terça-feira, 29 de setembro de 2009

A CRISE HONDURENHA DESENHADA EM 16 FATOS. NÃO SE DEIXE ENROLAR!

O jornalista Reinaldo Azevedo, editor do blog http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/, abrigado no site da revista Veja, escreveu e postou nesta terça-feira um artigo definitivo sobre a questão de Honduras, que derruba todas as alegações de bolivarianos como Hugo Chávez, Lula, o PT e fascistas esquerdóides de todos os desenhos na América Latina, explica por A + B a situação hondurenha, porque o governo de Roberto Micheletti é legítimo, e como é um desastre a posição adotada pelo Brasil lulista na questão. Leia esse artigo exemplar e, por favor, copie e divulgue entre seus amigos e conhecidos, para que, juntos, tentemos eliminar um pouco da burrice que assola nosso querido País. A seguir: “Às vezes, é preciso desenhar. Então vamos desenhar. Comecemos com uma questão bastante geral, que vale para Honduras, para o Brasil e para qualquer país: pode-se não gostar da Constituição que existe, mas sempre existirá uma. A questão é saber se ela foi votada num regime autoritário ou democrático; se a legitimidade está de braços com a legalidade. No caso hondurenho, ainda que se possa fazer pouco do texto constitucional e lhe atribuir exotismos - a brasileira está cheia de esquisitices -, foi escrita num regime de liberdades plenas e vinha garantindo a estabilidade do país, com sucessões democráticas, desde 1982. Se tinha tal e qual objetivo, se buscava amarrar o país a esta ou àquela configuração de poder, pouco importa. Também sobre o Texto brasileiro ou americano se podem fazer as mais variadas especulações. O PT se negou a participar do ato puramente formal de homologação da Carta porque considerou que ela buscava alijar os trabalhadores do poder ou qualquer bobagem do gênero. Assim, consolida-se o…
…FATO NÚMERO UM - a Constituição de Honduras foi democraticamente instituída. E, neste meu desenho em palavras, isso nos remete imediatamente ao…
…FATO NÚMERO DOIS - a Constituição de Honduras tem um artigo, o 239, cuja redação muita gente considera curiosa, um tanto amalucada e, querem alguns, contrária a alguns bons princípios do direito. Pode ser. A Constituição brasileira tabelava os juros, por exemplo. Na reforma constitucional, o artigo caiu em razão de uma emenda supressiva proposta pelo então senador José Serra. Voltemos à Constituição hondurenha. Estabelece o artigo 239:
“O cidadão que tenha desempenhado a titularidade do Poder Executivo não poderá ser presidente ou indicado. Quem transgredir essa disposição ou propuser a sua reforma, assim como aqueles que o apoiarem direta ou indiretamente, perderão imediatamente seus respectivos cargos e ficarão inabilitados por dez anos para o exercício de qualquer função pública”.
No original, está escrito “cesarán de inmediato en el desempeño de sus respectivos cargos”. Também em espanhol, “de imediato” quer dizer “de imediato”.
A tal consulta que Manuel Zelaya queria fazer violava abertamente este artigo. E isso nos remete ao…
…FATO NÚMERO TRÊS - é falso, e o arquivo da imprensa hondurenha está disponível na Internet, que Zelaya mal teve a idéia, e já lhe foram lá tomar o cargo. Eu diria até que o processo político foi mais compreensivo com ele do que o artigo 239. O que fizeram os que se opunham a ele, incluindo membros de seu próprio partido? Recorreram à Justiça, acusando a sua consulta de violar justamente o dito artigo 239. E isso nos remete ao…
…FATO NÚMERO QUATRO - este é freqüentemente omitido na argumentação. Cabe aqui lembrar o que diz o Artigo 184:
Las Leyes podrán ser declaradas inconstitucionales por razón de forma o de contenido. A la Corte Suprema de Justicia le compete el conocimiento y la resolución originaria y exclusiva en la materia y deberá pronunciarse con los requisitos de las sentencias definitivas.
Então vamos chegar ao…
…FATO NÚMERO CINCO - a Corte Suprema de Justiça considerou a consulta INCONSTITUCIONAL. E todos aqueles, pois, que se envolvessem com a sua realização estariam incorrendo numa ilegalidade. Assim, chegamos ao…
…FATO NÚMERO SEIS - é o mais importante da história toda. Manuel Zelaya desconsiderou a decisão da Justiça e deu ordens ao Exército para que seguisse adiante com o plebiscito, já que a Força era a responsável pela realização da consulta. Notem bem: se o Exército tivesse sido obediente às ordens de Zelaya, o chefe do Executivo estaria tomando decisões contrárias à vontade do Congresso e à decisão da Justiça. ERA O GOLPE, O VERDADEIRO GOLPE. Assim, estamos diante do…
…FATO NÚMERO SETE - Zelaya organizou seus bate-paus do sindicalismo para surrupiar as urnas que estavam nos quartéis (conforme o plano original) e realizar a tal consulta ao arrepio do Congresso, da Justiça e das Forças Armadas. Mas o que têm as Forças Armadas com isso? Exercem em Honduras o mesmo papel Constitucional que exercem no Brasil. E isso nos remete ao…
…FATO NÚMERO OITO - as Forças Armadas de Honduras, como no Brasil, são garantidoras da ordem constitucional caso ela seja ameaçada, conforme reza o artigo 272, a saber:
Las Fuerzas Armadas de Honduras, son una Institución Nacional de carácter permanente, esencialmente profesional, apolítica, obediente y no deliberante. Se constituyen para defender la integridad territorial y la soberanía de la República, mantener la paz, el orden público y el imperio de la Constitución, los principios de libre sufragio y la alternabilidad en el ejercicio de la Presidencia de la República.
Chegamos, então, ao…
…FATO NÚMERO NOVE - a Corte Suprema entendeu - e lhe cabe interpretar a Constituição, se esta já não fosse bastante explícita - que a deposição de Zelaya foi automática. O artigo 272 confere às Forças Armadas, na prática, o papel de executoras da medida. Seguindo ainda outros dispositivos constitucionais, Roberto Micheletti assumiu, legal e legitimamente, a Presidência da República, com o apoio da Justiça e do Congresso. E vamos ao…
…FATO NÚMERO DEZ - Quando Zelaya deixou o país - forçado, como ele diz; ou numa negociação, como muitos asseveram -, já não era mais o presidente. E não é uma questão de gosto ou ponto de vista afirmar se era ou não. O texto constitucional que regula a vida hondurenha - assim como o do Brasil regula a nosso, com ou sem despautérios - deixa claro que não era. Não era mais porque o Artigo 239 fala da deposição “de imediato”. Não era mais porque a Corte Suprema, interpretando a Constituição, formalizou a sua destituição. Note-se que esse processo levou tempo. Zelaya sabia que caminhava para um confronto com o Congresso e com Justiça. Bom bolivariano aprendiz, tentou dividir as Forças Armadas. E chegamos, então, ao…
…FATO NÚMERO ONZE - O que aconteceu em Honduras foi, óbvia e claramente, um contragolpe. Se o Exército tivesse obedecido às ordens de Zelaya ou se a consulta tivesse se realizado contra a decisão da Corte Suprema e sob o olhar cúmplice das Forças Armadas, o golpe teria sido dado por ele. E POUCO IMPORTA SE ELE TERIA OU NÃO CONDIÇÕES OU TEMPO DE SE REELEGER. ISSO É ABSOLUTAMENTE IRRELEVANTE. Caminhemos para o…
…FATO NÚMERO DOZE - Zelaya “foi retirado do país de pijama, e isso é inaceitável”. Pode ser, mas, por si, não caracteriza golpe. Zelaya, àquela altura, era um ex-presidente que havia atentado contra a lei máxima do Estado hondurenho pelo menos três vezes: - quando quis fazer a consulta:
- quando deu uma ordem ilegal ao Exército;
- quando decidiu fazer a sua consulta na marra.
Jamais deveria ter sido tirado do país, à força ou não. Deveria ter ficado para responder por seus crimes, mas não mais como presidente da República, que esta condição ele já tinha perdido quando:
a - propôs a consulta contra o artigo 239 - mas foi tolerado;
b - quando deu reiteradas ordens contra a decisão da Justiça.
Ter sido eventualmente vítima de uma decisão arbitrária (tenho fontes muito boas que me asseguram que ele pediu para sair, mas isso é irrelevante) pede, pois, a punição daqueles que cometeram a arbitrariedade. Mas isso não significa recondução ao poder de um presidente que, não bastasse a autodestituição, foi cassado pela Corte Suprema de um país, reitero, DEMOCRÁTICO. Estamos às portas do…
…FATO NÚMERO TREZE - Não existe processo de impeachment na Constituição de Honduras. Por mais que muitos estranhem em tempos ditos globalizados, países têm as suas próprias leis. Pode-se achar que o Artigo 239 é um atentado a este ou àquele princípio, mas Constituições não são universais. De toda sorte, grife-se, houve, sim, o devido processo legal que resultou na deposição - não na saída do país - de Manuel Zelaya. Ele não deixou para trás o cargo de presidente quando foi tirado de Honduras. Foi tirado do país quando já não tinha mais o cargo de presidente. A ilegalidade (se foi contra a vontade) desse ato não tem o condão de fazer duas coisas:
a - retroagir no tempo, anulando a sua cassação, que já tinha sido decidida pela Corte de Justiça;
b - tornar o golpista vítima do golpe. Ou não era um golpe a tentativa de jogar o Exército contra a Justiça e o Congresso? Assim, vou para o…
…FATO NÚMERO CATORZE - Se ele tentou dar um golpe (duas vezes) e foi impedido pela Justiça e pelas Forças Armadas - com a anuência do Congresso -, os que o contiveram, mantendo a integridade da Constituição, deram foi um contragolpe. Destaco agora o…
…FATO NÚMERO QUINZE - Não me peçam para anuir que, vá lá, golpe foi, ainda que diferente, ainda que necessário, sem que isso torne Zelaya um cara bacana… De jeito nenhum! Achasse eu ter-se tratado de um golpe, estaria defendendo a sua reinstalação no poder. Concluo, pois, no…
…FATO NÚMERO DEZESSEIS - Este já tem a ver com a tese esposada por este blog desde o primeiro dia. As democracias da América Latina - e suas instituições - têm de ficar atentas para o golpe das urnas - ou “absolutismo das urnas”, como chamo. Também entre nós há correntes de “juristas” (com carteirinha do PT, evidentemente) que pretendem instituir a democracia plebiscitária. Temos de contê-los. Honduras foi o primeiro país da América Latina a coibir, com um contragolpe, o golpe bolivariano.
Se a tramóia chavista malograr no país, o chavismo começa a morrer. Se triunfar - e direi em outro post o que chamo “triunfo” -, todos nós estaremos um pouco mais ameaçados do que antes. Os que, com mais ou com menos ênfase, chamam “golpe” o que aconteceu em Honduras estão, por enquanto simbolicamente, pondo em risco a própria liberdade. Honduras é um país pequenino e pobre. Mas decidiu que pretende equacionar seus problemas com democracia. Tomara que consiga. E minha admiração por aqueles que resistem ao cerco bolivariano e dos liberais do miolo mole é imensa.

Polícia Civil gaúcha indicia nove mulheres da Via Campesina

O delegado regional de Sant'Ana do Livramento (RS), Othelo Caiaffo, indiciou nove mulheres da Via Campesina pela invasão da fazenda Tarumã, em Rosário do Sul. As militantes da organização terrorista clandestina são acusadas de formação de quadrilha, invasão de terra com violência, corrupção de menores, tentativa de homicídio, crime contra a segurança nacional e desobediência judicial. Segundo a polícia, o conflito ocorreu durante uma operação de reintegração de posse realizada em março do ano passado pela Brigada Militar. Um policial sofreu um golpe de foice no braço. Na ocasião, as mulheres invadiram a fazenda para protestar contra a exploração da área pela multinacional Stora Enso e para marcar o Dia Internacional da Mulher.

CPI petista aprova convocação de representantes do Detran gaúcho

A CPI petista na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou nesta segunda-feira a convocação dos ex-presidentes do Detran, Sérgio Buchmann e Estella Maris Simon; do secretário adjunto de Administração do Estado, Genilton Macedo Ribeiro, e do atual presidente da autarquia, Sérgio Filomena. Não se sabe o que eles irão falar, porque já houve uma CPI do Detran na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, que não apurou absolutamente nada.

Justiça bloqueia R$ 47 bilhões de contas bancárias em cinco anos

O Conselho Nacional de Justiça divulgou nesta segunda-feira estatísticas que mostram que, em pouco menos de cinco anos, R$ 47,2 bilhões foram bloqueados por juízes de contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas. Os mais de 6 milhões de bloqueios foram feitos por meio do sistema Bacenjud, que permite a retenção de valores para garantir o pagamento de dívidas reconhecidas pela Justiça. O mecanismo operado pelo Banco Central permite que todos os juízes do País, por meio de uma senha, determinem o bloqueio das contas. Segundo o Conselho Nacional de Justiça, a maior parte dos valores retidos se refere a processos cíveis nos quais o pagamento não foi efetuado ou não houve negociação.

Venda de aviões à Argentina pelo BNDES não está contratada

O BNDES informou que não existe ainda contrato de financiamento para a venda de 20 aeronaves da Embraer para a estatal Aerolíneas Argentinas e a operação e seus preços "estão em negociação". O jornal argentino "La Nación" levanta suspeita de superfaturamento no acordo de venda dos aviões. Segundo o banco, em julho foi assinada uma carta de intenções de compra dos 20 aviões pela Aerolíneas Argentinas, mas os preços ainda não foram definidos. De acordo com o jornal, os 20 aviões modelo E190AR vão custar US$ 698 milhões, dos quais 85% serão financiados pelo BNDES e 15% pelo governo da Argentina. O empréstimo à exportação do BNDES financia até 85% dos aviões vendidos, mas não financia serviços como capacitação técnica para manutenção das aeronaves e instrução de pilotos.

Estados Unidos indiciam terroristas das Farc por sequestro

Dois homens apontados por autoridades como membros das Farc (organização terrorista e traficante de cocaína) foram indiciados nos Estados Unidos pelo sequestro de um cidadão norte-americano e por conspiração para apoiar uma organização terrorista, disseram promotores dos Estados Unidos nesta segunda-feira. Luis Fernando Mora-Pestana e Julio Enrique Lemos-Moreno foram descritos pelos promotores como chefes da 57ª frente das Farc, que segundo as autoridades traficam cocaína e sequestram turistas estrangeiros para pedir resgate. Ambos continuam foragidos. Dez outros suspeitos foram citados em uma série de indiciamentos. O cidadão norte-americano foi sequestrado em abril de 2008 no bairro de Costa Del Este, na Cidade do Panamá, e libertado em fevereiro de 2009, depois que um parente pagou o resgate. Os promotores decidiram não identificar a vítima. A acusação de conspiração para fornecer apoio material às Farc está vinculada a um tiroteio com a polícia marítima panamenha em 2008. "Este grupo de guerrilheiros sequestrou um cidadão dos Estados Unidos, adquiriu armas e explosivos e traficou cocaína para abastecer as atividades terroristas das Farc", disse o procurador federal encarregado do Distrito Sul de Nova York, Preet Bhahara, em nota. Dos 12 indiciados, só dois já foram detidos.

Sarney diz que embaixada brasileira virou comitê político

O presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), admitiu nesta segunda-feira que a presença do presidente deposto Manuel Zelaya e de cerca de seus 60 apoiadores na embaixada brasileira em Teguciglapa, capital de Honduras, é um episódio ruim: “Eu acho que direito de asilo ao presidente deposto Manuel Zelaya o Brasil devia dar. Não podia deixar de dar. Mas, o que está havendo agora, eu reconheço, é um certo exagero em ocupação da Embaixada, de transformar a Embaixada em um comitê político. Esse abuso não é bom nem para o Zelaya e para o Brasil. A Embaixada brasileira tem que zelar pelas leis que marcam o asilo e não se meter em assuntos internos dos países”.

Estados Unidos dizem que retorno do golpista Manuel Zelaya foi 'irresponsável'

A volta clandestina do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ao país foi "irresponsável" e não serve aos interesses do povo, disse nesta segunda-feira o representante norte-americano na OEA (Organização dos Estados Americanos), Lewis Anselem. Ele fez as declarações durante reunião extraordinária do Conselho Permanente da organização. "Os que facilitaram a volta de Zelaya têm uma especial responsabilidade para prevenir a violência e garantir o bem-estar do povo hondurenho", disse Anselem, sem detalhar. Na semana passada, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, havia dito esperar que a volta de Zelaya pudesse ser uma "ocasião" para o reinício das negociações. Obviamente, a fala de Anselem significa uma meia curva da posição norte-americano sobre a questão de Honduras.

Embaixada da Venezuela no Brasil vira palanque

O Brasil está mesmo virando a casa da mãe Joana para todos os bolivarianos. No início da semana passada, os chefes de escritórios dos Estados em Brasília receberam o seguinte ofício assinado por Carlos do Patrocínio Silveira, presidente do Fórum Nacional dos Representantes dos Estados e secretário de representação do governo do Estado do Tocantins: "Senhor Representante, Informamos a Vossa Excelência que o embaixador da Venezuela, Júlio Garcia Montoya, convidou para participar de uma reunião no dia 24 de setembro de 2009, quinta –feira, às 16h. Se não puder comparecer, pode indicar um Assessor. O local da reunião é na sede da Embaixada da Venezuela - SES – Av. das Nações, quadra 803 – Lote 03 – Brasília /DF. Por gentileza, queira confirmar presença pelos telefones (61) 3225 – 7702/ 3224 – 5716 com Dolores, Márcia, Eliana e Lilian." Um dos chefes de escritório telefonou para a embaixada, interessado em saber qual seria a pauta do encontro. Disseram que não havia pauta. Compareceram cerca de 30 pessoas - a maioria, assessores dos chefes de escritórios. Para espanto delas, o embaixador fez uma “palestra-denúncia” sobre “A instalação de bases militares, navais e aéreas estado-unidenses na Colômbia e suas implicações como ameaça à paz, estabilidade e soberania da região”. Projetou gráficos e tabelas. Foi contundente em dizer que o novo acordo firmado pelos Estados Unidos com a Colômbia não se limita a ao combate ao narcotráfico, mas faz parte de “uma estratégia de dominação territorial, controle por parte do império americano dos recursos hídricos e de rotas marítimas e de destruição do processo de integração da América Latina”. Apresentou também um mapa mundi onde estavam assinaladas todas as bases militares americanas. A palestra durou cerca de 15 minutos no auditório da embaixada. Depois foi oferecido um coquetel. E o embaixador presenteou cada um dos seus convidados com um exemplar do livro “Pequena Veneza”, publicado pela construtora Odebrecht. Isso é atividade diplomática ou pura peroração ideológica de baixo nível?

Deputado federal petista vai ao Supremo contra o seu partido

O deputado federal petista Luiz Bassuma (PT-BA) perdeu no último dia 17, pelo período de um ano, todos os seus direitos partidários. Não pode mais exercer seu mandato de forma plena, não pode participar de comissões da Câmara dos Deputados ou se pronunciar em nome do PT. Não pode sequer votar ou ser votado nas instâncias partidárias, o que inviabiliza sua participação nas eleições de 2010. A decisão foi tomada pelo Diretório Nacional do PT, que não aceitou o engajamento de Bassuma na luta contra o aborto. Desde 2007 o PT apóia a interrupção da gravidez. Bassuma fez da luta contra o aborto sua bandeira e disse que não se renderia ao partido. Punido, garantiu que não vai deixar o PT para disputar a reeleição em outra sigla. Vai ingressar com ação no Supremo Tribunal Federal para tentar reverter a decisão e evitar que o PT “perca sua alma”. “Vou ganhar no Supremo e manter minhas convicções pessoais. Acho que o julgamento vai ser bom não só para mim, mas para todos que não abrem mão de questões de foro íntimo, nem mesmo pelo seu partido”, disse ele. Luiz Bassuma conta que está há 15 anos no PT e sempre lutou contra o aborto: “Essa é uma de minhas principais bandeiras. Só que em 2007 o PT mudou. Passou a defender o aborto. Eu, naquela hora, disse que não poderia defender isso. Em 2008 colhi assinaturas e apresentei a CPI do Aborto, que só não é instalada porque o PT se recusa a nomear seus representantes. Então uma grupo de mulheres do PT me denunciou no Conselho de Ética e acabei punido”. Luiz Bassuma diz que só não foi expulso do partido porque são necessários 38 votos no Diretório para expulsar e faltaram três: “Por isso sugeriram a suspensão de um ano, e com 54 votos favoráveis ela foi aceita. Soube que o presidente do partido, Ricardo Berzoini, achou melhor assim. Não queriam me transformar no mártir da luta pela vida”. Luiz Bassuma completa: “Quando me puniram acharam que eu iria sair correndo para outro partido. Pediriam então meu mandato na Justiça. Mas não vou fazer isso. Vou ficar no PT e vou ao Supremo Tribunal Federal tentar reverter a decisão do Diretório que considero autoritária. A Constituição diz que ninguém será privado de direitos por defender questões filosóficas, religiosas ou políticas. Vou ganhar no Supremo e manter minhas convicções pessoais. Acho que o julgamento vai ser bom não só para mim, mas para todos que não abrem mão de questões de foro íntimo, nem mesmo pelo seu partido”. Essa vai ser uma briga interessante, porque demonstrará como o PT agride a constituição brasileira em sua vida partidária interna. Enquanto isso, o deputado Luiz Bassuma está andando com uma bandana escrito “censurado”.

Marco Aurélio “Top Top” Garcia lamenta a “moleza internacional” sobre Honduras

A pressão internacional sobre o governo de facto de Honduras, que derrubou o presidente, o golpista Manuel Zelaya, ainda não foi "suficientemente forte" para resolver a grave crise no país, disse nesta segunda-feira o assessor especial da Presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio “Top Top” Garcia. "Espero que avance um pouco mais ou na direção que os golpistas aceitem uma nova conversa com a OEA, ou a comunidade internacional aumente a pressão", disse o gênio diplomático bolivariano. Nesta segunda-feira, o embaixador dos EUA na Organização dos Estados Americanos (OEA), Lewis Anselem, criticou Zelaya por seu retorno "irresponsável e tolo" ao país antes que fosse fechado um acordo para a crise política. Para Garcia, a crítica de Anselem é "ruim" e mostra o "caráter ambíguo da diplomacia norte-americana”. Que tal o bolivariano, hein?!!!

OAB é contra PEC dos Cartórios

O Conselho Federal da OAB decidiu, em sessão plenária, manifestar sua contrariedade à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 471, de 2005, que dá nova redação ao parágrafo terceiro do artigo 236 da Constituição, tornando possível a efetivação, sem concurso público, de tabeliães substitutos em cartórios, na maioria das vezes filhos de tabeliães titulares, designados provisoriamente pela Justiça. No entendimento da entidade, que examinou a matéria sob a condução do presidente nacional da OAB, Cezar Britto, a PEC é inconstitucional, pois viola a norma geral que disciplina o ingresso no serviço público.

Banco Mundial diz que dólar pode perder status

Pedindo um esforço coordenado para reequilibrar a economia global e a estrutura de poder, o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, afirmou nesta segunda-feira que o dólar pode cada vez mais perder seu status de moeda de reserva dominante em um mundo multipolar. Em texto preparado para discurso sobre as causas e implicações da crise, Zoellick disse que o dólar continuaria sendo uma "moeda importante", mas que provavelmente enfrentaria competição como moeda de reserva. “Os Estados Unidos estariam errados em tomar como certo a posição do dólar como moeda de reserva predominante do mundo”, disse Zoellick à Escola Paul H. Nitze de Estudos Internacionais Avançados, da Universidade Johns Hopkins. Em seu comentário mais forte, Zoellick afirmou que, "olhando adiante, haverá cada vez mais opções ao dólar". A China e a Rússia têm liderado os pedidos por uma moeda de reserva alternativa ao dólar, enxergando os Estados Unidos como a causa da crise. Os países também estão preocupados com os elevados níveis de dívida dos Estados Unidos, que tornam o sistema monetário global ainda mais vulnerável. Zoellick disse ainda que o futuro do dólar estará ligado à capacidade dos Estados Unidos de reduzir a carga de dívida sem provocar inflação, ao mesmo tempo que um sistema financeiro e um setor privado saudáveis sejam restabelecidos.

Senadores retiram apoio à proposta que transfere servidor para reduto eleitoral

Os senadores Osmar Dias (PDT-PR) e Raimundo Colombo (DEM-SC) decidiram nesta segunda-feira retirar o apoio à proposta, aprovada pela Mesa Diretora do Senado, que permite aos líderes partidários e à cúpula da Casa empregar servidores da instituição em seus gabinetes nos Estados. Os dois parlamentares decidiram recuar depois que outros líderes voltaram atrás no apoio à medida. "O que eu assinei foi um requerimento para permitir que servidores da liderança pudessem atender líderes nos Estados. Não sendo unanimidade, eu não mantenho o apoio", afirmou Osmar Dias. Raimundo Colombo disse que também voltou atrás no apoio à medida depois de ser informado de que alguns líderes não concordavam com a mudança. Colombo, líder da minoria no Senado, e Dias, que lidera o PDT, sustentam que só apoiaram a mudança porque foram informados de que todos os líderes apoiavam o requerimento.

Dilma Rousseff diz que não vai falar de possíveis adversários de 2010

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), candidata petista à Presidência da República, evitou nesta segunda-feira falar sobre o cenário da disputa eleitoral. Questionada se comentaria a situação de seus principais adversários nas pesquisas de intenção de voto, a ministra desconversou. "Eu não costumo falar das pessoas", afirmou. Apesar da resistência em falar do desempenho do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o deputado federal Ciro Gomes (PSB), a candidata petista sinalizou que está pronta para assumir sua candidatura. O incentivo é o fim do tratamento contra um câncer: "O que eu fiquei muito feliz é que eles disseram: olha você agora tem condições totais, sem nenhum cuidado diferente de qualquer outra pessoa tem que ter consigo mesmo, de exercer todas as atividade que você vinha exercendo antes. É interessante eu recuperei minha energia, está na minha cara que eu recuperei a energia. Estou pronta para o que der e vier. Eu não sei para quê, mas estou pronta para tudo. O que aparecer na minha vida vou encarar", disse ela. A “santinha” está pronta para a campanha.

Senado Federal exonera ex-namorado da neta de Sarney

O Senado Federal exonerou nesta segunda-feira o servidor Henrique Dias Bernardes, ex-namorado da neta do presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP). A exoneração, que ocorreu a pedido de Bernardes, foi encaminhada para publicação no BAP (Boletim Administrativo de Pessoal) do Senado Federal desta terça-feira. Bernardes retornou ao trabalho na sexta-feira, após um mês em férias. O ex-servidor foi contratado por meio de um ato secreto para trabalhar na Diretoria Geral da Casa, mas acabou deslocado de função. O responsável do setor que Bernardes trabalha pediu que ele fosse mantido, mas Sarney decidiu pela exoneração para evitar desgastes políticos. Dos 79 atos secretos que nomearam servidores para o Senado, 65 já foram revalidados pela Diretoria Geral do Senado, dos quais 45 foram divulgados.

Estudo diz que Lula é segundo presidente melhor avaliado na América

O presidente bolivariano Lula, com 81% de apoio, é o segundo melhor avaliado entre os líderes da América, segundo uma compilação de pesquisas divulgada nesta segunda-feira pela mexicana CM (Consulta Mitofsky). Na pesquisa, Lula aparece atrás apenas do presidente de El Salvador, Mauricio Funes, que tem 84% de aceitação. Lula aparece uma posição à frente da chefe de Estado do Chile, Michelle Bachelet, que tem 78% de apoio. O grupo de presidentes com maior aceitação é completado pelo panamenho Ricardo Martinelli, com 77%, e o colombiano Álvaro Uribe, com 70%. O norte-americano Barack Hussein está em 9º, com 52% de aprovação.

Marina Silva diz que campanha presidencial foi desencadeada artificialmente por Lula

A senadora Marina Silva (PV-AC) criticou nesta segunda-feira a antecipação do debate sobre a campanha eleitoral de 2010. Segundo ela, a discussão é um prejuízo para a gestão pública porque paralisa o País a cada dois anos, quando acontecem as eleições. "Infelizmente no Brasil nós terminamos a eleição de presidente e governador e já se começa a rediscutir as questões relacionados a prefeito e vereador, e vice-versa. E isso é um prejuízo para a gestão pública. É como se fosse uma paralisia que ataca a cada dois anos no País, e acho que não é correto que a gente antecipe a disputa eleitoral", afirmou a senadora, no Rio de Janeiro, onde recebeu o título de cidadã carioca. Marina disse que os governantes devem aproveitar "ao máximo" o período de uma gestão pública para "fazer aquilo que interessa à sociedade". A senadora também concordou "inteiramente" como presidente estadual do PV no Rio, Alfredo Sirkis, que criticou o fato de o presidente bolivariano Lula ter antecipado a discussão eleitoral.

Petista toma posse como novo articulador político do governo petista bolivariano de Lula

O novo articulador político do governo petista bolivariano, Alexandre Padilha, aproveitou a posse nesta segunda-feira na Secretaria de Relações Institucionais para defender a participação de pessoas jovens em cargos públicos. Aos 38 anos, Padilha disse que a juventude tem capacidade para ocupar espaço na democracia brasileira. Usando metáforas futebolísticas, assim como presidente bolivariano Lula, o novo ministro afirmou ainda que faz parte da "geração lulista". "É uma geração que começou na política e só se juntou na política sobre a liderança do senhor presidente Lula. Parecia aquele jogo de futebol em que as torcidas ficam se digladiando, mas quando toca o hino, todo mundo canta uma música só. Fico honrado em assumir a Secretaria de Relações Institucionais, tenho na verdade, um honrão e divido essa honra com essa geração de lulistas que acompanham o senhor”. Mas não é mesmo um espetáculo? O cara tem um “honrão” de fazer parte do governo do bolivariano Lula. Ele nem se declara partidário, ele se declara “lulista”. Disse tudo..... não precisa mais nada.

Entenda a diferença entre medidas de defesa do Estado e Ditadura em Honduras

A macacada esquerdóide brasileira, que segue cegamente os chefetes bolivarianos Hugo Chávez e Lula, nega-se a ler um documento básico, a Constituição de Honduras, para entender o que acontece no país. E não lêem porque, lendo, ficará explícito que em Honduras, Estado de Exceção é medida prevista dentro do Estado Democrático de Direito. De fato, a situação ficou como o diabo gosta e como os bolivarianos, em associação com Lula e Celso Amorim, planejaram: a intenção sempre foi empurrar Honduras para medidas de exceção, caracterizando um regime ditatorial, coisa que o governo interino não é, e proclamar, então, a vitória moral e intelectual que justificaria ou uma intervenção no país ou a guerra civil. O governo interino editou um decreto que lhe permite proibir protestos públicos, suspender direitos individuais e limitar a liberdade de imprensa. Mas, não é Ditadura. E é fácil de provar. Basta ler o art. 136 da Constituição: “O Presidente da República pode, ouvidos o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, decretar estado de defesa para preservar ou prontamente restabelecer, em locais restritos e determinados, a ordem pública ou a paz social ameaçadas por grave e iminente instabilidade institucional ou atingidas por calamidades de grandes proporções na natureza. § 1º - O decreto que instituir o estado de defesa determinará o tempo de sua duração, especificará as áreas a serem abrangidas e indicará, nos termos e limites da lei, as medidas coercitivas a vigorarem, dentre as seguintes: - restrições aos direitos de: a) reunião, ainda que exercida no seio das associações; b) sigilo de correspondência; c) sigilo de comunicação telegráfica e telefônica; II - ocupação e uso temporário de bens e serviços públicos, na hipótese de calamidade pública, respondendo a União pelos danos e custos decorrentes”. Também é muito conveniente que os esquerdóides leiam o art. 137: “O Presidente da República pode, ouvidos o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, solicitar ao Congresso Nacional autorização para decretar o estado de sítio nos casos de: I - comoção grave de repercussão nacional ou ocorrência de fatos que comprovem a ineficácia de medida tomada durante o estado de defesa; II - declaração de estado de guerra ou resposta a agressão armada estrangeira. Parágrafo único. O Presidente da República, ao solicitar autorização para decretar o estado de sítio ou sua prorrogação, relatará os motivos determinantes do pedido, devendo o Congresso Nacional decidir por maioria absoluta”. E ainda o art. 139: “Na vigência do estado de sítio decretado com fundamento no art. 137, I, só poderão ser tomadas contra as pessoas as seguintes medidas: I - obrigação de permanência em localidade determinada; II - detenção em edifício não destinado a acusados ou condenados por crimes comuns; III - restrições relativas à inviolabilidade da correspondência, ao sigilo das comunicações, à prestação de informações e à liberdade de imprensa, radiodifusão e televisão, na forma da lei; IV - suspensão da liberdade de reunião; V - busca e apreensão em domicílio; VI - intervenção nas empresas de serviços públicos; VII - requisição de bens. Parágrafo único. Não se inclui nas restrições do inciso III a difusão de pronunciamentos de parlamentares efetuados em suas Casas Legislativas, desde que liberada pela respectiva Mesa”. Os que leram até aqui agora terão uma surpresa: pensaram que os artigos acima eram da Constituição de Honduras?!!!! Não, são da Constituição do Brasil. Assim, se o presidente de Honduras, usando a constituição de seu país, instituiu o Estado de Exceção, e por isso levou Honduras à ditadura, então o Brasil também permitiria a ditadura. È uma enorme imbecilidade. O artigo 187 da Constituição de Honduras é, na prática, a versão em espanhol dos artigos citados da Constituição brasileira: “ARTICULO 187.- El ejercicio de los derechos establecidos en los artículos 69, 71, 72, 78, 81, 84, 93, 99 y 103, podrán suspenderse en caso de invasión del territorio nacional, perturbación grave de la paz, de epidemia o de cualquier otra calamidad general, por el Presidente de la República, de acuerdo con el Consejo de Ministros, por medio de un Decreto que contendrá: 1. Los motivos que lo justifiquen; 2. La garantía o garantías que se restrinjan; 3. El territorio que afectará la restricción; y, 4. El tiempo que durará ésta”. Nunca antes nesta América Latrina um país foi esmagado, como está sendo Honduras, porque tomou medidas para manter a sua constituição democrática. Por que isso acontece na época bolivariana? Alguém já parou para pensar sobre isso?
Nelson Jobim admite que não é possível o envio de tropas para Honduras
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, descartou o envio de tropas a Honduras para a defesa da embaixada do Brasil em Tegucigalpa, que permanece cercada por militares do regime de Roberto Micheletti, desde que o presidente deposto do país, o bolivariano golpista Manuel Zelaya, se instalou na representação diplomática como “hóspede oficial”, e faz do local um palanque para promover a insurreição no país. Para o ex-ministro do Supremo, entrar em um país estrangeiro sem declarar guerra “é inviável”, mas enviar tropas “não é possível”. Jobim também acrescentou que o Brasil não tem como impedir que Honduras expulse os diplomatas brasileiros, mas disse esperar que isso não aconteça à força.

PSB deve oferecer lugar de vice de Ciro Gomes ao PDT em 2010

O PSB deve oferecer a vaga de vice na chapa do presidenciável Ciro Gomes (PSB-CE) para o PDT nas eleições de 2010. Um nome cotado para o posto é o do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O senador Renato Casagrande (PSB-ES) admitiu que o partido está analisando o assunto, mas afirmou que nenhuma proposta oficial foi feita à direção do PDT. "Se o PDT desejar essa aliança, é perfeitamente possível e factível o vice ser do PDT”, disse ele. Casagrande disse ainda que, ao falar em PDT, o nome de Lupi aparece naturalmente: "É uma liderança importante, mas não há discussão de nome”.

Transpetro compra aço para construção de navios para Petrobras

A Transpetro, subsidiária da Petrobras na área de transportes e dutos, está fechando a compra de mais 26 mil toneladas de aço para a construção de navios incluídos no Promef (Programa de Modernização e Expansão da Frota da Petrobras). O presidente da estatal, Sérgio Machado, disse nesta segunda-feira que serão mais dois lotes importados da Ásia, sendo 19 mil toneladas oriundas da China e 7 mil toneladas da Coréia do Sul. O Promef prevê a construção de 49 embarcações, que serão utilizadas no apoio à produção da Petrobras. Na primeira fase do projeto, na qual estão sendo construídos 26 navios, os investimentos estimados chegam a US$ 2,4 bilhões. Serão necessárias 680 mil toneladas de aço para a construção dos navios. Até agora, foram compradas 88 mil toneladas. Com a confirmação dessa encomenda, estarão garantidos 114 mil toneladas de aço para os projetos.

Deputados federais adiam viagem para Honduras

Os seis deputados federais brasileiros que esperavam viajar para Honduras nesta terça-feira decidiram adiar o compromisso para amanhã.. A mudança de planos atende a um pedido do presidente do Congresso hondurenho, José Alfredo Saavedra, que está preocupado com o acirramento do clima de tensão nos próximos dois dias. "Conversamos por telefone e Saavedra pediu que déssemos um tempo. Eles estão prevendo uma série de manifestações entre hoje e amanhã", disse o deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE), que coordena a comissão. Jungmann disse que já está com o visto e que teve a garantia do Congresso hondurenho de que a entrada dos deputados será permitida. Há dúvida, no entanto, quanto à autorização de pouso da aeronave da Força Aérea Brasileira. Os deputados discutem a possibilidade de que o avião não tenha permissão para pousar, já que as relações diplomáticas entre Brasil e Honduras estão suspensas, por iniciativa do governo bolivariano de Lula. No domingo, um grupo de diplomatas da OEA (Organização dos Estados Americanos) foi impedido de entrar em Honduras. De acordo com Jungmann, a comissão parlamentar pretende discutir a situação dos brasileiros que vivem em Honduras e que, segundo ele, poderiam sofrer algum tipo de represália. "Vamos procurar algum tipo de compromisso que garanta a segurança dessas pessoas", disse. A estimativa da comissão é de que 10 mil brasileiros estejam vivendo em Honduras.

Na OEA, Estados Unidos dizem que volta de Zelaya a Honduras é irresponsável

Em reunião de emergência da OEA (Organização dos Estados Americanos) sobre a crise em Honduras, o representante norte-americano, Lewis Anselem, afirmou que a volta em segredo do presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, foi irresponsável e não serve aos interesses de seu povo. Zelaya voltou ao país há uma semana, em 21 de setembro, e desde então refugia-se na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. "O retorno do presidente Zelaya a Honduras é irresponsável e não serve nem aos interesses de seu povo nem aos das pessoas que buscam o restabelecimento pacífico da ordem democrática em Honduras", afirmou Anselem no Conselho Permanente da OEA, reunido em sessão extraordinária. "As pessoas que facilitaram o retorno do presidente Zelaya têm uma especial responsabilidade em prevenir a violência e o bem-estar do povo hondurenho", explicou o diplomata, sem dar maiores detalhes.

Senado estende prazo de recadastramento de servidores após baixa adesão

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), primeiro-secretário do Senado, atribuiu nesta segunda-feira à burocracia da Casa Legislativa a demora para que os servidores do Senado façam seu recadastramento na instituição, uma espécie de "censo" que vai contabilizar os servidores da Casa. O Senado havia fixado o prazo para recadastramento até domingo, mas com baixa adesão dos funcionários, o período acabou estendido por mais 15 dias. Apenas 60% dos servidores efetivos e comissionados do Senado efetivaram o recadastramento no site da instituição. Heráclito disse que, além do recadastramento ser um processo demorado, o levantamento precisa não ter lacunas para efetivamente valer na instituição. "Se o recadastramento não for perfeito, não adianta. Há a demora nos gabinetes em enviar os dados também a burocracia administrativa", afirmou ele. O recadastramento dos servidores será feito por meio de formulário eletrônico na internet. A medida foi implementada pela Casa em meio à crise política que atingiu o Senado para atualizar os dados pessoais de cada servidor.

Juiz determina prisão de irmão de Hildebrando Pascoal

O juiz Leandro Gross, do Tribunal de Justiça do Acre, determinou nesta segunda-feira a prisão do irmão de Hildebrando Pascoal, Pedro Pascoal Duarte Pinheiro Neto, também acusado pelo crime da motosserra, um dos mais bárbaros assassinatos da década de 90. Pedro se apresentou no tribunal e foi comunicado da decisão. Ele foi levado ao Quartel da Polícia Militar, no centro de Rio Branco, onde deverá cumprir prisão preventiva. A prisão foi decretada depois que o advogado do acusado, Anderson da Silva Ribeiro, desistiu de fazer a defesa do réu. Segundo o juiz, a conduta de Pedro revela "intenção deliberada de impedir a realização do julgamento, afetando gravemente a possibilidade da instrução processual e a resolução do caso". O acusado estava com dois julgamentos marcados para essa semana. O juiz marcou novas datas para Pedro ser julgado: no dia 3 de novembro, pelo crime da motosserra (morte do mecânico Agilson Santos Firmino, o "Baiano", com tiros na cabeça após sessão de tortura), e no dia 23 de novembro, pelo assassinato de Wilder Firmino, filho de Agilson Firmino. Gross também determinou o prazo de cinco dias úteis para o acusado constituir novo advogado. Após esse prazo, a defesa será exercida pelos defensores públicos que atuam na Vara do Tribunal do Júri.

Ex-presidente Fujimori retorna ao banco dos réus no Peru

O ex-presidente Alberto Fujimori, de 71 anos, que governou o Peru entre 1990 e 2000, retornou nesta segunda-feira ao banco dos réus para enfrentar um quarto julgamento, agora acusado de espionagem telefônica, suborno a congressistas e compra ilegal de meios de comunicação. Extraditado do Chile em setembro de 2007, Fujimori já foi condenado a 25 anos de prisão por violar os direitos humanos e ordenar sequestros. O primeiro caso de violação ocorreu no distrito de Barrios Altos, em 1991. O grupo de extermínio liderado pelo presidente, chamado de Colina, invadiu um churrasco e matou a tiros 15 pessoas, inclusive crianças. Mais tarde, investigações revelaram que o Colina queria matar um grupo de simpatizantes do Sendero Luminoso que estava reunido em outro andar, naquele mesmo prédio. Outro caso ocorreu sete meses mais tarde, em julho de 1992. Na tentativa de prejudicar o Sendero Luminoso, que realizava ataques quase diariamente, o Colina "desapareceu" com nove estudantes e um professor da Universidade La Cantuta. Fujimori ainda foi considerado culpado pelo sequestros de um empresário e de um jornalista, na época, correspondente do jornal espanhol "El País" no Peru, que, em 1992, criticaram o fechamento do Congresso e dos tribunais peruanos. Em seu segundo julgamento, o ex-presidente foi condenado a seis anos de prisão por uma revista ilegal realizada na casa da mulher do ex-chefe de Inteligência, Vladimiro Montesinos, em 2000; e, em seu terceiro, a sete anos de prisão por tentar comprar o silêncio do mesmo Montesinos por US$ 15 milhões, também em 2000.

Nelson Jobim diz que aeroporto Campo de Marte deve mudar devido à passagem do trem-bala

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou na manhã desta segunda-feira que o aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, deve sofrer alterações devido à passagem do trem-bala, que deve ter uma estação subterrânea no local. De acordo com ele, o aeroporto deve se tornar um heliponto. Nelson Jobim também voltou a afirmar que os aeroportos Campo de Marte e de Jacarepaguá não têm características para abrigar vôos comerciais. O trem-bala vai ligar o Rio de Janeiro a Campinas (a 93 quilômetros de São Paulo), e passará pela cidade de São Paulo por um túnel de pelo menos 16 quilômetros, podendo chegar a 25 km conforme o trajeto escolhido. A extensão da atual malha subterrânea do metrô é de apenas 33 quilômetros. O trem custará R$ 34,6 bilhões, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Mercedes admite retorno de Raikkonen à McLaren no Mundial de F-1 em 2010

O diretor da Mercedes-Benz, parceira da equipe McLaren de F-1, Norbert Haug, admitiu nesta segunda-feira que existe a possibilidade de o finlandês Kimi Raikkonen retornar à equipe inglesa na próxima temporada. Raikkonen, que deixou a escuderia em 2006, defende atualmente a Ferrari. Apesar de ter contrato com o time italiano até 2010, o finlandês pode ser substituído por Fernando Alonso para o próximo ano. Caso acerte a volta de Raikkonen, a McLaren deve demitir o finlandês Heikki Kovalainen e teria uma dupla de pilotos formada por dois campeões mundiais. Raikkonen venceu o Mundial de 2007, pela Ferrari, enquanto o inglês Lewis Hamilton é o atual campeão.

Governo de Honduras fecha rádio e TV que apóiam golpista Manuel Zelaya

O governo de Honduras fechou nesta segunda-feira duas das principais emissoras de oposição do país, a rádio Globo e o Canal 36. As duas empresas de comunicação são favoráveis ao presidente deposto pela Suprema Corte, o golpísta Manuel Zelaya. Elas foram fechadas como parte do decreto de domingo que estabeleceu estado de exceção no país por 45 dias, o que é previsto pela Constituição de Honduras, o que permite proibir protestos públicos e suspender liberdade de expressão e de imprensa. Dezenas de soldados do Exército de Honduras invadiram e tiraram do ar na madrugada desta segunda-feira a Rádio Globo. Os militares também fecharam o Canal 36, que estava transmitindo apenas um padrão teste. O decreto do governo, aprovado em Conselho de Ministros, autoriza a polícia e as forças armadas a fecharem quaisquer estações de rádio ou televisão "que não ajustarem sua programação às disposições atuais". O porta-voz do governo interino, Rene Zepeda, confirmou que as duas emissoras foram retiradas do ar pelo decreto que fecha meios de comunicação "que atacam a paz e a ordem pública". "Desmantelaram a rádio, desmantelaram a Constituição da República", disse Andrés Pavón, presidente do Comitê para a Defesa dos Direitos Humanos de Honduras (CODEH). "É uma agressão total, estamos diante de um regime militar", completou ele, em uma versão completamente ideologizada do que verdadeiramente ocorre no país. Honduras não está em um regime militar, está em um regime constitucional pleno, que estabeleceu o estado de exceção que é previsto na Constituição. Estado este que foi imposto pelo clown bolivariano, com seu estúpido retorno ao país, organizado pelos bolivarianos Hugo Chávez e Lula.

Senado sabatina Toffoli na quarta-feira

Os senadores da Comissão de Constituição e Justiça sabatinam na quarta-feira José Antonio Dias Toffoli, advogado-geral da União. Ele foi indicado pelo presidente bolivariano Lula para ocupar uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, os senadores cumpriram o acordo fechado pelos líderes partidários e concederam vista ao relatório do senador Francisco Dornelles (PP-RJ) sobre a escolha de Toffoli. O texto de Dornelles foi positivo à indicação de Toffoli à medida que não traz críticas ao advogado nem faz referência às polêmicas lançadas contra a indicação dele para o cargo. O parecer de Dornelles não cita o fato dele ter sido advogado do presidente bolivariano Lula nas disputas eleitorais de 1998, 2002 e 2006, nem o fato de ter sido reprovado em dois concursos públicos para juiz em São Paulo. Se for aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, o nome de Toffoli terá ainda que ser referendado pelo plenário do Senado Federal com o apoio de pelo menos 41 senadores.

Movimento entrega à Câmara dos Deputados projeto contra candidatura de "ficha suja"

Apesar da resistência dos deputados federais em discutir restrições para a participação de políticos "ficha suja" nas eleições, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral vai entregar nesta terça-feira à Câmara dos Deputados o projeto de iniciativa popular que estabelece novos critérios para os candidatos com problemas na Justiça disputarem cargos públicos. O movimento reuniu 1,3 milhão de assinaturas favoráveis à proposta. Pela legislação brasileira, projetos de iniciativa popular só podem ser encaminhados ao Congresso com a adesão mínima de 1% da população brasileira, o que equivale ao mínimo de 1,3 milhão de assinaturas. O presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), saiu em defesa da iniciativa popular depois de reunir-se na semana passada com representantes do movimento. "A iniciativa é uma demonstração prática do amálgama de democracia direta e representativa que é a Constituição", afirmou. Temer prometeu dar celeridade à matéria depois que o texto chegar ao Legislativo.

Banda larga estará em 20% das casas do mundo até o fim do ano

No fim deste ano, 20% de todas as casas do mundo estarão conectadas à internet de alta velocidade, conforme estudo da consultoria Gartner, especializada em tecnologia, publicado nesta segunda-feira. "Apesar da crise econômica mundial, o número de casas conectadas à internet de alta velocidade continua aumentando de forma significativa", destaca a Gartner. "Os consumidores estão atentos a seus gastos, mas abandonar suas conexões de alta velocidade não está entre suas prioridades", afirma a analista Amanda Sabia no comunicado. Em 2008, 382 milhões de casas já tinham conexão, mas este número aumentará para 422 milhões ao final de 2009, ou seja, 10,5% a mais. Para 2013, a Gartner aposta em 580 milhões, o que representaria uma alta de 37,4% em relação a 2009. Os países emergentes, em particular China, Brasil e Índia, terão forte desenvolvimento nestas conexões, mas a diferença em relação às nações industrializadas continuará sendo grande. No fim de 2008, quase 20 países tinham percentuais de conexões superiores a 50%. A Coréia do Sul, com 86% de suas casas equipadas com esta tecnologia, está à frente da lista. No trio de ponta estão ainda Holanda (80%) e Dinamarca (80%).

França promete "transparência" ao Brasil após acidente com caças Rafale

A França prometeu ao Brasil "transparência" com relação aos aviões de combate Rafale que o país estuda comprar em uma operação milionária, após o acidente de duas aeronaves deste modelo no Mar Mediterrâneo, indicou nesta segunda-feira um porta-voz do ministério francês da Defesa. "Com o Brasil, que é um sócio essencial, quando chegar a hora e segunda modalidades que, tenho entendido, ainda não foram fixadas, haverá relações de transparência naturais como podem esperar dois países parceiros", disse Laurent Teisseire. O comando da FAB pediu na semana passada às autoridades francesas para ter acesso às investigações abertas após o acidente de dois caças Rafale na quinta-feira no Mar Mediterrâneo, devido aparentemente a uma colisão em vôo. Este acidente aconteceu no momento em que o Brasil estuda a compra de 36 caças Rafale ao construtor francês Dassault Aviation por US$ 7 bilhões (5 bilhões de euros).

Ministro Nelson Jobim diz que preferência da Embraer por suecos não terá peso na escolha de caças

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta segunda-feira que não vai levar em conta a opinião da Embraer no processo de escolha para a compra de novos caças para a Aeronáutica. O vice-presidente executivo para o mercado de defesa da empresa, Orlando José Ferreira Neto, declarou ao jornal Valor Econômico que a proposta da sueca Saab é a melhor do ponto de vista de transferência de tecnologia. Ele informou que a Embraer avaliou as propostas feitas até agora, a pedido da própria Aeronáutica. "Não cabe a Embraer ter opinião a respeito desse assunto. Quem cabe é o governo brasileiro, e a Embraer não é parte do governo brasileiro", afirmou Nelson Jobim, depois de participar da abertura de conferência internacional sobre energia nuclear (Inac), no Rio de Janeiro. Jobim reafirmou que a queda dos caças franceses Rafale, na semana passada, não terá influência na decisão do governo brasileiro.

Adesão do PMDB à candidatura da petista Dilma Rousseff oficializa racha do partido pobreg

O PMDB, para não fugir à regra, vai seguir rachado em 2010 na disputa pela Presidência da República. Embora a maioria do partido seja favorável à adesão à candidatura da petista Dilma Rousseff (ministra chefe da Casa Civil), a ala que apóia o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), promete reverter o pensamento dos peemedebistas aliados do governo Lula até o início de 2010. A ala serrista do PMDB aposta na queda da candidatura de Dilma Rousseff para reverter a maioria dos peemedebistas que atualmente apóiam a petista. "Confesso que hoje somos minoritários, a parte governista é bem maior. Mas a Dilma está caindo nas pesquisas Pelo que conheço do PMDB, muitos vão abandonar esse barco", disse o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). O parlamentar, que é um dos articuladores do apoio do PMDB a José Serra, defendeu que o partido espere antes de definir que vai apoiar Dilma Rousseff formalmente. Nos bastidores, porém, aliados do presidente licenciado do partido, deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), negociam o anúncio nos próximos dias do apoio a Dilma Rousseff, o que abre caminho para o presidente da Câmara dos Deputados ser indicado para a vice-presidência na chapa da petista.

Governo de Micheletti decreta estado de sítio em Honduras

O governo de Honduras decretou estado de sítio no país na noite deste domingo, suspendendo por 45 dias as garantias constitucionais, a liberdade de ir e vir, de circulação, expressão e reuniões públicas. O decreto permite desalojar manifestantes, fechar os meios de comunicação que "ofendam a dignidade humana, os funcionários públicos ou atentem contra a lei”. Suspeitos poderão ser presos. O governo provisório justificou o estado de sítio como necessário "para a manutenção da ordem pública", ameaçada com os incidentes ocorridos com o retorno do golpista Manuel Zelaya a Honduras, em ação patrocinada pela Venezuela do clown bolivariano Hugo Chávez, e pelo Brasil, do bolivariano Lula. O presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, que continua na embaixada do Brasil com cerca de 100 asseclas, considerou o decreto uma “barbaridade" e pediu ao Parlamento que o suspenda, convocando os deputados a dialogar. Zelaya utiliza a embaixada do Brasil, o tempo inteiro, como um palanque para promover a insurreição no país. Uma rádio e uma TV, que o apóiam, correm risco de fechar com a decisão do governo interino.

Embaixada do Brasil em Honduras perderá status diplomático

O governo de Honduras afirmou neste domingo que a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa perderá seu status diplomático em dez dias, mas descartou que isso signifique uma possível "intervenção" no local para capturar o presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya. “O privilégio do Brasil de ter uma missão em Honduras acaba em dez dias por reciprocidade, mas isso não é um elemento para dizer que o senhor Zelaya ficará na rua ou que fica em aberto uma intervenção para capturá-lo”, declarou o chanceler Carlos López. Ele assegurou que os dez dias dados ao Brasil para que esclareça e resolva a situação de Zelaya não é um ultimato, mas "um prazo de cortesia": “As relações estão quebradas desde sábado, quando foi emitido o comunicado, mas está sendo dado um período moderado de cortesia internacional para que os funcionários possam entregar suas carteiras para ir embora”. López disse que foi o Brasil que rompeu com o atual governo ao desconhecê-lo e assegurou que se não existe essa relação bilateral evidentemente deve-se "baixar o escudo", pois o prédio passa a ser um escritório particular.

Sérgio Buchmann dá respostas evasivas à interpelação judicial de Genilton Ribeiro

O ex-presidente do Detran gaúcho, o auditor fiscal Sérgio Buchmann (funcionário da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul, na foto), encaminhou resposta no dia no último dia 11 a interpelação feita em juízo por Genilton Ribeiro, subsecretário estadual da Administração. Na resposta, encaminha pelo escritório Brunetti Castilhos Advocacia, ele reafirma que ouviu de Genilton acusações contra a governadora Yeda Crusius, o delator Lair Ferst e o procurador de Estado Flávio Vaz Neto, ex-presidente do Detran. Sérgio Buchmann também diz que a suposta “conversa” com Genilton Ribeiro não teve testemunhas, admite que não tem provas do que disse na Polícia Federal, e nem sequer sabe se o que disse tem ou não tem fundamento. Mas não é mesmo uma autêntica maravilha? O subsecretário Genilton Ribeiro interpelou o auditor fiscal Sérgio Buchmann porque deverá processá-lo civil e criminalmente. Sérgio Buchmann ficou apenas três meses no Detran e surgirá nos próximos dias como a grande estrela do PT na CPI petista na Assembléia Legislativa. Há no caso toda uma história extremamente mal contada. Ao sair do Detran, atirando para todos os lados, Sérgio Buchamann correu a procurar o Ministério Público do Estado para prestar depoimento. Ao que consta, foi recebido pelo promotor Ricardo Herbstrith. Este tomou uma atitude absolutamente insólita: levou o seu depoente para depor na Polícia Federal, onde já se encontrava o procurador federal Enrico Rodrigues de Freitas (ele faz parte da Força Tarefa da Operação Rodin, e atua em Cachoeira do Sul. Na semana passada, na CPI do PT, a deputada estadual petista Stela Farias (ré em um alentado processo de improbidade administrativa que corre contra ela na comarca de Alvorada), divulgou o áudio do depoimento de Sérgio Buchmann na Polícia Federal. Pelo tom da voz no depoimento percebe-se como ele estava resoluto, determinado, com muita coragem, mesmo. Pois bem, agora se sabe que o tom mudou vivamente na resposta à interpelação judicial. Nesta, ele diz que foi surpreendido pela convocação dos policiais. Nesse episódio também ressalta a atuação do xerife Ricardo Herbstrith, promotor do Ministério Público Estadual, que deveria ter aberto uma investigação na sua alçada, mas que levou o depoente Buchmann para depor na Polícia Federal. Por que Herbstrith não cumpriu o seu papel? Agora se sabe que, na semana passada, o nome do promotor Ricardo Herstrith foi encaminhado em uma lista lista sêxtupla para o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, que deverá escolher um como representante do Ministério Público no quinto constitucional da corte gaúcha. Perguntinha rápida: como pode ser candidato do Ministério Público, a uma vaga de desembargador, quem foi condenado pelo Conselho Superior do próprio Ministério Público? Esperem mais detalhes. O grampo está solto.

Ministro Gilmar Mendes cobra governo Lula por “vazamento seletivo de dados” na Polícia Federal

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, cobrou o governo do bolivariano Lula sobre resultados de inquéritos abertos para apurar supostos abusos a partir de "vazamento seletivo de informações protegidas por segredo de Justiça, de forma a propagar aleivosias e suspeitas fabricadas". Em ofício ao ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro (foto), chefe da Polícia Federal (comissário da KGB petista), Gilmar Mendes enumera nove ocorrências que, segundo ele, caracterizam "finalidade de acuar e intimidar magistrados para que não contrariassem, mas se submetessem aos desígnios de agentes que desonram a Polícia Federal e o Ministério Público". O questionamento é extensivo ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, chefe do Ministério Público Federal. "Diversos foram os casos em que tal procedimento ficou patente, revelando que havia método na aparente insensatez", assinala o ministro Gilmar Mendes. O ministro cita um caso em que ele mesmo foi alvo. Seu nome foi divulgado pela Polícia Federal, em 2007, durante a gestão do delegado Paulo Lacerda, como beneficiário de brindes da construtora Gautama. O investigado era Gilmar de Melo Mendes, ex-secretário da Fazenda de Sergipe: "A informação foi divulgada de modo a induzir a confusão de homonímia”. Segundo Gilmar Mendes, juízes que não se curvassem às pretensões dos investigadores "passavam à avaliação de corruptos e, na sequência, tinham seus nomes temerariamente vinculados a fatos inverídicos ou a episódios completamente desvinculados de suas vidas pessoais ou profissionais". Isso comprova a existência de um Estado totalitário montado pelo PT e executado pelo comissário Tarso Genro, por meio de sua KGB, a Polícia Federal.

Deputado José Sperotto sai nesta semana do DEM gaúcho

O PSDB deverá se tornar na segunda maior bancada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, nesta semana, com o ingresso do deputado estadual José Sperotto, que requer na Justiça Eleitoral o reconhecimento de justa causa para se desfiliar do DEM, partido pelo qual foi eleito. A causa será julgada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral nesta terça-feira. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul realizou, no dia 24 de setembro, uma audiência na qual o parlamentar e seis testemunhas, três de cada parte, foram ouvidos pelo procurador Regional Eleitoral, Vitor Hugo Gomes da Cunha, e pelo relator do processo, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini. Sperotto diverge frontalmente do atual comando do DEM no RS. O DEM opõe-se de maneira drástica ao governo de Yeda Crusius (PSDB), apoiado por José Sperotto, e por causa disso o deputado é hostilizado pelo partido há três anos.

Ministério Público do Tribunal de Contas vai investigar enriquecimento do deputado estadual Alexandre Postal

O Ministério Público Estadual Junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul vai iniciar uma investigação sobre os fortes sinais de enriquecimento do deputado estadual Alexandre Postal (PMDB). A investigação será feita a partir de investigação protocolada no Tribunal de Contas. Conforme a representação, o deputado estadual Alexandre Postal adquiriu, recentemente, duas grandes propriedades imobiliárias. Uma delas seria apartamento de cobertura em edifício na rua 1º de Janeiro, e uma mansão em condomínio fechado no balneário de Atlântida, no litoral norte gaúcho.

Tribunal de Contas gaúcho espera a votação na Assembléia do seu trenzão da alegria

Está na pauta para votação na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, díade o dia 9, o projeto de Lei 254/08, que trata do Plano de Carreira para os servidores do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul. A votação poderá sair nesta semana. As perspectivas para o contribuinte gaúcho são as piores possíveis, porque esse plano de carreira para os servidores do Tribunal de Contas embute um violento trem da alegria. Através de gratificação especial, ele aumentará os salários dos servidores em 100%. Pior do que isso, vai consolidar a incorporação de gratificações ilegais que o Tribunal de Contas, ao arrepio da lei, e com uma interpretação toda favorável aos seus, foi distribuindo ao longo dos anos, desde o governo Antonio Britto (PMDB), que havia acabado com esta farra. Como os deputados estaduais gaúchos estão aterrorizados com as investigações realizadas pelo Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas, a tendência é de que queiram conceder tudo aos funcionários da Corte de Contas, para “aliviar o clima”. E o idiota do contribuinte gaúcho é que vai pagar, sem relinchar.

Agentes do ex-Dops vigiaram Lula e Serra em São Paulo

Durante 16 anos, em meio à euforia da abertura democrática, arapongas da polícia de São Paulo espreitaram José Serra, Franco Montoro, Mário Covas, Aloysio Nunes Ferreira, Michel Temer, Dom Claudio Hummes, Luiz Inácio Lula da Silva e outras lideranças políticas, sociais e religiosas. A vigilância clandestina foi exercida intensamente e prevaleceu por todo o período entre março de 1983 e maio de 1999. O segredo dos espiões estava lacrado havia uma década em grandes caixas de papelão empilhadas no Arquivo Público do Estado. Elas escondiam acervo de 1.286 pastas com dados pessoais e temáticos, 52.875 fichas remissivas, documentos expedidos por repartições oficiais, relatórios de ações investigativas, materiais apreendidos e robusta coleção de recortes de jornais da época.

DEM promete obstruir votações

O DEM vai obstruir as votações na Câmara dos Deputados e no Senado Federal a partir desta terça-feira para pressionar os líderes do governo Lula nas duas Casas a aceitar a inclusão na pauta sobre o repasse de R$ 1 bilhão aos Municípios. O projeto de lei do Congresso Nacional tem o objetivo de compensar os municípios da queda de receita do Fundo de Participação de Municípios (FPM). A oposição quer a aprovação de urgência para a tramitação da proposta. Segundo o líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), o Governo quer adiar ao máximo o pagamento aos municípios e, em razão disso, a base aliada não concorda com a urgência.

Câmara dos Deputados pode limitar compra de terras brasileiras por estrangeiros

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados pode votar nos próximos dias o projeto de lei que limita a posse e propriedade de terras no Brasil por estrangeiros. Se aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, pelo seu caráter conclusivo, o projeto poderá seguir direto ao Senado Federal, sem passar pelo Plenário da Casa. O texto proíbe que estrangeiros não residentes ou domiciliados no País há mais de dez anos possuam imóvel rural com mais de quinze módulos fiscais em todo o território da Amazônia Legal. A mesma restrição vale para empresas e entidades estrangeiras não instaladas no País há pelo menos uma década. Nas áreas de fronteira, o projeto é mais rigoroso: não permite que nenhum estrangeiro com menos de 10 anos no País possua propriedade.

Tarsila Crusius vai processar jornalista Ricardo Noblat e jornal O Globo

Nesta segunda-feira o jornalista Ricardo Noblat e o jornal O Globo levarão dois processos, ambos movidos por Tarsila Crusius, filha da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB). Tarsila Crusius resolveu processar também o jornalista André Machado, de Zero Hora, mais o jornal O Estado de S. Paulo e a revista Veja. O processo cível diz respeito a exposição de fotos relacionados com o cárcere privado, injúria e ameaças físicas à integridade dos filhos de 8 e 11 anos de Tarsila Crusius, agressões realizadas defronte a casa da governadora Yeda Crusius, em julho, todas lideradas pela presidente do Cpers (sindicato petista). Os veículos de imprensa publicaram fotos dos netos de Yeda Crusius, sem preservar a identidade das crianças e, pior, situando-as atrás das grades da casa da governadora, em uma posição destinada a passar a imagem de que estavam em cela de prisão comum. As crianças passaram vexames até mesmo dentro da escola que freqüentam. É curioso, porque a imprensa, em geral, toma cuidado para não mostrar as fisionomias de menores bandidos, mas não vacilaram em mostrar as feições apavoradas dos netos da governadora Yeda Crusius, assustados pela sanha petista.

Tribunal de Contas da União manda bloquear R$ 5,2 milhões de obra do PAC

O Tribunal de Contas da União determinou a retenção de R$ 5,2 milhões de uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para construir 1.290 casas populares em Brasília. A obra foi inaugurada no dia 15 de junho pela ministra da Casa Civil, a candidata petista Dilma Rousseff, e o governador José Roberto Arruda (DEM). Na ocasião, eles entregaram 32 moradias na Vila Estrutural, bairro pobre de Brasília. Três meses depois, o Tribunal de Contas da União identificou sobrepreço de R$ 5,2 milhões, irregularidades na licitação e falhas na execução da obra, avaliada em R$ 72 milhões. O caso foi considerado "grave" pelo ministro Aroldo Cedraz, relator do processo. Segundo ele, houve "inexecução de serviços pactuados ou execução em quantidades inferiores às contratadas". Os valores deverão ser retidos nos pagamentos feitos à empresa Ericstel Construções Ltda, vencedora da concorrência para construir as moradias, de 41 metros quadrados. Além de analisar o contrato de todo o projeto, os técnicos visitaram as 32 casas, inauguradas por Dilma e Arruda, e constataram falta de itens previstos e pagos, como soleiras de mármore ou granito, chapiscos e vidros.

Senadora Marina Silva briga para manter mandato

A senadora Marina Silva (AC), recém-filiada ao PV, disse ontem, em Fortaleza, que rejeita entregar o mandato ao PT. Foi uma resposta ao deputado federal petista cassado (por corrupção) José Dirceu (PT-SP), que nesta semana a comparou aos políticos tradicionais e cobrou a devolução do mandato. Marina Silva ainda anunciou que percorrerá o País para debater o desenvolvimento sustentável. Em entrevista à rádio O Povo/CBN, a mesma usada pelo réu (do processo penal do Mensalão) José Dirceu para atacá-la, Marina Silva destacou que foi eleita por suas bandeiras e, por esse motivo, não por conveniência política, trocou de legenda.

Professor norte-americano explica porque as escolas brasileiras são tão ruins

Está em Veja: "Poucos especialistas observaram tão de perto o dia a dia em escolas brasileiras quanto o americano Martin Carnoy, 71 anos, doutor em economia pela Universidade de Chicago e professor na Universidade Stanford, nos Estados Unidos, onde atualmente também comanda um centro voltado para pesquisas sobre educação. Em 2008, Carnoy veio ao Brasil, país que ele já perdeu as contas de quantas vezes visitou, para coordenar um estudo cujo propósito era entender, sob o ponto de vista do que se passa nas salas de aula, algumas das razões para o mau ensino brasileiro. Ele assistiu a aulas em dez escolas públicas no país, sistematicamente - e chegou até a filmá-las -, além de falar com professores, diretores e governantes. Em entrevista à editora Monica Weinberg, Martin Carnoy traçou um apurado cenário da educação no Brasil. Diz ele, sobre o “construtivismo”, que impera na educação brasileira: “O construtivismo que é hoje aplicado em escolas brasileiras está tão distante do conceito original, aquele de Jean Piaget (psicólogo suíço, 1896-1980), que não dá nem mesmo para dizer que se está diante dessa teoria. Falta um olhar mais científico e apurado sobre o que diz respeito à sala de aula. É bem verdade que esse não é um problema exclusivamente brasileiro. Especialistas no mundo todo têm o hábito de martelar seus ideários sem se preocupar em saber que benefícios eles trarão ao ensino. Há um excesso de ideologia na educação. No Brasil, a situação se agrava porque, acima de tudo, falta o básico, bons professores”. Ele é enfático ao dizer: “Os professores brasileiros precisam, de uma vez por todas, ser inspecionados e prestar contas de seu trabalho, como já ocorre em tantos países. A verdade é que, salvo raras exceções, no Brasil ninguém sabe o que eles estão ensinando em sala de aula. É o que me faz comparar as escolas públicas brasileiras às empresas pré-modernas. Elas não contam com mecanismos eficazes para cobrar e incentivar a produtividade. Contratam profissionais que ninguém mais no mercado quer, treinam-nos mal e, além disso, não exercem nenhum tipo de controle sobre eles. Hoje, os professores brasileiros estão, basicamente, livres para escolher o que vão ensinar do currículo. Não há padrão nenhum - tampouco há excelência acadêmica”.

Dilma Rousseff acha os homens brasileiros fracos

A petista Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência da República, deu mais uma das suas estapafúrdias declarações. Ela disse: “Estou em um País em que nenhum homem assume suas posições. Quando eu assumo, sou tachada de durona e mal-humorada”. Que tal? Não há dúvida de que a candidata bolivariana Dilma Rousseff tem uma avaliação ruim do homem brasileiro. A bolivariana Dilma Rousseff, que pegou em armas, acha o macho brasileiro meio frouxo, meio bocó, meio bobalhão, aquilo que, na escola, antigamente, a gente chamava “mulherzinha”, em sentido pejorativo. É isso: a bolivariana Dilma Rousseff acha o homem brasileiro “muito mulherzinha”. A bolivariana Dilma Rousseff, com toda certeza, esta mal acostumada e pode ter uma experiência deformada com homens. Ela tem todas as características de uma mulher misândrica. O que há de comum entre Lênin, Stálin, Mao Tse-Tung, Lula, Guido Mantega e Aloizio Mercadante? Todos eles são maus exemplos de homens para a ministra Dilma Rousseff. Os três primeiros certamente ajudaram a compor seu imaginário juvenil de varões que “assumem posições”. E, quando esquerdistas desse (ou daquele) quilate se posicionam, é melhor sair da frente. A humanidade treme. O que quero dizer é que o desempenho de valentes como estes citados distorcem a impressão do que pode ser um “homem de posição”. Fica difícil rivalizar com qualquer um deles caso se leve em conta a sua obra, não é mesmo? Fizeram questão de, sob certo ponto de vista, deixar Gengis Khan no chinelo. Dilma Rousseff vê o homem contemporâneo e deve pensar: “Que falta de posição!” Os três distorcem o seu imaginário adulto. Na entrevista, ela voltou a se referir aos “homens meigos” que a cercam, que, salvo engano, são brasileiros e, pois, “não assumem posições”. Tomo Guido Mantega apenas como emblema. Dilma Rousseff gosta de dar bafão, o famoso esporro, nos seus subordinados meigos. Mantega é um dos alvos constantes. E ele agasalha a fúria da chefa com impressionante meiguice, pouco importa quem assista ao espetáculo. Não que ela seja, de fato, um exemplo de eficiência. Ela só é mais rápida do que os que a cercam para arrumar culpados, e sua ausência de limites se confunde com excesso de competência. Ela conclui: “O homem brasileiro não assume posição”. Mercadante, um senador do seu partido, também a leva a má impressão sobre o homem brasileiro, apesar de “assumir posições”, todas “irrevogáveis”. A sua contribuição foi dar novo sentido para “irrevogável”: o “irrevogável” passou a significar “revogável”. Dilma Rousseff pode ter pensado: “Isso é o homem brasileiro”. E, é claro, Lula tem sido a mais permanente influência no juízo deformado que Dilma Roussef faz do “homem brasileiro”, o que certamente estimula a sua misandria. No que acerta, Lula se dedica, a cada dia, a negar o que dissera aquele antigo político de oposição; no que erra, ele guarda impressionante coerência com o seu passado. (conforme dicionário, misandria significa aversão mórbida ao sexo masculino).

Lula diz que "não aceita ultimato de governo golpista" de Honduras

O Brasil "não aceita ultimato de um governo golpista", declarou o presidente bolivariano Lula, em resposta ao prazo de dez dias dado pelo governo de Roberto Micheletti para definir o status de Manuel Zelaya, que está na embaixada do Brasil em Tegucigalpa. O bolivariano Lula disse que o deposto golpista Zelaya é "o presidente legítimo de Honduras" e que seu status é "hóspede da Embaixada do Brasil" em Tegucigalpa. O governante brasileiro respondeu, assim, ao ser perguntado pelo prazo "não maior de dez dias" dado por Micheletti ao Brasil para que defina o status de Zelaya, que está na sede diplomática brasileira desde que voltou a Honduras, na segunda-feira da semana passada. "Zelaya foi expulso do poder da maneira mais vergonhosa possível", disse Lula. "Para mim, a solução é simples: os golpistas devem sair do palácio presidencial", afirmou, acrescentando que "Zelaya deve retornar ao poder e se deve convocar eleições". Não, o vagabundo Zelaya não foi expulso de maneira vergonhosa do Palácio, foi deposto por uma decisão do Supremo Tribunal de Honduras, que o bolivariano Lula insiste em ignorar.

Violência e racha com PMDB abalam PT na Bahia

A um ano da disputa pelo governo da Bahia, a oposição aproveita a onda de atentados criminosos em Salvador para tentar desestabilizar a pré-candidatura à reeleição do governador Jaques Wagner (PT), fragilizado politicamente pela recente saída do PMDB da base aliada e pela dificuldade em reduzir os índices de desemprego e de infectados pela dengue. Quarto colégio eleitoral do País (com 9,2 milhões de eleitores, ou 7% do total), a Bahia é considerada pelo presidente Lula peça-chave na costura da aliança nacional entre o PT e PMDB. É o Estado mais populoso governado por petistas. Criticada em propagandas políticas e discursos da oposição, a gestão da segurança pública será o alvo prioritário dos principais pré-candidatos de oposição a Jaques Wagner: o ex-governador Paulo Souto (DEM) e o antigo aliado Geddel Vieira Lima (PMDB), ministro da Integração Nacional. "Esse nível de violência, nunca antes visto na história da Bahia, com certeza será tema central nos debates do ano que vem", afirma Leur Lomanto Júnior, líder do PMDB na Assembléia Legislativa baiana.

Polícia diz que Alstom pagou R$ 2,4 mi a firma-fantasma

A Alstom pagou cerca de R$ 2,4 milhões a uma empresa-fantasma chamada Mutual Finance Investments & Participações, criada com os números de documentos de duas donas de casa que moram em palafitas na periferia de Manaus (AM). A Polícia Civil de São Paulo acredita que o dinheiro foi usado para comprar dólares, usados para pagar propina a políticos ou a funcionários públicos. Os depósitos foram feitos em 2003. A Alstom diz que o dinheiro depositado na conta da Mutual foi a comissão paga a um corretor pela venda de títulos da Cesp (Companhia Energética de São Paulo).

Governo de Micheletti dá prazo ao Brasil para que defina status de Zelaya

Na noite de sábado, o governo de Roberto Micheletti, deu um prazo de dez dias ao Brasil para que defina o status do presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, que desde a segunda-feira passada está refugiado na Embaixada do país em Tegucigalpa. O governo Micheletti exigiu ainda que o Brasil se assegure de que sua Embaixada não será usada por Zelaya "para pregar a violência", em alusão ao pedido do presidente deposto que pediu à população hondurenha que pratique "atos de desobediência civil" contra o regime interino. Em comunicado o governo pede que o Brasil "tome medidas imediatas que assegurem que Zelaya deixe de utilizar a proteção da missão diplomática brasileira para instigar a violência em Honduras". Jamais se viu antes uma intromissão tão ostensiva do Brasil na vida interna de outro país.

Clown bolivariano Hugo Chávez agora interfere diretamente no Brasil e diz que Dilma é sua candidata

O presidente da Venezuela, o ditador caribenho e clown bolivariano Hugo Chávez, disse no sábado que a ministra-chefe da Casa Civil, a petista bolivariana Dilma Rousseff, é sua candidata para as eleições brasileiras de 2010. "Dilma será a próxima presidente do Brasil", afirmou Chávez em seu discurso na abertura da 2ª Cúpula América do Sul-África, realizada em Isla Margarita, na Venezuela. "Sei que vão me acusar de ingerência, meu coraçãozinho é quem está falando", disse o palhaço caribenho. Lula, que estava no convescote, “sorriu” ao ouvir o discurso do clown bolivariano.

Lula diz ser necessário impedir retrocesso nas democracias da América Latina

O presidente bolivariano Lula afirmou no sábado que é preciso impedir os "retrocessos" no processo democrático da América Latina, ao citar a crise política em Honduras, onde o presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, permanece na embaixada do Brasil em Tegucigalpa: "Lutamos muito para varrer para o lixo da história as ditaduras militares de antes, não podemos permitir retrocessos deste tipo em nosso continente. Esta é uma questão importante para nós, sul-americanos, na alvorada de um século moldado pela democracia e o multilateralismo". Lula distorce deliberadamente os fatos para enquadrá-los ao seu entendimento bolivariano de democracia. Zelaya foi deposto constitucionalmente, por uma ordem do Supremo Tribunal de Honduras, porque pretendia violar a lei e realizar um plebiscito para se manter no poder, como os bolivarianos Rafael Correa, no Equador; o clown bolivariano Hugo Chaves, na Bolívia, e o trotskista cocaleiro Evo Morales, na Bolívia. Ver o bolivariano Lula defendendo a democracia, enquanto se abraça sem qualquer vergonha aos genocidas da dinastia Castro de Cuba, ou com o fascista islâmico Ahmadinejad, do Irã, é de morrer de rir.

Serra evita rebater críticas de Ciro e diz que não vai "entrar em baixaria"

Em encontro do PSDB realizado em Natal (RN), no sábado, o governador de São Paulo, José Serra, evitou comentar as críticas feitas pelo deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), coronel nordestino, que na sexta se referiu a ele como "mais feio na alma do que no rosto". Serra afirmou apenas que não iria entrar em "baixaria", e se negou a rebater as declarações do possível adversário à sucessão presidencial em 2010. "Olha, eu tenho mais coisas para fazer, estamos governando São Paulo, não vou entrar em nenhuma baixaria ou bate-boca", disse Serra.

Diplomata diz que embaixada em Honduras vive situação "única no mundo"

O encarregado de Negócios do Brasil em Tegucigalpa, Francisco Catumda, que abandonou no sábado sua embaixada, onde está abrigado o presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, revelou que a sede diplomática está sitiada pelas tropas do governo, em uma situação "única no mundo". "É o único local que conheço, em todo o mundo, onde há uma embaixada sitiada", declarou Francisco Catumda ao sair da sede diplomática, cercada por militares e policiais. "Vocês viram quanta papelada, quanta coisa, quanta checagem, quanta negociação para que eu, o encarregado de Negócios do Brasil, pudesse sair", destacou Catumda. O diplomata bolivariano não havia saído do prédio da embaixada desde a chegada de Zelaya ao local, na segunda-feira passada, após o presidente deposto entrar secretamente em Honduras.

PPS fecha aliança com PSDB no Amazonas para disputar governo em 2010

O PPS e o PSDB no Amazonas anunciaram no sábado que irão se unir para disputar as eleições para o governo do Estado em 2010. A aliança foi definida em reunião realizada em Manaus, e confirmada pelo presidente municipal do PPS na capital, vereador Hissa Abrahão. "Na esfera nacional, a união entre os cinco partidos (PPS, PSDB, DEM, PSB e PDT) está praticamente, definida. No Amazonas, temos certo a aliança do PPS com o PSDB, mas deveremos nos unir a outros partidos que têm se mostrado oposição ao governo e estão buscando um posicionamento independente na elaboração de suas propostas", disse Guto Rodrigues, presidente estadual do PPS.

Médico diz que tratamento de Dilma Rousseff contra o câncer está "encerrado"

O oncologista responsável pelo tratamento que a ministra petista Dilma Rousseff (Casa Civil) iniciou em abril contra um câncer linfático disse na sexta-feira que os exames realizados por ela na quinta-feira mostram que não há mais evidência da doença e que o tratamento terminou. "Ela está sem evidência de doença e com risco baixíssimo de a doença retornar a longo prazo", disse Paulo Hoff: "O tratamento está encerrado”. O médico evitou, entretanto, usar a palavra cura. Em tratamentos de câncer, em geral espera-se cinco anos sem o reaparecimento da doença para decretar a cura total.

Audiência pública em Brasília marca três anos da tragédia com avião da Gol

A tragédia com o vôo 1907 da Gol, que matou 154 pessoas em setembro de 2006, completa três anos na terça-feira. Para marcar a data, as famílias das vítimas promovem no dia uma audiência pública em Brasília, programada para ocorrer às 14h30 na Câmara Federal. Segundo a Associação dos Parentes e Amigos das Vítimas do Vôo 1907, o objetivo do evento é discutir e analisar o andamento das investigações sobre a queda do Boeing da Gol, atingido em cheio por um jatinho de empresa norte-americana. A idéia também é cobrar agilidade nos dois processos criminais sobre o caso, que continuam em andamento na Justiça. Em 2008, os pilotos do jato Legacy da empresa norte-americana ExcelAire foram absolvidos pela Justiça brasileira. A Procuradoria e as famílias recorreram da decisão, que ainda depende de análise do Tribunal Regional Federal em Brasília. "É com o coração angustiado que esperamos que nosso recurso seja aceito e os pilotos voltem a responder na justiça de Sinop por todos os seus crimes", afirmou Rosane Guthjar, viúva de uma das vítimas.

Grupo espanhol Fortuny investirá US$ 500 milhões em usina eólica em Livramento

Assim que encontrar compradores para sua energia no leilão marcado pela Aneel para o dia 25 de novembro, o grupo espanhol Fortuny iniciará a construção da mega-usina eólica de 149,8 MW de Livramento, na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. O grupo espanhol tem planos para a construção de outras usinas na Fronteira Oeste gaúcha e também para a parte Nordeste do Estado. Nesta segunda-feira a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), irá a Livramento para entregar a Licença de Instalação para o grupo Fortuny.

Militantes do golpista Zelaya entraram armados na embaixada brasileira

Cerca de 20 asseclas do presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, entraram armados na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. As armas foram recolhidas na terça-feira, um dia depois da chegada de Zelaya à embaixada. “Foi o próprio presidente Zelaya quem conversou com seus apoiadores e lhes pediu que nos entregassem as armas. Ele argumentou que lá fora os homens estavam armados com fuzis e outras armas muito mais pesadas e que, se houvesse uma invasão da embaixada e encontrassem pessoas armadas, poderia haver um banho de sangue. Ele disse que não queria sangue”, afirmou o brasileiro Wilson Batista, responsável pelo serviço de comunicação da Embaixada do Brasil.

Secretaria da Saúde confirma mais sete mortes por gripe suína no Rio Grande do Sul

A Secretaria da Saúde do Estado confirmou na tarde de sexta-feira mais sete mortes por gripe suína no Rio Grande do Sul. De acordo com os dados do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, o total de óbitos chegou a 190 no Estado, desde o início da epidemia causada pelo vírus Influenza H1N1. As mortes aconteceram em Vacaria, Uruguaiana, Lagoa Vermelha, Rodeio Bonito, Passo Fundo, Bento Gonçalves e na capital entre os dias 29 de julho e 27 de agosto.

Micheletti diz que cerco policial à Embaixada do Brasil é pedido de Lula

O presidente de Honduras, Roberto Micheletti, assegurou na sexta-feira que o cerco a Embaixada do Brasil está estabelecido em resposta ao pedido do governo do bolivariano Lula de garantir a segurança em seu interior. “Nós só estamos respondendo ao pedido que fez o governo do senhor Lula da Silva ao governo de Honduras, que queria garantir segurança da Embaixada, do edifício e também a vida dos que estão lá dentro”, disse Micheletti.

Igreja tenta mediar crise em Honduras mas opositores impedem encontro entre Zelaya e bispo católico

O governo de Honduras, presidido por Roberto Micheletti, impediu na sexta-feira que o bispo católico Luis Alfonso Santos e o candidato presidencial César Ham se reunissem com o presidente deposto do país, o golpista Manuel Zelaya. Na quinta-feira, o arcebispo auxiliar de Tegucigalpa, Juan José Pineda, cruzou o cordão militar que cerca a embaixada brasileira para conversar com o golpista Zelaya. "Como filho deste país e desta Igreja, eu quis assumir a responsabilidade de dar o primeiro passo e abrir esta porta para que haja diálogo", disse após o encontro. A Igreja Católica apoiou a deposição do golpista Zelaya em 28 de junho.

Ibama devolve estudo da ampliação do porto de São Sebastião com 19 exigências


O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) decidiu na última semana devolver o estudo sobre os impactos ambientais da ampliação do porto de São Sebastião (litoral norte de São Paulo). O EIA-Rima (estudo e relatório de impacto ambiental) foi apresentado ao órgão pela Companhia Docas de São Sebastião. As obras de ampliação, planejadas pelo governo do Estado de São Paulo para começar já em 2010, devem deixar Ilhabela com a vista para um paredão de navios e contêineres. Desde o anúncio da ampliação, ONGs, entidades e políticos da cidade se mobilizaram para tentar ao menos reduzir os impactos na cidade. Há dois projetos para a ampliação e o mais avançado, elaborado pelo governo do Estado de São Paulo, quer ampliar em 30 vezes a capacidade do porto, alcançando 1,5 milhão de contêineres por ano. Uma área de 40 campos de futebol foi reservada para pilhas de até cinco contêineres de altura. O plano prevê ainda receber o chamado "gigante dos mares", navio com quase 400 metros e altura de dez andares. O número de navios ancorados passará de quatro para 18 por vez.

Ministro Nelson Jobim admite vincular PIB à recomposição do orçamento das Forças Armadas

Em meio à crise econômica que atinge as Forças Armadas brasileiras, em especial o Exército, o ministro da defesa, Nelson Jobim, disse nesta sexta-feira que a prioridade para a Marinha, o Exército e a Aeronáutica neste momento é a reestruturação das instituições, com a aquisição de novos equipamentos e mudanças de pessoal. Jobim não descarta adotar proposta de vincular um percentual fixo do PIB (Produto Interno Bruto) ao orçamento das Forças Armadas, mas disse que os militares devem antes definir prioridades para a aplicação dos recursos. Jobim disse que a fixação de percentual do PIB para o repasse de recursos não pode ocorrer sem que os militares "tenham em que aplicar". Na semana passada, o Comando do Exército decidiu reduzir o expediente nas segundas e sextas-feiras uma vez que não há verba suficiente para o pagamento das contas de água, luz, telefone e alimentação dos soldados.

Lula vai estrear aviões da Embraer em viagem para Lisboa nesta semana

O governo do Brasil investiu R$ 211 milhões na compra de dois novos aviões presidenciais que vão substituir os "sucatinhas" utilizados pelo presidente bolivariano Lula em viagens nacionais e internacionais. Cada uma das aeronaves, fabricadas pela Embraer, custou R$ 87 milhões ao governo. Do total, o governo já pagou R$ 154 milhões à Embraer, mas vai executar o resto do pagamento em 2010. As aeronaves foram recebidas oficialmente na sexta-feira. Segundo o ministro da Justiça, Nelson Jobim, as aeronaves foram substituídas a pedido da Força Aérea Brasileira depois de falhas em seus equipamentos. Pintados com as cores da bandeira brasileira, os aviões presidenciais Embraer-190 vão abrigar 54 passageiros, com capacidade de vôo de até 5.300 quilômetros sem escalas. A parte anterior da aeronave, a exemplo dos "sucatinhas", foi modificada para oferecer ao presidente boliviariano Lula um escritório e um quarto com cama de casal.

Prazo para candidatos mudarem de partido ou se filiarem termina em 3 de outubro

O prazo para os candidatos que pretendem disputar as eleições de 2010 mudarem de partido vence no dia 3 de outubro. Também acaba neste dia o prazo para os pré-candidatos sem filiação assinarem suas fichas partidárias. O prazo para os candidatos que disputarem 2010 mudarem de domicílio eleitoral também termina em 3 de outubro. O Tribunal Superior Eleitoral lembra que nesta data os partidos precisam estar com o registro do estatuto deferido pelo tribunal. O primeiro turno das eleições de 2010 ocorrerá no dia 3 de outubro de 2010. Em caso de segundo turno, os eleitores voltarão às urnas em 31 de outubro.

Google lança mapa de São Paulo com situação do trânsito em tempo real

O Google vai lançar nesta semana um serviço que aponta informações de fluxo do trânsito nas capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O serviço de mapas do Google já traz o menu pelo qual o trânsito pode ser visualizado. O serviço de trânsito já vigora em mapas do Google de outras cidades no Exterior e funciona a partir de linhas coloridas nas principais avenidas e ruas das cidades. Enquanto as cores verde e amarela indicam, respectivamente, o fluxo normal e um pouco lento, a cor vermelha aponta trânsito congestionado e a preta, tráfego totalmente parado.

Lula diz que golpista Zelaya pode ficar o tempo que for necessário em embaixada

O presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, pode permanecer na embaixada brasileira na capital hondurenha, Tegucigalpa, o tempo que achar necessário, disse o presidente bolivariano Lula na sexta-feira. O governo brasileiro, que nega ter participado do plano para o retorno do golpista Zelaya a Honduras, sem convencer ninguém, tem mantido uma posição de irrestrito apoio ao direito do presidente deposto de voltar ao poder e exige o respeito à embaixada, cercada por militares e policias desde segunda-feira.

Novo articulador político de Lula assume nesta segunda-feira no lugar de José Múcio

O presidente Lula passa a contar a partir desta segunda-feira com um novo articulador político para o seu governo. Alexandre Padilha (ligado à ministra da Casa Civil, a petista Dilma Rousseff) toma posse na Secretaria de Relações Institucionais da Presidência. O novo ministro era subchefe de Assuntos Federativos do ministério e assume o cargo de José Múcio Monteiro, que foi indicado para uma vaga no Tribunal de Contas da União, no lugar do ministro Marco Antonio Vilaça, que se aposentou. Alguém sabe dizer quem é Alexandre Padilha? Pois fique sabendo: ele é médico, tem 38 anos, é petista. Milita no PT desde os tempos de movimento estudantil, participou de todas as campanhas presidenciais do PT, diretor da UNE na época do impeachment de Fernando Collor. Morou quatro anos na Amazônia como infectologista e, em 2004, assumiu o departamento de saúde da Funasa, o órgão mais corrupto do governo federal. Chegou ao Palácio do Planalto em 2005, a convite de um amigo petista com sobrenome sugestino, Vicente Trevas, à época subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais. Em 2008, assumiu o posto. Responsável pela articulação do governo com Estados e municípios, teve papel ativo nas costuras das eleições municipais de 2008. Idealizou também o encontro de prefeitos em Brasília no início deste ano. Entenderam? Ligado à ala Construindo um Novo Brasil, majoritária do PT (ala do José Dirceu), Padilha teve apoio de boa parte da bancada do PT na Câmara.

Senador Arthur Virgílio cobra explicações do Senado sobre gastos com cursos de servidores no Exterior

A primeira-secretaria do Senado terá que dar novas explicações ao líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), sobre o número dos servidores da Casa que fizeram curso no Exterior nos últimos 14 anos. Ele protocolou na sexta-feira um requerimento pedindo que seja informado quanto custou, por mês, ao Senado Federal, os cursos e congressos realizados por funcionários no Exterior. Pelo menos 100 servidores foram ao Exterior com despesas parcial ou integralmente pagas pela Casa. Após quase 80 dias, o comando do Senado Federal entregou na última segunda-feira um levantamento a Arthur Virgílio, que não informa o montante gasto pela Casa. Entre os cursos identificados estão os de contraterrorismo, inglês e capoeira. "A lista de servidores do Senado que fizeram cursos no exterior não atendeu integralmente ao que solicitava. Não ficou claro quais são os servidores efetivos e quais são os servidores comissionados daquela relação, onde estão ou estavam lotados os servidores listados, qual foi o custo mensal e anual de cada um desses servidores aos cofres do Senado. É preciso que isso seja esclarecido", disse Arthur Virgílio. O levantamento mostra ainda que 98 servidores tiveram autorização do Senado para ir ao Exterior participar de cursos de capacitação, entre eles de idiomas, graduação, pós-graduação, entre 2007 e 2009. A maior parte das licenças ocorreu em 2008, quando 58 funcionários foram liberados. Arthur Virgílio pediu para ter acesso aos dados depois de descobrir que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) tinha empregado em seu gabinete um servidor que, apesar de estar lotado na Casa, realizou curso no Exterior com o salário pago pela Casa. Arthur Virgilio respondeu a processo no Conselho de Ética pela denúncia de que um de seus servidores fez curso no Exterior às custas do Senado. O senador devolveu mais de R$ 210 mil ao Legislativo, mas ficou irritado com Renan, que considerou legítimo o pagamento. "Eu me antecipei a tudo. Bastava eu ter ficado quieto que não teria tido a repercussão que teve. Mas eu falei dez vezes sobre o assunto. Chamei atenção para o problema e eu próprio dei a solução. Eu falava dos fatos, mas não mencionava os nomes das pessoas envolvidas. Eu suponho que Vossa Excelência haverá de se explicar perante a Casa e a nação, como eu estou fazendo", disse Arthur Virgílio.

Polícia italiana desconfia que há corpos em navio com carga radioativa

Investigadores na Itália afirmaram que podem ter encontrado dois corpos a bordo de um navio afundado por membros da máfia que contém lixo nuclear. Uma câmera submarina usada para examinar o navio, que está a uma profundidade de 500 metros na costa sudoeste da Itália, também mostrou barris da cor laranja, com a palavra "tóxico" escrita neles. As autoridades acreditam que o navio pode ter sido afundado pela máfia calabresa como parte de um plano para lucrar com a indústria do lixo. O cargueiro foi descoberto depois que um informante da máfia disse às autoridades que ele estava envolvido em uma operação para destruir navios que continham lixo nuclear e outros tipos de dejetos. Promotores locais afirmam que é possível que parte da tripulação não soubesse da intenção de afundar a embarcação ou então foi morta pela máfia. O informante da máfia afirma que ele afundou pessoalmente dois outros navios e que também sabia a respeito de pelo menos outros 30 navios sabotados pela máfia.

Banco Central escolhe bancos para gerenciar US$ 6 bilhões das reservas

O Banco Central abriu na sexta-feira uma seleção para escolher até seis instituições financeiras para gerenciar US$ 6 bilhões das reservas internacionais, que atualmente estão em US$ 203 bilhões. A idéia é que, ao permitir que outros agentes gerenciem parte das reservas, o que ocorre desde 2000, o Banco Central tenha acesso a novas tecnologias de alocação de ativos e novos conhecimentos sobre os mercados financeiros. Para participar, a instituição financeira precisa ter experiência em títulos de renda fixa de outros países, títulos corporativos, ações, commodities e moedas, além de comprovar que geria uma carteira de no mínimo US$ 100 bilhões em junho de 2009. Será exigido ainda que o banco candidato já administre carteiras de clientes como bancos centrais, fundos soberanos ou outras organizações governamentais ou multilaterais.

Governo interino de Honduras é "governo de mentirosos", diz bolivariano assessor de Lula

O trotskista bolivariano Marco Aurélio “Top Top” Garcia, assessor especial da Presidência, disse na sexta-feira que o governo do presidente de Honduras, Roberto Micheletti, é um "governo de mentirosos" e negou que Brasília tenha facilitado a volta a Tegucigalpa do presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, que se refugia desde segunda-feira passada na Embaixada do Brasil em Honduras. "O governo hondurenho é um governo de mentirosos. Mentiram para o povo ao dizer que tinham destituído legalmente o presidente Zelaya. É um governo de golpistas", disse “Top Top” García, em declarações à imprensa em Pittsburgh. O trotskista bolivariano “Top Top” García criticou ainda a declaração do Ministério de Relações Exteriores hondurenho que informou em comunicado que "a presença do senhor Zelaya na missão do Brasil em Tegucigalpa é um ato promovido e consentido pelo governo do Brasil".

Ditadura cubana fecha quatro restaurantes estatais para economizar

A ditadura comunista genocida de Cuba, dominada pela dinastia facínora dos Castro há 50 anos, e que levou o país a um desastre total, determinou na sexta-feira que irá fechar restaurantes controlados pelo Estado em quatro ministérios e aumentar o pagamento dos trabalhadores em uma reforma experimental, que visa cortar subsídios governamentais. A ação é parte da campanha do presidente genocida Raul Castro para reduzir os gastos. Se funcionar, a medida será "estendida gradualmente para todo o país", de acordo com o jornal do partido comunista Granma. O jornal disse que mais de 3,5 milhões de pessoas têm almoços subsidiados nos 24,7 mil restaurantes estatais, criados em 1963, todos os dias de trabalho, com o custo de US$ 350 milhões para o governo. Para substituir os restaurantes, a partir do dia 1º de outubro, os funcionários dos ministérios receberão 15 pesos adicionais, equivalente a 70 centavos de dólar, no seu pagamento diariamente. Com o dinheiro os trabalhadores podem comprar sanduíches, pizzas, refeições prontas ou trazer seus almoços de casa. A média salarial cubana é de cerca de 400 pesos, um pouco menos de US$ 20 dólares. Isso é o que ganham aos assalariados cubanos. A ditadura cubana genocida diz que 20% de toda a comida importada para os restaurantes são roubadas e vendidas ilegalmente.

Metalúrgicos de três fornecedores da Embraer entram em greve

Cerca de 250 metalúrgicos de três fornecedores de componentes para aviões da Embraer decidiram entrar em greve na sexta-feira, exigindo início de negociação salarial, informou o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. Os trabalhadores da Sobraer, da Sopeçaero e da Pesola, que fazem parte do grupo belga Sonaca, defendem início das negociações salariais em setembro. Os patrões, segundo o sindicato, sustentam que a data-base deve se manter em novembro.

Golpista Zelaya denuncia ataque com gás tóxico na embaixada

O presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, pediu na sexta-feira a intervenção da Cruz Vermelha Internacional para “impedir os ataques com um gás tóxico” nos arredores da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde está refugiado desde segunda-feira passada, quando voltou em segredo ao país, sustentado pelos bolivarianos Hugo Chávez e Lula. O delirante golpista Zelaya disse que está sendo perseguido por “agentes israelenses”. Todos os bolivarianos são antissemitas.

Assassina da atriz Sharon Tate morre em prisão da Califórnia

Susan Atkins, membro da família criminosa Manson, condenada por assassinar sete pessoas em 1969, entre elas a atriz Sharon Tate, morreu na noite da última quinta-feira, aos 61 anos, em uma prisão da Califórnia. Atkins, que sofria de um câncer terminal, teve o seu pedido de liberdade devido à doença negado. Cúmplice do criminoso norte-americano Charles Manson, ela foi uma das partícipes mais notórias da seita e admitiu ter esfaqueado até a morte a atriz Sharon Tate, que estava grávida de oito meses do marido, o diretor de cinema Roman Polanski, em 1969. Atkins disse que a esfaqueou porque estava "farta" de ouvi-la implorando. Depois de apunhalar Tate, Atkins usou seu sangue para escrever "PIG" (porco, em inglês) na porta de entrada da casa. Ela foi condenada à morte depois de ter sido considerada culpada de sete assassinatos e uma conspiração para matar. A sentença de morte foi comutada em prisão perpétua em 1972 quando a Suprema Corte da Califórnia aboliu a pena de morte. Charles Manson ordenou a seus devotos realizar vários assassinatos aleatórios em bairros alvos de classe média alta para provocar uma guerra de raças apocalíptica. Manson, aos 74 anos, e outros três membros de sua seita, continuam na prisão. Justiça boa é a norte-americana. A criminosa morre na cadeia. Se tivesse matado Sharon Tate no Brasil, Susan Atkins estaria livre no máximo em cinco anos.

Henrique Meirelles fecha com PMDB e avisa Lula nesta segunda-feira sobre sua filiação

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, deve assinar sua ficha de filiação ao PMDB na quarta-feira. Antes de formalizar a filiação, Meirelles deve conversar com o presidente bolivariano Lula. O PMDB de Goiás já dá como certa a filiação de Meirelles. Segundo o presidente do Diretório Estadual do PMDB-GO, Adib Elias Júnior, Henrique Meirelles já conversou com lideranças locais e anunciou sua decisão. "Estamos bem conversados sobre a filiação. Meirelles foi sondado por outros partidos, mas fez sua opção pelo PMDB", disse Elias Júnior.