposta no Congresso. O deputado federal petista Henrique Fontana (PT-RS), líder de Lula na Câmara dos Deputados, propõe a "flexibilização" do voto em lista. Pela sua proposta, o voto em lista seria combinado com o voto nominal. Seriam eleitos, alternadamente, um candidato da lista definida pelos donos dos partidos políticos e outro escolhido diretamente pelo eleitor. Oito partidos da base aliada se reuniram nesta terça-feira para tentar impedir a votação do projeto que prevê o voto em lista fechada.

Governistas apostam no recesso para esfriar investigações da CPI da Petrobras

Os senadores governistas querem ganhar tempo na disputa com a oposição pelo comando da CPI da Petrobras e evitar que as investigações ganhem fôlego ainda no primeiro semestre. Eles apostam no recesso para esfriar as investigações. Parlamentares subordinados ao Palácio do Planalto passaram a defender publicamente que a presidência e a relatoria fiquem nas mãos dos governistas. A oposição afirma que está disposta a brigar por um espaço na direção dos trabalhos da CPI. "A oposição não pode dar aval a vetos do governo, não pode aceitar interferências indevidas. Nós vamos insistir em nosso espaço. É um direito", disse senador Álvaro Dias (PSDB-PR), argumentando que deveria ficar com a presidência porque foi ele quem apresentou o pedido de criação da CPI. O interesse dos governistas em atrasar ao máximo a instalação da CPI da Petrobras se justifica pelo calendário parlamentar.

Obama indica primeira mulher hispânica para Suprema Corte

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decidiu nomear a juíza Sonia Sotomayor, de 54 anos, para preencher a vaga deixada na Suprema Corte norte-americana pelo juiz David Souter, de 69 anos, que se aposentou. Ela será a primeira mulher de origem hispânica a chegar ao tribunal, que possui, ao todo, nove cadeiras. O nome de Sonia Sotomayor ainda precisa ser confirmado pelo Senado Federal, onde o Partido Democrata, ao qual pertence o presidente, conta com uma folgada maioria. Caso chegue à vaga, ela tem direito a permanência vitalícia. Como David Souter era da ala liberal, a nomeação de Sonia Sotomayor não deverá mudar a configuração ideológica da Suprema Corte, que tem um papel decisivo em questões sociais como o aborto e a pena de morte e também em casos de negócios e propriedade.

Lula recebe pedido de plebiscito sobre terceiro mandato em Salvador

O presidente Lula foi abordado na noite de segunda-feira, em Salvador, por um político ao chegar ao hotel onde ficou hospedado. "Presidente, por favor, um plebiscito para o terceiro mandato", afirmou o peemedebista Claudofredo Almeida, ex-presidente da Câmara Municipal de Tupã (SP). Lula, que estava a poucos metros dos repórteres, riu e apontando para os jornalistas respondeu: "Fala isso para a imprensa".

Lula perde chance de indicação ao Supremo com derrota de Ellen Gracie na OMC

A derrota do governo brasileiro ao não conseguir emplacar a ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal, na Organização Mundial do Comércio, terá impacto na política interna brasileira. A até então provável nomeação de Ellen na OMC daria ao presidente Lula a chance de indicar mais dois ministros para o Supremo antes de deixar a Presidência da República, em 2010. Desde que assumiu, em 2003, Lula nomeou sete dos 11 ministros que compõem a corte. Além de Ellen Gracie, que poderia sair do cargo até o final deste ano, Eros Grau deve deixar a corte no ano que vem, quando atingir 70 anos, idade compulsória para a aposentadoria dos magistrados. A derrota acachapante da ministra do Supremo, e da ultra desastrada política do Ministério de Relações Exteriores, representa um balde de água fria nas pretensões do atual advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, ex-advogado nacional do PT. Ele é o nome natural do presidente Lula para a próxima indicação ao Supremo e tinha expectativas de ser o substituto da ministra.

Supremo mantém quebra de sigilo de ONG ligada ao MST

O Supremo Tribunal Federal manteve a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do Cepatec (Centro de Formação e Pesquisa Contestado), que está sendo investigado pela CPI das ONGs por recebimento irregular de repasses do governo Lula. A entidade é apontada como uma ONG de fachada da organização terrorista MST, criada especialmente para burlar a lei e receber recursos federais. A quebra do sigilo da ONG foi determinada pela CPI no dia 7 de abril. No pedido de liminar encaminhado ao Supremo, o Cepatec argumentou que a quebra dos sigilos foi ordenada sem fundamentação concreta, apenas baseada em reportagens de jornais. O ministro Carlos Ayres Britto, porém, manteve a quebra dos sigilos, afirmando que ela "parece devidamente fundamentada" e que tomou como base documentos colhidos pela CPI. Outras três ONGs ligadas ao MST, além do Cepatec, são acusadas de receber dinheiro de forma irregular e tiveram seus sigilos quebrados: o Itac (Instituto Técnico de Estudos Agrários e Cooperativismo), a Concrab (Confederação das Cooperativas de Reforma Agrária do Brasil) e a Anca (Associação Nacional de Cooperação Agrícola).

Petistas têm 1/5 dos cargos de confiança do governo Lula

Cerca de 26% dos profissionais que ocupam cargos de confiança no governo Lula já foram ou são filiados a um partido político. Desse total, a grande maioria é de filiados ao PT, aproximadamente 80%. Os dados fazem parte de duas pesquisas recentes feitas pelo CPDOC (Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil) da Fundação Getúlio Vargas, coordenadas pelas cientistas políticas Maria Celina D'Araújo e Camila Lameirão. Em 2007, o jornal Folha de S. Paulo revelou que 45% da cúpula do governo Lula era sindicalizada, pertencia a sindicatos. Os novos indicadores mostraram poucas variações no decorrer dos dois mandatos de Lula. Os sindicalizados variaram para 42,8% (mais alto do que a da média nacional de 17,7%, segundo os dados da Pnad de 2007). Ainda na comparação entre os dois mandatos de Lula, a participação em “movimentos sociais” (organizações petistas) foi de 46% para 46,3% e, em organizações locais, de 23,8% para 26,8%. "Vale destacar o incremento no pertencimento a centrais sindicais, indicando a corroboração da tese de que esta é uma instância que efetivamente está sendo fortalecida pelo governo", escreve Lameirão. O percentual de pessoas ligadas a centrais sindicais passou de 10,6% para 12,3%. A estrutura administrativa do poder Executivo federal conta com mais de 77 mil cargos ou funções de confiança, nomeados pelo presidente, por ministros ou por autoridades competentes. Cerca de 26% desse total, mais de 20 mil pessoas, são cargos DAS (Direção e Assessoramento Superior), alvos da pesquisa. Quanto mais alto é o cargo de confiança, mais filiados há. Os cargos de confiança analisados foram os chamados DAS-5, DAS-6 e Natureza Especial. Nos DAS-5, são 59,3% de filiados e 30,6% nos DAS-6.

PIB da Rússia despenca 10,5% em abril

A economia da Rússia, muito dependente das exportações de combustíveis, se contraiu 10,5% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou o vice-ministro da Economia russo, Andrei Klepach. "O PIB caiu 9,8% em quatro meses (janeiro-abril) e apenas em abril a queda foi de 10,5%, segundo dados preliminares", declarou Klepach. Em bases ajustadas à sazonalidade, o PIB russo encolheu 0,4% em abril, na comparação com março. A queda foi menor do que a de 0,8% verificada entre fevereiro e março. Segundo Klepach, o Ministério da Economia ainda prevê que em 2009 o PIB da Rússia sofrerá uma contração de 6% a 8%. Entre outros dados sombrios, o ministro informou que o superávit comercial da Rússia em abril foi a metade do obtido em abril de 2008, caindo de US$ 14,8 bilhões para US$ 7,5 bilhões.

Senado paga ilegalmente ajuda com habitação para 42 parlamentares

O Senado Federal paga ilegalmente, há seis anos, auxílio-moradia para os senadores que não moram em apartamento funcional. O ato que previa o pagamento do auxílio-moradia, pago para os parlamentares custearem despesas com habitação em Brasília, foi anulado em 2002 pela Mesa Diretora do Senado Federal. Os gastos irregulares somam cerca de R$ 11 milhões. A direção do Senado informou que 42 senadores têm direito ao benefício. Os demais vivem em apartamento funcional ou abriram mão da verba. Gerson Camata (PMDB-ES) e Valdir Raupp (PMDB-RO), cujas mulheres recebem auxílio-moradia de R$ 3.000,00 da Câmara por serem deputadas federais, também recebem o benefício do Senado Federal. Há também o caso do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, que recebia o benefício até o mês passado mesmo afastado do Senado. A mulher dele, deputada federal, ainda recebe. Os três têm casa em Brasília. O terceiro-secretário do Senado Federal, senador Mão Santa (PMDB), responsável na Mesa Diretora por assuntos relacionados à moradia dos senadores, disse que ficou "estarrecido" quando descobriu que o pagamento do auxílio-moradia estava sendo feito irregularmente desde 2002.

Dívidas ameaçam circulação do jornal Gazeta Mercantil

O jornal Gazeta Mercantil, fundado em 1920, poderá deixar de circular a partir da próxima semana em decorrência das dívidas e dos encargos trabalhistas. A CBM (Companhia Brasileira de Multimídia), dona da editora JB e licenciadora da marca "Gazeta Mercantil", informou em comunicado publicado na primeira página do jornal que deixará de publicar a "Gazeta" a partir de 1º de junho. Hoje, há 51 jornalistas trabalhando na empresa. O comunicado atribui a decisão de rompimento de contrato ao fato de os antigos proprietários da Gazeta (Luis Fernando Ferreira Levy) não pagarem as dívidas trabalhistas acumuladas após sucessivas derrotas judiciais. Essas dívidas, que estão sendo cobradas agora, ultrapassam R$ 200 milhões. Como toda a receita do jornal com publicidade começou a ser bloqueada para pagamento do passivo, a empresa passou a enfrentar grandes dificuldades.

Déficit público da União Européia atingirá 1 trilhão de euros até 2011

O intervencionismo da União Européia para combater a crise econômica deixará um buraco enorme nas contas públicas dos países. O déficit público dos países da zona do euro ultrapassará 1 trilhão de euros entre 2009 e 2010, segundo cálculos elaborados pelo jornal El Pais a partir das previsões da Comissão Européia, braço econômico da União Européia. Neste ano o déficit subirá a 5,3% do PIB da zona do euro e, em 2010, ele será próximo de 6,5%. Entre os países europeus, Irlanda e Espanha lideram o ranking de maior endividamento. A dívida chegará perto de 85% do PIB europeu em 2010, mas o FMI prevê que o endividamento público supere 140% do PIB das economias avançadas em apenas cinco anos. O crescimento dos déficits e dívidas públicas é um fenômeno global: nos Estados Unidos, Inglaterra e Japão, o rombo será de 8,7% em 2010. Esse crescimento do endividamento público é apontado como inevitável, já que a alternativa a ele seria uma crise econômica de proporções ainda maiores, próxima da depressão dos anos 1930.

Hugo Chávez anuncia assessoria da Caixa para criação de sistema bancário público

O presidente da Venezuela, o ditador Hugo Chávez, afirmou nesta terça-feira, que contará com a assessoria da Caixa Econômica Federal para a construção de uma rede bancária pública e na criação de um sistema de financiamento de casas populares na Venezuela. "O projeto da Caixa Federal é muito importante. Eles querem nos ajudar com sua experiência no financiamento para a construção de moradias e em um sistema de poupança popular", afirmou Chávez. O déficit habitacional na Venezuela é de cerca de 2 milhões de casas. A rede bancária que pode ser utilizada para a implementação desse sistema é a do Banco da Venezuela, filial do grupo Santander, cuja reestatização foi realizada na semana passada. Ele também anunciou a criação de um fundo binacional com o BNDES "para incrementar os investimentos e a força de ambos os países". "Ao Lula faltam dois anos de mandato, para nós, faltam quatro anos, razão pela qual decidimos acelerar esses convênios de cooperação", afirmou Chavez. Na prática, de acordo com fontes do Itamaraty, a Venezuela decidiu recorrer aos fundos do BNDES para financiar os grandes projetos de infraestrutura no país que estarão a cargo das grandes empreiteiras brasileiras. Na semana passada, o BNDES anunciou que o total do empréstimo à Venezuela poderia ser de US$ 4,3 bilhões. Uma fonte de chancelaria venezuelana, no entanto, afirmou que o valor da linha de crédito poderia girar entre US$ 5 a US$ 10 bilhões. A Venezuela está buscando apoio no governo brasileiro porque a crise financeira internacional derrubou os preços do petróleo, motor da economia venezuelana. "Obviamente, se o barril estivesse a US$ 150,00 o governo não teria porque aceitar o financiamento do BNDES", afirmou uma fonte venezuelana.

Protógenes Queiroz diz que seu vazamento de informações é "falácia"

Informado sobre a decisão da segunda-feira, que o transformou em réu por vazamento de informação sigilosa, o delegado federal afastado Protógenes Queiroz afirmou que recebeu a notícia "sem surpresa", mas "com indignação". "Entendo que o juiz cumpriu com o que o Ministério Público havia concluído. Tenho certeza de que, ao final do processo, o juiz saberá decidir com isenção, decidirá que esses fatos não sustentam uma acusação. Tenho certeza da minha absolvição", disse Protógenes Queiroz. O juiz da 7ª Vara Federal de São Paulo, Ali Mazloum, aceitou denúncia do Ministério Público Federal e transformou em réu o delegado federal fundamentalista Protógenes Queiroz, atualmente afastado da Polícia Federal. Com a decisão, Protógenes Queiroz será julgado por crimes de vazamento de informação sigilosa e fraude processual durante a Operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, em julho de 2008. Sobre os telefonemas que ele trocou com o então diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), delegado federal aposentado Paulo Lacerda, Protógenes Queiroz disse que "seria mais do que normal": "A Abin participava das investigações. Não há nenhum crime em falar com o diretor da Abin”. O delegado disse que não teve acesso à denúncia do Ministério Público, acolhida pelo juiz. "Não sei em que se sustenta essa peça acusatória. Se houve vazamento do inquérito, houve também o vazamento do inquérito sobre o vazamento", afirmou Protógenes Queiroz. Na opinião do delegado, o vazamento de dados da Operação Satiagraha para jornalistas é "uma falácia, uma ilação". Protógenes Queiroz também negou ter dado ou recebido telefonemas do empresário Luis Roberto Demarco, ex-sócio em braço do grupo Opportunity e atual desafeto de Daniel Dantas. Demarco disse estranhar a inclusão de seu nome na decisão judicial. "Nunca falei com o delegado Protógenes. A colocação do meu nome nesse documento é maliciosa", afirmou ele. "Não houve nenhuma ligação do delegado para a Nexxy (Capital Brasil) ou para mim”. Segundo ele, pode ter havido uma confusão dos responsáveis pela investigação. No início do ano passado, Demarco registrou o domínio de um novo blog do jornalista Paulo Henrique Amorim, que deixava o portal IG, onde mantinha coluna em que fazia campanha contra Daniel Dantas. Amorim pagou pelo uso do servidor da internet, afirmou o empresário. "Ele é meu amigo e eu o ajudei na hora em que precisou", disse Demarco. Já Paulo Henrique Amorim se escusa de dar explicações para a imprensa, inclusive desligando o seu celular.

Brasil dá novo vexame, Ellen Gracie perde vaga na OMC para candidato mexicano

O Brasil perdeu mais uma eleição internacional, somando outra derrota em uma longa lista de campanhas frustradas nos organismos internacionais. Nesta segunda-feira, a Organização Mundial do Comércio (OMC) rejeitou a candidata brasileira Ellen Gracie Northfleet, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, para o posto de juíza da entidade. O eleito foi o advogado mexicano Ricardo Ramirez. A OMC informou ao Itamaraty que avaliou que Ellen Gracie não conhecia a matéria que teria de julgar: comércio. Isso é um motivo brutal para rejeição de uma candidatura que não se sustentava. O Brasil não contou com o voto dos Estados Unidos e tampouco da China. O Itamaraty ainda foi informado que, para governos latino-americanos, a estratégia era a de não deixar o Brasil permanecer de forma indefinida no cargo máximo do tribunal da OMC. Um brasileiro já havia estado por oito anos no posto e, se Elle Gracie fosse eleita, significaria que o Brasil teria 16 anos no cargo. Há duas semanas, o chanceler Celso Amorim afirmou no Senado que o Brasil tinha apenas duas campanhas no cenário internacional. A primeira era Ellen Gracie; a segunda, o Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas em 2016. Obviamente, ele não contou toda a verdade, ou seja, que há uma terceira candidatura, e que é a dele próprio, para a AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica). Agora, só ficará mesmo a campanha pelos Jogos Olímpicos de 2016, que não tem nada a ver com as atribuições do Itamaraty. Pior ainda, a derrota acachapante da candidatura da ministra Ellen Gracie ocorrem no momento em que o Itamaraty atolou o Brasil no apoio à candidatura à presidência da UNESCO pelo egípcio Farouk Hosni, um flamante racista, bem próximo do nazismo. A decisão de rejeitar Ellen Gracie foi tomada pelo comitê de seleção da OMC, composto pelo diretor da entidade, Pascal Lamy, além de embaixadores da Noruega, Chile, Canadá, Nigéria e Cingapura. É bem provável que a Itália tenha feito campanha internacional pela rejeição de Ellen Gracie, em face da atitude do governo petista do presidente Lula de ter dado acolhida ao terrorista Cesare Battisti.
Um novo caso de febre amarela foi confirmado no Rio Grande do Sul. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, o caso ocorreu no município de Santa Cruz do Sul. Trata-se de um homem de 27 anos, residente na zona rural do município, não vacinado e que desenvolveu quadro leve da doença. O paciente não precisou ser hospitalizado e, de acordo com a secretaria, já está curado. Este é o 19º diagnóstico positivo da febre amarela no Estado.

Gripe suína leva Argentina a cancelar aulas nas escolas de Buenos Aires

As autoridades sanitárias argentinas informaram nesta segunda-feira que subiu para 19 o número de casos da gripe suína confirmados no país, e decidiram suspender por duas semanas as aulas de quatro escolas da capital e da província de Buenos Aires após detectar o contágio de alguns de seus alunos. A ministra da Saúde argentina, Graciela Ocaña, informou que os últimos exames realizados confirmaram a existência de 14 novos casos da gripe suína, que se somaram aos cinco já registrados no país. Além disso, explicou que as autoridades sanitárias decidiram suspender as aulas de duas escolas da capital do país e de outras duas da localidade de Pilar, na província de Buenos Aires, para evitar risco de contágio após a detecção de alguns alunos doentes. Dos novos doentes, 13 se contagiaram em um colégio da capital onde estuda uma menina que contraiu a doença durante uma recente viagem a Orlando, nos Estados Unidos. O outro adoeceu após participar de um encontro internacional hípica realizado na cidade e que teve a participação de uma jovem peruana que tinha a doença.

Lula e Jaques Wagner são vaiados na Bahia

O presidente Lula e o governador baiano, Jaques Wagner (PT), viram cenas pouco comuns em seus mandatos, nesta segunda-feira, em Cachoeira (BA), 110 quilômetros a oeste de Salvador. Por alguns instantes, eles foram vaiados por representantes de entidades sindicais de professores e de trabalhadores da Segurança Pública. O motivo principal das vaias foi o mesmo: falta de concurso para contratar professores, escrivães e investigadores. Em uma das faixas empunhadas pelos manifestantes, a frase deixava clara a insatisfação: “Estudante autodidata não dá. Precisamos de professores já”, em uma alusão ao motivo de os dois estarem na cidade histórica do Recôncavo Baiano, a inauguração das obras de restauração dos prédios do Quarteirão Leite Alves, que passa a dar espaço ao campus de Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), com capacidade para 2 mil alunos. O investimento nas melhorias no complexo de prédios, fundados em 1856, e que serviram, no século 19, como sede de uma fábrica de charutos, foi de R$ 7,961 milhões.

Juiz de Canoas nega prisão preventiva devido a superlotação de presídios

Um juiz do Rio Grande do Sul negou um pedido de prisão preventiva contra 15 indiciados em processo policial por envolvimento em uma quadrilha de furto de caminhões por causa da superlotação dos presídios do Estado. O pedido, feito pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Porto Alegre, fazia parte da “Operação Tentação” da Polícia Civil gaúcha. O delegado responsável pela operação, Heliomar Franco, disse que investigava a quadrilha desde novembro do ano passado. No entendimento do juiz da 4ª Vara Criminal de Canoas, Paulo Augusto Oliveira Irion, os crimes foram cometidos "sem violência ou grave ameaça" e por isso não havia necessidade de prisão. Em sua decisão, o juiz afirma que cortes superiores já decidiram que, dada a situação precária dos presídios, eles só devem receber novos presos em "caráter excepcionalíssimo". Os criminosos furtam caminhões à beira da rodovia BR-116. Os policiais implantaram um localizador dentro de um caminhão com as características mais recorrentes nos furtos e o usaram como "isca" para chegar até o local onde os veículos eram desmanchados. Em seguida a polícia fez escutas e identificou a quadrilha, formada por 19 pessoas de várias cidades. Nos seis meses da operação foram presas 11 pessoas, mas a polícia acreditava que deveria prender ou manter presas 15 pessoas, inclusive dois receptadores, para concluir a investigação. Realmente, é o fim da picada. Agora existe a confissão oficial da Justiça de que os cidadãos comuns não têm mais segurança garantida. Chame o ladrão.

Banco do Brasil libera mais R$ 13 bilhões para crédito e reduz juros

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira a elevação do limite de crédito e a redução das taxas de juros para os seus clientes em nove modalidades de empréstimos. Segundo o banco, o aumento do limite de crédito, que vai somar R$ 13 bilhões, vai beneficiar 10 milhões de clientes pessoa física, o que equivale a um terço dos correntistas. O Banco do Brasil estima que R$ 3 bilhões desse crédito extra devem ser utilizados ainda neste ano. Em média, esses clientes terão 25% a mais de crédito para compra de material de construção, eletrodomésticos da linha branca, veículos e no crédito consignado, entre outros. Hoje, essas nove linhas representam metade da carteira de crédito pessoa física do Banco do Brasil, que soma R$ 61 bilhões. De acordo com o Banco do Brasil, a escolha dos clientes foi feita a partir do cruzamento de dados sobre risco de inadimplência, necessidade de mais limite de crédito e tempo de relacionamento com a instituição.

Ministro José Múcio diz que Lula está preocupado com as consequências da CPI da Petrobras

Em reunião nesta segunda-feira com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), líder do PMDB no Senado Federal, o presidente Lula mostrou-se preocupado com os efeitos que a CPI da Petrobras possa trazer aos investimento da estatal. Na conversa, que durou cerca de 40 minutos, Lula demonstrou sua preocupação ao lembrar que a comissão será a mais importante até o final do seu governo por investigar a maior empresa estatal do País. "Essa é uma CPI importante, talvez a maior de todas nesse ano e meio que está faltando de governo, por se tratar da maior empresa do Brasil. A preocupação do presidente, e a conversa baseou-se basicamente nisso, é que não haja uma inibição dos investimentos, na própria dinâmica da Petrobras necessária ao Brasil neste momento", disse o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. O ministro negou que Lula que tenha feito um apelo para o PMDB manter-se alinhado ao Palácio do Planalto durante as investigações, mas admitiu que o governo tem "consciência da necessidade do PMDB" na CPI, já que o partido vai indicar a maioria dos oito senadores titulares da comissão.

Balança comercial tem superávit de US$ 698 milhões na terceira semana de maio

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 698 milhões na terceira semana de maio, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento. O resultado é a diferença entre exportações de US$ 3,129 bilhões e importações de US$ 2,431 bilhões. Em todo o mês de maio, o superávit está em US$ 1,75 bilhão, com exportações de US$ 9,078 bilhões e importações de US$ 7,328 bilhões. Na comparação com o mês passado, a média diária de exportações apresenta queda de 1,8%, enquanto as importações crescem 13,5%. Em relação a maio do ano passado, houve queda de 37,3% nas vendas para o Exterior e de 35,8% nas compras.

PSDB consulta a CCJ do Senado para ampliar a participação da oposição na CPI

O líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM), decidiu nesta segunda-feira mudar a estratégia para tentar conseguir mais uma vaga para a oposição entre os titulares da CPI da Petrobras. Ao invés de apresentar um recurso à Comissão de Constituição e Justiça, ele vai fazer uma consulta à comissão. Com o recurso, a instalação da comissão de inquérito poderia ser adiada até que a Comissão de Constituição e Justiça desse uma resposta. Já a consulta não impede o início dos trabalhos. Segundo Arthur Virgílio, se a avaliação da CCJ for positiva, a vaga poderá ser criada com a CPI em andamento. É tudo lorota.... joguinho de firula. Essa CPI nem começou e já é morta. O Congresso Nacional é hoje uma excrescência.

Aneel identifica locais para construção de sete hidrelétricas na Amazônia

Um estudo da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) identificou locais na Amazônia para a possível construção de sete usinas hidrelétricas que, somadas, poderiam gerar 14.245 megawatts de potência. No total, poderiam ser construídas três usinas no rio Tapajós e outras quatro no curso do Jamanxim, afluente do primeiro, ambos no Estado do Pará. Estas sete usinas hidrelétricas forneceriam o equivalente a 13,6% da energia gerada atualmente por instalações do gênero no País e também exigiriam inundar uma área equivalente a 3.021,79 quilômetros quadrados de floresta. O estudo foi elaborado pela Eletronorte e pela construtora Camargo Correa. O próximo passo para a implantação das usinas será a elaboração dos estudos de viabilidade, que também deverão receber a aprovação da Aneel. Atualmente, diversas construtoras estão elaborando projetos para implantar usinas hidrelétricas na região amazônica.

Aneel pede pressa em decisão sobre concessões de energia elétrica

O diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Nelson Hubner, defendeu nesta segunda-feira que a definição sobre as concessões de geração e distribuição de energia elétrica, que vencem em 2015, saia ainda neste ano. Hubner pediu que até o fim do ano o governo envie ao Congresso Nacional uma medida provisória definindo se as usinas e as distribuidoras de energia elétrica serão relicitadas e como isso será feito, para dar mais segurança ao setor e para que a Aneel também possa elaborar regulamentos relacionados ao assunto. O diretor disse ainda que, qualquer que seja a decisão do governo, ela deverá se focar na redução do preço da energia e em benefícios para o consumidor. Isso porque os investimentos necessários para a construção dessas usinas já foram pagos ao longo dos últimos anos. "Dá para se fazer a concessão de um monte de formas, mas sempre com a premissa de se ter ganho para o consumidor. Nós consumidores pagamos por essas usinas, o País tem que ter um ganho porque já temos essas usinas amortizadas", afirmou ele. Hubner lembrou que em 2012 e 2013 vencem vários contratos de venda de energia elétrica dessas usinas cuja concessão vence em 2015 e que é importante uma definição sobre o que será feito com essas concessões antes disso, para que elas possam vender novamente a energia que produzem. A partir de 2015, 32 usinas terão a concessão expirada, o equivalente a 20 mil MW, além de várias distribuidoras de energia, como a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) e a CEB (Companhia Energética de Brasília).

Operação Satiagraha: os incríveis documentos da Itália

Um novo nome surgiu quando se foi verificar com quem o delegado federal Protógenes Queiroz trocou telefonemas durante os preparativos da operação que ele batizou como “Satiagraha”: o empresário Luís Roberto Demarco. O empresário tornou-se conhecido como idealizador das “lojinhas virtuais” do PT, um esquema de arrecadação partidária à prova de auditorias e que alavancou a vitória de Lula em 2002. Mas, seu talento vai além disso. Na sua disputa com o bilionário Daniel Dantas, ele fez funcionar em seu favor as engrenagens do Ministério Público, da Câmara dos Deputados, do PT, de setores do Palácio do Planalto e da imprensa. A descoberta de que os telefones de Demarco e Protógenes são íntimos, junto com os indícios de que o empresário usava também o telefone da empresa do blogueiro Paulo Henrique Amorim para sua comunicação com o delegado, associa-se a outro registro peculiar. Já em 2004, quando o delegado que perseguia Daniel Dantas era outro, na operação apelidada “Chacal”, o empresário agia com desenvoltura. Ele deu conselhos ao delegado federal Elzio Vicente da Silva sobre como conduzir a investigação e recomendou os crimes para enquadrar Daniel, Dantas, como “formação de quadrilha, concorrência desleal, ameaça, tentativa de sequestro, corrupção ativa e passiva, difamação, injúria, calúnia, e outros”. Os documentos que apontam para Demarco como o sujeito oculto de ações do poder público acabaram de chegar da Itália. São contundentes. Mais de 470 mil páginas produzidas pela Procuradoria de Milão. Referem-se à investigação sobre o destino dos pagamentos feitos no Brasil para expandir o mercado da Telecom Italia, sem a contrapartida esperada. Daniel Dantas era o principal adversário dos italianos. Demarco foi contratado para “serviços de inteligência” e tráfico de influência, conforme se lê no longo inquérito a respeito. Demarco e seu advogado, Marcelo Elias, são citados em 39 dos cerca de 200 arquivos do processo. Os nomes dos dois aparecem, em média, por 30 vezes a cada consulta dessas 39 pastas processuais. Os dois brasileiros aparecem contextualizados numa investigação que apura “triangulações”, “desvios de verba e de função” e “pagamentos em dobro”, feitos no âmbito da Telecom Itália. Demarco utiliza-se de uma prática recorrente para justificar investidas. Consegue que algum jornalista amigo publique uma informação que ele próprio produziu. De posse da notícia, ele parte para o ataque. Outro hábito era o de mandar em cópia oculta para seus contratantes, na Itália, os emails que trocava com jornalistas brasileiros. Constrangedores.

Justiça aceita denúncia contra delegado federal fundamentalista Protógenes Queiroz


O juiz federal Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, aceitou denúncia do Ministério Público Federal contra o delegado Protógenes Queiroz, afastado da Polícia Federal, que passa a responder pelos crimes de violação de sigilo funcional e fraude processual. Protógenes foi o delegado responsável pela condução da Operação Satiagraha que prendeu, entre outros, o banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity, o ex-prefeito paulistano Celso Pitta e o empresário Naji Nahas. Após suspeitas de irregularidades, o delegado foi afastado do caso e substitúido por Ricardo Saadi. O Ministério Público Federal havia denunciado o delegado no dia 8 de maio por vazar informações da Operação Satiagraha para a TV Globo e por fraude processual. A decisão considera que o delegado "vazou" informações sigilosas da operação a jornalistas e cinegrafistas na ocasião em que alvos da Satiagraha teriam tentado subornar um outro delegado da Polícia Federal. O juiz também denunciou o escrivão Amadeu Ranieri, pelos mesmos crimes, "exceto a segunda filmagem (deflagração da operação). Em sua decisão, o juiz afirma ter verificado “prova da existência de crimes e suficientes indícios de autoria”. A decisão da Justiça diz também que Protógenes prestava esclarecimentos diretos de suas ações na Operação Satiagraha ao então diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, "de quem obtivera apoio", e não ao atual diretor da Polícia Federal, delegado federal Luiz Fernando Corrêa.

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro suspende cotas em universidades públicas

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu uma liminar na tarde desta segunda-feira suspendendo os efeitos da lei estadual que estabeleceu cotas em universidades públicas estaduais. A ação contra as cotas para negros e estudantes de escolas públicas foi proposta pelo deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP), que entrou na Justiça com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN). O deputado, que também é advogado, defendeu a ação no plenário do órgão Especial. Para ele, a lei é demagógica, discriminatória e não atinge seus objetivos. Disse ele: “O preconceito existe, não tem como negar, mas a lei provoca um acirramento da discriminação na sociedade. Até quando o critério cor da pele vai continuar prevalecendo? A ditadura do politicamente correto impede que o Legislativo discuta a questão”. A lei estadual tem o objetivo de garantir vagas a negros, indígenas, alunos da rede pública de ensino, pessoas portadoras de deficiência, filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço.

Justiça autoriza que Suzane Richthofen seja submetida a exame criminológico para liberdade


O juiz da 1ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, no interior de São Paulo, acolheu o pedido do Ministério Público Estadual para que Suzane von Richthofen, presa em Tremembé, no interior de São Paulo, seja submetida a um exame criminológico. O exame deve ser feito dentro de uma semana. Com o laudo na mão o juiz vai decidir se Suzane pode cumprir ou não o restante da pena em regime semiaberto. De acordo com o Tribunal de Justiça, após serem intimados, os advogados de defesa e Ministério Público terão 48 horas para apresentar quesitos para a realização da perícia, os quais serão juntados aos quesitos do próprio juiz. A defesa de Suzane afirma que ela já cumpriu um tempo de pena suficiente para poder passar para o regime semiaberto. Nesse sistema, o preso pode trabalhar ou fazer cursos durante o dia, fora da penitenciária, e voltar à noite para dormir na cela. Em julho de 2006, a estudante Suzane e os irmãos Christian e Daniel Cravinhos foram condenados pelo assassinato dos pais da jovem, ocorrido em 2002. Suzane e Daniel, namorado dela na época do crime, foram condenados a 39 anos e meio de prisão em regime fechado. Christian foi condenado a um ano a menos que Suzane. Pois agora se comprova: matar pai e mãe só custa seis anos de cadeia.

Deputado federal Coffy Rodrigues protocola pedido de investigação contra Feijó na Procuradoria-Geral de Justiça


O deputado estadual gaúcho Coffy Rodrigues (PSDB) protocolou na tarde desta segunda-feira uma representação contra o vice-governador do Rio Grande do Sul, Paulo Afonso Feijó, na Procuradoria Geral de Justiça do Estado. Coffy Rodirgues entregou a representação para a subprocuradora Geral de Justiça, Ana Maria Schinestsck. Coffy solicita que sejam instaurados os procedimentos de investigação e que apurem a ocorrência de supostas práticas de atos ilícitos e de improbidade administrativa referentes a contratos assinados pelas empresas do vice-governador Paulo Afonso Feijó com a Ulbra. Coffy Rodrigues vai apresentar a mesma representação nesta terça-feira na Procuradoria Geral da República.

Receita Videversus – A chef de cuisine Simone Nejar ensina a fazer o Lagarto Van Helsing


No dia 26 de maio de 1897, o escritor Bram Stoker, publicava sua obra imortal, “Drácula”. Baseava seu romance em Vlad Tepes, um líder militar da resistência contra os turcos na Transilvânia, Montes Cárpatos, hoje parte da Hungria. Vlad Tepes tinha o pouco simpático costume de empalar seus inimigos e meros desafetos em fileiras, no caminho que levava ao seu castelo. Muitos filmes foram rodados baseados na obra, muitos deles acrescentando detalhes nem sempre fiéis ao livro originalmente escrito por Stoker. Na tentativa de criar algo mais humano e menos animal nos vampiros modernos, os filmes e reedições sempre conseguem nos brindar com a mensagem de que “vampiros também amam”. Assim foi a “Entrevista com o Vampiro”, de Anne Rice, e até no relativamente recente filme “Drácula de Bram Stoker”, de Francis Ford Coppola. Infelizmente, Coppola inseriu muitos elementos que se afastavam do texto original de Stoker, inclusive dando grande ênfase a transformar Vlad Tepes num charmoso e injustiçado vampiro. Coisas de Hollywood, e só mesmo um Coppola para fazê-lo charmoso e apaixonado. Stoker popularizou certas crenças da Transilvânia e outras tantas, fruto de sua imaginação, que vieram a ser padronizadas nos contos de vampiros. Os vampiros não tolerariam alho; uma estaca de madeira ou uma bala de prata poderia matá-los, e o crucifixo e a água benta os manteriam à distância. O caçador de vampiros no romance é o Dr.Van Helsing. O prato que trago hoje é para os apreciadores de alho, ou para aqueles que pretendem manter os vampiros bem longe. Lembrem-se, há vampiros rondando o Brasil, protegidos pelas autoridades. Vamos precisar de uma peça de lagarto (tatu) de mais ou menos 800g, uns sete dentes de alho descascados e inteiros, sal, pimenta, páprica doce, vinagre e óleo. Para o molho, uma lata de tomates pelados e duas cenouras cortadas em tiras (estacas). Começamos fazendo alguns cortes profundos em cruz no lagarto, e no fundo de cada um vamos esconder um dente de alho. Temperamos a carne com sal, pimenta, vinagre e páprica doce a gosto, deixando durante a noite na geladeira para que o tempero tome gosto. Fritamos o lagarto em um pouco de óleo numa panela de pressão aberta. Quando estiver dourado, vamos colocar três copos de água e cozinhar a carne na pressão. De vez em quando, com cuidado, abrimos a panela e verificamos se a carne já amaciou. Quando a carne estiver macia, juntamos as cenouras, a lata de tomates pelados e deixamos cozinhar mais um pouco. Cortamos a carne em fatias, fazemos uma cruz no meio de cada uma e enfiamos as estacas de cenoura na carne, servindo com o molho de tomates por cima.

Dica Videversus

E já que hoje vamos espantar vampiros, a sugestão é fazer uma salada com dentes de alho assados. Colocados com casca no forno por alguns minutos, eles ganham um gosto adocicado e agradável. Depois de assado, é só descascar, misturar a outros ingredientes, temperar e servir. Você pode passar o alho assado em torradas, processar junto com outros ingredientes (manteiga, ricota, nata, maionese) ou servir como acompanhamento de carnes em geral.