segunda-feira, 25 de maio de 2009

Diretório estadual do PDT gaúcho é convocado a definir posição do partido sobre abertura de CPI

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, na sede estadual do PDT, em Porto Alegre, a cúpula do partido decidiu convocar os 200 integrantes do diretório estadual para decidirem no voto se o partido deve ou não apoiar a abertura de uma CPI para investigar o governo de Yeda Crusius (PSDB). A reunião para definir a posição do partido deverá acontecer no dia 15 de junho. Caso o diretório feche questão pela instalação da CPI, os deputados estaduais trabalhistas Kalil Sehbe, Gerson Burmann e Giovani Cherini, hoje contra a CPI petista, ficarão obrigados a assinar o requerimento. Se descumprirem a decisão partidária, poderão sofrer um processo de expulsão do partido. O presidente nacional do partido, deputado federal Vieira da Cunha, afirma que a bancada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul não pode ficar dividida. O PDT é atualmente um partido irreconhecível para os que o conheceram sob o comando de Leonel Brizola. Não passa de uma sigla caudatária do PT, totalmente subalterna. O presidente do partido, Carlos Lupi, é ministro do governo petista de Lula (Ministério do Trabalho) e a principal liderança estadual, Alceu Collares, ex-governador, tem um empreguinho bem remunerado de conselheiro de Itaipu. Collares é um caso típico de Síndrome de Estocolmo na política. Durante seu governo, os petistas faziam piquete em frente do Palácio Piratini e cantavam o seguinte refrão para a mulher do governador trabalhista: “Neusa, Neusa, de cama em cama chegastes a primeira dama”. Mas, Collares mostra ter muita flexibilidade. Até o momento o PT só conseguiu reunir 17 assinaturas para a instalação da CPI. São necessárias mais duas assinaturas. Em uma daquelas coisas que só a situação atual da política gaúcha explica, PT e PFL (atual DEM) estão juntos. Já em Brasília, o PT não quer a CPI da Petrobras de jeito nenhum. A atitude do PDT comprova que o partido se tornou em uma sigla camaleônica, porque participou do governo Yeda Crusius no seu começo. E ainda participa até hoje, ocupando uma das diretorias do Banrisul.

Protesto pede cassação de deputado por mortes


Mais de 500 pessoas participaram neste domingo de uma passeata em Curitiba para homenagear os dois jovens mortos em um acidente de trânsito que envolveu o deputado estadual Carli Filho (PSB). Com faixas, cartazes e vestidos com camisetas, algumas com as fotos das vítimas, o lema utilizado foi “190 km/h é crime! Justiça para todos!” O grupo realizou um percurso de aproximadamente 5 quilômetros. O slogan é uma referência ao deputado estadual Fernando Carli Filho (PSB) que dirigia sob o efeito de álcool e estava com a habilitação suspensa quando abalroou por trás o carro e provocou a morte de Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos. O parlamentar permanece internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele foi transferido da Unidade de Terapia Semi-intensiva para um quarto, mas ainda não tem previsão de alta. O acidente ocorreu no último dia 7, quando o carro guiado pelo deputado, um Volkswagen Passat, abalroou o Honda Fit ocupado pelos jovens no bairro Mossunguê, em Curitiba. Yared e Almeida morreram no local.

Porto Alegre tem mais um caso suspeito da nova gripe

Um morador de Porto Alegre, de 43 anos, é o mais novo caso suspeito de estar infectado com gripe suína no Rio Grande do Sul. Ele chegou de uma viagem da França há cerca de 10 dias. Segundo o diretor do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Francisco Paz, o homem, que foi enquadrado inicialmente como monitorado, passou a ser suspeito desde este domingo porque apresentou sintomas mais parecidos com os da enfermidade, que já atingiu mais de 8.400 pessoas no planeta. O homem, cuja identidade é mantida sob sigilo pela Secretaria Estadual da Saúde, adoeceu nove dias depois de ter desembarcado na Capital. Com febre alta, tosse e dores no corpo, foi encaminhado para o Hospital Conceição e, posteriormente, liberado para ir para casa, onde se encontra isolado. Até esta terça-feira a Secretaria Estadual da Saúde deverá receber o resultado do exame dele vindo da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Além do suspeito, a secretaria espera também o laudo de uma mulher de 28 anos, moradora de Porto Alegre. Ela chegou na semana passada da Colômbia e adoeceu logo depois do desembarque no Aeroporto Salgado Filho. A mulher encontra-se em isolamento domiciliar.

TSE julga na quinta-feira processo contra o governador de Santa Catarina

O Tribunal Superior Eleitoral agendou para a próxima quinta-feira o julgamento do processo contra o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira. O governador catarinense é acusado de abuso de poder político e realização de propaganda eleitoral irregular, durante sua campanha para reeleição em 2006. O processo contra ele foi movido pelo adversário nas eleições, ex-governador Espiridião Amin (PP), segundo colocado no pleito. Caso a Corte considere procedente as acusações contra o peemedebista, tanto ele quanto seu vice, Leonel Pavan (PSDB), devem deixar o cargo, que será assumido por Amin.

Obras de arte apreendidas com traficantes serão expostas em museu

Quase 200 pinturas apreendidas com traficantes de drogas serão exibidas em uma mostra permanente organizada pelo Museu da República, em Brasília. As obras, que estavam expostas à deterioração em depósitos da Polícia Federal, são exemplares da estética do modernismo brasileiro e constituirão a primeira coleção do museu da capital, inaugurado em 2006. O acervo, reunido nos últimos três anos em operações da Polícia Federal, fazia parte de coleções privadas de traficantes, que compravam obras de arte como meio de fazer lavagem de dinheiro. A exposição destacará a qualidade e a trajetória de artistas como Candido Portinari (1903-1962), Anita Malfatti (1889-1964) e Milton Dacosta (1915-1988).

Feirão da Casa Própria movimenta R$ 1 bilhão em São Paulo

No penúltimo dia da quinta edição do Feirão da Casa Própria, que oferece 110 mil unidades residenciais com financiamentos que cobrem até 100% do valor do imóvel, o volume de negócios fechados até as 16 horas de sábado chegou a R$ 966 milhões em São Paulo. Até as 16 horas, a organização do evento contabilizou a visita de 60 mil pessoas ao Centro de Exposições Imigrantes (SP). O feirão é a aposta da Caixa Econômica Federal para manter em alta a indústria da construção civil e o ritmo de contratação de empréstimos imobiliários. As ofertas no mercado atendem a todos os bolsos, com financiamentos que chegam a prazos de 30 anos. Em Brasília, o Feirão da Casa Própria registrou no primeiro dia de operações 750 negócios "fechados ou encaminhados" no valor de R$ 80 milhões. Segundo estimativas da Caixa Econômica Federal, 9 mil pessoas passaram no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, onde 12 mil imóveis estavam à disposição para quem espera realizar o sonho da casa própria.

Foragido da Justiça, dono da Gol, Nenê Constantino, é visto no hospital Sírio-Libanês

Procurado pela polícia, o empresário Constantino Oliveira Júnior, o Nenê Constantino, foi visto no sábado andando pelos corredores do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, segundo relato de pacientes e visitantes. Dono da empresa aérea Gol, ele é acusado de ameaçar testemunhas e de obstruir a Justiça em dois processos de homicídio em que aparece como réu. Ele teria sido internado na quinta-feira passada, com o nome de "Constantino Oliveira", ocupando o apartamento 1110. A Justiça decretou a prisão preventiva do empresário na última quinta-feira. Na sexta-feira, a desembargadora Sandra De Santis, da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, determinou a sua prisão domiciliar, levando em conta "o precário estado de saúde" de Constantino, que tem 78 anos. Mesmo assim, ele continuou foragido. O empresário é réu em dois processos por homicídio, entre os quais o do líder comunitário Márcio Leonardo de Sousa Brito, morto a tiros em 2001. Constantino é suspeito ser um dos mandantes do assassinato. Márcio liderava um grupo de cerca de 100 pessoas que ocupavam o terreno em volta da garagem da viação Planeta, na cidade satélite de Taguatinga, pertencente ao empresário. Na quinta-feira, Constantino e três supostos cúmplices tiveram prisão preventiva determinada, sob a acusação de que vinham ameaçando testemunhas e obstruindo a Justiça. Os três foram presos, mas o empresário fugiu. Um dos detidos foi o empresário Victor Foresti, genro e sócio de Constantino na empresa de transportes urbanos Planeta, a maior de Brasília. Ele é também vice-presidente do sindicato patronal do setor. Mas, no sábado, ele já foi solto. Os outros presos são os motoristas João Alcides Miranda e Vanderlei Batista, que trabalhavam para o empresário na época dos assassinatos e seriam cúmplices dos crimes.

Verba social da Petrobras inclui ONG acusada de desvio

Investigado por uma CPI, a Petrobras terá de dar explicações sobre milionários convênios firmados com entidades amigas do PT para executar projetos sociais. Um caso exemplar envolve o Instituto Nacional de Formação e Assessoria Sindical da Agricultura Familiar, o Ifas, ong com sede em uma casa simples do centro de Goiânia, sem ao menos uma placa na fachada. A ong, que já frequentou o noticiário por desvio de verbas repassadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), fechou convênio em 2007 com a Petrobras no valor de R$ 4 milhões. Mas até hoje deve explicações sobre a maneira como gastou parte desse dinheiro. O convênio Petrobras-Ifas tinha por objetivo ensinar trabalhadores rurais de Minas Gerais, Bahia e Ceará a plantar mamona, dendê e girassol, dentre outros grãos utilizados na produção de biodiesel. A Petrobras chegou a repassar R$ 1,6 milhão, mas as metas do convênio ficaram no papel. A estatal diz que escolheu o Ifas a partir de um projeto apresentado pela própria entidade. O Ifas foi inaugurado em 1985 por gente ilustre do PT. Entre seus fundadores está Delúbio Soares, o tesoureiro do Mensalão.

Indústria reduz investimento em R$ 25 bilhões até maio

Os sinais de recuperação da economia brasileira ainda não reacenderam a confiança dos investidores para desengavetar projetos. Se em janeiro a expectativa de investimento da indústria já havia sido cortada em R$ 20 bilhões, em maio o volume foi reduzido em mais R$ 5 bilhões. Isso representa uma queda de 26% em relação ao valor previsto em dezembro de 2008, de R$ 102,5 bilhões, conforme levantamento feito pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com 1.204 empresas. Na prática, a decisão vai reduzir o potencial de crescimento da economia, especialmente, no médio prazo. Menos investimentos significam menos empregos futuros, menos renda e menos consumo, explicam economistas. Eles destacam que hoje o País ainda está sendo beneficiado por projetos iniciados no passado, que estão ocupando mão de obra e elevando o Produto Interno Bruto (PIB). Mas a decisão de suspender investimentos agora vai impactar não apenas este ano, como os demais, já que se tratam de obras de longa maturação. Na lista de investidores que resolveram frear os projetos estão grandes companhias, como Usiminas, Gerdau, Suzano, Dow Química e Vale.

Lula se encontra com Chávez em Salvador nesta terça-feira

O presidente Lula se encontra na terça-feira, em Salvador, com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, para discutir temas como o novo momento do diálogo entre a América Latina e os Estados Unidos e as perspectivas de adesão da Venezuela ao Mercosul. A Venezuela tem enfrentado resistência de parlamentares brasileiros em aprovar seu ingresso no Mercosul. Primeiro, a resistência se deu na Câmara dos Deputados, que acabou por aceitar o país no bloco. Agora, as discussões ocorrem no Senado Federal, na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, onde também há posicionamentos contrários. Se aprovado pela comissão, o protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul segue para votação no plenário da casa.

PT vai retomar ''satanização'' das privatizações

A oposição teve na semana passada uma amostra do que vai ter de enfrentar na campanha eleitoral do próximo ano, na sucessão do presidente Lula. O governo e o PT vão ressuscitar o discurso da "satanização" das privatizações e colar nos candidatos do PSDB e do DEM a pecha de "neoliberais". A estratégia foi adotada abertamente pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e pelos sindicatos e ongs petistas, a pretexto de combater a CPI da Petrobrás e defender a estatal do petróleo. Até hoje, PSDB e DEM não souberam enfrentar essa estratégia.

Governo Lula vai regularizar área igual à França na Amazônia

O governo Lula vai transferir 13% de terras da União localizadas na Amazônia Legal. São 674 mil quilômetros quadrados, uma área igual a da França. Pelo menos metade dessa área, de 340 mil quilômetros quadrados, vai para particulares, apesar de o governo não saber quem a ocupa nem se essa ocupação foi pacífica ou de má-fé. Os outros 334 quilômetros quadrados, uma área maior do que a Polônia, estão divididos oficialmente em 196 mil posses registradas no Incra, das quais cerca de 10% apenas são legais. Mas o próprio governo acredita que esse número é muito maior. “Achamos que vamos a 300 mil posses”, diz Carlos Guedes de Guedes, coordenador do programa Terra Legal, do Ministério do Desenvolvimento Agrário. O Terra Legal é a divisão do MDA responsável por colocar em prática um dos textos mais polêmicos em discussão hoje no Congresso: a Medida Provisória 458/2009, que dispõe sobre a regularização fundiária da Amazônia Legal.

Ministro árabe avisa que petróleo pode subir para US$ 75,00

O petróleo pode subir para US$ 75,00 por barril, mas para que os preços se mantenham em um intervalo de US$ 70,00 a US$ 80,00 a demanda global precisa melhorar, assim como a situação dos mercados financeiros, afirmou o ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, durante reunião de ministros da Energia do G-8 e também de outros países em Roma. Atualmente, os preços estão em torno de US$ 60,00 por barril. De acordo com o ministro, é importante manter as cotações entre US$ 70,00 e US$ 80,00 porque isso favoreceria a economia mundial. Para o ministro do Petróleo da Argélia, Chakib Khelil, é possível que o petróleo atinja US$ 70,00 por barril apenas no próximo ano, já que, segundo ele, a recente alta dos preços não está conectada com fundamentos.

Roseana se licencia do governo nesta semana para fazer cirurgia


A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), deve ser submetida no dia 2 de junho a uma cirurgia para retirada de um aneurisma cerebral, descoberto em novembro do ano passado, durante exames de rotina. Antes de se licenciar, a governadora viaja para Brasília, na quarta-feira, onde terá uma audiência com o presidente Lula. De Brasília, Roseana seguirá direto para São Paulo, onde passará por exames para realizar a cirurgia um dia após seu aniversário de 56 anos. A expectativa é de que a licença seja por um mês, mas dependerá da avaliação médica após a cirurgia. Durante o período de licença, o vice-governador João Alberto (PMDB) assumirá o Executivo estadual.

Receita Videversus – A chef de cuisine Simone Nejar ensina a fazer o pão do Outback


Quem já fez uma refeição nos restaurantes Outback certamente lembra com prazer do pão quentinho, adocicado e com cheirinho de mel, acompanhado de uma deliciosa manteiga aerada. E como eu não posso simplesmente provar um prato gostoso e sair do restaurante sem a receita, é claro que eu estou há algum tempo tentando decifrar os ingredientes, já que a receita é considerada um grande segredo. Mas eu adoro desafios... e não desisto! O Outback é inspirado na cozinha australiana. O território conhecido por Outback é o que nós chamaríamos de sertão da Austrália, uma região em grande parte árida, com curtos períodos de chuvas intensas e que abastecem lençóis freáticos que, acessados por poços artesianos, saciam a sede de imensas manadas de bois e ovelhas. O pão a que me refiro seria uma receita dos “Bushmen” do Outback. Bushmen designa tanto os aborígenes da Austrália (abos) como os “Stockmen”, caubóis australianos. Contudo, óbvio que este pão poderia ser produzido nas sedes das estâncias australianas, porque os vaqueiros e aborígenes comem um pão muito mais simples, o “damper” - mistura de farinha com água, sal e fermento, jogada sobre as cinzas da fogueira ou em uma panela pousada no braseiro. A receita do Outback, teoricamente, é secreta. Achei muitas receitas que dizem ser de um pão igual, mas a que trago, hoje, aperfeiçoada, segundo o meu paladar, foi a única que gerou um pão similar àquele. As outras continham produtos como corantes ou cacau em pó, que não se coadunam com um prato típico do sertão australiano. O fato de usar melado é um indicativo de seriedade na reprodução de uma comida étnica de um povo desbravador que tinha de consumir produtos que suprissem vitaminas, a fim de evitar o escorbuto nas longas marchas por terras desertas. Eu fiz esta receita na máquina de pão. Regulei para apenas amassar, mas você pode misturar os ingredientes e sovar à mão. Vamos colocar numa tigela ou na máquina uma xícara e meia de água morna, duas colheres de sopa de mel, 3 colheres de sopa de fermento granulado para pão, meia xícara de melado de cana, uma colher de sopa de sal, duas colheres de sopa de óleo vegetal, duas xícaras rasas de farinha de centeio e duas xícaras rasas de farinha de trigo. Para polvilhar, vamos precisar de um pouco de farinha de milho fina (fubá). Misturamos todos os ingredientes da massa, sovando à mão ou na máquina, e deixamos crescer por uma hora em local longe de correntes de ar, numa tigela coberta por um saco plástico. A massa fica meio mole. O pão vai crescer mesmo é dentro do forno. Preaquecemos o forno a 200ºC. Untamos uma forma de bolo inglês e colocamos a massa do pão, polvilhando com farinha de milho fina. Levamos ao forno baixo – 180º - por uns 35 a 40 minutos, para que cozinhe bem. Quanto ao sabor, fica idêntico. Para acompanhar, manteiga aerada. Deixamos a manteiga à temperatura ambiente e a batemos bem com um “fouet”, para que fique aerada. Servimos com o pão quentinho. Ótima semana pra você!

Dica Videversus para um café supercremoso

Bata na batedeira 50 g de café solúvel, uma xícara e meia de água fervente e quatro xícaras de açúcar por 10 minutos. Coloque um pano por cima da batedeira para não espirrar líquido para fora da tigela. Coloque numa vasilha e leve ao freezer. Não ficará congelado. Na hora que desejar, retire porções com uma colher, duas ou três colheres, complete com leite e aqueça no microondas. Fica bem cremoso. Se quiser, polvilhe canela.

Alckmin fortalece sua pré-candidatura no Interior

O secretário estadual de Desenvolvimento de São Paulo, Geraldo Alckmin, decidiu intensificar seu ritmo de visitas ao interior paulista como antídoto ao fortalecimento da pré-candidatura a governador de Aloysio Nunes Ferreira, seu colega da Casa Civil, na disputa interna do PSDB, caso José Serra concorra ao Palácio do Planalto no próximo ano. Mesmo ocupando a liderança das pesquisas de intenção de voto e há quatro meses no comando da secretaria, Alckmin está longe de quebrar a resistência dos grupos do governador Serra e do prefeito Gilberto Kassab (DEM) ao seu projeto de voltar a comandar o Estado.

Evo Morales dá a camponeses terras confiscadas de ex-presidente boliviano

O presidente da Bolívia, Evo Morales, entregou a camponeses do norte do Departamento de La Paz, no sábado, terrenos baldios confiscados do ex-presidente Gonzalo Sánchez de Lozada (1993-1997 e 2002-2003). Evo Morales entregou aos descendentes de africanos que moram na região cocaleira de Yungas quase 500 hectares que o Instituto Nacional para a Reforma Agrária expropriou de Sánchez de Lozada supostamente porque não cumpriam a exigência legal da "função econômica e social". O presidente disse estar convencido de que as "terras agora serão altamente produtivas", antecipando que "em breve" serão expropriadas mais terras "que não estejam cumprindo uma função produtiva". Morales, antes de chegar ao poder em 2006, foi um dos mais ferrenhos opositores das políticas liberais de Sánchez de Lozada, que terminou renunciando após uma onda de protestos impulsionada pelo atual presidente. Na última segunda-feira, a Suprema Corte de Justiça da Bolívia começou a julgar o ex-presidente Gonzalo Sánchez e mais 16 membros de seu gabinete pela morte de 67 pessoas durante a repressão militar de uma série de protestos sociais antigovernamentais em 2003. Foi decretada a captura de seis ex-ministros que estão no Peru, nos Estados Unidos e na Espanha.

Laudo do IML descarta uso de drogas por Carli Filho

O Instituto Médico-Legal (IML), em Curitiba, divulgou na noite de sexta-feira o exame toxicológico realizado na amostra de sangue do deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho (PSB), o qual apontou que não há vestígios de anfetaminas ou cocaína no material analisado. O parlamentar se envolveu num acidente automobilístico na madrugada do dia 7 de maio, em Curitiba, no qual dois jovens morreram: Gilmar Rafael de Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida. O sangue examinado pelo IML foi coletado pelo Hospital Evangélico. Com relação ao laudo do exame de dosagem alcoólica, o exame do IML apontou que o sangue de Carli Filho tinha 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue analisado, o que permite concluir que ele bebeu muito na noite do acidente.

PSDB vai tentar barrar bônus para servidores do Dnit

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, deputado federal José Aníbal (SP), disse na sexta-feira que vai trabalhar pela rejeição do projeto de lei que cria um bônus anual e especial para os servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit). A medida alcançará 2.947 servidores ativos e terá um impacto de R$ 55,9 milhões no orçamento de 2010. Na opinião do deputado federal José Aníbal, o bônus é para premiar a falta de resultados do órgão. O governo resolveu criar um projeto de lei oferecendo um bônus anual especial aos servidores com o objetivo de acelerar as obras do PAC. Para merecer o bônus, o funcionário terá de cumprir metas fixadas pelo órgão. O prêmio vai de R$ 6,4 mil a R$ 48,9 mil, e o pagamento está previsto para junho de 2010.

Cuba adota racionamento de energia

As autoridades cubanas adotaram na sexta-feira o racionamento de energia em fábricas e repartições públicas, para reduzir em 12% o consumo de eletricidade entre junho e dezembro, 51 anos depois da revolução que instalou uma ditadura comunista dinástica na ilha caribenha, dominada pelos tirânicos irmãos Castro (Fidel e Raul). "Nosso país não pode gastar mais combustível do que o planejado para a geração de eletricidade e se for mantido o atual nível, haverá um gasto adicional de 225 mil toneladas de combustível, com o custo de 100 milhões de dólares”, advertiu o vice-presidente e ministro da Economia, Manuel Murillo. Ele destacou que a economia nacional não tem condições de suportar esta carga adicional. Cuba gasta cerca de 2,6 milhões de dólares por dia com a geração de energia, que procede, em 98%, de termelétricas que consumem petróleo.

Ministro Mangabeira Unger quer Petrobras contra cartel de fertilizantes


A independência do Brasil na área de fertilizantes agrícolas precisa ser conquistada rapidamente, mesmo que isso exija intervenção estatal, com a criação de uma empresa para suprir o setor, disse o ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Roberto Mangabeira Unger, no encerramento do 5º Congresso Brasileiro de Soja, na sexta-feira, em Goiânia. “O Brasil tem que quebrar o cartel mundial dos fertilizantes, se necessário por uma ação do Estado. Não há razão para o Brasil manter essa dependência ruinosa. Uma possibilidade é o governo pedir à Petrobras que constitua uma subsidiária para atuar nesse ramo. Outra possibilidade seria construir uma empresa pública nova. Outra hipótese é trabalhar com vizinhos sul-americanos”, sugeriu Mangabeira Unger. No projeto de tornar o Brasil autossuficiente em fertilizantes, Mangabeira Unger tem um aliado: o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, que há um mês lançou as linhas gerais do Plano Nacional de Fertilizantes. A meta é erradicar, em 10 anos, a dependência do fornecimento internacional de fósforo, nitrogênio e potássio. Atualmente, o Brasil consome 24,6 milhões de toneladas de fertilizantes por ano, e produz apenas 8,8 milhões de toneladas.

Delegado federal fundamentalista Protógenes Queiroz assina ficha no PDT


O delegado federal Protógenes Queiroz assinou ficha de filiação no PDT de São Paulo. A confirmação foi feita na sexta-feira pelo presidente estadual do PDT em São Paulo, e secretário-geral do partido, Manoel Dias. Protógenes Queiroz, que ganhou notoriedade ao comandar a Operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, aparece como uma entidade ética e já era apontado até como candidato à presidência da República pelo PSOL. A assinatura da filiação foi em São Paulo, Estado pelo qual pretende concorrer a deputado federal no próximo ano. Protógenes está para ser expulso da Polícia Federal. Ele vai concorrer pelo partido que teve sua principal liderança em São Paulo, o deputado federal Paulinho da Força Sindical, investigado pela Polícia Federal.