domingo, 31 de maio de 2009

Receita Videversus – Aprenda a fazer a Pizza Margherita com a chef de cuisine Simone Nejar


Junho chega trazendo muito frio no Sul do País. Neste mês vamos preparar pratos especiais para o Dia dos Namorados, pratos típicos para as festas juninas e muito mais. Hoje a nossa postagem vai acabar numa grande e deliciosa pizza, portanto, vamos voltar às suas origens, já que o Congresso Nacional foi apenas a sua decadência. Mas, lembrando Mário Quintana, “o Congresso passará, e a pizza, passarim!” A pizza, tal como a conhecemos hoje, nasceu em Nápoles. Antes disso, na Roma de César, os nobres comiam o que chamavam de “pão de Abraão” ou “Piscea”, uma massa de farinha, água e sal e coberta com ervas e alho. Tal receita seria oriunda dos babilônios, hebreus e egípcios. Como apenas as ervas aromáticas e o azeite eram comuns, esses eram os ingredientes da pizza original. O seu formato também era assemelhado ao de um calzone, isto é, era dobrada ao meio. As coberturas foram se tornando mais variadas com o passar dos anos, até que Sua Excelência, o tomate, chegou à Europa, e daí para frente a pizza ganhou vida eterna. Com a súbita popularidade, a pizza passou a ser vendida em barracas. A primeira pizzaria surgiu em Nápoles, criada por Don Rafelle Espósito, o primeiro pizzaiolo oficial, digamos assim. Don Rafaelle ficou famoso a partir do verão de 1889, quando preparou uma pizza especial para os soberanos Humberto I e Margherita di Savoia, com as cores da bandeira italiana. Os monarcas estavam de visita a Nápoles e tiveram vontade de provar o famoso quitute. Rafaelle criou um novo sabor de pizza usando mussarela, tomates e manjericão. A rainha gostou tanto que a pizza foi batizada com o seu nome. A pizza chegou ao Brasil através dos imigrantes italianos, e das colônias pulou para os restaurantes. Hoje é servida até em deprimentes rodízios, em que o sabor puro dos ingredientes acaba por se misturar a uma overdose de catchup, mostarda e outros condimentos que certamente desvirtuam o sabor honesto de uma boa pizza. Hoje vamos preparar a margherita. A receita da massa eu recebi de um amigo, Alessandro Chagas, marido da minha grande amiga Marilúcia, uma louca que me aguenta desde os remotos tempos do curso de Magistério no Instituto de Educação (há mais de 20 anos). O Chagas é o que se pode chamar de marido exemplar, pois prepara comidas maravilhosas para a Mari – e, o que é melhor, ainda lava a louça! Como excelente gourmet que é, desenvolveu essa receita de massa de pizza, que rende duas unidades. Para fazer a massa, vamos misturar numa tigela 300 g de farinha de trigo, uma colher de sopa cheia de fermento granulado para pão, uma colher de sopa de açúcar, uma pitada de sal, duas colheres de sopa de óleo e aproximadamente 120 ml de água. Sovamos até dar liga e deixaos crescer por uma meia hora, com a tigela coberta por um saco plástico. Preaquecemos o forno. Abrimos a massa. Untamos duas formas de pizza com óleo. Com as mãos vamos dividir a massa ao meio e cobrir as duas formas (a massa deve ficar fininha). Levamos ao forno para preassar as pizzas por uns dez minutos. Para fazer o molho, vamos liquidificar uma lata de tomates pelados com uma colher de sopa de açúcar e uma colherinha rasa de sal. Aquecemos uma panelinha, colocamos duas colheres de sopa de azeite e fritamos rapidamente um dente de alho cortado bem fino. Juntamos os tomates e deixamos que ferva por alguns minutos. Juntamos um punhadinho de orégano fresco ou mesmo seco (se for seco, use bem pouco). Vamos montar as pizzas: colocamos o molho por cima das pizzas e salpicamos com muitas bolinhas de mussarela de búfala (se não tiver, use mussarela comum). Vertemos um fio de azeite por cima e levamos ao forno por uns três minutos, para que o queijo derreta. Depois salpicamos muitas folhas de manjericão e servimos. A massa fica crocante, e combinada ao sabor dos tomates e do manjericão, realmente, torna-se um prato digno de uma rainha. Uma ótima semana a todos!

Polícia Federal faz operação contra grupo neonazista em Minas Gerais

A Polícia Federal apreendeu na sexta-feira materiais de cunho nazista em uma operação contra um grupo nazista acusado de disseminar teorias racistas na região metropolitana de Belo Horizonte. Há suspeitas de ligações com outros grupos neonazistas. Segundo o delegado Marinho Silva Rezende Júnior, a polícia chegou ao grupo graças a denúncias feitas por internautas que encontraram perfis e comunidades nazistas no site de relacionamentos Orkut. A identificação só foi possível com ordem expedida pela Justiça Federal, que também determinou as buscas e apreensões de sexta-feira. Foram apreendidos computadores, panfletos e jornais próprios, além de DVD, CDs e grande quantidade de literatura nazista. Entre os livros apreendidos está “Mein Kampf” (“Minha Luta”), escrito por Adolf Hitler. O material foi apreendido em três casas de Belo Horizonte e em uma de Contagem, na região metropolitana da capital mineira. Todos os investigados são estudantes universitários ou secundaristas de classe média. A Polícia Federal suspeita que o grupo de Belo Horizonte tenha ligações com uma outra organização nazista do Paraná. Um dos alvos da operação da sexta-feira é amigo de infância de um jovem de 24 anos, que recentemente foi encontrado morto com a namorada na região metropolitana de Curitiba, assassinado por conta de uma disputa pelo controle de um grupo neonazista da região. O neonazismo está mais vivo do que nunca em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. A cidade era uma das bases do movimento separatista Neuland. O líder nacional da organização, o paulista Ricardo Barollo, que atualmente está preso em Curitiba por envolvimento em um duplo assassinato no Paraná, tinha contato com pelo menos 10 integrantes na cidade. O grupo tem seguidores em vários estados do Brasil e planejava ataques terroristas no Rio Grande do Sul. Os alvos seriam judeus e homossexuais. Na visão dos extremistas, as mortes seriam necessárias para viabilizar os planos de separar os estados do Sul do restante do País. Com isso, seria criado um novo país livre da influência de judeus, negros, homossexuais, nordestinos e mestiços.

GM pede concordata na manhã desta segunda-feira

A General Motors deve protocolar um pedido de concordata no Tribunal de Falências de Nova York nesta segunda-feira, às 9 horas, e nomear Al Koch, de 67 anos, como o executivo que conduzirá o processo de reestruturação da companhia, afirmou o Wall Street Journal. Koch, um dos diretores da consultoria AlixPartners e especialista em reestruturar empresas, supervisionará a divisão da montadora em duas partes: a "Nova GM", controlada majoritariamente pelo governo, e uma outra companhia que será liquidada. Ele ficará subordinado ao executivo-chefe da GM, Frederick "Fritz" Henderson, mas também deve responder diretamente ao conselho de diretores da companhia. No caso de uma "Nova GM" ser criada após o pedido de concordata, Koch comandará uma equipe encarregada de vender ativos da "Velha GM", incluindo as marcas Saturn, Hummer, Saab e Pontiac. Koch, que foi um dos responsáveis pela reorganização do Kmart após a concordata, está se reunindo regularmente com os diretores da GM desde dezembro. Ele ajudou a desenvolver os planos de viabilidade enviados pela montadora ao governo norte-americano, negociou com os acionistas e detentores de dívidas da companhia e preparou o esquema de venda dos ativos bons da empresa para a "Nova GM".

Fifa anuncia as cidades brasileiras que serão sedes de jogos na Copa de 2014

A Fifa anunciou neste domingo, em Nassau, nas Bahamas, as 12 cidades-sedes da Copa de 2014, que será disputada no Brasil. Como era esperado, entre as 17 candidatas, Belém, Campo Grande, Florianópolis, Goiânia e Rio Branco ficaram de fora. As cidades que terão jogos são as seguintes: Porto Alegre e Curitiba (Região Sul); São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte (Sudeste); Natal, Recife, Fortaleza e Salvador (Nordeste); Cuiabá e Brasília (Centro-Oeste), e Manaus (Norte)

Datafolha aponta que hipótese de terceiro mandato de Lula divide o eleitorado

Pesquisa Datafolha feita entre a terça-feira e a quinta-feira passadas revela que uma emenda constitucional para permitir que o presidente Lula (PT) concorresse a um terceiro mandato receberia hoje o apoio de 47% dos brasileiros e seria reprovada por 49%. Em novembro de 2007, a mesma proposta era rejeitada por 63% dos entrevistados e tinha o aval de 34%. A pesquisa mostra ainda que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), possível candidata do PT à Presidência, reduziu em oito pontos a distância de José Serra (PSDB). No principal cenário, ela subiu cinco pontos e foi a 16%; José Serra perdeu três pontos e ficou com 38%.

Datafolha diz que, com Aécio, PSDB ficaria em último lugar

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo mostra que, se Aécio Neves fosse o candidato do PSDB à presidência da República, em 2010, o PSDB teria apenas 14% dos votos, ficando em último lugar. Nesse cenário, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) fica em primeiro nas intenções de voto, com 24%. O governador de Minas Gerais perderia ainda para Dilma Rousseff (PT), que teria 19%, e ficaria tecnicamente empatado com Heloísa Helena (PSOL), que somaria 15% dos votos. No cenário em que aparece José Serra no lugar de Aécio Neves, pelo PSDB, o PSDB recebe 38% das intenções de voto. Dilma Rousseff, com 16%, aparece em segundo lugar, tecnicamente empatada com Ciro Gomes (15%) e à frente de Heloísa Helena (10%).

Supremo pode decidir sobre cobrança de PIS e Cofins de bancos

O Supremo Tribunal Federal pode tomar em breve uma decisão definitiva a respeito da cobrança de PIS e Cofins sobre a intermediação financeira, a partir de um recurso apresentado por uma seguradora que está para ser julgado pelo plenário. A sentença deve esclarecer o conceito de faturamento e pacificar o caso. A disputa judicial dos bancos começou com uma decisão de 2005 do Supremo Tribunal Federal, que julgou inconstitucionais trechos de uma lei aprovada em 1998 para ampliar a base de cálculo dos dois tributos, ao trocar o conceito de faturamento pelo de receita bruta, o que incluiria valores apurados sem relação direta com a atividade-fim. O Supremo determinou que o PIS e a Cofins devem ser recolhidos somente sobre o faturamento equivalente à venda de mercadorias e prestação de serviços, excluindo receitas não operacionais, como aluguel de imóveis e receitas financeiras com investimentos em títulos do Tesouro e fundos. A decisão se referia a empresas comerciais e industriais. Contudo, com base na sentença, os bancos obtiveram vitórias na Justiça com o pleito de recolher os tributos somente sobre prestação mais convencional de serviços, como cobrança de tarifas, deixando fora a intermediação financeira. Graças a essa providência, instituições chegam a pagar valores irrisórios de PIS e Cofins. Um banco de origem mineira, por exemplo, recolheu em março somente R$ 2,65. A procuradoria e o fisco defendem que as receitas financeiras obtidas pelos bancos decorrem de sua principal atividade, que é "vender" dinheiro a tomadores de empréstimos e financiamento. Portanto, as operações compõem o faturamento e têm de ser tributadas, na avaliação dos dois órgãos. A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e a Receita Federal iniciaram uma ofensiva sobre os bancos para retomar a cobrança de tributos questionados na Justiça estimada em R$ 20 bilhões. Há quatro anos, instituições financeiras escapam dessa tributação amparadas por decisões judiciais ainda não definitivas. Somente os três maiores bancos privados do país, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander, calculam em seus balanços que, na hipótese de sofrerem uma derrota na Justiça, teriam de desembolsar ao fisco a soma de R$ 11,2 bilhões. Para a procuradoria da Fazenda e a Receita, chega a quase o dobro desse valor o passivo potencial de todo o sistema bancário.

Brasil projeta super-reator nuclear

Técnicos do governo federal estão detalhando o projeto daquele que será o maior reator nuclear de pesquisa da América Latina. Orçado inicialmente em US$ 500 milhões, o Reator Multipropósito Brasileiro tem o objetivo de tornar o País independente na produção de isótopos radioativos para medicina. O reator, de 20 megawatts (quatro vezes a potência do principal instrumento do gênero em operação no Brasil), deverá começar a ser montado em 2010. Segundo seu coordenador, José Augusto Perrotta, do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares), o sítio mais provável é Aramar (SP), onde a Marinha constrói seu submarino nuclear. O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, disse estar inclinado a bancar o projeto. "US$ 500 milhões distribuídos em 6 ou 7 anos não é um número despropositado para o Ministério de Ciências e Tecnologia. Já foi um dia, hoje não é mais", disse Rezende. São Paulo abriga hoje, no campus da USP, dois dos quatro reatores de pesquisa do Brasil. O maior deles é usado para produzir radioisótopos (versões radioativas de elementos químicos). Na medicina, são usados em radiofármacos, que têm diversas aplicações. A maioria é usada como marcador em exames diagnósticos. Mas também, podem atacar tumores. Hoje, no Brasil, são feitas todo ano 3,5 milhões de aplicações de radiofármacos. Os dois isótopos mais utilizados são o iodo-131, para diagnóstico de distúrbios de tireoide, e o tecnécio-99. Este último é polivalente: pode ser usado em fármacos para diagnóstico de cânceres e outras doenças no coração, cérebro, fígado e nos ossos.

Descoberto nome de um dos executores do cantor chileno Victor Jara


Victor Jara, cantor e compositor popular chileno, assassinado nos porões do Estádio Nacional, em Santiago, nos primeiros dias da ditadura militar comandada pelo general Augusto Pinochet, em 1973, foi morto com um tiro na cabeça desferido por um sargento no exército. Na sexta-feira, a Corte de Apelações de Santiago ratificou a ordem de prisão do ex-soldado José Paredes Márquez. Ele estava detido desde terça-feira. Em 1973, Paredes servia ao exército e tinha 18 anos. Ao ser interrogado pela Justiça, agora, aos 54 anos, ele confessou ter sido um dos soldados que dispararam contra Victor Jará, a mando de superior hierárquico. O músico foi morto com 44 balaços. Jose Paredes Marquez, no seu interrogatório, admitiu que havia reconhecido que era Victor Jara naquele porão do Estádio Nacional, e também o então diretor da Gendarmeria que estava no local, Litre Quiroga. Ele disse que um tenente começou a praticar roleta russa na cabeça de Victor Jara e que uma das balas detonou. Com o corpo do músico no chão, em convulsões, o tenente deu a ordem para que todos os soldados atirassem. O cadáver foi encontrado em uma rua de Santiago, com 44 balas no corpo.

Dólar tem maior queda mensal desde 2003 e encerra semana cotado a R$ 1,975

O dólar encerrou a sexta-feira cotado a R$ 1,975, menor patamar registrado em quase oito meses, com a pressão de investidores interessados em lucrar com contratos derivativos que vencem na virada do mês e um movimento global de desvalorização da moeda norte-americana. O dólar caiu 1,69% na sexta-feira. Em maio, a queda foi de 9,5%, a mais acentuada desde abril de 2003. A tendência é de o dólar continuar caindo no mercado nacional, devido à enorme chegada de recursos de investidores estrangeiros que procuram se aproveitar da mais alta taxa de remuneração do planeta praticada pelo Brasil. Como ações no Brasil, para estrangeiros, valem como batatas jogadas ao chão, fica muito fácil esse deslocamento dos capitais especulativos. E mais ainda porque esses capitais são dispensados de qualquer tributação no Brasil, além da mais alta mundial de juros. É a política social do governo Lula. Perdem com isso as exportações brasileiras, os empregos brasileiros, as reservas brasileiras.

Superior Tribunal de Justiça julga primeiro caso após fim da Lei de Imprensa

Na primeira decisão sobre o tema depois do fim da Lei de Imprensa, o Superior Tribunal de Justiça decidiu que os veículos de comunicação podem divulgar informações sobre investigações em andamento. “A elaboração de reportagens pode durar horas ou meses, dependendo de sua complexidade, mas não se pode exigir que a mídia só divulgue fatos após ter certeza plena de sua veracidade”, afirmou durante o julgamento a relatora do caso no Superior Tribunal de Justiça, a ministra Nancy Andrighi. O Superior Tribunal de Justiça rejeitou um pedido de indenização contra a Globo Participações pelo jornalista Hélio de Oliveira Dórea. Em reportagem divulgada pelo programa Fantástico, Dórea foi citado como suspeito de envolvimento na “máfia das prefeituras” no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Ministério Público entra com mandado de segurança contra o rodízio de presos no Rio Grande do Sul

O Ministério Público gaúcho ingressou no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul com um mandado de segurança preventivo, com pedido de liminar, para imediata suspensão da aplicação do provimento editado pelos Juízes da Vara de Execuções Criminais na parte que estabelece o cumprimento das penas pelo sistema de noites alternadas, permitindo o recolhimento de presos em residências. O mandado de segurança protocolado no final da tarde de sexta-feira, no plantão do Tribunal de Justiça gaúcho, é ajuizado pelos promotores de Justiça que atuam na Promotoria Especializada de Controle e Execução Criminal de Porto Alegre. Para o Ministério Público gaúcho, a decisão dos magistrados “contraria a Constituição Federal, a Lei de Execuções Penais e fere sentenças condenatórias dos Juízes Criminais”. No pedido de concessão de liminar os promotores de Justiça reforçam que é verificada evidente afronta a dispositivos da legislação federal referentes à execução da pena, porque “acaba por criar sistema de prisão domiciliar para apenados que não fazem jus a tal benefício”.

Deputado federal Jair Bolsonaro chama Tarso Genro de “lambe-botas” de militares

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) mostra na porta de seus gabinete na Câmara dos Deputados, em Brasília, uma foto do ministro da Justiça, Tarso Genro, marchando ao lado de militar, com uma inscrição embaixo: “Lambe-botas ou borra-botas”. O cartaz está na porta de seu gabinete desde o ano passado. Jair Bolsonaro é militar da reserva de defensor da ditadura militar. Ele classifica o peremptório ministro Tarso Genro de “traidor” por ter pedido a punição do coronel da reserva Carlos Alberto Brilhante Ustra, chefe do DOI-Codi, em São Paulo, famigerado centro da tortura e de assassinatos políticos praticados na delegacia de polícia da Rua Tutóia, no bairro do Paraíso, em São Paulo (a infame Operação Bandeirantes – Oban, na qual foi assassinado o jornalista Vladimir Herzog). O deputado federal Jair Bolsonaro afirma que o peremptório Tarso Genro, na sua juventude, contou com ajuda da família de Carlos Alberto Brilhante Ustra após uma fuga para o Uruguai, para o auto-exílio. “Tarso é um lambe-botas. Por que aceitou a mão estendida dos familiares de Ustra? É um homem sem caráter e sem palavra. É como bandido do morro. Lá em cima é machão. Preso, vira mocinha e chora”, diz Jair Bolsonaro.

Produtor musical dos Beatles pega 19 anos de prisão por matar atriz

Um juiz de Los Angeles, Califórnia, condenou Phil Spector, produtor musical, a nove anos de prisão pelo assassinato da atriz Lana Clarkson, há seis anos. Spector, que ficou famoso ao fazer trabalhos para Tina Turner, The Beatles e The Righteous Brothers, tinha sido declarado culpado do crime em um segundo julgamento concluído em meados deste mês. Segundo os promotores, Spector matou Clarkson com um tiro na boca em 3 de fevereiro de 2003 horas depois que os dois deixaram um clube noturno no qual Clarkson trabalhava. O primeiro julgamento foi anulado em 2007 após o júri não ter conseguido chegar a um consenso sobre o veredicto. De acordo com um dos promotores, Spector, de 69 anos, era um sádico misógino que tinha estado durante três décadas "brincando de roleta russa com a vida das mulheres" quando estava bêbado.

Ex-presidente da CUT admite discutir terceiro mandato se houver "clamor popular"

João Felício, secretário nacional sindical do PT, ex-presidente da CUT (satélite do PT), afirmou na sexta-feira que é contrário ao terceiro mandato do presidente Lula. Ele admitiu, no entanto, discutir o assunto se a população pedir a permanência de Lula. "Eu não acho que seria positivo para a democracia alterar a regra do jogo agora e ampliar o mandato do Lula ou ter o direito a uma segunda reeleição", afirmou o dirigente. Ele disse que a discussão será levada à direção da CUT se a sociedade se unir em torno da permanência de Lula no poder. "Se houver um grande clamor nacional, uma grande mobilização popular em prol do terceiro mandato, e nós sentirmos que a nossa base sindical está apoiando essa iniciativa, nós vamos avaliar na executiva nacional da CUT", afirmou ele.

Fernando “Pai Nosso” Lugo rejeita juíza em processo de paternidade

O presidente do Paraguai, o ex-bispo Fernando “Pai Nosso” Lugo, rejeitou na sexta-feira a juíza responsável pelo processo de reconhecimento de paternidade aberto por uma mulher que garante ter tido um filho com ele quando ainda era bispo, anunciou o advogado do chefe de Estado, Marcos Fariña. O advogado disse a jornalistas que um tribunal de apelações decidirá sobre o caso após rejeitar a escolha da juíza da Infância e da Adolescência de Ciudad del Este, Delsy Cardozo, por suposta parcialidade, ao ter emitido juízos de valor no processo. O advogado também questionou o fato de a juíza ter marcado a data de 1º de junho para uma audiência, quando o “Pai Nosso” Lugo começará uma viagem por El Salvador, Honduras e Cuba. Para Fariña, essa audiência "é obsoleta, o teste determinante é o de DNA". A magistrada é responsável no processo promovido por Benigna Leguizamón, de 27 anos, uma das três mulheres com as quais este ex-bispo de mau comportamento teve envolvimento. Benigna Leguizamón afirma que o segundo de seus quatro filhos, de seis anos e concebido em Choré, no departamento de San Pedro, a região mais pobre do país e onde o agora chefe de Estado foi bispo por pouco mais de uma década, é fruto de uma relação com Lugo. A mulher, que tem poucos recursos financeiros, teve que apelar à solidariedade da população de Ciudad del Este, onde mora, para conseguir o dinheiro necessário para um teste de DNA.

Supremo nega suspender júri de acusados de matar em jogo de RPG

O ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal, negou pedido de liminar em habeas-corpus de dois acusados pelo assassinato de uma garota em Minas Gerais por causa de jogo de RPG (Role Playing Game). Eles pretendiam suspender o julgamento no Tribunal do Júri sob o argumento de que a ação penal só poderia ter sido remetida ao presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais após a análise dos recursos contra a sentença de pronúncia (decisão que encaminha o processo para ser julgado do Tribunal do Júri). Isso não teria ocorrido, pois estava pendente de julgamento no Supremo um agravo de instrumento questionando a não-admissão do recurso extraordinário. Um pedido idêntico foi negado em decisão liminar pelo Superior Tribunal de Justiça. Ao analisar o pedido, o ministro Marco Aurélio aplicou a Súmula 691, do Supremo, que impede o tribunal de analisar habeas-corpus quando contestar a decisão de ministro de outro tribunal superior que tenha indeferido a liminar.

Secretários do PT afirmam em depoimento que Mensalão nunca existiu

Paulo Frateschi e João Felício, secretários do PT, disseram na sexta-feira que o esquema de compra de votos de parlamentares para votarem favoravelmente em propostas do governo Lula, o Mensalão, nunca existiu. Para eles, o que ocorreu foram problemas no financiamento de campanha do partido. Em agosto de 2007, o Supremo Tribunal Federal abriu uma ação penal e tornou réus 40 pessoas por participação no suposto esquema de pagamento a deputados. Silvio Pereira, um dos réus, considerou-se culpado, cumpriu pena alternativa e não responde mais ao processo. "O que eu acho é o que o próprio Supremo já está sabendo, de que não houve o mensalão da forma como eles colocaram. Houve, sim, um problema de financiamento de campanha e foi constatado que teve. Foi arrecadado dinheiro e foi feito um pagamento de contas que não foram registradas e oficializadas. Mas a conversa inicial de que se pagavam deputados para votarem no governo Lula não tinha o mínimo sentido", disse Paulo Frateschi, secretário de organização nacional do partido. Segundo ele, o partido superou o problema sobre o financiamento da campanha e deu a resposta "na política". "O PT corrigiu, está corrigindo e vai corrigir essa falha. Há erros que precisam ser mudados na própria legislação. É visível e todos sabem que todos os partidos cometem isso. Há um erro e se precisa mudar a legislação. Isso deixa uma mácula na vida democrática brasileira", afirmou Frateschi. "Essa história de mensalão é da criatividade humana", disse João Felício, secretário sindical nacional do PT. Então tá....

Supremo nega pedido de Dantas para ter acesso a inquérito da Satiagraha

O Supremo Tribunal Federal negou na sexta-feira pedido do banqueiro Daniel Dantas, do Grupo Opportunity, para ter acesso ao inquérito da Polícia Federal sobre a Operação Satiagraha. Ele pedia uma liminar para receber o conteúdo antes que o mesmo fosse enviado ao Ministério Público Federal. A decisão foi tomada pelo ministro Eros Grau, que não considerou os argumentos da defesa do banqueiro, indiciado no fim de abril pela Polícia Federal por cinco crimes financeiros: formação de quadrilha, gestão fraudulenta, evasão de divisas, empréstimo vedado e lavagem de dinheiro.

Polícia do Senado flagra filho de Zoghbi consertando apartamento funcional depredado


Suspeito de danificar apartamento funcional do Senado que esteve sob sua responsabilidade por dez anos, o ex-diretor de Recursos Humanos da Casa, João Carlos Zoghbi, mandou na sexta-feira dois homens ao imóvel para tentar promover reparos e reformas. O filho de Zoghbi, Marcelo, contratou os funcionários para restaurar o apartamento depois que o Senado instaurou sindicância para apurar a suspeita de depredação no local. Frederico Andrade e Elizeu Fialho foram abordados por um veículo da polícia logo depois de deixarem o imóvel. Marcelo chegou ao local propondo aos policiais "resolver tudo" para "deixar o apartamento em condições". O caso foi registrado no boletim de número 318/2009. A Polícia Legislativa foi ao prédio lacrar o imóvel por determinação do senador Mão Santa (PMDB-PI), terceiro-secretário da Casa. O parlamentar assinou ofício na sexta-feira solicitando que o apartamento fosse fechado para evitar que familiares de Zoghbi tentassem restaurar o imóvel. A chave do apartamento foi devolvida ao Senado por Zoghbi desde que os seus familiares desocuparam o local, há cerca de dois meses. O diretor da Subsecretaria de Patrimônio da Casa, Aloysio Novais, entregou a chave para o ex-diretor com o argumento de que Zoghbi reformaria o imóvel. "Ele me procurou e pediu a chave porque queria finalizar a reforma que havia começado visando a devolução do imóvel. Ele disse que tinha começado uma reforma para devolver o imóvel e que não tinha concluído por causa do ocorrido na divulgação", afirmou o corporativo colega. Um laudo aponta os danos causados no imóvel funcional que ficou sob a responsabilidade do ex-diretor. Trata-se do apartamento 202, na SQN 112, bloco D. O documento mostra que até fechaduras e torneiras foram arrancadas do imóvel. O caso foi informado à Mesa Diretora do Senado, integrada por sete senadores responsáveis pelas decisões administrativas da Casa. O apartamento chegou a ser ocupado, inclusive, pela ex-mulher de um de seus filhos. Zoghbi entrou no Senado sem prestar concurso público e tem um salário de cerca de R$ 20 mil. Ele foi nomeado diretor em 2001 pelo então presidente Edison Lobão (PMDB-MA). Veja o retrato da depredação do apartamento: Varanda Tomada sem espelho; Sala - teto de gesso com furos, parede próxima da porta social de entrada danificada, espelho do ponto de antena de TV inadequado, porta social de entrada sem enceramento ou verniz, faltam duas luminárias de parede e piso danificado próximo à varanda; Suíte - parede adjacente ao quarto 1 bastante danificada pela retirada de um aparelho de ar condicionado (splits), armário embutido desmontado, estando suas peças empilhadas no interior de seu nicho e janela sem persiana; Quarto 1 - parede adjacente à suíte danificada, armário embutido desmontado tal qual o da suíte, janela danificada pela tubulação do splits, luminária do teto inadequada para a abertura feita no gesso e metade da persiana da janela; Quarto 2 - armário sem puxadores, falta de acabamento das fechaduras do armário (espelhos) e janela sem persiana; Quarto 3 - armário sem puxadores, falta de acabamento das fechaduras do armário (espelhos); Hall e circulação - piso e teto danificados, luminária do teto inadequada para a abertura feita no gesso; Lavabo - espelho trincado, faltam duas luminárias e luminária do teto inadequada para abertura feita no gesso; Cozinha - armários sobre a bancada da pia sem portas, armário sob a bancada da pia sem puxadores, teto danificado e tomada próximo ao piso sem espelho; Área de serviço - tanque trincado, teto danificado e maçaneta da porta de serviço danificada; Quarto de empregada com banheiro - vários pontos das paredes e do teto necessitando reparos.

Juiz norte-americano concede US$ 1 bilhão a cubano que processou Fidel e Che

Um juiz dos Estados Unidos concedeu na sexta-feira uma indenização de mais de US$ 1 bilhão a um cubano que processou o ex-presidente de Cuba, o facínora ditador Fidel Castro e o sanguinário Ernesto Che Guevara pelo suicídio de seu pai em 1959. O magistrado Peter Adrien emitiu sua decisão a favor de Gustavo Villoldo, um ex-agente da CIA que participou da captura de Che na Bolívia, em 1967. "A justiça foi feita", disse o cubano, de 72 anos, após a sentença do juiz. No processo, Villoldo disse que o pai, de mesmo nome, ingeriu um frasco de pílulas para dormir três semanas depois que Che, como gerente do Banco Nacional de Cuba, comunicou que sua empresa, uma distribuidora da General Motors (GM), seria confiscada. A apreensão era parte do plano para desmantelar o capitalismo em Cuba, após a vitória da revolução, e o litigante disse que isso deixou sua família na ruína financeira.

Santa Catarina e Paraná usam contêineres para detenção de presos

Os Estados do Pará e Santa Catarina empregam contêineres para detenção de presos. Esse foi um dos motivos que levaram o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária a pedir, no início de maio, a intervenção federal no Espírito Santo. "Usamos contêineres em duas unidades prisionais do Estado", declarou o diretor do Departamento de Administração Prisional de Santa Catarina, Hudson Queiroz. O superintendente do Sistema Penitenciário do Pará, Justiniano Alves, também confirmou a existência dos compartimentos de aço em uma unidade prisional feminina da região metropolitana de Belém. Ali, cerca de 150 presas passam dia e noite no interior desses compartimentos. A justificativa para manter os presos provisórios em contêineres, em ambos os Estados, é a superlotação das delegacias. Segundo o diretor catarinense, há cerca de 400 presos provisórios detidos em contêineres de duas penitenciárias estaduais. Uma dessas penitenciárias fica na capital, Florianópolis. A outra, na cidade de Curitibanos. Santa Catarina foi o primeiro Estado a adotar, em 2003, a "solução provisória" para a falta de vagas no sistema carcerário, problema que atinge todas as unidades da federação.

Corpo em porão pode ser de Rosa Luxemburgo


Um cadáver guardado por décadas no porão do hospital universitário Charité, uma das mais importantes instituições científicas da Alemanha, pode ser o da famosa revolucionária Rosa Luxemburgo, segundo o diretor do departamento de medicina legal da instituição, Michael Tsokos. "Há semelhanças espantosas com Rosa Luxemburgo", disse o especialista, após exames minuciosos feitos no corpo. O torso de mulher, sem cabeça, mãos e pés, foi submetido a diversos exames, incluindo tomografia computadorizada. "A mulher sofria de artrose e tinha pernas de comprimentos diferentes, exatamente como Rosa Luxemburgo", acrescentou. De acordo com resultado de análises laboratoriais para determinar a idade, a morta tinha entre 40 e 50 anos. Luxemburgo tinha 48 anos quando morreu. Para Tsokos, a falta de pés, mãos e cabeça seria resultado dos arames de aço que foram amarrados com pesos nos pulsos, tornozelos e no pescoço para que o corpo não retornasse à superfície. O especialista diz que acredita ser possível que os fios metálicos e a correnteza da água tenham provocado a separação dos membros. Deputados da oposição, líderes do partido de esquerda Die Linke (A Esquerda), reivindicaram na sexta-feira a intervenção do governo federal alemão para que o mistério seja esclarecido rapidamente. A militante marxista foi assassinada com um tiro na cabeça em janeiro de 1919, após ser sequestrada e espancada por membros de uma organização paramilitar. Depois, o corpo foi jogado em um canal fluvial de Berlim. O túmulo de Rosa Luxemburgo se encontra vazio, depois de ter sido saqueado pelos nazistas em 1935. Tsokos reconhece que só poderá ter a prova definitiva por meio de exames de DNA. Ele espera poder comparar o material genético com mostras retiradas de uma sobrinha de Luxemburgo, que vive em Varsóvia.

Brasil lança com sucesso foguete Orion na base espacial de Alcântara

O Brasil lançou na sexta-feira um foguete de treinamento no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, após uma lacuna de quase dois anos. A missão, chamada de Maracati I, é uma parceira entre o Brasil e a Alemanha para teste operacional. "O objetivo é fazer treinamento do Centro de Lançamento de Alcântara", disse o coordenador do lançamento, coronel João Cesarino Siqueira. O lançamento ocorreu às 16h25 e, de acordo com o CLA, foi um "sucesso total". O foguete Orion, de 5,7 m, pode atingir velocidade de 4,7 mil km por hora, quatro vezes a velocidade do som. Nesta missão, o foguete foi equipado com instrumentos de rastreamento de vôo e caiu em alto mar, a cerca de 80 quilômetros da costa, após atingir uma altura de 93 quilômetros. O último lançamento realizado em Alcântara foi em julho de 2007. Para 2009 ainda estão previstos mais três lançamentos no centro de lançamento, em julho, setembro e novembro, mas somente em um deles o VSB-30 deverá decolar com novos experimentos.

Sindicato americano apóia acordo para reestruturação da GM

O sindicato UAW (United Workers of America) ratificou na sexta-feira o acordo para ajudar na reestruturação da montadora GM (General Motors), pelo qual os trabalhadores aprovam as exigências da empresa em troca de participação no grupo. A medida é parte do projeto que a GM tem de enviar ao governo norte-americano até esta segunda-feira para evitar a concordata. O presidente do UAW, Ron Gettelfinger, afirmou que as medidas receberam o apoio de 74% dos membros. O novo convênio entre a montadora e o sindicato cobre mais de 50 mil trabalhadores em 46 fábricas dos Estados Unidos e permite que a empresa "elimine as brechas de salários e benefícios". Após a reestruturação, a GM será majoritariamente controlada pelo governo, que deterá em torno de 70% das ações da "nova GM" em troca de mais empréstimo para manter a produção. O sindicato terá 17,5% de participação no grupo, o que significa algo como US$ 6,5 bilhões em ações preferenciais. O acordo com o sindicato prevê concessões que devem diminuir os custos de operação da empresa, como corte de empregos e modificações de salários.

Bovespa fecha maio com alta de 12,5%, na maior pontuação desde setembro

O índice Ibovespa da Bolsa de Valores de São Paulo terminou o pregão de sexta-feira em alta de 0,30%, aos 53.197 pontos, renovando o maior patamar de fechamento desde setembro. Com o resultado, a Bolsa fechou o mês de maio com alta de 12,49%. Desde o início de 2009, a alta acumulada é de 41,67%. O volume financeiro negociado foi de mais de R$ 8,1 bilhões, evidenciando a presença do investidor estrangeiro na Bovespa. Na sexta-feira a Bolsa divulgou que o saldo de dinheiro externo em suas negociações já ultrapassa R$ 10 bilhões no ano.

Roseana Sarney deixará governo do Maranhão por um mês para cirurgia

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), ficará afastada por um mês a partir de terça-feira para cirurgia de retirada de um aneurisma cerebral. O governo passará às mãos do vice, João Alberto de Sousa (PMDB). Roseana, empossada há pouco mais de 40 dias após cassação de Jackson Lago (PDT) por abuso de poder, está em Brasília desde quinta-feira, quando se reuniu com o presidente Lula. Ela vai comemorar seu aniversário de 56 anos, nesta segunda-feira, na capital federal, ao lado de seu pai José Sarney, presidente do Senado Federal. Na terça-feira, desembarca em São Paulo para ser internada no hospital Albert Einstein. A cirurgia está marcada para quinta-feira. A previsão da equipe médica é de que Roseana fique de três a quatro dias hospitalizada após a operação. A recuperação vai exigir pelo menos um mês de repouso. Essa será a 21ª cirurgia a que a governadora se submete.

Vice-presidente José Alencar retorna após iniciar tratamento nos Estados Unidos

O vice-presidente José Alencar retornou neste sábado ao Brasil, após iniciar um tratamento experimental contra o câncer no hospital MD Anderson, em Houston, Texas, onde chegou na última quarta-feira. José Alencar deixou o pais logo após a segunda sessão com o medicamento. Ele dará continuidade ao tratamento no Brasil. Conforme sua assessoria, José Alencar está bem e se alimentando normalmente. A droga que ele toma não tem nome e por enquanto é identificado apenas por um código. Mas já mostrou bons resultados em 30 pacientes em tratamento contra o câncer. Diferentemente da quimioterapia, o remédio ataca apenas as células que provocam o tumor, evitando que elas continuem a agir.

Empresário nega troca de telefonemas com Protógenes Queiroz e ataca Daniel Dantas


O empresário Luiz Roberto Demarco, da Nexxy Capital Brasil Ltda, negou em nota divulgada na sexta-feira que tenha trocado telefonemas com o delegado federal fundamentalista Protógenes Queiroz durante as investigações da Operação Satiagraha, da Polícia Federal. A Nexxy Capital Brasil é citada na decisão do juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal de São Paulo, que acatou a denúncia do Ministério Público Federal contra Protógenes Queiroz por violação de sigilo e fraude processual. Segundo o empresário, o juiz foi induzido ao erro e atribuiu o fato à uma "estratégia do banqueiro Daniel Dantas visando tumultuar outros processos nos quais é réu". No despacho, Mazloum determinou a abertura de inquérito para investigar a troca de telefonemas entre Protógenes e a Nexxy Capital Brasil. O juiz diz que o empresário é envolvido "em diversas demandas judiciais de natureza comercial, como é público e notório", com Daniel Dantas.

Lula pede que o povo não vote em candidatos "vigaristas"

Durante a inauguração de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na sexta-feira, no Complexo de Manguinhos, zona norte do Rio de Janeiro, o presidente Lula pediu que a população não vote em candidatos "vigaristas". “Esse País pode ser diferente se a gente aprender a não eleger vigarista, se a gente aprender a eleger pessoas que têm compromisso com o povo”, afirmou ele. “Precisamos de pessoas que não tenham medo de pegar na mão de um doente, abraçar um pobre, um negro”, acrescentou. Perguntinha bem simplória: Lula recomenda o voto nos deputados petistas que estão respondendo processo penal no Supremo Tribunal Federal, denunciados no processo do Mensalão?

Ministro Lobão diz que Ibama concederá licença de Jirau em breve

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ter recebido a garantia do presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias Franco, que a Licença de Instalação da usina hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira (RO), será concedida até esta segunda-feira. A licença prévia para a construção da usina venceu na há cerca de 10 dias e as obras foram paralisadas. Um parecer técnico inicial do Ibama havia negado a licença, segundo o consórcio responsável pelo empreendimento.

Deputado envolvido em acidente com 2 mortes no Paraná renuncia ao mandato


O deputado estadual Fernando Carli Filho (PSB), que no início de maio se envolveu em um acidente de trânsito que resultou em duas mortes no Paraná, renunciou ao mandato na sexta-feira. A Assembleia Legislativa do Estado informou que o pedido oficial de renúncia foi entregue pelo seu advogado, Roberto Brzezinski. Carli Filho permanece internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. O acidente ocorreu no último dia 7, quando o carro guiado pelo deputado, um Volkswagen Passat importado, abalrou pela traseira um Honda Fit ocupado pelos jovens no bairro Mossunguê, em Curitiba. Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, foram mortos na hora. O deputado estava com a carteira de habilitação suspensa porque excedia o total de pontos permitidos. Totalizava 130 pontos, enquanto o máximo permitido é de 20. De acordo com informações do Detran paranaense, o deputado tinha 30 multas desde 2003. Destas, 23 eram por exceder limites de velocidade. Carli Filho recorreu de 12 das 30 multas. Exame realizado pelo IML (Instituto Médico Legal) do Paraná constatou que Carli dirigia com dosagem alcoólica muito acima do estabelecido. Segundo o resultado, havia no sangue do deputado 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue, enquanto o limite permitido é de 2 decigramas. A lei seca considera que, se alguém for flagrado com 6 dg por litro de sangue, deve ser detido. No último dia 14, o advogado da família da vítima Gilmar Rafael Souza Yared havia protocolado um pedido de cassação do mandato de Carli Filho. No pedido, Elias Mattar Assad argumenta que a conduta de Carli Filho é inadmissível para um deputado. A sua renúncia indica que ele não pretende ser cassado, ter os direitos políticos interrompidos por oito anos, e que pretende voltar a concorrer no próximo ano. Sem prerrogativa de deputado, seu processo correrá em primeira instância na Justiça paranaense. Voltando a se eleger no próximo ano, seu processo seria interrompido e passaria para o Tribunal de Justiça, por sua prerrogativa de deputado estadual.

Ausência de defesa diante do Tribunal de Justiça leva à anulação parcial de processo contra deputado estadual

Sebastião Portella, deputado estadual de Roraima , acusado de crimes de responsabilidade enquanto foi prefeito de Caracaraí entre 1993 e 1996, teve habeas corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Para a Sexta Turma, houve cerceamento de defesa no processo a partir da mudança de foro. Quando o ex-prefeito foi diplomado deputado, o tribunal local ratificou todo o processo anterior, inclusive a denúncia. O Ministério Público foi chamando a se manifestar novamente no tribunal, mas a defesa do deputado não. Em maio de 1996, o então prefeito foi afastado do cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral e, depois, denunciado pela prática de crimes de responsabilidade relacionados a irregularidades no uso do dinheiro público. A denúncia foi recebida pelo juiz, mas, com a diplomação do ex-prefeito como deputado, a competência para o processo passou ao Tribunal de Justiça. Este ratificou todas as fases anteriores do processo, inclusive a denúncia do Ministério Público. Mas, para julgar o recebimento da denúncia, chamou apenas o Ministério Público a se manifestar novamente. Além disso, não apreciou qualquer argumento levantado na primeira instância pela defesa. A decisão determina a anulação do processo após o julgamento do Tribunal de Justiça, para que seja refeito com a devida defesa do acusado.

Ex-ministra Maria Julia Alsogaray terá que devolver US$ 850 mil ao fisco


A ex-ministra argentina María Julia Alsogaray terá que devolver ao fisco do país 850.000 dólares obtidos de forma ilícita quando integrava o corrupto governo de Carlos Menem (1989-1999), segundo uma decisão da Justiça, divulgada na sexta-feira. Maria Julia Alsogaray, de 66 anos, deverá devolver ao Tesouro 3,2 milhões de pesos que embolsou ilegalmente durante sua passagem por altos cargos da função pública. Conhecida como “Dama de ferro” por ter-se identificado política e pessoalmente com a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, ela chegou a ficar presa por 21 meses entre 2003 e 2005, por corrupção. Filha do falecido economista Alvaro Alsogaray, líder histórico da direita conservadora argentina durante três décadas, até o final do século XX, Maria Julia Alsogaray atuou como interventora na privatização da empresa estatal de telefones e na de aço, a Somisa.

Estados Unidos estudam incluir Coréia do Norte na lista negra de terrorismo

O governo dos Estados Unidos informou na sexta-feira que não descarta incluir a Coréia do Norte na lista de países que, para Washington, patrocinam o terrorismo, da qual a nação tinha sido excluída no ano passado sob o mandato de George W. Bush. Em comunicado, o Departamento de Estado explicou que, para que um país seja incluído nessa lista negra, a secretária de Estado "tem que determinar que o Governo da Coréia do Norte forneceu em repetidas vezes apoio para atos de terrorismo internacional". "Os Estados Unidos aplicarão as cláusulas da lei conforme exijam os fatos" no terreno, explicou na nota, sem dar mais detalhes. Bush, que em 2002 incluiu a Coréia do Norte no chamado "eixo do mal" junto ao Iraque e ao Irã, retirou o país da lista negra em 11 de outubro de 2008, como parte de um esforço para promover um acordo de desarmamento nuclear.

Conselheiros recomendam a credores da GM aceitarem acordo

Conselheiros dos detentores de bônus da General Motors (GM), representando US$ 27 bilhões da dívida da montadora, persuadiram os investidores na sexta-feira a apoiar a oferta de troca de dívida negociada na semana passada junto ao governo de Barack Obama. Os detentores de bônus têm até sábado para registrar a aceitação dos termos do acordo, que concederá até 25% da companhia reorganizada. Investidores respondendo por pelo menos 35% dos bônus da GM devem sustentar a oferta feita pelo Tesouro dos Estados Unidos, que será o maior acionista e credor da montadora.

Cuba diz não precisar da "pestilenta" OEA

O jornal oficial cubano "Granma" publicou na sexta-feira que o país "nunca" retornará à OEA (Organização dos Estados Americanos) e chamou a organização de um "pestilento cadáver" e "vetusto casarão de Washington". "Cuba não precisa da OEA. Não a quer nem reformada. Nunca retornaremos a esse vetusto casarão de Washington, testemunha de tantas vergonhas compradas e tantas humilhações", assegurou o último de três artigos do jornal contra a organização. "Há cumplicidade demais com a morte, com o genocídio e com a mentira para que a OEA sobreviva a estes tempos. É um cadáver político”. Como se vê, o jornal único do partido comunista cubano, representante da ditadura dinástica da família Castro (Fidel e agora Raul), mostra à exaustão que o regime totalitário da ilha caribenha não deseja a volta ao convívio internacional com nações democráticas e que vivem em liberdade. Os genocidas de Havana preferem se manter no isolamento.

STJ aprova Súmula que permite juros superiores a 12% ao ano

O Superior Tribunal de Justiça aprovou a Súmula 382, que define que a estipulação de juros remuneratórios superiores a 12% ao ano, por si só, não caracteriza abuso. A Súmula foi editada na quarta-feira passada pela Segunda Seção. Os ministros entendem que é necessário analisar caso a caso o abuso alegado por parte da instituição financeira. A Seção tomou por base inúmeros precedentes. Um dos casos foi julgado em 2004 pela Quarta Turma e teve como relator o ministro Raphael de Barros Monteiro Filho (Resp 507.882/RS). O julgamento foi em favor da empresa Itaú Leasing de Arrendamento Mercantil. Em outro precedente, também do Rio Grande do Sul (Resp 1.042.903), foi julgado no último ano pela Terceira Turma e teve como relator o ministro Massami Uyeda. Nesse processo, contra a BV Financeira S.A Crédito Financiamento e Investimento, o juiz de primeiro grau julgou procedente a ação de revisão de contrato de alienação fiduciária em garantia para limitar os juros em 12% ao ano e excluir a inscrição do devedor no cadastro de inadimplentes. Segundo a decisão do Superior Tribunal de Justiça, não incide essa limitação, exceto em hipóteses legais e específicas. O ministro esclareceu nesse julgamento que não há sequer o reconhecimento de ofício da nulidade de cláusulas contratuais consideradas abusivas, sendo necessário o pedido expresso do interesse da parte.

Internet residencial cresce 13,6% no Brasil em um ano

O número de internautas residenciais ativos (que acessam a rede ao menos uma vez ao mês) chegou a 25,5 milhões em abril no Brasil, uma alta de 13,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com março, houve estabilidade, segundo dados do Ibope Nielsen Online. Segundo José Calazans, analista do instituto de pesquisa, os dados são positivos, já que historicamente o mês de março é forte no que se refere ao acesso à web. "Essa estabilidade é natural. Mesmo em períodos de amplo crescimento da internet, em alguns meses aparecem pequenas quedas, dependendo dos dias úteis do mês", diz o analista. Em abril, o Brasil se manteve na liderança no que se refere ao tempo gasto na internet. Mas, houve queda de 8% na comparação com março e crescimento de 6% em relação a abril de 2008. O internauta residencial ficou, em média, 24 horas e 7 minutos conectado. Depois aparecem Reino Unido (23 horas e 3 minutos), Japão (22 horas e 53 minutos) e França (22 horas e 15 minutos.).

US Airways começará a voar para o Rio de Janeiro em dezembro

A US Airways vai fazer sua estréia no Brasil a partir do dia 2 de dezembro. A companhia aérea, que se tornará a quinta norte-americana a operar vôos internacionais regulares no País, vai oferecer um vôo diário entre o Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, e a cidade de Charlotte, seu principal centro de operação de vôos domésticos nos Estados Unidos. De acordo com Newton Vieira, diretor da South Marketing, representante da US Airways no Brasil, a aeronave utilizada será um Boeing 767-200, com capacidade para cerca de 200 passageiros. "É a nossa primeira investida na América do Sul. Estamos negociando com a TAM, que como nós pertence à Star Alliance, para termos mais conectividade no mercado brasileiro", afirma Newton Vieira. Segundo ele, de Charlotte o passageiro brasileiro poderá se conectar com Filadélfia, o principal centro de vôos internacionais da US Airways. O projeto inicial da US Airways previa vôos a partir do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, conta Newton Vieira. De acordo com ele, no entanto, não havia intervalos de pouso e decolagem (slots) disponíveis no terminal paulista. Mas a US Airways ainda pretende, em uma segunda fase, oferecer vôos a partir de São Paulo.

sábado, 30 de maio de 2009

Para ouvir toda a obra de Tom Jobim

A Estação Jazz & Tal, rádio do blog do jornalista Ricardo Noblat localizada no endereço http://oglobo.globo.com/pais/noblat/ , ganhou um novo canal: “Tom Jobim”. São 2.128 gravações de todas ou quase todas as musicas compostas por Tom Jobim, além de músicas tocadas e cantadas por ele e algumas poucas compostas em sua homenagem. Diz Ricardo Noblat: “Se você quisesse ouvir todas de uma vez levaria 5 dias e meio. Consegui gravações de todas as músicas compostas por Tom e listadas na biografia dele escrita pelo jornalista Sérgio Cabral. Ainda não comparei a lista de Cabral com a lista de músicas oferecidas na biografia de Tom escrita pela irmã dele, Helena Jobim. Farei isso em breve. Só de ‘Amor em paz’ há 51 gravações; 65 de ‘Chega de saudade’; 75 de ‘Corcovado’, e por aí vai. Além de músicas, há outras preciosidades. Como uma entrevista concedida por Tom ao jornalista Tárik de Souza, na época na Rádio Jornal do Brasil. E um longo papo de 22 minutos entre Tom e Chico Buarque. Na ocasião, Tom apresentou a Chico várias músicas que acabara de compor – ‘Anos Dourados’ foi uma delas. O papo saiu em cd como uma espécie de prefácio do livro de Helena Jobim. Não teria sido possível colecionar tantas gravações sem a ajuda dos leitores deste blog. Agradeço a todos”. Não perca, é imperdível.

Terrorista Nasrallah diz que governo libanês deve pedir armamento sofisticado ao Irã


O secretário-geral do grupo terrorista xiita libanês Hisbollah, Hassan Nasrallah, pediu na sexta-feira ao governo libanês para que se dirija ao Irã para pedir-lhe armamento sofisticado com o objetivo de resistir a capacidade militar de Israel. "Temos um Exército forte, defesas aéreas ou mísseis de categoria média para conseguir estar equilibrados com o Exército israelense?", perguntou o terrorista Nasrallah em discurso realizado no vale oriental do Bekaa. "A resposta é não", disse ele, antes de insistir em que os governos de seu país nunca tinham solicitado armamento ao Irã "para fazer frente a Israel". Neste sentido, prometeu que, se a aliança opositora assumir o poder, o "Hisbollah vai adotar um programa para reforçar o Exército libanês para ser capaz de defender o Líbano".

Banco do Brasil vai lançar linha de crédito para empreendedor individual

O Banco do Brasil anunciou na sexta-feira o lançamento de uma linha de crédito específica para os empreendedores individuais que deverá estar disponível no segundo semestre deste ano, logo após a entrada em vigor do regime tributário especial para formalizar trabalhadores que hoje atuam na informalidade. Batizado de Empreendedor Individual, o regime começará a valer a partir de 1º de julho. Segundo o gerente executivo da Diretoria de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Antonio Sérgio de Carvalho Rocha, a idéia é que o empreendedor possa abrir uma conta corrente pagando uma tarifa reduzida de R$ 5,00 pelo pacote de serviços. Deverá ser disponibilizado um limite mínimo de crédito de R$ 1 mil por cliente que poderá ser utilizado por meio de cartão de crédito e financiado em até 18 meses com taxa de juros de 2,11% ao mês.

Decisão inédita da Justiça põe fim à batalha dos pneus

O desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, decidiu liberar a importação de pneus usados para a indústria de reforma de pneus no Brasil. A decisão é inédita, desde que foi deflagrada a “batalha dos pneus”, em 1991. Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz acatou o recurso impetrado pelo Instituto BS Colway e Pneus Hauer Brasil. A petição propõe a importação de pneus usados mediante a exportação de pneus inservíveis, em igual quantidade, para os países desenvolvidos, que os utilizam na geração de energia alternativa e fabricação de vários produtos. Depois que a Justiça reconheceu a existência de um mercado internacional no setor, foi possível derrubar o principal argumento do IBAMA e do Ministério do Meio Ambiente, de que o Brasil não teria capacidade de gerenciar a destinação dos resíduos. Ironicamente, o próprio IBAMA permite a exportação de resíduos, inclusive de pneus inservíveis destinados à fabricação de produtos e à recuperação de energia, com base na Convenção de Basiléia, da qual o Brasil é signatário. Em 2007 a BS Colway foi impedida de importar pneumáticos usados de boa qualidade para reformar. Acabou demitindo 1,2 mil funcionários e fechando as portas.

Senado Federal pede explicação para "humilhação" a Vargas Llosa em Caracas

Uma comissão do Senado brasileiro pedirá que a Venezuela apresente "explicações" pela retenção do escritor peruano Mario Vargas Llosa no aeroporto de Caracas, que qualificou de "humilhação". O pedido de explicações à Venezuela, formulado pela Comissão de Relações Exteriores do Senado, deverá ser tramitado pelo Itamaraty e se refere à retenção sofrida pelo escrito Mario Vargas Llosa no aeroporto de Maiquetia, ao chegar ao país para participar de um fórum. "Não é um protesto, mas de um pedido de explicações", porque Vargas Llosa "é um ícone da literatura" e de tendência política liberal, "mas é um democrata", disse o senador Cristovam Buarque, autor da iniciativa. A Comissão de Relações Exteriores do Senado debate atualmente o tratado de adesão da Venezuela ao Mercosul, mas Cristóvão Buarque esclareceu que, apesar das explicações solicitadas, seu parecer ainda é a favor da incorporação desse país ao bloco formado Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Segundo Cristóvão Buarque, o escritor peruano foi "humilhado" pelas autoridades do aeroporto internacional de Maiquetía, a 30 quilômetros de Caracas, que o retiveram durante 90 minutos.

Ministério Público Federal vai apurar falhas na construção e gestão de barragem no Piauí

O Ministério Público Federal no Piauí anunciou na manhã de sexta-feira a abertura de uma investigação para apurar as causas do rompimento da Barragem Algodões I, em Cocal, no interior do Estado, que resultou em cinco mortes confirmadas e centenas de famílias desabrigadas. Há suspeitas de negligência na condução e manutenção da obra. “Vamos apurar se essa tragédia foi em decorrência apenas do fenômeno da natureza, no caso a chuva, ou se houve fragilidade e inadequação na construção da obra. São questionamentos que só a perícia vai apontar. Temos que ter cautela. Vários órgãos serão notificados”, afirmou o procurador-chefe do Ministério Público Federal no Piauí, Kelston Pinheiro Lages. Segundo o governo do estado, há 15 dias, quando a represa atingiu nível máximo, 1,2 mil pessoas foram retiradas do local, por precaução. Elas, entretanto, retornaram no dia 22 de maio, por orientação do engenheiro responsável pela obra, Luís Hernane de Carvalho.

Saldo de investidor estrangeiro no País supera R$ 10 bilhões no ano

Os investidores estrangeiros seguem ampliando suas compras no mercado brasileiro. Dados da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) mostram que, no acumulado do mês até o dia 26 de maio, o saldo de negociação direta dos investidores não-residentes passava de R$ 5 bilhões, elevando o total captado no ano para R$ 10,17 bilhões. Entre os dia 4 e 26 de maio, os estrangeiros efetuaram compras no valor de R$ 34,445 bilhões enquanto as vendas somaram R$ 29,396 bilhões. Com tal resultado, além de maio marcar o quarto mês consecutivo de entrada de recursos externos, também terá o título de melhor mês em termos de captação desde abril no ano passado. Já o saldo no acumulado do ano é recorde. A razão principal para os estrangeiros procurarem o Brasil é porque o País continua com juros mais altos do mundo, enquanto todos os países baixaram dramaticamente suas taxas de juros.

Ricardo Berzoini diz que PT não vai aceitar imposições para fechar alianças para 2010

A ofensiva regional do PMDB contra o PT na disputa de palanques na disputa de 2010 não provoca resistência entre as lideranças petistas. O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), disse que está aberto ao diálogo com todos os partidos da base aliada e que as reivindicações são legítimas. Mas, Berzoini afirmou que não serão aceitas imposições. O comando do PT preparou uma radiografia do cenário eleitoral de 2010 e já identificou os principais embates entre PT e PMDB. Berzoini não revela em quantas capitais há conflitos, mas para o deputado não existem problemas em a base ter mais de um candidato em determinadas regiões. "Nós já comunicamos que estamos dispostos a sentar e conversar com todos os partidos da base em torno da unidade. Queremos uma aliança ampla, mas para isso precisamos da compreensão de todos. Agora, é claro que não vamos aceitar nenhuma imposição. Tudo terá que ser construído", disse ele. O PMDB exige que o PT abra espaço em pelo menos dez capitais. Entre elas estão as capitais de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Acre, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Pequeno empreendedor terá formalização rápida via web

O governo promete, a partir de 1º de julho, formalizar empreendedores individuais, com faturamento de até R$ 36 mil por ano, em no máximo 30 minutos, por meio da internet. O ministro da Previdência Social, José Pimentel, destacou na sexta-feira que essas pessoas, que hoje trabalham na informalidade, terão a vantagem de ter um CNPJ simplificado, que lhes dará acesso a créditos bancários. Além disso, eles terão uma inscrição na Previdência Social, pagando uma contribuição reduzida, mas tendo acesso a vários benefícios previdenciários. "Nosso olhar não é arrecadatório, mas sim formalizador", afirmou Pimentel. Segundo o ministro, a meta do governo é formalizar, no primeiro ano, pelo menos um milhão de trabalhadores autônomos que hoje estão na informalidade. "Esse será um programa permanente e, segundo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem no Brasil pelo menos 11 milhões de brasileiros trabalhando na informalidade e sem proteção social", comentou Pimentel.

Suécia dá mais tempo para unidade da GM se reestruturar

Um tribunal local da Suécia garantiu à Saab, unidade deficitária da General Motors (GM), uma nova prorrogação para se proteger dos credores, dando mais tempo para a reestruturação da empresa. A montadora sueca, que buscou proteção dos credores pela primeira vez em fevereiro, tem até 20 de agosto para encontrar um novo proprietário e reestruturar seus negócios. "A reorganização dos negócios da Saab Automobile Aktiebolag está autorizada a continuar até 20 de agosto de 2009", informou o tribunal em Vanersborg, sudoeste da Suécia. A Saab, que foi colocada à venda pela GM no começo deste ano, afirmou na quinta-feira que as duas companhias apresentarão juntas um candidato preferido dentre três remanescentes nas próximas semanas. O jornal Dagens Industri publicou na noite de quinta-feira que os dois principais interessados são a montadora de veículos de luxo sueca Koenigsegg e o financista norte-americano Ira Rennert junto ao seu grupo Renco.

STF nega a Delúbio Soares anulação de audiência do processo do Mensalão

O Supremo Tribunal Federal rejeitou na quinta-feira um recurso do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, para que fosse invalidada uma audiência com testemunha do processo do caso Mensalão, realizada em 3 de abril, em Uberaba (MG). Delúbio Soares alegava que a audiência desrespeitou o calendário sugerido pelo relator da ação no Supremo, ministro Joaquim Barbosa. Mas, o plenário do Supremo acatou a explicação do ministro de que a Justiça de Minas Gerais executou a oitiva de cerca de 150 testemunhas antes do prazo de 80 dias instituído e que não faria sentido esperar o término desse tempo para, somente então, dar seguimento às audiências em outros municípios. Na audiência de Uberaba foram ouvidas testemunhas arroladas pelo prefeito Anderson Adauto (PMDB) e pelo então chefe de gabinete da prefeitura, José Luiz Alves, também réus. A defesa de Delúbio Soares alegou que foi impedida de acompanhar essas reuniões por causa do descumprimento do cronograma. Joaquim Barbosa afirmou que, por causa da numerosa quantidade de testemunhas arroladas (aproximadamente 640 em 46 municípios de 20 Estados), ele fixou esse cronograma para a tomada de testemunhos por juízes delegados, com o "cuidado de se basear nos critérios geográficos para permitir o deslocamento de advogados e réus". Na sessão que sustentou a resolução do ministro-relator, somente o ministro Marco Aurélio Mello votou contra o indeferimento do recurso, justificando que "a complexidade do caso não pode levar ao desprezo de certas formalidades legais".

Ação da GM cai abaixo de US$ 1,00 e bate mínima recorde

As ações da montadora norte-americana General Motors (GM) caíram abaixo de US$ 1,00 na Bolsa de Nova York, na sexta-feira, e atingiram a mínima histórica de US$ 0,87 (-22%) em um movimento simbólico antes do provável pedido de concordata da empresa, na segunda-feira. Às 11h56 de Brasília, na sexta-feira, os papéis da GM registravam queda de 15%, chegando a US$ 0,95. O fechamento mais baixo da história das ações da montadora, em US$ 0,98, ocorreu em 1933. Sob a concordata, as ações ordinárias da GM devem ser reduzidas a zero, de acordo com a proposta de reestruturação da companhia, que compõe o índice Dow Jones.

Superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Sul é exonerado do cargo

O inspetor Vanderlei Langer foi exonerado na sexta-feira do cargo de superintendente da Polícia Rodoviária Federal do Rio Grande do Sul. O ex-superintendente estava no cargo desde 2000, mas a partir de 2005 passou a ser alvo de uma ação judicial. A pedido do Ministério Público Federal ele foi afastado duas vezes. Vanderlei Langer responde a ação civil pública em que é acusado de improbidade administrativa por perseguição a subordinados que se posicionavam contra sua forma de administrar. Também é suspeito de usar indevidamente veículos públicos e favorecer pessoas nos julgamentos de multas. O inspetor Paulo Rangel responderá pela Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Sul provisoriamente. Estava mais do que na hora de trocar de comando, sob pena de desmoralização da Polícia Federal.

Petrobras compensa perdas e volta a recolher tributos

Os números de abril da Receita Federal já mostram o efeito positivo da volta ao recolhimento normal, pela Petrobras, da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e do PIS-Cofins sobre combustíveis. Entre dezembro do ano passado e março deste ano, a petrolífera estatal deixou de recolher R$ 3,9 bilhões daqueles tributos, para compensar o que alega ter pago a mais de Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), além de IR retido sobre juros de capital próprio. Essa decisão da Petrobras, que foi contestada pela Receita Federal e é um dos tópicos de investigação da CPI da estatal, foi a principal razão por trás da queda de R$ 3,6 bilhões no recolhimento da Cide e do PIS-Cofins de combustíveis no primeiro quadrimestre, quando comparado (em termos reais) a igual período de 2008. Em janeiro e fevereiro, a redução na arrecadação daqueles tributos foi drástica, atingindo 97%. O total nos dois meses foi de apenas R$ 71 milhões, comparado a R$ 2,5 bilhões no primeiro bimestre de 2008.

Senado Federal manda motoristas pagarem multas de trânsito de carros oficiais

O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), determinou que a instituição pague as multas decorrentes de infrações praticadas nos últimos cinco anos por veículos da Casa. Ele entrou em entendimento com o Detran-DF para que os carros da Casa sejam, a partir de agora, multados sempre que infringirem essas leis. Ele disse que, assim como as placas dos carros de diplomatas já foram enquadradas para pagar multas por transgressões no trânsito, não havia sentido em o Senado ficar fora desse disciplinamento. A única dificuldade estava no fato de que os veículos não pertencem aos motoristas, que infringem as regras, mas ao Senado, pessoa jurídica. No próprio Detran-DF, um programa de computador informará o nome do motorista autorizado a conduzir o veículo infrator. "Decidimos que, como as multas virão para os motoristas, o Senado as pagará, mas em seguida cobrará deles. Caso eles argumentem que aumentaram a velocidade ou infringiram qualquer outra norma de trânsito porque o senador que estava sendo transportado mandou, eles poderão recorrer contra a multa apresentando esse argumento. E aí nós procuraremos o parlamentar que o induziu a infringir a norma de trânsito", disse Heráclito Fortes.

Brasileira é internada em clínica na Suíça

A brasileira Paula Oliveira foi internada na última quinta-feira em um hospital psiquiátrico em Zurique, na Suíça, três meses depois de ter simulado um ataque neonazista. A internação não foi feita por ordem judicial. A decisão teria partido de médicos e da própria família dela. Em fevereiro, Paula, de 27 anos, criou uma situação que envolveu a despreparada diplomacia brasileira, a qual reagiu grosseiramente contra a Suiça. Ela afirmou à polícia local que havia sido vítima de um ataque xenófobo em uma estação de trem no subúrbio da cidade, onde morava com o namorado Marco Trepp. Paula disse que seu corpo foi marcado pelos agressores com a sigla do SVP (Partido do Povo Suíço), maior partido de direita do país. Paula ainda afirmou que o ataque teria feito com que ela abortasse de gêmeos e acusou os policiais que a atenderam de terem desconfiado da veracidade da história. O governo brasileiro entrou no caso e até o embaixador da Suíça no Brasil foi convocado pelo Itamaraty para dar explicações. Era tudo trapaça de Paula, que aparenta ter distúrbios de ordem psicológica.

Interpol diz que créditos florestais podem atrair crime organizado

O crime organizado está de olho em possibilidades de fraudes relativas ao florescente mercado dos créditos florestais de carbono, disse na sexta-feira um especialista em crimes ambientais da Interpol. Um esquema da ONU estabelece um mercado para os créditos relativos à preservação e recuperação florestal, já que as matas absorvem gases do efeito estufa quando estão vivas, e liberam carbono quando são abatidas. "Se você vai comercializar qualquer commodity no mercado aberto, está criando uma situação de lucro e prejuízo. Haverá um comércio fraudulento de créditos de carbono", disse o especialista Peter Younger durante uma conferência sobre florestas em Nusa Dua, na ilha indonésia de Bali. "No futuro, se você está administrando uma fábrica e precisa desesperadamente de créditos para compensar suas emissões, haverá alguém que poderá fazer isso acontecer para você. Absolutamente, o crime organizado estará envolvido”, assegurou ele. Younger propôs que governos, agências multilaterais e ONGs envolvam os órgãos de fiscalização no desenvolvimento do REDD e na luta contra o desmatamento clandestino, que é responsável por cerca de 20% das emissões de gases do efeito estufa da humanidade.

Deputado federal Jackson Barreto vai insistir na PEC do terceiro mandato para Lula

O deputado federal Jackson Barreto (PMDB-SE) não desistiu da PEC (proposta de emenda constitucional) que permite duas reeleições continuadas para prefeitos, governadores e presidente da República e viabilizaria o terceiro mandato para o presidente Lula. Ele promete começar a recolher novas assinaturas nos próximos dias. Na nova tentativa ele deixará de fora parlamentares do DEM e do PSDB. Jackson Barreto afirmou que o interesse na PEC não está restrito ao presidente Lula. O deputado espera contar com a pressão de prefeitos e governadores para a discussão de uma tese. Os partidos da oposição foram os principais responsáveis pela devolução da PEC pela Secretaria Geral da Mesa. O texto foi protocolado na tarde de quinta-feira, mas devolvido por causa da retirada de 17 assinaturas, de oito deputados federais do DEM, cinco do PSDB, dois do PMDB, um do PMN e um do PP, ficando com 166 assinaturas. Para fazer a PEC voltar a tramitar na Câmara, o deputado precisa conseguir conquistar o aval de mais cinco colegas.

Novela inglesa terá personagem muçulmano gay

Uma das novelas mais populares da TV britânica, a série EastEnders, que está no ar há 24 anos, terá um personagem muçulmano gay. Na trama, o personagem Syed Masood, interpretado pelo ator Marc Elliott, irá se apaixonar por um homem que é abertamente gay e os dois devem se beijar em uma das cenas da novela. Os capítulos devem ser transmitidos pelo canal de televisão BBC 1 no próximo mês, mas o anúncio da nova trama já causou polêmica. Para Asghar Bokhari, da ONG Comitê de Assuntos Públicos Muçulmanos, "a novela perdeu uma oportunidade de apresentar um personagem muçulmano normal e amigável ao público britânico". "A comunidade muçulmana merece um personagem que a represente para o grande público porque a islamofobia é intensa atualmente", disse Bokhari. O produtor executivo da série, Diedrick Santer, defendeu a trama e afirmou que é importante que a novela trate de assuntos que reflitam a vida real: "É importante que a família Masood tenha um grande papel em EastEnders. As vezes há um perigo em ter cautela demais para não pisar em territórios que possam ofender no caso dos personagens negros ou asiáticos. Mas me parece que se nos distanciarmos demais de controvérsias, os Masoods não teriam chance de se tornar uma das grandes famílias da novela , eles apareceriam apenas na cozinha fazendo curries por anos e anos, e isso não é muito interessante".

“Piratas” almejam chegar ao congresso da Suécia

O Partido dos Piratas, que defende a legalização da troca de arquivos na internet, registra um avanço espetacular na Suécia graças ao debate sobre a pirataria e, segundo as pesquisas, entrará no Parlamento europeu nas eleições do próximo dia 7 de junho. Fundado em janeiro de 2006, o partido, que também pretende proteger a vida privada dos internautas, avançou após a recente aprovação de leis polêmicas sobre a vigilância das telecomunicações e os downloads ilegais. A condenação a um ano de prisão, por um tribunal de Estocolmo, de quatro diretores do site sueco “The Pirate Bay”, um dos principais endereços eletrônicos do mundo para a troca de arquivos, deu ainda mais popularidade ao partido. "Quando o veredicto foi anunciado em 17 de abril, tínhamos exatamente 14.711 membros", conta Rick Falkvinge, fundador do partido. "Triplicamos o número em uma semana e viramos o terceiro partido em número de adesões na Suécia. De um momento para outro estávamos em todas as partes", disse ele. Um mês mais tarde, as pesquisas para as eleições européias na Suécia dão ao partido entre 5,5% e 7,9% das intenções de voto, mais do que os 4% necessários para obter uma cadeira. Ulf Bjereld, cientista político da Universidade de Gotemburgo, afirma: "O partido dos piratas mobiliza um novo terreno político, em torno da vida privada e da necessidade de compartilhar o saber, assunto fora da dicotomia esquerda-direita. Os partidos tradicionais estavam dormindo e deram pouca importância ao potencial político destes temas". Homem, jovem e apaixonado pela internet: este é o perfil da maioria dos eleitores do Partido dos Piratas. Segundo uma pesquisa, 13% das pessoas com menos de 30 anos votariam no partido, contra 7% entre 30 e 49 anos, e 3% dos eleitores com mais de 49 anos.

Aliados rejeitam apuração do Tribunal de Contas da União na CPI da Petrobras

A tropa de choque do governo Lula começou a atuar antes mesmo de instalada a CPI da Petrobras. Na quinta-feira, o líder do governo no Senado Federal, senador Romero Jucá (PMDB-RR), e o senador Paulo Duque (PMDB-RJ), ambos cotados para a relatoria da CPI, disseram que são contra a requisição da investigação do Tribunal de Contas da União, que aponta o uso freqüente de contratos turbinados por termos aditivos que elevam custos de obras e serviços da estatal. "Não vamos fazer uma devassa na Petrobras. Esta é uma CPI com foco determinado", disse Romero Jucá. Já Paulo Duque se mostrou favorável a um diálogo com o Tribunal de Contas da União, mas disse não ser o caso de pedir as investigações do tribunal. Inácio Arruda (PCdoB-CE), também da CPI, ironizou: "Se a CPI da Petrobras partir para analisar aditivos de contratos, aí vamos ter de fazer uma CPI igual praticamente em todo o Brasil, até porque todos os contratos são aditivados no Brasil”. Esse é o tipo de comunista atual no Brasil. Os governistas ocuparão 8 das 11 vagas de titulares.

Bancos perdem R$ 300 milhões por ano com fraudes

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) avalia que a cada ano os bancos perdem R$ 300 milhões com fraudes eletrônicas, como o furto de senhas bancárias, cartões de crédito clonados e desvio de dinheiro online. O número foi divulgado após a Operação Trilha da Polícia Federal prender mais de 80 pessoas pelo Brasil suspeitas de envolvimento com fraudes eletrônicas e transferências ilegais de dinheiro. Para a polícia, este número pode ser maior. Segundo a Federação dos Bancos, o cálculo de R$ 300 milhões é baseado em registros de 2005.

Pentágono prepara comando militar para o ciberespaço

O Pentágono pretende criar um novo comando militar para proteger o ciberespaço, melhorando a preparação das Forças Armadas dos Estados Unidos para ações defensivas e ofensivas de guerra por computador. Esse comando militar complementaria um esforço civil no sentido de reformular as salvaguardas para as redes de computação no país. A Casa Branca pretende coordenar um bilionário esforço para restringir o acesso a computadores do governo e proteger os sistemas que administram as bolsas dos Estados Unidos, liberam transações bancárias e integram o controle do tráfego aéreo. O jornal The New York Times disse que o departamento civil será responsável pela coordenação entre as defesas do setor privado e do governo contra milhares de ataques virtuais realizados todos os dias contra os Estados Unidos, em geral por hackers, mas às vezes por governos estrangeiros. A necessidade de melhorar a segurança digital dos Estados Unidos ficou clara em abril, quando o Wall Street Journal afirmou que ciberespiões haviam invadido a rede elétrica do país e deixado softwares que poderiam afetar o sistema.

Deputado ofende repórter do CQC em Brasília


Danilo Gentili, repórter do CQC, da Band, foi ao Congresso Nacional procurar pelo deputado federal Sérgio Moraes (PTB/RS) e conversar sobre as acusações contra ele que apareceram recentemente na mídia. Mas, o jornalista não foi bem recebido ao fazer suas perguntas mais fortes. "Eu perguntei sobre ele defender Edmar Moreira (sem partido-MG), sobre ele ser acusado de ser dono de prostíbulo no Sul e sobre ligar para tele-sexo com dinheiro público", disse Gentili. De acordo com o repórter, Sérgio Moraes respondeu com ofensas: "Você é um veado. Eu vi você comendo veado". A conversa dos dois será exibida no programa da próxima segunda, na Band. Sérgio Moraes é o deputado federal gaúcho que diz que “se lixa para a opinião pública”.

Marfrig vai comprar gado paraguaio

Para driblar a baixa disponibilidade de gado e os elevados preços da arroba do boi gordo no mercado interno, algumas indústrias estão estruturando importações de gado vivo do Paraguai para abastecer unidades de abate no Brasil. Uma das empresas que está avançada na operação, que conta com apoio de pecuaristas brasileiros que possuem fazendas no país vizinho, é a Marfrig. A idéia da empresa é comprar animais vivos no Paraguai e realizar o abate em sua planta de Porto Murtinho, município localizado no extremo oeste de Mato Grosso do Sul, na divisa com o Paraguai. A estratégia não agradou aos pecuaristas do Estado. Para o presidente do Sindicato Rural de Porto Murtinho, Italívio Coelho Neto, existe a possibilidade de que a importação gere um excesso de oferta e derrube os preços da arroba na região. A decisão de importar gado do Paraguai surge poucos dias depois de os produtores de todo Centro-Oeste terem fechado um acordo para fazer vendas apenas à vista e não fecharem mais negócio com frigoríficos que estejam em processo de recuperação judicial.

Suécia tem recessão recorde no primeiro trimestre

A recessão na Suécia ganhou força no primeiro trimestre, com uma queda recorde do PIB, de 6,5% em ritmo anual, anunciou o Departamento Central de Estatísticas, no que representa a maior queda desde o início do cálculo do índice. Na comparação com o trimestre anterior, o PIB no primeiro trimestre retrocedeu, no entanto, menos que o previsto, com uma redução de 0,9%. A Suécia, que tem a economia baseada nas exportações e se viu muito afetada pela redução do comércio mundial e pelos cortes de produção na indústria, terá em 2009 sua recessão mais forte desde 1940, segundo o governo.

Sai regulamentação de alimentos orgânicos

O governo federal divulgou três instruções normativas relativas à regulamentação do setor de orgânicos. As normas técnicas dispõem sobre produtos processados, certificação para extrativismo sustentável orgânico e mecanismos de controle para esses alimentos. "O produtor agora tem um marco regulatório e sabe como ele tem de produzir para que seu produto passe a ser considerado um produto orgânico e pode ir ao mercado com o selo, para que, quem compre, saiba que aquele produto é correto", diz o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. Até agora, as exigências para a concessão do selo de orgânico variavam de acordo com a certificadora. Com as instruções normativas, há um só balizamento.

MEC vai ampliar exigências para cursos de Pedagogia

O Ministério da Educação vai apertar o processo de fiscalização dos cursos de Pedagogia. Na esteira do lançamento do Sistema Nacional de Formação de Professores, o governo quer ter certeza de que os cursos estão preparando os estudantes para ensinar, e não para administrar escolas ou fazer pesquisa. A partir de agora, o documento de fiscalização que será usado para autorizar novos cursos e manter os antigos exigirá laboratórios de informática e ensino, brinquedotecas e contato dos alunos com escolas desde o primeiro ano. O foco nos cursos de Pedagogia é uma das tentativas do ministério de melhorar a formação dos professores. Hoje, apesar de quase 70% dos docentes brasileiros terem curso superior completo, apenas 61,7% têm licenciatura. São 330 mil professores atuando sem formação adequada, a maior parte no ensino fundamental.

Novo Enem terá 180 questões em dois dias de exame

O novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá neste ano 180 questões, divididas em quatro áreas de conhecimento. A previsão inicial era de que a prova tivesse 200 questões. Serão dois dias de exame, com dez horas no total. Até o ano passado, o aluno tinha cinco horas em um único dia para fazer a prova. As definições sobre o Enem deste ano, já no novo formato definido pelo Ministério da Educação, foram publicadas na quinta-feira na Portaria nº 109, no Diário Oficial da União. Pelas regras, a participação na prova também servirá como certificação de conclusão do ensino médio. Além de ser usado para a seleção do ProUni, o novo Enem vai substituir o vestibular de algumas universidades federais. Pelo menos 22 das 55 universidades já anunciaram que usarão o exame como forma única de ingresso dos vestibulandos. Outras 14 federais divulgaram que a nota do Enem será adotada em parte do processo seletivo. Neste ano o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) estima receber cerca de 6 milhões de inscritos, 2 milhões a mais do que em 2008. As inscrições começam no dia 15 de junho e só poderão ser feitas pela internet. As provas, que serão aplicadas nos dias 3 e 4 de outubro.

Banco da Itália prevê queda do PIB de cerca de 5% neste ano

O Banco da Itália prevê uma queda do PIB do país ao redor de 5% para o ano de 2009, afirmou o presidente da instituição, Mario Draghi. O recuo representa uma queda superior à redução de 4,2% prevista pelo governo. "Na Itália, a crise vai gerar, segundo as previsões mais recentes, uma queda do PIB por volta de 5% este ano, depois da queda de 1% em 2008. A redução da demanda externa provocou uma forte contração da produção industrial e dos investimentos", afirmou Draghi durante a assembleia anual do Banco da Itália (banco central italiano). Ele também antecipou que o desemprego pode crescer dos atuais 8,5% para 10%.

Estados Unidos revisam queda do PIB para 5,7% no primeiro trimestre

O governo norte-americano revisou para melhor seu cálculo do PIB relativo ao primeiro trimestre deste ano. Em z de uma retração de 6,1%, a nova estimativa aponta para uma queda de 5,7% entre o final de 2008 e o início deste ano. O resultado reforça o que alguns indicadores vêm mostrando: a melhora, em caráter ainda bastante inicial, da maior economia do planeta. Entre os indicadores mais importantes desta semana, economistas destacam a recuperação da confiança do consumidor norte-ano na economia local, o crescimento das encomendas de bens duráveis e a redução na procura pelos benefícios do seguro-desemprego, um dos principais indicadores da saúde do mercado de trabalho norte-americano.

Evasão sobe 40% nas universidades pagas

O número de estudantes que abandona o ensino superior privado subiu 40% na região metropolitana paulista. Segundo levantamento do setor, 134 mil alunos desistiram de seus cursos em 2007 (último dado disponível). O número representa 20,2% do total de matriculados. No ano anterior, a taxa foi 14,4%, menor que a de 2005 (16,6%). O Brasil está entre os países da América Latina que possuem os menores índices de atendimento no ensino superior (30% da população jovem matriculada, ante 52% no Chile, segundo a Unesco). Responsável pelo levantamento sobre a evasão paulista, o Semesp (sindicato das universidades particulares do Estado) afirma que o aumento da taxa reflete a ampliação das matrículas dos alunos das classes C e D, que têm mais dificuldades com a mensalidade.

ONG denuncia que Brasil continua produção de bombas de fragmentação

Pelo menos 17 países, entre eles o Brasil, continuam produzindo "em certo grau" bombas de fragmentação, segundo um relatório apresentado na sexta-feira por organizações de defesa dos direitos humanos. O estudo é apresentado seis meses após a aprovação da Convenção sobre Bombas de Fragmentação, assinada até agora por 96 países, dos quais, por enquanto, só sete a ratificaram, mas vários estão em processo legislativo para fazer o mesmo. A convenção proíbe o uso, produção e transferência dessas armas, determina a destruição das reservas em um prazo de oito anos e sua remoção das zonas afetadas depois de dez anos, no máximo. O representante da Human Rights Watch (HRW), Steve Goose, mostrou-se otimista com a crescente rejeição internacional às bombas de fragmentação, e afirmou que, dos 34 países que produzem ou produziram em algum momento estes explosivos, "a metade já assinou a convenção". Foi ainda mais longe e lembrou que, embora este tratado internacional não tenha entrado em vigor (são necessárias 30 ratificações para isso), "vários países signatários já começaram a destruir suas reservas". Em relação aos países que podem continuar sua produção, o especialista disse que o fato de que Brasil esteja entre eles "é, até este ponto, uma de nossas maiores decepções". "Não vemos uma razão pela qual não deveria ser um dos signatários desta convenção. Há poucos países nas Américas que não tenham se incorporado a esta convenção", disse. "O Brasil foi um produtor e exportador importante no passado, inclusive no passado não tão distante, e se reservou o direito de produção. Não sabemos se novas bombas de fragmentação estão saindo das linhas de produção ou não", acrescentou o especialista. Afirmou que a justificativa do Brasil para não assinar o acordo internacional "foi a importância econômica da indústria".

Polícia Federal abre novo inquérito contra o delegado federal Protógenes Queiroz


O delegado federal Protógenes Queiroz vai responder a novo inquérito na Polícia Federal. Réu em ação criminal por violação de sigilo funcional e fraude processual, o delegado que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, do Grupo Opportunity, agora é alvo de investigação determinada pela Justiça sobre seu envolvimento em ações de espionagem (missões clandestinas abastecidas com interceptações telefônicas e filmagens ilegais e monitoramento de autoridades do governo, magistrados, políticos, advogados e jornalistas). A Polícia Federal suspeita que entre os alvos de Protógenes Queiroz estavam a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e seu antecessor, José Dirceu (deputado federal petista cassado por corrupção e réu na ação penal do Mensalão). O inquérito foi ordenado pelo juiz da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Ali Mazloum, que já abriu processo contra Protógenes por delitos que teria praticado no curso da Satiagraha.

Queimadas destruíram mais de 60 mil hectares no Pantanal

A temporada de queimadas no Pantanal, iniciada em abril, já registrou a destruição de mais de 60 mil hectares de vegetação nativa. Segundo levantamento da superintendência do Ibama em Mato Grosso do Sul, a devastação é causada pela combinação da seca intensa com a ação do homem. "Em um com grande quantidade de vegetação seca, qualquer manejo de pasto com fogo, ou mesmo uma pequena fogueira de um pescador, podem desencadear um incêndio", diz o superintendente regional, David Lourenço. No mês de maio, foram registrados 374 focos de queimadas na região de Corumbá (a 440 quilômetros de Campo Grande), a mais afetada pelo problema. Este total significa um aumenta de 712% em comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram contabilizados 50 focos. O Ibama pretende ampliar as operações de emergência para combate de focos, que inclui helicóptero e 24 bombeiros, com a criação de uma brigada de incêndio que contará com a participação do Exército e da Marinha.

Cristina Kirchner perde apoio de empresários após estatizações

A decisão do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de estatizar três empresas argentinas, está fazendo o setor industrial argentino voltar-se contra o governo da presidente Cristina Kirchner. Aliada de Chávez (um grande comprador de títulos da dívida argentina), Cristina Kirchner mostrou-se resignada com as estatizações. "Essa é uma decisão soberana da Venezuela", disse ela, no início da semana. O cenário ficou complicado quando Chávez disse ao presidente Lula que o processo de estatização "não afetaria empresas brasileiras". Na quarta-feira, o venezuelano alegou que a promessa era uma "brincadeira", e Cristina aceitou a explicação. Porém, a Associação Empresarial Argentina (AEA) e a Câmara dos Exportadores Argentinos protestaram. "Internamente, a percepção é que Cristina protege a Venezuela em detrimento dos interesses do empresariado argentino", disse o colunista econômico Néstor Scibona.

Suzane Richthofen acusa promotor de assédio


A Corregedoria Geral do Ministério Público Estadual em São Paulo investiga a veracidade de um depoimento de Suzane von Richthofen, de 25 anos, prestado à juíza da Vara de Execuções da Comarca de Taubaté, no Vale do Paraíba (SP). Condenada pelo assassinato da mãe e do pai, em outubro de 2002, Suzane declarou que Eliseu José Berardo Gonçalves, promotor de Justiça, se apaixonou por ela e a levou duas vezes para seu gabinete quando esteve presa na Penitenciária de Ribeirão Preto. O promotor nega todas as acusações. Em depoimento, Suzane afirmou que o promotor, da Vara das Execuções Criminais de Ribeirão Preto, esteve na unidade prisional para tirar algumas fotos da cela onde ela convivia com outras presas. Suzane disse que dias depois ela foi conduzida ao gabinete do promotor, em local fora da prisão, e permaneceu a sós com ele por várias horas. O promotor teria feito indagações sobre a vida pessoal dela. Após 10 dias, ela disse que foi novamente levada ao gabinete dele, de ambulância e sem algemas. O promotor teria providenciado música ambiente, com CDs românticos, e disse que havia se apaixonado por ela. O promotor Eliseu José Berardo Gonçalves negou as acusações feitas por Suzane.

Aumenta a confiança entre os empresários

A confiança da indústria brasileira aumentou 6% em maio sobre abril e está começando a se recuperar para perto de sua média histórica, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgada na sexta-feira. O índice passou de 84,5% no mês passado para 89,6% em maio, com ajuste sazonal. "O avanço do índice pelo quinto mês consecutivo confirma a tendência de recuperação gradual do ritmo de atividade industrial após o forte declínio ocorrido ao final do ano passado", afirmou a FGV em nota. "O índice encontra-se agora, pela primeira vez em 2009, mais próximo de sua média histórica (99,1%) do que do alcançado em dezembro de 2008 (74,7 pontos)”. A pesquisa apontou ainda que a avaliação da indústria sobre a demanda e o ambiente geral dos negócios melhorou em maio, com o indicador de satisfação com o nível atual de demanda avançando 13,1%, e o de satisfação com a situação dos negócios subindo 12,2%.

Oposição usa CPI das ONGs como arma contra governo Lula na CPI da Petrobras

CA oposição no Senado Federal assumiu na quinta-feira o controle da CPI das ONGs para transformá-la na principal arma contra o governo Lula. Além de prorrogar por mais seis meses os trabalhos da comissão, prevista para acabar em julho, o presidente da CPI, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), nomeou como relator o líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM). No comando dessa CPI, DEM e PSDB já se preparam para colocar na pauta a convocação do assessor especial da presidência da Petrobras, Rosemberg Pinto, responsável pelo repasse de R$ 1,4 milhão para ONG ligada ao PT que organizou festas de São João na Bahia. Será a primeira estratégia casada com a CPI da Petrobras, onde a oposição terá dificuldade para enfrentar a tropa de choque governista. Arthur Virgílio assumiu a vaga do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) na relatoria da CPI das ONGs após um erro dos governistas. Como o regimento exige que os senadores sejam titulares só de uma CPI, Arruda precisou assumir como suplente na CPI das ONGs para defender a Petrobras e a ANP (Agência Nacional de Petróleo) na outra comissão. "O regimento é claro. Um suplente não pode ser relator, a não ser que haja acúmulo de trabalho. Não é o caso da CPI. Assim que Arruda passou a ser suplente, perdeu a função", argumentou Heráclito, que usou a prerrogativa de presidente para nomear Arthur Virgílio. P
I das

Guido Mantega admite “erro” de R$ 4,8 bilhões de gasto público

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu na quinta-feira erros no Siafi, o sistema eletrônico de acompanhamento dos gastos da União. Os erros se referem a um pagamento de R$ 16,5 bilhões feito em janeiro pela Previdência a aposentados e pensionistas. Desse valor, R$ 11,7 bilhões só foram registrados no mês de fevereiro. Os R$ 4,8 bilhões restantes desapareceram contabilmente. Constam na rubrica "restos a pagar", como se nunca tivessem sido quitados, embora já tenham sido depositados há quatro meses. A admissão desse erro foi feita pelo ministro durante sessão da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal. “Houve uma falha aqui", disse o ministro Mantega em resposta a um questionamento do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Para Mantega, houve dois problemas diferentes. Primeiro, relacionado a diversas ordens bancárias feitas pela Previdência em janeiro, no valor de R$ 11,7 bilhões. "Por falha na rotina contábil, tais ordens não deixaram o saldo registrado na conta de restos a pagar", afirmou ele. A baixa desse pagamento só ocorreu em fevereiro, como se tivesse havido um atraso. Segundo problema: o pagamento restante, de R$ 4,8 bilhões, simplesmente desapareceu da contabilidade oficial. O Siafi informa que ele nunca foi feito. Mas os aposentados receberam seus pagamentos. "Do ponto de vista contábil, esse pagamento deve ter sido lançado em alguma outra conta. Falta fazer a baixa contábil desse valor, o que será feito agora em maio”, adiantou ele. Ora, quando a confiabilidade do sistema eletrônico do governo federal fica assim exposta, como os brasileiros irão crer que não anda desaparecendo mais dinheiro? Senadores da oposição não gostaram da posição condescendente do ministro Guido Mantega. "É preciso fazer uma reformulação séria nesse sistema", disse o senador Jereissati. "Fico extremamente preocupado em saber que os números do Siafi não são confiáveis. Se os dados da Previdência estiverem errados, o que mais estará errado?" Para o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), o mais preocupante foi descobrir que, entre 2008 e 2009, a Previdência registrou o valor dos dois pagamentos envolvidos no erro, em um total de R$ 16,5 bilhões, sob a rubrica orçamentária "restos a pagar". Por meio desse mecanismo, governos conseguem transferir dívidas, especialmente com obras, de um ano para outro. "Quando eu vi restos a pagar, números altos, de R$ 16,5 bilhões, pensei logo no ministro Andreazza, na ponte Rio-Niterói. Só que com a Previdência? Não pagaram aos velhinhos? Os velhinhos, parece, foram pagos. O problema é saber onde foram parar esses R$ 5 bilhões", disse Arthur Virgílio.

Celso Amorim deve comandar instituto Lula após fim do segundo mandato


O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, deve ser o principal executivo do instituto do presidente Lula. O instituto deve ser lançado após o final do segundo mandado de Lula. Vai tratar de política internacional. Antes desse plano, o Palácio do Planalto cogitou lançar a candidatura de Celso Amorim a senador pelo Rio de Janeiro em 2010. Isto demonstra bem a que tipo de administração está entregue a Chancelaria brasileira.

Promotoria da Venezuela acusa presidente de TV opositora


Guillermo Zuloaga, presidente do canal oposicionista Globovisión, foi acusado formalmente pelo Ministério Público da Venezuela, na quinta-feira, pela ocultação de 24 veículos para promover especulação de preços. Os automóveis haviam sido confiscados na semana passada, durante uma operação policial em uma propriedade de Zuloaga, em Caracas. De acordo com as investigações, o acusado, sócio de duas concessionárias Toyota, não havia colocado os veículos à venda para se beneficiar da escassez de automóveis no mercado venezuelano. Zuloaga nega as acusações e alega que é vítima de perseguição política por causa da linha editorial da Globovisión, que é contrária a Hugo Chávez. Na quinta-feira, durante o programa "Alô, Presidente", o presidente da Venezuela chamou seu crítico de "mafioso" e pediu ao Tribunal Supremo de Justiça uma punição severa contra o canal. "Estão aí para isso. Senão, renunciem e que gente com coragem assuma", declarou Chávez. O tiranete comanda a ação repressiva do aparato de Estado. O país vive uma crise econômica óbvia, parece os tempos de Dílson Funaro no Brasil, quando tropas do governo procuravam gado no pasto, que estaria sendo sonegado aos açougues pelos proprietários.

CNJ investiga suspeita de corrupção no Tribunal de Justiça de Minas Gerais

O Conselho Nacional de Justiça vai apurar a suspeita de corrupção no Tribunal de Justiça de Minas Gerais na gestão do desembargador aposentado Orlando Adão Carvalho, além de acusações de favorecimento a filhos de desembargadores e dirigentes de associações de classe nas promoções de juízes. Reportagem publicada na edição de sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo revela que o procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, enviou ao ministro Gilmar Mendes, presidente do Conselho Nacional de Justiça, cópia de e-mail que o desembargador Doorgal Gustavo Borges de Andrada remeteu a um colega, com uma lista de ilícitos e irregularidades. Andrada sugere que houve "negociata" em aluguel, pelo tribunal, de moderno prédio na avenida Raja Gabaglia, em Belo Horizonte, e que o ex-presidente Carvalho teria recebido R$ 5 milhões na operação. Cita ainda a suspeita de "compra de votos" para eleger Carvalho. Andrada questiona se o atual presidente, Sérgio Resende, tomou providências depois que os filhos do antecessor ameaçaram os filhos de Resende por causa do cancelamento da construção da nova sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Estimada em R$ 519 milhões, ela foi interrompida pelo atual presidente. No final da gestão de Carvalho, houve até lançamento da pedra fundamental, com a presença do vice-governador Antônio Anastasia (PSDB). A comissão de licitação (cinco desembargadores) renunciara por causa de ilegalidades no edital. A denúncia foi enviada ao procurador-geral pelo juiz Danilo Campos, de Montes Claros. Andrada é ex-presidente da Associação dos Magistrados Mineiros e vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Segundo Campos, ele foi "favorecido na carreira, ultrapassando mais de 40 colegas", e "se viu contrariado em sua pretensão de ascender diretamente ao prédio que abriga os desembargadores mais antigos (o chamado alto clero)". Andrada foi obrigado a ficar no prédio do antigo Tribunal de Alçada. Campos alegou ao procurador que o Tribunal de Justiça desrespeita a resolução nº 6 do Conselho Nacional de Justiça, que trata de critérios para promoções de magistrados: "O merecimento no Judiciário mineiro tem sido privilégio, em primeiro lugar, dos filhos de desembargadores, agora seguidos também dos dirigentes associativos". A conselheira Andréia Pachá, do Conselho Nacional de Justiça, determinou o envio à Corregedoria Nacional de Justiça de cópias de toda a documentação sobre as "supostas irregularidades" apontadas "na correspondência privada mantida entre dois magistrados e cuja publicidade se deu, não se sabe de que forma". Ela intimou o Tribunal de Justiça a se manifestar, em 15 dias sobre o alegado descumprimento da resolução do Conselho Nacional de Justiça. O ex-presidente Orlando Adão Carvalho diz que pretende transformar em queixa-crime um inquérito contra Andrada no Superior Tribunal de Justiça. "É claro que tudo é mentira", diz. "Nós fizemos a alocação de um prédio para o tribunal. É ilógico que alguém pague R$ 5 milhões a outrem por alugar um imóvel durante cinco anos por R$ 600 mil por mês. Empresa nenhuma jamais faria isso", diz ele.