terça-feira, 23 de setembro de 2008

Petista Maria do Rosário apresentou uma declaração de bens inferior ao seu valor real

A deputada federal Maria do Rosário, que concorre à prefeitura de Porto Alegre pelo PT, pode se enrascar nestas eleições. Qualquer cidadão pode entrar no site do Tribunal Superior Eleitoral (www.tse.gov.br) e conhecer os detalhes desta situação. Ocorre que todos os candidatos, ao fazerem o registro de sua candidatura, devem apresentar uma Declaração de Bens. E aí é que a deputada federal petista Maria do Rosária se enrosca. O caso é até elementar. A petista Maria do Rosário informa possuir quatro bens: (1) BrasilPrev-PGBL, no valor de R$ 21.020,54; (2) uma casa de alvenaria localizada na rua Miracema, bairro Chácara das Pedras, nº 393, em Porto Alegre, no valor de R$ 280.000,00; (3) um veículo Fiat Idea ano 2007/2008, no valor de R$ 15.000,00 e (4) saldo em conta bancária junto ao Banco do Brasil (conta nº 269706-8) no valor de R$ 19.660,85. Assim, o total do patrimônio declarado da deputada federal petista Maria do Rosário fica em R$ 335.681,39. Mas, se o leitor fizer também uma visita ao site da FIPE-SP (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), no endereço www.fipe.org.br, vai verificar que o automóvel Fiat Idea da deputada federal petista Maria do Rosário, o Fiat Idea ano 2007/2008, conforme o modelo mais barato (Idea ELX 1.4 mpi Fire Flex 8V 5p) custa no mercado o valor de R$ 38.246,00. Resumindo, a deputada federal petista Maria do Rosário deve explicar porque deu um sumiço de mais da metade do valor de seu carro na sua declaração de bens. O valor que ela declarou equivale a apenas 39% do real valor de mercado do carro. Há suspeita de que também o valor da casa da deputada federal petista Maria do Rosário está declarado abaixo do seu efetivo valor de mercado.

Justiça Eleitoral suspende benefícios de programas sociais para 12 mil famílias do Amapá

A Justiça mandou suspender, por oito dias, o pagamento de benefícios de programas de transferência de renda e de assistência social para 12 mil família no Amapá, controlados ou gerenciados pelo governo do Estado. A ordem de suspensão dos repasses partiu da Justiça Eleitoral, que deferiu, no último dia 12, liminar requerida pelo Ministério Público Eleitoral argumentando que estava havendo "abuso de poder econômico" na distribuição dos recursos pelo governo estadual. A decisão valeria até o fim do período eleitoral, mas foi derrubada no último sábado, pelo Tribunal Regional Eleitoral, após recurso movido pelo governo estadual. Segundo a promotoria, os programas vinham sendo usados pelo governo do Estado para alavancar a candidatura de Roberto Góes (PDT), primo do governador Waldez Góes (PDT), à prefeitura de Macapá. A mulher do governador, Marília Góes, é secretária estadual de Inclusão e Mobilização Social, pasta responsável pelo principal programa de transferência de renda do Estado, o Renda Para Viver Melhor, uma espécie de Bolsa Família estadual, com repasses mensais de meio salário mínimo para famílias que tenham crianças na escola e recebam até R$ 95,00 mensais per capita. Segundo o governo, os repasses do programa em setembro, que deveriam ter sido iniciados no último dia 18, só serão realizados a partir de quarta-feira.

Ministro do Supremo nega habeas corpus e mantém candidata Carminha Jerominho presa no Rio de Janeiro

O ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal, indeferiu nesta segunda-feira o habeas corpus apresentado por Carminha Jerominho (PT do B), candidata a vereadora no Rio de Janeiro, que está presa. Ela é acusada de participar da milícia "Liga da Justiça" que atua em comunidades carentes da cidade. Carminha é filha do vereador Jerônimo Guimarães (PMDB), o Jerominho, e sobrinha do deputado estadual Natalino Guimarães (sem partido), ambos presos sob acusação de chefiar a Liga da Justiça. A prisão foi decretada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro e mantida pelo Tribunal Superior Eleitoral. No recurso apresentado ao Supremo, a defesa de Carminha argumenta que ela nunca foi investigada, apesar de as investigações da polícia terem começado em dezembro de 2006, e mesmo assim foi presa. Para a defesa, a única justificativa para prender a candidata é o fato dela ser filha de Jerominho e sobrinha de Natalino. Ao julgar o recurso, o ministro entendeu que não é caso de conceder liminar e determinou que o processo seja enviado para manifestação do Ministério Público Federal. De acordo com o Ministério Público Eleitoral, Carminha Jerominho e o irmão Luciano Guenancio, foragido da Justiça, assumiram o comando da quadrilha após a prisão de Jerominho e Natalino. Em investigação feita nos últimos 90 dias, a Polícia Federal afirma ter comprovado que Carminha usava da estrutura da milícia em sua campanha e que moradores que se negavam a fazer campanha pela candidata foram hostilizados, expulsos e vítimas de atentados. As investigações também constataram que os milicianos aumentaram o preço do gás vendido em comunidades da zona oeste para gerar recursos para a campanha de Carminha.

Petrobras inicia operação de plataforma de escoamento de petróleo

A Petrobras deu início, nesta segunda-feira, às operações da PRA-1 (Plataforma de Rebombeio Autônoma), voltada para o escoamento da produção de boa parte das unidades produtoras na bacia de Campos. A plataforma de rebombeio tem capacidade para transferir até 818 mil barris diários e vai concentrar o recebimento de óleo de plataformas próximas. A PRA-1 é uma plataforma fixa projetada para receber e transferir, através de dutos submarinos, volume elevado de petróleo das unidades P-51, P-52, P-53 e P-55. Ela terá capacidade de receber petróleo de mais quatro unidades produtoras. A diferença principal da PRA-1 para outras unidades fixas da Petrobras é a inexistência de uma planta de processamento de óleo, funcionando como uma unidade de rebombeio. A estatal investiu US$ 837 milhões na construção da unidade, que estava pronta desde o ano passado. Sua operação, no entanto, só foi liberada recentemente pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente), que concedeu a mesma permissão a outras unidades que estão sendo instaladas na mesma área de uma só vez. O primeiro óleo que será transferido pela unidade virá da P-52. A produção da P-52 é bombeada para o navio armazenador Cidade de Macaé, que escoa o óleo para navios que o transporta para a costa.

Procurador da Aneel quer unificar outorgas para geração de energia elétrica

O procurador-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Cláudio Girardi, defendeu nesta segunda-feira a criação de uma modalidade única de outorga para empreendimentos de geração de energia elétrica. Segundo Girardi, existem hoje três tipos de outorgas diferentes (geração em serviço público, autoprodução e produção independente) com regras específicas para cada uma que torna a concessão mais burocrática. "Isso é para dar mais transparência às regras de concessão das outorgas e atrair mais investidores", disse ele.

Nelson Jobim diz que orçamento das Forças Armadas sofrerá alteração

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta segunda-feira que a forma de elaboração do orçamento das Forças Armadas será alterada nos próximos anos. Jobim explicou que Marinha, Exército e Aeronáutica deverão calcular, a partir de 2010, os custos necessários para sua manutenção. Segundo o ministro, os novos planos de investimentos de cada Força deverão ser apresentados em forma de projetos a serem atendidos com recursos adicionais, de acordo com a estratégia nacional de defesa. "O que precisamos estabelecer são programas, essa é a mudança que vamos fazer em termos de orçamentos das Forças", disse Jobim. O ministro também confirmou que a Marinha deverá criar bases no Nordeste e na foz do rio Amazonas. "A Marinha está concentrada no Rio de Janeiro, e há necessidade de se ter uma Força Naval na foz do Amazonas, que é entrada fundamental do território brasileiro. E há também a necessidade de uma Força Naval no Nordeste, e aí nós teremos três grandes Forças Navais", disse ele. Segundo Jobim, na região Sudeste a prioridade é defender a plataforma continental, onde concentram-se as reservas de petróleo e as rotas de comércio exterior brasileiro.

Colômbia mata chefe das Farc que assassinou governador e ex-ministro

O Exército da Colômbia matou oito terroristas das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína) em um bombardeio no departamento (Estado) de Antioquia, entre eles o responsável pelo assassinato do governador dessa região e de um ex-ministro. Em coletiva de imprensa, o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, informou que a operação aconteceu no domingo e nela morreu Jesús Agudelo Ramírez, conhecido como El Paisa, líder da frente número 34 das Farc. O chefe terrorista e traficante de cocaína era acusado de seqüestrar e matar o governador de Antioquia, Guillermo Gaviria; seu assessor de Paz, o ex-ministro da Defesa, Gilberto Echeverri, e oito militares que estavam presos em um acampamento do terrorismo em Urrao, também em Antioquia. Eles foram assassinados em 2003, quando uma missão de resgate do Exército se aproximava do cativeiro. "Em uma operação executada pela polícia e a Força Aérea, com o apoio do Exército e da Marinha, foi morto este delinqüente que tinha assolado Antioquia durante mais de 10 anos", afirmou Santos em referência a El Paisa. Segundo o ministro, "mais de 400 seqüestros e mais de 500 homicídios", entre eles os de Gaviria e Echeverri eram atribuídos ao terrorista e traficante de cocaína.

Após disparada inédita, petróleo desacelera e fecha cotado a US$ 120,92 em Nova York

O preço do barril do petróleo disparou nesta segunda-feira em Nova York, chegou a cravar os US$ 130,00 (alta de 24,34% em relação ao fechamento anterior), mas desacelerou próximo ao fechamento das atividades do mercado, registrando US$ 120,92, com um acréscimo ainda significativo de 15,66%. A alta de mais de US$ 25,00 que o barril do petróleo cru para entrega em outubro chegou a atingir nesta segunda-feira na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York) foi o maior salto de preço registrado em um único dia. O rally na cotação da commodity foi motivado pelas expectativas sobre o pacote de socorro ao sistema financeiro anunciado pelo governo dos Estados Unidos no último sábado, pela fragilidade do dólar diante de outras moedas e pelo vencimento dos contratos de petróleo de outubro. O petróleo deu os primeiros sinais de ascensão na última sexta-feira, quando o barril disparou 6,8%, para US$ 104,55, após ter chegado próximo de situar-se abaixo dos US$ 90,00.

PSDB ameaça expulsar Clóvis Carvalho por contestar candidatura Alckmin

O presidente do diretório municipal do PSDB-SP, José Henrique Reis Lobo, divulgou nota nesta segunda-feira em que ameaça expulsar do partido o secretário municipal de governo, Clóvis Carvalho, por causa de sua postura diante do embate DEM x PSDB na disputa eleitoral em São Paulo. Carvalho contesta a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à prefeitura e afirma que o ex-governador não tem projeto nem moral para fazer críticas ao prefeito e candidato à reeleição Gilberto Kassab (DEM). Na nota, Lobo afirma que Carvalho não tem condições de ditar regras no partido, uma vez que, apesar de se dizer fundador, “nunca militou”. "Quando das discussões sobre a questão da candidatura a prefeito ele sempre esteve ausente. Perdeu, com isso, uma excelente oportunidade de defender as suas posições", afirma Lobo. Um dos principais aliados de Kassab, Carvalho foi ministro da Casa Civil e do Desenvolvimento durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Enfim, Clóvis Carvalho não disse de Alckmin nada mais do que a verdade, de fato, o ex-governador paulista é candidato apenas de si mesmo. Tanto que já está sendo ultrapassado na corrida eleitoral pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM), sucessor de José Serra, e que governa em coalizão com o PSDB.

Garibaldi Alves pressiona senadores para que exonerem parentes até sexta-feira

O presidente do Senado Federal, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), encaminha esta semana aos senadores cópia da súmula do Supremo Tribunal Federal com a proibição da prática do nepotismo nos Três Poderes. Garibaldi Alves quer assegurar que os parlamentares exonerem, até sexta-feira, os parentes contratados sem concurso público depois que o tribunal decidiu proibir o nepotismo. Pelo menos cinco senadores ainda não exoneraram parentes, mesmo após a publicação da súmula do Supremo. Garibaldi Alves ficou irritado com a demora no cumprimento da súmula pelo grupo de senadores, por isso decidiu encaminhar o documento como uma espécie de "ultimato" para que cumpram a decisão do Supremo. O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que chegou a defender a criação de "cotas" para o nepotismo, ainda emprega em seu gabinete a mulher, um filho e um sobrinho. O senador Almeida Lima (PMDB-SE) também mantém dois sobrinhos empregados, enquanto o senador Augusto Botelho (PT-RR) emprega um irmão. Já o senador Adelmir Santana (DEM-DF) mantém uma filha empregada na diretoria-geral do Senado, por isso a exoneração depende de uma decisão do diretor-geral Agaciel Maia. O senador Efraim Morais (DEM-PB), que já exonerou pelo menos seis parentes, ainda mantém como funcionário o marido de uma sobrinha. No total, 22 parentes de senadores já foram exonerados desde a publicação da súmula do Supremo. Efraim foi o recordista no desligamento dos familiares ao demitir cinco sobrinhos e um cunhado. O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) vem logo atrás, responsável pela exoneração de quatro parentes, dois cunhados e dois sobrinhos. O senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA), licenciado do Senado, exonerou um primo e um irmão empregados na Casa. Além de Raupp, Efraim e Lobão, outros dez senadores exoneraram um parente cada, todos contratados em órgãos do Senado. O próprio presidente da Casa exonerou o sobrinho Carlos Eduardo Alves Emerenciano.

Presidente de Israel pede que Tzipi Livni forme novo governo

O presidente de Israel, Shimon Peres, pediu nesta segunda-feira à chanceler Tzipi Livni (que venceu as eleições para líder do partido governista, o Kadima) que forme um novo governo, dando início ao período de 42 dias para que ela consiga a nova formação. O pedido abre caminho para que Livni se torne a segunda primeira-ministra na história de Israel, depois de Golda Meir (1969-1974). Se ela não conseguir formar o governo, uma eleição parlamentar deverá ser organizada dentro do prazo de 90 dias. Peres fez o anúncio depois de consultar os líderes de partidos políticos representados no Parlamento. "Ao término de suas consultas com os partidos políticos, o presidente encarregou Tzipi Livni, a dirigente do Kadima, de formar um governo", informou um comunicado oficial. O ex-premiê Ehud Olmert, envolvido em escândalos de corrupção, renunciou ao cargo neste domingo. No entanto, ele continuará liderando um governo de transição até a formação de um novo gabinete ou a realização de eleições. Nas primárias do Kadima, Livni derrotou, com certa dificuldade, o ministro dos Transportes Shaul Mofaz. Ela venceu com 43,1% contra 42%. Ela vai ter agora de superar as reticências do partido ultra-ortodoxo Shas (12 deputados), cujo apoio é indispensável para obter uma maioria estável no Knesset. O Shas impõe como condição para continuar na coalizão no poder um compromisso formal de Livni de não conduzir qualquer negociação sobre o futuro da parte leste de Jerusalém, um ponto crucial nas discussões de paz israelo-palestinas.

Banco Central quer que toda instituição financeira tenha área de análise de risco de crédito

O Banco Central quer que todas as instituições financeiras no Brasil criem áreas de análise de risco para a concessão de crédito. A proposta está em edital de audiência pública, lançado na última sexta-feira. Os interessados poderão analisar o documento e fazer sugestões durante 60 dias. A proposta foi divulgada depois do agravamento da crise financeira internacional, com a quebra do banco Lehman Brothers, anunciada no último dia 15. A crise teve início no ano passado, porque bancos e financeiras norte-americanas emprestaram dinheiro a pessoas com alto risco de inadimplência. Entretanto, segundo a assessoria de imprensa do Banco Central, a proposta de criação das estruturas de gerenciamento de risco nas instituições financeiras já estava prevista desde o ano passado e não foi criada por conta da crise externa. De acordo com o edital do Banco Central, "o risco de crédito ainda é, para a grande maioria das instituições do Sistema Financeiro Nacional, o principal risco a que estão sujeitas". "Ademais, ressalte-se que a recente turbulência econômica externa demonstra que práticas inadequadas na gestão da carteira de crédito tiveram papel decisivo para o aprofundamento das perdas por eventos de crédito em algumas das maiores e mais complexas instituições financeiras do mundo", acrescenta o texto. As sugestões podem ser encaminhadas ao Banco Central até o dia 18 de novembro deste ano.

Fed aprova conversão imediata do Goldman e Morgan Stanley ao estado de banco de varejo

O Federal Reserve dos Estados Unidos aprovou nesta segunda-feira a conversão imediata dos dois últimos grandes bancos de investimento norte-americanos, Goldman Sachs e Morgan Stanley, em bancos de varejo. A mudança pode ajudar as duas instituições a superar a atual crise financeira. O Fed anunciou sua decisão em comunicado no qual disse que suprimirá o período habitual de espera de cinco dias, após consulta realizada junto ao departamento de Justiça. A mudança no status das instituições financeiras permitirá que sejam criados bancos comerciais, que poderão tomar depósitos, amparando os recursos de ambas instituições, e terem o mesmo acesso que outros bancos comerciais aos planos de empréstimo da emergência do Fed. O Goldman Sachs e o Morgan Stanley são os únicos bancos de investimentos independentes que restam nos Estados Unidos após a atual crise financeira, que acabou com a concordata do Lehman Brothers, após um colapso na segunda-feira passada. Também apresentaram problemas o Merrill Lynch, que foi vendido ao Bank of America, e a seguradora AIG, que recebeu ajuda de US$ 85 bilhões do Fed.

Navios russos partem para exercício conjunto na Venezuela

Navios de guerra da Rússia começaram a se deslocar para a Venezuela para um exercício conjunto das marinhas dos dois países. A frota de navios, liderada pelo navio nuclear "Pedro, o Grande", partiu da base de Severomorsk, no Ártico. As manobras conjuntas começarão em novembro. A medida é vista como uma provocação aos Estados Unidos, cujas relações com ambos países está cada vez mais tensa. Os navios partiram às 10 horas (2h no horário de Brasília) e viajarão 15 mil milhas náuticas até chegar à Venezuela. Os governos de Caracas e Moscou assinaram um contrato de armas e estão examinando parcerias bilaterais no setor energético. Cinco petrolíferas russas querem operar na Venezuela. Quase todo o petróleo da Venezuela é vendido para os Estados Unidos.

Santander aprova ampliação de capital para comprar Alliance & Leicester

O Banco Santander aprovou nesta segunda-feira a ampliação de 2,29% de seu capital que servirá para comprar o banco britânico Alliance & Leicester (A&L). A operação foi aprovada em uma reunião extraordinária dos acionistas do banco espanhol na cidade de Santander, no norte da Espanha. O Santander deu assim sinal verde à emissão de 143.376.990 de novas ações, com preço mínimo de 8 euros e máximo de 11,23 euros. Se o Santander conseguir o preço máximo na emissão, o custo da operação se elevará a 1,61 bilhão de euros. A operação, anunciada pelo Santander em 14 de julho e já aprovada pela Comissão Européia e acionistas do A&L, deve ser concluída em 10 de outubro, por isto as novas ações do banco espanhol começarão a ser negociadas na Bolsa de Valores de Londres no dia 14. A compra, que será feita mediante a troca de uma ação do Santander por cada três do A&L, constitui, segundo o banco, "uma passagem significativa" no desenvolvimento do negócio no mercado britânico, onde o grupo espanhol está presente desde 2004 com o Abbey.

Fed injeta US$ 95 bilhões no sistema bancário dos Estados Unidos

O Federal Reserve norte-americano anunciou nesta segunda-feira a injeção de US$ 95 bilhões no sistema bancário por meio de operações de refinanciamento de rotina. Outros bancos centrais também voltaram a agir nesta segunda-feira para dar liquidez ao tenso sistema financeiro. A agência do banco em Nova York, intermediária tradicional do Fed com os mercados, informou a liberação de US$ 20 bilhões pela manhã em suas operações habituais de refinanciamento por um dia. Porém, os bancos pediram no total US$ 45,6 bilhões. Sendo assim, o Fed indicou a liberação de US$ 75 bilhões adicionais, com vencimento em 28 dias, em um leilão. O Fed havia anunciado em 14 de setembro que faria o possível para fornecer aos bancos o quanto precisassem para seu funcionamento e, desde então, já concedeu mais de US$ 170 bilhões em operações de financiamento por um dia que não estavam previstas. O Banco Central Europeu) também anunciou nesta segunda-feira um novo leilão extraordinário para injetar no mercado interbancário até US$ 40 bilhões com um dia de vencimento. Na semana passada, o Banco Central Europeu colocou no mercado US$ 80 bilhões perante uma demanda de mais do dobro.

Pesquisa indica que, sem Lula, José Serra venceria eleição presidencial de 2010

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), venceria a disputa pela Presidência da República em 2010 sem a participação do presidente Lula, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira. Serra venceria com 38,1% dos votos na disputa com Ciro Gomes (PSB), que foi lembrado por 17,4% dos entrevistados. Em terceiro lugar aparece a ex-senadora Heloísa Helena, com 9,9% dos votos, seguida pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), com 8,4%. Na série da pesquisa em que Serra foi substituído pelo governador Aécio Neves (PSDB-MG), Ciro Gomes venceria a disputa com 24,9% dos votos, contra 18,2% recebidos pelo governador mineiro. Heloísa Helena ainda aparece em terceiro lugar com 13,4% dos votos, seguida por Dilma, com 8,6%. O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, avalia que Serra se mantém estável, com índice de crescimento na pesquisa se comparado com Aécio, mesmo com a inserção do governador de Minas Gerais no cenário nacional em conseqüência das eleições municipais.

Balança apresenta superávit de US$ 839 milhões na terceira semana de setembro

A balança comercial brasileira registrou exportações de US$ 4,355 bilhões e importações de US$ 3,516 bilhões na terceira semana de setembro. A diferença entre os dois valores resultou em um superávit de US$ 839 milhões. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, com esse resultado, o superávit acumulado no mês chegou a US$ 2,391 bilhões (diferença entre exportações de US$ 13,981 bilhões e importações de US$ 11,590 bilhões). O saldo é 12,9% menor que o superávit registrado em todo o mês de setembro do ano passado pela comparação da média diária. Em 2008, a balança já acumula exportações de US$ 144,824 bilhões, aumento de 29,6% sobre o resultado no mesmo período do ano passado na média diária. Na mesma comparação, as importações somaram US$ 125,526 bilhões (alta de 52,5%). O superávit comercial no ano é de US$ 19,298 bilhões, resultado 34,3% menor que o saldo médio diário apresentado no mesmo período do ano passado.

Microsoft anuncia recompra de US$ 40 bilhões em ações

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira um plano de recompra de ações de US$ 40 bilhões. Este plano sucede outro de recompra, recém concluído, igualmente no valor de US$ 40 bilhões de ações da empresa. A Microsoft também informou que elevou o valor dos dividendos trimestrais em 18%, para US$ 0,13 por ação, o que representa um ganho de US$ 0,02 por ação sobre os dividendos pagos no trimestre imediatamente anterior. Empresas aproveitam para recomprar suas ações quando o mercado acionário perde muito valor. Elas recompram, estocam as ações, e voltam a vendê-las quando os preços aumentam, fazendo um grande ganho financeiro e não de produção ou de vendas.

Lula diz que gostaria de mudanças mais rápidas na distribuição de renda

O presidente Lula afirmou nesta segunda-feira que ficou "feliz" com os resultados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domícilios), divulgada na semana passada, que apontou a redução da desigualdade entre ricos e pobres, mas defendeu ritmo mais acelerado para a distribuição de renda. "Gostaria de estar mais feliz se as coisas estivessem andando mais rápido. Gostaria de ter ficado muito mais feliz porque eu sempre quero mais crescimento, sempre quero mais distribuição de renda", comentou ele em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente. Na avaliação de Lula, a redução de 0,563 para 0,528 (entre 2002 e 2007) do Índice de Gini, indicador utilizado pela ONU para medir a desigualdade entre os países, foi um resultado "satisfatório". De acordo com o índice, quanto mais próximo de zero, menor a desigualdade na distribuição de renda.

Justiça pode repatriar US$ 33 milhões da Máfia dos Fiscais do ICMS do Rio de Janeiro

Foi dado o primeiro passo para a recuperação em favor dos cofres públicos de US$ 33 milhões, como parte dos recursos desviados no esquema que ficou conhecido como "Máfia dos Fiscais", no Rio de Janeiro, que tinha entre os beneficiários Rodrigo Silveirinha, fiscal do ICMS da secretaria de Fazenda do Estado. A abertura do processo de repatriação será possível a partir da decisão do Tribunal Federal Suíço, em Belinzona, que na última semana considerou culpados de envolvimento no esquema cinco funcionários de bancos suíços. Para a Justiça suíça, eles colaboraram com as operações ilegais ao acolher depósitos fruto de corrupção ocorrida no Brasil, e se beneficiaram do esquema, já que receberam gratificações importantes por conquistar os "novos clientes". O dinheiro estava bloqueado desde o início das investigações.

Fernando Henrique Cardoso critica Lula em homenagem a Ruth Cardoso em Alagoas

Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ex-presidente da República, fez críticas ao governo do presidente Lula (PT) durante a solenidade de lançamento do Portal da Transparência Ruth Cardoso, nesta segunda-feira, em Maceió. Em seu discurso, Fernando Henrique Cardoso disse que antes do seu governo ninguém usava o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) como critério de distribuição de recursos federais para Estados e municípios. "O SUS (Sistema Único de Saúde) não existia, estava apenas no papel. Agora querem acabar com tudo, só pensam em descentralizar", afirmou ele. "Nós acabamos com a indústria da seca. A seca continua, mas a indústria não", acrescentou Fernando Henrique Cardoso. O ex-presidente destacou ainda que foi em Alagoas, no município de São José da Tapera, que ele lançou o projeto Bolsa Escola, que "hoje é usado como 'Bolsa Família'": "Depois, viu-se que o problema não é falta de comida. A questão é dar emprego e dignidade à população. E não é fazendo propaganda que se marca um nome na história, mas sim com honradez”. Fernando Henrique Cardoso também fez crítica ao assistencialismo do governo do ex-presidente Fernando Collor (PTB). E lembrou que, a pedido da ex-primeira-dama Ruth Cardoso, mandou fechar a Legião Brasileira de Assistência (LBA): "Criticaram a iniciativa, disseram que era falta de sensibilidade social, mas não dava para continuar com aquele órgão, com um histórico tão grande de corrupção, símbolo do desvio de recursos públicos". Fernando Henrique Cardoso lembrou que tem raízes em Alagoas (seus avós eram alagoanos) e disse que estava feliz com a homenagem a sua mulher Ruth Cardoso, que faleceu recentemente, em São Paulo.

Justiça de São Paulo decide futuro de processo contra coronel Ustra

Nesta terça-feira o último desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo irá se pronunciar sobre o recurso dos advogados do coronel reformado do Exército, Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-comandante do DOI-Codi paulista acusado de torturar e assassinar o jornalista Luiz Eduardo Merlino em 1971. O voto de Hamilton Elliot Akel decidirá sobre a continuidade do processo aberto pela irmã do jornalista, Regina Merlino Dias de Almeida, e por sua ex-mulher, Angela Mendes de Almeida. A ação visa apenas o reconhecimento de que o militar reformado é responsável pela morte de Merlino. Se Akel decidir pela procedência do recurso, o processo será extinto. Já votaram o relator Luiz Antonio Godoy, que decidiu pela validade do recurso, e o desembargador Carlos Augusto de Santi Ribeiro, que decidiu por uma negativa ao recurso. Ustra, conhecido como coronel Tibiriçá, é o primeiro oficial acusado de tortura pelos crimes cometidos na ditadura a ser julgado no País. Ele foi comandante do Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi) entre 1970 e 1974. Merlino era jornalista e trabalhou no Jornal da Tarde e na Folha da Tarde. Era também militante do Partido Operário Comunista (POC).

Henrique Meirelles elogia ação dos Estados Unidos, mas diz que ela custará caro

As ações do governo norte-americano, em especial do Federal Reserve, para amenizar a crise financeira dos Estados Unidos, atingirão o bolso dos americanos, mas é bem elaborada. A avaliação foi feita nesta segunda-feira pelo presidente do Banco Central brasileiro, Henrique Meirelles, durante palestra realizada no fórum de debates político e empresarial realizado em São Paulo pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB-SP). "A iniciativa é dispendiosa para o contribuinte, mas bem pensada, audaciosa. O caminho é adequado, esperamos que seja bem-sucedido", analisou ele. Para Meirelles, a compra de ativos para estabilizar os preços dos ativos e retirar do balanço dos bancos os dados negativos é uma ação positiva. "Isso não vai evitar prejuízos, mas, pelo menos, estabiliza o sistema", disse.

Ronaldo Caiado denuncia sabotagem em avião

O partido Democratas distribuiu nota, nesta segunda-feira, informando que uma "ação criminosa" sabotou o avião bimotor Sêneca que transportava o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO), no aeroporto de Caçu, a 330 quilômetros de Goiânia. Segundo a nota, os pilotos abortaram a decolagem ao perceberem que havia algo de errado, resultando em danos no trem de pouso e asas. A polícia suspeita que narcotraficantes possam ser os responsáveis pelos danos, já que Ronaldo Caiado sempre atuou contra o tráfico de drogas na região.

Tribunal Regional Federal confirma depoimento de juiz Fausto De Sanctis para a Polícia Federal

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região confirmou nesta segunda-feira que o juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, será ouvido pela Polícia Federal na tarde de quinta-feira. Segundo denúncias divulgadas pela revista Veja, De Sanctis autorizou a realização de escutas telefônicas no gabinete do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes. Em depoimento à CPI dos Grampos, em agosto, o juiz negou que tenha autorizado as escutas. Há poucos dias, a desembargadora Suzana Camargo, vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, também foi ouvida pela Polícia Federal no inquérito que investiga a utilização de grampos ilegais durante a Operação Satiagraha. De acordo com a revista Veja, a desembargadora Suzana Camargo confirmou em seu depoimento ter ouvido o juiz De Sanctis relatar sobre conversas reservadas interceptadas dentro do Supremo Tribunal Federal.

Banco japonês Nomura comprará o Lehman Brothers da região Ásia-Pacífico

O banco japonês Nomura Holdings chegou a um acordo para comprar por US$ 225 milhões, a filial do Lehman Brothers na área Ásia Pacífico, que emprega cerca de 3.000 pessoas, a metade delas no Japão. O acordo ainda precisa de ajustes para ser fechado, mas o Nomura assegurou que não realizará cortes de postos de trabalho. "É uma oportunidade única de transformação que nos permitirá unir as forças de Nomura e do Lehman Brothers para oferecer valor agregado a nossos clientes. Além disso, aumentaremos nosso alcance na Ásia" disse Kenichi Watanabe, diretor-executivo da Nomura. O pacto criará uma plataforma "completamente complementar com um tremendo potencial", acrescentou o diretor do Lehman Brothers Ásia, Jesse Bhattal.

Ipea revela que mais de 13 milhões de brasileiros ascenderam socialmente na década

De 2001 a 2007, 13,8 milhões de brasileiros subiram de faixa social. A informação é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em um estudo divulgado nesta segunda-feira. Desse total, 74%, ou 10,2 milhões, saíram da classe de renda baixa (até R$ 545,66 de renda familiar), e 3,6 milhões de pessoas passaram da classe intermediária (de R$ 545,66 a R$ 1.350,82) para a classe de renda mais alta (renda familiar superior a R$ 1.350.82). Os dados foram definidos a partir dos números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2007, divulgada na semana passada. Embora a desigualdade da distribuição de renda no Brasil esteja em queda, tendo recuado 7% nos últimos seis anos, ainda faltam pelo menos 18 anos para o País se alinhar à média da desigualdade mundial. A avaliação foi feita hoje pelo pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), Ricardo Paes de Barros. A taxa de redução da desigualdade no Brasil é considerada uma das mais aceleradas do mundo, mas não suficiente, segundo o pesquisador, para colocar o País na média mundial.