sábado, 25 de outubro de 2008

Tribunal de Justiça pede dados sobre suspensão de posse do novo presidente da TVE

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul pediu nesta sexta-feira ao Tribunal de Contas informações sobre a suspensão da posse do novo presidente da TV Educativa (TVE). A suspensão partiu do conselheiro do TCE, João Osório Martins, após pedido formulado pelo Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas. Somente após essas informações é que a Justiça vai decidir sobre o mandado de segurança impetrado pelo Estado contra a suspensão da nomeação do jornalista Ricardo Azeredo. O Tribunal de Contas do Estado tem dez dias para enviar as informações.

Juiz é acusado de cobrar para não decretar falência de empresa

O juiz Fernando Sebastião Gomes vai responder ação penal pública pelos crimes de concussão e corrupção passiva. A decisão foi tomada pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, que aceitou denúncia oferecida pelo procurador-geral de justiça. O juiz Fernando Sebastião Gomes é acusado de exigir vantagem indevida no valor de US$ 600 mil para não decretar a falência da SID Informática, empresa que foi controlada pelo grupo Sharp. O juiz também é acusado de exigir vantagem para levantar valores depositados em outro processo que corria na vara onde era o titular. Além de Fernando Sebastião Gomes, também é acusado o engenheiro João Bosco Paes de Barros. Na defesa, o juiz e o engenheiro sustentaram a inépcia da denúncia e pediram seu trancamento por falta de justa causa. O Órgão Especial, por votação unânime, entendeu que estavam presentes os requisitos de prova de materialidade e de indícios de autoria, que autorizam a abertura da ação penal. O juiz Fernando Sebastião Gomes está em disponibilidade há cerca de dois anos e afastado das funções desde abril de 2003. Antes, o Conselho Superior da Magistratura determinou seu afastamento da função pelo prazo de 60 dias. A decisão foi depois referendada pelo Órgão Especial. Em seguida, seu afastamento foi prorrogado por mais 30 dias. O Consleho Superior da Magistratura propôs a abertura de processo administrativo disciplinar. Gomes apresentou defesa prévia, que foi rejeitada, e aplicada a pena de disponibilidade. Ele recorreu até o Supremo Tribunal Federal, que rejeitou seus argumentos e manteve a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo.

IBGE aponta crescimento de 7,5% no número de funcionários públicos no País

O número de funcionários públicos no Brasil cresceu 7,5% entre os anos de 2005 e 2006, durante o governo Lula. As entidades empresariais e as sem fins lucrativos apresentaram crescimento de 3,8% e 4%, respectivamente. Os dados são do Cadastro Central de Empresas (Cempre) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta-feira. Os governos petistas são campeões em aumentar sem controle o número de funcionários públicos. No Rio Grande do Sul, durante o seu governo, o petista Olívio Dutra colocou mais de 50 mil funcionários novos para dentro da folha de pagamento do Estado, enquanto agia como Exterminador de Empregos na atividade privada, mandando embora do Estado uma fábrica da Ford.

Aperta a reta final do segundo turno em Canoas

A mais recente pesquisa Fato do segundo turno da eleição realizada em Canoas, cidade da Grande Porto Alegre, mostra o candidato do PT à prefeitura, Jairo Jorge, com apenas 5,3% à frente do candidato do PTB, Jurandir Maciel. Em comparação com a pesquisa anterior, realizada entre os dias 16 e 17 de outubro, o candidato petista caiu quatro pontos e o candidato petebista subiu três pontos, ou seja, a distância foi encurtada em 7 pontos. Como a margem de erro da pesquisa é de 3,5%. A distância entre os dois, na verdade, pode estar em apenas 3 pontos. O petebista Jurandir Maciel cresceu nas pesquisas na última semana apesar de ter passado todo tempo internado em hospital local, após acidente de carro que afetou sua coluna vertebral. Canoas poderá aparecer como um lugar do Brasil onde “os russos” (a população local) decidiram não aceitar o que os “caciques” políticos tinham decidido. A denominação “russos” deriva do técnico da seleção brasileira de 1958, Vicente Feola. Antes do jogo do Brasil com a União Soviética, na Copa do Mundo da Suécia, ele deu instrução para que Garrincha driblasse toda a defesa soviética e marcasse o gol. Na sua ingenuidade malandra, Garrincha perguntou a ele se já havia combinado com os russos. No caso, em Canoas, todas as lideranças políticas do Rio Grande do Sul (incluindo ao do partido de Jurandir Maciel) acertaram que o petista Jairo Jorge deveria vencer. Esse acordo também já levaria em conta outro, envolvendo as eleições de 2010, em que todos os gaúchos seriam transformados em “russos”. Este acordo para 2010 previria a seguinte chapa: governador – Tarso Genro (PT); vice-governador – Sérgio Zambiasi (PTB); senador – Germano Rigotto (PMDB). Até a Universidade Luterana (Ulbra) entraria no meio do acordo. Envolvida em grande dívida, cuja maior parte (superior a 2 bilhões de reais) está em fase de execução judicial, ela seria federalizada. O petista Jairo Jorge, ex-chefe de gabinete do ex-ministro da Educação, Tarso Genro, é atual vice-reitor de Relações com a Comunidade da Ulbra, e faz parte de um Conselho de Consultores políticos reunindo as principais lideranças de todos os partidos políticos do Rio Grande do Sul. A aliança para 2010 pareceria imbatível. Só falta combinar com “os russos” (ou seja, os gaúchos), como agora, está faltando combinar com “os russos canoenses”.

Obra de Shakespeare roubada em 1998 retorna à Inglaterra

Uma valiosa edição das obras de William Shakespeare, considerada pelos eruditos um dos livros mais importantes em língua inglesa, voltou nesta sexta-feira para a Inglaterra, dez anos após ser roubada na Universidade de Durham, no norte do país. O livro é um exemplar do chamado "First Folio" ("Primeiro Fólio"), um volume publicado em 1623, após a morte do escritor (1564-1616), que serviu de base para todas as edições posteriores de sua obra. O livro foi roubado em dezembro 1998 da biblioteca da Universidade de Durham junto a outras obras. A obra reapareceu em junho passado, quando um homem se apresentou na Folger Shakespeare Library, de Washington, assegurando que tinha descoberto o livro em Cuba e pedindo que um especialista verificasse sua autenticidade. Os especialistas logo se deram conta de que o livro tinha sido roubado e alertaram a Embaixada da Inglaterra nos Estados Unidos, a Polícia de Durham e o FBI. As investigações policiais levaram à detenção de Raymond Scott, 51 anos, um marchand de moda e que foi solto pagando fiança.

Grife Prada supera Armani no ranking de faturamento da moda italiana

A grife italiana Prada conseguiu superar em faturamento, em 2007, sua concorrente Armani, segundo a lista de empresas da moda da Itália do Escritório de Estudos Mediobanca, liderada pela Valentino. Esta classificação, divulgada nesta sexta-feira pela sociedade de estudos de mercado da companhia financeira Mediobanca, mostra, além disso, o avanço que registrou a firma de moda juvenil Diesel, que ficou na frente da Max Mara. A Rede & Black, agora Valentino Fashion Group, faturou no ano passado US$ 2,7 bilhões, enquanto a Prada, na segunda posição, registrou US$ 2,05 bilhões. O faturamento da Prada avançou, em 2007, mais do que o da Armani, que caiu à terceira posição, com US$ 2,028 bilhões.

Chávez promete ações militares caso oposição vença eleições

O presidente da Venezuela, o tiranete caribenho Hugo Chávez, afirmou nesta sexta-feira que está disposto a preparar "ações militares" no estado de Zulia caso a oposição vença as eleições locais no dia 23 de novembro. Em um comício em Maracaibo, capital de Zulia, ditador clownesco anunciou o que chamou de "Plano Chávez", que compreenderia ações militares em caso de triunfo dos opositores no estado. O líder opositor Manuel Rosales, atual governador de Zulia, é candidato à prefeitura de Maracaibo. Chávez anunciou, sem precisar detalhes, que se Rosales vencer o pleito vai preparar ações militares: "Que ninguém se esqueça que esta é uma revolução pacífica, mas é uma revolução armada!". Mas que tal, hein? O tipo rasga bandeira. Adversário pode disputar eleição, mas está proibido de ganhar. Ele é dono da bola, ou melhor, do revólver.

Funcex reduz projeção para exportações brasileiras em 2008

Em função da crise externa e da queda de preços de matérias-primas (commodities), a Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex) reduziu suas projeções para os totais deste ano de exportações, importações e superávit comercial. A previsão para exportações baixou de US$ 208 bilhões para US$ 204 bilhões. A de importações diminuiu de US$ 183 bilhões para US$ 180 bilhões. Com isso, o superávit comercial esperado também foi reduzido, de US$ 25 bilhões para US$ 24 bilhões. Com base nos números preliminares até a terceira semana de outubro, a Funcex projeta que neste mês as exportações no mês serão de cerca de US$ 19,4 bilhões e as importações de US$ 17,8 bilhões, resultando em superávit de cerca de US$ 1,5 bilhão. "A desaceleração do crescimento das exportações em outubro já é resultado da queda ''na ponta'' dos preços de exportação, como reflexo do aprofundamento da crise financeira mundial, cujos efeitos se fizeram sentir de forma bastante intensa nas cotações internacionais de commodities", diz o Boletim de Comércio Exterior da Funcex, divulgado nesta sexta-feira. A Funcex registra que em média os preços de exportação caíram 2,1% em setembro em relação a agosto. Nos produtos básicos, a queda foi ainda mais acentuada e atingiu 4,6%, "indicando que a redução das cotações internacionais das commodities a partir de julho já começa a mostrar seus efeitos". A alta do dólar elevou o índice de rentabilidade de exportações, calculado pela Funcex, em setembro, em 8,3%, na comparação com agosto, e em 11,3%, em relação ao mesmo mês do ano passado. "A forte desvalorização cambial compensou amplamente o aumento de 0,9% nos custos de produção e a retração de 2,1% dos preços de exportação entre setembro e agosto de 2008", registrou o Boletim de Comércio Exterior da Funcex.