segunda-feira, 30 de junho de 2008

A inflação ganhou de todos os investimentos no primeiro semestre

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) no primeiro semestre deste ano superou a rentabilidade de todos os investimentos no País. Até junho, a alta de preços somou 6,82%, mais de dois pontos porcentuais acima do rendimento dos Fundos de Renda Fixa, o melhor investimento no período, de 4,55%. As aplicações em CDB líquido acima de R$ 100 mil ficaram em segundo lugar no ranking de rentabilidade, com 4,29%, seguidas pelos Fundos DI, que registraram rendimento de 4,15% nos seis primeiros meses do ano. No fim da lista, como os piores investimentos do período ficaram o dólar paralelo e o comercial, com perdas de 8,04% e 10,03%, respectivamente. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ocupa o 7º lugar da lista, com alta de apenas 1,77% no período. A Bolsa teve em junho o pior mês desde 2004, com perdas acumuladas de 10,65%.

Relator da CPI do Detran quer indiciamento de novos nomes

O deputado estadual Adilson Troca (PSDB), relator da CPI do Detran da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, negociava na tarde desta segunda-feira com parlamentares da base do governo os nomes que serão sugeridos para indiciamento na fraude milionária na autarquia. Além dos 40 réus que já respondem na Justiça Federal, o relator da CPI diz que existem razões para incluir o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro João Luiz Vargas, e do ex-secretário de Segurança no governo Germano Rigotto (PMDB), atual deputado federal José Otávio Germano (PP). Como os dois citados possuem foro privilegiado, um documento deverá solicitar autorização ao Supremo Tribunal Federal para abrir a investigação. Também deve constar na lista o ex-presidente da Fatec (fundação de direito privado de Santa Maria, que se aproveita do nome da Universidade Federal de Santa Maria), Ronaldo Morales.

Querosene de aviação acumula alta de 35% no ano

Começa a vigorar nesta terça-feira um reajuste de 3,6% no preço do querosene de aviação (QAV), informou o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea). É o sétimo aumento mensal do querosene este ano determinado pela Petrobras. Com isso, o combustível utilizado nos aviões acumula alta de 35,32% em 2008. Nos sete primeiros meses do ano passado, o preço do querosene subiu apenas 1% e fechou o ano com alta acumulada de 12,6%. Em 2006, o QAV acumulou alta de 7%. No ano anterior, o reajuste acumulado do combustível havia ficado em 8,9%.

Contas públicas têm o melhor resultado da história

Pela primeira vez na história as contas do setor público (União, Estados , municípios e empresas estatais) apresentaram um superávit nominal, nos cinco primeiros meses do ano, de acordo com o chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes. O superávit nominal ocorre quando o setor público consegue arrecadar o suficiente para pagar as suas despesas, além dos encargos com juros da sua dívida. De janeiro a maio, as contas do setor público registraram um superávit nominal de R$ 3,9 bilhões. Lopes comemorou o resultado e ressaltou que esse desempenho positivo das contas do setor público permitiu a redução da dívida líquida para o menor patamar, desde 1998. Pelos dados divulgados, a dívida líquida fechou o mês em 40,8% do Produto Interno Bruto (PIB). Altamir disse que o bom comportamento das contas públicas em maio foi influenciado pela boa performance dos Estados e das empresas estatais federais. Segundo ele, o superávit dos Estados, de R$ 3,5 bilhões em maio, é o maior da série iniciada em 1991. Ele também ressaltou que as empresas estatais federais, que não vinham apresentando bom desempenho até abril, devido ao pagamento de dividendos e também a royalties, registraram em maio melhor resultado para o mês. De acordo com os dados, as empresas estatais federais tiveram um superávit de R$ 4,4 bilhões no mês passado. Altamir prevê que a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB deve fechar o mês de junho em 40,8%, patamar idêntico ao resultado de maio.

Petrobras avalia compra de bloco de exploração de petróleo em Angola

A petrolífera norte-americana Marathon Oil está em negociações com ao menos três companhias de petróleo (empresas estatais chinesas, indianas e a Petrobras) sobre a venda de 20% de participação em um bloco de exploração de petróleo em águas profundas em Angola. No início deste ano, a Marathon decidiu revisar todos os ativos da sua carteira global, incluindo refinarias e projetos de petróleo que estão sendo desenvolvidos ou que já estão em produção. De acordo com as fontes, no Bloco 32, em Angola, 11 poços de exploração foram perfurados com sucesso. A Marathon possui 30% das ações do Bloco 32, localizado a 200 quilômetros da costa angolana, mas vai considerar apenas a venda de 20% para concorrentes, de acordo com as fontes. A China Petrochemical (Sinopec) está se unindo à Cnooc para fazer uma oferta pela participação no bloco, com uma oferta conjunta provavelmente na faixa de US$ 1 bilhão a US$ 1,5 bilhão. Mas os chineses vão enfrentar a concorrência da ONGC Videsh, braço de investimento no exterior da estatal indiana Oil & Natural Gas, e da brasileira Petrobras, que estariam em negociações separadas com a Marathon. O Bloco 32 é operado pela francesa Total, com 30% de participação, enquanto a norte-americana ExxonMobil tem 15%. A estatal angolana Sonangol e a Petrogal, unidade da portuguesa Galp Energia, possuem 20% e 5%, respectivamente.

Filho de promotora vai depor sobre morte de jovem em Ipanema

O filho da promotora Márcia Velasco prestará depoimento à polícia até esta terça-feira sobre o caso em que seu segurança baleou e matou o estudante Daniel Duque Pittman, de 18 anos, na saída de uma boate em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, no último sábado. Pittman foi baleado na cabeça pelo policial militar Marcos Parreira, que é segurança da promotora Márcia Velasco e de seu filho Pedro Velasco. Amigos de Pedro Velasco contaram em depoimento prestado à 14ª Delegacia de Polícia (Leblon) no sábado que o policial deu dois tiros para o alto para defendê-los de um grupo de jovens que tentavam agredi-los. O terceiro disparo, que atingiu e matou o estudante Daniel Duque, foi feito "acidentalmente" pelo segurança quando o suposto grupo de agressores tentava tirar a arma dele, segundo relato do estudante Bruno Monteiro Leite, amigo de Pedro Velasco.

Petrobras reajusta GLP industrial em 5,3%

A Petrobras comunicou nesta segunda-feira que o GLP industrial (Gás Liquefeito de Petróleo), que é vendido em cilindros de 45 quilos, terá o preço reajustado em 5,3% já a partir desta terça-feira. Segundo a estatal, o reajuste deve-se ao aumento do preço do petróleo no mercado mundial. Esse é o terceiro repasse de preço que a Petrobras faz no ano. Em janeiro, o GLP industrial teve elevação de 15% e em abril subiu 10%. Em 2007 o produto não teve reajuste. Enquanto o GLP industrial sobe, o gás de cozinha, que é vendido em botijão de 13 quilos e consumido pela população em geral, está com o preço inalterado desde dezembro de 2002.

Petrobras inicia produção de petróleo na Nigéria em julho

A Petrobras informou nesta segunda-feira que vai iniciar a produção de petróleo no campo de Agbami, na Nigéria, a partir do próximo dia 21 de julho. A empresa informou que a produção no local, em parceria com a Chevron-Texaco, em campo que foi descoberto em 1998, será inicialmente de 100 mil barris diários e, em 2009, o navio-plataforma instalado em Agbami deve atingir a sua capacidade máxima de produção, de 250 mil barris. A petrolífera brasileira também revelou que a produção em outro campo na Nigéria, o Akpo, em parceria com a Total, será iniciada no começo do próximo ano. A expectativa da Petrobrás é que os dois campus nigerianos produzam juntos 70 mil barris/dia. Ainda na Nigéria, país que é um dos maiores produtores de petróleo do mundo, a Petrobrás deve iniciar a prospecção em um terceiro campo, o Egina.

PP anuncia filha de ex-deputado envolvido em mensalão como vice de Maluf em São Paulo

O PP anunciou nesta segunda-feira o nome da deputada federal Aline Corrêa como vice na chapa do ex-prefeito e deputado federal Paulo Maluf (PP) na disputa pela prefeitura de São Paulo. O partido deixou para o último dia o anúncio porque ainda estudava a possibilidade de coligações com outros partidos, o que não aconteceu. Aline é filha do ex-deputado federal Pedro Corrêa, cassado por envolvimento no esquema de compra de votos de congressistas (escândalo do Mensalão montado pelo PT). Corrêa é réu na ação penal do Mensalão. Segundo Maluf, a deputada federal, ainda em seu primeiro mandato, foi escolhida pelo partido por ter origem nordestina, ser jovem e ser mulher. "Ela vai fazer a campanha pelos redutos nordestinos da cidade, na zona leste", disse Maluf. Apesar de ter sido anunciada no último dia do prazo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral, Aline disse não ter a sensação de ser "tapa-buraco" na chapa encabeçada por Maluf e afirmou se sentir lisonjeada com a escolha.

Relator do processo contra vice-governador gaúcho indica que vai evitar punição

O relator do processo de expulsão do vice-governador do Rio Grande do Sul, Paulo Afonso Feijó, do DEM, deputado federal André de Paula (DEM-PE), disse nesta segunda-feira que deve sugerir a rejeição do pedido de exclusão do democrata dos quadros do partido. Para o relator, a expulsão é uma "decisão muito extremada", uma vez que a intenção do vice-governador foi advertir sobre atos irregulares que ocorriam no governo de Yeda Crusius (PSDB). No próximo dia 8, o parecer de André de Paula deve ser votado pela Executiva Nacional do DEM, em Brasília. Apesar de já ter seu ponto de vista concluído, o relator pretende ouvir ao longo desta semana as opiniões dos demais integrantes da cúpula dos democratas. "Ao meu ver, o vice-governador já recebeu as devidas repreensões quando nomes do comando nacional do partido chamaram a atenção dele. Não é caso de expulsão. Eu, particularmente, defendo que o partido faça outro tipo de manifestação. A expulsão é uma decisão muito extremada", disse André de Paula.

O ex-cara-pintada e petista Lindberg Farias é suspeito de roubo

Na edição desta semana da revista IstoÉ, o atual prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), que liderou o movimentou dos "caras-pintadas" para destituir o então presidente Fernando Collor de Melo, agora é denunciado por roubalheira de recursos públicos na prefeitura que comanda, Nova Iguaçu, na baixa fluminense. A denúncia foi formalizada pelo Ministério Público e pode custar o mandato do petista Lindberg, acusado de fraudar uma licitação, em 2005, para beneficiar a empresa Supernova Mídia e Comunicação, contratada para prestação de serviço por seis meses ao custo de R$ 598.460. Esta mesma empresa tinha feito a campanha de Lindberg Farias na campanha eleitoral de 2004. E ele devia R$ 250 mil para essa empresa referente à sua campanha. O procurador- geral de Justiça do Rio de Janeiro, Marfan Martins Vieira, denunciou Lindberg Farias na última sexta-feira, junto com mais sete pessoas, pelo crime de desvios de recursos públicos.

Fujimori desviou US$ 325 milhões para seu assessor de operações secretas

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori autorizou o desvio de US$ 325 milhões (cerca de R$ 521 milhões) para contas comandadas por seu então assessor Vladimiro Montesinos para realizar operações secretas de inteligência. Uma investigação do jornal "La República" descobriu que os juízes acumularam indícios em dois processos abertos contra Fujimori e seu conselheiro de inteligência por desvios de fundos e transferências ao Serviço de Inteligência Nacional do Peru, no qual Montesinos figurava como assessor de honra. A documentação oficial e testemunhos recolhidos pelos magistrados levaram a crer que "entre julho de 1990 e dezembro de 2000 aconteceu uma retirada irregular de fundos públicos de cerca de 916 milhões de novos sóis, o equivalente a aproximadamente US$ 325 milhões (cerca de R$ 521 milhões)". Os fundos provinham dos ministérios de Defesa e Interior, do Exército, da Marinha, da Força Aérea e do próprio SIN para duas contas: Reserva 1, que era para benefício de Fujimori, e Reserva 2, para uso exclusivo de Montesinos. As declarações foram feitas pela empresária Matilde Pinchi Pinchi, uma colaboradora da justiça e ex-testa-de-ferro do ex-assessor presidencial. De acordo com a Sala Penal Especial da Corte Suprema, os fundos desviados do SIN para a verba secreta de Ações Reservadas foram de 3,7 milhões de novos sóis por mês (cerca de R$ 2 milhões). Desse valor, dois milhões de novos sóis (R$ 1,07 milhão) iam para a Reserva um, e 725 mil (R$ 389,3 mil), para a Reserva dois. A diferença de 975 mil novos sóis (R$ 523,6 mil) era administrada pelo chefe do SIN no pagamento de gratificações para o grupo Colina, responsável pelos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), nos quais morreram 25 pessoas, entre outros crimes. Fujimori enfrenta um processo por violação aos direitos humanos justamente pelos casos de Barrios Altos e La Cantuta, e pelo seqüestro do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer depois do Autogolpe de 1992.

General diz que fronteira brasileira não pode ficar "a reboque" de índios

A política indígena do governo brasileiro, complacente com a atuação de ONGs estrangeiras na fronteira amazônica, ameaça a soberania nacional. A afirmação é do general-de-brigada Luiz Eduardo Rocha Paiva, comandante de 2004 a 2006 da escola que prepara os oficiais superiores do Exército. Paiva endossa as críticas do general Augusto Heleno, responsável pelo Comando Militar da Amazônia, quando eclodiu o conflito entre arrozeiros e índios na reserva Raposa/Serra do Sol (Roraima). "Eu acho que na faixa de fronteira tem que ter cidades, vilas, comércio. A terra indígena impede o surgimento. Somos 190 milhões de habitantes. Não podemos ficar a reboque de 700 mil índios", disse ele. O general acha que, como estão pouco povoadas, as reservas na área de fronteira podem virar territórios autônomos: "Se o brasileiro não-índio não pode entrar nessas reservas, daqui a algumas décadas a população vai ser de indígenas que, para mim, são brasileiros, mas para as ONGs não são. Eles podem pleitear inclusive a soberania". Paiva afirma que o Estado "não se faz presente": "A Amazônia não está ocupada. É um vazio. Alguém vai vir e vai ocupar. Se o governo não está junto com as populações indígenas, tem uma ONG que ocupa. As ONGs procuram levar as populações indígenas a negar a cidadania brasileira. Elas atuam sem o controle do Estado brasileiro. Ligadas a interesses estrangeiros, são um perigo”. O risco maior, segundo o general, está na região entre Roraima e Amapá, devido à influência de Inglaterra (sobre a Guiana), França (Guiana Francesa) e Holanda (Suriname) e aos interesses dos Estados Unidos. "Eu acho que podemos perfeitamente caracterizar a ameaça e dizer o nome desses atores”. Na fronteira com a Venezuela e com a Guiana, na região da Raposa/Serra do Sol, o Exército mantém pelotões especiais, mas o general diz que isso de pouco adianta: "O pelotão de fronteira não defende nada. É preciso uma ação de presença importante, mas para vivificar. Vivificar com gente brasileira, inclusive com o índio”.

Supremo decide que INSS só pode cobrar dívida até 5 anos

O Supremo Tribunal Federal reduziu de dez para cinco anos o prazo para que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) cobre contribuições previdenciárias devidas pelas empresas. A decisão, unânime, adotada no dia 11 deste mês durante julgamento de recursos extraordinários, segue a mesma regra válida para os demais tributos administrados pela Receita Federal. A regra dos dez anos já havia sido declarada inconstitucional pelo Superior Tribunal de Justiça em agosto do ano passado. Assim, o Supremo seguiu a mesma linha, confirmando os cinco anos. O INSS somente poderá cobrar as contribuições que não foram pagas de junho de 2003 para cá. Contribuições de maio de 2003 ou anteriores, mesmo que não pagas, não poderão mais ser exigidas pelo INSS. Os ministros declararam inconstitucionais os artigos 45 e 46 da lei nº 8.212/91, que fixam o prazo de dez anos para a cobrança das contribuições da seguridade social. Para eles, apenas lei complementar pode dispor sobre normas gerais em matéria tributária, como prescrição e decadência. Como o prazo foi fixado por lei ordinária, os ministros entenderam que ele é inconstitucional. A decisão do Supremo obriga o governo Lula a cancelar cobrança de R$ 63 bilhões em contribuições com mais de cinco e até dez anos de atraso.

Filósofo Roberto Romano diz que juízes e promotores extrapolam atribuições e assumem papel de censurar

Em nome de valores, ou "desculpas" como a defesa dos costumes e a luta contra a corrupção, alguns juízes e promotores extrapolam suas atribuições e assumem o papel de legislar, desprezam os contribuintes e censurar o que as pessoas comuns podem ler, ver, ouvir, diz o filósofo e professor titular de ética e filosofia política na Unicamp, Roberto Romano, em artigo na assinado coluna "Tendências/Debates", do jornal Folha de S. Paulo, publicado neste domingo. Diz ele: "Revistas e jornais têm sido censurados com base em normas cuja magnitude não é a da própria Constituição. Nas multas à Folha e à revista 'Veja', por entrevistas com candidatos à Prefeitura de São Paulo, as sanções se deviam a uma ordem que, reconhecida a sua inconveniência, foi modificada por quem de direito. No caso da censura imposta ao 'Jornal da Tarde', a questão é ainda mais complexa", diz o artigo. "A cidadania brasileira, cansada de lutar contra os desvios do Executivo e do Legislativo, hoje testemunha a instalação do arbítrio em várias ações de magistrados", diz o texto. Segundo Romano, citando o filósofo John Locke (1632 - 1704), o ofício do juiz é "interpretar a lei, e não legislar". "O titular da 'maiestas' deve saber, antes de votar, o que pensam e pretendem os candidatos à representação. Discutir plataformas políticas é o mais comezinho dever dos que afirmam servir ao povo. Proibir tal prerrogativa é subverter a essência democrática. E, para entender a liberdade de imprensa no regime democrático, é preciso captar o significado da própria liberdade política”.

Após mortes, diretor da Santa Casa do Pará decide deixar o cargo

O presidente da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, Antônio Anselmo Bentes de Oliveira, deixou o cargo, após a morte de 20 bebês na maternidade do hospital em uma semana. Na verdade, ele deveria ter deixado a instituição preso, após a maior matança de bebês já ocorrida na história do Brasil. O Pará da governadora petista Ana Julia Carepa se encarrega de promover situações escandalizantes sucessivas. Antonio Anselmo Bentes de Oliveira e toda a atual diretoria da Santa Casa entregaram o cargo a Ana Júlia Carepa.

Conselho Nacional de Justiça afasta juiz investigado por desvio de recursos em Manaus

O Conselho Nacional de Justiça decidiu afastar e instaurou processo administrativo disciplinar contra o juiz Celso Gióia, titular da Vara da Infância e da Juventude Criminal de Manaus (AM). A decisão, inédita na Corte do Amazonas, saiu na semana passada e é resultado de uma sindicância, aberta em janeiro, que investigou crimes de venda de sentença, manipulação de processos, falsificação de documentos, formação de quadrilha, extorsão e corrupções ativa e passiva, além de desvio de recurso públicos. O juiz está afastado das funções de magistrado desde a última quinta-feira, mas continuará a receber o salário de cerca de R$ 19 mil. A sindicância que resultou no afastamento do juiz foi aberta após um empresário do ramo de transporte fluvial de Manaus denunciar ao Tribunal de Justiça do Amazonas uma extorsão de R$ 120 mil feita pelo magistrado. A sindicância do Conselho Nacional de Justiça apurou as ligações de Celso Gióia com a empreiteira Perfil, que ganhou licitações de obras públicas e tem como sócio o filho do juiz, Vitor Andrade Gióia, em 2007. O filho do juiz passou a ser sócio da empreiteira ao receber cotas do vendedor de seixo (pedra solta) Arleson Carlos Rodrigues, que foi ouvido pelo Conselho Nacional de Justiça, em Manaus.

Construção do dique seco para estaleiro em Rio Grande vai atrasar em sete meses

O dique seco de Rio Grande ficará pronto sete meses após o previsto. O atraso nas obras é conseqüência de descobertas sobre o tipo de solo na área do Superporto feitas com escavações, já durante a construção. As condições do solo, uma mistura de areia com argila, obrigaram a WTorre, empresa vencedora da licitação para a obra, a mudar o plano original. O projeto das fundações será mudado, com a colocação de estacas mais longas do que as planejadas inicialmente. A profundidade será definida quando as escavações alcançarem 18 metros. Até agora, as máquinas já cavaram 14 metros abaixo da terra. A Petrobras e WTorre assinarão um aditivo ao contrato mas as empresas não revelam exatamente quais mudanças serão feitas nem o quanto mais cara a obra ficará. A Petrobras só admite que o orçamento de R$ 439 milhões deverá sofrer "ligeiro aumento".

Reunião entre Lula e Chávez termina sem avanços na área de integração energética

A reunião entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Hugo Chávez, na sexta-feira, em Caracas, terminou sem avanços na área de integração energética. O encontro ocorreu na sede da petroleira PDVSA, e serviu para o anúncio de pequenas parcerias bilaterais e de um acordo de compra de gás venezuelano que só terá resultados práticos em 2013. Nenhum avanço sobre os projetos da Petrobras com a estatal venezuelana foi apresentado. Ao longo da semana, assessores do governo venezuelano e representantes do Itamaraty sugeriram que poderia ser anunciada a resolução para o impasse em torno de pelo menos dois projetos, sobre uma refinaria em Recife, no Brasil, e sobre a participação da Petrobras em exploração na faixa petrolífera do Orinoco, na Venezuela. Lula disse apenas que a demora "se deve ao fato de que são duas empresas grandes e poderosas e estão estabelecendo denominadores comuns para fechar o acordo". Desde 2005, os cinco projetos que a Petrobras anunciou como possibilidade de parceria com a PDVSA não saíram do papel.

Advogado da Comissão Pastoral da Terra é condenado à prisão no Pará

José Batista Afonso, principal advogado da Comissão Pastoral da Terra e um dos seis coordenadores nacionais do movimento, foi condenado a 2 anos e 5 meses de reclusão por ter mantido funcionários do Incra presos dentro da sede do órgão federal em Marabá (PA), durante uma invasão feita por trabalhadores rurais em 1999. Afonso já havia sido indiciado anteriormente pela mesma acusação, mas, por meio de um acordo com a Justiça, foi obrigado na ocasião apenas a pagar seis cestas básicas. A atual condenação é resultado da ação do juiz federal Carlos Haddad, que não tinha participado da primeira conciliação legal e, em 2004, resolveu anular a primeira decisão e reabrir o processo. Segundo a subversiva e marxista milenarista CPT (Comissão Pastoral da Terra, da Igreja Católica), a Justiça está sendo mais dura ao julgar integrantes de movimentos sociais, especialmente depois do discurso de posse do atual presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, no dia 23 de abril, o que já fazia falta há muito tempo.

Secretaria recomenda restrições à venda da Ipiranga para a Petrobras

A Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda recomendou que a compra do Grupo Ipiranga pelo consórcio Petrobras/Ultra/Braskem seja aprovada com restrições. O parecer da secretaria serve de base para que o negócio possa ser analisado agora pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Entre as restrições está a obrigação de que o grupo comprador venda os negócios de distribuição e revenda de combustíveis da Ipiranga no Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Há também cláusulas em relação ao tratamento dado às demais empresas distribuidoras em outros negócios que serão adquiridos pelo consórcio. A compra da Ipiranga foi anunciada no primeiro semestre do ano passado, mas ainda não foi aprovada pelos órgãos reguladores do governo.

Consumo de gás natural teve alta de 28% em maio

O consumo de gás natural no Brasil registrou aumento de 28% em maio deste ano na comparação com o mesmo período do ano anterior, ao alcançar 49,760 milhões de metros cúbicos por dia, em média, contra 38,828 milhões, conforme levantamento realizado pela Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado). Segundo os dados da entidade, o consumo que mais cresceu foi o das térmicas, que saltou 341%. Foram 11,870 milhões de metros cúbicos por dia em maio deste ano, em média, contra 2,687 milhões no mesmo mês de 2007. O consumo industrial, excluindo as térmicas, alcançou 27,330 milhões de metros cúbicos por dia em maio deste ano, em média, o que representa um aumento de 5,3% na comparação com os 25,953 milhões do ano passado.

Petróleo fechou semana com novo recorde depois de se aproximar de US$ 143,00

O preço do petróleo cravou novos recordes na sexta-feira, no fechamento e durante as negociações na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York), quando chegou perto dos US$ 143,00. A expectativa dos investidores por mais desvalorizações do dólar frente a outras moedas, como o euro, o temor de escassez e fatores como tensões entre Israel, Irã e União Européia, além de riscos à produção na Nigéria, mantiveram o ritmo ascendente do preço da commodity. O barril para entrega em agosto, negociado na Nymex, fechou cotado a US$ 140,21 (alta de 0,41%), novo recorde para um encerramento de sessão. Durante o dia, o preço bateu o recorde de US$ 142,93. O barril do petróleo Brent, negociado em Londres, chegou a US$ 142,91. Sem dúvida, o preço do petróleo caminha firme em direção aos 150 dólares o barril.

Superávit primário do governo Lula cai para R$ 5,5 bilhões em maio

A economia feita pelo governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência) para pagar os juros da dívida teve forte queda no mês passado. Apesar desse recuo, o resultado no ano continua se aproximando da meta estimada pelo governo Lula. O superávit primário do governo caiu de R$ 16,9 bilhões em abril para R$ 5,5 bilhões em maio. No ano, o resultado acumulado chegou a R$ 53,6 bilhões, o equivalente a 4,69% do PIB (Produto Interno Bruto), ante 3,68% no mesmo período de 2007 (R$ 37,432 bilhões). A meta de superávit para o ano é de R$ 62,6 bilhões (2,2% do PIB anual).

domingo, 29 de junho de 2008

Senador Álvaro Dias questiona empréstimos do BNDES para obras no Exterior

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) vai apresentar requerimento nesta terça-feira à Mesa Diretora do Senado para pedir a realização de auditoria do Tribunal de Contas da União em empréstimos do BNDES para obras no Exterior. Álvaro Dias considera "estranho" o montante destinado pelo banco a empresas com investimentos fora do Brasil. Ele identificou repasses da ordem de US$ 600 milhões para a construção do metrô de Caracas (Venezuela), assim como mais de US$ 1 milhão para obras em Angola. Álvaro Dias estima que o banco liberou recursos da ordem de US$ 3 milhões para a execução de obras no Exterior. O senador defende que o BNDES tenha como foco a destinação de recursos para obras no Brasil. "É preciso estabelecer prioridades. Temos que financiar empresas que atuam no Brasil", afirma o senador Álvaro Dias.

Consórcio ganha recurso e leilão de linhas de transmissão prossegue

O Consórcio Amazonas, liderado pela Eletronorte, obteve vitória em recurso que o impedia de participar do leilão de linhas de transmissão de energia promovido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). O consórcio pretendia participar do leilão do lote C (uma das partes do chamado Linhão, que tem 1.829 quilômetros que passam pela floresta amazônica e será o responsável pela interligação do sistema elétrico da região Norte com o restante do País). O leilão das linhas foi suspenso quando o Consórcio Amazonas entrou com o recurso. Como o recurso foi aceito, o lote será leiloado no final do evento tendo esse grupo como o único concorrente já que, até então, ninguém havia se interessado por ele. O leilão do Linhão tem como objetivo reduzir significativamente a chamada CCC (Conta de Consumo de Combustíveis Fósseis), que está embutida nas tarifas de energia do resto do País. A previsão para 2008 é que a CCC chegue a R$ 3 bilhões. A interligação com Manaus era o principal foco do Linhão, já que cerca de 80% da CCC vêm para cobrir gastos com a produção e energia direcionada para a região. Os dois primeiros lotes leiloados, que juntos com o lote C completam o Linhão, tiveram a espanhola Isolux como vencedora. Os dois lotes ligam Tucuruí (PA) até Oriximiná (PA). No total, o leilão compreende cerca de 3.000 quilômetros em 19 linhas de transmissão.

Supremo mantém acusação contra deputado federal Jader Barbalho por apropriação ilegal de dinheiro

O Supremo Tribunal Federal negou por unanimidade, na última quinta-feira, o recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) contra denúncia aceita pelo tribunal em novembro de 2006. Barbalho é acusado de peculato (utilizar-se do cargo exercido para apropriação ilegal de dinheiro). A denúncia, oferecida pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, no final de 2003, refere-se à época em que Barbalho foi ministro da Reforma e do Desenvolvimento Agrário. Ele é acusado de desvio de dinheiro público mediante possível supervalorização de indenização em processo de desapropriação do imóvel rural Vila Amazônia, no Pará, em 1988, quando ocupava o ministério.

Banco Central vai autorizar banco estrangeiro a ter conta em reais no Brasil

O Banco Central anunciou na sexta-feira uma série de mudanças nas regras de câmbio com o objetivo de aumentar o uso de real nas transações comerciais e financeiras, como já acontece atualmente com o dólar. A principal conseqüência é que os exportadores brasileiros poderão fazer suas vendas em reais e receber o dinheiro no Brasil sem a necessidade de se usar contratos de câmbio, o que reduzirá custos. Para isso, bancos estrangeiros poderão abrir contas em reais no Brasil para fazer o pagamento na moeda nacional. Ou seja, um banco brasileiro servirá de correspondente bancário para uma instituição estrangeira. Pela nova regra, o importador estrangeiro poderá comprar reais no banco em seu país para pagar o exportador brasileiro, que receberá o dinheiro aqui no Brasil. Essas mudanças ainda precisam passar pelo Conselho Monetário Nacional para serem regulamentadas e entrarem em vigor.

Reservas internacionais do Brasil atingem marca inédita de US$ 200 bilhões

As reservas internacionais do Brasil atingiram na última sexta-feira a inédita marca dos US$ 200 bilhões. O Banco Central, que divulga as reservas com um dia de atraso, informou na sexta-feira que as reservas marcaram US$ 200,231 bilhões. No final de abril, as reservas giraram em torno dos US$ 197,915 bilhões. No início do ano eram de US$ 181,378 bilhões. As compras diárias de dólares no mercado doméstico de câmbio feitas pelo Banco Central contribuíram para o alcance do novo patamar. Segundo dados do Banco Central, o valor está próximo da dívida externa total, que alcançou US$ 201,6 bilhões em março (dado verificado) e US$ 203 bilhões em maio (dado estimado). A dívida de curto prazo caiu de US$ 39 bilhões para US$ 38,2 bilhões. A dívida de médio e longo prazo subiu de US$ 162,6 bilhões para US$ 164,8 bilhões.

Juíza de Santa Catarina rejeita ação contra jornal Folha de S. Paulo movida por fiel da Igreja Universal

A juíza da 2ª Vara Cível de Xanxerê (SC), Maira Salete Meneghetti, rejeitou a ação de indenização movida em nome de um fiel da Igreja Universal do Reino de Deus contra o jornal Folha de S. Paulo e a jornalista Elvira Lobato. Na sentença, a juíza Maira Salete Meneghetti entendeu que o fiel João Carlos dos Santos Mello não era parte legítima para representar contra o jornal. A reportagem "não menciona o nome do autor, não difama os fiéis da igreja e muito menos "acusa de bandidos todos os dizimistas da Iurd", como quer o autor na sua esforçada, para não dizer forçada, explanação". Para a juíza de Xanxerê (cidade localizada a cerca de 550 quilômetros de Florianópolis), se houve alguma ofensa, "não foi com certeza sofrida pelo autor, muito menos em sua honra subjetiva, por mais suscetível que possa o autor ser". Até sexta-feira haviam sido ajuizadas 97 ações em nome de fiéis que se dizem ofendidos com a reportagem "Universal chega aos 30 anos com império empresarial", publicada em dezembro. Foram proferidas 38 sentenças, todas favoráveis ao jornal paulista.

Banco do Sul terá um capital inicial de US$ 10 bilhões

O Banco do Sul contará com um capital inicial assinado de US$ 10 bilhões, resolveram na sexta-feira, em Buenos Aires, os ministros de Economia e representantes de sete países sul-americanos que participam do projeto. "O Banco do Sul entrou na etapa final de definições relacionadas com seu convênio constitutivo" e seu "montante de capital autorizado será de US$ 20 bilhões", afirmou um comunicado divulgado pelo Ministério da Economia argentino. As decisões foram adotadas em reunião na qual estavam presentes representantes da Argentina, Bolívia, Brasil, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Juíza militar mantém prisão do sargento Laci Araujo e pede exame psiquátrico

A juíza Zilah Maria Petersen, do Conselho Permanente de Justiça do Exército, manteve na última sexta-feira a prisão do sargento Laci Marinho de Araújo, que responde a processo por deserção, e decidiu submetê-lo a uma perícia neuro-psiquiátrica nesta semana, com médicos civis do Hospital das Forças Armadas, em Brasília. "Continuo sendo judeu num campo de concentração", reagiu aos gritos o sargento Laci Araujo, ao deixar, algemado e escoltado, a sala da Auditoria Militar, no Superior Tribunal Militar, onde prestou depoimento. O sargento Laci Marinho de Araújo, que tornou pública sua relação homossexual com o ex-sargento Fernando Alcântara, que obteve baixa do Exército também na última sexta-feira, foi levado para a cadeia da Polícia do Exército, no Setor Militar Urbano. "É uma homofobia estatal", criticou seu companheiro, que acompanhou a audiência. Ambos acusam o Exército de estar perseguindo Laci Araújo pela sua condição de homossexual. Isto não é verdade, ele está sendo contestado por seu ativismo gay dentro das Forças Armadas. Segundo Fernando Alcântara, o desabafo de Laci Araújo ao deixar a audiência demonstrou que está "totalmente transtornado e sofrendo intensa tortura psíquica”. Na sua opinião, "o ideal teria sido que ele, no estado emocional em que se encontra, fosse direto para o hospital e não para uma cela, o pior lugar para quem tem transtorno de pânico". Os dois revelaram a relação em entrevista que foi capa da revista Época. O Exército prendeu Laci Araújo, logo em seguida, depois de uma outra entrevista dos dois a um programa de televisão na Rede TV. Laci Araújo voltou a ser preso na última semana. Em depoimento de duas horas na Auditoria Militar, Laci Araújo disse que o general Adelmar da Costa Machado Filho, em conversa com um subtenente chamado Reis, usou palavras chulas ao comentar seu relacionamento com o então sargento Fernando Alcântara, chamando ambos de "casal gay". Relatou, também, que o apartamento que divide com o companheiro, na Superquadra 3065 Norte, foi invadido por policiais do Exército na ausência dos dois, ocasião em que desapareceu um palm top. O Exército processa Araújo alegando que não retornou ao trabalho, no Hospital Geral do Exército, após sua licença médica de dois anos, por crises nervosas, ter vencido em abril último. O Exército rejeitou o atestado médico que apresentou para não retornar ao hospital, considerando-o apto para o trabalho. O julgamento no Superior Tribunal Militar por deserção ainda não tem data marcada.

Medida Provisória cria crédito do País de US$ 120 milhões para o Banco Central argentino

A Medida Provisória 435, publicada na sexta-feira no Diário Oficial da União, cria a margem de contingência para o funcionamento do Sistema de Pagamentos em Moedas Locais (SML), ambiente em que transações de comércio exterior entre Brasil e Argentina poderão ser liquidadas em pesos ou reais, sem a necessidade de câmbio para uma terceira moeda, como o dólar norte-americano. Para esse fundo, a Medida Provisória autorizou a concessão de um crédito de até US$ 120 milhões do Banco Central do Brasil junto ao Banco Central da Argentina. A margem visa garantir o funcionamento do SML, mesmo em situações excepcionais, como em caso de erro humano e falha operacional ou tecnológica. Ao mesmo tempo, o Banco Central da Argentina deve autorizar a criação de margem de contingência de igual valor junto ao Banco Central do Brasil.

Equador moderniza Exército com aviões da Embraer

O ministro da Defesa do Equador, Javier Ponce, confirmou na sexta-feira que seu país modernizará as Forças Armadas com a aquisição de vários aparelhos, incluindo aviões da Embraer. “Concluímos a negociação do avião presidencial e a das duas flotilhas de Super Tucanos, que devem chegar ao país em aproximadamente dez meses, apesar de os construtores terem advertido que esse prazo pode ser um pouco maior”, afirmou ele. Além dos aparelhos da Embraer, as Forças Armadas equatorianas vão comprar duas lanchas militares e helicópteros de fabricação indiana. “Além de buscar o fortalecimento da Força Aérea Equatoriana, estas medidas tem como objetivo aplicar o programa emergente de vigilância e controle da conflituosa fronteira com a Colômbia”, declarou Javier Ponce.

Presidente do Tribunal de Contas gaúcho pede férias enquanto é investigado

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio do Grande do Sul, conselheiro João Luiz Vargas, resolveu pedir férias na última sexta-feira. A medida foi justificada por duas razões. A primeira para deixar seus colegas de Tribunal de Contas do Estado "mais à vontade" para investigar seu envolvimento na fraude do Detran-RS. O segundo motivo, segundo o próprio Vargas, foi para ter tempo para preparar sua defesa. Ele é acusado de fornecer apoio ao esquema de desvio de dinheiro público da autarquia. João Luiz Vargas é citado em gravações interceptadas pela Polícia Federal na Operação Rodin. Em uma delas, o ex-presidente do Detran Flávio Vaz Netto diz ao então diretor da CEEE, Antônio Dorneu Maciel, que iria pedir a ajuda do presidente do Tribunal.

ONU diz que Rio Grande do Sul é Estado em que mais se consome drogas

Um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) indica que os gaúchos estão entre os campeões no consumo de drogas no Brasil. Em primeiro lugar, naturalmente, estão São Paulo e Rio de Janeiro. A ONU descobriu que os gaúchos ocupam a segunda posição no uso de crack (droga pesadíssima e que cria dependência imediata no seu usuário) e maconha, e a terceira no consumo de cocaína (droga que também dera dependência imediata). A pesquisa ouviu 343 pessoas em sete cidades. O perfil predominante de quem consumiu droga pelo menos uma vez é o de um homem com idade acima de 35 anos, casado, com ensino médio completo, pertencente à classe C e que se diz católico. De janeiro do ano passado até o dia 20 deste mês, foram apreendidos no Rio Grande do Sul quase 6 mil quilos de drogas.

Caminhão com documentos da Fenaseg chega a Porto Alegre nesta segunda-feira

Um caminhão contendo documentos que podem caracterizar desvio de dinheiro público deve chegar a Porto Alegre nesta segunda-feira. Ele transporta cópias de comprovantes de depósito das pessoas e empresas que foram beneficiadas com convênios entre a Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg) e o Detran. Estiveram na sede da Fenaseg, na última sexta-feira, os deputados estaduais petistas Fabiano Pereira e Raul Pont. Eles foram se reunir com a diretoria da Fenaseg e pretendiam trazer os documentos de avião. É inacreditável a gigantesca incompetência e preguiça dos deputados estaduais da base de apoio do governo de Yeda Crusius (PSDB). Evidentemente que esses deputados estaduais petistas precisavam ter viajado acompanhados. E mais, os documentos originários da Fenaseg precisam abranger a gestão petista do governo Olívio Dutra, quando foi inaugurada a fraude com a Fenaseg. Toda a gestão do petista Mauri Cruz precisa ser investigada.

Ex-deputado José Dirceu ataca a petista Federação dos Jornalistas

O ex-deputado federal petista José Dirceu (cassado por corrupção) atacou a também petista Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) em seu blog. Em texto intitulado “FENAJ - o alinhamento automático com patrões”, o ex-ministro chefe da Casa Civil, demitido por envolvimento no escândalo do mensalão, defende a decisão judicial que impediu o Jornal da Tarde (de São Paulo) de publicar uma matéria investigativa sobre o Cremesp. A petista Fenaj foi uma das inúmeras vozes da sociedade civil brasileira que criticaram a medida. A defesa da liberdade de imprensa foi o motivo para o ex-parlamentar cassado por corrupção bombardear a petista Fenaj. Disse José Dirceu: “Considero grave o fato de a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) a cada dia vir se alinhando mais com as posições dos donos de jornais, como ocorre agora, nesse caso em que o juiz federal substituto da 10ª Vara Cível de São Paulo, Ricardo Geraldo Rezende Silveira, proibiu o Jornal da Tarde, do Grupo Estado, de publicar reportagem sobre supostas irregularidades no Conselho Regional de Medicina do Estado. O presidente da FENAJ, Sérgio Murilo de Andrade, classificou a medida como "censura", a mesma posição do advogado do jornal e do presidente nacional da OAB. É evidente que não é censura! Se o CREMESP apresentou provas de que o JT está em campanha contra ele e que o que publica sobre a entidade é difamatório, e o juiz não puder proibir a publicação, seria o mesmo que o magistrado, sabendo, não pudesse impedir um crime porque ele ainda não foi cometido. Pior, ou tão grave quanto, é a OAB e a FENAJ, além de considerarem censura, falarem em cultura autoritária e proporem direito de resposta e indenização a quem (no caso o CREMESP) se julga atingido por reportagens ou artigos. Isso é um absurdo porque todos sabemos que os juízes não tem mais coragem de enfrentar os jornais e os grandes grupos de mídia”. Nada de diferente poderia se esperar de alguém como José Dirceu, formado em cursos de contra-informação em Cuba.

PSOL homologa candidatura de Heloísa Helena a vereadora em Maceió

A candidatura da ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) à Câmara Municipal de Maceió foi homologada na última quinta-feira na convenção do partido. O PSOL vai disputar a eleição municipal na capital alagoana em outubro sem coligações. Para obter ao menos uma vaga no Legislativo municipal, Heloísa Helena e os candidatos a vereador do partido terão que somar pelo menos cerca de 18 mil votos, que é o coeficiente eleitoral em Maceió (quantidade de votos para eleger um vereador). "Vamos ter que trabalhar muito, mas a militância está animada com a possibilidade concreta de ter ao menos um representante de esquerda na Câmara", disse Ricardo Barbosa, presidente do diretório municipal do PSOL em Maceió. Em 2006, quando disputou a Presidência da República, Heloísa Helena teve 24,5% dos votos válidos em Maceió, equivalente a 92,8 mil votos. Atualmente sem mandato, a ex-senadora preside o Diretório nacional da sigla.

TSE decide que entrevista com candidatos não é propaganda eleitoral antecipada

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou na sessão da última quinta-feira, por 6 votos a 1, a proposta que permite que candidatos e pré-candidatos às eleições municipais dêem entrevistas jornalísticas, participem de debates e encontros antes do dia 6 de julho, quando começa a propaganda eleitoral. Com a mudança, os entrevistados podem falar sobre suas propostas de governo sem que as entrevistas sejam consideradas propaganda eleitoral antecipada. A proposta foi do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Ayres Britto, substituindo o artigo 24 da Resolução 22.718, que permitia aos pré-candidatos darem entrevista antes do período de campanha "desde que não exponham propostas de campanha". O novo artigo 17 traz a seguinte determinação: "Os pré-candidatos e candidatos poderão participar de entrevistas, debates e encontros, antes de 6 de julho de 2008, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos, observado, pelas emissoras de rádio e televisão, o dever de conferir tratamento isonômico aos que se encontrarem em situação semelhante". Para evitar "eventuais abusos", no artigo 17, foi incluído o seguinte parágrafo: "eventuais abusos e excessos, assim como as demais formas de uso indevido do meio de comunicação, serão apurados e punidos". De acordo com Ayres Britto, os canais de rádio e TV não podem oferecer tratamento preferencial ou diferenciado a um ou outro candidato, por dependerem de concessão pública. Contudo, os jornais impressos têm liberdade de opinião e podem expressar seu apoio preferencial a um ou outro candidato.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Irã diz que utilizará cem novas plataformas de petróleo nos próximos 10 anos

O diretor da Companhia de Petróleo do Irã, Seyfollah Jashnsaz, afirmou que seu país precisa de cem perfuradoras para buscar petróleo em solo e águas iranianas nos próximos dez anos, 60 das quais já estão prontas para operar. A declaração do diretor foi feita na inauguração daquela que, segundo o Governo iraniano, é a maior plataforma marítima do Oriente Médio. "A indústria de perfuração deverá extrair 695 milhões de barris nos próximos dez anos e aumentar as reservas de gás para até 155 bilhões de metros cúbicos ao ano", disse Jashnsaz. "Por isso, é necessário que o Irã disponha de uma infra-estrutura apropriada", acrescentou.

Ônibus interestaduais ficarão 6,396% mais caros

As pessoas que dependem dos ônibus interestaduais para viajar vão pagar mais caro a partir do dia 1º de julho. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) autorizou que as empresas de ônibus interestaduais e internacionais reajustem suas tarifas em 6,396%. O índice de reajuste das tarifas interestaduais e internacionais ficou em 4,8% no ano passado. Em 2006 o reajuste de 9,29%, e em 2005, 14,84%.

Consumo de energia elétrica cresceu 3% em maio

O consumo de energia elétrica em maio cresceu 3% em relação ao mesmo mês de 2007, totalizando 32.501 GWh (gigawatts/hora), informou a EPE (Empresa de Pesquisa Energética) na quinta-feira. No ano, o consumo nacional chega a 161.545 GWh, o que representa um incremento de 3,1% sobre o período de janeiro a maio de 2007. Nos últimos 12 meses, a demanda por energia elétrica soma 384.357 GWh, 4,8% acima do constatado em período correspondente imediatamente anterior. O consumo em maio foi o maior do ano, segundo a EPE. O consumo residencial registrou maior incremento, com 4,9% de expansão frente a maio de 2007, totalizando 7.942 GWh. De janeiro a maio, acumula crescimento de 3,4%, somando 39.606 GWh. Nos últimos 12 meses, a demanda residencial chegou a 92.169 GWh, 4,5% a mais do que em igual período do ano anterior. O consumo industrial aumentou 2,4% em relação a maio do ano passado, chegando a 15.015 GWh. No acumulado do ano, a expansão da demanda da indústria é de 3%, totalizando 73.279 GWh.

Corpo de Sylvinha Araújo enterrado em Itapecerica da Serra


O corpo da cantora Sylvinha Araújo foi enterrado no final da tarde de quinta-feira, no cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A artista estava internada no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, e morreu por volta das 20h30 da quarta-feira, aos 56 anos, em decorrência de um câncer de mama, doença com a qual convivia havia 12 anos. "Íamos fazer 39 anos de casamento em 23 de julho deste ano, fora os dois anos de namoro. Tudo que a Sylvinha fazia, ela pensava em fazer muito bem. O que vai ficar para sempre é a obra que ela deixou. Ela tem uma imagem muito querida, agradava dos jovens aos mais velhos. Ela sempre teve fãs de todas as idades, espalhados por todo o Brasil, resultado de um trabalho em 42 anos de carreira", falou o viúvo da cantora, Eduardo Araújo. Sylvinha estava internada desde o último dia 4. Ela deixa dois filhos, Mônica Araújo, de 37 anos, e Edu Luke, de 30 anos. Ambos trabalham no meio musical. Sílvia Maria Vieira Peixoto Araújo nasceu em 16 de setembro de 1951, em Mariana, e foi criada em São João Del Rey (ambas em Minas Gerais). Tornou-se cantora profissional com apenas 14 anos, quando lançou seu primeiro disco, com as músicas "Vou botar Pra Quebrar" e "Feitiço de Broto". Sylvinha ganhou fama na época da jovem guarda, ao lado de ícones como Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. Sua voz potente emprestou força a canções como "Paraíba" (de Luiz Gonzaga), o que na época rendeu comparações até com a cantora norte-americana Janis Joplin. Ela chegou a vender mais de um milhão de discos em sua carreira e gravou inúmeros jingles publicitários. Nos anos 70 afastou-se da música. Voltou a cantar no final da década. Entre os anos 70 e 80, foi jurada de programas de calouros apresentados por Silvio Santos. Ao lado do marido, Eduardo Araújo, lançou no ano passado a compilação ao vivo "40 Anos de Jovem Guarda".

Rede Globo acusa Record de espionagem e demite funcionário

A TV Globo enviou nesta quinta-feira uma notificação para a TV Record sobre uma possível ação de espionagem, informa um comunicado da Central Globo de Comunicação. Segundo o informe, "um funcionário da Globo foi desligado da empresa por ter divulgado", por meio de seu e-mail corporativo, "informações sigilosas" da emissora carioca. Diz o comunicado: "A TV Globo enviou hoje notificação para a TV Record sobre uma possível ação de concorrência desleal. Um funcionário da TV Globo foi desligado hoje da empresa por ter divulgado, através de seu e-mail corporativo, informações sigilosas desta emissora. Diversas informações confidenciais, tanto de natureza comercial quanto estratégica, tais como a lista de fornecedores, foram repassadas para um funcionário da TV Record. Como o uso de segredos comerciais e estratégicos pode causar grandes prejuízos a qualquer empresa, a TV Globo informou à TV Record de que tomou conhecimento do fato, que pode configurar inclusive um ilícito criminal, e de que está estudando as medidas legais cabíveis. Central Globo de Comunicação. Rio de Janeiro, 26 de junho de 2008”.

Paulinho da Força Sindical apresenta defesa escrita ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados

Faltando menos de quatro horas para o horário final para acabar o prazo para apresentação de sua defesa por escrito ao Conselho de Ética da Câmara, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical (PDT-SP), encaminhou o documento ao órgão, nesta quinta-feira. A defesa foi entregue por funcionários de seu gabinete à assessoria do conselho. O relator do processo, deputado federal Paulo Piau (PMDB-MG), pretende analisar o documento no fim de semana. Paulinho foi denunciado ao Conselho de Ética pela Corregedoria Geral da Câmara dos Deputados por quebra de decoro parlamentar. O deputado é acusado de envolvimento em um esquema de fraudes no BNDES, investigado durante a Operação Santa Tereza, da Polícia Federal. Depois da análise da defesa escrita, o Conselho de Ética vai ouvir as explicações orais do deputado. Paulinho poderá escolher entre duas datas (2 e 8 de julho) para apresentar sua defesa oral.

Desembolsos do BNDES chegam a R$ 78,6 bilhões nos últimos 12 meses

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) registrou desembolsos de R$ 78,6 bilhões nos últimos 12 meses encerrados em maio, 36% acima do verificado em igual período anterior. O volume é recorde para um período de 12 meses. As aprovações somaram R$ 110,9 bilhões no período, 24% a mais, na mesma base de comparação. Os enquadramentos ficaram em R$ 129,7 bilhões (21% sobre igual período anterior) e as consultas chegaram a R$ 142,2 bilhões, o que representa incremento de 20%. De janeiro a maio, os desembolsos do banco somaram R$ 32,7 bilhões, 70% acima do verificado em igual período em 2007. As aprovações chegaram a R$ 42,4 bilhões, incremento de 40%; as consultas somaram R$ 66 bilhões, alta de 30%; e os enquadramentos totalizaram, R$ 57,8 bilhões, 28% acima do constatado entre janeiro e maio do ano passado. Os desembolsos para o setor de infra-estrutura tiveram crescimento de 85%, totalizando R$ 32,2 bilhões. Esse desempenho foi influenciado pelas liberações para projetos de energia elétrica e transportes terrestres. No ano, os desembolsos para o setor somaram R$ 12,7 bilhões. Entre as aprovações, o setor de infra-estrutura continuou liderando, com alta de 58%, totalizando R$ 47,9 bilhões nos últimos 12 meses encerrados em maio.

Governo Lula prorroga prazo para abertura de concurso da Abin

O Ministério do Planejamento anunciou mudanças no concurso público para a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), autorizado no ano passado. Pelas novas regras, fica prorrogado para os próximos 180 dias o prazo para que a Abin abra inscrições para a realização do concurso público. Também foi determinado que as 190 vagas previstas anteriormente para analista e assistente de informações sejam designadas para os cargos de oficial de inteligência (nível superior, com 160 vagas) e agente de inteligência (nível intermediário, com 30 vagas). O concurso público para ingresso de novos servidores no quadro efetivo da agência será realizado em duas etapas. Após a prova inicial, a segunda fase será constituída de um curso de formação. Por se tratar de um processo prolongado, segundo o ministério, a contratação dos aprovados deverá ocorrer somente em 2009.

Ministério prorroga prazo para abertura de concurso da Abin

O Ministério do Planejamento anunciou mudanças no concurso público para a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), autorizado no ano passado. Pelas novas regras, fica prorrogado para os próximos 180 dias o prazo para que a Abin abra inscrições para a realização do concurso público. Também foi determinado que as 190 vagas previstas anteriormente para analista e assistente de informações sejam designadas para os cargos de oficial de inteligência (nível superior, com 160 vagas) e agente de inteligência (nível intermediário, com 30 vagas). O concurso público para ingresso de novos servidores no quadro efetivo da agência será realizado em duas etapas. Após a prova inicial, a segunda fase será constituída de um curso de formação. Por se tratar de um processo prolongado, segundo o ministério, a contratação dos aprovados deverá ocorrer somente em 2009.

PTB anuncia apoio a candidato do PMDB no Rio de Janeiro

O deputado estadual Eduardo Paes, candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro pelo PMDB, e nome do governador Sérgio Cabral para a eleição, recebeu apoio nesta quinta-feira do PTB. Este foi o terceiro partido a anunciar apoio oficial à candidatura de Paes, lançada no domingo passado. Paes se reuniu na manhã de quinta-feira com a vereadora Cristiane Brasil (PTB), filha do ex-deputado Roberto Jefferson. Até agora, além do PTB, PP e PSL também já anunciaram apoio à campanha de Paes. O PTB, por orientação de Jefferson, havia manifestado intenção de apoiar o senador Marcelo Crivella (PR), que é pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, segundo a vereadora Cristiane Brasil. Mas, com a desistência do governador Sérgio Cabral em apoiar o pré-candidato do PT, o deputado estadual Alessandro Molon, e a confirmação da candidatura própria do PMDB, a vereadora disse que voltou atrás.

Supremo adia julgamento da legalidade de taxa de matrícula em universidades federais

O Supremo Tribunal Federal adiou na última quarta-feira, por falta de quorum, o julgamento do recurso extraordinário que discute a cobrança de taxa de matrícula por universidades federais. O recurso deverá ser julgado na próxima semana. O número mínimo de ministros (oito dos 11) não havia sido alcançado, pois quatro deles haviam viajado a São Paulo para participar do velório da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. O processo contra a cobrança foi iniciado pelo estudante Marcos Alves Lopes, da Universidade Federal de Goiás, e teve decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. No acórdão, o TRF-1 afirmou que a cobrança da contribuição como requisito para matrícula é inconstitucional por violar o artigo 206 da Constituição, que prevê "gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais". A universidade recorreu da decisão junto ao Supremo em outubro de 2006, argumentando que a Constituição não tira da sociedade o dever de colaborar, apesar de prever a gratuidade do ensino de instituições públicas. A UFG diz, ainda, que "não se trata de taxa, como espécie de tributo, mas de preço público".

Presidente do Supremo diz que processo de Cacciola vai ser julgado "integralmente" no Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, disse nesta quinta-feira que acredita no julgamento integral do ex-banqueiro Salvatore Cacciola no Brasil. A Corte Européia de Direitos Humanos negou um recurso do ex-banqueiro que poderia evitar sua extradição para o Brasil. Para efetivar a extradição, falta apenas a decisão do Poder Executivo de Mônaco, que é representado pelo príncipe Albert. "Tenho a impressão que o devido processo vai ser aqui aplicado integralmente", disse Mendes, após participar de almoço em homenagem aos jogadores vitoriosos da Copa de 1958, no Palácio do Itamaraty.

Ministério Público denuncia 12 por prisão da menina junto com homens no Pará

O Ministério Público do Pará denunciou nesta quinta-feira 12 pessoas envolvidas na prisão de uma garota com homens em cela da delegacia de Polícia Civil de Abaetetuba (PA). Entre os denunciados estão cinco delegados, três agentes prisionais e um investigador da Polícia Civil. O caso da prisão da jovem em uma cela com homens foi denunciado pelo Conselho Tutelar do Pará em novembro de 2007. Presa sob acusação de furto no dia 21 de outubro, ela foi mantida em uma cela de Abaetetuba até o dia 14 de novembro com 20 homens. Segundo o Conselho Tutelar, a adolescente apresentava marcas de violência no corpo, inclusive queimaduras de cigarro, e sofreu abuso sexual por parte dos presos em troca de comida. A denúncia foi assinada pela promotora Ana Carolina Vilhena Gonçalves e apresentada à 3ª Vara Criminal de Abaetetuba. Isso ocorreu no governo petista de Ana Julia Carepa. Esse é o modo petista de governar.

Paulo Vanucchi quer que militares do Rio de Janeiro sejam julgados por crime de tortura

O ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi, disse nesta quinta-feira que os militares do Exército suspeitos de entregar três homens do Morro da Providência a traficantes do Morro da Mineira, rivais na criminalidade, praticaram crime de tortura. "Há todas as evidências de que os três jovens foram barbaramente torturados e mutilados. Nesse sentido é fundamental que o procedimento judicial leve em conta o crime de tortura que antecedeu os três homicídios e a co-autoria dos militares que levaram os três jovens para o crime organizado", afirmou o ministro petista. Ele manifestou seu desejo de vê-los enquadrados na lei de tortura, com penas de dois a oito anos de prisão. Vanucchi criticou ainda a tese da defesa dos militares segundo a qual eles só pretendiam pregar um susto nos jovens. "Não há nenhuma chance de prosperar o argumento de que ao entregar para o crime organizado, os responsáveis ou co-responsáveis queriam apenas pregar um susto. Eles sabiam muitos bem, pois já estavam ali no morro há meses. No crime organizado ninguém é anjo. São criminosos capazes de violências como essas", disse Vanucchi. No último dia 14, três homens do morro da Providência foram entregues a traficantes do morro do Mineira, rivais aos da Providência, por um grupo de militares do Exército que ocupava a comunidade para fazer a segurança das obras.

Um quarto do mundo terá acesso à internet em 2012

O número de usuários de internet vai chegar a 1,8 bilhões de pessoas em 2012, alcançando um quarto da população mundial. Segundo previsão da consultoria JupiterResearch, o crescimento ocorrerá principalmente em economias emergentes, com Brasil, Rússia, Índia e China. A JupiterResearch aponta que o número de internautas vai crescer 44% até 2012, em relação aos dados de 2007, alavancado principalmente por países em desenvolvimento. Em dados absolutos, a China deve ultrapassar os Estados Unidos no número de usuários freqüentes de internet. A Índia deve ficar com o terceiro lugar. Apesar disso, a consultoria avalia que, em 2012, esses países ainda estarão muito atrás de potências como os Estados Unidos no que se refere ao índice da população com acesso à rede. O Brasil é uma mostra de como os países emergentes estão em processo contínuo de adesão da internet. O País é, por exemplo, o que mais usa sites relacionados a comunidades, como redes socais, tanto em horas gastas nesse tipo de site quanto no número de acessos. Dados do Ibope/NetRatings indicam que, em abril deste ano, 17,5 milhões de pessoas navegaram nesses portais utilizando conexão residencial, o maior número entre os dez países analisados pela empresa. E a última medição divulgada pela empresa indica que o acesso por internet em banda larga no Brasil cresceu 53% em um ano, chegando no mês de abril a 18,3 milhões de usuários residenciais ativos que acessaram a rede em casa pelo menos uma vez no mês. O dado mostra que 82% dos internautas brasileiros utilizaram internet rápida naquele mês. Segundo a pesquisa, 22,4 milhões de pessoas utilizaram internet residencial, em qualquer velocidade, em abril deste ano, um crescimento de 41,3% em relação aos 15,9 milhões de abril de 2007. A alta foi a maior registrada no mês entre os dez países que são monitorados pela Nielsen/NetRatings. O Brasil vendeu 2,82 milhões de PCs no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a cerca de 21,5 unidades por minuto, segundo dados de uma outra consultoria, o IDC. O resultado representa uma alta de 18,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa é que o Brasil feche 2008 com 13 milhões de máquinas vendidas, o que faria do País o quarto maior mercado de PCs do mundo, ultrapassando o Reino Unido.

Brasil é o segundo maior consumidor de cocaína das Américas

O Brasil é o segundo maior mercado de cocaína das Américas, com cerca de 870 mil usuários adultos, entre 15 e 64 anos, somente atrás dos Estados Unidos, que possuem cerca de 6 milhões de consumidores da droga. As informações constam no Relatório Mundial sobre Drogas de 2008, lançado nesta quinta-feira no Instituto Internacional da Paz em Nova York, pelo diretor-executivo do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), Antonio Maria Costa. O maior número de usuários brasileiros se concentra nas regiões Sudeste e Sul do País. No Sudeste, 3,7% da população adulta usa a droga pelo menos uma vez ao longo de sua vida. No Sul, a quantidade é de 3,1%. No Nordeste e Norte os usuários representam 1,2% e 1,3% da população, respectivamente. O Brasil também é responsável pelo maior volume de maconha apreendido na América do Sul no último ano, com 167 toneladas.

Produção de trigo no mundo baterá recorde na próxima safra

O Conselho Internacional de Grãos aumenta a previsão da produção mundial de trigo para os anos de 2008 e 2009 em 8 milhões de toneladas, para 658 milhões, segundo o último relatório da entidade. O montante é 50 milhões de toneladas superior do que em 2007. Já a previsão é que o consumo mundial alcançará 634 milhões de toneladas, 22 milhões a mais que na última temporada. Estas melhores perspectivas são produto de uma maior produção que a prevista anteriormente na China, na Comunidade dos Estados Independentes (CEI), nos Estados Unidos, no Brasil e na Índia.

TCU considera irregulares contas de mais de 3.000 gestores públicos

O presidente do Tribunal de Contas da União, Walton Alencar Rodrigues, entregou nesta quinta-feira ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Ayres Britto, uma lista com os nomes e dados de mais de 3.000 gestores públicos (ministros, secretários estaduais e prefeitos, entre outros) que podem ser impedidos de disputar as eleições de outubro. Os dados se referem a contas públicas apresentadas pelos gestores que foram consideradas irregulares pelo tribunal. Com os dados do Tribunal de Contas da União em mãos, as candidaturas dos gestores citados podem ser declaradas impugnadas, impossibilitando a eleição do político ou autoridade. Os dados completos dos gestores, incluindo nome, município, Estado e o órgão mencionado estão no site do Tribunal de Contas da União.

Conselho do FGTS vai emprestar R$ 1 bilhão para transporte coletivo

O Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) vai emprestar R$ 1 bilhão para financiar a área de transporte coletivo urbano. O programa Pró-Transporte vai financiar a implantação, ampliação e modernização da infra-estrutura do sistema hidroviário e sobre trilhos e pneus. A linha é destinada a obras civis e aquisição de equipamento ou veículos. A linha inclui ainda ações voltadas à inclusão social e mobilidade urbana, como implantação, calçamento ou pavimentação de vias, incluindo ciclovias e construção de pontilhões, além de equipamentos destinados à mobilidade de idosos e pessoas com deficiência.

Eleições municipais aumentam número de suplentes no Senado Federal a partir de agosto

As eleições municipais de outubro vão aumentar o número de suplentes no Senado Federal a partir de agosto, quando pelo menos três parlamentares pretendem se licenciar do cargo para se dedicarem às campanhas nos Estados e municípios. Com as novas licenças, o número de suplentes deve chegar a 20, o que representa 24% dos 81 senadores. Os senadores Raimundo Colombo (DEM-SC), Kátia Abreu (DEM-TO) e Fernando Collor de Mello (PTB-AL) vão se licenciar do cargo para se dedicarem às campanhas municipais. Katia Abreu também vai se empenhar em sua candidatura à presidência da CNA (Confederação Nacional da Agricultura), mas pretende participar de atividades de campanha em Tocantins. Collor, por sua vez, vai se afastar pela segunda vez do Senado desde que assumiu o cargo, em fevereiro do ano passado. O ex-presidente ficou pelo menos seis meses longe do Senado em 2007 para atender a convites para ministrar palestras em todo o País sobre reforma política e meio ambiente. O número de suplentes deve crescer ainda mais, uma vez que os senadores Patrícia Saboya (PDT-CE) e Marcelo Crivella (PRB-RJ) já anunciaram suas pré-candidaturas às prefeituras de Fortaleza e Rio de Janeiro, respectivamente. Dos 81 senadores eleitos para o Congresso, 15 são atualmente suplentes que não receberam votos nas urnas para chegarem ao Senado.

Anac nega pedido de Roberto Teixeira e VarigLog terá de recompor sociedade

A tentativa do escritório de advocacia de Roberto Teixeira, compadre do presidente Lula, de tentar manter o comando da VarigLog nas mãos do fundo norte-americano Matlin Patterson, foi barrada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Conforme decisão publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União, o órgão negou o pedido e manteve a exigência da apresentação da nova composição societária da companhia. O escritório Teixeira, Martins e Advogados pediu que a diretoria da Anac analisasse a tese de que a Constituição não impõe limites a estrangeiros no comando de empresas com sede no País. A argumentação do escritório é que não importa a origem do capital, basta ter sede em território nacional para a empresa atuar. Com a decisão da Anac, fica mantido, portanto, o prazo de 7 de julho para que a VarigLog entregue a nova composição societária da companhia à Anac, em atendimento ao CBAer (Código Brasileiro de Aeronáutica), que exige o controle de 80% das ações com direito a voto em mãos de brasileiros. O órgão ameaça cassar a concessão da empresa caso ela não se adapte até o dia 6 de julho, quando encerra o prazo. Na semana passada, a Justiça decidiu pela exclusão da empresa dos três sócios brasileiros, acusados de gestão temerária, mantendo assim o fundo norte-americano Matlin Patterson como o único sócio da empresa. A VarigLog é a ex-subsidiária da Varig de transporte de cargas.

Greve do Tesouro Nacional deve afetar leilões, repasses e salário de servidores

Os funcionários em greve do Tesouro Nacional e da Controladoria Geral da União prometem atrasar o pagamento de salários dos servidores federais e os repasses para estados e municípios. A greve também deve continuar afetando os leilões de títulos da dívida pública. Os grevistas negociam com o governo Lula a equiparação salarial com os funcionários da Receita Federal. Os servidores da Controladoria Geral da União já estão em greve desde a semana passada. Os do Tesouro, que já haviam paralisado as atividades desde a última semana, decidiram entrar em greve na quarta-feira. Durante a paralisação, o número mínimo de funcionários obrigados a trabalhar (30%) estava alocado de acordo com a determinação do Tesouro Nacional, ou seja, nas áreas mais importantes. Agora, no entanto, o movimento passa a ser regido pela lei de greves e promete deslocar esses mesmos funcionários para outras áreas. Segundo o presidente do Unacon (sindicato da categoria), Fernando Antunes, há um entendimento de que não haverá servidores nas áreas responsáveis pelos leilões semanais do Tesouro, pela liberação de dinheiro para o pagamento dos servidores federais e pelos repasses para estados e municípios. "Nem todos os ministérios devem pagar os funcionários no mesmo dia. Nos Estados e municípios, o problema mais sério é com a análise de projetos", afirmou. Ele diz também que as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) podem ser afetadas. "O Tesouro parado, é o PAC parado. A CGU parada, é o PAC sem fiscalização", afirmou. O sindicato diz ainda que as vendas de títulos públicos na internet para pessoas físicas por meio do Tesouro Direto devem continuar paradas. Apenas as recompras, para os investidores que querem revender os títulos ao governo, estão sendo feitas, sempre às quartas-feiras. Os analistas de finanças do Tesouro e da CGU tem hoje salário inicial de R$ 8.500,00. Já na Receita, o valor inicial é de R$ 10,2 mil. O Estado nacional foi assaltado por dentro por corporações de ponta do serviço público.

CSN anuncia siderúrgica de US$ 6 bilhões em Pernambuco

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou nesta quinta-feira a instalação de uma siderúrgica no Pólo Industrial e Portuário de Suape, no município de Ipojuca, em Pernambuco. A previsão é de produção, dentro de seis anos, de 3,5 milhões de toneladas anuais de aços especiais de alto valor agregado, em um investimento total de US$ 6 bilhões, para atender a todos os segmentos da indústria (da linha branca a naval e automobilística). Hoje, esta produção equivaleria a 10% da produção nacional de aço. De acordo com o diretor executivo de produção da CSN, Enéas Garcia Diniz, o início da construção da siderúrgica, em uma área de 337 hectares nas ilhas de Cocaia e Tatuoca, deve acontecer no primeiro semestre de 2009. A previsão é que ela comece a operar 30 meses depois, produzindo 500 mil toneladas de vergalhão e fio máquina. Nesta primeira fase o investimento será de US$ 1,3 bilhão. Depois serão agregados mais US$ 4,7 bilhões em duas etapas. A CSN tem hoje uma única siderúrgica, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Além da de Pernambuco, uma outra siderúrgica será implantada em Congonhas, em Minas Gerais.

Seguranças da Câmara dos Deputados agridem fotógrafo de O Estado de S. Paulo

A entrega da defesa do deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, nesta quinta-feira, terminou em agressões ao fotógrafo Beto Barata, do jornal O Estado de S. Paulo, por meganhas da Câmara dos Deputados. Na tentativa de impedir o fotógrafo de exercer o seu trabalho, ele foi imobilizado, estapeado e, na agressão física, teve o colete rasgado e uma lente da máquina danificada. A atuação truculenta dos meganhas da Câmara dos Deputados começou quando a funcionária do deputado Paulinho da Força Sindical deixou a sala do Conselho de Ética e seguia pelo corredor em direção a uma das saídas da Casa, a do prédio conhecido como Anexo 2. Irritada por ser fotografada, a funcionária deste exemplo de probidade chamado Paulinho da Força Sindical solicitou a intervenção dos seguranças. Ao ser abordado pelo segurança, o fotógrafo mostrou a credencial e se identificou. Mesmo assim, o meganha da Câmara dos Deputados, Casa que reúne mais de 300 picaretas, conforme definição do presidente Lula, disse que ele estava preso e o imobilizou. Mais meganhas chegaram para levar o fotógrafo para a sala da Segurança da Câmara dos Deputados, localizada no Anexo 3. No meio do caminho, um dos meganhas deu um tapa no rosto de Beto Barata, que reagiu. O tumulto foi formado e o diretor do Departamento de Policia Legislativa da Câmara dos Deputados, o clone de xerife José Gilmar Araújo, foi chamado às pressas e avisou que o profissional não estava preso. A Câmara resolveu abrir sindicância. Vai ficar em absolutamente nada, porque nessa Casa de negócios nada é apurado.

Stédile nega envolvimento na invasão criminosa da Aracruz no Rio Grande do Sul

O chefe nacional da entidade terrorista MST, João Pedro Stédile, negou nesta quinta-feira ter participado da organização da invasão e depredação do viveiro de mudas da Aracruz Celulose, em Barra do Ribeiro (RS), no depoimento que prestou para o juiz Jonatas de Oliveira Pimentel. O ataque das mulheres terroristas do MST ao viveiro da Aracruz aconteceu no dia 8 de março de 2006. Em torno de 1.500 mulheres furiosas, comandadas por uma extremista que já esteve presente no assassinato por degola do soldado brigadiano (policial militar gaúcho) Valdeci de Abreu Lopes, no dia 9 de agosto de 1990 (ela é uma terrorista internacional, que teve inclusive treinamento militar na Líbia), entraram na área de expedição e em um laboratório da Aracruz na Fazenda Barba Negra, e destruíram 3 milhões de mudas de eucalipto e equipamentos de pesquisa, causando um prejuízo calculado em US$ 700 mil. Em Porto Alegre, onde participava de uma conferência sobre reforma agrária, João Pedro Stédile saudava as mulheres por terem chamado a atenção da sociedade para as dificuldades causadas pela monocultura do eucalipto (mas este chefete de terroristas não diz nada sobre o fato de seu colega de partido, o deputado estadual petista gaúcho Ronaldo Zulke ser um do que eles chamam de “latifundiário de deserto verde”). Depois da investigação policial, em abril de 2006, o promotor Daniel Indrusiak denunciou 37 acusados, entre eles o chefe nacional da organização terrorista MST, como líderes ou organizadores da depredação, acusando-os de dano qualificado, furto, formação de quadrilha, seqüestro e cárcere privado. Depois de várias tentativas, a Justiça conseguiu notificar Stédile, que viajou a Barra do Ribeiro acompanhado da advogada Cláudia Mendes Ávila. "Ele deixou claro que não tinha nada a ver com a manifestação das mulheres camponesas e que só soube do fato pela imprensa", relatou Cláudia. Pimentel confirmou que Stédile negou a autoria, participação e envolvimento na ação. O processo corre há dois anos e o juiz admite que deve demorar pelo menos mais dois anos para chegar a uma decisão.

Marco Antonio Audi, ex-sócio da VarigLog, vai depor no Senado Federal no dia 2 de julho

Está marcado para a próxima quarta-feira, dia 2 de julho, o depoimento do empresário Marco Antonio Audi, sócio afastado da VarigLog, na Comissão de Infra-estrutura do Senado Federal. O empresário confirmou sua presença e tem dito a parlamentares que sua intenção é apresentar documentos que comprovem que, no tempo em que estava no controle da companhia cargueira, foram pagos mais de US$ 5 milhões para o escritório do advogado Roberto Teixeira, o compadre de Lula. Segundo Audi, a influência de Teixeira, compadre de Lula, foi decisiva para aprovar as questões relacionadas à VarigLog e à Varig na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No último domingo, o jornal O Estado de S. Paulo apresentou comprovantes relativos a pagamentos de US$ 3,3 milhões ao escritório, além de uma cobrança de US$ 660 mil que ainda não foi paga. Quatro dias antes, o compadre Roberto Teixeira havia declarado no Congresso Nacional que teria recebido R$ 350 mil da VarigLog. Depois, questionado pelo jornal O Estado de S. Paulo, explicou que o pagamento de R$ 350 mil referia-se apenas ao período de abril de 2006, quando o escritório foi contratado pela VarigLog, até junho de 2006, quando o controle acionário da VarigLog foi aprovado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Já os US$ 3,3 milhões referem-se a serviços prestados durante um período de 14 meses, de abril de 2006 até junho de 2007. Depois disso, a assessoria do escritório passou a admitir que os valores poderiam chegar a US$ 5 milhões.

Empresário Zuleido Veras depositou US$ 9,5 milhões na Suíça

O Banco Credit Suisse, investigado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro e evasão fiscal, tinha entre seus principais clientes o empresário Zuleido Veras. O empreiteiro usou a instituição financeira para mandar dinheiro para o Exterior e chegou a ter um saldo de pelo menos US$ 9,5 milhões em uma de suas contas secretas, em Zurique. Os documentos que indicam essas transferências foram apreendidos pela Polícia Federal durante a Operação Suíça, que investiga o Credit Suisse exatamente por lavagem de dinheiro, evasão de divisas e por trabalhar como instituição financeira não autorizada no Brasil. Zuleido Veras, dono da empresa Gautama, foi apontado pela Polícia Federal, na Operação Navalha (em 2007), como o chefe de uma quadrilha que operava em vários Estados, fraudando licitações e praticando irregularidades com verbas públicas. Já o Credit Suisse é alvo de uma investigação ampla por parte do Ministério Público Federal.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Ipea nega interferência de Lula e Mangabeira Unger para deixar de divulgar estimativa de inflação

O Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) negou ter sofrido pressões do governo Lula para deixar de divulgar projeções trimestrais para a economia brasileira, justo no momento em que a alta vive momento de incessante alta. Mas, o órgão, dirigido pelo petista trotskista Marcio Pochmann, confirmou ter recebido orientações do presidente Lula e do ministro da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (Sealopra), Mangabeira Unger, para se concentrar "nas previsões de longo prazo". É inacreditável que um intelectual com longa e respeitada carreira acadêmica internacional, como Mangabeira Unger, submeta-se a uma vigarice intelectual dessa estirpe. Na Carta de Conjuntura, divulgada a cada três meses pelo Ipea e apresentada nesta quinta-feira, o órgão não apresentou projeções sobre a inflação e outros parâmetros econômicos. A única estimativa própria do Ipea publicada no documento foi o crescimento de 5,2% no Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. O restante do documento mostrou números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Banco Central e da Secretaria de Tesouro Nacional, sobre o comportamento da economia brasileira, de abril a junho. O relatório apresentou, ainda, algumas projeções, mas os dados eram do Boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central com instituições financeiras. Ou seja, mérito de Mangabeira Unger, dar guarida à fraude intelectual.

Emocionado, Fernando Henrique Cardoso homenageia sua mulher morta, Ruth Cardoso

O velório da ex-primeira-dama e antropóloga Ruth Cardoso, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), reuniu nesta quarta-feira, na Sala São Paulo, em São Paulo, políticos de todos os matizes, empresários e integrantes do meio cultural. O ex-presidente, muito abalado, chegou ao local, sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, por volta das 12h30. Fernando Henrique Cardoso e dona Ruth estiveram casados por 56 anos. Uma bandeira do Brasil cobria parte do caixão aberto. Ficaram ao lado do corpo dois lanceiros do regimento Nove de Julho da Polícia Militar. Fernando Henrique estava acompanhado dos filhos Paulo Henrique e Luciana. Em visita à Espanha, a filha Beatriz viajou para o Brasil ainda na terça-feira à noite e chegará a tempo de comparecer ao enterro marcado para a manhã desta quinta-feira, no cemitério da Consolação, em São Paulo. O velório foi encerrado às 21 horas. O presidente Lula chegou ao velório no final da tarde na companhia da italiana Marisa Letícia e de oito ministros. Entre eles, a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que casou o grande dissabor dos últimos tempos a Ruth Cardoso, ao mandar bisbilhotar os seus gastos quando esteve na posição de primeira-dama. Ruth Cardoso morreu, aos 77 anos, na noite de terça-feira em sua residência no bairro de Higienópolis, de arritmia grave decorrente de doença coronariana. Na segunda-feira, havia se submetido a um cateterismo e teve alta à noite do Hospital do Rim. O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse que dona Ruth era iluminada e que tinha uma relação especial com o ex-presidente: "Conversavam sem precisar de palavras. Eram conversas regadas a um humor muito fino". O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, confirmou o cancelamento das comemorações dos 20 anos do partido que seriam realizadas nesta quarta-feira no Congresso, em Brasília. "Ruth honrava muito o partido e é como se o partido estivesse sem uma de suas cabeças", afirmou ele. O senador Tasso Jereissati (CE) comentou que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso precisará muito dos amigos: "A vida deles se complementava, ela era parte fundamental dele”. Também o ex-governador Geraldo Alckmin, candidato a prefeito de São Paulo, comentou sobre o estado emocional do ex-presidente: "Fernando Henrique está extremamente emocionado, a vida deles era de décadas juntos, mas se Deus quiser ele vai superar. O trabalho de Ruth na área social, com o programa Comunidade Solidária, foi precursor de uma rede de proteção social que levou ao Bolsa Família no governo Lula. O programa visava combater a exclusão social”. Também o deputado Fernando Gabeira, do PV, afirmou que Ruth Cardoso modernizou a política de assistência social no Brasil "fazendo com que o governo não fosse apenas um intermediário entre necessitados e a iniciativa privada". Fernando Henrique recebeu ligações de condolências do ex-presidente Bill Clinton, da senadora Hillary Clinton e do rei Juan Carlos da Espanha. O presidente Lula, o governador Serra e o prefeito Kassab decretaram luto de três dias. Ela foi velada desde a manhã desta quarta-feira na Sala São Paulo, na região central da capital paulista, em velório aberto ao público. Durante a madrugada e a manhã desta quinta-feira, apenas a família e os amigos próximos devem acompanhar o velório. O cortejo do corpo sairá às 10 horas até o cemitério da Consolação, onde a ex-primeira-dama será enterrada. No final da tarde desta quarta, a filha do casal que estava na Europa, Beatriz, chegou ao Brasil e foi ao velório. O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), decretou luto de três dias no Estado. Após a confirmação da morte, ele foi até o apartamento de Fernando Henrique Cardoso, em Higienópolis, para prestar solidariedade ao ex-presidente. "A Ruth era uma pessoa muito especial, para sua família, para seus amigos, para nosso país. Um exemplo de dignidade, delicadeza, inteligência e carinho pelas pessoas. É uma dor imensa a que sinto nesse momento", disse o governador, durante visita ao apartamento da família: “Os brasileiros ficaram sem a presença de uma mulher generosa, forte e combativa, que sempre sonhou com um país mais solidário, rico e justo. A Ruth Cardoso fará muita falta. Ela era muito querida e presente no partido". Nascida em 19 de setembro de 1930 na cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, Ruth Correa Leite Cardoso foi professora de Antropologia e Ciência Política na USP (Universidade de São Paulo) e pesquisadora do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento) em São Paulo. Bacharel em ciências sociais pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, a ex-primeira-dama se casou em 1953 com Fernando Henrique, com quem teve três filhos. Em 1972, recebeu o título de doutora em Antropologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Anos depois, concluiu pós-doutorado na Universidade de Columbia em Nova York e também foi professora em universidades norte-americanas e inglesas. O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), manteve as votações no plenário da Casa nesta quarta-feira mesmo após receber pedido do líder do PSDB, deputado federal José Aníbal, para cancelamento da sessão, para que os parlamentares do partido pudessem ir a São Paulo para o velório de Ruth Cardoso. Mas, Arlindo Chinaglia não se sensibilizou.

Morre uma das rainhas da Jovem Guarda, a cantora Sylvinha Araújo

A cantora Sylvinha Araújo, uma das representantes do movimento musical da Jovem Guarda, nos anos 60, faleceu às 20h35 desta quarta-feira, no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, por causa de um câncer de mama. Ela tinha 56 anos e era casada com o também cantor Eduardo Araújo, outro membro da Jovem Guarda. Sylvinha Araujo estava internada desde o dia 4 de junho. Lançou diversos discos e gravou mais de 2000 jingles para comerciais. A versão soul que gravou para a música “Paraíba”, de Luiz Gonzaga, rendeu-lhe o apelido de “Janis Joplin brasileira”, dado pelo produtor musical e crítico Nélson Motta. Sylvinha havia se afastado da publicidade há alguns anos para se dedicar, com o marido Eduardo, à sua gravadora, a Number One. Em 2001 lançou o CD “Suave é a Noite”. O enterro será nesta quinta-feira, no cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. No ano passado foram comemorados os 40 anos da Jovem Guarda, um movimento que teve como principais destaques figuras como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Martinha e tantos outros.

Hospital paraense tem 48 horas para explicar morte de bebês no Pará

O Ministério Público Federal deu prazo de 48 horas, a contar desta quinta-feira, para a direção da Santa Casa de Misericórdia do Pará explicar os motivos que provocaram a morte de 12 bebês, no último final de semana, dentro da UTI neonatal. O hospital foi intimado pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão a entregar os prontuários médicos dos recém-nascidos e dizer em que condições eles foram atendidos. Ana Karízia Teixeira, procuradora da República, disse que o Ministério Público Federal já investiga a situação do hospital desde março passado. Ela havia aberto procedimento administrativo depois de receber várias denúncias. Médicos da Santa Casa também apresentaram denúncias ao promotor Ernestino Pantoja, mas ele é do Mistério Público, sabe como é, não é mesmo? Os médicos disseram que o hospital apresenta graves deficiências no atendimento aos pacientes. Faltam medicamentos e condições de trabalho e há aparelhos enferrujados na sala de exames. Até ratos e insetos foram encontrados. Mas, sabe cume, né? Se alguém tocasse fogo nesse hospital, ainda diriam que ele é louco?

Estrangeiros vêem com cautela a expansão do setor naval no Brasil

Maior construtor de navios do mundo atualmente, a Coréia do Sul mira a indústria naval brasileira e seu potencial de encomendas que as novas descobertas na área do petróleo vão demandar. Mas, com cautela, explica o diretor da Sy Marine do Brasil, Ronaldo Arouca. "Eles estão querendo entender qual o futuro dessa área naval, porque ninguém vai colocar dinheiro no Brasil se não tiver um projeto de longo prazo", disse Arouca, representante de companhias coreanas que estão presentes pela primeira vez na Navalshore 2008. Hyundai, Tank Tech, Panasia e Deyang prospectam oportunidades no País, mas sem pressa para decidir investimentos, segundo Arouca. "É um primeiro passo, por isso eles estão vindo, mas só a encomenda da Transpetro não é suficiente, é uma visão de 10 anos, praticamente, é pouco, a Coréia faz um navio a cada 15 dias", ressaltou o executivo. "Eles querem um plano mais concreto do governo brasileiro e das entidades no médio e longo prazo", concluiu. O representante comercial da norueguesa Aker Promar, José Guilherme Vieira, também é reticente quanto a confirmar informações de que o grupo estaria planejando uma expansão: "Ainda falta uma definição do grupo de se vale a pena expandir ou melhorar a área atual". O estaleiro Aker Promar, localizado em Niterói, estuda construir mais uma unidade em Quissamã, no Estado do Rio de Janeiro, ou se vai ampliar as instalações já existentes. Entre as dificuldades para um novo estaleiro, Vieira apontou a demora da licença ambiental e a dragagem de um rio, "que deveria ser feita pelas prefeituras de Campos e Quissamã e que ainda está para acontecer". Sem novos estaleiros ou expansão expressiva dos já existentes será difícil atender a tantas demandas que virão da Petrobras e outras petrolíferas, afirmou o secretário-geral do sindicato do setor, Sérgio Leal. "Principalmente quando começar a exploração da área pré-sal no País", uma faixa de 800 quilômetros que se estende na costa brasileira do Espírito Santo a Santa Catarina e que pode conter bilhões de barris de petróleo. "O Brasil virou um grande produtor e cada plataforma que for instalada vai demandar uns três navios de apoio", afirmou Leal. Ele garantiu que novos estaleiros serão realmente instalados e citou como exemplo o anúncio feito pelo governo do Maranhão, na semana passada, de que iria incentivar a instalação de um estaleiro naquele Estado, provavelmente como grupo Mauá/Eisa.

Tribunal Regional Federal condena Requião a pagar nova multa de R$ 200 mil

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), foi multado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região ao pagamento de nova multa de R$ 200 mil sob acusação de ter descumprido ordem de não fazer ataques verbais a entidades públicas, à imprensa e a adversários políticos durante o programa “Escola de Governo”. O programa transmite a reunião do governador com seu secretariado pela Rádio e Televisão Educativa (RTVE) às terças-feiras, pela manhã. O pedido para a multa foi feito pelo Ministério Público Federal. A determinação para que Requião controlasse suas palavras foi proferida no início de janeiro pelo desembargador do TRF-4, Edgard Lippmann Júnior. Na primeira reunião após a ordem, uma tarja foi apresentada na televisão com a inscrição: "Censurado pelo desembargador Edgard Lippmann Júnior". Esta manifestação valeu ao governador a multa de R$ 50 mil prevista na sentença. Uma nova desobediência custaria R$ 200 mil, o que acabou acontecendo no fim de fevereiro. Agora a multa foi repetida por críticas ao Judiciário no dia 11 de março. Na oportunidade, o governador disse que a maioria dos homicídios ocorridos em Curitiba tinha como autor condenados que gozavam do regime semi-aberto e criticou os critérios utilizados pelos juízes.

Ministério Público do Mato Grosso do Sul entra com 5ª ação por desvio de recursos públicos contra Zeca do PT

O Ministério Público do Mato Grosso do Sul protocolou nesta quarta-feira na Justiça a quinta ação civil de desvio de verbas públicas contra o ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT. A exemplo das outras quatro ações que foram interpostas este ano, a denúncia do Ministério Público é sobre um sistema envolvendo agências de publicidade, gráficas e funcionários públicos estaduais na formação de caixa 2 com dinheiro destinado à propaganda oficial do governo de Mato Grosso do Sul. O processo foi distribuído para a Vara de Direitos Difusos Coletivos e Individuais Homogêneos. O Ministério Público denuncia o pagamento de quatro notas fiscais frias de um estabelecimento gráfico de Campo Grande, no valor de R$ 156 mil, com dinheiro da Subsecretaria Estadual de Comunicação. Este ano, além das ações cíveis, outras seis ações criminais por peculato foram protocoladas contra Zeca do PT, mas duas delas já foram extintas por decisão do Tribunal de Justiça. A estimativa é de que foram desviados R$ 30 milhões da Subsecretaria de Comunicação. Falta ainda analisar os documentos referentes ao primeiro mandato. Segundo as acusações, as gráficas e agências publicitárias receberam comissões de 17% a 25% do valor das notas frias, expedidas para justificar despesas que não existiram. Conforme os promotores apuraram, o dinheiro era distribuído, em forma de "mensalão", para políticos, jornalistas, publicitários e empresários. O promotor Marco Antônio Sottoriva disse que Zeca do PT e o ex-secretário de Governo do Estado Raufi Marques "valeram-se, reiteradamente, dos contratos publicitários para desviar recursos públicos por meio de notas fiscais frias". Nesta nova ação foram denunciados o ex-governador sul-mato-grossense; a ex-coordenadora de Despesas, Salete Terezinha de Luca; o ex-subsecretário de Comunicação, Oscar Ramos Gaspar; a funcionária da subsecretaria Ana Lúcia Rodrigues Rosa Tavares; o chefe de Gabinete, José Roberto dos Santos; a servidora da área financeira Ivanete Leite Martins; a agência B&W Três Propaganda Ltda e as duas sócias, e o proprietário da Gráfica e Editora Quatro Cores Ltda. (Sergraph), Odyllea Siqueira.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Dólar continua despencando e alcança o menor valor dos últimos nove anos

O dólar caiu 0,75% e foi cotado abaixo da marca de R$ 1,60 nesta quarta-feira. A moeda norte-americana encerrou o pregão negociada a R$ 1,591, o menor valor desde 20 de janeiro de 1999. Na ocasião, o Banco Central decidiu abandonar a paridade de “um para um” entre real e dólar e a moeda estrangeira fechou a R$ 1,59. A divulgação da decisão do Fed de manter a taxa básica de juros nos Estados Unidos mostra que o banco está preocupado com a inflação e isso deixa os investidores mais tranqüilos para aplicar em países emergentes. O grande fluxo da divisa estrangeira no País faz com que o dólar sofra desvalorização.

Três novas usinas serão negociadas em leilão de agosto

Começou nesta quarta-feira, e irá até 9 de julho, a audiência pública documental para a proposta do edital do leilão de ampliação de energia A-5. O leilão está previsto para acontecer em 28 de agosto desse ano e serão negociadas três novas usinas hidrelétricas, Cambuci e Barra do Pomba, no Rio de Janeiro, e Baixo Iguaçu, no Paraná. A energia proveniente dessas usinas começará a ser entregue em 2013. Os preços de referência do leilão ainda não estão no edital. Eles ainda serão propostos pelo Ministério de Minas e Energia e passarão por aprovação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Depois de aprovados, eles vão ser anexados à versão final do documento. As concessionárias que podem participar desse leilão são aquelas que declararam no começo desse ano ao Ministério de Minas e Energia a necessidade de compra de energia elétrica para 2013. O leilão vai negociar contratos de comercialização de energia no ambiente regulado de 30 anos, na modalidade para usinas de fonte hidráulica, e de 15 anos, por disponibilidade para usinas termelétricas e demais fontes. Neste ano foi realizado apenas um leilão de usina hidrelétrica, o de Jirau, vencido pelo consórcio Madeira Energia, liderado por Furnas e Odebrecht.

Supremo concede dados sobre inquérito contra Paulinho da Força Sindical ao Conselho de Ética da Câmara

O Supremo Tribunal Federal concedeu nesta quarta-feira à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados acesso a informações sigilosa do inquérito que tramita na Corte contra o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical. O pedido foi feito pelo presidente da comissão, deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS). As informações serão utilizadas no processo disciplinar no conselho contra Paulinho da Força Sindical para apurar se ele quebrou o decoro parlamentar. Paulinho é investigado no Supremo Tribunal Federal por envolvimento em um esquema de desvio de empréstimos no BNDES, revelado pela Operação Santa Tereza, da Polícia Federal, deflagrada em abril. O ministro Carlos Ayres Britto, relator do inquérito no Supremo, entendeu que as provas colhidas legalmente pela operação da Polícia Federal podem ser usadas em processo administrativo disciplinar. Se a Polícia Federal, por qualquer motivo, passar a ouvir telefonemas de dirigentes da CUT, em todo o País, vai faltar cadeia para recolher tanto dirigente sindical, e periga acabar o PT.

Dilma Rousseff põe na Secretaria de Portos um petista réu em processo por improbidade

Dilma Rousseff põe na Secretaria de Portos um petista réu em processo por improbidadeA ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nomeou como número 2 da Secretaria Especial de Portos, ligada à Presidência da República, um integrante do PT acusado de favorecer a Santos Brasil, empresa controlada pelo Banco Opportunity, de Daniel Dantas. Fabrizio Pierdomenico foi nomeado subsecretário de Planejamento e Desenvolvimento Portuário no dia 2 de junho, apesar de ser réu, desde fevereiro, em processo na Justiça Federal que investiga a concessão para a Santos Brasil, sem licitação, de uma área de 180 mil metros quadrados no Porto de Santos. A acusação foi feita com base no artigo 89 da lei 8.666/93, que prevê crime em casos de dispensa de licitação fora das hipóteses previstas na legislação. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) checou a nomeação de Pierdomenico e enviou relatório para a Casa Civil. Mas, mesmo assim, a nomeação foi feita. A nomeação de Pierdomenico ocorreu pouco mais de um mês depois de a Secretaria Especial de Portos ter concedido outra autorização que favorece a Santos Brasil em sua operação no Porto de Santos. O ministro Pedro Brito (PSB-CE) autorizou a empresa a fazer o estudo de viabilidade para a construção do complexo Barnabé-Bagres, o maior projeto de expansão do setor portuário nacional, que praticamente dobrará a movimentação do Porto de Santos. O empreendimento é orçado em R$ 9 bilhões. Com base neste levantamento é que será feito o edital de licitação para exploração da área. As empresas concorrentes avaliam que, ao fazer o estudo, a Santos Brasil já sai favorecida na disputa. Até setembro, Pierdomenico era diretor comercial e de desenvolvimento da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), administradora do Porto de Santos. Na sua gestão, ele propôs o Plano Diretor de Santos, onde estava previsto o estudo de viabilidade de Barnabé-Bagres. O Ministério Público Federal acusa Pierdomenico e outras cinco pessoas, entre as quais dois executivos da Santos Brasil, de conluio. Segundo a denúncia, os 180 mil metros quadrados, usados na construção do Terminal de Exportação de Veículos, deveriam ter sido licitados em vez de concedidos por meio de Termo de Permissão de Uso (TPU). O espaço era uma condição da Volkswagen para ampliar a exportação do Fox, produzido em São Bernardo do Campo, reduto eleitoral do PT. Graças a essa área, a Santos Brasil acumulou 762.141,24 metros quadrados em Santos, mais do que o dobro da área explorada por outras três concorrentes. Desde 2004 a Codesp afirma que a área passará por licitação. Até agora, nada. Fabricio Pierdomenico será ouvido pela Justiça em setembro. Ele é irmão de outro notório petista: Fabio Pierdomenico. Este foi diretor do departamento de lixo da prefeitura de São Paulo na administração petista de Marta Suplicy, quando foi realizada a megalicitação mais corrupta do País, uma concessão dirigida para empresas previamente escolhidas, em valor de mais de 30 bilhões de reais, por 20 anos. Fábio Pierdomenico será denunciado para a Justiça gaúcha no inquérito que apurou a fraude na licitação do lixo da prefeitura de Porto Alegre. (na foto, Fábio Pierdomenico)

Banco Central já admite inflação acima do centro da meta em 2008 e 2009

O Banco Central aumentou a previsão para a alta da inflação em 2008 e 2009 e já admite que o índice de preços deve ficar acima do centro da meta de inflação nesses dois anos. Segundo o Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta quarta-feira pelo Banco Central, a previsão de inflação neste ano subiu de 4,6% para 6%. Para 2009, a previsão passou de 4,4% para 4,7%. A meta de inflação para os dois anos é de 4,5% (centro da meta). O índice também pode chegar a 6,5% dentro da margem de dois pontos de tolerância. Esse valor é chamado de "teto da meta". No relatório, o Banco Central lembra que a inflação medida pelo IPCA (índice oficial de inflação, medido pelo IBGE) em 12 meses já está acima do centro da meta, em 5,58%. "O cenário benigno para os preços ao consumidor que se materializou com intensidade em 2006 começou a arrefecer em 2007 e apresentou deterioração ainda maior neste início do ano", diz o Banco Central. Segundo a instituição, esse aumento se deve ao "descompasso entre o ritmo de expansão da demanda doméstica e da oferta" diante das pressões nos preços internacionais de produtos básicos agrícolas, carne, leite e derivados.

Ministério Público Federal apura fraude no Projovem do Rio Grande do Sul

Apontada pelo Ministério Público Federal como uma das principais operadoras do desvio de R$ 44 milhões do Detran-RS, a Fundae foi contratada sem licitação para gerir o Projovem (programa de capacitação de jovens) pelas prefeituras de Porto Alegre e de outras três cidades gaúchas. A Procuradoria Federal instaurou investigação para apurar os indícios de fraude. Na investigação da fraude no Projovem foram aproveitadas gravações da Operação Rodin, nas quais eram tratadas questões do programa federal. Um conhecido vereador de Porto Alegre está presente de maneira comprometedora nessas conversas. O contrato de R$ 9,9 milhões entre a Prefeitura de Porto Alegre e a Fundae foi assinado em 2005, pela então procuradora-geral do município, Mercedes Rodrigues (PSDB), agora secretária-geral de Governo do Rio Grande do Sul. Como Mercedes Rodrigues é procuradora do Estado aposentada, parece ser uma praga entre os procuradores de Estado acreditar que contratações de fundações de direito privado, sem licitação, são normais. É que elas se acostumaram com a Faurgs. Os indícios das ramificações da suposta organização criminosa nas prefeituras gaúchas apareceram durante as investigações que levaram à Operação Rodin. Dias depois, a prefeitura da capital decidiu não prorrogar o contrato com a Fundae. Segundo dados da prefeitura, o programa deveria oferecer capacitação escolar inicialmente a 7.200 alunos, mas apenas 1.775 foram atendidos. Escutas da Polícia Federal indicam que, para a execução do Projovem, a Fundae subcontratou a Pensant Consultoria, empresa de José Antônio Fernandes, apontado como o cérebro da fraude do Detran. O vereador de Porto Alegre envolvido gosta especialmente de cargos no Grupo Hospitalar Conceição.