terça-feira, 30 de junho de 2009

Ministério da Saúde diz que o Brasil tem 625 casos confirmados de gripe suína

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira que há um total de 625 casos confirmados de infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) no Brasil, a famigerada gripe suína. Até 28 de junho, o Ministério acompanhava 673 casos suspeitos no País. Outros 933 casos foram descartados. Entre os Estados, São Paulo é o que tem mais casos no País: 308. No Rio Grande do Sul são pelo menos 40 casos e a única morte pela doença no Brasil (o último balanço da Secretaria Estadual de Saúde aponta 76 casos no Estado). Em Santa Catarina são 46 doentes, conforme o Ministério.

Uruguai confirma primeira morte pela gripe suína

O Ministério da Saúde Pública do Uruguai confirmou nesta segunda-feira a morte de uma mulher em Montevidéu contaminada pela gripe suína, a primeira a falecer por causa da doença no país. Em comunicado, o Ministério procurou não dar importância a esta morte e afirmou que "este tipo de evento é frequente no inverno, ocorre todos os anos e não depende da presença específica do vírus" A(H1N1). As autoridades relataram que a morte aconteceu por um motivo que teria sido agravado por "qualquer processo infeccioso". Segundo fontes oficiais, até o momento, apenas 12 pessoas foram internadas no Uruguai por causa da gripe, das quais duas estão em unidades de terapia intensiva. Uma delas é uma mulher de 22 anos que estava grávida de três meses e que perdeu seu bebê por complicações da doença.

Receita Videversus – A chef de cuisine Simone Nejar ensina a fazer salgadinhos variados


Hoje vamos aprender a fazer uma massa básica que serve pra fazer uma variedade incrível de salgadinhos, desde as coxinhas de galinha até as bolinhas de queijo. A massa é tão versátil que pode ser recheada com praticamente tudo, passada no ovo batido, na farinha de rosca e frita. Se as pessoas soubessem como é fácil e econômico fazer essa massa, as festas seriam mais freqüentes, com toda certeza. Nada de massa de salgadinhos sem gosto. A receita de hoje é de uma massa deliciosa. Para prepararmos aproximadamente cem salgadinhos, vamos precisar de meio litro de água, meio litro de leite, dois cubinhos de caldo (qualquer sabor, escolha combinando com o recheio que for usar), 2 colheres de sopa de manteiga, uma folha de louro, um dente de alho partido ao meio e meio quilo de farinha de trigo. Aquecemos a panela e derretemos a manteiga, fritando ali o alho. Juntamos a água, o leite, os caldos e o louro e deixamos ferver. Quando estiver borbulhando, retiramos o alho e o louro e jogamos de uma só vez a farinha de trigo, mexendo rapidamente com a colher de pau. Deixamos esfriar um pouco e trabalhamos a massa com as mãos. Ela vai ficar bem maleável, e com ela é possível modelar uma infinidade de salgadinhos. Para fazer coxinhas, basta abrir uma bolinha de massa, rechear com frango cozido e desfiado, dar o formato de coxinha, passar no ovo batido e na farinha de rosca, e fritar, aos poucos, em óleo quente. Para fazer bolinhas de queijo, recheie com pedacinhos de queijo prato ou outro de sua preferência. Você pode usar recheio de camarão, carne, atum, presunto, lingüiça, enfim, com esta massa, metade do sucesso da festa está garantido. O resto é com você!

Novo procurador-geral da República é semelhante ao antecessor

O novo procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos, escolhido nesta segunda-feira pelo presidente Lula para substituir Antonio Fernando Souza, tem o perfil parecido com o do antecessor, de quem tinha o apoio. Lula escolheu um dos três nomes definidos em votação realizada no dia 21 de maio pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). A eleição, que contou com 1.069 votos, deu a Gurgel 482 votos, contra 429 votos de Wagner Gonçalves e 314 votos para Ela Wiecko Volkmer de Castilho. O presidente indicou o nome que recebeu mais votos. A expectativa é de que Gurgel tenha sido a opção da continuidade. Gurgel é educado, mas não tem o perfil "combativo", na opinião dos que queriam um procurador-geral que defendesse com firmeza a instituição. Ele tem pouca experiência nas áreas de direitos humanos e penal. Casado com a subprocuradora-geral Cláudia Sampaio Marques, ele é experiente na área criminal e a quem o então procurador-geral costumava delegar as ações penais mais polêmicas.

DEM e PT reúnem bancada para discutir situação de Sarney

O DEM e o PT reúnem nesta terça-feira suas bancadas no Senado Federal para discutir a situação do presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP), arranhado por denúncias de irregularidades. O DEM apoiou a eleição de José Sarney para a presidência do Senado. Aliado tradicional do PSDB, o DEM ainda não defendeu publicamente o afastamento de Sarney. "O partido vai se reunir para decidir se é o caso também para pedir que ele se licencie da presidência ou até mesmo chegar a exigir providências mais graves. Vai depender da análise que faremos", disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) diz que o PT também discutirá o assunto: "A bancada do PT no Senado vai se reunir amanhã para analisar os fatos recentes ocorridos na Casa e definir um posicionamento”.

PSOL protocola representação e Arthur Virgilio apresenta denúncia

Aumenta a pressão para o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), se afastar do cargo. O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), começou nesta segunda-feira a ofensiva contra Sarney e apresentou denúncia no colegiado pedindo que o peemedebista seja investigado pela edição dos atos secretos, com a nomeação de parentes, e pelos empréstimos consignados fechados pela Casa. Em outra frente, o PSOL vai protocolar nesta terça-feira mais um pedido de investigação no Conselho de Ética. O PSOL protocola uma representação por quebra de decoro parlamentar contra Sarney e outra contra o ex-presidente da casa e atual líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL). Os dois serão investigados pela edição dos atos secretos. A direção do PSOL resolveu protocolar uma representação porque não conseguiu avançar na idéia de criar uma CPI para investigar as denúncias de irregularidades contra o comando da Casa. Para o líder do PSOL no Senado Federal, senador José Nery (PA), a representação encontra respaldo da sociedade. "A imagem da Casa está arranhada e temos que fazer uma limpeza, apontar os responsáveis e recuperar a credibilidade da Casa para seguirmos em frente. A sociedade e o Senado esperam uma resposta", disse Nery.

Gilmar Mendes nomeia juízes que formarão comitê para resolução de conflitos fundiários

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, disse nesta segunda-feira que as falhas da Justiça podem causar "anomalias" ao nomear os juízes que formarão o Comitê Executivo para o Fórum Nacional para Monitoramento e Resolução de Conflitos Fundiários Rurais e Urbanos. "Certamente, este é um dos temas mais sérios que nós temos que enfrentar, a questão dos conflitos agrários e fundiários. Muitos desses conflitos têm causado desassossego em matéria de segurança pública, lesões corporais, homicídios, uma séries de episódios sérios e perturbadores da paz social", afirmou Gilmar Mendes. Segundo ele, o comitê vai listar as ações prioritárias e fazer propostas que possam ajudar na resolução desses conflitos. O ministro afirmou, ainda, que será feito um levantamento sobre uma série de questões que provocam conflitos relacionados a propriedades urbanas e rurais, como regularização e posse, usucapião, desapropriações e trabalho escravo.

Senador Tião Viana diz que recebeu oferta de empréstimo de Agaciel Maia

O senador Tião Viana (PT-AC) afirmou nesta segunda-feira que recebeu uma oferta de empréstimo do ex-diretor-geral do Senado Federal, Agaciel Maia. O petista afirmou que recebeu oferta de ajuda em dinheiro de Agaciel Maia e ouviu dele a afirmação de que costumava fazer empréstimos a senadores "a fundo perdido", sem a necessidade de devolução. O senador está em São Paulo acompanhando o tratamento de saúde de um familiar e deve retornar ao Congresso nesta terça-feira. Segundo ele, a oferta ocorreu durante a tentativa do petista de cancelar um plano de previdência. "Eu tinha dois planos de previdência. Um da Universidade Federal do Acre e outro do Senado. Como naquela época minha mulher, que é arquiteta, estava praticamente sem trabalho, o pagamento ao Senado, cerca de R$ 1,3 mil por mês, ficou pesado. Fui ao Agaciel Maia pedir para suspender esse pagamento. Ele me disse que poderia pagar o plano para mim, como fazia com outros senadores a quem concedia empréstimos a fundo perdido. Não aceitei", afirmou Tião Viana. Ex-integrantes da Mesa Diretora do Senado já confirmaram que era uma prática comum do ex-diretor-geral recolher assinaturas individuais dos senadores que compõem o órgão para transformar decisões administrativas em conjunta. A suspeita de senadores é que os documentos tenham sido transformados em atos secretos.

Senador Arthur Virgílio pede abertura de investigação contra Sarney no Conselho de Ética

O líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM), apresentou nesta segunda-feira uma denúncia contra o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), e pediu abertura de investigação contra ele no Conselho de Ética da Casa. Arthur Virgílio pede que o peemedebista seja investigado pela edição dos atos secretos, com a nomeação de parentes, e pelos empréstimos consignados fechados pela Casa. Ele também espera que, nesta terça-feira, após a reunião da bancada, o PSDB apresente uma representação contra Sarney. Para entregar a representação, Arthur Virgílio precisaria do aval do partido, mas o presidente da legenda, senador Sérgio Guerra (PE), ainda está viajando. Outra diferença é que a denúncia pode não ser acolhida pelo Conselho de Ética, enquanto a representação obriga o conselho a abrir processo e analisar o caso. Segundo Arthur Virgílio, o Senado Federal não pode se calar diante das denúncias que surgem contra o presidente da instituição. Ele fez um longo discurso no Senado Federal, que durou quase quatro horas, contando com os apartes. Nesse discurso, sugeriu com todas as letras que durante 15 anos houve roubo escandaloso no Senado Federal, comandado por Agaciel Maia, e que senadores foram beneficiados por esse roubo. Ele chamou Agaciel Maia de quase tudo que podia chamar: ladrão, quadrilheiro, comandante de mafuá, baiúca, e por aí afora.

Ex-aluno de Mangabeira Unger assumirá Secretaria de Assuntos Estratégicos

A exoneração do ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, deve ser publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União. Mangabeira Unger se reapresentará no dia 1º de julho na Faculdade de Direito da Universidade Havard (Harvard Law School), nos Estados Unidos, onde é professor há quatro décadas. Ele será substituído provisoriamente por Daniel Vargas, secretário-executivo, e seu ex-aluno em Harvard. Indicado pelo vice-presidente da República, José Alencar, de quem é correligionário no PRB, Mangabeira Unger tomou posse em 19 de junho de 2007. Em dois anos de pasta, o ministro coordenou a elaboração e a negociação com os estados do PAS (Plano Amazônia Sustentável) e a Estratégia Nacional de Defesa. Mangabeira ainda articulava projetos regionais para as regiões Nordeste e Centro-Oeste.

Elizabeth 2ª teve de recorrer a fundo de reserva para pagar despesas em 2008

O financiamento público para a rainha Elizabeth 2ª e a família real britânica custou a cada contribuinte o equivalente a 69 pence (R$ 2,21) no ano passado, de acordo com as contas publicadas nesta segunda-feira. Mas a rainha teve de recorrer a um fundo de reserva para pagar as despesas da família, e funcionários reais esperam um aumento do financiamento público para poder fazer reformas na principal residência da rainha. O gabinete da rainha informou que os custos anuais relacionados à família real foram de 41,5 milhões de libras (R$ 133 milhões) até 31 de março, um aumento de 1,5 milhão de libras (R$ 4,8 milhões) em relação ao ano anterior. Isso significa que sustentar a família real britânica custou aos contribuintes 3 pence (R$ 0,10) a mais no ano passado. O governo cobre as despesas dos compromissos oficiais da família real em troca da renúncia da rainha às receitas das propriedades do Crown Estate (Domínio da Coroa), as propriedades imobiliárias historicamente em poder dos monarcas britânicos, e de outras fontes hereditárias, que atingiram 211 milhões de libras (R$ 676 milhões) em 2007.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Preço do petróleo passa de US$ 71,00 após ataque a plataforma na Nigéria

O preço do petróleo registrou alta nesta segunda-feira, devido aos ataques de grupos armados na Nigéria contra uma plataforma marítima da Royal Dutch Shell. As instalações da plataforma foram danificadas e parte da produção foi suspensa. Às 15h26 (em Brasília), o barril do petróleo cru para entrega em agosto, negociado na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York), estava cotado a US$ 71,44, em alta de 3,30%. Até o horário, o preço máximo registrado pelo barril era de US$ 71,92 e o mínimo, US$ 68,36. O porta-voz da Shell, Precious Okolobo, confirmou o ataque e a interrupção parcial das atividades. A guerrilha nigeriana Mend (Movimento para a Emancipação do Delta do Níger) declarou que matou 20 soldados no ataque contra a plataforma da Shell.

AIG venderá filial na Rússia para grupo francês

A seguradora AIG (American International Group) anunciou nesta segunda-feira que venderá 98% das ações de sua filial na Rússia à francesa Banque PSA Finance, do grupo automotivo PSA Peugeot Citroën. A seguradora, que já foi a maior do mundo, informou em comunicado sobre operação, cujo valor não foi revelado e que ainda precisa receber o sinal verde do banco central da Rússia. Segundo o acordo alcançado entre as duas entidades, a AIG garantiu uma opção de venda à Banque PSA Finance dos 2% do capital restante a partir da segunda quinzena de março de 2011. A venda faz parte dos planos da seguradora de reduzir sua dívida com o governo dos Estados Unidos, após ter recebido cerca de US$ 180 bilhões fundos públicos para evitar sua quebra.

Ministério Público denuncia deputado federal Ernandes Amorim por improbidade administrativa

O Ministério Público Federal em Rondônia entregou nova denúncia na Justiça Federal contra o deputado federal Ernandes Amorim (PTB), agora por improbidade administrativa. Ele e outras sete pessoas são suspeitos de participarem de esquema de fraude na Previdência Social. Segundo a Procuradoria, certidões negativas de débito junto ao INSS eram obtidas ilicitamente para assegurar que a Construtora Canaã, pertencente ao Grupo Amorim, participasse de licitações na prefeitura de Ariquemes. Na época, Amorim e sua filha, Santana Amorim (PTB), eram prefeito e vice-prefeita da cidade. De acordo com a acusação, em meados de 2004, Adão Magalhães da Cruz, servidor do INSS, teria fraudado pelo menos uma certidão negativa de débito para favorecer a Construtora Canaã. Em troca, ele teria recebido R$ 4,5 mil. Para emitir a certidão, o servidor teria registrado que a dívida da empresa com o INSS estava temporariamente em negociação. Segundo as investigações, o débito da construtora com Previdência Social ultrapassava R$ 43 mil. Com a certidão negativa de débitos, a empresa poderia participar de uma licitação para obra de recapeamento da rodovia estadual RO-387, financiada com recursos federais do então Dner (Departamento Nacional de Estradas e Rodagem), atual Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). Interceptações telefônicas descobriram que o técnico em contabilidade Expedito Souza Lima repassou o dinheiro da propina ao servidor do INSS. Expedito recebeu o dinheiro de Orimar Martins da Silva, servidor da Superintendência Federal da Agricultura que trabalhava, na época, em Ariquemes.

Ministério Público encontra indícios de irregularidades em uso de passagens na Câmara

O Ministério Público Federal encontrou indícios de irregularidades na emissão de passagens pelo Senado Federal. Anna Carolina Resende, procuradora da República no Distrito Federal, afirmou inclusive que "há sérias irregularidades" na utilização do benefício. A procuradora resolveu desmembrar o inquérito para acelerar a análise das denúncias. Os processos serão agrupados de acordo com os Estados dos deputados. Ao todo, serão seis investigações. O Ministério Público investiga se há uma espécie de máfia das passagens. A suspeita é de que funcionários de gabinetes vendiam bilhetes da cota dos parlamentares para agências de turismo. Essas empresas, por sua vez, revendiam as passagens para clientes e repassavam parte dos recursos para funcionários. As companhias aéreas fornecem aos gabinetes senhas para que possam administrar a cota de passagens via internet. Com posse dos códigos, as agências podiam vender os bilhetes a terceiros. Ao afirmar que a Câmara não iria punir os deputados por conta do uso irregular da cota de passagens, o presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), argumentou que não havia proibição para o transporte de parentes com a cota de passagens da Câmara no período em que foi utilizada.

Ministra da Saúde renuncia em meio a avanço da gripe suína na Argentina

A ministra da Saúde da Argentina, Graciela Ocaña, renunciou nesta segunda-feira, em meio ao aumento de casos da gripe suína no país. O pedido de demissão ocorre um dia depois das eleições legislativas que marcaram a derrota dos candidatos do governo da presidente Cristina Kirchner nas urnas. A renúncia foi confirmada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Sérgio Massa. "A presidente aceitou a renúncia de Ocaña e nomeou o médico Juan Luis Mansur que, entre outras coisas, reduziu a mortalidade infantil na província de Tucumán", afirmou ele.

Justiça Federal determina extinção do curso de direito para assentados

A Justiça Federal determinou a extinção do curso de graduação em direito ministrado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), destinado exclusivamente aos beneficiários aos membros da organização terrorista MST. Além disso, declarou a ilegalidade do convênio firmado entre o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e a UFG e da utilização de recursos do Pronera (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária) para custeio do curso. O Ministério Público Federal em Goiás entrou com uma ação na Justiça porque apontou irregularidades na utilização de recursos do Pronera para custear o curso. O objetivo do Pronera, segundo a Procuradoria, é o de fortalecer a educação nos assentamentos, utilizando conhecimento específico para o campo, o que não é o caso de um curso de Direito.

Lula confirma demissão do ministro Mangabeira Unger

O presidente Lula anunciou nesta segunda-feira a saída do ministro Mangabeira Unger da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Segundo o presidente, Mangabeira precisará deixar o governo para retomar sua função de professor na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Mangabeira não conseguiu ampliar a licença com a Universidade Harvard. O presidente não soube informar quando o ministro sairá do governo, mas afirmou que vai procurar o vice-presidente José Alencar para discutir a substituição. Lula e Mangabeira conversaram sobre a saída neste fim de semana. O convite para Mangabeira integrar a equipe do presidente Lula foi considerado polêmico. Em artigo na "Folha de S.Paulo", em 2005, Mangabeira disse que o governo Lula ocupava o topo do ranking da história da corrupção nacional: "Afirmo que o governo Lula é o mais corrupto de nossa história nacional. Corrupção tanto mais nefasta por servir à compra de congressistas, à politização da Polícia Federal e das agências reguladoras, ao achincalhamento dos partidos políticos e à tentativa de dobrar qualquer instituição do Estado capaz de se contrapor a seus desmandos".

Após derrota eleitoral, Nestor Kirchner renuncia à liderança do peronismo

O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner renunciou nesta segunda-feira à liderança do Partido Justicialista, de herança peronista, após a derrota do partido governista nas eleições legislativas deste domingo. O partido, presidido por Kirchner desde 2008, teve 30% dos votos no país e perdeu nos cinco maiores distritos, incluindo a Província de Buenos Aires, para uma oposição que se fortalece no Congresso e prejudica a governabilidade da presidente Cristina Kirchner. Nestor Kirchner, que disputava uma cadeira no Congresso pela Província de Buenos Aires com o peronista dissidente Francisco De Narváez, anunciou sua saída de forma "indeclinável" durante uma reunião com dirigentes do partido. O ex-presidente pediu ao governador da Província de Buenos Aires, Daniel Scioli (líder peronista aliado ao governo) que "assuma o desafio de levar adiante a condução partidária" do peronismo. Scioli deve assim assumir a tarefa de reorganizar o partido, afetado por divergências internas e a criação de diversos partidos de oposição por peronistas dissidentes.

Nestor Kirchner amarga derrota na eleição legislativa argentina

O ex-presidente argentino, Nestor Kirchner, voltou ao topo da política nacional como candidato a deputado pela Província de Buenos Aires, a principal do país. Apoiado pela mulher, a presidente Cristina Kirchner, e por todo o aparato do governo, o ex-presidente não conseguiu vencer a baixa popularidade do atual governo e acabou perdendo nas eleições legislativas por uma "margem muito pequena" para o principal candidato da oposição, Francisco De Narváez, da aliança União-Pro. Kirchner, que militou junto a Cristina na juventude de esquerda peronista, na década de 70 (era um Montonero), reivindicou a figura do ex-presidente argentino Juan Perón e usou a bandeira nacionalista durante a campanha. Seu principal argumento na eleição foi sobre as vantagens do "modelo econômico" de incentivo ao consumo que utilizou em seu mandato e que continua regendo o governo de sua mulher. Ele afirma as vantagens do modelo, que evitou as consequências de um provável retorno do "nefasto modelo neoliberal" da década passada. Analistas afirmam, contudo, que sua derrota nas urnas foi, ao menos em parte, a resposta dos eleitores à efetividade deste modelo, que rendeu a Cristina uma crise com o setor agricultor e uma retração econômica.

Unicef repudia decisão do STJ que absolveu acusados de exploração sexual de duas meninas

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) divulgou nota na qual repudiou a decisão do Superior Tribunal de Justiça de manter a sentença do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que absolveu o ex-atleta José Luiz Barbosa, o Zequinha Barbosa, e seu assessor Luiz Otávio Flôres da Anunciação, acusados de exploração sexual de duas meninas. No dia 17 deste mês, o Superior Tribunal de Justiça divulgou a decisão dos ministros, que consideraram que a prática não foi criminosa porque o serviço oferecido pelas adolescentes não se enquadrava no crime previsto no artigo 244 A do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), ou seja, o de submeter criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual. Segundo o processo, os acusados contrataram os serviços sexuais de três garotas de programa que estavam em um ponto de ônibus, mediante o pagamento de R$ 80,00 para duas adolescentes e R$ 60,00 para uma outra. O programa foi realizado em um motel.

TRF aplica pena máxima e aposenta compulsoriamente juíza por venda de sentenças

Por unanimidade, os integrantes do Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da 3ª Região decidiram aposentar compulsoriamente a juíza federal Maria Cristina de Luca Barongeno. Investigada na Operação Têmis, da Polícia Federal, Maria Cristina é acusada de envolvimento com o esquema de venda de sentenças para beneficiar empresas de caça-níqueis e de outros ramos de atividade. A aposentadoria compulsória é a pena máxima prevista na Loman (Lei Orgânica da Magistratura Nacional) em processos administrativos. A juíza Maria Cristina Barongeno também responde a ação penal por suposto favorecimento a casas de bingo. Só a ação penal poderá tirar dela o cargo de juíza federal. "É a primeira vitória, o primeiro resultado prático da denúncia da Têmis", disse o procurador regional da República Pedro Barbosa Pereira Neto: "É uma vitória parcial, mas importante porque corrobora a investigação policial e a denúncia do Ministério Público Federal”. De acordo com a denúncia, a juíza teria proferido decisões favoráveis a federações ou confederações que, a partir de liminares, conseguiam manter suas casas de bingo ou de caça-níqueis em funcionamento. A exploração desse tipo de atividade está proibido desde 31 de dezembro de 2001. Além da juíza, o Ministério Público Federal denunciou três juízes federais, seis advogados, quatro empresários, um procurador da Fazenda Nacional e uma servidora da Receita Federal por participação no esquema de venda de sentenças.

OMS registra mais de 70 mil casos de gripe suína no mundo

O mais recente balanço da OMS (Organização Mundial da Saúde), divulgado nesta segunda-feira, informa que 70.893 casos de gripe suína foram registrados em 116 países e territórios. Em 311 casos, os pacientes morreram. No último dia 12, a organização anunciou que a gripe suína atingiu o nível de pandemia (epidemia generalizada). Os Estados Unidos continuam tendo o maior número de casos (27.717) e passaram a ter também o maior número de mortes causadas pela doença (127). Considerado o epicentro da doença, o México já registrou 8.279 casos de gripe suína, e 116 mortes. No Canadá, foram confirmados 7.775 casos e 21 mortes. O Chile é o país da América do Sul mais atingido pela doença. Até agora, foram registrados 5.186 casos e sete mortes. No entanto, a Argentina possui o maior número de mortes (23), e 1.488 casos.

Governo reduz taxa de juros para empréstimo do BNDES

O governo federal anunciou nesta segunda-feira a redução das taxas de juros cobradas nos empréstimos do BNDES, que continua no menor nível da história. A TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), criada em 1994 e que serve de referência para esses empréstimos, cai de 6,25% ao ano para 6% ao ano. Essa redução será ratificada nesta terça-feira pelo Conselho Monetário Nacional. Além disso, o governo acabou com a cobrança da taxa adicional que incidia nos empréstimos que têm como fonte os R$ 100 bilhões que serão repassados ao BNDES pelo Tesouro Nacional. Essa taxa adicional era de 2,5% no começo do ano e já havia caído para 1%. Agora, não haverá mais essa cobrança. Com isso, a taxa final cobrada pelo banco cai de 8,75% ao ano para 6% ao ano. O governo anunciou também um pacote de ajuda para o setor de máquinas e equipamentos, um dos mais afetados pela crise econômica. Haverá desoneração de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para 70 itens. Entre eles, estão geradores de energia eólica, válvulas industriais e congeladores industriais. A redução do imposto vale até o fim do ano, com uma desoneração estimada de R$ 414 milhões.

Desativado desde março, Conselho de Ética volta a funcionar com representações contra Sarney

A ofensiva do PSDB e do PSOL contra o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), deve provocar a reabilitação do Conselho de Ética da Casa. Segundo o primeiro-secretário, Heráclito Fortes (DEM-PI), o próprio Sarney deve encaminhar ofício aos líderes partidários pedindo a indicação dos integrantes do colegiado. Faltam quatro indicações do PMDB, que precisam ser feitas pelo líder do partido, senador Renan Calheiros (AL), principal aliado de Sarney. O PSDB oficializou seus dois representantes, mas eles ainda precisam apresentar documentos para que sejam autorizados a tomar posse. O colegiado está parado desde março, quando venceu o mandato de dois anos dos antigos integrantes. Caso o conselho continuasse fechado, os líderes do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), e do PSOL, senador José Nery (AP), não teriam onde protocolar suas representações por quebra de decoro contra Sarney.

Governo estende imposto menor para veículo, eletrodoméstico e material de construção

O governo federal anunciou nesta segunda-feira uma nova prorrogação do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para veículos, caminhões, eletrodomésticos e materiais de construção. Em relação ao setor automotivo, trata-se da segunda prorrogação. Trigo, farinha, pão e bens de capital também foram beneficiados. O período de redução do imposto, que acabaria nesta semana para veículos, vai vigorar agora até o final de setembro. O tributo voltará a subir gradualmente a partir de outubro, até voltar à alíquota original em janeiro de 2010. Para motos, também haverá um prazo adicional de três meses na desoneração da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). Para linha branca, cuja medida acabaria em julho, a isenção de IPI valerá até outubro. Para caminhões e materiais de construção, o imposto menor vigora até o fim do ano.

Heráclito Fortes anuncia demissão de três diretores e de um chefe de gabinete do Senado

O primeiro-secretário do Senado Federal, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), confirmou nesta segunda-feira a demissão de mais três diretores e um chefe de gabinete. Os servidores eram ligados ao ex-diretor-geral, o inefável Agaciel Maia, apontado como principal articulador das denúncias de irregularidades que pesam sobre a Casa. O comando do Senado ainda estuda trocar diretores e servidores próximos a Agaciel Maia. que ocupem cargos na Gráfica da Casa. As exonerações atingem o diretor da Secretaria de Patrimônio, Aloysio Novais Teixeira, da Secretaria de Coordenação e Execução; Sebastião Fernandes Neto, diretor da Secretaria de Controle Interno; Shalon Granato e o chefe de gabinete da Secretaria de Estágios, Dimitrius Hadjinicolau. "Estamos corrigindo uma direção frouxa que esteve à frente do Senado nos últimos 14 anos. Vamos fazer uma reforma administrativa ampla", disse Heráclito Fortes.

Petrobras afirma que financiamento para investimentos até 2013 está garantido

O diretor financeiro e de relações com investidores da Petrobras, Almir Barbassa, disse nesta segunda-feira que a estatal já conseguiu no mercado recursos suficientes para cobrir o plano de investimentos de US$ 174,4 bilhões, previsto para o período entre 2009 e 2013. A conta leva em consideração a previsão de geração de caixa da empresa para os próximos anos, que observa, principalmente, a cotação do barril do petróleo. Segundo o executivo, a Petrobras está em situação bastante confortável com os recursos levantados no mercado desde que o planejamento estratégico foi lançado, no início do ano. Esse montante, explicou, ultrapassa os US$ 30 bilhões, e inclui financiamentos do BNDES e de bancos estrangeiros, além de operações no mercado financeiro. "São suficientes para a empresa até 2013 a preços correntes. O plano é perfeitamente exequível e vai nos levar a crescimento em todos os setores", afirmou Barbassa. Ele disse ainda que a Petrobras vem obtendo êxito na busca pela redução de custos na camada pré-sal e que estudos recentes da companhia apontam para a necessidade de menos perfurações para a extração de óleo na nova fronteira exploratória. "As indicações são da necessidade de perfurar 20 poços (12 de perfuração e 8 para injeção) para se produzir 120 mil barris/dia. Anteriormente, eram necessários 30 poços (20 para produção e dez para injeção)", comentou, frisando que essa redução significa uma economia de US$ 1 bilhão por plataforma.

Conselho de Ética vota na quarta-feira a cassação do deputado federal Edmar Moreira

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados vai votar nesta quarta-feira o relatório do deputado federal Nazareno Fonteles (PT-PI), que pede a cassação do mandato do deputado federal Edmar Moreira (sem partido-MG) por quebra de decoro parlamentar. O parecer foi apresentado no último dia 17, mas houve pedido de vista e a sessão foi adiada. Em seu relatório, Nazareno Fonteles afirma haver indícios da não prestação dos serviços de segurança nas empresas da família de Edmar Moreira, apesar de o deputado ter justificado o uso da verba indenizatória da Casa para a sua segurança pessoal. Na opinião de Nazareno Fonteles, o uso da verba indenizatória no pagamento de serviços de segurança em empresas de Moreira "violou os princípios constitucionais da legalidade, da impessoalidade e da moralidade".

Bancos centrais querem fim de planos de estímulo assim que economia se recuperar

Os programas governamentais de estímulo econômico devem acabar rapidamente assim que a economia se recuperar, para evitar uma distorção dos mercados e pressões inflacionárias, advertiu o BIS (Banco de Compensações Internacionais), conhecido como "banco central dos bancos centrais". "Quando surgirem sinais incontestáveis de uma recuperação, será necessário acabar rapidamente com as medidas de estímulo", afirmou o presidente do BIS, Jaime Caruana, na assembléia geral da instituição com sede na Basiléia (Suíça). "Os efeitos inflacionistas podem prejudicar desde já os mercados de dívida soberana, o que pode colocar gravemente em questão a amplitude das intervenções dos poderes públicos e obrigar estes a se retirar precipitadamente", advertiu Caruana. Os programas de estímulo adotados desde a explosão da crise financeira em setembro de 2008 atingiram o equivalente a 5% do PIB (Produto Interno Bruto) mundial.

Porsche rejeita proposta de resgate pela Volkswagen


A Porsche, vivendo graves problemas financeiros, rejeitou a proposta do grupo Volkswagen para seu resgate, que implica na venda da metade de seu capital, por considerá-la impraticável. Um porta-voz da Porsche disse que é inaceitável que a empresa tenha que vender à Volkswagen 49,9% de seu capital para que este último grupo a ajude a superar seus problemas econômicos. Além disso, destacou que a Porsche não pode aceitar essa iniciativa pelo simples fato de que levaria à devolução imediata de um crédito de 10,75 bilhões de euros concedido por um consórcio bancário e que não pode pagar. A Volkswagen está disposta a pagar entre 3 bilhões e 4 bilhões de euros pela metade do capital da Porsche.

Polícia Legislativa investigará Agaciel Maia a pedido de senador do DEM

O ex-diretor-geral do Senado Federal, o inefável Agaciel Maia, tornou-se alvo de um inquérito na Polícia Legislativa. É de morrer de rir, os mesmos investigando os mesmos. Ele será investigado a pedido do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) por ter utilizado atos secretos para nomear assessores nos gabinetes sem conhecimento dos parlamentares. Na tentativa de se defender das acusações de que foi o responsável pela nomeação sigilosa no gabinete de Demóstenes Torres (o que representa usurpação de direito constitucional, gravissimo crime), o ex-diretor-geral jogou para o ex-diretor de Recursos Humanos, João Carlos Zoghbi, a indicação de Lia Raquel Vaz de Souza. Ao pedir afastamento remunerado de 90 dias, o inefável Agaciel anexou uma carta de Lia e de seu pai, Valdeque Vaz de Souza, analista legislativo do Senado, negando sua interferência. A Polícia Legislativa deve começar a ouvir os envolvidos no caso nesta semana. Na quinta-feira, o inefável Agaciel Maia deve prestar depoimento. O Senado Federal deve anunciar ainda nesta semana procedimento administrativo contra essa figura chamada Agaciel Maia. Se for comprovada sua responsabilidade na edição dos atos secretos, ele pode ser demitido. A abertura de procedimento dependerá do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ou do primeiro-secretário, Heráclito Fortes (DEM-PI).

Ex-assessor de Sarney Filho foi da Sarcris Consultoria

A Sarcris Consultoria, que opera crédito consignado no Senado, tem um braço em São Luís, no Maranhão, berço político da família Sarney, que retomou em abril o governo do Estado. Na capital maranhense, a empresa chegou a ter como gerente um ex-funcionário do gabinete do deputado federal Sarney Filho (PV-MA). Sócio da Sarcris, José Adriano Sarney é filho do deputado e neto do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Com matriz em Brasília, a empresa atua no Senado Federal desde 2007, quando foi criada, na intermediação de empréstimos com desconto em folha para servidores, um negócio milionário que está sob investigação da Polícia Federal e é um dos pivôs da crise na Casa. Em São Luís, a filial da empresa funciona discretamente em uma sala no centro da cidade, no terceiro andar do Edifício Colonial. Assessor parlamentar de Sarney Filho até 2008, Fausto Rabelo Cosendey trabalhou como gerente administrativo da empresa na capital maranhense. Do currículo de Cosendey consta que ele era assessor parlamentar de novembro de 2004 a março de 2008 no gabinete do deputado Zequinha Sarney em Brasília e, no mês seguinte, passou a ser empregado da Sarcris até janeiro deste ano.

Governo tira Petrobras das contas públicas e dívida do setor público sobe

O fim da contribuição da Petrobras para as contas públicas elevou o endividamento da União, dos Estados e dos municípios. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central, a dívida pública subiu em maio pelo quinto mês consecutivo. O principal indicador que mede a dívida líquida do setor público (relação dívida/PIB, Produto Interno Bruto) subiu de 41,4% em abril para 42,5% no mês passado. O dado referente ao mês de abril foi revisado por conta da mudança. Originalmente, o endividamento estava em 38,5%. Mas, sem a Petrobras, passou para 41,4%. A decisão de tirar a Petrobras das contas públicas tem como objetivo liberar a estatal para investir cerca de R$ 15 bilhões por ano e ajudar a reativar a economia brasileira após o impacto da crise econômica internacional. Em termos absolutos, o valor da dívida de abril foi revisto de R$ 1,124 bilhão para R$ 1,207 bilhão. Em maio, subiu para R$ 1,245 bilhão. A mudança em relação à Petrobras também tem impacto no superávit primário, a economia que o governo faz para pagar os juros da dívida pública. O governo federal decidiu que neste ano irá reduzir essa economia de 3,8% para 2,5% do PIB. O objetivo é compensar a queda na arrecadação e aumentar o espaço para gastos e investimentos. Em maio, o superávit primário do setor público ficou em R$ 1,119 bilhão. No acumulado do ano, o dado até abril foi revisto de R$ 33,403 bilhões para R$ 30,760 bilhões. Em maio, chegou a R$ 31,879 bilhões. Em 12 meses, o superávit primário soma R$ 66,908 bilhões (2,28% do PIB). É o pior resultado da série revisada pelo Banco Central desde junho de 2004, quando estava em R$ 65,7 bilhões.

Mais uma cidade gaúcha decreta situação de emergência devido à gripe suína

O município de Itaqui (RS) decretou situação de emergência no último sábado devido à suspeita de casos de contaminação de gripe suína. É a segunda cidade do Rio Grande do Sul a decretar emergência por causa da doença. A primeira foi São Gabriel. Segundo a prefeitura de Itaqui, a medida é apenas preventiva devido à proximidade do município com a Argentina e as freqüentes viagens de agricultores da região ao país vizinho. Até esta segunda-feira, o município registrava três casos suspeitos e nenhum confirmado. Os três moradores da cidade apresentaram o sintoma na semana passada e estão internados no Hospital São Patrício. A prefeitura afirmou que eventos públicos também estão suspensos.

Prazo para caixas-pretas de Airbus da Air France emitirem sinais acaba nesta terça-feira

Confirmadas as previsões do Escritório de Investigação e Análise francês (BEA), as caixas-pretas do Airbus A-330 da Air France devem parar de emitir sinais sonoros entre estas segunda e terça-feiras. O BEA é responsável pelas investigações das causas do desastre com o avião que fazia o vôo 447 da Air France. A aeronave caiu no oceano Atlântico no dia 31 de maio com 228 pessoas a bordo, quando fazia o trajeto Rio-Paris. Na última sexta-feira (26) a FAB (Força Aérea Brasileira) e a Marinha suspenderam as buscas por corpos e destroços do voo AF 447. Em 26 dias de buscas, foram localizados e resgatados 51 corpos de vítimas da tragédia; 14 foram identificados.

Senador Arthur Virgilio vai representar contra José Sarney

Nesta segunda-feira, o senador Arthur Virgilio, líder do PSDB, anunciou sua decisão de representar contra José Sarney, presidente do Senado Federal. Arthur Virgílio deseja levar o presidente do Senado ao Conselho de Ética. Isso é um grande complicador porque, de acordo com o regimento da Casa, senador investigado não pode ocupar cargo em Comissão ou na Mesa Diretora. No início da semana passada, Arthur Virgílio discursou na frente de José Sarney, dizendo que o ex-diretor-geral Agaciel Maia recorria à chantagem para calar o Senado. Ele se achava alvo da chantagem do inefável Agaciel Maia, dizendo que o ex-diretor o ameaça com a possibilidade de divulgar fatos que o constrangeriam. Arthur Virgilio citou o reembolso de despesas médicas de sua mãe. E ainda disse que tinha sido socorrido em uma viagem que fez a Paris, quando um hotel de luxo recusou o seu cartão de crédito. Ao esmiuçar os episódios em sua última edição, a revista IstoÉ colocou na panela fervente um outro dado: Arthur Virgílio manteve em seu gabinete, em situação irregular, um assessor. Chama-se Carlos Alberto Nina Neto. Foi secretário particular do líder do PSDB. E recebeu contracheques do Senado num período em que morou no Exterior. Arthur Virgilio reconheceu o erro e voltou a investir contra o inefável Agaciel Maia: “Cometo a idiotice de permitir que o filho de um grande amigo permaneça ligado ao meu gabinete por um tempo, uma imbecilidade, um gesto paternal equivocado. Agaciel queria que eu me calasse para ele continuar roubando o Senado Federal. Vou pedir que o Conselho me investigue, não tenho nada a esconder”. Além da investigação contra si próprio, o líder tucano decidiu pedir a abertura do processo contra José Sarney, que identifica como padrinho e protetor de Agaciel Maia. Na quarta-feira será a vez de o PSOL protocolar representação contra José Sarney. No mesmo documento, o partido presidido por Heloísa Helena pedirá que sejam investigados também dois ex-presidentes: Renan Calheiros e Garibaldi Alves. O Senado Federal está desde março sem Conselho de Ética.

Senado afasta mais quatro chefetes ligados a Agaciel Maia

O Senado Federal vai afastar mais três diretores e um chefe de gabinete, todos vinculados ao inefável ex-diretor geral, Agaciel Maia. Também está sendo planejada uma “operação limpeza” na gráfica do Senado Federal. Antes de ser nomeado por Sarney para a direção-geral, em 1995, Agaciel Maia foi diretor da gráfica. É, ainda hoje, um dos setores em que seu poder é mais notório. Embora afastado da cadeira de diretor-geral desde março, Agaciel Maia desfilava sua influência pelos corredores do Senado Federal até a semana passada. Pressionado pelos “padrinhos” José Sarney e Renan Calheiros, ele se convenceu da conveniência de pedir licença por 90 dias. O inefável Agaciel Maia está sendo rifado no momento em que proliferam as investigações contra ele no Ministério Público e na Polícia Federal. Desde fevereiro, mês em que Sarney inaugurou a sua terceira presidência, o Senado coleciona encrencas. A Procuradoria abriu, por ora, dez frentes de investigação. Várias delas decorrem de providências adotadas ao longo dos 14 anos da era Agaciel Maia. Veja a lista do que está sendo investigado: 1) pagamento de R$ 6,2 milhões em horas extras a servidores em pleno recesso parlamentar de janeiro; 2) uso indevido da cota de passagens aéreas; 3) contratação indevida de parentes de senadores e de altos funcionários; 4) ocultação, por Agaciel Maia, da propriedade de uma mansão avaliada em R$ 5 milhões; 5) uso de uma babá de 87 anos como “laranja” do ex-diretor João Carlos Zoghbi (Recursos Humanos), para intermediar empréstimos a servidores do Senado; 6) atuação da empresa Sarcris, de José Adriano Cordeiro Sarney, neto do presidente do Senado, no mesmo filão de empréstimos consignados do Senado; 7) uso indevido de um apartamento funcional por um filho de João Zoghbi; 8) irregularidades no desmembramento de cargos comissionados; 9) ilegalidades em contratos firmados com empresas fornecedoras de mão-de-obra terceirizada; 10) contratação de 54 servidores fantasmas pelo ex-primeiro-secretário Efraim Morais (DEM-PB). E a lista ainda vai ser engrossada com um monte de novos fatos.

Banco suíço UBS deve pagar até US$ 4,6 bilhões para encerrar caso sobre sonegação

O banco suíço UBS deve pagar entre 3 bilhões de francos suíços e 5 bilhões de francos suíços (US$ 2,76 bilhões e US$ 4,6 bilhões) nas próximas duas semanas para encerrar uma investigação feita pelo governo norte-americano sobre casos de sonegação. A Receita Federal dos Estados Unidos pediu informações sobre 52 mil norte-americanos titulares de contas secretas, depois que o órgão descobriu fraudes em declarações de renda. Em fevereiro deste ano, o UBS fechou um acordo para pagar US$ 780 milhões à Justiça dos Estados Unidos, também em decorrência da investigação. O banco também havia se comprometido a divulgar as identidades dos envolvidos. Segundo o jornal suíço, a informação sobre o pagamento de até US$ 4,6 bilhões foi confirmada por três fontes independentes e um acordo pode ser assinado entre os dias 1º e 13 de julho. Na última quinta-feira o UBS informou que planeja levantar US$ 3,5 bilhões em capital novo. A Receita Federal norte-americana já tem os nomes de mais de 10 mil clientes do UBS.

Demanda mundial de gás cairá pela primeira vez em 50 anos

O consumo mundial de gás cairá este ano pela primeira vez em mais de meio século por causa da crise, o que coincide paradoxalmente com um período de novas capacidades de produção e liquidificação que estão afundando os preços a níveis que podem comprometer investimentos futuros. Este é o diagnóstico da AIE (Agência Internacional da Energia), que em seu relatório anual sobre o mercado do gás publicado hoje constata que a demanda caiu 4% no primeiro trimestre, e o retrocesso vai continuar o resto do ano, em proporções que não quantificou. Ao mesmo tempo, está previsto que este ano entrem em atividade instalações para a produção de GNL equivalentes a 60 milhões de metros cúbicos, frente aos 240 milhões que havia em 2008, e o número em três anos subirá até pelo menos 370 milhões. O principal efeito foi a queda de preços, que no mercado norte-americano passaram do pico de US$ 13,00 por pé cúbico em meados do ano passado para cerca de US$ 4,00 atualmente. No caso do gás russo vendido na Europa e vinculado à cotação do petróleo, a queda foi menos pronunciada, mas, do teto de quase US$ 15,00 por pé cúbico, cairá cerca de US$ 7,00 ou US$ 8,00 no meio deste ano. A AIE advertiu que "a combinação de uma demanda fraca e preços mais baixos pode reduzir investimentos futuros".

domingo, 28 de junho de 2009

Mafia do lixo internacional age no Rio Grande do Sul e São Paulo

O Rio Grande do Sul e São Paulo entraram para a história do tráfico internacional de lixo. A “máfia do lixo” internacional enviou para o Brasil o total de 64 contêineres carregados com cerca de 1.200 toneladas de lixo industrial, tóxico e domiciliar. Os destinos no Brasil: porto de Rio Grande (RS) e porto de Santos (SP). Dos 64 containeres, 40 foram retidos em Rio Grande, 8 foram parados na estação aduaneira de Caxias do Sul e 16 no porto de Santos (SP). O Ministério Público Federal e a Receita Federal investigam o caso do lixo que veio da Inglaterra. Na documentação entregue nas alfândegas dos referidos portos, consta que a carga seria de polímero de etileno e de resíduos plásticos, que deveriam ser usados na indústria de reciclagem. No entanto, além de sacolas plásticas, havia papel, pilhas, seringas, banheiros químicos, cartelas vazias de remédios, camisinhas, fraldas, tecido e couro, dentre outros. A carga partiu do porto de Felixstowe, um dos maiores da Inglaterra. Antes de chegar ao Brasil, o navio passou pelo porto de Antuérpia, na Bélgica. As investigações apontam que o lixo foi enviado por uma exportadora inglesa. Os navios chegaram ao Rio Grande do Sul entre fevereiro e maio. O material levado ao Rio Grande do Sul tinha como destino uma empresa de Bento Gonçalves. Cinco empresas (quatro com sede no Rio Grande do Sul e uma em São Paulo) importaram o lixo. Cada uma foi multada em R$ 408 mil pelo IBAMA. No Rio Grande do Sul uma “Força Tarefa” composta pelo Ministério Público de Contas (MPC) e Ministério Público do Estado investiga uma denúncia sobre lixo industrial enterrado em “centrais de resíduos” em cidades gaúchas. Há muitos meses Videversus tem insistentemente falado que precisa ser aberta a famigerada Vala 7, da Utresa, em Estância Velha, onde há contêineres inteiros enterrados, sem que se conheça o conteúdo dentro deles. Há denúncia ainda de que essa vala contenha milhares de galões com o óleo ascarel, considerado carcinogênico. A Lei Ambiental brasileira é clara em estabelecer também a responsabilidade das empresas depositantes do lixo ilegal nos aterros, mas até agora apenas o engenheiro Luiz Ruppenthal, ex-controlador da Utresa, foi condenado. Recentemente o Ministério Público de Contas protocolou a Representação MPC nº 008/2009, dirigida ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, requerendo auditoria operacional extraordinária na Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (FEPAM), órgão estadual responsável pelo meio ambiente do Rio Grande do Sul e pela concessão de licenças ambientais para empreendimentos que enterram lixo industrial. Mas, a coisa chegou a um nível tal que é preciso que também entrem na investigação o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, porque são candentes os indícios da presença de máfias italianas atuando na área do lixo no Rio Grande do Sul.

Secretário da Saúde alerta que Rio Grande do Sul será o principal foco da gripe suína

O secretário Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, deputado federal e médico Osmar Terra, disse neste domingo que o Estado concentrará, em poucos dias, a maior quantidade proporcional de infectados, após a morte do caminhoneiro Vanderlei Vial. O fenômeno se confirmará, segundo Osmar Terra, em virtude das largas fronteiras gaúchas com Argentina e Uruguai, onde o quadro é de epidemia. Osmar Terra disse ter sugerido ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que o Brasil deixe de fazer a contenção, passando a tratar a gripe suína como epidemia. Para enfrentar a situação, Osmar Terra informou que todos os hospitais e postos de saúde do Rio Grande do Sul farão, a partir de agora, o atendimento e diagnóstico da gripe suína. O boletim mais recente da Secretaria Estadual da Saúde aponta que o Rio Grande do Sul tem 76 casos confirmados e 97 suspeitos.

Morre primeiro brasileiro vítima da gripe suína, em Passo Fundo

Morreu neste domingo, em Passo Fundo (RS), o primeiro brasileiro vítima de gripe suína. Segundo o Hospital São Vicente de Paulo, trata-se do caminhoneiro Vanderlei Vial, de 29 anos, que esteve na Argentina a trabalho e retornou no dia 20 ao Brasil. Inicialmente ele foi atendido na Fundação Hospitalar Santa Terezinha, de Erechim (RS), onde ficou até a última segunda-feira, quando foi transferido para Passo Fundo. Ele ficou cerca de 15 dias na Argentina e ao retornar ao Brasil apresentou piora no quadro de pneumonia. O resultado de seu exame foi feito pelo laboratório Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). De acordo com o governo federal, os novos casos foram confirmados nos Estados de São Paulo (34), Rio de Janeiro (8), Rio Grande do Sul (7), Paraná (7), Minas Gerais (4), Santa Catarina (2), Espírito Santo (2), Pará (1), Maranhão (1) e Amazonas (1). O Distrito Federal teve dois casos confirmados. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou oficialmente a primeira morte de brasileiro pela gripe suína e avisou que outros dois exames estão sendo aguardados, um deles de um norte-americano que morreu na sexta-feira em Montenegro (RS). O ministro Temporão confirmou que de sábado até este domingo, foram confirmados 36 novos casos da doença. Com isso o total de pessoas infectadas é de 627. A mulher do caminhoneiro morto em Passo Fundo também foi diagnosticada com gripe suína e internada. Mas, como não apresentava mais os sintomas da doença, foi liberada para acompanhar o velório. Em São Gabriel, também no Rio Grande do Sul, permanece internada, em estado grave, uma garota de 14 anos, diagnosticada com gripe suína. A estudante está internada na UTI e respira com a ajuda de equipamentos, mas houve uma redução gradual na necessidade do uso aparelhos. A adolescente está no hospital desde o dia 21, e contraiu a doença após uma viagem a Buenos Aires, na Argentina. Agora não há dúvida de que a situação é grave e o Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul deveriam decretar o fechamento dos postos de fronteira com a Argentina, e impedir as viagens de avião a esse país.

Enterrado em São Paulo o corpo do jurista Goffredo da Silva Telles

O corpo do jurista Goffredo Carlos da Silva Telles Júnior, de 94 anos, foi enterrado por volta das 17 horas deste domingo no cemitério da Consolação, em São Paulo. Ao longo do dia, o corpo do jurista, que morreu na noite de sábado, foi velado no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo), no Largo São Francisco. Familiares disseram que Goffredo Carlos da Silva Telles estava em casa e morreu de causas naturais, por volta das 19 horas de sábado. De acordo com sua filha, Olívia Raposo da Silva Telles, o advogado "morreu de velhice, como um passarinho". Além de Olívia, ele deixa a mulher, Maria Eugênia, e duas netas. Goffredo Carlos da Silva Telles era filho de Goffredo Teixeira da Silva Telles. Ele concluiu o curso em 1937 na Faculdade de Direito da USP. Em 1932, participou como soldado da Revolução Constitucionalista de São Paulo. Desde 1940 era professor de direito na USP, onde lecionou por 45 anos. Só parou de dar aula porque foi obrigado por uma lei estúpida, que obriga à aposentadoria compulsória aos 70 anos. Foi um dos mais destacados combatentes pela democracia e pelo Estado de Direito da História do Brasil. Em 1946, foi deputado constituinte e notabilizou-se, entre outras causas, pela defesa da Amazônia. Em 1977, em pleno regime militar, redigiu e leu a "Carta aos Brasileiros", marco da resistência democrática. Segundo a filha, apesar da aposentadoria em 1985, o jurista continuou trabalhando no seu escritório e nos últimos anos orientava alunos. Ele recebeu o título de professor emérito da Universidade de São Paulo. Em setembro de 1967, ele se casou com Maria Eugênia Raposo da Silva Telles, advogada, formada pela Faculdade de Direito da USP.

Eleições terminam na Argentina, com alto comparecimento dos eleitores

As eleições legislativas da Argentina foram encerradas às 18 horas deste domingo com altos índices de afluência do eleitorado, que não se intimidou mesmo com a ameaça da gripe suína que atinge o país com intensidade. Os cerca de 27,8 milhões de argentinos convocados ao pleito compareceram às urnas para eleger metade das 257 cadeiras da Câmara dos Deputados e um terço dos 72 assentos do Senado. Não houve denúncias de fraude ou de episódios violentos. O partido de direita PRO, do chefe de Governo de Buenos Aires, Mauricio Macri, foi o único a apresentar uma denúncia contra "pressões" sofridas por seus fiscais no município de Merlo, ao norte da capital argentina. Por ser realizado na metade da gestão presidencial é considerado um teste ou uma espécie de plebiscito sobre o governo. Se os candidatos do governo atual da presidente Cristina Kirchner vencerem, será mantida a maioria do Executivo nas duas casas. Mas, se perderem, o governo será obrigado a negociar seus projetos com a oposição, o que não vinha acontecendo até agora, com as medidas apresentadas pela presidência tendo sido logo aceitas. A província de Buenos Aires é o maior distrito eleitoral do país e, junto com a cidade de Buenos Aires, tem força para definir uma eleição, seja ela legislativa ou presidencial na Argentina. Dos quase 28 milhões de eleitores, cerca de 38% (aproximadamente 10 milhões) vivem na província de Buenos Aires, que vai eleger 35 deputados. A capital conta com 2,4 milhões de eleitores, número menor do que o total de outras províncias, mas que costuma antecipar a tendência de voto dos argentinos. Entre os principais candidatos estão o ex-presidente argentino Nestor Kirchner, que governou o país entre 2003 e 2007, e concorre ao cargo de deputado pela província de Buenos Aires. Kirchner, marido de Cristina Kirchner, é presidente do Partido Justicialista e da Frente Justicialista para a Vitória, um braço do peronismo. Seu principal opositor é o candidato Francisco de Narváez, da aliança União-PRO, crítico do governo de Cristina. Na cidade de Buenos Aires, a principal candidata é Gabriela Michetti, do PRO, aliada do prefeito Maurício Macri e opositora do casal Kirchner. Serão eleitos 129 deputados de um total de 257, nos 24 distritos; será renovado um terço do Senado (24 senadores sobre 72), em oito dos 24 distritos; serão realizadas eleições legislativas provinciais (deputados) em nove distritos, entre eles, o mais povoado, a província de Buenos Aires (centro-leste). Concorreram 186 partidos e 98 alianças das quais participam 417 partidos. O governismo conta com 119 cadeiras de Deputados e renova 62; o Senado possui 40 cadeiras e renova 12. A posse dos novos eleitos deverá ocorrer no dia 10 de dezembro de 2009.

ONGs ilegais no Brasil agora deverão ser fechadas

Pelo menos 67 organizações não-governamentais estrangeiras das 166 cadastradas na Secretaria Nacional de Justiça serão fechadas pelo governo nas próximas semanas. Essas ONGs não atenderam à exigência legal e deixaram de se recadastrar no Ministério da Justiça. Se insistirem em atuar no Brasil, apesar de não terem se recadastrado, serão fechadas pela Polícia Federal. No governo, a avaliação é de que essas ONGs estariam exercendo atividades ilegais ou incompatíveis com as previstas no estatuto. Foi justamente esse o argumento usado para que o governo decidisse mapear as entidades estrangeiras com atuação no Brasil. Uma força-tarefa integrada pela Secretaria Nacional de Justiça, Polícia Federal, Fundação Nacional do Índio (Funai) e pelo Ministério da Defesa concluiu que não havia controle adequado sobre essas organizações. Havia a desconfiança de que essas entidades podiam ser fachada para a biopirataria, pesquisas ilegais em áreas indígenas ou mesmo para a compra de terras na Amazônia. “A partir de agora temos uma regra. Para o governo, só há 99 ONGs estrangeiras no Brasil. O resto não existe”, afirmou o secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior.

Receita Videversus – aprenda a fazer waffle com a chef de cuisine Simone Nejar


Parafraseando Euclides da Cunha, o waffle é, antes de tudo, um forte. Alimenta de qualquer jeito e em qualquer situação. Pode ser comprado na quitanda da esquina, feito com facilidade engrossando-se uma receita de panqueca, pode ser frito numa frigideira ou em um molde para colocar numa boca aberta de fogão à lenha ou ser feito na forma correta de um grill elétrico. Pode ser usado em camadas para rechear com cremes doces ou cobrir com chocolate. O modo clássico de comer é levemente doce, com bacon frito crocante ou com Karo, ou Maple syrup por cima. O waffle é tão típico nos lares americanos quanto bacon com ovos. Mas, como hoje fugirei dos padrões, vou preparar uma massa de waffle enriquecida com ricota e recheá-la com uma mistura salgada. Se você não dispuser de um daqueles aparelhinhos para preparar waffles, coloque mais leite na massa e prepare deliciosas panquecas para o lanche. Para preparar as camadas de waffles, vamos precisar de 4 ovos, 4 colheres de sopa de ricota, 4 colheres de sopa cheias de farinha de trigo, 1 colherinha de fermento, 1 colherinha rasa de sal ou sal de aipo (é um sal condimentado com sementes de aipo), meia xícara de leite ou mais, se for fazer panquecas, 2 colheres de sopa de tempero seco a gosto, 4 colheres de sopa de óleo e 1 colher de sopa de amido de milho. Vamos bater todos os ingredientes no liquidificador e ir assando em camadas bem finas no aparelho ou preparando panquecas. Se usar o aparelho, faça o mais fino possível, para que a massa fique crocante. Deixe esfriar várias camadas e só depois intercale com o recheio de sua preferência. Se você não dispuser daqueles aparelhinhos para fazer waffles, pode deixar a massa um pouco mais líquida e fazer panquecas, empilhando-as. Se você quiser fazer waffles ou panquecas doces, não use sal nem temperos, adicione duas colheres de sopa de açúcar branco ou de açúcar mascavo, e canela em pó, se desejar. Como sugestão para um recheio salgado eu trago hoje uma mistura de 150 g de ricota fresca esfarelada, 4 fatias de presunto picadinho, meia xícara de pedacinhos de palmito, 4 colheres de sopa de maionese, 3 colheres de sopa de manjericão fresco picado, sal e azeite. Basta ir fazendo os waffles no aparelho ou panquecas na frigideira, e intercalar com o recheio. Você pode substituir o palmito por azeitonas ou incrementar a receita usando tomates secos. Se você preferir fazer waffle doce, pode rechear com geléia de laranja e frutas, servir com sorvete e licor, com creme de baunilha, leite condensado, nata batida e morangos, ou mesmo brigadeiro mole e bombons, para agradar crianças de todas as idades... a massa realmente é muito versátil e permite combinações infinitas. Experimente abrir a geladeira, ver o que tem em casa, e surpreender a família!

Cai o presidente de Honduras, candidato a ditador no modelo Chavez

Os militares tomaram as ruas da capital Tegucigalpa poucas horas depois que o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi detido pelas Forças Armadas na manhã deste domingo. Carros blindados e tanques saíram às ruas e aviões sobrevoaram a cidade. Zelaya confirmou ter sido levado para a Costa Rica. Também afirmou ter sido vítima de um sequestro brutal por parte de um grupo de militares de seu país e que não iria reconhecer nenhuma tentativa de nomearem um substituto após a sua detenção. O presidente foi detido por militares às 5 horas (8 horas de Brasília) deste domingo. O esquerdista populista Zelaya, eleito em 2005, confrontou outros segmentos do governo e líderes militares sobre a questão do referendo. Ele queria apoio popular para instalação da chamada “quarta urna” nas eleições de 29 de novembro, simultaneamente presidencial, legislativa e municipal. É uma consulta sobre uma consulta: ele queria que os eleitores decidissem se apoiam ou não a convocação de uma nova Constituinte dentro de cinco meses. A consulta, declarada ilegal pelo Congresso, pela Promotoria e pela Justiça, sofreu forte oposição das Forças Armadas, da Igreja Católica e até de parte do governista Partido Liberal. O Supremo Tribunal de Honduras considerou o referendo ilegal, e foi apoiado pelo Congresso e pela alta cúpula do Exército hondurenho. Ou seja, todo mundo resolveu colocar para correr o esquerdóide que queria jogar com os mecanismos da democracia para atentar contra a democracia.

Revista Fortune diz que Petrobras está entre 40 melhores empresas para investir

Uma lista publicada pela revista Fortune aponta que a Petrobras está entre as 40 melhores empresas para investir com o objetivo de ter segurança na aposentadoria. Segundo a publicação, a estatal, única brasileira da lista, ficou em 35º lugar no ranking. A Fortune cita Paul Cheng, o analista do Barclays, que considera a companhia de petróleo brasileiro como "a melhor posicionada para se beneficiar de qualquer recuperação dos preços do petróleo nos próximos anos". São citadas como justificativa as massivas descobertas de petróleo na costa do País, com o exemplo do campo de Tupi, na bacia de Santos, que "foi a maior descoberta dos últimos 20 anos". "A empresa superou expectativas de lucro no último trimestre", completa o texto.

Corte de IPI de carro será prorrogado nesta segunda-feira

Apesar da forte queda na arrecadação e do primeiro déficit nas contas públicas, o governo Lula decidiu renovar as desonerações de impostos, abrir mão de cerca de R$ 3 bilhões e persistir na adoção de medidas de estímulo à economia. O presidente Lula e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciam nesta segunda-feira a renovação da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) por mais três meses para o setor automotivo e antecipam aos consumidores a escala para o aumento gradativo das alíquotas para o período outubro-dezembro. As medidas de estímulo à economia consideram, ainda, a renovação da redução do imposto praticado para os setores da construção civil e de bens duráveis da chamada linha branca, como geladeira, fogões, máquinas de lavar e tanquinhos.

Human Rights Watch avisa que milícia fascista islâmica Basij está invadindo casas

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch acusou no sábado a milícia fascista islâmica iraniana Basij de realizar batidas noturnas, destruir casas e espancar civis. Segundo a ONG, as invasões são uma tentativa de acabar com os gritos contra o governo que são feitos de telhados durante a noite. A Human Rights Watch informou também que antenas de satélite foram confiscadas ou destruídas para evitar que a população assista a canais de notícias estrangeiros. "Enquanto as atenções do mundo estão voltadas para a violência nas ruas do Irã durante o dia, os Basijis estão invadindo casas durante a noite", disse a diretora para o Oriente Médio da Human Rights Watch, Sarah Leah Whitson, em comunicado no site. "As testemunhas estão nos dizendo que os Basijis estão destruindo ruas inteiras, até mesmo vizinhanças, assim como casas individuais, na tentativa de parar com os gritos noturnos dos telhados", acrescentou.

Doença cardiovascular é a principal causa de morte no Brasil

A doença cardiovascular é a principal causa de novas internações e de mortalidade no Brasil e nos países desenvolvidos, segundo o médico Everton Padilha Gomes, cardiologista assistente do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo. Gomes explica que cerca de 50% dos pacientes que sofrem um infarto agudo do miocárdio não chegam vivos a um hospital. Por isso, há necessidade de novas terapias, abordagens dinâmicas e mais rápidas em relação a esses casos, que possibilitem salvar vidas, com um atendimento precoce a esse tipo de pacientes. Com essa finalidade, foi desenvolvido o projeto Treinamento Integrado em Medicina de Emergência (Time), de capacitação de profissionais de saúde em todo o País, numa parceria do InCo com a Sociedade Brasileira de Clínica Médica, além de instituições educacionais do Rio de Janeiro e São Paulo. O Time já passou este ano pelas cidades de Santo André, São Paulo e Campinas (SP), Dourados (MS) e Manaus (AM). O número de internações de pacientes que sofreram um infarto no Brasil aumentou 65% no período de 1998 a 2005, subindo de 119 mil para 196 mil, de acordo com o Ministério da Saúde. A incidência de infarto tem sido crescente no País, afirma o especialista. Outra curiosidade observada pelos médicos em relação à doença é que, ao contrário do que ocorria no passado, o infarto não está relacionado à pessoa idosa ou aposentada. Pessoas cada vez mais jovens sofrem de infarto agudo do miocárdio e necessitam de tratamento adequado, afirma o médico Everton Gomes. Entre os fatores que predispõem uma pessoa a ter um infarto estão a vida sedentária, sem a prática de exercícios físicos; alimentação industrializada, rica em gorduras; além do tabagismo, que ainda tem grande prevalência na população brasileira.

Obama avalia decretar prisão indeterminada para detidos de Guantánamo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, avalia emitir um decreto que autorizará a detenção por tempo indeterminado de alguns dos presos da base militar de Guantánamo, em vez de julgá-los ou libertá-los. Obama já mencionou publicamente a possibilidade de manter a alguns presos em detenção "prolongada" sem julgamento porque representariam um perigo potencial para os Estados Unidos, mas sob "supervisão judicial e legislativa". Aparentemente, a Casa Branca teme uma difícil batalha no Congresso norte-americano para a aprovação de um novo marco legal que permita esse tipo de encarceramento. Por isso, estuda simplesmente emitir um decreto e não ter de passar pelo Legislativo. Agora é que se vai ver o que dirão os esquerdopatas que tanto ovacionaram Obama. Mas, afinal, essa não é uma medida muito semelhante às que tomava o ex-presidente George Bush?

Guido Mantega diz que estuda desonerar folha salarial

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse na sexta-feira a representantes do varejo em São Paulo que o governo também estuda uma desoneração da contribuição patronal ao INSS. Atualmente, as empresas pagam 20% sobre o valor da folha de pagamentos à Previdência. Com isso, setores que mais empregam acabam tendo custos mais elevados. A dificuldade em adotar a medida é fiscal. Para cada ponto de corte na contribuição, o governo deixa de arrecadar R$ 3,6 bilhões. Entre as medidas de estímulo que o governo deve anunciar nesta segunda-feira, em cerimônia no Palácio do Planalto, está a redução do custo dos empréstimos do BNDES. O Tesouro Nacional vai reduzir os juros cobrados no empréstimo de R$ 100 bilhões feito ao BNDES. Em contrapartida, a instituição irá diminuir o custo dos financiamentos para empresas, prioritariamente para aquelas do setor de máquinas e equipamentos.

Geólogos norte-americanos esperam julgamento em São Carlos

Os três geólogos norte-americanos presos na semana passada quando extraíam sedimentos em lagoas do Pantanal (MS), vão morar em São Carlos, interior de São Paulo, enquanto aguardam julgamento do processo que respondem pelos crimes de usurpação do patrimônio da União, lavra e pesquisa ilegais em área de preservação ambiental. Mark Andrew Tress, Kelly Michael Wendt e Michael Matthew McGlue estavam há nove dias na delegacia da Polícia Federal em Corumbá (a 440 quilômetros de Campo Grande) e foram liberados na quinta-feira por decisão da juíza Eliana Borges de Mello Marcelo, da 1ª Vara Federal. Cada um pagou fiança de R$ 5 mil. A Justiça ordenou a retenção dos passaportes dos pesquisadores até o final do inquérito, e eles optaram por residir em São Carlos, onde está instalado um campus da Universidade Estadual Paulista (Unesp), com a qual desenvolvem projeto de pesquisa. Os norte-americanos foram presos pela Polícia Federal na Baía Vermelha, na região do Amolar, juntamente com os pesquisadores brasileiros Aguinaldo Silva e Fabrício Aníbal Corradini, da Unesp de Rio Claro. Eles também foram detidos pela Polícia Federal e liberados após pagamento de fiança. O grupo fazia trabalho de prospecção para coletas de material do solo pantaneiro sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Os norte-americanos disseram que realizam a pesquisa desde 2007 e que nunca foram fiscalizados no Brasil, mesmo embarcando com material coletado para o Arizona, onde trabalham. É assim que se contrabandeia o patrimônio genético brasileiro, escancaradamente. Pergunte-se a um deles se conseguem sair dos Estados Unidos carregando sementes de plantas? Agora uma perguntinha: por que também não foram impedidos de sair do Brasil os pilotos do jatinho que derrubaram o Boeing da Gol?

Roberto Freire diz que Lula antecipou campanha eleitoral

Durante o XVI Congresso Estadual do PPS de São Paulo, o presidente do partido, Roberto Freire, acusou o governo Lula de antecipar a campanha eleitoral à presidência da República: "O grande responsável é o presidente Lula que desrespeitou a legislação iniciando campanha já há algum tempo". Para Roberto Freire "há dois grandes nomes no PSDB neste momento, José Serra e Aécio Neves". O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), também presente, destacou que os democratas estão junto com o PSDB, PPS e PV: "Já temos uma definição de caminharmos juntos sob o comando do governador Serra. A partir de janeiro vamos discutir os nomes dos candidatos com a liderança do governador". O próprio governador Serra, o convidado mais aguardado do evento, fez seu pronunciamento fechando o encontro, na quadra de esportes do Jaguar Tênis Clube que estava repleta de faixas de boas vindas e saudações ao governador paulista.

Tropas norte-americanas saem hoje das cidades iraquianas

As tropas norte-americanas posicionadas no Iraque deverão se retirar das cidades e povoados em que estão destacadas a partir desta segunda-feira, data estabelecida por um acordo assinado por Bagdá e Washington. A situação da segurança no Iraque é a seguinte: 1) 750 mil - número de soldados e policiais que o Iraque tem a sua disposição para manter a segurança nos centros urbanos depois da retirada das tropas norte-americanas; 2) 131 mil - quantidade de soldados norte-americanos posicionados no Iraque, dos quais a maioria já deixou as cidades iraquianas; 3) 100.867 - civis mortos em consequência das violências desde a invasão liderada pelos Estados Unidos, entre 2003 e 1º de junho de 2009; 4) 10.956 - iraquianos detidos em prisões administradas pelos Estados Unidos, até 16 de junho, com 750 prisioneiros entregues por mês às autoridades iraquianas que podem decidir libertá-los ou mantê-los sob custódia; 5) 4.316 - soldados norte-americanos mortos no Iraque desde a invasão de 2003; 6) 1.844 - militares e policiais mortos entre julho de 2007 e 1º de junho de 2009; 7) 914 - dias que faltam até 31 de dezembro de 2011, data limite para uma retirada total das tropas norte-americanas a partir de hoje; 8) 700 - postos de observação dispostos nos 3.600 quilômetros de fronteira iraquiana; 157 - bases utilizadas pelos Estados Unidos para operar nas cidades do Iraque, todas entregues nesta segunda-feira para as forças iraquianas.

Negros que morreram na ditadura militar recebem homenagem em conferência

Negros que morreram na luta contra a ditadura militar (1964-1986) foram homenageados no sábado, na 2ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, aberta no último dia 25, em Brasília. Os secretários-adjuntos das secretarias especiais dos Direitos Humanos (SEDH), Rogério Sottili, e de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Eloy Ferreira, apresentaram um totem, de 1,80m de altura por 0,80m de largura, com imagens de 40 negros (35 homens e 5 mulheres) mortos e desaparecidos durante a ditadura. A ideia da SEDH é fazer com que o totem seja levado para vários lugares, assim como a exposição “Direito à Memória e à Verdade”, cujos painéis contam a história da resistência ao regime militar no Brasil e já rodaram mais de 50 cidades brasileiras e do Exterior. Sottili ressaltou que uma das maiores violações dos direitos humanos é feita pela segregação, pelo preconceito e pela discriminação.

Lula diz que fiscalização não deixa o País funcionar

O presidente Lula criticou na sexta-feira a fiscalização sobre as obras e ações do governo no Brasil, por considerá-la excessiva, e afirmou que "esse País foi construído para não funcionar". No que ele próprio classificou de "desabafo", Lula afirmou que "a máquina de fiscalização é muito mais eficiente que a máquina de execução": "É só ver quanto é que ganha um engenheiro do Dnit para fazer uma estrada e quanto é que ganha um auditor do Tribunal de Contas para fiscalizar a estrada que o engenheiro vai fazer", disse ele. A remuneração inicial de um auditor do Tribunal de Contas da União é de cerca de R$ 12.000,00. O salário inicial de um engenheiro do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) é de R$ 4.270,00. Um discurso desse tipo autoriza o engenheiro do Dnit a meter a mão no dinheiro público, nada mais, nada menos, para tentar se igualar ou superar o auditor do Tribunal de Contas da União. Esse é Lula, esse é o discurso petista lulista. Deus proteja o Brasil. O discurso faz parte de uma campanha do governo Lula, e dele pessoalmente, nos bastidores e agora publicamente, pela própria voz do “Petista número 1”, para obrigar o Tribunal de Contas da União a parar com sua atividade de fiscalização. No ano passado, o tribunal fez uso de 124 medidas cautelares, por meio das quais suspende licitações e bloqueia repasses para obras com irregularidades graves. Por meio delas, o órgão calcula que evitou prejuízo de R$ 1,7 bilhão. Ou seja, essa é a quantia que deixou de ser roubada. E Lula quer que o TCU pare de fiscalizar, o que deixará a área livre para roubar.

Funcionário concursado do Senado diz que sente vergonha do seu emprego

Em entrevista para a revista Veja, Alexandre Guimarães, 38 anos, funcionário concursado do Senado desde 2004, chefe da consultoria legislativa, e que recebe mais de 20.000 reais por mês, entre salário e vários benefícios, revela sua intenção de abandonar o emprego. Ele conta que não convive direito com os truques armados pelos parlamentares e funcionários da Casa. Diz Alexandre Guimarães: “Prestei concurso em 2002 e entrei dois anos depois de uma maneira estranha, no que ficou conhecido como o concurso dos 40 do Pedro Costa (Pedro Pereira da Silva Costa é filho de um jornalista maranhense e trabalha com Sarney desde a Presidência da República). Eu fui o 19º colocado em um concurso para preencher apenas três vagas. De repente, chamaram 40. Tudo isso, soube depois, apenas para que um amigo do presidente Sarney conseguisse um emprego no Senado”. Alexandre Guimarães diz que começou a estranhar o seu novo emprego desde o começo: “Não tinha nem mesa para trabalhar. Era constrangedor. Eu ia lá todo dia, assinava o ponto, ficava enrolando um pouco e voltava para casa sem fazer nada”. Ele admitiu que também já foi beneficiado pelos esquemas que estão sendo denunciados: “Eu consegui autorização do Senado para ultrapassar o limite legal de endividamento pelo crédito consignado”. Antes de passar no concurso, Alexandre Guimarães informa que trabalhou com o senador Gilvam Borges (PMDB), no Amapá, até descobrir que seu salário era pago pelo Senado Federal, embora trabalhasse em uma rádio do senador: “Quando soube, saí de lá”. Hoje, mesmo recebendo três ou quatro contracheques por mês, com salário básico de 6.411 reais, mas que vai a 23 mil reais, e ultrapassa o teto do funcionalismo público, com as horas extras, gratificações, comissões e outros penduricalhos, Alexandre Guimarães se diz envergonhado: “Vim da iniciativa privada e nunca me acostumei com isso. Tirei férias no início do mês e fui visitar uns parentes. Foi duro chegar para a família e tentar explicar a todo mundo que eu sou diferente dessa imagem do Senado. Em Brasília, não posso mais sair com os amigos, porque virei piada em mesa de bar. Hoje em dia, qualquer proposta me tira do Senado, porque o desgaste não compensa”. Ele também informa que o clima de trabalho no Senado atualmente é péssimo: “Os funcionários sérios estão constrangidos por ter sido jogados nessa vala comum. E os desonestos estão desesperados de medo de ser pegos. Conheço uma pessoa que passou em um concurso de nível médio e hoje tem três mansões em Brasília. Agora está em pânico para vender o patrimônio antes que descubram as irregularidades das quais participou. Como ele, há muitos que participam de esquemas de corrupção”.

Itália condena nove homens da SS por massacres de guerra

Uma corte militar de Roma condenou à prisão perpétua, neste sábado, nove ex-membros da SS, a polícia de elite nazista, pelo massacre de mais de 350 civis na Toscana, em 1944, quando os ocupantes alemães fugiam do país antes do avanço das forças aliadas. Os nove homens condenados não devem cumprir as sentenças, uma vez que todos têm entre 84 e 90 anos e a Itália não cumpriu tais penas em processos de outros criminosos nazistas idosos. O presidente da região da Toscana, onde os massacres ocorreram, disse que a justiça havia sido feita. "Essa condenação finalmente traz justiça e verdade aqueles que sofreram atrocidades nazistas pessoalmente", disse o presidente regional Claudio Martini. "Não fomos motivados por vingança, mas pela necessidade de escrever uma palavra de verdade nessa terrível página da história", afirmou Martini. O processo foi aberto após a descoberta, em 1994, de um arquivo de 695 crimes nazistas de guerra ainda não investigados. Havia originalmente 11 homens sob julgamento, mas um morreu e outro foi absolvido. A corte de Roma também condenou a Alemanha a pagar um total de 1,25 milhão de euros às cidades onde os massacres ocorreram e a cerca de 50 parentes de vítimas como compensação. Algumas das vítimas foram amarradas a árvores e postes e fuzilados, depois deixados no local com uma placa de aviso: "este é o destino das pessoas que ajudam os soldados".

Argentina vai declarar "emergência sanitária" diante do avanço da gripe suína

As autoridades de saúde da Argentina confirmaram neste sábado que podem declarar "emergência sanitária" em todo o país nos próximos dias por causa do avanço da gripe suína, que até agora já causou 26 mortos e contaminou 1.587 pessoas. "A emergência não significa que fecharemos tudo. É uma referência para disponibilizar a compra de remédios de forma direta ou para mobilizar pessoal", declarou o ministro da Saúde da Província de Buenos Aires, Claudio Zin, onde há o maior número de doentes e vítimas fatais. Zin insistiu que, com esta medida de alerta, pedida há vários dias por organizações de médicos, "há um marco de referência para tomar decisões rápidas" para combater a doença. "Não significa que devemos fechar escolas, shopping centers ou suspender viagens de metrô", ressaltou. Desta forma, o ministro confirmou informações de porta-vozes do "comitê de crise" contra a gripe criado pelo governo argentino, segundo as quais se estuda declarar a emergência nacional na próxima semana, depois das eleições legislativas deste domingo. Organizações de saúde já afirmaram que o número de pessoas infectadas pela doença na Argentina "é substancialmente maior" do que o oficial e que os hospitais estão "à beira do colapso".

Lista de 2.885 comissionados revela distorções

A divulgação na internet da lista dos 2.885 funcionários comissionados (empregados sem concurso) do Senado Federal é a comprovação da farra de contratações. Uma das maiores distorções está nos gabinetes das lideranças, tanto governistas quanto da oposição. Os partidos aliados do presidente Lula não só têm suas lideranças repletas de cargos comissionados como se dividiram em dois blocos, com estruturas autônomas e mais funcionários. PR, PSB, PT e PCdoB somam em suas lideranças 86 comissionados. Com o PRB, que não tem comissionados (CCs), formaram o Bloco de Apoio ao Governo, onde estão abrigados mais 12 servidores contratados sem concurso. As lideranças do PMDB, com 29 comissionados, e do PP, com 2, também não consideraram suficientes o número de assessores. Formaram o Bloco da Maioria, que tem sozinho outros 33 funcionários não concursados. Nos oposicionistas, o quadro se repete. A liderança do DEM tem 22 comissionados, enquanto a do PSDB abriga 17, somando 39 cargos. Juntos, eles formam o bloco da minoria, com mais 33 funcionários sem concurso. A estrutura dos blocos que funciona paralelamente às lideranças partidárias fere o artigo 62 do Regimento Interno do Senado Federal. A norma é clara ao dizer que as lideranças das legendas que se unem em um bloco parlamentar “perdem suas atribuições e prerrogativas regimentais”. Na prática, significa dizer que a liderança, os servidores e toda estrutura de funcionamento deve ser apenas do bloco e não dos partidos. O líder do PT no Senado Federal, o inefável senador Aloizio Mercadante (SP), acumula a liderança do bloco de apoio ao governo, que ocupa o mesmo espaço que a liderança petista. O PT tem 13 comissionados (CCs) e o bloco outros 12 (CCs). Os demais integrantes do bloco são o PR, com 46 comissionados e apenas 4 senadores; o PSB, que, embora tenha apenas dois senadores, tem 26 comissionados na liderança; e o PCdoB, com um senador e um funcionário sem concurso. É uma farra geral, comandada pelo PT, na cabeça. Clique AQUI para ler a lista dos 2.885 felizardos, veja se conhece algum e comunique para Videversus.

E-mails mostram que ordem para atos secretos partia do inefável Agaciel Maia

O Ministério Público Federal obteve a primeira prova material de que a produção em série dos atos secretos no Senado Federal era intencional e operacionalizada pelo inefável ex-diretor Agaciel Maia. São e-mails remetidos pela Diretoria-Geral, com determinação de sigilo, à Secretaria de Recursos Humanos, então chefiada por João Carlos Zoghbi. O caminho percorrido pelas mensagens, segundo o Ministério Público, reafirma o envolvimento de Agaciel Maia e João Carlos Zoghbi, que comandaram esses setores no período dos atos secretos. Os e-mails eram assinados pelo chefe de gabinete de Agaciel Maia, Celso Antonio Martins Menezes, braço direito do ex-diretor. Quem os recebia era Franklin Albuquerque Paes Landim, responsável pela publicação dos boletins internos. Nos e-mails, Celso Antonio Martins Menezes repassa boletins administrativos anexados com uma sucinta recomendação: “Não circular”. Um inquérito para apurar o caso foi aberto pela procuradora Anna Carolina Resende no último dia 16. Na sexta-feira, ela e mais cinco procuradores enviaram documento ao presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), recomendando a adoção de medidas de controle para evitar os atos secretos.

José Sarney emprega “fantasma” ligada a Renan Calheiros

O presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), emprega na sua assessoria uma funcionária fantasma da Casa, protegida do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), casada com um “laranja” dele, que é acusado de integrar um esquema irregular do alagoano. Vânia Lins Uchôa Lopes foi contratada como assessora técnica da presidência do Senado em 8 de abril de 2005, quando Renan Calheiros ocupava o cargo que hoje é de Sarney. Ela recebe sem dar expediente no local. Vânia é mulher de Tito Uchôa, primo de Renan Calheiros. Em 2007, Tito Uchoa foi apontado como comprador de emissoras de rádio em Alagoas em nome de Renan Calheiros, que seria o verdadeiro proprietário. Na mesma época, a agência pertencente ao casal, a Costa Dourada Veículos Ltda, foi investigada pela Polícia Federal por ter “emprestado” a ele R$ 178 mil não declarados ao fisco. Tanto o empréstimo como o caso das rádios embasaram processos contra Renan Calheiros que quase lhe custaram o mandato, e o levaram a renunciar à presidência do Senado em 2007. Ninguém conhece Vânia Lins Uchoa na presidência do Senado: ela fica em Maceió e nunca vai a Brasília, segundo informação dada por uma empregada em sua casa na capital alagoana.

Petrobras não consegue trazer gás da Bolívia

A Petrobras enfrenta dificuldades para retirar todo o volume de gás contratado da Bolívia. Segundo o presidente da companhia, José Sérgio Gabrielli, problemas em um gasoduto boliviano impedem o envio dos 30 milhões de metros cúbicos por dia previstos em contrato. Ele não soube informar qual o volume importado pelo Brasil atualmente. Segundo Gabrielli, a empresa está comprando "tudo o que pode" da Bolívia. A situação é diferente da verificada no início do mês, quando havia excedente de gás natural no mercado interno e as importações foram reduzidas. Na época, a diretora de gás e energia da estatal, Graça Foster, chegou a dizer que tinha mais de 10 milhões de metros cúbicos sobrando no mercado.

Gripe suína faz turistas brasileiros trocarem Argentina por serra gaúcha

O aumento no número de casos da gripe suína na Argentina aqueceu o mercado da indústria hoteleira na serra gaúcha, segundo o sindicato que representa o setor na região, a mais visitada durante o inverno do Rio Grande do Sul. Os hotéis de Gramado, Canela e cidades próximas têm recebido turistas que antes planejavam ir para as cidades argentinas de Buenos Aires e Bariloche, mas mudaram de idéia por causa da epidemia no país vizinho. As reservas para julho, mês de alta temporada na serra, aumentaram de 10% a 15% em relação ao ano passado, de acordo com o presidente da entidade, Júlio Manoel Cardoso. Nesta semana, a Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagens), solicitou às agências de turismo que recomendem a seus clientes o adiamento das viagens à Argentina e ao Chile ou a mudança do destino, caso seja impossível adiar. Por ter clima clima frio e compatível com os destinos originais, a serra gaúcha acaba se beneficiando, segundo a assessoria da Abav.

Ex-procurador do Roraima é condenado a 202 anos de prisão por esquema de pedofilia

O ex-procurador-geral do Estado de Roraima, Luciano Queiroz, foi condenado na quinta-feira a 202 anos de prisão por participação em um esquema de pedofilia. Queiroz foi condenado pelos crimes de estupro, atentado violento ao pudor e exploração sexual de crianças e adolescentes. No dia 6 de junho do ano passado, oito pessoas foram presas pela Polícia Federal em Roraima durante uma operação de combate à pedofilia. Além de Queiroz, que ocupava o cargo de procurador-geral do Estado, foram presos dois empresários e um policial militar. As investigações incluíram escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, fotografias e vídeos. Em uma das gravações, duas crianças (de seis e sete anos) apareciam acompanhadas por Queiroz saindo de um motel de Boa Vista. A operação da Polícia Federal, batizada de Arcanjo, causou comoção no Estado. Após ser preso, Queiroz foi exonerado do cargo pelo governador de Roraima, José de Anchieta Júnior (PSDB). "Diante da quantidade de vítimas, de fatos por ele praticados e da gravidade dos fatos, com crianças de seis anos de idade sendo levadas ao motel para serem abusadas por ele, é uma pena justa que deve ser mantida pelos tribunais", disse o promotor José Rocha Neto, do Ministério Público Estadual de Roraima. Além de Queiroz, outras seis pessoas que foram presas na operação também foram condenadas. Entre elas Lidiane Foo, apontada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público como líder do esquema que aliciava crianças para serem abusadas sexualmente. Ela foi condenada a 331 anos de prisão. A Justiça Estadual de Roraima determinou também que o grupo pague cerca de R$ 1,1 milhão às famílias das crianças que foram abusadas sexualmente. A CPI da Pedofilia também recebeu denúncia da existência de uma rede de pedofilia e exploração sexual de menores em órgãos públicos no Rio Grande do Sul. Os explorados são garotas e garotos contratados como estagiários, que são conduzidos a festas de embalo por figuras “poderosas”.

Justiça extingue curso de direito exclusivo para assentados

A Justiça Federal em Goiás determinou a extinção de um curso de direito ministrado pela UFG (Universidade Federal de Goiás) exclusivamente a assentados rurais e a seus filhos, tudo filiado da organização terrorista MST. O curso funcionava através de “convênio de cooperação técnica” firmada entre o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e a UFG utilizando recursos do Pronera (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária). Cerca de 60 “alunos” (assentados ou filhos de assentados), que entraram pela porta dos fundos da universidade, sem qualquer prestação de exame, estão matriculados no curso, ministrado no campus da UFG na cidade de Goiás (localizada a 150 quilômetros de Goiânia). As aulas da turma tiveram início no segundo semestre de 2007. O procurador Raphael Perissé Barbosa afirmou que o Ministério Público Federal propôs a ação devido a irregularidades na utilização de recursos do Pronera. Segundo ele, o programa foi criado para fortalecer a educação nos assentamentos e qualificar os assentados em cursos voltados ao campo: "Os cursos jurídicos não fazem parte dessa categoria”. Ainda de acordo com Barbosa, a criação de um curso exclusivo a uma determinada parcela da população fere o princípio da igualdade e caracteriza discriminação, o que é inconstitucional.

Agaciel Maia tinha sala secreta no Senado Federal

Uma sala secreta localizada no andar abaixo da diretoria-geral do Senado Federal mostra o poder e força que o inefável ex-diretor da Casa, o imperial Agaciel Maia, reuniu nos 14 anos em que ficou no comando administrativo da instituição. A sala foi ocupada por Agaciel Maia no período em que esteve no cargo, mas até hoje está disponível para o uso da diretoria-geral. A sala é uma espécie de escritório interligado ao gabinete do diretor-geral. Por trás de uma porta dentro do gabinete encontra-se uma escada que dá acesso à sala-secreta, situada exatamente abaixo da diretoria-geral. O local passou por reformas nos últimos meses, por isso não tem os móveis e objetos encontrados na gestão Agaciel Maia. Na época, segundo funcionários da diretoria-geral, a sala tinha sofás, televisão, mesas e cadeiras utilizadas pelo ex-diretor. Especula-se na Casa que Agaciel Maia usava o local para realizar reuniões sigilosas no período em que estava no trabalho. O ex-diretor é responsável por 663 atos secretos ilegais editados pelo Senado Federal nos últimos 14 anos. Ele também um ato secreto para elevar seu salário para um patamar acima do teto de servidores públicos. Agaciel Maia também foi acusado por outra figura inefável, João Carlos Zoghbi, ex-diretor de Recursos Humanos do Senado, de operar um esquema de desvio de recursos da instituição por meio de empréstimos de crédito consignado. Constata-se agora que o Parlamento não é um lugar de picaretas, mas de vigaristas, mesmo.

PSOL prepara campanha contra Sarney e coleta assinaturas por CPI do Senado

O PSOL prepara o lançamento de uma campanha pelo afastamento do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A pressão pela saída de Sarney aumentou depois da descoberta que seu neto é dono de uma empresa que negocia contratos de empréstimos consignados com funcionários do Senado. Vários parentes de Sarney foram empregados em gabinetes de outros senadores por meio de nomeações em atos secretos. O PSOL também entrará com uma representação no Conselho de Ética do Senado contra Sarney. Vale dizer que o PSOL e nada..... A ofensiva do PSOL contra Sarney deve ser estendida a outros ex-presidentes da Casa. O partido avalia entregar ao Conselho de Ética do Senado representações por quebra de decoro parlamentar contra o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), e o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN). Em tempo: não existe Conselho de Ética no Senador Federal.

FAB e Marinha suspendem buscas por corpos e destroços do Airbus A330 após 26 dias

A FAB e a Marinha anunciaram na noite de sexta-feira a suspensão das operações de buscas por corpos de vítimas do desastre com o Airbus A330 da Air France que fazia o vôo AF 447 e que caiu no oceano Atlântico no dia 31 de maio, no trajeto Rio-Paris. Em 26 dias de buscas, foram localizados e resgatados 51 corpos de vítimas da tragédia. Segundo a Air France, 228 pessoas embarcaram no Airbus A330. Além dos 51 corpos resgatados, foram recuperadas mais de 600 partes e componentes estruturais da aeronave, além de bagagens dos ocupantes do avião. A Marinha e a FAB alegaram a "impraticabilidade de se avistarem sobreviventes ou corpos, objetivo primordial da operação, já decorridos 26 dias do acidente" para justificar o fim das operações. "É a impossibilidade de se encontrar corpos ou destroços na área de busca que levou à suspensão das operações", afirmou o tenente-coronel Henry Munhoz, porta-voz da Aeronáutica. Desde o dia 17 de junho, nenhum corpo foi localizado, sendo que entre os dias 12 e 15 deste mês, apenas dois corpos de ocupantes do avião foram resgatados pela FAB e Marinha.

Planalto deve lançar em um mês blog para Lula

O Palácio do Planalto deve lançar em um mês um blog para o presidente Lula. O objetivo do blog, segundo o governo, é oferecer informações sobre o Poder Executivo para os leitores que têm como principal fonte de informação a internet. A data de lançamento do blog depende, ainda, de o governo achar o tom ideal dessa linguagem e se familiarizar com a mídia. Assessores de Lula confirmam que o blog deve ser oficialmente lançado em julho. O pedido partiu de Lula em dezembro, quando entrou no ar o blog do governo de transição norte-americano e, depois, o blog da Casa Branca. Segundo interlocutores do governo, os blogs de Barack Obama e do primeiro-ministro inglês, Gordon Brown, servem de modelo para o presidente brasileiro. Poderia se chamar de Blog do Amém.

Ministro Guido Mantega critica substituição tributária feita pelos Estados

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, criticou na sexta-feira uma alteração na cobrança de tributos que está sendo realizada por alguns Estados. De acordo com o ministro, o deslocamento de impostos do varejo para o setor de produção, como está sendo feito em São Paulo, é "inconveniente" neste momento de crise. 'Fazer neste momento o deslocamento, exatamente nos produtos que nós desoneramos, é uma contramedida. Porque você está aumentando a carga tributária para os produtores, de modo que em vez deles repassarem para o preço a totalidade da desoneração, eles passam menos. Porque eles tiveram uma diminuição de tributo federal, mas um aumento do tributo estadual", afirmou Mantega. Ou seja, isso deixa evidente que o governo Lula fez bondades com o chapéu alheio, no caso, o dos Estados, e agora está bravinho porque os Estados deram um jeito de recompor a sua receita surrupiada pelo governo Lula ostensivamente, sem qualquer acordo prévio. Comentou Mantega: "Do ponto de vista técnico, a medida é boa, correta, porque ela diminui a sonegação, e o governo federal é o primeiro a combater a sonegação, mas do ponto de vista do momento em que estamos atravessando, em que nós temos que desonerar, e não onerar, a medida é inconveniente".

Lula vai indicar o novo procurador-geral da República

O novo procurador-geral da República deve ser escolhido na segunda-feira pelo presidente Lula, segundo informações de assessores do Palácio do Planalto. A decisão de Lula pode se basear em lista tríplice com os nomes dos procuradores mais votados em eleição realizada pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) ou pode recair sobre qualquer um dos integrantes de carreira com mais de 35 anos. Em ocasiões anteriores, o presidente Lula baseou sua escolha na lista tríplice e escolheu o procurador mais votado. Embora a lista tenha sido entregue no Palácio do Planalto no dia 26 de maio, o atual procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, deixa o cargo sem a indicação de um nome para substituí-lo. Na sexta-feira foi o último dia de trabalho efetivo de Antonio Fernando Souza, cujo mandato termina neste domingo. Enquanto não for definido o nome do novo procurador, assume interinamente Deborah Duprat, que é vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal. Na lista tríplice entregue a Lula estão os nomes dos subprocuradores-gerais da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos, o mais votado, com 482 votos, seguido por Wagner Gonçalves, com 429 votos, e Ela Wiecko Castilho, com 314.

Suplente de senador se compara com dalit e defende neto de Sarney

Ao fazer nesta sexta-feira discurso no plenário em defesa do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o histriônico senador Wellington Salgado (PMDB-MG) recorreu à teledramaturgia para explicar a crise política que atinge a instituição. Irritado com as frequentes críticas por ser suplente e aliado de Sarney, Salgado disse que não quer ser um "dalit" do Senado. "Penso que, aqui, criaram aquelas castas, segundo a novela. O suplente é um dalit, não é? Sou um dalit, um intocável, suplente é um dalit. É o pior na escala. Só que meu voto é igual ao outro. Há aquele que se acha da casta mais alta. Como é o nome da casta mais alta na Índia? É o brâmane. Mas meu votinho de dalit é igual ao do brâmane na hora de apertar o botãozinho do painel do Senado", afirmou. Ele só se esqueceu de um detalhe: para chegar onde chegou, não obteve um voto sequer. É um bionicão. Salgado é conhecido no Senado por integrar a chamada "tropa de choque" do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) no período em que o parlamentar respondeu a uma série de processos no Conselho de Ética. Agora, Salgado também se tornou um dos mais ardorosos defensores de Sarney, com discursos que condenam as críticas ao presidente do Senado. Ou seja, o Salgadinho é de onde estiver o poder. Ele também disse que o neto de Sarney, que opera empréstimos consignados firmados com a Casa, não cometeu nenhuma irregularidade. "Acho que esse menino, com a educação que teve, com título da Sorbonne, com título de Harvard, não vai se sujeitar a qualquer atitude para ganhar R$ 100 mil, R$ 150 mil. E, na conta apresentada pelo HSBC, mostrou-se que foram R$ 10 mil por mês, para serem divididos entre os sócios ainda. Quero dizer aqui para os senhores telespectadores, para o pai desse menino e para o avô dele que é uma covardia o que fizeram", afirmou. Não é mesmo gracioso o bebezão mineiro?!!!

Lula defende punição no Senado, mas diz que "nenhum senador vai renunciar"

O presidente Lula pediu punição aos senadores envolvidos nos últimos escândalos que escandalizam o Senado Federal, mas voltou a defender o presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AC). Ele disse que nenhum senador vai renunciar. Lula pediu agilidade nas investigações sobre os escândalos no Senado e que a apuração dos fatos puna "quem tiver errado". "Eu acho que os senadores, todos eles têm mais de 35 anos de idade, portanto, estão na idade adulta. Eles têm que tomar as medidas para fazer as coisas acontecerem. Ah, quem está errado? Fulano, beltrano cicrano? Puna-se, sabe. Quem está certo? Fulano, beltrano cicrano? Fica", afirmou o presidente.

OAB diz que TCU deveria ter investigado pagamentos de contratados por atos secretos

Apesar de os atos destinados à contratação de servidores em cargos de função de confiança no Senado terem sido secretos, seus efeitos (no caso os pagamentos) eram públicos e estavam registrados em folha. Segundo o presidente nacional da OAB, Cezar Britto, é importante investigar os motivos de esses pagamentos terem passado despercebidos pelo Tribunal de Contas da União. "O TCU não fiscaliza apenas o Executivo. Cabe a ele fiscalizar também o Legislativo, poder ao qual é subordinado. Os atos de contratação eram secretos, mas seus efeitos eram públicos. Alguém recebia o dinheiro, trabalhando ou não", disse ele na sexta-feira. Para o advogado, o TCU precisa, a partir da atual crise do Senado, estimular seus setores de auditoria a adotar programas para identificar pagamentos sem prévia autorização. É que Cezar Britto ainda não se deu conta de que se trata de um Tribunal de Faz de Contas. Assim funciona também com os Tribunais de Faz de Contas Estaduais, que não fiscalizam nada.

PT diz que eleição de Dilma Rousseff não é suficiente para manter projeto iniciado por Lula

O Diretório Nacional do PT, em resolução aprovada na semana passada, defende a eleição de governadores petistas e de aliados para aprofundar as mudanças iniciadas com o governo do presidente Lula em 2003. Na resolução, o Diretório Nacional diz que é preciso também eleger governadores e uma base parlamentar forte no Congresso. "Eleger Dilma é condição necessária, mas não suficiente, para conseguirmos aprofundar as mudanças iniciadas desde 2003. Além de vencer a eleição presidencial, precisamos formar uma forte base de governadores petistas e governadores aliados e uma base parlamentar coesa, à altura dos desafios e da confiança do povo brasileiro", diz resolução aprovada nos últimos dias 18 e 19 e divulgada nesta semana. O PT defende ainda a construção de alianças em torno da candidatura do partido à presidência com todas as legendas da base de sustentação de Lula. "Uma aliança que se consagre nas urnas e que se reafirme na condução do governo. Buscaremos todos os partidos que apóiam o governo Lula para debater este programa, bem como as alianças estaduais e a nacional no primeiro e no segundo turno”. Na resolução, o partido critica a "torcida antipatriótica" da oposição. Mas diz que mesmo assim o governo tem êxito"no combate aos efeitos da crise, através do PAC, do aumento do salário mínimo a expansão do Bolsa-Família e outros programas sociais". Que tal, hein?!!!

Banco Central vê sinais de fim da recessão no Brasil e projeta recuperação rápida

O Banco Central já vê sinais de que a economia brasileira pode ter saído do período de recessão verificado nos últimos dois trimestres. Com isso, a instituição espera um crescimento forte nos próximos seis meses em relação a esse período. De acordo com o diretor de Política Econômica do Banco Central, Mário Mesquita, os indicadores divulgados recentemente indicam uma recuperação, após dois trimestres seguidos de contração na economia. "A maioria dos indicadores sugere que o piso da atividade provavelmente ocorreu na virada do ano. No entanto, a sustentação da recuperação no Brasil depende da economia mundial", afirmou ele, como se estivesse dizendo uma grande novidade. . O Banco Central revisou na sexta-feira a projeção de crescimento da economia em 2009 de 1,2% para 0,8%, ou seja, continua rebaixando a expectativa, até que provavelmente apresente um crescimento negativo, como está sendo previsto pela maioria dos economista. Aliás, algum procurador bem que poderia apresentar uma ação ao Supremo Tribunal Federal para eliminar a necessidade do diploma de economista, já que está profissão é quase só especulação.